You are on page 1of 168

1

ODONTO FCC
1 - Q241044 ( Prova: FCC - 2012 - TRT - 6ª Região (PE) - Analista Ju i!i"rio - # ontologia $ # ontologia $ %e&iologia' )

Durante o exame clínico, a queixa de dor requer a compreensão de alguns critérios para avaliação da sensação dolorosa, como a • a) localização, que pode ser difusa e irradiada quando de origem esquelética ou apresentar um ponto gatilho, quando oriunda de lesão de raízes nervosas. b) variação da sensibilidade dolorosa conforme o perfil psíquico e o limiar que desencadeia o estímulo doloroso. c) existência de um componente ob etivo ou psíquico e um componente sub etivo ou som!tico na manifestação da dor. d) intensidade do componente afetivo associado aos estímulos originados nos tecidos de origem ectodérmica, como polpa dent!ria e esmalte dent!rio. e) duração, em que a manifestação contínua apresenta pior progn"stico que a dor intermitente.

2 - Q241045 ( Prova: FCC - 2012 - TRT - 6ª Região (PE) - Analista Ju i!i"rio - # ontologia $ # ontologia $ Patologia oral' ) #ste quadro é compatível com o diagn"stico de • • • • a) síndrome de $unt. b) neuralgia de trigêmio. c) síndrome de % &gren d) síndrome de 'osten.

173

2
• e) l(pus eritematoso sistêmico.

3 - Q241046 ( Prova: FCC - 2012 - TRT - 6ª Região (PE) - Analista Ju i!i"rio - # ontologia $ # ontologia $ Patologia oral' )

#ste quadro é compatível com o diagn"stico de • • • • • a) granuloma piogênico. b) papiloma escamoso. c) condiloma acuminado. d) ep(lide granulomatosa. e) granuloma periférico de células gigantes.

4 - Q241047 ( Prova: FCC - 2012 - TRT - 6ª Região (PE) - Analista Ju i!i"rio - # ontologia $ # ontologia $ Esto&atologia' ) ) conduta preconizada consiste em realizar a • • • • • a) bi"psia excisional. b) in eção intralesional de corticosteroides. c) bi"psia incisional. d) excisão cir(rgica em profundidade, para evitar recidiva. e) curetagem do tecido de granulação e o alisamento das bordas do alvéolo.

173

3
5 - Q241048 ( Prova: FCC - 2012 - TRT - 6ª Região (PE) - Analista Ju i!i"rio - # ontologia $ # ontologia $ Patologia oral' ) *o +rasil, a hanseníase tem destaque devido ao elevado n(mero de casos, posicionando,se em segundo lugar no mundo, atr!s da -ndia. ) região brasileira de maior prevalência é a )maz.nia e algumas características da hanseníase lepromatosa incluem • a) menor comprometimento dos locais onde h! passagem de ar, como palato duro e mole, (vula e língua. b) comprometimento no desenvolvimento e formação dos germes dentais, produzindo hipercementose e raízes alongadas. c) les/es bucais mais frequentes nos primeiros anos da infecção, com infecção da polpa dent!ria ocasionando reabsorção interna e necrose pulpar. d) escassez de les/es bucais e perda de sensibilidade ao toque, dor e temperatura devido ao envolvimento neurol"gico periférico. e) despigmentaç/es bem circunscritas e em poucas !reas na pele, com diminuição de sensibilidade pelo comprometimento de nervos sensitivos periféricos.

6 - Q241049 ( Prova: FCC - 2012 - TRT - 6ª Região (PE) - Analista Ju i!i"rio - # ontologia $ # ontologia $ #!lusão' ) 0aciente com 12 anos de idade, sexo masculino, apresenta oclusão funcional normal, o que é demonstrado por estudos sobre o ciclo da mastigação mandibular, que mostram que • a) o c.ndilo de rotação se movimenta posteriormente para a posição de intercuspidação durante a etapa de fechamento do ciclo. b) a extensão 3ntero,posterior do movimento condilar é aumentada, o que evita danos e dor ao paciente c) o movimento posterior condilar para a m!xima intercuspidação habitual é superior a 4 mm. d) a posição mais superior e posterior do c.ndilo faz com que as forças mastigat"rias se am aplicadas 5 porção anterior do disco. e) os tecidos retrodiscais são bem supridos por fibras nervosas sensoriais, sendo estruturados anatomicamente para receber as forças mastigat"rias.

• •

7 - Q241050 ( Prova: FCC - 2012 - TRT - 6ª Região (PE) - Analista Ju i!i"rio - # ontologia $ # ontologia $ #!lusão' ) 0aciente com 67 anos de idade, sexo feminino, apresenta disfunção temporomandibular. 8s ob etivos do tratamento para uma posição m(sculo,esqueleticamente est!vel por meio da terapia oclusal permanente consistem em possibilitar que os • a) discos articulares permaneçam interpostos entre o tecido fibroso adaptativo e a fossa, reduzindo a dor da paciente.

173

) dor é acompanhada de redução acentuada na abertura bucal e agravada por qualquer tentativa de abrir a boca ou mastigar. d) é indicado antes da realização de procedimentos estéticos fixos extensos. d) contatos dos dentes anteriores se am mais proeminentes que os contatos dos dentes posteriores na posição com a cabeça ereta.Analista Ju i!i"rio . prolongada e leve. c) mialgia cr. • • • 8 .nica mediada centralmente. e) não requer restrição da atividade muscular de forma que ha a colaboração em forma de atividade muscular protetora. sexo masculino. reduzindo a percepção de interferências oclusais pelo sistema neuromuscular.2012 . 173 .4 • b) contatos ocorram entre as pontas de c(spides cêntricas e as superfícies planas quando a mandíbula é fechada.2012 . #ste quadro é compatível com o diagn"stico de • • • • a) fibromialgia. refere sensação dolorosa moderada. b) profil!tico traz benefícios quando não h! uma necessidade estabelecida de tratamento oclusal mais extenso. têmpora e mandíbula. secund!ria a uma dor cervical.ndilos permaneçam em repouso na posição mais s(pero.Analista Ju i!i"rio .posterior contra as vertentes posteriores das eminências articulares.# ontologia $ # ontologia $ #!lusão' ) *o tratamento da desordem temporomandibular apresentada por um paciente com 41 anos de idade.Q241052 ( Prova: FCC .6ª Região (PE) . estabelecendo uma posição funcional mandibular est!vel. d) dor miofascial dos m(sculos mastigat"rios.TRT . c) não tem indicação quando as alteraç/es das superfícies dent!rias são mínimas. c) c.nica. o desgaste seletivo • a) eficaz pode criar a consciência oclusal positiva. contínua.Q241051 ( Prova: FCC . sexo masculino.TRT . • • • • 9 . difusamente localizada na região esquerda da face. e) dentes posteriores contatem e os dentes anteriores desocluam quando a mandíbula se move excentricamente.# ontologia $ # ontologia $ #!lusão' ) 0aciente com 96 anos de idade. ainda que as correç/es se am feitas nos limites do esmalte. b) mialgia de contração t.6ª Região (PE) . ) radiografia panor3mica mostra ausência de alteraç/es "sseas e as articulaç/es temporomandibulares parecem estruturalmente normais.

5 • e) dor muscular cíclica associada a fraqueza muscular e co. • • • :)+). c) canaletas para proporcionar retenção. minimizando os estresses de contração de polimerização. b) a confecção de bisel para evitar a infiltração nas margens da cavidade e propiciar um melhor padrão estético.D @. ) 173 . para evitar trincas no esmalte e fratura da restauração.Analista Ju i!i"rio .<=8%> ?.# ?B . 10 .6ª Região (PE) .+ 7.) A.' 9. e) ausência de apoio dentin!rio para o esmalte.# 4.# ontologia $ # ontologia $ (ent)sti!a' ) 8 preparo cavit!rio para restauração com resinas compostas requer • • a) a remoção da estrutura dental comprometida pela c!rie sem alterar o tamanho da cavidade.Q241053 ( Prova: FCC .+ 1.TRT .2012 .contração protetora. d) a apresentação de um ligeiro sobrecontorno a fim de prevenir recidiva de c!rie e permitir a inserção da resina em incrementos.) 6.D 2.

visa amenizar a sensibilidade dolorosa. d) agregado tri"xido mineral. visa reduzir a penetração bacteriana. devido ao efeito anti.inflamat"rio do eugenol.6ª Região (PE) . c) sistema adesivo.6ª Região (PE) .Analista Ju i!i"rio . e) cimento de policarboxilato de zinco.Analista Ju i!i"rio . • • • • 12 .# ontologia $ # ontologia ) 173 .Q241054 ( Prova: FCC . promovendo isolamento térmico. devido 5s suas características bacteriost!ticas. como o • a) hidr"xido de c!lcio.TRT .2012 .6 11 . visa reduzir a penetração de íons met!licos no dente. b) "xido de zinco e eugenol tipo <C.TRT . vedando a embocadura dos t(bulos dentin!rios.2012 .# ontologia $ # ontologia $ *ateriais ent"rios' ) ) indicação de materiais odontol"gicos para proteção do complexo dentina polpa neste preparo cavit!rio. favorecendo o aspecto estético.Q241055 ( Prova: FCC . tem por ob etivo a proteção contra estímulos termoelétricos. tem por ob etivo reduzir a infiltração de fluidos e bactérias.

no grupo das resinas compact!veis. • • • • 14 .2012 . embora melhore sua biocompatibilidade com os tecidos bucais. evitando aquecimento e afloramento de merc(rio. e) deve ser evitado.6ª Região (PE) .se levar em conta a estrutura e as propriedades das resinas compostas. 13 . independente da dureza e faixa de tamanho de partículas de carga semelhantes. #st! correto o que se afirma )0#*)% em • • • • • a) << e <C. utilizando instrumentos abrasivos em ordem crescente de abrasividade. para que um sistema de acabamento e polimento se a eficaz. pois aumenta a suscetibilidade 5 corrosão do material restaurador. ocasião em que se observa que as antigas restauraç/es de am!lgama mostram valamento marginal advindo de !ree+. pois o calor gerado no procedimento pode ser transmitido 5 polpa e desvitalizar o dente. <C. as resinas compostas microparticuladas apresentam maior rugosidade de superfície ap"s o acabamento e polimento.# ontologia $ # ontologia $ (ent)sti!a Restaura ora' ) 0aciente com 62 anos de idade.Q241057 ( Prova: FCC . sem comprometimentos em relação 5s margens da restauração e sem evidências de les/es secund!rias de c!rie.TRT . <. <<<. <<.TRT . h! resinas com fibras filamentosas. vem ao consult"rio odontol"gico para consulta de rotina. c) não é indicado.híbridos.Q241056 ( Prova: FCC . como a viscosidade.# ontologia $ # ontologia $ Perio ontia' ) 173 .Analista Ju i!i"rio .6ª Região (PE) .Analista Ju i!i"rio . 8 procedimento de acabamento e polimento das restauraç/es de am!lgama • a) requer cuidado. sexo masculino. cu a capacidade de lisura final é inferior aos sistemas micro. e) < e <C. deve. b) tem a indicação dependente do risco de c!rie do paciente. d) < e <<<. devido 5 possibilidade de fratura das restauraç/es antigas em temperaturas até 44 D '. b) < e <<. pois estas resinas tendem a ser deslocadas ao invés de serem desgastadas. c) << e <<<.7 C!rios fatores influenciam na rugosidade superficial das resinas compostas ap"s os procedimentos de acabamento e polimento da restauração. d) requer uma carga de aplicação baixa. )ssim.2012 . é necess!rio que as partículas abrasivas possuam uma dureza relativamente maior que a das partículas de carga presentes nas resinas compostas.

b) contraindica a extração dos elementos ?1. b) mostra reação semelhante a indivíduos normoglicê. @6 e 6 e) não leva em consideração a motivação para uma "tima higiene bucal executada pela pr"pria paciente para um bom progn"stico. @?. mente a doença periodontal inflamat"ria em toda a boca antes de tomar a decisão de extrair um ou v!rios dentes. 8 exame clínico mostra a presença de bolsas rasas nos sextantes posteriores. @1. 1?. que serviriam como dentes.2012 . d) revela a presença de fatores retentivos de biofilme como os principais fatores etiol"gicos para a doença periodontal. independente da condição sistêmica. • • • • 15 . pilares apropriados para a instalação de uma pr"tese fixa. c) apresenta associação bidirecional com o ia. sexo masculino. 6? e 61. d) requer a extração dos elementos ?@. e) representa uma resposta modificada pela diminuição da função dos leuc"citos polimorfonucleares e um aumento da função da colagenase. 11.TRT . ) condição periodontal do paciente • a) reflete uma redução nos níveis de hemoglobina glicosilada 5 medida que aumentam os par3metros periodontais. sobretudo quando os níveis de glicose são pobremente controlados.Q241058 ( Prova: FCC .Analista Ju i!i"rio .etes &ellitus =ipo < e apresenta queixa de sangramento espont3neo da gengiva. 1@. c) leva em conta os esforços para tratar apropriada.# ontologia $ # ontologia $ Cl)ni!a -ntegra a' ) 8 plane amento do plano de tratamento • a) considera um programa de cuidados de manutenção cuidadosamente supervisionado irrelevante para um bom progn"stico se os procedimentos cir(rgicos forem efetuados. relata ter ia.8 0aciente com 11 anos de idade. como profundidade de sondagem e perda "ssea.etes &ellitus. • • • • 173 . ??. micos para a mesma quantidade de biofilme dent!rio.6ª Região (PE) .

6ª Região (PE) .TRT . d) avaliação do controle do biofilme. c) dispensa o reforço da orientação ao autocuidado. pois representa o biofilme mineralizado. ) l3mina dura dos dentes ad acentes apresenta. c) correção de restauraç/es defeituosas de am!lgama. e) cirurgia periodontal e alisamento radicular. #ste quadro é compatível com o diagn"stico de cisto • • • a) dentígero.2012 . sexo masculino.se intacta.Analista Ju i!i"rio . pois representa um fator etiol"gico secund!rio na doença periodontal e) requer imediata remoção.# ontologia $ # ontologia $ Perio ontia' ) ) terapia corretiva consiste em • • • • • a) instruç/es sobre higiene bucal. pois é um fator retentivo de biofilme.6ª Região (PE) .# ontologia $ # ontologia $ Perio ontia' ) Durante a terapia de manutenção e controle peri"dico.# ontologia $ # ontologia $ Patologia oral' ) ) radiografia periapical da região posterior inferior de um paciente com 61 anos de idade. b) "sseo traum!tico.TRT . mostra uma !rea radiol(cida homogênea unilocular com bordas bem delimitadas entre as raízes na !rea do dente 6@.Analista Ju i!i"rio .2012 . • • • • 18 .Q241061 ( Prova: FCC .9 16 .Q241059 ( Prova: FCC . pois representa um fator etiol"gico prim!rio na gengivite e periodontite. b) impede o controle adequado do biofilme por parte da paciente. 17 . a presença de c!lculo dent!rio • a) prescinde de procedimento de raspagem e alisamento radicular. b) raspagem supragengival e gengivoplastia.Q241060 ( Prova: FCC . 173 .TRT . 6@ e 64. d) não deve ser considerada relevante.6ª Região (PE) . 8s testes de vitalidade pulpar mostram respostas positivas para os dentes 66. pois não entra em contato direto com os tecidos gengivais.Analista Ju i!i"rio . c) periodontal lateral.2012 .

utilizando uma radiografia oclusal padrão superior. e) horizontal. utilizando uma radiografia oclusal padrão superior. centralizada na linha média. mais uma oclusal oblíqua superior. utilizando uma radiografia panor3mica com o feixe central de raios E direcionado para cima a 7F e uma radiografia oclusal com o feixe de raios E direcionado para baixo a 2BD em relação ao plano horizontal.# ontologia $ # ontologia $ Ra iologia' ) ) utilização de métodos radiogr!ficos de localização obedece ao princípio de paralaxe no plano • a) oblíquo.Analista Ju i!i"rio . a incisal da coroa do mesiodente aparece sobre o canal radicular do dente 1?.Analista Ju i!i"rio .Q241063 ( Prova: FCC .Q241062 ( Prova: FCC . *a radiografia centralizada na região de canino direito. na linha da arcada. com a tomada de duas radiografias periapicais. enquanto o !pice aparece sobre a porção mesial do dente ?1. mais uma periapical.6ª Região (PE) . pois se moveu na mesma direção que o cabeçote de raios E.# ontologia $ # ontologia $ Ra iologia' ) ) interpretação de duas radiografias periapicais mostra que. 8 mesiodente • • • • a) tem a coroa localizada vestibularmente e o !pice localizado palatinamente. centralizada na linha média. d) mostra posicionamento vestibular. 173 . e) folicular. centralizada na região de canino. b) tem a coroa localizada palatinamente e o !pice localizado vestibularmente. d) vertical. centralizada na região de canino. b) vertical.6ª Região (PE) . uma centralizada no incisivo central e a outra centralizada no canino.2012 . c) oblíquo.TRT . utilizando uma radiografia panor3mica com o feixe central de raios E direcionado para cima a 7D e uma radiografia oclusal com o feixe de raios E direcionado para baixo a 94D em relação ao plano horizontal.10 • • d) de desenvolvimento.TRT . enquanto o !pice aparece sobre o canal radicular do dente ??. c) est! localizado no mesmo plano que os incisivos centrais. na radiografia centralizada na linha média. a incisal da coroa do mesiodente aparece sobre a face mesial do dente 1?. • • • • 20 .2012 . 19 .

Analista Ju i!i"rio . mastigat"ria. pois se moveu na direção oposta ao cabeçote de raios E.<=8%> ?? . + ?6 . e disfunção consumo pelo exacerbada confundida indutora calor.11 • e) mostra posicionamento palatino.TRT .Q241065 ( Prova: FCC . #st! correto o que se afirma )0#*)% em 173 .6ª Região (PE) . <<.Q241064 ( Prova: FCC . e) isolamento do dente ao aplicar irritantes térmicos para evitar a condução para o dente ad acente. ) 21 . <C. d) exame radiogr!fico periapical superior e inferior. ' ?1 . ' ?9 . + ?7 . # ?4 . características por da dor tipos pulpar de frio a de aguda incluem como aliviada muscular o o fato de de ser doces. D ?@ . b) acompanhamento até que ocorra a transição da dor periapical para a dor pulpar.6ª Região (PE) .TRT . D 1B . que indica a reversibilidade da inflamação pulpar. como • • • • • a) bloqueio anestésico para isolar o dente causador da sensação dolorosa. ' ?2 .2012 .2012 .Analista Ju i!i"rio . dores referidas. c) teste elétrico de vitalidade pulpar. o profissional deve realizar alguns procedimentos para diagn"stico. <<<.# ontologia $ # ontologia ) )lgumas <. :)+). induzida variados pelo com irritantes. 22 . # ?A .# ontologia $ # ontologia ) Diante da dificuldade apresentada pelo paciente em localizar com precisão a dor e o respectivo dente.

Q241067 ( Prova: FCC .# ontologia $ # ontologia ) Guando a inflamação pulpar é intensa o suficiente para ocasionar odontalgia severa e contínua. • a) é necess!rio o uso de tintura de iodo a 44H.# ontologia $ # ontologia ) Guando a c!rie dent!ria atinge o espaço pulpar. c) < e <C.Analista Ju i!i"rio .TRT . d) granuloma periapical. b) o processo de desinfecção requer cuidado para não transportar bactérias da superfície para o sítio da polpa apical exposta. e) <<< e <C. esta condição. evolui para • • • • • a) necrose pulpar. 23 . c) cisto periodontal.12 • • • • • a) < e << b) < e <<<. c) é necess!ria a desinfecção sistem!tica.nico. em geral.6ª Região (PE) . • • 173 . realizada com per"xido de hidrogênio sobre o dique de borracha ou dentro do acesso cavit!rio.2012 .Q241066 ( Prova: FCC . para visualizar as !reas alcançadas do dente e do dique de borracha.6ª Região (PE) . b) abscesso periodontal cr. e) cisto radicular.2012 . 24 . d) << e <<<. que é pr!tico de usar.Analista Ju i!i"rio .TRT .

pois os procedimentos endod.ntico é • a) relevante. se os vapores resultantes do processo forem adequadamente ventilados para o ambiente externo. b) difícil de ser obtida. embora apresente hepatotoxicidade. oferece o melhor resultado na desinfecção dos canais radicu. • 25 .TRT .Q241069 ( Prova: FCC .2012 . c) !cido cítrico. tem função de agente para a eliminação de tecido pulpar necr"tico do espaço pulpar.TRT . d) hipoclorito de s"dio combinado ao #D=). porém com o inconveniente de danificar instrumentos afiados de tratamento radicular. pois a contaminação de instrumentos com resíduos pode desencadear uma reação de corpo estranho nos tecidos pulpares e retardar a cicatrização. c) obtida por meio de calor seco a ?7B D'.Analista Ju i!i"rio . durante 9B minutos.Q241068 ( Prova: FCC . uma vez que foi constatada necrose pulpar.# ontologia $ # ontologia $ En o ontia' ) 8 uso de ad uvantes químicos durante o preparo do espaço pulpar e a remoção do tecido pulpar.Analista Ju i!i"rio .2012 .6ª Região (PE) .6ª Região (PE) . como o • • a) #D=). e) alcançada com maior efic!cia com o uso de "xido de etileno. d) importante.13 • d) o processo de desinfecção não difere da situação em que dentina livre de c!rie est! cobrindo a polpa na via de acesso.nticos constituem uma forma de microcirurgia que requerem um grau moderado de antissepsia. • • • • 26 .TRT . e) é necess!ria a desinfecção da cavidade ap"s a remoção do tecido cariado com brocas esféricas.Analista Ju i!i"rio . porém causa dano irreversível 5 polpa exposta tecidual.# ontologia $ # ontologia ) ) esterilidade do instrumental endod.2012 . • • • 27 . pois os instrumentos cobertos por resíduos aderidos em sua superfície não alcançam a temperatura de ?1B D'.# ontologia $ # ontologia $ Anestesiologia' ) 173 . lares e) !lcool etílico. que a seguir efetuam a remoção da porção coron!ria da polpa.Q241070 ( Prova: FCC . auxilia na instrumentação de canais radiculares ao efetuar a remoção da lama dentin!ria. b) clorof"rmio. tem função de agente desidratador durante a obturação dos canais radiculares.6ª Região (PE) . auxilia na localização de canais radiculares devido ao seu efeito descalcificante.

14 Durante a aplicação da anestesia por bloqueio do nervo alveolar inferior em paciente com 6? anos de idade. devem. para realização de biopulpectomia no dente @A.6ª Região (PE) . #st! correto o que se afirma )0#*)% em • • • • • a) < e <C. e) << e <C. sexo feminino.# ontologia $ # ontologia $ Anestesiologia' ) )lguns acidentes e complicaç/es decorrentes da anestesia por bloqueio do nervo alveolar inferior em paciente com ?7 anos de idade. <C. do m(sculo bucinador. de uma zona de tecido adiposo na região. 28 .hioideo.# ontologia $ # ontologia $ Anestesiologia' ) 173 . do ligamento esfenomandibular que.Analista Ju i!i"rio . ao se inserir em torno do forame da mandíbula.6ª Região (PE) .Q241071 ( Prova: FCC . formando dois pontos de reparo. que pode absorver parte da solução anestésica.mitos devido 5 anestesia da tonsila palatina. b) < e <<<. 29 .Analista Ju i!i"rio . sexo masculino. a prega pterigomandibular e o tendão do temporal.2012 . d) << e <<<.2012 . cu o hipertrofiamento oferece uma barreira 5 embebição dos nervos pela solução anestésica. c) n!useas e v. d) olho roxo devido ao extravasamento de sangue nesta região altamente vascularizada.TRT . <<. c) < e <<. obeso. do tendão profundo do m(sculo temporal inserido na crista temporal do processo coronoide.TRT . por ter uma ação impermeabilizante sobre o nervo alveolar inferior e seu ramo milo. e) ptose da p!lpebra inferior devido 5 anestesia de ramos do nervo facial. <<<.se tomar cuidados com a possibilidade de insucesso da técnica anestésica devido 5 presença <. b) rouquidão ao atingir o nervo laríngeo recorrente. incluem • • • • • a) paralisia facial ao atingir o nervo auriculotemporal.Q241072 ( Prova: FCC .

desviando a agulha do local supurado e evitando levar a infecção aos tecidos mais profundos.Analista Ju i!i"rio . com lento dep"sito do anestésico devido 5 densidade dos tecidos moles e sua firme aderência ao osso.ntica preconizada é • • • • • a) a ostectomia.<=8%> 1? .TRT .2012 . + 12 . pois a modificação na liberação da acetilcolinesterase reduz o limiar de excitação da fibra nervosa.15 ) técnica de anestesia odontol"gica indicada é o bloqueio • a) dos nervos alveolares superiores e anestesia no palato duro. d) a alveolectomia total.Q241074 ( Prova: FCC . # 11 .# ontologia $ # ontologia $ Cirurgia' ) ) técnica cir(rgica exod. c) dos nervos alveolares superiores posteriores. ' 16 . o que requer o desvio da agulha de locais supurados. ' 31 .6ª Região (PE) .6ª Região (PE) .Analista Ju i!i"rio .# ontologia $ # ontologia $ Trau&atologia' ) 173 . d) regional dos ramos do nervo infraorbital. b) a apicectomia.Q241073 ( Prova: FCC . + 14 . depositando a solução anestésica entre a mucosa e o peri"steo e alcançando o osso sub acente. e) do nervo alveolar superior médio. devido 5 modificação do p$ na região de molares. ) 6B .TRT . e) a alveolectomia parcial.2012 . c) o seccionamento dental. b) troncular dos nervos alveolares superiores anteriores. D 19 . ' 1A . ) 1@ . D 17 . • • • • 30 . :)+).

classificada como • • • • • a) Ie Jort tipo <.mico. 173 . o que resultou em fratura subzigom!tica da maxila. os riscos ocupacionais são minimizados pela adoção de alguns procedimentos. visando reduzir o risco físico.Q241076 ( Prova: FCC . d) depressão zigom!tica.se • a) conservar o septo interradicular expulsivo.Analista Ju i!i"rio .6ª Região (PE) . visando reduzir o risco de transmissão aérea. b) Ie Jort tipo <<. e) remover o septo interradicular supra. b) utilizar protetores auriculares. com redução dos tri3ngulos papilares nas regi/es mesial e distal do dente. como • • • • a) manter o ambiente ventilado. c) raspar os alvéolos. 32 .6ª Região (PE) . c) Ie Jort tipo <<<. b) eliminar os rebordos alveolares proeminentes no sentido oclusal por ostectomia. sofreu um traumatismo no terço médio da face. auxiliando o processo de reparo da ferida de extração.2012 . que relata fazer uso de anticoncepcionais.alveolar na altura do terço médio. c) realizar exercícios de alongamento.# ontologia $ # ontologia $ Cirurgia' ) )lguns cuidados devem ser dispensados ap"s a extração do dente @A de paciente com 16 anos de idade. sexo feminino.2012 . decorrente de um acidente de tr3nsito. deve.etmoidal. visando reduzir o risco ergon. visando remover remanescentes dos ligamentos periodontais nas paredes do alvéolo. • • • • 33 .16 0aciente com ?2 anos de idade.Analista Ju i!i"rio . e) fratura do complexo naso.Q241075 ( Prova: FCC . ap"s fratura extensa do rebordo alveolar. d) usar "culos de proteção.TRT .# ontologia $ # ontologia $ . visando reduzir o risco biol"gico. 0ara evitar o desenvolvimento de uma alveolite. pois dificulta a epitelização com a coaptação das bordas da ferida. sexo masculino.iosseguran/a' ) *a clínica odontol"gica. d) evitar suturar a mucosa com o fragmento "sseo em posição.TRT .

n!useas. visando reduzir o risco químico. ATENÇÃO> #sta questão foi anulada pela banca que organizou o concurso. coleta e disposição final para resíduos contendo metais pesados.Q241077 ( Prova: FCC .esíduos de %erviços 8dontol"gicos deve conter a descrição <. hepatoesplenomegalia e exantema maculopapular. das medidas preventivas e corretivas de controle integrado de insetos e roedores. o profissional pode apresentar um período prodr. <<. transporte.17 • e) utilizar equipamentos de proteção radiol"gica. e) <<< e <C. transporte interno e externo.mitos e diarreia. b) )ids.2012 . armazenamento tempor!rio. acondicionamento.iosseguran/a' ) )p"s adquirir algumas doenças passíveis de transmissão por sangue e outros fluidos org3nicos durante o tratamento odontol"gico. astenia e icterícia. mal. • • • • 35 .2012 . das etapas de segregação. <C.estar.KL 34 . entre as quais a • a) hepatite '.Analista Ju i!i"rio .6ª Região (PE) .6ª Região (PE) . <<<. o profissional deve ser afastado do trabalho por @7 horas. linfadenopatia. v.mico com anorexia. e) hepatite ). período necess!rio para a cicatrização ap"s a eclosão das vesículas. c) << e <<<. d) < e <<<. o profissional deve ser afastado do trabalho por três semanas ap"s a regressão da icterícia.TRT . 173 . do desenvolvimento e implantação de reciclagem de resíduos de acordo com as normas dos "rgãos ambientais e de limpeza urbana. armazenamento e coleta para resíduos resultantes de contaminação biol"gica por agentes com classe de risco 6.TRT .iosseguran/a' ) Mm 0lano de :erenciamento de . das etapas de segregação. #st! correto o que se afirma )0#*)% em • • • • • a) < e << b) < e <C.Q241078 ( Prova: FCC . se a sorologia for positiva nos dois primeiros dias ap"s a exposição.# ontologia $ # ontologia $ . o profissional pode apresentar um período subclínico com cefaleia. o profissional pode apresentar febre alta. c) hepatite +. mialgia. d) herpes.Analista Ju i!i"rio .# ontologia $ # ontologia $ .

o fl(or presente no meio ativa a capacidade remineralizante da saliva e o esmalte.Analista Ju i!i"rio . pode.se afirmar que> • a) 8 fl(or incorporado sistemicamente no mineral dental tem um efeito importante no controle da c!rie.TRT .dentina tem uma menor reparação dos minerais perdidos que teriam na ausência de fl(or.io2il&e ental e a e5+osi/ão 2re6uente a !ar. e) ) presença de J constantemente na cavidade bucal para interagir nos eventos de desremineralização não garante a saturação do meio ambiente com os íons que comp/em a fluorapatita.TRT .# ontologia $ # ontologia ) 'onsidere 0ue& porque 2alta e 2luoreto não !ausa !"rie3 &as si& o a!4&ulo e . • • • • 173 . N correto afirmar> • • • a) ) primeira asserção é uma proposição falsa e a segunda uma proposição verdadeira. e) =anto a primeira quanto a segunda asserç/es são proposiç/es falsas.4 e o dente perde minerais na forma de hidroxiapatita.# ontologia $ # ontologia ) Ievando em conta as consideraç/es clínicas e laboratoriais sobre a reatividade de compostos fluoretados no esmalte. a fluorapatita torna o dente menos sol(vel aos !cidos produzidos no biofilme dental. constituindo o principal mecanismo da ação do fl(or na prevenção da c!rie. b) ) primeira asserção é uma proposição verdadeira e a segunda uma proposição falsa. c) )s duas asserç/es são proposiç/es verdadeiras mas a segunda não é uma ustificativa correta da primeira.Analista Ju i!i"rio . c) Guando o p$ crítico cai para @.2012 .Q241080 ( Prova: FCC .2012 . b) Mma vez incorporada 5 estrutura dent!ria.Q241079 ( Prova: FCC . d) )s duas asserç/es são proposiç/es verdadeiras e a segunda é uma ustificativa correta da primeira.dentina na presença de fl(or.6ª Região (PE) . íons c!lcios e fosfatos dissolvidos retornam ao dente na forma de fluorapatita. não est" as su1eito afirmaç/es a !"rie ent"ria a +re!isa seguir> e 2luoreto • • 37 .6ª Região (PE) .oi ratos 2er&ent"veis. pois a concentração de fluorapatita chega a ?BH. d) Guando o p$ do biofilme retorna 5 neutralidade.18 36 . resultando em redução da desmineralização do esmalte.

19

38 - Q241081 ( Prova: FCC - 2012 - TRT - 6ª Região (PE) - Analista Ju i!i"rio - # ontologia $ # ontologia ) 0aciente com 14 anos de idade, sexo feminino, relata estar no terceiro mês de gestação. ) cidade em que ela vive tem as !guas de abastecimento fluoretadas. ) principal d(vida apresentada pela paciente refere, se ao uso de suplementos vitamínicos com fl(or, o que <. deve ser feito com a utilização de ? mg de fl(or por dia no período pré,natal. <<. est! contraindicado se a gestante ingerir !gua fluoretada.

<<<. tem indicação individual limitada no período p"s,natal, sendo indicado como medida de sa(de coletiva. <C. pode ocasionar a diminuição na absorção de c!lcio, que reage com o fl(or, quando da ingestão de complexos vitamínicos que contêm c!lcio. #st! correto o que se afirma )0#*)% em • • • • • a) < e <<. b) << e <C. c) << e <<<. d) < e <<<. e) < e <C.

39 - Q241082 ( Prova: FCC - 2012 - TRT - 6ª Região (PE) - Analista Ju i!i"rio - # ontologia $ # ontologia ) 'onstituem evidências da import3ncia das condiç/es de trabalho sobre a sa(de bucal do trabalhador, #E'#=8> • a) ) c!rie dent!ria encontra,se frequentemente associada 5s atividades desenvolvidas por trabalhadores que atuam como provadores de doces. b) #xposição a agentes mec3nicos como pregos, fios de costura, grampos de cabelo e l!pis são apontados como respons!veis por tipos característicos de desgaste dental. c) )s altas temperaturas, as variaç/es de pressão atmosférica e as v!rias formas de radiação são associadas, respectivamente, a les/es de mucosa, dor intensa e xerostomia. d) =rabalhadores que atuam como provadores de bebidas alco"licas, como o vinho, apresentam maior prevalência de abrasão dental, xerostomia e ardor. e) =rabalhadores expostos a grandes partículas de poeira, em sopradores de vidro e m(sicos que utilizam instrumentos de sopro apresentam maior ocorrência de abrasão dental.

173

20
40 - Q241083 ( Prova: FCC - 2012 - TRT - 6ª Região (PE) - Analista Ju i!i"rio - # ontologia $ # ontologia $ # ontologia o tra,al7o' ) 'om relação 5 8dontologia do =rabalho, considere as afirmativas>

<. Gualquer problema de origem bucal pode provocar desconforto físico e emocional, pre uízos consider!veis 5 sa(de geral, além de diminuir a produtividade do trabalhador dentro de sua função. <<. )lguns agentes químicos utilizados no processo de galvanoplastia são corrosivos ou c!usticos, podendo, pela exposição frequente aos vapores !cidos do ambiente, causar calcificação dos dentes. <<<. )s doenças bucais não se desvinculam das condiç/es gerais de sa(de do corpo e não podem ser deixadas de lado quando se discutem as incapacidades que atingem os trabalhadores. <C. 8s trabalhadores de ind(strias que utilizam o processo galv3nico em sua cadeia produtiva são expostos constantemente a névoas !cidas, e a inalação destas causa alteraç/es bucais e corp"reas, quando obedecidos alguns preceitos mínimos de segurança. #st! correto o que se afirma )0#*)% em • • • • • a) << e <C. b) < e <<. c) < e <C. d) << e <<<. e) < e <<<.

:)+);<=8%> 6? , + 61 , # 66 , D 6@ , ) 64 , # 69 , ) 6A , ' 67 , + 62 , D @B , #

41 - Q243648 ( Prova: FCC - 2012 - TRF - 2ª RE8-9# - Analista Ju i!i"rio - # ontologia $ # ontologia $ %e&iologia' ) *a semiologia, a presença de • • • a) sintomas consistem em manifestaç/es ob etivas que o profissional percebe no paciente. b) sinais representam o con unto de manifestaç/es sub etivas relatadas pelo paciente. c) sintomas subclínicos mostram avisos relatados pelo paciente antes da manifestação clínica da doença. d) sinais patognom.nicos são insuficientes para estabelecer um diagn"stico de uma doença.

173

21
• e) sintomas prodr.micos sugerem o surto frustro de uma doença e sua posterior involução.

42 - Q243649 ( Prova: FCC - 2012 - TRF - 2ª RE8-9# - Analista Ju i!i"rio - # ontologia $ # ontologia $ Patologia oral' ) 0aciente com @9 anos de idade, sexo feminino, relata o aparecimento repentino de bolhas na boca, que se romperam, formando les/es extremamente dolorosas. 8 exame clínico mostra a presença de ulceraç/es generalizadas na mucosa ugal, extensas e rasas, além de sialorreia. #ste quadro clínico é compatível com o diagn"stico de • • • • • a) l(pus eritematoso. b) eritema multiforme. c) candidíase. d) afta vulgar. e) periadenite mucosa necr"tica.

43 - Q243650 ( Prova: FCC - 2012 - TRF - 2ª RE8-9# - Analista Ju i!i"rio - # ontologia $ # ontologia $ Ra iologia' ) ) radiografia lateral oblíqua de um paciente com 64 anos de idade, sexo masculino, mostra m(ltiplas pequenas calcificaç/es com aspecto de Kalvo,de,tiroK, radiopacas na periferia e radiol(cidas no centro, localizadas abaixo da mandíbula. #ste quadro é compatível com o diagn"stico de • • • • • a) linfonodos calcificados. b) tatuagens por am!lgama. c) c!lculos salivares. d) fleb"litos. e) tonsilas calcificadas.

