02/11/2009

Perguntas Frequêntes
1. 2. 3. 4. Quando Correr? Como correr? Que rítmo correr? Que horas treinar? Qual a vestimenta adequada? Que metragem correr? Quando treinar força, flexibilidade? resistência, velocidade? O que comer antes do treino/competição?

Corrida de Rua
Prof. Antonio Carlos Gomes, PhD

5. 6. 7. 8. 9.

10. Quando competir? 11. Como organizar o treino (periodização)?

Antonio Carlos Gomes, PhD

1

Antonio Carlos Gomes, PhD

2

Perguntas Frequêntes
1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. Quando Correr? Como correr? Que rítmo correr? Que horas treinar? Qual a vestimenta adequada? Que metragem correr? Quando treinar força, flexibilidade? resistência, velocidade? O que comer antes do treino/competição?

Cultura da Corrida no Mundo
EUROPA

ASIA

AMERICA

AFRICA OCEANIA

10. Quando competir? 11. Como organizar o treino (periodização)?

Antonio Carlos Gomes, PhD

3

Antonio Carlos Gomes, PhD

4

Legenda das Capacidades Fisiológicas
GRUPOS DE PROVAS DE RUA
Ra – Resistência aeróbia • GRUPO I - 3.000 – 10.000 mts mts; ; Ran – Resistência anaeróbia • GRUPO II - 11.0000 – 20.000 mts mts; ; • GRUPO III - 21.000 – 30.000 mts mts; ; • GRUPO IV - 31.000 - 42.195 mts (maratona maratona); ); • GRUPO V - Acima de 42.000 mts mts. . Coordg- Coordenação geral Vel - Velocidade Corde – Coordenação específica Fa- Força aeróbia Fan – Força anaeróbia Flexa – Flexibilidade ativa Can - Capacidade anaeróbia Pan – Potência anaeróbia Ca – Capacidade aeróbia Pa – Potência aeróbia

Flexp – Flexibilidade passiva

Antonio Carlos Gomes, PhD

5

Antonio Carlos Gomes, PhD

6

1

PhD 8 SISTEMA DE PREPARAÇÃO DESPORTIVA PARA CORREDORES FATORES GENÓTIPOS FATORES FENÓTIPOS FATORES MATERIAIS E TÉCNICOS FATORES DE CONTROLE Corrida Análise qualitativa da corrida MORFOLÓGICOS MOTORES TREINAMENTO COMPETIÇÃO BASE DESPORTIVA TÉCNICOS CIÊNCIA INFORMÁTICA ORGANIZAÇÃO FINANCIAMENTO PSÍQUICOS OUTROS FATORES CONDIÇÕES DE VIDA Antonio Carlos Gomes. PhD 11 Antonio Carlos Gomes. PhD 10 Corrida Frequência da Passada Tempo Distância Velocidade Média Frequência da Passada Frequência da Passada Tempo da Passada Tempo no Solo Tempo no Ar Comprimento da Passada Antonio Carlos Gomes.02/11/2009 Capacidade Física Ra Ca Pa Ran Can Pan Vel Fa Fan Flexp Flexa coordg coorde Frequência Cardiáca 140-160 160-180 >180 >180 >180 >180 >180 >160 >160 - - 120-180 120-180 Sistema de Treinamento Tempo de duração 50-60’ 40-50’ 30-40’ 3’ 1-2’ <1’ 10” 2-5’ 1-3’ 10-30” - - - Pausa - - - 30”-1’ 1-2’ >2’ >3’ 30”-1’ 1-2’ 30-45” - - - Pontuação 5 5 5 4 3 4 2 4 3 1 1 1 1 Antonio Carlos Gomes. PhD 12 2 . PhD 7 Antonio Carlos Gomes. PhD 9 Antonio Carlos Gomes.

PhD 13 Antonio Carlos Gomes. PhD 16 Consumo de Oxigênio Durante Atividade Muscular Determinação da Aptidão Aeróbia VO2max Freqüência Cardíaca Máxima Limiar Anaeróbio Rítmo de Corrida Antonio Carlos Gomes. PhD 18 3 . Comprimento da Passada b) Distância do vôo. Comprimento da Passada Distância da Impulsão Velocidade de Partida Distância de Vôo Distância de cheg. c) Distância de chegada ao solo. PhD 15 Antonio Carlos Gomes. PhD 17 Antonio Carlos Gomes.02/11/2009 a) Distância da impulsão . ao Solo Resistência do Ar Ângulo de Partida Altura da Partida Antonio Carlos Gomes. PhD 14 Controle do Treino Avaliação Avaliação da Aptidão Aeróbia Prescrição Supervisão Antonio Carlos Gomes.

