You are on page 1of 12

T o d o s o s d i r e i t o s r e s e r v a d o s a o p r o f e s s o r P a u l o H e n r i q u e e

a o C o m p l e x o d e E n s i n o P r o f e s s o r R ô m u l o P a s s o s
Página 1

www.romulopassos.com.br










[RACIOCÍNIO LÓGICO/EBSERH]
[PROFESSOR PAULO HENRIQUE - PH]
LISTA DE QUESTÕES – AULAS 04 e 05




Um novo olhar sobre a preparação para
concursos na área da saúde.
CURSO COMPLEMENTAR DE RACIOCÍNIO LÓGICO
PARA OS HOSPITAIS UNIVERSITÁRIOS





T o d o s o s d i r e i t o s r e s e r v a d o s a o p r o f e s s o r P a u l o H e n r i q u e e
a o C o m p l e x o d e E n s i n o P r o f e s s o r R ô m u l o P a s s o s
Página 2

www.romulopassos.com.br
O Complexo de Ensino Professor Rômulo Passos e o Professor Paulo
Henrique (PH) têm a satisfação de convidá-la (o) para mais um grande curso rumo
à aprovação nos concursos dos Hospitais Universitários administrados pela
EBSERH. Este curso é um presente para você que sonha com dias melhores através
do estudo.
Tendo em vista que a disciplina de Raciocínio Lógico representa um grande
desafio para os candidatos da área da saúde, estamos disponibilizando um curso
de 05 horas em vídeoaulas totalmente direcionado para os concursos da EBSERH,
e mais, INTEIRAMENTE GRATUITO.
Uma proposta como essa, de disponibilização franca e aberta de conteúdo,
buscando como único objetivo à complementação do seu estudo, tinha que ser
conduzida por um grande professor. Agradecemos a disponibilidade do
renomado professor Paulo Henrique ao aceitar o convite do Complexo de Ensino
Professor Rômulo Passos para essa empreitada rumo à sua vitória.
Orientações para acesso às próximas aulas:
Acesse o curso no canal de vídeos, conforme link abaixo:
http://goo.gl/edSBuB.
As apostilas anteriores estão disponíveis em: http://goo.gl/gBpakJ
Seja bem-vinda (o) e será um prazer caminhar com você nesta jornada da
aprovação.

Atenciosamente,
Professora Olívia Brasileiro
Diretora do Grupo de Ensino Professor Rômulo Passos








T o d o s o s d i r e i t o s r e s e r v a d o s a o p r o f e s s o r P a u l o H e n r i q u e e
a o C o m p l e x o d e E n s i n o P r o f e s s o r R ô m u l o P a s s o s
Página 3

www.romulopassos.com.br





























T o d o s o s d i r e i t o s r e s e r v a d o s a o p r o f e s s o r P a u l o H e n r i q u e e
a o C o m p l e x o d e E n s i n o P r o f e s s o r R ô m u l o P a s s o s
Página 4

www.romulopassos.com.br
Professor Paulo Henrique

Paulo Henrique Maciel de Queiroz é Analista
Tributário da Receita Federal do Brasil, aprovado no
concurso de 2006. É formado em Informática pela
Universidade de Fortaleza (Unifor), com Pós-
Graduação em Controladoria e Finanças na Faculdade
Ateneu (Fortaleza). Ministrou aulas de Matemática e
Informática em várias faculdades de Fortaleza. É
instrutor da Escola Superior de Administração
Fazendária (Esaf) desde 2010. É autor do blog de
Raciocínio Lógico Beijo no papai e na mamãe...
(http://beijonopapaienamamae.blogspot.com)

Cronograma de Disponibilização das Aulas
Aula Tema Datas
1
Aula 01 - sequências
Já disponível no blog
concursosnasaude.com
2


Aula 02 - conceitos iniciais de lógica (Parte I)
Já disponível na fanpage do
Professor Rômulo Passos no
Facebook
(siga as instruções na página
seguinte)
3
Aula 03 - conceitos iniciais de lógica (Parte II)
Já disponível na fanpage do
Professor Rômulo Passos no
Facebook
4
Aula 04 - Argumentos
Já disponível na fanpage do
Professor Rômulo Passos no
Facebook
5
Aula 05 - fundamentos da matemática
Já disponível na fanpage do
Professor Rômulo Passos no
Facebook




