Prática 10- Alcanos,Alcenos e Alcinos

Prática 11-Benzeno e Aromaticidade
Prática 12- Propriedades do alcoóis
Prática 13- Reações de caracterização de halogenetos de alquila
Prática 14- Propriedades químicas de compostos carbonílicos



Introdução:

As substâncias orgânicas com propriedades semelhantes são agrupadas, elas podem até
possuir características estruturais comuns, mas se diferenciam pelo grupo funcional.
Estas substâncias recebem a denominação de funções orgânicas, conheça nesta seção algumas
delas e seus respectivos grupos funcionais:

Funções oxigenadas – aldeídos, cetonas, ácidos carboxílios, ésteres, éteres, álcoois;

Funções nitrogenadas – aminas, amidas;

Funções halogenadas – haletos;

Função hidrogenada – hidrocarbonetos.

Esta classificação surgiu da necessidade de organizar o grande número de compostos
orgânicos em classes subdivididas que obedecem a propriedades químicas comuns. Com
certeza esta divisão facilita nosso estudo, então confira nesta seção as características e
aplicações das principais funções orgânicas.
As moléculas de compostos orgânicos de uma família são caracterizadas pela presença de um
determinado arranjo de átomos denominado grupo funcional.

Um grupo funcional é a parte da molécula onde as suas reações químicas ocorrem; é a parte
que efetivamente determina as propriedades químicas do composto (e muitas das suas
propriedades físicas também).



HIDROCARBONETOS

Os hidrocarbonetos são compostos cujas moléculas contêm apenas átomos de carbono e
hidrogênio. Por exemplo:

CH3-CH2-CH2-CH3
Os hidrocarbonetos tem um série de cadeias sendo divididos em:
1. hidrocarbonetos alifáticos: neles, a cadeia carbônica é acíclica (ou seja, aberta), sendo
subdivido em:
o alcanos
o alcenos
o alcinos
o alcadienos
o alcadiinos
1. hidrocarbonetos cíclicos: possuem pelo menos uma cadeia carbônica fechada,
subdivididos em:
o cicloalcanos ou ciclanos
o cicloalcenos ou ciclenos
o cicloalcinos ou ciclinos
o aromáticos, que possuem pelo menos um anel aromático (anel benzênico)
além de suas outras ligações.
As diferentes características físicas são uma consequência das diferentes composições
moleculares. Contudo, todos os hidrocarbonetos apresentam uma propriedade comum:
oxidam-se facilmente liberando calor. Os hidrocarbonetos naturais formam-se a grandes
pressões no interior da terra (abaixo de 150 km de profundidade) e são trazidos para zonas de
menor pressão através de processos geológicos, onde podem formar acumulações comerciais
(petróleo, gás natural, carvão etc). As moléculas de hidrocarbonetos, sobretudo as mais
complexas, possuem alta estabilidade termodinâmica. Apenas o metano, que é a molécula
mais simples (CH
4
), pode se formar em condições de pressão e temperatura mais baixas. Os
demais hidrocarbonetos não são formados espontaneamente nas camadas superficiais da
terra.
ÁLCOOIS
Os álcoois possuem o grupo funcional hidroxila (-OH) ligados a um ou mais carbonos
saturados.


Os alcoóis primários e saturados de cadeia normal com até onze carbonos são líquidos
incolores, os demais são sólidos. Os alcoóis de até três carbonos possuem cheiro agradável e á
medida que a cadeia carbônica aumenta, esses líquidos vão se tornando viscosos, de modo
que acima de onze carbonos, eles se tornam sólidos inodoros, semelhantes á parafina.
Quantos ás propriedades químicas dos alcoóis, eles são compostos muito reativos devido á
presença da hidroxila. Apresentam caráter ácido e por isso reagem com metais, anidridos,
cloretos de ácidos, metais alcalinos.

ÉTERES
Éteres são compostos orgânicos caracterizados pela presença de um átomo de oxigênio (O)
ligado a dois radicais monovalentes alquila, ou seja, hidrocarbonetos (grupos orgânicos).
Éteres possuem caráter básico e são altamente inflamáveis e voláteis. São pouco solúveis em
água(cadeia pequena), e totalmente insolúveis quando a cadeia carbônica for longa. Os éteres
com até três carbonos se encontram no estado gasoso, os com mais de três carbonos são
líquidos e os de massa molecular maior são sólidos.
ALDEÍDOS
Os aldeídos são compostos orgânicos que se apresentam pela presença do grupo funcional
carbonila (–COH).


