You are on page 1of 4

Exercícios Resolvidos Diego Oliveira - Vitória da Conquista/BA

Exercícios Resolvidos: Máximo e Mínimo Absoluto


Contato: nibblediego@gmail.com
Escrito por Diego Oliveira - Publicado em 18/04/2014 - Atualizado em 31/10/2018

O que são os máximos e mínimos?

O máximo valor absoluto de ƒ () é o maior valor que ƒ () assume num intervalo
[, b]. Analogamente o mínimo absoluto é o menor valor que ƒ () assume neste
mesmo intervalo.

Como encontrar um ponto de máximo ou mínimo?

Para determinar o máximo e/ou mínimo absoluto de ƒ () no intervalo [, b]


segue-se os seguintes passos:

„ Deriva-se a função ƒ ().


„ Calcula-se os valores de  para o qual D (ƒ ()) = 0.
„ Seja 0 , 1 , . . . , n os valores de  calculados no passo anterior calcula-
se: ƒ (1 ), . . ., ƒ (n ) e também ƒ () e ƒ (b).
„ O maior valor de ƒ () calculado é o máximo absoluto.
„ O menor valor de ƒ () calculado é o mínimo absoluto.

Exemplo 1: Ache os extremos absolutos de f(x) = sn(2) + cos(2) no intervalo


[0, π].

Solução:

Primeiro derivamos ƒ ():

D (ƒ ()) = 2cos(2) − 2sen(2)

Em seguida determinamos quais os valores de  resulta em D (ƒ ()) = 0.

D (ƒ ()) = 0

⇒ 2cos(2) − 2sen(2) = 0

⇒ cos(2) − sen(2) = 0

⇒ cos(2) = sen(2)

1
Exercícios Resolvidos Diego Oliveira - Vitória da Conquista/BA

π π
Sabe-se que seno(θ) é igual ao cos(θ) quando θ = . Assim, fazendo 2 =
4 4
π
teremos  = .
8
Agora calculamos ƒ (π/ 4), ƒ (0) e ƒ (π).

ƒ (π/ 8) = sn(2(π/ 8)) + cos(2(π/ 8)) = 1.41

ƒ (0) = sn(2 · 0) + cos(2 · 0) = 1

ƒ (π) = sn(2π) + cos(2π) = −1

Logo f(π/ 8) é o ponto de máximo e f(π) é ponto de mínimo.

Exemplo 2: Ache os extremos absolutos de f(x) = 3 + 2 −  + 1 no intervalo


[-2, 0.5].

Solução:

A derivada de ƒ () é:

D (ƒ ()) = 32 + 2 − 1.

Cujos zeros ocorrem para  = 1/ 3 e  = −1.

Fazendo ƒ (−1) e ƒ (1/ 3) chega-se à:

ƒ (−1) = (−1) + (1) − (−1) + 1 = 2

ƒ (1/ 3) ∼
= 0.81

Testando agora os extremos do intervalo

1
 
ƒ (−2) = 1 e ƒ = 1.875
2

Chegamos a conclusão de que o máximo absoluto ocorre em  = −1, quando


ƒ () = 2. E o mínimo absoluto ocorre quando  = 1/ 3, quando ƒ () = 0.81

Exemplo 3: Ache os extremos absolutos de ƒ () = 4 − 162 + 2 no intervalo [-1,


3].

Solução:

2
Exercícios Resolvidos Diego Oliveira - Vitória da Conquista/BA

A derivada da função é D (ƒ ()) = 43 − 32


p
Cujos zeros ocorrem para  = 0, e  = ±2 2.

Testando estes valores e os extremos do intervalo [-1, 3] chega-se à:

ƒ (0)p= 2
ƒ (2 2) = −94
p p
Não precisamos calcular ƒ (−2 2), pois −2 2 não pertence ao intervalo [−1, 3]

ƒ (−1) = −13
ƒ (3) = −61

p
Logo o valor de máximo ocorre para  = 0 e o valor de minimo para  = 2 2.

3
Exercícios Resolvidos Diego Oliveira - Vitória da Conquista/BA

Este trabalho está licenciado com uma


Licença Creative Commons -
Atribuição-NãoComercial-
CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Esse documento está sujeito a constante atualização ou mesmo correções, por


isso, certifique se que o que você têm em mãos é de fato a última versão do
mesmo. Para saber, bem como ter acesso a vários outros exercícios resolvidos
de matemática, acesse: www.number890.wordpress.com

Para aulas particulares, digitação de texto em LATEXe resolução de listas de exer-


cícios entre em contato.

.ƒ cebook.com/ theNmberType

nbbedego@gm.com

.nmber890.ordpress.com