You are on page 1of 5

Superior Tribunal de Justiça

CONFLITO DE COMPETÊNCIA Nº 122.506 - SC (2012/0095677-4) RELATOR SUSCITANTE : MINISTRO SEBASTIÃO REIS JÚNIOR : JUÍZO DE DIREITO DA VARA CRIMINAL DE JOAÇABA SC SUSCITADO : JUÍZO FEDERAL DA 1A VARA CRIMINAL DA SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESTADO DE SANTA CATARINA INTERES. : JUSTIÇA PÚBLICA INTERES. : EM APURAÇÃO EMENTA PENAL. CONFLITO DE COMPETÊNCIA. AÇÃO PENAL. CRIMES CONEXOS. FALSIDADE IDEOLÓGICA, USO DE DOCUMENTO FALSO, DESCAMINHO E LAVAGEM DE DINHEIRO. SUPERVENIÊNCIA DE ABSOLVIÇÃO QUANTO AOS DELITOS DE COMPETÊNCIA FEDERAL. INCIDÊNCIA DO ART. 81 DO CPP. PERPETUATIO JURISDICTIONIS . COMPETÊNCIA DA JUSTIÇA FEDERAL PARA O JULGAMENTO DOS DELITOS REMANESCENTES. PRECEDENTES DA TERCEIRA SEÇÃO. PARECER ACOLHIDO. 1. Mesmo com a absolvição sumária dos denunciados das imputações concernentes aos crimes de descaminho e lavagem de dinheiro – de competência federal –, remanesce a competência da Justiça Federal para o julgamento dos delitos conexos (falsidade ideológica e uso de documento falso), de competência estadual. Precedentes da Terceira Seção. 2. Conflito conhecido para declarar a competência do Juízo Federal da 1ª Vara Criminal da Seção Judiciária de Santa Catarina, o suscitado. DECISÃO Trata-se de conflito de competência instaurado entre o Juízo de Direito da Vara Criminal de Joaçaba/SC, suscitante, e o Juízo Federal da 1ª Vara Criminal da Seção Judiciária de Santa Catarina, suscitado. Versam os autos acerca de ação penal proposta pelo Ministério Público Federal em face de Thiago Gazoni e Gilmar Alex Gazoni, imputando-lhes a prática dos delitos de falsidade ideológica, uso de documento falso, descaminho e lavagem de dinheiro. Eis o que narra a acusação (fls. 411/414):
[...] No período compreendido entre os meses de fevereiro a julho de 2004, Thaigo Gazoni e Gilmar Alex Gazoni importaram ilegalmente diversas mercadorias, as quais consistiam, basicamente, em equipamentos de
Documento: 23219236 - Despacho / Decisão - Site certificado - DJe: 03/08/2012 Página 1 de 5

