Pré-Prova

2014
www.acasadoconcurseiro.com.br
SUMÁRIO
Pedro Kuhn – Legislação Específica e Ética – pág. 5 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .09:00
Edgar Abreu – Raciocínio Lógico – pág. 23. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .09:15
Dudan – Matemática e Raciocínio Lógico – pág. 29 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .09:30
Amanda Lima – Atendimento: Marketing – pág. 35 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .09:45
Tatiana Marcello – Atendimento: Legislação – pág. 39. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .10:20
Edgar Abreu – Matemática Financeira – pág. 49. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .10:45
INTERVALO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11:00 – 12:00
Maria Tereza – Redação Oficial, Interpretação de Texto, Redação – pág. 57 . . . . . . . . . . . .12:00
Carlos Zambeli – Português – pág. 73 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .12:35
Cássio Albernaz – Atualidades – pág. 85 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .13:10
Edgar Abreu – Conhecimentos Bancários – pág. 97 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .13:25
www.acasadoconcurseiro.com.br
Legislação Específica e Ética
Professor: Pedro Kuhn
www.acasadoconcurseiro.com.br 7
Legislação Específica
Seguro Desemprego
DESEMPREGADO
• O seguro-desemprego é direito pessoal e intransferível do trabalhador, podendo ser
requerido a partir do sétimo dia subsequente à rescisão do contrato de trabalho. Último
dia para requerer é o 120º.
PARA QUE SERVE? Para prover assistência financeira temporária ao trabalhador
desempregado em virtude de dispensa sem justa causa, inclusive a indireta, e ao trabalhador
comprovadamente resgatado de regime de trabalho forçado ou da condição análoga à de
escravo e para auxiliar os trabalhadores na busca ou preservação do emprego, promovendo,
para tanto, ações integradas de orientação, recolocação e qualificação profissional.
Mas quem pode receber? Terá direito à percepção do seguro-desemprego o trabalhador
dispensado sem justa causa que comprove:
I – ter recebido salários relativos a cada um dos 6 (seis) meses imediatamente anteriores à data
da dispensa;
II – Tiver sido empregado de pessoa jurídica, por pelo menos 6 meses nos últimos 36 meses;
III – ter sido empregado ou ter exercido atividade legalmente reconhecida como autônoma,
durante pelo menos 15 (quinze) meses nos últimos 24 (vinte e quatro) meses;
IV – não estar em gozo de qualquer benefício previdenciário de prestação continuada, exceto
pensão por morte e auxílio acidente.
V – não estar em gozo do auxílio-desemprego; e
VI – não possuir renda própria de qualquer natureza suficiente à sua manutenção e de sua
família.
NO SITE DA CEF ESTÁ ASSIM: "Quem tem direito?"
A assistência financeira temporária será prestada ao trabalhador que: ‒ Tiver sido dispensado
sem justa causa; ‒ Estiver desempregado, quando do requerimento do benefício; ‒ Tiver
recebido salários consecutivos, no período de 6 meses anteriores à data de demissão; ‒ Tiver
sido empregado de pessoa jurídica, por pelo menos 6 meses nos últimos 36 meses; ‒ Não
possuir renda própria para o seu sustento e de sua família; ‒ Não estiver recebendo benefício
de prestação continuada da Previdência Social, exceto pensão por morte ou auxílio-acidente.”

www.acasadoconcurseiro.com.br 8
§ 1º A União poderá condicionar o recebimento da assistência financeira do Programa de
Seguro-Desemprego à comprovação da matrícula e da frequência do trabalhador segurado em
curso de formação inicial e continuada ou qualificação profissional, com carga horária mínima
de 160 (cento e sessenta) horas.
→ NÚMERO DE PARCELAS MENSAIS:

3 se tiver trabalhado de 6 a 11 meses;
4 se tiver trabalhado de 12 a 23 meses;
5 se tiver trabalhando 24 meses ou mais.
CARÊNCIA: Não poderá receber um novo seguro-desemprego se não houver passado pelo
menos 16 meses da data da dispensa que deu origem à percepção do Seguro-Desemprego.
CUIDADO!! Pois o prazo de carência do trabalhador resgatado do trabalho forçado ou reduzida
à condição análoga à de escravo é de 12 meses!!
• VALOR: No mínimo 1 salário mínimo.
PARCELA EXCEPCIONAL DE R$100,00 → Em caráter excepcional e pelo prazo de seis meses,
os trabalhadores que estejam em situação de desemprego involuntário pelo período
compreendido entre doze e dezoito meses, ininterruptos, e que já tenham sido beneficiados com
o recebimento do Seguro-Desemprego, farão jus a três parcelas do benefício, correspondente
cada uma a R$ 100,00 (cem reais).
§ 1º O período de doze a dezoito meses de que trata o caput será contado a partir do
recebimento da primeira parcela do Seguro-Desemprego.
SEGURO-DESEMPREGO
BOLSA DE QUALIFICAÇÃO
PROFISSIONAL
FICA 2 ANOS
SEM RECEBER
SEGUR0-
DESEMPREGO
CANCELADO:
I – pela recusa por parte do
trabalhador desempregado de
outro emprego condizente com sua
qualificação registrada ou declarada
e com sua remuneração anterior;
II – por comprovação de falsidade
na prestação das informações
necessárias à habilitação;
III – por comprovação de fraude
visando à percepção indevida do
benefício do seguro-desemprego;
ou
IV – por morte do segurado.
CANCELADO:
I – fim da suspensão contratual e
retorno ao trabalho;
ESSA É A ÚNICA DIFERENÇA POIS
AS OUTRAS
3 SÃO IGUAIS.
II – por comprovação de falsidade
na prestação das informações
necessárias à habilitação;
III – por comprovação de fraude
visando à percepção indevida da
bolsa de qualificação profissional;
IV – por morte do beneficiário.

Pré-Prova CEF – Legislação Específica e Ética – Prof. Pedro Kuhn
www.acasadoconcurseiro.com.br 9
SUSPENSO:
I – admissão do trabalhador em
novo emprego;
II – início de percepção de benefício
de prestação continuada da
Previdência Social, exceto o auxílio-
acidente, o auxílio suplementar e o
abono de permanência em serviço;
III – início de percepção de auxílio-
desemprego.
SUSPENSO:
I – o pagamento da bolsa de
qualificação profissional será
suspenso se ocorrer a rescisão do
contrato de trabalho.
BOLSA DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL
Fica instituída a bolsa de qualificação profissional, a ser custeada pelo Fundo de Amparo ao
Trabalhador – FAT, à qual fará jus o trabalhador que estiver com o contrato de trabalho suspenso
em virtude de participação em curso ou programa de qualificação profissional oferecido pelo
empregador, em conformidade com o disposto em convenção ou acordo coletivo celebrado
para este fim.
ABONO SALARIAL DO PIS
É assegurado o recebimento de abono salarial no valor de um salário mínimo vigente na data
do respectivo pagamento, aos empregados que:
I – tenham percebido até 2 (dois) salários mínimos médios de remuneração mensal no período
trabalhado e que tenham exercido atividade remunerada pelo menos durante 30 (trinta) dias
no ano-base;
II – estejam cadastrados há pelo menos 5 (cinco) anos no Fundo de Participação PIS-Pasep ou
no Cadastro Nacional do Trabalhador.
VALOR DO ABONO: 1 Salário mínimo.

www.acasadoconcurseiro.com.br 10
FUNDO DE GARANTIA DO TEMPO DE SERVIÇO
As contas vinculadas em nome dos trabalhadores são absolutamente impenhoráveis.
Para os fins previstos nesta lei, todos os empregadores ficam obrigados a depositar, até o dia 7
(sete) de cada mês, em conta bancária vinculada, a importância correspondente a 8 (oito) por
cento da remuneração paga ou devida, no mês anterior, a cada trabalhador.
• Os contratos de aprendizagem terão a alíquota reduzida para dois por cento.
§ 3º Os trabalhadores domésticos poderão ter acesso ao regime do FGTS, na forma que vier a
ser prevista em lei.
EMPREGADOR
Pessoa Física ou Jurídica
EMPREGADO
Só pessoa Física
Considera-se remuneração as retiradas de diretores não empregados, quando haja deliberação
da empresa.
Para efeito desta lei, as empresas sujeitas ao regime da legislação trabalhista poderão
equiparar seus diretores não empregados aos demais trabalhadores sujeitos ao regime do
FGTS. Considera-se diretor aquele que exerça cargo de administração previsto em lei, estatuto
ou contrato social, independente da denominação do cargo.
• O depósito do FGTS é obrigatório nos casos de afastamento para prestação do serviço
militar obrigatório e licença por acidente do trabalho.
Os empregadores se obrigam a comunicar mensalmente aos trabalhadores os valores
recolhidos ao FGTS e repassar-lhes todas as informações sobre suas contas vinculadas recebidas
da Caixa Econômica Federal ou dos bancos depositários.
MULTA DO FGTS
Na hipótese de despedida pelo empregador sem justa causa, depositará
este, na conta vinculada do trabalhador no FGTS, importância igual a
quarenta por cento do montante de todos os depósitos realizados na
conta vinculada durante a vigência do contrato de trabalho, atualizados
monetariamente e acrescidos dos respectivos juros.
CUIDADO!! Quando ocorrer despedida por culpa recíproca ou força maior, reconhecida pela
Justiça do Trabalho, o percentual de que trata o § 1º será de 20 (vinte) por cento.
Pré-Prova CEF – Legislação Específica e Ética – Prof. Pedro Kuhn
www.acasadoconcurseiro.com.br 11
QUESTÃO CERTA NA PROVA:
A conta vinculada do trabalhador no FGTS poderá ser movimentada nas seguintes situações:
I – despedida sem justa causa, inclusive a indireta, de culpa recíproca e de força maior;
II – extinção total da empresa, fechamento de quaisquer de seus estabelecimentos, filiais
ou agências, supressão de parte de suas atividades, declaração de nulidade do contrato
de trabalho, ou ainda falecimento do empregador individual sempre que qualquer dessas
ocorrências implique rescisão de contrato de trabalho, comprovada por declaração escrita da
empresa, suprida, quando for o caso, por decisão judicial transitada em julgado;
III – aposentadoria concedida pela Previdência Social;
IV – falecimento do trabalhador, sendo o saldo pago a seus dependentes, para esse fim
habilitados perante a Previdência Social, segundo o critério adotado para a concessão de
pensões por morte. Na falta de dependentes, farão jus ao recebimento do saldo da conta
vinculada os seus sucessores previstos na lei civil, indicados em alvará judicial, expedido a
requerimento do interessado, independente de inventário ou arrolamento;
V – pagamento de parte das prestações decorrentes de financiamento habitacional concedido
no âmbito do Sistema Financeiro da Habitação (SFH), desde que:
a) o mutuário conte com o mínimo de 3 (três) anos de trabalho sob o regime do FGTS, na
mesma empresa ou em empresas diferentes;
b) o valor bloqueado seja utilizado, no mínimo, durante o prazo de 12 (doze) meses;
c) o valor do abatimento atinja, no máximo, 80 (oitenta) por cento do montante da prestação;
VI – liquidação ou amortização extraordinária do saldo devedor de financiamento imobiliário
dentre elas a de que o financiamento seja concedido no âmbito do SFH e haja interstício mínimo
de 2 (dois) anos para cada movimentação;
VII – pagamento total ou parcial do preço de aquisição de moradia própria, ou lote urbanizado
de interesse social não construído, observadas as seguintes condições:
a) o mutuário deverá contar com o mínimo de 3 (três) anos de trabalho sob o regime do FGTS,
na mesma empresa ou empresas diferentes;
b) seja a operação financiável nas condições vigentes para o SFH;

www.acasadoconcurseiro.com.br 12
VIII – quando o trabalhador permanecer três anos ininterruptos, a partir de 1º de junho de
1990, fora do regime do FGTS, podendo o saque, neste caso, ser efetuado a partir do mês de
aniversário do titular da conta.
IX – extinção normal do contrato a termo, inclusive o dos trabalhadores temporários.
X – suspensão total do trabalho avulso por período igual ou superior a 90 (noventa) dias,
comprovada por declaração do sindicato representativo da categoria profissional.
XI – quando o trabalhador ou qualquer de seus dependentes for acometido de neoplasia
maligna.
XII – aplicação em quotas de Fundos Mútuos de Privatização, permitida a utilização máxima de
50 % (cinqüenta por cento) do FGTS.
XIII – quando o trabalhador ou qualquer de seus dependentes for portador do vírus HIV;
XIV – quando o trabalhador ou qualquer de seus dependentes estiver em estágio terminal, em
razão de doença grave, nos termos do regulamento;
XV – quando o trabalhador tiver idade igual ou superior a setenta anos.
XVI – necessidade pessoal, cuja urgência e gravidade decorra de desastre natural, conforme
disposto em regulamento, observadas as seguintes condições:
a) o trabalhador deverá ser residente em áreas comprovadamente atingidas de Município ou do
Distrito Federal em situação de emergência ou em estado de calamidade pública, formalmente
reconhecidos pelo Governo Federal;
b) a solicitação de movimentação da conta vinculada será admitida até 90 (noventa) dias após a
publicação do ato de reconhecimento, pelo Governo Federal, da situação de emergência ou de
estado de calamidade pública; e
c) o valor máximo do saque da conta vinculada será definido na forma do regulamento.
XVII – integralização de cotas do FI-FGTS (Fundo de Investimento do FGTS), permitida a
utilização máxima de 30% (trinta por cento) do saldo existente e disponível na data em que
exercer a opção.
CUIDADO!! O direito de adquirir moradia com recursos do FGTS, pelo trabalhador, só poderá
ser exercido para um único imóvel.
CERTIFICADO DE REGULARIDADE DO FGTS
A apresentação do Certificado de Regularidade do FGTS, fornecido pela Caixa Econômica
Federal, é obrigatória nas seguintes situações:
a) habilitação e licitação;
b) obtenção de empréstimos ou financiamentos junto a quaisquer entidades financeiras
oficiais;
Pré-Prova CEF – Legislação Específica e Ética – Prof. Pedro Kuhn
www.acasadoconcurseiro.com.br 13
c) obtenção de favores creditícios, isenções, subsídios, auxílios, outorga ou concessão de
serviços ou quaisquer outros benefícios;
d) transferência de domicílio para o exterior;
e) registro ou arquivamento, nos órgãos competentes, de alteração ou distrato de contrato
social, de estatuto, ou de qualquer documento que implique modificação na estrutura jurídica
do empregador ou na sua extinção.
O recolhimento do FGTS é feito por meio da GRF (Guia de Recolhimento do FGTS).
Sobre a GRF
A GRF (Guia de Recolhimento do FGTS) é a guia com código de barras para recolhimento regular
do FGTS. O recolhimento do FGTS para empregado doméstico e o depósito recursal ainda
podem ser realizados mediante uso do formulário de papel.
A quem se destna
Aos empregadores, pessoas físicas ou jurídicas e equiparados à empresa, que mantenham
empregados, independentemente do número!!
Empregador Doméstco
O recolhimento do FGTS, para o empregador doméstico, é opcional. No entanto, ao decidir
fazê-lo, não poderá interromper o recolhimento, salvo se houver rescisão contratual.
Caso não haja o recolhimento para o FGTS, o empregador doméstico fica dispensado da entrega
da GFIP/SEFIP apenas com informações declaratórias.
Data de Vencimento
O recolhimento do FGTS deve ser realizado até o dia 7 do mês seguinte àquele em que a
remuneração foi paga, creditada ou se tornou devida ao trabalhador.
Caso o dia de vencimento seja coincidente com dia não útil ou último dia útil do ano, o
recolhimento deverá ser antecipado para o primeiro dia útil imediatamente anterior.
Caso a quitação seja realizada em canais alternativos no sábado, domingo, feriado nacional
ou último dia útil do ano, será considerado como data de recolhimento, o primeiro dia útil
imediatamente posterior.
Tempo de conservação da documentação
O empregador, para fins de controle e fiscalização, deverá manter em arquivo, pelo prazo legal
de 30 anos.

