You are on page 1of 116

www.rodrigocordula.com.

br
0

















ISBN: 978-85-913257-2-6
www.rodrigocordula.com.br
1



SUMÁRIO

IPD
CONCEITO DE NÚMERO E SISTEMAS DE NUMERAÇÃO ........................................................... 004
A HISTÓRIA DO COMPUTADOR ...................................................................................................... 004
A GERAÇÃO DE COMPUTADORES ................................................................................................. 006
A LINGUAGEM DOS COMPUTADORES.......................................................................................... 007
O QUE É HARDWARE E SOFTWARE ............................................................................................... 008
PARTE FÍSICA DO COMPUTADOR (HARDWARE) ........................................................................ 010
ENTENDENDO OS TIPOS DE MEMÓRIAS ...................................................................................... 011


LINUX
HISTÓRIA ............................................................................................................................................. 013
SISTEMA OPERACIONAL (S.O) ........................................................................................................ 014
APRENDENDO O BÁSICO ................................................................................................................. 014
DOLPHIN, JANELAS, TECLADO E MOUSE .................................................................................... 015
CRIANDO E MANIPULANDO PASTAS PELO DOLPHIN ............................................................... 021
ENTENDENDO E UTILIZANDO OS ATALHOS ............................................................................... 024
PROCURANDO ARQUIVOS OU PASTAS ........................................................................................ 025
EXCLUINDO E RECUPERANDO ARQUIVOS PELA LIXEIRA ...................................................... 027
CONFIGURANDO A ÁREA DE TRABALHO ................................................................................... 029


WRITER
INTRODUÇÃO...................................................................................................................................... 039
TRABALHANDO COM BLOCOS DE TEXTOS ................................................................................ 044
DESFAZER, REFAZER UMA AÇÃO E RECARREGAR .................................................................. 045
SALVANDO, ABRINDO E PROTEGENDO UM DOCUMENTO ..................................................... 046
FORMATANDO CARACTERE, PARÁGRAFO, MARCADORES E PÁGINA ................................ 048
BARRA DE MENU INSERIR ............................................................................................................... 064
CORRETOR ORTOGRÁFICO, LOCALIZAR E SUBSTITUIR.......................................................... 070
TRABALHANDO COM O ESTILISTA ............................................................................................... 072
TRABALHANDO COM TABELAS ..................................................................................................... 073
IMPRESSÃO ......................................................................................................................................... 077


CALC
JANELA DO CALC .............................................................................................................................. 077
FORMATANDO CÉLULAS E PÁGINA ............................................................................................. 080
CÁLCULOS, SEQUENCIAS E POSIÇÕES ABSOLUTAS/RELATIVAS ......................................... 082
ACRESCENTANDO LINHA, COLUNA, BORDAS E PLANO DE FUNDO ..................................... 085
TRABALHANDO COM FUNÇÕES .................................................................................................... 087
TRABALHANDO COM GRÁFICOS ................................................................................................... 088


IMPRESS
IMPRESS - CRIANDO UMA APRESENTAÇÃO .............................................................................. 091
UTILIZANDO AS JANELAS DA BARRA DE TAREFAS ................................................................. 096
VISUALIZANDO, SALVANDO E CRIANDO APRESENTAÇÃO ................................................... 099


INTERNET
INTERNET E O MORZILLA FIREFOX .............................................................................................. 100
UTILIZANDO O GOOGLE E O FIREFOX .......................................................................................... 102
CRIANDO UM E-MAIL NO HOTMAIL ............................................................................................. 107
www.rodrigocordula.com.br
2



Agradecimentos

Agradeço a Deus por tudo que passei na vida. Afinal de contas a vida é um aprendizado e eu
serei um eterno estudante.

Como dizia Sigmund Freud !Fui um "omem afortunado# na vida nada me foi f$cil.!

Agradeço pelo min"a maravil"osa esposa %"a&s e principalmente pelo nosso amado fil"o
'at"eus.

Agradeço a todos a aqueles que depositaram alguma confiança em meu tra(al"o# que Deus
a(ençoe a todos) inclusive a aqueles que simplesmente me ignoraram por raz*es que
descon"eço...
















www.rodrigocordula.com.br
+


Apresentação

,ste livro tem por o(-etivo ensinar os princ&pios mais ($sicos de como manusear o teclado e mouse#
como tam(ém de sa(er utilizar o .inu/ ,ducacional 0.0 e algumas das ferramentas do 1r2ffice como
3riter) Calc e 4mpress.

2 livro tam(ém e/plica noç*es so(re a internet e de como utilizar o navegador 'orzilla Fire Fo/.

A sa distri!ição " gratita#
$%tima ata%i&ação '2('9(2'12
































www.rodrigocordula.com.br
0

CONCEITO DE NÚMERO E SISTEMAS DE NUMERAÇÃO

Antes da escrita o "omem fazia suas comparaç*es numéricas com pedras de calc$rio# por
e/emplo) um pastor possu&a o mesmo n5mero de pedras equivalente ao seu n5mero de
ovel"as# pois ao sair com o re(an"o para pastar e retornar ao final do dia# o mesmo retirava
uma pedra para cada ovel"a que entrava no cercado. Da mesma forma fazia ao acordar# como
uma forma de conta(ilizar se tudo estava em ordem.

Alguns pastores) por e/emplo) passaram a conta(ilizar certo n5mero de ovel"as a uma pedra)
isso era necess$rio quando o n5mero de ovel"as era enorme. Com isso deu in&cio ao sistema de
(ase de numeraç6o.

2utros faziam associaç*es do n5mero de ovel"as com os seus pr7prios dedos# porém era
(astante limitado. Segundo Arist7teles foi este sistema que deu origem a (ase decimal.

8ara facilitar o sistema de associaç*es foi desenvolvido o sistema de $(aco) por volta de +.900
AC.

:esta mesma época surgiu o sistema de numeraç6o indo;ar$(ico.




A HISTÓRIA DO COMPUTADOR


)ra pa%eo%*tica

,ntre 2.<00 a 1.=00 AC os monumentos paleol&ticos Stone"enge foram criados# tam(ém foram
considerados como os primeiros computadores feitos pelo "omem# pois através do alin"amento
das pedras era poss&vel prever os eclipses da lua.



www.rodrigocordula.com.br
9

>uem provou isso foi o astr?nomo americano @erald AaBCins.


Era Mecânica do Computador

Em torno de 1623 Wilhelm Schickard construiu uma calculadora mecânica, baseada em rodas
dentadas, capaz de multiplicar; através de métodos de somas sucessivas.

Em 1642, o matemático e filósofo francês Blaise Pascal, inventou a primeira máquina de calcular
automática.

Em 1672, o matemático alemão Gottfried Wilhelm aprimorou a máquina de Pascal; que somava,
subtraía, multiplicava e extraia a raiz quadrada.

Em 1728, o engenheiro francês Blaise Bouchon construiu um tear mecânico que podia tecer
desenhos em seda, de acordo com instruções cifradas em folha giratória de papel perfurado; onde
somente terciam as agulhas coincidentes com os furos.

Em 1801, Joseph Marie construiu um tear (baseado no de Blaise), automático com entrada de
dados através de cartões perfurados. Considerado uma das primeiras máquinas mecânicas
programada.

Em 1822, Charles Babbage, matemático inglês e professor da universidade de Cambrigdge,
projetou a “Máquina de diferenças”; para avaliação de funções e obtenção de tabelas.

Em 1833, Babbage projetou a “Máquina Analítica ou Diferencial”, semelhante ao computador
atual; pois dispunha de programa, memória, unidade de controle e periféricos de entrada e saída;
para criar tabelas, logaritmos e funções trigonométricas.

Devido às deficiências tecnológicas da época, nenhumas das duas chegaram a serem fabricadas;
Babbage foi considerado o pai da informática.

,m 1D02 ..F. 'ena(rea escreveu em italiano um artigo so(re a m$quina anal&tica de 1a((age.
,sse artigo foi posteriormente traduzido para o inglEs por Augusta Ada 1Fron) condessa de
lovelace) ao qual acrescentou importantes inovaç*es. :o seu artigo) a condessa Ada apresentou
determinados aspectos da aritmética (in$ria# que aca(ou sendo considerada a primeira
programadora de computadores por seu tra(al"o nos testes da '$quina Anal&tica de 1a((age.

,m 1D90) @eorge 8elir S"eutz) engen"eiro sueco) construiu um modelo de m$quina de
diferenças de 1a((age) que funcionou satisfatoriamente para o(tenç6o de ta(elas.

8or volta de 1DD9) Aerman Aollerit" G1D<0 ; 1H2HI) funcion$rio do Departamento de
recenseamento dos ,stados Jnidos) notou que a realizaç6o do censo anual levava 10 anos para
ser conclu&da e que a maioria das perguntas do censo tin"a como resposta !sim! ou !n6o!. ,m
1D<< idealizou um cart6o perfurado para conter as informaç*es coletadas no censo e uma
m$quina capaz de ler e ta(ular essas informaç*es. Construiu sua !'$quina de recenseamento!
ou !%a(uladora! que foi capaz de reduzir em trEs vezes o tempo que normalmente levava.

,m 1DH<) Aollerit" fundou a empresa %a(ulating 'ac"ines CompanF) que em 1H20 se -untou a
outras empresas para formar a maior empresa de computadores dos 5ltimos tempos a 41' ;
4nternacional 1usiness 'ac"ines.
www.rodrigocordula.com.br
<

Houve uma fase de transição do ‘computador’ mecânico, para o eletrônico atual. Eram os
computadores eletromecânicos. Nascia assim a primeira geração de computadores.



A GERAÇÃO DE COMPUTADORES

PRIMEIRA GERAÇÃO
Na primeira geração foram utilizados os relés, um dispositivo eletromecânico, formado por um
magneto móvel, que se desloca unindo dois contatos metálicos. Os cálculos eram executados
através de dados lidos em fitas perfuradas Nascia assim o Z1.



A Marinha americana, em conjunto com a Universidade de Harvard, desenvolveu o computador
Mark I; que ocupava 120m³ de área aproximadamente, conseguindo multiplicar dois números de
dez dígitos em três segundos.

A limitação dos relês era sua velocidade (levavam cerca de um milésimo de segundo para abrir
ou fechar um contato).

Com o surgimento da válvula, que se baseava no fluxo de elétrons a vácuo. Fez com que os relés
fossem substituídos rapidamente; pois eram cerca de um milhão de vezes mais rápido. Mas o
problema é que as válvulas exigiam fornecimento de energia constante e sua vida útil era bastante
limitada.



O primeiro computador a válvula foi o Eletronic Numeric Integrator And Calculator (ENIAC),
capaz de fazer quinhentas multiplicações por segundo.

Tendo sido projetado para calcular trajetórias balísticas, o ENIAC foi mantido em segredo pelo
governo americano até o final da guerra, quando foi anunciado ao mundo.


SEGUNDA GERAÇÃO
Nesta segunda geração as válvulas foram substituídas pelo transistor, que desempenhavam o
mesmo papel. Porém consumiam menos energia e eram bem mais baratos.


www.rodrigocordula.com.br
=


TERCEIRA GERAÇÃO
Percebeu que poderia desenvolver, devido à simplicidade do transistor, um aglomerado dentro de
um mesmo encapsulamento. Com isso deu origem ao circuito integrado; dano origem também ao
primeiro micro processador; o 4004 da Intel, onde 2300 transistores foram usados.


Primeiro Processador

QUARTA GERAÇÃO
Na quarta geração finalmente surge o chip, que nada mais é do que um conjunto de circuitos
integrados.





A LINGUAGEM DOS COMPUTADORES

Como você deve ter percebido a máquina só entende circuito aberto e circuito fechado. O circuito
aberto não passa corrente elétrica, enquanto o circuito fechado sim. Esse é o procedimento
adotado com relação a relés, válvulas e transistores, que foram comentados anteriormente. E até
hoje o computador trabalha e entende desta forma: circuito aberto e circuito fechado.

Antigamente lidávamos com esta linguagem do computador diretamente; onde conectávamos
fios, relês e sequências de chaves para que determinada tarefa fosse executada. A cada tarefa
diferente o processo deveria ser refeito. E a resposta era normalmente dada por uma sequencia de
lâmpadas; já que naquela época não existia o monitor.

Esse processo depois passou a ser eletrônico, onde um circuito aberto era representado por zero
(0) como verdadeiro (TRUE) e o circuito fechado por um (1) como falso (FALSE) para a
máquina.

Esta sequência de zeros e uns, tem por nome de código binário; que é a linguagem que nossa
máquina entende e trabalha.

www.rodrigocordula.com.br
D



Lembram-se do filme Matrix?
O filme se passa no futuro, onde maioria da população mundial vive conectada a plugs e cabos,
para fornecer energia às máquinas; enquanto vivenciam uma falsa realidade (realidade virtual)
gerada pela Matrix.

A estrutura da matrix são dados binários (0 e 1); números binários em linguagem oriental.
E no filme só o escolhido é que poderia entender a Matrix e dominá-la.



Por esta linguagem ser de alto nível e praticamente inviável de se trabalhar; foi desenvolvido,
com o passar do tempo, uma linguagem mais parecida com a linguagem humana o assembly; que
através dela se originou outras linguagens de programação. Que são capazes de desenvolver
softwares como o Linux, editor de texto, planilhas eletrônicas etc.




O QUE É HARDWARE E SOFTWARE

Como pode ter percebido, o computador se divide em duas partes:

• Parte lógica - Chamado de softwares, que são programas de computador.

• Parte física - Chamada de hardware, que são todos os componentes físicos que compõe
um computador.

Podemos destacar alguns tipos de softwares:

Sistemas operacionais - Windows, Linux, UNIX, etc.

Aplicativos de escritório - Planilhas, editores de texto e editores gráficos.

Aplicativos de desenvolvimento - PHP, C++, JAVA, etc.

Todo o software possui uma licença de uso, a saber:

Freeware (grátis): Pode-se usar plenamente as funções do programa sem nenhum custo.

www.rodrigocordula.com.br
H

Adware: Também são gratuitos, mas trazem publicidade em forma de banners ou links.

Opensource: São programas gratuitos que possuem o código-fonte aberto.

Shareware (gratuito para testar): São programas que após um determinado tempo de uso ou
número de utilizações, ele perde algumas ou todas as suas funcionalidades.

Demo: Aplicado a jogos, que só demonstra uma fração do mesmo. Não há opção para registrar o
programa.

Trial: É semelhante ao tipo DEMO, mas se aplica a programas. Você pode testar o programa em
sua totalidade, com todos os recursos e por quanto tempo quiser, mas geralmente não poderá
salvar ou exportar os trabalhos feitos. Não há opção para registrar o programa.



PARTE FÍSICA DO COMPUTADOR (HARDWARE)

Estar dividida entre componentes de hardware e periféricos.
Os periféricos mais comumente usados são: mouse, webcam, impressora, teclado e monitor.

Alguns dispositivos se classificam quando a sua função de fornecer alguma informação à
máquina (dispositivo de entrada) ou de fornecer alguma informação de saída ao usuário
(dispositivo de saída) ou de possibilitar as duas coisas (dispositivo de entrada e saída); sendo que
neste caso a saída é nada mais do que dados extraídos ou copiados da máquina.

Dispositivos de entrada: Mouse, webcam, teclado.

Dispositivos de saída: Impressora e monitor.

Dispositivos de entrada e saída: Pen drive e DVD-rom.

Dentro do gabinete do computador podemos encontrar os seguintes componentes:

Placa mãe: É a placa principal do computador que realiza a interconexão de placas, de
componentes e do microcomputador.



Placa de vídeo: Responsável por codificar os sinais em forma de imagem para o monitor.
www.rodrigocordula.com.br
10



Placa de som: Responsável pelo recebimento e envio de som.




Placa de fax-modem: Utilizado para conexão de internet discada.



