Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

i

Resumo







Esta tese de mestrado descreve o desenvolvimento, implementação e teste de um
sistema de medição de energia concebido para um ambiente doméstico, baseado no
circuito integrado medidor de energia Teridian 71M6515H ! sistema desenvolvido
envia periodicamente os valores monitori"ados para uma base de dados, através de uma
rede sem #ios com base no protocolo $EEE %&'11 (Wi-Fi) !s dados podem ser
acedidos remotamente em tempo real, através de uma p*gina na internet, onde é
poss+vel consultar a ,uantidade de energia consumida acumulada
-a primeira #ase deste trabal.o reali"ou/se o en,uadramento do tema no
conte0to atual, reali"ando/se o estudo de alguns sistemas domésticos de monitori"ação
do consumo de energia elétrica e0istentes no mercado -uma segunda #ase #oi reali"ado
o estudo dos componentes a serem utili"ados, o desen.o da placa de circuito impresso e
o desenvolvimento do firmware, para ,ue todo o processamento e manipulação dos
dados #ossem reali"ados pela unidade de a,uisição de dados Em seguida procedeu/se 1
construção da unidade de a,uisição e 1 programação para o registo dos valores numa
base de dados 2 3ltima #ase consistiu nos testes de #uncionamento da unidade de
a,uisição em con4unto com a aplicação de registo de dados
5om a implementação do sistema desenvolvido o consumidor doméstico poder*
ter con.ecimento, em tempo real, do custo de #uncionamento dos e,uipamentos ,ue
possui e assim tomar decis6es para os utili"ar de #orma mais racional, o ,ue se pode
tradu"ir numa economia dos recursos energéticos


7alavras/5.ave8 Monitori"ação da energia, dom9tica, Wi-Fi, smart meter

Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

ii



































Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

iii

Abstract







T.is master t.esis describes t.e development, implementation and testing o# a
measurement s:stem designed to measure t.e energ: consumption in an .ome
environment, based on t.e integrated circuit energ: meter Teridian 71M6515H T.e
developed s:stem periodicall: sends t.e monitored data to a database, via a ;ireless
net;or<, based on $EEE %&'11 (Wi-Fi) protocol T.e data can be accessed remotel:, in
real time, t.roug. a ;eb page, ;.ere t.e user can see t.e accumulate amount o# energ:
consumed
$n t.e #irst p.ase o# t.is ;or< t.e #rame;or< o# t.e t.eme ;as establis.ed, ;it.
t.e stud: o# some s:stems #or .ome po;er consumption monitoring, available on t.e
mar<et $n a second p.ase, t.e stud: ;as directed at t.e components to be used, to t.e
design o# t.e printed circuit board and to t.e development o# t.e #irm;are, ;it. t.e aim
o# leaving all t.e processing and data .andling to be per#ormed b: t.e data ac,uisition
unit T.en t.e construction o# t.e ac,uisition unit ;as per#ormed and it ;as
programmed #or t.e recording o# t.e values in a database T.e last step consisted in
testing t.e operation o# t.e ac,uisition unit toget.er ;it. t.e database
=it. t.e implementation o# t.e developed s:stem a domestic consumer can .ave
real/time <no;ledge o# t.e cost o# operation o# all t.e .ome e,uipment, and t.us .e can
ma<e decisions in a more rational manner, ;.ic. can be translated into energ: savings



>e:;ords8 energ: monitoring, .ome automation, =i/?i, smart meter



Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

iv

































Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

v

Agradecimentos







2o 7ro#essor @outor Au+s 2rmando de 2guiar !liveira Bomes, orientador desta
tese de mestrado, agradeço por todo o apoio prestado, pela disponibilidade e pela
partil.a dos seus con.ecimentos académicos
C todos os pro#essores do mestrado em Engen.aria de Telecomunicaç6es e
Dedes de Energia da Eniversidade da Madeira, pelo au0+lio na construção dos
con.ecimentos ad,uiridos durante esta 4ornada
2o Eng ?ilipe Santos pela paciFncia e pela disponibilidade em partil.ar todos os
seus con.ecimentos em eletr9nica e programação, os ,uais #oram #undamentais para o
desenvolvimento de algumas #ases deste trabal.o
2o meu marido 7aulo e 1 min.a #il.a So#ia, ,ue sempre me motivaram nos
momentos mais di#+ceis, encora4ando/me sempre a seguir em #rente
2os meus pais pelo apoio incondicional durante toda a vida e por acreditarem
sempre na min.a capacidade
2os meus colegas, 2lice, Buido, Gorge Aopes, 5ristina, $vo, 5arla, pelos
momentos de descontração passados 4untos e pelas palavras de Hnimo





Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

vi
































Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

vii

Lista de abreviaturas e terminologia

2@5 I Analog-to-digital converter
2M$ I Advanced metering infrastructure
2MD I Automatic meter reading
@$! I Digital input/output
@S7 I Digital signal processing
EM7 I Energy management platform
EJS I EntradaJSa+da
$2M I Individual appliance monitors
$75 I Association connecting electronics industries
GT2B – Joint test action group
75 I ersonal computer
75K I rinted circuit !oard
7A5 I ower line communications
D? I "adio fre#uency
DMS I "oot mean s#uare
DT5 I "eal-time cloc$
DTM I "eal-time monitor
S7$ I %erial perip&eral interface !us
SS$ I %ync&ronous serial interface
T57J$7 I Transmission control protocolJInternet protocol
E2DT I 'niversal async&ronous receiver transmitter
EE I Enião europeia
ESK – 'niversal serial !us
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

viii


Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

i0

Índice

Resumo i
Abstract iii
Agradecimentos v
Lista de abreviaturas e terminologia vii
Índice de figuras 0iii
Índice de tabelas 0v
1 $ntrodução 1
11 Motivação '
1' !b4etivos '
1L !rgani"ação e conte3dos L
' Estado da 2rte 5
'1 Sustentabilidade e e#iciFncia energética residencial 6
'' 5onceitos te9ricos 7
'L Dedes inteligentes de energia 1&
'L1 %mart meter 11
'M Sistemas de monitori"ação de energia elétrica ((ome energy monitor) 1'
'M1 Sistemas de monitori"ação do tipo plug-in 1L
'M' Sistemas de monitori"ação do tipo split-core 16
'5 5ircuitos integrados para medição de energia '1
L 5arateri"ação do sistema desenvolvido '5
L1 De,uisitos para o desenvolvimento do prot9tipo '6
L' @escrição do sistema '6
)*)* (ardware '%
LL1 Medidor de energia '%
LL' Sensores M&
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

0

LL'1 Sensor de corrente M&
LLL 5ondicionamento dos sinais M1
LLM Microcontrolador ML
LL5 Transcetor MM
LL6 ?onte de 2limentação M5
LM 5omunicação M6
LM1 5omunicação entre ATmega )+, e 71M6515H M7
LM' 5omunicação entre ATmega )+, e Wifly "--./. MN
L5 5on#iguraç6es 5&
L51 Medidor de energia 71M6515H 5&
L5' 5on#iguração do transcetor sem #ios Wifly D-/171 5L
M @esenvolvimento 55
M1 7rocesso de #abrico do medidor de energia 56
M11 @esen.o do circuito (0ayout) 56
M1' $mpressão do layout do circuito na placa de cobre 5%
M1L Montagem dos componentes e soldadura 5N
M1M $nstalação na cai0a 5N
M15 5omponentes utili"ados e custo do medidor de energia 6&
,*+* Firmware 61
M'1 $nterrupção 65
M'' 5alibração 67
M'L 'pload do firmware 7&
ML Enidade de registo de dados 71
5 Testes e Desultados 7L
51 Testes de #uncionamento 7M
511 Oalor e#ica" da tensão 75
51' Oalor e#ica" da corrente 76
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

0i

51L Energia 7%
6 5onclus6es e trabal.os #uturos %L
61 5onclus6es %M
6' Trabal.os #uturos %5
De#erFncias %7
2ne0o 2 / Es,uem*tico do circuito %N
2ne0o K I 5aracter+sticas do medidor de energia 71M6515H N1
2ne0o 5 I 5aracter+sticas do Wifly "--./. NL
2ne0o @ I 59digo em linguagem 5 do firmware N5
2ne0o E I 59digo em linguagem p&p da base de dados 1&5



























Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

0ii



































Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

0iii

Índice de figuras

?igura ' 1 I TriHngulo de potFncias %
?igura ' ' I @iagrama de blocos de um sistema de monitori"ação de energia elétrica 1L
?igura ' L I @ispositivo de Monitori"ação do consumo elétrico 7logg P11Q 1M
?igura ' M I 2r,uitetura da rede do sistema logg P11Q 15
?igura ' 5 I @ispositivo de monitori"ação Eco-eye Elite P1'Q 16
?igura ' 6 I Sistema de monitori"ação !=A P1MQ 17
?igura ' 7 I Sistema de Monitori"ação Elite P15Q 1%
?igura ' %I Sistema de medição elétrica Envir Am! P16Q 1N
?igura ' N I Medidor de energia 2@E 775L P17Q '1
?igura ' 1& I Medidor de potFncia 5S5M6L P1%Q ''
?igura ' 11 I Medidor de energia Ma0im 7%M661& P1NQ 'L
?igura ' 1' I Medidor de energia ST7M&1 P'&Q 'L
?igura ' 1L I Medidor de enerdia Teridian 71M6515H P'1Q 'M
?igura L 1 I @iagrama de blocos geral do sistema de medição de energia '7
?igura L ' I @iagrama de blocos da unidade de a,uisição de dados '7
?igura L L I Medidor de Energia P'1Q 'N
?igura L M I @iagrama de Klocos do 71M6515H L&
?igura L 5 I 5one0ão entre o 71M6515H e o microcontrolador ou 75 P'1Q LL
?igura L 6 I 5on#iguração tri#*sica com neutro (ligação em estrela) L7
?igura L 7 I 5on#iguração tri#*sica em triHngulo L%
?igura L % / 5on#iguração tri#*sica em triHngulo com neutro L%
?igura L NI Sensor de corrente S5T I &1N P''Q M1
?igura L 1& I Trans#ormador de tensão 25/25 'L&O/6O M1
?igura L 11 I 5ondicionamento de sinal da corrente M'
?igura L 1' I 5ondicionamento do sinal de tensão ML
?igura L 1LI Microcontrolador 2Tmega L'M7 P'MQ MM
?igura L 1M/ Transcetor sem #ios WiFly "-/171 P'5Q M5
?igura L 15 I ?onte de alimentação R7 7!=ED E5A1&ES&L P'6Q M6
?igura L 16 I !peração de leitura do 71M6515H P'&Q M7
?igura L 17 I !peração de escrita no 71M6515H M%
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

0iv

?igura L 1% / 5on#iguração do Degisto 12-FI3 do bit & ao bit 15 5&
?igura L 1N / 5on#iguração do Degisto 12-FI3 do bit 16 ao bit L1 5&
?igura L '&I Es,uem*tico com as con#iguraç6es do medidor de energia 71M6515H 5L
?igura L '1 I Ganela de con#iguração do programa R/5TE 5M
?igura M 1 I 0ayout da placa de circuito impresso da unidade de a,uisição de dados 57
?igura M ' I $magem virtual da #ace superior da 75$ com os componentes
implementados 57
?igura M L I $magem virtual da #ace in#erior da 75$ com os componentes
implementados 57
?igura M M I 2parel.o de EO Mega 2S I '1& 5%
?igura M 5 I Enidade de a,uisição de dados com a respetiva cai0a 5N
?igura M 6 I Ganelas de con#iguração do 2OD STE@$! 6& 61
?igura M 7 I ?lu0ograma do firmware 6M
?igura M % I 7rogramador 2OD M>$$ PL1Q 7&
?igura M N I Kloco (eader %I 7&
?igura M 1& I Ganela device programming do STE@$! 2OD 6& 71
?igura 5 1 I Sistema Termotec ++4 I 5* (a) 5onsola de controloT (b) Simulador de
painel solarT (c) 2erotermo PLLQ 7M
?igura 5 ' I 2nalisador de potFncia 52 %LL' K PLMQ 75
?igura 5 L I Br*#ico da energia acumulada consumida durante o intervalo de teste %&
?igura 5 M Oisuali"ação dos dados com o programa &pmyadmin* %1








Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

0v

Índice de tabelas
Tabela 1 I 5omparação entre di#erentes sistemas de monitori"ação '&
Tabela ' / 5omparação entre di#erentes integrados para medição de energia 'M
Tabela ' I Oalores poss+veis para o #ator R L1
Tabela L I E,uaç6es implementadas pelo processador 5E LM
Tabela M I Seleção das #ases para a medição da #re,uFncia no registo T6'7 L5
Tabela 5 / Modo de operação do processador 5E de acordo com o tipo de sensor L6
Tabela 6 / Oalores poss+veis para o #ator R L6
Tabela 7 I E0emplo de leitura do valor e#ica" da corrente na #ase 2 M%
Tabela % I E0emplo de escrita no registo 12-FI3 MN
Tabela N I Delação de componentes utili"ados 6&
Tabela 1& I Se,uFncias para ativação da interrupção $DUS 65
Tabela 11 I Tempo de processamento do p9s/processador 66
Tabela 1' I 5omando de escrita no registo de calibração da corrente na #ase 2
(52AV$2) 6%
Tabela 1L I 5omando de escrita no registo de calibração da corrente na #ase 2
(52AVO2) 6N
Tabela 1M I @escrição do teste reali"ado 75
Tabela 15 I Erro de medição do valor e#ica" da tensão 76
Tabela 16 I Erro de medição com a consola de controlo a #uncionar 76
Tabela 17 I Erro de medição do valor e#ica" da corrente com o simulador de painel
solar ligado 77
Tabela 1% I Erro de medição do valor e#ica" da corrente com o aerotermo ligado 77
Tabela 1N I Erro de medição do valor e#ica" da corrente com todo o sistema a
#uncionar 77
Tabela '& I Erro de medição da energia aparente 7%
Tabela '1 I Erro de medição da energia ativa 7N
Tabela '' I Erro de medição da energia reativa 7N


Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

0vi





Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

1



















1.
Introdução


Este cap+tulo introdut9rio da tese de mestrado em Engen.aria de
Telecomunicaç6es e Dedes de Energia sob o tema de sistema de medição de energia
baseado no medidor de energia Teridian /.689.9(, contém a motivação ,ue deu
origem 1 investigação desenvolvida, os ob4etivos e a estrutura deste documento




Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

'

1.1 Motivação

2tualmente grande parte das #ontes de energia elétrica tFm origem em recursos
não renov*veis e poluentes -os 3ltimos anos tFm surgido algumas iniciativas por parte
das autoridades pol+ticas a n+vel mundial para tentar reverter este ,uadro, através do
incentivo 1 implementação de sistemas de captação de energia provenientes de #ontes
renov*veis, e da aplicação de outras iniciativas, como por e0emplo as tari#as bi/.or*rias
por parte dos operadores de energia elétrica
Em dos princ+pios para a redução do consumo energético é a consciFncia de
,uando, de ,uanto e de como é reali"ado o consumo, ou se4a, grande parte dos
utili"adores s9 tem esta perceção ,uando tFm acesso instantHneo aos dados do consumo
!s tradicionais contadores eletromecHnicos não o#erecem ao consumidor nen.uma
in#ormação acerca dos padr6es de consumo, para ,ue os utili"adores possam alterar os
seus .*bitos e assim redu"ir o consumo
7or outro lado, o desenvolvimento na *rea da eletr9nica trou0e uma enorme
variedade de circuito integrados para a medição de energia, com elevada precisão e
bai0o custo, #acilitando o desenvolvimento de aplicaç6es para a monitori"ação do
consumo de energia
2ssim, é de grande interesse desenvolver um sistema de monitori"ação do
consumo de energia, capa" de guardar os registos .ist9ricos e ,ue o#ereça aos
utili"adores domésticos in#ormação em tempo real acerca da ,uantidade de energia ,ue
est* a ser consumida, para ,ue se4a poss+vel tomar decis6es tão simples como ligar ou
desligar aparel.os ,ue este4am ligados devido a algum es,uecimento, ou então optar por
ligar aparel.os durante as .oras em ,ue o custo energético é mais redu"ido

1.2 Objetivos

!s ob4etivos propostos para a reali"ação deste pro4eto eram os seguintes8
Estudar a constituição b*sica dos sistemas de monitori"ação e0istentesT
Estudar os circuitos integrados dispon+veis para a medição da energia e
os sensores apropriadosT
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

L

$mplementar um sistema capa" de ad,uirir dados relativos 1s grande"as
elétricas8 tensão, corrente e #re,uFnciaT
Deali"ar o desen.o de uma placa de circuito impresso, com dimens6es
redu"idas, ,ue integrasse o c&ip de medição de energia, um
microcontrolador para tratar os dados e o transcetor sem #ios para enviar
os dados para uma base de dados
@esenvolver o firmware para gerir todos os componentes envolvidos na
a,uisição e encamin.amento dos dados para uma base de dadosT
7ermitir a visuali"ação dos dados através de um inter#ace gr*#ica
dispon+vel on-line

1.3 Organização e conteúdos

Este relat9rio est* organi"ado em seis cap+tulos e cinco ane0os, sendo ,ue a
divisão dos cap+tulos segue a seguinte ordem8

5ap+tulo 1 I Introdução
-este cap+tulo #oi reali"ada a introdução desta dissertação, sendo apresentada a
motivação para a reali"ação desta tese, e #oram descritos os ob4etivos
pretendidos e a organi"ação deste relat9rio
5ap+tulo ' I Estado da arte
-este cap+tulo é reali"ada uma abordagem ao tema, no ,ue di" respeito 1
sustentabilidade e e#iciFncia energética, aos parHmetros de medição
#undamentais, e são descritas as redes inteligentes de energia, analisando/se os
sistemas de monitori"ação e os circuitos integrados para a medição de energia
dispon+veis atualmente no mercado, sendo apresentadas as suas vantagens e
desvantagens


Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

M

5ap+tulo L I Caraterização do sistema desenvolvido
-este cap+tulo pretende/se dar a con.ecer todos os componentes ,ue
constituem este pro4eto, e descrever as decis6es tomadas a n+vel de &ardware
W apresentada ainda uma descrição mais pormenori"ada do medidor de energia
71M6515H no ,ue di" respeito 1 sua constituição, ao modo de comunicação e 1
sua con#iguração
5ap+tulo M I esenvolvimento
-este cap+tulo são descritas todas as etapas de construção do prot9tipo, desde o
desen.o do circuito, passando pelo desenvolvimento do firmware até 1
construção do prot9tipo
5ap+tulo 5 I !esultados
-este cap+tulo são apresentados os testes reali"ados e os resultados obtidos no
decorrer deste trabal.o
5ap+tulo 6 I Conclusão
-este cap+tulo estão contidas as conclus6es principais do trabal.o reali"ado, e
são apresentadas as recomendaç6es para trabal.os #uturos, a #im de dar
se,uFncia ao trabal.o e#etuado
2ne0os 2, K, 5, @, E
!s ane0os incluem, respetivamente, o es,uem*tico do circuito impresso, as
carater+sticas do medidor de energia 71M6515H, as carater+sticas do m9dulo
Wifly D-/171, o c9digo em linguagem 1 do firmware, e o c9digo em
linguagem p&p da base de dados








Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

5



























2.
Estado da "rte

Este cap+tulo apresenta o estudo reali"ado acerca do estado da arte dos sistemas
de monitori"ação do consumo de energia elétrica para ambientes doméstico, sendo
e0posto o seu en,uadramento no conte0to atual São ainda descritos os conceitos
te9ricos associados 1 medição de energia, as caracter+sticas dos sistemas de
monitori"ação e os componentes ,ue os constituem, as soluç6es dos sistemas
comerciali"ados atualmente, e é reali"ada uma comparação entre eles -a 3ltima secção
são apresentados alguns circuitos integrados ,ue se destinam 1 medição do consumo de
energia elétrica
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

6

2.1. #ustentabilidade e e$ici%ncia energ&tica residencial

2 sustentabilidade da produção de energia tem despertado a atenção por parte
dos governos mundiais nos 3ltimos anos, devido 1s mudanças clim*ticas e ao aumento
das emiss6es dos gases de e#eito de estu#a, cu4a principal #onte é a produção de energia
a partir dos combust+veis #9sseis Trata/se pois de um desa#io importante, tanto ao n+vel
pol+tico, uma ve" ,ue os grandes produtores, na sua maioria, deste tipo de matéria/prima
são oriundos de pa+ses politicamente inst*veis, como ao n+vel tecnol9gico, uma ve" ,ue
os sistemas de produção a partir de energias renov*veis devem apresentar valores de
e#iciFncia m+nimos de #orma a serem economicamente vi*veis
Estudos indicam ,ue %&X da energia consumida na Enião Europeia (EE)
provém da ,ueima de combust+veis #9sseis ('&&%) P1Q ?oi publicado em '&&% um
relat9rio com as orientaç6es e metas a serem adotadas pelos pa+ses da Enião Europeia
até o ano de '&'& !s principais ob4etivos dessa iniciativa, intitulada Y'&/'&/'&Z,
consistem na redução de '&X na emissão dos gases de e#eito de estu#a (em relação aos
valores de emissão registados no ano de 1NN&), no aumento para '&X do peso da
produção de energia proveniente de #ontes renov*veis, e na redução em '&X do
consumo de energia prim*ria
! aumento do consumo de energia elétrica observado na EE nos 3ltimos anos,
con#irma a importHncia da implementação das medidas de redução no consumo
doméstico @ados demonstram ,ue LMX do consumo de energia elétrica deve/se ao
a,uecimento das .abitaç6es P'Q Oeri#icou/se também ,ue 6&X da energia consumida
pelos sistemas de climati"ação é dissipada em "onas ,ue podem #acilmente ser isoladas
PLQ, logo a importHncia da implementação de soluç6es, algumas ainda na #ase de pro4eto,
tais como isolamentos térmicos em paredes, c.ão e tetos, podem corresponder a uma
redução de L&X nas perdas de energia dos sistemas de climati"ação
-uma segunda #ase, a diminuição do consumo consegue/se através de alteraç6es
tecnol9gicas e comportamentais 2 iluminação, por e0emplo, é respons*vel por 1&X a
15X do consumo de energia elétrica PLQ, sendo ,ue atualmente e0istem v*rias
alternativas 1s tradicionais lHmpadas incandescentes, mais e#icientes e com maior
durabilidade, tais como as lHmpadas #luorescentes compactas e as lHmpadas de leds
7ara além da utili"ação de alguns dispositivos ,ue podem redu"ir o consumo energético,
a utili"ação de sistemas de monitori"ação constitui um importante mecanismo no ,ue
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

