"Tudo é verdadeiro e tudo é falso" (Aristóteles, Met, Livro IV, 8) "Tudo é verdadeiro" Tudo é falso "Nada é verdadeiro, ou a verdade não

nos é acessível" (Aristóteles, Met, Livro IV, 5) "Se digo,"tudo é falso", entendo que essa proposição é verdadeira; entendo o mesmo se digo: "Nada é verdadeiro". Assim, afirmam-se ao mesmo tempo o verdadeiro e o falso. Finalmente não existe critério algum de verdade" ( Hipotiposes pirronianas )

Heráclito Protágoras Górgias

A negação da verdade
Demócrito

Pré-conceitos Sexto Empírico

"Sofista"

Problema das fontes Só se problematiza algo quando algo se torna um problema

Guerras Médicas

Histórias Heródoto

didáskalos Origem do problema político

Publicidade

104. Mélios : "Difícil também, nós julgamos, sabeis bem, lutar contra a força que tendes e contra a sorte, se não for em pé de igualdade. Apesar disso temos confiança! Em sorte a divindade não nos fará menores porque, piedosos, estamos diante de não justos e, de outro lado, para o que nos falta de força contaremos com a liga lacedemônica que, se não por outro motivo, por causa de nosso parentesco e em nome da honra, será forçada a ajudar-nos. E absolutamente não é tão irracional a nossa segurança!" 105. Atenienses: "Ora, quanto à boa disposição por parte da divindade também nós julgamos não ficar atrás. Nada aprovamos ou fizemos que esteja fora do que os homens pensam sobre o divino ou do que querem para si mesmos. Julgamos, de fato, que a divindade (isso é uma opinião) tanto quanto o homem (isso é evidente), por coerção da natureza, onde é mais forte sempre exerce o império. E essa lei nós não a estabelecemos nem, já estabelecida, fomos os primeiros a usá-la. Quando a adotamos, já existia, dela usamos e a deixaremos vigente para sempre, sabendo que também vós e outros, vindo a ter a mesma força que nós, faríeis o mesmo. Comentários à Guerra do Peloponeso Diálogo entre os Mélios e os Atenienses Tulcídides

"ensinar a arte da política e empreender fazer dos homens bons cidadãos" (Platão, Protágoras, 319a)

Téchne
Política

Heródoto e Tulcídides
Paideia Posteridade

Humanitas

Bildung

Sofística
Discurso Retórica

Ethos Pathos Logos

Hera, ofereceu-lhe poder político Atena, sabedoria e habilidade na batalha Afrodite, a mais bela mulher do mundo (kallisti, ou "à mais bela") Pomo da Discórdia Eris Discórdia e Concórdia Discordianismo
Schopenhauer

Ideias Mestras

docere (instruir, ensinar)
Funções

delectare (agradar) movere (comover)

Cícero

Erística

4 - Eristas :

Oratória

"Ninguém pode aspirar a ser um orador no pleno sentido da palavra, se não tiver adquirido um conhecimento de todas as ciências e de todos os grandes problemas da vida." Cícero, De Oratore

Como vencer um debate sem ter razão Physis X Nomos

Justo por Natureza e Justo por Lei Direito Positivo e Direito Natural

O homem-medida como critério se torna dissolução de todo critério

Relativismo Método Antilógico Radicalizaram Protágoras Fragmentos

"... de todas as coisas o homem é a medida". (DIELS, Prot. Fr. 1) "O homem é a medida de todas as coisas, das que são pelo que são, e das que não são pelo que não são" Sexto Empírico

Mesma distinção entre physis e nomos, mas por natureza todos são diferentes. É o forte que determina as regras.
Leis para a violência aberta Deuses para a violência velada

Radicalizaram Górgias e os Naturalistas Imoralismo

Sofística
1 - Grandes Mestres :

Protágoras

Obras

Sobre a verdade: Raciocínios demolidores Antilogias Teeteto de Platão

Relativismo

Crítias

Limites do princípio homem-medida Fundo utilitarista

República, Livro I "Parece-me que a própria natureza mostra ser justo que o melhor [=mais forte] tenha mais que o pior [=mais fraco] e que o mais poderoso tenha mais que o menos poderoso" (Platão. Górgias, 483 c-d) Uma resposta à lei positiva pela (inversão) da lei natural "Beleza" da Justiça e da Sabedoria Super-homem

Trasímaco

3 - Sofistas Políticos :
Representes

Justo não é o verdadeiro, mas o útil ao público O Ser não existe Mesmo se o Ser existisse, ele não poderia ser conhecido Mesmo que o Ser pudesse ser conhecido, esse conhecimento não poderia ser transmitido.

3 Assertivas Górgias Cálicles

Niilismo

Autonomia da Palavra
Da natureza ao discurso: o ser é um efeito do dizer

Polimatia

Hípias
Naturalismo

A vida humana devia adequar-se à natureza e às suas leis, mais que as leis humanas.

Physis- Aletheia Nomos - Doxa Representantes "Justiça consiste em não transgredir nenhuma das leis do Estado do qual se é cidadão; e por isso o indivíduo aplicará no modo mais vantajoso para si a justiça, se tiver em grande conta as leis, diante de testemunhas; mas na ausência de testemunhas seguirá antes as normas da natureza; porque as norma de lei são acessórias, as da natureza são essenciais: as da lei são concordadas, não nativas: as da natureza são nativas, não concordadas." DIELS, 87 Frag. A

Antifonte 2 - Corrente Naturalista da Sofística :
Fragmento

Cosmopolitismo e igualitarismo naturalista

Para Hípias e Antifonte dizem que por natureza todos os homens são iguais, mas o que os diferencia é a nomos.

Physis e Nomos

Os homens são por natureza iguais, mas o que os diferencia é a convenção ( nomos )

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful