You are on page 1of 14

PLANO DE AÇÃO

2009/2010

Novembro 2009.

1
1. APRESENTAÇÃO

ESTE É O PLANO DE AÇÃO ELABORADO A PARTIR DO PLANEJAMENTO
ESTRATÉGICO DO PROJETO MULHERES DA PAZ PARA O PERÍODO
2009/2010.

ESTE DOCUMENTO É RESULTADO DE UM PROCESSO DE REFLEXÃO E
DEBATE QUE, POR MEIO DA CONSTRUÇÃO COLETIVA, REALIZADO
PELA EQUIPE MULTIDISCIPLINAR E A COORDENAÇÃO GERAL DO
PROJETO, PERMITIU UMA MELHOR PERCEPÇÃO E ORGANIZAÇÃO DOS
DIVERSOS ASPECTOS QUE COMPÕEM AS AÇÕES NECESÁRIAS A
EXECUÇÃO DO PROJETO, COMO TAMBÉM ANTECIPOU OS PONTOS
PRIMORDIAIS PARA ASSEGURAR O BOM DESENVOLVIMENTO DO
PROJETO.

A EQUIPE MULTIDISCIPLINAR, FORMADA POR PROFISSIONAIS DAS
ÁREAS DA ASSISTÊNCIA SOCIAL, PSICÓLOGIA, CIÊNCIAS SOCIAIS E
DIREITO E QUE FOI COMPLEMENTADA DURANTE O PLANEJAMENTO
PELOS MOTORISTAS E A FUNCIONÁRIA ADMINISTRATIVA DO
PROJETO, REUNIU-SE EM TRÊS OFICINAS REALIZADAS NOS DIAS 27,
28 DE OUTUBRO E 03 DE NOVEMBRO DE 2009.

FUNDAMENTADOS NO MATERIAL PRODUZIDO NESSAS OFICINAS,
ONDE FOI REALIZADO DETALHADO LEVANTAMENTO DAS VARIÁVEIS
E DOS ATORES ENVOLVIDOS NA EXECUÇÃO DO PROJETO MULHERES
DA PAZ, PATENTEOU-SE ESSA PROPOSTA DE AÇÃO, ESTRUTURANDO O
CAMINHO INICIAL A SER SEGUIDO PELA COORDENAÇÃO E PELAS 300
MULHERES DA PAZ NA IMPLEMENTAÇÃO DO PROJETO.

ACREDITAMOS QUE O PRINCIPAL RESULTADO DESSE PROCESSO DE
PLANEJAMENTO SEJA O COMPROMISSO DE TODO A EQUIPE COM OS
PRINCÍPIOS E AS METAS TRAÇADAS, SENDO ESSE O FATOR QUE NOS
DÁ SEGURANÇA DE QUE O PROJETO MULHERES DA PAZ, QUE BUSCA
A CONSTRUÇÃO DE UMA SOCIEDADE MAIS JUSTA E HUMANA, SERÁ
ÊXITOSO.

André da Silva Barreto
Consultor de Planejamento e Captação de Recursos

2
2. RELAÇÃO DE CONTEÚDO

1. APRESENTAÇÃO ________________________________________________ 2

2. RELAÇÃO DE CONTEÚDO________________________________________ 3

3. IDENTIDADE ORGANIZACIONAL _________________________________4

3.1. MISSÃO _______________________________________________________4

3.2. A VISÃO DE FUTURO ___________________________________________4

3.3. OBJETIVO GERAL ______________________________________________5

3.4. OS VALORES __________________________________________________5

4. BENEFICIÁRIOS _________________________________________________ 6

5. FORTALEZAS, FRAQUEZAS, AMEAÇAS E OPORTUNIDADES _________7

6. ANÁLISE DOS ATORES ___________________________________________8

7. MATRIZ DE PLANIFICAÇÃO _______________________________________9

8. INDICATIVOS ___________________________________________________13

9. ANEXO __________FUNDAMENTOS DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

3
3. IDENTIDADE ORGANIZACIONAL

A MISSÃO DO PROJETO
MULHERES DA PAZ
É:

RESGATAR A CIDADANIA DE
COMUNIDADES
EM SITUAÇÃO DE RISCO E
VULNERABILIDADE SOCIAL,
DA REGIÃO METOPOLITANA DE SÃO LUÍS,
POR MEIO DO TRABALHO DAS
300 MULHERES DA PAZ.