44 - Q243651 ( Prova: FCC - 2012 - TRF - 2ª RE8-9# - Analista Ju i!i"rio - # ontologia $ # ontologia ) )tenção> 0ara responder 5s quest/es de n(meros 6@ e 64, considere os dados abaixo> Pa!iente !o& : anos e i a e3 se5o 2e&inino3 a+resenta lesão ;ssea na região +osterior a &a5ila +r;5i&a ao ente 163 6ue &ostra u& +e6ueno eslo!a&ento< A &ãe a +a!iente relata ter nota o u& !res!i&ento assinto&"ti!o nesta região3 ini!ia o 7" !er!a e 2 anos< # !res!i&ento te& as+e!to 2usi2or&e

173

2012 . b) osteomielite. d) cr. a paciente est! assintom!tica. d) padrão trabecular delgado generalizado. relata um epis"dio de pericoronarite no dente @9.# ontologia $ # ontologia $ Ra iologia' ) *a radiografia periapical. e) talassemia. #ste quadro é compatível com o diagn"stico de osteomielite • • • • • a) alveolar aguda. e) cr. d) fibrose cística.TRF . • • • 46 . 45 .Analista Ju i!i"rio . c) cr. e) padrão trabecular delgado generalizado pontilhado. semelhante 5 casca de laran a.nica supurativa. semelhante a cabelo em pé. semelhante a vidro fosco.nica esclerosante focal. 173 .2ª RE8-9# . h! cerca de dois anos. b) aguda supurativa. porém o achado radiogr!fico mostra radiolucidez central circundando o foco da inflamação com !rea periférica da radiopacidade granular que se mistura com o osso normal ad acente.Analista Ju i!i"rio .nica esclerosante difusa.Q243652 ( Prova: FCC .TRF .# ontologia $ # ontologia ) 0aciente com 1? anos de idade. b) remodelação das trabéculas produzindo linhas esparsas para fora da t!bua interna. semelhante a flocos de algodão.22 e3 = +al+a/ão3 &ostra-se 2ir&e3 se& altera/ão a su+er2)!ie a &u!osa< #ste quadro clínico é compatível com o diagn"stico de • • • • • a) osteíte deformante.2012 . sexo feminino. c) !reas de destruição "ssea localizadas com aspecto irregular ou roído por traça.2ª RE8-9# . *o momento desta consulta.Q243653 ( Prova: FCC . um aspecto característico do quadro apresentado é a presença de • • a) deposição aleat"ria de osso escler"tico. c) displasia fibrosa monost"tica.

<<. <<<. e) nos movimentos da mandíbula em excursão laterotrusiva os caninos contatam e dissipam as forças horizontais enquanto desocluem os dentes posteriores.2012 .Q243655 ( Prova: FCC . • • • • 48 .Analista Ju i!i"rio . 49 .# ontologia $ # ontologia ) 0aciente com 49 anos de idade. e) <<< e <C. mostra ausência dos dentes ?9. c) < e <<. 19. d) << e <<<. sexo masculino.TRF . c) os caninos são envolvidos por osso medular. 17. que <.TRF .Q243654 ( Prova: FCC . anteriores superiores. d) as forças horizontais que incidem durante os movimentos excêntricos se dissipam 5 medida que os contatos se aproximam do fulcro. 67. que tolera melhor as forças que o osso compacto encontrado ao redor dos dentes posteriores.2012 .Analista Ju i!i"rio . N correto o que consta )0#*)% em • • • • • a) < e <<<. b) mais m(sculos são ativados durante os contatos dos caninos nos movimentos excêntricos que nos contatos dos dentes posteriores.TRF .23 47 . 14.2ª RE8-9# .# ontologia $ # ontologia $ #!lusão' ) 173 . causa ocasiona uma distalização abertura em dos leque dos caninos dentes superiores.2ª RE8-9# . @A e @7.2ª RE8-9# . 1A. porque • a) o impulso sensorial e o efeito resultante sobre os m(sculos da mastigação implicam aumento das forças das estruturas dent!rias e articulares. resulta em contatos oclusais excessivos sobre os dentes anteriores durante o fechamento. ?7. decorre do deslocamento vestibular dos dentes anteriores inferiores.Analista Ju i!i"rio .2012 .# ontologia $ # ontologia $ #!lusão' ) ) desoclusão pelos caninos ou guia canina constitui um dos critérios para uma oclusão funcional ideal. b) << e <C. @9. 6A. ?A. <C.Q243656 ( Prova: FCC . #ste paciente apresenta um colapso posterior da mordida.

erta e se& !a+a!i a e e 2e!7"-la< # +a!iente relata 6ue esta !on i/ão o!orreu logo a+. d) a in (ria ao ligamento capsular quando os dentes não estão ocluídos.ndilo em direção aos tecidos retrodiscais.o!a a. D 51 . D @@ . # @7 .2012 .s u& .disco. enquanto o paciente abre a boca.<=8%> @? . b) a rotação do disco sobre o c.ndilo antes da completa translação do complexo c. # @9 . d @2 .# ontologia $ # ontologia $ #!lusão' ) 8 tratamento consiste em • • • • • a) confecção de uma placa de posicionamento anterior.Analista Ju i!i"rio .# ontologia $ # ontologia ) )tenção> 0ara responder 5s quest/es de n(meros @? a @@. com origem no sistema nervoso central.2012 . b) tração e mobilização da articulação temporomandibular. ' @4 . :)+). considere os dados abaixo> Pa!iente !o& >1 anos e i a e3 se5o &as!ulino3 a+resenta-se !o& a .Q243657 ( Prova: FCC .o!a3 sente or< 8 fator causador desta condição é • • • • • a) o movimento s(bito do c.2ª RE8-9# . ' 4B . e) in eção de toxina botulínica nos m(sculos pterig"ideos laterais superiores.Q243658 ( Prova: FCC . + @6 .ndilo 5 frente da eminência. # @1 . considere os dados abaixo> 173 . c) o aprisionamento do c.2ª RE8-9# .24 )tenção> 0ara responder 5s quest/es de n(meros 62 e @B. d) aplicação de uma leve força posterior no mento. D @A .o!e1o e3 urante as tentativas e 2e!7ar a .ndilo.Analista Ju i!i"rio . e) a distonia oromandibular.TRF . c) in eção de anestésico local sem vasoconstritor no m(sculo masseter.TRF . 50 .

!o& a&"lga&a e +rata3 no ente >@3 6ue est" insatis2at.4 mm e ?. b) paredes convergentes para oclusal confeccionadas com brocas cone invertido com extremo arredondado. a manutenção de uma • • • • • a) adesão das estruturas periodontais ao tecido dent!rio por meio da extensão supragengival. h! uma quantidade de dentina remanescente estimada entre B. visando evitar a recessão gengival.# ontologia $ # ontologia ) 8 respeito ao espaço biol"gico requer. d) extensão m!xima de B. e) extensão subgengival mínima de ?. <<<. b) pequena reabsorção da crista "ssea para acomodar a extensão subgengival. 173 .Q243659 ( Prova: FCC . cimento cimento mineral cimento de de de ion.2012 . com remoção de todo o esmalte sem suporte.B mm. 53 . retos e em contato com o dente ad acente. adesivo. algumas características do preparo cavit!rio devem ser mantidas.4 mm. o que requer a proteção do complexo dentinopulpar com <. na confecção do preparo cavit!rio.4 mm.c.mero tri"xido hidr"xido de de agregado de vidro vidro e c!lcio e e e sistema verniz verniz sistema adesivo. cavit!rio.TRF .2ª RE8-9# . d) paredes divergentes para oclusal confeccionadas com brocas tronco. • • • 52 . )p"s a remoção da antiga restauração.stitui/ão +or u&a nova restaura/ão e& a&"lga&a.TRF .ria e a+resenta a ne!essi a e e su. pela confecção de uma curva na parede vestibular da caixa oclusal.2012 .Analista Ju i!i"rio .Analista Ju i!i"rio .4 mm no interior do sulco gengival.25 Pa!iente !o& ?2 anos e i a e3 se5o &as!ulino3 a+resenta restaura/ão Classe -. <C. cavit!rio. c) paredes da caixa proximal divergentes para oclusal. visando evitar a retração gengival.nicas com extremo arredondado. e) 3ngulo de 2BD entre o am!lgama e a superfície externa do dente.# ontologia $ # ontologia ) *esta cavidade. <<. como • • a) 3ngulos cavossuperficiais da caixa proximal vivos.Q243660 ( Prova: FCC .mero ion.2ª RE8-9# . c) extensão subgengival mínima de B.

d) o aumento do tempo de presa pelo merc(rio. d) < e <<<. e) < e <C.2ª RE8-9# .Q243663 ( Prova: FCC .2ª RE8-9# . 54 . c) << e <<<.2012 . e) identificação no recipiente com o c"digo de cor vermelha. c) identificação no recipiente com o c"digo de cor verde. d) uso de recipientes sob selo dO!gua e posterior encaminhamento para recuperação. b) encaminhamento a aterro de resíduos perigosos 'lasse <.Q243662 ( Prova: FCC .# ontologia $ # ontologia ) 173 .TRF .Q243661 ( Prova: FCC . como • • • • • a) a redução da friabilidade pelo cobre. e) a redução da expansão pelo cobre.# ontologia $ # ontologia ) 8 descarte apropriado de resíduos de am!lgama é feito por meio de • a) uso de recipientes rígidos.Analista Ju i!i"rio .Analista Ju i!i"rio .2ª RE8-9# .2012 .2012 . b) < e <<. sendo proibido o esvaziamento desses recipientes para o seu reaproveitamento. c) a redução da plasticidade pela prata.Analista Ju i!i"rio . resistentes 5 punctura.26 N correto o que consta )0#*)% em • • • • • a) << e <C.TRF .TRF .# ontologia $ # ontologia ) )s propriedades do am!lgama de prata são influenciadas pelos efeitos de seus componentes. 55 . b) o aumento da resistência 5 corrosão pelo zinco. • • • • 56 .

2012 . d) < e <C.imunes. e) per"xido de hidrogênio a 6BH. durante ?4 dias. e) << e <<<. de preferência de uso noturno.27 )tenção> 0ara responder 5s quest/es de n(meros @9 e @A.Analista Ju i!i"rio .Q243664 ( Prova: FCC . contraceptivos exposiç/es doenças N correto o que consta )0#*)% em • • • • • a) < e <<<.Analista Ju i!i"rio . 8 paciente relata ser portador de diabetes &ellitus tipo <<. considere os dados abaixo> Pa!iente !o& 2@ anos e i a e3 se5o 2e&inino3 a+resenta !o&o 6uei5a +rin!i+al a a+arAn!ia es!ure!i a e seus entes< A +a!iente relata u& !onsu&o eleva o e 2re6uente e !a2B e !7o!olate< # e5a&e !l)ni!o &ostra o es!ure!i&ento generaliCa o os entes3 6ue a+resenta& vitali a e +ul+ar< )lgumas <. d) per"xido de carbamida a ?BH.indicaç/es hist"rico uso presença hist"ria aos de de de familiar de tratamentos reabsorção clareadores radicular incluem externa.lea!7ing. um o a uma contra.TRF . c) <<< e <C. b) < e <<. com ? hora di!ria de uso. c) per"xido de carbamida a 11H. com um consumo di!rio de 9 a 7 cigarros. refere ser fumante h! cerca de @B anos. <C.2012 .Q243665 ( Prova: FCC .TRF . pela técnica DalEing . orais. 58 . sob controle médico 173 . dentin!rias. auto. com 1 horas di!rias de uso.# ontologia $ # ontologia ) 8 clareamento dental domiciliar ou KcaseiroK é realizado com • • • • • a) perborato de s"dio. com 7 horas di!rias. sexo masculino.2ª RE8-9# .# ontologia $ # ontologia ) 0aciente com 9? anos de idade. <<<. <<.2ª RE8-9# . durante @ horas por dia. 57 . b) per"xido de hidrogênio a ?H.

c) requer a substituição do cigarro utilizado pelo paciente por cigarros com baixos teores de nicotina como forma de controle de risco para a doença periodontal. o controle peri"dico • a) consiste na reavaliação contínua dos riscos m(ltiplos. sexo feminino. • • 173 . e) visam 5 remoção do cemento amolecido. b) mostra algumas sobreposiç/es de imagem.Analista Ju i!i"rio . d) consiste em substituição da sacarose na dieta por aç(car mascavo. 8 exame radiogr!fico mostra a presença de bolsas periodontais. b) indica um progn"stico de progressão da periodontite na presença de ?BH de sítios com bolsas residuais maiores que @ mm.TRF . c) apresenta elevada especificidade.TRF . 8 exame clínico mostra sangramento 5 sondagem em toda a dentição.28 peri"dico. d) prescindem do afastamento intencional da gengiva que recobre a raiz. • a) necessita ser realizado mensalmente.# ontologia $ # ontologia ) 8 exame radiogr!fico das alteraç/es periodontais generalizadas em um paciente com 12 anos de idade.2ª RE8-9# . em especial na região posterior.2012 . subestimando a intensidade do defeito periodontal.2ª RE8-9# . visando reduzir a recorrência da periodontite. • • • • • a) não permitem o acesso 5 inspeção visual direta. c) visam tornar a superfície radicular dura e lisa.# ontologia $ # ontologia ) 8s procedimentos de raspagem subgengival pelo método aberto realizados em uma paciente com 69 anos de idade. )p"s o tratamento periodontal cir(rgico. ainda que os achados clínicos mostrem a involução do sangramento 5 sondagem.2012 . • • • • 59 . mas pouca sensibilidade.Q243666 ( Prova: FCC .Analista Ju i!i"rio .Q243667 ( Prova: FCC . b) requerem a incisão e rebatimento da gengiva para facilitar o acesso e visualização. submetido 5 terapia periodontal de suporte. favorecendo a diminuição de um fator de risco comum 5 periodontite e ao diabetes &ellitus< e) indica um progn"stico de recorrência da periodontite na presença de ?BH de sítios que apresentam sangramento 5 sondagem. sexo masculino. sem contudo interferir na qualidade da avaliação de alteraç/es na crista alveolar. 60 .

2ª RE8-9# .Analista Ju i!i"rio . ' 44 .TRF . e) osteíte esclerosante. c) panor3micas. c) cisto radicular.Analista Ju i!i"rio .# ontologia $ # ontologia ) )s radiografias recomendadas para a avaliação periodontal na presença endod. D 49 .TRF . d) periapicais pela técnica do paralelismo. ' 61 .29 • d) tem na técnica da bissetriz a melhor discriminação para exames de acompanhamento da evolução do paciente. e) . b) granuloma periapical cr. ) 4A . + 41 . D 46 . com ob etivo de detectar mudança de densidade do osso alveolar. sexo feminino.2ª RE8-9# . 173 .<=8%> 4? . sexo masculino. e) requer variaç/es no processamento do filme. d) abscesso periapical.Q243668 ( Prova: FCC .nico. b) interproximais horizontais.nticaPperiodontais de um paciente com 14 anos de idade.2012 . ) 42 . + 4@ . + 9B . #ste quadro é compatível com o diagn"stico de • • • • • a) periodontite apical aguda. • :)+). são as • • • • • a) interproximais verticais. mostra espessamento do espaço do ligamento periodontal e diminuição da l3mina dura do dente 64.2012 .ite-Dings< de les/es 62 .Q243669 ( Prova: FCC . ' 47 .# ontologia $ # ontologia ) ) radiografia periapical da região posterior inferior de um paciente com 61 anos de idade.

# ontologia $ # ontologia ) 173 . )os testes térmicos com frio e com calor. 64 .2012 . mas a segunda não é uma ustificativa correta da primeira.30 63 . e) a drenagem do exsudato não alivia a dor.2012 .2ª RE8-9# .2012 .Analista Ju i!i"rio .2ª RE8-9# . Qais recentemente. • • • • • a) a terapia analgésica é desnecess!ria. segundo o relato da paciente. surda e puls!til é causada por um aumento da pressão pulpar e uma excitação das fibras ' amielínicas de lenta condutividade.Analista Ju i!i"rio . clínico é analise compatível com as o assertivas diagn"stico de abaixo> pulpite irreversível O!Q"E a dor profunda.Q243671 ( Prova: FCC . b) a antibioticoterapia profil!tica é imperativa e deve ser realizada. c) o alívio da oclusão permite reduzir o desconforto e a resposta inflamat"ria.Q243672 ( Prova: FCC . c) a primeira asserção é uma proposição falsa e a segunda uma proposição verdadeira. iniciado h! cerca de 9 meses. a resposta foi positiva.TRF .TRF .2ª RE8-9# . porém deve ser tentada na primeira sessão. não têm ocorrido epis"dios de dor.TRF . sexo masculino.Analista Ju i!i"rio .Q243670 ( Prova: FCC . • 65 .# ontologia $ # ontologia ) *o tratamento de uma periodontite apical com abscesso apresentada por paciente com 44 anos de idade. %endo #ste quadro assim. refere um hist"rico de dor no dente 1A. b) a primeira asserção é uma proposição verdadeira e a segunda uma proposição falsa. uma vez que a polpa est! necrosada. com epis"dios agudos e recorrentes.# ontologia $ # ontologia $ En o ontia' ) 0aciente com ?4 anos de idade. d) as duas asserç/es são proposiç/es verdadeiras e a segunda é uma ustificativa correta da primeira. N correto afirmar que • • • • a) tanto a primeira quanto a segunda asserç/es são proposiç/es falsas. sexo feminino. e) as duas asserç/es são proposiç/es verdadeiras. 8 exame clínico mostra uma lesão profunda de c!rie não tratada. d) a remoção do irritante deve ser realizada uma semana ap"s a drenagem do abscesso.

# ontologia $ # ontologia ) Mm progn"stico desfavor!vel para o dente 1? consiste na • • a) anquilose.vel< # ente 21 so2reu avulsão e o ente 11 a+resenta u&a 2ratura !oronorra i!ular< # e5a&e !l)ni!o &ostra ausAn!ia e e5+osi/ão +ul+ar no ente 11< 8s meios de armazenamento para o dente avulsionado • a) incluem o leite.# ontologia $ # ontologia ) 8 tratamento para o dente ?? consiste em • a) pulpotomia seguida de reconstrução da coroa e contenção semi. seguida de alivio das interferências oclusais. identificada pelo som agudo ao teste de percussão.2ª RE8-9# . contendo fragmentos do ligamento periodontal.2ª RE8-9# . • • • • 67 . d) são desnecess!rios. além de ser relativamente livre de bactérias. c) colagem do fragmento. que.2012 . pulpectomia e contenção semi. ao manter o dente no meio bucal. b) devem consistir preferencialmente na saliva do paciente. identificada pela mobilidade dental.Analista Ju i!i"rio .celular. 173 .TRF . considere os dados abaixo> Pa!iente !o& 1: anos e i a e3 se5o &as!ulino3 !7egou ao !onsult. imobilização do fragmento e a uste oclusal para evitar contatos prematuros. evitando a degeneração das fibras periodontais.Q243674 ( Prova: FCC . c) requerem uma temperatura pr"xima de 6A.4 D' para maior efic!cia.rígida por um período de 1 meses.31 )tenção> 0ara responder 5s quest/es de n(meros 44 a 4A. propicia a viabilidade das células do ligamento periodontal. e) imobilização do fragmento e cirurgia periodontal para restituir as dist3ncias biol"gicas.Q243673 ( Prova: FCC . b) reabsorção radicular interna. tendo em vista o tempo decorrido entre o acidente e o atendimento odontol"gico.2012 . • • • • 66 .gi!o !er!a e uas 7oras a+. que apresenta o p$ e a osmolaridade similares ao fluido extra.TRF .s u& a!i ente e auto&.rio o ontol. b) pulpectomia. d) imobilização por um período m!ximo de ?4 dias. e) incluem o soro fisiol"gico utilizado para lavar o dente no local do acidente.Analista Ju i!i"rio .rígida por um período de @4 dias.

identificada radiograficamente pelo adelgaçamento da dentina. 69 . identificada radiograficamente pelo arredondamento das raízes. c) a instalação de v!lvulas cardíacas protéticas. considere os dados abaixo> Pa!iente !o& >1 anos e i a e3 se5o 2e&inino3 relata or intensa3 resistente aos analgBsi!os !o&uns3 ini!ia a trinta ias a+. 68 .nica esclerosante difusa.TRF .2ª RE8-9# . d) hipercementose. identificada pela posição mais baixa do dente em relação ao plano oclusal.2012 .# ontologia $ # ontologia ) 173 .Analista Ju i!i"rio . d) osteomielite cr. d) o uso de contraceptivos orais.nica esclerosante focal.s u&a !irurgia +ara e5tra/ão o ente 1@< # te!i o e granula/ão tornou-se in2e!ta o e e& esta o su+urativo3 o 6ue eter&inou a ne!rose a !orti!al .TRF .Analista Ju i!i"rio . e) reabsorção interna da coroa. b) osteossarcoma.nica com periostite proliferativa. e) a presença de cardiomiopatia hipertr"fica.32 • • • c) reabsorção radicular externa.Q243675 ( Prova: FCC .2ª RE8-9# . 70 .ssea !o& +ro u/ão e se6uestro .2012 . b) o consumo moderado de bebida alco"lica.# ontologia $ # ontologia ) )lguns fatores de risco para o quadro apresentado pela paciente incluem • • • • • a) a presença de hipertensão arterial.Analista Ju i!i"rio . c) osteíte necrosante.sseo3 visualiCa o ra iogra2i!a&ente< #ste quadro é compatível com o diagn"stico de • • • • • a) osteomielite cr. e) osteomielite cr.TRF .# ontologia $ # ontologia ) )tenção> 0ara responder 5s quest/es de n(meros 47 a 9?.Q243677 ( Prova: FCC .2ª RE8-9# .2012 .Q243676 ( Prova: FCC .

72 .s u&a !irurgia +ara e5tra/ão o ente 1@< # te!i o e granula/ão tornou-se in2e!ta o e e& esta o su+urativo3 o 6ue eter&inou a ne!rose a !orti!al .ssea !o& +ro u/ão e se6uestro . b) do uso de indicador químico de par3metro simples.TRF . c) de monitoramento químico utilizando soluç/es de glutaraldeído a 1H durante ?B horas. considere os dados abaixo> Pa!iente !o& >1 anos e i a e3 se5o 2e&inino3 relata or intensa3 resistente aos analgBsi!os !o&uns3 ini!ia a trinta ias a+.2ª RE8-9# . d) da esterilização de f"rceps por calor seco a altas temperaturas. • • • • :)+).# ontologia $ # ontologia ) 173 .sseo3 visualiCa o ra iogra2i!a&ente< 8 tratamento local do quadro clínico apresentado pela paciente requer a anestesia • • • • • a) infiltrativa terminal na região vestibular correspondente ao dente ?A.TRF . ) 71 .Analista Ju i!i"rio . ' 92 . e) do uso do ciclo 2las7 no processo de esterilização das brocas por calor (mido.2012 . ) 96 . ) 99 . ) 97 .2012 . c) infiltrativa do nervo alveolar superior médio. ' 9@ . D AB . D 91 .2ª RE8-9# .Q243679 ( Prova: FCC .<=8%> 9? . d) por bloqueio do nervo nasopalatino. e) por infiltração dos ramos terminais do nervo infraorbital. # 9A .Analista Ju i!i"rio .33 ) prevenção de infecç/es durante uma cirurgia odontol"gica é feita por meio • a) do uso de indicador químico multiparamétrico colocado no interior dos pacotes contendo os f"rceps.# ontologia $ # ontologia ) )tenção> 0ara responder 5s quest/es de n(meros 47 a 9?.Q243678 ( Prova: FCC . b) por bloqueio dos nervos alveolares superiores posteriores. que verifica o tempo de esterilização dos f"rceps. # 94 .

como escabiose.Analista Ju i!i"rio .TRF .2012 . <<. N correto o que consta )0#*)% em • • • • • a) < e <C. sexo feminino.34 )lguns acidentes e complicaç/es da anestesia por bloqueio dos nervos alveolares superiores anteriores em paciente com 6@ anos de idade. as condiç/es de trabalho são determinantes para a sa(de do profissional. b) mec3nicos.Q243681 ( Prova: FCC .Analista Ju i!i"rio .2ª RE8-9# . realizando o plane amento do atendimento di!rio. <<<. protegendo o compressor de ar com caixa ac(stica. <C. proporcionando capacitação 5 equipe de trabalho. b) contato indireto com o paciente. como con untivite. d) físicos. • 173 . consistem na desinfecção concorrente das secreç/es e dos artigos contaminados. 73 . efetuando manutenção preventiva de recipientes contendo gases medicinais. utilizando protetores auriculares. b) < e <<. aliada 5 in eção de quantidade excessiva de anestésico.2012 . devido 5 densidade dos tecidos moles e sua firme aderência ao osso. incluem <. c) << e <<<. e) químicos.micos.# ontologia $ # ontologia ) *a pr!tica odontol"gica. sendo necess!rio providenciar proteção contra os riscos • • • • • a) ergon. d) < e <<<.Q243680 ( Prova: FCC . e) << e <C. diplopia tempor!ria quando h! penetração exagerada da agulha.2ª RE8-9# .# ontologia $ # ontologia ) Durante o tratamento odontol"gico. medidas de precaução padrão diante de algumas doenças passíveis de transmissão por • a) via aérea. 74 .TRF . hematoma quando a penetração excessiva da agulha atinge as veias do plexo pterigoideo. diminuição da visão quando a solução anestésica alcança o nervo "ptico. c) biol"gicos. necrose da mucosa quando a in eção de anestésico é feita rapidamente. consistem em manter os cabelos presos.

exposição deve ser iniciada nas primeiras horas ap"s o acidente. b) a presença de fl(or incorporado na estrutura do dente é mais importante que ter fluoreto disponível no meio bucal para ser incorporado na estrutura mineral do dente durante o processo de c!rie. é importante considerar que> <.dentista teve as luvas rompidas pela broca durante uma exodontia por seccionamento dent!rio em paciente com 67 anos de idade. para descartar a aquisição ocupacional desses pat"genos. sexo feminino. $+C e $'C seis meses depois.fonte. consistem no uso de equipamentos de proteção individual. 75 . consistem no uso de equipamentos de proteção individual.2012 . quando as exposiç/es ocupacionais não puderem ser evitadas.2012 .TRF . com duração de duas semanas. as condutas p"s. e) contato direto com o paciente. consistem na imunização do profissional.Q243682 ( Prova: FCC . a profilaxia p"s.Analista Ju i!i"rio .TRF . • 173 . d) << e <<<. são as condutas p"s.exposição incluem os cuidados imediatos. como hepatite ).# ontologia $ # ontologia ) Jrente a um acidente profissional em que o cirurgião. <C. como> • a) uma maior concentração de fl(or no dente é a causa da menor perda mineral que ocorre na presença deste íon.2ª RE8-9# . o tratamento e o acompanhamento do profissional por um período mínimo de 9 meses.Q243683 ( Prova: FCC . e) <<< e <C.Analista Ju i!i"rio . <<<.35 • • • c) sangue. como monucleose. <<. 76 . e sua manutenção independe do resultado da sorologia da paciente. exposição e realizar exames sorol"gicos para $<C. b) < e <<. c) << e <C. N correto o que consta )0#*)% em • • • • • a) < e <<<. d) fluidos org3nicos. o profissional exposto deve notificar o acidente quando houver a implementação da profilaxia p"s. como hepatite '.exposição que podem evitar infecç/es.2ª RE8-9# .# ontologia $ # ontologia ) )lgumas consideraç/es clínicas e laboratoriais sobre a reatividade de compostos fluoretados no esmalte são comprovados por evidências científicas.

pois alia a remoção do biofilme dental 5 exposição constante ao fl(or.2ª RE8-9# . • • 77 .TRF . b) baixo peso corporal ao nascer. ) mãe relata um consumo elevado e frequente de doces e refrigerantes pela criança.2ª RE8-9# .2012 . apresenta les/es cavitadas de c!rie dent!ria nos dentes ?9 e 19.2012 . além de • • • • • a) prec!rio estado nutricional. d) altitudes baixas.36 • c) a reversão parcial da perda mineral que ocorre na presença de fl(or aumenta muito o tempo necess!rio para que algum sinal clínico de desmineralização se a visível. • • • • 173 . 8 uso de dentifrício fluoretado • a) contendo fluoreto de s"dio em sua composição é mais eficaz.nica de fluoretos durante o desenvolvimento dental. e) com monofluorfosfato de s"dio em sua composição é mais eficaz. e) quando o biofilme é removido pela escovação expondo a estrutura dental 5 capacidade remineralizadora da saliva. sexo feminino. uma vez que o fluoreto impede o desenvolvimento de c!rie. e) temperaturas médias anuais mais baixas.Q243685 ( Prova: FCC . d) é considerado um dos métodos mais racionais de prevenção da c!rie dent!ria.# ontologia $ # ontologia ) ) ocorrência de fluorose dent!ria é fortemente associada com a ingestão cr. uma vez que a possibilidade da aquisição do produto não depende de decis/es governamentais. b) é ineficaz para a prevenção da c!rie dent!ria em pacientes de elevado risco e comportamento pouco colaborador. c) homeostase do pot!ssio. mas o incremento da severidade depende principalmente da dose. 78 .TRF . c) é considerado um meio individual de obtenção de fl(or.Analista Ju i!i"rio .Q243684 ( Prova: FCC .Analista Ju i!i"rio .# ontologia $ # ontologia ) 0aciente com 9 anos de idade. pois libera o íon fluoreto na cavidade bucal por ionização quando em contato com a !gua. pois libera íon fluoreto na cavidade bucal pela ação de enzimas chamadas fosfatases. no 3mbito das políticas p(blicas. d) a escolha de medidas preventivas baseadas no uso isolado de fl(or é suficiente. a precipitação de mineral nos locais onde ele foi perdido ser! desativada se houver fl(or presente no meio ambiente bucal.

173 . b) <<< e <C.2012 . mas a segunda não é uma ustificativa correta da primeira.2ª RE8-9# . realizar exames odontol"gicos para fins trabalhistas. em qualquer das fases do processo de produção.2012 . c) < e <<. mas não interferir nas atividades especializadas da equipe interdisciplinar de sa(de do trabalho. N correto afirmar> • • • • a) tanto a primeira quanto a segunda asserç/es são proposiç/es falsas. atuar no 3mbito da sa(de bucal.Q243686 ( Prova: FCC . d) << e <<<. e) << e <C. #st! correto o que consta )0#*)% em • • • • • a) < e <<<. mas não necessariamente organizar estatísticas de morbidade e mortalidade com causa bucal e realizar exames odontol"gicos para fins trabalhistas. analisar. <<<.37 79 .Q243687 ( Prova: FCC . se inserem na !rea de competência do especialista em 8dontologia do =rabalho O!Q"E é missão dessa especialidade a busca permanente da compatibilidade entre a atividade laboral e a preservação da sa(de bucal do trabalhador. c) a primeira asserção é uma proposição falsa e a segunda uma proposição verdadeira.TRF . <C. 80 .TRF .2ª RE8-9# . doenças ocupacionais e educação em sa(de e realizar exames odontol"gicos para fins trabalhistas. organizar estatísticas de morbidade e mortalidade com causa bucal e realizar exames odontol"gicos para fins trabalhistas.Analista Ju i!i"rio .Analista Ju i!i"rio .# ontologia $ # ontologia ) 'onsidere> 8s fatores ambientais que possam constituir risco 5 sa(de bucal no local de trabalho. d) as duas asserç/es são proposiç/es verdadeiras.# ontologia $ # ontologia ) 8 desenvolvimento de atividades profissionais no 3mbito da 8dontologia do =rabalho requer <. <<. b) a primeira asserção é uma proposição verdadeira e a segunda uma proposição falsa. plane ar e implantar campanhas e programas de duração permanente para educação dos trabalhadores quanto a acidentes de trabalho.

e A4 . # A6 .TRE-PR . evitando a reinfecção. # A9 . b) condiloma acuminado. e) excisão incluindo a base da lesão e posterior exame histopatol"gico. # 81 . 82 . D A2 .sea !o& !er!a e 1 !& e iG&etro< A +or/ão e5o2)ti!a a lesão B &aior 6ue a . ) A7 . + 7B . considere o enunciado a seguir> Pa!iente !o& 2F anos e i a e3 se5o 2e&inino3 a+resenta u&a lesão no 2reio lingual3 6ue estava +resente 7avia !er!a e u& ano3 se& altera/ão +er!e+t)vel no ta&an7o< # e5a&e !l)ni!o &ostra u&a lesão +e un!ula a e r. c) remoção de possíveis les/es genitais por médico. b) acompanhamento da paciente com antibioticoterapia.# ontologia $ # ontologia $ Patologia oral' ) )tenção> 0ara resolução das quest/es de n(meros 1? e 11.# ontologia $ # ontologia $ Patologia oral' ) 8 procedimento que reduz a probabilidade de recidiva da lesão consiste em • • • • • a) curetagem do tecido de granulação.Q222064 ( Prova: FCC . ) A@ . d) r3nula. d) excisão incluindo a gl3ndula salivar menor associada 5 lesão.Q222063 ( Prova: FCC .2012 . + A1 . e) ep(lide granulomatosa.<=8%> A? .Analista Ju i!i"rio .TRE-PR .38 • e) as duas asserç/es são proposiç/es verdadeiras e a segunda é uma ustificativa correta da primeira.ase3 6ue se a+resenta estreita< A lesão B 2ir&e3 rugosa e in olor = +al+a/ão< #ste quadro é compatível com o diagn"stico de • • • • • a) papiloma. :)+). 173 .2012 . ' AA .Analista Ju i!i"rio . c) hiperplasia epitelial focal.

que tem elevado valor preditivo de novas les/es na dentição decídua. 173 .Analista Ju i!i"rio . e) refere. e) quando da erupção dos primeiros e segundos molares decíduos. b) ao início do período da puberdade. 85 .# ontologia $ # ontologia $ Fluortera+ia' ) )s aç/es de escovação dental supervisionada constituem um importante meio para obtenção coletiva de fl(or. residentes em !reas de vulnerabilidade ambiental.Q222067 ( Prova: FCC . <<. incluindo les/es novas e recorrentes que ocorrem em um determinado período de tempo. onde se estima haver poços artesianos com elevados teores de fl(or na !gua. c) utiliza testes como avaliação da capacidade tampão da saliva e índice de fluxo salivar. • • • • 84 . c) ao final do período de aleitamento materno.2012 .Analista Ju i!i"rio . como aqueles <.B aos ?1 anos de idade. d) durante a erupção dos primeiros dentes decíduos. <<<. com '08D menor que 6. e estão indicadas para grupos em situação de risco.2012 .39 83 . que ocorrem • • • • • a) na fase do Rpatinho feioS.# ontologia $ # ontologia $ Cariologia' ) )s estratégias de prevenção da c!rie dent!ria devem levar em consideração os momentos de maior suscetibilidade dos dentes 5 contaminação por microrganismos cariogênicos.Analista Ju i!i"rio .TRE-PR . em que menos de 6BH dos indivíduos se am livres de c!rie aos ?1 anos de idade.# ontologia $ # ontologia $ Cariologia' ) 8 risco de c!rie dent!ria • a) tem associação positiva com a redução da suscetibilidade 5s doenças bucais mediadas pelo biofilme dent!rio. em v!rias localidades brasileiras.TRE-PR .Q222065 ( Prova: FCC .TRE-PR . d) tem na experiência anterior de c!rie o previsor mais confi!vel na determinação da probabilidade de ocorrência de novas les/es.Q222066 ( Prova: FCC . b) reflete a correlação negativa entre as condiç/es do meio bucal apresentadas na fase da dentição decídua e da dentição permanente.se ao incremento de les/es ativas.2012 .

o nervo bucal • a) é anestesiado ao inserir a seringa na altura dos pré. d) << e <<<. #st! correto o que se afirma )0#*)% em • • • • • a) << e <C.Analista Ju i!i"rio . evitando o uso de leite de procedência rural para o aleitamento artificial.TRE-PR . c) < e <C. d) pequena quantidade de dentifrício fluoretado para crianças menores de 9 anos. considere o enunciado a seguir> Pa!iente !o& 2H anos e i a e3 se5o &as!ulino ne!essita e su. e) bochechos com soluç/es fluoretadas por crianças com mais de 9 anos de idade pelo risco de ingestão repetida. expostos 5 !gua de abastecimento com teores de fluoretos até B.Q222069 ( Prova: FCC .# ontologia $ # ontologia $ Anestesiologia' ) )tenção> 0ara resolução das quest/es de n(meros 1A e 17.# ontologia $ # ontologia $ Fluortera+ia' ) )s estratégias para o controle de fatores de risco para fluorose dent!ria incluem a indicação de • • a) suplementos com fluoretos para gestantes e bebês como medida de sa(de coletiva. c) aleitamento materno por um período superior a 9 meses. molares do lado oposto a ser anestesiado e in etar algumas gotas de anestésico.stitui/ão e restaura/ão !o&+le5a e a&"lga&a no ente ?6< *a técnica direta de anestesia por bloqueio regional.40 <C.Analista Ju i!i"rio .4@ ppm J.TRE-PR .2012 . b) necessita sofrer um bloqueio separadamente.6 g quando a frequência de escovação ultrapassar 6 vezes ao dia.2012 . uma vez que usualmente não é anestesiado pela técnica direta. • 173 . b) dentifrício fluoretado para crianças menores de 1 anos com quantidade acima de B. • • • 87 . 86 . b) < e <<. bem como da dosagem de fluoreto no r"tulo de !guas minerais.Q222068 ( Prova: FCC . e) < e <<<.

predispondo a rupturas na interface da restauração. d) o melhor selamento marginal da restauração.gengival mínima de @ mm. 89 .# ontologia $ # ontologia $ (ent)sti!a' ) ) proteção do complexo dentina.Analista Ju i!i"rio .TRE-PR . d) < e <<<. 173 . <C. que vai receber uma restauração de am!lgama no dente 1@ <. reduzindo a sensibilidade dentin!ria. mostra sensibilidade 5 técnica. d) é anestesiado quando a agulha atravessa o m(sculo pterigoideo medial e chega ao espaço pterigomandibular do ramo ascendente da mandíbula.Q222071 ( Prova: FCC .TRE-PR .41 • c) requer o recuo da seringa ao atingir o espaço pterigomandibular do ramo ascendente da mandíbula para ser anestesiado. <<<. e) necessita que a inserção da agulha ocorra na depressão que forma a mucosa entre a prega do ligamento pterigomandibular por fora e a linha oblíqua interna por dentro.2012 .polpa com base de hidr"xido de c!lcio em paciente com 6? anos de idade.Q222070 ( Prova: FCC .Analista Ju i!i"rio . que tem como vantagem • • • • • a) a conservação de estrutura dent!ria. apresenta propriedade antibacteriana. apresenta menor adesividade 5 dentina que um material de adesão resinoso. sexo feminino. <<. c) << e <<<. e) a indução de tens/es no remanescente dent!rio e no material restaurador. e) < e <C. c) a contraindicação em coroas clínicas curtas. b) < e <<. b) a redução ocluso. promove a obturação mec3nica dos t(bulos dentin!rios.# ontologia $ # ontologia $ (ent)sti!a Restaura ora' ) 8 preparo cavit!rio receber! retenç/es adicionais por meio de a&alga+ins. • • 88 . porém interfere na polimerização de compostos resinosos.2012 . #st! correto o que se afirma )0#*)% em • • • • • a) << e <C.

nticos para indivíduos com baixo risco de c!rie dent!ria.42 90 .Analista Ju i!i"rio . # 74 .# ontologia $ # ontologia $ En o ontia' ) 0aciente com ?A anos de idade. + 2B . b) mostra pulpite reversível. e) apresenta pouca inflamação.2012 . devido 5 dificuldade em conciliar seus hor!rios de estudo e trabalho com a agenda disponível para o atendimento odontol"gico. ' 79 . que apresentam • a) retenção maior que os selantes resinosos. d) mostra pulpite irreversível local na !rea onde os t(bulos dentin!rios da região de dentina exposta entram na polpa. pois a condução de pat"genos pelos t(bulos dentin!rios ocasionou danos necr"ticos c) apresenta quadro inflamat"rio cu a gravidade depende do tempo de exposição da dentina ao meio bucal. com evidência por meio de estudos clínicos controlados randomizados da superioridade dos selantes fluoretados. D 7A .TRE-PR . • • • • :)+). b) indicação no tratamento preventivo da c!rie dent!ria conhecida como ). permitindo que as bactérias penetrem nos t(bulos dentin!rios. $! sinais da doença. 8 quadro é compatível com polpa vital que • a) atua como barreira seletiva. e) retenção menor que os selantes resinosos. ) 71 . d) indicação na colagem de aparelhos ortod.2012 .# ontologia $ # ontologia $ *ateriais ent"rios' ) 8s materiais odontol"gicos com maior potencial antic!rie são classificados como cimentos de ion. # 76 . 0aciente assintom!tica.= T=ratamento . ) 72 . c) efic!cia na prevenção da iniciação e progressão da c!rie dent!ria quando utilizados como selantes de fossas e fissuras.Q222072 ( Prova: FCC .TRE-PR .estaurador )traum!ticoL.mero de vidro e cimentos de ion. mostrando recuperação ap"s resposta inflamat"ria inicial. D 7@ . porém não atin am os tecidos periapicais. permaneceu com o dente ?4 cavitado devido 5 c!rie por um período de cerca de 9 meses.<=8%> 7? .Q222073 ( Prova: FCC . sexo feminino. ' 91 . + 77 . com evidência por meio de estudos clínicos controlados randomizados da superioridade dos selantes resinosos. • • • • 173 .Analista Ju i!i"rio .mero de vidro modificados por resina. apesar da qualidade estética desfavor!vel.

b) displasia fibrosa.# ontologia $ # ontologia $ Ra iologia' ) ) localização de um dente supranumer!rio na região anterior inferior de uma paciente com 2 anos de idade. 93 . c) lateral de Jazzi requer uma tomada radiogr!fica e mostra o posicionamento do dente supranumer!rio em relação aos dentes ad acentes.2012 . 8s dentes apresentam l3mina dura normal. c) anemia falciforme.# ontologia $ # ontologia $ Ra iologia' ) ) proteção do profissional contra os efeitos biol"gicos dos raios E durante a tomada radiogr!fica inclui • • • a) não permanecer atr!s do paciente. #ste quadro é compatível com o diagn"stico de • • • • • a) talassemia.Analista Ju i!i"rio . d) panor3mica requer duas tomadas radiogr!ficas em momentos diferentes.2012 . c) segurar o cabeçote do aparelho de raios E em 3ngulo de ?64D em relação ao feixe (til.TRE-PR .Analista Ju i!i"rio .Q222075 ( Prova: FCC . 8 trabeculado entre as raízes dos dentes parece alinhado horizontalmente.Uinter requer duas tomadas radiogr!ficas e mostra o posicionamento vestibulolingual do dente supranumer!rio. b) manter dist3ncia mínima de ?. e) osteíte deformante.7 m do aparelho em 3ngulo de @4D em relação ao feixe (til.TRE-PR . 173 .Q222074 ( Prova: FCC . evitando as radiaç/es de escape.2012 . sexo masculino.TRE-PR .Analista Ju i!i"rio . mostram um padrão irregular generalizado do trabeculado "sseo. • • • • 94 . b) de 'larV requer duas tomadas radiogr!ficas e mostra o posicionamento lateral do dente supranumer!rio em relação aos dentes ad acentes. mostrando um aspecto de degraus de escada. e) oclusal requer uma tomada radiogr!fica e mostra o posicionamento vestibulolingual do dente supranumer!rio.# ontologia $ # ontologia $ Patologia oral' ) )s radiografias periapicais da região de molares inferiores de paciente com @1 anos de idade. sexo masculino.Q222076 ( Prova: FCC . com a técnica • a) de Qiller.43 92 . com intervalo mínimo de 9 meses. com menor quantidade de trabéculas evidentes. d) osteoradionecrose.

cu a gravidade é proporcional 5 dose recebida. • • • • 96 . se ela estiver no período ap"s ?1 semanas de concepção. considere o enunciado a seguir> Pa!iente !o& >2 anos e i a e3 se5o &as!ulino3 relata o uso re!ente e !orti!osteroi e +or via sistA&i!a< A 7ist. evitando as radiaç/es secund!rias.Analista Ju i!i"rio . sexo feminino. 173 . d) associada com glossite romboide mediana. 95 . b) atr"fica cr. e) não permanecer atr!s do cabeçote do aparelho.2012 .Q222077 ( Prova: FCC . contra os efeitos biol"gicos dos raios E tem o ob etivo de evitar efeitos • a) determinísticos genéticos. c) pseudomembranosa aguda.2012 . como a deficiência mental associada a altas doses de radiação. como as anormalidades congênitas. d) estoc!ticos som!ticos. e) associada com queilite angular.Analista Ju i!i"rio .ria &B i!a o +a!iente in!lui a !irrose 7e+"ti!a< # e5a&e !l)ni!o &ostra +la!as . e) determinísticos genéticos. cu a gravidade guarda associação com a quantidade da dose de indução. como as anormalidades congênitas associadas a altas doses de radiação. b) determinísticos som!ticos. que incluem eritemas na pele.ran!as3 es+essas e +unti2or&es na l)ngua3 +alato &ole e &u!osa 1ugal< Estas +la!as a+resenta& u&a te5tura su+er2i!ial rugosa e +o e& ser re&ovi as +or &eio e +ressão lateral3 e5+on o a &u!osa su.1a!ente ul!era a< # +a!iente es!reve u&a sensa/ão e 6uei&a/ão olorosa< #ste quadro é compatível com o diagn"stico de candidose • • • • • a) hiperpl!sica cr. se ela estiver no período até 2 semanas de concepção.# ontologia $ # ontologia ) )tenção> 0ara resolução das quest/es de n(meros 69 e 6A. c) estoc!ticos genéticos.nica.nica.Q222078 ( Prova: FCC . se ela estiver no período até ?4 semanas de concepção.# ontologia $ # ontologia $ Ra iologia' ) ) proteção de uma paciente de ?A anos de idade.TRE-PR .TRE-PR .44 • • d) ficar atr!s de barreira mec3nica do tipo biombo com 1 mm de aço ou ? mm de chumbo.

173 .ili a e e 2e. c) aciclovir.# ontologia $ # ontologia ) )tenção> 0ara resolução das quest/es de n(meros 67 e 62.servou a +resen/a e lesIes na .ria !l)ni!a a !rian/a in!lui a alergia = +eni!ilina< #ste quadro é compatível com o diagn"stico de • • • • • a) mononucleose infecciosa. 98 . com dose inicial de 14 mgPVg de peso corporal.re3 !o& in)!io os sinto&as ois ias antes a !onsulta< (urante este +er)o o3 a &ãe o. 99 .Q222079 ( Prova: FCC .2012 .# ontologia $ # ontologia ) ) terapêutica medicamentosa sistêmica preconizada consiste na prescrição de • • • • a) estearato de eritromicina. c) estomatite aftosa.Q222080 ( Prova: FCC .TRE-PR .# ontologia $ # ontologia ) ) terapêutica medicamentosa t"pica preconizada é • • • • • a) fluconazol b) anfotericina +.Analista Ju i!i"rio . considere o enunciado a seguir> A &ãe e +a!iente !o& F anos e i a e3 se5o &as!ulino3 relata 6ue a !rian/a a+resenta &al-estar3 irrita.2012 . e) herpes zoster.Analista Ju i!i"rio . b) gengivite ulcerativa necrosante. c) amoxicilina.45 97 . d) itraconazol. com doses de manutenção de 14 mgPVg de peso corporal. e) nistatina.2012 . d) gengivoestomatite herpética prim!ria. b) paracetamol. com dose inicial de 14 mgPVg de peso corporal.ios3 l)ngua e &u!osa 1ugal e o +a!iente &ostra sinais e isse&ina/ão a n2e!/ão< A 7ist. com dosagem de 1 gotasPVg de peso corporal.TRE-PR . d) cetoconazol.TRE-PR .Analista Ju i!i"rio .Q222081 ( Prova: FCC .o!a3 !onten o u& l)6ui o a&arelo e& seu interior3 6ue se ro&+era&< # e5a&e !l)ni!o &ostra 4l!eras nos l".

e) o lançamento de resíduos do :rupo )1 sem necessidade de tratamento prévio na rede coletora de esgoto. :)+). + 29 .# ontologia $ # ontologia ) 8 gerenciamento dos resíduos de serviços de sa(de normatiza o descarte de resíduos químicos com potencial de risco 5 sa(de p(blica ou ao meio ambiente. #E'#=8 173 . sendo vedado seu encaminhamento para disposição final em aterros.Q222084 ( Prova: FCC . D 24 . a rigidez de papéis e condutas nas relaç/es de gênero e a intoler3ncia 5 diversidade.Q222082 ( Prova: FCC .2012 . e) comprometidas em garantir a aquisição de informaç/es.Analista Ju i!i"rio .B e 2. ' 26 .# ontologia $ # ontologia ) *o consult"rio odontol"gico.<=8%> 2? . ocorreu a quebra de um frasco de merc(rio.Q222083 ( Prova: FCC .# ontologia $ # ontologia ) #ntre os determinantes da vulnerabilidade ao $<C e 5 )ids destacam. c) o lançamento de resíduos do :rupo ' em aterro sanit!rio autorizado.2012 . ' 2A .TRE-PR . D 22 .B e posterior lançamento na rede coletora de esgoto. c) baseadas na modelagem universal dos comportamentos de risco.Analista Ju i!i"rio .2012 .Analista Ju i!i"rio . b) o tratamento específico de resíduos do :rupo + em estado líquido. • • • • 102 . # 21 .TRE-PR . 100 . como • a) a neutralização do p$ dos fixadores utilizados em radiologia para valores entre A. ap"s a incineração. a exclusão de base racial. utilizando meio comprimido de 1BB mg. o que requer alguns cuidados. ) 2@ . d) o processo de recuperação do níquel dos fixadores utilizados em radiologia e o posterior acondicionamento em recipientes sob selo dW!gua. # 27 .46 • e) cefalosporina. o que requer algumas providências.se a pobreza.TRE-PR . cu o enfrentamento requer pr!ticas educativas • • • • • a) orientadas por uma ideia de comunicação unidirecional e pragm!tica eficiente. + 101 . b) baseadas no di!logo entre su eitos e na construção de identidades. ) ?BB . d) centradas em propaganda assustadora sobre os devastadores efeitos da )ids.

TRE-PR . c) ) primeira asserção é uma proposição falsa.Q222085 ( Prova: FCC . • • • • 104 . abrindo as anelas. 103 . e) interditar a sala até que todo o merc(rio derramado se a removido.# ontologia $ # ontologia ) )tenção> 0ara resolução das quest/es de n(meros @@ a @9.Analista Ju i!i"rio .an e1a !l)ni!a3 7ouve u&a +er2ura/ão a!i ental no e o in i!a or o +ro2issional3 +rovo!a a +ela agul7a a seringa !ar+ule 6ue 7avia si o utiliCa a< )s condutas diante deste acidente de trabalho consistem em 173 .TRE-PR .2012 . e) =anto a primeira quanto a segunda asserç/es são proposiç/es falsas.gi!o !o& &uita or3 ao al!an/ar o instru&ental na . b) )s duas asserç/es são proposiç/es verdadeiras. b) ventilar a sala. para evitar uma possível transmissão a outras pessoas. e a segunda.2012 . considere o enunciado a seguir> (urante o aten i&ento a +a!iente !o& 21 anos e i a e3 se5o &as!ulino3 6ue !7egou ao !onsult. uma proposição falsa. uma proposição verdadeira.# ontologia $ # ontologia ) 'onsidere as afirmaç/es a seguir> Mm acidente com exposição a material biol"gico na pr!tica odontol"gica deve ser tratado como uma emergência médica porque a espera dos resultados de exames sorol"gicos pode provocar um abalo emocional e no período de acompanhamento deve ser feita a prevenção secund!ria.Q222086 ( Prova: FCC . d) ) primeira asserção é uma proposição verdadeira.47 • • • • • a) aguardar a evaporação do metal pesado. encerando em seguida. e a segunda.Analista Ju i!i"rio . c) utilizar m!scara no manuseio dos resíduos. mas a segunda não é uma ustificativa correta da primeira. N correto afirmar> • a) )s duas asserç/es são proposiç/es verdadeiras.rio o ontol. e a segunda é uma ustificativa correta da primeira. d) lavar o piso com !gua e sabão.

<<<. o profissional deve iniciar a profilaxia p"s. hepatite ' ou outra doença sexualmente transmissível. c) << e <<<. b) < e <<.TRE-PR . provocar sangramento por compressão do local da lesão. interromper o atendimento. d) < e <<<. • 173 . b) desconhecida para $'C. c) negativa ou desconhecida para $+C. e) << e <C. • • • • 106 .# ontologia $ # ontologia ) 8 esquema vacinal completo contra hepatite + • a) necessita doses peri"dicas de reforço.2012 . o profissional deve submeter. b) necessita ser repetido integralmente quando não houver resposta 5s três doses da vacina. para que ha a a manutenção da imunidade. deve. a cada cinco anos.Analista Ju i!i"rio . procurar atendimento médico para avaliação do tipo de material biol"gico envolvido e da gravidade e tipo da exposição. até completar ?1 meses ap"s o acidente.Q222088 ( Prova: FCC .# ontologia $ # ontologia ) %e a condição sorol"gica do paciente for • a) positiva para $+C e o profissional estiver imunizado.TRE-PR . hepatite +.Analista Ju i!i"rio . este dever! receber imunoglobulina hiperimune contra hepatite +.Q222087 ( Prova: FCC .se repetir as sorologias do profissional semanalmente. concluir o procedimento clínico e perguntar ao paciente se ele é portador de $<C. #st! correto o que se afirma )0#*)% em • • • • • a) < e <C. 105 . remover a luva e localizar a lesão e imediatamente lavar a lesão com !gua corrente e sabão.48 <. exceto se houver probabilidade de infecção ou hist"ria epidemiol"gica para $<C e outras D%=.exposição. uma vez que a agulha anestésica apresenta pequeno calibre e não havia sido colocada em artéria ou veia do paciente. e) positiva para $<C. não se recomenda a profilaxia p"s. <C.2012 . <<.se a vacinação em duas doses contra a hepatite + d) desconhecida para $<C.exposição em período não superior a duas horas.

49
• • • c) não necessita ser repetido integralmente quando não houver resposta 5s três doses da vacina. d) deve ser feito em três doses, em períodos de zero, três e seis meses de intervalo. e) requer a realização de testes sorol"gicos ?1 meses ap"s a segunda dose para avaliar a soroconversão.

107 - Q222089 ( Prova: FCC - 2012 - TRE-PR - Analista Ju i!i"rio - # ontologia $ # ontologia ) )tenção> 0ara resolução das quest/es de n(meros @A a 4?, considere o enunciado a seguir>

Pa!iente !o& 2? anos e i a e3 se5o 2e&inino3 so2reu u& a!i ente auto&o,il)sti!o o!orri o 7avia !er!a e ?0 &inutos3 6ue resultou na avulsão os entes 11 e 21< # e5a&e !l)ni!o &ostra a !oroa o ente 22 +osi!iona a e& ire/ão +alatina e ao e5a&e ra iogr"2i!o a i&age& este ente &ostra-se en!urta a e !o& &aior ra io+a!i a e< 8 exame clínico mostra laceraç/es no l!bio superior. 8 tratamento consiste em • • • • • a) raspagem de partículas incorporadas durante o processo de cicatrização. b) aplicação de compressas quentes e prescrição de anti,inflamat"rios. c) remoção de fragmentos, irrigação da ferida com solução salina e sutura por planos. d) remoção da tatuagem com gaze embebida em solução antisséptica. e) aplicação de compressas frias e prescrição de analgésicos.

108 - Q222090 ( Prova: FCC - 2012 - TRE-PR - Analista Ju i!i"rio - # ontologia $ # ontologia ) ) fratura das paredes do alvéolo é detectada pela presença de • • • • • a) edema e hemangioma. b) crepitação durante o exame de palpação. c) imobilidade simult3nea de um grupo de dentes. d) ausência de dor durante a fala. e) desvio da linha média.

109 - Q222091 ( Prova: FCC - 2012 - TRE-PR - Analista Ju i!i"rio - # ontologia $ # ontologia )

173

50
8 dente 11 apresenta um quadro compatível com o diagn"stico de • • • • • a) sub,luxação, com ruptura do feixe v!sculo,nervoso ao nível do forame apical. b) concussão, com estiramento do feixe v!sculo,nervo, so ao nível do forame apical. c) luxação extrusiva, com laceração das fibras do ligamento periodontal. d) luxação lateral, com ruptura e laceração das fibras do ligamento periodontal. e) fratura radicular, com ruptura das fibras do ligamento periodontal.

110 - Q222092 ( Prova: FCC - 2012 - TRE-PR - Analista Ju i!i"rio - # ontologia $ # ontologia ) ) paciente trouxe os dentes ?? e 1? em um frasco contendo soro fisiol"gico, que • • • • • a) contém os nutrientes necess!rios 5s fibras col!genas. b) apresenta p$ baixo para a revitalização das células do ligamento periodontal. c) possui osmolaridade semelhante 5quela do fluido extracelular. d) é impr"prio ao armazenamento dos dentes fora dos alvéolos. e) mantém a umidade dos dentes durante o armazenamento fora dos alvéolos.

:)+);<=8%> ?B? , + ?B1 , ) ?B6 , ) ?B@ , # ?B4 , D ?B9 , + ?BA , ' ?B7 , + ?B2 , D ??B , #

111 - Q222093 ( Prova: FCC - 2012 - TRE-PR - Analista Ju i!i"rio - # ontologia $ # ontologia ) )tenção> 0ara resolução das quest/es de n(meros @A a 4?, considere o enunciado a seguir>

Pa!iente !o& 2? anos e i a e3 se5o 2e&inino3 so2reu u& a!i ente auto&o,il)sti!o o!orri o 7avia !er!a e ?0 &inutos3 6ue resultou na avulsão os entes 11 e 21< # e5a&e !l)ni!o &ostra a !oroa o ente 22 +osi!iona a e& ire/ão +alatina e ao e5a&e ra iogr"2i!o a i&age& este ente &ostra-se en!urta a e !o& &aior ra io+a!i a e< )pesar da realização dos procedimentos clínicos para tratar a avulsão dos dentes ?? e 1?, o progn"stico desfavor!vel tem características de reabsorção

173

51
• a) superficial, com sensibilidade ao teste de percussão e achados radiogr!ficos indicando ausência de envolvimento "sseo. b) inflamat"ria, com aspecto clínico de dente em infra, oclusão e achados radiogr!ficos de reabsorção radicular em forma de tigela. c) por substituição, com som met!lico ao teste de percussão e achados radiogr!ficos indicando ausência do espaço do ligamento periodontal. d) por adesão, com ausência de mobilidade e achados radiogr!ficos indicando ausência de envolvimento "sseo. e) profunda, com mobilidade dent!ria e achados radiogr!ficos de irregularidade ao nível do !pice radicular.

112 - Q222094 ( Prova: FCC - 2012 - TRE-PR - Analista Ju i!i"rio - # ontologia $ # ontologia ) )tenção> 0ara resolução das quest/es de n(meros 41 a 44, considere o enunciado a seguir> Pa!iente !o& ? anos e i a e3 se5o &as!ulino3 B traCi o +elos +ais ao !onsult;rio o ontol;gi!o a+;s u&a 6ue a o!orri a na es!ola< # e5a&e !l)ni!o &ostra 2ratura !o&+li!a a a !oroa o ente F13 2ratura não !o&+li!a a a !oroa o ente F2 e &o,ili a e no ente 61< Ao e5a&e ra iogr"2i!o3 ete!ta-se 2ratura no ter/o a+i!al a raiC o ente 61< ) abordagem do paciente • a) constitui uma decisão unilateral do profissional, visando assegurar a colaboração da criança ao tratamento. b) necessita técnicas de reforço positivo social, como a imobilização ativa para obter a anuência da criança ao tratamento. c) requer o desenvolvimento das etapas de modelagem, de modo a obter comportamentos favor!veis. d) é facilitada por técnicas de adaptação como a imobilização passiva, que evita movimentos intempestivos da criança. e) deve ser realizada sem a presença dos pais, tendo em vista a criança estar na primeira inf3ncia.

113 - Q222095 ( Prova: FCC - 2012 - TRE-PR - Analista Ju i!i"rio - # ontologia $ # ontologia ) 8s procedimentos clínicos iniciais indicados para os dentes 4? e 41 consistem, respectivamente, em • • a) colagem do fragmento dent!rio e exodontia. b) esplintagem do dente e proteção pulpar direta.

173

52 • • • c) faceta estética e colagem do fragmento dent!rio. b) a extração do fragmento coron!rio. 9? reabsorção da características de desenvolvimento #st! correto o que se afirma )0#*)% em • • • • • a) <<. 116 . << e <C. 115 . <<< e C. <C. e) pulpotomia e colagem do fragmento dent!rio.Q222098 ( Prova: FCC . polpa da dentição de coron!ria.TRE-PR .2012 . radicular.Q222096 ( Prova: FCC .# ontologia $ # ontologia ) 8 <. b) <. C. d) <.# ontologia $ # ontologia ) 173 . permanente. << e <<<. depende do em devido grau conta a a necrose 5s para mineralização o da polpa dente coronoradicular. e) o acompanhamento radiogr!fico por ?1 meses. a conduta clínica indicada é • • • • • a) a recomendação de dieta líquida.TRE-PR . *olla. d) desgaste seguido de polimento das arestas agudas e pulpotomia. <C e C. e) <. é leva progn"stico em inclui consiste imprevisível.2012 . 114 . c) a pulpotomia em prazo não superior a duas semanas ap"s o acidente.Analista Ju i!i"rio .Analista Ju i!i"rio . << e C. <<.Analista Ju i!i"rio .# ontologia $ # ontologia ) Diante da detecção do deslocamento do fragmento coron!rio do dente 9?.Q222097 ( Prova: FCC . <<<. c) <.2012 . d) a imobilização do dente por @ semanas.TRE-PR .

contínua. sexo feminino. três dias antes desta consulta. sem desconforto 5 palpação. ) movimentação mandibular não exacerbava a dor.53 0aciente com 42 anos de idade. edêntulo total. paciente. sexo masculino.Analista Ju i!i"rio . e) da mucosa sinusal.# ontologia $ # ontologia ) 0aciente com 9@ anos de idade. causando <C.TRE-PR . pode predispor efeito a paciente mielossuprimida da a terapia 5 uma bacteremia letal. *ão foram detectadas causas dent!rias. <<<. devido ao sítio de localização do carcinoma. #st! correto o que se afirma )0#*)% em • • • • • a) < e <<. 8 exame radiogr!fico não detectou alteraç/es. que • a) é decorrente do aumento dos níveis de estrogênio e progesterona. 8 exame clínico mostrou uma boca edentada normal com pr"teses satisfat"rias. %ua hist"ria inicia com uma queixa de dor vaga. vari!vel e contínua no ombro esquerdo. mostra aspecto de eritema recoberto por pseudomembrana. d) psicogênica. 173 .Q222100 ( Prova: FCC . #ste quadro é compatível com o diagn"stico de odontalgia • • • • • a) cardíaca. leve.TRE-PR .Q222099 ( Prova: FCC . c) neurop!tica.2012 . bucais ou mastigat"rias para a queixa de dor. não est! associada com o quadro neopl!sico. relata ter extraído todos os dentes h! cerca de 1B anos e desde então usa pr"teses totais superior e inferior. difusamente localizada na mandíbula do lado esquerdo. relata estar na ??a semana de gestação. que <.Analista Ju i!i"rio . b) muscular. e) < e <C. sem sintomatologia dolorosa. 117 . Durante a consulta.2012 . 118 . apresenta mucosite bucal. b) < e <<<. c) <<< e <C. sexo feminino. constitui desconforto colateral e clínico agudo dor antineopl!sica.# ontologia $ # ontologia ) 0aciente com 14 anos de idade. refere ter surgido uma sensação dolorosa mon"tona. submetida 5 radioterapia e ao uso de quimioter!picos para tratamento de neoplasia uterina. )p"s aparecimento do sintoma. apresenta queixa de Rperda de c!lcio nos dentesS. mas vari!vel. d) << e <<<. <<.

ocasionando dor e co. ) ??4 .2012 . ' ??1 . usa pr"teses totais superior e inferior.TRE-PR . ) força aplicada 5 mastigação • • • • • a) mostra aumento se houver divergências marcantes entre maxila e mandíbula. 119 . d) direto com repercuss/es sobre a coluna cervical. o que é menos lesivo ao complexo cabeça. tendo batido o queixo contra o chão. que ocasiona o deslocamento patol"gico do disco. d) independe da consistência dos alimentos ingeridos e da pr!tica de exercícios. que mantém a posição mandibular resistindo ao deslocamento articular. ao mastigar alimentos mais duros.disco.2012 . sexo masculino. + ??9 . e) constitui uma crença popular para ustificar o elevado consumo de achocolatados. o que compromete a biomec3nica normal da cabeça. que rompe a superfície articular da cabeça da mandíbula. c) equivale 5quela exercida por homens.molares.se na região de primeiros pré. e) indireto com a boca aberta. c) resulta no aumento de bactérias acidogênicas e queda do p$ da cavidade bucal. sexo feminino.Q222101 ( Prova: FCC .Q222102 ( Prova: FCC . ' ??A . ocasionando aderências durante a sua movimentação.disco.# ontologia $ # ontologia ) 0aciente com 6? anos de idade.TRE-PR . ao comparar a força m!xima de mordida.<=8%> ??? .Analista Ju i!i"rio . • • • • :)+).disco. relata ter sofrido uma queda da escada. ' 173 . o que é menos lesivo ao complexo cabeça. e) corresponde a ?P@ daquela apresentada por indivíduos com dentes naturais. b) concentra. D ??2 . ) ??7 .# ontologia $ # ontologia ) 0aciente com @A anos de idade. b) indireto. D ??6 . provocando o alongamento dos ligamentos. # ??@ .Analista Ju i!i"rio . # ?1B . #ste acidente constitui um macrotrauma • a) direto com a boca fechada.54 • • • • b) induz o aumento de c!rie dent!ria quando associada a desafios cariogênicos. c) direto com a boca aberta. d) requer orientação adequada quanto ao controle do biofilme dent!rio e dieta. 120 .contração dos m(sculos mastigat"rios.

alguns cuidados são importantes. a menos que produza benefícios ao profissional. c) produz perda de inserção do tecido con untivo.20ª RE8-9# (%E) . em virtude de haver 173 .Q201728 ( Prova: FCC .Q218206 ( Prova: FCC . acarretando mobilidade dent!ria permanente.2012 . • • • • 123 .%-r#o odo$%o. acarretando aumento da mobilidade dent!ria.-. a menos que produza reais benefícios para a paciente.#co para u&a a+a.# ontologia $ # ontologia $ Ra iologia' ) ac#e$%e co& 29 a$o' de #dade( 'e)o *e&#$#$o( +e& ao co$'u.Analista Ju i!i"rio .Q201734 ( Prova: FCC . como a • a) ustificação.# ontologia $ # ontologia ) ) 8dontologia apresenta.Analista Ju i!i"rio . rém resulta na reabsorção do osso alveolar. amplificando a reabsorção do osso alveolar.Analista Ju i!i"rio . mostrando que todas as exposiç/es devem ser mantidas tão baixas quanto razoavelmente pratic!veis. aliada 5 reabsorção do osso alveolar. • • • • 122 . c) limitação.2011 .r1*#ca pr2+#a 3 e)%ra/0o do' de$%e' 17 e 184 =endo por ob etivo minimizar os riscos da radiação para o profissional e a paciente. mostrando que os exames radiol"gicos para fins periciais são uma importante fonte de consulta para o profissional. o que implica que nenhum procedimento radiol"gico deve ser adotado. b) otimização.#a/0o rad#o.# ontologia $ # ontologia ) 8 trauma de oclusão • a) não acelera a progressão da doença periodontal em dentes com periodontite progressiva associada ao biofilme dental. atualmente.20ª RE8-9# (%E) . acarretando mobilidade dent!ria transit"ria. e) ustificação.2011 .TJ-PE .TRT . po. o que significa que a dose equivalente para a paciente não deve exceder os limites apropriados. d) acarreta reabsorção "ssea como uma adaptação patol"gica do ligamento periodontal. d) otimização. porém sem aumento significativo da mobilidade dent!ria. b) resulta em formação de bolsa periodontal profunda. e) não produz destruição dos tecidos periodontais.55 121 . uma tendência de ser enquadrada como uma atividade com obrigação de resultado previamente definido.TRT . o que significa que nenhum procedimento radiol"gico deve ser realizado.

Q201741 ( Prova: FCC .2011 . ser! irrelevante. sem.56 • a) obrigação profissional tão somente a usar de prudência e diligência normais na prestação de certos serviços para atingir um resultado. plano de tratamento. 774 Guanto 5 documentação odontol"gica.TRT . ! que falhas nessa documentação comprometerão a sua validade sob o aspecto legal.-.Analista Ju i!i"rio .#dade de u& proce''o c#+#. radiografias e orientaç/es p"s. as provas a serem apresentadas pelo profissional são pré.# ontologia $ # ontologia ) Te$do e& +#'%a a po''#b#.#co rea. &o+#do por u& pac#e$%e #$'a%#'*e#%o co& o %ra%a&e$%o odo$%o. haver uma obrigação do profissional de obtê. c) responsabilidade civil de reparar o dano causado a outrem. Do contr!rio. duzido por todo profissional. contudo. ao longo do tempo. modelos. 7774 8 prontu!rio odontol"gico dever! conter todas as ocorrências. entremeadas de esparsas informaç/es acerca do tratamento é considerada peça fundamental no processo.#5ado( co$'#dere a' a''er%#+a' a 'e. o prontu!rio do paciente.u#r6 74 8 profissional deve elaborar. pela pr!tica de um ato ilícito ou inobserv3ncia do complexo de normas que norteiam a vida cotidiana. receitas.TRT .20ª RE8-9# (%E) . atestados.2011 .operat"rias ePou sobre higienização pode e deve ser pro. 84 Mm prontu!rio composto de registro da anamnese. são produzidas a partir do processo civil instalado. bem como todas as providências tomadas. for ada no ato de defesa. b) ausência de insucessos na pr!tica odontol"gica e do uso de artifícios inadequados de propaganda. suas consequências verificadas ao longo do atendimento. e) expectativa de que todo procedimento em 8dontologia tenha sucesso e independe de outros fatores.20ª RE8-9# (%E) . como Rantes e depoisS. d) expectativa de resultados RmilagrososS.Analista Ju i!i"rio . 784 ) ficha contendo anotaç/es relativas aos custos e pagamentos. constituídas.# ontologia $ # ontologia ) 173 . como resposta biol"gica e cooperação do paciente.Q201735 ( Prova: FCC . ou se a.los. E'%1 corre%o o que 'e a*#r&a A ENA9 e& • • • • • a) 7( 77 e 7774 b) 7( 77 e 784 c) 7( 777 e 84 d) 7( 78 e 84 e) 77( 777 e 84 125 . • • • • 124 . a ficha que apresenta em uízo. ficha clínica.

Q201742 ( Prova: FCC .Analista Ju i!i"rio .ar4 8 diagn"stico diferencial é efetuado por • • • • • a) bi"psia incisional. b) aplicação t"pica de aciclovir. b) carcinoma de células escamosas.o $o arco #$*er#or( $0o *a5 u'o de pr-%e'e parc#a. e) paliativo com soluç/es t"picas de anestésico.&e$%e ed. d) administração de antibi"ticos sistêmicos.o er#%e&a%o'o e $0o e$durec#da'4 8 tratamento adequado desta afecção é> • • • • • a) observação de possíveis complicaç/es.e':e' do.20ª RE8-9# (%E) .u.57 ac#e$%e co& 24 a$o' de #dade( 'e)o *e&#$#$o( re*ere ep#'-d#o' recorre$%e'( 'e& &a$#*e'%a/:e' '#'%.&#ca'( de .<$#co &o'%ra peque$a' =.ra$u.<$#co &o'%ra u&a . b) exame citol"gico por raspagem da mucosa.$%u.2011 . #$*er#or4 O e)a&e c.#&#%ada'( co& u& ?a. 'uper#or e( &e'&o 'e$do parc#a.o'a( co& borda' de co$%or$o #rre.2& de u& co$'u&o d#1r#o de cerca de do#' &a/o' de c#.TRT .?ador rura.( a. 127 . re&o+<+e. d) remoção da pr"tese total.#5a pr-%e'e %o%a.# ontologia $ # ontologia ) ac#e$%e co& 65 a$o' de #dade( 'e)o &a'cu.aca bra$ca( ru.?o da boca( e& *or&a de p.cera' $a &uco'a buca.20ª RE8-9# (%E) . c) acompanhamento anual da evolução da lesão.#5ada $o a''oa.e'0o .oca. 173 .Analista Ju i!i"rio .2011 . 126 .#$o( re*ere 'er apo'e$%ado co&o %raba. c) terapia sistêmica com antivirais.Q201743 ( Prova: FCC .oro'a' $a boca( co& dura/0o e$%re 7 e 10 d#a'( que 'e repara& 'e& de#)ar c#ca%r#54 O e)a&e c. $0o quera%#$#5ada( co& d#>&e%ro #$*er#or a 1c&( be& de. e) interrupção do tabagismo.o'a e .TRT .# ontologia $ # ontologia ) #ste quadro clínico é compatível com o diagn"stico de • • a) líquen plano.arro4 O pac#e$%e u%#.

são importantes para o progn"stico quanto 5 irreversibilidade de uma inflamação pulpar. relatou ausência de desconfortos ou dor. b) cementoblastoma benigno. 130 .TRT .58 • • • c) queilite actínica.20ª RE8-9# (%E) . )s margens são nítidas e a hiperostose periférica 5 !rea radiol(cida apresenta o aspecto de um colar de trabéculas densas.2011 .Analista Ju i!i"rio .Analista Ju i!i"rio . e) fibroma ossificante. ATENÇÃO> #sta questão foi anulada pela banca que organizou o concurso.Analista Ju i!i"rio .# ontologia $ # ontologia ) )o realizar exame radiogr!fico para plane amento de reabilitação oral na região de molares inferiores do lado esquerdo.20ª RE8-9# (%E) .2011 . sexo feminino. sexo masculino. paciente com 61 anos de idade. formaç/es radiopacas homogêneas arredondadas circundadas por uma linha periférica radiol(cida. #ste quadro clínico é compatível com o diagn"stico de • • • • • a) tumor odontogênico epitelial calcificante. est! a dor 173 .TRT . d) displasia "ssea florida. c) papiloma escamoso. Dentre estes fatores. nessa região. 128 .# ontologia $ # ontologia $ Patologia oral' ) )lgumas afecç/es dos tecidos moles bucais são causadas por subtipos do +a+ilo&avirus humano. d) verruga vulgar.Q201744 ( Prova: FCC . d) estomatite nicotínica. e) hiperplasia epitelial focal. c) displasia cement!ria periapical. e) hiperqueratose fisiol"gica. b) verruga venérea.20ª RE8-9# (%E) . 8s achados radiogr!ficos mostram.KL 129 .TRT .Q201746 ( Prova: FCC .2011 . #E'#=8> • • • • • a) condiloma acuminado.Q201745 ( Prova: FCC .# ontologia $ # ontologia ) )lguns fatores relacionados 5 hist"ria da queixa principal de paciente com 1@ anos.

c) é revertida com a redução da dosagem da droga.# ontologia $ # ontologia ) 0aciente com @1 anos de idade. podendo.20ª RE8-9# (%E) .Analista Ju i!i"rio .TRT . sem a presença da inflamação.nica e pode indicar uma inflamação de grau severo. # ?6B . ) ?1A .# ontologia $ # ontologia ) )o realizar a anestesia do nervo alveolar superior em paciente do sexo feminino. # ?1@ .<=8%> ?1? . d) constitui contra. uma vez que pode haver uma sensação prolongada a estímulos in"cuos que.Analista Ju i!i"rio . D ?12 . • • • • :)+). o que é indicativo de uma inflamação de grau moderado a severo. # ?19 . que usualmente indica uma alteração patol"gica pulpar severa e irreversível. pois com o aumento do desconforto. refere fazer uso de droga antiepilética. o que indica uma pulpite de grau moderado a severo ePou necrose pulpar. não causariam sensação dolorosa. ) condição de crescimento gengival • • • • • a) est! associada ao nível sérico da difenil.Q201747 ( Prova: FCC .indicação para a realização de gengivectomia.TRT .Q201748 ( Prova: FCC . ' 131 .2011 . # ?16 . que persiste por minutos ou horas ap"s a remoção do estímulo. 132 . em geral associada 5 hist"ria anterior de dor no mesmo dente antes da experiência atual.2011 .se esperar uma pulpite irreversível. + ?17 . que deve ser tratado com compressas quentes (midas. com necrose no interior da polpa e uma pulpite irreversível do tecido vital. constitui uma exacerbação aguda de uma dor cr. provocada pelo calor. d) severa prolongada. ocorreu a inadvertida in eção de solução anestésica em um m(sculo. ' ?14 . c) referida. b) não guarda relação com o padrão de higiene bucal. e) requer aplicação local de corticoide diariamente.59 • a) aguda. surda e puls!til. 64 anos. 173 .hidantoína. o paciente perde a capacidade de discriminar qual o dente envolvido. o que pode ocasionar • a) edema. # ?11 . o que pode indicar uma inflamação severa envolvendo a polpa e o periodonto. e) profunda. sexo masculino. b) espont3nea.20ª RE8-9# (%E) .

