Qual o papel dos Átomos e das Moléculas na vida dos seres humanos e no Universo?

Observe o seu corpo. De que é feito? De células. Triliões de células. Da fusão de duas células - o espermatozóide e o óvulo - nasce o ser humano, homem ou mulher. Como a semente contém a árvore em potencial e o ovo, a galinha, inclusive com o seu cacarejar, o feto encerra o ser humano completo - membros e órgãos, inteligência e aptidões. À medida que as células se desenvolvem, o corpo cresce e o cérebro formase, despertando a consciência.

De que são feitas as nossas células? De moléculas. Todo ser vivo - humano, animais, plantas - é feito de células. Todo ser não-vivo - areia, água, terra, pedra - é feito de moléculas. A célula precisa de oxigénio para viver. Na Lua, existem pedras, mas não há vida, porque o oxigénio é insuficiente. De que são feitas as moléculas? De átomos. Tudo que existe no Universo - das estrelas ao nosso corpo, das aves às montanhas - é feito de átomos. Átomos são os tijolos da Criação. Na natureza há 92 átomos. Pode-se compará-los às 26 letras do alfabeto. Com essas 26 letras, a palavra de Deus pode ser lida na Bíblia, os jornais divulgam todo tipo de notícias, Camões fez dos Lusíadas a sua obra. Do mesmo modo, com 92 átomos se faz toda a escrita da natureza, dos peixes aos macacos, da chuva às pedras preciosas. Isso significa que todos nós somos feitos de matéria estelar. Trazemos no nosso corpo 15 biliões de anos da história ou da evolução do Universo.

Quando bebemos uma gota de água, bebemos o universo, pois a molécula da água, o H2O, reúne, no seu seio, o hidrogénio - vestígio da explosão inicial, ou Big Bang -, e o oxigénio, produzido na fornalha das estrelas e exalado por elas. Michel Cassé, astrofísico francês, Desafio do Século XXI, edição portuguesa: Instituto Piaget.

Reflexão sobre “A constituição do Universo “
Compreender o mundo que nos rodeia sempre foi o desejo das várias civilizações e culturas. A humanidade sempre se questionou sobre a origem do universo e o lugar que o planeta Terra e o Homem ocupam na imensidão do Cosmos. A resposta a estas perguntas foi evoluindo ao longo dos tempos, com interpretações muito diferentes, desde os mitos pré-históricos até às explicações científicas dos dias de hoje. Os povos primitivos acreditavam que o sol nascia e morria todos os dias, crença que serviu de base para muitas religiões. Alguns povos têm explicações curiosas para o aparecimento do universo como no caso dos chineses, que chamaram à Terra de gigante Pan Gu, a qual nasceu do ovo cósmico que ao despedaçar-se transformou os seus pedaços em astros e em todos os elementos da natureza. Já para os Upanishad, povo primitivo da Índia, o universo nasceu de um embrião que deu origem a um ovo que se abriu ao fim de um ano, metade era ouro e metade de prata. A prata tornou-se Terra e o ouro o céu. Os gregos, civilização mais evoluída, dedicados à astrologia, abandonaram as concepções mitológicas para elaborarem explicações científicas e mais lógicas para estas questões. Os maiores progressos deram-se entre 300 a.C. e 200 a.C. depois das conquistas de Alexandre “O Grande”. O ponto de maior destaque desta época foi sem dúvida a cidade de Alexandria e a sua biblioteca onde estudaram grandes sábios que contribuíram para o avanço da Física, da Geografia, da Medicina, da Astronomia, da Biologia, da Literatura e da Filosofia. Foi da Grécia, no séc.II d.C., que Cláudio Ptolomeu formulou o modelo geocêntrico, que considerava a Terra como centro do universo e à sua volta girava o sol e a lua bem como os outros planetas. Em 1514 surgiu o modelo heliocêntrico de Nicolau Copérnico que teve vários continuadores como Galileu, que com a invenção do telescópio, fascinou o mundo com a via láctea e com a revelação de que o sol é o centro do sistema solar. Muitas têm sido as revelações ao longo dos séculos e muitos foram os que morreram às mãos da inquisição pela defesa das suas ideias e teorias mas, assim mesmo, ainda hoje são muitos os que acreditam que: Deus criou o mundo, as aves, os mares e as plantas e por fim criou o Homem à sua imagem e semelhança. Para mim a explicação científica é a mais lógica, mas como fui criada segundo a religião católica, acredito que tudo teve e tem intervenção Divina. O Universo e a sua origem serão sempre um misto de ciência e mistério, que talvez nunca venha a ser desvendado na totalidade.

O Big-Bang explosão que originou a criação do universo

UFCD-stc 7

Formadora: Sónia Monteiro

Formanda: Maria José Folhas

Acisma 3 de julho de 2009