Definição

Seu nome vem do Grego, onde paqui é “espessura” e metro é “medida”. O paquímetro é um instrumento usado para medir com precisão as dimensões de pequenos objetos. Trata-se de uma régua graduada, com encosto fixo, sobre a qual desliza um cursor. O paquímetro possui dois bicos de medição, sendo um ligado à escala e o outro ao cursor. É um instrumento utilizado para medir as dimensões lineares, tais como: internas, externas, profundidade e ressalto. O paquímetro é muito utilizado na medição de parafusos, porcas, tubos, entre outros. Características O paquímetro possui normalmente uma graduação em centímetros e outra em polegadas para que possamos realizar as medições. O cursor móvel tem uma escala de medição que se denomina nônio ou vernier. A escala é chamada de nônio ou vernier em homenagem aos seus criadores: o português Pedro Nunes e o francês Pierre Vernier. O vernier (nônio) possui uma escala com n divisões para X mm da escala fixa. Em geral os paquímetros são construídos para faixa de indicação 120 ... 2000 mm; o comprimento dos bicos de 35 a 200 mm correspondentemente. Para casos especiais é possível adquirir paquímetros de bicos compridos. O material empregado na construção de paquímetros é usualmente o aço com coeficiente de dilatação linear a = 11,5 mm/m.K, de forma que o mesmo tenha comportamento térmico equivalente à maioria das peças. As superfícies dos bicos situadas frente a frente destinam-se às medições externas (figura 3.1). Para medições internas, os extremos dos bicos são rebaixados, com superfícies externas cilíndricas. Ao usarse estas superfícies de medição, deve-se adicionar à indicação a espessura dos ressaltos dos bicos que é, geralmente, um valor arredondado (10 ou 20 mm). Importante é realizar a calibração desta distância periodicamente a fim de determinar o seu valor efetivo e fazer a correção do erro durante o processo de medição. Nos paquímetros universais os bicos para medições internas são prolongados para cima e apresentam a forma de gumes, o que permite medir dimensões menores do que aquele valor arredondado. Paquímetros pequenos podem ter, na parte traseira, uma lingueta que se move junto com o cursor e serve para medir profundidades

Como usar o paquímetro Para ser usado de forma correta. já nas medições de diâmetros internos. as superfícies de medição das orelhas devem coincidir com a linha de centro. o centro do encosto fixo deve ser encostado em uma das extremidades da peça. Nas medidas externas. o paquímetro precisa:      Ter seu cursor e encosto limpos e a peça a ser medida precisa estar bem posicionada entre seus bicos. Para maior segurança nas medições . Não desmontar o equipamento. No . Convém que o paquímetro seja fechado suavemente até que o encosto móvel toque a outra extremidade. é importante abrir o paquímetro com uma distância maior que a dimensão do objeto a ser medido. Evitar choques ou movimentos bruscos. Não expor o instrumento a luz solar direta. a peça a ser medida deve ser colocada o mais profundamente possível entre os bicos de medição para evitar qualquer desgaste na ponta dos bicos. as superfícies de medição dos bicos e da peça devem estar bem apoiadas. Evitar um aperto forte dos bicos sobre o objeto que será medido Para uma medição.

evitando que ele fique inclinado. Tipos de Paquimetro .caso de medidas de profundidade. apoia-se o paquímetro corretamente sobre a peça.

não deve ser desmontado e o seu usuário deve evitar choques ou movimentos bruscos. neste caso vai ser 128)=24/128"+5/128"=29/128" A medida representada no desenho acima é. cinco traços equivalem a 5/128". Como cada traço da escala principal vale 1/16". manter o cursor e o encosto limpos. uma polegada e vinte e nove avós de polegada (1 29/128"). três traços equivalem a 3/16". O valor inteiro de uma polegada encontrado acima pode ficar de fora desta soma. além de não apertar forte os bicos sobre o objeto que será medido. entre eles. Cuidados com o Paquimetro Para ter resultados corretos e preciso. No nosso exemplo o quinto traço do nônio coincide com um traço da escala principal (observe que apenas um traço do nônio está coincidindo) Como cada traço do nônio equivale a 1/128". 2º passo: verificar quantos traços na escala fixa o ZERO NO NÔNIO ultrapassou na escala principal. 3º passo: identificar qual traço do nônio coincide com algum traço da escala principal. portanto. 3/16"+5/128"(tem que tirar MMC. O instrumento não deve ser exposto à luz solar diretamente. . Já a peça que será medida deve estar bem posicionada entre seus bicos. No exemplo acima o zero do nônio ultrapassou 3 traços. mas no resultado final ele deve aparecer. Neste caso ultrapassou uma polegada. exigem-se alguns cuidados com o paquímetro. 4º passo: somar as medidas encontradas no nônio e na escala principal.Leitura de um Paquímetro 1º passo: Observar se o zero do nônio ultrapassou alguma POLEGADA INTEIRA.

Considerações finais Pela sua facilidade de operação. o paquímetro é uma ferramenta muito utilizada em diversos campos. de profundidade e de ressalto. . nem muito preso e nem muito solto. sempre que possível. apertar a trava e retirar o paquímetro da posição de medida. O seu uso deve ser feito com cuidado na hora das medições. Erros de Leitura Erro de paralaxe – dependendo do ângulo de visão do operador. pois devido a esse ângulo aparentemente há coincidência entre um traço da escala fixa com outro móvel Para evitar esse tipo de erro. Deve-se saber como utilizar essa simples ferramenta que facilita e agiliza as medições que necessitaremos fazer dentro do mundo industrial. ao utilizar o paquímetro. deve-se regular bem o cursor. Erro por pressão de medição – origina-se no jogo do cursor. Para evitar esse erro. É um instrumento usado para medir dimensões lineares internas. deve se posicionar a visão perpendicular ao nônio e se necessário. Para tanto. fazendo a leitura sem retirar o instrumento da peça. pode ocorrer o erro por paralaxe. utilize-se uma pressão apropriada e constante. abre-se o paquímetro antes de retirá-lo da peça medida. externas. o que não é muito recomendado. Por existir vários tipos de paquímetro. é importante que o operador tenha um conhecimento prévio sobre paquímetro para não danificar a ferramenta ou efetuar medições erradas. o que altera a medida. Outra recomendação é guardar o instrumento no seu estojo e colocá-lo em lugar seco e sem influência direta de calor ou sol. .É necessário que. onde pode ocorrer uma inclinação do cursor em relação a régua. temos a possibilidade de medir peças com características distintas.