CICLO DE VIDA DO PRODUTO E SEUS IMPACTOS

Ualison Rébula de Oliveira & André Rodrigues Ferreira

RESUMO O estudo estabelecido entre o desenvolvimento de novos produto e a administração de seu ciclo de vida é de extrema máxima importância o sucesso de uma organização. Este ciclo, apesar de suas particularidades, servem para identificar o estágio do produto no mercado,e assim determinar as estratégias internas para que ele ten a um ciclo de vida !til mais duradoura. "abe#se que existem vários aspectos a serem levados em consideração como as estratégias de introdução, crescimento, maturidade e decl$nio de um determinado produto que constituem seus diferentes estágios no respectivo ciclo de vida. O sucesso empresarial a longo prazo depende da execução do desenvolvimento de produtos novos eficaz e eficientemente. %erenciar esse desenvolvimento é uma das tarefas mais comple xas da organização.

Palavras C ave! &roduto, 'ercado, Estratégia e 'aturidade

(

cada uma das fases da demanda e se estudar as implicaç-es da fase para os esforços de 'ar. o produto terá seu lugar cativo no mercado.re o Mar-e. que se pode associar a um dado produto. O ciclo de vida é apenas um modelo.e O ob*etivo das empresas é fazer com que seus produtos sempre este*am satisfazendo as necessidades e dese*os das pessoas. )gora ele deve ser introduzido no mercado e devem ser desenvolvidas e implementadas estratégias para gerar lucros durante sua / .ing. desenvolvido e testado. enquanto estes forem perfeitamente satisfeitas.eting e de &rodução. quando o seu desenvolvimento aproximar#se da finalização. FI'URA "() # A Liga*+o en. &artindo do princ$pio que o produto foi plane*ado. dessa forma." # I$TRODU%&O ) maioria dos produtos existe como uma solução para uma determinada necessidade ou dese*o dos consumidores. um maior tempo de vida. proporcionando. o con*unto dessas fases constitui o que se c ama de ciclo de vida do produto. Produ*+o e Clien. que no ciclo de vida do produto pode ser identificado como tempo de maturidade. ) demanda de muitos produtos + talvez da maioria deles + passa por muitas fases. o gerenciamento de produto está apenas começando.

) estratégia de mar.3. as compras começam a disseminar#se para a maioria inicial do mercado de massa. clientes geralmente dese*osos de assumir mais riscos.o 6ntrodução 5rescimento )dotantes 6niciais 'aioria 6nicial 0E')90) 7endas 8ucros 'aturidade 'aioria 0ecl$nio 4etardatários 7E90)" 8:54O" 2empo 0urante o crescimento. &r1ximo do decl$nio do produto./ mostra que o padrão geral de vendas e lucros esperados durante o ciclo de vida do produto.vida. com penetração e adoção plena pela maioria tardia acontecendo primariamente no estágio de maturidade. compram o produto logo depois da introdução.. Figura "(/ 0 Ci1lo de Vida do Produ. 3 . Os inovadores e adotantes iniciais.eting deve ser adaptada para satisfazer as oportunidades e os desafios especiais de cada estágio do ciclo de vida do produto como ilustrado na 2abela (. somente os retardatários continuam comprando#o. ) figura (.

pois cada invenção pode tornar#se um produto novo. / # FATORES DE TEMPO DE VIDA DO PRODUTO Os fatores que influem na vida de um produto são os seguintesG • Inova*+o G essa caracter$stica dá a um produto uma possibilidade de vida maior.ing duran.ados de Mar-e. crescimento. maturidade e decl$nio. desde que ele se*a proveniente de uma invenção patentea da.<O 7endas >aixas 8ucros @luxo de caixa 5lientes 5oncorrentes 9egligenciais 9egativo 6novadores &oucos 54E"56'E92O 5rescimento rápido &ositivo 'oderado 'arcado de massa crescendo ')2:460)0E 0E58=96O 5rescimento 0eclinam baixo 9$veis 'áximos >aixos ou ?ero )lto >aixo 'ercado de 4etardatários massa 'uitos rivais 0iminuindo 2A265)" @oco Estratégico 0espesas 6924O0:. constituindo uma inovação. H .<O 'ercado Expandido )tlas 54E"56'E92O &enetração de mercado )ltas Bporcentagem diminuindoC &referEncia de marca 6ntensiva O mais baixo 0iferenciado ')2:460)0E 0efender a fatia 5aindo 0E58=96O &rodutividade >aixas Dnfase 0istribuição &reço &roduto 5onsciEncia do &roduto 0esigual )lto >ásico @idelidade F marca 6ntensiva O mais baixo 0iferenciado "eletiva "eletiva "ubindo racionalizado 5iclo de vida do produto é o ciclo de estágios que o produto atravessa do nascimento até a morteG introdução.i1as e Resul.e O Ci1lo de Vida do Produ.TA2ELA "(3 # T4.o 4E":82)0O" 6924O0:.

