You are on page 1of 6

Departamento de Engenharia Civil e Arquitectura

MESTRADO INTEGRADO EM ENGENHARIA CIVIL

VIAS DE COMUNICAÇÃO
Luís de Picado Santos (picsan@civil ist utl pt) (picsan@civil.ist.utl.pt)

Introdução
1/12

OBJECTIVOS
Departamento de Engenharia Civil e Arquitectura

2/12

1

TRAÇADO EM PLANTA 4 .DRENAGEM EM INFRAESTRUTURAS DE TRANSPORTE 11 – PRINCÍPIOS DE INTERVENÇÕES DE SEGURANÇA RODOVIÁRIA 12 . capazes no final.ORGANIZAÇÃO DA UNIDADE CURRICULAR 2 .MOVIMENTO DE TERRAS 8 . operação e conservação de infraestruturas de transporte.PRINCIPAIS ELEMENTOS DUMA ESTRADA 3 . com foco especial em estradas  Devem ser capazes.PERFIL TRANSVERSAL 7 .PAVIMENTOS.IMPACTE AMBIENTAL DE INFRAESTRUTURAS DE TRANSPORTE 4/12 2 .TRAÇADO EM PERFIL LONGITUDINAL 5 . final de usarem os instrumentos necessários para estabelecerem soluções viáveis para estradas e arruamentos. CONSTITUIÇÃO E MATERIAIS 9 .PRINCIPAIS CONDICIONANTES DUM TRAÇADO 6 . os estudantes  Vão ter contacto com as principais restrições colocadas à concepção. construção.OBJECTIVOS Departamento de Engenharia Civil e Arquitectura  Com esta unidade curricular.DIMENSIONAMENTO DE PAVIMENTOS 10 . percebendo as condicionantes para outras infraestruturas de transportes como vias-férreas e aeroportos 3/12 ORGANIZAÇÃO Departamento de Engenharia Civil e Arquitectura  Módulos das Teórico-práticas             1 .

º VITOR OLIVEIRA  Módulos das Práticas     1P .DRENAGEM EM INFRAESTRUTURAS DE TRANSPORTE 6/12 3 . Avaliação. aplicação) Módulo 3 27 Set-10 4 Traçado em Perfil Longitudinal 11 Homogeneidade e Coordenação Planta-perfil. quarta-feira) Impacte ambiental Módulo 12 Segurança Rodoviária Módulo 11 13 Dez-10 Revisões e comentário sobre o Exame-tipo 5/12 ORGANIZAÇÃO Departamento de Engenharia Civil e Arquitectura  Docentes das Práticas    Professor Doutor JOSÉ NEVES Professora Doutora PATRÍCIA FERREIRA Eng. 4. tráfego. condições de fundação.TRAÇADO 3P .ORGANIZAÇÃO Departamento de Engenharia Civil e Arquitectura  Calendário das Teórico-práticas 6 13 Apresentação. 5 e 6 18 25 Pavimentos: caracterização. definição geométrica geral Módulo 2 Traçado em Planta (C. Condicionantes e fases de projecto Módulos 4 e 5 Perfil transversal Cálculo de volumes Módulos 6 e 7 Bruckner (aplicação) Módulo 7 Traçado (aplicação) Módulos 3. Generalidades e Planeamento de Inf. de Transportes Módulo 1 Elementos duma estrada.ORGANIZAÇÃO DA TURMA 2P . circular) Módulo 3 Traçado em Planta (C.MATERIAIS DE PAVIMENTAÇÃO E PAVIMENTOS 4P . transição) Módulo 3 20 Traçado em Planta (aplicação) Módulo 3 Traçado em Planta (SL. b quarta-feira) t fi ) Módulo 10 Drenagem (aplicação) Módulo 10 Drenagem (aplicação) Módulo 10 Nov-10 Módulo 9 Pavimentos: (materiais elementares) Módulo 8 6 feriado (8 de Dezembro. SE. dimensionamento genérico Módulo 9 Pavimentos: manual português Módulo 9 Out-10 Módulo 4 Traçado em Perfil Longitudinal (aplicação) Módulo 4 feriado Pavimentos: ( li ã ) (aplicação) 1 Misturas Betuminosas (f (formulação l ã e aplicação) li ã ) Módulo 8 Pavimentos (construção) Módulo 8 8 15 Drenagem: generalidades e ál l d do caudal dl cálculo Módulo 10 Drenagem: dimensionamento de PHs Módulo 10 22 29 feriado Drenagem: dimensionamento d DL de DLs (1 de d D Dezembro.

