You are on page 1of 48

Orientações Técnicas sobre Instalações de Alpex Gás Tigre

ALPEX GÁS TIGRE
C ATÁ L O G O T É C N I C O

das à direita

ALPEX GÁS

SUSTENTABILIDADE Sustentabilidade, para a TIGRE, está muito além das ações na comunidade e de preservação do meio ambiente. A substituição do ferro e aço das tubulações hidráulicas pelo PVC, há quase 70 anos, além de um marco para a construção civil, foi um avanço para a sustentabilidade do planeta. O negócio da TIGRE, com soluções que conduzem de forma eficiente água e esgoto visando à universalização do saneamento e à redução do déficit habitacional, é uma atividade sustentável na sua essência. Todas as suas fábricas no Brasil têm certificação ISO 14001. A ecoeficiência destaca-se em projetos de uso racional de energia, constante renovação tecnológica e aproveitamento da luz natural. Referência entre as Melhores Empresas para Trabalhar no Brasil, a TIGRE caracteriza-se por sua política de valorização das pessoas, com foco no bem-estar, saúde e segurança dos colaboradores. Por meio do Instituto Carlos Roberto Hansen (ICRH), a corporação foca seus esforços na área social, para o desenvolvimento de crianças e jovens, nas áreas de educação, esporte, cultura e saúde. Os constantes investimentos em programas de capacitação reforçam o comprometimento da TIGRE com o desenvolvimento profissional da cadeia da construção civil, ao mesmo tempo em que proporcionam a oportunidade de inserção no mercado de trabalho. INOVAÇÃO A inovação está no DNA da TIGRE desde o seu surgimento, em 1941. Como um dos pilares do desenvolvimento, ela permeia todos os ambientes da organização. Na TIGRE, o processo de inovação não começa somente com o surgimento de uma nova ideia, mas com a identificação de uma oportunidade e com a definição do que poderá ser oferecido ao mercado como a melhor solução. A visão inovadora da TIGRE proporcionou a ampliação de seus negócios e levou o Grupo a adquirir projeção internacional e se tornar referência no mercado da construção civil. Na condição de líder de mercado, a TIGRE busca, através da proximidade e relacionamento com os profissionais da construção, entender e antecipar-se às necessidades do consumidor, desenvolvendo soluções inovadoras que contribuam para aprimorar os processos construtivos e melhorar o lugar onde as pessoas vivem.

2

ALPEX GÁS

ÍNDICE
1. APRESENTAÇÃO DA LINHA 1.1. Função 1.2. Aplicação Normas de Referência 5 5 5 5 5 6 6 6 6 6 6 6 7 7 8 8 9 10 10 10 11 12 13 13 15 15 16 16 16 17 17 18 18 19 20 20

2. BENEFÍCIOS DA LINHA ALPEX GÁS TIGRE 3. PRODUTOS 3.1. Tubos 3.1.1. Manuseio tubos ALPEX GÁS TIGRE 3.1.1.2. Abertura dos rolos 3.1.2. Características tubos ALPEX GÁS TIGRE 3.1.2.1. Dimensões - Tubos ALPEX GÁS TIGRE 3.1.3. Curvatura 3.1.3.1. Como curvar tubos 3.1.3.2. Raios de curvatura mínimos (R) 3.1.4. Corte do tubo 3.2. Conexões 3.2.1. Prensagem - Crimpagem 3.2.2. Características 3.2.3. Conexão de transição 3.2.3.1. Exemplos práticos - Transição 3.2.4. Montagem 3.3. Válvula de segurança ALPEX GÁS GS (excesso de fluxo) com TAE (Termo Elemento) integrado 3.3.1. Válvula de excesso de fluxo (GS) 3.3.2. Válvula térmica (TAE)

3.1.1.1. Fornecimento 3.1.1.3. Armazenamento

3.2.4.1. Prensagem

4. TIPO DE INSTALAÇÃO 4.1. Prumada individual (GN - Gás Natural) 4.2. Prumada individual (GLP - Gás Liquefeito de Petróleo) 4.3. Prumada coletiva (GN) Medidor individual 4.4. Prumada coletiva (GLP) Medidor individual 4.5. Prumada coletiva (GN) Medidor coletivo 4.6. Prumada coletiva (GLP) Medidor coletivo

5. INSTALAÇÃO 3 5.1. Instruções de projeto

ALPEX GÁS

5.2. Instruções de instalação 5.2.1. Fixação 5.2.2. Dilatação térmica 5.2.3. Alinhamento 5.2.4. Fixação conexões terminais machos ou fêmeas 5.2.5. Prumadas aparentes - Proteção raios UV 5.2.6. Ventilação 5.2.7. Instalação do medidor de gás 5.2.8. Instalação embutida no piso 5.2.9. Instalação embutida em estruturas portantes 5.2.10. Instalação embutida em paredes 5.2.11. Instalação enterrada 5.2.12. Distâncias mínimas indicadas quando instalados com outros sistemas 5.2.13. Exemplo de proteção mecânica 5.2.14. Ponto de fogão 5.2.15. Ponto de aquecedor

20 20 21 23 23 24 25 28 29 29 30 31 32 34 35 35 36 40 40 42 43 44

6. LINHA ALPEX GÁS TIGRE 7. DIMENSIONAMENTO DA REDE DE DISTRIBUIÇÃO INTERNA 7.1. Perda de carga linear (PL) 7.2. Tabela para estado do Rio de Janeiro - CEG 7.3. Dimensionamento para edificações com ramificações primárias e secundárias

