1LIÇÃO 1 2E DEU DONS AOS HOMENS : 4INTRODUÇÃO 9I – OS DONS NA BÍBLIA .

II – OS DONS DE SERVIÇO, ESPIRITUAIS E MINISTERIAIS <III – CORINTO: UMA IGREJA PROBLEMÁTICA NA ADMINISTRAÇÃO =DOS DONS ESPIRITUAIS (1 Co 12 1!11" >CONCLUSÃO 10 11 O# Do$# %& D&'# ()*) o# Ho+&$# 12 1: Por 14 19 Elinaldo Renovato de Lima 1. 1<Os dons espirituais são ferramentas indispensáveis para que os crentes possam 1=desenvolver seu papel, como “sal da terra” e “luz do mundo”(Mt !"#,"$%! 1> 20No comentário da lição da Escola Dominical para o segundo trimestre de 2014,vamos 21refletir sobre dois tipos de dons de Deus: os dons espirituais e os dons ministeriais De 22um modo geral, podemos di!er "ue os dons são recursos # disposição da $gre%a para "ue 2:esta e&erça sua missão prof'tica, de proclamadora do Evangel(o de )risto, de modo 24efica!, contra *os principados, contra as potestades, contra os pr+ncipes das trevas deste 29s'culo, contra as (ostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais, -Ef . 12/, usando 2.a *armadura do salvo,, na guerra espiritual sem tr'guas a "ue todo salvo ' submetido 2<Neste estudo, veremos o "ue são os dons, seu prop0sito e sua classificação, e como são 2=postos # disposição dos salvos em )risto 1esus 2> :01 2 $mport3ncia dos Dons 91seu papel, como *sal :1de Deus 92da terra, e *lu! do mundo, -8t :22s *portas do inferno, estão 9:9 1:,14/ ; falar l+nguas, a interpretação ::cada ve! mais agressivas contra 94de l+nguas, a profecia, a :4a $gre%a de 1esus )risto Em seu 99sabedoria divina, os dons de curar, :9aspecto organi!acional, a $gre%a 9.os milagres, o discernimento dos :.materiali!a4se nas diversas igre%as 9<esp+ritos e outros dons são :<ou denominaç5es "ue adotam 9=indispensáveis :=a f' cristã 6e uma igre%a não 9>para "ue a pregação :>demonstra ter em seu seio a .0do Evangel(o e a ra!ão de ser 40operação dos dons espirituais .1da $gre%a se%a relevante em um 41e dos dons ministeriais em sua .2mundo relativista, secularista e 42e&pressão genu+na, acaba tornando4 .:materialista 60 o poder de Deus 4:se apenas *uma organi!ação .4suplanta as *portas do inferno, 44religiosa sem fi ns econ7micos,, .9;s dons ministeriais, de pastor, 49como re!a a legislação "ue trata ..evangelista, profeta, de mestre ou 4.da nature!a %ur+dica das organi!aç5es .<doutor, podem e devem ser valori!ados, 4<religiosas .=nas igre%as cristãs ; "ue 4=2ssim, os dons espirituais .>não se deve ' aceitar as cavilaç5es 4>são ferramentas indispensáveis <0vaidosas dos "ue entendem "ue 90para "ue os crentes possam desenvolver <1ser *ap0stolo, ' ser maior "ue