www.acasadoconcurseiro.com.br 14
Desobrigados de entregar a GFIP
Estão desobrigados de entregar a GFIP:
• O contribuinte individual sem segurado que lhe preste serviço;
• O segurado especial;
• Os órgãos públicos em relação aos servidores estatutários filiados a regime próprio de
previdência social;
• O empregador doméstico que não recolher o FGTS para o empregado doméstico;
• O segurado facultativo.
PIS – PROGRAMA DE INTEGRAÇÃO SOCIAL
• Frase mágica: Todo mundo participa!
É instituído, na forma prevista nesta Lei, o Programa de Integração Social, destinado a promover
a integração do empregado na vida e no desenvolvimento das empresas.
A Caixa Econômica Federal poderá celebrar convênios com estabelecimentos da rede bancária
nacional, para o fim de receber os depósitos a que se refere este artigo.
PARTICIPAÇÃO DAS EMPRESAS:
Se dá de 2 formas:
1. 0,5% sobre o faturamento.
A contribuição de julho será calculada com base no faturamento de janeiro; a de agosto, com
base no faturamento de fevereiro; e assim sucessivamente.
2. 5% sobre o Imposto de Renda.
PARTICIPAÇÃO DO EMPREGADO
Far-se-á mediante depósitos efetuados em contas individuais abertas em nome de cada
empregado, obedecidos os seguintes critérios:
a) 50% (cinquenta por cento) do valor destinado ao Fundo será dividido em partes proporcionais
ao montante de salários recebidos no período);
b) os 50% (cinquenta por cento) restantes serão divididos em partes proporcionais aos
quinquênios de serviços prestados pelo empregado.
NÃO ESQUEÇA QUE AS OBRIGAÇÕES DECORRENTES DO PIS POSSUEM CARÁTER MERAMENTE
FISCAL.
Pré-Prova CEF – Legislação Específica e Ética – Prof. Pedro Kuhn
www.acasadoconcurseiro.com.br 15
PRINCÍPIOS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: SÃO OS “LIMPE”!!
LEGALIDADE → Significa que o administrador público está, em toda a sua atividade funcional,
sujeito aos mandamentos da lei e às exigências do bem comum,
IMPESSOALIDADE (ou FINALIDADE) → Impõe ao administrador público que só pratique o ato
para o seu fim legal ex: No Concurso Público o princípio da finalidade exige que o ato seja
praticado sempre com finalidade pública, ou seja, nomeação de servidores, o administrador
fica impedido de buscar outro objetivo ou de praticá-lo no interesse próprio ou de terceiros,
por isso o princípio é chamado de IMPESSOALIDADE, pois o concurso é impessoal quando não
favorece aquele ou este candidato. ESTE É O PRINCÍPIO PREFERIDO DO CESPE.
MORALIDADE → O ato administrativo não terá que obedecer somente à lei jurídica, mas
também à lei ética.
PUBLICIDADE → É a divulgação oficial do ato para o conhecimento público e início de seus
efeitos externos.
EFICIÊNCIA → Preza-se por buscar a consecução do melhor resultado possível, como o próprio
nome já diz a administração deverá ser eficiente.
BOLSA FAMÍLIA
Foi criado com a intenção de unificar todos os benefícios sociais existentes antes do Bolsa
Família. Ao invés de receber Bolsa Escola, Auxílio Gás, Bolsa Alimentação etc., as família
passaram a receber apenas um benefício do Governo Federal.
Trata-se de transferência direta de renda (há a entrega de dinheiro para os beneficiados) e é
composto basicamente por 4 tipos de benefícios:
1. Benefício básico.
2. Benefício variável

www.acasadoconcurseiro.com.br 16
3. Benefício variável.
4. Benefício para superação da extrema pobreza.
1. O benefício básico, destinado a unidades familiares que se encontrem em situação de
extrema pobreza; mas o que é extrema pobreza? Famílias que a renda mensal per capita
não ultrapasse R$ 70,00. Qual o valor do benefício? R$ 70,00.
FREQUÊNCIA
ESCOLAR
DE 85%
2. O benefício variável, destinado a unidades familiares que se
encontrem em situação de pobreza e extrema pobreza e que
tenham em sua composição gestantes, nutrizes, crianças entre 0
(zero) e 12 (doze) anos ou adolescentes até 15 (quinze) anos, sendo
pago até o limite de 5 (cinco) benefícios por família;
Mas o que é situação de pobreza? Famílias com renda mensal per capta de até R$ 140,00. Qual o valor?
R$ 32,00 por benefício totalizando o máximo de R$ 160,00.
FREQUÊNCIA
ESCOLAR
DE 75%
3. O benefício variável, vinculado ao adolescente, destinado a
unidades familiares que se encontrem em situação de pobreza ou
extrema pobreza e que tenham em sua composição adolescentes
com idade entre 16 (dezesseis) e 17 (dezessete) anos, sendo pago
até o limite de 2 (dois) benefícios por família.
Qual o valor? R$ 38,00 totalizando o máximo de R$ 76,00.


Pré-Prova CEF – Legislação Específica e Ética – Prof. Pedro Kuhn
www.acasadoconcurseiro.com.br 17
4. Benefício para a superação da extrema pobreza. É no valor suficiente para a família
atingir uma renda per capita de R$ 70,01, ou seja, SUPERAR os R$ 70,00 per capita e que,
cumulativamente:
a) tenham em sua composição crianças e adolescentes de 0 (zero) a 15 (quinze) anos de idade; e
b) apresentem soma da renda familiar mensal e dos benefícios financeiros previstos nos incisos
I a III igual ou inferior a R$ 70,00 (setenta reais) per capita.
CUIDADO!! O pagamento dos benefícios previstos nesta Lei será feito preferencialmente à
mulher, na forma do regulamento.
Mas por quê o pagamento do Bolsa-família é feito preferencialmente à mulher? Isso não
é preconceito? Não, pois a concessão dos benefícios dependerá do cumprimento, no que
couber, de condicionalidades relativas ao exame pré-natal, ao acompanhamento nutricional,
ao acompanhamento de saúde, à frequência escolar de 85% (oitenta e cinco por cento) em
estabelecimento de ensino regular, sem prejuízo de outras previstas em regulamento e essas
coisas quem cuida é a mulher.
CONCEITOS:
4. Família, a unidade nuclear, eventualmente ampliada por outros indivíduos que com ela
possuam laços de parentesco ou de afinidade, que forme um grupo doméstico, vivendo
sob o mesmo teto e que se mantém pela contribuição de seus membros.

www.acasadoconcurseiro.com.br 18
5. Renda familiar mensal, a soma dos rendimentos brutos auferidos mensalmente pela
totalidade dos membros da família, excluindo-se os rendimentos concedidos por programas
oficiais de transferência de renda, nos termos do regulamento.
www.acasadoconcurseiro.com.br 19
Ética
CÓDIGO DE ÉTICA DA CAIXA
NOSSA MISSÃO
ARTIGO ANTIGO: Promover a melhoria contínua da qualidade de vida da sociedade,
intermediando recursos e negócios financeiros de qualquer natureza, atuando, prioritariamente,
no fomento ao desenvolvimento urbano e nos segmentos de habitação, saneamento e infra-
estrutura, e na administração de fundos, programas e serviços de caráter social, tendo como
valores fundamentais:
Direcionamento de ações para o atendimento das expectativas da sociedade e dos clientes;
busca permanente de excelência na qualidade de serviços; equilíbrio financeiro em todos
os negócios; conduta ética pautada exclusivamente nos valores da sociedade; respeito e
valorização do ser humano.
ARTIGO NOVO: Missão
Atuar na promoção da cidadania e do desenvolvimento sustentável do País, como instituição
financeira, agente de políticas públicas e parceira estratégica do Estado brasileiro.
Valores
• Nosso trabalho é importante para a sociedade;
• Temos orgulho de trabalhar na CAIXA;
• Juntos podemos mais;
• Nossas atividades são pautadas pela ética;
• Respeitamos as ideias, as opções e as diferenças de toda a sociedade;
• A liderança se faz pelo exemplo;
• Somos inovadores no que fazemos.
Valores do Código de Étca da Caixa
Respeito
As pessoas na CAIXA são tratadas com ética, justiça, respeito, cortesia, igualdade e dignidade.
Exigimos de dirigentes, empregados e parceiros da CAIXA absoluto respeito pelo ser humano,
pelo bem público, pela sociedade e pelo meio ambiente.

www.acasadoconcurseiro.com.br 20
Repudiamos todas as atitudes de preconceitos relacionadas à origem, raça, gênero, cor, idade,
religião, credo, classe social, incapacidade física e quaisquer outras formas de discriminação.
Respeitamos e valorizamos nossos clientes e seus direitos de consumidores, com a prestação
de informações corretas, cumprimento dos prazos acordados e oferecimento de alternativa
para satisfação de suas necessidades de negócios com a CAIXA.
Preservamos a dignidade de dirigentes, empregados e parceiros, em qualquer circunstância,
com a determinação de eliminar situações de provocação e constrangimento no ambiente de
trabalho que diminuam o seu amor próprio e a sua integridade moral.
Os nossos patrocínios atentam para o respeito aos costumes, tradições e valores da sociedade,
bem como a preservação do meio ambiente.
HONESTIDADE
No exercício profissional, os interesses da CAIXA estão em 1º lugar nas mentes dos nossos
empregados e dirigentes, em detrimento de interesses pessoais, de grupos ou de terceiros, de
forma a resguardar a lisura dos seus processos e de sua imagem.
Gerimos com honestidade nossos negócios, os recursos da sociedade e dos fundos e programas
que administramos, oferecendo oportunidades iguais nas transações e relações de emprego.
Não admitimos qualquer relacionamento ou prática desleal de comportamento que resulte em
conflito de interesses e que estejam em desacordo com o mais alto padrão ético.
Não admitimos práticas que fragilizem a imagem da CAIXA e comprometam o seu corpo
funcional.
Condenamos atitudes que privilegiem fornecedores e prestadores de serviços, sob qualquer
pretexto.
Condenamos a solicitação de doações, contribuições de bens materiais ou valores a parceiros
comerciais ou institucionais em nome da CAIXA, sob qualquer pretexto.
COMPROMISSO
Os dirigentes, empregados e parceiros da CAIXA estão comprometidos com a uniformidade de
procedimentos e com o mais elevado padrão ético no exercício de suas atribuições profissionais.
Temos compromisso permanente com o cumprimento das leis, das normas e dos regulamentos
internos e externos que regem a nossa Instituição.
Pautamos nosso relacionamento com clientes, fornecedores, correspondentes, coligadas,
controladas, patrocinadas, associações e entidades de classe dentro dos princípios deste
Código de Ética.
Temos o compromisso de oferecer produtos e serviços de qualidade que atendam ou superem
as expectativas dos nossos clientes.
Pré-Prova CEF – Legislação Específica e Ética – Prof. Pedro Kuhn
www.acasadoconcurseiro.com.br 21
Prestamos orientações e informações corretas aos nossos clientes para que tomem decisões
conscientes em seus negócios.
Preservamos o sigilo e a segurança das informações.
Buscamos a melhoria das condições de segurança e saúde do ambiente de trabalho,
preservando a qualidade de vida dos que nele convivem.
Incentivamos a participação voluntária em atividades sociais destinadas a resgatar a
cidadania do povo brasileiro.
TRANSPARÊNCIA
As relações da CAIXA com os segmentos da sociedade são pautadas no princípio da
transparência e na adoção de critérios técnicos.
Como empresa pública, estamos comprometidos com a prestação de contas de nossas
atividades, dos recursos por nós geridos e com a integridade dos nossos controles.
Aos nossos clientes, parceiros comerciais, fornecedores e à mídia dispensamos tratamento
equânime na disponibilidade de informações claras e tempestivas, por meio de fontes
autorizadas e no estrito cumprimento dos normativos a que estamos subordinados.
Oferecemos aos nossos empregados oportunidades de ascensão profissional, com critérios
claros e do conhecimento de todos.
Valorizamos o processo de comunicação interna, disseminando informações relevantes
relacionadas aos negócios e às decisões corporativas.
RESPONSABILIDADE
Devemos pautar nossas ações nos preceitos e valores éticos deste Código, de forma a
resguardar a CAIXA de ações e atitudes inadequadas à sua missão e imagem e a não prejudicar
ou comprometer dirigentes e empregados, direta ou indiretamente.
Zelamos pela proteção do patrimônio público, com a adequada utilização das informações,
dos bens, equipamentos e demais recursos colocados à nossa disposição para a gestão eficaz
dos nossos negócios.
Buscamos a preservação ambiental nos projetos dos quais participamos, por entendermos que
a vida depende diretamente da qualidade do meio ambiente.
Garantimos proteção contra qualquer forma de represália ou discriminação profissional a
quem denunciar as violações a este Código, como forma de preservar os valores da CAIXA.