Placa de rede: A placa de rede pode servir para uma conexão de internet, via rádio, cabo,
mas também serve para interligar computadores em rede local.



Fonte: Responsável pelo fornecimento de energia a placa mãe e demais componentes do
computador.
www.rodrigocordula.com.br
11





Microprocessador (CPU): Basicamente possui a ULA (unidade lógica e aritmética),
responsável pelos cálculos matemáticos. Há também a unidade de controle que é
responsável pelo que entra e sai do processador e os registradores; que são pequenas
memórias velozes que armazenam comandos ou valores que são utilizados no controle e
processamento de cada instrução.





ENTENDENDO OS TIPOS DE MEMÓRIAS

No computador há dois tipos de memórias:

• Memórias não voláteis: São aquelas que armazenam dados de forma permanente, ou
seja, mesmo que você desligue a máquina os dados ainda persistirão.

Exemplo de memórias não voláteis:
HD, winchester ou simplesmente disco rígido - É onde fica armazenado todos os
programas da máquina, inclusive o sistema operacional; além de arquivos, fotos,
documentos e planilhas do usuário.



ROM - É uma memória somente de leitura, ou seja, as suas informações são gravadas
pelo fabricante uma única vez e após isso não podem ser apagadas, somente acessadas ou
www.rodrigocordula.com.br
12

alteradas; programas que são gravados desta forma dá-se o nome de firmware. A memória
ROM contém três programas firmware, a saber:

BIOS: Responsável pelo suporte básico de acesso ao hardware, bem como por
iniciar a carga do sistema operacional.

POST: Realizada pela BIOS, responsável por verificar se o sistema se encontra
em estado operacional. Se for detectado algum problema durante o POST a BIOS
emite certa sequência de bips sonoros, que podem mudar de acordo com o
fabricante da placa-mãe.

SETUP: É um sistema rudimentar que possibilita a configuração dos
dispositivos de hardware do computador.



• Memórias voláteis: São aquelas que armazenam dados do computador de forma
temporária, ou seja, quando desligamos a máquina; estes dados são perdidos.

Exemplo de memórias voláteis:


RAM - É nesta memória onde são carregados os programas em execução vindos do HD e
depois transferidos para a memória cache.





Cache - Serve de ponte de ligação da memória principal (RAM) ao
processador. A Memória Cache é uma pequena quantidade de memória
estática de alto desempenho, tendo por finalidade aumentar o
desempenho do processador, realizando uma busca antecipada na
memória RAM.

As unidades de memória do computador são medidas obedecendo a seguinte escala:

1 bit - Menor unidade de medida
1 byte (b) - Equivale a 8 bits.
1 Kilobyte (KB) - 1.024 B
1 Megabyte (MB) - 1.024 KB
1 Gigabyte (GB) - 1.024 MB
1 Terabyte (TB) - 1.024 GB


www.rodrigocordula.com.br
1+

LINUX HISTÓRIA

O Linux foi desenvolvido pelo finlandês Linus Torvalds. O seu código fonte está disponível sob
licença GPL para qualquer pessoa que queira utilizar, estudar, modificar e distribuir de acordo
com os termos da licença.

Linus Torvalds, quando desenvolveu o Linux, não tinha a intenção de ganhar dinheiro e sim fazer
um sistema para seu uso pessoal, que atendesse suas necessidades. O estilo de desenvolvimento
que foi adotado foi o de ajuda coletiva. Ou seja, ele coordena os esforços coletivos de um grupo
para a melhoria do sistema que criou. Milhares de pessoas contribuem gratuitamente com o
desenvolvimento do Linux, simplesmente pelo prazer de fazer um sistema operacional melhor.


Algumas distribuições do Linux


Kurumin foi desenvolvido por brasileiros; possui expressiva comunidade de
usuários no país e boas páginas de suporte na Internet, além de fórum para troca
de dúvidas e informações em português. Possui também uma versão Light, mais
leve, que ocupa menos memória - ideal para PCs antigos.



Kalango é uma distribuição GNU/Linux nacional baseada no Debian.
O sistema conta com um grande acervo de programas para atender as
necessidades dos desktops de qualquer meio, seja ele residencial,
corporativo ou governamental.




Tem uma interface muito parecida com a do Windows. Traz sistema de ajuda,
com dicas e um banco de dados com as dúvidas mais comuns - exatamente
como acontece nas soluções da Microsoft.



De fácil instalação, o sistema permite dual boot e possui interface
simples e amigável. Para os fãs de games, a versão inclui jogos e
suporta os drivers do Windows.


O Debian GNU/Linux vem com mais de 29.000 pacotes contendo
softwares pré-compilados e distribuídos em um bom formato, que
torna fácil a instalação deles na sua máquina. O sistema tem uma
interface simples e personalizável.


O Fedora é patrocinado pela Red Hat, o fornecedor mundial de
tecnologia open source; possui um sistema de fácil instalação e conta
com Desktop 3D.
www.rodrigocordula.com.br
10


Slackware é o nome da mais antiga e conhecida distribuição GNU/Linux
mantida e ainda em evidência. Além de seu uso profissional, é considerada
também como uma distribuição de nível acadêmico, mantendo uma vasta
documentação atualizada em sua raiz, para os usuários que necessitem de
maior conhecimento para dominá-lo.




SISTEMA OPERACIONAL (S.O)

É um programa ou um conjunto de programas cuja função é gerenciar os recursos do sistema
(definir qual programa recebe atenção do processador, gerenciar memória, criar um sistema de
arquivos, etc.), além de fornecer uma interface entre o computador e o usuário; fazendo o papel
de intermediário entre o aplicativo (programa) e os componentes físicos do computador
(hardware).

O sistema operacional reveza sua execução com a de outros programas, como se estivesse
vigiando, controlando e orquestrando todo o processo computacional.

Em nosso caso utilizaremos o programa Linux Educacional ou LE.



APRENDENDO O BÁSICO

Como ligar o computador

1 – Ligar o estabilizador;

2 – Ligar o gabinete;

3 – Ligar o monitor;

4 – Aguarde um pouco, enquanto o sistema operacional processa as informações necessárias
para inicializar; alguns computadores requerem o login (nome do usuário) e senha, para que
possa utilizar o sistema operacional.


Área de trabalho
É a tela principal do sistema operacional, também chamado de Desktop. É onde são executados
todos os programas do seu PC; como: Janelas do Dolphin, navegadores, programas, jogos, etc.
Na área de trabalho você pode também criar atalhos para programas, jogos, pastas pessoais,
documentos, imagens, etc; como uma forma de facilitar o acesso.

www.rodrigocordula.com.br
19




Menu iniciar
O Menu Iniciar começou sendo um programa chamado Gerenciador de Programas que virou uma
tela de atalhos básicos para as aplicações mais comuns e se manteve até hoje; pasando a ser
aprimorado a cada nova edição.

Vamos agora aprender a desligar, reiniciar e finalizar a sessão do nosso sistema operacional;
através do menu iniciar.
Com mouse clique sobre o menu iniciar.

Desligar - Desliga a máquina.
Antes de desligar, certifique-se de fechar todos seus arquivos e
pastas, salve seus trabalhos e feche todos os programas abertos.
Feito isso escolha a opção desligar.

AVISO: Não desligue o gabinete, ele será automaticamente
desligado após a finalização deste processo.

Após o desligamento do gabinete:
1. Desligue o monitor.
2. Desligue o estabilizador.

Reiniciar - Faz com que o sistema operacional seja reiniciado.

Encerrar sessão - Faz com que retorne a tela de login e senha, para
a troca de usuário.



DOLPHIN, JANELAS, TECLADO E MOUSE

O Dolphin não é nada mais do que um gerenciador de arquivos e pastas; sua estrutura se
assemelha muito com a do Windows Explore.
www.rodrigocordula.com.br
1<


Por questões de organização criamos pastas para guardar nossos documentos, imagens, músicas,
dentre outros.

Exemplo da janela do Dolphin:



No Dolphin temos dois tipos de barras a barra de menu, que possui os seguintes controles:
arquivo, editar, exibir, ir, ferramentas, configurações e ajuda.


E a barra de ferramentas, a saber:


Voltar - Só habilitado, quando você abre uma pasta; clicando nesta seta ela retorna para a
área que você estava antes.

Avançar - Só habilitado, quando você abre uma pasta e depois retorna para a área que
estava antes. Clicando nela você avança para onde você estava anteriormente.

Subir um nível - Só habilitado quando você abre uma pasta e depois uma subpasta dentro
desta. Quando clicado, ela irá subir um nível, ou seja, sair de uma subpasta para outra de
nível superior.

Página inicial - Direciona-se para a área padrão que normalmente é exibido, quando você
abre o Dolphin pela primeira vez.

Atualizar - Atualiza a janela do Dolphin, muito utilizado quando você faz alguma
alteração no Dolphin e por algum motivo esta alteração não é exibida na janela.

www.rodrigocordula.com.br
1=

Os últimos três comandos é o modo de exibição de arquivos e pastas do Dolphin.
Por padrão a primeira opção é marcada.


Você deve ter percebido que o Dolphin é como se fosse uma janela. Cuja referência da mesma
fica na barra de menu principal da área de trabalho. Saiba que também todos os programas se
comportam da mesma forma.




Se você clicar nesta referência, irá ocultar a janela do Dolphin. Caso clique novamente a tela do
Dolphin reaparecerá.

Por padrão toda janela possui três estruturas de comandos básicos que se encontram no canto
superior direito:


Minimizar - Esconde a janela; podendo ser acessada clicando em sua referência que fica na
barra de menu principal da área de trabalho.

Maximizar - Quando clicado, faz com que a janela ocupe toda a área disponível do monitor;
mudando também o seu formato para restaurar ; quando clicado faz com que a janela volte
ao seu antigo tamanho.

Fechar - Simplesmente fecha o programa aberto.

Há ainda a possibilidade de manipular o tamanho da janela manualmente; além de movimentá-la.

Manipulando o tamanho da janela
Vá com o mouse até uma das bordas da janela; ao aproximar o mouse nesta região, ele
automaticamente muda o seu formato para seta dupla.



Quando assumir esta forma, clique com o botão do mouse e sem soltar o botão arraste o cursor e
solte. Verá que a janela foi redimensionada.

Para movimentar a janela clique com o mouse sobre a barra de título e sem soltar o botão arraste
e solte.

www.rodrigocordula.com.br
1D


Já que estamos falando de mouse é bom saber a forma correta de manuseá-lo







Pouse os dedos sobre o mouse da seguinte forma:
1. Fique com polegar apoiando a extremidade esquerda do mouse.
2. O dedo indicador no botão esquerdo do mouse e o segundo no botão direito.
3. Os outros dois dedos restantes ficam apoiando o lado direito do mouse.
4. A palma da mão fica apoiada sobre a mesa.

Desta forma poderá manusear corretamente o mouse, sem grandes dificuldades.

A maioria dos mouses tem apresentado o seguinte formato.




1. O botão esquerdo é o mais utilizado do mouse; já que as interações principais são
realizadas com ele.

2. O Scroll Look é utilizado para subir ou descer o conteúdo de um texto, páginas de
internet, programas (isso quando o conteúdo é muito extenso e não pode ser mostrado
tudo na janela) ou em janelas do Dolphin (quando a quantidade de pastas e arquivos for
extensa demais para ser visualizado na janela). Para utilizá-lo você irá simplesmente
‘rolá-lo’ empurrando levemente para frente ou para trás com um dos dedos.

3. O botão direito do mouse é normalmente utilizado para acessar menus de contexto.
Veremos um exemplo prático quando for abordada a criação de pastas.

Vamos também abordar algumas funções relativas ao teclado.


www.rodrigocordula.com.br
1H


Antes vamos acessar um pequeno editor de texto chamado Kate; pois através deste editor é que
vamos verificar como acessar alguns dos caracteres existentes do teclado.
Podemos acessar o Kate indo no Menu Iniciar > Utilitários > Bloco de Notas (Kate).




Também podemos executar qualquer comando com a opção executar comando do menu iniciar.



Ao digitar Kate, com pouco tempo aparecerá às opções disponíveis, logo abaixo; conforme a
figura:


Uma janela como essa aparecerá:

www.rodrigocordula.com.br
20



Vamos agora utilizar o Kate, para fazer os seguintes testes:

Tornando uma letra ou texto em maiúsculo

Tecla Shift - Quando pressionada em conjunto com alguma tecla, como a tecla ‘e’ por
exemplo, ela torna esta letra maiúscula.

Caps Look ou Fixa - Quando pressionado ativa esta tecla, tornando qualquer letra
digitada em seu formato maiúsculo; clique novamente para desativá-la.


Apagando caracteres

Tecla Delete - Apaga qualquer caractere da esquerda para a direita. No Dolphin ela serve
para excluir arquivos ou pastas que estejam selecionados.

Backspace - Apaga qualquer caractere da direita para a esquerda.



Demais teclas

Tecla Enter - Realiza o pulo de linha, as linhas em branco geradas poderão ser
apagadas com as teclas delete ou backspace.




Teclas de navegação - Muito utilizados em joguinhos; ela serve para ‘passear’
pelo texto.
www.rodrigocordula.com.br
21



Num Lock - Serve para ativar ou desativar o teclado alfa numérico do teclado.






Acessando caracteres específicos do teclado



Na nossa tecla de exemplo, se quisermos acessar a ‘/’, simplesmente pressionamos a tecla; mas
caso precisemos colocar uma interrogação em nosso texto, teremos que pressionar shift, sem
soltá-lo pressionar a tecla; sempre que desejarmos acessar algum caractere que se encontra acima,
como é o caso da interrogação, teremos que sempre fazer este procedimento.

E por fim, quando desejarmos acessar qualquer caractere, que esteja ao lado, como o símbolo de
grau ‘°’, teremos que pressionar a tecla alt gr, sem soltá-la pressionar a tecla que possui este
símbolo de grau; da mesma forma funciona com as demais teclas que possui um caractere ao
lado.



CRIANDO E MANIPULANDO PASTAS PELO DOLPHIN

Já que sabemos como manipular corretamente o mouse e utilizar o teclado; vamos voltar à tela do
Dolphin; lá aprenderemos a criar, excluir, mover e copiar arquivos e pastas.


Criando pastas e arquivos
Primeiramente clique com o botão direito do mouse sobre uma área vazia do Dolphin. Um menu
de contexto será exibido. Escolha a opção criar novo e escolha pasta.

www.rodrigocordula.com.br
22


Feito isso, uma pequena janela será exibida para você inserir o nome da sua pasta.



Digite o seu nome e pressione ok ou pressione Enter do seu teclado; se não quiser alterar o nome
da pasta, simplesmente dê ok.



Como você deve ter percebido, há também a possibilidade de criar arquivos de texto, planilhas,
imagem, etc. Com o mesmo procedimento.



www.rodrigocordula.com.br
2+


Renomeando a pasta ou arquivo e entendendo o menu de contexto
Certifique-se que a pasta ou arquivo que deseja alterar o nome, esteja selecionado; feito isso
clique em F2 do teclado ou sobre a pasta com o botão direito do mouse e escolha renomear.



Como pode perceber, quando você clica sobre uma pasta ou arquivo algumas opções extras
aparecem:

Opções só para pastas
• Abrir em nova janela - Serve para exibir o conteúdo desta pasta em outra janela.

• Abrir em nova aba - Serve para exibir o conteúdo desta pasta em outra aba presente na
janela atual.

Opções para pastas e arquivos
• Recortar - Recorta a pasta ou arquivo, para que você possa movimentar para outra área e
desta forma clicar com o botão direito do mouse sobre uma área vazia e escolher a opção
colar na pasta.

• Copiar - Copia a pasta e seu conteúdo; ao clicar com o botão direito do mouse escolha a
opção colar na pasta, se estiver na mesma área será aberto uma pequena janela para você
renomear a cópia ou sobrescrever a existente.

