Conversor de torque

Ao colocarmos dois ventiladores elétricos de modo que se defrontem a uma distância de alguns centímetros e ligarmos o ventilador "A", o ventilador "B" começará a girar no mesmo sentido, embora esteja desligado. Isso ocorre porque o ventilador "A" gera um fluxo de ar entre os dois ventiladores, de modo que que o ar soprado pelo ventilador "A" atinge as pás do ventilador "B" fazendo-o girar.

Em outras palavras, a transmissão de potência entre "A" e "B" é efetivada usando o ar como meio. O conversor r de torque funciona do mesmo modo, sendo que a bomba impulsora do conversor, que está ligada ao motor por meio da carcaça, faz o papel do ventilador "A", , e a turbina, que está ligada ao eixo de entrada da transmissão, faz o papel do ventilador "B". Transmissão de potência Quando a bomba impulsora é movida pela árvore de manivelas, o fluido dentro do conversor gira com o impulsor na mesma direção. Quando a velocidade da bomba impulsora aumenta a força centrífuga impele o fluido de se mover do centro para a periferia desta bomba ao longo da superfície das pás e a superfície interna da bomba impulsora. Com o aumento ainda maior da velocidade da bomba impulsora, devido à aceleração do motor, o fluido é forçado para longe dela. Com isso, ele atinge as pás do rotor rotor da turbina, fazendo com que o rotor comece a girar na mesma direção da bomba impulsora. Após o fluido dissipar sua energia contra as pás do rotor da turbina, ele vai para dentro, ao longo das pás do rotor. Ao atingir o interior do rotor, sua superfície interna curva redireciona o fluido de volta para a bomba impulsora, e o ciclo se reinicia. A transmissão de torque e potência é feita pela circulação do fluido por meio da bomba impulsora e do rotor rotor da turbina.

1

a bomba impulsora é girada pelo torque do motor. . Em outras palavras. lo. adicionando essa energia que. Contudo. o ar passará pelo ventilador "B" (o ventilador movido) e retornará. retornaria no sentido contrário ao giro do motor para o mesmo sentido de giro. a princípio. conforme explicado anteriormente. usando como exemplo dois ventiladores elétricos. o estator faz o papel desse duto no ar. se for adicionado um duto. pelo duto por meio do ventilador "A" (o ventilador motriz) pela parte traseira. nesse caso. dessa forma. ormente. após passar pelo ventilador "B". Isso equivale a dizer que a bomba impulsora multiplica o torque de entrada inicial para transmititransmiti-lo ao rotor da turbina. ao qual é somado o torque do fluido que retorna do rotor da turbina. ajudará a girar as pás do ventilador "A". a transmissão de torque e potência é feita por meio de um acoplamento fluido. pois a energia que restou no ar. traseira Isso fortalecerá o fluxo de ar soprado pelas pás do ventilador "A". torque ao conjunto. que de outro modo. voltando da turbina. No conversor de torque real. O estator. REDIRECIONA o fluido que. Multiplicação de torque A multiplicação do torque pelo conversor se realiza pelo retorno do fluido à bomba impulsora por meio das pás do estator após ele ter passado pelo rotor da turbina. . adicionando. mas não pode multiplicá-lo. 2 . se perderia. Foi mencionado que o acoplamento constituído pelos dois ventiladores consegue transmitir transmitir torque.tiplicação de torque Princípio da multiplicação Como foi explicado.

de modo que o fluido passa do rotor da turbina para o estator. em uma direção contrária à rotação da bomba impulsora. conseqüe do motor. ele não gira. mas suas pás mudam a direção do fluxo de fluido para a direção que ajudará a rotação da bomba impulsora e. Esse fluxo é mais forte no instante que a diferença das velocidades entre entr a bomba impulsora e o rotor da turbina é maior. conseqüentemente. Devido ao fato de que o estator se encontra travado por ação da roda livre. 3 . Quando essa diferença é grande. Quando o fluxo em vórtice é grande A direção do fluido que entra no estator vindo do rotor da turbina depende da diferença entre as velocidades de rotação da bomba impulsora e do rotor da turbina. como quando o veículo está começando a se mover. retornando novamente à bomba impulsora. a velocidade do fluido (fluxo em vórtice) que circula por meio da bomba impulsora e do rotor da turbina é alta.FUNÇÃO DA RODA LIVRE DO ESTATOR Fluxo em vórtice O fluxo em vórtice é o fluxo de fluido bombeado pela bomba impulsora do conversor ao passar pelo rotor da turbina e estator.

Portanto. Conforme mencionado acima. Após ter sido atingido o ponto de acoplamento. não ocorrerá mais a multiplicação de torque. Nesse caso. 4 .Quando o fluxo em vórtice é pequeno Conforme a velocidade rotacional do rotor da turbina aumenta a velocidade do veículo também cresce e chegará um momento em que a turbina estará quase na mesma rotação que a bomba impulsora e. assim. permitindo. a embreagem unidirecional (roda livre) libera e permite que o estator gire na mesma mesm direção que a bomba impulsora. que circula por meio da bomba impulsora e do rotor da turbina. o fluido atinge a superfície traseira das pás do estator obstruindo o fluxo de fluido. diminui. nesse instante. Esse é chamado ponto de embreagem ou ponto de acoplamento. Por outro lado. que o fluido retorne para a bomba impulsora. e o conversor de torque funcionará como um simples si acoplamento fluido. nesse caso. Sendo que. quando a velocidade rotacional do rotor da turbina atinge uma determinada nada proporção da velocidade rotacional da bomba impulsora. a direção do fluxo de fluido proveniente da turbina será a mesma em que estará girando a bomba impulsora. a velocidade do fluido (fluxo rotativo) também aumentará. a velocidade do fluxo em vórtice. o estator começa a girar na mesma direção da bomba impulsora.