www.acasadoconcurseiro.com.br 22
www.acasadoconcurseiro.com.br
Raciocínio Lógico
Professor: Edgar Abreu
www.acasadoconcurseiro.com.br 25
Raciocínio Lógico
CESPE - INIPAMPA – 2013. As normas bancárias exigem que, para tomar
empréstimo, o cliente apresente comprovante de renda ou declaração de imposto
de renda. Com base nessas normas, determinado banco rejeitou a solicitação do
cliente S em razão de a exigência não ter sido cumprida. Conclusão: o cliente S não
apresentou comprovante de renda nem declaração de imposto de renda
CERTA
apresente comprovante de renda ou declaração de
imposto de renda
Não apresente comprovante de renda e não
declaração de imposto de renda
NEGAÇÃO
NEM = Não + e
CESPE – STF – 2013. A sentença “um ensino dedicado à formação
de técnicos negligencia a formação de cientistas” constitui uma
proposição simples.
um ensino dedicado à formação de técnicos
negligencia a formação de cientistas
um ensino dedicado à formação de técnicos
negligencia E a formação de cientistas
COMPOSTA

www.acasadoconcurseiro.com.br 26
CESPE – MME – 2013. Assinale a opção que apresenta uma proposição
logicamente equivalente à negação da proposição “Todo ser humano é
responsável pelo bem que não faz” é representada por Algum ser humano
não é responsável pelo bem que não faz.
Todo ser humano é responsável pelo bem que não faz
Todo = Algum (existe, há pelo menos um).... nega
Algumser humano não é responsável pelo bem que não faz
Algumser humano é responsável pelo bem que faz
OU
Algumser humano não é responsável pelo bem que faz
CESPE – MPU – 2013. Ao comentar a respeito da instabilidade cambial de
determinado país, um jornalista fez a seguinte colocação: “Ou cai o ministro
da Fazenda, ou cai o dólar”. Acerca desse comentário, que constitui uma
disjunção exclusiva, julgue os itens seguintes: A negação da colocação do
jornalista é equivalente a “Cai o ministro da Fazenda se, e somente se, cai o
dólar”.
Ou cai o ministro da Fazenda, ou cai o dólar
NEGAÇÃO
cai o ministro da Fazenda cai o dólar Se somente Se
Pré-Prova CEF – Raciocínio Lógico – Prof. Edgar Abreu
www.acasadoconcurseiro.com.br 27
CESPE – MPU – 2013. Ao comentar a respeito da instabilidade cambial de
determinado país, um jornalista fez a seguinte colocação: “Ou cai o ministro
da Fazenda, ou cai o dólar”. Acerca desse comentário, que constitui uma
disjunção exclusiva, julgue os itens seguintes: A proposição do jornalista é
equivalente a “Se não cai o ministro da Fazenda, então cai o dólar”.
Regras de Equivalência
→ ⟺~ ∨
→ ⟺~ → ~
∨ ⟺ →
CESPE – MPU – 2013. Ao comentar a respeito da instabilidade cambial de
determinado país, um jornalista fez a seguinte colocação: “Ou cai o ministro
da Fazenda, ou cai o dólar”. Acerca desse comentário, que constitui uma
disjunção exclusiva, julgue os itens seguintes: Caso o ministro da Fazenda
permaneça no cargo e a cotação do dólar mantenha sua trajetória de alta, a
proposição do jornalista será verdadeira
Ou cai o ministro da Fazenda, ou cai o dólar
Caso o ministro da Fazenda permaneça no cargo = V
Ou cai o ministro da Fazenda, ou cai o dólar
Cotação do dólar mantenha sua trajetória de alta = V
F F
F

www.acasadoconcurseiro.com.br 28
CESPE – DEPEN – 2013. A proposição [(P v Q) R] v R é uma tautologia, ou
seja, essa proposição é sempre verdadeira independentemente dos valores
lógicos de P, Q e R.
[( ∧ ) → ] ∨
V
V
F
F
V
V
F
F
V
F
V
F
V
F
V
F
V
V
V
V
F
F
F
F
V
V
V
V
F
F
F
F
V
F
F
F
V
F
F
F
V
V
V
V
F
V
V
V
V
V
V
V
F
V
V
V
www.acasadoconcurseiro.com.br
Matemática e Raciocínio Lógico
Professor: Dudan
www.acasadoconcurseiro.com.br 31
Matemática e Raciocínio Lógico
Dica 1
Em uma questão de divisão proporcional, sempre tentar “aliviar” as contas dividindo as
proporções pelo mesmo valor (simplificar). Caso haja uma divisão em duas partes inversamente
proporcionais, basta inverter as proporções.
Dica 2
Porcentagem representa uma fração com denominador 100 e sempre vem associada a outro
número, ou seja, vem multiplicado por ele.
Exemplo:
1. Os professores Carlos Zambeli e Edgar Abreu formavam um belo casal de amigos, mas, certo dia,
decidiram seguir caminhos diferentes. Como haviam adquirido um bem de valor atual de R$ 216
mil, decidiram dividi-lo em partes inversamente proporcionais às suas idades, 36 e 30 anos e ao
mesmo tempo proporcionais ao tempo que cada um lecionava, 12 e 8 anos respectivamente.
Insatisfeito com a divisão, o professor Edgar reivindicou 10% da parte que cabia ao professor
Zambeli. Após essa nova distribuição, o professor Edgar, enfim, está satisfeito, pois agora o
valor que recebeu é superior ao do professor Zambeli.
( ) Certo ( ) Errado
Resolução:
Invers. (Idade) Diret. (Tempo)
Zambeli 36 12
Edgar 30 8
Simplificaremos toda a coluna Idade por 6 e toda a coluna Tempo por 4:
(Idade) (Tempo)
Zambeli 36 6 12 3
Edgar 30 5 8 2
Como a divisão é em DUAS partes inversamente proporcionais, podemos apenas inverter os
valores.

www.acasadoconcurseiro.com.br 32
Invers. (Idade) Diret. (Tempo)
Zambeli 6 3
Edgar 5 2
Invers. (Idade) Diret. (Tempo)
Zambeli 5 3
Edgar 6 2
Agora, temos que multiplicar os valores e inserir a constante de proporcionalidade “k” e
resolver o cálculo.
Monte a estrutura:
Zambeli = 5.3 = 15 → 15k
Edgar = 6.2 = 12 → 12k
Faça o cálculo para encontrar o valor de “k”:
15k + 12k = 216.000 → 27k = 216.000 → k =
216.000
27
→ k = 8.000
Assim, Edgar ficará com 12k, logo 12 x 8.000 = R$ 96.000,00 e Zambeli com 15k = 15 x 8.000 =
R$ 120.000
Conforme o enunciado, o professor Edgar reivindicou 10% da parte que cabia ao professor
Zambeli.
Assim 10% de R$ 120.000 = R$ 12.000. Assim, com essa nova distribuição:
Edgar 96.000 + 12.000 = 108.000
Zambeli = 120.000 – 12.000 = 108.000
Logo, ambos receberão a mesma quantia. Item ERRADO.
Dica 3
Na regra de três composta, é preciso ter muito cuidado com a pergunta que se faz a coluna
completa para a coluna do “x”.
Exemplo:
2. O professor Cássio estava digitando o material para suas incríveis aulas da CEF e percebeu
que digitava 30 linhas em 2,5 minutos em um ritmo constante, e errava 5 vezes a digitação
nesse intervalo de tempo. Sabe-se que o número de erros é proporcional ao tempo gasto na
digitação. Assim, com o objetivo de diminuir o total de erros para 4, se Cassio digitar 120 linhas
com velocidade 20% inferior, precisará de mais de 500 segundos.
Pré-Prova CEF – Matemática e Raciocínio Lógico – Prof. Dudan
www.acasadoconcurseiro.com.br 33
Resolução:
Inicialmente, organizaremos as colunas nas mesmas unidades de medida, portanto usaremos o
tempo em segundos, lembrando que 2,5 minutos = 2,5 x 60 segundos, logo 150 segundos.
Assim:
Linhas T (seg) Erros Velocidade (%)
30 150 5 100
120 x 4 80
Agora, temos que fazer as perguntas para coluna do x:
• Se 30 linhas precisam de 150 segundos para serem digitadas, 120 linhas gastarão MAIS ou
MENOS tempo?
RESPOSTA: MAIS tempo.
• Se 5 erros são cometidos em 150 segundos de digitação, 4 erros seriam cometidos em
MAIS ou MENOS tempo?
RESPOSTA: MENOS tempo.
• Se, com velocidade de 100%, a digitação é feita em 150 segundos, com velocidade reduzida
em 20% gastaríamos MAIS ou MENOS tempo?
RESPOSTA: MAIS tempo.
Agora, colocamos os sinais nas colunas e montamos a equação:
+ - +
Linhas T (seg) Erros Velocidade (%)
30 150 5 100
120 x 4 80
Assim, basta colocar no numerador o valor que respeita o sinal colocado na coluna completa:
Sinal de +, coloca-se o MAIOR, sinal de − , coloca-se o MENOR valor.
X =
150.120.4.100
30.5.80
=
150.120.4.100
30.5.80
=
5.120.4.100
5.80
=
80
120.4.100
=
12.4.100
8

= 12.50 = 600 segundos. Logo, item CERTO.

www.acasadoconcurseiro.com.br 34
Dica 4
Não esquecer que probabilidade representa proporção e também uma porcentagem e que a
sua “fórmula” é: p =
QUERO
TENHO
0 < P < 1
Exemplo:
3. A Professora Maria Tereza estava acompanhando as correções das redações dos alunos do
concurso do CEF e montou a tabela a seguir baseada nas dificuldades apresentadas pelos
alunos, em que cada um apontou apenas um item no qual apresentava maior dificuldade:
TIPO DE ERRO ALUNOS
Ortografia 13
Acentuação 20
Estruturas morfológicas 9
Concordância 8
Escolhendo aleatoriamente um aluno para ser acompanhado, e sabendo que este não tem
dificuldade em concordância, a probabilidade desse aluno ter encontrado dificuldade em
acentuação é superior a 50%.
( ) Certo ( ) Errado
Resolução:
Interpretando o enunciado, devemos ter cuidado com a passagem “[...] e sabendo que este
não tem dificuldade em concordância [...]”. Assim, quando formos usar a fórmula P = QUERO
/TENHO temos que perceber que o espaço amostral (TENHO) = 13+20+9=42 e não 50, pois
excluiremos os alunos com dificuldade em concordância.
Portanto:
P = 20/42 = 47,6%. Assim, item ERRADO.
www.acasadoconcurseiro.com.br
Atendimento: Marketing
Professora: Amanda Lima
www.acasadoconcurseiro.com.br 37
Atendimento: Marketing
Marketng de Relacionamento
• Foco é criar relações de longo-prazo;
• Comunicações mais individualizadas (telefone, cartas, mala-direta, email, visitas);
• Uso de ferramentas de CRM – Customer Relationship Management;
• Clientes, colaboradores (endomarketing), fornecedores, distribuidores, etc.
Marketng de Serviços
• Intangível;
• Inseparável;
• Variável;
• Perecível.
“Produtos” bancários são serviços!
Telemarketng
Técnica e mídia de marketing direto, que consiste no contato direto com consumidores e
prospects por meio do telefone. Pode ocorrer de forma receptiva (contato por parte do cliente)
ou ativa (contato feito pela empresa).
Ativo: Prospecção, vendas, acompanhamento, pós venda, relacionamento.
Receptivo: 0800, SAC, Ouvidoria.
Venda X Necessidades dos Clientes
Hoje a venda tem foco consultivo. Lembre-se:
Venda Agressiva (Hard Selling) Venda Consultiva (Soft Selling)
70% do tempo e esforço em apresentar e fechar
a venda.
70% do tempo e esforço em criar um laço de
confiança com o cliente e a compreender suas
necessidades.

www.acasadoconcurseiro.com.br 38
Vendas:

Identificação das necessidades


Foco no cliente


Foco do cliente
Cross selling: Oferecer a clientes existentes produtos complementares àqueles que já foram ou
estão a ser adquiridos.
Up selling: Expor o seu cliente a produtos premium que são mais caros, encorajando-o a gastar
um pouco mais, mas fornecendo-lhe em retorno um melhor serviço/produto.
Satsfação, Valor, e Retenção de Clientes
• Valor percebido não é penas racional, objetivo, utilitário, mas também emocional;
• Valor benefícios /custos;
• Satisfação expectativas / desempenho;
• Pesquisas frequentes, monitoramento da qualidade e reclamações.
Propaganda e promoção
• Longo prazo + persuasão = Propaganda;
• Curto prazo + estímulo = Promoção de vendas;
• Tendências Propaganda bancária: uso de novas mídias, apelos emocionais;
• Tendências Promoção de vendas: sorteios, eventos e brindes.
www.acasadoconcurseiro.com.br
Atendimento: Legislação
Professora: Tatiana Marcello
www.acasadoconcurseiro.com.br 41
Direito do Consumidor
CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR – LEI Nº 8.078/1990
CDC: Lei nº 8.078/1990: Normas são de interesse social e de ordem pública.
Vulnerabilidade: Todo consumidor é presumidamente vulnerável.
• Ao estudar o Direito do Consumidor, deve-se ter como premissa que todo consumidor é
presumidamente vulnerável na relação de consumo. A intenção do legislador foi de criar
uma situação jurídica mais favorável à parte mais fraca na relação (consumidor), a fim de
equilibrar as desigualdades.
CONCEITO DE CONSUMIDOR
• GERAL
Pessoa física ou jurídica;
Destinatário final.
• POR EQUIPARAÇÃO
Coletividade (art. 2º, páragrafo único);
Vítimas de acidente de consumo (art. 17);
Pessoas expostas a práticas comerciais (art. 29).
• Segundo o conceito padrão, trazido pelo CDC, consumidor é toda pessoa física ou jurídica
que adquire ou utiliza produto ou serviço como destinatária final.
• No entanto, o CDC prevê categorias que, mesmo não se enquadrando nesse conceito
padrão, também receberão a proteção como se consumidores fossem. São os chamados
consumidores por equiparação:
I – a coletividade de pessoas que haja intervindo nas relações de consumo;
II – todas as vítimas de acidente de consumo;
III – todas as pessoas expostas às práticas comerciais e contratuais.