• Colar na pasta - Só ativado quando a função copiar ou recortar forem utilizados.

• Mover para a lixeira - Move a pasta para a lixeira do computador.


Movendo ou copiando um arquivo ou pasta de outra forma
Além do que foi explicado pelo menu de contexto, você poderá mover um arquivo ou pasta, da
seguinte forma:

1. Clique sobre o arquivo ou pasta, sem soltar o botão do mouse e arraste até a pasta que
deseja.

www.rodrigocordula.com.br
20



2. Feito isso, solte o botão do mouse e escolha a opção mover:



Como pode perceber há a possibilidade de copiar se desejar; além disso, há a opção link aqui, que
seria a criação de uma espécie de atalho, para a pasta.


Excluindo uma pasta ou arquivo
Para excluir você clica com o botão direito do mouse sobre o arquivo ou pasta que deseja excluir
e no menu de contexto que aparece, escolha a opção mover para a lixeira.
Uma janela como esta será exibida.





ENTENDENDO E UTILIZANDO OS ATALHOS

Como você ter percebido, os comandos: excluir, copiar, recortar e colar; possuem teclas de
atalho, a saber:

Selecione um arquivo ou pasta e depois pressionando a tecla control
(Ctrl), sem soltá-la, pressione uma única vez a tecla C.

www.rodrigocordula.com.br
29

Este comando faz copiar a pasta ou arquivo, mas para colá-la você deverá utilizar Ctrl + V, que é
o comando de atalho para colar.

Da mesma forma funciona na manipulação de textos.
Primeiro você seleciona o texto ou palavra que deseja copiar; feito isso faz o mesmo
procedimento anteriormente explicado.


Selecione um arquivo ou pasta e depois pressionando a tecla control
(Ctrl), sem soltá-la, pressione uma única vez a tecla X.

Este comando faz recortar a pasta ou arquivo, uma forma de movimentar o arquivo ou pasta para
outro local, mas para isso você deverá utilizar Ctrl + V, que é o comando de atalho para colar.

Da mesma forma funciona na manipulação de textos.
Primeiro você seleciona o texto ou palavra que deseja recortar; feito isso faz o mesmo
procedimento de colar Ctrl + V na área onde você quer que seja colado.


Serve para colar um arquivo, pasta ou texto.
Só ativo, quando uma das funções colar ou recortar, forem usadas.


Seleciona todos os arquivos ou pastas presentes. Em um editor de texto, a
sua funcionalidade é de selecionar todo o texto presente no documento.




PROCURANDO ARQUIVOS OU PASTAS

Digamos que você salvou algum arquivo ou criou uma pasta, que você não tem a mínima ideia de
onde se encontra; para encontra-la da mais forma mais prática utilizamos o sistema de procura
presente no Linux educacional.

Vá ao menu iniciar em utilitários, escolha a opção procurar arquivos ou pastas.


www.rodrigocordula.com.br
2<


Nome - Você digita o nome do arquivo ou pasta que esteja procurando.

Procurar em - É o local que se deseja procurar. Se for colocado só uma barra; a procura será
realizada em todo o computador. Uma procura específica poderá ser realizada digitando o
caminho ou clicando no botão ao lado [navegar..] para escolher o local específico de sua busca.

Há ainda algumas caixas de marcação a saber:

• Incluir subpastas - É para que a busca seja realizada também em subpastas, ou seja,
pastas que contenham subpastas; estas subpastas serão também incluídas na pesquisa.

• Diferenciar maiúsculas de minúsculas - Se você digitar na busca DOCUMENTO, só
irá encontrar arquivos e pastas cuja a palavra seja em maiúscula; do contrário será
ignorado.

• Mostrar arquivos ocultos - São arquivos que estão no computador, mas por motivos de
segurança eles se encontram invisíveis (ocultos) para o usuário; ao marcar esta opção,
arquivos ou pastas ocultas condizente com a busca serão mostrados.

• Usar índice de arquivos - Para coincidir com o índice de arquivo.

Os arquivos e pastas encontradas aparecerão logo abaixo. Dano um duplo clique você irá abrir o
arquivo ou pasta.

No nome da busca você pode utilizar o coringa (*), no caso não souber o nome do arquivo; por
exemplo, digamos que você saiba que o arquivo começa com programa e que tem alguma coisa
escrita antes e algo também no final; mas não sabe exatamente o quê. Para encontrá-lo só com
base no nome do meio você escreveria em sua busca *programa* - assim procurará tudo que tiver
a palavra programa, independente do que estiver escrito no início e no final do arquivo.

Você ainda pode ser mais critérioso na sua busca, com a aba conteúdo.



www.rodrigocordula.com.br
2=


Em tipo de arquivo, você pode específicar se é para procurar só imagens, só pastas, só arquivos
de texto, etc.

E na última aba chamada propriedades, temos a seguinte tela:



Lá podemos definir uma data, intervalo ou até mesmo hora específica para pesquisar.
Se soubermos que criamos um arquivo no dia 27 de julho, por exemplo, colocariamos esta data
como critério de busca.

Ainda podemos especificar o tamanho do arquivo a ser pesquisado. Se soubermos que
procuramos uma imagem maior do que 300KB; então colocariamos algo próximo para pesquisar
e exibir só os arquivos que possuicem 300KB ou mais de tamanho.



EXCLUINDO E RECUPERANDO ARQUIVOS PELA LIXEIRA

Tudo que é excluído vai diretamente para a lixeira; lá você poderá excluir definitivamente os
itens contidos ou recuperar um ou vários itens presentes na lixeira, que de alguma forma você
tenha excluído acidentalmente.

Para entendermos melhor, vamos acessar a lixeira.



Ao abrir uma janela relativa a esta será mostrada:

www.rodrigocordula.com.br
2D



Quando você clica com o botão direito do mouse sobre um dos itens presente na lixeira, uma aba
de contexto sugirá com as seguintes opções:

• Restaurar - Recupera o item selecionado, voltando para área que oculpava anteriormente
antes da sua exclusão.

• Excluir - Exclui o item definitivamente, não podendo mais ser restaurado.

• Propriedades - Relativo a tamanho do item e seus demais dados.

Se eu quiser excluir todos os itens da lixeira eu simplesmente utilizo o comando de atalho,
explicado anteriormente, Ctrl + A; ou clico com o mouse, sem soltar o botão, próximo a primeira
pasta e arrasto para ‘encobrir’ todos os itens presentes na lixeira.



Também posso selecionar pastas específicas clicando na tecla Ctrl e sem soltá-la, clicar com o
mouse sobre os itens que desejo excluir ou restaurar.




www.rodrigocordula.com.br
2H




Feito isso, posso clicar com o botão direito do mouse sobre um dos itens que se encontra
selecionado e escolher entre excluir ou restaurar.

O mesmo pode ser feito pela barra de menu, escolhendo: arquivo > excluir ou restaurar.



CONFIGURANDO A ÁREA DE TRABALHO

Para encerrar sobre o assunto do linux, vamos personalizar nossa área de trabalho. Para isso
vamos no menu iniciar > sistema > centro de controle.



Uma janela como esta aparecerá:












www.rodrigocordula.com.br
+0


Vamos primeiro nas opções de aparência:



Estilo - Aba Aplicativos
Nela você poderá alterar a aparência de como são exibidos os botões, caixa de entrada, caixa de
seleção, barra de carregamento, etc.

Para isso escolha estilo dos widgest na caixa de seleção e escolha o que mais lhe agradar.

Estilo - Aba Espaço de trabalho
Nesta segunda aba, você poderá alterar a cor de exibição da barra de menu da área de trabalho.

Normalmente só tem três temas, mas você poderá pegar outros clicando no botão obter novos
temas, presente nesta janela.



Estilo - Aba Ajuste fino










www.rodrigocordula.com.br
+1

Efeitos gráficos - Você pode definir a resolução de tela, se é baixa ou alta resolução; além do
desempenho da CPU, se é de altíssimo desempenho ou não.

Barra de ferramentas - Nela podemos definir a posição do texto tanto para a barra de
ferramenta principal como também das ferramentas secundárias.

Terminado a propriedade estilo, iremos para cores. Quando você clicar em cores normalmente
um aviso como este será mostrado, no caso de você ter efetuado alguma alteração.



Se deseja aplicar suas alterações clique em aplicar; do contrário clique em descartar.

Cores
Na aba esquema você poderá escolher o estilo de cor para as janelas, fonte, cor de seleção, etc.

Escolha um e clique em aplicar; desta forma, você poderá ver como irá ficar.

Icones - Aba Temas
Você poderá alterar o formato dos ícones, escolhendo uma das opções disponíveis e aplicando.



www.rodrigocordula.com.br
+2



Icones - Aba Avançado
Como mostra a figura acima, você poderá personalizar a cor padrão, ativo e desabilitado do
icone; com relação aos icones da área de trabalho, barra de ferramentas, painel, etc.

Cada um dos estados dos ícones é apresentado, se quiser alterar algum é só clicar no botão
configurar efeito, presente em cada um deles.

Fontes
Em fontes você poderá alterar o tipo de fonte, tamanho e estilo.



Você poderá alterar cada um deles clicando no botão escolher...
Ainda poderá alterar todos de uma vez clicando no botão ajustar todas as fontes...

www.rodrigocordula.com.br
++



Para ativar, por exemplo, tamanho; você deve marcar a caixa de seleção.
Feito isso poderá alterar o tamanho de todos ao mesmo tempo.



Janelas - Aba Decoração de janela
A primeira caixa de seleção lhe possibilita alterar o formato da janela. Há ainda a possibilidade
de alterar o tamanho da borda, presente nas opções de decoração; além de outros pequenos
detalhes relativos a janelas.















www.rodrigocordula.com.br
+0


Ao alterar o formato e o tamanho da borda da janela, por exemplo, o exemplo abaixo ficará
modificado; mostrando-lhe o resultado se aplicado.



Tela de Apresentação
Nela podemos alterar a tela de carregamento do linux, selecionando uma das opções disponíveis e
em seguida clicando no botão de aplicar. Quando você iniciar o linux novamente, verá a
diferença.


www.rodrigocordula.com.br
+9


Administração do computador
Data e hora - Aba Data e hora
Nela você poderá alterar o mês, ano e dia decorrentes; além da hora.



Data e hora - Aba Fuso horário
Nela você poderá escolher o fuso horário mais apropriado de sua cidade. Estou atualmente no
estado do Acre, por isso marquei a opção Rio Branco - Acre.



Ainda em administração temos a configuração de tela.

Tela - Tamanho e Orientação
Nela poderemos aumentar a resolução de tela; além de sua orientação e posição.






www.rodrigocordula.com.br
+<



Área de trabalho - Protetor de tela
O esquema de protetor de tela serve para desligar a o monitor após um determinado período de
inatividade ou para aparecer alguma animação durante este tempo.
Este procedimento é necessário, devido ao fato da tela poder a vim a ficar marcada; devido a um
logo período de exibição de uma única imagem.



Como podem ver há várias proteções de tela, vejamos como configurar algumas.

www.rodrigocordula.com.br
+=




Abra Banners e figuras e escolha Banner.
Você verá uma pequena demonstração do descanço de tela na telinha que se encontra do lado
direito.
Clique em configurar...; uma janela como esta será exibida:



Nela você poderá alterar: tipo de fonte, tamanho da fonte, negritar e/ou tornar itálico a fonte, a
cor da fonte e a velocidade que o texto passa pela tela.

Na caixa mensagem, você poderá escrever a mensagem que será exibida durante o descanço de
tela; se marcar exibir hora atual a caixa de mensagem será bloqueada e só será exibido a hora
atual do sistema.

Todo o descanço de tela tem suas configurações específicas; após configurá-las, você poderá ver
o resultado na telinha de demonstração que fica do lado direito ou clicando no botão testar, que
fica ao lado do botão configurar.

Vejamos mais um exemplo:




www.rodrigocordula.com.br
+D




Vá em coisas flutuantes e escolha enxame; depois disso clique em configurar:



Nela você poderá alterar a velocidade das ‘abelhas’ e o número de ‘abelhas’ presente na tela.

Perceba que lá em configurações, nós podemos configurar o tempo de espera para que a tela de
descanso venha a funcionar.



Isso se a opção iniciar automaticamente estiver marcada; do contrário nenhuma tela de descanso
será executada.
www.rodrigocordula.com.br
+H


Alterando a imagem de fundo da área de trabalho
Clique com o botão direito do mouse sobre uma área vazia da área de trabalho. No menu de
contexto escolha a opção configurações de atividade de área de trabalho.



• Tipo: Pode ser uma imagem, um slide de imagens (que neste caso você deverá selecionar
uma sequência de imagens) ou nenhuma imagem.

• Posicionamento: Referente ao posicionamento da imagem; que pode ser escalonado,
centralizado...

• Cor: É relativo à cor de fundo, que parecerá se nenhuma imagem for usada, ou se a
imagem não preencher totalmente a tela.

Logo abaixo são exibidas as imagens disponíveis para seleção; você pode procurar por outra
imagem em seu computador, clicando no botão abrir...

Também é possível adquirir novas imagens clicando no botão obter novos papéis de parede...



WRITER

O Writer é um editor de textos e com ele você poderá criar declarações, currículos, cartas,
memorando, recibo e muito mais...

Para iniciar o programa writer vá ao menu iniciar da barra de tarefas e em ferramentas de
produtividade, escolha a opção Editor de Texto (BROffice.org Writer).



www.rodrigocordula.com.br
00





A tela do Writer



1. Barra de menu: Nela possuímos todos os comandos disponíveis do writer; dês
formatação caractere, parágrafo, a criação de capitular, tabelas, configuração de página,
etc.

2. Barra de ferramentas: É uma barra de atalho, onde reúne alguns dos comandos
presentes da barra de menu, os mais comumente utilizados durante a criação do texto.
www.rodrigocordula.com.br
01


3. Barra de formatação: Reúnem os comandos de formatação de texto mais utilizados,
outros mais específicos podem ser encontrados na barra de menu.

4. Régua horizontal e vertical: Servem para indicar o tamanho da página e a área de
ocupação das margens. Com ela você poderá criar de forma simples a tabulação e também
a configuração do limite que uma linha ou parte de um texto que pode vim a ocupar na
página.

5. Cursor de texto: Indica onde o texto irá surgir, quando você iniciar sua digitação.

6. Limite de texto: Indica o limite da área que o seu texto irá ocupar durante sua digitação.

7. Barra de rolagem vertical e horizontal: Serve para movimentar a página
horizontalmente e verticalmente. A mais utilizada é a barra horizontal; clicando sobre as
setinhas presente na barra, você poderá subir ou descer o texto.
Há também outra forma, que seria clicando com o mouse sobre a barra que se encontra
em alto-relevo e sem soltar o botão; arrastar para cima e para baixo.

8. Ferramenta de zoom: Com ela você poderá aumentar ou diminuir o zoom da página que
estais trabalhando.


Barra de Ferramentas
Possui vários botões que são usados para a realização das tarefas mais rotineiras e de maneira
mais rápida.



(01) – Novo documento.
(02) – Abrir documento.
(03) – Salvar documento.
(04) – Enviar documento diretamente por e-mail.
(05) – Ativar/desativar modo Editar do arquivo.
(06) – Exportar/criar arquivo PDF.
(07) – Imprimir documento atual.
(08) – Visualização de página.
(09) – Fazer verificação ortográfica.
(10) – Ativar/desativar auto verificação ortográfica.
(11) – Recortar texto selecionado.
(12) – Copiar texto selecionado.
(13) – Colar texto selecionado.
(14) – Ferramenta pincel de estilo.
(15) – Desfazer ação realizada.
(16) – Restaurar ação realizada.
(17) – Operações de hiperlink.
(18) – Criar tabela.
(19) – Exibir/Ocultar funções de desenho.
(20) – Localização e substituição de texto.
(21) – Navegador de documento.
(22) – Galeria de imagens.
www.rodrigocordula.com.br
02

(23) – Exibir/Ocultar Fonte de Dados.
(24) – Exibir/Ocultar caracteres não imprimíveis.
(25) – Ferramenta de Zoom.
(26) – Ajuda do BrOffice.org.


