PALESTRA PARA ESPOSAS DE OBREIROS – IEAD MUP 1

Reunião Geral de Obreiros – (Convidadas Especiais Esposa de Obreiros) – 28/06/2013
ESPOSA DO OBREIRO
Muitas mulheres são esposas de alcoólatras, drogados, adúlteros,
espancadores, viciados, homens sem responsabilidade ou compromisso com a
família. Quantas famílias vivem em uma casa, mas não tem um lar; há
ausência da figura masculina não de corpo presente, mas em atitudes ações
em transmitir amor, carinho, respeito, segurança fatores importantes na
formação de um lar. Graças a Deus que Ele lhes deu o privilegio de serem
esposas de obreiros – homens que nasceram de novo, que são novas criaturas
em Cristo Jesus, homens que apesar das suas imperfeiçoes fazem de suas
casas um lar.

Ser obreiro do Senhor é a tarefa mais gloriosa na face da Terra. Além
dos galardões a que todo crente tem direito, é previsto um, específico para o
obreiro: A coroa de glória (1 Pe 5.2-4). Por outro lado, é a tarefa mais pesada,
mais incompreendida e a que exige mais responsabilidade diante de Deus. Ele
precisa ser exemplo do rebanho (1 Pe 5.3), exemplo dos fiéis (1 Tm 4.12).

Muitas esposas de obreiros não escolheram essa posição; mas, aprouve
Deus que assim fosse. É de grande a importância do papel da mulher no
ministério do obreiro, a “chamada ministerial não é imparcial, dentro do
contexto bíblico o homem e a mulher são ambos uma só carne, portanto o
ministério é dos dois”.

A despeito dos dissabores a esposa do obreiro é a sua melhor auxiliar,
sua mais eficiente diaconisa, pronta para servi-lo as vinte e quatro horas do dia,
pois ela é a sua confidente, sua amiga, seu ombro pra chorar quando a
ingratidão da igreja aparece, é até muitas vezes quando alguém critica o seu
trabalho.

Torna-se um sério problema quando a mulher não aceita, ou faz-de-
conta que aceita ser esposa de obreiro, mas não tem um compromisso pessoal
com Deus. Ela acaba tendo um sentimento de obrigação, de cruz, de peso, e
não de privilégio e honra.

Não são poucos os ministérios destruídos por uma esposa
incompreensiva, que vive sempre de mal consigo mesma e com a chamada
ministerial do marido. Por mais que o marido tente, esforça-se, se Deus não
usar de misericórdia, essa mulher destruirá tudo. Deus confia às mulheres
(esposas de obreiros), a tarefa da parceria ministerial. O obreiro ficará mais
completo, se a esposa assessorá-lo, ajuda-lo no desempenho do seu
ministério. Jamais deveria surgir qualquer divergência entre a esposa e o
esposo em relação ao serviço, a chamada ministerial. O casal verdadeiramente
são um e, portanto devem compreender-se e pensar como uma só carne.

A esposa do obreiro pode fazer ou desfazer o trabalho do esposo. Ela
esta tão próxima dele, que tem condições de influencia-lo de modo mais
decisivo. Pode ajudá-lo ou prejudicá-lo, no desempenho do seu ministério. Nas
mãos dela repousa o poder da força e ajuda, ela pode leva-lo a tomar uma
decisão a favor ou contraria à vontade de Deus. Ela deve compreender que o
fracasso dele é também o seu, assim como o sucesso espiritual do esposo é o
dela. Ela esta unida a ele para melhor ou para pior, e levanta-se ou cai juntos,
cabe a ela, portanto, ser uma esposa sábia e de ser uma influencia sadia para
o seu esposo.
PALESTRA PARA ESPOSAS DE OBREIROS – IEAD MUP 2

Reunião Geral de Obreiros – (Convidadas Especiais Esposa de Obreiros) – 28/06/2013
As paginas da Bíblia trazem inúmeras ilustrações das verdades de
mulheres que influenciaram seus esposos de maneira maléfica.

A esposa de Jó teve oportunidade de ajudá-lo, de ser uma mulher
perfeita e auxiliadora em todos os sentidos. Fracassou, no entanto, perante o
fiel marido e perante Deus, tornando-se mais uma carga do que propriamente
um bem. Embora tivesse Jô o direito de ser apoiado pela esposa, não seria,
contudo justificado se fosse infiel a Deus quando este apoio foi negado. Ao
contrario de Adão, ele não apresentou a Deus qualquer desculpa, como Adão
que disse: "...A mulher que tu me deste..." . E assim, embora a Jó houvesse
sido negado o consolo e o encorajamento de sua mulher, não quis ele, contudo
perder a alma e praticar o que era errado. Jó é um exemplo de integridade
cristã.