www.acasadoconcurseiro.com.br 42
CONCEITO DE FORNECEDOR
Art. 3º Fornecedor é toda pessoa física ou jurídica, pública ou privada, nacional ou
estrangeira, incluindo entes despersonalizados (exemplo: massa falida, sociedade
de fato, camelô), que desenvolvam atividade de: produção, montagem, criação,
construção, transformação, importação, exportação, distribuição ou comercialização
de produtos ou prestação de serviços.
• Fornecedor também pode ser pessoa física ou jurídica. Observar que as bancas sempre
fazem perguntas a respeito dos entes despersonalizados, como, por exemplo, o camelô,
que também é considerado fornecedor.
CONCEITO DE PRODUTO
Art. 3º, § 1º. Produto é qualquer bem móvel, imóvel, material ou imaterial.
CONCEITO DE SERVIÇO
Art. 3º, § 2º. Toda atividade fornecida no mercado, mediante remuneração
• Incluindo: Natureza bancária, financeira, crédito, securitária.
• Excluindo: Relações trabalhistas.
Súmula STJ nº 297 (instituição financeira).
• Em relação aos serviços, além daqueles expressamente citados pelo CDC, importante
conhecer o teor da seguinte Súmula do STJ:
• Súmula nº 297: O Código de Defesa do Consumidor é aplicável às instituições financeiras.
• Quanto à remuneração do serviço, deve-se compreender não apenas a direta como
também a indireta (serviço aparentemente gratuito), ou seja, quando o custo do serviço
vem embutido na própria atividade do fornecedor (exemplo: estacionamentos gratuitos
de supermercado, ou frete gratuito na compra de determinado produto, cujos custos estão
diluídos nos produtos vendidos).
Pré-Prova CEF – Atendimento: Legislação – Profª Tatiana Marcello
www.acasadoconcurseiro.com.br 43
RESPONSABILIDADE – OBJETIVA
FATO VÍCIO
• dano causado por um defeito
• profissional liberal – subjetiva
• Prazo 5 anos
_____________________________________
• Quem responde? Fabricante, produtor,
construtor, nacional ou estrangeiro e
importador.
• E o comerciante?
I ‒ não achar os outros;
II ‒ não tiver identificação dos outros;
III ‒ não armazenou bem produtos perecíveis.
• 30 dias ---------- não duráveis
• 90 dias ---------- duráveis
• Aparente/fácil constatação: Entrega do
produto ou fim execução serviço.
• Oculto: Quando ficar evidente.
• Fornecedor: 30 dias para sanar.
• Se não sanar no prazo:
• Substituição;
• Restituição;
• Abatimento.
_____________________________________
Quem responde? solidariedade (todos).
• Geralmente, as questões de provas trazem hipóteses de responsabilidade pelo fato ou pelo
vício do produto ou serviço, exigindo que o candidato saiba diferenciar esses dois institutos
que, apesar de parecidos, têm conseqüências diversas que não podem ser confundidas.
• Como a responsabilidade do fornecedor está fundada na teoria do risco da atividade,
o sistema adotou a regra da responsabilidade objetiva, ou seja, responderá
independentemente da existência de culpa.
• Entretanto, o próprio CDC traz uma exceção a essa regra da responsabilidade objetiva,
ao dispor que o profissional liberal responderá mediante a verificação de culpa, ou seja,
responderá de forma subjetiva.
• Vício: Afeta a qualidade/quantidade/disparidade dos produtos ou serviços, os quais se
tornarão impróprios ou inadequados para o fim que se destinavam ou lhe diminuirão o
valor (exemplo: liquidificador que, ao ser utilizado normalmente, em razão um vício de
qualidade, pára de funcionar).
• O consumidor terá os seguintes prazos decadenciais para reclamar junto ao fornecedor:
• 30 dias para produtos e serviços não duráveis (exemplo: alimento);
• 90 dias para produtos e serviços duráveis (exemplo: eletrodoméstico).
Se for vício aparente ou de fácil constatação, o prazo começa a contar da entrega efetiva do
produto ou do final da execução do serviço.
Se for vício oculto, o prazo começa a contar do momento em que ficar evidenciado o vício.
• Em se tratando de vício de qualidade de produto, o fornecedor terá o prazo de 30 dias
para saná-lo (efetuar a substituição das partes viciadas). Esse prazo pode ser reduzido ou
ampliado por convenção das partes, desde que não fique inferior a 7 nem superior a 180
dias.

www.acasadoconcurseiro.com.br 44
• Não sendo resolvido o problema no prazo acima, caberá ao consumidor escolher umas
dessas opções:
• substituição do produto por outro da mesma espécie, em perfeitas condições de uso;
• restituição imediata da quantia paga, monetariamente atualizada, sem prejuízo de
eventuais perdas e danos;
• abatimento proporcional do preço.
• Quem responde pelo vício? A regra é a da solidariedade, ou seja, o consumidor poderá
se dirigir a qualquer um dos fornecedores. Todos (qualquer um deles) têm o dever de
solucionar o problema perante o consumidor, e depois, entre eles, que apurem e façam os
ressarcimentos conforme acordarem.
• Fato (também chamado de acidente de consumo): Caracteriza-se por um dano decorrente
de defeito do produto ou serviço. Exemplo: liquidificador que, ao ser utilizado normalmente,
em razão de defeito técnico, explode, causando lesões físicas ou psíquicas ao consumidor
ou estragando outros objetos que estejam próximos.
• Como o fato gera um dano (que vai além do prejuízo do produto ou serviço em si), a
responsabilidade do fornecedor será de indenizar, o que, em regra, será buscado através
de uma ação judicial.
• O prazo para a propositura da ação será prescricional de 5 anos, a contar do conhecimento
do dano e sua autoria.
Quem responde pelo fato? O fabricante, o produtor, o construtor, nacional ou estrangeiro e o
importador. Entretanto, o comerciante somente responderá em 3 hipóteses:
• quando o fabricante, o construtor, o produtor ou o importador não puderem ser
identificados;
• quando o produto for fornecido sem identificação clara do seu fabricante, produtor,
construtor ou importador,
• quando não conservar adequadamente os produtos perecíveis.
Isso significa dizer que, o comerciante responde de forma subsidiária, pois somente será
responsável nas 3 hipóteses acima.
• PRÁTICAS ABUSIVAS SÃO VEDADAS PELO CDC. Vejamos algumas:
I – condicionar o fornecimento de produto ou de serviço ao fornecimento de outro
produto ou serviço (venda casada);
III – enviar ou entregar ao consumidor, sem solicitação prévia, qualquer produto,
ou fornecer qualquer serviço; (se enviar? amostra grátis)
IV – prevalecer-se da fraqueza ou ignorância do consumidor, tendo em vista sua
idade, saúde, conhecimento ou condição social, para impingir-lhe seus produtos
ou serviços;
VII – repassar informação depreciativa, referente a ato praticado pelo consumidor
no exercício de seus direitos;
XIII – aplicar fórmula ou índice de reajuste diverso do legal ou contratualmente
estabelecido.
Pré-Prova CEF – Atendimento: Legislação – Profª Tatiana Marcello
www.acasadoconcurseiro.com.br 45
• Questões sobre práticas abusivas são bastante cobradas em provas de concursos bancários,
em especial no que diz respeito àquelas previsões relativas à atividade bancária, como as
vistas acima.
Bancos de Dados e Cadastros de Consumidores
• Comunicação por escrito (dever do órgão mantenedor ‒ SPC, Serasa);
• Entidades de caráter público;
• Prazos:
• 5 dias úteis para o arquivista.
• 5 anos máximo para ficar negativado pela mesma dívida, ou quando consumada
a prescrição do débito.
• Súmula STJ nº 385: Da anotação irregular em cadastro de proteção ao crédito,
não cabe indenização por dano moral, quando preexistente legítima inscrição,
ressalvado o direito ao cancelamento.
• Bancos de dados e cadastros de consumidores: (como SPC, SERASA, etc.) são considerados
entidades de caráter público e devem permitir ao consumidor o acesso às informações
existentes. As informações negativas sobre o consumidor não podem permanecer
registradas por período superior a 5 anos. Da mesma forma, não poderão ser fornecidas
por esses órgãos informações sobre débitos cuja cobrança já esteja prescrita. O consumidor
tem direito ao acesso às informações sobre si, e, sempre que encontrar inexatidão nos seus
dados e cadastros, poderá exigir sua imediata correção, devendo o arquivista, no prazo de
5 dias úteis, comunicar a alteração aos eventuais destinatários das informações incorretas.
Cobrança de Dívidas
• Consumidor inadimplente não pode ser exposto a ridículo, constrangimento ou
ameaça.
• Pagou quantia indevida = repetição do indébito em dobro + correção monetária e
juros legais, salvo engano justificável (repetição simples).
• Na cobrança de dívidas, o consumidor inadimplente não poderá ser exposto a ridículo
ou submetido a qualquer tipo de constrangimento ou ameaça. Caso seja cobrado
indevidamente, terá direito à repetição em dobro, acrescido de juros e correção monetária,
salvo engano justificável (nessa hipótese, a repetição será simples).
Direito de Arrependimento
• 7 dias, contados da assinatura ou do recebimento.
• fora do estabelecimento.

www.acasadoconcurseiro.com.br 46
1. Prazo de arrependimento é aquele conferido ao consumidor para desistir do negócio
sempre que a contratação de fornecimento de produtos ou serviços ocorrer fora do
estabelecimento comercial.
• 7 dias a contar da assinatura do contrato ou do recebimento do produto ou serviço.
Exercido esse direito de arrependimento (que não precisa ser motivado), todos os valores pagos
serão imediatamente devolvidos e monetariamente atualizados. O CDC traz exemplos, como
vendas por telefone ou a domicílio, mas o exemplo mais comum atualmente são as compras ou
contratações de serviços pela internet.
www.acasadoconcurseiro.com.br 47
Resolução CMN/Bacen nº 3.694/2009
e Alterações Posteriores
• IMPORTANTE: É proibido às instituições recusar ou dificultar aos clientes e usuários o
acesso aos meios convencionais de atendimento (guichês de caixa), mesmo havendo
atendimento alternativo ou eletrônico. Entretanto, essa proibição não se aplica quando
se tratar de dependências exclusivamente eletrônicas nem quando se tratar de operação
onde haja previsão no contrato ou convênio para utilização de canais de atendimento
específicos.
• As instituições financeiras devem adotar, na contratação de operação e prestação de
serviços, procedimentos que assegurem:
I – serviços e produtos adequados aos interesses dos clientes e usuários;
II – a integridade, confiabilidade, segurança e sigilo das transações, bem como a legitimidade das
operações contratadas e dos serviços prestados;
III – a prestação de informações, necessárias à livre escolha e tomada de decisões dos clientes e
usuários, inclusive sobre direitos e deveres, responsabilidade, custos ou ônus, penalidade e riscos nas
contratações;
IV – o fornecimento tempestivo de contratos, recibos, extratos, comprovantes e outros documentos
relativos a operações e a serviços;
V – a utilização de redação clara, objetiva e adequada, a permitir o entendimento do consumidor
sobre as informações;
VI – possibilidade de tempestivo cancelamento dos contratos;
VII – a formalização de título adequado estipulando direitos e obrigações para abertura, utilização e
manutenção de conta de pagamento pós-paga (cartão de crédito)
VIII – o encaminhamento de instrumento de pagamento (ex.: cartão de crédito) ao domicílio do cliente
ou usuário ou a sua habilitação (desbloqueio) somente em decorrência de sua expressa solicitação
ou autorização;
IX – a identificação dos usuários finais beneficiários de pagamento ou transferência em demonstrativos
e faturas do pagador, inclusive nas situações em que o serviço de pagamento envolver instituições
participantes de diferentes arranjos de pagamento.
CÓDIGO CIVIL: “Pessoa fsica e pessoa jurídica: capacidade e incapacidade
civil, representação e domicílio”
• Capacidade de Direito = de Gozo = Jurídica: Própria do ser humano e começa do nascimento
com vida e só termina com a morte;
• Capacidade de Fato = de Exercício = de Ação: É a capacidade de exercer pessoalmente os
atos da vida civil, que em regra, é adquirida com a maioridade (18 anos).

www.acasadoconcurseiro.com.br 48
• Assim, é possível afirmar que todas as pessoas possuem capacidade de direito, mas nem
todas possuem capacidade de fato.
• Os absolutamente incapazes devem ser representados;
• Os relativamente incapazes devem ser assistidos;
Absolutamente incapaz Relativamente incapaz
Deve ser representado Deve ser assistido
Se não for representado, o negócio é nulo Se não for assistido, o negócio é anulável
Domicílio é o lugar em que as pessoas podem ser encontradas para os efeitos jurídicos.
• O domicílio da pessoa natural é o lugar onde ela estabelece a sua residência com ânimo
definitivo. Entretanto, se ela tiver diversas residências, onde, alternadamente, viva,
considerar-se-á domicílio seu qualquer delas.
www.acasadoconcurseiro.com.br
Matemática Financeira
Professor: Edgar Abreu
www.acasadoconcurseiro.com.br 51
Matemática Financeira
CESPE – UNIPAMPA – 2013. Se um capital de R$ 2.000 for aplicado
por dois anos a juros compostos, rendendo um montante de R$
32.000, a taxa anual de juros dessa aplicação será inferior a 310%.
0
2 anos
2.000
?? % aa
32.000
= ×
32.000 = 2.000 ×
=
32000
2000
= 16
= 16 −1 × 100 = 1.500%
1.500% 2 −→ 750% (J.S)
(16)
1
2
= 4
300%
CESPE – FUB – 2014. Se uma duplicata de valor nominal de R$ 6.360 for quitada dois
meses antes de seu vencimento, à taxa de desconto racional simples de 3% a.m, o valor
pago, na data de quitação, será inferior a R$ 5.950.
0
2
5.950
3 % am
6.360
=

(1 + × )
=
6.360
(1 +0,03 × 2)
=
6.360
1,06
= 6.000

www.acasadoconcurseiro.com.br 52
CESPE – ANP – 2013. Uma loja vende um smartphone por R$ 1.755,00, divididos em
12 parcelas mensais iguais e com juros de 1% ao mês. Com base nessas informações e
considerando 0,0889 e 0,0780 como valores aproximados para 0,01*(1,01)
12
/(1,01
12
– 1)
e 0,01/(1,01*(1,01
12
– 1), respectivamente, julgue os itens seguintes.
Um cliente que comprar, a prazo, um smartphone na loja pagará prestação inferior a R$
155,00.
= ×

1 −(1 + )

= ×
(1 + )

×
(1 + )

−1
= 1.755 ×
(1,01)
12
× 0,01
(1,01)
12
−1
= 1.755 × 0,0889
= 156,01
CESPE – ANP – 2013. Uma loja vende um smartphone por R$ 1.755,00, divididos em
12 parcelas mensais iguais e com juros de 1% ao mês. Com base nessas informações e
considerando 0,0889 e 0,0780 como valores aproximados para 0,01*(1,01)
12
/(1,01
12
– 1)
e 0,01/(1,01*(1,01
12
– 1), respectivamente, julgue os itens seguintes.
Suponha que um consumidor não possua recursos suficientes para comprar o aparelho à
vista e que decida depositar mensalmente, durante 12 meses, certa quantia emuma
aplicação que renda 1% a.m. Nessa situação, esse cliente atingirá seu objetivo
depositando menos de R$ 135,00 por mês.
ERRADO
= ×

(1 +)

