IBITEK

Questionário Avaliação de Prolegômenos Nome: Maria das Dores Souza Mota Cidade: Natal/RN Fone: (084)88494682 Questões Teóricas e Avaliativas: 1. O que é prolegômenos? Resposta: prolegômenos, teologicamente falando, está relacionado à questão metodológica da teologia. O que isso significa? Todo tratado teológico, principalmente sistemático, para ser construído, depende de procedimentos técnicos específicos. Aqui entra o prolegômenos, indicando sobretudo algo que é colocado em primeiro lugar, que é exposto por antecedência. Sumarizando, mesmo na teologia, prolegômenos refere-se às questões metodológicas geralmente encontradas nas seções de abertura de uma teologia sistemática , relacionadas a natureza e a tarefa teológica, e talvez a natureza e ao objetivo principal da revelação. Sua função indispensável no âmbito teológico sistemático é ajudar o teólogo a responder algumas indagações cruciais tais como: O que é teologia? Por que a teologia é importante? Teologia é ciência? 2. O que é teologia? Teologia (do grego θεóς, transl. theos = "divindade" + λóγος, logos = "palavra", por extensão, "estudo"), no sentido literal, é o estudo sobre deuses. Porém partindo do princípio da definição hegeliana do termo "Teologia", a teologia é o estudo das manifestações sociais de grupos em relação às divindades. Como toda área do conhecimento, possui então objetos de estudo definidos. Como não é possível estudar Deus diretamente, como sugere o termo literalmente observado, a definição de Hegel que, somente se pode estudar aquilo que se pode observar se torna pertinente e atual, conforme as representações sociais nas mais variadas culturas. A Teologia como estudo tem um objetivo: Deus. Evolução do termo No cristianismo, isso se dá a partir da Bíblia. O teólogo cristão-protestante suíço Karl Barth definiu a Teologia como um "falar a partir de Deus". O termo teologia foi usado pela primeira vez por Platão, no diálogo A República, para referir-se à compreensão da natureza divina de forma racional, em oposição à compreensão literária própria da poesia, tal como era conduzida pelos seus conterrâneos. Mais tarde,Aristóteles empregou o termo em numerosas ocasiões, com dois significados:  Teologia como o ramo fundamental da filosofia, também chamada filosofia primeira ou ciência dos primeiros princípios, mais tarde chamada de Metafísica por seus seguidores;  Teologia como denominação do pensamento mitológico imediadamente anterior à Filosofia, com uma conotação pejorativa, e sobretudo utilizado para referir-se aos pensadores antigos não-filósofos (como Hesíodo e Ferécides de Siro). Santo Agostinho tomou o conceito de teologia natural da obra Antiquitates rerum humanarum et divinarum, de M. Terêncio Varrão, como única teologia verdadeira dentre as três apresentadas por Varrão: a mítica, a política e a natural. Acima desta, situou a Teologia Sobrenatural (theologia supernaturalis),
Atividade Avaliativa: Noções de Prolegômenos Página 1

a serviço da construção dos grandes sistemas teológicos ou doutrinários. Schleiermacher (lembrando que esta terminologia reflete principalmente a prática teológica no meio protestante. 4. então esses fenomenos são o objetos de estudo. história da teologia. existe a teologia hindu. Nos meios eclesiais. a teologia mórmon. a Teologia é organizada segundo os dados da revelação e da experiência humana. a Teologia Histórica. A Teologia Sobrenatural.  Quem deseja exercer um ministério eficiente e eficaz. e outras. Sobre a bondade de Deus. o papel de mais importante eixo disciplinar da teologia. Atividade Avaliativa: Noções de Prolegômenos Página 2 . foi uma disciplina teológica auxiliar. a teologia judaica. Esses dados são organizados no que se conhece como Teologia Sistemática ou Teologia Dogmática. neste paradigma. sendo vários os conflitos entre esses sistemas. seu método privilegiou o diálogo com a Filosofia e a elaboração de grandes compêndios sistemáticos.podemos dizer que teologia e nada mais do que o estudo dos fenomenos religiosos. Parafraseando Nietzsche e Foucault. história do pensamento cristão. a teologia islâmica. particularmente o conflito entre os sistemas teológicos tipicamente acadêmicos e aqueles tipicamente eclesiais. considerada superior. história das doutrinas. A teologia é fortemente influenciada pelas mais diversas religiões e. Não é possível. a teologia budista. Desenvolvendo-se como uma reflexão sistemática sobre as verdades da fé cristã. portanto. Quais os quatro eixos disciplinares da teologia? A teologia. e visava uma ordenação cronológica e temática progressiva do saber teológico – no meio acadêmico – permitindo. várias correntes de Teologia vêem sendo elaboradas até agora. a Teologia Bíblica e a Teologia Prática – terminologia esta em grande medida derivada da atividade acadêmica de F. coerentemente organizados e visando abranger todo o universo do saber teológico. 3. enquanto nas demais Igrejas Cristãs a terminologia é algo diferentes. dar conta da riqueza de produção teológica sistemática e da variedade de sistemas construídos no período. a liberdade do ser humano e a origem do mal). enquanto atividade acadêmica. desde o início deste paradigma. a Teologia Histórica visava primariamente a legitimação das doutrinas de cada denominação cristã. conforme o espaço de produção teológica. DEUS não pode ser objeto de estudo. embora Leibniz utilize tal termo para referir-se a qualquer investigação cujo fim seja explicar a existência do mal e justificar a bondade de Deus. Daí os diferentes nomes pelos quais esta disciplina veio a ser conhecida: história dos dogmas. foi criado no século XVIII por Leibniz. não estava subordinada. a teologia umbandista. Seu parceiro privilegiado de diálogo era a história da filosofia. a teologia protestante. Na tradição cristã (de matriz agostiniana). A Teologia Histórica. assim. a teologia católica-romana. A partir desse diálogo privilegiado com a filosofia. A Teologia Sistemática foi assumindo. Segundo a disciplina quem precisa de teologia?  A Igreja Cristã – coletivamente. considerada como uma serva (ancilla theologiae) que ajudaria a primeira na compreensão de Deus. situada fora do campo de ação da Filosofia.IBITEK baseada nos dados da revelação e. aqui. portanto. Teodicéia. termo empregado atualmente como sinonimo de teologia natural. pode-se dizer que na Teologia Sistemática se concentrou a vontade de verdade de teólogos acadêmicos e eclesiais. como título de uma de suas obras (chamada Ensaio de Teodicéia. embora no conjunto disciplinar as diferenças sejam apenas superficiais). mas sim acima da última.  Cada discípulo de Jesus Cristo – individualmente. a distinção entre verdades teológicas racionais e crençasreligiosas. foi se organizando ao redor de quatro grandes eixos disciplinares: a Teologia Sistemática.