7

di" respeito 1 mudança de comportamentos por parte do consumidor doméstico 2o
#ornecerem in#ormaç6es detal.adas acerca da potFncia utili"ada, os sistemas de
monitori"ação ensinam e motivam o consumidor a mudar os seus .*bitos, o ,ue torna
poss+vel alcançar/se uma redução na #atura de energia elétrica

2.2. Conceitos te'ricos

-esta secção são apresentados os conceitos te9ricos sub4acentes 1 medição de
energia elétrica, nomeadamente a potFncia aparente, ativa e reativa, o #ator de potFncia e
a energia aparente, ativa e reativa

7otFncia

2 potFncia pode ser de#inida como a ,uantidade de trabal.o reali"ado por
unidade de tempo, ou se4a, a capacidade de um sistema em reali"ar trabal.o durante um
segundo 2o n+vel das grande"as elétricas, a potFncia pode ser de#inida como o produto
entre a di#erença de potencial nas e0tremidades de uma carga e a corrente ,ue a
atravessa -a rede elétrica de energia, tanto a corrente como a tensão #ornecidas
possuem uma #orma apro0imadamente sinusoidal, com uma #re,uFncia de 5&H" ou de
6& H" Sendo ,ue a potFncia elétrica instantHnea #ornecida por uma #onte ou absorvida
por uma carga é dada pela e,uação '1 PMQ8

P
tnst
= v(t). t(t) (' 1)

!nde, v(t) e i(t) são as #unç6es ,ue carateri"am respetivamente as #ormas de
onda da tensão e da corrente
2 impedHncia da carga pode ser linear e não/linear, ou se4apuramente resistiva
ou possuir uma componente reativa -uma impedHncia puramente resistiva toda a
potFncia consumida corresponde 1 potFncia e#etivamente trans#ormada -uma
impedHncia com componente reativa é gerado um des#asamento entre os sinais de
corrente e de tensão, #a"endo com ,ue uma parte da potFncia se4a devolvida 1 rede, ou
se4a, e0iste uma #ração da potFncia ,ue oscila entre o gerador e a carga, resultado da
variação da energia magnética ou elétrica arma"enada nos elementos indutivos ou
capacitivos e0istentes nas cargas P5Q
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

%

2ssim, de#ine/se a e0istFncia de trFs tipos de potFncia, sendo elas8 potFncia
aparente (S), potFncia ativa (7) e potFncia reativa (U) -a ?igura ' 1 é apresentado o
triHngulo das potFncias, sendo ,ue a relação entre as re#eridas potFncias é dada pela
e,uação '' P5Q

S
2
= P
2
+Q
2
(' ')


?igura ' 1 I TriHngulo de potFncias

2 divisão da potFncia em di#erentes componentes #a" surgir o conceito de #ator
de potFncia, sendo este de#inido pela ra"ão entre a potFncia ativa e a potFncia aparente,
e e0presso pela e,uação 'L8

FP =
P
S
= ¢us(q) (' L)

7otFncia 2parente

2 potFncia aparente é obtida pela soma vetorial das potFncias ativa e reativa, sendo
apresentada nas unidades O2 (volt ampere) P6Q
2 potFncia aparente pode ser obtida através do produto entre os valores e#ica"es
da tensão e da corrente, de acordo com a e,uação 'M8

S = V
eI
I
eI
(' M)





Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

N

7otFncia 2tiva

2 potFncia ativa representa a potFncia ,ue é convertida em trabal.o na carga,
sendo e0pressa em = (;att) P6Q Esta componente da potFncia pode ser descrita como o
valor médio da potFncia absorvida, sendo de#inida pela e,uação '58

P =
1
T
] p(t)
T
û
dt = V
eI
I
eI
¢us(q) (' 5)

7otFncia Deativa

2 potFncia reativa não produ" de trabal.o 3til, no entanto circula entre a carga e
o gerador, o ,ue e0ige do sistema gerador uma corrente adicional P6Q W e0pressa nas
unidades O2r (volt ampere reativo), sendo obtida pela e,uação '68

Q = V
eI
I
eI
sen(q) (' 6)

Energia

7or de#inição a energia elétrica consumida ou #ornecida é de#inida como o
integral da potFncia 7(t) ao longo do tempo, con#orme e,uação '7 P6Q8

E = ] P (x)
t
û
dx (' 7)

Se a #unção P (+) #or uma #unção peri9dica de per+odo T e o sistema estiver em
regime permanente, a energia pode ser obtida de acordo com a e,uação '%8

E = ] P (x)
t
û
dx =
1
T
] P (x)
T
û
dx = P. t (' %)

Energia aparente

2 energia aparente é obtida pela e,uação 'N, sendo e0pressa em O2. (volt
ampere .ora) P6Q8
E
ap
= S. t (' N)

Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

1&

Energia ativa

2 energia ativa é de#inida pela e0pressão '1&, sendo e0pressa nas unidades =.
(;att .ora) P6Q8
E = P. t (' 1&)

Energia reativa

2 energia reativa é dada pela e,uação '11, sendo e0pressa em O2r. (volt
ampere reativo .ora) P6Q8
E
re
= Q. t (' 11)

2.3. !edes inteligentes de energia

Ema rede inteligente de energia, designada .abitualmente por %mart 3rid, para
além de ser vista com uma tecnologia ou e,uipamento particular, tem ,ue ser vista
como um conceito ao ,ual est* sub4acente a ideia da intensa utili"ação de tecnologias de
in#ormação e comunicação, tornando deste modo poss+vel a implementação de
estratégias de controlo para tornar as #uturas redes energéticas muito mais e#icientes do
,ue as tradicionais P7Q
@entro deste conceito o utili"ador assume um novo papel8 para além de
consumir, passa também a produ"ir pe,uenas ,uantidades de energia através de #ontes
renov*veis ,ue podem ser in4etadas na rede @este modo o con.ecimento, em tempo
real, da produção e do consumo permitem delinear novas #ormas de entendimento
acerca das necessidades da rede elétrica, permitindo também uma coordenação con4unta
entre produtor e consumidorJmicroprodutor, visando um consumo sustent*vel, e#iciente
e seguro
Ema %mart 3rid deve possuir as seguintes caracter+sticas P%Q PNQ8

• @etetar, analisar e restaurar #al.as na rede automaticamenteT
• $ncluir os e,uipamentos e comportamentos dos consumidores nos
procedimentos de planeamento e operação da redeT
• Desistir a ata,ues #+sicos ou virtuaisT
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

11

• Barantir a ,ualidade no #ornecimento da energiaT
• Deunir di#erentes tipos de #ontes de energia ,uanto 1 dimensão e tecnologia de
#orma transparente ( plug and play )T

7ara se poderem alcançar as caracter+sticas supracitadas é necess*rio
envolverem/se as seguintes *reas tecnol9gicas PNQ8

• @ispositivos de eletr9nica de potFncia8 @ispositivos capa"es de suportar
potFncias elevadas com maior velocidade e precisão, tais como tir+stores e
trans+storesT
• Beração distribu+da e microgeração8 7rodução pr90ima do ponto de consumoT
• @ispositivos de arma"enamento de energia8 Barantia de ,ualidade para cargas
sens+veis a #lutuaç6es na energia #ornecida
• Sistema integrado de comunicação8 5omunicação entre e,uipamentos cr+ticos
da rede, permitindo a monitori"ação, o controlo e a correçãoT
• Sensores8 Dedes de sensores inteligentes

Este trabal.o centrou/se nas ,uest6es relacionadas com os sensores (medição
dos consumos) e com o sistema de comunicação (transmissão dos dados através de uma
rede in#orm*tica)

2.3.1. Smart meter

Em sistema de medição eletr9nico designado por %mart 6eter apresenta novas
#uncionalidades #ace aos tradicionais Ycontadores de energiaZ eletromecHnicos, tais
como PNQ8

• 2MD (Automatic 6eter "eading)8 !s dados obtidos através da monitori"ação
com recurso aos medidores de energia são enviados para um sistema central de
processamento de dados, através de di#erentes redes de comunicação, tais
como, Wi-Fi: Wi6a;: <ig!ee ou 01 =ower line communications>
• 2M$ (Advanced 6etering Infrastructure)8 Estes sistemas representam uma
evolução dos sistemas 2MD, pois, para além de coletarem in#ormaç6es acerca
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

1'

do consumo, possibilitam a an*lise da demanda, de #orma a interagirem
relativamente a alteraç6es dos preços praticados, e atuarem sobre dispositivos
pertencentes ao consumidor #inal 7ara tal, é necess*rio ,ue e0ista uma
in#raestrutura de comunicação bidirecional, entre o produtor de energia e o
consumidor

2.(. #istemas de monitorização de energia el&trica )Home
energy monitor*

2tendendo 1s e0igFncias de redução do consumo energético, ,ue se tFm
observado em muitos pa+ses, surgiram variadas soluç6es comerciais para a medição do
consumo energético em tempo real Esses dispositivos constituem #erramentas
importantes, no ,ue di" respeito 1 perceção ,ue o utili"ador da rede elétrica tem sobre o
seu comportamento como consumidor 2ssim, o utili"ador pode ter um papel ativo, uma
ve" ,ue pode identi#icar e conse,uentemente alterar os seus .*bitos de consumo, com
um impacto imediato na redução da #atura a pagar
!s sistemas (ome Enegy 6onitor tFm por ob4etivo au0iliar o consumidor no
controlo e redução do consumo energético, mas no entanto não substituem os
contadores tradicionais W de re#erir ,ue estes sistemas são menos comple0os ,ue os
sistemas designados por %mart 6eters, pois esses #ornecem in#ormação do consumo de
energia elétrica ,uer ao consumidor ,uer ao produtor através de uma rede de
comunicação
Em sistema inteligente de medição de energia, como o ilustrado na ?igura ' ', é
constitu+do de #orma geral pelos seguintes componentes P1&Q8 i) Sensores
anal9gicosJdigitais para a leitura da tensão e da correnteT ii) 5ircuito integrado para
calcular o consumo da energiaT iii) Mem9ria para arma"enar os dadosT iv) Oisor para
mostrar em tempo real a in#ormação re#erente ao consumoT v) Microcontrolador para
comandar os restantes componentesT vi) 5omunicação sem #ios para o envio dos dados
relativos ao consumo
!s sensores de tensão e corrente podem ser implementados através de um
divisor resistivo, eJou através do recurso a um trans#ormador de corrente ou tensão !s
valores de tensão e corrente, medidos pelos sensores, são enviados para um circuito
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

1L

integrado, sendo este designado por Medidor de Energia 2 sua principal #unção é
reali"ar o processamento dos dados ad,uiridos, de #orma a obter os valores de algumas
grande"as, tais como, o valor e#ica" da tensão e da corrente, a potFncia ativa, a potFncia
reativa, a potFncia aparente, a energia, e o #ator de potFncia










?igura ' ' I @iagrama de blocos de um sistema de monitori"ação de energia elétrica

! microcontrolador pode ser visto como a unidade central de processamento do
sistema, e detém a #unção de estabelecer a comunicação entre o medidor de
potFnciaJenergia, solicitar os dados monitori"ados, guardar o .ist9rico de consumo na
mem9ria e enviar os dados para o visor 7ode também estabelecer uma comunicação
sem #ios, ESK ('niversal serial !us) ou Et.ernet com outros dispositivos P1&Q

2.(.1. #istemas de monitorização do ti+o plug-in

7ara alguns tipos de aplicaç6es é dese4*vel um sistema de monitori"ação ,ue
possa medir o consumo de apenas um e,uipamento elétrico -esses casos a
monitori"ação é reali"ada através de aparel.os de bai0o custo designados por plug-in
Estes dispositivos são colocados entre a tomada da .abitação e o aparel.o ,ue se
pretende monitori"ar, e os dados são apresentados num visor ou enviados através de
comunicação sem #ios para um computador ou telem9vel* 2tualmente e0istem diversos
dispositivos desenvolvidos ,ue se en,uadram nesta categoria, sendo de seguida
apresentado um e0emplo deste tipo

Sensor
tensão
Sensor
corrente

Medidor
de
Energia
Microcontrolador
5omunicação com
outros dispositivos
Oisor
Mem9ria
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

1M

,-O..
@esenvolvido por uma empresa britHnica, o logg, ilustrado na ?igura ' L, pode
ser utili"ado para monitori"ar o consumo de energia em aparel.os domésticos isolados,
tais como #rigor+#icos e ar condicionados, etc 7ara além de reali"ar mediç6es acerca do
consumo de energia numa tomada elétrica, e#etua também o controlo remoto do
aparel.o, permitindo por e0emplo desligar aparel.os ,ue não este4am programados para
#uncionar num determinado .or*rio
2 unidade de medição e processamento deste sistema é constitu+da por um
circuito integrado Teridian 89.. W comerciali"ada também uma versão com um sensor
de corrente e0terno, do tipo trans#ormador de corrente split-core (como os ,ue serão
descritos na secção seguinte), para ser instalada no ,uadro elétrico geral, tornando assim
poss+vel a monitori"ação dos consumos de energia elétrica de toda a .abitação ! envio
dos dados monitori"ados, assim como o controlo, é reali"ado através de transmissão
<ig!ee ou 5luetoot& P11Q


?igura ' L I @ispositivo de Monitori"ação do consumo elétrico 7logg /110

Ema das vantagens deste sistema é o acesso aos dados a partir de ,ual,uer
locali"ação, através de uma p*gina We!, sendo neste caso, e segundo a ar,uitetura de
rede apresentada na ?igura ' M, os dados coletados são enviados para um servidor
central via $nternet* ! #abricante também disponibili"a um programa de gerenciamento
dos dados (logg 6anager), tanto para computador como para telem9vel
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

15


?igura ' M I 2r,uitetura da rede do sistema logg /110

2s principais caracter+sticas ,ue esse sistema apresenta são as seguintes P11Q8
• Erro de medição [1XT
• ! utili"ador pode de#inir o intervalo de registo, de no m+nimo ' segundos
até 1 mFsT
• Mem9ria não/vol*til de 6M<K para registos de dadosT
• Desultados em <=., <O2r., ;atts, amperes e voltsT
• 7ermite a comparação do desempen.o de aparel.os ou m*,uinas
similaresT
• 2dmite aplicaç6es mono#*sicas, bi#*sicas ou tri#*sicas
Ema e,uipa da Eniversidade do 5.ipre utili"ou o logg para e#etuar um estudo
do impacto da utili"ação de dispositivos de monitori"ação do consumo de energia sobre
a redução da #atura #inal a pagar, para utili"adores com tari#as de preço vari*vel Esta
investigação mostrou ,ue a ativação de aparel.os nos per+odos de tari#a redu"ida pode
permitir 15X de redução na #atura mensal de uma .abitação média t+pica PNQ



Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

16

2.(.2. #istemas de monitorização do ti+o split-core

7ara se ter uma noção do panorama geral do consumo de uma .abitação são
utili"ados sistemas de monitori"ação ligados ao ,uadro geral, onde são veri#icados os
consumos totais Estes sistemas são em geral de #*cil instalação, visto ,ue não implicam
a interrupção dos cabos elétricos, pois utili"am sensores do tipo split-core ,ue podem
ser colocados 1 volta dos cabos
Estes sistemas apresentam geralmente duas unidades ,ue comunicam entre si
através de comunicação sem #ios 2 unidade a ,ue est* acoplado o sensor split-core
possui a #unção de leitura, medição e transmissão dos dados da energia para a outra
unidade, unidade essa ,ue possui um visor para visuali"ação dos dados, e ,ue
usualmente comunica ainda com um computador ou telem9vel @e seguida são
apresentados alguns e0emplos dos sistemas descritos acima

ECO1E2E E-I3E
! Eco-Eye Elite, ilustrado na ?igura ' 5, é constitu+do por um sensor de
corrente, um transmissor sem #ios e um m9dulo de visuali"ação port*til Ema
caracter+stica importante deste sistema é o seu visor A5@ especialmente concebido para
ser lido 1 distHncia, assim como uma inter#ace com o utili"ador simples, e com apenas
trFs teclas


?igura ' 5 I @ispositivo de monitori"ação Eco-eye Elite /120

Este sistema permite a monitori"ação de ligaç6es elétricas com uma ou mais
#ases e e#etua a amostragem da corrente a cada M segundos ! m9dulo de visuali"ação
e0ibe o custo da energia consumida por .ora, por dia, por semana, por mFs ou por ano
em libras e em euros, permite a programação de até sete tari#as di#erentes e também
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

17

apresenta os valores e,uivalentes de emissão de 5!
'
para a atmos#era e o tempo de vida
3til da bateria !utra caracter+stica importante é a seleção de L& canais di#erentes para a
transmissão dos dados, um recurso muito 3til para evitar poss+veis inter#erFncias ,uando
.* uma grande densidade destes dispositivos numa .abitação P1'Q

O4- CM 156
! sistema de monitori"ação 2W0, ilustrado na ?igura ' 6, possui um sensor de
corrente, um transmissor sem #ios e uma unidade de visuali"ação ,ue pode ser colocada
até L& metros do transmissor Este sistema e#etua a medição da corrente ,ue #lui no cabo
para calcular o consumo de eletricidade em euros ou em <=., assim como das emiss6es
de gases de e#eito estu#a 7ermite ainda guardar os dados das mediç6es e#etuadas, assim
como reali"ar uma comparação entre os per+odos de consumo P1LQ


?igura ' 6 I Sistema de monitori"ação !=A /1(0

Este sistema possibilita ao utili"ador inserir os valores das tari#as vari*veis
aplicadas nos pa+ses ,ue utili"am o d9lar ou o euro como moedas o#iciais 2ssim, é
permitido ao utili"ador de#inir os seguintes parHmetros8
• 7rogramar até M tari#as (moedaJ <=.)T
• @e#inir alarmes (alarme ligado J desligado ou de#inir o valor m*0imo do
consumo moeda J .ora, a partir do ,ual o alarme soa)T
• Tensão nominal #ornecida (11&, 1'&, ''&, 'L&, 'M& ou '5& O)T
• Escol.er o canal de comunicação sem #ios
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

1%

E7E!.2 E-I3E
! sistema de monitori"ação Elite, ilustrado na ?igura ' 7, é constitu+do por um
sensor de corrente, m9dulo de transmissão sem #ios e m9dulo de visuali"ação Este
sistema possibilita um acompan.amento instantHneo, di*rio, semanal ou mensal do
consumo de energia. ! m9dulo de visuali"ação disponibili"a também ampla
in#ormação, nomeadamente os respetivos custos por .ora de acordo com v*rios
tari#*rios, sendo poss+vel con#igurar no m*0imo dois tari#*rios, assim como a emissão
estimada de 5!
'
para a atmos#era

?igura ' 7 I Sistema de Monitori"ação Elite /180

-o entanto este sistema não possui nen.uma plata#orma de acesso aos dados
através do computador ou telem9vel, sendo esta desvantagem minimi"ada pelo #acto
deste sistema possuir mem9ria interna capa" de arma"enar dados durante um per+odo de
até 'M meses P15Q

E9:I! "M;
! sistema de medição de energia Envir Am!, ilustrado na ?igura ' %, #oi
lançado pela empresa 1urrent 1ost em '&11, e é constitu+do por um sensor de corrente,
m9dulo de transmissão sem #ios e m9dulo de visuali"ação P16Q
7ara além de e#etuar a monitori"ação ao n+vel do ,uadro elétrico, uma das
#uncionalidades ,ue este sistema apresenta é a monitori"ação de até nove e,uipamentos
individuais, através de dispositivos opcionais do tipo plug-in designados por YIndividual
Appliance 6onitors =IA6>” 2través de uma ligação ESK e de %oftware 2pen %ource é
poss+vel visuali"ar a monitori"ação dos nove aparel.os em simultHneo
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

1N

! visor deste sistema disponibili"a diversa in#ormação, nomeadamente o
n3mero de sensores instalados, a energia consumida e o custo instantHneo, energia e
custo acumulados durante o mFs 2presenta também um gr*#ico do consumo durante
trFs per+odos de tempo, das 7 .oras da man.ã 1s L .oras da tarde, das L .oras da tarde 1s
11 .oras da noite, e por #im das 11 .oras da noite 1s 7 .oras da man.ã Esta opção é
muito 3til para os casos em ,ue o consumidor possui tari#*rios di#erentes de acordo com
o .or*rio de utili"ação



?igura ' %I Sistema de medição elétrica Envir Am! /150

2 Tabela 1 resume as principais caracter+sticas técnicas dos sistemas de
monitori"ação apresentados













Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

'&

Tabela 1 I 5omparação entre di#erentes sistemas de monitori"ação

Sistemas 7A!BB
E5!/E\E
EA$TE
!=A
5M16&
E?EDB\
EA$TE
E-O$D
2MK
Transmissão sem #ios
entre unidade de
a<uisição de dados e
visor -C
Sim Sim Sim Sim Sim
Oisor de A5@ Sim Sim Sim Sim Sim
Aigação ao
computador
Sim / Sim / Sim
2rma"enamento de
dados (2nos)
/ ',6 ' % '
Bama de tensão (O) 1'&/'L& N&/'55 11&/'5& 11&/M&& 'M&
5orrente m*0ima (2) 1&&J'&& 7& 7& N& 1&&
Erro de medição (X) [1 [1 [1 [1 [1
2lcance indoor (m) / L& L& M& L&
Oida 3til da bateria /
até 1'
meses
até M
anos
até 1'
meses
até 1'
meses
Ta0a de transmissão
de amostras (seg)
/ M 6
6 , 1' ou
1%
6
7reço 65] 5'] MM] %M] 5N]

Delativamente aos sistemas de monitori"ação de energia estudados nesta secção,
veri#icou/se ,ue grande parte deles comunica com o computador somente através de
uma inter#ace ESK 7ara além de não comunicarem com um &ost através de uma rede
sem #ios, não possuem uma solução ,ue permita o acesso remoto aos dados



Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

'1

2.8. Circuitos integrados +ara medição de energia

-esta secção são apresentados alguns circuitos integrados, desenvolvidos pelos
principais #abricantes mundiais, para a monitori"ação do consumo de energia elétrica
"E==83
! medidor de energia mono#*sico 2@E775L, apresentado na ?igura ' N,
produ"ido pela empresa Analog Devices é carateri"ado por apresentar um bai0o custo e
bai0o consumo 7ossui duas entradas anal9gicas de 16bits e reali"a os c*lculos para
obtenção da energia ativa, reativa e aparente Este dispositivo recebe 1 entrada da porta
2@5 (Analog-to-digital converter) um valor m*0imo de amplitude de ^&,5O, sendo ,ue
esta possui um ampli#icador de gan.o program*vel, onde são admitidos os seguintes
valores de gan.o8 1T 'T MT % e 16 !s dados de monitori"ação da energia são
arma"enados em registos, ,ue podem ser acedidos com recurso 1 inter#ace de
comunicação série (S7$ I %erial perip&eral interface !us) 2 tensão de alimentação é de
5O @5 P17Q


?igura ' N I Medidor de energia 2@E 775L /1=0

C#8(53
! medidor de potFncia 5S5M6L, representado na ?igura ' 1&, é produ"ido pela
empresa 1irrus 0ogic, e é composto por dois conversores anal9gicoJdigital (2@5),
ampli#icadores com gan.o program*vel, #iltros digitais Sinc
L
, $$D, e H7? para retirar a
componente @5 dos sinais de tensão e corrente, e processador de c*lculo 7ossui
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

''

também uma inter#ace série (S7$) ,ue permite a comunicação e con#iguração dos
parHmetros de #uncionamento do 5S5M6L
Este dispositivo apresenta uma precisão de &,1X, somente se a entrada de tensão
estiver entre 5X e 1&&X, e se a entrada de corrente estiver entre &,'X e 1&&X, do valor
m*0imo recebido pelo 2@5, ,ue é de &,'5O W alimentado por uma tensão de 5O @5,
#unciona a uma #re,uFncia de oscilação de M,&N6MH" e apresenta um consumo m*0imo
de 5,%m2
! processador recebe os sinais anal9gicos, convertidos através do 2@5, para
assim calcular alguns parHmetros energéticos, tais como8 potFncia aparente, potFncia
ativa e reativa, valor e#ica" da tensão e corrente e #ator de potFncia P1%Q


?igura ' 1& I Medidor de potFncia 5S5M6L /1>0

=>M5516?-M@
! /?688.4@06', apresentado na ?igura ' 11, é um processador de medição
de energia (E6 – Energy management platform) tri#*sico produ"ido pela empresa
6A7I6, ,ue possui ,uatro entradas anal9gicas para sensores e um processador interno
de 'Mbit Este c&ip contempla duas inter#aces de comunicação, uma inter#ace 'A"T
('niversal async&ronous receiver transmitter) e uma inter#ace %I 2presenta uma
mem9ria flas& ,ue permite um arma"enamento não/vol*til dos dados de con#iguração e
dos coe#icientes de calibração Este componente reali"a o c*lculo da potFncia ativa,
reativa e aparente, assim como do #ator de potFncia ?unciona 1 tensão de alimentação
de L,LO Ema das vantagens deste c&ip é o #acto de possuir um firmware de#inido pelo
#abricante, o ,ue dispensa o uso adicional de um microcontrolador, o ,ue é comum em
pro4etos de medidores de energia P1NQ

Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

'L



?igura ' 11 I Medidor de energia Ma0im 7%M661& /1A0
#3,M61
! medidor de energia %T64., apresentado na ?igura ' 1', é um medidor de
energia mono#*sico produ"ido pela empresa %T6icroeletronics* 7ossui dois 2@5 para a
corrente e um 2@5 para a entrada anal9gica de tensão, sendo ,ue as entradas 2@5 tFm
um gan.o program*vel de até ,uatro ve"es Este c&ip reali"a a medição da potFncia
ativa, potFncia reativa, potFncia aparente, #re,uFncia de rede elétrica, valores e#ica"es
da tensão e da corrente, valor instantHneo da energia ativa, reativa e aparente ! acesso
aos dados de medição e de con#iguração é reali"ado através de uma inter#ace S7$ com
comandos espec+#icos ! erro é in#erior a &,1X W poss+vel reali"ar a calibração da
tensão, correção de #ase e compensação de temperatura P'&Q


?igura ' 1' I Medidor de energia ST7M&1 /260



=1M5818B


! medidor de energia 71M6515H, apresentado na ?igura '1L, é um medidor de
energia tri#*sico produ"ido pela empresa Teridian 7ossui seis 2@5 de '1 bits, sendo
trFs para o sinal de corrente e trFs para o sinal de tensão, sendo ,ue cada 2@5 admite
um gan.o program*vel de até oito ve"es W alimentado por uma tensão de L,LO com um
consumo de L& m=, opera a uma m*0ima 6M MH" e apresenta um um erro de medição
in#erior a 1X 7ossui duas inter#aces de comunicação, uma inter#ace E2DT e uma
inter#ace @S7
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

'M

Este c.ip reali"a a medição da energa ativa, energia reativa, energia aparente,
#re,uFncia de rede elétrica, valores e#ica"es da tensão e da corrente, #ator de potFncia e
distorção .arm9nica total P'1Q


?igura ' 1L I Medidor de enerdia Teridian 71M6515H /210

2 Tabela 1 resume as principais caracter+sticas técnicas dos integrados de
medição de energia apresentados

Tabela ' / 5omparação entre di#erentes integrados para medição de energia

"E==83 C#8(53 =>M5516( #3M,
=1M5818
B

9úmero de
"C

' ' M ' 6

3ensão de
"limentação
):*

5O 5O L,LO L,LO

Inter$ace de
comunicação

S7$ S7$
E2DT
S7$
S7$
E2DT
@S7

.anCo

16 M %

,arDmetros
de energia
calculados

=.,
O2D.,
O2.
=., O2D.,
O2., Orms,
$rms, ?7
=., O2D.,
O2.
=., O2D.,
O2.,
Orms, $rms
=.,
O2D.,
O2.,
Orms,
$rms,
?7,TH@





Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

'5

























3.
Caraterização do sistema desenvolvido

-este cap+tulo são apresentados os re,uisitos ,ue #undamentaram a elaboração
do prot9tipo
7retende/se ainda introdu"ir os conceitos principais acerca dos elementos ,ue
comp6em o sistema desenvolvido, sendo reali"ada uma descrição dos elementos
constituintes, e das respetivas interligaç6es, segundo um diagrama de blocos
2 seguir é descrito o &ardware, dando maior relevHncia 1 escol.a dos
componentes utili"ados, ao seu dimensionamento e 1 sua con#iguração
2 3ltima parte deste cap+tulo incide sobre a comunicação e con#iguração dos
componentes
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

'6

3.1. !e<uisitos +ara o desenvolvimento do +rot'ti+o

! prot9tipo criado nesta tese de mestrado devia respeitar determinados
re,uisitos, de #orma a o#erecer a resposta mais ade,uada ao problema proposto 2ssim,
ao longo deste trabal.o pretendeu/se desenvolver um sistema de monitori"ação do
consumo elétrico de uma .abitação, ,ue comunicasse os parHmetros energéticos
monitori"ados com recurso 1 comunicação sem #ios 2lém disso era importante ,ue as
caracter+sticas #+sicas do sistema permitissem a sua #*cil integração em ,ual,uer tipo de
,uadro elétrico, pelo ,ue deveria possuir as seguintes caracter+sticas8

• Ema unidade cu4a #unção #osse a a,uisição das amostras relativas 1 tensão
e corrente, por meio de sensores espec+#icos de tensão e de corrente, com
dimens6es redu"idas e standard para uma integração #*cil num ,uadro
elétrico domésticoT
• Ema aplicação para registo dos dados provenientes do sistema de
monitori"ação numa base de dados, para serem disponibili"ados para
visuali"ação através de uma p*gina We!T
• Kai0o custo, em con#ormidade com os valores praticados no mercado

3.2. escrição do sistema

! sistema é composto pela unidade de a,uisição de dados e a pela aplicação de
registo de dados
2 unidade de a,uisição de dados consiste num dispositivo eletr9nico
respons*vel por medir os consumos de energia 7ossui as seguintes #unç6es8 i) Decol.a
dos sinais anal9gicos provenientes dos sensores ,ue medem a tensão e a corrente,
situados no ,uadro elétricoT ii) 5*lculo dos parHmetros energéticosT iii) 5omunicação
dos valores relativos a esses sinais para o registo de dados
7or outro lado a aplicação de registo de dados tem como #unção guardar numa
base de dados os dados enviados pela unidade de a,uisição de dados, sendo ,ue depois
podem ser acedidos pelo utili"ador através de um =ebsite ! diagrama geral do sistema
é apresentado na ?igura L 1
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

'7








2 unidade de a,uisição de dados pode ser subdividida em seis blocos principais8
i) 5ondicionamento de sinalT ii) Medidor de energia, iii) MicrocontroladorT iv)
TranscetorT v) Trans#ormadorT vi) (eader S7$ 2 ?igura L ' ilustra o diagrama de
blocos da unidade de a,uisição de dados













2 unidade de a,uisição de dados inicia a leitura dos sinais anal9gicos através
dos sensores apropriados de tensão e de corrente, sendo ,ue a seguir estes passam por
um circuito de condicionamento de sinal constitu+do por divisores resistivos, ,ue
reali"am a redução dos sinais para os n+veis impostos pelo medidor de energia 7or sua
ve" o medidor de energia mede os dados relativos ao valor e#ica" e de pico, tanto da
tensão como da corrente, para assim reali"ar o c*lculo dos v*rios parHmetros, tais como,
potFncia ativa e reativa, e energia consumida num determinado intervalo de tempo
Enidade de a,uisição
de dados
2plicação de registo
de dados
5omunicação sem
#ios
Tensão
5orrente
?igura L 1 I @iagrama de blocos geral do sistema de medição de energia
?igura L ' I @iagrama de blocos da unidade de a,uisição de dados

Sensor
tensão
Sensor
corrente

Medidor de
energia

Microcontrolador Transcetor
Trans#ormador de
tensão ('L&O/L,LO)

a

5ondicionamento de
sinal

(eader %I
b

Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

'%

! microcontrolador controla todo o #lu0o de in#ormação, entre o medidor de
energia e o transcetor, sendo ,ue as principais #unç6es são8 i) Enviar as con#iguraç6es
necess*rias para ,ue o medidor de energia iniciali"e as suas #unç6esT ii) Solicitar os
dados re#erentes 1s mediç6es dos v*rios parHmetros dispon+veis e reencamin.*/los para
o transcetor sem #iosT iii) E#etuar o envio dos comandos necess*rios para ,ue o
transcetor estabeleça uma cone0ão T57J$7 (Transmission control protocol/internet
protocol) com o servidor
! transcetor tem como #unção enviar os dados obtidos pelo medidor de potFncia,
através de uma comunicação sem #ios, para a unidade de visuali"ação de dados
2 alimentação de todas as unidades do sistema é de L,LO @5, obtidos através de
trans#ormação e reti#icação do sinal recebido da rede elétrica de 'L&O

25
! bloco designado por (eader %I é constitu+do por um con4unto de seis
&eaders com a #unção de permitir carregar o firmware para o microcontrolador -a
secção M'L é #eita uma descrição em maior detal.e desse bloco
2 aplicação de registo de dados possui a #unção de guardar os dados de medição,
enviados pelo transcetor, numa base de dados, permitindo posteriormente a sua
visuali"ação

3.3. Hardware

-esta secção são apresentados os componentes eletr9nicos utili"ados na
construção da unidade de a,uisição de dados, designadamente os sensores, o circuito de
condicionamento de sinal, o medidor de energia, o microcontrolador, o transcetor e o
trans#ormador São também são apresentados os c*lculos de dimensionamento para o
circuito de condicionamento de sinal

3.3.1. Medidor de energia

@urante o desenvolvimento deste pro4eto e ap9s o estudo e an*lise de algumas
#ormas de medir a energia consumida, optou/se pela utili"ação de um circuito integrado,
,ue para além da vantagem de centrali"ar todo o c*lculo num s9 c&ip (tecnologia on-
c&ip), apresentasse bai0o preço e elevada precisão 5om base nos re,uisitos
apresentados optou/se pelo componente da marca Teridian designado por 71M6515H
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

'N

!utra ra"ão pela ,ual se optou por este componente em particular prende/se com o #acto
de este dispensar um programador espec+#ico, o ,ue ocorre com outros medidores de
energia produ"idos pelo mesmo #abricante e de outros #abricantes -a ?igura L L é
apresentado o medidor de energia 71M6515H com os respetivos pinos


?igura L L I Medidor de Energia P'1Q

! medidor de energia tri#*sico 71M651H #a" parte de uma nova geração de
integrados para medição de energia, ,ue combinam as seguintes caracter+sticas8
Monitoramento tri#*sico da energiaT 5onversor 2@5 Delta-%igma de '1bitsT
5ompensação digital da temperaturaT 7rocessador de c*lculo de L'bitsT medição da
potFncia ativa, reativa, aparente, valores e#ica"es da tensão e corrente, #ator de potFncia
para cada uma das #asesT 7recisão de c*lculo de &,1X desde ,ue a entrada ten.a no
m+nimo &,'X da gama de entradaT Tensão de alimentação (OL7L2) de L,LOT $nter#ace
de comunicação E2DT com duas ta0as de transmissão selecion*veis (1N'&& bps ou
L%M&& bps)TT $nter#ace de comunicação @S7 (Digital signal processing)T 2larmes para
cavas de tensão
1
, picos de corrente e de tensão P'1Q
!s sinais de entrada provenientes da rede elétrica ,ue se pretende monitori"ar
são convertidos, a uma #re,uFncia de amostragem de '5'& H", para o #ormato digital
pelo conversor 2@5, para ,ue possam ser utili"ados nas operaç6es de c*lculo do
processador ! medidor de energia 71M6515H possui 6 entradas 2@5, sendo ,ue trFs

1
2s cavas de tensão nas redes elétricas de distribuição de energia são diminuiç6es bruscas da tensão,
para valores entre os N&X e 1X da tensão nominal,
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

L&

são para a tensão e trFs são para a corrente 2 re#erFncia anal9gica para os pinos de
entrada é de L,LO (A))A), ou se4a, o 2@5 processa valores entre a tensão de entrada
(A
in
) e A))A 2ssim, torna/se necess*rio reali"ar o condicionamento dos sinais de
entrada por duas ra"6es, a primeira para converter os valores medidos pelo sensor de
corrente para valores em tensão, e a segunda para a4ustar os sinais aos valores m*0imos
permitidos pelo 2@5, uma ve" ,ue este componente suporta somente bai0as tens6es,
entre os &O e os L,LO
7ortanto, é necess*rio replicar o sinal de entrada a uma escala redu"ida, sendo
esta re#letida nos parHmetros do sistema A
6A7
e I
6A7
* Esta redução de escala é
implementada #isicamente através de resistFncias (divisores resistivos) !s parHmetros
I
6A7
e A
6A7
representam o valor DMS ("oot mean s#uare) m*0imo dos sinais ,ue os
sensores recebem, sendo ,ue ap9s serem condicionados resultam em sinais de '5&mOp
ou 177mO DMS 1 entrada dos respetivos 2@5 (A
in
), sendo os pinos AA, A5 e A1 para
cada uma das #ases da tensão, e os pinos IA, I5 e I1 para cada uma das #ases da
corrente ! condicionamento reali"ado est* descrito em pormenor na secção LLL
-a ?igura LM é apresentado o diagrama de blocos do medidor de energia
71M6515H: sendo este constitu+do por cinco blocos #uncionais8 i) Del9gio de tempo
real (DT5 – "eal-time cloc$)T ii) 7rocessador (5E)T iii) Tensão de re#erFnciaT iv)
Mem9ria D2M
















?igura L M I @iagrama de Klocos do 71M6515H /210















Teridian /.689.9(
5
o
r
r
e
n
t
e

T
e
n
s
ã
o

75
Microcontrolador
Sinais de controlo
Tensão de
re#erFncia
5ontrolo
D2M
DT5
7rocessador
5E
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

L1

! bloco DT5 é comandado pelo oscilador de cristal, sendo composto por um
banco de registos Este banco é #ormado por registos para segundos, minutos, .oras,
dias da semana, dia do mFs, mFs e ano W de re#erir ,ue este bloco é capa" de processar
os anos bisse0tos
! processador 5E dedicado reali"a os c*lculos necess*rios para a medição da
energia durante um intervalo de acumulação, cu4o n3mero de amostras pode variar de
M' até '5'& por segundo ! processador 5E calcula diretamente a energia em ;att .ora,
a energia reativa em O2r., o ,uadrado da tensão (O
'
) e o ,uadrado da corrente ($
'
) 2o
#im de cada ciclo de c*lculo do 5E os dados acumulados são enviados para o p9s/
processador para o c*lculo das amplitudes DMS, dos Hngulos de #ase, e da energia
aparente em O2. Uuando o p9s/processamento est* completo, ao #im do intervalo de
acumulação, o sinal $DUS é ativado a low, o ,ue indica ,ue todo o processamento #oi
conclu+do e ,ue os dados estão prontos para serem lidos
!s dados são enviados (YpulsadosZ) para a sa+da ap9s o intervalo de acumulação,
sendo ,ue a ta0a de pulso é e0pressa em <. (=. por pulso), e obtida através da e,uação
L1, onde A
6A7
e I
6A7
são os m*0imos de tensão e corrente permitidos 1 entrada do
sistema, %'6B1C10E% é uma constante ,ue assume valores entre 'M e 6&, I
-
B? é o
#ator de gan.o do 2@5 e 7 é a velocidade de pulso, sendo ,ue os valores admitidos
pela vari*vel 7 são apresentados na Tabela L

kh =
F
MAX
. I
MAX
I
N
8
.SUM_CYCLFS.X
(L 1)


Tabela L I Oalores poss+veis para o #ator R

X
1,5_'
'
`6
1,5_'
6
`N6
1,5_'
/M
`&,&NL75
1,5

! tempo m+nimo de processamento do 5E e do p9s/processador é de M&&ms
(intervalo de acumulação), o ,ue implica numa #re,uFncia m*0ima do sinal $DUS de
',5H" 5ontudo, a #re,uFncia do sinal $DUS pode ser aumentada desligando o p9s/
processador e atribuindo os c*lculos a um @S7 e0terno, ligado através da inter#ace SS$
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

L'

(%ync&ronous serial interface> !s tempos de processamento serão descritos em maior
detal.e na secção M'1
2 re#erFncia de tensão interna é calibrada a '5a5, durante o #abrico do
dispositivo 5ontudo, é reali"ada no medidor de energia 71M6515H uma calibração
adicional de temperatura ,ue corresponde a uma compensação do gan.o do 2@5 ,ue
l.e permite atingir 1&77MJa5 numa gama de temperatura ^ 6&a5

! bloco de controlo é respons*vel pelo envio dos sinais de controlo para os
restantes blocos, os ,uais contFm in#ormação acerca das con#iguraç6es b*sicas de
#uncionamento, assim como dos sinais essenciais para a comunicação deste dispositivo
com um microcontrolador ou um 75 (ersonal computer)

-a ?igura L 5 são apresentados os sinais de controlo utili"ados na comunicação
entre o 71M6515H e o &ost , sendo estes os seguintes8

• T78 Sinal de transmissão de dados da inter#ace 'A"TT
• "78 Sinal de receção de dados da inter#ace 'A"TT
• I"D<8 Sinal de interrupção, utili"ado para indicar ,ue os dados estão prontos
para leitura (ativo a low)T
• "E%ET< 8 Sinal para e#etuar o reset do componente, o pino ,ue produ" este
sinal deve ser ligado a A))A uma ve" ,ue o sinal é ativo a lowT
• 'A"T1< 8 Sinal ,ue reali"a o reset da inter#ace 'A"T (ativo a low)T
• 5A'DB"ATE8 ! valor do sinal determina o valor do !aud rate escol.ido para
a transmissão dos dados Se o sinal estiver a low o !aud rate é de 1N'&&bps,
por outro lado se estiver a &ig& o !aud rate é de L%M&&bpsT
• '0%EBI-IT8 Este sinal indica a polaridade inicial do sinal de pulso, ou se4a,
se este sinal estivar a low, o sinal de pulso iniciali"a a low, sendo este sinal de
pulso utili"ado para determinar o intervalo de acumulação

Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

LL


?igura L 5 I 5one0ão entre o 71M6515H e o microcontrolador ou 75 /210

! bloco "A6 é constitu+do por registos de L' !it ,ue são essenciais para o
#uncionamento geral deste componente, uma ve" ,ue a con#iguração e o acesso aos
dados de monitori"ação consistem num processo de leitura e escrita nos registos !s
métodos de comunicação com este dispositivo estão descritos em maior detal.e na
secção LM
!s registos podem ser divididos nos seguintes grupos #uncionais8

• Beradores de pulsoT
• 5alibraçãoT
• 5ontrolo das #unç6es b*sicasT
• TemperaturaT
• 5ompensação de temperaturaT
• Sinais de sa+daT
• Energia acumuladaT valores de tensão e de correnteT
• 2larmes e limitesT
• Tempo (DT5)T
• TesteT
• 5ontrolo digital EJS (pinos @&b@7)T

Em dos registos mais importantes do medidor de energia 71M6515H é o registo
de endereço &016 designado por 12-FI3: pois contém toda a in#ormação acerca das
operaç6es b*sicas suportadas, e também por,ue este componente somente iniciali"a as
suas #unç6es ,uando este registo contém a se,uFncia correta ! papel de cada um dos
L' !its utili"ados para a con#iguração é e0plicado a seguir8

Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

LM

• Kit & (AA(B%E0E1T)8 Este bit determina o método utili"ado pelo p9s/
processador para determinar a energia aparente -o caso em ,ue o bit é c&d o
c*lculo é baseado nos valores e#ica"es de tensão e corrente e pela vari*vel de
tempo, como se pode veri#icar na e,uação L', onde O2. é a energia
aparente, O
rms
o valor e#ica" da tensão , $
rms
o valor e#ica" da corrente e t é o
tempo
FAh = F
rmx
× I
rmx
× t (L ')

