You are on page 1of 7

Tabela matriz a utilizar para a realização da 1ª parte da tarefa, conforme indicações do Guia da Sessão

Conhecimento na área Aspectos críticos que a Literatura identifica
- Importância da afectação de um Professor Bibliotecário qualificado Professor Bibliotecário como: . especialista em educação, tratamento, organização e recuperação de informação . líder . proactivo . aquele que antecipa as mudanças . o que possibilita a transformação de informação em conhecimento

Biblioteca escolar Desafios. Acções a implementar
- Alterar a imagem do Prof Bibliotecário entre os docentes mediante uma postura dinâmica e criativa - Sensibilizar para as mudanças educativas do século XXI mediante a aposta num trabalho conjunto em prol da aprendizagem dos alunos Continuar a formação específica nesta área - Integrar a equipa de elaboração do Projecto Educativo

Domínio

Pontos fortes

Fraquezas

Oportunidades

Ameaças

Competências do professor bibliotecário

- Formação na área Experiência adquirida como membro da equipa da BE - Presença em Conselho Pedagógico Empenho e vontade

- A imagem que alguns colegas têm do trabalho do Professor Bibliotecário Necessidade constante de actualização

-Desenvolvimento pessoal e profissional Divulgar/desenvolv er esse espírito de mudança necessário às aprendizagens do aluno do século XXI e o papel que nelas tem a BE

- “invisibilidade” de muito do trabalho realizado e a sua consequente desvalorização ideias depreciativas relativas ‘à vida fácil’ do Prof Bibliotecário

Conhecimento na área

Biblioteca escolar
do Agrupamento e Projecto Curricular de Escola Agrupamento com duas Prof Bibliotecárias - Duas auxiliares na BE da Escola sede - Uma auxiliar (prof de 1ºciclo contratada pela Autarquia) na BE da EB1 de RM As bases essenciais de organização e gestão das BE já enraizadas e procurando optimizar os recursos disponíveis Catalogação actualizada da colecção Catálogo parcialmente disponível online - Desbaste regular da colecção - Dificuldade de afectar pessoal auxiliar às BE das EB1 das aldeias do Agrupamento - Dificuldade em arranjar Professores Colaboradores - Dificuldade de constituir uma equipa multidisciplinar que assegure um nº de horas suficientes para trabalho efectivo nas BE - Nem todas as Escolas do Agrupamento têm acesso regular ao fundo documental que, embora divulgado não é requisitado com a

Organização e Gestão da BE

- Existência de um Prof Bibliotecário e de uma equipa que assegurem a eficaz organização e gestão - Organizar e gerir para o sucesso educativo

- Motivar um grupo de docentes a envolver-se voluntariamente nas actividades das BE sem que isso seja considerado uma sobrecarga no seu horário

- Os potenciais utilizadores das BE das EB1 das aldeias e das escolas que não têm BE não podem usufruir regularmente dos recursos das mesmas

Sensibilizar Colegas, Encarregados de Educação e Autarquia para o papel fundamental das BE e a necessidade de se manterem os seus recursos sempre disponíveis aos utilizadores

Gestão da Colecção

Colecção organizada e equilibrada - Disponibilização de recursos variados

- Aumentar o fundo documental das BE das EB1 de S. Marcos e do Campinho Dinamizar a circulação do fundo documental entre as

Dificuldades financeiras inerentes às verbas que são da alçada da Autarquia (no que concerne às BE das EB1) Falta de

- Conseguir que as BE menos equipadas possam aumentar o seu fundo documental - Motivar cada vez mais docentes e alunos para a

Conhecimento na área
- Aquisição regular de “novidades” que obedecem às preferências dos utilizadores - Muitos dos alunos que frequentam as BE parecem fazêlo, não só aproveitando os seus recursos para lazer, mas sobretudo como espaço de aprendizagem que complementa as aulas e que dá resposta à sua própria curiosidade - Contacto regular com os docentes via e-mail divulgando actividades, novas aquisições e solicitando sugestões e colaboração - Correcta gestão

Biblioteca escolar
periodicidade várias Escolas do colaboração de desejada (devido a Agrupamento docentes na serem escolas de sensibilização dos aldeias periféricas) alunos para a utilização do fundo documental utilização dos recursos que as várias BE têm ao seu dispor

A BE como espaço de conhecimento e aprendizagem. Trabalho colaborativo e articulado com Departamentos e docentes.

- Articulação com Departamentos e docentes - Integração da BE no desenvolvimento Curricular - Importância da BE como espaço de conhecimento e aprendizagem - Promover nos utilizadores a sua própria avaliação dos progressos conseguidos

- Dificuldade ainda muito significativa de envolver os docentes num trabalho sério de colaboração Alguma resistência por parte de alguns elementos da comunidade em encararem as BE como espaço de construção de conhecimento

- Desenvolver nos alunos essa vontade de aprender e desenvolver os seus conhecimentos valorizando as suas próprias experiências e a sua diversidade cultural Analisar os currículos e seleccionar recursos que os complementem

- Persistir essa mentalidade fechada que preside a muito do trabalho planificado pelos docentes

