PÓS GRADUAÇÃO EM HISTÓRIA DO BRASIL

UGB - VOLTA REDONDA - RJ
TÓPICO ESPECIAL - CONSTRUINDO UM ARTIGO CIENTÍFICO
PROF. CARLOS RENATO DIAS DO LAGO

ELEMENTOS DE UM PROJETO DE PESQUISA










Introdução
Delimitação Temática
Objetivos
Hipótese
Justificativa
Revisão Bibliográfica
Quadro Teórico
Metodologia
Referências Bibliográficas
Cronograma

INTRODUÇÃO

A Introdução tem papel de apresentar ao leitor uma visão do projeto como um todo.
Ela pode assumir o papel de fazer um resumo descritivo das etapas do projeto.

DELIMITAÇÃO TEMÁTICA

Neste capítulo serão apresentados o tema proposto na pesquisa, os recortes temporal e
espacial.
Caso o projeto não tenha capítulo específico para apresentação do problema, será na
delimitação temática que o tema será problematizado, constando inclusive a pergunta de
partida para o projeto.

OBJETIVOS


Neste capítulo os objetivos são apresentados em tópicos, começando por verbos no
infinitivo. Ex. demonstrar, analisar, etc.
Os objetivos serão gerais e específicos, normalmente não será exigido que exista separação
entre eles, contudo devem ser apresentados primeiro os gerais e depois os específicos.
Objetivo é apresentar ao leitor o ponto que se quer chegar com seu trabalho.
1

quantitativa. etc. teses. Contudo devem se buscar hipóteses viáveis. a originalidade. JUSTIFICATIVA   1. social. É o momento de demonstrar a importância do projeto. possíveis de ser comprovadas. serial. 2 . O trabalho não perderá o caráter de cientificidade mesmo que a hipótese não seja comprovada. QUADRO TEÓRICO    Aqui constarão os conceitos que o pesquisador utilizará em seu trabalho. das mentalidades. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS   Serão relacionados os livros. dissertações e artigos. podem estar associadas aos recortes ou outras questões que indiretamente possam contribuir para o trabalho. sociologia. Na revisão bibliográfica as obras selecionadas não precisarão obrigatoriamente estar relacionada diretamente ao tema da pesquisa. a viabilidade. regional. econômica. ciência política. 5. teses. Podem ser destacadas: a relevância social. microhistória. Nesta etapa podem ser descritas as fontes com as quais o pesquisador irá trabalhar. cultural. 2. Serão apontadas as dimensões historiográficas que o trabalho vai empregar. Serão relacionados conforme norma ABNT. METODOLOGIA    Está relacionada a estratégia que o pesquisador vai utilizar para chegar aos objetivos de seu trabalho. monografias e dissertações utilizados na obra. etc. Podem constar livros. a relevância acadêmica. etc.HIPÓTESE     É a resposta provisória ao problema apresentado no trabalho. REVISÃO BIBLIOGRÁFICA    Nesta etapa são selecionados as obras de maior referência inicial para o trabalho. Ou seja. economia. antropologia. As relações interdisciplinares ou transdisciplinares: geografia. 4. A metodologia será a abordagem que será utilizada: história oral. 3. dentre outros fatores. artigos. pois o resultado poderá trazer contribuição acadêmica. A hipótese tem função também de nortear a pesquisa. a pertinência. história política.

conforme exemplo abaixo: Março Levantamento de material bibliográfico Abril/Maio Leitura do material Junho Redação do artigo Julho Redação do artigo/Revisão final 3 .CRONOGRAMA   O cronograma serve para dar organização ao planejamento do trabalho. É necessário ter consciência de que a pesquisa passa por etapas que devem ser definidas previamente.