16 V1.ORGANIZAÇÃO Departamento de Engenharia Civil e Arquitectura  Calendário das Práticas 6 13 20 Apresentação.33 VA3 TEÓRICAS 1 T1.T9 MEC0402. transição) Traçado em perfil (aplicação) NOTA: feriado na terça-feira 5 Módulo 2P Módulo 2P Traçado em perfil transversal Perfis transversais + Cálculo Aplicação de SL+SE de volumes Módulo 2P Módulo 2P feriado TP 1 (entrega dia 12 de até às 17h00 no gabinete 4.2.5. MEC0405.15 TEÓRICAS 1 T1. MEC04010 Vitor Oliveira T2. MEC0408 Patrícia Ferreira T4.8 VA4 TEÓRICAS 2 T3.15 T2 VA6 T4 PF V1. T8 MEC0401.5.4. t coordenadas cartográficas.10 VO V1.7.12) Módulo 2P 1 Pavimentos (Prática Laboratorial de Marshall) Módulo 3P 8 15 Pavimentos (formulação) Introdução do TP 2 (pavimento+formulação) Módulo 3P 22 29 Nov-10 g dimensionamento Drenagem: Drenagem: dimensionamento de DLs de PHs Introdução do TP 2 (DLs) Introdução do TP 2 (PHs) Módulo 4P NOTA: feriado na quarta-feira 1-12 Módulo 4P 6 13 Resolução de questões práticas TP 2 (entrega dia 10 de até às Dez-10 17h00 no gabinete 4. Avaliação.4.T6.6 T6 PF VO V1. L it d Leitura de C Cartas.T10 MEC0404.8 T10 V1.T7.T3.15 Docentes LPS JN PF VO TURMAS Prof. Constituição dos Grupos.T5. MEC0409 8/12 4 . MEC0406. Picado Todas José Neves T1. circulares) 27 Set-10 4 Introdução do TP 1 Traçado em Planta 11 18 25 Out-10 TP 1 TP 1 TP 1 (aplicação de c. MEC0403. aplicação de levantamento de perfis do terreno Módulo 1P/Módulo 2P Módulo 2P T d em Pl Traçado Planta t (aplicação de c. MEC0407.07 T7 PF V1.2.23 VO V1.23 V1.6 VA3 Dúvidas LPS T3 VO V1.14 19:00 19:30 LEGENDA turma docente Sala Quarta Quinta Sexta Dúvidas LPS T9 T1 JN TEÓRICAS 2 T3.7.12) NOTA: feriado na quarta-feira 8-12 Módulo 4P 7/12 ORGANIZAÇÃO Departamento de Engenharia Civil e Arquitectura  Turmas 09:00 09:30 10 00 10:00 10:30 11:00 11:30 12:00 12:30 13:00 13:30 14:00 14:30 15:00 15:30 16:00 16:30 17:00 17:30 18:00 18:30 19:00 Segunda Terça 09:30 10:00 10 30 10:30 11:00 11:30 12:00 12:30 13:00 13:30 14:00 14:30 15:00 15:30 16:00 16:30 17:00 17:30 T5 T8 18:00 PF JN 18:30 V1.

Não haverá repetição de nenhum enquadramento teórico ou teórico-prático nas aulas práticas. Os alunos com classificação de 17 valores ou superior na soma das três componentes terão de se submeter a uma oral para poderem ter mais de 16 valores.9 2. sendo 5. ) atribuídos à qualidade dos TPs. e os restantes 0.5 respeitando mínimos parcelares max 16.0 Max Prática 4.0 Min (40% ) 1. TP2 correspondente à formulação de misturas betuminosas.  A classificação final será obtida pela soma das partes. Eles terão também a tarefa de avaliar a efectividade com que os alunos participam naquelas tarefas 9/12 AVALIAÇÃO Departamento de Engenharia Civil e Arquitectura  Trabalhos práticos: TP 1 correspondente à concepção geométrica um troço de estrada. com um mínimo em cada componente de 40% para ter a aprovação final (desde que obtendo a classificação necessária nas outras partes).0 valores.0 Min (40% ) 4. alores  TPs Max Execução Max Docente Min total (40% ) 5. englobando aspectos como assiduidade e participação.1 .6) .TIPO DE INTERAC INTERACÇÃO ÇÃO Departamento de Engenharia Civil e Arquitectura  A forma de funcionamento da unidade curricular exige a participação activa dos alunos  Toda a matéria teórica e teórico-prática será introduzida nas aulas teóricas. Será necessário atingir um mínimo de 2.6 Exame escrito Aprovação min 9.  Os trabalhos p práticos terão a valorização ç 6.5 . . tendo aprovação quem tiver no mínimo 9.5 valores e tiver respeitado o mínimo em cada parte.4 Max Teórica 10.0 sem oral 10/12 10 /12 5 . e TP2 com 1. dimensionamento expedito de pavimentos e hidráulico de aquedutos e de DLs.1 0.  As aulas práticas servirão para a realização dos trabalhos práticos e a resolução de questões práticas de preparação (sempre enquadradas anteriormente nas aulas teóricas com a resolução de questões teórico-práticas semelhantes às que serão ã propostas t nas aulas l práticas) áti )  Os docentes nas aulas práticas farão somente o acompanhamento activo das tarefas propostas em cada aula.9 valores a serem atribuídos pelo docente em função do desempenho dos alunos durante as aulas práticas. valores ( (TP1 com 3.0 valores e uma componente prática a valer 4.4 valores (40% do total) para ter a aprovação final (desde que obtendo a classificação necessária nas outras partes)   Exame final escrito que terá uma componente teórica a valer 10.

