DE UMA

ANÁLISE CURVA DE SALÁRIOS
OSWALDO SIEGFRIED HOYLER CE PAULA RAMOS

"No exercício de suas funções os administradores de pesscel devem constantemente investigar problemas específicos" interpretet ietou e atitudes e desenvolver planos e procedimentos." ARTHUR M. WHITEHILL, JR.

A administração de salários de uma emprêsa tem dois objetivos fundamentais:
1.0)

estabelecer o equilíbrio interno dos salários, proporcionando-se a cada empregado um salário ccnsentâneo com as atribuições e com a complexidade do seu cargo, considerado o mérito individual, em confronto com os outros empregados da emprêsa; promover o equilíbrio externo dos salários, levando-se em consideração os níveis salariais do mercado (para cargos passíveis de comparação).

2.0)

Neste trabalho não nos demoraremos no primeiro dos objetivos citados já exaustivamente tratado, mas no segundo, cuja importância pretendemos salientar. O propósito dêste artigo é apresentar os meios adequados para o necessário confronto dos resultados obtidos pela aplicação de uma política salarial com os dados colhidos do mercado de trabalho. Trata-se de uma análise da curva salarial efetuada para grande metalúrgica nacional com o propósito de verificar o equilíbrio externo dos salários, ou seja, a curva salarial obtida pela colocação de todos os salários
SlEGFRIED HOYLER Gerente de Relações Industriais e Públicas, da Alumínio do Bresil S. A . OSWALDO DE PAULA RAMOS Gerente de Administração de Salários, da Alumínio do Brasil S. A.

76

ANALISE

DE UMA CURVA DE SALARIOS

R.A.E.f19

(ou cargcs representativos específicos) num gráfico cartesiano e a comparação dessa curva com os dados do mercado. Convém esclarecer, contudo, quais são, em resumo, as práticas de administração salarial que tendem a manter o equilíbrio interno de salários: a) b) c) os cargos são analisados e descritos para fins de avaliação; os cargos são avaliados pelo método de pontos; de acôrdo com os resultados das avaliações, os cargos são classificados em grupos (ex.: no grupo 1 são classificados os cargos com 81 a 100 pontos; no grupo 2, cargos com 101 a 120 pontos etc.); considera-se como salário indicado para cada grupo de cargos a média dos salários do grupo; para a fixação dos salários individuais a emprêsa, partindo do salário médio de cada grupo, compõe faixas salariais defasadas em 30% entre o mínimo e o máximo.'

d) e)

Nesta parte introdutória resta-nos informar que os salários a que aqui faremos referência serão representados por números irreais. o
MERCADO DE SALÁRIOS

Podemos dispor num gráfico os grupos de cargos e os respectivos salários de uma emprêsa;no mesmo gráfico podemos registrar os salários do mercado, obedecendo à mesma classificação da emprêsa considerada, como no GRÁFICO 1.
1) Para informações obras: sôbre as práticas citadas recomendamos as seguintes

• Ruy A. S. LEME, "Administração


• •

Salarial", Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. J. A. PATTON e C. A. LITTLEFIELD, "Job Evaluation: text and cases", Ficbsrâ D. Irwin; IncLANHAM, "Job Eveluetion", MeGraw-HilI. BELCHER, "WI3l!e & Salary Administration", Prentice-Hell,

.::: ~ h '"'" 1.1) '" O li: .Il O <r) O t. <\l o O N 2.o M V) oN o o ex: w V) U « co N o r-.o i. <\l (J) o- '"'" o '(J) '" •.-< CJ '" u O o- r-.-"::-. o ~ 0' o :o N " N N '"o •.r) ~ o)'0~Q-. Q. o O 01"-. <\l r-.'üç')O"""'t '<1 "'<f O O O O O O M 00 M O '" O CQLrlNO'-'Ü(") O O O O O O . E "1 .

cujo treinamento terá exigido maior investimento da emprêsa. do grupo 1 ao grupo 11 . 2 ou apenas 1 cargo. não alterou os resultados. dados de 5 ou 6 cargos. porquanto o que se pretendia era trabalhar com as médias dos grupos de cargos. pagando acima do mercado. Em tôda a área riscada verticalmente . supondo-se um mercado normal de trabalho). com facilidade.a emprêsa estaria provàvelmente perdendo seus colaboradores ou arriscada a perdê-los. porém.ou seja. enquanto que na área quadriculada .j19 Suponhamos que essa emprêsa tenha Uma estrutura salarial igual à curva "A". e justamente aquêles de mais alto nível.a emprêsa estaria perdendo dinheiro. O salário está. tornando difícil a competição do seu produto. por conseguinte. do grupo 11 ao grupo 30 .istoé.E. que pudessem representar todos os grupos de cargos da companhia. Tal fato. agravado por custos elevados no setor da mão-de-obra. para outros os dados colhidos só se referiam a 3. PESQUISA DOS DADOS DO MERCADO Para analisar a curva de salários promovemos uma pesquisa de salários com a preocupação de obter dados sôbre os salários pagos na comunidade.. em função do mercado. e que o mercado de trabalho ofereça atualmente um pagamento correspondente à curva "B". em favor de outras emprêsas (talvez concorrentes) que lhes estariam acenando com melhores ofertas de salário (evidentemente. Para certos grupos foram encontrados.A. Nem o primeiro nem o segundo caso correspondem certamente aos interêsses da emprêsa. As formas de obtenção dos dados do mercado mais comumente adotadas pelas emprêsas são três: . em grande parte.78 ANALISE DE UMA CURVA DE SALARIOS R.

Essa forma geralmente não permite a obtenção de todos os dados necessários e requer./19 ANALISE DE UMA CURVA DE SALARIOS 79 • Participação em pesquisas promovidas por outras emprêsas ou por grupos de permuta de informações salariais . a prática da participação em pesquisas salariais realizadas por emprêsas pode absorver de tal modo os responsáveis pelas informações objeto das pesquisas que essa sobrecarga se tornará desnecessária e injustificável. foi necessário inicialmente agrupar os dados dos 77 cargos pesquisados nos 27 grupos de cargos que possuíamos.R. TRATAMENTO DOS DADOS DO MERCADO Através da pesquisa própria que promovemos junto a emprêsas representativas de nossa área geográfica.Essa forma pareceu-nos para o nosso caso específico a que mais informes poderia fornecer: escolhemo-la. Considerando que nossa preocupação era testar a curva de salários (formada por 27 grupos de cargos). Obtivemos dados que representavam 23 grupos . constitui a melhor forma de avaliar periodicamente a posição salarial da emprêsa.E. uma pesquisa complementar. obtendo-se com isso 27 valôres para representar a curva de salários do mercado. que mereça a c:onfiança dos participantes. particularmente no caso de a pesquisa ser promovida por grupos informais de trocas de informações sôbre salários.A. Por outro lado. portanto. • Participação em pesquisas promovidas por emptêses especializadas . obtivemos informações satisfatórias sôbre os salários de 77 cargos selecionados e passíveis de comparação. fenômeno que não nos cabe aqui analisar.A nosso ver. a consulta a uma agência especializada criteriosamente selecionada. • Promoção de uma pesquisa própria dos cargos desejados junto aemprêsas previamente selecionadas . Há outros inconvenientes.

..E..• .000 4. .•. No GRÁFICO 2 vemos a curva das médias.000.. As médias obtidas para cada grupo de cargos formaram os valôres da curva dos salários do mercado. apenas para o grupo X).000 18.úOO Chefe de Inspeção Total . uma vez traçada.000 5. Dessa forma.000 5. conforme mostra o QUADRO 1. ....001>....900. o qual ilustra o processo seguido para encontrar o salário do mercado para os vários grupos de cargos (no caso..80 ANALISE DE UMA CURVA DE SALARIOS R...•.XXIV e XXVI.• Média de salários do mercado para os cargos do grupo: Cr$ 105. de acôrdo com o critério adotado no QUADRO 1) e as médias respectivas da emprêsa. Q~ADRO 1: Obtenção do Salário do Mercado para o Grupo de Cargos Número Cargo empregados mercedo de do Total dos salários pagos no mercado Cr$ Cronometrista Desenhista Analista de Laborat6rio .••••••.400.000../19 de cargos. 40 50 50 40 180 4... 111.. foi confrontada com a da emprêsa. no QUADRO 2 registramos os dados dos 77 cargos pesquisados (obtendo a média do mercado para cada grupo... ..A.500. distribuídos do grupo I ao grupo XXVII.. cuja tendência... não estando representados os grupos 11.