EQUIP. 000004. Thiago e Gilmar. 03.] Em etapa posterior. 029451 da empresa COMPUMICRO MICROS E PERIFÉRICOS (CNPJ n.000011 e 000016.. LTDA . Entretanto. apresentando notas fiscais falsas. Entretanto.. os denunciados revenderam parte dessas mercadorias para a referida agência utilizando-se das notas fiscais n.226. 000003. para contabilizar a entrada desses equipamentos na empresa COFFEE. período correspondente aos meses de junho e julho de 2004.Superior Tribunal de Justiça informática.CNPJ n. bem como fazendo-se passar por responsáveis pelas empresas constantes nas referidas notas fiscais e. [.] Recebida a denúncia pelo Juízo Federal da 1ª Vara Criminal da Seção Judiciária de Santa Catarina. com a finalidade de revendê-las para a Agência Regional da CELESC (Centrais Elétricas de Santa Catarina) em Joaçaba/BA.2006. o Juízo processante consignou o seguinte (fls.685.000002.707/0001-13). E COM.Despacho / Decisão ..817/0001-36). 009212 da empresa CLASSIC TELEFONIA CELULAR LTDA (CNPJ n. 02. apresentaram notas fiscais de contabilização/aquisição dessas mercadorias também falsas.127/0001-60 (de número 034547).253.Site certificado . 06. compreendido entre os meses de março a maio de 2004.03.213. No tocante aos delitos de falsidade ideológica e uso de documento falso. quando do cumprimento do mandado de busca e apreensão realizado em 29.080.DJe: 03/08/2012 Página 2 de 5 . Em nome dessa agência da CELESC.. 000005. 000037 e 000038 emprestadas da empresa WORLD FLOWERS LTDA COFFEE EMPORIUM (CNPJ n. Em período sequencial.278. 01. em 03. correspondentes à empresa UNIGRAPH DO BRASIL LTDA CNPJ n. consequentemente. 74.] Documento: 23219236 .363. o processo seguiu curso regular até a sentença.2004. IMP. [. no intuito de dar legalidade nas mercadorias referidas nas notas fiscais da empresa NET COM. através da empresa NET COM. ELETRÔNICOS LTDA .210/0002-90) e n. E EXP. 02. dando continuidade à importação irregular de mercadorias estrangeiras. Thiago e Gilmar.. à empresa CONECTIONS IND.CNPJ n.02. Thiago e Gilmar revenderam algumas das mercadorias que importaram clandestinamente para a agência regional da CELESC de Joaçaba/SC.670/0001-14 (de número 023738) e à empresa COMPUSUL COM. os denunciados.489/0001-90). Inicialmente.668/0001-11 (de número 010181). 495/496): [. Thiago e Gilmar ofereceram notas fiscais falsas n. constituíram a empresa NET COM INFORMÁTICA E ELETRÔNICA (CNPJ n. emitiram notas fiscais 000001. ocasião em que os denunciados foram absolvidos sumariamente dos crimes de descaminho e lavagem de dinheiro. 000010. com a exclusiva finalidade de revender estas mercadorias para a Agência Regional da CELESC de Joaçaba/SC. recebendo o valor correspondente.. 04.

grifo nosso): [. determinando. do Código Penal (fls. fazendo uso dessas notas. da Lei 9. 304 e 334. quanto aos delitos remanescentes. eis que o valor provável das operações de vendas de mercadorias clandestinas era aquém do patamar adotado pelo Supremo Tribunal Federal. Remetido o feito à comarca de Joaçaba/SC.. 299. 81 que: Art. 69. [. com a finalidade de revendê-las para a Agência Regional da CELESC de Joaçaba. ainda que no processo da sua competência própria venha o juiz ou tribunal a proferir sentença absolutória ou que desclassifique a infração para outra que não se inclua na sua competência.] Compulsando os autos verifica-se que os acusados foram denunciados.. 348-352). inc. é da Justiça Estadual. 414-415v e 439-444). Ocorre que o Código de Processo Penal prevê em seu art. na forma do art. por terem inserido declarações falsas em notas fiscais. continuará competente em relação aos demais processos. mesmo que haja sentença absolutória relativa aos crimes de competência federal. o conflito foi suscitado pelo Juízo estadual. O Juízo Federal absolveu os denunciados quanto ao crime de descaminho com base no princípio da insignificância. a insubsistência do crime de lavagem de dinheiro por atipicidade do delito antecedente.] Diante disso. nos seguintes termos (fls. porém.Superior Tribunal de Justiça Remanesce. todos do Código Penal.Site certificado . por terem importado ilegalmente diversas mercadorias (equipamentos de informática). a parte da denúncia atinente à inserção de dados inverídicos em documentos fiscais e ao uso de destes documentos fiscais contendo dados falsos. em tese.) Declino. 550/552 . em síntese. pois. suscito conflito de jurisdição perante o Superior Tribunal de Documento: 23219236 . em favor da Justiça Estadual. da competência para processar e julgar os réus..Despacho / Decisão . V. visando alterar a verdade de fato juridicamente relevante.DJe: 03/08/2012 Página 3 de 5 . configurando. A competência para processar e julgar tais delitos.. equipamentos de informática de procedência estrangeira que introduziram clandestinamente no país. Verificada a reunião dos processos por conexão ou continência. bem como por terem vendido.. bem como à remessa dos autos à Justiça Estadual (fls.613/98. 81. a prática dos crimes previstos nos arts.. Sobre a matéria o Superior Tribunal de Justiça vem entendendo que uma vez determinada a competência do Juízo Federal diante da conexão entre crimes de sua competência e da justiça estadual. (. e. ainda. 1º. no exercício da atividade comercial. esta não se desloca por haver perpetuação de jurisdição nesses casos. e do art. por consequência.