3 0 ESTRAT7'IAS DE CICLOS DE VIDA DO PRODUTO )p1s o lançamento dos novos produtos. embora a forma e a duração exatas não se*am con ecidas com antecedEncia. • Pre*o G a prática de preços muito altos ou muito baixos pode inibir o consumo. • Pro6o*+o G falta de acompan amento pela gerEncia de produto. falta de sustentação publicitária ou esforços promocionais pelo merc andising. • Dis.ribui*+o G a distribuição pelos canais errados ou de maneira ina dequada pode reduzir a vida de um produto.• Con1orr5n1ia G é um fator que pode pre*udicar a venda e reduzir a vida do produto. Ela tem con ecimento de que cada produto terá um ciclo de vida. a empresa dese*a que o produto ten a uma vida longa e produtiva. • Obsoles15n1ia G um produto pode tornar#se obsoleto por não ser mais necessário. não sendo mais dese*ado por que ninguém mais o usa. Embora não se espere que o produto vá vender indefinidamente. ou por ter surgido um produto substituto que o su pere em desempen o# • Moda G um produto pode sair de moda. O ciclo de vida do produto é marcado por cinco estágios distintosG I . sob ameaça de um concorrente ou substituto. a empresa dese*a obter um lucro razoável para cobrir todos os esforços e riscos que foram investidos nele.

)s vendas de muitas classes de produtos permanecem no estágio de maturidade por muito tempo.eting para defender o produto de concorrEncia. )lguns entram no estágio de decl$nio e são reciclados para o estágio de crescimento por meio de intensa promoção e reposicionamento. devido aos pesados custos da introdução do produto. 9em todos os produtos seguem este ciclo. )s formas dos produtos. por outro lado. pois o produto alcançou aceitação por parte da maioria dos compradores em potencial. O ciclo de vida de uma marca espec$fica pode mudar rapidamente com a mudança dos ataques e L . ou uma marca Bo @ord 2aurusC. )s classes de produto tEm ciclos de vida mais longos. )lguns produtos são introduzidos e decaem rapidamente. a forma de um produto Bcamin onetesC. O conceito de 57& se aplica de forma diferente a cada caso. • ) maturidade é um per$odo em que o crescimento das vendas diminui. @ormas de produtos tais como Jtelefones de discosK e Jdesodorantes em cremeK passaram por uma ist1ria normal de introdução. tendem a 2er a forma padrão de 57&. Os lucros são inexistentes neste estágio. • O decl$nio é o per$odo em que as vendas e os lucros diminuem. Outros permanecem no estágio de maturidade por um longo tempo.• O desenvolvimento do produto começa quando a empresa descobre e desenvolve uma nova idéia para um produto. maturidade e decl$nio. as vendas são iguais a zero e os custos dos investimentos da empresa são crescentes. O n$vel de lucros se estabiliza ou se reduz devido aos crescentes gastos com mar. rápido crescimento. F medida que o produto é introduzido no mercado. 0urante o desenvolvimento do produto. • ) introdução é um per$odo de longo crescimento de vendas. O conceito de 57& pode descrever a classe de um produto Bautom1veis movidos a gasolinaC. • O crescimento é um per$odo de rápida aceitação no mercado e crescentes lucros.

