You are on page 1of 7

Tabela matriz a utilizar para a realização da 1ª parte da tarefa, conforme indicações do Guia da Sessão

Conhecimento na área Aspectos críticos que a Literatura identifica Planificação de actividades; Gestão do fundo documental; Difusão de informação; Apoio ao currículo; Promover e proporcionar a leitura e literacia; Colaboração com os docentes da escola. Proporcionar um espaço de aprendizagem efectiva; Planificar e

Biblioteca escolar Desafios. Acções a implementar Estar atento, empenhado na transformação de mentalidades e acompanhar a mudança; Deve ser prospectivo, ter um papel educativo e educacional; Ter uma postura de aprendizagem contínua e investigação. Desenvolver estratégias de gestão e integração da Biblioteca na

Domínio

Pontos fortes Professor Bibliotecário a tempo inteiro ou parcial, com mais tempo para desempenhar o seu trabalho; Com capacidade de liderança, atento às mudanças e transformações; Com formação adequada. Articulação do trabalho com a coordenadora interconcelhia; Desenvolvimento

Fraquezas

Oportunidades

Ameaças

Competências do professor bibliotecário

Falta de apoio por parte de quem detém o poder decisório; Falta de tempo pois não está a tempo inteiro; Falta de “Status”; Falta de meios financeiros.

Mostrar que o Professor Bibliotecário tem um papel activo no processo de construção de conhecimento; Interacção com outras bibliotecas e Coordenação interconcelhia.

Falta de apoio; Horas da Biblioteca vistas como horas em que não se faz nada.

Organização e Gestão da BE

Falta de formação dos outros membros da equipa; Número de horas

Empenho e motivação por parte dos membros, embora sem formação;

Falta de formação de docentes da equipa Recursos digitais em mau estado;

Conhecimento na área

Biblioteca escolar escola e no desenvolvimento curricular: Desenvolver estratégias de recolha de evidências para aferir a importância do nosso trabalho; Articulação entre a biblioteca e a direcção da escola através do representante na equipa.

promover actividades que vão de encontro ao Projecto Educativo; Trabalhar em equipa com os outros docentes e demais dinamizadores do espaço.

de acções de formação para utilizadores do espaço.

reduzidas para esses membros.

Colaboração com todos os docentes dos departamentos que prontamente respondem positivamente; Participação nas Reuniões do Conselho Pedagógico.

Falta de meios financeiros.

Gestão da Colecção

Gerir uma colecção que sirva a população escolar e pública; Facilitar o acesso.

Organização e gestão adequadas; Disponibilizar todos os recursos com qualidade; Parcerias com a Câmara Municipal.

Falta de meios financeiros; Sugestões dos Falta do programa departamentos. para o tratamento documental.

Falta de programa para tratamento documental; Falta de formação de docentes da equipa.

Actualizar as colecções ; Disponibilizar logo que possível a colecção em catalogo online.

Conhecimento na área

Biblioteca escolar

A BE como espaço de conhecimento e aprendizagem. Trabalho colaborativo e articulado com Departamentos e docentes.

Citando Ross Todd: “Library as a Knowledge space, not information place; Connections not collections; actions not positions; evidence not advocacy;” A BE não é só um espaço de informação mas sim de construção de conhecimento; Espaço para trabalho colaborativo.

Articulação com os departamentos; Trabalho colaborativo entre equipa e escola; Biblioteca como espaço de ligação ao mundo pelo conhecimento que proporciona;

Desconhecimento das potencialidades da BE.

Participação nas reuniões de Coordenadores de Departamento; Participação nas reuniões de Conselho Pedagógico, Sugestões para o fundo documental.

Existência ainda de uma percepção antiquada da BE.

Participação nas reuniões das estruturas da escola; Divulgar a BE como um espaço de conhecimento, baseado na construção da aprendizagem, desenvolvimento de significados, permitindo que os alunos estejam ligados e em interacção com a comunidade e o mundo.