# ontologia $ # ontologia ) Diante das evidências de associação entre as hipoplasias de esmalte e a c!rie dent!ria na dentição decídua.# ontologia $ # ontologia ) Durante a anamnese. ao se considerar os fatores etiol"gicos extrínsecos e intrínsecos. e) deve centrar esforços sobre os agentes físicos no 3mbito ocupacional.Q201749 ( Prova: FCC .Q201751 ( Prova: FCC . e) parestesia.Analista Ju i!i"rio . 135 .20ª RE8-9# (%E) .20ª RE8-9# (%E) . condição passageira que não requer tratamento específico. como o tratamento de disfunç/es g!stricas. b) fluorose dent!ria. 133 . d) é in"cua. apesar do aspecto clínico de desgaste patol"gico das superfícies oclusal e incisal dos dentes.2011 . para a qual deve. sexo masculino.# ontologia $ # ontologia ) ) aplicação de medidas para prevenção da erosão dent!ria • • • • • a) requer a remoção de fatores extrínsecos. indicando. relata não desenvolver h!bitos como morder ob etos e também não utilizar cachimbo.TRT . e) erosão dental.2011 .2011 . ) superfície dental apresenta uma aparência polida e lisa com m(ltiplas facetas. aumentando o consumo de vinho. d) xerostomia.20ª RE8-9# (%E) . c) atrição dental. medidas no 3mbito da sa(de p(blica devem 173 .TRT . 134 . c) necessita promover mudanças no estilo de vida.60 • • • • b) infecção decorrente de isquemia. d) abrasão dental. paciente com 4? anos de idade. c) hematoma. #ste quadro clínico é compatível com o diagn"stico de • • • • • a) abfração.se a antibioticoterapia.TRT . reduzindo o consumo de bebidas !cidas.Analista Ju i!i"rio . sobre o qual deve ser aplicada pomada fibrinolítica.se prescrever complexo + vitamínico.Analista Ju i!i"rio .Q201750 ( Prova: FCC . b) necessita atuar sobre os h!bitos alimentares.

61
• a) focar em intervenç/es preventivas em relação 5 c!rie dent!ria, pois dentes com hipoplasia são mais suscetíveis 5 c!rie, por apresentarem !reas de retenção que desfavorecem o ac(mulo de biofilme. b) promover aç/es con untas com a !rea médica, uma vez que a presença de hipoplasias de esmalte, bem como a severidade da c!rie dent!ria, estão negativamente associadas com a prematuridade. c) enfatizar a necessidade do acompanhamento pré,natal, visto que a prematuridade mostra elevada correlação com a desnutrição aguda, que por sua vez predisp/e 5 c!rie dent!ria. d) atuar sobre fatores de risco biol"gicos e sociais, pois são in(meros os fatores etiol"gicos de ordem ambiental associados 5 hipoplasia, como a prematuridade, baixo peso ao nascer, desnutrição e doenças infecciosas. e) priorizar a abordagem sistêmica em pacientes com doença celíaca, diante da baixa prevalência de defeitos de esmalte quando comparados aos não portadores desta enfermidade.

136 - Q201752 ( Prova: FCC - 2011 - TRT - 20ª RE8-9# (%E) - Analista Ju i!i"rio - # ontologia $ # ontologia ) ) fluoretação das !guas de abastecimento p(blico foi reconhecida como uma das dez mais importantes conquistas da sa(de p(blica no século @@( considerando,se uma de suas vantagens> • • • • • a) demandar a intervenção profissional do agente de sa(de. b) prescindir do uso rotineiro de dentifrício. c) atingir a população de modo extenso e irregular. d) requerer da população ingerir com frequência esta !gua. e) substituir a aplicação t"pica no consult"rio odontol"gico.

137 - Q201753 ( Prova: FCC - 2011 - TRT - 20ª RE8-9# (%E) - Analista Ju i!i"rio - # ontologia $ # ontologia ) *o campo da educação em sa(de, visando garantir que o paciente siga as orientaç/es corretamente, é fundamental que o profissional • • • • • a) utilize modelos, figuras ou imagens transmitidos por multimídia. b) desconsidere conhecimentos anteriores do paciente. c) não apresente alternativas 5s instruç/es propostas. d) forneça instruç/es por escrito, independente da escolaridade do paciente. e) compartilhe a informação técnica de forma concreta.

173

62

138 - Q201754 ( Prova: FCC - 2011 - TRT - 20ª RE8-9# (%E) - Analista Ju i!i"rio - # ontologia $ # ontologia ) ac#e$%e co& 2 a$o' de #dade( 'e)o *e&#$#$o( 2 %ra5#da ao co$'u,%-r#o odo$%o,-.#co para co$'u,%a de ro%#$a4 A &0e re,a%a a,.u&a' d=+#da' 'obre o' cu#dado' co& a 'a=de buca, da cr#a$/a e 'o,#c#%a or#e$%a/:e'4 'om ob etivo de desenvolver uma boa relação com a criança, o profissional • • • • • a) provoca situaç/es em que a criança fica sensibilizada, pois tem contato com a boca. b) busca uma aproximação gradual e respeita a integridade da criança. c) orienta a paciente para que assuma a responsabilidade por sua pr"pria sa(de bucal. d) alivia o medo e a ansiedade infantil ao realizar o atendimento na ausência da mãe. e) desenvolve o modelo clínico terapêutico centrado na doença e na tecnologia.

139 - Q201755 ( Prova: FCC - 2011 - TRT - 20ª RE8-9# (%E) - Analista Ju i!i"rio - # ontologia $ # ontologia ) N importante que o profissional informe 5 mãe que ela é portadora de alto n(mero de Estre+to!o!os do grupo mutans na saliva, decorrente de h!bitos alimentares que se reproduzem e afetam sua filha, refletindo,se • • • • • a) em uma consistente correlação negativa do '08D da mãe com o ceod da criança. b) a interdependência entre a ingestão de sacarose e a ação pré,eruptiva do fl(or. c) na presença de les/es brancas de c!rie se a higiene bucal for deficiente. d) na presença de cavidades de c!rie, mesmo havendo exposição adequada ao fl(or. e) o oportunismo destes microrganismos, favorecidos pelas !reas retentivas nos dentes.

140 - Q201756 ( Prova: FCC - 2011 - TRT - 20ª RE8-9# (%E) - Analista Ju i!i"rio - # ontologia $ # ontologia ) ) criança aprende por meio da observação de um modelo, o que mostra a import3ncia de se estimular os pais a desenvolverem algumas condutas, #E'#=8> • • • a) evitar o consumo abusivo de !lcool. b) evitar o controle do h!bito de tabagismo na presença da filha. c) estabelecer h!bitos para o consumo inteligente do aç(car.

173

63
• • d) consumir frutas da estação, em substituição a doces industrializados. e) realizar uma rotina de autocuidado em sa(de bucal e geral.

:)+);<=8%> ?6? , ) ?61 , ) ?66 , ' ?6@ , + ?64 , D ?69 , D ?6A , # ?67 , + ?62 , ' ?@B , +

141 - Q201757 ( Prova: FCC - 2011 - TRT - 20ª RE8-9# (%E) - Analista Ju i!i"rio - # ontologia $ # ontologia ) ac#e$%e co& 2 a$o' de #dade( 'e)o *e&#$#$o( 2 %ra5#da ao co$'u,%-r#o odo$%o,-.#co para co$'u,%a de ro%#$a4 A &0e re,a%a a,.u&a' d=+#da' 'obre o' cu#dado' co& a 'a=de buca, da cr#a$/a e 'o,#c#%a or#e$%a/:e'4 O &o$#%ora&e$%o da erup/0o do' de$%e' dec<duo' 74 é irrelevante, pois nesta idade a dentição mista est! incompleta. 774 deve levar em consideração a variabilidade observada na época de erupção dos dentes em cada criança. 7774 é fundamental, pois o período entre o inicio da erupção e a oclusão funcional é o mais crítico para a iniciação da c!rie oclusal. 784 tem menor import3ncia que a observação da cronologia de erupção de dentes permanentes. E'%1 corre%o o que 'e a*#r&a A ENA9 e& • • • • • a) 7 e 774 b) 7 e 7774 c) 7 e 784 d) 77 e 7774 e) 77 e 784

142 - Q201758 ( Prova: FCC - 2011 - TRT - 20ª RE8-9# (%E) - Analista Ju i!i"rio - # ontologia $ # ontologia ) 0aciente com 46 anos de idade, sexo masculino, relata trabalhar em ind(stria de galvanização h! cerca de 1@ anos. 8 exame clínico mostra les/es eritematosas e desmineralização dos dentes anteriores. 8 paciente refere sentir ardor e secura na boca. 'onsiderando a possibilidade de exposição ocupacional, os agentes químicos associados a este quadro são • • • • a) arsênico e seus compostos. b) benzeno e tolueno. c) !cidos em vapores ou névoas. d) merc(rio e seus compostos.

173

64 • e) chumbo e f"sforo. h! interesse crescente em sua erradicação. os interesses dos empres!rios.2011 . a atuação do cirurgião.Analista Ju i!i"rio . a sua inalação causa alteraç/es bucais e sistêmicas.2011 .20ª RE8-9# (%E) .# ontologia $ # ontologia ) 173 . d) consiste em mensurar os problemas bucais que podem afetar diretamente os trabalhadores. se não obedecidos preceitos mínimos de segurança. que consideram o ambiente de trabalho odontol"gico inadequado.2011 . • • • • 145 .TRT .TRT . 143 . c) não mostra uma posição favor!vel 5s representaç/es sindicais.mico de produtividade. o que não tem como consequência diminuir a produtividade do empregado dentro de sua função.20ª RE8-9# (%E) . e) #mbora o índice de absenteísmo odontol"gico se a superior ao absenteísmo por raz/es médicas. tratando de promover.20ª RE8-9# (%E) .Analista Ju i!i"rio . ainda que em detrimento de alguns interesses dos trabalhadores.Q201760 ( Prova: FCC .esolução nD 11P1BB? do 'J8L. b) defende. d) *em sempre as normas protetoras da sa(de no ambiente de trabalho são efetivas.# ontologia $ # ontologia ) =endo como ob etivo compatibilizar a atividade laboral e a preservação da sa(de bucal do trabalhador T. é correto afirmar> • a) 8 campo da sa(de bucal do trabalhador tem como ob eto a relação entre sa(de bucal e trabalho. c) #ntre os trabalhadores expostos constantemente a névoas de v!rias subst3ncias.dentista • a) analisa concretamente a epidemiologia dos problemas relacionados 5 ergonomia e 5 causalidade das doenças. o que torna dispens!veis as medidas de proteção coletiva. pautado em princípios éticos e humanísticos. visto o atual contexto econ.Q201759 ( Prova: FCC . prioritariamente. e não simplesmente como peças de um mecanismo de produção. preservar e recuperar a sa(de bucal de pessoas inseridas nos diversos processos de trabalho. pre uízos consider!veis 5 sa(de geral. para obter uma mão de obra saud!vel e produtiva. e gera postos de trabalho.Analista Ju i!i"rio . • • • • 144 . que tem foco na produtividade e lucratividade de seu empreendimento. e) visa 5 melhora das condiç/es de sa(de do trabalhador. o que ustifica a ênfase priorit!ria em medidas de proteção individual para a proteção do trabalhador.# ontologia $ # ontologia ) %obre ambientes e processos de trabalho e sa(de bucal.TRT . b) Gualquer problema de origem bucal pode provocar desconforto físico e emocional.Q201725 ( Prova: FCC .

se ao caso abaixo.65 ) tabela a seguir mostra a situação de fluoretação das !guas nas regi/es do +rasil. 146 .a4 0ercentagem de Qunicípios e Distritos com adição de fl(or 5 !gua de abastecimento p(blico em 1BBB e cobertura do sistema de !guas nas regi/es do +rasil. nas superfícies 173 .#co'( de&o$'%ra • • • • • a) uma associação positiva com a proporção de municípios com !gua fluoretada por região.2011 .u/0o *a+or1+e.-. do <$d#ce de c1r#e de$%1r#a $o Ara'#.asea a e& lan!7es3 re2rigerantes e . c) um sentido inverso ao protagonizado pela cobertura do sistema de !guas. ou se a.u!al &ais a!ura a o!orre a+enas = noite3 ao retornar +ara !asa< # e5a&e !l)ni!o &ostra lesIes !avita as nos entes 163 1F3 263 >6 e ?63 .e& !o&o +er a e inser/ão e F && na região &esial os entes >6 e ?6 e na região istal o ente >1< =endo em vista a prevenção da c!rie dent!ria. d) menor efic!cia nas regi/es %ul e %udeste do +rasil.Analista Ju i!i"rio . e) maior eficiência nas regi/es *orte e *ordeste do +rasil. Pa!iente !o& 16 anos e i a e3 se5o 2e&inino3 relata ser estu ante e es+ortista< Jão re2ere oen/as sistA&i!as e sua ieta B .( e& 'uce''#+o' . Tabe. A e+o. tem.e& !o&o a realiCa/ão e 7igiene .# ontologia $ # ontologia ) )tenção> )s quest/es de n(meros 6? a 67 referem.2>ª RE8-9# (*T) .alas3 6ue ingere !o& 2re6uAn!ia su+erior a eC veCes ao ia< # uso e 2io ental3 .e+a$%a&e$%o' ep#de&#o.TRT .se como princípio que o efeito de medidas como a remoção do biofilme dental ter! maior efeito em !reas onde o risco 5 doença é maior.Q180997 ( Prova: FCC . b) um resultado independente da cobertura da fluoretação das !guas nas regi/es do +rasil.

# ontologia $ # ontologia ) Mma estratégia de motivação da paciente consiste em encora !.2>ª RE8-9# (*T) . e) < e <<<.Analista Ju i!i"rio .2011 .TRT . <C. <<. #st! correto o que se afirma )0#*)% em • • • • • a) < e <<.la a participar da recuperação e manutenção da sua sa(de bucal. <<<.Analista Ju i!i"rio .molares. incluindo a verificação de biofilme e a presença de les/es nos dentes. c) proximais de caninos. 147 . d) palatinas de pré. • a) o aprendizado da escovação dental e o uso apropriado do fio dental são uma consequência natural deste procedimento.Q180999 ( Prova: FCC .TRT . obter níveis de limpeza capazes de prevenir o início e o desenvolvimento de doenças bucais.molares. b) a compreensão da natureza das doenças bucais a capacita a ser uma futura profissional de odontologia. e) proximais de molares e pré.a para desempenhar a parte das tarefas que lhe cabe na promoção de sa(de. educando.2>ª RE8-9# (*T) . b) < e <C. ainda que isto desfavoreça a abordagem de doenças cr.se <. b) linguais de incisivos. • 173 .66 • • • • • a) vestibulares dos dentes posteriores. visando 5 prevenção de c!rie.2011 . eliminar completamente o biofilme.# ontologia $ # ontologia $ Cariologia' ) #ntre os ob etivos do estímulo ao controle do biofilme dental.Q180998 ( Prova: FCC .nicas dependentes do estilo de vida. d) << e <<<. tornar a paciente respons!vel por sua sa(de. 148 . encora ar o autocuidado. destacam. c) << e <C. Dessa forma.

67 • c) o entendimento do processo sa(de. a correlação entre sistemas histol"gicos e clínicos mostra correspondência entre> • a) • b) • c) • d) 173 .doença bucal promove uma mudança de comportamento na direção de uma alimentação saud!vel.TRT . e) a criação de h!bitos saud!veis relativos 5 alimentação.la a definir suas prioridades no controle do biofilme.2>ª RE8-9# (*T) . higiene corporal e bucal e atividades físicas é uma decorrência desta estratégia.Analista Ju i!i"rio .# ontologia $ # ontologia $ Cariologia' ) *o diagn"stico de c!rie dent!ria.2011 . d) a conscientização sobre as !reas de maior ac(mulo de placa e maior risco 5s doenças pode a ud!.Q181000 ( Prova: FCC . • • 149 .

2011 .indicado. em decorrência de suas limitaç/es relativas a aspectos estéticos.2011 .TRT .Analista Ju i!i"rio . b) indicado. + ?@7 .# ontologia $ # ontologia ) 8 uso de ion. e) desnecess!rio. 173 . d) contra.Q181002 ( Prova: FCC .TRT .2>ª RE8-9# (*T) .e& !o&o a realiCa/ão e 7igiene . ' ?@6 . Pa!iente !o& 16 anos e i a e3 se5o 2e&inino3 relata ser estu ante e es+ortista< Jão re2ere oen/as sistA&i!as e sua ieta B . ) ?4B .68 • e) 150 .# ontologia $ # ontologia $ Perio ontia' ) )tenção> )s quest/es de n(meros 6? a 67 referem.mero de vidro como material restaurador é • • • • • a) apropriado. # ?@4 . c) dependente do n(mero de les/es de mancha branca ativas.asea a e& lan!7es3 re2rigerantes e . ) ?@9 .e& !o&o +er a e inser/ão e F && na região &esial os entes >6 e ?6 e na região istal o ente >1< ) condição periodontal descrita é compatível com o diagn"stico de periodontite • a) uvenil localizada.alas3 6ue ingere !o& 2re6uAn!ia su+erior a eC veCes ao ia< # uso e 2io ental3 .u!al &ais a!ura a o!orre a+enas = noite3 ao retornar +ara !asa< # e5a&e !l)ni!o &ostra lesIes !avita as nos entes 163 1F3 263 >6 e ?63 . + 151 .Analista Ju i!i"rio . porém restrito devido ao alto custo do tratamento.se ao caso abaixo. ) ?@@ . devido 5 idade da paciente.2>ª RE8-9# (*T) . :)+).<=8%> ?@? .Q181001 ( Prova: FCC . # ?@A . D ?@2 . em função do risco 5 c!rie apresentado pela paciente. D ?@1 .

uma vez que não detecta a perda "ssea alveolar marginal. e) necrosante. c) de acometimento precoce generalizada.# ontologia $ # ontologia $ Perio ontia' ) ) terapêutica periodontal consiste em • • • • • a) raspagem a alisamento radicular aliada ao uso de anti. isoladamente.69 • • • • b) pré. 152 . e) orientação para uma alimentação saud!vel aliada ao controle do biofilme. b) raspagem supra.TRT . e) é suficiente. 153 .esmalte.Q181005 ( Prova: FCC . c) higiene bucal supervisionada aliada a bochechos com clorexidina. d) com perda de inserção eventual.Analista Ju i!i"rio .# ontologia $ # ontologia $ Ra iologia' ) 8 uso de radiografia .Q181003 ( Prova: FCC .2011 .se ao caso abaixo.2>ª RE8-9# (*T) . b) é ineficaz.Analista Ju i!i"rio .2>ª RE8-9# (*T) .# ontologia $ # ontologia ) )tenção> )s quest/es de n(meros 62 e @B referem.TRT .Q181004 ( Prova: FCC . Pa!iente !o& 6? anos e i a e3 se5o &as!ulino3 a+resenta es!olora/ão uni2or&e no ente 213 6ue se &ostra es!ure!i o< A +er!ussão o ente3 a +ressão &o era a3 a +al+a/ão alveolar e os testes e vitali a e +ul+ar não +ro uCe& 173 .2011 . 154 .inflamat"rios. pois mostra a dist3ncia entre a crista alveolar e a unção cemento.gengival aliada ao controle químico do biofilme.2>ª RE8-9# (*T) .puberal localizada.2011 . c) tem menor sensibilidade que a medida da perda de inserção pela sondagem. d) prescrição de antibi"ticos por via sistêmica aliada ao debridamento mec3nico. para a conclusão diagn"stica. d) apresenta maior especificidade em adolescentes e adultos ovens.Analista Ju i!i"rio .ite-Ding para confirmação do diagn"stico • • • • • a) é desnecess!ria.TRT .

# ontologia $ # ontologia $ Patologia oral' ) Diante de uma eventual deterioração da condição de sa(de geral do paciente. c) intoxicação por bismuto. d) cisto periodontal lateral. c) granuloma periapical.2011 . d) periodontite ulcerativa necrosante.Analista Ju i!i"rio .serva as ta&.70 res+osta< # e5a&e ra iogr"2i!o &ostra ra iolu!i eC a!entua a na região +eria+i!al este ente< ) condição descrita é compatível com o diagn"stico de • • • • • a) cisto residual.B& +e6uenas lesIes isola as a 1a!entes3 se+ara as a lesão +ri&"ria< ) condição descrita é compatível com o diagn"stico de • • • a) nevo. Pa!iente !o& >: anos e i a e3 se5o &as!ulino3 a+resenta3 na região anterior o +alato uro3 u&a lesão e tonalia e !astan7a3 i2usa3 !o& .2011 .Analista Ju i!i"rio . c) fístula patol"gica.se ao caso abaixo.# ontologia $ # ontologia ) )tenção> )s quest/es de n(meros @? e @1 referem.TRT .Q181007 ( Prova: FCC . o profissional deve ficar atento 5 possibilidade de ocorrência de • • • • • a) abscesso fênix. e) cisto folicular. b) defeito de %tafne.or as +eri2Bri!as &al elinea as< %ão o.Q181006 ( Prova: FCC . 155 . b) melanoma.2>ª RE8-9# (*T) . b) ostoemielite.2>ª RE8-9# (*T) . e) gengivite descamativa. 173 .TRT . com redução da resistência 5 infecção. 156 .

c) orientaç/es para higiene oral. como • • • • • a) manter o avental de chumbo acima do pescoço.Q181008 ( Prova: FCC .71 • • d) intoxicação por chumbo. c) não pressionar a língua contra o palato. 158 .2>ª RE8-9# (*T) .# ontologia $ # ontologia ) ) conduta a ser adotada diante diante do diagn"stico consiste em • • • • • a) encaminhamento para avaliação neurol"gica.se como medicação pré. e) encaminhamento imediato a um centro especializado em oncologia.operat"ria com ob etivo de prevenir a dor e o edema> • a) betametasona 1 mgX 1 comprimidosX duas horas antes do procedimento. b) reter a respiração durante a tomada radiogr!fica. Pa!iente !o& 21 anos e i a e3 se5o 2e&inino3 a+resenta in i!a/ão e e5tra/ão o ente 1H3 6ue se en!ontra reti o< Cisando evitar falhas na preparação e posicionamento da paciente para a realização da radiografia panor3mica.Analista Ju i!i"rio .Analista Ju i!i"rio .# ontologia $ # ontologia $ Cirurgia' ) <ndica. evitando infecç/es f(ngicas na região. é importante dar algumas instruç/es. e) ocluir os incisivos topo a topo na placa de mordida.TRT .2011 . d) manter a coluna vertebral vertida para a frente.# ontologia $ # ontologia $ Ra iologia' ) )tenção> )s quest/es de n(meros @6 a @9 referem.Analista Ju i!i"rio . 159 .Q181010 ( Prova: FCC .2>ª RE8-9# (*T) .se ao caso abaixo. d) reavaliação peri"dica.Q181009 ( Prova: FCC . 173 .2>ª RE8-9# (*T) . b) proservação e acompanhamento. por não ser necess!rio tratamento imediato.2011 .TRT . 157 .2011 . e) melanose.TRT .

alveolectomia. sutura e limpeza da cavidade. d) alcançar o m(sculo pterig"ideo medial. extração.2011 . alveolectomia intra. c) diclofenaco 4B mgX ? comprimidoX 6B minutos antes da intervenção. + ?4A .ntica é> • a) sindesmotomia. ) ?41 .Analista Ju i!i"rio .# ontologia $ # ontologia ) 'omplementada pela anestesia na região palatina. + 161 .<=8%> ?4? .2>ª RE8-9# (*T) . ) ?49 . provocando hematoma. :)+). ' ?46 . • 173 . acarretando hemorragia externa. incisão.Analista Ju i!i"rio . d) dexametasona @ mgX ? comprimidoX 6B minutos antes da intervenção.se ao caso abaixo.2>ª RE8-9# (*T) .TRT . 160 . acarretando parestesia. # ?42 . ' ?44 .72 • • • • b) diazepam 1 mgX ? comprimidoX uma hora antes da intervenção. incisão. D ?4@ . sutura e limpeza da cavidade. extração. c) alcançar o m(sculo pterig"ideo lateral. e) atingir o plexo arterial pterig"ideo. ' ?9B . b) alcançar o m(sculo pterig"ideo lateral. provocando dor e trismo. como • • • • • a) atingir o plexo venoso pterig"ideo. b) sindesmotomia. provocando edema. descolamento do retalho. # ?47 .2011 . e) ibuprofeno 9B mgX ? comprimidoX uma hora antes do procedimento.TRT . Pa!iente !o& 21 anos e i a e3 se5o 2e&inino3 a+resenta in i!a/ão e e5tra/ão o ente 1H3 6ue se en!ontra reti o< ) sequência preconizada para a realização da técnica exod. a anestesia por bloqueio regional dos nervos alveolares superiores posteriores pode apresentar algumas dificuldades de execução da técnica.Q181011 ( Prova: FCC .Q181012 ( Prova: FCC .# ontologia $ # ontologia $ Cirurgia' ) )tenção> )s quest/es de n(meros @6 a @9 referem.alveolar.

Analista Ju i!i"rio . onde ocorre intenso edema. d) incisão. e) incisão. alveolectomia externa.Analista Ju i!i"rio .2>ª RE8-9# (*T) . sutura e limpeza da cavidade. ) localização exclusivamente proximal desta lesão dificulta a avaliação da extensão da cavitação. alveolectomia. descolamento do retalho. o exame das feridas extra e intra. limpeza da cavidade e sutura. d) abrasão. d) imediato dos dentes ?? e ?1 com tiras de borracha @7 horas antes da sessão restauradoraX uso de brocas cone invertido para o preparo cavit!rio conservador.serva-se 2ratura rai!ular e ter/o &B io se& eslo!a&ento< *o atendimento de urgência.KL 162 . c) mediato dos dentes ?? e ?1 com tiras de borracha 1@ horas antes da sessão restauradoraX uso de brocas cone invertido para o preparo cavit!rio conservador.# ontologia $ # ontologia $ (ent)sti!a Restaura ora' ) 0aciente com ?9 anos de idade. na qual inexiste a ruptura de pele ou mucosa. b) tatuagem. onde partículas de su eira podem ser incorporadas 5 cicatrização. e) mediato dos dentes ?? e 1? com tiras de borracha 1@ horas antes da sessão restauradoraX uso de brocas esféricas ?P@ e ?P1 para o preparo cavit!rio conservador. Pa!iente !o& : anos e i a e3 se5o &as!ulino3 B traCi o ao !onsult.orais visa identificar a presença de • • • • a) laceração. apresenta uma pequena lesão de c!rie na superfície mesial do dente ??.s u&a 6ue a e .2011 . que est! associada a quadros hemorr!gicos intensos. descolamento do retalho. sindesmotomia. limpeza da cavidade e sutura. extração. extração. extração. c) contusão.se ao caso abaixo.gi!o !er!a e ?0 &inutos a+.2011 . ostectomia interna. • ATENÇÃO> #sta questão foi anulada pela banca que organizou o concurso.2>ª RE8-9# (*T) .TRT .# ontologia $ # ontologia $ Trau&atologia' ) )tenção> )s quest/es de n(meros @7 a 4? referem.73 • • c) incisão.i!i!leta< # ente 21 a+resenta 2ratura !oron"ria3 !o& +e6uena e5+osi/ão +ul+ar< Jo ente 113 o.Q181013 ( Prova: FCC .TRT .Q181014 ( Prova: FCC . b) imediato dos dentes ?? e 1? com tiras de borracha @7 horas antes da sessão restauradoraX uso de brocas esféricas ?P@ e ?P1 para o preparo cavit!rio conservador. 173 . • • • • 163 . descolamento do retalho. ) conduta preconizada consiste em afastamento • a) imediato dos dentes ?? e 1? com tiras de borracha 1@ horas antes da sessão restauradoraX uso de brocas esféricas ?P@ e ?P1 para o preparo cavit!rio conservador. sexo feminino.rio o ontol.

mero de vidro.# ontologia $ # ontologia ) ) radiografia periapical da região anterossuperior <. 165 . d) < e <<<. <<.Analista Ju i!i"rio .TRT . #st! correto o que se afirma )0#*)% em • • • • • a) < e <<.2>ª RE8-9# (*T) . c) pulpotomia. não detecta a existência de fraturas m(ltiplas.# ontologia $ # ontologia ) ) terapêutica para o dente 1? consiste em • • • • • a) restauração com ion. realizada em momentos posteriores ao traumatismo. devido ao deslocamento incisal do fragmento coron!rio em função de hemorragia ou edema. c) << e <<<.# ontologia $ # ontologia ) *a terapêutica imediata do dente ?? • a) o reposicionamento do fragmento coron!rio por pressão digital é seguido de imobilização.2011 . <<<. onde se observa a inclusão de corpos estranhos na intimidade dos tecidos. d) capeamento direto com hidr"xido de c!lcio pr".TRT . permite o diagn"stico diferencial de fraturas radiculares com as luxaç/es extrusivas. 164 .Q181017 ( Prova: FCC . <C.TRT .Analista Ju i!i"rio . b) curetagem pulpar. 173 . b) << e <C.2>ª RE8-9# (*T) . e) < e <C.2011 . 166 . an!lise.2011 . auxilia a diferenciar a presença de fraturas oblíquas na raiz de luxaç/es intrusivas.Analista Ju i!i"rio . e) pulpectomia.74 • e) hematoma. pode revelar a !rea de fratura radicular.Q181016 ( Prova: FCC .2>ª RE8-9# (*T) .Q181015 ( Prova: FCC .

# ontologia $ # ontologia $ .2>ª RE8-9# (*T) . e) est! indicada a pulpectomia. d) manusear instrumentos com temperatura elevada utilizando luvas.TRT .2011 . d) quimioprofilaxia para o profissional de sa(de quando o paciente. c) a oclusão não necessita ser a ustada para correção de contatos prematuros.TRT .iosseguran/a' ) *a pr!tica odontol"gica.75 • • • • b) o progn"stico é desfavor!vel na presença de redução da fratura. c) acompanhamento sorol"gico do profissional de sa(de se o paciente. o profissional deve adotar alguns procedimentos com vistas a minimizar os riscos físicos.Analista Ju i!i"rio .Q181018 ( Prova: FCC .# ontologia $ # ontologia ) 173 .fonte apresentar resultado positivo para $<C. evitando contaminaç/es externas.2011 .fonte apresentar resultado positivo para hepatite + e o profissional estiver desatualizado quanto 5 sua imunização.Q181020 ( Prova: FCC .TRT . ATENÇÃO> #sta questão foi anulada pela banca que organizou o concurso.KL 167 . e) utilizar "culos de proteção para o manuseio de equipamentos a laser. D%= e sorologias anteriores do paciente. b) anamnese detalhada e recente sobre a hist"ria de hemotransfusão.2>ª RE8-9# (*T) . • • • • 169 . d) é previsto um tempo mínimo de imobilização de 6 semanas.2011 .fonte.fonte tiver situação desconhecida para $<C.Q181019 ( Prova: FCC .Analista Ju i!i"rio . b) incluir exercícios em sua rotina.# ontologia $ # ontologia $ .fonte tiver situação negativa para $<C e hepatite.Analista Ju i!i"rio .2>ª RE8-9# (*T) . c) isolar o compressor de ar com protetores auriculares.iosseguran/a' ) ) exposição a material biol"gico decorrente de acidente com material perfurocortante na clínica odontol"gica *Y8 requer • a) acompanhamento sorol"gico do profissional de sa(de se o paciente. como • • • • • a) manter o ambiente hermeticamente fechado. e) vacinação do profissional de sa(de quando o paciente. 168 .

quando a paciente apresenta n!useas frequentes. c) tem no segundo trimestre de gestação a melhor época.2011 . Pa!iente !o& 1: anos e i a e re2ere estar no ter!eiro &As e gesta/ão< # e5a&e !l)ni!o &ostra ne!essi a e e trata&ento restaura or nos entes 1>3 123 113 21 e 22< ) terapêutica odontol"gica • a) não apresenta restriç/es e pode ser realizada nas primeiras ?1 semanas de gestação.natal. # ?97 . ' ?99 . D ?91 .se ao caso abaixo. ) ?9A . c) exerce efeito cariost!tico a partir do terceiro trimestre de gestação.# ontologia $ # ontologia ) 173 . b) deve aguardar o momento p"s.Q181022 ( Prova: FCC .TRT . :)+). • • • • 170 . pois a organogênese est! completa.Analista Ju i!i"rio . devido 5 frequência urin!ria aumentada e inchaço nas pernas. D ?94 . d) durante a gestação não apresenta evidências de efic!cia na sa(de bucal do bebê.# ontologia $ # ontologia $ Fluortera+ia' ) 8 uso de fl(or • • • • • a) não deve ser indicado ao bebê ap"s os 9 meses de idade. embora possa haver en . e) deve ser prescrito em forma de suplementos durante a gestação.2>ª RE8-9# (*T) .76 )tenção> )s quest/es de n(meros 4@ e 44 referem. devido 5 compressão causada pelo feto.Analista Ju i!i"rio . ) ?92 . e) apresenta restriç/es ao tratamento prolongado durante o segundo trimestre de gestação. b) no período pré.2011 . ) ?9@ .TRT .<=8%> ?9? . D 171 .parto. ' ?AB .natal tem maior efic!cia que no período p"s. d) necessita ser realizada na posição supina.Q181021 ( Prova: FCC .2>ª RE8-9# (*T) . # ?96 .os noturnos.

c) apresentam a rizogênese e a formação do ligamento periodontal na fase pré. e) luxação da mandíbula.# ontologia $ # ontologia ) 8 exame radiogr!fico deve ser realizado. provocam a riz"lise dos dentes decíduos.2>ª RE8-9# (*T) .se ao caso abaixo. b) podem ter a atividade dos ameloblastos afetada.2011 .ndilo.Analista Ju i!i"rio . d) fibrose tecidual. e) intrusão dos dentes 4? e 9? pode afetar o saco pericoron!rio dos dentes permanentes. v.77 )tenção> )s quest/es de n(meros 49 a 42 referem. e) apresentam crescimento excêntrico na fase eruptiva.2>ª RE8-9# (*T) .TRT . mediante relato de inconsciência.molares. d) não correm riscos resultantes do traumatismo ocorrido em seus antecessores. diante de queixa de dor de cabeça e dificuldades visuais.ri!o re&ete a lu5a/ão esses entes e o e5a&e !l)ni!o in i!a seu eslo!a&ento +or +alatino< ) realização de uma cuidadosa anamnese visa detectar se o acidente provocou • • • • • a) fratura no c. 172 . d) extrusão dos dentes 4? e 9? por palatino pode afetar os germes de dentes sucessores. resultando em hipoplasia de esmalte. b) dano cerebral. 173 .Q181024 ( Prova: FCC . tendo em vista que a • • • • • a) intrusão dos dentes 4? e 9? requer o desgaste dos dentes antagonistas. b) subluxação dos dentes 4? e 9? resulta em anquilose. decorrente da contaminação do local do acidente. c) fratura radicular de molares e pré. resultante de impacto no mento.# ontologia $ # ontologia ) 8s germes dos dentes ?? e 1? • • • • • a) durante o processo de erupção.Q181023 ( Prova: FCC .mitos ou tonturas. Pa!iente !o& F anos e i a e3 se5o &as!ulino3 a+resenta os entes F1 e 61 !o& !olora/ão es!ure!i a< (urante a ana&nese3 sua &ãe relata u&a 6ue a o!orri a !er!a e ois &eses antes< # 7ist.eruptiva.TRT . c) concussão dos dentes 4? e 9? requer a realização de pulpotomia. 173 . diante de queixa de mobilidade dos dentes.2011 .Analista Ju i!i"rio .

c) sinovite.2011 .# ontologia $ # ontologia ) ) conduta clínica consiste em • • • • • a) acompanhamento radiogr!fico.2>ª RE8-9# (*T) .2>ª RE8-9# (*T) . alta complexidade.se de limitação na abertura mandibular. foi indicado o uso de placa estabilizadora durante o sono ap"s o que a paciente relatou alívio.2011 .TRT .# ontologia $ # ontologia ) 0aciente com 69 anos de idade. Diante da suspeita de hiperatividade muscular. que tem como características • a) efic!cia. c) car!ter monopolista. inadequação no preparo de recursos humanos.TRT . ) condição descrita é compatível com o diagn"stico de • • • • • a) capsulite. sexo feminino. enfoque educativo. ) crepitação pode ser sentida e a palpação lateral do c. enfoque preventivo e car!ter mercantilista. alta cobertura. ) sobrecarga mec3nica das estruturas articulares parece ser o fator causal. e) artrite traum!tica. • • 173 .Kigiene (ental $ # ontologia ) ) fundamentação da sa(de bucal coletiva a diferencia da denominada odontologia de mercado. d) pulpotomia nos dentes 4? e 9?. b) baixa cobertura. 176 . 175 . queixa.Q181026 ( Prova: FCC . baixa complexidade e enfoque preventivo.78 174 . eficiência. d) osteoartrite.ndilo aumenta a dor.2>ª RE8-9# (*T) .Q181025 ( Prova: FCC .Q181207 ( Prova: FCC . e) desgaste dos dentes A? e 7?.Analista Ju i!i"rio . efetividade e car!ter mercantilista. baixa complexidade. c) extração dos dentes 4? e 9?.TB!ni!o Ju i!i"rio . b) retrodiscite. devido a dor articular.TRT . b) esplintagem dos dentes 4? e 9?.2011 .Analista Ju i!i"rio .

e) inefic!cia. enfoque curativo e car!ter mercantilista.Kigiene (ental $ # ontologia ) )lguns dilemas éticos surgem no trabalho em sa(de.se no princípio da coerção supervisionada.TRT .2011 .Q181208 ( Prova: FCC .2>ª RE8-9# (*T) . a • • a) falta de conhecimento tecnol"gico em seu atendimento. ) interferência na vida do usu!rio • • • • • a) tem fundamentação na necessidade de mudanças no seu estilo de vida. ineficiência. b) é ustificada. que atuam uma sobre a outra.se. 178 . no contexto brasileiro.TB!ni!o Ju i!i"rio . de modo geral. c) baseia. b) não h! lugar para expectativas.TB!ni!o Ju i!i"rio . pois visa assegurar sua adesão ao tratamento restaurador.se na orientação 5 mudança de estilos de vida não saud!veis.TB!ni!o Ju i!i"rio .TRT .TRT . alta cobertura. sem oportunidade para a acolhida de simples intenç/es. • 177 . no qual • • • • • a) ocorre um encontro entre duas pessoas. d) a responsabilização em torno do problema de sa(de é limitada e pontual.2>ª RE8-9# (*T) . ineficiência. 173 .79 • d) m! distribuição.2011 . car!ter monopolista e adequação no preparo de recursos humanos.2>ª RE8-9# (*T) . particularmente as preocupaç/es cotidianas derivadas da proximidade entre os trabalhadores da sa(de e os indivíduos e suas famílias.Kigiene (ental $ # ontologia ) )s queixas do usu!rio no atendimento 5 sua sa(de referem. e) os momentos de confiabilidade não são eficazes para produzir vínculo e aceitação.Q181209 ( Prova: FCC . c) h! momentos de falas e escutas. pois invade a sua privacidade. b) falta de responsabilização dos serviços em torno de seu problema. baixa cobertura. pois a produção do cuidado prioriza a efic!cia.Kigiene (ental $ # ontologia ) ) tecnologia leve consiste na abordagem assistencial de um trabalhador de sa(de através de um trabalho vivo. d) baseia.Q181210 ( Prova: FCC . 179 . e) não tem ustificativa. alta complexidade.2011 .