Deus espera que as mulheres (esposas de obreiros) cumpram o seu
papel de auxiliadora idônea ao lado do seu marido (Gn 3:18), porque ainda que
o mundo inteiro se volte contra ele, o obreiro a exemplo de Jó deve
permanecer leal a Deus até o fim.

Muitas mulheres por falta de entendimento, compreensão ao chamado,
ao compromisso do seu esposo para com Deus, tornaram-se um Golias em
suas vidas – o Golias interno causa mais dano do que o externo. Diante de
Golias o obreiro deve mostrar a fé de Davi, a mesma integridade de Jó e não
cair na fraqueza de Adão. Deus puniu severamente Adão por sua parte no
pecado e pela fraqueza de haver cedido ao engodo (sedução) da mulher -
Adão e Eva sofreram as consequências do seu erro.

A Mãe de Sansão é um grande exemplo a ser seguido - O anjo apareceu
a ela trazendo-lhe a revelação do futuro acontecimento – o nascimento de
Sansão embora ela sendo estéril. Ela imediatamente foi contar ao seu esposo,
o qual lhe disse que lhe fizesse saber caso o anjo lhe aparecesse de novo.
Quando do reaparecimento do anjo, ela de imediato informou o marido,
segundo ele pedira, e juntos prepararam um sacrifício. Quando o anjo agiu de
forma assombrosa, e subiu na chama que se elevava do altar, Manoá foi
tomado de terror: "...E disse Manoá à sua mulher: Certamente morreremos,
porquanto temos visto Deus; Porém sua mulher lhe disse: Se o SENHOR nos
quisera matar, não aceitaria da nossa mão o holocausto e a oferta de
manjares, nem nos mostraria tudo isto, nem nos deixaria ouvir tais coisas neste
tempo..." (Jz.13:22-23). Feliz é o obreiro cuja esposa o encoraja e lhe consola
o coração, quando parece que a carga é por demais pesada para ele. Ela o faz
lembrar-se da infalível presença de Deus e da certeza do galardão que lhes
caberá se obedecerem fielmente a Deus. Mulheres sábias que edificam suas
casas pagam o preço, a fim de trilhar o duro caminho do evangelho com Cristo
ao lado do seu esposo. Grande será o galardão da esposa dedicada!

"A mulher virtuosa é a coroa do seu marido, mas a que procede
vergonhosamente é como apodrecimento nos seus ossos " (Pv.12:4) "Muitas
filhas agiram virtuosamente, mas tu a todas és superior; Enganosa é a graça, e
vaidade, a formosura, mas a mulher que teme ao SENHOR, essa será louvada;
Dai-lhe do fruto das suas mãos, e louvem-na nas portas as suas obras..."
(Pv.31:29-31)

A mulher sábia (esposa de obreiro) ela compartilha com ele a pregação
e o ensinamento com seu comportamento obedecendo a doutrina da Palavra
PALESTRA PARA ESPOSAS DE OBREIROS – IEAD MUP 3

Reunião Geral de Obreiros – (Convidadas Especiais Esposa de Obreiros) – 28/06/2013
de Deus e os bons costumes da igreja, sua posição é servir de grande exemplo
às outras irmãs da Igreja. No aspecto espiritual, ela é parte integrante das
atividades ministeriais do seu marido. Pela palavra de Deus, entendemos que
ela é ajudadora, assistente, companheira nos momentos de luta, amiga em
todo o tempo, de confiança em todas as circunstâncias. Sendo sábia, o temor
do Senhor é a base fundamental da sua fé, e, na submissão, ela reconhece a
sua chamada por intermédio da missão do seu marido.

Ser esposa de obreiro significa abraçar uma missão designada por
Deus. É uma grande incumbência, difícil até de ser explicada. Requer
conhecimento pleno da sua responsabilidade, visão do trabalho a ser realizado,
compromisso, humildade para conhecer a perfeita vontade de Deus e
submissão para com o seu Senhor.