8. CERTIFICADO

4

nn O tubo. nn Maior segurança de operação do sistema com o uso de válvulas de segurança. por este motivo possuímos os tubos multicamadas e conexões metálicas com sistema de crimpagem. ALPEX GÁS TIGRE é um Sistema formado pela união de tubo multicamada PEX/AL/PE com conexão metálica. em obras verticais ou horizontais de grande ou pequeno porte com máxima pressão de operação (MOP) 1. quando conformado. para atender a qualquer necessidade de projeto de instalação de gás. 1. nn Estanqueidade absoluta do sistema. com o mais alto padrão de controle de qualidade do mercado.Non-removable Joints And Jointings For Inner Gas Pipes Consisting Of Multilayer Composite Tubes According To Dvgw-vp 632 . nn Reduz perda de carga devido a menor quantidade de conexões e tubos com curvatura de raio longo. ALPEX GÁS TIGRE conta com uma família completa de conexões e acessórios. aquecedores. mantém seu formato devido à alma de alumínio em seu interior. eliminando desperdícios.  Benefícios da Linha ALPEX GÁS TIGRE nn Tubo maleável permitindo curvatura. churrasqueiras e outros aparelhos. APLICAÇÃO O sistema ALPEX GÁS TIGRE foi projetado para instalações residenciais e comerciais. ALPEX GÁS TIGRE é a melhor escolha na condução para abastecimento de gás para fogões. secadoras. A segurança é prioridade para Tigre. conforme instruções do fabricante. Caso haja necessidade.Redes de distribuição interna para gases combustíveis em instalações residenciais e comerciais – projeto e execução. Apresentação da Linha ALPEX GÁS TIGRE é uma ideia inovadora desenhada e desenvolvida para condução de gás Natural e GLP em redes internas de distribuição. pelo método de união prensado (crimpagem). nn Maior produtividade na instalação.ALPEX GÁS 1. ALPEX GÁS TIGRE foi desenhado para oferecer flexibilidade. é possível refazer a curvatura no tubo.Gas Inside Piping With Operating Pressure = 100 mbar nn DVGW VP 625 . e de acordo com os requisitos previstos na norma de fabricação e instalação vigente. FUNÇÃO Conduzir gás natural e GLP (gás liquefeito do petróleo) com praticidade e segurança. deve-se prever proteção contra a ação de raios UV. 5 . nn Sistema com alta resistência à corrosão.5 kgf/cm² = 150 KPa. nn Facilidade de transporte e manuseio por ser mais leve e fornecido em bobinas. Em instalações de gás externas. nn Redução de roubos. rapidez e segurança em instalações de gás embutidas ou aparentes. NORMAS DE REFERÊNCIA nn ISO 17484-1 – Plastics piping systems – Multilayer pipe systems for indoor gas installations with a maximum operating pressure up to and including 5 bar (500 kPa) . alcançando até 50% de redução nos cronogramas de implantação. além de válvulas de segurança de excesso de fluxo e térmicas para garantir o perfeito funcionamento do sistema.1.526 . 2. ALPEX GÁS TIGRE é sinônimo de qualidade e segurança.Requirements And Testing. O sistema deve ser aplicado de acordo com os critérios definidos na NBR 15526 e pelos Regulamentos de Instalações Prediais (RIP) – regionais – e Normas Técnicas (NT) do corpo de bombeiro – regionais. nn Compatibilidade com outros sistema através de conexões de transição. Esse procedimento não é possível em outros sistemas. desde que protegidas dos raios UV. nn Instalação rápida e econômica. através de ferramentas e acessórios adequados. 1. instalação segura.2. menor número de conexões.Multilayer Composite Tubes Made Of Plastics/ aluminium/plastic For Drinking Water And Gas Installations . nn DVGW VP 632 . nn NBR 15.Part 1: Specifications for systems. nn Menor espaço de armazenamento.

camada de adesivo.0 x 2. O uso de instrumentos cortantes podem danificar o tubo. Características tubos ALPEX GÁS TIGRE Bitola (DN) Diâmetro Externo DE x Espessura (mm) Diâmetro Interno (mm) Espessura da Camada de Alumínio (mm) Peso (g/m) Material Rugosidade (mm) Pressão Máxima de Serviço (bar) Temperatura de Serviço (°C) Condutividade Térmica (W/m.1.1. União homogênea entre o PE-X a camada de alumínio. 3. O polietileno (PEAD) apresenta outras características como elasticidade e vida útil prolongada.AL .0 26.PE-X.1.1.1. camada de adesivo e camada externa de material PE. dos raios UV.1.2. Fornecimento Os tubos ALPEX GÁS TIGRE são fornecidos em bobina de 100 metros ou barras de 5 metros. As bobinas são recobertas com uma camada de filme extensível na cor preta.0 -20 °C a +60 °C 0.0 x 3.2 112 20 20. Camada de adesivo de alta qualidade. que lhe confere uma resistência superior em relação a outras formas de fabricação. Os tubos ALPEX GÁS TIGRE devem ser protegidos.1.3. Camada de alumínio com função de auxiliar na barreira contra o oxigênio e manter a curvatura da tubulação. Manuseio tubos ALPEX GÁS TIGRE 3.2. 3.3 154 0.5 294 32 32.0 12.0 20.K) Expansão (mm/m.ALPEX GÁS 3.1. A camada de alumínio apresenta características como resistência a altas pressões e resistência estrutural.K) 6 16 16.0 0.0 x 3. no armazenamento. camada de  alumínio.0 x 2.0 0. 12Kg Camada interna de polietileno de alta densidade reticulado por feixe de elétrons .PE .0 16. 3.1. PEX .0 0. Abertura dos rolos Cuidado para não danificar os tubos quando for retirar a fita e o filme de proteção das bobinas. A camada de alumínio apresenta solda de Topo (ButtWeld).1.1. que melhora a resistência do tubo à pressão e temperatura. União homogênea entre o PEAD e a camada de alumínio.6 404 Camada externa feita de polietileno de alta densidade – PEAD – na cor amarela. Produtos 3. 3.0 0.45 0. A tubulação é fornecida na cor amarela. TUBOS O Tubo Multicamada é composto de: camada interna de PEX. Armazenamento Camada de adesivo de alta qualidade.026 26 26. As bobinas podem ser empilhadas até uma altura máxima de 2 metros independentemente da bitola.007 5.

a fim de não ovalizar ou danificar a camada de alumínio. Curvatura Uma das principais características dos tubos ALPEX GÁS TIGRE é a capacidade de mudança de direção da tubulação.1.1.Tubos ALPEX GÁS TIGRE Diâmetro Nominal 16 20 26 32 Diâmetro Externo (mm) 16.0 Comprimento Bobinas (m) 100 100 100 100 Comprimento Barras (m) 5 5 5 5 3. 7 . Dimensões .0 26.1.0 2.0 Espessura Total do Tubo (mm) 2.ALPEX GÁS 3.3.0 3. devemos utilizar equipamentos adequados. As curvas de raios longos podem ser feitas manualmente.0 20.0 32. Quando trabalhamos com raios de curvatura curtos ou fechados.0 3. As possibilidades de curvatura dos tubos ALPEX GÁS TIGRE são praticamente ilimitadas. sem a necessidade do uso de conexões.2.

