Inciando na Aerografia Este artigo pretende esclarecer um pouco sobre a pintura com Aerográfo de pequenos Aeromodelos a Elástico ou Elétrico

- Pra pintar sobre o DOPE aconselho tintas acrílicas como a Tamiya ou Gunze Sangyo por exemplo. Dilua com álcool isopropílico (você encontra pra comprar em farmácias de manipulação) Proporção depende da cor, mas use 3 de álcool para 1 de tinta que deve dar certo. - Aerográfos de ação simples, são um pouco mais difíceis para regular a passagem de ar e tinta, pinte com mais ar do que tinta, de modo que saia um pozinho bem fininho de tinta (isso evita, aquelas escorridas (spydering) feitas pela tinta por quem ainda não pegou o jeito) e também mantem a pintura bem leve , o que é muito importante no caso dos Aeromodelos a Elástico ou Elétricos. Lembre -se sempre que: É MELHOR DAS DEZ DEMÃOS DE TINTA EM CAMADAS BEM FINAS, QUE DAR UMA ÚNICA DEMÃO DE TINTA GROSSA - A pressão do ar ideal é entre 16 - 20 psi, dependendo do aerógrafo e diluição da tinta também. Mas é um ponto pra começar. - Treine com um pouco de água em uma folha de papel antes de começar a pintar. Isso vai ajudar você a pegar os macetes de distância, velociade de movimento da mão, e quantidade de tinta necessária para pintar... veja mais abaixo alguns exercícios. Existem basicamente dois Tipos de Aerógrafos: 1 - Ação simples - Tem controle somente sob a saída do ar, são mais fáceis de usar, porém não se tem muita precisão na pintura. 2 - Dupla Ação - Tem controle sob a saída da tinta e do ar, são um pouco mais complicados para usar, porém fazem traços com menos de 1mm de expessura. Estas fotos podem ser muito úteis para os inciantes entenderem um pouquinho mais sobre aerógrafos sues tipos e modelos. Este aqui é um de Dupla Ação (controla ar e tinta) com reservatório por sução.

Este aqui é de dupla ação por gravidade:

Este de ação simples (controla somente a saída do ar) por gravidade

. Este é de ação simples por sucção.. .

Aqui alguns erros básicos de quem está aprendendo a usar o Aerógrafo

- Na primeira linha a tinta está muito diluída e está saindo mais tinta que ar. - Na segunda linha a tinta está muito "grossa" e se pode perceber a saída obstruída pela tinta (as manchinhas), também existem pouco pressão de ar. - Nas outras figuras a mistura de tinta e ar não estão se "encaixando" - No primeiro ponto a mistura está muito espessa, e nos seguintes acontece o chamado "spydering" acontece quando o aerográfo está muito próximo da superfície a ser pintada. Aqui alguns exercícios para praticar

Se consegue estes efeitos regulando a saída de ar, tinta, velocidade de movimento e distância da superfície. Treinar é sempre a melhor opção... Espero ter esclarecido algumas dúvidas dos iniciantes, Até a Próxima ! Lucke.stz AeroEcala - Modelismo