o Médias do mercado Média do Média da mercado por emprêsa por grupo de cargos grupo de cargos 24 38 41 52 21 38 41 47 I II III IV IV IV V V V V VI VI VII VII VII VII VIII VIII VIII VIII VIII IX IX IX IX IX IX X X X X X XI XI XI XI XI XI XII XII 1 24 38 41 58 42 67 44 53 47 46 62 55 43 51 57 61 79 84 88 107 103 87 91 77 107 92 109 147 110 119 89 125 129 131 138 128 136 124 97 103 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 48 51 57 57 55 65 91 77 93 87 122 99 132 112 115 129 .o Gargo N.R.j19 ANALISE DE UMA CURVA DE SALARIOS QUADRO 2: 81 Classificação dos Cargos Pesquisados e Médias do Mercado e da Emprêsa Grupo de cargos N.E.A.

/19 C.o ANALISE DE UMA CURVA DE SALARIOS R.~.o Médias de mercado Média da Média do empr~sa por mercado por grupo de cargos grupo de carAos XII XII XIII XIII XIII XIII XIII XIII XIV XIV XIV XIV XIV XIV XV XV XV XV XV XV XVI XVI XVI XVII XVIII XVIII XVIII XVIII XVIII XVIII XIX XIX XIX XX XXI XXII XXIII XXIV XXV XXVI XXVII 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 135 129 154 158 153 138 176 154 160 244 202 153 156 145 140 165 183 218 190 218 242 221 219 252 281 260 284 291 285 308 315 327 385 337 267 370 345 514 545 157 145 175 162 185 180 228 252 202 224 286 247 346 337 267 370 345 438 514 534 545 271 299 329 398 398 438 479 534 590 .3r~o N.82 Grupo de carAos N.A.

Elementos de .D .. Para tanto preferimos operar com o "método dos mínimos quadrados" que. pudemos traçar a linha de tendência da série de salários pagos no mercado." 2) Procuramos evitar neste trabalho a aplicação fórmulas baseados em estimativas./19 ANÁLISE DE UMA CURVA DE SALÁRIOS 83 GRÁFICO 2: Médias de Salários do. 600 (Em SALÁRIOS c. Mercado por Grupos de Cargos e da Emprêsa. O método o que nos dá imediatamente a linha a partir drados des erro. quaisquer métodos 011 mínimos quad rad os "é qual a soma dos quaWAUGH.2 )4 16 18 20 22 26 27. Estatística) de dos da E.CARG0C.A.OOO! 500 - 200 100 MÉDIA MÉDIA SALARIAL SALARIAL DA EMPRÊSA DO MERCADO GRUPOS 10 _. DE . apesar de complexo. ·' (A.s J .. oferece melhor resultado. DETERMINAÇÃO DA LINHA DE TENDÊNCIA Utilizando os dados do QUADRO 2.E. é fi menor pOssÍvel .

231.ou seja. 32640 ' 1638 b b=-- = 19. pág. Os valôres constantes foram encontrados através das seguintes equações: 3 Na a:Ex a~x2 + + + b~x bLx2 bLx3 + + + CLX 2 CLX 3 C~X4 Resolvendo o sistema dessas três equações. onde a. visando a obter os valôres de a.A. Com os resultados do QUADRO 3 pudemos compor as equações. x!yetc.E. o que fizemos no QUADRO 3. b e c. que a curva de salários é melhor' representada gràficamente por um trinômio de segundo grau. b e c.x fàcilmente o valor o + b~x" + + 1638b + C~X3 = ~xy o = 3264Q. "Curso de Estatístiqa". xs. tivemos primeiramente a necessidade de encontrar os valôres de x'. por inspeção visual do GRÁFICO 2. b e c representam as constantes. A. yc . . Pela segunda equação~ncontramos de b: a::$. S.84 ANALISE DE UMA CURVA DE SALARIOS R. encontramos fàcilmente os valôres de a. 3) Ruy A.será encontrada com a aplicação da fórmula: yc = a + bx + ex" I (Fórmula A)... e denominando-se os grupos salariais por x e as médias do mercado por y. Ao Livro Técnico S. a tendência de y .9. para a solução das equações.. enquanto que x e ye representam as variáveis definidas acima. Entretanto.(19 Considerando-se. LEME.