 A primeira parte seria o título público. Análise do conteúdo tendente a esclarecer a manipulação da vitória de Gino Bartali no Tour de France para desviar a atenção pública do fato político emergente.  O Plano de Trabalho pode compreender etapas que naturalmente serão revistas ao longo do desenvolvimento do trabalho em si.  Um título transformado em pergunta pode dar direção ao plano de trabalho.  Logo após a essa “pergunta” inicial.  Por exemplo: 1) Literatura sobre o assunto 2) O acontecimento 3) As notícias do rádio 4) Análise quantitativa das notícias 5) Análise do conteúdo das notícias 6) Conclusões  a) b) c) d) e) f) g) Podemos perceber que um índice-hipótese teria os seguintes elementos: Posição do problema Os estudos precedentes Nossa hipótese Dados que estamos em condições de apresentar Sua análise Demonstração da hipótese Conclusões e referências para o trabalho posterior 4 . contudo ele pode assumir o papel de um “roteiro prévio” para “uma viagem a ser desenvolvida”. A PARTIR DE UMBERTO ECO  “ Uma das primeiras coisas a fazer para começar a trabalhar numa tese é escrever o título. podendo assumir ou não capítulos futuros.  Podem aparecer o título público e o subtítulo que terá o aspecto de ser o título secreto. a sequência compreende o título secreto. O conselho parece paradoxal: começar pelo fim? Mas quem disse que o índice vem no fim?” Umberto Eco. tudo aquilo que os autores deixam no fim. 2. O Plano de Trabalho compreende: O Título O Índice A Introdução  Um bom título já é um projeto.O INDÍCE COMO HIPÓTESE DE TRABALHO. o trabalho pode ser planejado em etapas.  1. o ponto específico que você decide abordar. 3. a introdução e o índice final – ou seja.  O atentado a Togliatti e o Rádio.  Essas etapas estarão relacionadas ao processo de desenvolvimento do trabalho. a qual poderá sofrer ajustes conforme ela for sendo efetuada. Como se faz uma tese.

. controlando desvios e impulsos.  O objetivo dessa introdução fictícia é permitir-lhe a fixação das ideias ao longo de uma diretriz que não será alterada exceto às custas de uma reestruturação consciente do índice.  Serve também. A terceira etapa do plano é um esboço da Introdução. para demonstrar se já se tem as ideias em ordem. etc. isto é. No primeiro capítulo tentaremos estabelecer o ponto “x”.. no segundo abordaremos o problema “Y”.”  Enquanto não formos capazes de redigir um índice e uma introdução. o método que seguiremos é o seguinte.  Exemplo:  Com o presente trabalho propomo-nos demonstrar uma determinada tese.etc. 5 . e principalmente. tais e tais. contudo o ideal é que exista certa sintonia entre a proposta inicial e os resultados finais. Concluindo. Dentro destes limites. tentaremos provar isto e aquilo.  É normal que ao final do trabalho o índice e a introdução estejam redigidas de forma alterada.  Por fim. Os estudos precedentes deixaram em aberto inúmeros problemas e os dados recolhidos não bastam. Deve-se ter presente que nos fixamos limites preciso. deve ficar claro que introdução e índice serão continuamente reescritos à medida que o trabalho progredir.  Essa introdução também serve para mostrar ao orientador o que se pretende fazer. não podemos pensar ter uma tese ainda.

