You are on page 1of 11

Bibliografia.

ADORNO, Theodor W. & HORKHEIMER, Max. A indústria cultural. O iluminismo como
mistificação de massa. Tradução de Júlia Elisabeth Levy. In LIMA, Luiz Costa. Teoria
da cultura de massa. 5ª ed. – São Paulo: Editora Paz e Terra, 2000.

ARANTES, Priscila. Arte e mídia: perspectivas da estética digital. – São Paulo: Editora
Senac São Paulo, 2005.

ASCOTT, Roy. Cultivando o hipercórtex. Tradução de Flavia Saretta. In DOMINGUES,
Diana (Org.). A arte no século XXI: a humanização das tecnologias. – São Paulo:
Fundação Editora da UNESP, 1997.

ARENDT, Hannah. A crise da cultura: sua importância social e política. In Entre o
passado e o futuro. Tradução de Mauro W. Barbosa de Almeida. – 5ª. ed. – São
Paulo: Editora Perspectiva.

BENJAMIN, Walter. A obra de arte na era de sua reprodutibilidade técnica. Tradução
de Carlos Nelson Coutinho. In LIMA, Luiz Costa. Teoria da cultura de massa. 5ª ed. –
São Paulo: Editora Paz e Terra, 2000.Tradução de Maria Carmelita Pádua Dias. – Rio
de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2004.

BAUDRILLARD, Jean. Tela total: mito-ironias do virtual e da imagem. 2a. ed.; tradução
de Juremir Machado da Silva.– Porto Alegre: Editora Sulina, 1999.

..................................... Simulacros e simulação. Tradução de Maria João da
Costa Pereira. – Lisboa: Relógio d’Água, 1991.

BRET, Michel. O tempo reencontrado. Tradução de Gilse Boscato Muratore e Diana
Domingues. In DOMINGUES, Diana (Org.). A arte no século XXI: a humanização das
tecnologias. – São Paulo: Fundação Editora da UNESP, 1997.

BRETON, Philippe. À imagem do homem: do Golem às criaturas virtuais. Tradução de
Joana Chaves. – Lisboa: Instituto Piaget, 1997.

BRIGGS, Asa e BURKE, Peter. Uma história social da mídia: de Gutenberg à Internet.
Tradução de Maria Carmelita Pádua Dias. – Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2004.

CADOZ, Claude. Realidade virtual. Tradução de Paulo Goya. – São Paulo: Editora
Ática, 1997.

CAPISANI, Dulcimira (Org.). Transformação e realidade: mundos convergentes e
divergentes. – Campo Grande, MS: PROPP/CEAD/UFMS, 2001.

CAPUCCI, Píer Luigi. Por uma arte do futuro. Tradução de Dion Davi Macedo. In
DOMINGUES, Diana (Org.). A arte no século XXI: a humanização das tecnologias. –
São Paulo: Fundação Editora da UNESP, 1997.

CASTELLS, Manuel. A galáxia da internet: reflexões sobre a internet, os negócios e a
sociedade; tradução de Maria Luiza X. de A. Borges; revisão Paulo Vaz. – Rio de
Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2003.

.................................. A sociedade em rede – Vol. 1 - (A era da informação: economia,
sociedade e cultura); tradução de Roneide Venâncio Majer. – São Paulo: Paz e Terra,
199.

COSTA, Mario. O sublime tecnológico; tradução de Dion Davi Macedo. – São Paulo:
Experimento.

COUCHOT, Edmond. A tecnologia na arte: da fotografia à realidade virtual; Tradução
de Sandra Rey. – Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2003.

DEFLEUR. Melvin L. & BALL-ROKEACh, Sandra. Teorias da comunicação de massa.
Tradução de Octavio Alves Velho. – Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1993.
d
DELEUZE, Gilles & GUATTARI, Félix. O anti-édipo: capitalismo e esquizofrenia;
tradução de Joana Moraes Varela, Manuel Carrilho. – Lisboa: Assírio & Alvim, 1966.

