You are on page 1of 2

PSICOLOGIA CLÍNICA

1. CALENDÁRIO:
Inscrições: 14 a 16/outubro/2013 Horário: 10h às 11h30 - 13h30 às 16h Local: Instituto de Psicologia - Serviço de Pós-Graduação - Av. Prof. Mello de Moraes, 1721 Bloco G – Sala 13 - Tel: (11) 3091-4302 Em nenhuma hipótese serão aceitas inscrições de candidatos com documentação incompleta

nível. Consultar Normas do Programa de Pós-Graduação em Psicologia
Clínica no site http://www.prpg.usp.br/pt/pdfnormas/normas/ip/ciencias_humanas/CCP-Psicologia_Clinica-IP.pdf

2. DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA – INSCRIÇÃO:
a. 01 Ficha de Inscrição para a Seleção (obtido no site http://www.ip.usp.br - Pós-Graduação) ou no Serviço de PósGraduação; b. Taxa de inscrição: R$ 50,00 (paga no ato da inscrição); c. 01 foto 3x4; d. 01 Cópia autenticada (ou cópia acompanhada do original) do RG (ou RNE, se estrangeiro), CPF, Título de Eleitor e Certificado Militar; e. 03 vias do Currículo LATTES (www.cnpq.br) atualizado; f. 03 exemplares do Projeto de Pesquisa (vide roteiro abaixo); g. 01 Comprovante de Titulação: O documento original ou a cópia devem conter o carimbo da Instituição. Mestrado: -01 Cópia autenticada (ou cópia acompanhada do original) do Diploma ou Certificado de Graduação e Histórico Escolar; -01 Cópia do Diploma, devidamente registrado ou Certificado com a data de conclusão de Curso de Graduação, contando a data de Colação de Grau obtido em curso oficialmente reconhecido, não se aceitando para esse fim diploma obtido em licenciatura curta; -Os candidatos estrangeiros devem apresentar a Revalidação de seu Diploma de Graduação, quando obtido fora do Brasil (Obs.: A Matrícula fica condicionada à apresentação da Revalidação definitiva). Doutorado: -01 Cópia autenticada (ou cópia acompanhada do original) do Diploma da Graduação, Diploma do Mestrado e Histórico Escolar, de ambos os cursos; -01 Exemplar da Dissertação de Mestrado; -01 Cópia da Ata de defesa do Mestrado; -01 Artigo publicado em periódico científico (no prelo também será aceita desde que comprovado o aceite do periódico científico); -01 Comprovante de credenciamento do Curso de Mestrado na CAPES; -Os candidatos estrangeiros devem apresentar o Reconhecimento de seu
Diploma de Mestrado, quando obtido fora do Brasil (Obs.: A Matrícula fica condicionada à apresentação da Revalidação definitiva).