−1
×
1
(1 + )
= 1.755 ×
0,01
(1,01)
12
−1
×
1
(1 + )
= 1.755 × 0,078
= 136,89
Pré-Prova CEF – Matemática Financeira – Prof. Edgar Abreu
www.acasadoconcurseiro.com.br 53
CESPE – ANP – 2013. Uma loja vende um smartphone por R$ 1.755,00, divididos em
12 parcelas mensais iguais e com juros de 1% ao mês. Com base nessas informações e
considerando 0,0889 e 0,0780 como valores aproximados para 0,01*(1,01)
12
/(1,01
12
– 1)
e 0,01/(1,01*(1,01
12
– 1), respectivamente, julgue os itens seguintes.
A taxa de juros cobrada pela loja corresponde a uma quantia composta anual efetiva
inferior a 12%.
ERRADO
1% ê −−→ _? _
(1,01)
12
= ↑ 12% ( )
CESPE – ANP – 2013. Uma loja de roupas está em promoção: pagamento com cheque
para noventa dias ou pagamento à vista, com 10% de desconto sobre o preço da
vitrine. Com base nessas informações e considerando 0,899 e 0,902,
respectivamente, como valores aproximados de 0,965
3
e 1,035
–3
, julgue os itens
seguintes.
A taxa mensal de desconto comercial simples concedida a quem comprar roupas na
loja, pagando à vista, será inferior a 3,5%.
= × (1 − × )
0,9 = 1 × (1 − × 3)
1 − 3 = 0,9
3 = 0,1
=
0,1
3
= 0,033
= 3,3% ê

www.acasadoconcurseiro.com.br 54
CESPE – ANP – 2013. Uma loja de roupas está em promoção: pagamento com cheque
para noventa dias ou pagamento à vista, com 10% de desconto sobre o preço da
vitrine. Com base nessas informações e considerando 0,899 e 0,902,
respectivamente, como valores aproximados de 0,965
3
e 1,035
–3
, julgue os itens
seguintes.
A taxa mensal de desconto racional simples concedida a quem comprar roupas na
loja, com pagamento à vista, é superior a 3,5%.
=

(1 + × )
90 =
100
(1 + × 3)
90 × (1 + 3) = 100
270 = 100 −90
=
10
270
= 0,037
= 3,7% ê
CESPE – ANP – 2013. Uma loja de roupas está em promoção: pagamento com cheque
para noventa dias ou pagamento à vista, com 10% de desconto sobre o preço da
vitrine. Com base nessas informações e considerando 0,899 e 0,902,
respectivamente, como valores aproximados de 0,965
3
e 1,035
–3
, julgue os itens
seguintes.
A taxa mensal de desconto comercial composto concedida a quem comprar roupas
na loja, com pagamento à vista, é inferior a 3,5%
CERTO
= × (1 − )

90 = 100 × (1 − )
3
(1 − )
3
= 0,9
(1 −0,035)
3
=
(0,965)
3
=
(0,965)
3
= 0,899
1 −0,899 = 0,101
10,1%
↓ 10,1%
Pré-Prova CEF – Matemática Financeira – Prof. Edgar Abreu
www.acasadoconcurseiro.com.br 55
CESPE – CORREIOS – 2011. Se, em um empréstimo quitado em quatro parcelas mensais,
pelo sistema de amortização constante, os juros pagos na segunda prestação forem de
R$ 300,00 e a quarta prestação for igual a R$ 2.100,00,
a soma das quantias pagas pelo tomador do empréstimo será inferior a R$ 9.100,00.
CERTO
= +
=

4
Parc Amot Saldo Dev
0 0 4A
1 A 3A
2 A 2A
3 A 1A
4 A 0

4
= +
4
2.100 = + ×
2.100 = +

2
= ×
1

2
= ×
1
300 = × 3
=
300
3
=
100

2.100 =
100

+ ×
100

2.100 =
100

+100
2.100 = 100 + 100
= 0,05
= 5%
CESPE – CORREIOS – 2011. Se, em um empréstimo quitado em quatro parcelas mensais,
pelo sistema de amortização constante, os juros pagos na segunda prestação forem de
R$ 300,00 e a quarta prestação for igual a R$ 2.100,00,
a soma das quantias pagas pelo tomador do empréstimo será inferior a R$ 9.100,00.
CERTO
2.100 = +
2.100 = +0,05
=
2100
1,05
= 2.000
=

4
= 4 × 2.000
= 8.000,00
=
9.100
4
= 2.275

4
= +
4
2.100 = 2.275 +
4
= 2.100 × 4 = ↓ 8.400
www.acasadoconcurseiro.com.br
Redação Oficial
Professora: Maria Tereza
www.acasadoconcurseiro.com.br 59
Redação Oficial
Característcas
• Impessoalidade: Ausência de impressões individuais (admite o uso do “eu”).
• Uso do padrão culto de linguagem.
• Clareza.
• Concisão.
• Formalidade: Obediência à forma e polidez.
• Uniformidade: Apresentação dos textos.
• Emissor: Um único comunicador − o Serviço Público.
• Receptor: O próprio Serviço Público ou o conjunto dos cidadãos ou instituições tratados de
forma homogênea (o público).
PRONOMES DE TRATAMENTO
1. Concordância dos pronomes de tratamento
• Concordância verbal, nominal e pronominal: 3ª pessoa.
• Adjetivos referidos a esses pronomes: Gênero gramatical coincide com o sexo da pessoa a
que se refere.
• VOSSA: Com quem se fala
• SUA: De quem se fala.
2. Emprego dos Pronomes de Tratamento
Vossa Excelência: Autoridades do Poder Executivo, Legislativo e Judiciário.
Vocativos correspondentes:
Chefes de Poder (República, Congresso e STF): Excelentíssimo Senhor, seguido do cargo
respectivo.
Demais autoridades: Senhor, seguido do cargo respectivo.
Vossa Senhoria: Demais autoridades e particulares (vocativo = Senhor).
Vossa Magnificência: Reitores (vocativo = Magnífico Reitor).

www.acasadoconcurseiro.com.br 60
Observação:
1. Não se abreviam os pronomes referentes a chefe máximo de Poder e Papa;
2. Abolido o uso de “digníssimo” e “ilustríssimo”; “doutor” – por força de tradição, também
para médicos e advogados;
3. Envelope (independentemente da hierarquia): (pronome de tratamento -SUA +) senhor
(cargo +)/nome/endereço.
FECHO
Respeitosamente: Para autoridades hierarquicamente superiores.
Atenciosamente: Para autoridades de mesmo nível hierárquico ou inferiores.
IDENTIFICAÇÃO DO SIGNATÁRIO
ASSINATURA
NOME
CARGO
Observação: Presidente da República = só assinatura.
PADRÃO OFÍCIO
• Tipo + número do expediente + sigla do órgão expedidor;
• Local / data (por extenso) à direita;
• Destinatário (nome + cargo; no ofício, também o endereço);
• Assunto (resumo do teor do documento);
• Vocativo seguido de dois-pontos;
• Texto (parágrafos numerados): Encaminhamento de documentos (referência ao expediente
que solicitou); caso contrário, informação do motivo do expediente – NA INTRODUÇÃO;
• Fecho;
• Assinatura;
• Identificação do signatário;
• Diagramação e numeração das partes.
DOCUMENTOS PADRÃO OFÍCIO
AVISO: De Ministros de Estado para iguais; geralmente, não tem parágrafos.
OFÍCIO: Para e pelas demais autoridades (cabeçalho ou no rodapé – nome do órgão ou
setor; endereço postal; telefone e endereço de correio eletrônico); no de encaminhamento,
comumente, não há parágrafos.
Pré-Prova CEF – Redação Oficial – Profª Maria Tereza
www.acasadoconcurseiro.com.br 61
MEMORANDO: Comunicação entre unidades administrativas de um mesmo órgão; destinatário
mencionado pelo cargo que ocupa; agilidade; despachos ao memorando = no próprio
documento.
OUTRAS CORRESPONDÊNCIAS
Exposição de Motivos: Dirigido ao Presidente da República ou ao Vice-Presidente (geralmente,
por um Ministro de Estado).
Mensagem: Comunicação oficial entre os Chefes dos Poderes Públicos.
Correio Eletrônico: Para que tenha valor documental, é necessário existir certificação digital.
Ofício Circular: Mesmos padrões de forma e estrutura do ofício; utilizado para tratar de um
mesmo assunto com destinatários de diferentes setores/unidades.
Ata: Registro claro e resumido das ocorrências de uma reunião.
Declaração: Afirma a existência de um fato; a existência ou não de um direito.
Atestado: Assevera a verdade (convicção transitória) acerca de determinado fato.
Certidão: Atesta verdade sobre fatos permanentes.
Despacho: Decisão proferida por autoridade em matéria que lhe é submetida à apreciação.
Pode conter apenas aprovo, defiro, etc.
Edital: Publicação pela imprensa de notícia para conhecimento das pessoas interessadas no
assunto.
Ordem de Serviço: Instrução (ato interno) dada a servidor ou órgão administrativo.
Parecer: Opinião escrita ou verbal, emitida e fundamentada por autoridade competente,
acerca de determinado assunto.
Portaria: Formaliza nomeações, demissões, suspensões e reintegrações de funcionários.
Resolução (de autarquias ou de grupos representativos): Autoridade baixa uma medida,
estabelece normas regulamentares.
Apostila: Averbação feita abaixo dos textos ou no verso de decretos e portarias pessoais
(nomeação, promoção, etc.), para corrigir-se flagrante inexatidão material do texto original
(erro na grafia de nomes próprios, lapso na especificação de datas, etc.).
Relatório: Atos e fatos sobre determinado assunto para descrição de atividades concernentes a
serviços específicos.
Requerimento: Solicitação de um bem, um direito ou uma declaração de uma autoridade
pública.
www.acasadoconcurseiro.com.br
Interpretação de Texto
Professora: Maria Tereza
www.acasadoconcurseiro.com.br 65
Interpretação de Texto
PASSO A PASSO
1. Leitura da fonte bibliográfica – gênero textual;
2. Leitura do título;
3. Leitura dos itens;
4. Destaque das expressões-chave dos itens;
5. Procura, no texto, das expressões-chave destacadas nas alternativas (as mesmas palavras,
sinônimos, paráfrases, campo semântico).
Tipos de Itens
1. DE ACORDO COM O TEXTO (e semelhantes): Trata-se de compreender TODO O texto.
RESPOSTA CORRETA = paráfrase MAIS COMPLETA daquilo que foi afirmado no texto.
2. A IDEIA CENTRAL DO TEXTO: Trata-se de apreender o TEMA que motivou o texto.
RESPOSTA CORRETA = Ideia central do texto: Encontra-se no tópico frasal (1º e 2º períodos do
texto = palavras-chave).
3. DEPREENDE-SE DA LEITURA DO TEXTO: Trata-se de inferência, isto é, ler nas entrelinhas,
nos implícitos.
Estratégias Linguístcas
1. Palavras desconhecidas = paráfrase, elementos constitutivos da palavra e campo semântico
(observar denotação X conotação).

www.acasadoconcurseiro.com.br 66
2. Observação de palavras de cunho categórico nas alternativas:
• Advérbios;
• Artigos;
• Tempos verbais;
• Expressões restritivas;
• Expressões enfáticas;
• Expressões totalizantes.
GÊNEROS TEXTUAIS
EDITORIAL: Opinativo/argumentativo, não assinado; assuntos atuais.
ARTIGOS: Autorais – assinados; objetivo = persuasão.
NOTÍCIAS: Autorais, mas nem sempre serem assinadas; objetivo = informação.
CRÔNICA: Fotografia do cotidiano; críticas ao status quo; linguagem predominantemente
coloquial.
BREVE ENSAIO: Autoral; opinativo/argumentativo; assuntos universais.
www.acasadoconcurseiro.com.br
Redação
Professora: Maria Tereza
www.acasadoconcurseiro.com.br 69
Redação
Linhas: Máximo de 30 (quanto mais, melhor!)
Apresentação: Letra legível (caneta preta), obediência às margens, hífen do lado direito da
palavra translineada.
Retificações: Não erre, mas... (excessão) exceção.
Título: A sua presença não é penalizada, a não ser que haja determinação contrária expressa
em comando da prova.
Grafia: A nova ortografia ou a antiga – desde que escreva corretamente. A anterior vale até
31/12/2015.
PASSO A PASSO
1. Aproprie-se do tema: Destaque a expressão mais abrangente = ASSUNTO.
2. Observe o comando: Texto de apoio apenas motivador (NÃO COPIE!).
3. Identifique a tipologia: EXPOSITIVO-ARGUMENTATIVA, NARRATIVA, DESCRITIVA,
INSTRUCIONAL.
4. Planeje: BANCO DE IDEIAS e DIVISÃO DOS ASPECTOS POR PARÁGRAFOS.
NUNCA MISTURE ASPECTOS!
OU
IDEIA NOVA (citação?): citação.
PLANEJAMENTO
ASSUNTO = expressão mais abrangente do
tema.
TEMA = frase em destaque.
POSICIONAMENTO=
ENCAMINHAMENTO DE SOLUÇÃO: caso o
tema proponha um problema.

www.acasadoconcurseiro.com.br 70
PLANEJAMENTO
Introdução: +/- 4
linhas
Tema + Objetivo do texto
(= aspectos) + Tese +
Encaminhamento
D 1: +/- 7 linhas ASPECTO 1
D 2: +/- 7 linhas ASPECTO 2
D 3: +/- 7 linhas ASPECTO 3
Conclusão: +/- 4
linhas
Tema + tese + ações
efetivas
2 PERÍODOS, NO MÍNIMO, EM CADA
PARÁGRAFO!
Há problema.
PLANEJAMENTO
Introdução: +/- 5
linhas
Tema + Objetivo do texto
(= aspectos) + Tese +
Encaminhamento
D 1: +/- 10 linhas ASPECTO 1
D 2: +/- 10 linhas ASPECTO 2
Conclusão: +/- 5
linhas
Tema + tese + solução (=
3º aspecto)
2 PERÍODOS, NO MÍNIMO, EM CADA
PARÁGRAFO!
Há problema.
PLANEJAMENTO
Introdução: +/- 5
linhas
Assunto + Tema + Tese
D 1: +/- 10 linhas Exposição do Tema
D 2: +/- 10 linhas TESE: argumentação.
Conclusão: +/- 5
linhas
Tema + tese + ideia nova
(citação, p.ex.)
Não há
problema. Não
há aspectos.
www.acasadoconcurseiro.com.br 71
Pré-Prova CEF – Redação – Profª Maria Tereza
OUTRAS TIPOLOGIAS
Texto Descritivo: Retrato verbal (adjetivos).
Introdução (objeto e seus aspectos gerais) + Desenvolvimentos (caracterização coerente com a
disposição no espaço) + Conclusão (texto concluído = caracterização completa).
Texto Narrativo: Fato + personagem + tempo + espaço + conflito.
Introdução (apresentação situação inicial = personagens, espaço e tempo)
D1 (estabelecimento de um conflito)
D2 (clímax)
Conclusão (solução do conflito)
Texto Instrucional: Ensina a fazer algo.
Estrutura:
• Divisão em parágrafos;
• Uso de nexos entre os parágrafos;
• Obediência à sequência dos aspectos.
www.acasadoconcurseiro.com.br
Português
Professor: Carlos Zambeli
www.acasadoconcurseiro.com.br 75
Português
“Vem comigo!!! Esquece o mundo lá fora!
Te puxa! Vale um emprego!
Acentuação! “Vamos,valendo15salários.”
1) Paroxítonas terminadas em Ditongo Crescente
Sérgio, penitenciária, polícia
2) Regra dos Hiatos ( I , U)
saída, Luíza, saúde
3) Oxítonas – A, E , O, EM, ENS
guaraná, café, cipó
Sintática =
Qual a primeira coisa a se identificar em uma frase?
Aconteceram algumas injustiças durante a aula!
Qual a segunda coisa a se identificar em uma frase?