2 precisão do c*lculo pode ser mel.orada alterando o método de c*lculo,
sendo ,ue este passa a basear/se nas vari*veis =. e O2D. -esse caso o bit
& dever* ser c1d 2ssim, a energia aparente é dada pela e,uação LL

FAh = VWh
2
+FARh
2
(L L)
Este método é 3til para manter a precisão ,uando o valor da corrente medida
apresenta uma bai0a amplitude
• Kit 18 -ão utili"ado
• Kit '8 -ão utili"ado
• Kit L ("T6BE-)8 Este bit ativao monitor de tempo real (DTM I "eal-time
monitor) ,uando assume o valor c1d
• Kit M (1EBE-)8 Este bit ,uando é c1d ativa o #uncionamento do processador
5E, respons*vel por reali"ar grande parte das #unç6es de medição
• Kits 7 I 5 (ED')8 Estes trFs bits de#inem a e,uação implementada pelo
processador 5E -a Tabela M estão representadas as e,uaç6es poss+veis
Tabela M I E,uaç6es implementadas pelo processador 5E
EUE ?9rmula
& I
A
I
A

1
I
A
(I
A
- I
B
)
2

' I
A
I
A
+ I
B
I
B

L
I
A
(I
A
- I
B
)
2
+ I
C
I
C

M
I
A
(I
A
-I
B
)
2
+
I
B
(I
C
- I
B
)
2

5 I
A
I
A
+ I
B
I
B
+ I
C
I
C


Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

L5

• Kits 1L I % (%'6B1C10E%)8 Estes seis bits de#inem o taman.o do intervalo
de acumulação ¡, obtido a partir da e,uação LM ! intervalo de acumulação
depende da vari*vel %'6B1C10E%, ,ue pode assumir valores entre 'M
(M&&ms) e 6& (1&&&ms)
z =
SUM_CYCLFS×42
252û,ó
(L M)

• Kit 1M (1E2'TBDI%5)8 Este bit desativao pino 1E2'T ,uando é c1d 2
#unção deste pino é de diagn9stico 7or indicação do #abricante este bit deve
estar sempre de#inido a c&d ou a c1d
• Kit 15 (AD1BDI%)8 Este bit desativa os 2@5 ,uando é c1d 7or indicação do
#abricante este bit deve estar de#inido a c1d ,uando o 2@5 não estiver a ser
utili"ado
• Kits 1% I 16 (T6'7)8 Estes trFs bits selecionam a #onte para o pino de sa+da
de diagn9stico tmu; 7or indicação do #abricante, o bit deve ser "ero, caso não
se4a utili"ado
• Kits '& I 1N (FB%E0E1T)8 Estes dois bits selecionam a #ase ,ue est* a ser
utili"ada para a medição da #re,uFncia 2 #re,uFncia ser* mostrada nos bits
L1/16 do registo ?DEUV@EAT2VT -a Tabela 5 estão representadas as
se,uFncias de bits para cada uma das #ases

Tabela 5 I Seleção das #ases para a medição da #re,uFncia no registo T6'7

Kit '& K$T 1N FB%E0E1T ?ase Selecionada
& & & ?ase 2
& 1 1 ?ase K
1 & ' ?ase 5
1 1 L -en.uma

• Kit '1 (1EB2-0C)8 Este bit desativa o p9s/processador ,uando é de#inido
como c1d Uuando o p9s/processador é desativado, os c*lculos ,ue re,uerem
um es#orço maior do processador não são reali"ados, podendo deste modo o
sistema assumir intervalos de acumulação menores -este caso, o
microcontrolador ou o 75 é respons*vel pelo c*lculo dos parHmetros relativos
ao consumo de energia
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

L6

• Kits 'L I '' (I6A3E)8 Estes dois bits determinam o modo de operação do
processador 5E de acordo com o tipo de sensor adotado Uuando são
utili"ados sensores com trans#ormadores de corrente ou resistFncias %&unt, o
processador opera em modo normal 5aso se4a utili"ado um sensor com
bobinas de "ogows$i o processador opera no modo de "ogows$i Ema bobina
de "ogows$i consiste num tor9ide constitu+do por um enrolamento
uni#ormemente distribu+do num n3cleo de material não magnético !
princ+pio de #uncionamento est* #undamentado na Aei de AmpFre, e na Aei da
$ndução de Faraday-0enG Esta bobina #ornece um sinal de sa+da em tensão
com uma amplitude relativamente bai0a, acompan.ado da presença de ru+dos
elétricos sobrepostos ao sinal medido, logo, este deve ser tratado e
ampli#icado P''Q -a Tabela 6 estão representadas as se,uFncias bin*rias para
selecionar o modo de operação

Tabela 6 / Modo de operação do processador 5E de acordo com o tipo de sensor

Kit 'L K$T '' I6A3E Tipo de Sensor
& & & Standard (5TJs.unt)
& 1 1 Dogo;s<i coil
1 & ' Standard (5TJs.unt)
1 1 L Standard (5TJs.unt)

• Kit 'M ("E%ET)8 Este bit ,uando de#inido a c1d reali"a uma transição de reset
mais suave, sendo este de 'M5ms _1&X
• Kit '6 ('0%EB%02W ) e Kit '5 ('0%EBFA%T)8 Esses dois bits modi#icam
a ta0a de pulsos, ou se4a, determinam o #ator 7 na e,uação utili"ada para
obter >. (=. por pulso) como mostrado na Tabela 7 Estes dois parHmetros
a#etam o #uncionamento de todas as ,uatro sa+das de pulso
Tabela 7 / Oalores poss+veis para o #ator R
7EASEVSA!= 7EASEV?2ST 7
& & 1,5_'
'
`6
& 1 1,5_'
6
`N6
1 & 1,5_'
/M
`&,&NL75
1 (default) 1(default) 1,5

• Kits 'N I '7 (IAB?7: I5B?7: I1B?7)8 Estes trFs bits de#inem o gan.o dos
AD1 de medição da corrente $2, $K e $5 ! gan.o pode assumir valores
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

L7

inteiros entre 1 e % Esta é uma #erramenta 3til ,uando os sinais de entrada
são muito pe,uenos 5ontudo, é preciso ter em conta alguns cuidados na
utili"ação deste recurso, uma ve" ,ue a entrada não pode e0ceder o valor de
um oitavo de $M2R, pois ultrapassa os n+veis m*0imos admitidos
• Kit L& (DEFA'0TB6)8 Este bit de#ine a #onte de compensação de
temperatura Uuando de#inido a c1d o 71M6515H automaticamente aplica os
coe#icientes de compensação provenientes das caracter+sticas de temperatura
Ore#, arma"enadas nos registos 61 e 61+ Uuando de#inido a c&d é
permitido ao &ost escrever os valores dos coe#icientes nos registos 61 e
61+
• Kit L18 -ão utili"ado

5omo #oi re#erido, os bits nas posiç6es de 5 a 7 do registo 12-FI3 determinam
a e,uação a ser utili"ada no c*lculo da energia, sendo ,ue esta depende da topologia do
circuito de ligação dos sensores de corrente 1 entrada dos respetivos 2@5 -a ?igura L
5 é apresentada a con#iguração de topologia mais comum, em estrela, em ,ue o neutro é
ligado ao pino OL7L2, sendo ,ue neste caso para calcular a energia deve ser
selecionada a e,uação 5 da Tabela L


?igura L 6 I 5on#iguração tri#*sica com neutro (ligação em estrela)
-a ?igura L 7 é apresentada a con#iguração de topologia tri#*sica em triHngulo
-este tipo de con#iguração uma das #ases é ligada 1 terra 5omo a tensão de re#erFncia
são os L,LO, uma das #ases é ligada ao pino OL7L2 7ara reali"ar o c*lculo da energia
nesta con#iguração deve ser selecionada a e,uação ' da Tabela M
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

L%



?igura L 7 I 5on#iguração tri#*sica em triHngulo

-a ?igura L % é apresentada a con#iguração de topologia em triHngulo com
neutro -este caso, a derivação central do trans#ormador (neutro), ,ue #ornece a tensão
de 52 est* ligado 1 tensão de re#erFncia, sendo neste caso ligado ao pino OL7L2 7ara
esta con#iguração deve ser selecionada a e,uação L da Tabela M para e#eitos de c*lculo
de energia


?igura L % / 5on#iguração tri#*sica em triHngulo com neutro

! microcontrolador (ou 75) pode reali"ar o controlo do 71M6515H através de
dois métodos distintos, um por sincroni"ação com recurso ao pino $DUS, e outro por
monitori"ação do bit "EADC do registo %TAT'%



Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

LN

Sincroni"ação utili"ando o pino $DUS

• Método de interrupção8
-este método pino $DUS é ligado a um pino do microcontrolador, ,ue pode gerar
uma interrupção ! registo 12-FI3 do 71M6515H est* con#igurado para gerar
uma interrupção no pino $DUS sempre ,ue novos dados estão prontos -o
microcontrolador é necess*rio implementar uma rotina para tratar a interrupção,
,ue deve conter o comando e ser enviado para o 71M6515H, através da
comunicação série, para a leitura dos dados

• Método de leitura do pino @$! (pinos de EJS)8
-este método o pino $DUS do 71M6515H est* ligado a um pino @$! (Digital
input/output) do microcontrolador, e um timer controla os per+odos de tempo em
,ue são reali"adas as leituras ao pino $DUS ! registo 12-FI3 est* con#igurado
para ter o pino $DUS a low sempre ,ue e0istam novos dados prontos a serem lidos
2 cada interrupção gerada pelo timer é reali"ada a leitura do pino $DUS 5aso este
este4a a &ig& é iniciali"ada a comunicação série para a leitura dos dados 7ara ,ue
este método se4a e#ica", o firmware do microcontrolador deve con#igurar a
interrupção do timer como de prioridade mais elevada

Monitori"ação do bit "EADC

Este método baseia/se na leitura do bit "EADC (bit 11) do registo %TAT'% Se este
bit estiver de#inido a c1d e0istem dados prontos para serem lidos Este método
re,uer ,ue o microcontrolador utili"e um timer (de 1ms até 5ms), con#igurado
como uma interrupção de maior prioridade 2 rotina ,ue trata a interrupção deve
iniciar a leitura do registo de %TAT'%, pre#erencialmente, pelo menos a cada 1&ms,
de #orma a aguardar a resposta do 71M6515H, entre um e outro pedido de leitura

2os dados, relativos 1 energia, recebidos por meio da #unção de receção da
inter#ace E2DT, são aplicadas as respetivas #unç6es de conversão (através das e,uaç6es
L5, L6 e L7), sendo ,ue O2H
2
é o valor lido no registo ,ue guarda a energia aparente
da #ase 2, =H
2
é o valor lido no registo ,ue guarda a energia ativa da #ase 2, e O2DH
2
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

M&

o valor lido no registo ,ue guarda a energia reativa da #ase 2 !s parHmetros I
6A7
e
A
6A7
representam o valor DMS m*0imo dos sinais ,ue os sensores recebem, sendo ,ue
ap9s serem condicionados resultam em sinais de '5&mOp ou 177mO DMS, e I
nB?
é o
gan.o do 2@5

• Energia aparente

FAh = FAH
A
× 9, 4û45 × 1û
-13
FMAX×IMAX
In_8
(L5)

• Energia ativa

Wh = WH
A
× 9, 4û45 × 1û
-13
FMAX×IMAX
In_8
(L6)

• Energia reativa

FARh = FARH
A
× 9, 4û45 × 1û
-13
FMAX×IMAX
In_8
(L7)

3.3.2. #ensores

-esta subsecção serão descritos os sensores utili"ados para a medição de
corrente e de tensão

3.3.2.1. #ensor de corrente

2 monitori"ação da corrente #oi reali"ada através de um sensor de corrente do
tipo split-core 5omo mencionado anteriormente a utili"ação deste tipo de sensor
dispensa a interrupção do circuito para reali"ar a medição
-o ,ue se re#ere a escol.a do sensor de corrente, os re,uisitos tidos em conta
#oram os seguintes8 5orrente m*0ima ,ue se pretendia medirT Secção m*0ima do
condutorT @imens6es redu"idasT 7reço acess+vel
! trans#ormador de corrente split-core escol.ido #oi o S5T I &1N -a ?igura
L N é apresentado um e0emplar deste tipo de sensor 2 corrente m*0ima de entrada
suportada por este sensor é de '&&2, a ,ual produ" 1 sa+da uma corrente de LLm2 2
precisão deste sensor é de ^1X P'LQ 2 escol.a deste sensor deve ser atribu+da ao #ato
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

M1

deste estar dispon+vel em laborat9rio, e por outro lado por cumprir os re,uisitos
supracitados

?igura L NI Sensor de corrente S5T I &1N P'LQ

3.3.2.2. #ensor de tensão

2 monitori"ação da tensão #oi reali"ada através de um trans#ormador de tensão
25/25, como uma relação de trans#ormação de 'L&O I 6O
Uuanto a escol.a do sensor de tensão, os re,uisitos tidos em conta #oram os
seguintes8 Tensão m*0ima ,ue se pretendia medirT @imens6es redu"idasT
7reçoredu"ido
2 ?igura L 1& apresenta um e0emplar do trans#ormador de tensão escol.ido 2
ra"ão pela ,ual se optou por este trans#ormador de tensão, #oi por este se ade,uar
mel.or 1s caracter+sticas pretendidas dentre a,ueles ,ue estavam dispon+veis em
laborat9rio

?igura L 1& I Trans#ormador de tensão 25/25 'L&O/6O

3.3.3. Condicionamento dos sinais

Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

M'

7ara ade,uar os sinais de tensão e de corrente aos n+veis impostos pelo medidor
de energia 71M6515H, #oram utili"ados um divisor de tensão resistivo e uma
resistFncia ! dimensionamento das resistFncias #oi e#etuado de #orma a se ter no
m*0imo, nas entradas do medidor de energia 71M6515H, valores e#ica"es de tensão de
'5&mO, visto ser este o m*0imo de tensão suportado pelo 2@5 Teve/se naturalmente
em conta os valores m*0imos produ"idos 1 sa+da dos sensores de tensão e corrente
-os terminais do sensor de corrente é produ"ida uma corrente proporcional 1
corrente de entrada, com um valor m*0imo de LLm2 na sa+da e,uivalente a '&&2 na
entrada 2tendendo ao #ato de ,ue o 2@5 interpreta somente valores de tensão,
introdu"iu/se uma resistFncia entre a sa+da do sensor de corrente e a entrada do 2@5, de
#orma a produ"ir uma ,ueda de tensão 2 ?igura L 11 ilustra o circuito utili"ado no
condicionamento do sinal de corrente, onde, a relação entre a tensão 1 entrada do 2@5
(O1) proporcional ao sinal de corrente lido (i1) é dada pela e,uação L5

I1 = I
ìn
= R1 × i1 (L %)

Sabendo ,ue I1
MAX
= 2SumI e i1
MAX
= SSmA, resulta ,ue R1 = 7,S7Ω
Ema ve" ,ue o valor de resistFncia não est* dispon+vel no mercado, optou/se por uma
resistFncia de 6,%Ω

?igura L 11 I 5ondicionamento de sinal da corrente

2 ?igura L 1' ilustra o circuito elétrico utili"ado no condicionamento do sinal
da tensão, no ,ual as resistFncias D1 e D' comp6em um divisor de tensão ! valor da
tensão (Oout) 1 entrada do 2@5 do medidor de energia 71M6515H, é dado pela
e,uação L6
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

ML


?igura L 1' I 5ondicionamento do sinal de tensão

F
OUT
= (F
IN
-3, 3F) × [
R2
R1+R2
¸ +3, 3F - (LN)
25ûmF = (12, 4F -3, 3F) ×
R2
R1 +R2
+3, 3F -
û, û274 =
R2
R1 +R2


-a escol.a dos valores das resistFncias considerou/se R1 = 8u ku e
R2 = 1,8 ku

3.3.(. Microcontrolador

!s principais #atores ,ue in#luenciaram a escol.a do microcontrolador utili"ado
neste pro4eto #oram8 ! tipo de inter#ace de comunicaçãoT 2 e0istFncia de pelo menos
duas portas E2DT (uma para ligar ao medidor de energia e outra para ligar ao
transcetor)T 2 capacidade de processamentoT 2s interrupç6es dispon+veisT E a
possibilidade de programação em linguagem 5 utili"ando o protocolo ESK $S7
7or estes motivos, optou/se pelo microcontrolador ATmega )+, produ"ido pela
empresa Atmel P'MQ
! ATmega )+,, representado na ?igura L 1L, é um microcontrolador de % !it
de tecnologia 162%: da #am+lia 2OD
'
e baseado na ar,uitetura "I%1 ("educed
instruction set computing) Este componente possui M& pinos EJS, uma mem9ria Flas&
de L' <K, ' timers de % !it, 1 timer de 16 !it, % canais 2@5 multiple0ados para um
2@5 de 1& !it, 6 canais 7=M, inter#ace S7$ mestreJescravo, duas E2DT
program*veis, tensão de operação entre 1,%O e 5,5O, velocidade de processamento entre

2
AA" - Ar#uitectura (arvard modificada de ?!its
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

MM

& e M MH", consumos de &,M m2 a uma #re,uFncia de 1 MH" no modo ativo e &,6 e2
no estado adormecido, para uma tensão de 1,%O
!utra caracter+stica ,ue este componente apresenta é ,ue um ciclo de instrução
corresponde a um ciclo de rel9gio, sendo ,ue a #re,uFncia utili"ada #oi de L',76% <H", o
,ue resulta num processamento de L'76% instruç6es por segundo -a sua constituição
apresenta L' registos, todos ligados diretamente 1 unidade de l9gica e aritmética, sendo
,ue estes podem ser acedidos aos pares num 3nico ciclo de rel9gio



?igura L 1LI Microcontrolador 2Tmega L'M7 P'5Q

Este microcontrolador ter* a #unção de gestão de todos os componentes ,ue
constituem a unidade de a,uisição de dados

3.3.8. 3ranscetor

! m9dulo de r*dio a ser adotado na unidade de a,uisição de dados é produ"ido
pela empresa "oving -etwor$s, sendo designado por Wifly "--./. P'6Q Esta escol.a
teve como base o preço, o tipo de protocolo de comunicação e de #re,uFncia de
operação -a ?igura L 1M est* representado um e0emplar deste componente
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

M5


?igura L 1M/ Transcetor sem #ios WiFly "-/171 P'6Q

Este m9dulo de r*dio é caracteri"ado por apresentar um consumo energético
bai0o, e taman.o redu"ido 2presenta % canais EJS digitais, L inter#aces para sensores
anal9gicos de 1M !it , #re,uFncia de operação na banda dos ',M BH"T pil.a protocolar
T57J$7, potFncia de transmissão entre &dKm e 1' dKm, consumos de M e2 em modo
adormecido, M& m2 em modo de receção e 1%& m2 em modo de transmissão com uma
potFncia de transmissão de 1& dKm 2 ta0a de transmissão é de M6M >bps, possuindo
uma mem9ria D2M de 1'% >b:tes, e uma tensão de operação entre L,&O a L,7O !
processador da unidade é um %A"1 de L' !its , e possui uma inter#ace E2DT !utras
carater+sticas deste m9dulo podem ser consultadas no ane0o 5
Este dispositivo #oi especialmente concebido para pro4etos ,ue pretendessem
migrar da ar,uitetura %&'15M (7!ee) para a plata#orma T57J$7 (Wi-Fi) sem ,ue #osse
necess*rio alterar o &ardware ! #ato de vir pré/programado de #*brica com o firmware,
simpli#ica toda a programação para aplicaç6es comuns*
-a con#iguração de &ardware mais simples re,uer apenas ,uatro ligaç6es
(7=D, TR, DR e B-@) para criar uma cone0ão de dados sem #ios

3.3.5. 7onte de "limentação

Todos os componentes inseridos nesta unidade #uncionam a uma tensão de L,LO
@5 7ara reali"ar a conversão da tensão alternada #ornecida pela rede de energia
elétrica, de 'L&O 25 em L,LO @5, optou/se pela #onte de alimentação R7 7!=ED
E5A1&ES&L com uma relação de trans#ormação de 'M&O I L,LO -a ?igura L 15 est*
ilustrado um e0emplar deste e,uipamento
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

M6

2 escol.a desta #onte de alimentação deveu/se ao seu taman.o compacto, preço
acess+vel e por encontrar/se dispon+vel em laborat9rio
Esta #onte de alimentação aceita tens6es de entrada entre %5 e '6MO 25, e
#re,uFncias entre M7 H" e 6L H" Deali"a também a regulação da tensão, sendo ,ue a
regulação de lin.a é no m*0imo de ^&,5X e a regulação de carga é no m*0imo de ^ 1X
P'7Q


?igura L 15 I ?onte de alimentação R7 7!=ED E5A1&ES&L P'7Q

3.(. Comunicação

2 transmissão de dados e de comandos entre o microcontrolador ATmega )+,,
o medidor de potFncia 71M6515H e o transcetor Wifly "--./., é reali"ada através da
inter#ace de controlo E2DT
2 inter#ace E2DT caracteri"a/se por ser ass+ncrona e operar em modo full
duple; em ,ue o envio e a receção das mensagens são reali"ados simultaneamente:
sendo ,ue os dados são enviados para o recetor sem ,ue se4a necess*rio o envio de um
sinal de rel9gio ! emissor e o recetor combinam parHmetros de tempos de antecedFncia
e bits especiais, ,ue são adicionados 1 in#ormação para sincroni"ar o envio e a receção
da in#ormação 7ortanto, na transmissão de uma palavra é adicionado um bit de in+cio,
com a #unção de alerta, para ,ue o recetor recon.eça a sua c.egada 2p9s o envio do bit
de in+cio, os restantes bits da palavra são enviados, sendo o bit menos signi#icativo
(ASK) enviado primeiro P'%Q P'NQ



Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

M7

3.(.1. Comunicação entre ATmega 324P e =1M5818B

2 comunicação de dados entre o microcontrolador ATmega )+, e o medidor de
energia 71M6515H #oi reali"ada a um !aud rate de 1N'&&Kaud
! medidor de potFncia 71M6515H possui m3ltiplos registos de L' !its , com
endereçamento entre o & e 1'7 (&07?), onde são guardados tanto os dados de
con#iguração como os dados relativos 1 energia medida !s comandos interpretados
pelo medidor de potFncia 71M6515H possuem duas categorias distintas8 podem ser de
leitura ou de escrita, com um taman.o das mensagens de ' !ytes ou 6 !ytes
respetivamente, sendo ,ue a estrutura do primeiro e segundo !yte é comum a ambos os
comandos !s !ytes são processados na ordem f!ig-endianf, ou se4a, o !yte mais
signi#icativo primeiro
! primeiro !yte é constitu+do por uma se,uFncia ,ue contém o endereço do
registo e um !itde controlo, c1d para a escrita e c&d para a leitura 2 construção desta
se,uFncia consiste em reali"ar um s&ift 1 es,uerda de todos os !its,ue contFm o
endereço, sendo ,ue a posição do !itmenos signi#icativo passa a ser ocupada pelo !itde
controlo ! segundo !yte contém o n3mero de !ytesa serem lidos para o caso do
comando de escrita, ou o n3mero de !ytes a serem escritos para o caso do comando de
escrita
-a ?igura L16 est* ilustrada a se,uFncia de envio dos !ytes para o comando de
leitura de dados, em ,ue, o !yte mais signi#icativo contém o endereço do registo @entro
desse !yte o !it menos signi#icativo é c1d, o ,ue indica ser uma operação de leitura !
!yte seguinte indica o n3mero de !ytes da in#ormação ,ue se pretende ler 5aso se4a
indicado um n3mero de !ytes superior ao taman.o do registo em ,uestão, os registros
subse,uentes serão lidos

?igura L 16 I !peração de leitura do 71M6515H P'1Q

Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

M%

-a Tabela % é e0empli#icada a construção das se,uFncias necess*rias para o
comando de leitura do valor e#ica" da corrente na #ase 2 ($
rms
V2)

Tabela % I E0emplo de leitura do valor e#ica" da corrente na #ase 2

;inErio BeFadecimal
Endereço do registo $
rms
V2 &&&& 11&& &0&5
Shit 1 es,uerda para introdução do bit c1d &&&1 1&&1 &01N
-3mero de b:tes a serem lidos &&&& &1&& &0&M
Se,uFncia a ser enviada &&&1 1&&1
&&&& &1&&
&01N&M

-a ?igura L 17 est* representada a se,uFncia de envio dos b:tes do comando de
escrita de dados nos registos ! primeiro !yte re#ere/se ao endereço do registo onde se
pretende escrever a in#ormação, sendo ,ue no !it menos signi#icativo é colocado c&d, o
,ue indica a operação de escrita ! segundo !yte contém o n3mero total de !ytes ,ue
serão escritos no registo, seguidos pelos !ytes onde est* contida a in#ormação 5omo
re#erido anteriormente cada registo comporta no m*0imo M !ytes, ou se4a, L' !its, caso a
in#ormação ultrapasse este n3mero os !its em e0cesso serão escritos no pr90imo registo



?igura L 17 I !peração de escrita no 71M6515H

-a Tabela N est* e0empli#icada a construção das se,uFncias necess*rias para
escrever no registo de con#iguração 5!-?$B





Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

MN

Tabela N I E0emplo de escrita no registo 12-FI3

;inErio BeFadecimal
Endereço do registo
5!-?$B
&&&1 &11& &016
Shit 1 es,uerda para
introdução do bit c&d
&&1& 11&& &0'5
-3mero de b:tes escritos &&&& &1&& &0&M
@ados &&&& &11& &&&& &&&&
&111 11&& &&&1 &&&&
&0&6&&752&
Se,uFncia a ser enviada &&1& 11&& &&&& &1&&
&&&& &11& &&&& &&&&
&111 11&& &&&1 &&&&
&0'5&M&6&&752&

3.(.2. Comunicação entre ATmega 324P e !ily "#-$%$
2 comunicação de dados entre o microcontrolador ATmega )+, e o transcetor
sem #ios Wifly "--./. é reali"ada a um !aud rate de N6&&Kaud
! m9dulo D? ("adio fre#uency) Wifly opera em dois modos distintos8 o modo
de dados e o modo de comandos -o modo de dados, o m9dulo pode aceitar um pedido
de ligação e0terior ou iniciar uma ligação 7ara con#igurar os parHmetros ou visuali"ar a
con#iguração atual, é necess*rio ,ue o m9dulo este4a no modo de comandos
7or padrão o m9dulo iniciali"a/se no modo de dados 7ara entrar no modo de
comandos é necess*rio enviar através da ligação E2DT os caracteres cgggd seguidos do
comando carriage return 5omo indicação de ,ue entrou em modo de comando o
m9dulo envia como resposta os caracteres c5M@d 2 partir deste momento é poss+vel
con#igurar o m9dulo através de comandos 2S5$$, sempre seguidos do comando
carriage return*
2p9s um comando v*lido o m9dulo retorna a se,uFncia c2!>d 5aso contr*rio
retorna a se,uFncia cEDDd 7ara sair do modo de comandos deve ser enviada a
se,uFncia ce0itd, o m9dulo retorna a se,uFncia cER$Td para indicar ,ue saiu do modo de
comandos

Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

5&

3.8. Con$iguraçGes

-esta secção serão descritas as con#iguraç6es necess*rias ,uer para o
#uncionamento do medidor de energia 71M6515H, ,uer para o transcetor sem #ios Wifly
"--./.

3.8.1. Medidor de energia =1M5818B

7ara ,ue o medidor de energia inicie o seu #uncionamento é necess*rio ,ue o
primeiro passo a ser reali"ado se4a o envio da se,uFncia de con#iguração, ,ue consiste
numa operação de escrita no registo 5!-?$B, esta operação tem de ser reali"ada cada
ve" ,ue o c&ip de medição de energia é ligado, visto ,ue ao dei0ar de ser alimentado as
con#iguraç6es não são guardadas -este pro4eto os bits do registo 5!-?$B #oram
con#igurados de acordo com as ?igura L 1% e L1N









2s opç6es tomadas na con#iguração das #unç6es do medidor de energia são
e0plicadas a seguir8

• Kit & (AA(B%E0E1T)8 7ara o c*lculo da energia aparente optou/se por
escol.er a e,uação L', baseada nos valores e#ica"es da tensão e corrente
• Kit 18 -ão utili"ado
& 1 1111&& &&& 1 1 & & &
AD1BDI% 1E2'TBDI%5
%'6B1C10E%
ED'
1EBE- "T6BE-

AA(B%E0E1T
& 1 111 1 1 & & & & & & & & &
&'(A)*T+PP, -A+.X P)*S'+(AST P)*S'+S*/! "'S'T -,A0' 1'+/#*2 (+S'*'1T T,)X
?igura L 1% / 5on#iguração do Degisto 12-FI3 do bit & ao bit 15
?igura L 1N / 5on#iguração do Degisto 12-FI3 do bit 16 ao bit L1
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

51

• Kit '8 -ão utili"ado
• Kit L ("T6BE-)8 Monitor de tempo real (DTM) ativo
• Kit M (1EBE-)8 ?uncionamento do processador 5E ativo, para reali"ar os
c*lculos de medição da energia
• Kits 7 I 5 (ED')8 Ema ve" ,ue o sistema est* pro4etado para instalaç6es
mono#*sicas, a e,uação escol.ida para o c*lculo da potFncia é e,uação & da
Tabela M
• Kits 1L I % (%'6B1C10E%)8 -estes 6bits de#iniu/se o valor da vari*vel
%'6B1C10E% igual a 6&, o ,ue implica um intervalo de acumulação (¡),
de#inido pela e,uação LM, de 1 segundo
• Kit 1M (1E2'TBDI%5)8 !ptou/se por desabilitar o pino de diagn9stico
1E2'T, uma ve" ,ue não é utili"ado neste pro4eto
• Kit 15 (AD1BDI%)8 Este bit #oi con#igurado de #orma a se ter os 2@5 ativos
• Kits 1% I 16 (T6'7)8 5omo este pino de diagn9stico não é utili"ado neste
pro4eto, e por indicação do #abricante, esses bits #oram postos a "ero
• Kits '& I 1N (FB%E0E1T)8 5omo o sistema utili"a apenas umas das #ases,
selecionou/se a #ase 2 para ser utili"ada nas mediç6es, sendo deste modo os
bits con#igurados de acordo com a tabela 5
• Kit '1 (1EB2-0C)8 79s/processador ativo
• Kits 'L I '' (I6A3E)8 Estes bits #oram con#igurados a "ero, para selecionar o
modo de operação do processador 5E para sensores standard, con#orme
mostra a tabela 6
• Kit 'M ("E%ET)8 !ptou/se por dei0ar a transição do reset como default
• Kit '6 ('0%EB%02W ) e Kit '5 ('0%EBFA%T)8 Selecionou/se o #ator R
igual a 6, con#orme tabela 7
• Kits 'N I '7 (IAB?7: I5B?7: I1B?7)8 ! gan.o do 2@5 de entrada da corrente
nas trFs #ases, #oi con#igurado para ter o gan.o m*0imo (igual a %), de #orma
a aumentar a sensibilidade na medição de correntes mais redu"idas
• Kit L& (DEFA'0TB6)8 !ptou/se por utili"ar a #onte interna de
compensação da temperatura, ou se4a, os coe#icientes provenientes dos
registos 61 e 61+
• Kit L18 -ão utili"ado
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

5'

7ara além da con#iguração através da escrita nos registos, #oi necess*rio e#etuar
uma a con#iguração a n+vel de &ardware 5on#orme indicação no datas&eet P'1Q e de
acordo com a utili"ação ,ue se pretendia, reali"aram/se as ligaç6es dos pinos do
medidor de energia 71M6515H representadas na ?igura L '& 2s implementaç6es
e#etuadas #oram as seguintes8
• -o pino 7 (OL7L@) e no pino 5& (OL7L2), ligaram/se condensadores de
desacoplamento de 1&&n?, com o ob4etivo de #iltrar ru+dos provenientes da
#onte ,ue possam a#etar o #uncionamento deste c&ip
• ! pino 16 (KaudVDate) determina o baud rate da E2DT, ,uando é ligado ao
n+vel &ig& (L,LO) este é de#inido a L%,M<bps 5aso este4a ligado ao n+vel
l9gico low (&O) assume o valor de 1N,'<bps !ptou/se por de#inir esta porta
para um baud rate de 1N,' <bps
• ! pino 'M (SD@\) por indicação do #abricante deve estar ligado ao ground
(&O)
• ! pino M& (7ulseV$nit) por default é ligado ao n+vel l9gico &ig& (L,LO), este
pino de#ine o pulso inicial dos geradores de pulsos (&8 &O T 18 L,LO)
• ! pino M5 (OK2T) é o pino de entrada para alimentação do c.ip através de
uma bateria -este pro4eto não est* prevista a utili"ação de baterias, uma ve"
,ue os dados de con#iguração são guardados pelo microcontrolador Este
pino, ,uando não é utili"ado, deve estar ligado aos L,LO por indicação do
#abricante
• !s 2@5 ,uando não utili"ados devem estar ligados aos L,LO -este pro4eto
os pinos 51 (OK), 5' (O5), 5M ($K), 55 ($5) #oram ligados a L,LO uma ve"
,ue o sistema implementado é mono#*sico
• !s pinos 57 (Ore#) e 5% (O0) estão ligados entre si por indicação do
#abricante
• Entre os pinos 6& (B-@) e 61 (R$-) est* ligado um condensador de 15p? por
indicação do #abricante
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

5L

• Entre os pinos 6& (B-@) e 6L (R!ET) #oi ligado um condensador de 15p?
por indicação do #abricante
• Entre os pinos 61 (R$-) e 6L (R!ET) #oi ligado um cristal de L'76% H", por
indicação do #abricante


?igura L '&I Es,uem*tico com as con#iguraç6es do medidor de energia 71M6515H

-o ane0o 2 estão contidas as con#iguraç6es de &ardware do microcontrolador
ATmega )+, e do transcetor Wifly D-/171, con#orme indicaç6es dos respetivos
#abricantes

3.8.2. Con$iguração do transcetor sem $ios !ily !911=1

7ara ,ue o transcetor sem #ios Wifly D-/171 possa iniciar a transmissão dos
dados deve ser con#igurado de modo a ligar/se a uma rede Wi-Fi 2p9s ser reali"ada a
con#iguração este m9dulo e#etua o acesso 1 rede de #orma autom*tica, permitindo assim
o envio e receção de dados sobre uma inter#ace E2DT 2 con#iguração #oi reali"ada
através de uma inter#ace ESK, utili"ado o programa R/5TE desenvolvido pela empresa
@$B$, obtido gratuitamente em ;;;digicom 7ara iniciali"ar a comunicação com o
transcetor #oi necess*rio escol.er a porta 5!M 1 ,ual este estava ligado, a ta0a de
transmissão de N6&&Kaud, e por #im a con#iguração dos bits de acordo com a norma
%-1, como se pode observar pela ?igura L '1
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

5M



?igura L '1 I Ganela de con#iguração do programa R/5TE

!s comandos #oram enviados na seguinte ordem8

• 7ara entrar no modo de comando enviou/se a se,uFncia8
HHH
• $ndicou/se a rede a ,ue o m9dulo ir* associar/se (neste caso a rede
=H2D@A2K)8
set wlan ssid W(A"D0A5
• $ndicou/se a palavra passe da rede8
set wlan pass IIIIIIII
• Buardou/se a con#iguração da rede8
save

• 7edido de reiniciação do m9dulo8
re!oot

2p9s esta con#iguração o transcetor sem #ios #icou pronto a ser utili"ado




Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

55
































(.
esenvolvimento

Este cap+tulo descreve os processos de desenvolvimento, assim como os
métodos e #erramentas intervenientes no processo de #abrico do prot9tipo 2 seguir é
apresentada a #erramenta de software utili"ada no desenvolvimento do firmware a ser
implementado no microcontrolador, e são descritos os respetivos #lu0ogramas para uma
mel.or compreensão do c9digo desenvolvido
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

56

(.1. ,rocesso de $abrico do medidor de energia

2p9s se e#etuar a escol.a dos componentes a serem adotados, recorreu/se ao
programa 'lti!oard ..*4 da empresa -ational Instruments para desenvolver o desen.o
da placa de circuito impresso (75K I rinted circuit !oard) ! cumprimento do
re,uisito de taman.o redu"ido (6,& cm 0 %,& cm), re#letiu/se num posicionamento
comple0o e moroso dos componentes na 75K, uma ve" ,ue #oi necess*rio garantir o
espaço tanto para os componentes como para as suas ligaç6es !utro critério importante
a ser satis#eito #oi o espaçamento m+nimo de &,5 mm entre ligaç6es, componentes e
plano de massa, evitando assim, contactos indese4ados entre estes, provocados por erros
durante a impressão da placa 5omo nem todos os componentes utili"ados para a
construção do medidor de energia e0istiam nas bibliotecas do software, #oi necess*rio
criar alguns componentes, como #oi o caso do medidor de energia 71M6515H !
#abrico do prot9tipo do medidor de energia contemplou seis procedimentos distintos8
desen.o do circuito (layout), impressão, sensibili"ação por EO, revelação, per#uração e
soldadura

(.1.1. esenCo do circuito )*ayout*

2 elaboração do desen.o da 75K guiou/se por algumas regras estabelecidas por
protocolos estabelecidos pela $75 I Association 1onnecting Electronics Industries PL&Q
2p9s a consulta do tutorial do programa 'lti!oard PL1Q iniciou/se o desen.o da 75K,
tendo/se de#inido alguns parHmetros, tais como, as dimens6es da placa e tecnologia
utili"ada (sendo ,ue neste caso optou/se por uma placa com pré/sensibili"ação com
dupla #ace, de #orma a agrupar os componentes do circuito tanto na #ace superior como
in#erior, mantendo assim as dimens6es dese4adas)
-a ?igura M 1 é apresentado o layout da placa do medidor de energia, em ,ue as
lin.as vermel.as signi#icam as ligaç6es na parte superior da placa, sendo as lin.as a
verde re#erentes 1s ligaç6es na #ace in#erior da placa -as ?iguras M ' e M L são
apresentadas imagens virtuais da unidade de a,uisição de dados, onde é poss+vel
observar os pinos ,ue #oram implementados ao redor do medidor de energia 71M6515H
com a #unção de diagn9stico, sendo ,ue no #uturo poderão ser retirados
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

57




?igura M 1 I 0ayout da placa de circuito impresso da unidade de a,uisição de dados



?igura M ' I $magem virtual da #ace superior da 75$ com os componentes implementados




?igura M L I $magem virtual da #ace in#erior da 75$ com os componentes implementados


Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

5%

(.1.2. Im+ressão do layout do circuito na +laca de cobre

Esta etapa consistiu primeiro na impressão, com recurso a uma impressora laser,
do layout do circuito das #aces superior e in#erior em #ol.a de acetato 2 seguir
sobrepuseram/se as duas #aces alin.adas pelos alvos impressos nas laterais da
impressão, e entre estas colocou/se a placa pré/sensibili"ada de dupla #ace @e re#erir
,ue a impressão da #ace superior #oi re#letida, uma ve" ,ue o #ace da #ol.a em ,ue é
reali"ada a impressão deve #icar em contacto direto com a placa pré/sensibili"ada, tal
como a #ace in#erior, evitando assim di#erenças de sensibili"ação por EO (ultravioleta)
entre as #aces
2 trans#erFncia do layout do circuito impresso das #ol.as de acetado para a placa
pré/sensibili"ada de dupla #ace #oi reali"ada por meio da e0posição, do verni"
#otossens+vel ,ue recobre a placa, aos raios ultravioletas 2ssim colocou/se o con4unto
composto por uma placa pré/sensibili"ada entre as duas #ol.as de acetato impressas com
o circuito, dentro de um e,uipamento apropriado (Mega 2S / '1&), apresentado na
?igura M M, durante 1'& segundos


?igura M M I 2parel.o de EO Mega 2S I '1&

2p9s a e0posição ao EO a placa passou por duas imers6es distintas em l+,uidos
corrosivos8 i) Solução composta por *gua e soda c*ustica para revelar o desen.o
trans#eridoT ii) Solução composta por *gua e percloreto de #erro para remoção das partes
e0cedentes de cobre
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

5N

2 seguir, para remoção das substHncias corrosivas, a placa #oi limpa em *gua
abundante ?oi e#etuada a remoção com *lcool da pel+cula #otossens+vel e por #im
utili"ou/se verni" transparente para isolar a placa contra a o0idação

(.1.3. Montagem dos com+onentes e soldadura

2 etapa seguinte consistiu na #uração, com recurso a um berbe,uim, das vias da
75K para a respetiva interligação entre as pistas da #ace superior e in#erior, e para o
encai0e de cada um dos componentes ?oram utili"ados di#erentes diHmetros de brocas,
de acordo com o componente a ser montado, tendo os diHmetros variado entre &,%, 1,& e
1,1mm
7or #im procedeu/se 1 colocação dos componentes nos seus respetivos lugares,
seguindo/se a sua #i0ação com #erro de soldar e solda de estan.o

(.1.(. Instalação na caiFa

2p9s concluir a montagem e soldadura dos componentes a placa 75K #oi
colocada numa cai0a de pl*stica, para proteção do circuito e #*cil instalação no ,uadro
elétrico 2 ?igura M 5 ilustra a placa #inali"ada e pronta para reali"ar os testes de
#uncionamento


?igura M 5 I Enidade de a,uisição de dados com a respetiva cai0a


Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

6&

(.1.8. Com+onentes utilizados e custo do medidor de energia

-a Tabela 1& são apresentados os componentes utili"ados na construção da
unidade de a,uisição de dados, com uma breve descrição, respetivos #abricantes e preço
unit*rio estimados para lotes de 1&& unidades !s preços dos componentes #oram
pes,uisados na empresa ?arnell, através do =ebsite8 .ttp8JJpt#arnellcom W de re#erir
,ue os preços apresentados datam de 1& de Gun.o de '&1'

Tabela 1& I Delação de componentes utili"ados

Htd escrição com+onente 7abricante ,reçoIun. )J*
1 5ondensador cerHmico 6,%p? Ois.a: &,&'
2 5ondensador cerHmico 15p? Ois.a: &,&'
1 5ondensador cerHmico1e? Ois.a: &,&L
2 5ondensador 1&e? Ois.a: &,&M
8 5ondensador cerHmico 1&&n? Ois.a: &,&L
1 DesistFncia LL&u , &,'5=, 5X Sunsp.ere &,&'1
( DesistFncia 1,5<u, &,'5=, 5X Sunsp.ere &,&'6
1 DesistFncia 1&<u ,&,'5=, 5X Sunsp.ere &,&'6
2 5ristal L',76% <H", 1'5p? 5iti"en 2merica &,L&
( Aed, 5mm Aed Tec.nolog: 1,'1
2 Soc<et Oertical, 1& ;a: ,1 ro; Har;in 1,L1
1 Header, Straig.t, '0L;a: Te 5onnectivit: &,L%
2 S;itc., #lat, spno !mron &L7
1 2Tmega L'M7 2tmel M,L6
1 71M6515H Ma0imJTeridian M,6M
1 Wifly D-/171 Spar<#un 'L,N6
1 E5A1&ES&L/E Rp/7o;er 'L,NN
1 5ai0a ',&&
Total 6',N1

! preço #inal estimado do medidor de energia é de 6',N1 euros Oeri#ica/se ,ue
os componentes mais dispendiosos estão relacionados com o envio dos dados (m9dulo
Wifly D-/171) e com a #onte de alimentação (E5A1&ES&L/E)

Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

61

4.2. (irmware

2p9s reali"ar as etapas de construção #+sica do medidor de energia, seguiu/se a
etapa de desenvolvimento do firmware do microcontrolador, ,ue encontra/se no ane0o
@, para ,ue este e0ecute as tare#as de controlo sobre o medidor de energia 71M6515H e
o m9dulo Wi-Fi ! microcontrolador é respons*vel por e0ecutar v*rias tare#as em
resposta a uma interrupção ,ue é ativada pelo medidor de energia 71M6515H, esta
#unção é muito importante para ,ue e0ista sincroni"ação entre estes dois componentes
! firmware #oi desenvolvido em linguagem 1 e compilado com recurso ao
programa 2OD STE@$! 6& 2o criar um novo pro4eto no 2OD STE@$! 6& surgem
duas 4anelas, representadas na ?igura M 6 -a primeira 4anela é poss+vel selecionar o
tipo de linguagem a ser utili"ada e o nome do pro4eto -a segunda 4anela de#ine/se a
re#erFncia do microcontrolador para o ,ual se est* a programar