Edição em CD. Design. DECivilIST. Porto. Picado-Santos... L. Coimbra.  O'Flaherty. “Norma de Traçado”. L. 1995. Picado-Santos. Neves. Picado Picado-Santos. 2006. “Manual de Concepção de Pavimentos para a Rede Rodoviária Nacional”.. Picado-Santos. . Construction and Maintenance of Road Pavements".. ISBN 0-534-38743-8. 2010. “Diagnóstico de Sinistralidade”. FCTUC. 1995. Carvalheira C.. Livraria Almedina. 2000. Coimbra. “Pavimentos Pavimentos Rodoviários Rodoviários”. and Hoel. 1v. Coimbra. 1999. 2002  11/12 11 /12 BIBLIOGRAFIA Departamento de Engenharia Civil e Arquitectura  Listagem de Publicações a colocar à disposição no Fénix        Picado-Santos.. V. “Ingenieria Ambiental: fundamentos.  Garber.. Lisboa. Santos.. Junta Autónoma de Estradas (JAE). “The Handbook of Highway Engineering”. Lisboa. 2005. L. L. Sessão da Especialização em Vias de Comunicação e Transportes. enunciados dos trabalhos práticos e cartografia de apoio. Edição em CD. USA. DEC. 2010  Complementar Branco. L. A. Taylor & Francis. Picado-Santos. Lisboa. “Vias de Comunicação: questões práticas 2010”. A.. Sessão da Especialidade em Vias de Comunicação e Transportes. Oliveira. 2002. Brooks/Cole. L. Lisboa... 2007. 2000. Boca Raton-FL. FCTUC. JAE. T. L. Pereira. Junta Autónoma de Estradas (JAE). 1994. Madrid. ISBN 0-8493-1986-2. Comunicação ao XIII Congresso da Ordem dos Engenheiros – Engenharia e Cultura.. FCTUC. Junta Autónoma de Estradas (JAE)... L. Junta Autónoma de Estradas (JAE). 2010. "Highways: The Location. P3/94. FCTUC. E. JAE. “Sinistralidade Rodoviária: uma reflexão”. Porto. JAE. DEC..  Kiely. “Traffic & Highway Engineering”. “Norma de Traçado”. DECivil-IST. McGraw-Hill e Interamericana de España. entornos. F.. 12/12 12 /12 6 . 2010. J. J. [Publicação com as matérias leccionadas a ser distribuídas por capítulos]. Picado-Santos. L. 2010  Outros     colectânea de acetatos usados como suporte nas aulas teóricas e teórico-práticas..BIBLIOGRAFIA Departamento de Engenharia Civil e Arquitectura  Recomendada       Picado-Santos. Coimbra. P. 3th edition. Carvalheira C. Lisboa. Exame-tipo. N. “Sinistralidade Rodoviária: uma reflexão”.. formulário da unidade curricular. [Publicação com as matérias leccionadas a ser distribuídas por capítulos] DECivil-IST. Comunicação ao XIII Congresso da Ordem dos Engenheiros – Engenharia e Cultura. Ferreira. Pacific GroveCA. G. Picado-Santos. 2007. P. ISBN 0 7506 5090 7. F. Elsevier Butterworth-Heinemann. USA. Lisboa. Lisboa. DEC. JAE. Oxford. DEC. “Vias de Comunicação II: Algumas noções sobre a Avaliação do Impacte Ambiental em Estradas”. 1994. tecnologias y sistemas de gestión”. Picado-Santos.Fwa. “Vias de Comunicação II: Algumas noções sobre a Avaliação do Impacte Ambiental em Estradas”.. “Manual de Concepção de Pavimentos para a Rede Rodoviária Nacional”. P3/94. C. 1v. “Diagnóstico de Sinistralidade”. L. L. Coimbra.