A mulher que aceita tal desafio precisa saber que dela será exigido mais
do que pensa. Para cumprir essa grande missão de ser esposa de obreiro ela
não pode comer o "pão da preguiça". A tarefa de auxiliar o seu marido resulta
em benção não só para o seu lar, mas também para a Igreja do Senhor. As
esposas de obreiros necessitam compreensão divina e muita sabedoria de
Deus para ajudar seu esposo.

Ef 5. 25-33 - “Maridos, amai vossa mulher, como também Cristo amou a
igreja e a si mesmo se entregou por ela, para que a santificasse, tendo-a
purificado por meio da lavagem de água pela palavra, para a apresentar a si
mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, porém
santa e sem defeito. Assim também os maridos devem amar a sua mulher
como ao próprio corpo. Quem ama a esposa a si mesmo se ama. Porque
ninguém jamais odiou a própria carne; antes, a alimenta e dela cuida, como
também Cristo o faz com a igreja; porque somos membros do seu corpo. Eis
por que deixará o homem a seu pai e a sua mãe e se unirá à sua mulher, e se
tornarão os dois uma só carne. Grande é este mistério, mas eu me refiro a
Cristo e à igreja. Não obstante, vós, cada um de per si também ame a própria
esposa como a si mesmo, e a esposa respeite ao marido.”

Quando Deus criou Adão, teve de criar também Eva, pois o homem não
poderia desempenhar o papel da mulher, e vice-versa; aí está a raiz da perfeita
unidade entre esposa e marido. A mulher precisa olhar para o marido como se
fosse Jesus, e o marido olhar para a esposa como a Igreja. Dessa maneira, a
mulher se sentirá capaz de desempenhar o seu papel ao lado do seu marido. É
isso que a Bíblia diz: “mulher sábia edifica a sua casa, mas a insensata, com as
próprias mãos a derruba” – Pv 14.1.

Não é fácil encontrar a mulher sábia, virtuosa, digna, santa e pura,
imagem da Igreja do Senhor Jesus. A verdade é que geralmente as mulheres
estão mais preocupadas com a beleza exterior do que a interior, infelizmente,
até mesmo dentro das igrejas este pensamento tem prevalecido.
Nós vivemos num mundo de podridão. É preciso que a mulher se preserve;
seja discreta, uma verdadeira mulher de Deus, cheia do Espírito Santo.
Salomão disse: “Mulher virtuosa quem a achará? O seu valor muito excede o
de finas joias. O coração do seu marido confia nela...” – Pv 31.10-11. Ora, se
naquele tempo era difícil, imagine hoje! A mulher virtuosa é discreta, entra e sai
sem ser notada, ao contrário das mulheres do mundo, as quais geralmente
chamam a atenção de todos. A mulher de Deus é pura, santa (separada),
PALESTRA PARA ESPOSAS DE OBREIROS – IEAD MUP 4

Reunião Geral de Obreiros – (Convidadas Especiais Esposa de Obreiros) – 28/06/2013
imagem do altíssimo. É essa que tem valor, a qual dá à luz verdadeiros
homens de Deus.
I Co 15:33 - “Não vos enganeis. As más companhias (conversações)
corrompem os bons costumes”.

Jesus disse que pelos frutos se conhece a arvore, se é boa ou má; (Mt
7:16-20) assim é só observar as atitudes de uma pessoa, que manifestará os
seus frutos, outra forma é avaliar os frutos, se provem é do espírito, ou da
carne, os da carne são: (Gl 5:16-21; Lv 19:16; Pv 11:13) E os do espírito são:
(Gl 5;22,23; II Co 6:17)

Infelizmente mesmo dentro da igreja existem pessoas que não são boa
companhia para esposas de obreiros. Esposas de obreiros precisam da Graça
de Deus para identifica-las e saber conviver com elas sem prejudicar o
ministério que lhe foi confiado. A má companhia faz com que as pessoas vejam
você como os tais, fazem perder a moral e credibilidade de quem o assiste.
“Quem anda com os sábios será sábio; mas o companheiro dos tolos sofre
aflição”. (Pv 13:20;22:24,25).

"Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos
ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos
escarnecedores. Antes tem o seu prazer na lei do SENHOR, e na sua lei
medita de dia e de noite. Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de
águas, a qual dá o seu fruto no seu tempo; as suas folhas não cairão, e tudo
quanto fizer prosperará". (Sl 1:1-3)

O cristão que se guarda das más companhias e procura pautar a sua
vida pela Palavra de Deus é comparado a uma árvore plantada junto a ribeiro
de águas, que no tempo próprio produz bons frutos.