www.acasadoconcurseiro.com.br 76
1) Verbo Intransitivo –
Existem alunos da Casa do Concurseiro em todo o país.
2) Verbo Transitivo Direto
“Amo muito tudo isso!”
3) Verbo Transitivo Indireto
“Queremos assistir ao pré-prova da Casa do Concurseiro!”
4) Verbo Transitivo Direto e Indireto
“Edgar Abreu disse aos alunos que adora Português!”
5) Verbo de Ligação
“Os alunos da Casa pareciam tranquilos durante a aula.”
1. No trecho “Os números são semelhantes aos relacionados
aos furtos, roubos e ameaças”.
O termo “números” é predicativo do sujeito.
( ) Certo ( ) Errado
2. “O IRIB e o Colégio Notarial sentem-se orgulhosos de poder
contribuir com o desenvolvimento das atividades notariais e
registrais do estado.”
A palavra “orgulhosos” é um adjetivo que está, no contexto,
exercendo a função sintática de predicativo de “IRIB” e
“Colégio Notarial”, ambos objetos diretos.
( ) Certo ( ) Errado
Pré-Prova CEF – Português – Prof. Carlos Zambeli
www.acasadoconcurseiro.com.br 77
Crase! “Prepe mais arte = prep. + art... te liga no drama.”
1) À = AO
Assistirei à aula do Zambeli.
2) Locuções adverbiais
Coloquei a venda. / à venda.
O cliente pagou a prestação./ à prestação
Não ocorre crase! “Agora vai dar a lida oh!”
1) Palavras Masculinas
Estamos aqui a negócios.
2) Antes de Verbos
Cássio estava disposto a colaborar.
3) A (singular) + palavra no Plural
Maria Tereza enviou uma redação a alunas do curso.

www.acasadoconcurseiro.com.br 78
Crase facultativa! “e não adianta ficar indignadinha, não tô nem aí”
3. O sinal indicativo de crase em “retornar à minha cidade” é facultativo e a
sua omissão preservaria os sentidos do texto e a correção das estruturas
linguísticas.
( ) Certo ( ) Errado
Minha cidade é cidade sede das Olimpíadas.
A minha cidade é cidade sede das Olimpíadas.
Retornar A (A) minha cidade...
Pronome relativo “Seeusairdaquiporqueestoufalando
errado...ninguémmemandaembora...Quem,oEdgar?”
QUE – Pode referir-se a pessoa ou coisa.
Eis o velho amigo de que lhe falei.
Vi o que aconteceu com você!
Vi aquilo que aconteceu com você!
Pré-Prova CEF – Português – Prof. Carlos Zambeli
www.acasadoconcurseiro.com.br 79
4. “Em um artigo publicado em 2000, e que fez muito
sucesso na Internet, Cristovam Buarque desenhava um
idílico mundo futuro, liberto das soberanias nacionais, em
que tudo seria de todos.”
Mantém-se a correção gramatical do texto e respeitam-se
suas relações argumentativas ao se substituir “em que”
(ℓ.3) por onde.
( ) Certo ( ) Errado
5. “Um homem do século XVI ou XVII ficaria espantado com as
exigências de identidade civil a que nós nos submetemos com
naturalidade”
O emprego da preposição antes do pronome, em “a que”, atende
à regra gramatical que exige a preposição a regendo um dos
complementos do verbo submeter.
( ) Certo ( ) Errado

www.acasadoconcurseiro.com.br 80
Oração adjetiva "Prestaatençãopessoal,issoaquinãoé
aauladoEdgar...queésódividirpor2etátudocerto"
Sempre com pronome relativo
Restritiva – sem pontuação
- Os alunos que estão neste curso se divertiram muito.
Explicativa – com pontuação
- As mulheres, que são especiais, sempre são um exemplo a ser seguido.
6. “Enquanto outros países em desenvolvimento, como China, Índia e
Coréia, investem na formação de pesquisadores e se transformam em
produtores de conhecimentos que dinamizam suas economias, o Brasil
não consegue ...
O segmento “que dinamizam suas economias” constitui oração
subordinada adjetiva restritiva e, por isso, não vemprecedido de vírgula.
( ) Certo ( ) Errado
Pré-Prova CEF – Português – Prof. Carlos Zambeli
www.acasadoconcurseiro.com.br 81
Pontuação “Eu sei que é difícil, mas eu tbm não queria estar
ensinando isso... eu queria ensinar artes...”
Ordem direta
Sujeito + verbo + complemento + Adj. Adv.
1) Enumeração
2) Adj. Adv. Deslocado
3) Expressões Intercaladas
7. “No ano passado, a produção industrial cresceu 6%, enquanto
o emprego aumentou 2,2% e o total de horas pagas pela
indústria aumentou 1,8%.”
O emprego da vírgula logo após “passado” (ℓ.1) justifica-se por
isolar o adjunto adverbial de tempo anteposto à oração principal.
( ) Certo ( ) Errado

www.acasadoconcurseiro.com.br 82
8. “As consequências mais imediatas – e moderadas – de encher os
pulmões todos os dias com o ar das metrópoles são logo sentidas:
entupimento das vias aéreas, mal-estar, crises de asma, irritação dos
olhos.”
O emprego de dois pontos após “sentidas” é necessário porque o
segmento de texto que imediatamente segue esse sinal de pontuação é
uma citação.
( ) Certo ( ) Errado
9. “A executiva norte-americana Nancy Tennant, responsável pela
transformação da Whirlpool – o maior fabricante de utilidades domésticas
dos EUA – em um pólo de inovação permanente, esteve no Brasil e falou
sobre os desafios de incorporar a inovação ao dia-a-dia dos negócios.”
Os travessões empregados no texto isolam comentário pessoal do autor em
relação aos fatos descritos.
( ) Certo ( ) Errado
Pré-Prova CEF – Português – Prof. Carlos Zambeli
www.acasadoconcurseiro.com.br 83
Nexos! “Quemvaiseroparaninfodevcs?"
Coordenados sindéticos
Aditivos, adversativos, alternativos, conclusivos, explicativos!
Subordinados adverbiais
Concessivos, consecutivos, comparativos, condicionais, conformativos,
causais, temporais, finais, proporcionais
10. “Por ironia, as notícias mais frequentes produzidas pelas pesquisas
científicas relatam não a descoberta de novos seres ou fronteiras
marinhas, mas a alarmante escalada das agressões impingidas aos
oceanos pela ação humana.”
O termo “mas” corresponde a qualquer um dos
seguintes: todavia, entretanto, no entanto, conquanto.
( ) Certo ( ) Errado

www.acasadoconcurseiro.com.br 84
11. “Apesar de pequena, a função do INMETRO é fundamental, já que a
instituição está contribuindo para a promoção da igualdade social.”
A substituição de “Apesar de” por Embora prejudica a correção gramatical do
período.
( ) Certo ( ) Errado
Já dizia Chico Buarque:
"Larga a porra do celular, senão vou ter que explicar isso mil vezes..."
Gabarito: 1. E 2. E 3. C 4. C 5. C 6. C 7. C 8. E 9. E 10. E 11. E
www.acasadoconcurseiro.com.br
Atualidades
Professor: Cássio Albernaz
www.acasadoconcurseiro.com.br 87
Atualidades
Crise Financeira dos EUA de 2008
Crise de crédito ligada à perda de liquidez do sistema bancário, tendo sua origem na construção
civil (bolha da economia americana).
Crise Europeia
Crise de crédito ligada à perda de liquidez do sistema bancário e o enfraquecimento do EURO,
tendo como origem o descompasso das contas públicas dos PIIGS (Portugal, Irlanda, Itália,
Grécia, e Espanha).
Crise do Euro = medidas de austeridade/conservadoras.
Crise da Ucrânia
Criméia era de controle soviético.
Criméia é independente desde 1992 (independência administrativa).
Diferenças étnicas na região da Criméia: Russos X Tártaros (Islâmicos) X Ucranianos (60% da
população é de origem Russa).
Dependência Econômica da Rússia.
Base de Sebastopol (Russa − troca pelo fornecimento de gás natural).
Origem da Crise:
Protestos surgiram contra a rejeição de acordo de livre comércio com a União Europeia, em
novembro de 2013, pelo governo Yanokovitch, que alegou buscar relações comerciais mais
próximas da Rússia, seu principal aliado (17.12.2013, acordo de fim das barreiras comerciais
entre Rússia e Ucrânia).
A crise demonstra uma divisão interna do país:
Sul e leste = Predomínio da língua Russa;
Norte e Oeste = Predomínio Ucraniano;
Governo Yanokovich sofria grande contestação interna desde sua eleição (acusado de fraude
eleitoral) Revolução Laranja (2004).

www.acasadoconcurseiro.com.br 88
Resultado:
Onda de protestos.
Repressão violenta aos manifestantes/mortes.
Renúncia do primeiro ministro Mykola Azarov.
Confrontos entre pró-Kiev e pró-Moscou (em Sinferopol – capital administrativa da Criméia).
Rússia aproxima tropas da ucrânia (26/02) – apoio aos separatistas, propostas de referendo.
Otan se compromete com a integridade territorial da ucrânia (apoiado por EUA).
21/02: Acordo entre oposição e governo para antecipar as eleições e volta da constituição de
2004 (limitaria os poderes do presidente).
22.02: Deposição (impeachment) do Presidente Viktor Yanokovitch (acusado de crimes em
massa na repressão contra os protestos).
Eleições marcadas para 25.05.2014.
Yulia Tymoshenko é libertada (ex-premier e principal oposicionista).
23.02: Presidente do parlamento Oleksander Turchinov assume interinamente (acordo com a
EU é a prioridade em seu governo).
Crise Venezuela
A Venezuela tem enfrentado momentos de tensão desde o início de fevereiro, com protestos
de estudantes e opositores contra o governo. A situação se agravou em 12 de fevereiro, quando
uma manifestação contra o presidente Nicolás Maduro terminou com três mortos e mais de 20
feridos.
Ao mesmo tempo em que milhares foram às ruas para criticar o governo – em um contexto de
inflação, insegurança, escassez de produtos básicos e alta criminalidade –, outros milhares se
manifestaram em favor de Maduro e contra os oposicionistas.
O líder oposicionista Leopoldo López, que convocou seus partidários para irem às ruas, disse
que o governo planejou a violência para tentar desacreditar seu movimento pacífico.
O governo acabou ordenando a prisão de Leopoldo López, e novos protestos foram convocados.
López se entregou à polícia no dia 18 de fevereiro, em meio a novas manifestações.
Rússia
Direitos Humanos (presos políticos liberados antes da olimpíada de Sochi = + 50bilhões de
dólares, fraude, corrupção, abuso de direitos trabalhistas).
Polêmica da aprovação da lei antigay: Lei antigay na Rússia proíbe a apologia da
homossexualidade e também a adoção de crianças por casais do mesmo sexo.
Pré-Prova CEF – Atualidades – Prof. Cássio Albernaz
www.acasadoconcurseiro.com.br 89
Cuba
Brasil quer tornar-se parceiro econômico privilegiado de Cuba;
Inauguração do Porto de Mariel (Odebrecht);
Cuba passa pela abertura econômica (reformas Governo Raul Castro);
Secretário da OEA visitou Cuba (depois de 50 anos), que está suspensa da OEA desde 1962.
Programa Mais Médicos
Objetiva sanar o déficit atual de médicos no país, que, segundo o Ministério da Saúde, é de 54
mil profissionais;
Médicos de outros países atendem a população pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em regiões
pobres, onde a assistência à saúde é considerada deficiente.
ONU
Assembleia Geral em setembro de 2013: Os temas foram, Síria; aproximação dos EUA e Irã;
Espionagem (Brasil – vazamento Wikileaks).
2014: Ano Internacional da Agricultura Familiar (FAO): Investimento em agricultura familiar
ainda são desproporcionais se comparados ao agronegócio.
Uruguai
Primeiro país do mundo a criar uma lei que regula o mercado da maconha.
Lei que regula venda da maconha: Controle e regulamentação da importação, do cultivo, da
colheita, da distribuição e da comercialização da maconha.
O governo uruguaio controlará toda a cadeia produtiva da maconha: Cultivo, colheita, produção,
venda e consumo.
EUA também liberou no Estado do Colorado. O próximo será Washington.
Aquecimento Global
Última COP-19 (Varsóvia): Esbarra nas questões financeiras e no novo protocolo de Kyoto para
2020.

www.acasadoconcurseiro.com.br 90
Espionagem
EUA afirma que não age unilateralmente para obtenção de dados de Internet, diz que obtém
programas secretos (prism) que eram de conhecimento das empresas de Internet.
Alemanha e Brasil condenam espionagem estadudinense.
OMC
No comando, o brasileiro Roberto Azevedo (maio de 2013).
Acordo de Bali (dezembro de 2013) pretende reativar a Rodada de Doha (liberalização do
comércio) que estava suspensa desde 2001.
Pacote de Bali (redução da burocracia alfandegária; medidas para países pobres expandirem
exportações; agricultura).
BRICS
Desaceleração das economias, dependência para financiar as ambições de crescimento (fragile
five = Turquia, Brasil, Índia; África do Sul; Indonésia).
Davos
Constatação = Fragilidade dos emergentes (BRICS).
Estreia da Dilma em Davos = busca de investimentos para o Brasil; negou a crise do BRICS.
Irã
Acordo Nuclear Iraniano (novembro de 2013).
Acordo entre Irã, EUA, França, Grã-Bretanha, China, Rússia.
O acordo prevê:
• Enriquecimento de urânio pelo Irã abaixo de 5%;
• Neutralizar o estoque de urânio enriquecido a 20%;
• Proibição de novas centrífugas;
• Suspensão dos trabalhos no reator de Arak;
• Compromisso iraniano em responder às preocupações da ONU.
Pré-Prova CEF – Atualidades – Prof. Cássio Albernaz
www.acasadoconcurseiro.com.br 91
Contrapartida:
• Acesso a 1,5 bilhão em receitas de comércio de ouro e metais preciosos;
• Suspensão de algumas sanções ao seu setor automotivo;
• Compras de petróleo iraniano permanecerão em níveis reduzidos.
Mandela
Ícone pela luta pela igualdade racial, símbolo por excelência da resistência à opressão e ao
racismo na luta pela justiça e pela emancipação humana.
Presidente da África do Sul entre 1994 – 1999.
Líder da luta contra o Apartheid (luta armada anos 1960); utilizou a desobediência civil contra
as leis segregacionistas.
Recebeu o Nobel da Paz.
Crise Egito
Palco de uma mudança política desencadeada por uma revolta popular que resultou na
renúncia, em 2011, do então presidente Hosni Mubarak. Na época − já há 30 anos no poder
−, o Egito enfrentou, dois anos depois, novas manifestações populares, que terminaram com a
derrubada do presidente Mohamed Morsi, em 3 de julho de 2013, em um golpe militar.
Eleito democraticamente em 2012, Morsi se tornou impopular após suas ações contra o
Exército: acúmulo de poderes, autoritarismo e a influência política da Irmandade Muçulmana
no país.
Após a derrubada de Morsi, os militares voltaram ao poder e colocaram a Irmandade
Muçulmana como terrorista.
Mursi responde por espionagem por dar informações ao Irã.
Irmandade muçulmana X Exército (apoiados pelos civis).
Em 2014, ocorreu a aprovação de uma nova constituição que fortalece os poderes do executivo.
Em fevereiro de 2014, meses antes da realização de novas eleições, o governo interino do Egito
renunciou.
O Primeiro Ministro Hazem Al Beblawi renunciou, juntamente com todo gabinete, abrindo
caminho para Al Sisi.
O marechal Abdel Fattah al-Sisi, homem forte do Exército e provável candidato presidencial,
também fazia parte do gabinete interino, como ministro da Defesa.
O ministro egípcio da Habitação, Ibrahim Mahlab, foi convocado para assumir o governo como
premiê.