A VISÃO DE FUTURO DO PROJETO
MULHERES DA PAZ
É:

EM JUNHO DE 2010, AS MULHERES DA PAZ
ESTARÃO IDENTIFICADAS COM O
PROJETO;
FORTALECIDAS, MOTIVADAS PELO
TRABALHO E
ACEITAS NAS COMUNIDADES.

4
O OBJETIVO GERAL DO PROJETO
MULHERES DA PAZ
É:

SELECIONAR E CAPACITAR 300
MULHERES,
QUE TRABALHÃO COMO
MOBILIZADORAS SOCIAIS,
SENSIBILIZANDO SUAS COMUNIDADES
PARA A IMPORTÃNCIA
DA PARTICIPAÇÃO COMUNITÁRIA NA
PREVENÇÃO DA VIOLÊNCIA
E DA CRIMINALIDADE

OS VALORES DO PROJETO MULHERES DA
PAZ SÃO:

TRANSPARÊNCIA

SOLIDARIEDADE

RESPEITO ÀS DIFERENÇAS

DIÁLOGO PERMANENTE

COMPROMISSO

5
4. BENEFICIÁRIOS

PRIMÁRIOS:

300 MULHERES DA PAZ

SECUNDÁRIOS:

CRIANÇAS, ADOLESCENTES E JOVENS
DAS COMUNIDADES BENEFICIADAS.

OUTROS:

A SOCIEDADE

6
5. FORTALEZAS, FRAQUEZAS, AMEAÇAS E OPORTUNIDADES

FORTALEZAS FRAQUEZAS AMEAÇAS OPORTUNIDADES
Equipe Pouca Experiência da Preconceito Utilização dos Espaços
Multidisciplinar Equipe Comunitários
Planejamento Pouco Tempo para a Tráfico de Drogas Inclusão por meio da
Estratégico Execução do Projeto Oportunidade de Crescer
como Cidadão e ser Ator de
seu Destino
Disponibilidade de Falta de Interesse do Desistência das Atendimento das Metas
Recursos Grupo pelo Trabalho Mulheres Demandadas
(Humanos, em Equipe
Participação Comunitária
Financeiros,
Físicos, Etc.)
Motivação da Desmotivação Reconhecimento dos Valores
Equipe Positivos das Comunidades
Equipe com Poucos Violência Levar Conhecimentos para As
Vícios Profissionais Mulheres da Paz
Respeito às “Quebra” da Equipe Aplicação do Projeto com
Diferenças dentro Êxito
da Equipe
Ajuda entre os Pensamentos Melhoria da Credibilidade da
Membros da Equipe Autoritários polícia
Coordenadora Contrários Prevenção da Violência

União dos Cobranças Cobranças
Indivíduos da
Conquista da Paz
Equipe
Esperança da Entraves Construção de uma Nova
Equipe no Projeto Burocráticos, Sociedade
Políticos e Melhoria da Segurança
Administrativos
Capacidade de não Falta de Construção de uma Rede
Fraquejar diante das Comprometimento Social para encaminhamentos
Dificuldades
Capacidade de Medo de Lutar Medo de Lutar
Aceitar Críticas
Discriminação Conquista da Paz

Falta de Interesse Maior Tranqüilidade das
do Grupo pelo Famílias
Trabalho em
Equipe