1. Introduzimos a mola no diâmetro externo da tubulação e a arrastamos até o ponto onde desejamos curvar. por último. podemos fazê-las de três formas: Veja os valores de raios recomendados na tabela de raios de curvatura mínimos.3.1.ALPEX GÁS 3. não muito fechadas. Como curvar tubos Quando necessitamos fazer curvas em tubos ALPEX GÁS TIGRE.Mola de curvatura externa Introduz-se a mola na parte externa da tubulação. Geral Posicionar a mola na posição desejada para curvar. Método 3 . Método 1 . Raios de curvatura mínimos (R) Tubo Alpex Gás Tigre (DN) Sem ferramenta de curvatura (mm) Usando mola de curvatura (mm) Usando ferramenta de curvatura (mm) 16 80 60 55 20 100 60 79 26 130 78 88 32 160 96 128 Método 2 . 3.3. É indicado para formação de curvas nas extremidades dos tubos. 8 .1.2. o centro da curva (medida total da extensão AB ou BC indistintamente). Marque acima da superfície do mesmo. É recomendado quando necessitamos curvar um segmento da tubulação distante das extremidades. curve o tubo com as mãos em ambos os lados da marcação. Esse método é recomendado para curvas suaves.Manual As curvas podem ser feitas manualmente. realizada tão próxima a esta quanto for possível.Mola de curvatura interna Introduz-se uma mola flexível no interior do tubo e procede-se a curvatura.

4. É importante utilizar um cortador apropriado e em perfeito estado de funcionamento..ALPEX GÁS 3..1. Correto Incorreto 9 . Corte do tubo A qualidade do corte do tubo é muito importante para se obter um bom chanfro e garantia da estanqueidade. O corte deve ser perpendicular ao eixo do tubo e não deve apresentar irregularidades.

Crimpagem A união da conexão com o tubo é realizada por meio da compressão radial de uma capa em aço inoxidável sobre a camada externa do tubo ALPEX GÁS TIGRE.ALPEX GÁS 3.Borracha Nitrílica nn Contorno de prensagem .2. Gás: Anéis de proteção amarelos. Características nn Janela para verificação da inserção total do tubo nn Conexões fabricadas em latão CW602N nn Capa de Prensagem em aço inoxidável nn Anel de vedação o´ring . CONEXÕES 3.2. A prensagem é obtida por meio de uma ferramenta específica denominada Tenaz. No sistema ALPEX GÁS TIGRE.2. o padrão de prensagem a ser utilizado deve ser o TH.2.1. Prensagem .Padrão TH 10 . 3.

Conexão de transição ALPEX GÁS TIGRE dispõe de uma família de conexões suficientes para satisfazer qualquer necessidade de instalação de gás. Transição para tubos de aço Transição para tubos de cobre Adaptadores macho e fêmea 11 .2.ALPEX GÁS 3. As conexões de transição apresentam roscas macho ou fêmea no padrão ISO 7.3.

recomendadas pelos fabricantes. É muito importante utilizar ferramentas originais.3. INSTALAR COM QUALIDADE É OPERAR COM SEGURANÇA 12 .2. Tanto a calibração. que elimina a ovalização dos tubos.Transição nn INSTALAÇÃO DA UNIÃO PRENSADA CALIBRAR E CHANFRAR O TUBO Esta tarefa é muito importante no processo prévio da prensagem.ALPEX GÁS 3. Exemplos práticos . como o chanframento — que facilita a montagem sem danificar os anéis de vedação — são procedimentos essenciais para uma perfeita união.1.

2. Prensagem 13 .4. é importante que seu encaixe na conexão seja feito em ângulo reto. se o encaixe está correto. para que o tubo não sofra deformações. A extremidade do tubo deve aparecer na janela do anel.1. Montagem Antes da prensagem do tubo. na conexão.4.2. 3. Posição da extremidade do tubo para execução da prensagem. Verifique pela abertura do anel amarelo.ALPEX GÁS 3.

ALPEX GÁS Anel FERRAMENTA DE PRENSAGEM Bitolas 16 a 32 mm = Perfil TH Alicate Manual Tenaz TH Mini Alicate Automático 14 .

0 DVGW.5 m³/h .1" 1”Rosca Macho 1" Rosca Fêmea Verde 6.1” 1” Rosca Macho 1” Rosca Fêmea Amarelo 2. nn fechamento da válvula irá ocorrer quando a vazão superar 45% da vazão nominal da válvula.G VP 305-1 e DIN3586 -20 a +60 1.ALPEX GÁS INSTALAR COM QUALIDADE É OPERAR COM SEGURANÇA 3. nn roscas são conforme ISO-7. aplicável (°C) Pressão máx.3.5 Pode ser instalado nas posições vertical ou horizontal 15 . de operação (bar) Posição de instalação 2.0 m³/h .3 VÁLVULA DE SEGURANÇA ALPEX GÁS GS (EXCESSO DE FLUXO) COM TAE (TERMO ELEMENTO) INTEGRADO 3. VÁLVULA DE SEGURANÇA PARA EXCESSO DE FLUXO Bitola Entrada Saídas Cores para identificação Taxa de Fluxo Normal (m³/h) Requisito de Ensaio Faixa de temp. nn válvula suporta uma temperatura de 650 ºC durante 30 min.0 m³/h .0 6.1 Válvula de excesso de fluxo (GS): nn é fabricada em aço galvanizado.5 4.1” 1” Rosca Macho 1” Rosca Fêmea Marrom 4. nn válvulas de segurança para excesso de fluxo.

1 Kgf/cm2 1.01325 kPa 100 4.2 Válvula térmica (TAE) nn A válvula térmica é acionada automaticamente quando há um aumento considerado na temperatura ambiente em torno do sistema. nn Roscas são conforme ISO-7.Gás Natural) 16 .3.Instalações Internas para Uso Alternativo Atm nn Válvula fabricada em aço galvanizado. nn O fechamento do sistema ocorrerá quando a temperatura da válvula atingir de 95 ºC a 100 ºC.0333 mmca 10333 bar 1. devido a um incêndio ou fonte de calor que possa ocasionar um acidente.ALPEX GÁS 3. o dispositivo de fechamento irá interromper o fluxo de gás do sistema. PRUMADA INDIVIDUAL (GN . Pressão: De acordo com a NBR 14570 . Informações gerais. Instalações internas residenciais e comerciais. nn Válvula suporta uma temperatura de 650 ºC durante 30 min. TIPO DE INSTALAÇÃO 4. Ao atingir essa faixa de temperatura.1.

