You are on page 1of 2

Geografia PROFESSOR SILVIO ARAUJO DE SOUSA

Blocos Econômicos
Adaptação para aulas de Geografia
Escola Estadual Prof. Renê Rodrigues de
União Européia - pág. 1 Moraes - Guarujá - SP
http://europa.eu/index_pt.htm 1/11/2009

Origem da União Européia - Blocos Econômicos


A origem da União Européia (UE) confunde-se com a origem dos Blocos Eco-
nômicos. Para entender a origem dos atuais blocos econômicos, nome geral
para definir as associações econômicas entre nações de uma mesma área
geográfica é necessário compreender primeiro a reorganização do mundo
capitalista pós-Segunda Guerra Mundial e a estrutura do poder geopolítico
nessa época.

Europa Pós Guerra: Mundo Bipolar


Em 1945, com a Europa arrasada pela guerra, o panorama internacional apre-
sentava apenas duas grandes superpotências:Estados Unidos da América
(EUA), representando o capitalismo e a União das Repúblicas Socialistas Sovi-
éticas (URSS), representando o socialismo. Era o início de um mundo bipolar.

45 Anos Depois - O Fim da Bipolaridade


Fatos como o fim dos regimes comunistas na Europa oriental e a queda do
Muro de Berlim (1989) marcaram o fim da Guerra Fria e anunciou o esfacela-
mento da União Soviética. Restou apenas uma única superpotência, os Esta-
dos Unidos da América (EUA).

O Fim da Geopolítica da Bipolaridade e os Blocos Econômicos


A consequência foi a regionalização da economia e o a formação dos blocos econômicos, tem início à chamada nova or-
dem mundial. A geopolítica da bipolaridade é substituída por um modelo, onde o poder está multipolarizado entre os vários
blocos Econômicos.

O Primeiro bloco – O Tratado de Paris 1951


Quando surge a Comunidade Européia do carvão e do Aço - CECA
Os países europeus, com o objetivo de enfrentar a economia americana e aprofundar seus laços de união, instituíram no
Tratado de Roma em 1957 a Comunidade Econômica Européia (CEE) e a Comunidade Européia de Energia Atômica
(Euratom).

Tratado de Maastricht – 1992 – Nasce a União Européia


a UE nasceu com o Tratado de Maastricht (1992), posteriormente ratificado no dia 1º de novembro de 1993, pelos doze
membros da Comunidade Européia (CE) — Bélgica, Dinamarca, França, Alemanha, Grã-Bretanha, Grécia, Irlanda, Itália,
Luxemburgo, Holanda, Portugal e Espanha, com o objetivo de eliminar todas as barreiras alfandegárias entre os países.

EU-15 - Europa dos 15 – dos 25 – Chega aos 27 países em 2007


Ela cresceu, foi mudando seus objetivos e incorporando novos países com o passar dos anos, Em 1995, ela foi ampliada
com a entrada da Finlândia, da Áustria e da Suécia. Denominada Europa dos quinze. Em 2004 chegava a 25 países, em
2007 a 27 países. Alemanha, Bélgica, frança, Itália, Luxemburgo e Países baixos, Dinamarca, Irlanda e Reino Unido, Gré-
cia, Portugal, Espanha, Áustria, Finlândia, Suécia, Chipre, Eslováquia, Eslovênia, Estônia, Hungria, Letônia, Lituânia, Malta,
Polônia, República Tcheca, Bulgária e Romênia.
UE - União Européia - Características
A partir desta data a União Européia torna-se um gigante com 27 países, governado por um colegiado, o Conselho da União
Européia, ocupando uma área próximo de 4 milhões de quilômetros quadrados, quase 500 milhões de habitantes, terceira
em população no mundo, perdendo apenas para China e Índia e o segundo maior PIB do mundo, de U$ 9,2 trilhões.
UE - União Européia - Objetivos
É uma organização supranacional européia dedicada a incrementar a integração econômica e a reforçar a cooperação entre
seus estados membros, outorgando a cidadania européia aos cidadãos de todos os estados membros. São intensificados os
acordos aduaneiros e sobre imigração com o objetivo de permitir aos cidadãos europeus uma maior liberdade para viver,
trabalhar ou estudar em qualquer um dos países membros e, dessa forma, diminuir o controle nas fronteiras.
Euro - A Nova Moeda em circulação na EU
Em 1999, onze países da União Européia (UE) dão outro passo importante no processo de globalização ao criar o eu-
ro, moeda única do bloco. Em 1º de janeiro de 2002 entra em vigor a eurozona. Países como a Irlanda (Punt); Bélgica
(Franco); Espanha (Peseta); Portugal (Escudo); França (Franco); Itália (Lira); Grécia (Dracma); Áustria (Schilling); Luxem-
burgo (Franco belga); Alemanha (Marco alemão); Holanda (Guilder); Finlândia (Markka); Eslovênia; Eslováquia; Malta e
Chipre, passam a empregar o Euro (€) nas transações comerciais. É a primeira vez na história em que 16 nações abrem
mão de emitir sua própria moeda. A nova moeda o euro, tem a missão de reforçar a identidade continental, porém, Ingla-
terra, Dinamarca, Suécia, Bulgária, República Tcheca, Estônia, Lituânia, Hungria, Polônia, Romênia, optaram por conservar
suas moedas.
Euro - Objetivos
Um dos principais objetivos da nova moeda é conquistar mercados internacionais, dominados pelo dólar americano.
Finalização
Este é um processo de integração econômica, que ainda esta longe de terminar tendo entre seus objetivos construir uma
contraposição a hegemonia política e econômica dos Estados Unidos da América, que com seus 288,5 milhões de habitan-
tes e PIB de US$ 10,857 trilhões, deixam de ser a única superpotência na economia mundial.
Geografia PROFESSOR SILVIO ARAUJO DE SOUSA
Blocos Econômicos
Adaptação para aulas de Geografia
Escola Estadual Prof. Renê Rodrigues de
União Européia— atividades - pág. 2 Moraes - Guarujá - SP
http://europa.eu/index_pt.htm 1/11/2009

1 — Qual a importância do Tratado de Mastrich para a formação da União Européia ?

2 — Relacione as principais características da União Européia—UE que a habilitam a fazer frente ao


poder hegemônico dos Estados Unidos.

3 — Explique o significado de União Monetária e descreva as características da União Européia


com relação a esses aspecto, relacionando os países da União Européia que optaram por não fazer
parte Zona do Euro.

4 — (ENCCEJA—2005—adaptado) A presença de blocos econômicos regionais como Mercosul, NAF-


TA e União Européia já é uma realidade do cenário mundial atual. Entre os objetivos que levaram à
criação desses organismos está o de:
(A) intensificar a disputa econômica interna entre países membros de cada bloco.
(B) fortalecer a participação dos países-membros na competitiva economia global.
(C) eliminar a situação de dominação econômica sofrida pelos países pobres.
(D) manter a exploração econômica exercida por potências como os Estados Unidos.