7
6. ANÁLISE DOS ATORES

ATORES PRINCIPAIS POSSÍVEIS ALIADO ADVERSÁRIO
INTERESSES PARCERIAS POTENCIAL POTENCIAL
Secretaria Êxito do Projeto Governo Federal, SIM NÃO
de Prefeituras,
Segurança Secretarias de
Pública Saúde, Educação e
Desenvolvimento
(Governo Social, SEDH,
Estadual) Conselhos de
Direitos, ONGs,
Fóruns da
Sociedade Civil
300 Mulheres Redução da Rede Primária de SIM NÃO
da Paz Violência, Apoio, Escolas,
Mobilização Igrejas, Comércio,
Comunitária, Empresários,
Participação Social e Conselhos
Resgate da Cidadania Comunitários de
de Crianças, Segurança,
Adolescentes e Jovens Universidades
Crianças, Utilização da Rede Projeto Mulheres SIM NÃO
Jovens e Social de Apoio do da Paz, seus
Adolescentes Projeto Visando: Parceiros e a Rede
Segurança Pessoal, de Apoio
Saúde, Educação e
Inserção no Mercado
de Trabalho
Equipe Coordenar e Apoiar o Órgãos Públicos, SIM NÃO
Multidisciplinar Trabalho das 300 Empresas, ONGs,
Mulheres da Paz, Universidades,
Captar Parceiros e Sistema S,
Organiza a Rede de Delegacia Regional
Apoio do Trabalho,
SEBRAE, SINE,
FIEMA, ETC
Poder Público Garantia do Ministério Público, SIM NÃO
Estadual e Atendimento na Rede Promotoria, Polícia
Prefeituras de Apoio Primário Militar, Civil e
Municipais Corpo de
Bombeiros, ONGs,
Igrejas, Conselhos
de Direitos
Tráfico de Venda de Drogas e NÃO SIM
Drogas Recrutamento de ____________
Jovens

8
7. MATRIZ DE PLANIFICAÇÃO

EIXO 1
CONSTRUÇÃO DO GRUPO COORDENADOR INTERDISCIPLINAR

RESULTADOS ESPERADOS

RESULTADO 1 RESULTADO 2 RESULTADO 3 RESULTADO FINAL
A Equipe São Realizadas A Equipe A Equipe
Multidisciplinar Capacitações Multidisciplinar Multidisciplinar Apóia e
compreende o seu Quinzenais, a partir de Formou-se como Monitora o Trabalho das
papel e a sua Avaliação Interna com Multiplicador do 300 Mulheres da Paz,
importância no a Coordenação Geral. Projeto. com Transparência e
projeto. Compromisso.

MATRIZ DE PLANIFICAÇÃO

RESULTADOS PRAZO INDICADORES FONTE DE AÇÃO
ESPERADOS VERIFICAÇÃO
1. A Equipe Permanente Presença dos Presença e Capacitação
Multidisciplinar Profissionais e Participação no Permanente
compreende o seu Participação no Projeto
papel e a sua Projeto
importância no
projeto
2. São Realizadas Quinzenais Planejamento da Ficha de Presença Elaborar o
Capacitações Capacitação das Capacitações Planejamento das
Quinzenais, a partir Quinzenal Capacitações
de Avaliação interna (Temas, Dias,
com a Coordenação Horários, Local,
Geral Palestrantes)
3. A Equipe Abril/2010 Todos os Relatório de Auto- Realização de
Multidisciplinar Integrantes estão Avaliação da Auto-Avaliação
Formou-se como Aptos a Falar Equipe Bimensal
Multiplicador do Sobre o projeto Multidisciplinar
Projeto.
FINAL. A Equipe Permanente Participação Ativa Freqüência das Preparação
Multidisciplinar e Positiva das Mulheres da Paz cuidadosa dos
Apóia e Monitora o Mulheres da Paz nas Reuniões e Encontros
Trabalho da 300 nas Reuniões e Eventos do Projeto
Mulheres da Paz, Atividades do
com Transparência e Projeto
Compromisso

9
EIXO 2
IDENTIFICAÇÃO, SELEÇÃO E CAPACITAÇÃO
DAS 300 MULHERES DA PAZ

RESULTADOS ESPERADOS

RESULTADO 1 RESULTADO 2 RESULTADO 3 RESULTADO FINAL
A Análise das O Projeto de 300 Mulheres da Paz estão As 300 Mulheres da Paz
Fichas de Inscrições Capacitação está Capacitadas e estão Capacitadas e
é Realizada pronto para ser Sensibilizadas para a Comprometidas com o
aplicado. Situação de Conflito e Êxito do Projeto
Negação de Direitos nas
Comunidades, assim como,
para suas Alternativas e
Potencialidades