Observações: 1. Poderá inscrever-se no Doutorado candidatos que tenham previsão de defesa e aprovação do Mestrado antes da data limite (03/02/2014) para efetuar a matrícula neste Programa. Para isso, deverão apresentar declaração oficial do Programa de PósGraduação em que estejam inseridos, atestando tal condição. 2. Caso o curso de Mestrado não seja credenciado e o título não seja reconhecido como equivalente ao da USP, o candidato, se aprovado, estará sujeito às normas do Curso de Doutorado Direto, o qual implica realizar prova de conhecimentos básicos, inglês, francês ou espanhol e ser arguido por banca específica para este

3. REALIZAÇÃO DAS PROVAS MESTRADO DATA HORÁRIO PROGRAMAÇÃO Prova de Proficiência em Língua 09hs – Bloco F – 21/10/2013 Portuguesa para alunos Sala 13 - IPUSP estrangeiros Divulgação dos resultados da 22/10/2013 14h Prova de Proficiência em Língua Portuguesa para estrangeiros Prova de Inglês CENTRO 30/10/2013 14h30 INTERDEPARTAMENTAL (*) DE LÍNGUAS (FFLCH-USP) Divulgação dos resultados da 11/11/2013 14h Prova de Inglês. Prova de Conhecimentos 09h às 13h – 12/11/2013 Básicos - (09h hora máxima para IP USP entrada na sala) Divulgação dos resultados e 26/11/2013 14h Convocação para Análise de Currículo e Projeto. 27/11 a Análise de Currículo e Projeto A ser definido 10/12 Bloco F 12/12/13 14h Divulgação do Resultado Final. Matrícula - Com o devido 03,04 e 05 10h – 11h30 e formulário preenchido e fev/2014 13h30-16h assinado DOUTORADO E DOUTORADO DIRETO DATA HORÁRIO PROGRAMAÇÃO Prova de Proficiência em Língua 09hs – Bloco F – 21/10/2013 Portuguesa para alunos Sala 13 - IPUSP estrangeiros Divulgação dos resultados da 22/10/2013 14h Prova de Proficiência em Língua Portuguesa para estrangeiros Prova de Espanhol CENTRO 28/10/2013 14h às 16h30 INTERDEPARTAMENTAL (*) DE LÍNGUAS (FFLCH-USP) 29/10/2013 Prova de Francês (FFLCH-USP) 14h às 16h30 (*) 30/10/2013 Prova de Inglês (FFLCH-USP) 14h30 (*) Divulgação dos resultados das 11/11/2013 14h Provas de Idiomas Prova de Conhecimentos 09h às 13h – 12/11/2013 Básicos. (09h hora máxima para IP USP entrada na sala) Divulgação dos resultados e 26/11/2013 14h Convocação para Análise de Currículo e Projeto. 27/11 a Análise de Currículo e Projeto A ser definido 10/12 Bloco F 12/12/13 14h Divulgação do Resultado Final. Matrícula - Com o devido 03,04 e 05 10h – 11h30 e formulário preenchido e fev/2014 13h30-16h assinado

(*) PROFICIÊNCIA EM IDIOMAS - Para obter o calendário completo e os procedimentos para inscrição e realização das provas o candidato deve acessar o edital da prova desejada nas páginas das Equipes de Proficiência: Buscar no anexo Cronograma Proficiência em Francês: http://clinguas.fflch.usp.br/content/profici%C3%AAncia-emfranc%C3%AAs Proficiência em Espanhol: http://clinguas.fflch.usp.br/content/profici%C3%AAncia-emespanhol Proficiência em Inglês: http://clinguas.fflch.usp.br/content/profici%C3%AAncia-emingl%C3%AAs 4. CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 4.1 Prova de Conhecimentos Básicos: Os candidatos serão avaliados pelo domínio da literatura científica segundo a abordagem teórica que fundamenta o projeto de pesquisa escolhido, pelo domínio de metodologia científica e pela compreensão de textos científicos.