) ?A2 . ' ?A7 .se em um paciente diagnosticado organicamente e operado. d) alta densidade tecnol"gica utilizada no tratamento odontol"gico.2>ª RE8-9# (*T) .Kigiene (ental $ # ontologia ) ) produção de atos de sa(de centrada em procedimentos • • • • • a) satisfaz as necessidades e direitos de promoção de sa(de do usu!rio.2>ª RE8-9# (*T) . e) falta de material restaurador na clínica odontol"gica.2011 . # ?A6 .2>ª RE8-9# (*T) .Q181211 ( Prova: FCC .Q181212 ( Prova: FCC . 180 .se • • • • • a) ao modo como o serviço faz o segundo contato com a sua clientela.80 • • • c) precarização das relaç/es de trabalho envolvendo a equipe de sa(de bucal.TB!ni!o Ju i!i"rio . + ?A1 . + ?A@ . c) produz ganhos nos graus de autonomia no modo de viver do usu!rio.TRT .2011 . b) a um processo m(tuo de reconhecimento que prioriza usu!rios antigos.Kigiene (ental $ # ontologia ) 173 .TB!ni!o Ju i!i"rio . d) esgota.TRT . D 181 . b) equivale 5quela centrada no usu!rio de serviços de sa(de. d) 5 recepção e agendamento de consultas no balcão.Kigiene (ental $ # ontologia ) 8 acolhimento realizado nos serviços de sa(de refere. # ?AA . D ?A9 .Q181213 ( Prova: FCC .2011 . 182 .<=8%> ?A? . c) a uma forma particular de estabelecer barreiras ao acesso dos usu!rios. ' ?A4 .TRT . :)+). + ?7B .TB!ni!o Ju i!i"rio . e) resulta em melhoria da qualidade de vida do paciente. e) a uma tecnologia leve que ocorre em v!rios lugares e momentos do atendimento.

Kigiene (ental $ # ontologia ) ) localização de espaço primata ocorre entre os dentes • a) 16 e 1@.Kigiene (ental $ # ontologia ) 8 diagrama de dentes naturais presentes em um indivíduo portador de pr"tese total superior e pr"tese removível inferior de extremos livres est! representado em> • a) • b) • c) • d) • e) 184 . c) constitui uma ferramenta analisadora dos processos institucionais e pode permitir a reconstrução de novos modos de gerir e operar o trabalho em sa(de.2>ª RE8-9# (*T) . 173 . o rompimento da l"gica funcional predominante.Q181215 ( Prova: FCC . que não podem parar o atendimento aos pacientes para tentativas de reconstrução da agenda. 'ontudo. e) identifica o sentido das aç/es dos trabalhadores de sa(de.Q181214 ( Prova: FCC . porém não permite a superação dos problemas existentes.TB!ni!o Ju i!i"rio . que ocorre dentro de processos silenciosos.TRT . é percebido como uma disfunção. b) representa uma estratégia pouco aplic!vel nos serviços de sa(de. a possibilidade de escutar os ruídos do cotidiano institucional • a) mostra ser um modo pouco eficaz de perceber a presença de processos não contemplados pelo modelo de organização e gestão. abrindo interrogaç/es sobre o modo como se opera o trabalho.2011 .2>ª RE8-9# (*T) .TB!ni!o Ju i!i"rio . d) é ineficaz na identificação de possíveis caminhos nos processos dos agentes envolvidos.TRT . • • • • 183 .81 *a gestão de um serviço de sa(de.2011 .

2011 .oclusal.molares. #stes dentes são • • • • • a) molares decíduos.2>ª RE8-9# (*T) .2011 .se na fase de dentadura mista.2>ª RE8-9# (*T) . b) deve considerar a hist"ria do paciente e o risco 5 c!rie dent!ria.Q181217 ( Prova: FCC . apresenta os dentes posteriores com algumas características. 187 . b) molares permanentes.TB!ni!o Ju i!i"rio .82 • • • • b) A? e 7?.se da dentição decídua. c) é desnecess!ria. d) é necess!ria.TRT . pois 173 . d) caninos permanentes.TB!ni!o Ju i!i"rio . pois trata.distal em comparação com a dimensão cérvico. d) 91 e 96. a sua aplicação deve seguir os cuidados necess!rios. com protuber3ncias cervicais pronunciadas nas faces vestibulares e constrição cervical mais acentuada.2>ª RE8-9# (*T) . e) ?? e 1?. visto tratar.Kigiene (ental $ # ontologia ) 0aciente com cerca de ?B anos de idade. c) pré.TRT . c) 4? e 41.Q181216 ( Prova: FCC .TB!ni!o Ju i!i"rio . 186 .Kigiene (ental $ # ontologia ) ) indicação de selante oclusal • • • • • a) necessita levar em consideração sua idade cronol"gica.TRT .Q181218 ( Prova: FCC .Kigiene (ental $ # ontologia ) )o fazer a opção pelo uso de selante oclusal. e) incisivos decíduos. pois o paciente encontra. 185 . sexo masculino. como coroas mais amplas no sentido mésio. e) não deve ser feita.se de dentição permanente.2011 .

TB!ni!o Ju i!i"rio . 7774 manipular o material perfurocortante com cuidado.83 • • • • • a) o condicionamento !cido desmineraliza as faces proximais dos dentes. devido ao risco de fluorose dent!ria. de+e ado%ar a.dentin!ria. visto tratar.2011 .TB!ni!o Ju i!i"rio .. b) não é necess!rio.Kigiene (ental $ # ontologia ) No co%#d#a$o do %raba. pois trata. pois o paciente encontra.2>ª RE8-9# (*T) . pois • • • • • a) a superfície condicionada de esmalte reduz a adesão do selante ao longo do tempo.u&a' &ed#da'( co&o 74 manter as caixas de descarte em locais de difícil alcance.-. e) é indicado na forma de dentifrício com teores de fl(or entre ?.se na fase de dentadura mista.4BB ppm.?BB a ?.Q181219 ( Prova: FCC . 189 . 190 . c) não é necess!rio. e) a superfície condicionada de dentina aumenta a adesão do selante ao longo do tempo.TRT .2011 .Kigiene (ental $ # ontologia ) 8 uso t"pico de fl(or • • • • • a) é contraindicado na forma de dentifrício. e) o tipo de isolamento propicia melhor adesão do material 5 dentina. 188 .se de dentição permanente.TB!ni!o Ju i!i"rio . d) os esforços mastigat"rios podem deslocar o selante. b) a contaminação com umidade aumenta a retenção do selante.Kigiene (ental $ # ontologia ) ) opção pelo uso de selante oclusal requer acompanhamento do paciente.#co( a equ#pe de 'a=de buca.Q181221 ( Prova: FCC . d) as falhas na limpeza do dente inibem a penetração do agente condicionador. c) a irrigação da superfície condicionada com soro fisiol"gico não deve ser abundante.2011 . c) as margens do selante podem apresentar alteração na unção amelo.TRT .Q181220 ( Prova: FCC . 173 .TRT . quebrar ou retirar as agulhas das seringas. 774 não entortar. b) a carga oclusal pode ocasionar fratura do selante.se da dentição decídua.2>ª RE8-9# (*T) .?o odo$%o.2>ª RE8-9# (*T) . d) é indicado.

c) hepatite +. # ?2B .Kigiene (ental $ # ontologia ) #ntre as causas de gengivite est! • • • • • a) o início do climatério.Kigiene (ental $ # ontologia ) *a clínica odontol"gica.nicas.2011 .2>ª RE8-9# (*T) . 173 .TRT . ) ?7@ .2011 .84 784 lavar as mãos ap"s contato com E'%1 corre%o o que 'e a*#r&a A ENA9 e& • • • • • a) 7 e 784 b) 7 e 774 c) 77 e 7774 d) 7 e 7774 e) 77 e 784 pacientes portadores de doenças cr.TB!ni!o Ju i!i"rio . ' ?76 . e) herpes simples. + ?72 . :)+).Q181223 ( Prova: FCC . devem ser tomadas precauç/es para evitar a transmissão de doenças por via aérea. como a • • • • • a) hepatite '. # ?71 . b) tuberculose. + ?7A . d) aids. 192 .Q181222 ( Prova: FCC .<=8%> ?7? .TB!ni!o Ju i!i"rio . D ?77 . d) a falta de higiene e ac(mulo de biofilme dental. ' 191 . c) o período inicial da gestação. e) o mau posicionamento dos dentes nos arcos.2>ª RE8-9# (*T) .TRT . ) ?79 . b) o estresse emocional. D ?74 .

d) moldeira individual e pasta zincoeugen"lica.TRT . d) esférica lisa.2011 . ) opção pelo material restaurador recaiu sobre a resina composta.2011 .TB!ni!o Ju i!i"rio . b) resina composta.2>ª RE8-9# (*T) .85 193 . b) cone invertido.Q181224 ( Prova: FCC . c) moldeira de estoque e pasta zincoeugen"lica. 194 . sexo feminino. c) material met!lico. 173 .TB!ni!o Ju i!i"rio .TRT .Kigiene (ental $ # ontologia ) 0aciente com ?2 anos de idade.Kigiene (ental $ # ontologia ) 0aciente com 91 anos de idade. utiliza.se • • • • • a) moldeira de estoque e alginato.mica. necessita restauração de cavidade 'lasse 8 no incisivo central superior esquerdo. d) resina acrílica de autopolimerizacão. 195 . tem indicação para a confecção de pr"tese total superior. *a moldagem anat. sexo masculino.Kigiene (ental $ # ontologia ) ) moldagem funcional utiliza uma moldeira confeccionada com • • • • • a) material pl!stico.2011 .2>ª RE8-9# (*T) . e) moldeira de estoque e silicones leves.c.Q181225 ( Prova: FCC .nica.TRT . b) moldeira individual e alginato.Q181226 ( Prova: FCC .2>ª RE8-9# (*T) . e) material cer3mico. e) ponta diamantada em forma de chama. c) tipo roda.TB!ni!o Ju i!i"rio . ) broca a ser utilizada na confecção de bisel é a • • • • • a) tronco.

TB!ni!o Ju i!i"rio .2011 .2011 . d) tesoura. sexo feminino.Q181229 ( Prova: FCC . ATENÇÃO> #sta questão foi anulada pela banca que organizou o concurso. b) apinhamento dental anterior.KL 197 .Kigiene (ental $ # ontologia ) 0aciente com @ anos de idade.Q181228 ( Prova: FCC .2>ª RE8-9# (*T) .natal. d) o excesso de atenção maternal nos primeiros meses de vida. e) mordida aberta anterior. %ua mãe relata o h!bito de sucção de chupeta.escolar.2011 . curetas e limas para osso.micas. c) destaca.Kigiene (ental $ # ontologia ) ) condição da criança é conhecida como • • • • • a) diastema anterior.TRT .TB!ni!o Ju i!i"rio . c) um con unto de dist(rbios emocionais ocorridos na idade pré. o h!bito de sucção é considerado prolongado e entre as suas causas est! • • • • • a) o estresse p"s.2>ª RE8-9# (*T) . c) mordida cruzada posterior. b) pinça porta. 8s dentes anteriores da criança não ocluem. e) alveol"tomos. é trazida ao consult"rio odontol"gico para sua primeira consulta.2>ª RE8-9# (*T) . fios de sutura e pinças anat.TRT .Q181227 ( Prova: FCC .Kigiene (ental $ # ontologia ) 8 material e instrumental utilizado na hemostasia. 173 .agulhas. é composto de • • • • • a) compressas de gaze. b) a insatisfação da necessidade de sucção durante o período de aleitamento. durante a realização de uma cirurgia odontol"gica. explorador e espelho bucal. cubeta para soro fisiol"gico e pinças hemost!ticas. d) mordida cruzada anterior. 198 . bisturi e l3minas e agulhas descart!veis.traum!tico.peri"steo.TRT .TB!ni!o Ju i!i"rio . e) a ausência de acompanhamento pré.86 196 . *essa idade.

se a uma clínica odontol"gica com oferta de serviços de radiodiagn"stico.Q181231 ( Prova: FCC . 200 .2>ª RE8-9# (*T) .TB!ni!o Ju i!i"rio . ) 201 .2011 . + ?27 . :)+). #E'#=8> 173 .TRT . d) oferecer puniç/es.2>ª RE8-9# (*T) . + ?21 .TRT .<=8%> ?2? .Q181230 ( Prova: FCC . b) fazer comparaç/es com outras crianças.2011 . D ?26 .Kigiene (ental $ # ontologia ) )s quest/es de n(meros 44 a 42 referem. b) amplo acesso 5s salas equipadas com aparelhos de raios E. ) 1BB .TB!ni!o Ju i!i"rio .Kigiene (ental $ # ontologia ) Cisando auxiliar a criança a deixar o h!bito de sucção de chupeta. 8s ambientes da clínica devem seguir alguns padr/es normativos como • • • • • a) dimens/es suficientes para permitir ao =%+ uma dist3ncia de 1 m do cabeçote. # ?29 . é indicado • • • • • a) recompensar a criança pelo seu esforço.TRT . c) esconder a chupeta. e) apresentar porta de correr confeccionada em material leve.2011 . e) fazer ameaças 5 criança. ' ?2A . D ?24 . 8 disparador do equipamento de raios E para uso odontol"gico deve apresentar algumas características. c) instalação de equipamento de radiografia extraoral unto 5 cadeira clínica.Q181232 ( Prova: FCC . # ?22 .2>ª RE8-9# (*T) . d) possuir barreira físicas sem necessidade de blindagem.TB!ni!o Ju i!i"rio .Kigiene (ental $ # ontologia ) )s quest/es de n(meros 44 a 42 referem.87 199 .se a uma clínica odontol"gica com oferta de serviços de radiodiagn"stico. ) ?2@ .

n(mero de repetiç/es realizadas e técnica utilizada na revelação dos filmes. tipo de procedimento radiol"gico realizado e quantidade de filmes utilizados.TRT . e) estar instalado de tal forma que uma exposição acidental.2>ª RE8-9# (*T) .Q181233 ( Prova: FCC .2>ª RE8-9# (*T) . grupo et!rio. c) permitir interromper a exposição aos raios E a qualquer momento. ocupação.2011 . por meio de acionamento de disparo com retardo.2011 . e) incluindo a região peitoral. d) incluindo tire"ide e g. e) nome e endereço completo do paciente.TB!ni!o Ju i!i"rio . d) ser necess!rio aliviar a pressão sobre o botão e pression!. • • • • 203 .Kigiene (ental $ # ontologia ) 'ada procedimento radiol"gico deve ser registrado.receptor de imagem. idade. c) na região abdominal.TRT . contendo dados como • a) data do exame.nadas. b) data do exame. doenças sistêmicas preexistentes e tipo de procedimento odontol"gico realizado. nome e endereço completo do paciente. 173 . dentro do intervalo selecionado de exposição. tipo de procedimento radiol"gico realizado e tempo de exposição aos raios E. idade. d) nome e endereço completo do paciente. • • • • • a) no terço superior da face. sexo. nome e endereço completo do paciente. permita calibrar o equipamento. • • • • 202 . nome e endereço completo do paciente. c) data do exame. dist3ncia fonte. sexo. indicação do exame.TB!ni!o Ju i!i"rio . indicação do exame. b) ter sua instalação em altura compatível com a orientação de permanecer longe do alcance de crianças. escolaridade.88 • a) ter o tempo de pressão intencional sobre o botão disparador equivalente 5 emissão do feixe de raios E. indicação do profissional. idade.Kigiene (ental $ # ontologia ) 0ara cada equipamento de raios E deve haver um avental de chumbo para garantir a proteção dos pacientes. b) na região do t"rax.Q181234 ( Prova: FCC .lo novamente para repetir a exposição. sexo.

TRF . é caracterizado pela • • • • • a) homogeneidade na distribuição de c!rie segundo gradientes sociais.Q181235 ( Prova: FCC . 206 .TB!ni!o Ju i!i"rio . c) incidência crescente de c3ncer bucal em mulheres ovens. devido 5 perda da opacidade.Q69204 ( Prova: FCC .2011 .# ontologia $ # ontologia ) 8 processo sa(de. 173 . para este caso específico. d) telefonar para o médico do paciente e solicitar orientaç/es.TRT .Kigiene (ental $ # ontologia ) 0aciente com @2 anos de idade.r!pidos .?ª RE8-9# . garantindo maior prazo para uso.2011 .@@ anos. b) encaminhar o paciente para sua residência.89 204 . b) o uso de solução reveladora por ?B a ?@ dias. c) a necessidade de troca da c3mara port!til de revelação. d) elevada prevalência de periodontites severas na faixa et!ria de ?4 a ?2 anos.doença bucal no +rasil. d) a necessidade de constante substituição das colgaduras. ) conduta a ser seguida é • • • • • a) aguardar a sua melhora.Analista Ju i!i"rio . e) chamar a ambul3ncia para imediata remoção do paciente. caso contr!rio encaminh!. na atualidade. sexo masculino. refere sintomas de lipotímia durante o atendimento odontol"gico. em posição de =ragtemberg.TRT . para repouso. b) influência da ocupação sobre o edentulismo em adultos de 64.Kigiene (ental $ # ontologia ) =endo em vista o controle de estoque.2>ª RE8-9# (*T) . e) diferença na severidade de c!rie em crianças segundo o porte dos municípios. e) a inexistência de um prazo de validade para filmes ultra. 205 .2>ª RE8-9# (*T) . a aquisição de material para radiodiagn"stico deve levar em consideração • • • • • a) a presença de fungicida na solução fixadora. pois a mesma é oxidada pelo ar.lo ao hospital.Q181236 ( Prova: FCC .2010 .TB!ni!o Ju i!i"rio . c) posicionar o paciente na posição de =rendelemburg.

nica que se acumula ao longo do tempo. c) os aspectos org3nicos do funcionamento de "rgãos e sistemas humanos.90 207 .@@ anos.2010 .Analista Ju i!i"rio .2010 .# ontologia $ # ontologia ) ) epidemiologia utiliza como medida de frequência de doenças os dados de incidência acumulada.Analista Ju i!i"rio .2010 . e) tem custos elevados que não ustificam os resultados apresentados. ?229. 173 . b) n(mero de casos da doença em uma população em um determinado local e em determinado período de tempo. e) o aspecto processual e din3mico na relação entre sa(de e doença.?ª RE8-9# . 209 . d) apresenta o aumento da atividade de c!rie no país.?ª RE8-9# . c) proporção de doença acumulada que tem como consequência o "bito em um determinado período hist"rico.Analista Ju i!i"rio . c) mostra redução da c!rie em indivíduos de ?1 anos de idade.TRF . e) proporção de casos novos de doenças agudas que recrudescem segundo a sazonalidade. • • • • 208 .TRF . b) revela o incremento do edentulismo em adultos de 64.Q69207 ( Prova: FCC .Q69206 ( Prova: FCC . que é definida como • a) n(mero de casos novos durante um período de tempo específico em uma população sob risco no começo do período.Q69205 ( Prova: FCC . b) a import3ncia crescente da genética no desenvolvimento de doenças. d) a dicotomia existente entre sa(de e doença.TRF .?ª RE8-9# . d) tempo de duração de uma determinada doença cr.# ontologia $ # ontologia ) 8s conceitos contempor3neos de sa(de destacam • • • • • a) o car!ter absoluto da doença. 1BB6L • • • • • a) revela diferenças regionais nos índices de oclusopatias.# ontologia $ # ontologia ) ) realização de levantamentos epidemiol"gicos em sa(de bucal no +rasil T?279.

e) hipotensão arterial.# ontologia $ # ontologia ) 0aciente com @7 anos de idade.Q69209 ( Prova: FCC .# ontologia $ # ontologia ) 0aciente com @7 anos de idade. :)+). c) quadro aceit!vel para a condição sistêmica do paciente. b) obesidade m"rbida. sexo masculino. ' 1?B . b) normalidade para a idade do paciente. %ua queixa principal é a halitose. ' 1B9 . Durante a anamnese. ) 1B7 . ' 1B6 . 173 .TRF .91 210 . # 1B2 . e) hipertensão severa. no momento da consulta odontol"gica. sexo masculino.TRF . d) hipertensão leve. # 1B1 . devido ao risco de • • • • • a) hipoglicemia. relata ser portador de diabetes mellitus e mostra sobrepeso. D 211 .Q69208 ( Prova: FCC .<=8%> 1B? . relata ser portador de diabetes mellitus e mostra sobrepeso.Analista Ju i!i"rio . D 1B@ . caracterizando • • • • • a) hipertensão moderada.?ª RE8-9# .?ª RE8-9# .Analista Ju i!i"rio . é importante coletar informaç/es sobre o acompanhamento médico prestado ao paciente.2010 . mostra valores de ?ABP??B mm$g. c) endocardite bacteriana. %ua queixa principal é a halitose.2010 . d) infarto do mioc!rdio. + 1B4 . ) avaliação da pressão arterial. # 1BA .

b) << e <<<. o que pode ser realizado com o uso de • • • • • a) !lcool a 76H. c) < e <C.?ª RE8-9# .Q69210 ( Prova: FCC . 214 .Analista Ju i!i"rio . b) clorhexidina.TRF .Analista Ju i!i"rio .92 212 .# ontologia $ # ontologia ) )s normas de biossegurança requerem a realização da antissepsia das mãos previamente ao uso de luvas de procedimento. b) o relato da sequência das visitas do paciente ao consult"rio. c) solução de hipoclorito de s"dio. afta. <<. d) << e <C.2010 . amigdalite doença c!rie língua e periodontal e saburrosa herpes e doença e periodontal.Q69211 ( Prova: FCC .# ontologia $ # ontologia ) 8 exame clínico para a investigação das causas da halitose deve levar em consideração a presença de <.?ª RE8-9# .2010 . e) < e <<. <<<.# ontologia $ # ontologia ) 8 registro de informaç/es de evolução no prontu!rio odontol"gico requer alguns cuidados.2010 . <C.TRF . N correto o que consta )0#*)% em • • • • • a) < e <<<.TRF . como • • a) a realização da anamnese na presença de um atendente.?ª RE8-9# .Q69212 ( Prova: FCC . e) !lcool iodado.Analista Ju i!i"rio . c!rie. d) glutaraldeído. 213 . 173 . zoster.

e) realizar exames peri"dicos para verificar a progressão da lesão. 215 . relata hist"ria de uso de !lcool e cigarro.Q69214 ( Prova: FCC .?ª RE8-9# .Analista Ju i!i"rio . e) uma minuciosa descrição de todos os procedimentos realizados.se uma leucoplasia no assoalho da boca. diferindo na severidade da inflamação.Q69213 ( Prova: FCC . e) o tratamento periodontal não influencia o controle metab"lico de pacientes diabéticos. independentemente da presença de biofilme dental.TRF . visando evitar um possível processo udicial.2010 .Q69215 ( Prova: FCC .?ª RE8-9# .TRF . sexo masculino. uma vez que • a) a doença periodontal é considerada fator de risco para o diabetes &ellitus. d) a anotação em destaque da existência de reação a medicamentos.TRF . )o exame clínico. observa. alterando seu curso e aumentando sua severidade. c) o diabetes atua como fator modificador da doença periodontal. 217 . mas melhora sua qualidade de vida.# ontologia $ # ontologia ) 0aciente com 44 anos de idade.2010 .Analista Ju i!i"rio . • • • • 216 . b) portadores de diabetes têm menor inflamação periodontal e mais bolsas profundas diante do ac(mulo de biofilme dental. c) remoção da causa da irritação e proservação por 9 meses.?ª RE8-9# .# ontologia $ # ontologia ) 8 exame das condiç/es periodontais neste paciente é ustificado.# ontologia $ # ontologia ) 173 . d) realizar bi"psia incisional e exame histopatol"gico. d) a prevalência de doença periodontal em indivíduos diabéticos é inferior 5 de indivíduos não diabéticos. com aspecto heterogêneo e bordas indefinidas e irregulares.2010 . b) realizar exame citol"gico por raspagem da superfície da lesão. ) conduta indicada é • • • • • a) orientação 5 melhoria da higiene bucal.93 • • • c) a ausência de rasuras.Analista Ju i!i"rio .

d) queilite actínica. <<.Analista Ju i!i"rio .2010 . realizar sistematicamente bi"psias em indivíduos idosos. 219 . e) hiperqueratose.Analista Ju i!i"rio . b) carcinoma espinocelular em fase inicial. de risco. d) sem hemorragia espont3nea. c) < e <C. 218 . b) com pequenas dimens/es na época do diagn"stico. desenvolver aç/es de prevenção para todas as faixas et!rias.?ª RE8-9# . c) com met!stase linf!tica 5 época do diagn"stico.2010 . b) < e <<. estimulando o exame precoce.?ª RE8-9# . c) leucoedema. 'ontudo. como <. <C. <<<. 173 .TRF .# ontologia $ # ontologia ) ) proposta de um sistema de vigil3ncia epidemiol"gica para o c3ncer bucal deve apresentar algumas aç/es.# ontologia $ # ontologia ) 8 diagn"stico precoce de c3ncer bucal influencia as taxas de sobrevida do paciente. e) ulceradas que não cicatrizam.Q69217 ( Prova: FCC .Q69216 ( Prova: FCC .94 #stas condiç/es são compatíveis com o diagn"stico de • • • • • a) estomatite nicotínica. desenvolver específicas indivíduos N correto o que consta )0#*)% em • • • a) << e <<<. o progn"stico é ruim em les/es • • • • • a) localizadas na parte anterior da cavidade bucal. criar sistemas aç/es de informação de e busca notificação passiva para de casos suspeitos.TRF .

' 1?2 . e) apresentando o efeito protetor de alguns componentes dietéticos.eruptivo para os dentes posteriores.Q69219 ( Prova: FCC . D 1?A . uma vez que o paciente tende a subestimar o consumo di!rio de aç(car. ) 1?1 . e) prescinde da avaliação da dieta. ) 11B . c) evidenciando que o potencial cariogênico do amido na forma refinada ou cozida é superior ao da sacarose.# ontologia $ # ontologia ) )s evidências científicas mostram a influência da dieta na etiopatogenia da c!rie dent!ria. d) demonstrando que a frequência e a quantidade de consumo de aç(car estão correlacionados. + 1?@ . ' 1?9 . maltose e quei o.Q69218 ( Prova: FCC . 220 .?ª RE8-9# . • • • • :)+). D 221 . + 1?7 .TRF .95 • • d) < e <<<.Analista Ju i!i"rio .<=8%> 1?? .TRF . como cacau. escolar quanto 5 sua dieta. ' 1?6 .Analista Ju i!i"rio .# ontologia $ # ontologia ) ) an!lise do risco de c!rie • a) requer atenção especial 5 dieta de pacientes com idade superior a ?7 meses. d) é fortemente embasada pela avaliação da dieta em crianças de menor idade. e) << e <C. c) mostra que a avaliação da dieta tem papel fundamental na definição da hist"ria anterior de c!rie do paciente. b) evidencia o valor limitado de informaç/es fornecidas pelos pais de pacientes em idade pré.?ª RE8-9# . b) apresentando papel mais relevante no período préeruptivo que no período p"s. quando a dentição decídua est! completa. • • • • 173 .2010 . D 1?4 . ainda que estas não tenham hist"ria anterior de c!rie.2010 . • a) mostrando que todos os adoçantes cal"ricos e alguns adoçantes não cal"ricos são não cariogênicos.

d) o for3men mentoniano.2010 .Analista Ju i!i"rio . lingual e bucal utiliza como referência. a anestesia por bloqueio regional dos nervos alveolar inferior.Q69220 ( Prova: FCC .2010 . constata. 224 .se que não h! comprometimento pulpar.# ontologia $ # ontologia ) %ob a perspectiva da promoção de sa(de. 223 . ap"s a remoção da restauração insatisfat"ria.Analista Ju i!i"rio .# ontologia $ # ontologia ) N necess!rio cuidado no uso de agulha descart!vel longa na técnica indireta.?ª RE8-9# . 8 exame clínico mostra fratura na restauração de am!lgama 'lasse << e. e) o hematoma na região infraorbital.TRF . c) a paralisia do nervo mentoniano. e) a fossa retromolar. onde se localiza • • • • • a) o espaço pterigomandibular.Q69221 ( Prova: FCC . tendo como complicação • • • • • a) o rompimento da artéria pterig"idea. pois a aplicação incorreta pode ocasionar acidentes com relação 5s estruturas ad acentes.?ª RE8-9# . b) a gl3ndula par"tida. b) a parestesia do nervo lingual. a definição do preparo cavit!rio deve • a) aumentar a resistência da estrutura dent!ria remanescente por meio do uso de pinos de retenção.?ª RE8-9# .TRF . sexo masculino.# ontologia $ # ontologia ) 0aciente com 1A anos de idade.Q69222 ( Prova: FCC . o ponto de maior depressão da margem anterior da mandíbula. d) a inflamação do m(sculo masseter. c) a linha oblíqua interna.Analista Ju i!i"rio .96 222 .2010 . ao exame radiogr!fico. na técnica indireta. 0ara realizar o procedimento restaurador.TRF . 173 . apresenta queixa de dor no dente @9 ao ingerir alimentos doces.

pulpar • a) reduz a sensibilidade térmica.2010 . b) aumenta a infiltração marginal.Analista Ju i!i"rio . como • • • • • a) iniciar a escultura da restauração pela caixa proximal.2010 .Analista Ju i!i"rio . d) evitar o reavivamento de paredes e margens.matriz no sentido oclusal.?ª RE8-9# . e) reduzir o arrendondamento do 3ngulo !xio. uma vez que o cimento de hidr"xido de c!lcio é insol(vel em meio !cido.Q69223 ( Prova: FCC .# ontologia $ # ontologia ) 8 uso de am!lgama como material restaurador neste dente requer alguns cuidados.Q69224 ( Prova: FCC . e) remover os excessos de material ap"s a retirada da tira. b) iniciar a condensação do material pela caixa oclusal. d) confeccionar sulcos profundos durante a escultura da face oclusal. d) ameniza a sensibilidade ap"s o procedimento restaurador.se 173 . uma vez que o cimento de hidr"xido de c!lcio é sol(vel em meio alcalino.# ontologia $ # ontologia ) ) proteção do complexo dentino.TRF . c) aumentar a profundidade da cavidade. aumentando a resistência do esmalte remanescente. reduzindo a possibilidade de fratura da crista marginal. c) reduz as diferenças de pressão osm"tica.Q69225 ( Prova: FCC . • • • • 226 .TRF . e) impede a infiltração marginal. 227 .pulpar com ob etivo de reduzir a concentração de tens/es nesta região.97 • • • • b) iniciar o ciclo restaurador repetitivo. uma vez que o am!lgama possui a propriedade de transmissão térmica. recomenda.TRF . de modo a não aumentar o tamanho da cavidade.# ontologia $ # ontologia ) =endo por ob etivo evitar novas fraturas nesta restauração. pois o verniz cavit!rio promove saturação do meio salivar e consequente movimentação do líquido dentin!rio.?ª RE8-9# .?ª RE8-9# . 225 .2010 .Analista Ju i!i"rio .meno de percolação. c) remover o am!lgama com excesso de merc(rio durante a condensação do material. pois o cimento de hidr"xido de c!lcio impede o fen.

228 .2010 . c) realizar o desgaste seletivo nos dentes ad acentes.?ª RE8-9# . refere ter Kproblemas na bocaK. d) orientar o paciente para realizar mastigação unilateral. b) ulcerativa necrosante aguda.Analista Ju i!i"rio . d) melhorar os sintomas.# ontologia $ # ontologia ) 8 tratamento do líquen plano tem como ob etivo • • • • • a) evitar met!stases.Q69227 ( Prova: FCC . e) nefrítica. #sta condição é compatível com o diagn"stico de gengivite • • • • • a) hemorr!gica. 173 .Q69226 ( Prova: FCC .TRF . d) idiop!tica. b) prevenir a malignização da lesão.98 • • • • • a) remover os excessos proximais da restauração. aparência atr"fica e desgarramento do epitélio superficial. b) realizar o a uste oclusal na mesma sessão do procedimento restaurador. sexo feminino. c) descamativa. c) reduzir a possibilidade de cont!gio.TRF . 8 exame clínico revela inflamação gengival com aspecto de intenso eritema. 229 .2010 .Analista Ju i!i"rio .?ª RE8-9# .# ontologia $ # ontologia ) 0aciente com 4A anos de idade. resultando em (lceras gengivais dolorosas sem a presença de pus ou outras evidências de infecção bacteriana aguda.restauração. e) evitar estabelecer contatos oclusais na interface dente. clinicamente definidos como líquen plano. e) reduzir o comprometimento renal da paciente.

' 11A . sexo feminino.Q69228 ( Prova: FCC .TRF . c) antibioticoterapia e debridamento superficial dos tecidos.# ontologia $ # ontologia ) 0aciente com 6@ anos de idade.nico.Analista Ju i!i"rio .2010 .# ontologia $ # ontologia ) 8 tratamento indicado para a gengivite é • • • • • a) raspagem e alisamento supragengival. 8 exame clínico mostra mobilidade do dente ?A e forte sensibilidade 5 173 . c) anquilose. ) 119 .?ª RE8-9# .TRF . D 16B . D 114 .2010 .Q69230 ( Prova: FCC . b) erosão. # 117 . e) hipercementose. refere ter refluxo g!strico cr.TRF .estar geral.?ª RE8-9# .se hist"rico de alergia 5s penicilinas e a gravidade de sua infecção é considerada moderada. e) aplicação de corticoster"ide t"pico durante os epis"dios de maior gravidade.<=8%> 11? .Q69229 ( Prova: FCC . D 111 . a paciente encontra. ' 112 . apresenta pequena tumefação no lado direito da face e queixa de dor acentuada no dente ?A. verifica. sexo masculino. b) bochecho com !gua oxigenada ap"s as refeiç/es.Analista Ju i!i"rio .?ª RE8-9# .99 230 . ao qual est! associada a presença da lesão não cariosa denominada • • • • • a) abrasão.se febril e refere mal.# ontologia $ # ontologia ) 0aciente com 61 anos de idade. Durante a anamnese. d) fluorose. + 11@ . # 231 . :)+). d) orientaç/es para a melhoria da higiene bucal. # 116 .2010 . *o momento do exame.Analista Ju i!i"rio . 232 .

c) pericementite apical cr. e) granuloma apical.?ª RE8-9# .100 percussão e palpação. b) tem indicação 6B a 4B minutos ap"s os procedimentos clínicos.TRF .Q69233 ( Prova: FCC . 8 aspecto radiogr!fico da !rea periapical mostra !reas radiol(cidas amplas.Q69232 ( Prova: FCC .nica. b) osteomielite aguda supurativa.2010 . d) alveolite nos dentes ad acentes.Analista Ju i!i"rio .TRF .Analista Ju i!i"rio .?ª RE8-9# .TRF .2010 . 8 quadro clínico descrito é compatível com o diagn"stico de • • • • • a) angina de IudZig. 233 .Q69231 ( Prova: FCC .nica que se tornou aguda. b) abscesso apical agudo. 235 . d) necessita apresentar r!pido início de ação para redução do estresse da paciente. c) requer uma dose de ataque do antibi"tico equivalente 5 metade da dose de manutenção. 234 . c) presença de doença periodontal e perda de inserção "ssea.?ª RE8-9# .# ontologia $ # ontologia ) 8 aspecto radiogr!fico da região periapical sugere • • • • • a) hist"rico de lesão apical cr. e) é contraindicada na presença de linfadenite.2010 . d) pericoronarite.Analista Ju i!i"rio .# ontologia $ # ontologia ) ) antibioticoterapia por via sistêmica • • • • • a) deve ser realizada 6B a @4 minutos antes dos procedimentos clínicos.# ontologia $ # ontologia ) 173 . e) celulite cervical descendente.