MATRIZ DE PLANIFICAÇÃO

RESULTADOS PRAZO INDICADORES FONTE DE AÇÃO
ESPERADOS VERIFICAÇÃO
1. Análise das Novembro Reuniões para Seleção e Elaborar
Fichas e 2009 análise das Fichas e Contratação das Instrumental e
Realização das Agendamento das 300 Mulheres da Agendar
Entrevistas Entrevistas Paz Entrevistas
2. O Projeto de Novembro Reuniões de Planejamento Elaborar a
Capacitação das 2009 Planejamento Capacitação
300 Mulheres da (Instrumentais,
Paz está Pronto Técnicos, Local,
para Ser Aplicado Equipamentos,
etc)
3. 300 Mulheres Fevereiro Encaminhamentos Registros dos Diagnósticos das
da Paz estão 2009 para a Rede Social Encaminhamentos Comunidades,
Capacitadas e de Apoio Contatos com
Sensibilizadas Atores e
para a Situação de Reuniões com os
Conflito e Atores
Negação de
Direitos nas
Comunidades,
assim como, para
suas Alternativas
e Potencialidades
FINAL. As 300 Fevereiro Manutenção de Lista de Presença e Preparação
Mulheres da Paz 2009 95% das Mulheres Comunicados de Cuidadosa da
estão Capacitadas da Paz ao Final do Desistência Capacitação
e Comprometidas Treinamento
com o Êxito do
Projeto

10
EIXO 3
ARTICULAÇÃO DA REDE SOCIAL DE APOIO

RESULTADOS ESPERADOS

RESULTADO 1 RESULTADO 2 RESULTADO FINAL
Os Atores da Rede são Identificados, A Rede Recebe e Atende a A Rede está Organizada,
Contatados, Conhecem a o Projeto e Maioria dos Ampliada, Articulada e
Realizam as Parcerias de Acordo com Encaminhamentos Feitos em Busca de Novas
os Interesses do Projeto pela Equipe juntamente Parcerias.
com Mulheres da Paz

MATRIZ DE PLANIFICAÇÃO

RESULTADOS PRAZO INDICADORES FONTE DE AÇÃO
ESPERADOS VERIFICAÇÃO
1. Os Atores da Rede Dezembro Relatórios dos Relatórios e Atas Reuniões com
são Identificados, 2009 Técnicos das Reuniões da Pautas de
Contatados, Responsáveis pela Equipe Relatos do
Conhecem o Projeto Articulação da Rede Andamento da
e Realizam as de Apoio Construção da
Parcerias de Acordo Rede Social de
com os Interesses do Apoio
Projeto
2. A Rede Recebe e Maio Atendimento de 50% Relatórios de Busca
Atende a Maioria dos 2010 dos Encaminhamento Permanente de
Encaminhamentos Encaminhamentos do Novos Parceiros
Feitos pela Equipe Projeto
juntamente com
Mulheres da Paz
FINAL. A Rede está Março Atendimento de 70% Relatórios de Diagnosticar
Organizada, 2010 dos Encaminhamento atores da Rede
Ampliada, Encaminhamentos do Social de Apoio,
Articulada e em Projeto Organizar
Busca de Novas Reuniões e
Parcerias. Captar Novos
Parceiros

11
EIXO 4
AÇÃO DIRETA DAS MULHERES DA PAZ

RESULTADOS ESPERADOS

RESULTADO 1 RESULTADO 2 RESULTADO FINAL
As Mulheres da paz vão às As Mulheres da Paz As Mulheres da Paz Contribuem
Comunidades, se Desenvolvem Atividades com o Resgate da Cidadania de
apresentam, Apresentam o Educativas Junto e com as Crianças, Adolescentes e Jovens em
Projeto e iniciam o Comunidades e Encaminham Situação de Vulnerabilidade e Risco
Diagnóstico da Situação Demandas para a Equipe Social e Multiplicam a Cultura da
dos Direitos e das Multiprofissional e para a Paz nas Comunidades
Potencialidades das Rede de Apoio
Comunidades