DERY, Mark. Velocidad de escape: La cibercultura en el final del siglo. Tradução de
Ramón Montoya Vozmediano. – Madri: Edicones Siruela, 1998.

DOMINGUES, Diana (Org.). Arte e vida no século XXI: tecnologia, ciência e
criatividade. – São Paulo: Editora UNESP, 2003.

............................................. A arte no século XXI: a humanização das tecnologias. –
São Paulo: Fundação Editora da UNESP, 1997.

DOMINGUES, Diana e VENTURELLI Suzete (Orgs.). Criação e poéticas digitais. –
Caxias do Sul, RS: EDUCS, 2005.

ECO, Umberto. Apocalípticos e integrados. Tradução de Pérola de Carvalho.
5ª. Ed. – São Paulo: Editora Perspectiva, 1998.

FRAGA, Tania. Cibercenários interativos. In MEDEIROS, Maria Beatriz de (Org.). Arte
e tecnologia na cultura contemporânea. – Brasília: Dupligráfica Editora, 2002.

........................ Arte computacional e devir. In CAPISANI, Dulcimira (Org.).
Transformação e realidade: mundos convergentes e divergentes. – Campo Grande,
MS: PROPP/CEAD/UFMS Departamento de Comunicação e Artes, 2001.

FRAGOSO, Maria Luiza (Org). [Maior e igual a 4D] Arte computacional no Brasil:
reflexão e experimentação. – Brasília: Universidade de Brasília, Programa de Pós-
Graduação do Instituto de Artes, 2005.

GIANNETTI, Claudia. Estética digital: sintopia da arte, a ciência e a tecnologia.
Tradução de Maria Angélica Melendi. – Belo Horizonte: C/Arte, 2006.

GRAU, Oliver. Arte virtual: da ilusão à imersão. Tradução de Cristina Pescador et all. –
São Paulo: Editora UNESP: Editora Senac São Paulo, 2007.

GUATTARI, Félix. Caosmose: um novo paradigma estético. Tradução de Ana Lúcia de
Oliveira e Lúcia Cláudia Leão. – Rio de Janeiro: Ed. 34, 1992.

GIBSON, William. Neuromancer; tradução de Maya Sangawwa e Sílvio Alexandre. 2ª.
Ed. – São Paulo: Aleph, 1991.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade; tradução de Tomaz Tadeu da
Silva, Guacira Lopes Louro. – 4a. ed. – Rio de Janeiro: LP&A, 2000.
HARAWAY, Donna J.. Manifeto ciborgue: ciência, tecnologia e feminismo-socialista no
final do século XX; tradução de Tomaz Tadeu da Silva. In SILVA, Tomaz Tadeu da
(Org.) Antropologia do ciborgue – as vertigens do pós-humano.– Belo Horizonte:
Autêntica, 2000.

HEIDEGGER, Martin. La pregunta por la técnica. Tradução de Eustaquio
Barjau en HEIDEGGER, M., Conferencias y artículos, Ediciones del Serbal,
Barcelona, 1994, pp. 9-37.

JOHNSON, Steven. Cultura da interface: como o computador transforma nossa
maneira de criar e comunicar; tradução de Maria Luísa X. de A Borges. – Rio de
Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2001.

KERCKHOVE, Derrick de. A pele da cultura: uma investigação sobre a nova realidade
electrónica; tradução de Luís Soares e Catarina Carvalho. – Lisboa: Relógio D’Água,
1997.
…………………………….. Connected intelligence: the arrival of the web society.
Toronto, Ontario: Somerville House Publishing, 1997.

LEMOS, André e CUNHA, Paulo (Orgs.). Olhares sobre a cibercultura. – Porto Alegre:
Sulina, 2003.

LEMOS, André. Cibercultura, tecnologia e vida social na cultura contemporânea. –
Porto Alegre: Sulina, 2002.

LÉVY, Pierre. Cibercultura; tradução de Carlos Irineu da Costa. – São Paulo: Ed. 34,
1999.
...................... O que é o virtual? Tradução de Paulo Neves. – São Paulo: Ed. 34, 1996.
(Col. TRANS).