são adotadas com grande fervor. atingem seu auge em pouco tempo e declinam com grande rapidez. a medida que os consumidores passam a adotar novas modas que atraem a sua atenção. 'uitas vezes. os modismos tEm um aspecto de novidade ou de capric o. entrando e saindo de moda. :ma vez que um estilo ten a sido inventado. Os modismos não sobrevivem por muito tempo porque normalmente eles não satisfazem uma forte necessidade ou não a satisfazem adequadamente. roupas Bformais. Elas duram apenas um curto per$odo e tendem a atrair limitado de seguidores.resposta da concorrEncia. Jcristais de estimaçãoK. :m estilo é um modo básico e distinto de expressão. &rimeiro. 'as utilizar o conceito de 57& para previs-es do desempen o do produto ou para desenvolver estratégias de mar.eting tEm problemas em identificar qual estágio do 57& o M . uma forma de se distinguirem das demais ou algo para contar aos outros. como quando as pessoas começaram a comprar pirâmides. Embora os produtos de limpeza Bclasse de produtosC e os cremes dentais Bforma de produtosC desfrutem de ciclo de vida bastantes longos. &or exemplo. :ma moda é um estilo atualmente aceito ou popular em um dado campo.eting para descrever o comportamento dos produtos e dos mercados. )s modas passam por muitos estágios. surrealista. 0epois a moda de torna popular e é adotada pelo mercado em geral. &or exemplo. um pequeno n!mero de consumidores se interessa por algo novo para distingui#los dos demais. as modas tendem a ter um crescimento lento. ele pode permanecer por várias geraç-es. modas e modismos. esportesC e arte Brealista. os ciclos de vida das marcas mais espec$ficas tendem a ser muito mais curtos. bonecos de duendes ou ioiPs. @inalmente. Os modismos apelam para as pessoas que dese*am est$mulos. permanecer populares durante algum tempo e declinar lentamente 'odismos são modas que surgem rapidamente. abstrataC. o colorido psicodélico das roupas da década de MN deu lugar ao preto da década de ON. estilos aparecem em moradias Bcoloniais ou r!sticasC. &or exemplo. a moda declina. os *ogos 6magem de )ção. outros consumidores demonstram interesse por copiar os l$deres da moda. Em seguida. os profissionais de mar. )ssim. O conceito de 57& pode ser !til aos profissionais de mar.eting apresenta alguns problemas de ordem prática. O conceito de 57& também pode ser aplicado a estilos. :m estilo tem um ciclo de que apresenta vários per$odos de renovação de interesse.

eting também pode ser dif$cil porque a estratégia é tanto a causa como o resultado do ciclo de vida do produto. 'uitos recursos são necessários para atrair os distribuidores e criar inventários. os grupos de alta renda. quando utilizado com cuidado.eting para introduzir um novo produto. 5onsiderando apenas preço e promoção. ) posição atual do produto no 57& sugere as mel ores estratégias de mar. o conceito de 57& pode auxiliar no desenvolvimento de boas estratégias de mar. a empresa pode lançar o novo produto com um preço elevado e baixos gastos com promoção. enquanto os baixos gastos com promoção reduzem os gastos totais de mar. localizar o momento em que o produto passa para o estágio seguinte e determinar os fatores que afetam a passagem do produto pelos diversos estágios. :ma empresa pode adotar várias estratégias de mar.eting para os diferentes estágios do ciclo de vida de um produto.produto se encontra. Os preços elevados a*udam a recuperar o máximo poss$vel do lucro bruto por unidade. Ela pode definir um n$vel alto ou baixo para cada variável de mar. é dif$cil prevE o n$vel de vendas em cada estágio do 57&. 8 0 ESTRAT7'IAS DE I$TRODU%&O 9este estágio. 5ontudo. Os gastos com promoção são relativamente altos. tal como preço. a extensão de cada estágio é o formato da curva de 57&.eting e as estratégias resultantes afetam o desempen o do produto em estágios posteriores do seu ciclo de vida. em comparação com os demais. distribuição e qualidade do produto.eting. promoção . a empresa e seus poucos concorrentes produzem vers-es básicas do produto. os lucros são negativos ou baixos devido a pouca vendagem e aos altos gastos com distribuição e promoção. O . :tilizar o conceito de 57& para desenvolver uma estratégia de mar. Os ob*etivos agora são informar os novos consumidores sobre o produto e levá#los a experimentar o produto. 0evido ao fato de o mercado não estar ainda pronto para o sortimento do produto neste estágio. Estas empresas concentram suas vendas naqueles consumidores que estão mais aptos a comprar + usualmente. 9a prática.eting. por exemplo.

eting empregado deve fun cionar *unto para conscientizar os clientes do produto e encora*á los a experimentá#lo.o G desenvolver sentimentos positivos em relação ao produto Pre:er5n1ia G vir a preferir esse produto em relação a qualquer outro.Essa estratégia faz sentido quando o mercado tem um taman o limitado. O con*unto de táticas de mar. promoção. a maioria dos consumidores no mercado con ece o produto. o risco deles ao comprar um novo produto. o programa de mar.eting da empresa a*uda os clientes a passar por esses es tágios. está disposta a pagar um preço elevado. quais benef$cios fornece e como funciona • • A:ei*. pois os clientes potenciais devem passar por um processo de aprendizagem sobre o novo produto e os seus benef$cios antes que o comprem. distribuição e vendas personali zadas.o G construir um entendimento do que o produto faz. vendas. portanto. 5riar a aprendizagem do cliente exige gastos pesados com publicidade. 9 0 O PROCESSO DE ADO%&O I$DIVIDUAL Os clientes passam por diversos estágios distintos de aprendiza gem antes de comprar um novo produto. diminuindo. Os estágios pelos quais os clientes geralmente passam no processo de adoção incluemG • • Cons1i5n1ia G observar que existe um novo produto Con e1i6en. e á pouca concorrEncia potencial com possibilidade de reação imediata. )s vendas iniciais são lentas. se for comprar um • Co6<ra G tomar a decisão de comprar e realizá#la Q . 6dealmente. todas as quais contribuem para a perda de lucros nesse per$odo.

introduç-es de produto são acompan adas por gran des campan as iniciais de publicidade plane*adas especificamente para conscientizar. eles de vem primeiro ter consciEncia de que ele existe.age6 rela.ibilidadeG Suanto maior a compatibilidade + consistente com os valores. como o forno de microondas logo que foi apresentado no in$cio nos anos MN. • Co6<le=idadeG Suanto mais dif$cil é entender e usar um produto. as empresas usam os seus programas de mar. mais rápido será o processo de adoção. e (N . • Observa*+oG Suanto maior o grau em que os resultados do uso de um produto são vis$veis para outros. O cronograma necessário para a aceitação de um novo produto varia amplamente de produto para produto. maior o processo de adoção. 5om freqREncia. • Van.&ara encora*ar a adoção de um novo produto. o que pode levar a uma even tual compra.eting no estágio de intro dução do ciclo de vida de um produto são plane*ados para levar os clientes mais inovadores Badotantes iniciaisC velozmente pelo processo de aprendizagem até a compra.eting para levar os clientes potenciais por cada estágio sucessivo. • Co6<a. mais rápido será o processo de adoção. • E=<eri6en. ) preferEncia s1 pode desenvolver#se para os produtos que uma pessoa gosta.a*+oG Suanto maior o grau em que o novo produto pode ser usado em uma base experimental. "1 depois que as pessoas tomam con ecimento sobre um produto.ivaG Suanto maior a vantagem relativa + preço mais baixo. Os elementos do programa de mar. elas podem c egar a uma conclusão quanto a se gostam dele ou não. mais tempo levará para ser adotado. facilidade de uso. )lguns dos fatores que influenciam esse $ndice de adoção são listados nos dados abaixo. economia de tempo # mais rápido o processo de adoção. Os clientes adotarão mais lentamente os produtos que são radicalmente inovadores. as necessidades e as experiEncias dos usuários potenciais #. )ntes que os clientes possam desen volver con ecimento sobre o que um novo produto faz.