?igura M 6 I Ganelas de con#iguração do 2OD STE@$! 6&

! programa desenvolvido compreende v*rios aspetos -a primeira parte do
programa são e0ecutadas diversas tare#as de iniciali"ação, nomeadamente são
declaradas as bibliotecas, as vari*veis, e as portas utili"adas nas #unç6es implementas
-a rotina principal as tare#as a serem reali"adas pelo firmware são8
• Estabelecer o !aud rate das portas E2DT (N6&& e 1N'&&) para
comunicaçãoT
• 5on#igurar o 71M6515H através do envio da se,uFncia ilustrada na
?igura L 1% e L1NT
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

6'

• Aer o valor ,ue se encontra no registo TE6B"AW re#erente ao valor
medido pelo sensor interno de temperatura e escrevF/lo no registo
TE6B-26, ,ue guarda o valor de re#erFncia da temperaturaT
• Escrever os coe#icientes de calibração da corrente e da tensão da #ase 2
nos respetivos registos8 52AV$2, 52AVO2T
• 5on#igurar W"ATE com o valor re,uerido para gerar a #re,uFncia de
pulso dese4adoT
• @e#inir creep, cavas, limites m*0imos e m+nimos de correnteJtensão,
através da escrita nos registos 5DEE7VTHDSA@ S2B, O$V7THDESH e
O$VTHDSHA@T
• $ndicar o pino M& (75$-T&) do microcontrolador para receber um sinal
de interrupçãoT
• 5olocar a c1d o bit c11d, posição designada por DE2@\, no registo
STM2S> (m*scara do registo ST2TES) para ativar a interrupçãoT
• Aer o 3ltimo valor acumulado no registo =2TTHVR, respons*vel por
guardar o valor da energia ativa, ou no registo O2HVR, respons*vel por
guardar o valor da energia aparente ou no registo O2DHVR, respons*vel
por guardar o valor da energia reativaT
• 2guardar até ,ue o pino $DUS volte a c&dT
• 2p9s receber a interrupção, ler o 3ltimo valor acumulado num dos
registos (=2TTHVR ou O2HVR ou O2DHVR), de #orma a manter a
interrupção ativaT
• 2plicar as #9rmulas de conversão da energia, de acordo com as
e0press6esT
• Enviar para o transcetor sem #ios a mensagem, de acordo com o
protocolo cp&pd, com os dados medidos, 4* devidamente convertidos

Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

6L

-a ?igura M7 é apresentado o #lu0ograma para uma mel.or compreensão
do firmware desenvolvido para a unidade de a,uisição de dados 7ara a
comunicação série, e0istem algumas vantagens em trabal.ar com n3meros
inteiros, assim, no decorrer do processo de desenvolvimento do c9digo em
linguagem 1, optou/se por guardar o valor da energia acumulada, 4* convertida
na unidade #inal (=.), numa vari*vel do tipo inteiro 5ontudo, como esta
unidade de a,uisição #unciona também como um contador do consumo de
energia, para ,ue não se perca a resolução da medição, criou/se uma vari*vel
au0iliar com a precisão de até 1e=. Em cada medição esta vari*vel au0iliar
acumula os valores re#erentes 1s casas decimais, sendo ,ue ao atingir 1=. ser*
incrementado este valor na pr90ima medição a ser enviada para a base de dados,
pelo ,ue o valor da vari*vel au0iliar na medição seguinte retorna a "ero
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

6M

INÍCIO
Aconteceu alugma interrupção?
Inicialização da UART
Definição do Baud Rate
nergiaTotal!"
Inicialização Do #$%&'$'()
Configuração do regi*to CON+I,
e da interrupção IR-.
n/io do primeiro pedido de leitura do
regi*to da energia para ati/ar a
interrupção IR-.
0
n/iar pedido de leitura da energia
para o #$%&'$'(
n/iar comando para 1ue o
m2dulo 3ifl4 RN5$#$ entre em
modo de comando*
n/iar o* dado* da energia para a
unidade de /i*ualização de dado* A6rir uma cone7ão TC89I8
fectuar a cali6ração da corrente e da
ten*ão
Con/erter re*po*ta do #$%&'$'(
em 3:
;ari</el au7iliar Totale=.` 1=h
nergiaTotal!
nergiaTotal=Totale=.
0
nergiaTotal!
nergiaTotal=nergia
N
N


?igura M 7 I ?lu0ograma do firmware



Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

65

(.2.1. Interru+ção

Esta interrupção pode ser vista como uma sincroni"ação entre o
microcontrolador e o medidor de energia 71M6515H, no ,ual o registo 5!-?$B est*
con#igurado para gerar uma interrupção no pino M1 ($DUS) sempre ,ue novos dados
estão prontos para serem lidos 2 sa+da deste pino é ativada a um n+vel l9gico c&d, sendo
,ue a transição ascendente indica o #im de um intervalo de medição, e o pino volta ao
n+vel l9gico c1d ap9s se e#etuar a leitura do registo
7ara ativar a interrupção no pino de sa+da 7$- M1 ($DUS) é necess*rio por a c1d
o bit "EADC, na posição 11, do registo STM2S> 7or de#eito os ,uatro b:tes do registo
STM2S> são "ero -a Tabela 11, são apresentadas as v*rias etapas de construção dos
b:tes ,ue constituem a se,uFncia a ser enviada para ativação da interrupção $DUS

Tabela 11 I Se,uFncias para ativação da interrupção $DUS

Eta+as escrição ;inErio BeFadecimal
1 Endereço do registo #3M"#K &&&1 &1&1 &015
'
Shit L es<uerda +ara
introdução do bit de escritaM6N
&&1& 1&1& &0'2
L
9úmero de bOtes a serem
escritos
&&&& &1&& &0&M
M ados )bit "'A&2 a M1N*
&&&& &&&& &&&& &&&&
&&&& 1&&& &&&& &&&&
&0&&&&&%&&
5 #e<u%ncia a ser enviada
&&1& 1&1& &&&& &1&&
&&&& &&&& &&&& &&&&
&&&& 1&&& &&&& &&&&
&0'2&M&&&&&%&&

! pino M& do microcontrolador 2Tmega L'M7 é ligado ao pino M1 ($DUS) do
medidor de energia 71M6515H, para receber o sinal de interrupção
! per+odo de ocorrFncia da interrupção é determinado pelo parHmetro
SEMV5AES, uma ve" ,ue este determina o comprimento do intervalo de
acumulação, dado pela e,uação M1 !s c*lculos reali"ados pelo p9s/processador e a
comunicação com o microcontrolador tFm ,ue ser conclu+dos dentro do intervalo ¡ , se
a leitura #or reali"ada #ora deste intervalo os dados são perdidos
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

66

z =
SUM
CYCLFS
×42
252û,ó Hz
(M1)

! valor do SEMV5AES por de#eito é de 6& Se este #or igual a L& a ta0a de
ocorrFncia da interrupção é de ' H" (5&& ms), caso se4a igual a 6& a ta0a passa a ser de
1 H" (1 s) ! valor m+nimo ade,uado para o SEMV5AES é de 'M, gerando um
intervalo de M&& ms
! tempo de c*lculo do p9s/processador pode ser redu"ido através da utili"ação
dos valores e#ica"es da corrente e tensão 7ara tal é necess*rio por a c1d o bit c&d do
registo 12-FI3 !utra opção para mel.orar o tempo passa pela desativação do p9s/
processador, ao colocar a c1d o bit '1, designado por 5EV!-A\, do registo 5!-?$B
Tal s9 é poss+vel em aplicaç6es ,ue não necessitem dos valores dos seguintes registos8
$7H2SE, $DMS, O2. e ODMS
@e acordo com a Tabela 1', torna/se evidente a ra"ão pela ,ual o valor m+nimo
para o SEMV5AES é de 'M, pois na pior situação o p9s/processador leva L5& ms
para reali"ar o c*lculo da energia, restando somente 5& ms para e#etuar a comunicação
com o microcontrolador

Tabela 1' I Tempo de processamento do p9s/processador.









-a rotina de interrupção é enviado para o medidor de energia 71M6515H,
através da #unção de comunicação com a inter#ace E2DT, um pedido dos seguintes
parHmetros de energia na #ase 28 energia ativa, energia aparente e energia reativa 2os
valores recebidos por meio da #unção de receção da inter#ace E2DT, são aplicadas as
respetivas #unç6es de conversão através das e,uaç6es L5, L6 e L7





CEPO9-2 CElculo :"C 3em+o de cElculo
2tiva Método vetorial L5&ms
2tiva Orms_$rms %&ms
@esativada 0 M&ms
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

67

(.2.2. Calibração

! procedimento de calibração é reali"ado com o ob4etivo de a#erir os valores
medidos pelo medidor de energia 71M6515H Este método consiste no a4uste dos
coe#icientes de calibração dos valores e#ica"es da corrente e da tensão
2 calibração da unidade de a,uisição de dados #oi a#erida através da reali"ação
de alguns ensaios, nomeadamente pela comparação entre os valores e#ica"es da tensão e
da corrente medidos através do prot9tipo constru+do e do mult+metro ?lu<e 115
7ara a calibração da corrente e da tensão introdu"iu/se 1 entrada dos respetivos
AD1 um sinal sinusoidal com amplitude de '5&mO, de #orma a simular a gama m*0ima
de entrada ,ue esses sensores podem medir
-a calibração da corrente o primeiro passo consistiu em ler o registo ,ue guarda
o valor re#erente ao valor e#ica" da corrente, o registo $DMSV2 !bteve/se o valor de
&0M1%K&&&& (.e0adecimal ) ou 1&NN6'%5MM (decimal)
Sabendo/se ,ue o valor e#ica" correspondente 1 amplitude m*0ima ,ue o sensor
de corrente pode ler é8

IMAX =
18û
V2
= 127, 3 A (M ')

2plicou/se a e,uação de conversão do valor obtido no registo $DMSV2,
indicada no datas&eet P'1Q do medidor de energia 71M6515H, ,ue resultou num valor
e#ica" de corrente de8

I
rmx
= IRMS_A
ó,8781×1û
-9
×IMAX
IN
8
×VSUM_CYCLFS
(M L)

I
rmx
= 1û99ó28544
ó. 8781 × 1û
-9
× 127, 3
1 × Vóû
= 124, 3 A

!u se4a, o valor e#ica" da amplitude m*0ima de corrente, obtido para uma tensão
de '5&mO 1 entrada #oi de 1'M,L2 e não 1'7,L2 7ara reali"ar a correção deste valor,
#oi calculada a relação entre estes dois valores, sendo aplicada a e,uação M7 2 seguir
#oi utili"ado esse valor na e,uação M % P'1Q, a ,ual #ornece o valor a ser escrito no
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

6%

registo de calibração da tensão 52AV$2 ! comando utili"ado para a escrita desse valor
est* descrito na Tabela 1L

AI
rmx
= 1 -
124,3 F
127,3F
= û, û235 = 2, 35% (M 7)

CAL
IA
=
1ó384
1-û,û235
= 1ó779 (M %)

Tabela 1L I 5omando de escrita no registo de calibração da corrente na #ase 2 (52AV$2)

Eta+as escrição ;inErio BeFadecimal
1
Endereço do registo
C"-PI"
&&1& &1&& &0'M
'
Shit L es<uerda +ara
introdução do bit de
escrita M6N
&1&& 1&&& &0M%
L
9úmero de bOtes
escritos
&&&& &1&& &0&M
M
ados &&& &&&& &&&& &&&&
&1&& &&&1 1&&& 1&11
&0M1%K
5
#e<u%ncia a ser
enviada
&1&& 1&&& &&&& &1&&
&&&& &&&& &&&& &&&&
&1&& &&&1 1&&& 1&11
&0M%&M&&&&M1%
K

7ara calibrar a entrada de tensão reali"ou/se a leitura do registo ,ue contem o
valor re#erente a leitura do valor e#ica" da tensão (ODMSV2) !bteve/se um valor de
&0M1K&&&&& (.e0adecimal) ou 11u2uSSS76 (decimal)
Sabendo/se ,ue o valor e#ica" correspondente 1 amplitude m*0ima ,ue o sensor
de tensão pode ler é8

FMAX =
325,27
V2
= 23û F (MN)

Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

6N

2plicou/se a e,uação de conversão ao valor obtido no registo ODMSV2, ,ue
resulta num valor e#ica" da tensão de8

F
rmx
= FRMS_A
ó.8781×1û
-9
×FMAX
IN
8VSUM_CYCLFS
(M 1&)

Frmx = 11û2û5337ó
ó. 8781 × 1û
-9
× 23û
Vóû
= 215, 29 F

! valor e#ica" da amplitude m*0ima de tensão obtido, para uma tensão de
'5&mO 1 entrada #oi de '15,'NO e não 'L&O 7ara reali"ar a correção deste valor, #oi
calculado o erro associado entre estes dois valores e aplicada a e,uação M 1& 2 seguir
#oi utili"ado esse valor na e,uação M 11, a ,ual #ornece o valor a ser escrito no registo
de calibração da tensão 52AVO2

AF
rmx
= 1 -
215,29 F
23ûF
= û, û214 = 2, 14% (M 11)

CAL
FA
=
1ó384
1-û,û214
= 1ó743 (M 1')

-a Tabela 1M são apresentadas as etapas de construção dos b:tes ,ue constituem
a se,uFncia a ser enviada, para ,ue o medidor de energia 71M6515H reali"e a operação
de escrita no registo de calibração
Tabela 1M I 5omando de escrita no registo de calibração da corrente na #ase 2 (52AVO2)

Eta+as escrição ;inErio BeFadecimal
1 Endereço do registo C"-P:" &&1& &1&1 &0'5
'
Shit L es<uerda +ara
introdução do bit de escritaM6N
&1&& 1&1& &0M2
L 9úmero de bOtes escritos &&&& &1&& &0&M
M
ados &&&& &&&& &&&& &&&&
&1&& &&&1 &11& &111
&0M167
5
#e<u%ncia a ser enviada &1&& 1&1& &&&& &1&&
&&&& &&&& &&&& &&&&
&1&& &&&1 &11& &111
&0M2&M&&&&M167
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

7&

(.2.3. )pload do irmware

2p9s se concluir a construção do c9digo em linguagem 1 e se veri#icar a não
ocorrFncia de erros, reali"ou/se a compilação do c9digo, ,ue originou um #ic.eiro *&e;
7ara carregar este #ic.eiro no microcontrolador 2Tmega L'M7 recorreu/se a um
programador de microcontroladores 2OD designado por 6EII apresentado na ?igura M
>

?igura M % I 7rogramador 2OD M>$$ PL'Q

2 inter#ace de comunicação utili"ada entre o programador 2OD M>$$ e a
unidade de a,uisição de dados, é a S7$ (%erial erip&eral Interface 5us) ,ue opera em
modo full duple; e a comunicação é reali"ada em modo mestreJescravo
Este programador é acoplado 1 unidade de a,uisição de dados através do bloco
(eader %I, apresentado na ?igura M N, sendo este constitu+do pelos seguintes pinos8
1) M$S! I 7ino de sa+da do escravo ') O55 I Este pino é ligado 1 tensão de
alimentação de L,LOT L) S5> I Sinal de rel9gio do mestreT M) M!S$ I 7ino de sa+da do
mestreT 5) DESET I Este pino é mantido a low para ,ue o microcontrolador #i,ue em
modo de programaçãoT 6) B-@ I Este pino é ligado aos &O


?igura M N I Kloco (eader %I


Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

71

7ara reali"ar o upload do firmware com recurso a uma inter#ace S7$ é necess*rio
ainda reali"ar uma con#iguração essencial para permitir a comunicação, paraevitar ,ue a
inter#ace GT2B entre em con#lito com a inter#ace S7$, através da 4anela device
programming do STE@$! 2OD 6&, é necess*rio desativar o fuse JTA3E-, tal como se
representa na ?igura M 1& Esta con#iguração é importante visto ,ue o microcontrolador
pode reservar as portas utili"adas pela inter#ace S7$ para serem utili"adas somente pela
inter#ace GT2B



?igura M 1& I Ganela device programming do STE@$! 2OD 6&

(.3. @nidade de registo de dados

2 unidade de registo de dados compreende o registo dos valores obtidos pela
unidade de a,uisição de dados numa base de dados, ,ue podem ser acedidos em tempo
real através de um we!site
-uma primeira #ase #oi instalado o programa Rampp, ,ue contempla um
servidor 2pac.e utili"ado como servidor de $nternet, um sistema de base de dados
M:SUA e um motor p&p, os ,uais são necess*rios para manipular uma p*gina da
$nternet
?oi desenvolvido um pe,ueno script em linguagem p&p de modo a registar os
dados recebidos através da porta %&, re#erentes a valores de energia monitori"ados pela
unidade de a,uisição de dados enviados através da rede =i/?i 2 listagem desse c9digo
encontra/se dispon+vel no ane0o E
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

7'

2 visuali"ação dos dados #oi reali"ada com recurso a #erramenta de so#t;are
7.pm:admin, este programa destina/se 1 gestão de base de dados através da internet,
possui uma ampla gama de operaç6es sobre o sistema de gerenciamento de banco de
dados M:SU, ,ue permite criar e remover bases de dados, alterar tabelas , editar
campos, etc








































Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

7L





























8.
3estes e !esultados

-este cap+tulo são apresentados os testes e0perimentais reali"ados com o
prot9tipo do sistema de medição de energia desenvolvido no decorrer deste trabal.o W
apresentado um comparativo entre mediç6es de tensão, corrente e energia do prot9tipo e
de um e,uipamento dispon+vel em laborat9rio !s resultados obtidos #oram analisados
para se veri#icar se estão em con#ormidade com o resultado esperado
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

7M

8.1. 3estes de $uncionamento

7ara a#erir a validade dos resultados obtidos com o prot9tipo constru+do
reali"aram/se alguns testes, ,ue consistiram na medição dos valores de consumo do
sistema Termotec ++4 - 5 PLLQ, utili"ado para o estudo te9rico/pr*tico de instalaç6es
solares térmicas, nomeadamente para a obtenção de *gua ,uente e climati"ação, entre
outros #ins Esse sistema, apresentado na ?igura 5 1, é composto por trFs elementos
principais8 i) 5onsola de controlo, composta por um visor digitalT ii) Simulador de
painel solar, ,ue pretende simular o a,uecimento da *gua através de uma #onte solarT
iii) 2erotermo, ,ue é um simulador de carga



?igura 5 1 I Sistema Termotec ++4 I 5* (a) 5onsola de controloT (b) Simulador de painel solarT
(c) 2erotermo PLLQ

?oi reali"ada a comparação dos valores e#ica"es da tensão, corrente e energia
obtidos com a unidade de a,uisição de dados desenvolvida e com um analisador de
potFncia 52 %LL' K, ?igura 5', produ"ido pela empresa 1&auvin Arnau; PLMQ

(a)
(b)
(c)
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

75



?igura 5 ' I 2nalisador de potFncia 52 %LL' K PLMQ

@urante o teste reali"ado os elementos ,ue constituem o sistema Termotec
++4 - 5 #oram sendo ligados de #orma #aseada, para permitir a observação e registo do
consumo de cada um dos elementos de #orma isolada e em con4unto -o decorrer do
teste #oram analisadas ,uatro situaç6es di#erentes, descritas na Tabela 15, ,ue
permitiram comparar em di#erentes momentos, os valores obtidos com o prot9tipo
desenvolvido e os valores esperados, de acordo com as caracter+sticas do e,uipamento
utili"ado no teste

Tabela 15 I @escrição do teste reali"ado

#ituação escrição
1 5onsola de controlo
' Simulador de painel solar (M <=)
L 2erotermo (1,5 <=)
M Todo o sistema (Situação 1i'iL)

8.1.1. :alor e$icaz da tensão

7ara determinar o erro na medição do valor e#ica" da tensão, procedeu/se 1
reali"ação de algumas leituras ligando o sensor de tensão diretamente a uma tomada da
rede elétrica de 'L&O, sendo ,ue esta pode ter uma variação de ^ 1&X 2 Tabela 16
apresenta os resultados da estimativa do erro de medição do valor e#ica" da tensão



Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

76

Tabela 16 I Erro de medição do valor e#ica" da tensão

:rms ):* Erro de Medição
=1M5818B C.". >332 ;
'LM,L 'LM,5 &,&NX
'LM,L 'LM,% &,'1X
'LM,M 'LM,5 &,&MX
'LM,5 'LM,7 &,&NX
'LM,7 'LM,% &,&MX
'LM,% 'L5 &,&NX
'LM,N 'L5,' &,1LX
'L5 'L5,L &,1LX
'L5,1 'L5,M &,1LX

7elos dados apresentados na Tabela 16, veri#ica/se ,ue a unidade de a,uisição
de dados apresenta um erro na medição da tensão e#ica" in#erior a &,1MX, sendo este
valor aceit*vel considerando o tipo de aplicação a ,ue o prot9tipo é destinado

8.1.2. :alor e$icaz da corrente

2 unidade de a,uisição de dados desenvolvida pode medir correntes 25 até
1%&2, pelo ,ue #oi necess*rio medir valores de correntes para di#erentes cargas,
con#orme #oi descrito na secção 51
@e #orma a registar o comportamento da unidade de a,uisição de dados para
valores de $
rms
bai0os, reali"ou/se a medição somente com a consola de controlo ligada,
sendo apresentados na Tabela 17 os valores obtidos

Tabela 17 I Erro de medição com a consola de controlo a #uncionar

I
rms
)"* Erro de Medição
=1M5818B C.". >332 ;
&,1M% &,1L6 %,%'X


Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

77

7ara se obterem valores de corrente intermédios, testou/se de seguida a medição
com o simulador de painel solar ligado, tendo/se obtido os valores apresentados na
Tabela 1%

Tabela 1% I Erro de medição do valor e#ica" da corrente com o simulador de painel solar ligado

I
rms
Erro de Medição
=1M5818B C.". >332
;