___________ As tecnologias da inteligência – O futuro do pensamento na era da
informática; tradução de Carlos Irineu da Costa. – Rio de Janeiro: Ed. 34, 1993.

MACHADO, Arlindo. O quarto iconoclasmo e outros ensaios hereges. – Rio de Janeiro:
Rios Ambiciosos, 2001.

................................ Máquina e Imaginário – O desafio das poéticas tecnológicas. –
São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 1993.

MATTELART, Armand & MATTELART, Michele. História das teorias da comunicação;
tradução de Luiz Paulo Rouanet. – São Paulo: Edições Loyola, 2000.

MCLUHAN, Marshall. Os meios de comunicação como extensões do homem; tradução
de Décio Pignatari, 1999.
MEDEIROS, Maria Beatriz de. Aisthesis: estética, educação e comunidades. –
Chapecó Argos, 2005.
................................................ (Org.). Arte e tecnologia na cultura contemporânea. –
Brasília: Dupligráfica Editora Ltda., 2002.

MORAES, Denis de. O concreto e o virtual: mídia, cultura e tecnologia. – Rio de
Janeiro: DP&A, 2001.

MUMFORD, Lewis. Arte e técnica; tradução de Fátima Godinho. – São Paulo: Livraria
Martins Fontes, 1986.

MURRAY, Janet H.. Hamlet no holodeck: o futuro da narrativa no ciberespaço;
tradução de Elissa Khoury Daher e Marcelo Fernandez Cuzziol. – São Paulo: Itaú
Cultural: Unesp, 2003.

NEGROPONTE, Nicholas. A vida digital. Trad.: de Sérgio Tellaroli. – São Paulo:
Companhia das Letras, 1995.

PARENTE, André. O virtual e o hipertextual. – Rio de Janeiro: Pazulin, 1999.

.............................. (Org.). Imagem-Máquina: a era das tecnologias do virtual.
Tradução de Rogério Luz et alii. – Rio de Janeiro: Ed. 34, 1993.

PLANT, Sadie. Mulher digital: o feminino e as novas tecnologias; tradução de Ruy
Jungmann. – Rio de Janeiro: Record: Rosa dos Tempos, 1999.

PRIMO, Alex. Interação mediada por computador: comunicação, cibercultura,
cognição. - Porto Alegre: Sulina, 2007.

POPPER, Frank. Art of the Electronic Age. – New York: Harry N. Abrams,
Incorporated, 1993.

POSTMAN, Neil. Tecnopólio: a rendição da cultura à tecnologia; tradução de Reinaldo
Guarany. – São Paulo: Nobel, 1994.

QUÉAU, Philippe. O tempo do virtual. In Parente, André (Org.). Imagem-máquina: A
era das tecnologias do virtual; tradução de Rogério Luz et alii. – Rio de Janeiro: Ed.
34, 1993.

RHEINGOLD, Howard. A comunidade virtual; tradução de Helder Aranha. – Lisboa:
Gradiva, 1996.

RIBEIRO, Gustavo Lins. Cultura e política no mundo contemporâneo: paisagens e
passagens. – Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2000.

ROSNAY, Joël. O Homem Simbiótico – Perspectivas para o Próximo Milênio; tradução
de Guilherme João de Freitas Teixeira - Petrópolis: Vozes,1997.

RÜDIGUER, Francisco. Martin Heidegger e a questão da técnica: Prospectos acerca
do futuro do homem. – Porto Alegre: Sulina, 2006.

........................................ Introdução às teorias da cibercultura: perspectivas do
pensamento tecnológico contemporâneo. – Porto Alegre: Sulina, 2003.

...................................... Elementos para a crítica da cibercultura: sujeito, objeto e
interação na era das novas tecnologias de comunicação. – São Paulo: Hacker
Editores, 2002.

RUSH, Michael. Novas mídias na arte contemporânea. Tradução de Cássia Maria
Nasser. – São Paulo: Martins Fontes, 2006.

SANTAELLA, Lucia. Navegar no ciberespaço: o perfil cognitivo do leitor imersivo. –
São Paulo: Paulus, 2004.