Conseguir progressivamente que a comunidade valorize os espaços das BE como espaços privilegiados de conhecimento - Conseguir uma maior abertura dos colegas no sentido de concretizar um trabalho verdadeiramente colaborativo

Formação para a leitura e

-

Literacia

da

-

Dificuldade

de - Contribuir para a

- As BE encaradas -

Construir

um

Conhecimento na área para as literacias
informação - A BE como espaço de construção do conhecimento nas suas dimensões: . Informacional . Transformativa . Formativa dos recursos informativos Apoio/dinamização a Projectos de Leitura - Promoção de actividades de leitura autónoma e orientada - Actualização nos gostos de ficção dos utilizadores desenvolver um trabalho articulado no sentido da promoção da leitura e do desenvolvimento das literacias

Biblioteca escolar
consciencialização dos pontos fortes e fracos dos diferentes utilizadores, neste âmbito especifico como apenas um local de informação e de leituras passivas projecto colaborativo em que se dê o relevo necessário à formação para a leitura e literacias - Aprender novas técnicas e implementar novas ideias para programas de leitura - Criar tutoriais para o desenvolvimento de competências nas diferentes literacias - Actualizar os recursos já existentes por forma e rentabilizar a sua utilização Apostar na formação de utilizadores em TIC criando tutoriais para esse efeito Tornar a utilização da BE mais eficaz

BE e os novos ambientes digitais.

- Organização de informação digital - Desenvolvimento de colecções digitais - Literacias digitais

Equipamento informático em nº suficiente (na BE da Escola sede) - Página Web, blog, disciplina BE/CRE no Moodle do Agrupamento

Equipamento informático insuficiente e desactualizado nas BE das EB1 - Necessidade de incluir na equipa um docente com formação em TIC e com disponibilidade - Dificuldades de alguns alunos e

- Dificuldade em manter actualizada página Web, blog e disciplina - Dificuldade em - Criação de novos articular as ambientes digitais actividades - Organização de planificadas pelos informação digital docentes (dado que delas não temos conhecimento) com o apoio a prestar na BE aos alunos

Conhecimento na área
docentes em utilizar de forma eficaz os recursos informáticos

Biblioteca escolar
solicitando aos docentes que dêem conhecimento atempado das actividades que pretendem que os alunos desenvolvam

Gestão de evidências/ avaliação.

Recolha sistemática de evidências - Comparação com standards pré definidos Actividade sistemática de recolha de informação que sirva de feedback e que oriente as acções a desenvolver - Aferir a eficácia dos serviços prestados, identificando sucessos e insucessos - Aferir o impacto nas atitudes,

- Perante uma recolha sistemática Tentativa de evidências Aplicação melhorar constante de o responder aos irregular de desempenho das de BE e afirmar a sua interesses e instrumentos necessidades dos avaliação importância na utilizadores construção do sucesso escolar dos alunos

Pouca receptividade da comunidade escolar perante a solicitação que lhe é feita de responder a questões ou inquéritos

Aplicação sistemática de instrumentos de recolha de evidências - Tratamento e publicitação de dados obtidos para sublinhar a mais valia que pode ser a BE e , também para melhorar o seu âmbito de acção

Conhecimento na área
comportamentos e competências dos nossos utilizadores

Biblioteca escolar

Gestão da mudança SÍNTESE

Factores de sucesso

Obstáculos a vencer

Acções prioritárias - Sensibilizar para a importância real do trabalho colaborativo no sentido de se atingirem níveis ainda mais satisfatórios de sucesso escolar - Conseguir uma actuação prospectiva face às mudanças inerentes às exigências do século XXI e às necessidades manifestadas pelos utilizadores - Transmitir/sensibilizar os restantes intervenientes no processo educativo para as mudanças em curso - Manter uma actualização constante no que concerne aos ambientes digitais - Contribuir para a formação de um eambiente Analisar as necessidades

- As BE como espaços privilegiados de construção dos saberes - o Professor Bibliotecário como um recurso e um dinamizador de relevo - Interiorizar as mudanças que já ocorreram e as que se avizinham e recorrer regularmente à recolha de evidências como meios de orientar novas acções mais profícuas - Afirmar o novo papel das BE aos níveis: . Informacional

- Variedade de recursos disponíveis - Qualidade e diversidade do fundo documental - Espaço físico adequado e agradável - Utilizadores muito assíduos e solicitando a colaboração dos Prof Bibliotecários na orientação das suas tarefas - Publicitação das acções/actividades de sucesso

- Pouca receptividade da comunidade escolar na planificação e execução de projectos conjuntos - A alteração da visão tradicional que ainda impera sobre a função das BE - A velocidade a que as mudanças parecem suceder-se e a necessidade de o Prof Bibliotecário se manter na vanguarda dessas mudanças - O desafio constante colocado pelos ambientes digitais em permanente actualização e progresso

Conhecimento na área . Transformativo . Formativo

Biblioteca escolar curriculares, trabalha-las com os docentes e dar-lhes resposta gerindo a informação em vários suportes - Sensibilizar para a “Sociedade do Conhecimento” em crescente afirmação - Mostrar, através de evidências, o papel fundamental da BE nos desafios constantes que se colocam ao processo de ensino/aprendizagem