se conseguindo. E claro que. causará rumores negativos. Suase cer tamente isso garantirá o seu fracasso no mercado. o programa de mar. ) difusão está apenas parcialmente sob o controle da empresa. @inalmente.eting da empresa para a*udar a suprir os clientes menos inovadores Bmais imitadoresC. gerando uma divulgação do produto Jboca a bocaK positiva. que com p-em a parte principal da maioria dos mercados. @oram mesmo publicados alguns pequenos artigos e ist1rias em quadrin os na m$dia empresarial que con tribu$ram ainda mais para o seu fracasso comercial.eting da empresa induz os inovadores e os adotantes iniciais a comprar e experi mentar o produto. Suando o 9eTton da )pple fracassou rotineiramente em recon ecer a caligrafia dos primeiros clientes. como o 9eTton da )pple.produtos que são caros. &rimeiro. a empresa pode (( .eting usado para lançá#lo. > 0 O PROCESSO DE DIFUS&O :ma difusão de produto ampla no mercado de massa resulta de trEs processos. &rodutos mais inovadores e caros exigirão um esforço de mar. Escutar a empolgação dos seus vizin os sobre o novo &alm &ilot deles e como ele mudou a maneira deles organizarem as suas vidas é muito mais poderoso para muitas pessoas do que ler sobre o que o produto faz em um an!ncio impresso. a dificuldade é auxiliada no processo de desenvolvimento assegurando que o produto soluciona os problemas que os clientes querem solucionados e. eles estarão satisfeitos e contarão a outros clientes potenciais. a despeito da qualidade do programa de mar. 0epois. o Jboca a bocaK gratuito funciona em sintonia com o programa de mar. especialmente no estágio de introdução. se a equipe de pro*eto desenvolveu um produto que cobre as necessidades des ses clientes. se o produto não atinge as expectativas. 6nicialmente. dando credibilidade a elas. com entendi mento e confiança suficientes no produto em aquisição. acertar os detal es do produto.e ting maior. os rumores negativos espal a ram#se rapidamente. :ma vez lançado. ) aprovação boca a boca dos clientes reforça as mensagens enviadas pela empresa.

) empresa utiliza várias estratégias para sustentar o rápido crescimento do mercado pelo máximo de tempo poss$vel. especialmente se ouvirem um comentário favorável. Suaisquer mecanismos que a empresa desenvolva devem funcionar em sintonia com o resto do programa de mar.eting que maximiza o n!mero de pessoas que se tornam adotantes iniciais. Eles incorporarão novos aspectos ao produto e o mercado se expandirá. F medida que os gastos com promoção são distribu$dos por um grande volume de unidades e os custos de fabricação decaem.eting. a )mazon. Educar o mercado continua sendo um ob*etivo. Os consumidores iniciais continuarão a comprar o produto e os compradores tardios começarão a seguir sua liderança. Os lucros aumentam este estágio de crescimento. mas agora a empresa deve também enfrentar a concorrEncia. pela entrada de novos concorrentes era resposta e pelos lucros positivos para as variedades de produtos que os clientes decidem que mel or sa tisfazem as suas necessidades. &or exemplo. O aumento da concorrEncia leva ao aumento do n!mero de formas de distribuição e as vendas crescem rapidamente para abastecer os estoques dos revendedores. Ela mel ora a qualidade do produto e acrescenta novos aspectos e modelos. ? 0 ESTRATR7'IAS DE CRESCIME$TO O estágio de crescimento do ciclo de vida do produto é caracteri zado pelo rápido crescimento da demanda dele. @inalmente. a empresa pode encora*ar mecanismos para disseminar boca a boca de endosso por todo o mercado.acelerar a difusão desenvolvendo um programas de mar. )tra$dos pela oportunidade de lucro. Os preços permanecem inalterados ou decaem ligeiramente. )s empresas mantEm seus gastos com promoç-es no mesmo n$vel ou os aumentam ligeiramente.eting em torno do lançamento do pro*eto.com permite que os leitores escrevam e remetam cr$ticas de livros que outros clientes dela podem acessar. Ela penetra em novos (/ . novos concorrentes entrarão no mercado. :m n!mero maior desses clientes significa que á mais usuários que podem espal ar rumores de boca a boca positivo para outros clientes potenciais no começo do ciclo de mar.