1',1& 1',15 &,M1X
1','' 1',15 &,57X
1','7 1','L &,LLX

@e seguida ligou/se apenas o aerotermo, e registaram/se os valores ,ue são
apresentados na Tabela 1N

Tabela 1N I Erro de medição do valor e#ica" da corrente com o aerotermo ligado

I
rms
Erro de Medição
=1M5818B C.". >332 ;
M,6' M,61 &,''X
M,6M M,6L &,''X
M,5% M,56 &,MMX

?inalmente registaram/se alguns valores com todo o sistema a #uncionar, valores
esses ,ue são apresentados na Tabela '&

Tabela '& I Erro de medição do valor e#ica" da corrente com todo o sistema a #uncionar

I
rms
Erro de Medição
=1M5818B C.". >332 ;
16,%5 16,% &,L&X
16,76 16,65 &,66X
16,%M 16,7' &,71X

Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

7%

5omo se pode observar pela Tabela 17, a unidade de a,uisição de dados possui
um erro de medição elevado para valores de entrada no 2@5 #ora dos limites da gama
de entrada (indicada pelo #abricante como sendo entre &,'X e 1&&X do valor m*0imo
de 1%&2) 5om base nos restantes resultados obtidos, #oi poss+vel veri#icar ,ue o erro
tende a redu"ir/se para valores de $
rms
mais elevados $n#eli"mente, no se pjde testar o
#uncionamento do sistema de medição para correntes superiores 1s apresentadas
W de re#erir ,ue os valores de consumo dos outros elementos ,ue constituem o
sistema Termotec ++4 – 5: ,ue a,ui não #oram mencionados, #oram ignorados por
serem muito redu"idos #ace aos apresentados, e por isso situarem/se #ora da margem de
detenção do e,uipamento

8.1.3. Energia

! ensaio para determinar o erro na medição da energia #oi reali"ado nas mesmas
condiç6es descritas na secção 51 -as Tabelas '1, '' e 'L são apresentados,
respetivamente, os valores de energia aparente, ativa e reativa, obtidos no intervalo de 1
segundo em cada uma das situaç6es @e re#erir ,ue os valores utili"ados pelo medidor
de energia 71M6515H para o c*lculo baseiam/se nos valores e#ica"es da tensão e da
corrente 5on#orme o esperado o erro de medição é mais alto para valores de energia
mais bai0os

Tabela '1 I Erro de medição da energia aparente

Energia )Q:"* Erro de
Medição
#ituação =1M5818B C.". >332 ;
1
&,&&N &,&&%1 11,11X
2
&,77& &,765 &,65X
3
&,L61 &,L5% &,%MX
(
&,NMM &,NL5 &,N6X



Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

7N

Tabela '' I Erro de medição da energia ativa
Energia )Q4C* Erro de
Medição
#ituação =1M5818B C.". >332 ;
1
&,&&N &,&&%1 11,11X
2
&,5N &,5%5 &,%5X
3
&,L61 &,L5N &,56X
(
&,%LL &,%'N &,M%X

Tabela 'L I Erro de medição da energia reativa

Energia )Q:"r* Erro de
Medição
#ituação =1M5818B C.". >332 ;
1
&,&&N &,&&%1 11,11X
2
&,5'7 &,5'5 &,L%X
3
&,&&M &,&&L1 '',5%X
(
&,515 &,51 &,N%X

Oeri#icou/se ,ue os valores de erro da energia ativa e reativa estão dentro dos
intervalos apresentados nos gr*#icos do ane0o K
7ara veri#icar o #uncionamento geral do sistema de medição de energia
desenvolvido, ou se4a da unidade de a,uisição em con4unto com a aplicação de registo
de dados, #oi reali"ado um teste em ,ue gradualmente #oram postos a #uncionar os
componentes ,ue constituem o sistema Termotec ++4 - 5
!s dados da energia acumulada #oram gravados na base de dados durante '1
minutos -a ?igura 5L é apresentado o gr*#ico dos valores da energia acumulada
obtidos a partir dos dados registados na aplicação de registo de dados

Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

%&



?igura 5 L I Br*#ico da energia acumulada consumida durante o intervalo de teste

!s resultados conseguidos neste teste estão de acordo com o esperado, uma ve"
,ue a #orma de variação da energia acumulada est* de acordo com o in+cio da atividade
dos elementos ,ue #oram sendo ligados no decorrer deste teste, e os valores estão
dentro do dos valores esperados
?oi assim poss+vel validar o correto #uncionamento de todos os elementos ,ue
constituem o sistema desenvolvido, os ,uais apresentaram uma integração apropriada e
um #uncionamento ade,uado
Em resumo, e no ,ue di" respeito 1 unidade de a,uisição de dados, por
comparação com um outro aparel.o de medição, comprovou/se o seu correto
#uncionamento, no ,ue di" respeito aos sensores de corrente e de tensão, assim como do
transcetor sem #ios
Uuanto 1 unidade de registo de dados, os valores registados na base de dados
corroboraram os dados medidos diretamente da unidade de a,uisição de dados, e a sua
consulta apresentada na ?igura 5M, atravésdo software &pmyadmin : #oi reali"ada de
#orma simples, uma ve" ,ue esta #erramenta permite e#etuar pes,uisas, aplicar #iltros e
alterar os campos de uma base de dados sem ,ue se4a necess*rio alterar o c9digo, o ,ue
re#orça a utilidade desta #erramenta nesta #ase do trabal.o

0
0,1
0,2
0,3
0,4
0,5
0,6
0,7
0,8
0,9
0:00 2:24 4:48 7:12 9:36 12:00 14:24 16:48 19:12 21:36
E [kWh]
t [Minutos:segundos]
Eacum/tempo
1+2 3 4
0,795 kWh
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

%1


?igura 5 M Oisuali"ação dos dados com o programa &pmyadmin*























Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

%'



































Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

%L





















5.
ConclusGes e trabalCos $uturos




-este cap+tulo são e0postas as principais conclus6es acerca ao trabal.o e#etuado,
assim como são apresentadas algumas recomendaç6es para mel.orar o prot9tipo criado,
a #im de se dar prosseguimento ao trabal.o reali"ado
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

%M

5.1. ConclusGes

! estudo dos diversos sistemas de monitori"ação proporcionou uma visão mais
abrangente a respeito da constituição, das #uncionalidades, assim como das limitaç6es
de um sistema de monitori"ação do consumo de energia, contribuindo para reunir os
conceitos necess*rios para iniciar o desenvolvimento do sistema proposto nesta
dissertação
! sistema desenvolvido nesta tese de mestrado atingiu os ob4etivos propostos,
no ,ue concerne a monitori"ação ao n+vel do ,uadro elétrico, o envio dos dados para
uma base de dados através de uma comunicação sem #ios e a visuali"ação dos dados em
tempo real
2s opç6es tomadas durante o pro4eto acerca dos materiais utili"ados permitiram
o desenvolvimento de um poss+vel produto de bai0o custo com destino ao mercado
residencial 7or outro lado as dimens6es redu"idas da placa de circuito impresso, assim
como a utili"ação de uma cai0a com dimens6es standard, e o uso da comunicação sem
#ios, con#erem a este pro4eto um redu"ido impacto visual, #acilidade de instalação e
mobilidade
De#ira/se ,ue no decorrer da implementação e construção deste sistema surgiram
variados problemas, nomeadamente em termos da comunicação com o medidor de
energia 71M6515H, na programação da interrupção, e no estabelecimento da
comunicação sem #ios Esses problemas #oram solucionados, graças aos con.ecimentos
,ue #oram sendo ad,uiridos em v*rias *reas, desde a eletr9nica, passando pela
programação, 1s redes in#orm*ticas
7ara #inali"ar, re#ira/se ,ue o sistema de medição do consumo de energia elétrica
desenvolvido, pode motivar a redução do consumo energético num ambiente doméstico,
através da apresentação de alguns dados, tais como os valores e#ica"es da corrente e da
tensão, as potFncias ativa, reativa e a energia consumida 2ssim o utili"ador poder*
tomar decis6es para alterar os seus .*bitos de consumo, ou decidir e#etuar a substituição
de e,uipamentos menos e#icientes do ponto de vista energético


Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

%5

5.2. 3rabalCos $uturos

@urante o desenvolvimento deste trabal.o surgiram algumas ideias para
aper#eiçoar ou e0plorar outros aspetos do sistema, entre os ,uais se destacam8
• 2tuação remota sobre a carga, para permitir ligar ou desligar a alimentação,
mediante um comando enviado a partir da aplicação de visuali"ação de dados
• Decon.ecimento do padrão de consumo para sugestão de alteraç6es na utili"ação
de e,uipamentos de acordo com os tari#*rios, visando a redução do consumo e
do valor a pagar
• $ntrodução do um visor A5@






















Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

%6

































Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

%7

!e$er%ncias
[1] Barroso, J.M., Europes Climate Change Opportunity. Speech to th eEuropean Parliament.
Brussels : s.n., 2008.
[2] en!re, Jo"n! #esear$h., EU energy efficiency measures contribute to stabilise electricity
consumption – drop in domestic use. Bru%elas : s.n., 2009.
[3] &'(., )&*"$"+n$"a &ner,-!"$a.) EDP. [.nl"ne] ["!a/0o: 02 1e 20 1e 2012.]
h!!2:33444.e$o.e12.2!3.
[4] 5erre"ra, 6uno 7n!8n"o 1"as., Sistema de medição de energia baseado em tecnologia S!.
s.l. : 5&9(, 2010.
[5] :ul$"1;s, <r"sha., Contador de energia el"trica inteligente. s.l. : =>:, 2010.
[6] Me"reles, ?"!or an$ela., Circuitos El"ctricos #$ Edição. s.l. : @"1el, 2009.
[7] 57@A., 'J7@M7 M., )>M7#: <#='> & M=#.#&'&>: . 59:9#. JB C (#&>&6:&.) #"o 1e
Jane"ro D Bras"l : .((&395#J.
[8] , )>Ear!<r"1s D >!ra!e,"$ 'e2loFEen! 'o$uEen!.) Smart rids European %echnology
Platform. [.nl"ne] ["!a/0o: 06 1e 03 1e 2012.] h!!2:33444.sEar!,r"1s.eu3.
[9] 7Gur", alH"n., )>Ear! <r"1.) [.nl"ne] ["!a/0o: 04 1e 'eGeEIro 1e 2011.] h!!2:33sEar!D
,r"1.!E$ne!.$oE3!o2"$s3sEar!D,r"13ar!"$les3162137D2lo,,D*u!ureD"n!e,ra!"onD2la!*orED!heD
sEar!D,r"1.h!E.
[10] Josu-, Jo0o <"l., Pro&ecto e Construção de um Sistema de !onitori'ação de Energia
El"ctrica para uma (abitação. @"sIoa : s.n., 2010.
[11] , (@.<< D W"reless ener,F Eana,eEen!. [.nl"ne] ["!a/0o: 02 1e 'eGeEIro 1e 2011.]
h!!2:33444.2lo,,.$o.uk3.
[12] JoEe 7u!oEa!"on '"re$!. [.nl"ne] ["!a/0o: 04 1e 12 1e 2011.]
h!!2:33444.hoEeau!oEa!"onD1"re$!.$oE3sho23&$oD&FeK&l"!eK&ner,FKMon"!or.h!El.
[13] &$o5reak. [.nl"ne] ["!a/0o: 04 1e 12 1e 2011.]
h!!2:33444.e$o*reak.$o.uk32ro1u$!s303983.4lD&ner,FDMon"!or.h!El.
[14] JoEe 7u!oEa!"on '"re$! . [.nl"ne] ["!a/0o: 04 1e 'eGeEIro 1e 2011.]
h!!2:33444.hoEeau!oEa!"onD1"re$!.$oE3sho23.W@K&ner,FKMon"!orKKM119K.h!El.
[15] Mon"!or, 'a!ashee! D &l"!e &le$!r"$"!F., &$o*reak. [.nl"ne] ["!a/0o: 20 1e 02 1e 2012.]
h!!2:33444.e$o*reak.$o.uk321*150013&*er,FL20&l"!eL20'a!ashee!.21*.
[16] os!, 'a!ashee! &nH"r D urren!., [.nl"ne] ["!a/0o: 20 1e 02 1e 2012.]
h!!2:33444.ele$!r"$"!FDEon"!or.$oE31a!ashee!s3urren!os!L20&nH"#L20ManD>"n,lesD
J#.21*.
[17] , [.nl"ne] ["!a/0o: 07 1e 02 1e 2013.] h!!2:33l"anl"la".en.al"IaIa.$oE32ro1u$!3334684095D
20948675237'&7753.h!El.
[18] @o,"$, "rrus., )'a!ashee! >5463.) [.nl"ne] ["!a/0o: 07 1e 02 1e 2013.]
h!!2:33444.$"rrus.$oE3en32uIs32ro'a!ashee!3>5463K53.21*.
[19] , )Ma%"E =n!e,ra!e1.) [.nl"ne] ["!a/0o: 10 1e 01 1e 2013.]
h!!2:33444.Ea%"E"n!e,ra!e1.$oE31a!ashee!3"n1e%.EH23"137793.
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

%%

[20] >:M"$roele!ron"$s., Datasheet S%P!)*. 2011.
[21] :&#='=76., Datasheet +*!,#*#h Energy !eter -C. 2011.
[22] , W"k"2-1"a. [.nl"ne] ["!a/0o: 06 1e 03 1e 2013.]
h!!2:332!.4"k"2e1"a.or,34"k"3BoI"naK1eK#o,o4sk".
[23] lobal !ar.et. [.nl"ne] ["!a/0o: 15 1e 11 1e 2012.] h!!2:33%hD
1"anG".2or!u,uese.,loIalEarke!.$oE.
[24] 7:M&@., Datasheet /tmega 012P. 2007.
[25] , .$!o2ar!. [.nl"ne] ["!a/0o: 15 1e 10 1e 2012.] h!!2:33o$!o2ar!.$oE3a!Ee,a3242D202uD
a!EelD666804.
[26] 6e!4orks, #oH"n,., Datasheet 3ifly rn4*+*.
[27] , M( (.W&#. [.nl"ne] ["!a/0o: 2012 1e 11 1e 15.] h!!2:33444.%22o4er.$oE.
[28] [.nl"ne] ["!a/0o: 20 1e 11 1e 2011.] h!!2:33444.*reeIs1.or,31o$3en3ar!"$les3ser"alD
uar!3"n1e%.h!El.
[29] [.nl"ne] 23 1e 11 1e 2012. h!!2:33IaIIa,e.$s.N$.e1u3$ourses3$s343397#:3.
[30] &le$!ron"$, :he =ns!"!u!e *or =n!er$onne$!"n, an1 (a$ka,"n,., eneric Standard on Printed
5oard Design. 1998.
[31] , [.nl"ne] ["!a/0o: 27 1e 12 1e 2012.] h!!2:33444.n".$oE321*3Eanuals3371585a.21*.
[32] 7!Eel. [.nl"ne] ["!a/0o: 10 1e 01 1e 2013.]
h!!2:33444.a!Eel.$oE3!ools37?#=>(MO==.as2%.
[33] h!!2:33444.ProEa.2!3solar.h!E., J.#.M7 @1a. [.nl"ne] ["!a/0o: 25 1e 02 1e 2013.]
h!!2:33444.ProEa.2!3solar.h!E.
[34] , hauH"n 7rnou%. [.nl"ne] ["!a/0o: 10 1e 01 1e 2013.] h!!2:33444.$hauH"nDarnou%.*r.
[35] &$oD&Fe., &$o &Fe D &le$!r"$"!F Mon!"ors. [.nl"ne] ["!a/0o: 04 1e 'eGeEIro 1e 2011.]
h!!2:33444.e$oDeFe.$oE3.
[36] , [.nl"ne] ["!a/0o: 07 1e 02 1e 2013.] h!!2:33o$!o2ar!.$oE3$s5463D"sGD$"rrus+lo,"$D
505106.
[37] [.nl"ne] ["!a/0o: 10 1e 02 1e 2013.] h!!2:33444.khk.Ie3khk043.













Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

%N

"neFo " 1 Es<uemEtico do circuito


M
O
S
I
M
O
S
I
M
I
S
O
M
I
S
O
S
C
K
S
C
K
C
5
1
0
0
n
F
V
D
D
V
D
D
V
D
D
V
D
D
V
D
D
G
N
D
G
N
D
G
N
D
G
N
D
G
N
D
G
N
D
R
E
S
E
T
R
E
S
E
T
X
2
R
1
4
5
-
3
2
.
7
6
8
k
H
z

3
H
D
R
1
X
1
0
!
I
F
"
#
$
T
X
!
I
F
"
#
$
T
X
!
I
F
"
#
$
R
X
!
I
F
"
#
$
R
X
3
i
f
l
4
R
1
0
1
0
k
%
&
T
'
(
)
*
3
2
4
P
B
0
1
P
B
1
2
P
B
2
3
P
B
3
4
P
B
4
5
P
B
5
6
P
B
6
7
P
B
7
8
R
E
S
E
T
9
V
C
C
1
0
G
N
D
1
1
X
T
A
L
2
1
2
X
T
A
L
1
1
3
P
D
0
1
4
P
D
1
1
5
P
D
2
1
6
P
D
3
1
7
P
D
4
1
8
P
D
5
1
9
P
D
6
2
0
P
D
7
2
1
P
C
0
2
2
P
C
1
2
3
P
C
2
2
4
P
C
3
2
5
P
C
4
2
6
P
C
5
2
7
P
C
6
2
8
P
C
7
2
9
A
V
C
C
3
0
A
G
N
D
3
1
A
R
E
F
3
2
P
A
7
3
3
P
A
6
3
4
P
A
5
3
5
P
A
4
3
6
P
A
3
3
7
P
A
2
3
8
P
A
1
3
9
P
A
0
4
0

5
H
D
R
1
X
1
0
R
1
1
3
3
0
%
R
+
1
.
5
k
%
R
6
1
.
5
k
%
R
7
1
.
5
k
%
C
6
1
0
,
F
C
7
1
0
,
F
C
8
1
,
F
C
+
1
0
0
n
F
C
1
0
1
0
0
n
F
C
1
16
.
8
-
F
"
E
D
$
E
R
R
O
R
"
E
D
$
S
T
&
T
.
S
"
E
D
$
&
S
S
O
C
R
S
T
$
/
.
T
H
D
R
1
X
2
I
S
0
1
H
D
R
2
X
3
G
N
D
M
O
S
I
V
D
D
R
E
S
E
T
S
C
K
M
I
S
O
G
N
D
V
D
D
G
N
D
1
0
+
1
3
3
1
1
2
1
2
V
D
D
R
E
S
E
T
V
D
D
G
N
D
G
N
D
!
I
F
"
#
$
R
X
!
I
F
"
#
$
T
X
S
C
K
M
I
S
O
M
O
S
I
5
4
V
D
D
!
I
F
"
#
$
R
X
!
I
F
"
#
$
T
X
G
N
D
6
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

N&

























Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

N1

"neFo ; R CaracterSsticas do medidor de energia =1M5818B

?igura K 1 7recisão =. para &,L2 I '&&kJ'M&O /1A0







?igura K ' 7recisão O2r. para &,L2 I '&&kJ'M&O /1A0












Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

N'



































Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

NL

"neFo C R CaracterSsticas do !ily "#-$%$


?igura 5 1 I 5aracter+sticas do Wifly D-/171 /250


?igura 5 ' I 5aracter+sticas dos 2@5 do Wifly D-/171 /250


?igura 5 L I 5aracter+sticas de transmissão do Wifly D-/171 /250







Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

NM

































Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

N5

"neFo R C'digo em linguagem C do irmware

lde#ine ?V57E %&&&&&&EA
linclude [avrJio.m
linclude [stdio.m
linclude [utilJdela:.m
linclude [stdint.m
linclude [string.m
linclude [avrJinterrupt.m
linclude [avrJsleep.m
linclude [utilJdela:.m
linclude [intt:pes.m
lde#ine ES2DT&VDRVvect VOE5T!D('5)


JJ//////////////////////$niciali"aç6es 71M6515H//////////////////////////////////

c.ar con#igPQ `n&0'c,&0&M,&0&6,&0&&,&07c,&01%oT JJ 5on#iguraç6es do 71M6515H
c.ar stmas<PQ `n&0'a,&0&M,&0&&,&0&&,&0&%,&0&&oT JJ 2tivação da interrupção $DUS


c.ar dadosVcon#igPQ `n&0'd,&0&MoT JJ comando para ler a registo 5!-?$B
c.ar tensaoPQ `n&01L,&0&MoT JJ comando para ler a tensao
c.ar correntePQ `n&01N,&0&MoT JJ comando para ler a corrente
c.ar energiaVaparentePQ `n&0&@,&0&MoT JJ comando para ler a energia aparente
c.ar energiaVreactivaPQ `n&0&7,&0&MoT JJ comando para ler a energia reativa
c.ar energiaPQ `n&0&1,&0&MoT JJ comando para ler a energia
c.ar degVscalePQ `n&0LN,&0&MoT JJ comando para ler a temperatura

JJ vetores para guardar os dados enviados pelo 71M6515H
c.ar dadosVtensaoPQ `n&0&,&0&&,&0&&,&0&&oT
c.ar dadosVcorrentePQ `n&0&,&0&&,&0&&,&0&&oT
c.ar dadosVenergiaVaparentePQ `n&0&,&0&&,&0&&,&0&&oT
c.ar dadosVenergiaVreactivaPQ `n&0&,&0&&,&0&&,&0&&oT
c.ar dadosVenergiaPQ `n&0&,&0&&,&0&&,&0&&oT

JJ///////////////////////////////////////////////////////////////////////////////

uintL'Vt valor ` 66&&&T
uintL'Vt valorO2 ` 66&&&T
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

N6

uintL'Vt valorO2D` 66&&&T
uintL'Vt total= ` &T
uintL'Vt totalO2 ` &T
uintL'Vt totalO2D ` &T
uintL'Vt totalu= ` &T
uintL'Vt totaluO2 ` &T
uintL'Vt totaluO2D ` &T
uintL'Vt au0`&T
uintL'Vt au0O2`&T
uintL'Vt au0O2D`&T
uint%Vt c.arVatual`&T
JJ///////////////////////////////////////////////////////////////////////////////
void uartVputc.ar(c.ar c, ?$AE _stream)T
c.ar uartVgetc.ar(?$AE _stream)T

