Igreja Evangélica Assembleia de Deus – Recife / PE Superintendência das Escolas Bíblicas Dominicais Pastor Presidente: Aílton José Alves

Av. Cruz Cabugá, 29 – Santo Amaro – CEP. 50040 – 000 Fone: 3084 1524

LIÇÃO 11 – A FAMÍLIA E A ESCOLA DOMINICAL - 2º TRIMESTRE DE 2013 (Ne 8.1-7)
INTRODUÇÃO Entende-se por Escola Bíblica Dominical o ambiente da igreja onde se desenvolve a educação cristã, com ênfase no ensino da Palavra de Deus. Logo, é necessário se conscientizar da sua real importância e o quanto ela é indispensável para o crescimento espiritual de todos, sejam recém convertidos ou aqueles que cresceram dentro de uma congregação. A EBD é a maior agência de ensino, pois, nenhum outro trabalho da igreja tem um programa de estudo sistemático da Bíblia com a mesma abrangência e profundidade. Veremos estas verdades nesta lição! I – DEFINIÇÃO DE ESCOLA SECULAR E ESCOLA BIBLICA DOMINICAL O dicionário Aurélio, diz que a palavra escola vem do do grego “skholé” e do latim “schola” que significa: “Estabelecimento público ou privado onde se ministra, sistematicamente, ensino coletivo primário”. O Dicionário Teológico de Claudionor de Andrade define EBD como: Escola do grego “skholé” e Dominical do latim “Dies Domenicu” que significa “Dia do Senhor” (2006, p. 166). Podemos então dizer que, a Escola Bíblica Dominical é uma instituição de ensino bíblico que se realiza NORMALMENTE aos domingos com suas exceções motivada pela realidade de cada região. II – DEFINIÇÃO DE ENSINO Nas páginas das Escrituras encontramos vários termos equivalentes ao ato de ensinar. Vejamos: Paideuõ “instruir, treinar”, Didasko (Mt 4.23; 9.35; Rm12.7) “dar instrução”, Didaktos (Jo 6.45; 1Co 2.13) “aquilo que pode ser ensinado”, Didaké “ensino”, Didaskalia (1Co4.17; 1Tm 2.12; 4.11) “instrução”, Didaskalós (Mt 8.19; Mc 4.38) “mestre, professor”, Didaskein “ensino”. III - O PAPEL DA EBD NA FORMAÇÃO DO CARÁTER CRISTÃO O caráter é o aspecto psíquico da personalidade, é a característica responsável pela ação e reação. É a maneira própria de cada pessoa agir e expressar-se e tem a ver com a própria conduta. É a “marca” da pessoa, que é adquirido, não herdado e resulta da adaptação progressiva às condições do meio ambiente (RENOVATO, 2013, p.132). O ensino na EBD tem o intuito de alcançar um resultado tríplice. Vejamos: • Ganhar almas para Jesus. A importância da EBD está explícita no seu principal conceito. Ela conjuga os dois lados da Grande Comissão dada à Igreja (Mt 28.20; Mc 16.15). Ela evangeliza enquanto ensina; • Promover o crescimento e desenvolvimento espiritual do cristão. Um dos grandes objetivos da EBD é desenvolver a espiritualidade no aluno e o caráter cristão. Ganhar o aluno para Jesus na Escola Bíblica Dominical é apenas o início de uma missão na formação de novos crentes, promovendo o desenvolvimento, amadurecimento e fortalecimento espiritual de cada crente individualmente. • Preparar obreiros para a seara do Mestre. Ao prover treinamento espiritual, a EBD apresenta ao aluno oportunidades de melhor servir ao Mestre. O ensino na EBD deve ter como objetivo final, levar o crente ao crescimento espiritual, até que ele chegue à medida da plenitude de Cristo (Ef 4.13,14). Assim, o tríplice objetivo da EBD pode ser resumido em: (1) Cada aluno um crente salvo, (2) cada salvo sendo bem treinado e (3) cada aluno bem treinado, um obreiro ativo, diligente e dinâmico. IV – A PRÁTICA DO ENSINO NAS ESCRITURAS No contexto do AT temos uma relação de homens usados por Deus para ensinar Seu povo: Samuel (1 Sm 12.23), Josafá (2 Cr 17.7-12), Esdras e Neemias (Ne 8.17), Davi (Sl 51.13 cf. Sl 25.4; 27.11) e Isaías (Is 28.10). Vejamos como se desenvolveu a instrução religiosa nos tempos bíblicos: • Nos dias de Moisés. Examinando o Pentateuco, vemos que no princípio, entre o povo de Deus, eram os próprios pais os responsáveis pelo ensino da revelação divina no lar. O lar, então, era de fato uma escola onde os filhos aprendiam a temer e amar a Deus (Dt 6.5-9; 11.18,19); • As escolas de profetas. Eram “instituições” de ensino do AT cujo objetivo era a transmissão dos valores morais e espirituais que Deus havia entregado a Israel através de sua Palavra. As escolas de profetas podem ser comparadas as EBD's do presente que tem como objetivo final o ensino das Escrituras (1Sm 10.5,10; 19.20; 2Rs 6.1-2). Os profetas não eram apenas homens com dons sobrenaturais, mas também profetas que possuíam uma “missão pedagógica” (2Rs 2.15, 19-22; 4.1-7, 42-44). • Na época dos Reis e Sacerdotes. Os sacerdotes eram mediadores entre Deus e o homem. Além do culto divino, eles tinham o encargo do ensino da Lei (Dt 24.8; I Sm 12.23; II Cr 15.3; Jr 18.18). Já os reis de Israel, quando piedosos e tementes a Deus, tinham a preocupação com a leitura e o ensino da Palavra de Deus para a nação (II Cr 17.7-9);