CETONAS
Para um composto se classificar como Cetona, ele precisa possuir o grupo funcional carbonila
(C= O) ligado a dois átomos de carbono.



Fórmula estrutural da Acetona.
PROPRIEDADES QUÍMICAS DE ALDEÍDOS E CETONAS

O estado físico e a solubilidade em solventes orgânicos são propriedades físicas comuns aos
aldeídos e cetonas. Todos são líquidos, exceto o metanal, HCHO. Os primeiros de cada série
são solúveis em água devido à polaridade do grupo carbonila (+C=O – ). Por redução com
hidrogênio, de um aldeído obtém-se um álcool primário, e de uma cetona, um álcool
secundário. Os aldeídos têm também propriedades químicas que os diferenciam das cetonas.
Assim, enquanto os aldeídos são redutores (oxidam-se facilmente), as cetonas não se oxidam.

ÁCIDOS CARBOXÍLICOS
Os ácidos carboxílicos são compostos que apresentam o grupo carboxila – COOH. O grupo
carboxila, geralmente está nas extremidades da cadeia. Podendo estar ligada a radicais auila
(R), arila (Ar) e H.


Os ácidos com uma cadeia de menos de dez carbonos são líquidos e os demais, sólidos. Os
primeiros da série são solúveis em água em todas as proporções; sua solubilidade e sua acidez
diminuem com o comprimento da cadeia. Em geral, são ácidos fracos, mas muito mais fortes
que os álcoois correspondentes
HALETOS ORGÂNICOS

Haletos Orgânicos são compostos que derivam dos hidrocarbonetos pela substituição de
átomos de hidrogênio por igual número de átomos de halogênio (F, Cl, Br, I), por isso recebem
o nome de derivados halogenados.
Anidridos de Ácido Carboxílico: são compostos orgânicos obtidos pela desidratação inter-
molecular de dois ácidos carboxílicos. Sua nomenclatura é composta pela palavra anidrido
seguido do nome do menor ácido e por fim o nome do maior ácido. Caso o anidrido possuir
cadeias iguais, não se deve repetir o nome do ácido.
Fórmula Geral:

Propriedades dos haletos orgânicos: Os haletos são altamente reativos e por isso são
empregados como matéria-prima para preparar compostos orgânicos. Encontram-se em
condições ambientais nas fases sólida, líquida ou gasosa; na fase líquida são incolores, com
alta toxicidade e com cheiro agradável;são solúveis em solventes orgânicos e insolúveis em
água; apresentam pontos de fusão e ebulição crescentes com o aumento da massa molecular.
ÉSTERES
Os Ésteres são compostos orgânicos que apresentam fórmula geral R − COO − R1, são
caracterizados pelo grupo funcional:

O

− C − O −

R e R1 são radicais orgânicos, veja o exemplo:

O

H3C − C − O − CH3
Etanoato de metila ou
acetato de metila

Os ésteres são líquidos pouco solúveis em água e com cheiro agradável de fruta. Costumam
ser utilizados como solventes e matérias-primas na fabricação de essências artificiais e
perfumes.
AMINAS
As aminas são consideradas bases orgânicas, elas são obtidas através da substituição de um ou
mais hidrogênio da amônia (NH
3
) por demais grupos orgânicos. Elas possuem em sua fórmula
geral o elemento Nitrogênio.
A presença de um par de elétrons livres é responsável por propriedades físicas e químicas
particulares nas aminas como o ponto de ebulição, que é mais baixo que os dos alcoóis mas
maiores que os dos éteres de peso molecular semelhante.

AMIDAS
As amidas são compostos orgânicos, ou seja, possuem átomos de carbono em sua estrutura.
Todas as amidas possuem em sua fórmula geral, além de carbonos, o grupo carbonila (C=O) e
o grupo amino (NH
2
), veja a estrutura:

O

─ C ─ NH
2
As aminas primárias e secundárias têm uma temperatura de ebulição e de fusão mais alta que
a dos hidrocarbonetos com mesmo número de carbonos, e mais baixa que a dos álcoois. Já as
aminas terciárias possuem temperaturas de fusão e de ebulição inferiores às dos
hidrocarbonetos de massa molecular parecida. A propriedade química mais destacada e geral
das aminas é a basicidade que apresentam em dissolução aquosa.


Bibliografia: ALLINGER,NORMAN L. Química Orgânica.Segunda Edição. 1976