Bibliografia: artigos com acesso livre (na WEB)
AMPARO, D. M. e ANTUNEZ, A. E. A. O corpo vivido na psicose: método fenômeno estrutural do Rorschach . Avaliação Psicológica, 2012, 11(3). ANGELO, M. L., MORETTO, M. L. T. e LUCIA M. C. S. Os filhos da ciência: sobre a maternidade na reprodução assistida. Mental, v.7, n.12, Barbacena, jun. 2009. ANTÚNEZ, A. E. A., YAZIGI, L. e DEL PORTO, J. A. Estudio de la afectividad en pacientes con trastorno obsesivo-compulsivo por medio del método de Rorschach . Interam. j. psychol. v.40, n.2 Porto Alegre, ago. 2006. AVELAR, L. Z. A pesquisa em psicologia clínica: reflexões a partir da leitura da obra de Winnicott . Contextos Clínicos, 2(1), janeiro-junho 2009. BONANNO, G. A. Loss, Trauma, and Human Resilience. American Psychologist, Vol. 59, No. 1, January 2004. DUNKER, C. I. L. Romance policial e a pesquisa em psicanálise INTERAÇÕES. Vol. VII, Nº 13, Jan-Jun: 2002. DUNKER, C. e PARKER, I. How to be secretly lacanian in anti-psychoanalytic qualitative research. Annual Review of Critical Psychology, 2009. FONTANELLA, B. J. B. e Magdaleno Júnior, R. Saturação teórica em pesquisas qualitativas:contribuições psicanalíticas . Psicologia em Estudo, Maringá, v. 17, n. 1, jan./mar. 2012. HERZBERG, E. e MATTAR A. Instrumentos clínicos utilizados no Departamento de Psicologia Clínica da USP: 10 anos depois . Bol. Psicol, v.58, n.128, jun. 2008. KRISTENSEN, C. H. et al Desenvolvimento Histórico e Fundamentos Metodológicos da Neuropsicologia Cognitiva . Psicologia: Reflexão e Crítica, 2001, 14(2). KUPERMANN, D. Sobre a produção psicanalítica e os cenários da universidade . Psico (PUC – RS), v.40, 2009. LEONARDI L. C. e RODRIGUES, A. L. Caixa lúdica para idosos: processo de construção como procedimento clínico e sua contribuição na qualidade do vínculo . Psicol. USP, São Paulo, v. 23, n. 2, June 2012. MARINHO, M. L. e SILVARES, E. F. M. Evaluación de la eficacia de un programa de entrenamiento de padres en grupo . Psicología Conductual, Vol. 8, Nº 2, 2000. MEYER, S. B. et al Subsídios da obra Comportamento Verbal de B. F. Skinner para a terapia analítico-comportamental. Rev. bras. ter. comport. cogn., vol.10, no.1, jun. 2008. NAFFAH NETO, A. A pesquisa psicanalítica. Jornal de Psicanálise, 39(70), jun., 2006. NOGUEIRA, L. C. A pesquisa em psicanálise. Revista Psicologia USP, Vol.15, Nº.12, São Paulo, Jan./June 2004. OSHIRO, C., KANTER, J. W. e MEYER, S. B. .A Single-Case Experimental Demonstration of Functional Analytic Psychotherapy with Two Clients with Severe Interpersonal Problems. International Journal of Behavioral and Consultation Therapy, v. 7, n. 2-3, 2012. PAIVA, M. L. S. C. e GOMES, I. C. Casamentos duradouros:o uso de entrevistas e o TAT na análise psicanalítica da relação conjugal. Mudanças – Psicologia da Saúde, 14 (2), jul-dez. 2006. PINTO, E. B. A pesquisa qualitativa em Psicologia Clínica Revista Psicologia USP, Vol 15, Nº 1-2, São Paulo, Jan-Jun, 2004. REES, C. S. and STONE, S, Therapeutic Alliance in Face-to-Face Versus Videoconferenced Psychotherapy. Professional Psychology: Research and Practice, Vol. 36, No. 6, 2005. RODRIGUES, I. J. e ASSUMPÇÃO JUNIOR, F. B. Habilidades viso-perceptuais e motoras na síndrome de Asperger . Temas psicologia, vol.19, no.2, Ribeirão Preto, dez. 2011. ROSA, M. D. A pesquisa psicanalítica dos fenômenos sociais e políticos: metodologia e fundamentação teórica. Revista Mal-Estar e Subjetividade, Fortaleza, IV, N. 2, Set, 2004.