Barra de Formatação
Possuem vários botões/opções que são usados para a realização das formatações de texto mais
rotineiras de forma mais rápida.



(01) – Exibir/Ocultar Estilista (Estilos e formatação)
(02) – Estilo atual do parágrafo
(03) – Nome da fonte atual do texto
(04) – Tamanho da fonte atual do texto
(05) – Aplicar negrito a seleção/digitação
(06) – Aplicar itálico a seleção/digitação
(07) – Aplicar sublinhado a seleção/digitação
(08) – Alinhar parágrafo à esquerda
(09) – Alinhar parágrafo ao centro
(10) – Alinhar parágrafo à direita
(11) – Alinhar parágrafo justificado
(12) – Ativar/desativar numeração
(13) – Ativar/desativar marcadores
(14) – Diminuir recuo do parágrafo
(15) – Aumentar recuo do parágrafo
(16) – Definir cor da fonte
(17) – Definir cor de realce da fonte
(18) – Definir cor do pano de fundo

Como você deve ser percebido, ambas as barras possuem uma setinha no final, a saber:

Personaliza a barra de formatação, podendo incluir ou retirar funções.


Auto Correção
Quando você começa digitar algo no editor de texto; perceberá em algum momento sugestões que
completam a palavra que você esteja começando a digitar; caso deseje aquela sugestão é só
pressionar uma única vez a tecla Enter de seu teclado.

Caso esteja se sentido incomodado com esta função, assim como eu, vá em: Menu >
Ferramentas > Opções da autocorreção

Na aba completar palavra, desmarque a opção ativar recursos de completar palavra.





www.rodrigocordula.com.br
0+



O recurso de Completar Palavra, ao estar ativado, vai memorizando as palavras digitadas e
posteriormente as sugerindo a partir do pressionamento da terceira letra. Por isso, ao se digitar
uni o Writer sugere a palavra Universidade. Por padrão, somente as palavras com 10 letras ou
mais são memorizadas, mas pode-se alterar essa configuração a qualquer momento, como pode
ser visto na tela acima.

Na tela acima, existem outras configurações que são importantes:
Ativar recurso de completar palavra: Com essa caixa de opção pode-se ativar/desativar o
recurso de completar palavra.

Acrescentar espaço: Após o pressionamento do Enter, para aceitar a palavra sugerida, é
acrescentado um espaço automaticamente, se esta caixa de marcação estiver selecionada.

Mostrar como dica: A palavra sugerida será mostrada em forma de dica (balão) e não junto com
o texto.

Reunir palavras: Estando essa opção selecionada todas as palavras digitadas (com a quantidade
de letras iguais ou maiores que o tamanho mínimo) serão memorizadas. Caso contrário, o
processo de memorização será suspenso, mantendo-se as palavras memorizadas até o momento.

Ao fechar um documento, salve a lista para uso posterior em outros documentos: Com essa
opção selecionada ao se abrir um novo documento, as palavras memorizadas em outros
documentos serão reconhecidas para esse novo documento.

Aceitar com: Representa a tecla que deverá ser pressionada para aceitar o recurso Completar
Palavra. Outras opções de teclas são: End, Space (barra de espaço) e Right (seta para direita).

Tamanho mínimo da palavra: Tamanho mínimo para que a palavra seja memorizada.

Número máximo de entradas: Tamanho máximo de palavras memorizadas.

www.rodrigocordula.com.br
00

Na área à direita ficam as palavras memorizadas em ordem alfabética. Selecionando a(s)
palavra(s) e pressionado o botão Excluir Entrada, esta(s) serão retiradas da memória.



TRABALHANDO COM BLOCOS DE TEXTOS

Navegando pelo texto
Você pode navegar em qualquer parte de seu texto, através do mouse ou teclado.
• Com o mouse - Vá até a área ou região do texto com o cursor do mouse e clique; você
verá que o cursor do texto ficará com a barrinha piscando na região que você clicou.

• Com o teclado - Para poder se locomover pelo texto, certifique-se que o mesmo esteja
selecionado, ou seja, se a barrinha que fica piscando, encontra-se em alguma região do
texto. Com isso poderá mover-se para direita, esquerda, para cima ou para baixo
utilizando as teclas de direção.


Seleção de texto
Para aplicar qualquer tipo de formatação no documento, é necessário selecionar a região onde
será aplicado o efeito. Você pode selecionar partes do texto ou palavras utilizando o teclado ou o
mouse.
• Selecionando uma palavra: Dê dois cliques seguidos com o mouse sobre a palavra.
• Selecionando um parágrafo: Dê três cliques seguidos sobre alguma parte do parágrafo.
• Selecionando uma parte específica do texto: Clique na parte inicial do texto que deseja
selecionar e sem soltar o botão do mouse arraste para ‘encobrir’ as palavras a frente ou
desça com o mouse para pegar algumas linhas do texto. Depois que selecionou o que
deseja, poderá soltar o botão do mouse.

Com o teclado a seleção se baseia em uma única regra: clique na tecla shift, sem soltar, clique nas
setas direcionais para esquerda, direita, cima ou baixo (dependendo do caso), até que encubra
toda a palavra ou parte do texto que deseja.


Movendo partes de um texto
Para mover uma parte ou palavra do texto, você deve primeiramente selecioná-la; feito isso
clique com o mouse, sobre a área selecionada e arraste com o mouse para a região que desejas e
solte; verá que o texto foi movido para a área que lhe foi determinada.


Apagando um Texto
Para apagar um texto, você deve clicar com o botão do mouse sobre a região que deseja excluir e
clicar em delete ou backspace (←).

Tecla backspace: Exclui caracteres da direita para esquerda.
Penso, logo exis| ←

Tecla delete: Exclui caracteres da esquerda para direita.
Em terra de →|go, quem tem olho é rei.

www.rodrigocordula.com.br
09

Ainda há uma última opção, que é selecionar a palavra ou parte do texto que deseja excluir e
depois disso, clicar em delete.


Copiando partes de um texto
Para copiar, você primeiramente deve selecionar a palavra ou parte do texto que deseja e depois
clicar na ferramenta copiar presente na barra de ferramentas ou utilizar o atalho Ctrl + C do
teclado.
Perceba que nada acontece até que você utilize a ferramenta colar.


Colar
Só ativado quando a ferramenta copiar ou recortar forem utilizados.
Quando ativado, vá até a região que desejas colar a parte do texto ou palavra, posicionando o
cursor com o mouse ou teclado; e pressione o botão colar presente na barra de ferramentas;
ou você pode utilizar o atalho Ctrl + V do teclado.
Perceba que toda vez que você cola, gera uma nova cópia do texto ou palavra que foi copiada.


Recortar
Para recortar, você primeiramente deve selecionar a palavra ou parte do texto que deseja e depois
clicar na ferramenta recortar ; ela remove o texto que foi selecionado e fica
com uma cópia guardada do mesmo. Sua função é para movimentar uma parte do texto ou
palavra para outra região presente no texto; para isso posicione o cursor no local desejado e
depois clicando em colar ou Ctrl + C do telcado.


DESFAZER, REFAZER UMA AÇÃO E RECARREGAR

Para Desfazer algo que você tenha feito errado, basta clicar no Menu Editar > Desfazer. Se
preferir você pode usar o teclado e pressionar Ctrl + Z, ou ainda clicar no Botão Desfazer da
Barra de Botões.

Caso tenha usado o comando Desfazer e gostaria de voltar ao que era antes de desfazer, basta
usar o comando Refazer clicando no Menu Editar > Refazer. Se preferir use o teclado, Ctrl + Y,
ou ainda o Botão Refazer da Barra de Botões.

Por padrão, o Writer oferece 100 oportunidades para desfazer ou refazer. Isto quer dizer que você
pode fazer 100 coisas erradas que o Writer poderá ir voltando à medida que você usar o comando
Desfazer ou Refazer.

www.rodrigocordula.com.br
0<



Se a sua intenção é após muito alterar o seu documento, quiser que ele volte ao que era até a
última vez que o mesmo foi salvo, basta clicar no Menu Arquivo > Recarregar e na mensagem
que surge, clicar em Sim.

Os botões Desfazer e Refazer ao serem pressionados e não apenas clicados, exibem uma lista
com os comandos que podem ser desfeitos ou refeitos. Porém não podemos “pular” a ordem
desta lista.



SALVANDO, ABRINDO E PROTEGENDO UM DOCUMENTO

Como em todo programa de editor de texto, você poderá salvar e abrir um documento salvo para
redigitação ou impressão do mesmo, por exemplo.

Salvando um documento
Você poderá salvar o seu documento corrente, clicando no ícone do disquete presente na barra de
ferramentas ou na barra de menu escolha a opção arquivo > salvar
Se você nunca salvou o seu documento, uma tela como essa será exibida:



Se desejar abrir um documento ou pasta; dê dois cliques seguidos.

Em nome do arquivo, ao selecionar a caixa de texto você poderá alterar para o nome que desejar.

Em tipo de arquivo, você poderá escolher um dos diferentes tipos de formatos disponíveis; por
padrão o formato de extensão .odt é exibido.

Se você marca a caixa de seleção salvar com senha, uma janela como esta será exibida:




www.rodrigocordula.com.br
0=




Será necessário preencher os dois campos com a mesma senha; feito isso o seu documento só
estará disponível novamente se a senha correspondente for inserida.

Ainda na janela salvar há três botões presentes do lado direito:



01 Subir de nível: Quando clicado ele automaticamente mostra o conteúdo da pasta que se
encontra um nível superior à pasta atual. Por exemplo, se você estiver no caminho:
documentos/aluno; significa que há uma pasta de nível superior de nome documentos e
que dentro dela há pelo menos uma pasta de nome aluno; que por sinal é a pasta atual que
você se encontra.

02 Criar uma nova pasta: Ao clicar sobre ela, uma janela será exibida para nomear uma
nova pasta que será criada durante o processo.

03 Página inicial: Direciona-te para o local padrão que normalmente é exibido, quando você
abre o Dolphin pela primeira vez.


Abrindo um documento
Você poderá abrir um documento salvo pelo writer, clicando sobre o documento ou abrindo o
writer e indo na barra de menu, em arquivo > abrir

Há também outra possibilidade, que é clicando no ícone de uma pasta presente na barra de
ferramentas

A janela que é exibida é a mesma; só com a diferença que dessa vez só poderá abri-lo e não
salvá-lo.

Arquivo > Salvar como...
É normalmente utilizado para salvar uma cópia do documento aberto com outro nome.



www.rodrigocordula.com.br
0D

FORMATANDO CARACTERE, PARÁGRAFO, MARCADORES E PÁGINA

FORMATANDO CARACTERES
Em algum dado momento você sentirá a necessidade de formatar alguma palavra presente no
texto, se não todo ele.

Para isso utilize a barra de formatação presente no writer.


Ou vá a na barra de menu e escolha: formatar > caractere

Lembre-se de selecionar o texto ou a palavra que deseja formata-la.
Você verá que os comandos presentes na primeira aba da janela, são os que já estão presentes na
barra de formatação.



Você perceberá que a medida que muda o tipo de fonte, formatação da fonte (negrito, cursiva,
negrito cursiva) ou o tamanho; perceberá que o texto que você selecionou, cujo a visualização é
apresentada abaixo, irá mudar a medida que você for selecionando.


www.rodrigocordula.com.br
0H


Na segunda aba temos a guia efeitos de fonte. Nela podemos alterar a cor da fonte, os efeitos de
fonte (maiúsculo, minúsculo, título e caixa alta); se irá ter algum relevo, sobrelinha, tachado ou
sublinhado.

No caso de sublinhado ou sobre linha, quando selecionado alguma das opções existentes; os
controles de cor serão ativados, para no caso de você desejar mudar a cor.

No sublinhado ainda é ativo a opção palavras individuais, que quando marcado só irá sublinhar
as palavras; deixando os espaços em branco sem sublinhado.

Há ainda os campos de marcação como: contorno, sombra, intermitente e oculto; que quando
clicados personalizam ainda mais o seu texto.


Aba Posição



Nela podemos tornar o texto sobrescrito, subscrito, rotacioná-lo, aumentar e diminuir sua
elevação; além de alterar o seu espaçamento.

Sobescrito: Texto normal
Texto sobescrito


Subscrito: Texto normal
Texto subscrito


Aumentar e diminuir sua elevação: Só disponível, quando marcado sobescrito ou subscrito;
onde você poderá alterar a elevação do texto sobescrito ou subscrito; mas para isso terá que
desmarcar a caixa de seleção de automático.

Rotação / dimensionamento: Faz com que o texto mude seu ângulo, em relação ao restante do
texto. Ex:
www.rodrigocordula.com.br
90



Você ainda poderá dimensionar a largura, no tamanho desejado.

Espaçamento: Nela você poderá escolher as opções: expandido e condensado.
• Espandido: Aumenta o espaçamento entre as letras, quando o valor 0,0pt for alterado.
• Condensado: Diminui o espaçamento entre as letras, quando o valor 0,0pt for alterado.


Aba Hyperlink
Serve para criar um link de uma página de internet em seu texto, que quando clicado irá para a
página ao qual você digitou.



Guia do plano de fundo
Serve para alterar a cor de fundo do texto selecionado.



www.rodrigocordula.com.br
91


A cor do plano de fundo do texto poderá também ser acessada pelo botão de atalho presente na
barra de formatação:

FORMATANDO PARÁGRAFOS
Vá à barra de menu e clique em formatar > parágrafo



Aba recuos e espaçamento
Nela você poderá personalizar um recuo antes ou depois do texto.

Este tipo de recuo também poderá ser feito através da régua presente no writer.

Recuo antes do texto
A régua possui duas setinhas do lado esquerdo uma em cima e outra em baixo e uma do lado
direito ; para que você possa movimentar as duas setas que se encontram no lado esquerdo e
desta forma empurrar o texto; clique na setinha debaixo e sem soltar o botão do mouse, arraste
para frente e depois solte.


A seta de cima refere-se ao deslocamento da primeira linha do parágrafo e a segunda ao
deslocamento das demais linhas.

www.rodrigocordula.com.br
92


O recuo ficará conforme o exemplo:



Recuo depois do texto
Funciona de forma parecida, mas desta vez você irá deslocar para a direita a única seta que se
encontra do lado direito do editor.



Ao soltar o botão do mouse, o texto ficará conforme o exemplo:




Recuo da primeira linha
Desta vez você só empurrará a setinha de cima presente do lado esquerdo da régua; para isso
clique com o mouse sobre ela e arraste; ao soltar, verá o resultado conforme o exemplo:





www.rodrigocordula.com.br
9+





Aba alinhamento
É o mesmo esquema de alinhamento que se encontra na barra de formatação:



Alinhamento à esquerda: Alinha o parágrafo, onde cursor se encontra, do lado esquerdo.
Alinhamento à direita: Alinha o parágrafo, onde cursor se encontra, do lado direito.
Alinhamento ao centro: Centraliza o parágrafo, onde cursor se encontra.
Alinhamento justificado: Alinha o texto tanto do lado direito como esquerdo, onde o cursor se
encontra.


Aba fluxo de texto
Nela só usamos para criar quebra de linha, quando necessário.
Para isso em quebras marque a opção inserir.

www.rodrigocordula.com.br
90



Há ainda algumas caixas de marcação que possuem as seguintes funções:

Não dividir parágrafo: Com essa caixa de opção selecionada, se o parágrafo não couber todo na
mesma página, o mesmo será posicionado na próxima página.