segmentos de mercado e novos canais de distribuição. o ob*etivo do gerenciamento de mar.eting.eting é maximizar os lucros e alongar o ciclo de vida do produto. a grande maioria do mercado torna#se compradora regular do produto. 'as ela abre mão do máximo lucro atual na esperança de compensar esta perda no pr1ximo estágio. :tilizar o programa de mar. se o produto é bom o bastante. ela pode conquistar uma posição dominante. O ob*etivo é diminuir a pressão reduzindo o preço para manter os clientes usan do outras táticas no composto de mar. promoção e distribuição. 'esmo na maturidade. não aven do mais clientes potenciais. 9o estágio de crescimento. &or exemplo. &rogramas de passageiros fre qRentes das lin as aéreas. os clientes e os concorrentes começam a estabi lizar#se e os lucros c egam ao seu ápice. os lucros começam a cair durante a !ltima metade do estágio de maturidade quando os concorrentes lutam por fatias de mercado e começa a correspondente guerra de preços. 5ontudo.eting para manter a fidelidade e a satisfação dos clientes é importante para manter a lucratividade durante o estágio da maturidade. diversas estratégias podem ser usa das para tentar crescer no mercado. @ 0 ESTRAT7'IAS DE MATURIDADE Eventualmente. Ela altera o prop1sito de parte de sua propaganda. a empresa se vE diante de uma troca entre uma elevada participação no mercado e um elevado lucro atual. 9essa fase. 6nvestindo muitos recursos com a mel oria do produto. de preferenciais de 1spedes otéis e fregueses de lo*as de supermercados foram desenvolvidos para manter a fidelidade do cliente e mel orar os lucros. a empresa pode descobrir novos usuários (3 . 2ipicamente. da criação do con ecimento sobre o produto para a criação de convicção e compra do produto e reduz seus preços no momento correto para atrair os compradores. O mercado para o produto está satu rado. existem estratégias que podem capacitar as empresas a sustentar os lucros durante o estágio da maturidade que não trabal am com o preço. )s vendas.

as vendas de produto podem eventualmen. 'uitas empresas de software lançam novas vers-es de programas com atributos e funç-es ampliadas em um processo cronol1gico muito sistemático. o bicarbonato de s1dio da )rm U Vammer aumentou a utilização doméstica divul gando novos usos para ele. 5omo foi mencionado anteriormente. te começar um decl$nio a longo prazo. os produtos baseados em novas tecnologias levam ao desaparecimento dos produtos corren tes. @reqRentemente. Entretanto. como a desodorização do refrigera dor e do congelador. 7endas reduzidas não significam necessariamente que aem presa deva sair do neg1cio imediatamente. a maioria dos serviços e mesmo os estudantes dependem de &5s e programas de processamento de texto para produzir comumca ç-es escritas de fácil leitura. os clientes atualizam#se para ter acesso a no vos atributos. o WordPerfect e o Word.Bdesenvolvimento de mercadoC ou aumentar o $ndice de utilização por usuário Bpenetração de merca doC. 'as o ver dadeiro tiro de miseric1rdia nas vendas das máquinas de escrever ocorreu com o advento do &5 e dos programas de uso fácil como o Write. Suanto mais alto o poder competitivo de uma empresa em (H . 3I anos atrás quase todos os estudantes indo F faculdade levavam consigo uma máquina de escrever &rimeiro. &oucos formulários em alguns serviços ainda exigem uma máquina de escrever. &or exemplo. a máquina de escrever elétrica causou o decl$nio das vendas das máquinas manuais. Outro mecanismo de crescimento no estágio maduro é oferecer mel orias significativas em uma base rotineira Bdesenvolvimento do produtoC. Então. A 0 ESTRAT7'IAS DE DECLB$IO 'esmo que os novos usuários se*am descobertos e as taxas de utilização aumentem. )o invés de ficar com a versão atual do software. ) Wo nson U Wo nson descobriu novos usuários posicionando os seus xampus infantis para os adultos. quando um produto subs tituto que oferece um con*unto superior de benef$cios substituio produto Jvel oK. as máquinas processadoras de texto começaram a gan ar terreno das máquinas elétricas.