02/11/2009 O limiar anaeróbico para pessoas sedentárias se encontra entre 50-60% do VO2 máx. PhD 22 Componentes Básicos da Prescrição do treino PARÂMETROS E MÉTODOS DO CONTROLE MÉDICO-BIOLÓGICO Tipo de Exercício. PhD 21 Antonio Carlos Gomes. PhD 20 limiar aeróbio e anaeróbio Prescrição de Treino Nível Atual de Atividade Física Aptidão Aeróbia Necessidade de melhorar a Aptidão Aeróbia Prontidão para o Treinamento Prescrição do Treinamento Composição Corporal Objetivos do Interessado Necessidade de Melhorar a M. Progressão Saúde Geral Parâmetros NeuroMuscular e Biomecânico Parâmetros Antropométricos Parâmetros CárdioVascular Parâmetros Bioquímicos Antonio Carlos Gomes. PhD 24 4 . PhD 23 Antonio Carlos Gomes. PhD 19 Antonio Carlos Gomes. Freqüência. Magra Necessidade de Reduzir a Gordura Corporal Antonio Carlos Gomes. Intensidade. Duração. Antonio Carlos Gomes.

) • Avaliação da força especial (halteres) • Avaliação da força rápida/explosiva (Saltos. abdominal. quadril. etc. perna • Dobras cutâneas do peitoral. braço. plataforma. PhD 30 5 . Antonio Carlos Gomes. antebraço. etc. campo. etc. • Sintomas alérgicos. plataforma. subescapular. PhD 26 Controle Psicológico Parâmetros Cárdio-Vascular Vascular • Tempo latente de reação (simples e complexo) • Estrutura do coração • Ciclo cardíaco • Potencial de ação do coração • Circulação • Transporte de oxigênio • Hemoglobina • Volume máximo de oxigênio • Circulação central • Circulação periférica • Velocidade de reação de antecipação • Precisão • Capacidade de concentração • Capacidade de motivação • Nível de ansiedade • Nível de estresse • Característica de liderança • Característica de comando 27 Antonio Carlos Gomes. coxa.) Antonio Carlos Gomes. abdome. PhD 25 Antonio Carlos Gomes. PhD Parâmetros Neuro-Muscular e Biomecânico QUALIDADE DAS MANIFESTAÇÕES DE FORÇA MUSCULAR • Frequência de estímulo na placa motora • Percentual de fibras musculares • Força muscular máxima e explosiva • Resistência de força muscular • Flexibilidade • Coordenação de movimentos • Velocidade • Frequência de movimentos • Equilíbrio dinâmico e estático • Agilidade e manifestações técnicas • Avaliações de resistência de força (halteres. perna • Visão. estatura • Circunferência do tórax. audição • Estrutura muscular • Colesterol. tríceps. triglicério. coxa.02/11/2009 Saúde Geral • Frequência cardíaca em repouso • Frequência cardíaca máxima (220 – idade) • Pressão arterial (sistólica – diastólica) • Análise do aparelho respiratório – Respiração – Vias aéreas – Laringe – Traquéia – Volume – Brônquios – Pulmões – Capacidade pulmonar Parâmetros Antropométricos • Peso. supra-ilíaca. PhD 28 Antonio Carlos Gomes. PhD 29 Antonio Carlos Gomes. etc.

