You are on page 1of 18

Módulo 13 – Produção Audiovisual

Comunicação Gráfica e Audiovisual
Elisabete Silva

O projeto audiovisual .

Projeto audiovisual O porquê de um projeto? Como fazer um projeto? 3 .

PRINCÍPIOS .

materiais.  Antes e tudo. como prevendo os recursos necessários – dinheiro. o que envolve dois enfoques distintos mas inseparáveis:   a Produção Artística a Produção Executiva . não só desenhando aquilo que se quer ver realizado. pessoas e tempo – que serão empregues nessa realização. projetar é antecipar o futuro. cabe lembrar que se fala de um Projeto de Produção Audiovisual.O que é um projeto?  No sentido exato.

nos dias de hoje concorda em investir dinheiro sem antes analisar seriamente uma proposta bem detalhada e documentada.  O projeto é uma peça técnica destinada a apresentar o filme (ou melhor. a ideia do filme) para um possível patrocinador ou comprador. . sobrepondo-se ao nome do próprio diretor.Para que ele serve?  A função de um projeto não é. unicamente a de organizar na mente do produtor as tarefas que ele dividirá com a sua equipa.  Não é à toa que na maioria dos filmes comerciais. o nome do produtor executivo aparece com destaque.  Ninguém.

às vezes. . se ele não demonstra saber o que faz. vai ser difícil obter compromisso e um resultado profissional no fim do processo. se arrastam por anos a fio. sempre demandando recursos adicionais e finalizando (quando conseguem) com um resultado bem inferior ao esperado. será impossível refazê-la. lembre-se de que:  projetar evita o retrabalho: uma cena mal planeada pode dar errado e.  a equipa de produção deve confiar no diretor.  produções profissionais são. um exercício de fôlego económico.  há produções que. após iniciadas. antes de tudo.Por que ele é necessário? Se o argumento da venda de projetos não lhe parece suficiente. ninguém pode viver da arte e nem mesmo para a arte sem competência para gerir recursos.

ELEMENTOS .

clareza.TíTULO O título do projeto corresponde ao do filme. . Para não errar. evitando o uso de palavras rebuscadas ou em excesso. transmitindo a identidade do filme e evitando que o espetador alimente falsas expectativas sobre o seu conteúdo. Dar título a uma obra é sempre um desafio criativo a ser encarado com consciência e responsabilidade. é preciso buscar sempre:    objetividade. evitando trocadilhos ou expressões que não sejam de uso geral e precisão.

linguagem e género:  formato: curta (até 15 min.CONCEPÇÃO  No projeto. ela está expressa no argumento ao qual se agrega também a definição de formato.). e uma hora) ou longa metragem (maior que 60 min.). jornalístico) ou ficção (drama. videográfica. . comédia. No caso de seriado. etc. horror. média (entre 15 min. televisiva. informar número pretendido de episódios e blocos  linguagem de referência: (pensando no meio de veiculação): cinematográfica.  género e subgéneros: não-ficção (documentário. atores (live action) ou animação. com apresentador.).

tendo por objeto uma entidade ou personagem. .  Comerciais. visando explorar um público rentável da audiência e garantindo lucro aos patrocinadores. que podem ser:  Institucionais.OBJETIVOS  Aqui se apresentam as demandas a que a produção atende. disseminando informações que aumentem o conhecimento dos espectadores sobre o tema abordado.  Culturais ou Educativas.

. e nível sócio-cultural.JUSTIFICATIVA  Na qual se apresenta(m) a(s) razão(ões) pelas quais a produção “merece” ser realizada. A noção de público-alvo está intimamente ligada ao horário de veiculação (na TV) e ao limite de censura (no cinema). explicitando faixa etária. PÚBLICO-ALVO  Caracterizado como a audiência potencial que a produção quer atingir.

em termos de a. b.Desenvolvimento I  TAREFAS: o passo-a-passo do projeto deverá ser detalhado. ações a serem realizadas em cada fase e a maneira como isso deverá acontecer. fases de trabalho. c. .

Tratamento do material bruto. legendagem e dobragem. adição de efeitos. formação da equipa e a reserva de locais Direção de cenas e atores e o trabalhos dos operadores de áudio e vídeo . PRODUÇÃO PÓSPRODUÇÃO Começa com as sessões de gravação.FASE PRÉPRODUÇÃO todas as ações preliminares ao início da captação de imagens e som. O QUE É Compreende O QUE SE FAZ Começa com a criação do projeto e roteiro. Inicia quando as captações já foram feitas e hora de editar o material.

Classicamente. .Recursos Necessários  todo os projetos devem contar com uma previsão realista dos recursos necessários para a sua implementação. bens consumíveis e outros itens que podem (e devem) ser orçados em espécie.  humanos: itens que dizem respeito à organização de pessoas e divisão das respectivas tarefas. Assim como os materiais devem ser previstos sempre para mais. deve-se buscar obter também uma folga de recursos humanos. a metodologia de projetos costuma dividir estes recursos em:  materiais: expressos na forma de equipamento. prevendo-se uma relação de suplentes para todas as funções importantes.

etc. Produtor Diretor Atores Operadores de AVI Assistentes de Direção Roteirista Editores AVI Técnicos cenógrafo. cuja responsabilidade justifica que ele assuma a autoria do filme. figurinista. Maquiador Cabeleireiro Motorista Auxiliares de operação Assistentes de Edição .Desenvolvimento II: ORGANOGRAMA A estrutura de produção é uma cadeia hierárquica de funções centralizada no Diretor.

“afinação” do roteiro V. definição de locações IV.Edição VII. Gravações VI. Pré-lançamento IX. Lançamento   .Arregimentação da equipe. Apresentação do projeto. Reuniões com o elenco.Desenvolvimento III: CRONOGRAMA É essencial acrescentar um item sempre escasso nas produções: o TEMPO. Finalização VIII. Elaboração preliminar do projeto e roteiro II. Divulgação X. captação de recursos III. FASES/ SEMANA 1 2 3 4 5 6 7 8 9 I. É para administrá-lo que existe a ferramenta do cronograma.

eventualmente. e também como ferramenta para avaliar o processo desenvolvido e.  Este filme sobre o filme pode ser um grande auxiliar na hora de captar recursos para o próximo projeto. .  Muitas produções aproveitam cenas do making-off nos traillers. gerando um “subproduto” que é o making-off. os seus erros.Registo  É fundamental registar o trabalho de produção em todas as suas fases. créditos finais ou mesmo em capítulos à parte dentro de um DVD feito para distribuição no mercado doméstico.