3.2. PRUMADA INDIVIDUAL (GLP .ALPEX GÁS 4. PRUMADA COLETIVA (GN) .Medidor Individual 17 .Gás Liquefeito de Petróleo) 4.

ALPEX GÁS 4. PRUMADA COLETIVA (GLP) .4.5. PRUMADA COLETIVA (GN) .Medidor Coletivo 18 .Medidor Individual 4.

ALPEX GÁS 4. PRUMADA COLETIVA (GLP) .6.Medidor Coletivo 19 .

ponto fixo: não deve ser utilizado próximo das conexões crimpadas. nn Os tubos ALPEX GÁS colocados em um substrato de sustentação (concreto bruto) devem ser fixados a cada 1. Quando instalar ALPEX GÁS TIGRE embutido em contrapisos ou paredes. paredes. PF PM PM 20 . os tubos devem ser fixados de tal maneira que fiquem estáticos durante a utilização do sistema. Fixação nn Em caso de instalações expostas.1 INSTRUÇÕES DE PROJETO ALPEX GÁS TIGRE não altera as diretrizes de projeto da ABNT NBR 15526.0m. seguindo o mesmo padrão técnico internacional que seguem os sistemas metálicos de cobre ou aço. nn Devem-se ter dois tipos de fixação: fixação com ponto fixo (PF) e fixação com ponto móvel (PM): .ALPEX GÁS 5.ponto móvel: deve ser colocado de tal maneira que permita que o SH Sv 5. nn Os tubos de gás não podem ser fixados a outros tubos ou usados como apoio para outros tubos ou outras cargas. nn O uso de fixadores fabricados com material inflamável é aceitável (ex.2. satisfazendo todas as necessidades de projeto e execução de instalação interna de Gás Natural e GLP. deixar um recobrimento de massa maior que 2 cm de espessura. tubo se desloque devido à variação de temperatura. O polietileno protege o sistema dos agentes corrosivos.1.: Pinos de plástico). ALPEX GÁS TIGRE pode ser instalado enterrado. . assim como as proteções mecânicas e sinalizações com malhas de advertência para gás. Instalação PROJETE E INSTALE COM QUALIDADE E SEGURANÇA INSTALE ALPEX GÁS TIGRE 5. Deve-se respeitar as profundidades mínimas de instalação. contrapisos ou em sulcos de lajes sem necessidade de proteção anticorrosiva. com máxima pressão de operação (MPO) de 150 kPa. V H 5.2 INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO ALPEX GÁS TIGRE pode ser instalado embutido em muros.

0 10.280 9.560 16.600 3.040 1.026 .120 3.800 9.8 0.680 5.312 0.208 0.416 0.040 15.092 1.260 0.5 mm 21 Ls = 33 DE .208 0.820 2.340 3.360 10.780 0.052 0.520 1.0 6.6 0.900 4. L .300 1.080 2.780 0.680 6.368 1.456 1.130 0.740 14. 50 ΔL = 6.520 0.026 9.640 5.2.500 7.312 0.078 0.274 1.0 5.052 0.340 2.260 0.3 0.480 14.160 4.120 4.728 0.900 5.720 1.560 3.080 3.156 0.546 0.160 5.0 5.390 0.520 0.2 Dilatação térmica nn Devido a variações de temperatura na instalação. ΔL LS = Comprimento do trecho de dilatação DE = Diâmetro Externo da tubulação ΔL = Dilatação .832 0.360 10.200 6.120 4.920 12.182 0.640 4.9 1.240 7.720 0.600 3.364 0.040 1.182 0.234 0.026 0.416 0. Dados: ΔT (k) = 50 Comprimento do tubo (m): 5 Coeficiente de expansão térmica (mm/mxk): 0.0 4.364 0.312 0.280 8.248 1.404 1.104 0.600 70 0.546 0. nn O exemplo abaixo mostra como pode ser calculada a variação do comprimento com uma variação de temperatura predeterminada.830 9.400 50 0.170 1.468 0.910 1.0 0.120 3.080 2. 5 . Dados: ΔT (k) = 50 Comprimento do tubo (m): 12 DE (mm): 26 ΔL = A.624 0.156 0.780 0.920 12.156 0.312 0.00 60 0.200 Móvel 3.800 9.100 10.680 5.260 0. o tubo pode ser submetido a processos de dilatação ou compressão.468 0.0 nn Para compensar essa variação de comprimento.468 0.040 1.520 0.600 Diferença de temperatura t (k) 20 0.728 0.0 2.560 2.936 1.300 2.156 0.200 6.400 11. do tubo L(mm) 10 0.020 7.078 0.5 0.560 2.0 7.460 6. recomenda-se a utilização de liras.4 0.1 0.7 0.624 0.2 0.0 8.560 1.240 7.390 0.092 1.460 7.936 1.130 0.208 0.624 0.104 0.650 0.040 2. ΔT Cálculo do Trecho de Expansão ΔL = Dilatação A = Coeficiente de expansão térmica L = Comprimento do tubo ΔT = Diferença de temperatura ΔL = 0.100 10.240 7.910 1.700 13.820 3.234 0.104 0. Abaixo segue um exemplo de como se deve calcular as liras.ALPEX GÁS Comp.380 18.800 40 0.200 30 0.

6 mm PF Cálculo do Trecho de Expansão Ls = 33 26 . Outra forma de obter os valores é através do gráfico a seguir: Comprimento do trecho de Dilatação LS (cm) 22 . 12 . 15.6 Ls = 664 mm PF PM DE Lembrando que as conexões da linha ALPEX GÁS TIGRE devem ser instaladas livres de tensão. 50 ΔL = 15.026.ALPEX GÁS Cálculo da Dilatação ΔL = 0.

aqui.2. translação ou arrancamento. Para execução da junta. 5. Com a utilização de uma alavanca incorporada na boca da conexão. usar fita veda rosca Tigre. Para o ajuste da união. é possível obter um alinhamento perfeito. evitando problemas com esforços de flexão.4 Fixação de conexões terminais machos ou fêmeas Os terminais ALPEX GÁS TIGRE são próprios para fixação em estruturas rígidas. serão rosqueados os flexíveis de conexão de fogões. corrigindo ângulos de até 45 graus. com um mínimo esforço.2.  aquecedores e outros aparelhos com consumo a gás.3. sem necessidade de cortes nem de conexões adicionais. Alinhamento A excepcional maleabilidade dos tubos ALPEX GÁS TIGRE possibilita o alinhamento perfeito de todos os componentes de uma instalação. Não esquecer que. com o objetivo de obter a estanqueidade. o instalador devera trabalhar com duas chaves: uma para segurar e a outra para ajustar. 23 .ALPEX GÁS 5.