É que. PERPETUATIO JURISDICTIONIS . Encerrada a instrução.Superior Tribunal de Justiça Justiça.Site certificado . A título exemplificativo. instado a se manifestar. in verbis : Art. A FIM DE QUE SEJA DECLARADA A COMPETÊNCIA DO JUÍZO DA 1ª VARA FEDERAL CRIMINAL DE FLORIANÓPOLIS . PERPETUATIO JURISDICTIONIS . USO DE DOCUMENTO IDEOLOGICAMENTE FALSO. Aqui. ABSOLVIÇÃO EM RELAÇÃO AOS CRIMES DE COMPETÊNCIA FEDERAL. o Ministério Público Federal opinou pela declaração de competência da Justiça Federal (fl. 81 do Código de Processo Penal. IMPOSSIBILIDADE DE REMESSA DOS AUTOS À JUSTIÇA ESTADUAL.DJe: 03/08/2012 Página 4 de 5 . Estou de acordo com o parecer. em casos tais. É o relatório. CONEXÃO OU CONTINÊNCIA. CONFLITO DE COMPETÊNCIA. ART. O SUSCITADO. remanesce a competência da Justiça Federal para o julgamento dos delitos conexos (falsidade ideológica e uso de documento falso) de competência estadual. PELO CONHECIMENTO DO CONFLITO. 81 DO CPP. LAVAGEM DE DINHEIRO. continuará competente em relação aos demais processos. Mesmo com a absolvição sumária dos denunciados das imputações concernentes aos crimes de descaminho e lavagem de dinheiro – de competência federal –. PROCESSO PENAL. a Terceira Seção desta Corte tem asseverado a incidência do art. CONTRABANDO. INCORRÊNCIA DO CRIME. 567): CONFLITO NEGATIVO DE COMPETÊNCIA. INSTRUÇÃO CONCLUÍDA.Despacho / Decisão . ao cabo da qual o Juízo Federal entende pela Documento: 23219236 . confiram-se: PROCESSO PENAL. DESCAMINHO. FALSIDADE IDEOLÓGICA.SJ/SC. ainda que no processo da sua competência própria venha o juiz ou tribunal a proferir sentença absolutória ou que desclassifique a infração para outra que não se inclua na sua competência. 81. JUSTIÇA FEDERAL. PRECEDENTES. Verificada a reunião dos processos por conexão ou continência.

Brasília. Ministro Arnaldo Esteves Lima. Ministra Maria Thereza de Assis Moura.. o suscitado. remanesce-lhe o múnus jurisdicional de apreciar as demais capitulações penais.Superior Tribunal de Justiça inocorrência do crime que atraiu a sua competência por conexão. DJ 2/3/2005) Ante o exposto. persiste a competência da Justiça Federal. apoiando-se em Chiovenda. mesmo que originariamente da competência da Justiça Comum Estadual. Publique-se. É o fenômeno da perpetuatio jurisdictionis . 34. no caso.Site certificado . extrai-se da idéia de que 'a competência adquirida por um juiz. que prossegue.] 3. conheço do conflito para declarar a competência do Juízo Federal da 1ª Vara Criminal da Seção Judiciária de Santa Catarina.DJe: 03/08/2012 Página 5 de 5 . e que atraiu a seu poder de julgar o litígio que tomado isoladamente pertenceria à competência de outro juiz. ainda que haja absolvição ou desclassificação quanto ao delito da competência estadual. desaparece por um motivo qualquer. 1º de agosto de 2012. acolhendo o parecer e à vista dos precedentes. contrabando.458/SP. que segundo o professor José Frederico Marques.Despacho / Decisão . e sobre a qual tem competência adquirida e não originária'. Ministro Sebastião Reis Júnior Relator Documento: 23219236 .. o juiz continua sendo competente para julgar a causa. em razão da conexão de causas se perpetua e subsiste ainda que a lide que pertencia originariamente à sua competência. (CC n. (CC n. Dê-se ciência aos juízes em conflito.321/RJ. 32. Estabelecida a competência da Justiça Federal em face da conexão entre crimes de competência estadual e federal. DJ 26/3/2007 – grifo nosso) [. oferecida a denúncia.