T o d o s o s d i r e i t o s r e s e r v a d o s a o p r o f e s s o r P a u l o H e n r i q u e e
a o C o m p l e x o d e E n s i n o P r o f e s s o r R ô m u l o P a s s o s
Página 5

www.romulopassos.com.br
Olá amigo (a)!
Para que você possa dar continuidade a este curso gratuito, acesse a
fanpage do professor Rômulo Passos no facebook. Na página, você identificará
facilmente a aba “VÍDEOS”. Basta clicar e seja bem-vindo (a).
Para que você fique informado (a) da liberação das próximas aulas, habilite
a opção “receber notificações da página”, assim você não perderá nada do que
for publicado.
Siga as orientações abaixo:


1º Entre na fanpage https://www.facebook.com/ProfessorRomuloPassos;
2º Curta a página, e no próprio botão curtir, clique em obter notificações,
conforme indicado na imagem acima;
3º Clique sobre a aba vídeos e pronto;
4º Participe também do grupo Aulas gratuitas do Professor Rômulo Passos, um
importante canal de informação e estudo na área da saúde nas redes sociais,
acesse em: https://www.facebook.com/groups/500569726716925/;
5º Por fim, e não menos importante, acompanhe o trabalho encantador do
Professor Paulo Henrique nas redes sociais e na internet.
Blog => http://beijonopapaienamamae.blogspot.com.br/
Facebook => https://www.facebook.com/beijonopapaienamamae

Atenciosamente,
Professora Olívia Brasileiro



T o d o s o s d i r e i t o s r e s e r v a d o s a o p r o f e s s o r P a u l o H e n r i q u e e
a o C o m p l e x o d e E n s i n o P r o f e s s o r R ô m u l o P a s s o s
Página 6

www.romulopassos.com.br

Raciocínio lógico‐matemático: argumentos válidos.

Argumento nada mais é do que um conjunto de proposições (premissas), associadas a uma
conclusão.
Pode ser:
- válido, quando a conclusão é conseqüência obrigatória das premissas;
- inválido, a verdade das premissas não é suficiente para garantir a verdade da conclusão.
A diferença é que, agora, trabalharemos com representações gráficas para determinarmos se
teremos um argumento válido ou inválido.
Silogismo é todo o argumento que consiste em duas premissas e uma conclusão.
Podemos ter 2 formas de cobrar esse assunto:
1) Se o argumento apresentar proposições categóricas (todo, nenhum, ou algum), vamos resolver as
questões utilizando os conceitos de Diagramas Lógicos.
2) Se o argumento apresentar os conectivos (proposições simples ou compostas), podemos utilizar a
nossa ‘amiga’ Tabela-Verdade.

UTILIZANDO OS DIAGRAMAS LÓGICOS
Outra forma de trabalhar com as proposições Todo, Algum e Nenhum é quando temos que
desenhar figuras (diagramas de Venn) e, analisando-as, tirarmos conclusões. Esse assunto também
será visto na parte de LÓGICA DE ARGUMENTAÇÃO.
Vejamos como desenhar cada proposição:
Todo A é B Nenhum A é B





Algum A é B Algum A não é B








T o d o s o s d i r e i t o s r e s e r v a d o s a o p r o f e s s o r P a u l o H e n r i q u e e
a o C o m p l e x o d e E n s i n o P r o f e s s o r R ô m u l o P a s s o s
Página 7

www.romulopassos.com.br

01. É válido o seguinte argumento: Todo cachorro é verde, e tudo que é verde é vegetal, logo todo
cachorro é vegetal.
(Verdadeiro) (Falso)
Precisamos desenhar cada uma das proposições (aqui, começaremos a chamá-las de premissas) e
depois tentar ‘juntá-las’ em um diagrama só:
Premissa 1 Premissa 2 Conclusão








Mais uma???
02. Sabe-se que: Caio é Curitibano. Todo Curitibano é Paranaense. Portanto:
(A) Há Curitibano que não é Paranaense. (B) Caio é Paranaense.
(C) Caio pode não ser Paranaense. (D) Todo Paranaense é Curitibano.
Alguns autores definem os tipos de premissas:
Premissa maior: é a geral, a que abrange um conjunto, um grupo;
Ex.: Todo Curitibano é Paranaense
Premissa menor: é a individual, a que traz um elemento de um determinado conjunto;
Ex.: Caio é Curitibano
A ideia que precisamos ter é que a premissa menor se ‘encaixa’ dentro da premissa maior!





Nem sempre trabalhamos com premissas maior e menor na questão. Podemos ter apenas premissa
maior como forma de descobrir se o argumento é válido, ok?