se usa comprimento de 1. 24 .5 metros. Prumadas aparentes . Formato das calhas: forma de U.5. Outros materiais poderão ser usados desde que atendam às condições abaixo. 2) deve ser prevista ventilação na parte superior e inferior da calha para circulação e renovação do ar. é de 1xDE do tubo. citamos as tintas. Entre elas. Dimensões O comprimento das calhas pode variar. IMPORTANTE: 1) a temperatura dentro da calha não pode ser superior a 60°C. os tubos luvas e as calhas. Calhas tipo “U” Material Chapa de aço carbono zincada ou pintada.ALPEX GÁS 5. Geralmente. conforme a NBR 15526.2. Vale lembrar que a separação minima entre tubos. A largura depende da quantidade de tubos que se pretende proteger da ação dos raios UV.PROTEÇÃO RAIOS UV Existem várias formas de proteger a tubulação ALPEX GÁS TIGRE da ação direta dos raios solares UV.

6. Ventilação NOTA: O Tubo Luva. não deve apresentar emendas no seu traçado em confinamento. 25 .2.ALPEX GÁS 5. É proibida a instalação de conexões em tubo multicamada em locais não ventilados e/ou em locais que possibilitem o acúmulo de gás em um eventual vazamento. quando utilizado conforme indicação do fabricante. É permitida a instalação de tubo multicamada sem uso de tubo luva em ambientes com pelo menos duas aberturas de ventilação com área mínima de 10 cm2 cada.

ALPEX GÁS 26 .

referidas a 1 atmosfera.Média Pressão): 150 kPa. b) redes primárias (MP .5 kPa A equivalência entre essas unidades. c) Redes Secundárias (BP .ALPEX GÁS Dos gases GN e GLP.Alta Pressão): 400 kPa.Baixa Pressão): 7. é a seguinte: 27 . as pressões máximas de operação admitidas para a condução nas redes de distribuição e nas instalações internas são: a) redes externas (AP .

28 .ALPEX GÁS 5. os medidores de gás devem ser suportados. conforme mostrada na figura abaixo: Instalação Incorreta INSTALAÇÃO CORRETA Deve-se montar uma estrutura independente.7. independentemente. específica para fixação dos medidores de gás. Ex: braço de flexão no tubo e acoplamento suportando o peso do medidor.2. Instalação do medidor de gás Não é permitido apoiar cargas sobre o sistema da tubulação ALPEX GÁS TIGRE. por uma estrutura metálica específica. Nesse caso.

É obrigatório prever sulcos projetados para a passagem da tubulação. Instalação embutida no piso Os tubos multicamadas ALPEX GÁS TIGRE podem ser instalados embutidos no piso. desde que possuam recobrimento mínimo de 20 mm a partir da geratriz superior do tubo.2. no sulco da laje ou em contrapisos.ALPEX GÁS 5.9. conforme desenho ilustrativo abaixo: 29 . Instalação embutida em estruturas portantes Os tubos multicamadas ALPEX GÁS TIGRE NÃO podem ser instalados embutidos no concreto estrutural.8. 5.2.

não é permitido utilizar espumas expansivas (flexíveis ou rígidas) ao redor desta.ALPEX GÁS 5. Instalação embutida em paredes Quando a tubulação multicamada ALPEX GÁS TIGRE for instalada embutida em paredes. A tubulação ALPEX GÁS TIGRE deve ser embutida diretamente na alvenaria. 5) aplicar a camada externa de argamassa (espessura maior que 20 mm). 4) realizar o teste de pressão. quando embutida em tijolos. de acordo com as etapas a seguir: 1) abrir a canaleta ou traçado na superfície da parede. A tubulação ALPEX GÁS TIGRE se comporta muito bem quimicamente quando em contato com a argamassa.2. deve ser incorporada em argamassa de cimento com espessura maior a 20 mm (inclusive quando for aplicado tubo luva). 30 . A tubulação. quando instalada em paredes não estruturais. pois algumas composições químicas destas espumas podem danificar a camada polimérica externa. 3) assentar a tubulação ALPEX GÁS TIGRE.10. 2) aplicar uma camada interna de argamassa (espessura maior que 20 mm).

Em trechos de transição entre a tubulação enterrada e a tubulação aparente. devem ser previstos proteção contra a ação dos raios UV e possíveis danos mecânicos.30 metros quando não houver tráfego de veículos.2. 31 .ALPEX GÁS 5.: NBR 15526 Rede de distribuição para gases combustíveis em instalações residenciais e comerciais – projeto e execução.11. A tubulação ALPEX GÁS TIGRE deve ser assentada com profundidade mínima de 0. Veja ilustração abaixo: Ref. Quando não for possível obter a profundidade de 0.50 metros. Instalação enterrada Para este tipo de instalação. recomenda-se a identificação permanente na superfície superior da tubulação com placas ou faixas de advertência. e 0.50 metros quando existir tráfego de veículos. uma das seguintes precauções deve ser tomada: nn providenciar uma laje de proteção. envolver o tubo em jaqueta de concreto ou utilizar tubo luva de alta resistência mecânica no trecho onde existir possibilidade de tráfego.

esgoto) a) Cabos telefônicos. REDES EM PARALELOb (mm) 30 50 30 50 50 10 50 CRUZAMENTO DE REDES b (mm) 10 (com isolante) c 10 10 50 10 10 DISTÂNCIAS MÍNIMAS ENTRE TUBULAÇÕES DE DIFERENTES SISTEMAS 32 .ALPEX GÁS 5. Distâncias mínimas indicadas quando instalados com outros sistemas TIPO DE INTERFERÊNCIA Sistemas elétricos de potência em baixa tensão isolados em eletrodutos não metálicos (a) Sistemas elétricos de potência em baixa tensão isolados em eletrodutos metálicos ou sem eletrodutos (a) Tubulação de água quente e fria Tubulação de vapor Chaminés Tubulação de gás Outras tubulações (águas pluviais. b) Considerar um afastamento suficiente para permitir a manutenção. de TV e de telecontrole não são considerados sistemas de potência. a instalação elétrica deve ser protegida por eletroduto em uma distância de 50 mm para cada lado e atender a recomendações para sistemas elétricos de potência em eletrodutos em cruzamento. c) Nestes casos.12.2.