641 20. temos: a~x2 Na + b~x3 + CSX4 = = b~x = C~X2 =Sy QUADRO ~x2y = = 27a 1638a +o + 178.736 14.561 20.! 4961 5200 3888 3648 2695 3276 2325 1952 1188 46'0 157 O 185 912 2268 4576 ~. Assim. .7-34 O 28.105 407.000 6561 4096 2401 1296 625 256 81 16 1 O 1 16 81 256 625 1295 2401 4095 6561 10. .083 512 23.E. elevamos à 3.542 ~ (*) com números menores conPara facilidade de cálculo e para trabalhar 8 8 sideramos o centro da série como zero.680 )29 27. números bem menores.. encontramos imediatamente o valor de b . 3: Cálculo dlJt Tendência Parabólica dos Salários do Mercado Fase - (de segundo grau) (Primeira Grupo salarial Média do mercado (y) 24 38 41 52 48 57 55 91 93 122 132 115 157 175 185 228 252 286 346 337 267 370 345 438 514 534 545 5847 Cálculo dos ~) I Grupo salarial* (x) x2 169 1'14 121 100 81 64 49 36 25 16 9 4 1 O 1 4 9 16 25 36 49 64 81 100 121 144 169 1638 xy -312 --'t.542c 407. à 4.640 x2y 4056 5••.j19 ANALISE DE UMA CURVA DE SALARIOS 85 Com o nôvo valor conhecido.~O x3 x4 \ I II III IV V VI VII VIII IX X XI XII XIII XIV XV XVI XVII XVIII XIX XX XXI XXU XXIII XXIV XXV XXVI XXVII -13 -12 -11 -10 -9 -8 -7 -6 -5 -4 -3 -2 1 O 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 O -2197 -ln8 -1331 -1000 729 512 343 216 125 64 27 8 1 O 1 8 27 64 125 216 12.)6 -451 -520 -432 -456 -385 -546 -465 -488 -396 -230 -157 O 185 456 756 1144 1730 2022 1869 2960 3105 4380 5654 6408 7085 32.194 1728 76.R.800 1331 62.561 178.A. conjugando a primeira e a última equações. uma vez compcsto potência etc.704 + O + 1638c = 5847..132 343 13. o quadro.736 28.896 2197 92. Por outro lado.641 10.000 14.945 1000 43..

Ê óbvio que com essa operação a equação não se alterará./19 Promovamos nas duas equações acima a igualdade de a para encontrar o valor de c.9 e c = 0.66) COm os novos valôres conhecidos (b = 19..66). Para tanto bastará multiplicarmos tôda a primeira equação por um mesmo número (60. para cada valor de x um valor de y. sendo x = --12. utilizemo-las na Fórmula A 2 (yc = a bx (!X ) e teremos.66.9 e c encontramos com facilidade o valor de a: Na 27a 27a 27a a --L I b~x O + + + C~X2 - ~y 5847 0. 0. b = 19. como é natural.86 ANALISE DE UMA CURVA DE SALARIOS R. teremos: s- 176 176 32. Encontradas as constantes da parábola (a = 176. c 4- 178542c 99361c 407704 -354679. 4- 19. 1638 --1081 4766 4766 27 + 5847 176.A.66 (144) 95 .E. 79181c Portanto.8 sv- + + 0. e 53025.66. + + Por exemplo.66). 53025 79181 = 0. pôsto que: 1638a --1638a Ora.9 (--12) 238.

de -13a a 13 _ encontramos as tendências de y. encontramos os 27 pontos da parábola que representam a tendência do mercado. do grupo I ao XXVII . + QUADRO 4: Cálculo da Tendênd!3 parabólica (de segundo grau) dos Salários do Mercado (Segunda Fase Média do mercado (y) 24 38 ·41 52 48 57 55 91 93 122 132 115 157 175 185 228 252 286 346 337 267 370 345 438 514 5~4 545 Cálculo dos Valôres de. Yc) Grupo Salarial (x) -13 -12 -11 -10 -9 -8 -7 -6 -5 -4 -3 -2 -1 Tendência de y ou yc=a+bx+cx2• Yc= 176+19.E.R.j19 ANALISE DE UMA CURVA DE SALARIOS 87 Para x = -6. tínhamos a tendência do mercado (yc) igual a 80. yc = 80.66x" 29 32 37 43 50 58 69 80 93 107 122 139 157 176 196 218 242 266 292 319 348 377 408 441 475 510 546 Grupo salarial I I! lI! IV V VI VI! VIII IX X XI XII XIII XIV XV XVI XVII XVIII XIX XX XXI )(Vn XXTlI XXIV XXV XV"I XXVII 1 2 3 4 5 6 7 8 9 11 ° 10 12 13 . isto é.9x+O.A.vale dizer. Procedendo dessa forma em relação a todos os valôres de x. yc = 348. para x = 7. e assim por diante. Os valôres de yc assim encontrados estão no QUADRO 4. Donde se infere que para o grupo salarial VIII representado no QUADRO 2 como -6 (valor de x).