avaliado por sua produção científica (artigos. 1 (summer) STIJN Vanheule Qualitative Research and Its Relation to Lacanian Psychoanalysis. PEREIRA. 2001. Prof. Melo Moraes. nº 3. SAURET. Francisco Baptista Assumpção Junior. A pesquisa clínica em psicanálise. Márcia Melo Bertolla. Revista Saúde Pública. O resultado nesses exames será a menção Suficiente ou Insuficiente. G. Associada Sonia Beatriz Meyer Membros Titulares: Profa. Essas pesquisas procuram. Associado Andrés Eduardo Aguirre Antúnez Vice-Coordenadora: Profa. TURATO. F. A procuração e a documentação precisam ser reconhecidas em cartório. procedimentos e interlocuções Partindo da ideia das práticas clínicas nos seus diferentes modos de escuta. que poderão ser de compreensão e/ou tradução. Dra. dois anos antes. F. 2005. Emergence of Printing and Spelling Skills from Constructed-Response Matching-to-Sample Instruction (CRMTS). 2005. interdisciplinares e geradores de modalidades clínicas de diagnóstico e tratamento dos problemas psíquicos. Rio de Janeiro.Pontuação Mínima: 70 pontos. Nº2. análise dos resultados. 39. fundamentação.CENTRO INTERDEPARTAMENTAL DE LÍNGUAS (FFLCH-USP). 1721 – Bloco G Cidade Universitária – São Paulo . Essas investigações procuram. A. 2010. São Paulo. 20 páginas digitadas em espaço duplo. Eliana Herzberg. Referências bibliográficas. M. a prevenção e a reabilitação da saúde. a história da Psicanálise e a Psicanálise no campo social. SILVARES E. também. Introdução (problemática) e Justificativa. 14(3). Relação de orientadores para o 1º semestre de 2014: Prof(a)s Andrés Eduardo Aguirre Antúnez. v. 2010. JPCS: Journal for the Psychoanalysis of Culture & Society. . Léia Priszkulnik Profa.3. Gilberto Safra. REQUISITOS PARA MATRÍCULA a. n. Estão isentos da prova de proficiência os candidatos que tenham realizado exame nos seguintes institutos com antecedência máxima de dois anos da data do processo seletivo e respeitando-se as pontuações indicadas: Inglês – TOEFL: Associação Alumni . Vol. Christian Ingo Lenz Dunker. E. Objetivos. Como elaborar projetos de pesquisa. de personalidade e do comportamento humano. N.USP Av. Maria Lívia Tourinho Moretto Membros Suplentes: Prof. R. Práticas Clínicas Psicológicas: fundamentos.Sob nenhuma outra hipótese haverá dispensa do exame de proficiência em línguas. essas investigações visam o estudo teórico ou clínico do Campo Psicanalítico. 5 ed.. J. etc. a teoria psicanalítica.. 2007. institucional e privado. Isabel Cristina Gomes.5 pontos Francês: Aliança Francesa de São Paulo . Metodologia do trabalho científico . Observações: . Avelino Luiz Rodrigues. Maria Lívia Tourinho Moretto.. Kayoko Yamamoto. C. São Paulo. Daniel Kupermann. capítulos de livros.SP CEP 05508-030 LINHAS DE PESQUISA Investigações em Psicanálise Partindo da afirmação de Freud que o objetivo da Psicanálise é diminuir o sofrimento humano. questionar e refletir sobre a ação do profissional no enfrentamento das demandas da população brasileira. O não cumprimento desses requisitos pelo candidato implicará em não homologação de sua matrícula e perda da vaga . OBSERVAÇÕES: -TODAS AS ETAPAS SERÃO ELIMINATÓRIAS. SILVARES. Resumo. Fall 2002. Deverá apresentar: Título. tais como a metapsicologia. Revista Psicologia USP.2 Prova em Língua Estrangeira: As provas de proficiência em língua estrangeira.br/psc Secretaria do Programa de Pós-Graduação em Psicologia Clínica E-mail: pospsc@usp. 7. Potencial do candidato como pesquisador. 