T o d o s o s d i r e i t o s r e s e r v a d o s a o p r o f e s s o r P a u l o H e n r i q u e e
a o C o m p l e x o d e E n s i n o P r o f e s s o r R ô m u l o P a s s o s
Página 8

www.romulopassos.com.br
Vamos ver outros tipos de questões que cobram esse assunto.
03. Se todo motorista é nervoso e existem políticos que são motoristas, pode-se concluir que:
(A) Existem políticos que são nervosos. (B) Todo político é nervoso.
(C) Todo político é motorista. (D) Todo motorista é político.

04. Todo biólogo é estudioso. Existem esportistas que são estudiosos. Ana é bióloga e Júlia é
estudiosa. Pode-se, então, concluir que
(A) Ana é estudiosa e Júlia é esportista.
(B) Ana é estudiosa e Júlia pode não ser bióloga nem esportista.
(C) Ana é esportista e Júlia é bióloga.
(D) Ana é também esportista e Júlia pode não ser bióloga nem esportista.
(E) Ana pode ser também esportista e Júlia é bióloga.

05. Sejam as afirmações:
I. Se o valor lógico de uma proposição p é falso e o valor lógico de uma proposição q é verdadeiro,
então o valor lógico da conjunção entre p e q é verdadeiro.
II. Se todo X é Y, então todo Y é X.
III. Se uma proposição p implica numa proposição q, então a proposição q implica na proposição p.
Pode-se afirmar que são verdadeiras:
(A) Todas (B) Somente duas delas
(C) Somente uma delas (D) Nenhuma

UTILIZANDO A TABELA VERDADE
Uma outra forma de resolvermos questão de Argumento é quando tivermos, ao invés das nossas
proposições categóricas, proposição simples ou compostas (utilizando conectivos). Para isso só
precisamos seguir alguns passos.
Vamos ver um exemplo!
06. A argumentação “Se lógica é fácil, então Sócrates foi mico de circo. Lógica não é fácil. Sócrates
não foi mico de circo” é válida e tem a forma
• P → Q
• ¬P
• ¬Q
(Verdadeiro) (Falso)




T o d o s o s d i r e i t o s r e s e r v a d o s a o p r o f e s s o r P a u l o H e n r i q u e e
a o C o m p l e x o d e E n s i n o P r o f e s s o r R ô m u l o P a s s o s
Página 9

www.romulopassos.com.br
O 1
o
passo que devemos tomar é verificar quantas proposições formam as premissas e a conclusão.
Temos P e Q, correto? São 2 proposições. Então, nossa Tabela Verdade terá 4 linhas!
2
o
passo: em uma das colunas, coloquem as premissas e encontrem o valor lógico de cada:
Premissa 1 Premissa 2
P Q P → Q ~P
V V V F
V F F F
F V V V
F F V V

3
o
passo: colocar uma nova coluna, dessa vez com a conclusão:
Premissa 1 Premissa 2 Conclusão
P Q P → Q ~P ~Q
V V V F F
V F F F V
F V V V F
F F V V V

Agora, o ‘grand finale’: por serem premissas, só vão valer as linhas que tivermos valor lógico
VERDADEIRO na coluna P  Q e ~P (linhas 3 e 4). Daí, perguntamos:
Baseado nas premissas verdadeiras, temos conclusões verdadeiras?
- se sim, o argumento é válido
- se pelo menos uma das conclusões for falsa, o argumento é inválido.
Premissa 1 Premissa 2 Conclusão
P Q P → Q ~P ~Q
V V V F F
V F F F V
F V V V F
F F V V V





T o d o s o s d i r e i t o s r e s e r v a d o s a o p r o f e s s o r P a u l o H e n r i q u e e
a o C o m p l e x o d e E n s i n o P r o f e s s o r R ô m u l o P a s s o s
Página 10

www.romulopassos.com.br
O que nos interessa na tabela é a parte onde as premissas são V (3ª e 4ª linhas). Daí, para que o
argumento seja válido, a conclusão, nessas duas linhas, deverá ser V. Como na 3ª linha, não é, então
o argumento é inválido.
Ficou entendido??? Agora, precisamos praticar um pouco mais sobre esse assunto. Vejamos mais
questões...
07. Considere os argumentos a seguir.
Argumento I: Se nevar então vai congelar. Não está nevando. Logo, não vai congelar.
Argumento II: Se nevar então vai congelar. Não está congelando. Logo, não vai nevar.
Assim, é correto concluir que
(A) ambos são inválidos.
(B) ambos são válidos .
(C) o Argumento I é inválido e o Argumento II é válido.
(D) o Argumento I é válido e o Argumento II é inválido.