................................ Cultura e artes do pós-humano: da cultura das mídias à
cibercultura. – São Paulo: Paulus, 2003.
SANTAELLA, Lucia e NÖTH, Winfried. Imagem: Cognição, semiótica, mídia. – São
Paulo: Editora Iluminuras Ltda, 1998.

SANTOS, Laymert Garcia dos. Politizar as novas tecnologias: o impacto sócio-técnico
da informação digital e genética. – São Paulo: Ed. 34, 2003.

................................................... Considerações sobre a realidade virtual. In
FERREIRA, Leila da Costa (Org.). A Sociologia no Horizonte do Século XXI. São
Paulo: Boitempo Editorial, 1999.

SCHAFF, Adam. A sociedade informática: As conseqüências sociais da segunda
revolução industrial; tradução de Carlos Eduardo Jordão Machado e Luiz Arturo
Obojes. – 4a. ed. – São Paulo: Ed. da Universidade Estadual paulista : Brasiliense,
1995.

SCHEPS, Ruth (Org.). O império das técnicas; tradução de Maria Lúcia Pereira. –
Campinas, SP: Papirus, 1996.

SCHNITMAN, Dora Fried (Org.). Novos paradigmas, cultura e subjetividade; tradução
de Jussara Haubert Rodrigues. – Porto Alegre: Artes Médicas, 1996.

SERRES, Michel. Hominescências: o começo de uma outra humanidade; tradução de
Edgard de Assis carvalho, Mariza Perassi Bosco. – Rio de Janeiro: Bertrand Brasil,
2003.
............................. Atlas; tradução de João Paz. – Lisboa: Instituto Piaget, 1997.

SFEZ, Lucien. Crítica da comunicação. tradução de Maria Stela Gonçalves e Adail
Ubirajara Sobral. – 2a. ed. – São Paulo: Edições Loyola, 2000.

STELARC. Das estratégias psicológicas às ciberestratégias: a protética, a robótica e a
existência remota. Tradução de Flavia Saretta. In DOMINGUES, Diana (Org.). A arte
no século XXI: a humanização das tecnologias. – São Paulo: Fundação Editora da
UNESP, 1997.

STIEGLER, Bernard & MEDEIROS, Maria Beatriz de (Org. e trad.). Bernard Stiegler:
reflexões (não) contemporâneas. – Chapecó : Argos, 2007.
THOMPSON, John B.. A mídia e a modernidade: uma teoria social da mídia; tradução
de Wagner de Oliveira Brandão. – Petrópolis, RJ: Vozes, 1998.

TURING, Alan. Computing machinery and intelligence. In HOFSTADTER, Douglas R..
Gödel, Escher, Bach: um entrelaçamento de gênios brilhantes; tradução de José
Viegas Filho. – Brasília: Editora Universidade de Brasília : São Paulo: Imprensa Oficial
do Estado, 2001.

TURKLE, Sherry. A vida no ecrã: a identidade na era da internet; tradução de Paulo
Faria. – Lisboa: Relógio D’Água, 1997.

VENTURELLI, Suzete. Arte:espaço_tempo_imagem. – Brasília: Editora
Universidade de Brasília, 2004.

VILLAÇA, Nízia, GÓES, Fred e KOSOVSKI, Ester (Orgs.). Que corpo é esse? Novas
perspectivas. – Rio de Janeiro: Mauad, 1999.

VIRILIO, Paul. O espaço crítico e as perspectivas do tempo real. Trad.: Paulo Roberto
Pires. – Rio de Janeiro: Ed. 34, 1993.

WEISSBERG, Jean-Louis. Real e Virtual. In PARENTE, André (Org.). Imagem-
Máquina: a era das tecnologias do virtual; tradução de Rogério Luz et alii. – Rio de
Janeiro: Ed. 34, 1991.

WERTHEIM, Margaret. Uma história do espaço: de Dante à Internet. Tradução de
Maria Luiza X. de A. Borges. – Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2001.

Bibliografia on-line.