Manter com o próximo parágrafo: Com essa caixa de opção selecionada, o parágrafo atual
sempre será mantido junto com o próximo parágrafo, mesmo quando houver quebra de página.

Controle de linhas órfãs: Com essa caixa de opção selecionada, o Writer fará o controle de
linhas órfãs, ou seja, a quantidade de linhas especificada em linhas que deverá ficar no início do
parágrafo em caso de quebra de página.

Controle de linha viúvas: Com essa caixa de opção selecionada, o Writer fará o controle de
linhas viúvas, ou seja, a quantidade de linhas especificada em linhas, que deverá ficar no final do
parágrafo em caso de quebra de página.


Aba tabulação
Nela poderemos criar e definir o tamanho da tabulação, digitando um valor na caixa de texto
posição e pressionando Enter.

Em tipo definimos o tipo de alinhamento da tabulação.

Em caractere de preenchimento, poderemos escolher se a tabulação será preenchida ou não.

A tabulação é muito utilizada na construção de sumários ou índices.
Você normalmente digita o índice, por exemplo, e logo após configura a tabulação e pressiona a
tecla tab presente no teclado para que a tabulação seja criada.

Tecla Tab, presente no teclado.

Uma vez configurado a tabulação, o processo não precisará ser repetido para as demais linhas.

www.rodrigocordula.com.br
99



Um exemplo de tabulação é o próprio sumário presente nesta apostila; perceba que todos os itens
estão perfeitamente alinhados. Se fossem preenchidos com pontinhos (.) manualmente; o índice
ficaria completamente desalinhado. Tente isso para comprovar...

Essa mesma janela de tabulação, poderá ser aberta dano dois clique sobre a régua presente no
writer.




Aba Capitulares



A capitular tem a função de tornar um caractere ou vários em capitulares.

Uma letra capitular ela ocupa duas ou mais linhas, dependendo do número de linhas configurado
e dependendo também da quantidade de linhas disponíveis, aonde se deseja capitular.

www.rodrigocordula.com.br
9<

Para capitular a primeira letra de um texto, primeiramente deixe o curso sobre este parágrafo;
feito isso na aba capitulares marque a opção exibir capitulares; um exemplo ao lado será
mostrado.

Você ainda pode escolher palavra inteira, se desejar que a primeira palavra do texto torne-se
toda capitular.

Em número de caracteres, você pode determinar a quantidade de caracteres que se tornaram
capitulares.

Em linhas, você pode definir o número de linhas que o capitular irá ocupar; contudo o capitular
só ocupará a quantidade de linhas disponíveis no paragrafo que estais configurando, ou seja, se
houver duas linhas e você queira que o capitular ocupe quatro, por exemplo, ela só irá ocupar
duas linhas.

Há ainda a configuração do espaçamento do capitular em relação ao restante do texto; além de
poder estilizar o capitular, presente na caixa de seleção estilo de caractere.


Aba bordas



Nela você poderá colocar bordas em seu parágrafo.

Na caixa definido pelo usuário, possui um quadrado cinza; clicando nele as bordas poderão ser
inseridas ou excluídas.

Em linha, você poderá escolher a espessura e formato da linha; além de sua cor, na caixa de
seleção que se encontra logo abaixo.

Em espaçamento do conteúdo é relativo ao espaço da borda em relação ao texto contido nela.



www.rodrigocordula.com.br
9=

E por fim o estilo de sombra; nela você poderá colocar uma sombra em suas bordas, em uma das
opções disponíveis; além de poder configurar a distância e cor desta sombra.


Aba plano de fundo



Nela você poderá escolher uma cor de preenchimento para o seu parágrafo se desejar.

A cor do parágrafo poderá também ser acessada pelo botão de atalho presente na barra de
formatação:


FORMATANDO MARCADORES E NUMERAÇÕES
A inserção de um numerador ou marcador no texto poderá ser feita clicando nos ícones: ,
respectivamente.

Ao clicar no numerador o formato padrão exibido será 1.

E ao clicar no marcador o formato padrão exibido será

E a cada pulo de linha o numerador será incrementado em um e o marcador permanecerá o
mesmo.

Caso deseje formata-lo, vá a formatar > marcadores e numerações


Aba Marcadores
Nela você poderá escolher o tipo de marcador que deseja; para isso clique em um dos exemplos
apresentados e dê ok.



www.rodrigocordula.com.br
9D




Aba tipo de numeração
Da mesma forma que o anterior, clique no tipo de numeração que deseja e dê ok.




Aba estrutura de tópicos
Nela você poderá escolher o esquema de subníveis de tópicos que mais lhe agrada. Ao selecionar
e depois de inserir algum texto e pressionar a tecla Enter; verá que não houve a criação do
subnível; é como se fosse uma marcação ou numeração normal.

Contudo um subnível só será criado, quando você pressionar a tecla tab, ao invés da
tecla Enter.




www.rodrigocordula.com.br
9H




Aba figuras
Nela você poderá inserir uma figura como marcador




Aba posição
Numeração seguida por: Nela você poderá configurar se haverá após a numeração ou marcação
uma tabulação depois do texto, espaço ou simplesmente nada.

Alinhamento da numeração: Se é alinhado à esquerda, direito ou centro.

Alinhado em: Referente ao recuo da primeira linha do marcador.

Recuar em: Referente ao recuo das demais linhas.

www.rodrigocordula.com.br
<0



Toda modificação será mostrada na imagem abaixo.


Aba opções
Esta aba tem a função de personalizar a sua numeração; a modificação será mostrada na imagem
ao lado.

Numeração: Podendo ser letras, números, algarismos romanos, etc.

Antes: Referente ao que vem antes da numeração.

Depois: Referente ao que vem depois da numeração, por padrão é um ponto (.).




www.rodrigocordula.com.br
<1

Mostrar subníveis: Você poderá criar a quantidade de subníveis que desejar; lembrando que
para ativá-los você irá clicar Tab ao invés de Enter.

Iniciar em: Determina que numeração irá iniciar.


FORMATANDO PÁGINA
Na barra de menu clique em formatar > página


Aba página
Em formato você poderá escolher o tipo de papel que será utilizado na impressão: carta, A4,
ofício, etc. Esses são alguns dos padrões estabelecidos pelo editor de texto writer. Toda vez que
você seleciona o tamanho do papel, os tamanhos da largura e altura mudam automaticamente;
você poderá personalizar o tamanho da página fornecendo, para isso, novos valores para a largura
e altura do papel.

A orientação se refere se a página será em pé (retrato) ou deitada (paisagem).

As margens indicam o limite que o texto terá em relação às bordas da página.




Aba plano de fundo
Nela colocaremos cor não em um texto específico ou em um parágrafo, mas sim na área de
edição da página toda.







www.rodrigocordula.com.br
<2




Aba cabeçalho
A aba rodapé e cabeçalho possuírem os mesmos controles; nela poderemos inserir um cabeçalho
na página ou remover; marcando e desmarcando o campo ativar cabeçalho; assim como ocorre
com a aba rodapé.

A diferença de um para o outro é que rodapé fica situado no final de todas as páginas presente no
texto; enquanto o cabeçalho se situa no topo de toda página presente no texto.

O botão mais... Fornece-nos a opção de configurar bordas e cor de fundo do cabeçalho ou do
rodapé, se assim desejarmos.





www.rodrigocordula.com.br
<+

Aba bordas
Assim como nos demais é com ela que você poderá colocar bordas; que neste caso será na
página.

Na caixa definido pelo usuário, possui um quadrado cinza; clicando nele as bordas poderão ser
inseridas ou excluídas.

Em linha, você poderá escolher a espessura e formato da linha; além de sua cor.

Em espaçamento do conteúdo é relativo ao espaço da borda em relação ao texto contido nela.



E por fim o estilo de sombra; nela você poderá colocar uma sombra em suas bordas, em uma das
opções disponíveis; além de poder configurar a distância e cor desta sombra.

Aba colunas



www.rodrigocordula.com.br
<0

Nela você poderá criar um texto com várias colunas, se assim desejar.
Colunas: Escolha a quantidade de colunas desejadas.

Largura e espaçamento: Nela você poderá personalizar a largura de cada coluna; além de poder
configurar o espaçamento entre elas, mas para isso a opção largura automática, deverá estar
desmarcado.

Linha separadora: Nela você poderá inserir uma linha de separação entre as colunas além de
poder alterar a altura e posição da mesma.



BARRA DE MENU INSERIR

É através dele que poderemos também inserir cabeçalho e rodapé; além da numeração de página,
hora, total de páginas, etc.



Inserir > Campos
Nele você poderá inserir no rodapé ou no cabeçalho, aquele que estiver selecionado, uma das
seguintes opções:

Data: Acrescenta a data atual do sistema.

Hora: Acrescenta a hora atual do sistema.

Número de página: Numera todas as páginas de ordem crescente; sempre que uma nova página
for acrescentada ao documento.

Total de páginas: Mostra a quantidade total de páginas, presente no documento.

Assunto, Título e Autor: Funcionam da mesma forma; permitindo o acréscimo de texto ao
cabeçalho e/ou rodapé selecionado.


INSERIR > QUEBRA MANUAL...
Possui as funções de quebra de linha, de coluna e de página.
Como foi comentado anteriormente em formação de parágrafo; se clicar em quebra de página, o
writer criará uma nova página; mesmo que o conteúdo não venha a ocupar toda a página.

www.rodrigocordula.com.br
<9

Quebra de linha: Irá criar uma nova linha.

Quebra de coluna: Irá criar uma nova coluna. Isso se o texto estiver dividido em colunas, do
contrário criará uma nova linha.



Estilo: Podemos escolher vários tipos de estilos disponíveis. No caso de você desejar criar uma
página em formato de paisagem no seu documento (página deitada), onde todas as páginas se
encontram em formato de retrato (página em pé), por exemplo, vá em estilo e escolha a opção
paisagem.

Se continuar a redigir o seu documento em diante, perceberá que as próximas páginas seguirão o
formato adotado (página deitada); para voltar ao normal vá em inserir > quebra manual... Com
quebra de página selecionada, escolha em estilo a opção padrão.

Alterar número da página: Só ativado, quando um estilo for selecionado; com ele você poderá
alterar a numeração de uma página em relação às demais.


INSERIR > CARACTERE ESPECIAL...
Ao clicar uma janela como esta será exibida.



Nela você poderá escolher o tipo de fonte e inserir um caractere especial em seu texto.

INSERIR > QUADRO...
Ao selecionar um título de um texto, por exemplo, poderemos emoldura-lo com a ferramenta
quadro.
www.rodrigocordula.com.br
<<


Uma janela como esta será exibida:



Deixe marcado a opção Autodimensionar; pois a melhor forma de você trabalhar com o quadro
é tendo a liberdade de dimensiona-lo livremente sobre o texto.

Como pode ter percebido pela figura, a ferramenta quadro possui as abas hyperlink, bordas, plano
de fundo e colunas; que funcionam da mesma forma que já foi explicado anteriormente na
formatação de caracteres, parágrafos e página.

Nota: Lembre-se que este tipo de formatação estar relacionado ao quadro e não ao restante do
documento.

Ao clicar em ok, o seu texto selecionado ficará dentro de um quadro conforme o exemplo:



Por padrão o quadro irá parecer selecionado.
Para você esticar ou encolher o quadro, posicione o ponteiro do mouse sobre uma das
extremidades verdes presentes; quando o ponteiro do mouse se transformar em uma seta
direcional dupla, clique e sem soltar arraste. Se você clicar sobre o texto, com o quadro
selecionado, você poderá movê-lo.

Modificando o conteúdo do texto existente no quadro
Clique em alguma parte da página para retirar a seleção do quadro.
Agora vá com o mouse sobre o texto e clique sobre ele para poder editá-lo.

Dentre as abas existentes, uma se destaca, a aba quebra automática.
www.rodrigocordula.com.br
<=




Nenhuma
Posiciona o objeto quadro em uma linha separada no documento. O texto no documento aparece
acima ou abaixo do objeto, mas não nos lados.

Antes
Dispõe o texto automaticamente no lado esquerdo do objeto quando há espaço suficiente.

Depois
Dispõe o texto automaticamente no lado direito do objeto quando há espaço suficiente.

Paralela
Dispõe o texto automaticamente em todos os quatro cantos da borda do quadro do objeto.

Através
Coloca o objeto antes do texto.

Ideal
Dispõe o texto automaticamente à esquerda, à direita ou em todos os quatro lados da borda do
quadro do objeto. Se a distância entre o objeto e a margem da página for menor do que 2 cm, o
texto não será quebrado.

Nota: Esse tipo de configuração também estar presente nas imagens.

INSERIR > FIGURA > DE UM ARQUIVO



www.rodrigocordula.com.br
<D

Ao selecionar esta opção uma pequena janela aparecerá, para que você procure alguma imagem e
a insira em seu documento.

Aparecerá com os quadradinhos verdes, que nem o quadro anteriormente falado, para que você
possa redimensiona-la.

Dano dois cliques seguidos sobre a imagem, aparecerá as mesmas opções que foram comentadas
anteriormente em quadro.


Clicando com o botão direito do mouse sobre a imagem, você verá um pequeno menu de
contexto; uma das opções existentes é a inserção de legenda na imagem.

A inserção de legenda de imagem poderá também ser feito, com a imagem selecionada, em
inserir > legenda; localizado na barra de menu.

Para modificar a legenda adota-se o mesmo procedimento de edição de texto que foi comentado
em quadro.

Primeiramente você terá que tirar a seleção sobre a imagem e depois clicar sobre o texto da
legenda, para que possa assim apagar e/ou formata-la, se desejar.

Perceba que quando estiver manipulando uma imagem, uma pequena barrinha acompanha a
mesma:



Se por algum motivo não estiver visualizando esta pequena barra, então vá à barra de menu em
exibir > barra de ferramentas > figura

01 De um arquivo: Quando clicado aparecerá à janela idêntica ao quadro, que já estudamos.

02 Filtro: Ao clicar, várias opções serão mostradas para configurar a imagem.
www.rodrigocordula.com.br
<H




Inverter: Inverte as cores da imagem.
Se existir uma imagem que possua as cores vermelho e azul; quando invertido o que for
azul torna-se vermelho e o que é vermelho torna-se azul; funciona basicamente desta
forma.

Suavizar: Suavizam os traços da imagem, toda vez que clicado.

Aumentar nitidez: Como o próprio nome já diz, ele reforça as cores e os traços da
imagem.

Diminuir o ruído: O ruído é quando a imagem não tem uma aparência muito natural; é
como se faltasse definição, por exemplo, às vezes esta função resolve.

Solarização: Solarização significa um efeito que parece como se houvesse luz em
excesso na revelação da fotografia. As cores ficam parcialmente invertidas.

Envelhecimento: Todos os pixels são definidos pelos seus valores de cinza, e os
componentes verde e azul são reduzidos por uma quantia especificada por você. O valor
do componente vermelho não é alterado.

Posterizar: Abre uma caixa de diálogo para determinar o número de cores do poster. Esse
efeito é baseado na redução do número de cores. Faz com que as fotos pareçam pinturas.

Arte pop: Converte uma imagem no formato Pop-Art.

Desenho a carvão: Exibe a imagem como um esboço a carvão. Os contornos da imagem
são desenhados em preto e as cores originais são suprimidas.

Relevo: Exibe uma caixa de diálogo para a criação de relevos. Você pode escolher a
posição da fonte de luz imaginária que determinará o tipo de sombra criada e como a
imagem gráfica aparecerá no relevo.

Mosaico: Reúne pequenos grupos de pixels em áreas retangulares da mesma cor. Quanto
maiores forem os retângulos individuais, menos detalhes a imagem gráfica terá.