www.acasadoconcurseiro.com.br 92
Crise Síria
Seguem os confrontos entre as tropas de Bashar Al Assad e os oposicionistas.
Refugiados concentram-se em Damasco e dependem da ajuda da UNRWA (Agencia da ONU de
Assistência aos refugiados da Palestina e no Oriente Próximo) – agência de desenvolvimento e
assistência humanitária que proporciona cuidados com saúde, educação, e ajuda de emergência
a mais de 4 milhões de pessoas que vivem na faixa de Gaza, Cisjordania, Jordania, Líbano e Síria.
Uganda
Leis anti-homossexualidade: A norma impõe sentenças de prisão perpétua para casos de
homossexualidade, casamentos do mesmo sexo e “homossexualidade agravada”. Também
prevê cinco a sete anos de prisão aos que promovam, sejam cúmplices, conspirem ou se
envolvam com a homossexualidade.
Criminalização da homossexualidade.
Presidente Yoweri Musevini.
Ameaças americanas de embargo comercial (16.02).
50 anos da ditadura militar:
Atentado Rio/Centro: Seis pessoas indiciadas pelo atentado a bomba de 1981 (17.02).
Comissão da Verdade (que existe desde 2012) planeja divulgar nomes de torturadores.
Comissão da Verdade pode investigar o período de 1946 a 1988.
Investigações da comissão conseguiram traçar detalhes do funcionamento da repressão e
conclui que ações de tortura eram política de Estado.
Lei Antcorrupção
Entrou em vigor a lei anticorrupção que estabelece punições rígidas às empresas envolvidas em
corrupção de agentes públicos (janeiro de 2014).
A empresa condenada terá prejuízos financeiro e de imagem, já que terá que divulgar uma nota
com a sentença em veículos de comunicação de grande circulação.
Deverão pagar multa de até 20% do seu faturamento.
A Lei foi sancionada após a onda de protestos (sanção em agosto).
As punições não serão retroativas.
Pré-Prova CEF – Atualidades – Prof. Cássio Albernaz
www.acasadoconcurseiro.com.br 93
Protestos e Manifestações no Brasil
Características:
a) Não foram planejadas nem comandadas pelas lideranças tradicionais (partidos, sindicatos,
etc.);
b) Movimentos em redes: O movimento de dá pelas redes virtuais e presenciais;
c) Caráter popular e demandas difusas por um Brasil melhor; por uma política sem corrupção;
por melhor qualidade de vida, etc.
Principais Argumentos:
1. Crise de Representação: Busca de cidadania política e social, e da soberania política; luta
por direitos; insatisfação com a gestão política e com a qualidade de vida.
2. Esgotamento da inclusão pelo consumo: Crise do modelo neodesenvolvimentista; inflação
e baixo crescimento econômico.
3. Criminalização do movimento: Atuação dos black blocs e recrudescimento da ação policial.
4. Carências infraestruturais: Mal uso do dinheiro público; gastos da Copa; corrupção.
Rolezinhos
Falta de opções culturais e de lazer.
Segregação do espaço urbano/elitismo.
Questão social/racial.
Discriminação.
Crise do modelo de inclusão social.
Repressão policial (denúncias de furto, confrontos, etc.)/violência/criminalização.
Liminares e proibição da entrada em shoppings por menores sem autorização dos pais; multas
aos organizadores.
Queda de venda nos shoppings.
Rolezinhos Politizados (universitários que questionam as atitudes dos shoppings).
Busca a inclusão na sociedade de consumo (visibilidade), mas não o questionamento dessa
sociedade.

www.acasadoconcurseiro.com.br 94
Copa do Mundo
Prós:
a) Benefícios econômicos: Geração de emprego, incremento de renda, atração de turistas;
elevação dos investimentos infraestruturais (aeroportos, estradas, etc.); atração de
investimentos estrangeiros.
b) Divulgação da cultura brasileira para o exterior; afirmação da cultura nacional e da
“brasilidade”.
c) Afirmação da capacidade de organização nacional de grandes eventos.
d) Ligação entre o futebol e o nacionalismo (ufanismo – “pátria de chuteiras”).
Contras:
a) Altos investimentos para a Copa e construção de estádios X baixos investimentos ou
investimentos insuficientes em educação e saúde.
b) Pouca infraestrutura para atender os turistas.
c) Exacerbação da inflação.
d) Qual o legado que deixará para o país? Elefantes brancos?
e) Endividamento para execução das obras.
f) A Ancop (Articulação Nacional dos Comitês Populares da Copa) estimou que 250 mil
pessoas foram ou serão removidas de suas casas no Brasil, em razão de obras justificadas
pela realização da Copa do Mundo e das Olimpíadas.
g) Mercado da exploração sexual.
h) Elitização, pois a população não terá acesso a ingressos.
i) Aumento da repressão policial (crime de terrorismo; bloqueio de vias públicas; participação
das forças armadas; manual de protestos, etc.).Redes Sociais
Cerimônia do Oscar: Samsung teria pago US$ 20 milhões para o canal ABC para a realização da
selfie que se espalhou pelas redes sociais.
Facebook compra o aplicativo WhatsApp por US$ 16 bilhões.
Mark Zuckerberg elogiou app que tem 450 milhões de usuários.
Essa é a maior aquisição já feita pelo Facebook, que pagou pouco mais de US$ 1 bilhão pelo
Instagram em 2012. No fim de 2013, o aplicativo de fotos começou a exibir anúncios para
levantar receitas.
Novo Código Florestal
Ruralistas X Ambientalistas.
As maiores polêmicas encontram-se em torno das Áreas de Preservação Permanente (APPs),
das Reservas Legais e da anistia para os grandes proprietários.
Desmatamento é maior em áreas de preservação pela falta de fiscalização.
Resultados:
Pré-Prova CEF – Atualidades – Prof. Cássio Albernaz
www.acasadoconcurseiro.com.br 95
APP = Redução de 30m para 15m.
Reserva Legal = Como era: 20% / 80% (Amazônia) /35%(Cerrado).
Como fica: Até 4 módulos rurais, não precisa ser recomposta.
Isenção para os desmatadores (multas anteriores a 2008).
Rio + 20
Conferência da ONU sobre desenvolvimento sustentável.
Serão debatidas a contribuição da “economia verde” para o desenvolvimento sustentável e a
eliminação da pobreza, com foco sobre a questão da estrutura de governança internacional na
área do desenvolvimento sustentável.
A conferência da ONU tem três temas centrais: Economia verde, erradicação da miséria e
governança global.
Reafirmar e ampliar os pactos sobre desenvolvimento sustentável e meio ambiente.
Cúpula da Terra = Eco Rio 92.
Cúpula dos Povos: Evento paralelo e crítico a Rio+20 por justiça social e ambiental.
Cúpula das Américas: Relações comerciais e políticas.
Lei da fcha limpa
A partir das eleições de 2012, não poderão se candidatar os políticos condenados por órgãos
judiciais colegiados por crimes de lavagem de dinheiro, formação de quadrilha e contra o
patrimônio público, improbidade administrativa, corrupção eleitoral ou compra de voto, entre
outros, mesmo que ainda possam recorrer da condenação.
Projeto de lei de iniciativa popular com mais de 1,3 milhões de assinaturas.
Tendências da Economia Brasileira
Baixo crescimento econômico.
Aumento dos juros.
Desindustrialização.
Estímulo à poupança.
Contenção do consumo.
www.acasadoconcurseiro.com.br
Conhecimentos Bancários
Professor: Edgar Abreu
www.acasadoconcurseiro.com.br 99
Conhecimentos Bancários
SOMENTE FECHADA
ABERTAS OU FECHADAS
As S.A’S
Olhe pra frente, pois atrás estão os concorrentes
bancos comerciais
bancos
investimento
bancos
desenvolvimento
bancos
cooperativo
Soc. Créd. Finan. e
investimento
Soc. Créd.
imobiliário
Soc. Arrend.
mercanti
Soc. Corret. Tít. e
valo. mobiliários
Soc. Distri. Tít. e
valo. mobiliários
Bolsa de valores
OU quotas de
responsabilida
de limitada
OU
associações
civis (sem fins
lucrativo)
Soc. De
Capitalização
Ent. Aberta de
prev. Compl.
nao s.a
CONSELHOS
(ÓRGÃOS
COLEGIADOS)
• CMN
• CRSFN
AUTARQUIAS
(ÓRGÃOS
COLEGIADOS)
• BACEN
• CVM
EMPRESA PÚBLICA
• CEF
SEM FINS LUCRATIVOS
• APE (ASSOCIAÇÃO CIVIL)
• ENTI. FECHADA PREVIDENCIA (FUNDAÇÃO OU
SOCIEDADE CIVIL)
• BOLSAS DE VALORES (ASSOCIAÇÃO CIVIL OU S.A)
COOPERATIVA
• COOPERATIVA
DE CRÉDITO
Prepare um café bem caprichado, pois em breve irei te visitar 1º colocado!

www.acasadoconcurseiro.com.br 100
PUBLICO X PRIVADO
SOMENTE PRIVADO
• BANCOS DE
INVESTIMENTO
• SOC. CRÉD.
FINANCIAMENTO E
INVESTIMENTO -
FINANCEIRAS
SOMENTE PÚBLICO
• BANCO DE
DESENVOLVIMENTO
PÚBLICO OU PRIVADO
• DEMAIS
INSTITUIÇÕES
Se tá difícil para nós, imagina para concorrência!
A f isc al izacao
Quando você ficar triste que seja por uma aula e não o curso inteiro! (Frejat-adap)
.
INST. FINANCEIRA S.A ABERTA
BOLSA DE VALORES
Merc. Capitais
CTVM
DTVM
B.I
MERCADO DE
CÂMBIO
MERCADO
BANCÁRIO
VALORES
MOBILIÁRIOS (6.404)
Pré-Prova CEF – Conhecimentos Bancários – Prof. Edgar Abreu
www.acasadoconcurseiro.com.br 101
OS D + ...
E se não der? “Nem foi tempo perdido, somos tão jovens”
D+0
LBTR
SELIC
STR
TED
D+1
LDL
DOC
CETIP (OU
D+0)
Cheques até
R$ 299,99
D+2
Cheques R$
300,00 ou +
Câmbio Pronto
(até). Superior é
câmbio futuro
Acerto
Correspondente
Bancário (até)
D+3
Ações
(até)
Outros
D+6 (até) =
Ata COPOM
português
D+7(até) =
Ata COPOM
inglês
Os Val or es (r eais)
Trocaremos 4h:30min de prova por um emprego eterno!
R$ 100,00
• Cheques maiores que esse valor,
obrigatório estar nominativo.
R$ 299,99
• Cheque até esse valor compensados
em D+2. Valor superior em D+1.
R$ 1.787,77
• Valor máximo para pagamento
prêmio nas lotéricas.
R$ 3.275
• Renda máxima para recebimento
subsídio no PMCMV
R$ 300,00 R$ 300,00
R$ 300,00 ou maior
Cheques de
R$ 299,99
Cheques R$ até
Cheques

www.acasadoconcurseiro.com.br 102
Os Val or es (r eais)
Será que funcionários da CEF tem direito a FGTS?
R$ 5.000,00
• Emissão de DOC deve ser de valor INFERIOR.
• Renda máxima familiar no PMCMV. (Rural R$ 60.000
ano).
• Máximo emprestado em financ. Aquisição de bens
de consumo duráveis no PMCMV.
R$ 10.000
• Valor máximo para câmbio sacado (mais deve ser
manual)
• Prêmio de loteria iguais ou superior serão pagos em
D+2.
R$ 15.000 • Máximo emprestado Microcrédito Orientado.
R$ 40.000
• Máximo endividamento por tomador para
empréstimo Microcrédito (excluindo habitacional)
Os Val or es (r eais)
Não vejo a hora de trocar o ead da casa pelo sistema da cef.
R$ 100.000 • Máximo emprestado por cliente em Penhor.
R$ 120.000 • Renda bruta anual máxima para Microcrédito.
R$ 250.000,00
• Inferior o DOC e Cheques liquidados no SILOC e
COMPE. Maior ou igual é STR.
• Limite cobertura FGC
R$ 1.000.000
• Inferior TED no SITRAF. Igual ou superior é no STR.
• Máximo limite por cartão BNDES por instituição
financeira.
R$ 90 milhões • Máximo faturamento empresa para cartão BNDES.
Inferior o Boletos e Cheques liquidados no SILOC e
Pré-Prova CEF – Conhecimentos Bancários – Prof. Edgar Abreu
www.acasadoconcurseiro.com.br 103
Os Val or es (dol ar )
Estudou? Se dedicou? Então, qual é o seu medo?
U$ 3.000
• Contrato de câmbio. Valores
superiores obriga a confecção.
• Limite operação de câmbio
correspondentes e máquina
dispensadora
U$ 50.000 • Máximo operação câmbio Correios
U$ 100.000
• Máximo por operação de câmbio
das CTVM, DTVM e Corr. Câmbio
Os mul t ipl os
Rac. Lógico e Matemática devem ser feita por último.
1,5
• Valor ressarcido em caso
de furto ou roubo bens
penhorados na CEF.
(atualizado pela poupança
• Salários mínimos per
capita. Limite para
dispensa de Fiador e
utilização do FGEDUC.
3
• Nota mínima avaliação
curso de graduação
superior MEC para
contemplação do FIES.
• Limite máximo
quantidade de operações
de Microcrédito por ano.