ALPEX GÁS Quando houver um cruzamento entre o tubo ALPEX GÁS TIGRE e um condutor elétrico a uma distância menor ou igual a 30 mm. Recomenda-se para tal o uso de fenolite ou placa de celeron ou fita de isolamento de alta fusão. será necessário proteger o tubo ALPEX GÁS TIGRE com algum tipo de isolante elétrico. conforme indicado no desenho ilustrativo abaixo: 33 . O material isolante deve ser colocado em volta da tubulação ALPEX GÁS TIGRE e possuir pelo menos 10 cm de respiro nas laterais.

Exemplo de proteção mecânica Proteção mecânica contra choques As tubulações ALPEX GÁS TIGRE quando instaladas aparentes.ALPEX GÁS 5. As figuras abaixo ilustram exemplos de proteção mecânica. 34 .2. em locais em que possam ocorrer choques mecânicos. principalmente devido ao trafego local. devem receber algum tipo de proteção mecânica.13.

A distância que o fogão deve ter das paredes laterais e traseira.14. A ligação entre o aparelho e o ponto de consumo de gás deve ser realizada utilizando um engate flexível metálico adequado (aprovado pelo órgão regulamentador). Na ausência destas informações.15.ALPEX GÁS 5. bem como a distância do ponto de consumo. 35 .2. pode-se assumir o valor mínimo de 10 cm. são informações fornecidas no manual de instrução do equipamento. Ponto de fogão O ponto de consumo do gás não pode estar localizado atrás do fogão. Ponto de aquecedor A localização do ponto de gás para o aquecedor deve ser conforme ilustrada na figura abaixo. recomenda-se que as tomadas elétricas também não estejam atrás do equipamento.2. 5.

Linha ALPEX GÁS TIGRE ALICATE PRENSAR MANUAL ALPEX Código 37666920 Bitola 16 a 26 mm CABO ENERGIA P/MINI ALICATE PRENSAR Código 37668087 Bitola - CALIBRADOR/CHANFRADOR ALPEX Código 37666939 Bitola 16 a 32 mm Código Bitola 16 x 1/2" 20 x 1/2" 20 x 3/4" 26 x 1" 26 x 3/4" 32 x 1" ADAPTADOR FIXO FÊMEA ALPEX GÁS 37666530 37666548 37666556 37666572 37666564 37666580 ADAPTADOR FIXO MACHO ALPEX GÁS Código 37667480 37667498 37667501 37666513 37666521 Bitola 16 x 1/2" 20 x 1/2" 20 x 3/4" 26 x 3/4" 32 x 1" Código Bitola 16x16 mm 20x20 mm 26x26 mm 32x32 mm JOELHO 90 ALPEX GÁS 37667340 37667358 37667366 37667374 36 .ALPEX GÁS 6.

ALPEX GÁS JOELHO BASE FIXA ALPEX GÁS Código 37666599 37666602 37666610 37666629 Bitola 16x1/2" 20x1/2" 20x3/4" 26x3/4" Código Bitola 16x16 mm 20x20 mm 26x26 mm 32x32 mm LUVA ALPEX GÁS 37667307 37667315 37667323 37667331 MINI ALICATE PRENSAR ALPEX C/BATERIA Código 37666912 Bitola 16 a 32 mm Código Bitola TH 16 mm TH 20 mm TH 26 mm TH 32 mm MINI TENAZ P/PRENSAR ALPEX GÁS TH 37666882 37666874 37666890 37666904 Código Bitola 16x16x16 mm 20x20x20 mm 26x26x26 mm 32x32x32 mm TE 90 ALPEX GÁS 37667382 37667390 37667404 37667412 TESOURA CORTA TUBOS ALPEX GÁS MANUAL Código 37666947 Bitola 16 a 32 mm 37 .

ALPEX GÁS Código 37667420 Bitola 20x16x16 mm 20x20x16 mm 26x20x16 mm 26x20x20 mm 32x20x20 mm 32x26x26 mm TÊ DE REDUÇÃO 90 ALPEX GÁS 37667439 37667447 37667455 37667463 37667471 TENAZ P/PRENSAR MANUAL ALPEX TH Código 37668095 37668109 37668117 Bitola TH 16 mm TH 20 mm TH 26 mm Código 37666831 Bitola 16mm x 50 metros 20mm x 50 metros 26mm x 25 metros 32mm x 25 metros TUBO BAINHA ALPEX GÁS 37666840 37666858 37666866 TUBO MULTICAMADA ALPEX GÁS x5 Metros Código 37666769 37666785 37666807 37666823 Bitola 16mm x 5 metros 20mm x 5 metros 26mm x 5 metros 32mm x 5 metros Código TUBO MULTICAMADA ALPEX GÁS x100 Metros Bitola 16mm x 100 metros 20mm x 100 metros 26mm x 100 metros 32mm x 100 metros 37666750 37666777 37666793 37666815 VÁLVULA ESFERA ALPEX GAS FÊMEA/FÊMEA Código 37666653 37666637 37666645 Bitola 1" x 1" 1/2" x 1/2" 3/4" x 3/4" 38 .

0 M³/H VÁLVULA SEGURANÇA FLUXO/TÉRMICA VERTICAL 1” Código 37666726 37666734 37666742 Bitola 2.5 M³/H 4.0 M³/H 6.ALPEX GÁS VÁLVULA ESFERA ALPEX GÁS MACHO/FÊMEA Código 37666688 37666661 37666670 Bitola 1" x 1" 1/2" x 1/2" 3/4" x 3/4" VÁLVULA SEGURANÇA FLUXO/TÉRMICA HORIZONTAL 1” Código 37666696 37666700 37666718 Bitola 2.5 M³/H 4.0 M³/H Código 37666581 Bitola 1/2" x 16 mm 3/4" x 16 mm 1/2" x 20 mm 3/4" x 20 mm 3/4" x 26 mm 1" x 26 mm 1" x 32 mm 1x1/4" x 32 mm ADAPTADOR FÊMEA PORCA GIRATÓRIA 37666582 37666583 37666584 37666585 37666586 37666587 37666588 VÁLVULA ESFERA ANGULAR MACHO/FÊMEA Código 37666589 37666590 37666591 37666592 Bitola 1/2" x 3/4" 3/4" x 3/4" 3/4" x 1" 1" x 1 1/4'' Código Bitola 1/2" x 3/4" 3/4" x 3/4" 3/4" x 1" 1" x 1 1/4'' VÁLVULA ESFERA ANGULAR FÊMEA/FÊMEA 37666593 37666594 37666595 37666596 39 .0 M³/H 6.