03 Nesta caixa de seleção você poderá torna a sua imagem:



Escala cinza: Faz com que a imagem fique em preto em branco; obedecendo a mesma
intensidade das cores que a imagem original possui.
www.rodrigocordula.com.br
=0


Preto e branco: Como o próprio nome já diz torna a imagem, nas cores preto e branco.
Contudo não obedecendo à intensidade de cores que a imagem original possuía.

Marca d’água: Torna a imagem bastante clara; normalmente utilizado para torna-la uma
imagem de fundo sobre um texto, por exemplo.

04 Cor: Com ela você poderá alterar a intensidade das cores vermelho, verde e azul; além de
aumentar ou diminuir o brilho, contraste e gama (que afeta o brilho dos valores de
semitom).


05 Transparência: Quando maior a porcentagem, mais transparente a imagem se torna.

06 Inverter horizontalmente: Inverte horizontalmente os objetos selecionados, da esquerda
para a direita.

07 Inverter verticalmente: Inverte verticalmente os objetos selecionados, de cima para
baixo.



CORRETOR ORTOGRÁFICO, LOCALIZAR E SUBSTITUIR

Serve como o próprio nome propõe, para corrigir as palavras erradas.

Uma palavra é considerada errada quando a mesma fica sublinhada em vermelho; mas nem
sempre uma palavra sublinhada estará realmente errada; algumas vezes o corretor ortográfico
simplesmente não a reconhece, pois a palavra em questão não estar presente no dicionário do
corretor ortográfico.

Para corrigir a palavra basta clicar com o Botão Direito do mouse sobre a mesma. No menu de
contexto que se abre, escolha uma das opções apresentadas. Caso não tenha a palavra em questão,
deveremos clicar em Adicionar.

AVISO: Tenha certeza que a palavra esteja realmente certa, para fazer isso.

A forma mais habitualmente usada é clicando no ícone do corretor ortográfico presente na barra
de ferramentas do writer , também poderá ser feito clicando na barra de menu >
Ferramentas > Verificação ortográfica; uma janela como esta será apresentada:
www.rodrigocordula.com.br
=1



Ignorar uma vez: Ignora uma vez a palavra.

Ignorar sempre: Ignora todas as vezes que a palavra aparecer neste documento.

Adicionar: Adiciona a palavra ao dicionário.

Substituir: Substitui a palavra errada pela selecionada em Sugestões.

Substituir todas: Substitui todas as palavras presente no documento, que apresentam o mesmo
erro, pela palavra que foi selecionada em Sugestões.

AutoCorreção: Irá corrigir a palavra errada pela palavra selecionada em Sugestões toda vez que
o mesmo erro for cometido durante a digitação.


LOCALIZAR E SUBSTITUIR
Um importante recurso do Writer é a possibilidade de localizar e/ou substituir palavras; como
também pequenos trechos de texto, sem a necessidade de ler todo o documento para localizar a
palavra ou parte do texto em questão que deseja encontrar e/ou substituir.



www.rodrigocordula.com.br
=2


Para utilizar esse recurso clique no na barra de menu em editar > localizar e substituir.
Você poderá acessar também pressionando Ctrl + F ou clicando no ícone presente na barra de
ferramentas do writer
Search for (procurar por): É o local onde você irá digitar a palavra ou trecho de texto que
procuras no documento atual.

Find (localizar): Serve para localizar a palavra que você digitou no search for; a cada novo
clique no botão ele realizará uma nova procura pela palavra.

Find all (localizar todos): Seleciona todas as palavras presente no texto; em relação à palavra
que você digitou em search for.

Replace with (substituir por): Substitui a palavra presente em search for, por aquela que foi
digitada em replace with; presente no documento.

Replace (substituir): Substitui uma incidência da palavra presente no documento.

Replace all (substituir todas): Substitui todas as incidências das palavras presente no
documento.

Match case (Diferenciar palavras maiúsculas de minúsculas): Se você digitar SENAC e
marcar essa caixa de seleção, ele só irá procurar a palavra SENAC que esteja em maiúscula,
ignorando palavras como: Senac, senac, etc. Presente no texto.

Whole words only (somente palavras inteiras): Procura palavras inteiras ou células que sejam
idênticas ao texto de pesquisa.



TRABALHANDO COM O ESTILISTA



www.rodrigocordula.com.br
=+

Para abrir a janela do Estilista, clique em F11 presente no teclado ou no Botão Estilos e
Formatação, presente na Barra de Formatação .

Paleta Estilos e Formatação

01 – Botões de Estilos: São cinco – Estilos de Parágrafo, Caractere, Quadro, Página e Listas. São
os tipos de estilos que podemos ter separado por estas categorias.

02 – Modo de Formato de Preenchimento: Clicar neste botão fará com que o cursor tenha a
aparência do mesmo, para que se possa selecionar o texto e assim aplicar o estilo escolhido.

03 – Novo Estilo a partir da Seleção: Clicar neste botão irá abrir mais opções, entre elas uma
Janela para salvamento do estilo.

04 – Categorias dos Estilos: Reúne por categorias os estilos. Se alterado para Estilos Aplicados,
mostrará todos os estilos que estão sendo usados no documento.


Salvando o seu estilo
Selecione a um trecho de texto do seu documento e altere a formatação para: Negrito e Itálico.
Na paleta Estilos e Formatação selecione o estilo de caractere e clique em Novo Estilo a
partir da Seleção. Na Janela que surge, digite Meu estilo – este nome será o nome do seu estilo
e veja que o mesmo, aparecerá na Paleta Estilos e Formatação.


Copiando um estilo presente no documento
Para copiar em estilo presente no documento, primeiramente deverá selecionar trecho do texto
que se encontra com o estilo que desejas copiar e depois clicar no pincel presente na barra de
ferramentas; feito isso poderá aplica-lo, selecionando o trecho ou palavra do texto que
deseja aplicar.



TRABALHANDO COM TABELAS


www.rodrigocordula.com.br
=0


Para criar uma tabela, iremos à barra de menu e clicar em tabelas > inserir > tabela ou clicando
no ícone que estar presente na barra de ferramentas.

Nome: Nome da tabela.
Tamanho: Quantidade de Colunas e Linhas da tabela.
Opções: Como a tabela deverá se comportar se passar para outras páginas.
AutoFormatar: Modelos de tabelas já formatados – cor de preenchimento, fonte, etc.

Uma tabela é composta por Células que nada mais são que os “quadrados” que compõem a sua
tabela.

Para ir de uma célula a outra, você poderá clicar com o mouse sobre a célula, ou então pressionar
a Tecla Tab, para se deslocar até ela.

Para colocar em prática o que foi falado, vamos criar uma tabela de 5 linhas e 2 colunas e digitar
conforme o exemplo:

Aluno Faltas
Roberto 2
Gean 0
Priscila 0
Carla 9

Toda vez que estiver sobre uma tabela, à barra de formatação será exibido:



01 – Tabela: Para adicionar mais tabelas.

02 – Estilo de Linha: Formato que a borda (linha) terá em uma célula.



03 – Cor da Linha (da Borda): Para modificar a cor da borda que envolve a célula.





www.rodrigocordula.com.br
=9



04 – Bordas: para aplicar ou retirar bordas nas células.



05 – Cor do Plano de Fundo: Aplica cor à célula.

06 – Mesclar Células: Une as células selecionadas, transformando-as em uma.

07 – Dividir Células: Ao ser clicado, irá surgir uma Janela pedindo que você informe se a
divisão de células será na horizontal ou vertical.


• Dividir células em
• Digite o número de linhas ou de colunas em que deseja dividir a(s) célula(s)
selecionadas(s).
• Direção Horizontalmente
• Divide a(s) célula(s) selecionada(s) no número de linhas especificado na caixa de diálogo
Dividir células.
• Em proporções iguais
• Divide células em linhas de igual altura.
• Direção Verticalmente
• Divide as células selecionadas no número de colunas especificado na caixa de diálogo
Dividir células.


08 – Otimizar: Serve para distribuir o tamanho das linhas e/ou colunas uniformemente.

09 – Em cima: Alinha o texto verticalmente: Superior, Centro (vertical) ou Inferior.
www.rodrigocordula.com.br
=<

Obs. Para centralizar o texto na horizontal pode-se utilizar os botões de alinhamento presente na
barra de formatação.

10 – Inserir/remover linhas e colunas: Para acrescentar ou retirar linhas e/ou colunas da tabela.

11 – AutoFormatar: Exemplos de modelos de formatação para as tabelas.

12 – Propriedades da Tabela: Para obter mais opções sobre tabelas.

13 – Classificar: Para colocar nomes em ordem alfabética.

14 – Soma: Usado para desenvolver formulas e cálculos nas células presentes na tabela. Da
mesma forma que ocorre com o Calc.


Aumentando e diminuindo linhas e colunas
Para aumentar uma linha ou coluna da tabela, coloque o cursor do mouse sobre a linha até que
uma seta dupla apareça.



Clique com o mouse e arraste


Depois solte


Da mesma forma funciona com a linha da tabela, seja para aumentar ou diminuir a célula.









www.rodrigocordula.com.br
==

IMPRESSÃO

Para imprimir um documento, podemos usar o Menu Arquivo/ Imprimir, ou ainda clicar no
Botão Imprimir da Barra de Botões. Podemos usar o teclado pressionando Ctrl + P. Surgirá a
Janela Imprimir, figura abaixo:



01 – Nome: Nesta caixa de seleção você poderá escolher a impressora para imprimir o seu
documento.

02 – Propriedades: Nela você poderá configurar a sua impressora, para imprimir só em preto e
branco, por exemplo.

03 – Intervalo de Impressão:
Todas as páginas: Imprime todas as páginas do documento corrente.
Páginas: Podemos imprimir uma página específica, fornecendo o número da página; um
intervalo 1-10 (página de 1 a 10) ou páginas específicas 20;32;47 (imprimirá as páginas 20, 32 e
47 presente no documento); você ainda poderá utilizar os dois tipos 17;21-25 (página 17 e as
páginas 21 a 25).

04 – Cópias: Quantas cópias nesta impressão serão impressos.



CALC

O Calc é uma planilha eletrônica, muito parecida com a do Excel (presente no Microsoft Office).
Nela poderemos realizar cálculos, formulas, condições lógicas, funções, etc. Na criação de
planilhas como: controle de estoque, controle de financeiro, controle de notas, estatística de
vendas, etc.

Para começamos a trabalhar com o Calc, vá na barra de menu iniciar e em ferramentas de
produtividade, escolha a opção editor de planilha (Broffice.org Calc).





www.rodrigocordula.com.br
=D

A janela do Calc
As barras de ferramenta e formatação se assemelham muito com as do writer. Só mudando que na
barra de ferramentas há funções de ordenação crescente e decrescente; além da
criação de gráficos .

Na barra de formação, há formatações de moeda, porcentagem; além do acréscimo de casas
demais ou remoção, respectivamente.
Além dessas diferenças, há a função de mesclar células , que por padrão é desativo até que
você selecione duas ou mais células. Ao clicar em mesclar, ela irá unir as células em uma só e o
conteúdo existente na célula ficará centralizado por padrão.
E para encerrar o ícone de grande que torna visível ou invisível as linhas de grade da
planilha.


Barra de Fórmula – Apresenta a identificação da célula ativa ou intervalo de células e o
conteúdo da célula, que pode ser um texto, um número ou uma fórmula.




Selecionando células
Perceba que toda a célula é identificada por uma letra (coluna) e por um número (linha); com
base nisso, veremos como selecionar:

www.rodrigocordula.com.br
=H

Uma única célula: Para selecionar uma única célula, basta clicar sobre ela, ou na caixa de nome
dizer a letra e o número que a mesma ocupa na planilha. Feito isso tecle Enter.

Selecionando um intervalo de células adjacentes (vizinhas): Selecione a primeira célula que
desejas; depois clique e segure a tecla shift presente no teclado e clique na última célula. Você
poderá também selecionar o intervalo desejado, digitando na caixa de nome o a letra e número da
célula inicial, seguida de dois pontos e logo após a letra e número da última célula que desejas
selecionar. Ex: A1:E1



Ou simplesmente clicando na primeira célula e arrastando o mouse, sem soltar o botão, até a
célula desejada.

Selecionando um intervalo de células não adjacentes: Neste caso clique na primeira célula que
desejas selecionar e depois com a tecla Ctrl pressionada selecione com o mouse as demais.

Selecionando uma coluna inteira: Para selecionar, clique na letra que a representa.

Selecionando uma linha inteira: Para selecionar, clique sobre o número que a representa.

Selecionando a tabela inteira: Clique num pequeno quadrado, que fica entre a linha e a coluna.



Dimensionando uma coluna
É o mesmo esquema de tabelas do writer.
Primeiro direcione o ponteiro do mouse até a borda da letra; perceba que o ponteiro do mouse
muda para uma seta dupla; clique e sem soltar o botão, arraste até o tamanho que desejas; depois
disso, solte.

O mesmo procedimento é realizado com linhas.
Direcione o ponteiro do mouse até a borda do número; perceba que o ponteiro do mouse muda
para uma seta dupla; clique e sem soltar o botão, arraste até o tamanho que desejas; depois disso,
solte.








Criando uma planilha
Para criar uma nova planilha, clique na sequência Arquivo > Novo > Planilha.

www.rodrigocordula.com.br
D0

Salvando uma planilha
Caso seja um arquivo novo, clique em Arquivo > Salvar Como, para nomear o arquivo.
Escolha em que pasta deseja salva-lo e dê um nome para o arquivo. Em seguida, clique em
Salvar.

Abrindo documentos recentes
Lista os arquivos abertos recentemente. Para abrir um arquivo da lista, clique no seu nome. Ele
será aberto no programa em que foi salvo.



FORMATANDO CÉLULAS E PÁGINA

Para formatar a página vá em formatar > página
Perceberá que as abas e opções são as mesmas presente no writer. Sendo assim não há nada de
novo a acrescentar.

Para formatar uma célula vá em formatar >célula

Aba Números
Nesta aba você poderá formatar a apresentação do dado na célula.
Alguns dos formatos disponíveis são: moeda, porcentagem, data, número, etc.
Selecione a formatação que desejas; se não estiver satisfeito, você ainda poderá personalizar a
formatação; aumentando ou diminuindo as casas decimais e zeros à esquerda, quando disponível.
Além de poder acrescentar o separador de milhar e de tornar valores negativos na cor vermelha.

Na caixa de texto código do formato, você poderá alterar o seu código padrão, se assim desejar.
Um exemplo de como ficará é apresentado abaixo da caixa de seleção de idioma.



Aba fonte e efeitos de fonte
Tem as mesmas funcionalidades que foram apresentadas em writer.

www.rodrigocordula.com.br
D1


Aba formatar células



Alinhamento do texto
• Horizontal: Nela você poderá alterar o alinhamento horizontal (esquerda, direita,
centralizado, justificado, etc) do dado contido na célula; poderá alterar também o recuo,
quando o alinhamento a esquerda for selecionado.
• Vertical: superior, inferior, meio, etc.


Orientação do texto: Nela você poderá girar o texto entre 0º a 360º graus.


Propriedades
• Quebra automática do texto: Quebra automaticamente o texto em duas ou mais linhas
na mesma célula, isso se o texto não couber no espaço contido na mesma.
• Reduzir para caber no tamanho da célula: Faz com que o texto diminua para ocupar só
o espaço disponível na célula.

Para entendermos melhor, vejamos o exemplo:




www.rodrigocordula.com.br
D2

Na célula A1, o texto foi digitado normalmente, perceba que uma parte do mesmo fica ocultada
devido à falta de espaço.
As células B1 e C1 foram mescladas e desta forma o texto não ficou ocultado, como acontecia
anteriormente.
Na célula B4, a célula foi formatada pela opção Reduzir para caber no tamanho da célula.
Na célula D6, o ângulo do texto foi alterado para 45º graus, utilizando para isso o sistema de
Orientação do texto.
E finalmente a célula C8 a opção Quebra automática do texto foi selecionada.