www.acasadoconcurseiro.com.br 104
Os Val or es (dol ar )
Uma errada anula uma certa. A banca é cespe e não tem informática, zerou.
U$ 3.000
• Contrato de câmbio. Valores
superiores obriga a confecção.
• Limite operação de câmbio
correspondentes e máquina
dispensadora
U$ 50.000 • Máximo operação câmbio Correios
U$
100.000
• Máximo por operação de câmbio
das CTVM, DTVM e Corr. Câmbio
Os per cent iuais
Tantos números e minha conta corrente zerada, por pouco tempo!
10%
• Acionistas preferenciais PODEM receber
a mais que ordinários.
15%
• Pagamento mínimo para as faturas de
cartão de crédito.
• Limite para emissão de lote suplementar
em valores mobiliários.
25% • Mínimo de distribuição de dividendos.
35%
• Tarifa máxima cobra pela lotérica na
confecção de bolão.
Pré-Prova CEF – Conhecimentos Bancários – Prof. Edgar Abreu
www.acasadoconcurseiro.com.br 105
Os per cent iuais
Disciplina é liberdade, Compaixão é fortaleza, Ter bondade é ter coragem. (Legião)
50%
• Limite para emissão de número de ações
preferenciais sem direito a voto.
• Limite financiado no FIES para famílias com
renda de 15 até 20 S.M.
• até 10 SM = 100%
• 10 a 15 SM = 75%
51%
• Mínimo que as cooperativas de crédito
devem deter dos Bancos Cooperativos
130%
• Calculado sobre o valor do bem. Limite
valor emprestado em penhor civil.
O cheque
Na mochila amassada uma vidinha abafada, Meu troco é pouco, é quase nada. (O Rappa)
Lei do Cheque (7.357)
Denominação CHEQUE
ordem incondicional de pagar
quantia determinada
Nome Banco (Sacado)
a indicação da data
Assinatura
Bacen (3.972)
Nome, CPF ou CNPJ
Se for PF, RG (com órgão expedidor
e UF)
Data início de relacionamento
Data confecção da folha de cheque
Conta titulada por menor ou de incapaz, os
dados de identificação do responsável que o
represente ou assista

www.acasadoconcurseiro.com.br 106
O cheque
390,00 + muita dedicação é = a um emprego estável e um salário vitalício.
Obrigado fornecer ao beneficiário, caso esteja indicado no cheque,
ou a mandatário legalmente constituído ou portado (se for o caso)
Informações
• Nome completo e endereços residencial e comercial do emitente, no caso de cheque
devolvido por: insuficiência de fundos, motivos que inclua no CCF, sustação ou revogação
(não furto roubo), divergência, insuficiência ou ausência de assinatura e erro formal
10 folhas gratuitas por mês
Fornecimento
• Cliente no CCF: Proibido. Demais casos SEMPRE facultativo.
• Proibido fornecimento de cheque antes de conferir informações ficha-proposta.
Transmissão
• Cruzado: Pago somente através de crédito em conta (geral – qualquer, especial – banco
preenchido entre as linhas)
• Endosso: Sempre em preto, só não pode se contiver expressão “não a ordem” ou similar
O cheque
O esforço é temporário, mas o benefício é pra vida toda.
Duplicidade Divergência
Pré-Prova CEF – Conhecimentos Bancários – Prof. Edgar Abreu
www.acasadoconcurseiro.com.br 107
As debent ur es
Para mim auníca coisa que “é difício” é uma casa em cima da outra!
• S.A Aberta, não financeira (fechada não oferta ao
público)
• Exceção: S.A.M, CH e BNDES-Part
• Não possui limite
Emissão
• Financiar Capital Fixo, podendo ser de Giro; (médio e
longo prazo)
Objetivo
• Agencia de rating (rever anualmente)
• Agente Fiduciário (proteger os debenturistas
• Registro e autorização junto a CVM (escritura de
emissão)
Obrigatoriedade
Oferta ao público
• Real, Flutuante, Quirografárias e Subordinadas.
Garantias (ordem)
As debent ur es
Com mais de um milhão inscritos no concurso, certamente meus concorrentes terão
problemas para conseguirem suas vagas.
• S.A Aberta, não financeira (fechada não oferta ao
público)
• Exceção: S.A.M, CH e BNDES-Part
• Não possui limite
Emissão
• Financiar Capital Fixo, podendo ser de Giro; (médio e
longo prazo)
Objetivo
• Agencia de rating (rever anualmente)
• Agente Fiduciário (proteger os debenturistas
• Registro e autorização junto a CVM (escritura de
emissão)
Obrigatoriedade
Oferta ao público
• Real, Flutuante, Quirografárias e Subordinadas.
Garantias (ordem)

www.acasadoconcurseiro.com.br 108
O SPB
Certo que Estou me Sentindo Preparado para Esse concurso!
• sistema de liquidação bruta em tempo real operado
pelo Banco Central do Brasil STR
• Operado pelo BACEN + ANBIMA
• Liquida operações com títulos públicos federais em
tempo real. (LBTR)
SELIC
• S.A Aberta
• Renda fixa, derivativos , TPM e TPE.
• Conforme o tipo de operação e o horário em que
realizada, a liquidação é em D (LBTR) ou D+1 (LDL)
CETIP
• SILOC: DOC e Boletos
• SITRAF: TED CIP
A pol it ica monet ar ia
Estou só pelo vale alimentação!
• Banco Comercial
• Banco Cooperativo
• Banco Múltiplo (carteira comercial)
• Cooperativa de Crédito
• CEF
Instituições
Monetárias
(criam moeda)
• Taca de Juros Selic-Meta
• Redesconto
• Compulsório
• Mercado Aberto (Open Market) –
Mais ágil
Os
instrumentos
Pré-Prova CEF – Conhecimentos Bancários – Prof. Edgar Abreu
www.acasadoconcurseiro.com.br 109
A pol it ica monet ar ia
Mensagem agui
• Taxa Selic Meta
• Alíquota Compulsório
• Taxa Redesconto
• Liquidez (M1 aumenta)
• Crédito
• Inflação
• PIB
• Taxa Selic Meta
• Alíquota Compulsório
• Taxa Redesconto
• Liquidez (M1 reduz)
• Crédito
• Inflação
• PIB
O c opom
Está com medinho 02? Pede pra sair!
DETERMINAR
META
Inflação: CMN
Taxa Juros:
COPOM
Fixar Tx Juros:
BACEN
Diretores
do
BACEN
Reuniões 8
por ano
(ordinárias)
Terças e
Quartas
ATA até 6
d.u (port)
e 7
(inglês)
Publica e analisa o
relatório de
Inflação.
(trimestral)
Carta Aberta
do Pres. Bacen
para Ministro
Fazenda.

www.acasadoconcurseiro.com.br 110
As Acoes
Te Puxa, vale um emprego (Zamba)
•Obrigatório mínimo
de 25% do Lucro
Líquido
•Valor pago desconta
do preço da ação
Dividendos
• Nominativa e
Escritural
Forma
• Direito a voto
• Mínimo de 50%
do Capital Social
• 1 ação = 1 voto
Ordinárias
• Pode ter:
• preferência receber
dividendos.
• adquirir direito a
voto. (3 exercício)
Preferencial
• Ações já
amortizadas do
Capital Social.
Fruição
•JSCP empresa
desconta do
imposto, limite da
TJLP.
•Bonificação: ações
novas gratís.
Bonificação e
JSCP
(facultativo)
• Não altera o
capital social
• +Valor,
–Quantidade e
–Risco
Inplit
• Não altera o
capital social
• -Valor,
+Quantidade e
+ Liquidez
Split
Pr imar io x sec undar io
Sempre colhemos o que plantamos, exceto quando a banca é a cespe!
UNDERWRITER
EMPRESA
AÇÕES
DEBÊNTURES
NOTAS PROMISSÓRIAS
BC INVESTIMENTO
BC MÚLTIPLO (INV) e CEF
D.T.V.M
C.T.V.M
INVESTIDOR
MERCADO PRIMÁRIO
TÍTULOS NOVOS
CAPTAÇÃO RECURSOS0S
MERCADO SECUNDÁRIO
BOLSA OU BALCÃO
ORGANIZADO
TÍTULOS JÁ EMITIDOS
LIQUIDEZ
Block Trade
Pré-Prova CEF – Conhecimentos Bancários – Prof. Edgar Abreu
www.acasadoconcurseiro.com.br 111
O c ambio
Se não tivesse redação nesse concurso, já estaria fazendo compras parceladas!
• Regulamentada
CMN
• Flutuante, suja
sem banda
cambial.
Política
Cambial
• Livremente pactuada.
• PTAX.
• Não existe câmbio
paralelo, comercial e
turismo
Taxa de
câmbio
• Pronta: em até
D+2
• Futura: Superior a
D+2
Prazo
• Mais que U$ 3 mil
obrigatório contrato
• Todas deve identificar e
registrar no SISBACEN
• Exportação e
Importação, registro no
SISCOMEX.
Contrato e
Registro
• Manual: Pagamento
em $$
• Sacado: Pagamento
via crédito ou débito
em conta
Tipo
• Operado por: BACEN,
SRF e SECEX
• Drawback (menos
imposto) : exclusivo
PJ exportadora.
SISCOMEX
(importação e
Exportação)
• Bancos (Exceto de
desenvolvimento) e CEF (Tudo)
• CTVM, DTVM, Corr. Câmbio (U$
100 mil)
• ECT (U$ 50 mil)
• Convênios (U$ 3 mil)
Agentes
Autorizados
O MCMV
Professor, vou usar todas essas informações quando for trabalhar na caixa? (há há)
Tipo Imóveis
Novos (urbano e Rural), Reforma (rural)
Renda Máxima Familiar
R$ 5.000,00 mês (urbano) e R$ 60.000 ano
(rural)
Agentes Financeiros
CEF e BB
Até R$
3.275,00
Subsídio
• Registro preferencial nome da
mulher.
• Obrigatório: Infra básica, água,
iluminação, via de acesso...
• Existir ou compromisso: Saúde,
educação, transporte e lazer.
• Limite R$ 5.000 compra de bens.

www.acasadoconcurseiro.com.br 112
O FIES
Ninguém carrega um fardo mais pesado do que possa suportar.
O que financia
Curso Superior (mínimo 3), podendo ser
profissional, Mestrado e Doutorado
Renda Máxima Familiar
Até 20 salários mínimos
Formula a Política e Supervisiona
MEC
Opera e faz a gestão
FNDE – Fundo Nacional do Des. Da Educação
• CEF e BB agentes Financeiros
• Durante financiamento paga juros
trimestrais limitados a R$ 50,00
• 18 meses de carência.
O micr ocr edit o
O que é meu está guardado! Tomara que esteja dentro do cofre da Caixa!
Destino
Empreendedor: Urbano ou Rural
Renda Máxima Individual
R$ 120.000 ano.
Utilização recursos do FAT
Instituições oficias: CEF, BB, BNDES, Banrisul,
BNB...
• Com recurso dep à vista, obrigatório
para: BC Múltiplo, BC Comercial e
CEF.
• Máximo endividamento do tomador:
R$ 40.000 (exceto habitacional)
Máximo de 3
operações por
ano
Pré-Prova CEF – Conhecimentos Bancários – Prof. Edgar Abreu
www.acasadoconcurseiro.com.br 113
O Penhor
É mais fácil ganhar na loteria que passar chutando em um concurso organizado pela cespe.
Objetivo
Linha de crédito ágil, exclusiva da CEF (civil)
Objetos garantia
Joias, metais preciosos, canetas, relógios e
etc.
Público alvo
Cliente ou não da CEF, com ou sem restrições.
Avaliação
máxima de
130% bem
Furto,
ressarcime
nto até 1,5
vezes o
valor
R$ 100.000
máximo
financiado
por cliente
As pol emicas
BACEN x CVM
BACEN CVM
1. Fiscaliza mercado de capitais. X X
2. Fiscaliza Bolsa de Valores. X
3. Autoriza a emissão de Valores Mobiliários. X
4. Autoriza emissão de debêntures no exterior. X
5. Autoriza a constituição e o funcionamento das DTVM e
CTVM (exercício das atividade precisa ok da CVM).
X
6. Fiscaliza as CTVM e DTVM X X
Se não der certo? Não diga que a canção está perdida, Tenha fé em Deus, tenha
fé na vida, Tente outra vez! (Raul)

www.acasadoconcurseiro.com.br 114
As pol emicas
OFERTA PÚBLICA X REGISTRO CVM
Base Legal
“Nenhuma distribuição pública de valores mobiliários será efetivada no
mercado sem prévio registro na Comissão de Valores Mobiliários”
Art. 4º parágrafo

“Sem prejuízo de outras hipóteses que serão apreciadas
especificamente pela CVM, será automaticamente dispensada de
registro, sem a necessidade de formulação do, a oferta pública de
distribuição valores mobiliários de emissão de empresas de pequeno
porte e de microempresas, assim definidas emlei.”
CVM 400 – Art
5º - Inciso III.
Toda oferta pública de valores mobiliários devem ser registrados junto a
CVM
Certo
Em alguns casos de oferta ao público de valores mobiliários a CVM
poderá dispensar de registro
Certo
Não consegui estudar informática para esse concurso de tec. bancário. E agora?
As pol emicas
Crédito rural: Pesca e aquicultura
•Não, segundo
MCR tópico (1 –
4)
É beneficiário?
• Sim, em caráter
especial,
segundo MCR
(3-4)
Pode ser
concedido
Empréstimos?
resposta
física ou jurídica que se dedique à exploração da pesca e da aquicultura,
com fins comerciais, são beneficiários legais das operações de Crédito Rural.
ERRADO
Pode ser concedido crédito rural, com a finalidade especial, a pessoa física
ou jurídica que se dedique à exploração da pesca e da aquicultura, com fins
comerciais.
CERTO
Pré-Prova CEF – Conhecimentos Bancários – Prof. Edgar Abreu
www.acasadoconcurseiro.com.br 115
As pol emicas
FIES: USO DO FGCEDUC, DISPENSA FIADOR
CURSOS
LICENCIATURA
Não consegui estudar informática para esse concurso de tec. bancário. E agora?
As pol emicas
VENDA E ALUGUEL MCMV
Após 10 anos Ou
quitando Saldo
devedor
Quando
Pode
Devolver Integral
valor pago pelo
Governo
Se tiver
Subsídio
resposta
Pode um imóvel financiado pelo PMCMV ser vendido. CERTO
Um imóvel financiado pelo PMCMV pode ser vendido sem custo a
qualquer momento pelo mutuário.
ERRADO
Já estou com saudades.... Dos parques, praia, playstation, futebol com amigos, chopp. Falta
pouco.

www.acasadoconcurseiro.com.br 116
As pol emicas
CHEQUE: ENDOSSO
Lei do Cheque
7.357/85
Artigo 17, 2º
parágrafo:
Permite endosso
em branco
Lei 8.088/90
Artigo 19: Obriga
o endosso em
preto
Vale a mais recente, logo endosso somente em preto
“Já fez sua parte, agora entregue nas mãos de Deus, Alá, Buda, Oxalá não importa qual seja
o nome do sey deus.”