BARBROOK, Richard e CAMERON, Andy. A ideologia californiana. In
http://members.fortunecity.com/cibercultura/vol2/idcal.html

BARBROOK, Richard. Cibercomunismo: como os americanos estão superando o
capitalismo no ciberespaço. In
http://members.fortunecity.com/cibercultura/vol4/cibercom.html
BARLOW, John Perry. A Cyberspace Independence Declaration.-
http://www.eff.org/Publications/John_Perry_Barlow/barlow_0296.declaration
http://www.dhnet.org.br/ciber/textos/barlow.htm

BERNERS-LEE, Tim. Information Management: A Proposal –
http://www.w3.org/History/1989/proposal.html

Bitch Mutant Manifesto – http://www.acc.at/meme/symp/contrib/vns.html

BOSTROM, Nicholas – http://www.nickbostrom.com e http://www.idearo.com.br

BRAIDOTTI, Rosi - Cyberfeminism with a difference -
http://www.let.uu.nl/womens_studies/rosi/cyberfem.htm

BUSH, Vannevar. As We May Think –
http://www.theatlantic.com/unbound/flashbks/computer/bushf.htm

CLYNES, Manfred E. & KLYNE, Nathan S.. Cyborgs and Space. 1960 –
http://search.nytimes.com/library/cyber/surf/022697surf-cyborg.html
CURTIS, Pavel. Mudding: Social Phenomena in Text-Based Virtual Realities. 1992 -
ftp://ftp.lambda.moo.mud.org/pub/MOO/papers/
Cyberpunk Project – http://project.cyberpunk.ru

Electronic Frontier Foundation – http://www.eff.org

ENGELBART, Douglas. NLS/Augment -
http://sloan.stanford.edu/mousesite/Archive/ResearchCenter1968/ResearchCenter196
8.html

EXTROPIANS – http://www.extropy.org

GELMAN, Robert. Declaration of Human Rights in Cyberspace. – http://www.be-
in.com/10/rightsdec.html e
http://www.dhnet.org.br/direitos/deconu/textos/deciber.htm
GIBSON, William - Neuromancer – http://project.cyberpunk.ru/lib/neuromancer/

Globe of Blogs – http://www.globeofblogs.com

HARAWAY, Donna. A Cyborg Manifesto: Science, Technology, and Socialist-Feminism
in the Late Twentieth Century. In
http://www.stanford.edu/dept/HPS/Haraway/CyborgManifesto.html

HEIDEGGER, Martin. La pregunta por la técnica. In
www.udp.cl/humanidades/pensamiento/docs/03/tecnica.pdf

LEMOS, André. O imaginário da cibercultura. Entre o neo-luddismo, tecno-utopia,
tecnorealismo e tecnosurrealismo. In
http://www.facom.ufba.br/ciberpesquisa/andrelemos/imaginario.htm

NELSON, Ted. Xanadu – http://xanadu.com/

RIBEIRO, Gustavo Lins. Tecnotopia versus tecnofobia. O mal-estar no século XXI. In
www.unb.br/ics/dan/Serie248empdf.pdf

STALLMAN, Robert. Manifesto GNU – http://www.gnu.org/manifesto.pt.html#f1

STERLING, Bruce. The hacker crackdown – Law and disorder on the electronic
frontier. – http://www.mit.edu/hacker/hacker.html

TRANSHUMANISM – http://www.transhumanism.org

TURING, Alan - Computing machinery and intelligence -
http://www.abelard.org/turpap/turpap.htm

VESNA, Victoria. From fe-mail to f-e-mail & beyond: Cyberfeminism networks on the
web. – http://vv.arts.ucla.edu/publications/frameset.htm

VNS Matrix – Cyberfeminist Manifesto for the 21st Century –
http://www.obn.org/inhalt_index.html
WILDING, Faith. Where is feminism in cyberfeminism? –
http://www.obn.or/cfundef/faith_def.html
WINER, Dave. – http://newhome.weblogs.com/historyOfWeblogs

ZIPPIES (Pronoia) – http://www.pronoia.net