TRF . c) 8 3ngulo horizontal é o mesmo em ambas as tomadas radiogr!ficas.Analista Ju i!i"rio . devendo o 3ngulo vertical variar.2010 . d) 8 3ngulo vertical e o 3ngulo horizontal devem ser idênticos em ambas as tomadas radiogr!ficas.Q69234 ( Prova: FCC . 236 .se a prescrição de • • • • • a) clavulanato de pot!ssio ?14 mg. • • • 173 .# ontologia $ # ontologia ) Cisando realizar a localização tridimensional de dente extranumer!rio incluso na região anterior da maxila de paciente com 9 anos de idade. 237 . b) traqueostomia para prevenir asfixia. c) drenagem do abscesso via canal.Analista Ju i!i"rio . o desvio do feixe principal.?ª RE8-9# . e) ) localização do dente extranumer!rio por palatino acompanha. foram efetuadas duas tomadas radiogr!ficas da região. N correto afirmar> • • a) 8s filmes para as duas tomadas radiogr!ficas devem ser colocados em posiç/es diferentes. e) curetagem apical. c) amoxicilina suspensão 14B mgP4 mI. sexo masculino. b) amoxicilina ? g. d) estearato de eritromicina ? g. na segunda radiografia.# ontologia $ # ontologia ) 8 tratamento inicial consiste em • • • • • a) desgaste oclusal e repouso articular. utilizando a técnica radiogr!fica de 'larV.2010 .ecomenda. na segunda radiografia.101 .Q69235 ( Prova: FCC . d) exodontia seguida de curetagem.TRF . o desvio do feixe principal.?ª RE8-9# . e) clindamicina 9BB mg. b) ) localização do dente extranumer!rio por vestibular acompanha.

d) carcinomas infiltrativos como imagens radiopacas.102 238 .Q69238 ( Prova: FCC . 8s dentes 44 e 74 apresentam restauração de am!lgama.2010 .Q69236 ( Prova: FCC .Analista Ju i!i"rio .ntica são • a) pulpite cr.2010 . • • • • 240 .Analista Ju i!i"rio .# ontologia $ # ontologia ) )o realizar a correlação entre alteraç/es patol"gicas e imagens radiogr!ficas.nica hiperpl!sicaX proteção pulpar direta.ntico quando houver suspeita de lesão de furca. requerendo a uste da oclusão prévio 5 terapêutica periodontal. sexo masculino. 239 . d) ) ausência de vitalidade pulpar sugere o envolvimento de trauma oclusal.Analista Ju i!i"rio . requerendo tratamento endod.se • • • • • a) uma imagem radiol(cida na presença de oste"lise.ntico prévio 5 terapêutica periodontal.?ª RE8-9# . observa.# ontologia $ # ontologia ) 0aciente com 4 anos de idade. $! biofilme visível nos dentes anteriores. é correto concluir> • a) 8 aspecto radiogr!fico do defeito causado por patologia pulpar é característico e suficiente para definição do tratamento.TRF . observa.# ontologia $ # ontologia ) =endo por ob etivo efetuar o diagn"stico diferencial de uma lesão no espaço interradicular no dente 19 de um paciente com @1 anos de idade. ao exame radiogr!fico. sexo feminino.se espessamento do espaço periodontal na região do dente 94. 8 exame clínico mostra lesão de c!rie profunda neste dente e. c) odontomas complexos em imagens radiol(cidas.?ª RE8-9# . 8 diagn"stico compatível com a condição apresentada pelo dente 94 e a respectiva terapêutica endod.2010 . c) 8 tratamento periodontal deve preceder ao tratamento endod. b) ) presença de mobilidade dental e relato de bruxismo sugerem o envolvimento de trauma oclusal. 173 .TRF . e) 8 aparecimento de sinais de cicatrização do defeito de furca dentro de dois meses ap"s tratamento endod.Q69237 ( Prova: FCC .ntico sugere uma periodontite marginal.TRF . apresenta queixa de dor espont3nea e contínua no dente 94. e) cistos odontogênicos como imagens radiopacas. b) imagens radiopacas características de osteomielites agudas.?ª RE8-9# .

e) prim!ria. apresenta queixa de dor espont3nea e contínua no dente 94. + 1@B . c) pulpite agudaX pulpotomia.Q69240 ( Prova: FCC . ' 241 . d) alteração pulpar degenerativaX pulpectomia. ) 16@ .# ontologia $ # ontologia ) 'om relação ao uso de dentifrício fluoretado. 8 exame clínico mostra lesão de c!rie profunda neste dente e. 8 monitoramento feito por um adulto durante a escovação é recomend!vel em regi/es sem !gua fluoretada.lo em pequenas quantidades Tcerca de B.?ª RE8-9# . $! biofilme visível nos dentes anteriores. relacionada 5 perda da função. <<. considere> <. 242 .<=8%> 16? . Dentifrícios com baixa concentração de fluoretos ou não fluoretados não são recomendados. sexo feminino. ) 164 . observa. c) terci!ria. o que equivale a um grão de arrozL.TRF .Analista Ju i!i"rio . 'rianças menores de nove anos de idade devem us!. devem ser plane ados procedimentos no nível de prevenção • • • • • a) b!sica.se espessamento do espaço periodontal na região do dente 94. ) 162 .?ª RE8-9# .Analista Ju i!i"rio . e) hiperemiaX pulpectomia. relacionada ao início da doença.2010 . + 166 . D 169 . :)+). <<<.TRF . Cisando reduzir a incidência de c!rie nesta paciente. d) quatern!ria. # 167 .6 gramas. relativa 5 recorrência da doença.Q69239 ( Prova: FCC .103 • • • • b) necrose pulparX pulpectomia.2010 . referente 5 progressão da doença. b) secund!ria.# ontologia $ # ontologia ) 0aciente com 4 anos de idade. ao exame radiogr!fico. 8s dentes 44 e 74 apresentam restauração de am!lgama. relativa 5 manutenção das funç/es. ' 16A . + 161 . 173 .

estimulando a autonomia infantil.?ª RE8-9# .Analista Ju i!i"rio . d) transferir conhecimentos sobre a doença periodontal.TRF .Q69243 ( Prova: FCC . b) a não beneficência como garantia de resultado.TRF . e) gerar atitudes que levem 5 escolha de alimentos não cal"ricos.?ª RE8-9# .Q69241 ( Prova: FCC .# ontologia $ # ontologia ) 173 .Analista Ju i!i"rio .104 <C. N correto o que consta )0#*)% em • • • • • a) < e <<.2010 .# ontologia $ # ontologia ) ) profissão odontol"gica. b) envolver uma atenção especial ao período p"seruptivo do dente.TRF . c) < e <C. e) << e <<<.?ª RE8-9# .2010 . 244 .Q69242 ( Prova: FCC . c) o direito do cidadão ao acesso igualit!rio 5 assistência odontol"gica. d) o sigilo profissional em situaç/es de doenças sistêmicas. como pr!tica social.Analista Ju i!i"rio . 243 . c) prescindir da participação dos pais. d) << e <C. 245 . e) o respeito pela autonomia do paciente. obedece a preceitos éticos. que incluem • • • • • a) a não maledicência e a prévia autorização ao uso de imagens do paciente.# ontologia $ # ontologia ) 8 ensino e a motivação para a higiene bucal deve • • • • • a) priorizar a frequência de escovação em detrimento de sua qualidade. b) <<< e <C. 0equenas quantidades de dentifrício devem ser colocadas na escova Ttécnica longitudinalL.2010 .

<<< e C. bem como a atenção com a vulnerabilidade humana. e) N necess!rio empregar a não. d) 0ara todos os seres humanos devem. <<< e C. c) ) maximização do benefício e a minimização de possíveis danos necessitam ser considerados. *o <. mane o do construir educar estimular aliviar sensibilizar a a fase oral o paciente pedi!trico. infantil. <C.Q27297 ( Prova: FCC .TRE-A* . uma alguns fatores são de o convívio ansiedade da criança..discriminação por qualquer pessoa ou grupo. apresentase em sua primeira consulta odontol"gica e mostra compor. respeitando a responsabilidade individual. 173 . <C e C. como> confiança. 'om relação a isso. b) <. sexo feminino.dentista.se utilizar os princípios de igualdade. paciente. d) <. << e <<<. ustiça e equidade. considerando a privacidade e a confidencialidade dos indivíduos. importantes. social. com recusas a colaborar com os procedimentos propostos pelo cirurgião. b) 8 consentimento para intervenç/es cir(rgicas sempre deve ser obtido. e) <<.tamento arredio. << e <C.105 8 trabalho em sa(de bucal é complexo e moral e requer decis/es que levem em consideração os valores éticos. relação #st! correto o que se afirma )0#*)% em • • • • • a) <. 8 exame clínico mostra manchas brancas ativas generalizadas nos dentes anteriores e ausência de les/es cavitadas. <<. bem como respeitar a diversidade cultural. C. • • • • 246 . <<<.#=8 afirmar> • a) )s informaç/es requerem proteção. c) <<.Analista Ju i!i"rio . é <*'8.2010 . ) mãe relata o consumo frequente de balas e refrigerantes pela criança.# ontologia $ # ontologia $ # onto+e iatria' ) 0aciente com 6 anos de idade.

incluem • • • • • a) incentivar a criança a engolir ap"s a escovação. 248 .Q27299 ( Prova: FCC .Q27301 ( Prova: FCC . b) realizar a escovação com a supervisão dos pais ePou cuidadores. b) deve priorizar os primeiros molares permanentes.# ontologia $ # ontologia $ # ontologia Preventiva e %o!ial' ) )lguns cuidados para que o fl(or presente nos dentifrícios *Y8 se a ingerido. devido ao elevado risco de c!rie desta criança. b) @ sess/es semanais de aplicação de verniz fluoretado.TRE-A* .Analista Ju i!i"rio .106 247 . d) não é necess!ria.Q27300 ( Prova: FCC . pois todos os dentes decíduos ! erupcionaram.2010 .2010 .Q27298 ( Prova: FCC .2010 .Analista Ju i!i"rio . e) @ a 9 sess/es com intervalos semanais de aplicação de verniz fluoretado.2010 . devido 5 baixa idade da criança. d) @ a 9 sess/es com intervalos semanais de escovação com gel de fl(or. c) utilizar uma quantidade mínima de dentifrício com a técnica longitudinal. e) iniciar a escovação dos dentes ap"s a erupção dos primeiros molares decíduos.Analista Ju i!i"rio . c) é premente. c) 9 sess/es com intervalos semanais de bochecho com solução fluoretada.Analista Ju i!i"rio . e) est! atrasada.TRE-A* .TRE-A* . 250 .TRE-A* .# ontologia $ # ontologia $ # onto+e iatria' ) ) indicação de selantes oclusais • • • • • a) deve ser feita na fase de dentadura mista.# ontologia $ # ontologia $ Perio ontia' ) 173 .# ontologia $ # ontologia $ # onto+e iatria' ) ) implantação de um regime de fluorterapia deve ser feita por meio de • • • • • a) 9 sess/es semanais de escovação com solução fluoretada. d) reduzir a frequência de escovaç/es di!rias. 249 .

b) requer a marcação de consultas no período vespertino. :)+).se no primeiro trimestre da gestação e faz uma consulta odontol"gica de rotina. ' 1@7 . + 1@9 . # 1@4 . como> • a) • b) 173 .Analista Ju i!i"rio . + 1@@ . # 1@1 .<=8%> 1@? . ) orientação ao aleitamento materno exclusivo é baseada nos benefícios que pode trazer ao bebê e 5 mãe. + 1@A .se no primeiro trimestre da gestação e faz uma consulta odontol"gica de rotina.107 0aciente com 1B anos de idade. ) manutenção de sua sa(de periodontal • • • • • a) necessita de cuidados di!rios da paciente com sua higiene bucal. apresenta. 8bserva.Q27302 ( Prova: FCC .2010 . + 14B . e) deve ser realizada ap"s o parto. ) 251 . apresenta.se que suas gengivas estão edemaciadas e sangram durante a raspagem e profilaxia.TRE-A* . ) 1@6 . c) deve ser realizada ap"s o segundo trimestre de gestação.se que suas gengivas estão edemaciadas e sangram durante a raspagem e profilaxia. # 1@2 .# ontologia $ # ontologia ) 0aciente com 1B anos de idade. d) não tem influência sobre o peso do bebê ao nascer. 8bserva.

sexo masculino. devido 5 maior rapidez com que se obtém o efeito dese ado.2010 . e) conveniência de utilizar uma dose de anestésico local semelhante 5 de um adulto.se em consideração a • a) utilização de menor volume e maior concentração possível de anestésico que produza anestesia satisfat"ria. d) priorização de in eção intravascular do anestésico.Analista Ju i!i"rio .Q27303 ( Prova: FCC .108 • c) • d) • e) 252 .TRE-A* .Q27304 ( Prova: FCC . %eus pais trouxeram o dente 41 acondicionado em um recipiente com soro fisiol"gico. é importante levar.# ontologia $ # ontologia $ Anestesiologia' ) 0aciente com 4 anos de idade.se intruído e o dente 9? tem fratura de coroa e raiz.TRE-A* . c) escolha de uma técnica de bloqueio regional. uma vez que reduz a necessidade de sucessivas aplicaç/es requeridas pela técnica infiltrativa. b) escolha de anestésico com vasoconstritor para diminuir a velocidade de absorção e aumentar a duração de ação. 0ara realizar a anestesia com segurança e iniciar os procedimentos clínicos. visando preservar os níveis plasm!ticos da solução anestésica. 8 dente 4? apresenta. sofreu uma queda de patinete cerca de 6B minutos antes de sua chegada ao consult"rio odontol"gico.2010 . • • • • 253 .# ontologia $ # ontologia $ # onto+e iatria' ) 173 .Analista Ju i!i"rio .

# ontologia $ # ontologia $ # onto+e iatria' ) 8 tratamento indicado para o dente 4? é • • • • • a) extração. ap"s checar a oclusão.TRE-A* .Analista Ju i!i"rio . b) necropulpectomia. b) o reimplante de dentes permanentes não é recomendado.Q27306 ( Prova: FCC . e) imobilização. d) pulpectomia.TRE-A* .2010 . d) reimplante. d) o tempo decorrido desde a avulsão é pequeno. 254 .ntica. c) esplintagem. c) exodontia. a conduta apropriada deve levar em consideração que • • • • • a) o paciente tem pouca idade para o procedimento cir(rgico necess!rio. e) acompanhamento radiogr!fico.# ontologia $ # ontologia $ # onto+e iatria' ) 8 tratamento indicado para o dente 9? é • • • • • a) tração ortod.Analista Ju i!i"rio . se houver interferência oclusal.Q27305 ( Prova: FCC . se estiver pressionando o germe dent!rio do dente 1?. 256 . b) pulpotomia. c) a necropulpectomia deve ser realizada antes do reimplante. o examinador avaliou um indivíduo com a condição descrita na 173 . com progn"stico favor!vel.2010 . se não estiver pressionando o germe dent!rio do dente 1?. 255 . e) o reimplante de dentes decíduos não é recomendado.Analista Ju i!i"rio .2010 .109 0ara o dente 41.TRE-A* . se estiver pressionando o germe dent!rio do dente ??.# ontologia $ # ontologia $ %a4 e Coletiva' ) Durante a realização de um levantamento epidemiol"gico.Q27307 ( Prova: FCC .

e) usa pr"tese parcial removível.TRE-A* . fixa ou removível. a condição relativa 5 necessidade de pr"tese é a de que o paciente • • • • • a) não necessita de pr"tese dent!ria. para substituição de um elemento.TRE-A* .Q27309 ( Prova: FCC . b) não usa pr"tese dent!ria.110 figura abaixo. 258 .Analista Ju i!i"rio . 257 .2010 . fixa ou removível. b) necessita uma pr"tese. a condição relativa ao uso de pr"tese é a de que o paciente • • • • • a) não necessita de pr"tese dent!ria. c) usa uma ou mais pontes fixas e uma ou mais pr"teses parciais removíveis. sexo feminino.2010 . para substituição de um ePou mais de um elemento. d) usa mais do que uma ponte fixa. %ua queixa principal consiste em ter espaços protéticos 173 . busca atendimento odontol"gico ap"s encaminhamento realizado por seu médico.Analista Ju i!i"rio .Q27308 ( Prova: FCC .# ontologia $ # ontologia $ %e&iologia' ) 0aciente com 46 anos de idade. *o momento do exame epidemiol"gico. e) usa mais do que uma ponte fixa. para substituição de mais de um elemento. c) necessita uma pr"tese. d) necessita uma combinação de pr"teses.# ontologia $ # ontologia $ #!lusão' ) *o momento do exame epidemiol"gico.

TRE-A* . c) é realizado pela medida de sinais vitais.# ontologia $ # ontologia $ %e&iologia' ) Durante o exame intrabucal. Durante a realização de procedimentos de semiologia oral.# ontologia $ # ontologia $ %e&iologia' ) 8 exame físico da paciente • • • • • a) consiste na avaliação de suas medidas antropométricas.Analista Ju i!i"rio . 173 . 260 .2010 . 259 . e) fornece informaç/es diagn"sticas sem o uso de técnicas auxiliares complexas.Analista Ju i!i"rio .dentista.Q27311 ( Prova: FCC . b) necessita que o profissional repita todas as informaç/es obtidas.se a presença de um aumento "sseo na linha média do palato. d) t"rus palatino. para maior clareza. c) osteomielite palatina.Q27310 ( Prova: FCC . ) paciente relata ser tabagista e mostra sobrepeso.se ao exame extrabucal. observou. a coleta da informação diagn"stica • • • • • a) prescinde de informaç/es provenientes de outros profissionais de sa(de. e) não deve se basear em registros existentes no prontu!rio da paciente. b) gr3nulos de Jord[ce. b) não deve ser realizado pelo cirurgião. d) não deve receber interferências de relatos de familiares da paciente. d) resume.111 no arco inferior e sua expectativa é a reabilitação por meio de implante. com diagn"stico sugestivo de • • • • • a) displasia "ssea. c) contempla a queixa principal. registrada segundo as palavras da paciente.2010 . e) fibroma ossificante.TRE-A* .

) presença de leucoplasias no assoalho da boca.112 :)+). refere ter síndrome de :ardner. e) atrição.Q27312 ( Prova: FCC . 262 . sexo feminino. 5 qual se encontra associado o achado clínico de 173 . d) abrasão.2010 .# ontologia $ # ontologia $ %e&iologia' ) 8 h!bito de bruxismo ocasionou algumas alteraç/es na anatomia dos dentes posteriores. b) exame citol"gico por raspagem da superfície da lesão.Q27313 ( Prova: FCC .Analista Ju i!i"rio . o que pode ser verificado pela existência de • • • • • a) erosão. ) paciente relata ser tabagista e mostra sobrepeso. D 141 .Q27314 ( Prova: FCC .TRE-A* . # 14@ . + 14A . ) 149 .<=8%> 14? .2010 . d) reavaliação clínica peri"dica. b) hipercementose.TRE-A* . D 147 . ' 144 .TRE-A* . com bordas de contorno irregular suscita ao profissional a conduta de • • • • • a) excisão e diagn"stico histopatol"gico.# ontologia $ # ontologia $ %e&iologia' ) 0aciente com 46 anos de idade. e) acompanhamento da evolução da lesão. sexo masculino.Analista Ju i!i"rio . c) hiperplasia. # 19B .Analista Ju i!i"rio . c) remoção da causa da irritação tecidual. ' 142 . de textura granulosa e apresentando ulceraç/es. D 261 . %ua queixa principal consiste em ter espaços protéticos no arco inferior e sua expectativa é a reabilitação por meio de implante. busca atendimento odontol"gico ap"s encaminhamento realizado por seu médico.# ontologia $ # ontologia $ %e&iologia' ) 0aciente com ?2 anos de idade.2010 . + 146 . 263 .

e) periodontite progressiva.2010 .2010 . d) 9BH a A4H. c) pigmentaç/es peribucais.TRE-A* . e) 64H a @4H.Analista Ju i!i"rio .Q27316 ( Prova: FCC .Q27315 ( Prova: FCC . 264 .# ontologia $ # ontologia $ (ent)sti!a Restaura ora' ) )s restauraç/es de am!lgama apresentam algumas propriedades.Analista Ju i!i"rio . 265 . b) menor resistência 5 corrosão quando se utilizam ligas enriquecidas com cobre. 266 . 173 .TRE-A* . c) 6H a 9H. d) hiperqueratose.Analista Ju i!i"rio .113 • • • • • a) dentes supranumer!rios. b) @4H a 4BH. d) elevada resistência diametral. b) neurofibroma.# ontologia $ # ontologia $ (ent)sti!a Restaura ora' ) )s ligas de am!lgama com teor de fase gama 1 reduzida apresentam conte(do de cobre de • • • • • a) 2H a 6BH.2010 . e) maior degradação marginal quando se utilizam ligas enriquecidas com cobre. c) maior resistência 5 corrosão quando se utilizam ligas enriquecidas com cobre.Q27317 ( Prova: FCC .# ontologia $ # ontologia $ (ent)sti!a Restaura ora' ) )s brocas utilizadas em preparos cavit!rios apresentam a forma da ponta ativa e respectiva função> • a) rodaX retenç/es em cavidade de 'lasse C. como • • • • • a) elevada resistência 5 compressão.TRE-A* .

Analista Ju i!i"rio .TRE-A* .mito ap"s as refeiç/es. 267 . d) cilíndricaX retenç/es nas caixas proximais.2010 . é trazida ao consult"rio odontol"gico por sua mãe.Q27318 ( Prova: FCC .Q27319 ( Prova: FCC . o que impede a remoção do teto da c3mara pulpar.nicaX avivamento de 3ngulos diedros. por serem funcionais. 269 .2010 .nicoX atrição.Analista Ju i!i"rio . d) tem indicação quando h! comprometimento estético e da integridade da estrutura dent!ria. respectivamente. c) requer que as c(spides vestibulares tenham proteção menos robusta.c. e) bulimiaX abrasão. por serem funcionais.Analista Ju i!i"rio .Q27320 ( Prova: FCC . são compatíveis com o diagn"stico de • • • • • a) hérnia de hiatoX erosão. por serem funcionais.2010 . c) refluxo g!strico cr. #sta condição e o achado clínico odontol"gico associado.TRE-A* . b) requer que as c(spides linguais tenham proteção mais robusta.TRE-A* . e) esféricaX planificação de paredes pulpares.# ontologia $ # ontologia $ (ent)sti!a Restaura ora' ) )s les/es cervicais nos dentes da paciente requerem 173 . e) requer que as c(spides vestibulares tenham proteção mais robusta. 268 .# ontologia $ # ontologia $ %e&iologia' ) 0aciente com ?A anos de idade.114 • • • • b) cone invertidoX remoção de tecido cariado. que relata preocupação com o h!bito de indução ao v. sexo feminino. b) anorexiaX atrição.# ontologia $ # ontologia $ (ent)sti!a Restaura ora' ) ) redução das c(spides no preparo cavit!rio Q8D Tonla[L para restauração met!lica fundida em molares inferiores • • • • • a) é indicada em dentes com les/es reduzidas. d) bulimiaX erosão. c) tronco.

e) aplicação t"pica de fl(or.Q27321 ( Prova: FCC . 270 . 173 . ) 191 .Q27322 ( Prova: FCC . e) impede a adesão do material restaurador. # 196 . e) dentes pilares com estrutura insuficiente para o condicionamento !cido. d) espaço protético reduzido.# ontologia $ # ontologia ) *o plane amento de uma pr"tese adesiva indireta. ) 19A . ) 194 . c) restauraç/es em silicato. D 192 .<=8%> 19? . ) 19@ . b) restauraç/es em resinas compostas com bisel e canaleta retentiva. b) dentes pilares com pouca inclinação.TRE-A* . D 271 . # 197 . + 1AB . c) dentes anteriores com coroa clínica longa. b) previne recidiva de c!rie.115 • • • • • a) restauraç/es em resinas compostas sem bisel e canaleta retentiva.2010 .TRE-A* . d) reduz a sensibilidade p"s.pulpar • • • • • a) é desnecess!ria. ' 199 .Analista Ju i!i"rio .Analista Ju i!i"rio .# ontologia $ # ontologia $ (ent)sti!a Restaura ora' ) ) proteção do complexo dentino.2010 . c) pre udica a estética.indica este tratamento.operat"ria. como • • • • • a) ausência de suporte oclusal posterior. d) raspagem e polimento. :)+). a presença de algumas condiç/es contra.

se instituir • • • • • a) o selamento oclusal dos molares permanentes. sexo feminino. e) o uso sistêmico de fluoretos por meio de comprimidos. ) paciente relata que.Q27324 ( Prova: FCC . d) mordida anterior topo a topo. 273 .# ontologia $ # ontologia $ En o ontia' ) 0aciente com 6? anos de idade. apresenta alto risco de c!rie e cavitaç/es nos dentes ?9. 173 .mero de vidro. 19 e 69.se. c) a restauração dos dentes anteriores com resina composta.# ontologia $ # ontologia $ (ent)sti!a Restaura ora' ) ) indicação de facetas estéticas é feita na ocorrência de • • • • • a) bruxismo.2010 . ) dor.2010 .116 272 .# ontologia $ # ontologia $ (ent)sti!a Restaura ora' ) 0aciente com ?? anos de idade. b) necrose pulpar.Q27325 ( Prova: FCC . c) periodontite apical.Q27323 ( Prova: FCC .Analista Ju i!i"rio . apresenta queixa de dor localizada no dente @9. 8 exame clínico mostra uma restauração de am!lgama extensa no dente @9. b) insuficiência de esmalte para o selamento marginal. deve.TRE-A* . 274 . c) diastemas. aumenta com as mudanças bruscas de temperatura e é intensificada com o frio. b) a restauração dos primeiros molares permanentes com resina composta.2010 . em princípio provocada.Analista Ju i!i"rio . d) a restauração dos primeiros molares permanentes com ion. 8 quadro descrito é compatível com o diagn"stico de • • • a) pulpite irreversível. a dor é exacerbada.TRE-A* .Analista Ju i!i"rio . sexo feminino. além de atividade de c!rie nos dentes anteriores. ao deitar.TRE-A* . e) oclusão 'lasse <<<. )liado 5 modificação de seus h!bitos de higiene bucal e frequência no consumo de aç(cares.

# ontologia $ # ontologia $ Far&a!ologia' ) 173 . dos molares caninos do do lado lado oposto. #st! correto o que se afirma )0#*)% em • • • • • a) < e <<<. 'onsidere as afirmativas abaixo.2010 . <. d) remoção do tecido cariado e irrigação com solução de hipoclorito de s"dio ?H.TRE-A* .alveolar. e) remoção do tecido cariado e instrumentação dos canais radiculares.Q27327 ( Prova: FCC . posicionada altura <<<.Analista Ju i!i"rio . b) preparo da c3mara pulpar e irrigação com solução de hipoclorito de s"dio ?H. b) < e <<. oposto. ) ) seringa seringa deve deve ser ser posicionada na altura na dos pré. necessitando receber uma anestesia adicional. 8 nervo lingual não é anestesiado. e) abscesso dento. 276 . <C. 275 .2010 .# ontologia $ # ontologia $ Anestesiologia' ) 0ara anestesiar o dente utilizando o bloqueio regional dos nervos alveolar inferior. optou.Analista Ju i!i"rio . lingual e bucal.Q27326 ( Prova: FCC .# ontologia $ # ontologia $ En o ontia' ) 8 procedimento de urgência para a condição desta paciente requer a realização de • • • • • a) instrumentação dos canais radiculares e curativo de formocresol.2010 .TRE-A* . <<. 277 . c) abertura coron!ria e curativo com cimento de hidr"xido de c!lcio.117 • • d) pericoronarite.Analista Ju i!i"rio .Q27328 ( Prova: FCC . c) < e <C. d) << e <<<. se pela técnica direta.TRE-A* . e) << e <C. ) agulha deve ser inserida na depressão entre a prega do ligamento perigomandibular e a linha oblíqua interna.

por um período de 1@ horas. c) exodontia.118 ) medicação p"s.# ontologia $ # ontologia $ Perio ontia' ) 8 tratamento recomendado é • • • • • a) tunelização. apresenta condição sugestiva de lesão de furca :rau < no dente 1@. e) regeneração tecidual guiada. o diagn"stico clínico pode requerer a realização de • • • • • a) raspagem e alisamento radicular. sexo feminino.molares superiores.operat"ria requer a prescrição de • • • • • a) ? comprimido de paracetamol 4BB mg a cada @ horas.Q27330 ( Prova: FCC . d) @B gotas de dipirona s"dica A4B mgPmI a cada @ horas. c) ? comprimido de paracetamol A4B mg a cada @ horas.2010 . por um período de @7 horas.# ontologia $ # ontologia $ Perio ontia' ) 0aciente com 19 anos de idade.micas existentes nos primeiros pré. c) raspagem coron!ria. Devido 5s variaç/es anat. b) plastia na !rea da furca. b) apicectomia.TRE-A* .Analista Ju i!i"rio . por um período de ?1 horas.Q27329 ( Prova: FCC . por um período de 69 horas. e) ?B gotas de dipirona s"dica 4BB mgPmI a cada 278 .Analista Ju i!i"rio .TRE-A* . 279 . e) elevação de um retalho. b) ? comprimido de dipirona s"dica A4B mg a cada @ horas. d) teste de vitalidade pulpar. 173 .2010 . d) ressecção radicular.

D 1A@ . # 1A2 .2010 . se. contínua e leve. d) ?@ anos.# ontologia $ # ontologia $ # onto+e iatria' ) 0aciente com 9 anos de idade. ' 281 .2010 . da na articulação direita. ' 1A6 . #xiste sensibilidade localizada ao tato e pressão diretamente sobre o polo lateral da articulação. ) 1A4 .Analista Ju i!i"rio . b) artropatia degenerativa com artrite inflamat"ria agu. vari!vel. *a anamne.TRE-A* . e) ?9 anos.TRE-A* . difusamente localizada na )=Q direita e agravada pelo uso da articulação.# ontologia $ # ontologia $ #rto ontia' ) 173 .Analista Ju i!i"rio . 8s dentes ?9. b) ?B anos.se em plano terminal reto. # 1A1 . tem a dor na região da )=Q como queixa principal.2010 .TRE-A* . %ua hist"ria clínica mostra sinais e sintomas sugestivos de • • • • • a) anquilose fibrosa. o que ocorrer! com a idade de • • • • • a) 7 anos. c) inflamação capsular e periarticular da )=Q direita. ' 1A7 .119 280 . sexo masculino. ele relata sensação dolorosa moderada. ) 1AA .Q27333 ( Prova: FCC . ) condição Ktopo a topoK persistir! até a substituição dos segundos molares decíduos. c) ?1 anos.# ontologia $ # ontologia $ #!lusão' ) 0aciente com 9@ anos de idade. apresenta arco tipo << de +aume. sexo masculino. além de dor nos movimentos protrusivos e laterais e na abertura de boca superior a 16 mm. + 17B . 19.<=8%> 1A? . constante. 282 . d) imobilização da )=Q esquerda.erupcionados e apresentam.Q27332 ( Prova: FCC . 69 e @9 encontramse recém. :)+). e) fibrose capsular.Analista Ju i!i"rio . + 1A9 .Q27331 ( Prova: FCC .

d) procurar por fragmentos de raiz na cavidade bucal.se executar a manobra que consiste em • • • • • a) obliterar o alvéolo e observar se h! sangramento. ocasião em que um movimento abrupto realizado com o extrator dental pode ter ocasionado a perfuração do soalho do seio maxilar. de 'lasse • • • • • a) <<<.Q27334 ( Prova: FCC . c) << divisão 1. sem apresentar repercussão sobre a maloclusão.120 ) evolução desta condição na presença de caninos normalmente posicionados sugere que.TRE-A* . 283 .TRE-A* . devido ao desenvolvimento psíquico da criança.Analista Ju i!i"rio .2010 .# ontologia $ # ontologia $ Trau&atologia' ) 0aciente com @7 anos de idade. relata o h!bito de sucção do polegar pela criança. sexo masculino. na dentição permanente. c) acarreta danos emocionais. b) obliterar as narinas do paciente e solicitar que ele expire. 8 exame clínico mostra a presença de mordida aberta anterior.nticos corrigirão esta maloclusão.# ontologia $ # ontologia $ #rto ontia' ) ) mãe de paciente com @ anos de idade.2010 . b) deve ser feita ap"s a erupção dos incisivos centrais permanentes. segundo )ngle. 173 . sinusal. pois os procedimentos ortod. 'om ob etivo de verificar se ocorreu a comunicação buco. sexo masculino. d) é suficiente para que ocorra a autocorreção desta anormalidade de oclusão. e) obliterar a cavidade bucal e solicitar que o paciente expire. e) <. e) deve ocorrer ap"s os 9 anos de idade. c) verificar se h! material estranho na mucosa alveolar.Q27335 ( Prova: FCC . 284 . é submetido 5 extração do dente ?4. b) << subdivisão. d) << divisão ?.Analista Ju i!i"rio . ) orientação para interrupção deste h!bito • • • • • a) é desnecess!ria. este paciente apresentar! oclusão. deve.

2010 . e) enxaqueca. b) parestesia.# ontologia Pe iatria $ # ontologia $ # ontologia Preventiva e %o!ial' ) 'onsidere a figura a seguir> B$d#ce C OD e& e'co. 286 .200: .Analista Ju i!i"rio . e) a sustentabilidade econ.mica do setor de educação. c) a construção de relacionamentos com hierarquia vertical.121 285 .TRT .>ª Região (*8) .# ontologia Pe iatria $ # ontologia $ # ontologia Preventiva e %o!ial' ) ) atuação intersetorial para a promoção de sa(de bucal requer • • • • • a) a interdisciplinaridade nas intervenç/es clínicas.200: .# ontologia $ # ontologia $ Trau&atologia' ) Mma possível consequência deste acidente clínico é a • • • • • a) lesão do arco oposto.o( 2002 173 .Q23248 ( Prova: FCC . 287 .nica. b) o monitoramento do processo e dos resultados 5 dist3ncia. c) fratura da tuberosidade maxilar.Q23249 ( Prova: FCC .Analista Ju i!i"rio .uore%ada4 E'%ado de 90o au.Analista Ju i!i"rio .TRT . d) sinusite maxilar cr. d) a definição clara de papéis e responsabilidades.TRE-A* .Q27336 ( Prova: FCC .ua *.>ª Região (*8) .are' de 12 a$o' de #dade e& &u$#c<p#o' co& e 'e& 1.

Analista Ju i!i"rio . nos municípios com !gua fluoretada. b) porém não leva em consideração se o indivíduo tem as habilidades necess!rias para tanto. c) contribui para a melhoria da qualidade dos sistemas de abastecimento de !gua. • • • • • a) pois reconhece a import3ncia dos fatores socioecon. b) não é considerado um direito de cidadania. e) aumenta o índice '08D em ?. em média.Q23251 ( Prova: FCC . d) pois proporciona conhecimento e habilidade para adoção de um estilo de vida saud!vel.>ª Região (*8) .122 #ste método de massa para a prevenção da c!rie dent!ria • a) resulta em valores médios para o índice '08D inferiores em populaç/es privadas do benefício.1 dentes.200: . e) contudo é limitada para modificar atitudes arraigadas ao longo da vida.# ontologia Pe iatria $ # ontologia $ # ontologia Preventiva e %o!ial' ) ) abordagem educacional para a promoção de sa(de bucal constitui uma intervenção coletiva com potencial para estimular a redução do biofilme dent!rio. c) devido 5 condução da negociação e ao enfoque individualizado.200: .Analista Ju i!i"rio .TRT .TRT . • • • • 288 . 289 .micas.>ª Região (*8) .Q23250 ( Prova: FCC .# ontologia Pe iatria $ # ontologia $ # ontologia Preventiva e %o!ial' ) 173 . d) reduz o índice de c!rie em populaç/es se forem diferentes suas características socioecon.micos na determinação da sa(de.