23 4.93 19.65 1.94 1.02 2.82 20x2 w in m/s 0.53 94.39 4.25 3.56 22.93 7.63 1.74 0.55 0.64 0.72 4.93 3.88 0.24 2.00 4.25 9.47 7.36 14.13 53.41 1.60 2.81 0.59 0.18 3.47 3.13 0.06 6.80 8.ALPEX GÁS 7.55 4.81 70.54 1.09 1.67 4.97 2.54 89.14 1.70 2.59 15.13 25.15 1.09 8.72 1.43 0.58 45.12 2.09 3.82 9.67 16.06 3.60 2.62 8.36 8.46 1.91 3.784 26x3 0.32 21.88 w in m/s 0.29 2.46 1.29 1.29 1.82 0.62 7.29 3.60 1.68 0.76 3.44 2.76 3.67 84.58 3.78 6. Dimensionamento da rede de distribuição interna 7.68 5.69 10.30 1.04 1.43 R DN 26 0.28 12.29 1.67 1.65 6.00 R DN 32 0.29 1.06 1.91 1.28 2.69 5.35 2.25 1.43 0.76 4.42 1.90 2.53 1.95 2.22 3.88 5. As resistências podem ser lineares ou localizadas.36 6.36 R DN 20 0.94 3.13 28.88 40 .12 3.92 79.05 5.04 7.41 3.50 0.59 2.74 0.94 1.29 34.51 7.21 6.57 22.71 4.37 0.76 1.94 1.15 3.98 8.79 1.17 1.43 5.91 8.02 3.89 3.78 17.71 2.62 3.03 0.58 38.55 12.71 0.27 2.30 74.18 1.14 1.56 1.56 1.05 4.03 12.39 2.60 11.00 26x3 Lambda Di 0.38 8.11 2. devemos levar em consideração a perda de pressão do gás ao longo da sua trajetória pela tubulação.33 3.54 14.82 2.00 16x2 Lambda Di 0.86 0.98 1.01 19.81 2.98 1.98 2.05 1.79 1.73 1.1.71 0.53 3.37 0.83 24.45 0.76 2.09 0.34 4. A soma desses dois tipos de resistências determina a perda de carga total.10 57.97 1.41 3.48 1.18 2.18 7.49 2.35 1.85 1. Esta perda de pressão acontece devido às resistências encontradas pelo gás ao longo da rede.49 0.06 3.52 0.81 6.92 0.50 1.96 9.69 2.66 1.33 4.11 20.87 1.22 2. PERDA DE CARGA LINEAR (PL) Para realizar o dimensionamento de uma rede de distribuição interna.21 61.90 4.18 3.36 3.73 2.60 2.17 0.00 20x2 Lambda Di 0.49 5.06 4.91 1.61 17.15 2.26 0.07 6.32 0.35 1.31 2.62 0.54 R DN 16 3.06 1.79 1.20 5.59 0.57 0.00 2.62 0.22 7.99 5.23 1.40 2.80 0.31 0.11 1.27 25.03 20.34 4.83 0.03 16.14 31.08 2.67 8.25 1.20 5.65 3.79 0.45 1.37 10.35 1.04 5.50 2.41 7.74 3.88 2.29 49.73 0.31 0. 32x3 Lambda Di Densidade Gás: 32x3 kW 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 V(m³/h) 0.53 13.44 65.13 2.66 1.01 41.77 1.02 2.44 1.47 2.54 w in m/s 0.91 5.21 0.03 26.68 6.47 16x2 w in m/s 1.97 2.64 99.62 4.

12 4.36 28.26 92.85 12.93 6.09 8.51 3.00 4.69 3.47 4.08 32.16 4.09 2.94 7.88 8.49 18.10 335.12 4.00 259.20 18.84 28.71 6.40 3.34 292.59 6.88 3.76 7.86 26.18 83.60 6.19 4.06 5.65 7.02 14.40 6.94 9.31 2.41 72.37 4.42 12.60 94.97 7.59 2.33 70.25 4.96 9.26 4.83 6.80 139.23 29.39 Legenda Di KW VwRDiâmetro interno da tubulação (mm) Kilowatt Volume (m³/h) Velocidade do fluido (m/s) Perda de Carga (Pa/m) 41 .28 9.13 372.97 81.99 9.71 3.64 76.07 19.46 3.24 2.78 19.99 7.41 85.68 24.97 276.56 10.18 6.21 11.92 18.46 14.91 10.08 10.89 11.51 74.28 68.86 146.96 344.60 21.94 5.22 7.64 3.66 6.50 6.35 6.00 8.60 34.06 7.53 7.83 5.03 4.23 9.45 3.85 3.40 10.18 7.31 8.59 4.47 4.89 16.01 6.96 3.29 7.41 7.47 6.55 3.27 22.59 9.03 6.68 30.66 6.20 6.10 9.28 10.81 2.98 11.73 165.06 4.75 9.66 37.24 244.94 4.18 252.07 7.69 5.48 42.30 9.12 25.26 9.71 116.94 20.26 66.85 133.34 327.24 4.25 3.14 309.47 16.87 4.71 15.91 353.10 284.57 3.12 32.18 6.69 318.ALPEX GÁS 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 4.20 6.12 8.43 9.03 152.36 19.82 12.05 11.65 7.24 110.15 8.72 5.76 17.38 26.69 10.73 10.28 2.52 2.54 3.44 7.31 122.82 4.61 27.78 11.90 29.67 87.06 4.18 16.14 12.63 17.40 2.71 3.87 6.12 35.63 3.34 2.90 5.81 7.66 31.56 11.24 38.45 6.65 19.46 2.74 3.35 4.67 2.84 40.71 4.40 10.34 6.39 3.30 11.65 2.27 64.82 10.95 4.78 10.13 28.76 6.11 10.10 3.87 8.34 17.97 23.75 3.18 7.02 7.58 5.36 12.97 363.55 6.14 62.57 22.24 6.82 6.82 3.23 105.85 6.05 17.47 31.54 8.53 5.24 10.15 2.90 13.76 8.95 90.93 267.22 2.14 6.27 32.27 11.02 127.32 158.69 301.79 78.39 25.00 4.