O gerente de produto também procura novas formas de aumentar a utilização do produto entre os consumidores atuais. ) 5ampbell adota esta prática oferecendo receitas e convencendo os consumidores de que Jsopa é um bom alimentoK. necessitarão ser reduzidas. algumas empresas retiram#se do mercado. inclusive avanços tecnol1gicos. como ocorreu quando a Wo nson e Wo nson voltou#se para o mercado adulto com seu talco e s ampoo para bebEs. Elas podem (I . )quelas que permanecem podem reduzir o n!mero de suas ofertas de produtos. mas a satisfação dos clientes Be. X medida que as vendas e os lucros declinam. Ela procura novos usuários e segmentos de mercado. )s despesas de mar.eting usadas nesse estágio terão de ser modificadas novamente para manter os n$veis de lucratividade aceitáveis. Os produtos em decl$nio continuam a vender. ") 0 MODIFICA%&O DO MERCADO 0urante este estágio. como no caso dos videogames. )s vendas podem declinar por muitas raz-es. onde permanecerão por muitos anos.uma ind!stria. )s vendas podem cair para zero ou para um n$vel baixo. as vendas da maior parte dos tipos e marcas de produtos declinam. Ou a empresa pode dese*ar reposicionar a marca para apelar para um segmento maior ou de crescimento mais acelerado. 9os anos QN. Este decl$nio pode ser lento. as táticas de mar.eting. a 6>' enxugou a sua divisão de máquinas de escrever para que os neg1cios pudessem continuar operando sem ser sobrecar regados pelos grandes custos das despesas gerais associados com as estruturas comercias tradicionais da empresa. Este é o estágio de decl$nio. mais tem po ela dese*ará continuar no mercado para col er o retomo dos investimentos anteriores.eting eas de promoção. assim. a empresa tenta aumentar o consumo do produto atual. como no caso dos cereais de aveia. mudanças nos gostos dos consumidores e aumento da concorrEncia. 2odavia. como a )rroT fez quando introduziu sua nova lin a de camisetas esporte e anunciouG Jestamos desabotoando nossos colarin osK Eventualmente. ou rápido. a fidelidadeC e a divulgação boca a boca irão se tornar geradores de vendas mais importantes do que as campan as de mar. em particular.

)s empresas devem dar maior atenção a seus produtos que estão em declinando. propaganda. "e a empresa plane*a encontrar um comprador. "e a poda é bem sucedida. manutenção. revisando regularmente as vendas. força de vendasC. participaç-es no mercado. para um mercado de classe média. o que quer dizer reduzir vários custos Bfábrica e equipamentos. na esperança de que os concorrentes abandonem a ind!stria. &e0. para cada produto em decl$nio. não será interessante podar o produto. ) empresa pode decidir podar o produto. enquanto outras empresas o abandonaram. a empresa deve decidir se o mantém. Em seguida. ) miller adotou esta ação com sua marca 'iller Vig 8ife na década de MNG as vendas cresceram rapidamente quando a 'iller reposicionou seu produto transferindo#o de um mercado de pessoas de renda mais elevada. "" 0 MODIFICA%&O DO PRODUTO O gerente de produtos também pode alterar as caracter$sticas do produto. (L . aspectos ou estilos + para atrais novos usuários e criar maior utilização. ela aumentará os lucros da empresa a curto prazo. Ou a empresa pode decidir reposicionar a sua marca na esperança de retornar ao estágio de crescimento do ciclo de vida do produto. Ou a empresa pode decidir retirar o produto de lin a.abandonar os pequenos segmentos do mercado e os canais marginais do comércio. poda ou o retira de lin a. Elas podem cortar o orçamento de promoç-es e reduzir ainda mais seus preços. custos e tendEncia dos lucros. &or exemplo. Ela pode vendE#lo para outra empresa ou simplesmente liquidá#lo por preço de ocasião. ) primeira tarefa é identificar os produtos que estão no estágio de decl$nio. a &rocter e %amble obteve bons lucros permanecendo no neg1cio em decl$nio de sabonetes l$quidos. a 5 ampagne das cerve*as engarrafadas. tais como qualidade. ) empresa pode decidir manter sua marca sem mudanças. na esperança de as vendas se manten am.

@inalmente. Essa estratégia foi utilizada com sucesso pelos fabricantes de rel1gios. fornecer uma estrutura organizacional que per mita que os pro*etos avancem eficientemente e desenvolver me canismos para manter o apoio da (M . eficiEncia e sabor.eting. :ma nova e mel or campan a de propaganda pode ser lançada. prEmios. :ma estratégia de mel oria de aspectos acrescenta novos aspectos que aumentam a utilidade do produto. confiança. cores e ingredientes ou embalagens para revitalizar as compras dos consumidores. sua segurança ou conveniEncia. ) empresa também pode utilizar canais de distribuição maiores. :ma estratégia de mel oria de estilo tem como ob*etivo aumentar a atratividade do produto. calculadoras e máquinas de fotoc1pia *aponesa. &romoç-es de vendas agressivas Bacordo de compra. os fabricantes de carros modificam o estilo de seus ve$culos para atra$rem compradores que dese*am um novo visual. Os fabricantes de alimentos para consumos e produtos domésticos introduzem novos sabores. competiç-esC podem ser utilizadas . utilizando vendedores de grande porte. )ssim. a "ei.o está sempre adicionando novos estilos e aspectos F sua lin a de rel1gio de pulso. descontos. "3 0CO$CLUS&O 5onduzir produtos através da empresa exige estabelecer uma liderança efetiva.:ma estratégia de mel oria de qualidade visa aumentar o desempen o do produtoG sua durabilidade. &or exemplo. quando os comprares acreditam nestas mel orias e quando um n!mero suficiente de compradores dese*a uma qualidade mais alta. Os preços podem ser reduzidos para atrair novos usuários e compradores dos concorrentes. Esta estratégia é eficiente quando a qualidade pode ser mel orada. "/ 0 MODIFICA%&O DO MIC DE MARDETI$' O administrador de produtos também pode tentar mel orar suas vendas alterando alterando um ou mais elementos do mix de mar. a empresa pode oferecer serviços novos ou mel orados para os compradores.