/19 Em seguida.~AlARIAl DO MERCADO TENDÊNCIA SALARiAL DO MERCADO 10 12 14 16 18 20 22 24 GRUFOS 26 DE 27 CARGOS COEFICIENTE DE CORRELAÇÃO Vamos calcular agora o grau de correlação existente entre os salários da em prêsa (x) e a tendência dos salários do mercado (y. tracemos no GRÁFICO 4 o diagrama de dispersão. Preliminarmente. GRÁFICO 3: Mercado SALÁRIOS Tendência dos Salários do Mercado.88 ANÁLISE DE UMA CURVA DE SALÁRIOS R.). dispusemos no Gráfico 3 a tendência do mercado.APRÊSA 100 MÉDIA .A.000) 500 400 300 200 MÉDIA SALARIAL DA E. Médias dos Salários do e Média dos Salários da Emprêsa por Grupos de Cargos (EM Cr$ 600 1. os salários médios do mercado e as médias dos grupos salariais da emprêsa. mostrando a relação entre os .E..

R. Cr$ 600 DOS yc 1. como no GI~ÁFICO 5.~(sÀ ("M :. de natureza linear. Coeficiente de correlação é a medida que indica o grau de dependência funcional existente entre duas séries de va- . como se nota pela superposição razoável que ocorre entre a curva e 8.l1(0) 'r: salários da emprêsa (nas abcissas ) e a tendência dos salários do mercado (nas ordenadas ).A. reta pontilhada constantes do GRAFICO 4.0001 500 <00 ôOO 100 .E. Se traçarmos o diagrama de dispersão mostrando a relação entre os salários da ernprêsa (x) e a média dos salários do mercado (v).'l. também concluiremos que a relação pode ser considerada. com razoável satisfação. A curva obtida./19 ANALISE DE UMA CURVA DE SALARIOS 8D GRÁFICO 4: Diagrama de Dispersão Demonstrativo da Relação entre os Salários da Emprêsa (x) e a Tendência. pela reunião dos pontos das coordenadas x e y indica que a relação pode ser considerada linear. dos Salários do Mercado (y c) TENDÊNCIA SALÁRIOS tio (EM MERCADO. ~MP.

Os resultados ou coeficientes de correlação situam-se sempre entre --1 e 1. :100 400 .:.03. GRÁFICO 5: Diagrama de Dispersão Demonstrativo da Relação entre os Salários da Emprêsa (x) e a Média dos Salários do Mercado f._--~---s:. indica a existência de insignificante grau de correlação.. como as linhas pontilhadas dos GRÁFICOS 4 e 5. Se não houvesse correlação nenhuma. por exemplo.E. Assim. lôres.1 .-_r-'---.90 ------------------~ ANALISE DE UMA CURVA DE SALARIOS R. o resultado zero denota ausência de correlação.---~_--. os pontos obtidos seriam dispersos ao acaso. As fórmulas para calcular o coeficiente de correlação entre duas séries são de tal maneira compostas que dão como resultado máximo o valor 1.\FoIA 00 DOS SALÁRIOS (y) "'-'--~-.~ 100 200. Se a dependência funcional entre os salários da emprêsa e os do mercado fôsse perfeita. Um coeficiente de correlação igual a 0..-~.f.A.:. teríamos uma linha reta.~~. 600 (Em Cr$ 1./19 _-~.000. Já um coeficiente de 0. o resultado 1 denota perfeita correlação.500.83 indica ótimo grau de correlação...