as ri"ue!as 100incompreens+veis 101de )risto e demonstrar a 102todos "ual se%a a dispensação do 10:mist'rio. -8c 10 41449 F grifo =>nosso/ 8uitos l+deres precisam >0calçar as sandálias do (umilde >1Galileu >2 >:2 2 multiforme sabedoria >4de Deus >9Di! Caulo aos ef'sios: *2 mim.0vigiar por suas vidas J Cedro 1. "ue tudo 109criou? para "ue.s obreiros <4precisam entrar na escola da <9*bacia e da toal(a.? =0*"uem "uiser ser grande será =1 =2 =:vosso serviçal @diaAonosB *o primeiro =4será servo de todos Cor"ue =9o Dil(o do Eomem tamb'm não =. adversário 199anda como leão. >. me ><foi dada esta graça de anunciar >=entre os gentios.>8t 2.do trimestre 1:<sobre como os cristãos devem 1:=comportar4se.pela revelação. na igre%a de <=)risto 2liás. 14<1 6obriedade de vigil3ncia 14=. "ue 19<administra o reban(o de Deus 19=deve saber retirar da *despensa. a "ual Deus ordenou 112antes dos s'culos para nossa 11:gl0ria. -Ef : 149? 10>=410/ E ainda: *8as falamos a 110sabedoria de Deus.por 1esus -1o 1: 4. esse *mist'rio manifestado 11. por"ue o 1. -1 Ce 4 10/ 2 $gre%a e 141principalmente os obreiros devem 142ter a consciHncia de "ue são 14:despenseiros de Deus E deles 144e&igem4se algumas "ualidades 149fundamentais 14. buscando a 1. 194em oração -1 Ce 4 </ . 1.<como leão..:vigiai.a multiforme sabedoria de Deus 10<se%a con(ecida dos principados 10=e potestades nos c'us.9anda em 1. ' 129"ue as igre%as poderão sobreviver 12. "ue. mas para =<servir e dar a sua vida em resgate ==de muitos. buscando 19. agora.2sua primeira carta: *6ede s0brios. ' maior "ue <:*pastor.destruir vidas preciosas . pela igre%a. em "ue as 12<trevas sat3nicas a cada dia tomam 12=conta das estruturas da nação 12> 1:0 1:1: Despenseiros de Deus 1:2. 1. -1)o 2 </ 114Essa *multiforme sabedoria de 119Deus. ou presb+tero .veio para ser servido. não podem 11=ser con(ecidos atrav's de formulaç5es 11>teol0gicas 60 podem 120ser con(ecidos atrav's de manifestaç5es 121sobrenaturais da parte 122de Deus ou atrav's dos dons de 12:Deus 6omente com o resgate da 124busca pelos *mel(ores dons. -1 Ce 9 =? 1..derredor. oculta em 111mist'rio. vosso adversário. 10.num mundo tenebroso. fa!endo solene advertHncia 1:. 41/ 1<0 1<1 .? e *bispo. 1esus disse "ue *o <>primeiro será servo de todos.9/ Ningu'm ' <<maior "ue ningu'm. e essa *sabedoria 11<oculta em mist'rio. *como bons despenseiros 1:>da multiforme graça 140de Deus.<2*bispo.. 104esteve oculto em Deus.="uem possa tragar. bramando 1. desde os s'culos. ap0stolo Cedro e&orta os 1::destinatários da sua primeira 1:4carta. por meio do >>evangel(o. e&emplifi cada <. 19>de Deus o mel(or alimento E 1.4diabo.s dons de Deus devem ser 14>e&ercidos com simplicidade e 190vigil3ncia 191Iodos os cristãos devem 192ser despenseiros de Deus Deve 19:guardar a sobriedade e vigil3ncia.1"uem dá idHntica advertHncia em 1. "uanto # iminente vinda de 1:91esus.o m+nimo de todos os santos.

s dons de Deus fa!em parte 219dos *mist'rios de Deus. temos *o mist'rio.1<22 2mor cristão 1<:. obreiro deve buscar 1==e desenvolver o uso dos dons.. por ela. (ospedaram an%os. alguns. no trato com todo o 1=:tipo de ovel(a Em "ual"uer 1=4situação o despenseiro deve 1=9ter amor J caracter+stica do 1=.Deus? mas o obreiro. -1Ce 4 >/? *Não 1>=vos es"ueçais da (ospitalidade. -Eb 2011: 2/ Eá "uem faça acepção de 202pessoas. o obreiro deve 1=1demonstrar amor em todas as 1=2ocasi5es.da gl0ria deste mist'rio entre 22<os gentios. -)l 1 2. não o 200sabendo.para com *os outros. a%udando4os em suas 20>necessidades espirituais emocionais 210e f+sicas.verdadeiro disc+pulo de 1esus -1o 1=<1: :4. discriminando os mais 20:(umildes ou menos favorecidos 204na vida (umana Essa não ' atitude . a 2::multiforme sabedoria de Deus 2:4se%a con(ecida dos principados e 2:9potestades nos c'us. 1>>por"ue. todos os crentes. ou l+der de uma igre%a. agora. pastor. sem 1><murmuraç5es. 1<<dirigente.Deus J pecado -Dt 1. -Ef : 10/ 2:.:9/ . 2</ 22>2+.L Esse mist'rio foi revelado 2:2*para "ue. "ue ' )risto em v0s.s dons de Deus devem 1>4ser vividos com (ospitalidade 1>9Iodo crente deve ter (ospitalidade 1>. dentro de suas 211possibilidades 212 21:4 Didelidade 214. esperança da 2:1gl0ria. pela igre%a. 1>? Ig 2 >/ 20<Esse deve ser sempre atencioso 20=com todos. 1<=pastoreia ovel(as "ue não são 1<>suas )omo despenseiro da 1=0graça de Deus. 1=>modo sincero e amoroso 1>0 1>1 1>2: Eospitalidade 1>:. 21>como *ministros de )risto 220e despenseiros 221dos mist'rios 222de Deus. Escrevendo 21. de 209do despenseiro da casa de 20. -1)o 4 1/ 2 K+blia nos 22:declara "ue signifi ca esse mist'rio 224* aos "uais Deus "uis fa!er 229con(ecer "uais são as ri"ue!as 22.s dons de Deus devem ser 1<4cultivados em amor Iodo crente 1<9fi el deve ser despenseiro de 1<.aos cor+ntios. revelado: 2:0*)risto em v0s. Caulo ensina 21<"ue devemos ser vistos pelos 21=(omens. 22=esperança da gl0ria.

2:< 2:= 2:> .