Jesus fez uma comparação interessante quando disse: Porventura
colher-se-á figos dos abrolhos? (Mt 7.16). Mesmo sendo as flores dos abrolhos
muito parecidas com as da figueira, é impossível se fazer confusão entre uma
árvore e uma erva daninha.

Jesus falou em frutos e em árvores, é certo que Ele estava usando uma
simbologia para se fazer entendido com mais facilidade. Os frutos são, pois, as
ações, as atitudes praticadas por cada um de nós.

As esposas de obreiros precisam ficar atentas para não escorregar, isto
é, seguir aquelas que vivem dentro da igreja, mas estão em trevas. É próprio
da nossa natureza pecaminosa se deixar impressionar pelo mal do que pelo
bem: "Mais fácil é contrair uma doença do que dela se curar. Assim acontece
que menos nos custa imitar o mal exemplo que outros nos dão, do que deixar
nos arrastar pelo seu bom exemplo".

Existem casamentos, famílias e ministérios que foram destruídos porque
uma das partes (cônjuges) foi infectada por opiniões, pensamento e modo de
agir de “ímpios” membros da igreja.

“Diga-me com que tu andas e eu te direi quem você é”. Quer ter um lar,
um ministério abençoado ao lado do seu esposo não se assente na roda dos
escarnecedores, dos que zombam de tudo que é sagrado, que falam mal da
igreja, da liderança sem você perceber aos poucos você estará pensando e
PALESTRA PARA ESPOSAS DE OBREIROS – IEAD MUP 5

Reunião Geral de Obreiros – (Convidadas Especiais Esposa de Obreiros) – 28/06/2013
agindo como eles. Lembre-se que, até mesmo Pedro negou o Jesus ao
assentar-se na roda dos escarnecedores: (Mt 26:69-75).
Felizes são aqueles que têm o prazer nas coisas de Deus na obediência
a Sua Palavra e Seus preceitos, eles serão como as árvores que crescem na
beira de um riacho; darão frutos na estação própria; as suas folhas não
murcharão, e tudo quanto fizerem há de dar certo. Esta é a promessa do Deus
que não pode mentir; abrace-a pela fé, e seja feliz. Deus dirige e abençoa a
vida dos que lhe obedecem, porém o fim dos desobedientes é a desgraça e a
morte.

QUALIDADES INDISPENSÁVEIS PARA A ESPOSA DO OBREIRO

I Tm 3.11 - “Da mesma sorte, quanto as mulheres, é necessário que elas sejam
respeitáveis, não maldizentes, temperantes e fieis em tudo.”

 RESPEITÁVEIS – CUIDADOSAS: Do grego “Semnos”que significa:
“digna de respeito”, “nobre”, “séria”. Devem ser mulheres de aspecto
digno, adquirindo o respeito dos outros não por imposição, mas pelo seu
caráter serio e nobre, o termo indica igualmente a reverencia que
alguém deve ter pelas coisas Sagradas.

 NÃO MALDIZENTES – MEXERIQUEIRAS, MURMURADORAS: Do
grego “diabolos”, que significa caluniador, acusador, termo usado como
titulo a satanás, o pecado de maledicência é um dos favoritos entre as
mulheres, isto é, universalmente conhecido más muitos homens não tem
ficado de fora.

 SÓBRIAS – TEMPERANTES: Pessoas temperadas no proceder, no
vestir, na compostura, na ética, etc.. Sendo também uma exigência para
obreiros em geral.

 FIÉIS EM TUDO: Do grego “pistas” que significa, fiel, digno de
confiança. “Em tudo” – Indicando que essa virtude deve caracterizá-la
em todas as facetas de sua vida.

Deus abençoe todas as esposas dos obreiros e mulheres que estão se
empenhadas a fazer a obra de Deus.

A obediência e a melhor forma de viver, a forma mais nobre de sofrer, e a
forma mais confortável de morrer. Terrível é a situação daqueles que trilham e
morrem no caminho da desobediência.

Portanto: “permanece naquilo que aprendeste, e de que foste inteirado,
sabendo de quem o tens aprendido, E que desde a tua meninice sabes as
sagradas Escrituras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há
em Cristo Jesus. Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para
ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça; Para que o
homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda boa obra”
(2Tm 3:14-17).

Pr Jailton J G Batista
IEAD MUP