1BB6L são> • • • a) equidade. integralidade e eficiência.<=8%> 17? . d) limitam. c) enfocam a sistematização da prevalência de doenças bucais. D 179 . b) permitem conhecer os dados epidemiol"gicos do territ"rio.TRT . b) curativo. bioética. ' 177 . ' 171 .200: . c) em vigil3ncia da sa(de.123 *a #stratégia %a(de da Jamília.# ontologia Pe iatria $ # ontologia $ # ontologia Preventiva e %o!ial' ) ) inserção da equipe de sa(de bucal na #stratégia %a(de da Jamília T+rasil. d) odontogeri!trica. vidas na perspectiva das linhas do cuidado constantes no documento KDiretrizes da 0olítica *acional de %a(de +ucalK T+rasil. D 17A .Analista Ju i!i"rio . 290 .Analista Ju i!i"rio . # 176 . e) possibilitam o plane amento de aç/es para gestão dos casos. ' 291 . D 17@ . D 172 .>ª Região (*8) .# ontologia Pe iatria $ # ontologia $ # ontologia Preventiva e %o!ial' ) 8s princípios norteadores das aç/es a serem desenvol.200: .se ao plane amento de aç/es educativas.restauradora. # 12B . c) responsabilidade profissional. + 174 . 1BB?L implicou o desenvolvimento de modelos assistenciais com ênfase • • • • • a) em prevenção secund!ria. 173 .TRT .Q23253 ( Prova: FCC . :)+). gestão participativa.Q23252 ( Prova: FCC . humanização e publicidade. b) ética.família • • • • • a) a udam a identificar os casos e os controles. humanização e responsabilidade social.>ª Região (*8) . e) reabilitadora. bioética. as ferramentas utilizadas para o estudo de caso indivíduo.

>ª Região (*8) .Analista Ju i!i"rio . devido 5s particularidades da dentição decídua.Analista Ju i!i"rio . vínculo e gestão participativa. c) adoção da técnica transversal no uso de dentifrício fluoretado. c) restrita 5 fase de dentadura mista.TRT . 292 .# ontologia Pe iatria $ # ontologia $ # onto+e iatria' ) ) prevalência das gengivites na inf3ncia é • • • • • a) baixa.# ontologia Pe iatria $ # ontologia ) 'onsidere a tabela a seguir> ) queda do índice de c!rie dent!ria é atribuída 5 • • • • • a) ampliação do acesso ao ensino p(blico. d) menos elevada que a sua severidade.Q23255 ( Prova: FCC . 173 . integralidade.TRT . 293 . e) acesso. e) elevação da cobertura de fluoretação das !guas de abastecimento p(blico.Q23254 ( Prova: FCC . e) baixa para a forma localizada e alta para a forma generalizada. equidade e moralidade. d) implantação das aç/es de sa(de bucal no %istema \nico de %a(de. b) mais elevada que a sua severidade.200: .124 • • d) universalidade.200: . acolhimento. b) redução das desigualdades sociais.>ª Região (*8) .

173 .>ª Região (*8) .200: . c) )s manifestaç/es orais de doenças sistêmicas devem ser investigadas devido 5 possibilidade de malignização na adolescência.TRT .200: .Q23257 ( Prova: FCC .Q23256 ( Prova: FCC . paciente com ?7 anos de idade é atendida no consult"rio odontol"gico. c) mostra características sazonais entre as meninas na dentição decídua. febril.TRT .Analista Ju i!i"rio .Analista Ju i!i"rio . b) 8 líquen plano deixa a criança debilitada. desnutrição infantil.Analista Ju i!i"rio . irritadiça. com isso. c) eleva o risco de prematuridade do parto.estomatite herpética apresenta maior ocorrência em crianças com deficiência imunol"gica e presença do vírus $<C.# ontologia Pe iatria $ # ontologia $ # onto+e iatria' ) ) incidência de traumatismos dent!rios • • • • • a) não apresenta diferenças entre os gêneros. é correto afirmar> • a) )s les/es traum!ticas na região dos l!bios e bochechas em crianças menores de 4 anos podem indicar abuso infantil. com sangramento gengival.Q23258 ( Prova: FCC . d) é inversamente proporcional 5 idade na dentição decídua. sem apetite.# ontologia Pe iatria $ # ontologia $ # onto+e iatria' ) 'om relação 5s doenças e alteraç/es bucais com ocorrência na inf3ncia. ) sondagem periodontal detecta a presença de bolsas profundas na região posterior. e) apresenta tendência crescente com a adoção de ambientes saud!veis. 295 .# ontologia Pe iatria $ # ontologia $ Perio ontia' ) ) presença de doença periodontal severa • • • a) est! associada 5 gengivite ulcerativa necrosante aguda. *o 1F mês de gestação. • • • • 296 . d) ) gengivo. b) é característica da gravidez. b) é reduzida entre os meninos na fase de dentadura mista. com sialorréia.>ª Região (*8) .TRT .125 294 .>ª Região (*8) . e) ) candidíase bucal gera imenso desconforto de fala e de deglutição e pode ocasionar.200: . edema e sangramento gengival.

s(bita lactente. b) < e <C.se no AF mês de gestação e realiza consulta odontol"gica de rotina. o a o a redução aumento incremento diminuição na das da perda taxas de de de incidência peso morte inicial enterocolite de do necrosante. o tratamento odontol"gico • a) deve ser postergado para o período a partir da ?1F semana de gestação.>ª Região (*8) .200: . c) << e <<<. 8 momento da consulta é utilizado para algumas orientaç/es odontopedi!tricas durante o pré. d) << e <C.Q23259 ( Prova: FCC . uma vez que a liberação de catecolaminas decorrentes do estresse gera repercuss/es negativas 5 mãe e ao feto. em virtude da organogênese e maior incidência de abortos espont3neos no ?F trimestre. recém. <<. <C. e) pode ser agendado para o período da manhã. hiperbilirrubinemia.Analista Ju i!i"rio .126 • • d) resulta da suplementação alimentar utilizada pela paciente. #st! correto )0#*)% o benefício constante em • • • • a) < e <<. tais como <.Q23260 ( Prova: FCC .>ª Região (*8) . 8 aleitamento materno exclusivo até os 9 meses de vida traz benefícios para o bebê. b) requer adiamento para o 6F mês de gestação.# ontologia Pe iatria $ # ontologia $ Perio ontia' ) Diante do diagn"stico de doença periodontal. <<<. 297 .Analista Ju i!i"rio . d) requer prioridade. e) independe do controle do biofilme. 173 .TRT . do nascido.# ontologia Pe iatria $ # ontologia $ # onto+e iatria' ) 0aciente com 17 anos de idade encontra.o e indisposição são menos frequentes.natal. quando os epis"dios de en .200: . • • • • 298 . em decorrência dos riscos aos quais o feto est! exposto. em decorrência da possibilidade de hipotensão postural e incontinência urin!ria. c) deve ser realizado independentemente do período da gestação.TRT .

d) contém quantidade insuficiente de carboidratos.Q23263 ( Prova: FCC .)<*D<')D8 em caso de • • • • • a) fenilceton(ria. quando fervido.200: .TRT . relata uso frequente de chupeta pela criança.Analista Ju i!i"rio . não se rcomenda utilizar leite de vaca para crianças menores de ? ano.200: . indicando o h!bito de sucção digital. 8 exame físico mostra pequenas calosidades no dorso do polegar. :)+).Analista Ju i!i"rio .>ª Região (*8) . b) exposição ocupacional a metais pesados.# ontologia Pe iatria $ # ontologia $ # onto+e iatria' ) Qãe de paciente de 4 anos de idade. 299 . D 124 . # 121 . e) contém altos teores de !cido linoleico. c) hanseníase com tratamento iniciado 1 meses antes. uma vez que • • • • • a) fornece baixas taxas de proteína.>ª Região (*8) .>ª Região (*8) .127 • e) <<< e <C. c) contém quantidades insuficientes de vitamina '. 300 .<=8%> 12? .200: . d) doença de 'hagas.Q23261 ( Prova: FCC . b) fornece taxas insuficientes de s"dio. # 126 . D 301 . + 6BB . ) 127 . + 122 . são observadas mordida 173 . ) 129 . sexo feminino. pot!ssio e c!lcio. )o exame clínico.# ontologia Pe iatria $ # ontologia $ # onto+e iatria' ) *a impossibilidade de aleitamento materno. ' 12A . + 12@ .TRT . e) tuberculose com secreção nasal e bucal.# ontologia Pe iatria $ # ontologia $ Pa!ientes Es+e!iais' ) 8 aleitamento materno é '8*=.Analista Ju i!i"rio .Q23262 ( Prova: FCC .TRT .

# ontologia Pe iatria $ # ontologia $ # onto+e iatria' ) ) respiração bucal pode estar associada ao quadro descrito. evitando suas primeiras sensaç/es de conexão com o mundo exterior. d) diminui espontaneamente antes dos @ meses de vida. em relação a uma experiência de sucção satisfat"ria e livre.Q23264 ( Prova: FCC . • • • 302 .>ª Região (*8) . tensão emocional estruturada sobre a incapacidade da criança em superar sentimentos de "dio ou agressividade. e) satisfaz importantes necessidades psicol"gicas da criança nos seus primeiros meses de vida. ) função de sucção • • a) alivia a tensão psíquica do bebê e estabelece a necessidade de vínculo com os pais.128 aberta anterior.TRT .se 173 . frustração da criança.# ontologia Pe iatria $ # ontologia $ # onto+e iatria' ) 8 prolongamento do h!bito de sucção do polegar até os 4 anos de idade tem como causas prim!rias> <. por parte de seus pais.>ª Região (*8) . b) permite a alimentação do bebê. #ntre as características deste padrão funcional alterado. e) <<< e <C. <<. atenção maternal insuficiente para alívio de tens/es e satisfação 5s necessidades de estímulo da criança. c) << e <<<.TRT .200: . c) apresenta um sentido inicial de segurança e satisfação vinculado estreitamente 5 sensação t!ctil digital.Q23265 ( Prova: FCC . constrição do arco maxilar e mordida cruzada posterior. verifica.200: . <<<.Analista Ju i!i"rio . nos primeiros meses de vida. b) < e <<<. ansiedade da criança diante da cobrança de bom desempenho em atividades escolares e pr!ticas esportivas. quando a criança desenvolve habilidades como vocalizar e utilizar as mãos. #stão corretas )0#*)% as causas prim!rias constantes em • • • • • a) < e <<. 303 . <C. d) << e <C.Analista Ju i!i"rio .

# ontologia Pe iatria $ # ontologia $ # onto+e iatria' ) ) recomendação de interromper o h!bito de sucção digital nesta idade constitui uma medida • • • • • a) independente de procedimentos psicol"gicos. 304 . c) hipertonicidade do m(sculo mentual.Analista Ju i!i"rio . b) hipertonicidade do l!bio inferior.>ª Região (*8) . d) retrognatismo maxilar.200: . b) forma assimétrica.Analista Ju i!i"rio . pois a intervenção ortod. refere ser infectada pelo $<C. c) ausência de diastema.nascido. e) hipotonicidade das bochechas. uma característica da mordida aberta anterior consiste em • • • • • a) forma simétrica.TRT .TRT .Q23267 ( Prova: FCC . uma vez que a persistência na fase de dentadura promove m! oclusão. 305 .# ontologia Pe iatria $ # ontologia ) ) mãe de paciente recém.se a etiologia da m!.>ª Região (*8) . e) arco de forma ov"ide. d) arco tipo < de +aume. 173 . devido 5s alteraç/es na fala. b) desnecess!ria. e) importante.200: . pois h! forte probabilidade de auto.# ontologia Pe iatria $ # ontologia $ #rto ontia' ) 'onsiderando.>ª Região (*8) .129 • • • • • a) narinas alargadas.Analista Ju i!i"rio . 306 .Q23268 ( Prova: FCC . d) dependente de procedimentos fonoaudiol"gicos. correção da mordida cruzada posterior.Q23266 ( Prova: FCC . devido 5 imaturidade infantil. c) precoce.oclusão apresentada por esta paciente. do sexo masculino.TRT .ntica ser! realizada na fase de dentição permanente.200: .

c) da primeira dose ao nascer. indicado. e) receber a vacina oral contra poliomielite. aliada 5s medidas de imunização infantil.# ontologia Pe iatria $ # ontologia $ # onto+e iatria' ) 'om relação 5 amamentação do bebê. pela maior exposição em seu ambiente familiar.Analista Ju i!i"rio . d) da segunda dose aos 9 meses. • • • • 307 . %egundo o calend!rio de vacinação do Qinistério da %a(.Q23270 ( Prova: FCC . d) ser vacinado precocemente. e) o desmame deve ser estimulado ap"s os 9 meses de vida. a vacina contra hepatite + deve ter a aplicação • • • • • a) da primeira dose aos ?1 meses.>ª Região (*8) .# ontologia Pe iatria $ # ontologia $ -&unologia' ) 8s cuidados com a biossegurança fazem parte da rotina odontol"gica. visando 5 aplicação de doses corretas para cada morbidade. e) de reforço aos ?4 meses.Q23269 ( Prova: FCC . pois o vírus vacinal pode ser transmitido 5 mãe imunodeficiente.Analista Ju i!i"rio .130 %endo necess!rio um tempo longo para definição do diagn"stico de infecção da criança pelo $<C. 308 .200: . c) ser examinado para detectar a presença de sinais. 173 .TRT . • • • • • a) a livre demanda constitui o melhor regime de aleitamento materno. b) o aleitamento materno est! temporariamente contra.200: .TRT . d) é indicado o leite em p" modificado para atender 5s necessidades infantis.>ª Região (*8) .<DL logo ap"s o nascimento. com ob etivo de promover sua imunização contra as doenças infantis. com ob etivo de selecionar algumas vacinas do calend!rio oficial de vacinação. b) ter o início da vacinação postergado. de. c) o desmame precoce pode ser ocasionado por depressão puerperal. b) em dose (nica ao nascer. este bebê deve • a) receber a vacina contra tuberculose T+':.

<=8%> 6B? . com ob etivo de resolver a causa da queixa no menor tempo possível. ' 173 . apresenta queixa de dor no dente 44 ao ingerir sopas quentes. sexo masculino. c) avaliação do risco de c!rie por meio de testes de fluxo salivar e an!lise da microbiota oral. • • • • 310 .131 309 . ) 6B6 . )o exame radiogr!fico. com ob etivo de conhecer a historia presente e a passada dos aspectos odontol"gicos.TRT . b) o impacto imediato das intervenç/es restauradoras e as consequências em médio prazo das medidas reabilitadoras.Q23271 ( Prova: FCC .Q23272 ( Prova: FCC .Analista Ju i!i"rio .>ª Região (*8) . ) 6BA . b) exame radiogr!fico completo.>ª Região (*8) . visando detectar les/es de c!rie nas superfícies interproximais. ) 6?B .200: . c) a conveniência de aplicar técnicas operat"rias em paciente nesta etapa de crescimento e desenvolvimento. visando detectar possíveis comportamentos não colaborativos da criança. ' 6B@ .200: . d) a capacidade de colaboração do paciente para as manutenç/es preventivas. + 6B9 .# ontologia Pe iatria $ # ontologia ) 0aciente com 9 anos de idade. # 6B1 .# ontologia Pe iatria $ # ontologia $ # onto+e iatria' ) 8 plane amento do tratamento clínico deve levar em consideração • a) as repercuss/es mediatas do condicionamento psicol"gico necess!rio 5 colaboração do paciente. • • • • :)+). e) a adequação comportamental e a participação ativa da família que permita o adequado alívio da dor do paciente. D 6B7 . $! biofilme visível nos dentes anteriores. observa. d) anamnese detalhada. #sta consulta odontol"gica inicial requer a realização de> • a) exame mais conciso e dirigido. 8 exame clínico mostra lesão de c!rie profunda no dente 44 e os dentes A4 e 74 restaurados com am!lgama. e) entrevista com os pais. visando evitar recidiva de c!rie. # 6B4 .TRT .se espessamento do espaço periodontal na região do dente 44. ' 6B2 .Analista Ju i!i"rio .

8 dente 44 tem como diagn"stico e terapêutica endod. sexo masculino. a motivação dos pais e da criança para o autocuidado é fundamental. $! biofilme visível nos dentes anteriores. b) sua responsabilidade pela escovação. sem necessitar do auxílio de seus pais.# ontologia Pe iatria $ # ontologia $ # onto+e iatria' ) 0ara o controle do biofilme dent!rio. 8 exame clínico mostra lesão de c!rie profunda no dente 44 e os dentes A4 e 74 restaurados com am!lgama. que se encontram em período de menor risco 5 c!rie.200: . • • • • 173 . sem prescindir do auxílio de seus pais. principalmente na higienização dos primeiros molares permanentes.Q23273 ( Prova: FCC . e) sua responsabilidade pela escovação. principalmente na higienização dos primeiros molares permanentes.>ª Região (*8) .nica hiperpl!sica e pulpotomia.132 311 .# ontologia Pe iatria $ # ontologia $ # onto+e iatria' ) 0aciente com 9 anos de idade. sem necessitar do auxílio de seus respons!veis na higienização dos segundos molares decíduos.se espessamento do espaço periodontal na região do dente 44.TRT . e) hiperemia e proteção pulpar direta. c) parte da responsabilidade pela escovação. que se encontram em período de maior risco 5 c!rie. 312 .>ª Região (*8) . sem necessitar do auxílio de seus respons!veis na higienização dos primeiros molares permanentes. b) necrose pulpar e pulpectomia.Analista Ju i!i"rio .Q23274 ( Prova: FCC .ntica. • • • • • a) pulpite aguda e pulpotomia. d) parte da responsabilidade pela escovação.200: . observa. apresenta queixa de dor no dente 44 ao ingerir sopas quentes. que se encontram em período de maior risco 5 c!rie. respectivamente. d) alteração pulpar degenerativa e pulpectomia.Analista Ju i!i"rio . que se encontram em período de maior risco 5 c!rie. )o exame radiogr!fico. que se encontram em período de maior risco 5 c!rie. e requer estímulo para que a criança assuma • a) parte da responsabilidade pela escovação. c) pulpite cr. principalmente na higienização dos segundos molares permanentes.TRT . sem prescindir do auxílio de seus pais.

TRT . é necess!rio observar a existência de um padrão dietético de elevada cariogenicidade. pois a aplicação de gel em moldeiras mostra concentração de fluoreto no sangue ap"s absorção inferior 5quela observada com a aplicação de bochechos fluorados.>ª Região (*8) . c) refrigerante a base de cola em dias festivos. 314 . e) balas de caramelo adquiridas na cantina escolar. d) sorvete de frutas nos dias quentes. b) batata frita com Vetchup nas refeiç/es.>ª Região (*8) .# ontologia Pe iatria $ # ontologia $ # onto+e iatria' ) 8 uso de selantes de cicatrículas e fissuras tem indicação • • • • • a) em dentes permanentes recém.TRT . c) até o segundo ano.erupcionados. e) com base no risco individual do dente e da superfície dent!ria 5 c!rie. b) em superfícies oclusais de todos os dentes não cariados. uma vez que a aplicação de fl(orfosfato acidulado apresenta redução de c!rie inferior 5quela observada no controle de biofilme com dentifrícios sem fl(or. pois a aplicação de verniz fluoretado apresenta valor inferior 5quele observado com a aplicação de bochechos fluorados. • • • • 315 .133 313 . d) o custo.Analista Ju i!i"rio . ap"s a erupção de cada dente.Q23275 ( Prova: FCC . b) a segurança. uma vez que a aplicação de verniz fluoretado mostra concentração de fluoreto no sangue ap"s absorção inferior 5quela observada com a aplicação de gel em moldeiras.200: .Q23276 ( Prova: FCC . característico de um padrão compatível com o consumo de> • • • • • a) bolachas recheadas aos finais de semana. um fator relevante na definição da técnica é • a) a segurança.Analista Ju i!i"rio .200: . c) o custo.# ontologia Pe iatria $ # ontologia $ # onto+e iatria' ) *a aplicação de fl(or t"pico.>ª Região (*8) . 173 .200: .TRT .# ontologia Pe iatria $ # ontologia $ # onto+e iatria' ) )o avaliar a ingestão de sacarose pelo paciente. e) a efic!cia.Analista Ju i!i"rio . d) com base na hist"ria de c!rie na dentição decídua. uma vez que a aplicação de gel em moldeiras apresenta valor inferior 5quele observado com a fluoretação das !guas de abastecimento p(blico.Q23277 ( Prova: FCC .

# ontologia Pe iatria $ # ontologia $ Anestesiologia' ) 8 tratamento restaurador deve ser realizado com o uso de anestesia • • • • • a) t"pica. c) infiltrativa do nervo mentoniano. indica. 6B minutos antes da intervenção.TRT .# ontologia Pe iatria $ # ontologia $ Far&a!ologia' ) 0aciente com 4 anos de idade. apresenta lesão de c!rie profunda no dente A4.Q23279 ( Prova: FCC .>ª Região (*8) . material permitir possibilitar apresentar ser compatível um restaurador microinfiltraç/es preparo estabilidade cavit!rio de deve> marginais.200: .TRT . e) por infiltração papilar. cor.Q23278 ( Prova: FCC . 318 . b) ? comprimido de lorazepam ? mg.Analista Ju i!i"rio .Analista Ju i!i"rio . c) ? comprimido de diazepam 4 mg.TRT . <<<. d) 1 comprimidos de diazepam 4 mg dissolvidos em !gua. <<.se a tranquilização verbal associada 5 prescrição de • • • • • a) ? gota de levomepromazina para cada 1 Vg de peso corporal. sexo feminino. uma hora antes da intervenção. d) por bloqueio do nervo nasopalatino. 6B minutos antes da intervenção. e) 4 gotas de pimetixeno por quilo de peso corporal. na boca.>ª Região (*8) . conservador. ) criança mostra. com o tempo que o dente decíduo deve permanecer 173 . b) por bloqueio do nervo alveolar inferior.Analista Ju i!i"rio . <C. uma hora antes da intervenção.Q23280 ( Prova: FCC . 317 .200: .se visivelmente inquieta e a mãe relata hist"rico de comportamento pouco colaborador em tratamentos odontol"gicos anteriores.134 316 . 'om ob etivo reduzir a ansiedade da criança frente aos procedimentos odontol"gicos. uma hora antes da intervenção.# ontologia Pe iatria $ # ontologia $ (ent)sti!a Restaura ora' ) 8 <.200: .>ª Região (*8) .

c) ulotomia.# ontologia Pe iatria $ # ontologia $ Perio ontia' ) 0aciente com ?1 anos de idade.Analista Ju i!i"rio . e) produção de ocitocinas e consumo de carboidratos. b) frenectomia.200: .200: .Analista Ju i!i"rio . observa. )dicionalmente. d) alteraç/es hormonais e ac(mulo de biofilme. b) << e <C. 320 . e) < e <C.ntico fixo e apresenta inflamação gengival generalizada.135 #stão corretas )0#*)% as características que constam em • • • • • a) <<< e <C. d) gengivoplastia.>ª Região (*8) . c) << e <<<. faz uso de aparelho ortod. d) < e <<<.Q23281 ( Prova: FCC .TRT .TRT .>ª Região (*8) . 173 . e) gengivectomia. com sangramento espont3neo. ) gengivite na puberdade tem como causas principais • • • • • a) consumo de sacarose e baixo p$ salivar. sexo feminino.# ontologia Pe iatria $ # ontologia $ Perio ontia' ) 8 tratamento da retração gengival requer a realização de • • • • • a) ulectomia. c) estresse e baixo peso ao nascer. se diastema localizado entre os incisivos centrais superiores e retração gengival nesta região.Q23282 ( Prova: FCC . 319 . b) tabagismo e consumo moderado de bebidas alco"licas.

Q23283 ( Prova: FCC .Q23285 ( Prova: FCC .tas. D 6?1 .136 :)+). é necess!rio realizar tomada radiogr!fica • • • • • a) periapical. b) oclusal superior. D 61B .se que os dentes 4? e 9? estão intruídos 8 atendimento de urgência requer o controle da dor infantil por meio da administração de • • • • • a) dipirona magnésica ] @B gotasPdose. 8 exame físico mostra feridas na região do mento.>ª Região (*8) .# ontologia Pe iatria $ # ontologia $ # onto+e iatria' ) 8 tratamento para os dentes 4? e 9? consiste em 173 . d) interproximal.<=8%> 6?? .200: . e) carpal.200: . 323 .200: . c) paracetamol ] ? gotaPVgPdose até o limite de 64 go. b) acetaminofen ] ?B gotasPVgPdose. + 321 . e) !cido acetil salicílico ] ? comprimido diluído em !gua. ) 6?A .Q23284 ( Prova: FCC .# ontologia Pe iatria $ # ontologia $ Ra iologia' ) 'om ob etivo de detectar a presença de fratura "ssea na região do mento.# ontologia Pe iatria $ # ontologia $ Far&a!ologia' ) 0aciente com 4 anos de idade.TRT . sexo masculino. d) dipirona s"dica ] 64 gotasPdose. # 6?@ .TRT .Analista Ju i!i"rio .Analista Ju i!i"rio . # 6?9 . 322 . ) 6?6 .>ª Região (*8) .TRT . + 6?2 . + 6?7 .>ª Região (*8) . 8bserva.Analista Ju i!i"rio . ) criança relata dor e chora muito. é levado pelos pais ao consult"rio odontol"gico 6B minutos ap"s sofrer uma queda no pla[ground. c) panor3mica. ) 6?4 .

Analista Ju i!i"rio . c) reposição do osso alveolar e sutura. 324 .TRT .Analista Ju i!i"rio . b) triagem clínica e sorol"gica do receptor com documentação que comprove os resultados.>ª Região (*8) . e) do )%+ na aplicação de anestesia.TRT . com a participação • • • • • a) do =%+ na prescrição de analgésico.TRT . e) prevenção 5 infecção cruzada por meio da utilização de equipamentos de proteção individual.# ontologia Pe iatria $ # ontologia ) 0aciente com A anos de idade. tem indi.Q26300 ( Prova: FCC . 'onstitui requisito a ser observado pelo profissional ao utilizar o +anco de Dentes> • • • • • a) processamento do "rgão dental constituído por esterilização e hidratação.200H . b) extração em caso de não.Q23286 ( Prova: FCC . e) extração e colocação de mantenedor de espaço. d) do 'D na confecção de mantenedor de espaço. 326 .# ontologia Pe iatria $ # ontologia ) 8 trabalho da equipe de sa(de bucal no atendimento ao paciente implica a distribuição de tarefas.200: . 325 . c) assinatura do termo de consentimento livre e esclarecido e termo de doação pelo doador.200: .# ontologia $ # ontologia ) 173 .>ª Região (*8) . sexo masculino.137 • • • • • a) imobilização por esplintagem. d) processamento das estruturas mineralizadas por meio de desinfecção química por 1@ horas.pressionamento dos germes dent!rios. b) do )%+ no agendamento de consultas.1Hª Região (8#) . c) do 'D na revelação da radiografia. d) aguardo da reerupção por 1 a @ meses.Analista Ju i!i"rio . cação de restauração biol"gica no dente 4@.Q23287 ( Prova: FCC .

1Hª Região (8#) . como o acrílico.Q26301 ( Prova: FCC . b) colonizam superfícies que descamam.138 0ara realizar o diagn"stico diferencial de dor aguda.Analista Ju i!i"rio .200H .TRT . a correta associação entre a condição do paciente. as características da dor e seus fatores desencadeantes ocorre em • a) • b) • c) • d) • e) 327 . c) colonizam a cavidade bucal de indivíduos edêntulos. uma vez que • • • • a) produzem polissacarídeo extracelular a partir da sacarose. 173 . d) produzem !cido l!tico extracelular a partir do sorbitol.# ontologia $ # ontologia ) 8 biofilme dental é considerado um fator etiol"gico prim!rio da c!rie. 8s estreptococos do grupo mutans são altamente cariogênicos.

# ontologia $ # ontologia ) <nformaç/es derivadas da an!lise do genoma do %.# ontologia $ # ontologia ) 0aciente com ?4 anos de idade. • • • • 329 . 328 .200H . deve ser utilizada nos dentes posteriores.Q26303 ( Prova: FCC .Analista Ju i!i"rio . Durante a semiologia da c!rie dent!ria.1Hª Região (8#) .200H .139 • e) não produzem !cidos em grande quantidade em p$ menor ou igual a 4. chega ao consult"rio odontol"gico para consulta inicial e apresenta grande ac(mulo de biofilme dental de aspecto pega oso nos dentes anteriores e posteriores. e) apresenta no gene ffh um papel fundamental para a sua agregação ao biofilme dental.1Hª Região (8#) .# ontologia $ # ontologia ) ) presença de les/es cervicais cavitadas nos dentes ?? e ?6 requer 173 . d) a utilização de sonda exploradora pode promover danos a tecidos hígidos.1Hª Região (8#) . que não deve ser utilizada. é correto afirmar que • a) dentes com sítios desmineralizados podem ser cavitados pelo uso de sonda exploradora.Analista Ju i!i"rio . c) tem no gene dlt um papel importante no processo de síntese e retenção de polissacarídeos intracelulares.TRT . c) inatividade de les/es de c!rie pode ser observada pelo tipo de microbiota que coloniza esta placa bacteriana. portanto.Analista Ju i!i"rio . b) uma cuidadosa profilaxia com evidenciação de placa deve ser feita previamente ao diagn"stico.Q26302 ( Prova: FCC . sexo masculino. e) placa espessa e pega osa é característica da presença de polissacarídeos extracelulares produzidos por lactobacilos. • • • • 330 .TRT .Q26304 ( Prova: FCC . b) não pode metabolizar a galactose e o manitol. mutans sugerem que essa bactéria • a) utiliza a reserva de polissacarídeos intracelulares para manter a atividade metab"lica na presença de carboidratos na cavidade bucal.TRT .200H . d) situa no gene gtf a habilidade de manter a estrutura protéica da parede celular intacta durante as mudanças de p$ do biofilme.

D 61@ .# ontologia $ # ontologia ) *o tratamento de defeitos infra.200H .1Hª Região (8#) . D 61A .mero de vidro. 8 material restaurador de escolha para adequação do meio bucal é • • • • • a) resina de micropartículas. :)+).TRT . ) 617 . os resultados mais satisfat"rios são descritos em defeito • • • a) largo e com duas paredes remanescentes. ' 611 .Q26306 ( Prova: FCC ."sseos com a técnica da regeneração tecidual guiada. b) cimento de ion. b) controle da c!rie sem restauração. c) largo e raso. 173 . e) preparo cavit!rio com extensão de prevenção.200H . D 331 . 332 .Q26305 ( Prova: FCC .# ontologia $ # ontologia $ (ent)sti!a Restaura ora' ) 0aciente com ?4 anos de idade.Analista Ju i!i"rio . d) preparo cavit!rio limitado 5 remoção do tecido cariado.<=8%> 61? . d) am!lgama de prata. # 619 . c) remineralização das les/es com fl(or fosfato acidulado. chega ao consult"rio odontol"gico para consulta inicial e apresenta grande ac(mulo de biofilme dental de aspecto pega oso nos dentes anteriores e posteriores.TRT . ' 616 .140 • • • • • a) acompanhamento clínico e radiogr!fico. e) fosfato de zinco e eugenol. c) adesivo dentin!rio. ) 66B .1Hª Região (8#) . b) largo e profundo. ' 612 .Analista Ju i!i"rio . sexo masculino. + 614 .

Q26307 ( Prova: FCC . ) condição de sa(de e respectiva ustificativa estão corretas em> • a) • b) • c) • d) • e) 173 . e) profundo e estreito.1Hª Região (8#) . busca no implante dent!rio a resolução para a perda do dente @@.TRT . sexo feminino. a presença de algumas condiç/es constitui contra. Durante a avaliação da condição de sa(de geral da paciente. 333 .indicação 5 reabilitação protética por meio de implante.141 • • d) raso e com três paredes remanescentes.# ontologia $ # ontologia ) 0aciente com 61 anos de idade.200H .Analista Ju i!i"rio .

Q26310 ( Prova: FCC . d) a largura "ssea no sentido vestíbulo.Analista Ju i!i"rio .Q26308 ( Prova: FCC . e) a altura "ssea mínima é de 4 mm. e) exacerbação do sangramento na !rea cir(rgica. a escolha do anestésico contendo vasoconstritores adrenérgicos proporciona • • • • • a) dificuldade na visualização do campo cir(rgico. c) redução da qualidade do procedimento cir(rgico.142 334 . d) isquemia p"s.1Hª Região (8#) . observa. a correta angulação do feixe de raios E em relação 5 tangente do arco na !rea entre o forame e este dente é • • • • • a) em 3ngulo de 9BD.Analista Ju i!i"rio .TRT . e) perpendicular.Q26309 ( Prova: FCC . 335 .operat"ria. 336 .Analista Ju i!i"rio .lingual mínima é de 1 mm.TRT .# ontologia $ # ontologia ) *a cirurgia periodontal. c) distal.se uma condição favor!vel 5 instalação de implante convencional tipo +ranemarV quando • • • • • a) o espaço interdental mínimo é de @ mm.1Hª Região (8#) .1Hª Região (8#) .TRT . b) manutenção do sangramento gengival em nível mínimo. a dist3ncia mínima entre arcos é de 4 mm.200H . a dist3ncia m!xima entre arcos é de 4 mm.# ontologia $ # ontologia ) 'om relação 5 morfologia "ssea da região do dente @@. com ob etivo de identificar a dist3ncia horizontal entre o forame mentoniano e o dente @6. c) em oclusão.# ontologia $ # ontologia $ Ra iologia' ) Mtilizando a técnica do paralelismo. 173 .200H .200H . b) em movimento de abertura. d) mesial. b) em 3ngulo de @4D.

200H . e) gengivite estreptoc"cica. 338 .# ontologia $ # ontologia ) ) prescrição do antimicrobiano de escolha e respectivo espectro de ação estão corretos em> 173 . 8 exame físico mostra intumescimento dos n"dulos linf!ticos submandibulares.se que as papilas gengivais estão edemaciadas e apresentam contorno arredondado. ) remoção de uma camada pseudomembranosa brancoamarelada provoca sangramento e exposição de tecido ulcerado.Analista Ju i!i"rio .Q26311 ( Prova: FCC .# ontologia $ # ontologia $ Perio ontia' ) 0aciente com 16 anos de idade.Analista Ju i!i"rio .# ontologia $ # ontologia $ Perio ontia' ) 8 sucesso clínico da cirurgia periodontal é observado pela ausência de • • • • • a) redução de profundidade da bolsa. c) penfig"ide benigno. sexo masculino.1Hª Região (8#) .143 337 . d) morfologia da !rea dentogengival que permita o controle da placa. b) acesso para raspagem e alisamento radicular.Q26313 ( Prova: FCC .200H . )o exame clínico. e) placa visível supragengival. refere dor intensa e sangramento que inicia espontaneamente nas margens gengivais na região dos incisivos inferiores. d) eritema multiforme exsudativo. 339 . 8s sinais e sintomas são compatíveis com o diagn"stico prov!vel de • • • • • a) gengivite ulcerativa necrosante aguda.1Hª Região (8#) .Analista Ju i!i"rio .Q26312 ( Prova: FCC .TRT .1Hª Região (8#) .TRT . b) gengivite descamativa.TRT . observa. c) sangramento 5 sondagem no fundo da bolsa periodontal.200H .

:)+). c) gengivectomia para remoção de crateras profundas.Analista Ju i!i"rio .Q26314 ( Prova: FCC .200H .<=8%> 173 .1Hª Região (8#) .# ontologia $ # ontologia $ Perio ontia' ) 8 tratamento da fase aguda deve incluir • • • • • a) cirurgia a retalho visando 5 eliminação de defeitos teciduais. b) raspagem supragengival ap"s a remissão do sangramento gengival.TRT .144 • a) • b) • c) • d) • e) 340 . e) raspagem subgengival com intensidade crescente 5 medida que os sintomas diminuem. d) gengivoplastia ob etivando impedir o ac(mulo de placa bacteriana.

'linicamente. + 661 . e) resposta negativa ao teste pulpar.Q26316 ( Prova: FCC . # 666 . + 66A . respectivamente. • a) • b) • c) 173 . D 6@B .Analista Ju i!i"rio .TRT . # 669 . ) paciente queixa.se de odor fétido e relata ser fumante.Q26315 ( Prova: FCC . ' 664 . D 66@ . dentre os quais encontra. c) periodontite marginal.se • • • • • a) contato oclusal prematuro.# ontologia $ # ontologia $ Cirurgia' ) Decorridas 69 horas da extração do dente 1A. # 341 . retorna ao consult"rio odontol"gico com queixa de dor intensa e contínua na região da intervenção cir(rgica.1Hª Região (8#) .se hiperemia na mucosa que circunda a ferida.200H . b) exposição pulpar devido 5 c!rie. sexo feminino. *ão h! supuração e as paredes do alvéolo apresentam coloração acinzentada.Analista Ju i!i"rio . ' 667 . a presença de alguns fatores pode indicar pulpite irreversível.200H .TRT .1Hª Região (8#) . d) resposta negativa de dor 5 percussão. ) 662 .# ontologia $ # ontologia $ En o ontia' ) *a formulação de um diagn"stico pulpar. observa. 8 diagn"stico e plano de tratamento. paciente com 66 anos de idade.145 66? . 342 .

200H . d) o uso de métodos psicol"gicos que estimulem o abandono do h!bito.1Hª Região (8#) . sexo masculino. c) aguardar o amadurecimento psicol"gico da criança e o abandono espont3neo do h!bito. b) a eliminação das interferências oclusais que induzem ao h!bito. apresenta h!bito de sucção do polegar e mordida aberta anterior.200H . e) a aplicação de medidas punitivas para induzir ao abandono do h!bito deletério.Q26317 ( Prova: FCC .146 • d) • e) 343 .# ontologia $ # ontologia $ #rto ontia' ) 0aciente com ?6 anos de idade. b) 'lasse << divisão ?. c) 'lasse << divisão 1.Q26318 ( Prova: FCC .TRT . e) 'lasse <<< esquelética. que se contrai para elevar o m(sculo orbicular dos l!bios e efetuar o selamento labial. )lém de terapia ortod. d) 'lasse <<< funcional. #m oclusão.TRT . %eu perfil facial é retrogn!tico.Analista Ju i!i"rio .1Hª Região (8#) . a dentição mandibular encontra. com excessiva sobressaliência.ntica para correção da m! oclusão.se • • • • • a) o uso de métodos restritivos que limitem a movimentação dos braços e mãos. trata. 173 . 344 .Analista Ju i!i"rio .# ontologia $ # ontologia $ # onto+e iatria' ) 0aciente com 9 anos de idade. %egundo a classificação de )ngle.se distalmente 5 maxilar. sexo feminino. mostra hiperatividade do m(sculo mentoniano. recomenda.se de m! oclusão de • • • • • a) 'lasse <.