Caminha-se do efeito para a causa.  O argumento indutivo parte do registro de fatos particulares para chegar a conclusão ampliada que estabelece uma proposição geral. suceder em sequência lógica e encaminhar para conclusão. artigos e até mesmo em editoriais de jornais. tese de doutorado. três.  Para facilitar a produção de um texto argumentativo.  Trata-se de uma generalização: um.  Exemplo de argumento indutivo: Cobre conduz energia (premissa).  Delimitação do tema: Igualdade entre homem e mulher.  Raciocina-se por meio de argumentos.  Caracteriza-se por obedecer duas exigências básicas: a exposição e a argumentação. os metais conduzem energia (conclusão). utiliza-se esse tipo de texto em trabalhos científicos ou acadêmicos.  Exemplo de argumento dedutivo: Todo homem é mortal (premissa). como por exemplo:  Possuem lógica?  Submetem-se à verificação?  Contradizem alguma verdade já aceita?  Apóiam-se em algum testemunho?  A dissertação baseia-se nessa fundamentação lógica: encontrar ideias e concatená-las. dissertação de mestrado. comprobatórios ou exemplificativos. pode-se utilizar um roteiro sobre o tema a se desenvolver. Abelardo é homem (premissa).  INTRODUÇÃO Homem e mulher.CONSTRUINDO UM ARTIGO CIENTÍFICO  Dissertar significa expor ideias..  As declarações exigem argumentos. estabelecendo as relações necessárias. devem ter oportunidades iguais na sociedade. geral. dois.  Caminha-se da causa para o efeito. devem ter oportunidades iguais na sociedade.  Escolhem-se premissas que favoreçam o raciocínio no caminho escolhido. para provar a validade de um fato particular. pontos de vista.. apesar das diferenças biológicas.  Observe o exemplo em questão.  O argumento dedutivo parte de uma verdade estabelecida.  Em razão disso. sejam eles justificativos. todos. quanto maior a fundamentação argumentativa. para torná-las consistentes. como monografia. Abelardo um dia morrerá. baseados em argumentos lógicos.  As argumentações devem conter um caráter persuasivo. mais consistente se apresentará o desempenho. ouro conduz energia (premissa).  Os principais modelos de argumentos são o indutivo e o dedutivo.  Argumentação a ser defendida: homem e mulher apesar das diferenças biológicas.logo. o raciocínio predomina nesse tipo de redação e. 6 .  Tema : Mulher na atualidade.

4. 7 . caso necessário. Além disso. obedecendo à organização interna do texto dissertativo. 3.  DESENVOLVIMENTO – O autor trata do tema de forma analítica e lógica. delimita a abordagem.  CONCLUSÃO – O autor reafirma.  Uma vez pronto o roteiro.  CONCLUSÃO Homem e mulher devem ser parceiros na construção de uma vida melhor para todos.• DESENVOLVIMENTO 1. A divergência entre feminismo e machismo é uma questão cultural. propõe soluções para o problema que foi discutido no texto. apresenta o assunto e seu posicionamento sobre ele. passa-se à redação propriamente dita. e define qual o argumento básico a “atacar” para defesa de seu ponto de vista. 2. As diferenças biológicas não fazem de homem e mulher espécies diferentes. confirma a tese inicial ou então. O mundo político tem testemunhado o aparecimento de mulheres em posições de destaque. desenvolve a tese introduzida no início do texto e expõe os argumentos necessários para persuadir o leitor. A mulher vem assumindo papel cada vez mais preponderante no mercado de trabalho. conforme explicado a seguir:  INTRODUÇÃO – O autor diz a que veio.

conforme as opções que fizer em seu artigo. argumentar.UTILIZANDO FONTES SECUNDÁRIAS  A utilização das fontes secundárias em um artigo científico servirão para dar consistência aos argumentos do autor.  Essa consistência está relacionada a conseguir extrair das fontes secundárias as ideias centrais dos autores envolvidos. seu artigo estará praticamente pronto! Simples assim! 8 . ou ainda refutar ideias de outros autores. que será o plano de capítulos.     Desenvolva os tópicos de seu plano de capítulos.  RESUMINDO:  Faça um roteiro para o seu artigo.  O destaque que será dado as ideias centrais das obras dos autores envolvidos está no cerne da produção do artigo científico.  Contudo. siga seu roteiro. formular novas questões a partir de outros autores. ou seja. refutar.      Escolha as ideias centrais de outros autores que contribuirão para: descrever. as três estratégias utilizadas para a produção do artigo científico terão em comum a necessidade do uso de outros autores para dar consistência às nossas argumentações. Após o desenvolvimento elabore a introdução e a conclusão.  No artigo o autor pode descrever ideias de outros autores. Parabéns.