1. Avaliação da velocidade em 40. dos 10. PhD 35 70.6” 69” 4 5 • Quantidade de voltas 12.8” 61” 62. PhD 31 Antonio Carlos Gomes. PhD 33 Antonio Carlos Gomes.8 – (1. 10.61 – (13.52 ml / kg / min VO2 máx = 63. 30 metros (aceleração) • Avaliação da resistência de velocidade 400-600m • Avaliação da resistência de velocidade 800.45 x tempo das duas milhas/min) VO2 máx = 120.7” 65” 6 7 8 9 10 • Determinar o ritmo médio dos 400m em competição • Prova 5.81 – (5.4” 63. PhD 34 TESTE DA RESISTÊNCIA ESPECIAL (Teste 10 x 400m) ORGANIZAÇÃO DO TESTE 59. 50.6” 72” 1 Antonio Carlos Gomes.000m • Tempo de prova – 15 min = 400 seg Realizar 10 x 400m procurando aumentar o ritmo entre 1-2 seg a cada 400m 66.36 ml / kg / min Antonio Carlos Gomes.000 m/min) VO2 máx = 128. 15 metros (reação) PARÂMETROS DE RESISTÊNCIA DE VELOCIDADE • Avaliação da resistência de velocidade (300m) Avaliação da velocidade em 20.02/11/2009 PARÂMETROS DE VELOCIDADE Avaliação da velocidade em 5. 25.73 – (3. PhD 3 2 Realizar o exercício com pausa de 1 minuto e desenhar a curva de fadiga 36 6 . 2.45 x 11’) VO2 máx = 71. 1987) VO2 máx = 129.000.89 x 5’) VO2 máx = 64.61 – (13.000 m/min) VO2 máx = 129.54 x tempo na dist.89 x tempo da milha/min) VO2 máx = 133. dos 5.8 – (1.5 • Tempo de duração a cada 400m = 72 seg Antonio Carlos Gomes. PhD 32 Determinação do VO2 máx em diferentes distâncias de corrida (Grace.2” 67.48 ml / kg / min VO2 máx = 120.54 x 32’) VO2 máx = 128.000m.81 – (5.16 x tempo na dist. etc.617 x 15’) VO2 máx = 75. 1987) VO2 máx = 133.16 ml / kg / min Determinação do VO2 máx em diferentes distâncias de corrida (Grace. 60 metros (máxima) Antonio Carlos Gomes.73 – (3.

de la Força Elevada 48-72 hs 4 •Anaeróbico/Aeróbico (misto) •Força Explosiva •Velocidade Alta 24-48 hs 3 2 1 Anaeróbico Aláctico •Coordenacão •Flexibilidade Moderada Baixa 12-24 hs < 12 hs Antonio Carlos Gomes. Sáb Dom Aer Alát Alát lát Aer Alát 7 dias Máxima 5 Elevada 4 5 2 2 4 5 1 1 2 3 Alta 3 Moderada 2 Lático Aer/ Anae Rec 1 2 2 1 1 Latico Aer Anaer Alát Rec 1 0 18 pt Baixa 1 19 Pontos Antonio Carlos Gomes. PhD 40 Estrutura de um microciclo para treinamento das capacidades considerando o sistema energético MICROCICLO DE TREINAMENTO 2ª.02/11/2009 Relação entre Capacidades Físicas e Metabolismo Energético Resistência Relação entre as principais Capacidades Biomotoras "Prova de Maratona” Força Aeróbio RF Anaeróbio Láctico RV Anaeróbio Aláctico Força Antonio Carlos Gomes. PhD (1) ATPATP-CP (2) Anaeróbio lático (3) Aeróbio 41 Sessões Antonio Carlos Gomes. PhD 42 7 . PhD 38 Composição das cargas de Treinamento ORGANIZAÇÃO DAS CARGAS CAPACIDADE FISIOLÓGICA MAGNITUDE DA CARGA TEMPO DE RECUPERAÇÃO PONTOS Aeróbico (Vo2 max) Máxima > 72 hs 5 •Anaeróbico GlicoÍitico (lático) •Força Máxima •Res. PhD FV Velocidade 37 Velocidade Resistência Antonio Carlos Gomes. 3ª. 4ª. 6ª. PhD 39 Antonio Carlos Gomes. 5ª.

3ª. Sessões Antonio Carlos Gomes. Máxima 5 Elevada 4 Alta 3 3ª. 4ª. 6ª. Sáb Dom 2ª. 5ª. 3ª. PhD 46 DIAS Máxima 5 Elevada 4 Alta Moderada 2ª. PhD 45 Antonio Carlos Gomes. 6ª. PhD 47 Antonio Carlos Gomes. Sáb Dom 3 2 Ra Ra Aer/ Anaer Ra Baixa 1 2 Rec 2 1 Rec 2 1 2 Rec 0 26 pt. Sáb Dom Máxima 5 Elevada 4 Lático Aeróbico Lático Aeróbico Alta Moderada 3 Lático Lático Aeróbico Moderada 2 2 Alác Baixa Secciones Aer/ Anaer alático Aer/ Anaer 1 Rec 2 2 1 2 2 1 0 21 pt. 6ª. . 3ª. PhD 43 Antonio Carlos Gomes. 3ª. 6ª. 4ª. 5ª. 6ª. 5ª. Antonio Carlos Gomes. Sáb Dom 2ª. Baixa 1 Sessões 1 2 1 1 2 2 0 21 pt pt. 5ª. Antonio Carlos Gomes. Sessões 2 2 2 1 1 2 0 20 pt pt. PhD 48 8 . 5ª.02/11/2009 2ª. 4ª. PhD 44 2ª. 4ª. Sáb Dom Máxima 5 Máxima 5 Elevada 4 Elevada 4 Alta Moderada 3 Aerobio 2 Aer/ Anae Lático Alta 3 Lático Aerobíco Aerobio Aer/ Anae Alác Rec Aer/ Moderada 2 Anae alác Baixa 1 Rec Baja 1 Sessões 1 2 2 2 1 1 0 18 pt. . 4ª.