Aba bordas
É praticamente idêntica ao apresentado pelo writer, com a diferença de você poder também
inserir bordas em diagonais na célula.




Aba plano de fundo
É da mesma forma que no writer.



CÁLCULOS, SEQUENCIAS E POSIÇÕES ABSOLUTAS/RELATIVAS

Toda vez que for realizar algum cálculo em alguma célula da planilha; primeiramente deverá
iniciar com o sinal de igual ‘=’ para depois inserir as referências das células e os operadores
matemáticos.

Operador Significado Exemplo Resultado
+ Adição 1+1 2
- Subtração 2-1 1
* Multiplicação 2*2 4
/ Divisão 9/3 3
www.rodrigocordula.com.br
D+

% Porcentagem 15% 0,15
^ Exponenciação 3^2 9

PRIORIDADE
Em uma expressão aritmética, a ordem de avaliação dos operadores obedece à tabela abaixo:

PRIORIDADE OPERADORES
1ª ^
2ª / * %
3ª + -

Com a exponenciação, poderemos também tirar a raiz; exemplos:
9^(1/2) = 3 equivale a √9
8^(1/3) = 2 equivale a √8

Quando existe em uma expressão com operadores de mesma prioridade, a execução é da
esquerda para direita.

Caso seja necessário alterar a ordem de prioridade, devem-se utilizar parênteses. A expressão
entre parênteses terá prioridade máxima. Caso haja parênteses aninhados, a ordem será do mais
interno para o mais externo.

Exemplos:
2+3/2 = 2+1.5 = 3.5
(2+3)/2 = 5/2 = 2.5

Sequência
O Calc poderá gerar uma sequência de qualquer tipo de dado: números, datas, semanas, datas
quinzenais, etc.
Mas para que isso ocorra você deverá criar as duas primeiras sequências; feito isso, selecione das
duas cédulas e depois arraste pelo pequeno quadrado e solte.

Verá que a sequência foi gerada automaticamente.










Digamos agora que você crie uma planilha de controle de estoque; uma das operações é de
subtração de uma da quantidade de produto estocada com a quantidade de produto vendido.

www.rodrigocordula.com.br
D0

Após criar a operação e quiser copiar para as células restantes, você deverá fazer o mesmo
procedimento que foi explicado. Neste caso as posições das células serão mudadas com relação à
posição atual; à medida que você for puxando. A essa mudança dá-se o nome de posição relativa.



A posição absoluta é quando não há a mudança em relação à posição atual. Para tornar uma
posição absoluta você irá acrescentar o cifrão ($); desta forma quando a formula for puxada para
criar cópias para os demais campos, verá que aquele que estar com posição absoluta, ou seja
cifrão, não muda.

Para entendermos melhor vamos fazer um pequeno exemplo.
Digamos que eu tenha uma planilha que informa o meu custo de imposto de produtos; num dos
campos eu coloquei a porcentagem do imposto em relação a produto nacional e outro em relação
a produto importado.

Quero realizar os cálculos dos meus produtos com base nestes impostos; para isso eu tenho que
fixar o valor da célula do imposto; para que ela não ‘passei’ pela planilha e desta forma não gere
erros em meus cálculos e do valor dos produtos deixarei livre, ou seja, permitirei que ‘passeie’
pela planilha acompanhando o valor do produto relativo à posição atual.

Utilizarei cifrão ‘$’ e é com ele que fixarei a célula do imposto. E para garantir fixarei tanto a
coluna como a linha da célula referente ao imposto.



Perceba que eu tornei o campo C3, totalmente valor absoluto; já que coloquei tanto a linha como
a coluna como absolutos. O Cálculo ficou da seguinte forma
=$C$3*B8

Depois disso só fiz gerar a sequência, verá ao clicar sobre as células que a célula C3 não mudou,
diferentemente da célula B8, que variou de B8 a B11.

Da mesma forma fiz com o valor do imposto sobre o produto importado:
=$C$4*E8

www.rodrigocordula.com.br
D9

Para este exemplo ficar mais completo você poderia criar um campo quantidade para produtos
importado e nacional.



ACRESCENTANDO LINHA, COLUNA, BORDAS E PLANO DE FUNDO

Para acrescentar uma linha ou coluna em sua planilha, você irá clicar com o botão direito do
mouse sobre ela e escolher a opção desejada.



Formatar a célula: Também poderá ser acessada em formatar > célula; como já vimos
anteriormente.

Altura da linha: Uma pequena janela aparecerá, para que você possa inserir um valor específico
para a altura da linha. Se você tiver uma linha maior do que as demais e queira que ela retorne a
altura padrão, você poderá clicar em altura de linha e marca a caixa de seleção padrão.

Altura ideal da linha: Também aparece uma janela para você possa inserir um valor; se nada for
inserido e dado ok a linha voltará ao seu tamanho padrão, no caso de você ter aumentado a altura
da mesma.

Inserir linhas: Insere uma ou mais linhas, dependendo de quantas foram selecionadas na
planilha. Este valor de comando muda se for uma coluna que esteja selecionada ao invés de uma
linha.

Excluir linhas: Exclui uma ou mais linhas, dependendo de quantas foram selecionadas na
planilha. Este valor de comando muda se for uma coluna que esteja selecionada ao invés de uma
linha.

Excluir conteúdo: Ao clicar nesta opção uma janela será exibida com algumas caixas de
seleções.





www.rodrigocordula.com.br
D<




Nela você poderá excluir algo específico, como formulas ou simplesmente tudo clicando na caixa
de seleção excluir tudo.

Ocultar e Mostrar: Com estes comandos você poderá tanto ocultar uma linha ou coluna, como
também vim a torna-la visível novamente.

Cortar, copiar e colar: Tem as mesmas funções do writer, ou seja, recortar ele apagar o
conteúdo e o mesmo ficar disponível na função colar, para que você possa colar este conteúdo em
outro local por exemplo.
Copiar copia o conteúdo para que você possa colá-lo utilizando a função colar.


Acrescentando bordas e plano de fundo
As linhas presente no Calc não são visíveis na impressão. Você pode comprovar isso clicando no
ícone de visualizar impressão presente na barra de ferramentas.

Então para criar bordas em linhas você poderá selecionar as células e clicar no ícone bordas
, presente na barra de formatação. Ao clicar na setinha ao lado verá um pequeno leque de opções
para a criação de bordas na célula.



Se quiser algo mais personalizado clique com o botão direito do mouse, escolha formatar célula e
na aba bordas escolha a cor, tipo de borda, sombra, etc.

Caso você deseje colocar uma cor de fundo em uma célula, selecione primeiro e clique no ícone
cor do plano de fundo ao lado você tem a opção de alterar a cor da fonte se assim desejar
.


www.rodrigocordula.com.br
D=

TRABALHANDO COM FUNÇÕES

O Calc possui dezenas de fórmulas, contudo só algumas serão abordadas:

Função Soma: Soma um conjunto de células e retorna o total somado.
Ex:
=SOMA(B1-B6;C2;E5)
Neste exemplo é o mesmo que disser para somar as células B1 até B6 e as células C2 e E5.

Função média: Mostra a média da soma dos valores contidos nas células.
Ex:
=MÉDIA(A1-F2)
Neste exemplo ele vai da célula A1 até a célula F2 e mostra a média dos valores somados.

Função Máximo: Mostra o maior valor contido em um intervalo.
Ex:
=MÁXIMO (A1;C2-G6;I8);
Ele irá verificar todos os valores das células e retornar aquele que for maior.

Função Mínimo: Retorna o menor valor contido em um intervalo.
Ex:
=MÍNIMO(A2-A7);
Irá verificar qual o menor valor presente no intervalo e exibi-lo.

Funções Data/Hora
=HOJE( )
Retorna a data de acordo com o relógio interno do computador.
=AGORA( )
Retorna data e hora de acordo com o relógio interno do computador.
=DIA (arg)
Retorna o dia do mês como um inteiro (1 a 31).
=MÊS (arg)
Retorna o mês (numero inteiro de 1 a 12).
=ANO (arg)
Retorna o ano.
=DIA.DA.SEMANA (arg)
Retorna o dia da semana (numero inteiro de 1 a 7).
=HORA (arg)
Retorna a hora (numero inteiro de 0 a 23).
=MINUTO (arg)
Retorna minuto (numero inteiro de 0 a 59).

O arg é um argumento que deverá ser passado à função que ela possa vim a funcionar
corretamente; o arg nos casos acima é relativo a uma data que devera ser passada para extrair o
dia, mês, ano, dia da semana... Dependendo da função.





www.rodrigocordula.com.br
DD

TRABALHANDO COM GRÁFICOS

Caso você queira inserir um gráfico em uma tabela você irá inicialmente selecionar os dados que
você deseja inserir.

Para entendermos melhor criarei uma planilha da venda de cervejas de 2007 a 2011.



Nota: Gostaria de frisar que os dados aqui inseridos são fictícios e não oficiais.

Como ter percebido eu selecionei os valores e os nomes de cada cerveja. Depois de selecionado
vou à ferramenta gráfico presente na barra de ferramentas; ou você poderá ir em inserir >
gráfico.

Lembrete: No menu inserir você poderá inserir caractere especial ou figura, da mesma forma
que foi apresentado em writer.

Na primeira janela que se abre escolha o gráfico que desejas e clique em próximo.



Na próxima janela você poderá escolher o tipo de série, se é de linhas ou colunas.
Eu escolhi linhas, pois se adapta melhor ao gráfico que estou construindo.

A partir do momento que você for selecionando o seu gráfico, ele muda conforme você for
selecionando.

www.rodrigocordula.com.br
DH



O gráfico até agora apresentado ficará da seguinte forma:



Perceba que no eixo X, só estar sendo numerado de 1 a 5; vamos mudar isso; clique em próximo.



Verá que no campo intervalo para nomes estar preenchido; porém categorias se encontra vazio;
para mudar isso clique no botão que se encontra ao lado de categorias.

Feito isso clique e arraste com o mouse sobre os valores relativos aos anos e solte.

www.rodrigocordula.com.br
H0



Verá que agora o campo categorias estar preenchido pelos campos que representam os anos.



Feito isso clique concluir.



Vamos agora criar o gráfico de pizza.
O procedimento é o mesmo, selecione as mesmas células presente na planilha e clique novamente
no ícone do gráfico presente na barra de ferramenta; feito isso escolha o gráfico de pizza, mas
dessa vez vamos clicar na caixa de seleção aparência 3D e escolher a opção realismo.

Perceba que todo o gráfico selecionado, tem suas opções de apresentação. No gráfico de pizza
tempos quadro opções que pode vim a ser escolhidas.




www.rodrigocordula.com.br
H1




Em passos, clique na opção quatro - elementos gráficos.
Em título digite: Média das vendas de 2007 a 2011.



Feito isso clique em concluir.
Um gráfico como esse será apresentado:





IMPRESS - CRIANDO UMA APRESENTAÇÃO

O impress permite a criação e exibição de apresentações, cujo objetivo é informar sobre um
determinado tema, serviço ou produto, possibilitando utilizar arquivos de imagens, sons, textos e
vídeos, os quais podem ser animados de diferentes maneiras.
www.rodrigocordula.com.br
H2


Sempre ao iniciar o BrOffice.org Apresentação será apresentado ao usuário a tela do assistente de
apresentação com três opções:



1. Apresentação vazia – Cria uma apresentação em branco para ser editado.
2. A partir do modelo – Cria uma apresentação a partir de um modelo já existente.
3. Abrir uma apresentação existente – Abre uma apresentação criada anteriormente.

Se quiser que o assistente não seja mais amostrado é só marcar a caixa de seleção - Não mostrar
este Assistente novamente.

Ao clicar a opção a partir do modelo, o assistente apresentará da seguinte forma:



Na caixa de seleção, você poderá escolhe apresentações ou planos de fundos para apresentações;
qualquer um que for escolhido aparecerá logo abaixo os modelos existentes. Selecione o que mais
lhe agrada e clique em próximo.







www.rodrigocordula.com.br
H+




Nela você poderá alterar o plano de fundo de suas apresentações; além de escolher o tipo de
mídia de saída; se é para apresentação em uma tela, em forma de slide fotográfico, transparência
ou no papel.

Feito isso clique em próximo.

Nesta tela você poderá escolher o efeito de transição de um slide para outro e a velocidade da
desta animação.

Em tipo de apresentação você poderá escolher a opção padrão que faz com que o slide só seja
mudado após o click o mouse; ou automático, que irá mudar de um slide para outro após a um
determinado tempo.



Feito isso clique em criar.
Uma janela como esta será apresentada:

www.rodrigocordula.com.br
H0



Na barra de ferramentas existem dois novos comandos; o de inserção de slides que ao
clicar insere um novo slide e o modelo de slides que ao clicar uma janela como
esta será mostrada.



Ao clicar em carregar uma janela como esta será mostrada:






www.rodrigocordula.com.br
H9




Nela você poderá escolher um novo tipo de apresentação ou plano de fundo para apresentações;
se clicar em mais uma pequena janela será exibida para mostrar a apresentação ou plano de fundo
escolhido.

Nota: Verifique se a opção visualizar estar marcado.



Assim como no writer o impress possui uma barra de desenho; contudo para visualizar esta barra
de desenho no writer, você deverá clicar no ícone de desenho.



Com ela você poderá adicionar linhas, setas, retângulos, elipses, texto, desenho livre, formas, etc.
Perceba que alguns possuem uma seta acompanhando, que ao clicar aparecerão mais opções.



Escolha uma das formas e clique. Para inserir esta forma em seu slide, clique e
arraste.

www.rodrigocordula.com.br
H<

Lembrando que se clicar no meio da figura, sem soltar o botão e arrastar o mouse, verá que você
poderá movimentá-la.

Para redimensionar, aproxime o mouse em um dos quadradinhos, verá que o cursor se
transformará em uma seta dupla; clique, sem soltar o botão do mouse e arraste, depois solte.

Há outra barra no impress que é de linha e preenchimento.



Com ela você poderá alterar o formato de linha, cor e cor de preenchimento da forma
selecionada; além de poder inserir sombreamento.

Esta mesma barra aparece também no writer, quando alguma forma estiver selecionada.

Selecione uma forma e em cor altere para hachura e ao lado escolha algum tipo de hachura; verá
que a forma mudará para a opção selecionada.





UTILIZANDO AS JANELAS DA BARRA DE TAREFAS

Na barra de tarefas, que se encontra do lado direito, a primeira janela de visualização é o layout;
nele você poderá escolher algum modelo de layout de seu agrado.


www.rodrigocordula.com.br
H=


Além de layouts, tem a janela de páginas mestres; que ao clicar você
poderá alterar a aparência de seu slide.

Na janela modelos de tabela, você poderá
acrescentar um dos modelos disponíveis.

Ao clicar uma janela será apresentada.
Nela você poderá inserir o número de
colunas e de linhas que deseja para criar a
sua tabela.

Ao clicar em ok, a sua tabela será criada
no slide.



Ao selecionar a tabela, verá que uma barra de formatação de tabela será mostrada; perceba que é
a mesma estar também presente no writer e que já foi explicado.



Nesta janela você poderá criar uma animação personalizada de
algum texto, por exemplo.

Clique em adicionar, verá que uma janela como esta será
mostrada:
www.rodrigocordula.com.br
HD



Nela você poderá escolher entre as abas, se é uma animação de entrada, de ênfase, de sair ou
caminhos de movimento.

Em todos você poderá alterar a velocidade clicando na caixa de seleção. Se visualização
automática estiver marcada, você poderá ver a animação na hora que clicar em alguma animação
presente na lista.


Ao selecionar a sua animação, você poderá escolher como ela irá
iniciar, pela caixa de seleção iniciar.