MATRIZ DE PLANIFICAÇÃO

RESULTADOS PRAZO INDICADORES FONTE DE AÇÃO
ESPERADOS VERIFICAÇÃO
1. As Mulheres da paz vão Janeiro Agendas de Visita Relatórios Preparação da
às Comunidades, se 2010 das Mulheres da Diagnósticos Apresentação
apresentam, Apresentam o Paz das Mulheres da
Projeto e iniciam o Paz nas
Diagnóstico da Situação Comunidades,
dos Direitos e das Elaboração do
Potencialidades das Instrumental,
Comunidades Contatos e
Agendamento
com Atores
Organizados
2. As Mulheres da Paz Março Agendamento das Programação das Reunião com
Desenvolvem Atividades 2010 Atividades e Atividades Comunidades,
Educativas Junto e com as Eventos Definição,
Comunidades e Comunitários Organização e
Encaminham Demandas Busca de
para a Equipe Parceiros para as
Multiprofissional e para a Atividades e
Rede de Apoio Eventos

FINAL. As Mulheres da Junho Redução dos Atos Pesquisa do Elaborar,
Paz Contribuem com o 2010 Violentos nas Projeto, por meio Aplicar e
Resgate da Cidadania de Comunidades de Questionários, Tabular
Crianças, Adolescentes e Atendidas pelo Aplicados nas Questionário,
Jovens em Situação de Projeto Comunidades Realizar
Vulnerabilidade e Risco Atendidas Seminário do
Social e Multiplicam a Projeto
Cultura da Paz nas
Comunidades

12
8. INDICATIVOS

Neste ponto, indicaremos algumas sugestões para os gestores do Projeto
Mulheres da Paz, visando obter o maior aproveitamento possível do esforço
despendido para a construção desse Plano de Ação. Sugerimos que:

1. Quanto ao desenvolvimento do Plano de Ação:

- O Plano de Ação será o referencial de trabalho dos profissionais do projeto,
dessa forma, deve ser debatido, apreendido e aperfeiçoado pela equipe;

2. Quanto à divulgação do Plano de Ação:

- O Texto da Missão deve ser divulgado nos documentos do Projeto Mulheres
da Paz;

- Os Textos da Missão, Visão e os Valores, devem ser emoldurados e
colocados nos espaços de funcionamento do Projeto Mulheres da Paz de forma
que estejam visíveis para toda a equipe de trabalho, como também para os
Beneficiários e visitantes;

3. Quanto à estrutura de execução do Plano de Ação:

- Será interessante para o andamento eficiente do Projeto Mulheres da Paz que
cada um dos quatro Eixos Estratégicos tenha um Técnico como responsável e
principal guardião do andamento das ações previstas. Esta responsabilidade
poderá ser exercida na forma de rodízio entre os membros da Equipe
Multidisciplinar.

4. Quanto ao Monitoramento e Avaliação do Plano de Ação:

- Como forma de Avaliação Externa do andamento do Projeto, sugerimos
encontros bimensais ou trimensais que permitam a realização de um
“diagnóstico parcial” do andamento e, se necessário, possíveis correções no
Plano de Ação do Projeto.

- Como ferramenta de Avaliação Interna do andamento do Projeto, sugerimos
a estratégia da auto-avaliação entre os membros da equipe, que possibilita ao
técnico ampliar a capacidade de refletir sobre sua prática profissional, assim
como, receber e emitir pareceres sobre a prática profissional em equipe.

13
5. Quanto à Construção “Team Building” da Equipe Multidisciplinar:

- A partir de um diagnóstico inicial realizado nos encontros para a
construção do Planejamento Estratégico e buscando atender a demanda de
capacitação permanente para a Equipe Multidisciplinar, sugerimos que essa
capacitação deva abranger temas gerais e específicos.

TEMAS GERAIS:

 Melhoraria da comunicação

 Como tornar o trabalho mais agradável?

 Motivação da equipe

 Ajudar os participantes a aprender mais sobre si mesmo (pontos fortes e
fracos)

 Melhoraria da produtividade da equipe

 Pratica de colaboração eficaz entre os membros da equipe

• Como lidar com situações críticas?

TEMAS ESPECÍFICOS:

•Trabalho Social com Famílias (Visão Sistêmica)

•Mediação de Conflitos

•Dinâmicas e Jogos para Grupos

• Legislação para a Infância / Juventude

•Gestão de Projetos Sociais

•Captação de Recursos

14