830 1. usamos a conhecida fórmula r s (xy) ("+X 2 -- N(Mx) . 921.A. Compusemos um nôvo quadro para encontrar tais valôres (QUADRO 5). de grupos salariais) média de x média de y.y 5. (My) NM x.j19 ANALISE DE UMA CURVA DE SALARIOS 91 Coeficiente de Correlação da Curva da Emprêsa com a Curva de Tendência de Salários do Mercado Para constatar a existência ou não de correlação entre a curva da emprêsa e a curva da tendência do mercado. R.681 5. 2) (~y2 __ NMy~) (Fórmula B).R.esumamos os resultados do QUADRO 5: ~x '}:.E. com os seguintes valôres: r x y N Mx My coeficiente de correlação média dos grupos salariais da emprêsa tendência dos salários do mercado número de pontos no gráfico (número . 301 xy .

920. (1.817 1.27 (215.301 - 27 (210.912. 942.E.912.99 indica haver correlação quase perfeita entre a curva de salários da emprêsa e a curva de tendência dos salários do mercado. o coeficiente de correlação igual a 0.92 ANALISE DE UMA CURVA DE SALARIOS R. 912.268)] .27 (44.260 0.817 - r==---- 700.9 [1.226.690.340 .901 1.9) 2 ) ] rc=----------------------------------------[1.484 ] ./19 x2 1.921.912.340) 27 (46.195.236) 694.A.817 r= ------------717.340 1.942.400 215.817 r== 490.816 694.000 694. (215.665 X 683.901 .258. [(1.340 210.4) .524) 694.99. s' Mx My E agora apliquemos a êsses resultados a Fórmula B: rc=--------------------------------------27 (210.4 [1.612) r==-----------------------------------(1.942.942.901 1. .000.301 - 1.901 2)] • 192.

R.E.A.j19 ANALISE DE UMA CURVA y para DE SALARIOS 93 QUADRO 5: Valôres de x e de y Cálculo da Medida de Correlação x2 x xy y2 21 38 41 47 51 57 65 77 87 99 112 129 145 162 180 202 224 247 271 299 329 359 398 438 479 534 590 29 32 37 43 50 58 69 80 93 107 122 139 157 176 196 218 242 266 292 319 348 377 408 441 475 510 546 5830 609 1216 1517 2021 2550 3306 4485 6160 8091 10593 13664 17931 22765 28512 32040 44036 54208 65702 79132 95381 114492 135343 162384 193158 227525 272340 322140 1921301 441 1444 1681 2209 2601 3249 4225 5929 7569 9801 12544 16641 21025 26244 32400 40804 50176 61009 73441 89401 108241 128881 191844 158404 229441 285156 348100 1912901 841 1024 1849 1849 25DO 3364 4761 6400 8649 11449 1488.4 215.9 . 19321 24649 30976 38416 47524 58564 70756 85264 101761 121104 142129 194481 166464 225625 260100 298116 1942340 ~ Média 5681 210.

diante da coincidência dos resultados da emprêsa com os do mercado.99.algebricamente. não raro. Sabe-se que as tarefas mais difíceis da criação de um método de avaliação de cargos são a especificação dos fatôres de análise e a ponderação dêsses fatôres. Através do estudo aqui descrito procuramos analisar. os administradores de salários recorrem. a validade do método de avaliação de cargos utilizado. como também .para maior precisão da análise .A. Alheios a métodos matemáticos complexos. principalmente. a aproximações sucessivas quando não se satisfazem com qualquer resultado obtido. pela absoluta validade do método de avaliação de cargos adotado pela emprêsa. e concluímos. a comparar a curva salarial obtida pela aplicação do sistema de avaliação de cargos próprio da companhia. o próprio critério utilizado para a classificação dos cargos.94 CONCLUSÃO ANALISE DE UMA CURVA DE SALARIOS R. até francamente absurdo em relação ao mercado. através dos resultados obtidos. Essa comparação foi feita não só gràficamente. o presente estudo visava a testar. também. Subsidiàriamente.E. com a obtida através de uma pesquisa salarial dirigida a 40 emprêsas escolhidas e representativas de determinado mercado de trabalho. . que pode ser desde casualmente coincidente. De um estudo da correlação entre as duas séries obtivemos um resultado altamente positivo igual a 0.!19 o presente estudo visou. A emprêsa já havia estabelecido a sua curva de salários. adaptado empiricamente às suas condições. utilizando um método aborígine.