eting na conquista bem#sucedida do desenvolvimento novos produtos requer que as empresas este*am con tinuamente. / Ed.G • Entendendo as necessidades e os problemas do cliente. )s empresas que utilizam um processo de produto novo formal para a*udar a completar as tare =as mais repet$veis de maneira consistente tendem a ter maior sucesso no 57&.). o ob*etivo é conquistar a fatia de mercado máxima. )dministração do &roduto. 5omercializar novos produtos consiste de ta refas repet$veis e menos repet$veis. o mar.eting deve administrar a lucrativida de durante o ciclo de vida do produto. ) lucratividade é o ob*etivo primário tanto durante a maturidade como no decl$ nio. @8O46)9O 5. O ob*etivo no estágio de introdu ção é conscientizar os potenciais adotantes iniciais sobre o pro # duto e persuadi#los a experimentá#lo. o desen volvimento do produto tende a não ser bem#sucedido. estratégias para cada pro*eto e um processo de desenvolvi mento de produto. )tlas. :tilizar efetivamente as capacidades tecnol1gicas para solu cionar problemas requer implementar uma estratégia para o 57& geral. /NN( (O .eting para alcançar os ob*etivos dos dife rentes estágios do cicio de vida. • 0eslocando os pro*etos pela empresa e para o mercado. e )mpl. Os processos formalizados são personalizados &ara satisfazer as necessidades de cada empresa. • 5ombinando as capacidades tecnol1gicas para esses problemas. :ma vez lançado. "8 0 REFERE$CIA 2I2LIO'RFFICA %:4%E8. ) menos que as trEs tarefas se*am bem desempen adas. "ão &aulo .gerEncia durante a vida do produto O papel do mar. 0urante o crescimento. 4ev. modificando os elementos do composto de mar.

(QML [O28E4. 4ibeirão &reto G :"&. Eduardo Vingst + "ão &aulo. :m estudo em 'ar. 5onsumo e 5iclo de 7ida.')22)4. (QQQ. W)'E" . %O48E . 8O4%.4evisão 2écnica . &. TTT. 8:6? 58A:06O + 5O&&E)0 .ting e antropologia de terceira idade.eting de 2ecnologia. @E). (Q . implementação e controle. 0esenvolvimento de novos produtos G uma visão sob o ponto de vista de processo.<O 0E %E4E956)'E92O E 0E"E97O876'E92O 0E &4O0:2O. @):?E 9)W6>.pdma. 'O4)E". (QQ3 )""O56). "%6O . plane*amento. E0:)40O 0E 'O4)E" ")4'E92O. @undamentos do &alne*amento do &roduto . [:>O2). "ão &auloG )tlas. 5O&&E)0 + 'ar.org 2)[)V)"V6. ")92O".etingGanálise. (Y 5O9%4E""O >4)"68E64O 0E %E"2<O 0E 0E"E97O876'E92O 0E &4O0:2O . %)>46E8 0O" ")92O" # %erEncia de &rodutos + 5omo tornar seu produto um sucesso. It 6nternational "Zmposium on SualitZ @unction 0eploZment >elo Vorizonte G :@'%. :m estudo de caso sobre desenvolvimento e transferEncia de novos produtos em instituto de &U0 para empresas. (QQQ. &E2E4 . 'cgrau#Vill do >rasil. 2radução de 'ário tanabe. )dministração de 'ar.