Conhecimento na área A BE permite aos alunos desenvolverem competências de leitura e literacias de informação; Aos alunos é cada vez mais exigido que dominem várias áreas do saber e a Biblioteca tem todo esse potencial. Os alunos devem ter capacidade para transformar a informação recebida através das tecnologias de informação em conhecimento e para isso devem ser ajudados; A BE deve disponibilizar meios de acesso à Trabalho colaborativo com os docentes de todos os ciclos; Actividades que permitam aos alunos desenvolver essas competências; Divulgação e promoção do PNL. Criação de blogues; Colaboração com os professores de TIC; Participação no PTE.

Biblioteca escolar

Formação para a leitura e para as literacias.

Falte de tempo para pôr em prática certas actividades

Divulgação de todas as actividades

Divulgar e promover as actividades em articulação com Câmara Municipal; Interagir com a Rede de Bibliotecas, difundindo o trabalho. Possibilidade dos alunos pensarem que não precisam dos livros porque têm a Internet; Falta de formação dos docentes e pessoal afecto à BE. Retirar informação valiosa que se transforma em conhecimento: segundo Ross Todd é a tarefa mais complexa do educador e o maior desafio. Proporcionar tarefas que permitam o uso

BE e os novos ambientes digitais.

Falta de formação dos docentes e do pessoal afecto à BE; Uso errado dos meios por parte dos alunos por desconhecimento.

Transversalidade da Área TIC no currículo; Colaboração com os professores de TIC; Professor Bibliotecário fazer parte do PTE.

Conhecimento na área informação e diversificar as fontes de informação. Desenvolvimento de uma avaliação baseada em evidências: (Evidence based practice) Aferição da eficácia dos serviços que prestamos; Perceber o impacto que a Biblioteca tem nas atitudes e competências dos utilizadores; Desenvolvimento de estratégias baseadas na recolha de evidências.

Biblioteca escolar correcto dos ambientes digitais; Criação de um Blogue.

Gestão de evidências/ avaliação.

Recolha de dados que permitem uma avaliação fiável do trabalho desenvolvido.

Visão antiquada de que aquilo que se avalia é o trabalho do Professor Bibliotecário.

Modelo de Autoavaliação da Biblioteca.

Preconceitos sobre a avaliação que pairam na cabeça de todos os professores.

Envolver a escola no processo de avaliação, demonstrando o papel importante que esta tem na construção do conhecimento e aprendizagem.

Conhecimento na área

Biblioteca escolar

Gestão da mudança SÍNTESE As Bibliotecas, hoje em dia são espaços de construção de conhecimento; No contexto actual, a Biblioteca tem um papel: Informacional: disponibilizam recursos de informação, apoiam a infra-estrutura tecnológica, contribuindo paras o seu uso e integração nas práticas lectivas; Transformativo: Formam para as diferentes literacias, contribuindo de forma colaborativa e articulada com os outros docentes para o

Factores de sucesso A possibilidade de ter um ProfessorBibliotecário a tempo inteiro ou parcial, consoante o número de alunos da escola, permite que o trabalho seja desenvolvido com mais atenção. O Professor- Biliotecário tem que ter um papel fundamental de interacção com a escola e toda a comunidade. O desenvolvimento de um processo de avaliação vai permitir a melhoria das práticas e novos contextos de trabalho.

Obstáculos a vencer

Acções prioritárias

Desconhecimento da importância da Avaliar o trabalho realizado; Biblioteca e do Professor-Bibliotecário no processo de ensino-aprendizagem; Trazer à luz a importância do trabalho que fazemos; Falta de formação dos docentes da Equipa; Mostrar que somos imprescindíveis; Falta de formação em TIC. Fazer ver que cumprimos objectivos semelhantes àqueles em que toda a escola se empenha e que sem a Biblioteca não há sucesso educativo; Continuar a desenvolver um trabalho colaborativo com toda a comunidade escolar; Apoiar os docentes nas suas actividades lectivas, Área de Projecto e Estudo Acompanhado; Continuar a desenvolver as competências e os hábitos de leitura.

Conhecimento na área desenvolvimento de competências que suportam as aprendizagens e a construção do conhecimento; Formativo: Transformam-se de espaços de disponibilização de recursos em espaços de aprendizagem, de construção do conhecimento.

Biblioteca escolar