3º estágio 4º estágio 5º estágio Variável e Decrescente Antonio Carlos Gomes. PhD 49 Antonio Carlos Gomes. C. Gomes Antonio Carlos Gomes. PhD 52 Antonio Carlos Gomes. PhD 50 Antonio Carlos Gomes. PhD 54 9 . 1º estágio 2º estágio ENFOQUE DA CARGA Permanente Permanente e Decrescente Crescente e Permanente Crescente e Decrescente Variável e Permanente Crescente Permanente e Crescente Decrescente e Permanente Decrescente e Crescente Variável e Crescente Decrescente Significa “COMO SE UTILIZA” .02/11/2009 MÉTODO Representam a forma de organizar a adequada relação entre a intensidade e a duração do exercício físico (volume). PhD 51 Antonio Carlos Gomes. PhD 53 A.

PhD 55 Antonio Carlos Gomes.02/11/2009 Antonio Carlos Gomes. PhD 60 10 . PhD 56 Antonio Carlos Gomes. PhD 58 Antonio Carlos Gomes. PhD 57 Antonio Carlos Gomes. PhD 59 Antonio Carlos Gomes.

PhD 61 Antonio Carlos Gomes.02/11/2009 Antonio Carlos Gomes. PhD 65 Antonio Carlos Gomes. PhD 64 Antonio Carlos Gomes. PhD 66 11 . PhD 62 Antonio Carlos Gomes. PhD 63 Antonio Carlos Gomes.

PhD 70 Antonio Carlos Gomes. PhD 68 Antonio Carlos Gomes. PhD 71 Antonio Carlos Gomes. PhD 67 Antonio Carlos Gomes. PhD 72 12 . PhD 69 Antonio Carlos Gomes.02/11/2009 Antonio Carlos Gomes.

PhD 74 Avaliação do Corredor (5– (5–10 mil) Avaliação do Corredor (5–10 mil) 4 5 6 7 8 300 m I R B MB 2 4 6 8 ≥ 41’’1 41’’-40’’1 40’’-39’’1 39’’-38’’1 I R B MB EXC 2 4 6 8 5.40 – 2. PhD 76 Avaliação do Corredor (5–10 mil) 9 10 Banco Wells/Flex (cm) I R B MB EXC 2 4 6 8 10 ≤ 29 30-34 35-39 40-44 ≥ 45 I Recuperação após 1’ 2 4 6 8 10 ≤ 14% 15-19% 20-24% 25-29% ≥ 30% R B MB EXC Antonio Carlos Gomes.99 13.29 2. PhD 75 Antonio Carlos Gomes. PhD 73 Antonio Carlos Gomes.49 2.60 Antonio Carlos Gomes.00 15.30 – 2.70-2.39 2.99– 13.00 ≥ 16.69 2. PhD 77 Antonio Carlos Gomes.50 – 2.60-2. PhD 78 13 .000 m ≥ 15’ 15’-14’51 14’50 – 14’41 14’40-14’31 ≤ 14’30 I F.79 ≥ 2.00 Amplitude da Passada (m) I R B MB EXC 2 4 6 8 10 ≤ 2. Passadas (Fadiga) (30”) 2 4 6 8 10 ≥ 10% 8-9% 6-7% 4-5% ≤ 3% R B MB EXC Salto Horizontal Rã (m) (6 saltos) I R B MB EXC 2 4 6 8 10 ≤ 12.50-2.80 EXC 10 ≤ 38’’ 10 Antonio Carlos Gomes.02/11/2009 Avaliação do Corredor (5– (5–10 mil) Avaliação e Controle das Capacidades Motoras 1 2 3 VO2 Máximo I R B MB 2 4 6 8 ≤ 49 50-54 55-59 60-64 I R B MB EXC 2 4 6 8 30 m ≥ 4’’41 4’’40-4’’31 4’’30-4’’21 4’’20-4’’01 Salto Horizontal Rã (m) I R B MB EXC 2 4 6 8 ≤ 2.99 – 15.49 2.00 14.59 EXC 10 ≥ 65 10 ≤ 4’’ 10 ≥ 2.59 2.99 – 14.

com Antonio Carlos Gomes. PhD 79 14 .02/11/2009 Muito Obrigado! www.antoniocgomes.