passa a disputar espaço com as demais disciplinas teológicas e se constituir autonomamente. servindo como uma tecnologia. não ocupando um lugar autônomo. Atividade Avaliativa: Noções de Prolegômenos Página 3 .IBITEK Inicialmente uma disciplina auxiliar da Sistemática. também como uma tecnologia teológica. também não é possível neste curto espaço de tempo dar conta da sua riqueza. dada a profunda vinculação que a verdade tem. Não tive dúvidas. no século XX a Teologia Bíblica passa a ser exercida com grande autonomia e passa a disputar com a Sistemática o papel de rainha das disciplinas teológicas. e estava a serviço da manutenção da verdade dos sistemas doutrinários confessionais. Nos ambientes acadêmicos. é impossível aqui dar conta da imensa produção na área. buscando a consistência científica necessária para seu estabelecimento e sua validade em contradistinção à teologia sistemática. desenvolvendo sua metodologia e objetivos específicos.  Qual sua opinião sobre o conteúdo desta disciplina de introdução à Teologia? Alguma sugestão para aperfeiçoá-la mais? Como o Material Didático está proposto para uma Educação Cristã à Distância. Especialmente no setor protestante. Teologia histórica. a Teologia Bíblica tem como método principal a exegese histórico-crítica. O quarto eixo disciplinar da teologia na Modernidade foi o da Teologia Prática. Teologia Bíblica. e ora era exercida como um ramo da teologia histórica a serviço da sistemática. a Teologia Prática esteve subordinada aos interesses e necessidades organizacionais das Igrejas Cristãs. Nos meios acadêmicos. Embora a produção autônoma da Teologia Prática seja relativamente recente. a Teologia Bíblica teve um grande desenvolvimento. creio que ele já satisfaz o nosso anseio pelas coisas de Deus. nessas Igrejas. Em suma. com a Escritura Cristã. derivando daquela as suas temáticas e metodologias. Nos meios eclesiais. II – questões avaliativas:  Você leu minuciosamente as informações gerais? Teve dúvidas? Li sim. a Teologia Prática foi exercida principalmente como uma teologia sistemática aplicada. Esta sempre esteve no último lugar em termos de importância no panteão das ciências teológicas. Nos meios eclesiais. a teologia bíblica é construída a partir da metodologia da exegese históricogramatical. tornando-se principalmente uma teologia do ministério sacerdotal (ordenado) das denominações cristãs. Apenas na segunda metade do século XX a Teologia Prática. Como nos casos anteriores. Teologia Sistemática e Teologia Prática. ora como um ramo autônomo.

118 CPF:596.IBITEK I. 18/02/1951 Natural: Fortaleza Est/UF: Ceará Nacionalidade: Brasileira End.: Rua Boi Barroso nº 1151. Civil: viúva RG:1.Dados Educacionais Fundamental (5º) série III.565. Bairro: Lagoa Azul Cidade: Natal Est/UF: RN CEP:59138-270 Fone 1:(84) 8737-1626 Est.com Nome do Pastor da Igreja: Osiel Nascimento Silva Atividade Avaliativa: Noções de Prolegômenos Página 4 .Dados pessoais Nome: Maria das Dores Souza Mota Sexo: Fem.644-04 II.Dados Eclesiais/Ministeriais Nome da sua igreja: Igreja de Cristo no Brasil Fone da Igreja:(84)9119-2346 site/e-mail da Igreja: icb_nova natal@hotmail. Data Nasc.493.