200H . b) terapia antibi"tica e proservação. c) fratura radicular. )o exame clínico. e) perfuração superficial infectada. 347 .Analista Ju i!i"rio . )s respostas aos testes de sensibilidade térmica são normais e a dor é desencadeada pelo teste de percussão.Q26320 ( Prova: FCC . procedimento que poder! ser realizado na )M%^*'<) de • • • • • a) furca com localização profunda. d) apicectomia e proservação.se a possibilidade de amputação radicular ThemissecçãoL. 173 . sexo masculino. com 62 anos de idade.1Hª Região (8#) . 8 tratamento indicado é • • • • • a) pulpectomia e restauração definitiva. queixa.Q26319 ( Prova: FCC .1Hª Região (8#) . *essa ocasião.200H . sofreu traumatismo nos dentes ?? e 1?.Q26321 ( Prova: FCC . c) instrumentação dos canais radiculares e medicação intracanal.200H .# ontologia $ # ontologia $ En o ontia' ) 0aciente com 2 anos de idade.ntico. na elaboração do plano de tratamento considera.Analista Ju i!i"rio .TRT .# ontologia $ # ontologia $ Perio ontia' ) Cisando realizar um procedimento conservador e a manutenção do dente @9 de um paciente do sexo masculino.# ontologia $ # ontologia ) 0aciente do sexo masculino. %eu atendimento odontol"gico ocorreu 6 horas ap"s o acidente. observa.se sangramento pulpar no dente ?? e fraturas em dentina em ambos os dentes.se restauração no referido dente com contato prematuro. b) pulpectomia e reconstrução com resina composta. d) reabsorção cervical.TRT .1Hª Região (8#) . d) esplintagem com fio ortod. b) periodontite marginal severa. observou. c) pulpectomia com uso de cimento de hidr"xido de c!lcio.se de dor ao morder e relata um procedimento restaurador no dente ?A realizado h! ?B dias.Analista Ju i!i"rio . 8 procedimento indicado para o dente ?? é • • • • a) pulpotomia parcial com uso de pasta de hidr"xido de c!lcio. 1A anos de idade.147 345 .TRT . 346 . e) a uste da oclusão e acompanhamento.

1Hª Região (8#) . sexo masculino. b) friccionando as mãos com !lcool a 6BH.TRT .Q26324 ( Prova: FCC . d) bloqueio maxilo.# ontologia $ # ontologia $ Cirurgia' ) 0aciente com ?A anos de idade.TRT . c) com cominução dos fragmentos e instabilidade.200H . 173 . b) relacionada a um tumor.mandibular. e) da sínfise com desvio pouco significativo.ndilo.# ontologia $ # ontologia ) )o final da realização de procedimento restaurador em paciente com 14 anos de idade. d) com desvio significativo.1Hª Região (8#) .TRT .1Hª Região (8#) .Q26322 ( Prova: FCC . o profissional percebeu que as luvas estavam rasgadas.200H .Analista Ju i!i"rio .Analista Ju i!i"rio . b) dieta líquida por duas semanas e observação. c) utilizando polivinil pirrolidona iodo sobre as mãos. c) fisioterapia el!stica para corrigir a oclusão.ndilo mandibular unilateral sem luxação e sem desvio. 'linicamente.se que não h! repercussão na oclusão dent!ria. observa. sexo masculino.Analista Ju i!i"rio . apresenta fratura de c. Deve. 350 . 349 .Q26323 ( Prova: FCC .sepsia • • • a) higienizando as mãos vigorosamente com escovas de cerdas duras.# ontologia $ # ontologia ) 8 tratamento incruento ou conservador tem indicação em fratura mandibular • • • • • a) associada a dis unç/es do terço médio da face. e) osteotomia para recapturar o c.se realizar a anti.148 • e) colagem do fragmento com resina composta. 348 . 8 tratamento consiste em • • • • • a) terapia cir(rgica para restabelecer a dimensão vertical.200H .

' 6@6 .1Hª Região (8#) .TRT . )p"s o contato com material biol"gico. sexo masculino.200H . 173 . d) ser imunizado contra rubéola. e) solicitar teste de sorologia $<C ao paciente. c) a previsibilidade de esfoliação dos dentes e a inatividade da doença. 8 plano de tratamento deve considerar • • • • • a) a remoção do esmalte sem suporte para execução de restauraç/es adesivas. o profissional percebeu que as luvas estavam rasgadas. c) ser imunizado contra hepatite '.149 • • d) imergindo as mãos em saneantes.200H . b) iniciar quimioprofilaxia antiretroviral @7 horas ap"s o acidente. b) o est!gio incipiente de perda mineral representado pelas cavitaç/es. o cirurgião. e) friccionando as mãos com gel glicerinado com aloe vera.Q26326 ( Prova: FCC . se o paciente tiver resultado positivo ou desconhecido. + 6@@ .nicas cavitadas de c!rie na superfície mesial dos dentes 4? e 9?.Analista Ju i!i"rio . + 6@2 .Analista Ju i!i"rio .1Hª Região (8#) . ) 6@7 .TRT .# ontologia $ # ontologia $ # onto+e iatria' ) 0aciente com 4 anos de idade. e) o est!gio avançado de perda mineral representado pelas manchas brancas.# ontologia $ # ontologia ) )o final da realização de procedimento restaurador em paciente com 14 anos de idade. :)+). # 64B .<=8%> 6@? . apresenta les/es cr. sexo masculino.dentista deve • • • • • a) realizar testes para $<C. + 6@1 . D 6@4 . d) a necessidade de tratamento invasivo. 352 .Q26325 ( Prova: FCC . ) 6@9 . visando evitar a progressão da doença. ' 351 . # 6@A .

c) < e <<.TRT .1Hª Região (8#) .Analista Ju i!i"rio .1Hª Região (8#) . profissão.200H . e) << e <<<. b) substituição da sacarose por sorbitol.Q26328 ( Prova: FCC . 173 . *Y8 é da competência exclusiva do médico a realização de • a) traqueostomias eletivas. um substituto da sacarose com valor nutriente. ocasionem aviltamento N correto o que consta )0#*)% em • • • • • a) < e <C. especialidades que possuam ou que se am reconhecidas pelo 'onselho Jederal de 8dontologia. críticas a técnicas utilizadas por outros profissionais ou observaç/es desabonadoras sobre sua atuação clínica. <C. 354 .1Hª Região (8#) .200H .# ontologia $ # ontologia ) %egundo a 'onsolidação das *ormas para procedimentos nos 'onselhos de 8dontologia.Q26329 ( Prova: FCC . d) controle da freq_ência de consumo de uva passa e frutas secas.TRT .Q26327 ( Prova: FCC . <<<.Analista Ju i!i"rio .TRT . 355 .esolução 'J8 96P1BB4. b) << e <C.Analista Ju i!i"rio . o aconselhamento dietético realista inclui • • • • • a) consumo de frutas frescas ap"s as refeiç/es. <<.# ontologia $ # ontologia ) *a regulação da comunicação em 8dontologia. c) utilização di!ria de ciclamato.200H . que tem efeito anticariogênico.150 353 . o '"digo de Ntica 8dontol"gica considera infração ética a divulgação de <. e) proibição do consumo de sacarose refinada.# ontologia $ # ontologia ) Cisando ao controle dos fatores envolvidos na etiopatogenia da c!rie. aprovada pela . terapias oferta de de tratamento serviços que que não não este am devidamente o comprovadas da cientificamente. d) < e <<<.

as colheitas de • • • • • a) sintomas e sangue para exame hematol"gico.# ontologia $ # ontologia ) )s finalidades da anamnese e do exame físico do paciente são.maxilo.# ontologia $ # ontologia ) 8 material utilizado como selante de fissura é> • • • • • a) resina composta de baixo escoamento.Analista Ju i!i"rio . e) verniz com fl(or.TRF .200H .200H .Fª RE8-9# . d) sinais e sintomas.TRF . d) tratamento de neoplasias malignas.Fª RE8-9# .se indicar os seguintes exames> • a) 'línico intrabucal e radiogr!fico.Analista Ju i!i"rio . 357 . b) sinais e antecedentes familiais. c) resina composta de alto escoamento ou cimento de ion. c) sintomas e antecedentes m"rbidos. respectivamente.Analista Ju i!i"rio .# ontologia $ # ontologia ) 0ara complementação dos achados clínicos de uma lesão. c) tratamento de neoplasias das gl3ndulas salivares maiores. 358 .Q304987 ( Prova: FCC . com vistas 5 elaboração do diagn"stico.Fª RE8-9# .200H . 356 .Q304988 ( Prova: FCC .funcional do aparelho mastigat"rio.mero de vidro.facial destinado a enxertos aut"genos. pode.151 • • • • b) cirurgia estético.Q304989 ( Prova: FCC . e) retirada de tecido de região doadora fora da !rea buco. d) resina composta de alto escoamento para molares em erupção. 173 .TRF . e) sintomas e sinais. b) resina composta de baixo escoamento para molares em erupção.

+ 649 .200H . # 644 .3nula. b) 'isto de erupção.Q304990 ( Prova: FCC . em relação aos conte(dos no seu interior são> • • • • • a) b) c) d) e) 360 . :)+).TRF .TRF . com etiologia de traumatismo mec3nico.<=8%> 64? .Fª RE8-9# .Fª RE8-9# . 359 . é sugestivo de> • • • • • a) Qucocele. ' 646 . D 69B .152 • • • • b) 'itologia esfoliativa e tomografia.Analista Ju i!i"rio .Analista Ju i!i"rio . e) %ialolitíase. c) Qodelo de estudo e ultrasonografia. + 642 .Q304991 ( Prova: FCC .200H . d) . ) 173 . D 64@ . ' 64A . ) 641 . c) %ialodenite. # 647 . e) Qodelo de trabalho e bi"psia.# ontologia $ # ontologia ) Iesão com aspecto clínico de bolha na mucosa labial inferior.# ontologia $ # ontologia ) )s características de vesícula e p!pula. d) +i"psia e modelo de estudo.

b) piora na adaptação da restauração com o tempo. realizada de acordo com a técnica. o tecido afetado.200H .Q304993 ( Prova: FCC . c) efeito bactericida.Fª RE8-9# .Fª RE8-9# . d) c!rie secund!ria. (nica e exclusivamente de • • • • • a) união química com as estruturas dent!rias. 173 .200H .TRF . é decorrente da formação paulatina de "xidos.# ontologia $ # ontologia ) ) corrosão da superfície da restauração de am!lgama. para sua retenção na cavidade. e) com curetas de dentina. d) com instrumento cortante rotat"rio no 6. exposta ao meio bucal.Analista Ju i!i"rio . b) por ameloplastia seletiva.TRF . 363 . para confecção de uma restauração preventiva. e) vedamento da interface dentePrestauração.Analista Ju i!i"rio .153 361 . e) retenç/es adicionais externas. d) condicionamento !cido do esmalte. c) como de Rcavidade adesivaS.Q304992 ( Prova: FCC . que promovem • • • • • a) infiltração marginal.Analista Ju i!i"rio .TRF . 362 .200H . b) preparo cavit!rio com ausência de contorno. depende.# ontologia $ # ontologia ) ) restauração de am!lgama.Q304994 ( Prova: FCC . deve ser removido • • • • • a) com instrumento cortante rotat"rio no ?B2B.Fª RE8-9# .# ontologia $ # ontologia ) 0ara les/es cariosas de cicatrículas e de fissuras. c) retenção friccional com as paredes cavit!rias.

# ontologia $ # ontologia ) 0ara a luxação de um dente com f"rceps. b) vestibular. lingual e tração.Analista Ju i!i"rio . d) apical.TRF . este deve ser colocado o mais apicalmente possível e as forças aplicadas devem ser direcionadas para a parte de 173 .Q304996 ( Prova: FCC .TRF .154 364 . e) apical e rotacional. dade da cavidade. são> • a) • b) • c) • d) • e) 365 .Fª RE8-9# . 366 . pulpar para restauraç/es adesivas. rotacional e tração.Q304995 ( Prova: FCC . vestibular. vestibular.Q304997 ( Prova: FCC .Fª RE8-9# .Analista Ju i!i"rio .# ontologia $ # ontologia ) Dentre os principais movimentos realizados pelo f"rceps para luxar um segundo molar permanente inferior estão as press/es • • • • • a) apical. segundo a profundi.Analista Ju i!i"rio .# ontologia $ # ontologia ) )s recomendaç/es para proteção do complexo dentino. lingual e rotacional. c) apical.200H .Fª RE8-9# . lingual e cisalhamento.200H .TRF .200H .

molares.Analista Ju i!i"rio . primeiro e segundo pré. trismo e les/es de tecidos moles. e) incisivos central e lateral e canino.# ontologia $ # ontologia ) *o bloqueio do nervo alveolar superior médio. c) incisivos central e lateral.Fª RE8-9# . d) maior resistência "ssea de forma r!pida. e) primeiro e segundo pré.TRF .Q304998 ( Prova: FCC .Analista Ju i!i"rio . os dentes superiores anestesiados são> • • • • • a) canino. 368 . primeiro e segundo molares. c) incisivo lateral.molares e primeiro e segundo molares. do lado anestesiado. • • 369 .Analista Ju i!i"rio . b) menor resistência "ssea de forma lenta e gradual.Fª RE8-9# .molares e raiz mésio.TRF .# ontologia $ # ontologia ) %ão complicaç/es associadas 5 administração de anestésicos locais> • a) fratura de agulha. b) canino. os dentes inferiores. e) menor resistência "ssea tentando remover o dente do alvéolo.molares e primeiro e segundo molares.Q304999 ( Prova: FCC .molares e primeiro e segundo molares. 367 . 173 .TRF . firme e gradual.molares. d) segundo pré. canino e primeiro pré.molar.vestibular do primeiro molar. firme e gradual. primeiro e segundo pré.200H . c) menor resistência "ssea de forma r!pida. primeiro e segundo pré.Q305000 ( Prova: FCC .200H . canino. são> • • • a) primeiro e segundo pré.Fª RE8-9# .# ontologia $ # ontologia ) *o bloqueio do nervo alveolar inferior. b) primeiro e segundo pré.155 • • • • • a) maior resistência "ssea de forma lenta e gradual. d) incisivos central e lateral.molar.200H .

TRF . exames clínico. é> • • • • • a) grande concentração de fl(or com alta freq_ência na cavidade bucal. e) exame clínico e somente em casos especiais o exame radiogr!fico.nica. d) pequena concentração de fl(or com alta freq_ência na cavidade bucal.Q305003 ( Prova: FCC . ' 69@ . parestesia e fístula. b) pequena concentração de fl(or com baixa freq_ência na cavidade bucal.Fª RE8-9# . q_ência na cavidade bucal. D 371 . + 69A . ) 6AB .TRF . 372 . trismo e fratura radicular.Fª RE8-9# . ' 692 .# ontologia $ # ontologia ) 173 .# ontologia $ # ontologia ) ) melhor combinação para o uso preventivo do fl(or em relação 5 c!rie dent!ria. ) 694 .200H . e) grande concentração de fl(or independente da fre. oclusal superior e inferior.TRF .Analista Ju i!i"rio . D 699 .200H . c) investigação superficial da condição sistêmica do paciente. quanto 5 concentração e 5 freq_ência na cavidade bucal. :)+). e) fratura de agulha. d) paralisia do nervo facial. hematoma e concussão. radiogr!fico. b) radiografia panor3mica. + 691 . c) grande concentração de fl(or com baixa freq_ência na cavidade bucal.200H . d) anamnese.<=8%> 69? .Q305001 ( Prova: FCC .Analista Ju i!i"rio .# ontologia $ # ontologia ) 'om relação 5 doença periodontal cr.Analista Ju i!i"rio .Q305002 ( Prova: FCC .Fª RE8-9# . modelos e fotografias clínicas. c) fratura de agulha. hematoma e hemangioma. os recursos de que o profissional pode lançar mão para efetuar o plane amento terapêutico são> • • • • • a) anamnese somente em casos especiais e exames clínico e radiogr!fico.156 • • • • b) trismo. 370 . # 696 . # 697 .

d) presença de c!lculo. b) raspagem e alisamento subgengival. fonte.Q305004 ( Prova: FCC . o profissional dever!> • • • • • a) solicitar coleta de sangue apenas do paciente.Analista Ju i!i"rio .# ontologia $ # ontologia ) De acordo com o Qinistério da %a(de. cortante.# ontologia $ # ontologia ) 173 .# ontologia $ # ontologia ) Jrente a um acidente de trabalho com material perfuro.Q305006 ( Prova: FCC . e) considerar o paciente.TRF . perda "ssea e sangramento gengival espont3neo.200H . c) iniciar a quimioprofilaxia contra o $<C até @7 horas do acidente. e) aplicação t"pica de fl(or e polimento subgengival. c) raspagem e polimento supragengival profissional.Fª RE8-9# .TRF .200H . b) bolsa periodontal e sangramento gengival espont3neo.fonte ap"s duas semanas do acidente. d) retornar 5 consulta para acompanhamento da quimioprofilaxia semestralmente.TRF .fonte como soropositivo se houver recusa em realizar o exame.Fª RE8-9# . d) uso indeterminado do controle químico da placa.Analista Ju i!i"rio . os procedimentos clínicos que podem ser indicados para o tratamento da gengivite são> • • • • • a) raspagem e remoção das bolsas periodontais. b) ocorrendo novo acidente não ser! necess!rio reiniciar o protocolo. 374 . durante o atendimento de um paciente. 375 . visando a atenção b!sica em sa(de bucal. 373 .Fª RE8-9# . e) placa dental em margem gengival e perda "ssea. cu a sorologia para $<C é desconhecida. c) abscesso gengival e sangramento gengival provocado.157 8s sinais clínicos que melhor descrevem a gengivite associada ao ac(mulo de placa dental são> • • • • • a) início da doença na margem gengival e sangramento gengival provocado.Analista Ju i!i"rio .Q305005 ( Prova: FCC .200H .

# ontologia $ # ontologia ) ) orientação sobre os h!bitos alimentares da criança é fator importante no sucesso do tratamento e controle da c!rie.TRF . b) a instrução alimentar deve ser feita baseada apenas nas condiç/es s"cio.Q305007 ( Prova: FCC . e) utilizar agulhas para fixar papéis e reduzir a atenção durante o atendimento.micas do paciente.Analista Ju i!i"rio . c) colocar os coletores do material perfuro.las ap"s o uso. b) desprezar material perfuro.Fª RE8-9# . e) o aç(car deve ser proibido para a criança durante o tratamento. d) usar #0< somente nos casos de paciente portadores de doenças transmissíveis.cortante distante do local onde o procedimento for realizado. d) hepatite e síndrome da imunodeficiência adquirida.se afirmar que • a) em pacientes com atividade de c!rie deve. b) tuberculose e hepatite.Q305008 ( Prova: FCC .200H .158 0ara diminuir os riscos de transmissão por sangue e outros fluidos org3nicos o profissional deve tomar os seguintes cuidados> • • • a) quebrar ou retirar agulhas com atenção para descart!.Fª RE8-9# .Analista Ju i!i"rio . c) o profissional deve informar taxativamente o que se deve comer.se controlar a freq_ência de ingestão de alimentos de consistência pega osa.cortante em recipiente com tampa e resistente 5 perfuração. • • • • 173 .200H .# ontologia $ # ontologia ) )s principais doenças que podem ser transmitidas por sangue e outros fluidos org3nicos são> • • • • • a) mononucleose e tuberculose.econ. c) mononucleose e con untivite. d) a instrução alimentar deve ser feita baseada apenas na avaliação do di!rio alimentar. e) síndrome da imunodeficiência adquirida e meningite. de modo que pode. 377 .TRF . • • 376 .

d) continuidade da l3mina dura do saco folicular do sucessor permanente. normalmente. c) grande espessura de esmalte e dentina circundando a polpa.200H .Analista Ju i!i"rio . d) circular.Analista Ju i!i"rio . e) maior constrição no colo.Q305010 ( Prova: FCC . b) necrose pulpar e alteraç/es pulpares degenerativas. é • • • • • a) quadrangular.# ontologia $ # ontologia ) 8 contorno final de abertura para o tratamento endod. c) les/es periapicais ou inter.TRF .# ontologia $ # ontologia ) 8 tratamento endod.micas dos dentes decíduos comparativamente aos permanentes pode.Fª RE8-9# . 380 .ntico dos dentes anteriores.Fª RE8-9# .Q305009 ( Prova: FCC . d) menor constrição no colo.159 378 . 379 .Fª RE8-9# .ntico em dentes decíduos est! contra.radiculares extensas e grande mobilidade.# ontologia $ # ontologia ) #m relação 5s características anat. e) triangular.Analista Ju i!i"rio .TRF . b) trapezoidal.200H . b) face oclusal ampla pela divergência das paredes vestibular e lingual.Q305011 ( Prova: FCC . e) boa sa(de geral do paciente infantil.TRF .indicado em caso de> • • • • • a) les/es de c!rie profunda e risco de exposição pulpar. 173 . c) elíptico.se afirmar que apresentam • • • • • a) a polpa dos molares menos volumosa em relação 5 coroa.200H .

) 6A7 . 383 . # 67B . + 6A9 .Analista Ju i!i"rio . visando 5 reorganização da atenção b!sica e ao reordenamento dos demais 173 . d) lesão inflamat"ria irreversível.<=8%> 6A? . b) pericementite cr. # 6A4 .Fª RE8-9# .Analista Ju i!i"rio . ) 6A6 .# ontologia $ # ontologia ) ) pulpectomia est! indicada em caso de> • • • • • a) abscesso dento.Q305014 ( Prova: FCC .alveolar cr.# ontologia $ # ontologia ) 0ara o diagn"stico clínico de abscesso dento.200H .TRF .TRF .200H .nico. # 381 .Q305012 ( Prova: FCC .TRF .Fª RE8-9# .Q305013 ( Prova: FCC . D 6AA . e) granuloma. o profissional dever! considerar as seguintes características quanto 5 dor e 5 condição pulpar> • a) • b) • c) • d) • e) 382 .Fª RE8-9# .160 :)+). ' 6A2 .nica.# ontologia $ # ontologia ) De acordo com o Qinistério da %a(de. D 6A1 .alveolar agudo.200H .Analista Ju i!i"rio . c) necrose pulpar. aç/es individuais e coletivas em sa(de bucal podem fazer parte do 0rograma %a(de da Jamília. ' 6A@ .

161
níveis de atenção do sistema local de sa(de, com o intuito de ampliar o acesso da população 5 sa(de bucal. 0ara isto vêm sendo implantadas as #quipes de %a(de +ucal T#%+L. ) #%+ na modalidade 1 deve ser composta por> • • • a) ? cirurgião dentista, ? atendente de consult"rio dent!rio, ? técnico de higiene dental. b) ? cirurgião dentista, ? atendente de consult"rio dent!rio. c) ? cirurgião dentista, ? atendente de consult"rio dent!rio, ? técnico de higiene dental, ? médico da família. d) ? atendente de consult"rio dent!rio, ? técnico de higiene dental. e) ? cirurgião dentista generalista, ? médico da família.

• •

384 - Q305015 ( Prova: FCC - 200H - TRF - Fª RE8-9# - Analista Ju i!i"rio - # ontologia $ # ontologia ) 8s sinais e sintomas da toxicidade aguda do fl(or são> • • • • • a) n!useas, dores abdominais, fluorose. b) parestesia, n!useas, hipoplasia. c) n!useas, parestesia, fluorose. d) fluorose, hipoplasia, hipocalcificação. e) diarréia, hipotensão, hipocalcemia.

385 - Q305016 ( Prova: FCC - 200H - TRF - Fª RE8-9# - Analista Ju i!i"rio - # ontologia $ # ontologia ) De acordo com o princípio da paralaxe, ao examinarmos dois ob etos semelhantes que se encontram em linha reta, sobrepostos, deslocando,se o aparelho de raios E para a direita ou esquerda, observa,se que o ob eto mais pr"ximo do aparelho • • • • • a) deslocar,se,! no mesmo sentido ao movimento do aparelho de raios E. b) deslocar,se,! em sentido contr!rio ao movimento do aparelho de raios E. c) permanecer! na mesma posição original. d) não haver! dissociação de imagens no caso apresentado. e) ficar! distorcido devido 5 movimentação do aparelho.

173

162
:)+);<=8%> 67? , ' 671 , D 676 , ) 67@ , # 674 , +

1 - Q201729 ( Prova: FCC - 2011 - TRT - 20ª RE8-9# (%E) - Analista Ju i!i"rio - # ontologia $ Anato&ia A+li!a a = # ontologia $ Ra iologia' ) ac#e$%e co& 29 a$o' de #dade( 'e)o *e&#$#$o( +e& ao co$'u,%-r#o odo$%o,-.#co para u&a a+a,#a/0o rad#o.r1*#ca pr2+#a 3 e)%ra/0o do' de$%e' 17 e 184 )lgumas medidas protetoras para evitar a contaminação do filme radiogr!fico com saliva durante a tomada radiogr!fica intra oral incluem • • • • • a) a remoção da saliva com uma solução antisséptica ap"s o manuseio e processamento. b) o acondicionamento do filme em envelopes pl!sticos protetores. c) a utilização de posicionadores previamente autoclavados. d) a utilização de blocos de mordida descart!veis. e) o acondicionamento do filme em envelopes de papel.

2 - Q201730 ( Prova: FCC - 2011 - TRT - 20ª RE8-9# (%E) - Analista Ju i!i"rio - # ontologia $ Anato&ia A+li!a a = # ontologia $ Ra iologia' ) ) técnica da bissetriz apresenta algumas vantagens em relação 5 técnica do paralelismo, como • • • • • a) o registro preciso dos níveis "sseos periodontais. b) a pro eção do processo zigom!tico aparecer acima do !pice dos molares. c) a produção de imagens geometricamente precisas com mínima ampliação. d) a imagem do dente apresentar seu comprimento mais pr"ximo do real. e) a apresentação precisa dos tecidos periapicais com alongamento mínimo.

3 - Q201731 ( Prova: FCC - 2011 - TRT - 20ª RE8-9# (%E) - Analista Ju i!i"rio - # ontologia $ Anato&ia A+li!a a = # ontologia $ Ra iologia' ) )o efetuar a tomada radiogr!fica da região de molares superiores, a paciente mostrou reflexo de n!usea, o que dificultou o posicionamento do filme. )lguns procedimentos auxiliam na solução deste problema, como • a) utilizar a técnica do paralelismo e, havendo deslocamento do posicionador, minimizar esta situação com o uso de rolinhos de algodão.

173

163
• b) posicionar o filme horizontalmente na boca, no plano oclusal, de forma que não toque o palato, e aplicar os princípios da técnica da bissetriz. c) posicionar o filme verticalmente na boca, no plano oclusal, de forma que não toque o palato, e aplicar os princípios da técnica da bissetriz. d) utilizar a técnica da bissetriz e, havendo deslocamento do posicionador, minimizar esta situação com o uso de rolinhos de algodão. e) realizar duas radiografias da região do terceiro molar, utilizando duas angulaç/es horizontais diferentes, porém com a mesma angulação vertical.

4 - Q201732 ( Prova: FCC - 2011 - TRT - 20ª RE8-9# (%E) - Analista Ju i!i"rio - # ontologia $ Anato&ia A+li!a a = # ontologia $ Ra iologia' ) *o gerenciamento de resíduos oriundos da pr!tica odontol"gica, os reveladores utilizados em radiologia • a) não requerem tratamento especifico, porém devem ser encaminhados para sistemas licenciados de disposição final. b) devem ser acondicionados em recipientes sob selo dW!gua para posterior recuperação em "rgãos ambientais. c) podem ser submetidos a processo de recuperação, reutilização e reciclagem, uma vez que não apresentam riscos ao meio ambiente. d) devem ser submetidos a processo de neutralização para posterior lançamento na rede coletora de esgoto. e) necessitam ser encaminhados para disposição final em aterros, devido aos potenciais riscos 5 sa(de das pessoas.

5 - Q201733 ( Prova: FCC - 2011 - TRT - 20ª RE8-9# (%E) - Analista Ju i!i"rio - # ontologia $ Anato&ia A+li!a a = # ontologia $ (entisti!a' ) Durante a inspeção visual dos dentes realizada em paciente com 12 anos, sexo feminino, é importante observar algumas situaç/es, como • a) presença de numerosas restauraç/es, sugerindo propensão a c!rie dent!ria aliada a cuidados odontol"gicos regulares. b) coloração anormal de um dente, refletindo a incorporação de materiais pigmentados durante a sua formação. c) extração de numerosos dentes devido a c!rie dent!ria, sugerindo elevada atividade da doença. d) padrão generalizado de dentes supranumer!rios, indicando uma doença infecciosa no período de formação dos dentes. e) faltas de dentes na !rea superior posterior, sugerindo que os dentes foram perdidos por traumatismo.

• •

173

• • • 173 . pelo período de 1@ horas.e$. d) prescrever bochechos com solução de digluconato de clorexidina a B.e$' .# ontologia $ Anato&ia A+li!a a = # ontologia $ (entisti!a' ) Na e)ecu/0o de u& preparo ca+#%1r#o C.e$. que deve ser integralmente removido. por uma semana. b) instrumentar vigorosamente a região de incisivos inferiores. do' de$%e' a$%er#ore' do arco #$*er#or4 A pac#e$%e re. 7774 consistência da dentina como um importante critério para guiar a remoção de tecido cariado.TRT .Analista Ju i!i"rio ..# ontologia $ Anato&ia A+li!a a = # ontologia $ Esto&atologia' ) ac#e$%e co& 22 a$o' de #dade( 'e)o *e&#$#$o( apre'e$%a co&o que#)a o ?1.20ª RE8-9# (%E) .#are'4 O e)a&e c. são indicados alguns procedimentos.Analista Ju i!i"rio .#%o *2%#do e dor #$%e$'a $a re.164 6 . requerendo acesso adequado ao tecido cariado. visando 5 remoção de dep"sitos grosseiros de biofilme e c!lculo.<$#co &o'%ra u.2011 . #E'#=8> • a) prescrever dipirona s"dica 4BB mg para o alívio da dor. E'%1 corre%o o que 'e a*#r&a A ENA9 e& • • • • • a) 7 e 774 b) 7 e 7774 c) 7 e 784 d) 77 e 7774 e) 77 e 784 7 . 5s custas de esmalte sadio. com intervalos de @ horas.?1H.#%o' *a&#. nesta consulta.TRT . c) reforçar a orientação quanto aos cuidados para a remoção de biofilme dental.a&a $o de$%e 27( e& u& pac#e$%e de 24 a$o'( 'e)o &a'cu.20ª RE8-9# (%E) .#$o( de+e-'e co$'#derar a 74 necessidade de prover 3ngulos internos da cavidade arredondados.cera/0o da' pap#. 774 natureza org3nica da dentina.a%a e'%ar +#+e$c#a$do &o&e$%o' de e'%re''e( de+#do a co$*.a' #$%erde$%a#' e &ar.#+a.a''e 7 para u&a re'%aura/0o de a&1.Q201736 ( Prova: FCC .2011 .#+a#'( co& a'pec%o carac%er<'%#co de cra%era' e pre'e$/a de er#%e&a4 0ara o tratamento desta afecção.Q201738 ( Prova: FCC . pela manhã e 5 noite. 784 remoção ou reforço com materiais adesivos de todo esmalte socavado pela remoção de tecido cariado. na qual a lesão de c!rie progride mais lentamente que no esmalte.#0o . uma vez que 3ngulos vivos atuam como pontos de concentração de tens/es e podem levar 5 fratura do remanescente dental.

Analista Ju i!i"rio . que tem como ob eto • a) os saberes constituídos sobre a dimensão biol"gica que afetam os fen. c) representa uma série de condiç/es sub etivas relacionadas 5 dimensão estética que permite ao indivíduo ter ausência de doenças. alimentação e moradia. c) o estudo de sadios e doentes sob a perspectiva biol"gica de cada indivíduo.2011 . • • • • 9 .Analista Ju i!i"rio . b) corresponde a um con unto de condiç/es ob etivas e sub etivas que possibilita ao ser humano exercer a mastigação. e) a relação entre o subcon unto de doentes e o con unto população ao qual ele pertence.2011 . ainda que tenham relação com uma rede de eventos identific!veis. 5 medida que este estado do indivíduo pode subsistir como sa(de parcial de um "rgão ou sistema. deglutição e fonação.# ontologia $ Anato&ia A+li!a a = # ontologia $ %au e +u. d) o pressuposto que a noção de população é periférica e o estudo das características das doenças ocupa lugar central.Q201723 ( Prova: FCC .20ª RE8-9# (%E) .165 • e) aplicar anestesia local infiltrativa submucosa previamente 5 instrumentação supra e subgenvival. incluindo os determinantes desta relação.Q201721 ( Prova: FCC .meno coletivo constitui o foco da epidemiologia.li!a' ) ) sa(de bucal • a) é uma abstração (til. • • • • 10 .doença.TRT . 173 .20ª RE8-9# (%E) .20ª RE8-9# (%E) .Analista Ju i!i"rio .# ontologia $ Anato&ia A+li!a a = # ontologia $ %au e +u.# ontologia $ Anato&ia A+li!a a = # ontologia $ E+i e&iologia' ) ) abordagem da sa(de como fen. 8 .li!a' ) ) organização de um sistema de vigil3ncia em sa(de bucal inclui pr!ticas como • a) o controle de contaminantes ambientais provenientes de procedimentos cir(rgicos.TRT . considerando aspectos fisiopatol"gicos e clínicos. d) é parte integrante da sa(de geral do indivíduo e est! indiretamente relacionada com as condiç/es de saneamento. porém não guarda relação com seu contexto social e hist"rico.TRT .Q201727 ( Prova: FCC .2011 . b) a compreensão que doenças são eventos que ocorrem ao acaso. e) é parte insepar!vel da sa(de sistêmica do indivíduo.menos relativos ao processo sa(de.

D 6.' A.Q201740 ( Prova: FCC . :)+).166 • • • • b) a prevenção de doenças transmissíveis por resíduos de metais pesados.<=8%> ?.zoster.gi!as $ PAT#L#8-A #RAL' ) ac#e$%e co& 24 a$o' de #dade( 'e)o *e&#$#$o( re*ere ep#'-d#o' recorre$%e'( 'e& &a$#*e'%a/:e' '#'%. c) hiperpl!sica. b) hemorr!gica.2011 .2011 . d) a busca ativa de indivíduos de baixo risco 5 c!rie dent!ria.e$' . ' 1 .20ª RE8-9# (%E) . $0o quera%#$#5ada( co& d#>&e%ro #$*er#or a 1c&( be& de.e$.Q201737 ( Prova: FCC .+ @.<$#co &o'%ra peque$a' =.# ontologia $ Patologia e %e&iologia # ontol.# ?B .#&#%ada'( co& u& ?a. c) o controle dos teores de fl(or nas !guas de abastecimento e na !gua mineral.&#ca'( de .gi!as $ Perio ontia' ) ac#e$%e co& 22 a$o' de #dade( 'e)o *e&#$#$o( apre'e$%a co&o que#)a o ?1.# ontologia $ Patologia e %e&iologia # ontol.D 4.a%a e'%ar +#+e$c#a$do &o&e$%o' de e'%re''e( de+#do a co$*. e) o controle de doenças não transmissíveis associadas a contaminantes. 2 .#+a. 173 .TRT .+ 2.e$. e) ulcerativa necrosante.oro'a' $a boca( co& dura/0o e$%re 7 e 10 d#a'( que 'e repara& 'e& de#)ar c#ca%r#54 O e)a&e c.Analista Ju i!i"rio .o er#%e&a%o'o e $0o e$durec#da'4 #ste quadro clínico é compatível com o diagn"stico de • a) herpes.cera/0o da' pap#.+ 7. do' de$%e' a$%er#ore' do arco #$*er#or4 A pac#e$%e re. d) cr.#0o .20ª RE8-9# (%E) .Analista Ju i!i"rio .#+a#'( co& a'pec%o carac%er<'%#co de cra%era' e pre'e$/a de er#%e&a4 #ste quadro clínico é compatível com o diagn"stico de gengivite • • • • • a) idiop!tica.#%o' *a&#.+ 1.#are'4 O e)a&e c.<$#co &o'%ra u.TRT .#%o *2%#do e dor #$%e$'a $a re.cera' $a &uco'a buca.nica.e':e' do.) 9.a' #$%erde$%a#' e &ar.

c) herpes simples recorrente.167 • • • • b) eritema multiforme. entendendo. avaliação e vigil3ncia dos para atuação do especialista em fatores ambientais que possam constituir 8dontologia do =rabalho incluem> aL risco 5 sa(de bucal no local de trabalho.D 9EÇÃO @ . :)+). Ar%4 684 )s !reas de competência identificação.o. d) estomatite aftosa.<=8%> ?. cL dL eL fL 173 . em qualquer das fases do processo de produçãoX bL assessoramento técnico e atenção em matéria de sa(de. de segurança.se inserido na equipe interdisciplinar de sa(de do trabalho operanteX plane amento e implantação de campanhas e programas de duração permanente para educação dos trabalhadores quanto a acidentes de trabalho. doenças ocupacionais e educação em sa(deX organizar estatística de morbidade e mortalidade com causa bucal e investigar suas possíveis relaç/es com as atividades laboraisX realização de exames odontol"gicos para fins trabalhistasX e. de ergonomia e de higiene no trabalho. an!lise socioepidemiol"gica dos problemas de sa(de bucal do trabalhador.?o Ar%4 674 8dontologia do =rabalho é a especialidade que tem como ob etivo a busca permanente da compatibilidade entre atividade em meio ambiente laboral e a preservação da sa(de bucal do trabalhador.Odo$%o. e) epiderm"lise bolhosa. assim como em matéria de equipamentos de proteção individual.#a do Traba.# 1.

168 173 .