2003. M.3 Análise de Currículo e Projeto: 4. V. Relação de orientadores para o 1º semestre de 2014: Prof(a)s. estrutura ordenada. questionar e refletir sobre a ação do profissional no enfrentamento das demandas da população brasileira.. A. também. também.Pontuação Mínima: 5. V.1 Análise do Currículo LATTES: . viabilidade e relevância do tema para a área. 4. trabalhos completos em anais. Forma de Programa de Pós-Graduação em Psicologia Clínica Seleção para 1º Semestre de 2014 Coordenador: Prof. Ivonise Fernandes da Motta. e SAUNDERS R. Edwiges de Mattos Silvares. Visam. 2007. Métodos qualitativos e quantitativos na área da saúde: definições.Se o candidato comprovar aprovação na proficiência em Inglês ou Francês.usp. coesão e coerência. F.1. no curso de Mestrado será dispensado da prova de Inglês ou Francês no Doutorado e fará apenas o exame de proficiência em Inglês ou Francês ou Espanhol. Jussara Falek. Dr. Titular Isabel Cristina Gomes Profa.). O papel do supervisor de pesquisas com psicoterapia em clínica-escola. Revista Brasileira de Terapia Cognitiva. Formulário de matrícula assinado pelo orientador (retirado após aprovação de Análise de Currículo e Projeto. Miriam Debieux Rosa e Tânia Maria José Aiello Vaisberg. Dra.Formação. Daniel Kupermann Serviço de Pós-Graduação . a psicopatologia psicanalítica. 2. Eva Maria Migliavacca. adequação da linguagem. Método. São Paulo: Atlas. Na última página deve-se indicar explicitamente a linha de pesquisa do Programa na qual o Projeto está inserido (ver Linhas de Pesquisa). Plano de Trabalho e Cronograma de sua execução. Investigação em psicanálise na universidade. no máximo. Matrícula por procuração: Os formulários devem ser obrigatoriamente assinados pelo candidato ou por seu procurador. -Não serão aceitos pedidos de revisão de quaisquer procedimentos integrantes do processo seletivo. diferenças e seus objetos de pesquisa . a construção e validação de instrumentos e métodos de avaliação e estudos críticos dos instrumentos e métodos de avaliação psicológica. o método psicanalítico. UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Instituto de Psicologia Curso de Pós-Graduação Bibliografia auxiliar: GIL. SEVERINO.3. Pérolas da redação científica . MARIE-JEAN. atenção e intervenção. São Paulo: Cultura Acadêmica. Dez.2 Análise do Projeto de Pesquisa: -Objetivos. Apresentação do Diploma de Graduação e/ou Ata de aprovação de defesa do Mestrado realizados até o dia 03/02/2014. São Paulo: Cortez. serão planejadas e aplicadas pelo CL . considerando os impasses e desafios na prática clínica no campo social. Titular Gilberto Safra Profa. Sugestão de roteiro para elaboração do Projeto de Pesquisa O Projeto de Pesquisa deverá ser apresentado de forma clara e resumida. b. R.Pontuação Mínima: 550 pontos Inglês – IELTS: British Council . Análise dos aspectos éticos. essas pesquisas visam estudos críticos. apresentação de trabalhos em congressos. VOLPATO. institucional e privado.Instituto de Psicologia .SAFRA. -Clareza na redação.ip. http://www. Elisa Maria Parahyba Campos Rodrigues. S. R. Maria Abigail de Souza e Sonia Beatriz Meyer. desde que o término do Mestrado tenha ocorrido. Dra Márcia Helena Silva Melo Bertolla Prof. 5. no máximo.br Fones: 3091-4910●3091-1947●3091-4173 . experiência e interesse na área. levando em conta a promoção.).12. Leila Salomão de La Plata Cury Tardivo. SOUZA. e ocupar.Para o Doutorado é exigida a proficiência em Inglês e um segundo idioma (Francês ou Espanhol) . European Journal of Behavior Analysis. metodologia. com síntese da Bibliografia fundamental (os principais autores que já trataram do assunto e o estado da arte a respeito do tema). Revista Psicologia USP. o delineamento das fronteiras entre o campo psicanalítico e o de outros saberes. E. Junho. Léia Priszkulnik. 4. Nº 2. 4. os impasses e desafios na prática clínica no campo social. 8. G. GOYOS C. Espanhol – Instituto Cervantes – Pontuação: 9 pontos (de 10 possíveis).