CEG DIMENSIONAMENTO PARA EDIFICAÇÕES COM RAMIFICAÇÕES PRIMÁRIAS E SECUNDÁRIAS W= 10. TABELA PARA ESTADO DO RIO DE JANEIRO .000 kcal/m.000 kcal/m. H= 10mmca 16 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 12.³.4 662 468 382 331 296 270 250 234 221 209 199 191 184 177 171 165 160 156 152 148 144 141 138 135 132 130 127 125 123 121 119 117 115 113 112 110 109 107 106 105 103 102 101 100 99 98 97 95 95 94 20 16 1218 861 703 609 545 497 460 431 406 385 367 352 338 325 314 304 295 287 279 272 266 260 254 249 244 239 234 230 226 222 219 215 212 209 206 203 200 198 195 193 190 188 186 184 182 180 178 176 174 172 25 20 2099 1484 1212 1049 939 857 793 742 700 664 633 606 582 561 452 525 509 495 781 469 458 447 468 428 420 412 404 397 390 383 377 371 365 360 355 350 345 340 336 332 328 324 320 316 313 309 306 303 300 297 32 26 4020 2843 2321 2010 1798 1641 1520 1421 1340 1271 1212 1161 1115 1075 1038 1005 975 948 922 899 857 857 838 821 804 488 774 760 747 734 722 711 700 689 680 670 661 652 644 636 628 620 613 606 599 593 586 580 574 569 42 .4 540 382 312 270 242 221 204 191 180 171 163 156 150 144 139 135 131 127 124 121 118 115 113 110 108 106 104 102 100 99 97 95 94 93 91 90 89 88 87 85 84 83 82 81 81 80 79 78 77 76 20 16 994 703 574 497 445 406 376 352 331 314 300 287 276 266 257 249 241 234 228 222 217 212 207 203 199 195 191 188 185 182 179 176 173 171 168 166 163 161 159 157 155 153 152 150 148 147 145 144 142 141 25 20 1713 1212 989 857 766 700 648 606 571 542 517 495 475 458 442 428 416 404 393 383 374 365 357 350 343 336 330 324 318 313 308 303 298 294 290 286 282 278 274 271 268 264 261 258 255 253 250 247 245 242 32 26 3283 2321 1895 1641 1468 1340 1241 1161 1094 1038 990 948 910 877 848 821 796 774 753 734 716 700 684 670 657 644 632 620 610 599 590 580 571 563 555 547 540 533 526 519 513 507 501 495 489 484 479 474 469 469 W= 10.³.2. H= 15mmca 16 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 12.ALPEX GÁS 7.

34 3.91 2.01 1.02 0.62 5.40 2.30 1.37 1.70 3.36 2.34 5.84 2.67 2 1/2” 16 8.49 4.70 7.45 15.56 4.59 2.4 4.57 3.52 1.24 3.79 0.34 3.54 1.12 1.74 2.15 3.56 1.35 1.94 0.99 2.75 11.78 4.45 6.68 3.91 1.44 1.94 1.96 4.83 1.82 25 3/4” 20 10.20 3.91 1.58 4.25 1.55 3.53 4.23 1.50 1.89 2.46 1.81 0.97 0.45 13.35 5.97 3.08 3.70 1.86 4.54 1.36 1.58 2.20 4.37 1.60 0. segue tabela com os valores de vazão para cada bitola em função do comprimento da tubulação.16 3.65 0.31 2.08 7.76 1.16 1.08 2.19 3.49 1.64 1.12 3.69 2.50 1.15 2.68 0.68 1.50 0.81 2.93 5.13 1.12 1.37 3.67 1.3.44 0.4 3.44 3.51 4.02 0.55 5.08 9.34 11.22 16 3/8” 12.52 12.96 0.06 1.77 2.73 1. 7.15 1.06 1.78 1.88 6.83 5.93 0.46 1.09 1.23 4.59 1. Para facilitar o trabalho de cálculo.69 0.84 1.73 8.02 3.87 0.53 1.) Diâmetro Interno (mm) GLP 25 3/4” 20 15.ALPEX GÁS As resistências lineares são ocasionadas por atrito (fricção) do gás contra a parede da tubulação.88 0.36 4.56 0.06 2.06 7.39 1.75 0.84 0.82 3.66 4.98 1.00 2.42 2.26 2.46 0.69 10.83 0.45 0.76 0.48 2.58 0.97 0.81 3.78 4.14 5.27 32 1” 26 30.90 4.34 2.01 0.18 2.93 2.52 0.08 1.52 2.99 0.56 8.73 8.35 6.17 5.47 0.13 6.12 13.19 4.61 2.98 6.46 4.06 1.54 0.51 3.18 2.15 5.12 2.87 2.55 2.96 2.10 7.04 1.26 2.60 1. DIMENSIONAMENTO PARA EDIFICAÇÕES COM RAMIFICAÇÕES PRIMÁRIAS E SECUNDÁRIAS Vazão (m3/h) GN Diâmetro Externo (mm) Diâmetro Externo (pol.87 0.93 5.19 2.38 17.72 0.23 9.43 20 1/2” 16 5.92 3.68 1.35 4.75 3.09 3.89 0. para cada um dos tipos de gás.23 21.90 0.94 7.27 1.52 5.25 2.86 2.48 6.70 2.43 32 1” 26 19.51 0.36 2.41 5.77 0.84 7.93 1.37 2. GN e GLP.28 16 3/8” 12.39 3.82 0.29 1.02 6.48 0.04 4.18 1.37 2.76 6.42 1.91 0.43 10.85 0.58 1.70 0.79 1.67 3.64 1.32 1.56 7.83 1.69 11.19 1.05 4.75 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 12 14 16 18 20 22 24 26 28 30 32 34 36 38 40 42 44 46 48 50 Comprimento (m) 43 .62 0.76 1. elas podem ser calculadas com a fórmula de Darcy Weirbach.18 5.73 0.71 5.72 0.38 2.09 9.

Certificado 44 .ALPEX GÁS 8.

ANOTAÇÕES 45 .

ANOTAÇÕES 46 .

.

TIGRE S/A . 54 Atiradores 89203-900 .Brasil JANEIRO/2014 .Tubos e Conexões Rua Xavantes.SC .Joinville .