A direção poderá ser escolhida na caixa de direção e logo abaixo,
você poderá escolher a velocidade da animação.

O botão reproduzir reproduz o slide atual e o botão exibição de
slides irá exibir todos os slides já criados.












www.rodrigocordula.com.br
HH


Na última janela, transição de slides; você poderá incluir ou
remover uma animação de transição de um slide para outro.

Poderá também alterar a velocidade da transição e acrescentar
som.

Caso algum som seja selecionado, você poderá marca a opção que
se encontra logo abaixo, se desejar que o som repita até o
próximo slide; se assim desejar.

Também você poderá configurar o avanço do slide, se com o
click do mouse, ou após um determinado tempo.

Se desejar aplicar a todos os outros slides, clique no botão aplicar
a todos os slides.













VISUALIZANDO, SALVANDO E CRIANDO APRESENTAÇÃO

Para ver o seu trabalho, poderá clicar em F5.

Normalmente você faz dois tipos de salvamento:

Apresentação ODF (.odp) (*.odp): É um arquivo que você poderá abrir e editá-lo.

Microsoft PowerPoint 97/2000/XP (.pps) (*.pps): É o arquivo final, que ao clicar o esquema de
slides será executado; não permitindo edição.
Ele poderá ser executado tanto no Linux como também pelo Windows.



INTERNET E O MORZILLA FIREFOX

Internet de um modo geral
A Internet é um conglomerado de redes em escala mundial; onde milhões de computadores estão
interligados entre si como uma teia virtual; que através dessa teia, você poderá acessar
informações de qualquer parte do mundo.

www.rodrigocordula.com.br
100

A internet tem se tornado cada vez mais necessário e por isso o seu uso em escala mundial tem
aumentado; em 2007, a Internet era usada por 16,9% da população mundial; hoje se estima que o
uso da internet estar algo em torno de 24,3% da população mundial.


Mas afinal pra quê serve a internet?
Com ela você poderá conversar com qualquer pessoa em qualquer parte do mundo.
Poderá ver os mais variados tipos de imagens, vídeos, musicas; além de poder baixa-los; assim
como programas e jogos.

A internet fornece informação em tempo real de qualquer parte do mundo.
Fornece apostilas, livros e materiais dos mais variados para enriquecer o seus conhecimentos.
Mas cuidado, nem tudo o que estar na internet é verdadeiro!

Também poderemos ver o resultado de um jogo da loteria sem sair de casa, de realizar compras
pela internet, verificar o saldo bancário de sua conta, ver um capitulo de uma novela que perdeu,
filmes, séries, etc.


A História da Internet
A Internet surgiu a partir de pesquisas militares nos períodos áureos da Guerra Fria. Na década de
60. O governo dos Estados Unidos, naquela época, temia um ataque russo às bases militares que
poderia trazer a público, informações sigilosas tornando os EUA vulneráveis.

Devido a isso foi idealizado um modelo de troca e compartilhamento de informações que
permitisse a descentralização das mesmas.

Assim, se o Pentágono fosse atingido, as informações armazenadas ali não estariam perdidas. Era
preciso, portanto, criar uma rede, a ARPANET.

A partir da década de 70, a tensão entre URSS e EUA diminui. As duas potências entram
definitivamente naquilo em que a história se encarregou de chamar de Coexistência Pacífica. Não
havendo mais a iminência de um ataque imediato, o governo dos EUA permitiu que
pesquisadores pudessem entrar na ARPANET. E com o tempo a ARPANET se transformou na
internet que conhecemos hoje em dia.


World Wide Web História
A Organização Européia para a Investigação Nuclear (CERN) foi a responsável pela invenção da
World Wide Web, ou simplesmente a Web, como hoje a conhecemos.

Numa primeira fase, permitia apenas aos cientistas trocar dados. Em 1989, propôs um projeto de
hipertexto que permitia às pessoas trabalhar em conjunto, combinando o seu conhecimento numa
rede de documentos.

Foi esse projeto que ficou conhecido como a World Wide Web (www). A Web funcionou
primeiro dentro do CERN e no Verão de 1991 e foi disponibilizada mundialmente.

Berners-Lee criou o World Wide Web Consortium e é o responsável pela criação de um dos
primeiros navegadores o Mosaic.

www.rodrigocordula.com.br
101

















Mas o que o navegador tem a ver com a internet?
Tudo! Com este tipo de programa é que você poderá navegar pela internet frequentando as mais
variadas páginas de receitas, assistir a trailers de lançamento de filmes, piadas, etc.

Hoje em dia temos vários tipos de navegadores como: Morzilla Firefox, Internet Explore, Opera,
NetScape, Google Chrome, etc.

Nós utilizaremos o navegador Morzilla Firefox. Que é um software livre, gratuito e mais robusto
em questão de segurança e rapidez do que o Internet Explore, desenvolvido pela Microsoft.



Barra de navegação: Nesta barra você poderá inserir o endereço de uma página pela caixa de
texto, que só irá se a tecla Enter for pressionado ou a setinha que se encontra no final da caixa de
texto for clicada.



E ainda é composta pelos seguintes recursos:
www.rodrigocordula.com.br
102

Página anterior ou Voltar - Exibe a página anteriormente visualizada.

Próxima página ou Avançar - Exibe a página posterior, que você estava antes de ter clicado
em voltar.

Atualizar página ou recarregar - Atualiza a pagina aberta.

Parar - Interrompe a abertura ou o carregamento de uma nova pagina.

Página inicial - Exibe a pagina inicial configurada no navegador.


Caixa de endereço: É o local onde deve ser digitado o endereço da pagina a ser exibida.



Procurar no Google – Esta opção lhe permite fazer uma pesquisa diretamente ao Google.





UTILIZANDO O GOOGLE E O FIREFOX

O google é um site de busca e é através dele, que poderemos encontrar algo que buscamos pela
internet. Há outros sites de busca como o cadê do yahoo ou o bing da Microsoft. Contudo o mais
comumente usado é o google, que detém 86% do mercado mundial.

Como você deve ter percebido o google possui alguns links.



Todo o link leva a uma nova página. Por padrão pelo google, estamos no link web. Nele
poderemos fazer uma pesquisa por site.

Por exemplo, se você procura as receitas da Ana Maria Braga, mas não sabe o endereço da página
você irá digitar na caixa de texto do google.

No meu caso eu digitei o Hotmail, que é um servidor de e-mails; um dos mais utilizados pelo
mundo.



www.rodrigocordula.com.br
10+

Perceba que o próprio google vai lhe dano sugestões; é a famosa ferramenta google sugest.
Depois de clicar no ícone da lupa ou pressionar Enter; uma lista de páginas de internet
encontradas será listada.

A palavra de destaque é o link para a página; alguns virão com a opção ao lado [ traduzir esta
página ], que ao clicar o google tentará traduzir a página que está em outra língua como o inglês,
por exemplo, para português.

Logo abaixo na cor verde é o endereço da página e abaixo uma pequena descrição da mesma.



Perceba que toda vez, que você abre o seu navegador Morzilla FireFox, ele automaticamente abre
em uma página de internet específica. Para mudar para a página do google, por exemplo vá em
editar > preferências.




Iniciar
Nela você poderá alterar a página padrão que é exibido toda vez que você abre o navegador.


www.rodrigocordula.com.br
100

Downloads
Nela você poderá fazer com que a janela de downloads do Morzilla seja aberta ou não com a
opção abrir a janela downloads ao salvar um arquivo; por padrão ela é selecionada.

Você ainda poderá marcar a opção de fechar esta janela ao concluir todos os downloads.

O local onde é salvo os arquivos baixados é normalmente direcionado para um pasta de
downloads, presente em meus documentos; mas você poderá marcar a opção sempre perguntar
onde salvar arquivos; desta forma toda vez que for iniciar um download, uma janela será exibida
para escolher o local onde deseja salvar o arquivo.

Complementos
São recursos mais avançados, que não recomendo alterar.

Há outras abas, mas ficaremos limitados a explicar só a aba geral.


Salvando o endereço de uma página em favoritos
Quando você visita um site e acha importante ter o seu endereço guardado, para futuras
visitações; você poderá salvar o seu endereço pelo próprio FireFox.
Clique em favoritos e escolha a opção salvar ou adicionar página.
E quando desejar acessá-la novamente vá em favoritos e procure por lá.


Abrindo várias páginas numa mesma janela
Poderemos abrir uma nova página clicando no botão de mais.



Ela na realidade irá abrir uma nova aba e nela você poderá digitar o endereço, mas comumente
chamado de URL, da página que desejas.


Google imagens
No link imagens presente no google, você poderá fazer uma pesquisa só por imagens.
Você poderá também filtrar esta pesquisa de uma maneira mais específica ao clicar no link,
pesquisa avançada de imagens.


Google Vídeos
É um sistema de busca por vídeo; lá também terá a pesquisa avançada de vídeo. Para você filtrar
a sua busca.


Google mapas
Esse sistema de busca é excelente para localizar qualquer país, estado, cidade, bairro ou rua
presente no mundo! Por padrão ele só mostra a América do sul, mas se clicar em satélite, ele irá
recuar e mostrar todo o globo terrestre.


www.rodrigocordula.com.br
109



A visualização inicial do google map, se apresentará da seguinte forma:



Clique no link como chegar.
Escolha umas das opções de como você deseja chegar: de carro, de ônibus ou a pé.



Eu selecionei carro; pensando obviamente que um dia terei um, rs.

‘A’ é o local onde você estar. Comesse digitando algum endereço e verá que algumas sugestões
serão mostradas:

www.rodrigocordula.com.br
10<



Feito isso digite o endereço de destino e verá que o google maps lhe dará uma trajetória de como
chegar lá.



Se você ver há na realidade três opções de como chegar lá em trajetórias sugeridas.

Você poderá ainda aumentar o zoom e ter uma visão melhor das ruas que você deverá passar.
Utilizando para isso a barrida de zoom.



Google notícia
Informa-lhe em tempo real o que estar acontecendo no mundo.

www.rodrigocordula.com.br
10=

CRIANDO UM E-MAIL NO HOTMAIL

Se você deseja receber uma encomenda ou carta, você deverá fornecer o seu endereço. Na
internet para você receber uma carta (e-mail) ou cartão virtual; você deverá ter um e-mail.

O e-mail lhe possibilita enviar e receber arquivos, fotos, mensagens, música, etc. Vindo de outra
pessoa que saiba obviamente o seu e-mail para envio.

Vamos agora criar o nosso e-mail. Digite http://www.hotmail.com.
Se você já tiver um e-mail do Hotmail simplesmente irá digitá-lo e também a sua senha de
acesso. No nosso caso ainda não temos, então clique no botão inscreva-se.


Será exibido um formulário para preenchimento:

www.rodrigocordula.com.br
10D

Digite o seu endereço de e-mail. Lembrando que:
1) Deve ter como primeiro caractere uma letra;

2) Após a primeira letra pode conter letras, dígitos, sublinhado (_) ou ponto (.).

3) Não pode usar caracteres especiais como $, ç, :, °, ª, ?, !, £, etc.

4) Não pode usar acentos. Ex: Rômulo, Érika

5) Não pode ter espaços. Ex: Rômulo Barbosa

Depois de digitado clique em verificar disponibilidade:



Caso não esteja disponível, ele lhe dará algumas opções; escolha alguma ou digite algo diferente
e faça novamente a verificação.



Depois disso preencha os demais campos.
Um dos campos ele vai pedir um segundo endereço de e-mail, para no caso de você esquecer a
sua senha; esta ser enviado a você pelo e-mail alternativo.

Contudo, já que é o nosso primeiro e-mail e desta forma não tendo este segundo e-mail, como e-
mail alternativo para recuperar a senha; nós clicaremos no texto em azul logo abaixo: Ou escolha
uma pergunta de segurança para uma redefinição de senha.



Feito isso, o campo irá mudar para esse:


www.rodrigocordula.com.br
10H


Perceba que em cada campo há uma explicação do mesmo. Aqui você irá escolher uma pergunta
e digitar uma resposta secreta é através dela que você poderá recuperar a sua senha no caso de
vim a esquecê-la.

No final você deverá digitar os caracteres que são exibidos numa caixa de texto e clicar em
aceitar.


Feito isso o seu e-mail já foi criado e estar pronto para ser usado!



Em destaques do Hotmail clique em ir para a caixa de entrada. Nela serão exibidos os e-mails que
lhe foram enviados.

www.rodrigocordula.com.br
110



Caso deseje enviar um e-mail clique na opção novo.



Para: É o endereço de e-mail que deseja enviar; onde pode conter um ou vários.

Assunto: É o título da mensagem.

Inserir: Você poderá anexar arquivos como imagens, documentos ou até mesmo pequenos
vídeos ao e-mail.

O espaço maior é o conteúdo do e-mail. Veja que há uma pequena barra de formatação, bem
parecida com o writer, que foi estudado.

Digite a sua mensagem e clique em enviar.

www.rodrigocordula.com.br
111



Para adicionar um contato ao seu e-mail vá em contatos e clique:

No nosso caso não aparecerá nenhum contato.



Ao clicar em novo você poderá inserir um novo contato.
www.rodrigocordula.com.br
112



Obrigatoriamente devemos preencher duas coisas: nome e e-mail pessoal. Também poderemos
preencher o e-mail do Windows live, para futuros bate-papos pelo mensseger.

Ao clicar em salvar a exibição ficará agora da seguinte forma:



Poderemos selecionar Toinho e escolher editar, no caso de desejarmos alterar, acrescentar algo ou
excluir.

Caso queira sair clique em caixa de entrada.

No topo da página temos os seguintes links:


www.rodrigocordula.com.br
11+




Hotmail como já vimos é referente a sua caixa de e-mails e assim como em contatos você poderá
marcar a quadradinho que se encontra ao lado do e-mail para excluí-lo ou clicar sobre ele para
abri-lo, se assim desejar.



01 - Para criar um novo e-mail.
02 - Responder para aquele que lhe enviou o e-mail.
03 - Responder a todos no caso de haver mais de um destinatário na mensagem.
04 - Encaminhar serve para encaminhar o arquivo em anexo, se houver algum.
05 - Exclui a mensagem.
06 - Se clicar nesta opção, todos os e-mails do destinatário que forem enviados serão
direcionados para o lixo eletrônico.
07 - Ao clicar duas opções serão exibidas:


Ao clicar em mover tudo, uma janela como esta será mostrada:




www.rodrigocordula.com.br
110


Nela você poderá mover a mensagem para uma pasta específica e se marcar mover futuras
mensagens; então todas as mensagens recebidas deste destinatário serão redirecionadas para a
pasta que você selecionou.


Se desejar criar uma pasta é só clicar em nova pasta, presente em pastas.

A segunda opção de limpar e também exibirá uma janela:



Nesta janela você poderá excluir todas as mensagens do destinatário; além de poder marcar a
opção bloquear mensagens futuras também. Desta forma você não receberá mais a nenhuma
mensagem vinda deste destinatário.

No Messenger, você poderá conversar com as pessoas que estejam online, ou seja, conectadas ao
Messenger de alguma forma, seja pelo programa do Messenger ou pelo Hotmail; como é o nosso
caso.



No meu caso não há ninguém online para bater um papo; mas caso houvesse eu simplesmente
daria dois cliques na pessoa e digitaria a minha mensagem.


www.rodrigocordula.com.br
119


REFERENCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Richard Stallman. Linux and the GNU Project (HTML)

Eric Raymond. Linux (HTML)

http://wiki.broffice.org/wiki/HistoriaProjeto

Ajuda do BrOffice

http://www.wikipeia.com.br/HTML

http://wikipedia.com.br/HistoriadoComputador

TERADA, Routo & STEZER, Waldemar W. Introdução à Computação e à Construção de
Algoritmos – Ed. Makron Books