08. Analise os argumentos a seguir:
Argumento I – Se Ana for atriz ou Brenda for bibliotecária, então Carla será cantora.
Brenda é bibliotecária.
Portanto, Carla será cantora.
Argumento II – Se eu conhecer o dono do circo então assistirei ao espetáculo.
Eu assisti ao espetáculo.
Portanto, eu conheço o dono do circo.
Assinale a alternativa correta, sobre os argumentos serem válidos ou inválidos.
(A) I é válido e II é inválido. (B) I é inválido e II é válido.
(C) I e II são inválidos. (D) I e II são válidos.

É isso aí, meu povo! Mais uma aula chegando ao fim! No nosso próximo encontro, começaremos a
falar sobre a parte da matemática do nosso edital, ok?

Beijo no papai e na mamãe,

PH




T o d o s o s d i r e i t o s r e s e r v a d o s a o p r o f e s s o r P a u l o H e n r i q u e e
a o C o m p l e x o d e E n s i n o P r o f e s s o r R ô m u l o P a s s o s
Página 11

www.romulopassos.com.br

Exemplo
1
: Nenhum universitário é estudioso. Alguns estudiosos candidatos aprovados em
concursos. Logo,
(A) alguns candidatos aprovados em concurso não são universitários.
(B) todo universitário é estudioso.
(C) nenhum candidato aprovado em concurso é estudioso.
(D) alguns universitários não são estudiosos.
(E) todo universitário é estudioso e aprovado em concurso.

Exemplo
2
: Em uma cidade as seguintes premissas são verdadeiras: Nenhum professor é rico. Alguns
políticos são ricos. Então, pode-se afirmar que:
(A) Nenhum professor é político. (B) Alguns professores são políticos.
(C) Alguns políticos são professores. (D) Alguns políticos não são professores.
(E) Nenhum político é professor.

Exemplo
3
: Em cada um dos três casos a seguir aparecem duas premissas e uma conclusão que deve
decorrer exclusivamente dessas premissas. Identifique, em cada caso, se a conclusão é verdadeira
(V) ou falsa (F).
Caso 1
Premissa 1: Carlos é advogado.
Premissa 2: Alguns advogados gostam de cozinhar.
Conclusão: Carlos gosta de cozinhar ( ).
Caso 2
Premissa 1: Lucas gosta de cozinhar.
Premissa 2: Todos os advogados gostam de cozinhar.
Conclusão: Lucas é advogado ( ).
Caso 3
Premissa 1: Hugo gosta de cozinhar.
Premissa 2: Nenhum advogado gosta de cozinhar.
Conclusão: Hugo não é advogado ( ).
As conclusões dos três casos acima são, respectivamente,
(A) F, F e V. (B) F, V e V. (C) V, F e V.
(D) V, V e F. (E) V, V e V.

Exemplo
4
: Considere verdadeiras as proposições P1 “Se chove o dia inteiro, Marcos fica resfriado” e
P2 “Marcos não ficou resfriado”.

1
Gabarito: letra A
2
Gabarito: letra D
3
Gabarito: letra A



T o d o s o s d i r e i t o s r e s e r v a d o s a o p r o f e s s o r P a u l o H e n r i q u e e
a o C o m p l e x o d e E n s i n o P r o f e s s o r R ô m u l o P a s s o s
Página 12

www.romulopassos.com.br
A leitura dessas proposições leva à conclusão indicada na alternativa
(A) Choveu o dia inteiro. (B) Não choveu o dia inteiro.
(C) Não choveu e Marcos ficou resfriado. (D) Choveu e Marcos não ficou resfriado.
(E) Choveu ou Marcos ficou resfriado.

Exemplo
5
: Observe os argumentos a seguir:
Argumento I:
Todas as canetas são azuis. Tudo que é azul, é precioso. Logo todas as canetas são preciosas.
Argumento II:
Se chover, meu pai vem me buscar. Meu pai veio me buscar. Logo, choveu.
Assinale a alternativa CORRETA sobre esses argumentos:
(A) I é válido e II é inválido.
(B) I é inválido e II é válido.
(C) I e II são inválidos.
(D) I e II são válidos.



4
Gabarito: letra B
5
Gabarito: letra A