?$AE uartVoutput ` ?@EOVSETE7VSTDE2M(uartVputc.ar, -EAA, V?@EOVSETE7V=D$TE)T
?$AE uartVinput ` ?@EOVSETE7VSTDE2M(-EAA, uartVgetc.ar, V?@EOVSETE7VDE2@)T

?$AE uartVio ` ?@EOVSETE7VSTDE2M(uartVputc.ar, uartVgetc.ar, V?@EOVSETE7VD=)T
J///////////////////////////////5omunicação ES2DT & ////////////////////////////J

void ES2DT&V$nit( unsigned int baud )
n
J_ de#inição do baud rate _J
EKDD&H ` (unsigned c.ar)(baudmm%)T
EKDD&A ` (unsigned c.ar)baudT

J_ r0 .abilita interrupção , ativa a transmissão e receção _J
E5SD&K ` (1[[DR5$E&)p(1[[DRE-&)p(1[[TRE-&)T

J_ de#ine o #armato dos dados8 %data, 1stop bit _J
E5SD&5 ` (&[[ESKS&)p(L[[E5SS&&)T

o

void ES2DT&VTransmit( unsigned c.ar data )
n
J_ 2guarda até o bu##er #icar va"io _J
;.ile ( q( E5SD&2 r (1[[E@DE&)) )
T
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

N7


J_ 5oloca os dados no bu##er, envio os dados _J
E@D& ` dataT

o

unsigned c.ar ES2DT&VDeceive( void )
n
J_ 2guarda pelo recebimento dos dados _J
;.ile ( q(E5SD&2 r (1[[DR5&)) )
T
J_ !btém e retorna os dados recebidos no bu##er _J
return E@D&T
o
static int E2DT&Vput5.ar(c.ar c, ?$AE _stream)
n
i#(c `` stns) E2DT&Vput5.ar(strs,stream)T
ES2DT&VTransmit(c)T
return &T
o


void uartVputc.ar(c.ar c, ?$AE _stream) n
i# (c `` stns) n
uartVputc.ar(strs, stream)T
o
loopVuntilVbitVisVset(E5SD&2, E@DE&)T
E@D& ` cT
o
c.ar uartVgetc.ar(?$AE _stream) n
loopVuntilVbitVisVset(E5SD&2, DR5&)T J_ Espera até ,ue e0istam dados _J
return E@D&T
o
J________________________ 5omunicação ES2DT 1 ____________________________J

void ES2DT1V$nit( unsigned int baud )
n
J_ de#ine a ta0a de transmissão _J
EKDD1H ` (unsigned c.ar)(baudmm%)T
EKDD1A ` (unsigned c.ar)baudT
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

N%

J _ .abilita interrupção r0, 2tiva receptor e transmissor _ J
E5SD1K ` (1[[DR5$E1)p(1[[DRE-1)p(1[[TRE-1)T
J_ @e#ine #ormato dos dados8 %data, 1stop bit _J
E5SD15 ` (&[[ESKS1)p(L[[E5SS1&)T
J_ Set divider _J
E5SD12 p` (1[[E'R1)T
o
void ES2DT1VTransmit( unsigned c.ar data )
n
J_ 2guarda até o bu##er #icar va"io _J
;.ile ( q( E5SD12 r (1[[E@DE1)) )
T
J_ 5oloca os dados no bu##er, envio os dados _J
E@D1 ` dataT
o

unsigned c.ar ES2DT1VDeceive( void )
n
J_ 2guarda pelo recebimento dos dados _J
;.ile ( q(E5SD12 r (1[[DR51)) )
T
J_ !btém e retorna os dados recebidos no bu##er _J
return E@D1T
o
static int E2DT1Vput5.ar(c.ar c, ?$AE _stream)
n
i#(c `` stns) E2DT1Vput5.ar(strs,stream)T

ES2DT1VTransmit(c)T

return &T
o
JJ///////////////////////////////////////////////////////////////////////////////

int main(void) n
JJ///////////////////////////////////$-TEDDE7uv!/////////////////////////////////
@@D2 p` (1 [[ 1)T JJde#ine 721 é uma porta de sa+da
7!DT2 p` (1 [[ 7!DT21)T JJ turn !n t.e 7ull/up
JJ 721 is no; set to 1
JJ SETE7 da leitura da int
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

NN

JJSet 75$-T& bit in pin c.ange mas< register 75MS>&
75MS>' p`(1[[75$-T'&)T
JJEnable pin c.ange interrupt bits
75$5D p`(1[[75$E')T
ES2DT&V$nit(51)T
ES2DT1V$nit(51)T
stdout ` ruartVoutputT
stdin ` ruartVinputT
c.ar inputT
JJ Envia comando para ;i#l: para garantir ,ue não est* no modo de comandos

print#(fe0ittrtnf)T

JJ/////////////////////////////////5!-?$BED2uv! 71M6515H/////////////////////////
JJ rotina respons*vel por enviar os pedidos de escrita no registo de con#iguração
int iT
#or (i`&Ti[6Tiii)
n

ES2DT1VTransmit(con#igPiQ)T
o

Vdela:Vms(1&&&)T

JJ rotina respons*vel por enviar os pedidos de escrita no registo de stmas< para ativar
interrupção $DUS
#or (i`&Ti[6Tiii)
n

ES2DT1VTransmit(stmas<PiQ)T
o

JJ Aer primeira ve" o registo de energia para reativar a interrupção $DUS
int 4T
#or (4`&T4['T4ii)
n
ES2DT1VTransmit(energiaP4Q)T

o
JJuintL'Vt au0`&T
au0 ` ES2DT1VDeceive()T
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

1&&

JJvalor i` au0[['MT
au0 ` ES2DT1VDeceive()T
JJvalor i` au0[[16T
au0 ` ES2DT1VDeceive()T
JJvalor i` au0[[%T
au0 ` ES2DT1VDeceive()T
JJvalor i` au0[[&T

JJHabilita as interrupç6es globais
sei()T

JJ//////////////////////////////////=$/?$///////////////////////////////////////
;.ile(1) n

Vdela:Vms(1&&&)T JJespera 1 segundo

print#(fgggf)TJJ envia comando para o m9dulo =i#l: entrar em modo
de comandos
Vdela:Vms(1&&&)T
print#(fopentrtnf)T JJ 2bre uma cone0ão T57J$7
Vdela:Vms(1&&&)T
print#(fBET JenergiaJsavep.phO2`XlurO2D`Xlurenergia`Xlutrtnf,
totalO2,totalO2D,total=T JJ envio dos dados para a base de dados

o

return &T
o
JJpin c.ange interrupt $SD
$SD(75$-T'Vvect)
n
JJ Oeri#ica se o pino 75$-T& #oi a &
Vdela:Vms(1)T
i# ( q(7$-5 r (1[[75M)))n
7!DT2 r` w(1 [[ 7!DT21)T JJ desliga led
JJ manda comando de leitura da energia durante um segundo
int iT
#or (i`&Ti['Tiii)
n
ES2DT1VTransmit(energiaPiQ)T
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

1&1


o
uintL'Vt au0`&T
valor ` &T
au0 ` ES2DT1VDeceive()T
JJau0 ` &01&T
valor p` (au0[['M)r&0??&&&&&&T

au0 ` ES2DT1VDeceive()T
JJau0 ` &0L&T

valor p` (au0[[16)r&0&&??&&&&T

au0 ` ES2DT1VDeceive()T
JJau0 ` &0E?T
valor p` (au0[[%)r&0&&&&??&&T

au0 ` ES2DT1VDeceive()T
JJau0 ` &0?5T
valor p` au0r&0&&&&&&??T

JJ conversão energia
JJtotal` (valor_'L&_1'7_NM&M5_e0p(/1L))

totalu=i` valor_&&'6'7617LT JJ u=

JJ divide por mil mantém o resto e adiciona o resultado ao total=
au0 ` totalu= J1&&&&&&T
total=i`au0T
totalu= ` totalu=/(au0_1&&&&&&)T

7!DT2 p` (1 [[ 7!DT21)T JJ Aiga led

#or (i`&Ti['Tiii)
n
ES2DT1VTransmit(energiaVaparentePiQ)T

o
valorO2 ` &T
au0O2 ` ES2DT1VDeceive()T
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

1&'

JJau0 ` &01&T
valorO2 p` (au0O2[['M)r&0??&&&&&&T

au0O2 ` ES2DT1VDeceive()T
JJau0 ` &0L&T

valorO2 p` (au0O2[[16)r&0&&??&&&&T

au0O2 ` ES2DT1VDeceive()T
JJau0 ` &0E?T
valorO2 p` (au0O2[[%)r&0&&&&??&&T

au0O2 ` ES2DT1VDeceive()T
JJau0 ` &0?5T
valorO2 p` au0O2r&0&&&&&&??T
totaluO2i` valorO2_&&'6'7617LT
au0O2 ` totaluO2 J1&&&&&&T
totalO2i`au0O2T
totaluO2 ` totaluO2/(au0O2_1&&&&&&)T

#or (i`&Ti['Tiii)
n
ES2DT1VTransmit(energiaVreactivaPiQ)T

o
valorO2D ` &T
au0O2D ` ES2DT1VDeceive()T
JJau0 ` &01&T
valorO2D p` (au0O2D[['M)r&0??&&&&&&T

au0O2D ` ES2DT1VDeceive()T
JJau0 ` &0L&T

valorO2D p` (au0O2D[[16)r&0&&??&&&&T

au0O2D ` ES2DT1VDeceive()T
JJau0 ` &0E?T
valorO2D p` (au0O2D[[%)r&0&&&&??&&T

au0O2D ` ES2DT1VDeceive()T
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

1&L

JJau0 ` &0?5T
valorO2D p` au0O2Dr&0&&&&&&??T

totaluO2Di` valorO2D_&&'6'7617LT
au0O2D ` totaluO2D J1&&&&&&T
totalO2Di`au0O2DT
totaluO2D ` totaluO2D/(au0O2D_1&&&&&&)T


o
o


$SD(ES2DT1VDRVvect)
n
return &T
o
$SD(ES2DT&VDRVvect)
n
return &T
o

























Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

1&M
































Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

1&5

"neFo E R C'digo em linguagem php da base de dados

[hp.p
J_
_ Deceives BET data #rom t.e Demote Meter s:stem and save it to database
_ xautor 7riscilla Moraes
_ xdate 1LJ&MJ'&1'
_ xversion &'
_
_J
JJvarVdump(gVBET)T
gserver$7 ` flocal.ostfT
gdataKase-ame ` fbd1VenergiafT
gdbEser ` srootsT
gdb7ass;ord ` ssT


re,uire(sm:s,lMp.ps)T
gdb!b4ect ` ne; s,lVdb(gserver$7, gdbEser, gdb7ass;ord, gdataKase-ame, #alse)T

gcorrente ` &T
gtensao ` &T
genergia ` &T
g#actorVpotencia ` &T
i#(isset(gVBETPscorrentesQ))n
JJ aggarrar valores
gcorrente ` gVBETPscorrentesQT
i#(isset(gVBETPstensaosQ))n
gtensao ` gVBETPstensaosQT
o
i#(isset(gVBETPsenergiasQ))n
genergia ` gVBETPsenergiasQT

o
i#(isset(gVBETPs#actorVpotenciasQ))n
g#actorVpotencia ` gVBETPs#actorVpotenciasQT
o

JJ aplicar conversao
JJgcorrente ` gcorrente _ (' y 16)T

JJgcorrente ` (gcorrente [[16)T
JJgtempVint ` (int) (&07####### r gcorrente)T
JJgtempVint p`(int)(&0%&&&&&&& r (gcorrentemm16)


JJgcorrente ` (gcorrente [[16)T
JJgcorrente ` ((gcorrente_&&&&&&&&&6%7%1_L1)Js,rt(6&))T
JJgtensao ` (gtensao [[16)T
JJgtensao ` (gtensao_&&&&&&&&&6%7%1_11&)Js,rt(6&)T

JJ gravar na bd
gs,l`f$-SEDT $-T! zbd1Venergiazzsensor1z (zidz, zcorrentez, ztensaoz, zenergiaz,
z#actorVpotenciaz, ztimez) O2AEES (-EAA, sfgcorrentefs, sfgtensaofs, sfgenergiafs,
sfg#actorVpotenciafs, sfdate(s\/m/d H8i8ss)fs)TfT

JJec.o gs,lT
gaUuer:Desult ` gdb!b4ect/ms,lV,uer:(gs,l)T
i#(gdb!b4ect/m,uer:Vresult `` #alse)n
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

1&6

JJec.o fEDD8 S2OE ME2SEDEtrtnfT
e0itT
o
JJec.o f!>8 ST!DE@trtnfT
e0itT
o
JJec.o fEDD8 -! @2T2trtnfT
e0itT

hm

[hp.p
J___________________________________________________________________________
_ m:s,lMp.p
_ ///////////////////
_ begin 8 Saturda:, ?eb 1L, '&&1
_ cop:rig.t 8 (5) '&&1 T.e p.pKK Broup
_ email 8 supportp.pbbcom
_
_ g$d8 m:s,lMp.p,v 15 '&&'J&MJ&' '181L8M7 t.eVs:stec. E0p g
_
___________________________________________________________________________J

J___________________________________________________________________________
_
_ T.is program is #ree so#t;areT :ou can redistribute it andJor modi#:
_ it under t.e terms o# t.e B-E Beneral 7ublic Aicense as publis.ed b:
_ t.e ?ree So#t;are ?oundationT eit.er version ' o# t.e Aicense, or
_ (at :our option) an: later version
_
___________________________________________________________________________J

i#(qde#ined(fSUAVA2\EDf))
n

de#ine(fSUAVA2\EDf,fm:s,lMf)T

class s,lVdb
n

var gdbVconnectVidT
var g,uer:VresultT
var gro; ` arra:()T
var gro;set ` arra:()T
var gnumV,ueries ` &T
var ginVtransaction ` &T

JJ
JJ 5onstructor
JJ
#unction s,lVdb(gs,lserver, gs,luser, gs,lpass;ord, gdatabase, gpersistenc: ` true)
n
gt.is/mpersistenc: ` gpersistenc:T
gt.is/muser ` gs,luserT
gt.is/mpass;ord ` gs,lpass;ordT
gt.is/mserver ` gs,lserverT
gt.is/mdbname ` gdatabaseT

gt.is/mdbVconnectVid ` (gt.is/mpersistenc:) h m:s,lVpconnect(gt.is/mserver, gt.is/muser,
gt.is/mpass;ord) 8 m:s,lVconnect(gt.is/mserver, gt.is/muser, gt.is/mpass;ord)T
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

1&7


i#( gt.is/mdbVconnectVid )
n
i#( gdatabase q` ff )
n
gt.is/mdbname ` gdatabaseT
gdbselect ` m:s,lVselectVdb(gt.is/mdbname)T

i#( qgdbselect )
n
m:s,lVclose(gt.is/mdbVconnectVid)T
gt.is/mdbVconnectVid ` gdbselectT
o
o

return gt.is/mdbVconnectVidT
o
else
n
return #alseT
o
o

JJ
JJ !t.er base met.ods
JJ
#unction s,lVclose()
n
i#( gt.is/mdbVconnectVid )
n
JJ
JJ 5ommit an: remaining transactions
JJ
i#( gt.is/minVtransaction )
n
m:s,lV,uer:(f5!MM$Tf, gt.is/mdbVconnectVid)T
o

return m:s,lVclose(gt.is/mdbVconnectVid)T
o
else
n
return #alseT
o
o

JJ
JJ Kase ,uer: met.od
JJ
#unction s,lV,uer:(g,uer: ` ff, gtransaction ` ?2ASE)
n
JJ
JJ Demove an: pre/e0isting ,ueries
JJ
unset(gt.is/m,uer:Vresult)T

i#( g,uer: q` ff )
n
gt.is/mnumV,ueriesiiT
i#( gtransaction `` sKEB$-VTD2-S25T$!-s rr qgt.is/minVtransaction )
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

1&%

n
gresult ` m:s,lV,uer:(fKEB$-f, gt.is/mdbVconnectVid)T
i#(qgresult)
n
return #alseT
o
gt.is/minVtransaction ` TDEET
o

gt.is/m,uer:Vresult ` xm:s,lV,uer:(g,uer:, gt.is/mdbVconnectVid)T
o
else
n
i#( gtransaction `` sE-@VTD2-S25T$!-s rr gt.is/minVtransaction )
n
gresult ` m:s,lV,uer:(f5!MM$Tf, gt.is/mdbVconnectVid)T
o
o

i#( gt.is/m,uer:Vresult )
n
unset(gt.is/mro;Pgt.is/m,uer:VresultQ)T
unset(gt.is/mro;setPgt.is/m,uer:VresultQ)T

i#( gtransaction `` sE-@VTD2-S25T$!-s rr gt.is/minVtransaction )
n
gt.is/minVtransaction ` ?2ASET

i# ( qm:s,lV,uer:(f5!MM$Tf, gt.is/mdbVconnectVid) )
n
m:s,lV,uer:(fD!AAK25>f, gt.is/mdbVconnectVid)T
return #alseT
o
o

return gt.is/m,uer:VresultT
o
else
n
i#( gt.is/minVtransaction )
n
m:s,lV,uer:(fD!AAK25>f, gt.is/mdbVconnectVid)T
gt.is/minVtransaction ` ?2ASET
o
return #alseT
o
o

JJ
JJ !t.er ,uer: met.ods
JJ
#unction s,lVnumro;s(g,uer:Vid ` &)
n
i#( qg,uer:Vid )
n
g,uer:Vid ` gt.is/m,uer:VresultT
o

return ( g,uer:Vid ) h m:s,lVnumVro;s(g,uer:Vid) 8 #alseT
o
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

1&N


#unction s,lVa##ectedro;s()
n
return ( gt.is/mdbVconnectVid ) h m:s,lVa##ectedVro;s(gt.is/mdbVconnectVid) 8 #alseT
o

#unction s,lVnum#ields(g,uer:Vid ` &)
n
i#( qg,uer:Vid )
n
g,uer:Vid ` gt.is/m,uer:VresultT
o

return ( g,uer:Vid ) h m:s,lVnumV#ields(g,uer:Vid) 8 #alseT
o

#unction s,lV#ieldname(go##set, g,uer:Vid ` &)
n
i#( qg,uer:Vid )
n
g,uer:Vid ` gt.is/m,uer:VresultT
o

return ( g,uer:Vid ) h m:s,lV#ieldVname(g,uer:Vid, go##set) 8 #alseT
o

#unction s,lV#ieldt:pe(go##set, g,uer:Vid ` &)
n
i#( qg,uer:Vid )
n
g,uer:Vid ` gt.is/m,uer:VresultT
o

return ( g,uer:Vid ) h m:s,lV#ieldVt:pe(g,uer:Vid, go##set) 8 #alseT
o

#unction s,lV#etc.ro;(g,uer:Vid ` &)
n
i#( qg,uer:Vid )
n
g,uer:Vid ` gt.is/m,uer:VresultT
o

i#( g,uer:Vid )
n
gt.is/mro;Pg,uer:VidQ ` m:s,lV#etc.Varra:(g,uer:Vid, M\SUAV2SS!5)T
return gt.is/mro;Pg,uer:VidQT
o
else
n
return #alseT
o
o

#unction s,lV#etc.ro;set(g,uer:Vid ` &)
n
i#( qg,uer:Vid )
n
g,uer:Vid ` gt.is/m,uer:VresultT
o
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

11&


i#( g,uer:Vid )
n
unset(gt.is/mro;setPg,uer:VidQ)T
unset(gt.is/mro;Pg,uer:VidQ)T

;.ile(gt.is/mro;setPg,uer:VidQ ` m:s,lV#etc.Varra:(g,uer:Vid, M\SUAV2SS!5))
n
gresultPQ ` gt.is/mro;setPg,uer:VidQT
o

return gresultT
o
else
n
return #alseT
o
o

#unction s,lV#etc.#ield(g#ield, gro;num ` /1, g,uer:Vid ` &)
n
i#( qg,uer:Vid )
n
g,uer:Vid ` gt.is/m,uer:VresultT
o

i#( g,uer:Vid )
n
i#( gro;num m /1 )
n
gresult ` m:s,lVresult(g,uer:Vid, gro;num, g#ield)T
o
else
n
i#( empt:(gt.is/mro;Pg,uer:VidQ) rr empt:(gt.is/mro;setPg,uer:VidQ) )
n
i#( gt.is/ms,lV#etc.ro;() )
n
gresult ` gt.is/mro;Pg,uer:VidQPg#ieldQT
o
o
else
n
i#( gt.is/mro;setPg,uer:VidQ )
n
gresult ` gt.is/mro;setPg,uer:VidQPg#ieldQT
o
else i#( gt.is/mro;Pg,uer:VidQ )
n
gresult ` gt.is/mro;Pg,uer:VidQPg#ieldQT
o
o
o

return gresultT
o
else
n
return #alseT
o
Sistema de medição de energia baseado no medidor de energia Teridian 71M6515H

111

o

#unction s,lVro;see<(gro;num, g,uer:Vid ` &)
n
i#( qg,uer:Vid )
n
g,uer:Vid ` gt.is/m,uer:VresultT
o

return ( g,uer:Vid ) h m:s,lVdataVsee<(g,uer:Vid, gro;num) 8 #alseT
o

#unction s,lVne0tid()
n
return ( gt.is/mdbVconnectVid ) h m:s,lVinsertVid(gt.is/mdbVconnectVid) 8 #alseT
o

#unction s,lV#reeresult(g,uer:Vid ` &)
n
i#( qg,uer:Vid )
n
g,uer:Vid ` gt.is/m,uer:VresultT
o

i# ( g,uer:Vid )
n
unset(gt.is/mro;Pg,uer:VidQ)T
unset(gt.is/mro;setPg,uer:VidQ)T

m:s,lV#reeVresult(g,uer:Vid)T

return trueT
o
else
n
return #alseT
o
o

#unction s,lVerror()
n
gresultPsmessagesQ ` xm:s,lVerror(gt.is/mdbVconnectVid)T
gresultPscodesQ ` xm:s,lVerrno(gt.is/mdbVconnectVid)T

return gresultT
o

o JJ class s,lVdb

o JJ i# de#ine

hm