• • •

Durante o Cativeiro Babilônico. Nessa época, os judeus no exílio, privados do seu grandioso templo em Jerusalém, instituíram as sinagogas, que eram usadas como “escola bíblica”, casa de cultos e escola pública. No pós-cativeiro. Nos dias de Esdras e Neemias, quando o povo retornou do cativeiro, houve um grande avivamento espiritual, originado pela leitura e ensino das Escrituras (Ne caps. 8 - 9); Durante o Ministério de Jesus. Jesus exerceu um tríplice ministério de cura, pregação e ensino da Palavra de Deus (Mt 4.23; 9.35; Lc 20.1). Esse mesmo ministério tríplice foi ordenado e confiado à Igreja (Mt 28.19; Mc 16.15-18); Nos dias da Igreja. Após a ascensão do Senhor, os apóstolos e discípulos continuaram a ensinar. A igreja dos dias primitivos dava muita importância a esse ministério de ensino (At 5.41,42). Paulo e Barnabé, por exemplo, passaram um ano todo ensinando na igreja de Antioquia (At 11.26). Em Éfeso, Paulo ficou três anos ensinando (At 20.20,31) e em Corinto, ficou um ano e seis meses (At 18.11). Seus últimos dias em Roma foram ocupados com o ensino da Palavra de Deus (At 28.31).

V - OBJETIVOS DO ENSINO NA EBD O ministério de mestre, daquele que educa, que ensina, irá determinar o rumo de quem aprende e, por isso, afirmamos que o ensino na EBD é de grande relevância. A Escola Bíblica Dominical é um ministério que alcança crianças, jovens, adultos, a família e a comunidade inteira, tal como fazia a igreja dos dias apostólicos. Ela é a única escola de educação religiosa popular de que a igreja dispõe. Os objetivos do ensino giram em torno do aluno e de suas relações quanto a tudo que é importante para sua vida. Vejamos: Suas relações com Deus (Is 64.8); Suas relações com o Salvador Jesus (Jo 14.6); Suas relações com o Espírito Santo (Ef 5.18); Suas relações com a Bíblia (SI 119.105); Suas relações com a Igreja (Ef 4.16); Suas relações consigo mesmo (Fp 1.21); Suas relações com os demais alunos e outras pessoas (Mc 12.31). Suas relações com sua família (Sl 128.1-6);

VI - RAZÕES POR QUE TODO CRISTÃO DEVE FREQUENTAR A EBD A EBD não cuida apenas da formação espiritual, mas preocupa-se com a edificação geral, que inclui: bons costumes, exercício da cidadania e a formação do caráter. Ela complementa e, às vezes até CORRIGE a educação ministrada nas escolas seculares. E, em muitas situações, por mais que não seja sua responsabilidade, ela COMPLEMENTA a educação cristã ministrada nos lares. Vejamos porque é importante frequentar a EBD: • Ela produz o sadio alimento espiritual que só pode ser obtido pelo estudo claro, metódico, continuado e progressivo da Palavra de Deus. Ela é a própria igreja crescendo e desenvolvendo-se através do estudo da Palavra de Deus. Porque os objetivos da EBD são os mesmo objetivos da Igreja e, se eles forem alcançados na vida dos alunos, tudo se transformará na vida da igreja local; Porque a qualidade da EBD determina a qualidade e o nível espiritual da igreja local. • Ela desenvolve a espiritualidade e o caráter dos crentes. Ela é um dos meios de evangelização que a igreja possui. Além disso, é onde o crente aprende a amar e cooperar com a obra missionária. Ela é o lugar para a descoberta, motivação e treinamento de novos talentos. Ela reúne a família: pais e filhos fortalecem o relacionamento, as crianças crescem na disciplina do Senhor e os casais aperfeiçoam a vida conjugal. Ela é uma fonte de avivamento espiritual para a igreja, pois, onde a Palavra de Deus é ensinada e praticada, o avivamento acontece.

Porque é na EBD que homens, mulheres, jovens, adolescentes e crianças adquirem uma fé mais robusta e madura.

CONCLUSÃO A Escola Bíblica Dominical, o maior seminário do mundo, tem sido utilizado como já vimos por Deus na formação de novos crentes e no aperfeiçoamento dos membros do corpo de Cristo, visando o crescimento no reino de Deus e a conquista das almas para Jesus. Como agência do reino, sua missão é formar um caráter cristão na vida daqueles que passam pelo novo nascimento e abraçam o nosso maior exemplo: Jesus Cristo de Nazaré.
GILBERTO, Antonio. Manual da Escola Dominical. CPAD. STAMPS, Donald C. Bíblia de Estudo Pentecostal. CPAD. TULER, Marcos. Manual do professo de Escola Dominical. CPAD.

REFERÊNCIAS

TULER, Marcos. Ensino Participativo na Escola Dominical. CPAD.