You are on page 1of 16

10

INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, I.P.
Avenida José Malhoa, 11 – 1099-018 Lisboa
Pessoa Colectiva n.º 501!"00
#ele$a%&o 'e$ional do (o)te
Cent)o de *o)+a%&o P)o,issional de Chaves
Vamos considerar uma situação concreta, que iremos utilizar para desenvolvimento de trabalhos
práticos no SGDB Access.
rata!se de uma situação muito vul"ar# uma empresa, que comercializa determinado tipo de arti"os,
pretende criar uma B.D. para re"istar as compras aos $ornecedores e as vendas aos seus clientes.
%retende!se que a base de dados contenha in$ormação sobre os $ornecedores e os produtos que
eles $ornecem, bem como sobre os clientes e as vendas, com os respectivos detalhes das $acturas
Ap&s a análise da in$ormação que deve constar para cada entidade, e normalização dos dados
devemos encontrar um esquema "lobal da B.D. de compras e vendas de uma determinada
empresa.
CRIAÇÃO DE TABELAS
'. (ntra no )icroso$t Access e cria uma B.D. nova denominada (mpresa, indo ao menu *icheiro e
Guardar.
+. ,a cai-a de diálo"o que se se"ue escolhe )odo (strutura.
.. ,a cai-a de diálo"o que te aparece vais de$inir a estrutura da tabela de *ornecedores indicada o
nome, o tipo de dados, e, opcionalmente podemos acrescentar uma descrição do si"ni$icado do
campo. A sua /anela deve $icar id0ntica a#
%ara o campo 1od*orn pretendemos re"istar um n2mero de c&di"o di$erente para cada $ornecedor3
por isso, poderemos de$ini!lo como do tipo num4rico, para os campos ,ome*orn, (ndereço e
ele$one podem todos ser de$inidos como do tipo 5e-to5.
6. De$ine o campo 1od*orn como chave primária da relação posicionando!se no campo respectivo e
$azendo um clique sobre o botão 1have %rimária, que se encontra na barra de $erramentas ou no
menu (ditar escolhendo o comando 1have %rimária.
7Verás aparecer /unto ao campo uma pequena chave8.
9. 1ria as restantes tabelas. 7,ão te esqueças, de de$inir as 1:AV(S;8.
*ormadora# <l"a *reitas = ><S>
10
INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, I.P.
Avenida José Malhoa, 11 – 1099-018 Lisboa
Pessoa Colectiva n.º 501!"00
#ele$a%&o 'e$ional do (o)te
Cent)o de *o)+a%&o P)o,issional de Chaves
?. 1lica no botão da barra de $erramentas, para passar do )odo (strutura para o modo de
tabela ou *olha de Dados.
@. >ntroduz os se"uintes dados#
'A. >nsere os restantes dados de acordo com o que se se"ue#
*ormadora# <l"a *reitas = ><S>
10
INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, I.P.
Avenida José Malhoa, 11 – 1099-018 Lisboa
Pessoa Colectiva n.º 501!"00
#ele$a%&o 'e$ional do (o)te
Cent)o de *o)+a%&o P)o,issional de Chaves
*ormadora# <l"a *reitas = ><S>
10
INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, I.P.
Avenida José Malhoa, 11 – 1099-018 Lisboa
Pessoa Colectiva n.º 501!"00
#ele$a%&o 'e$ional do (o)te
Cent)o de *o)+a%&o P)o,issional de Chaves
''. Grava novamente a tua B.D.
*ormadora# <l"a *reitas = ><S>
10
INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, I.P.
Avenida José Malhoa, 11 – 1099-018 Lisboa
Pessoa Colectiva n.º 501!"00
#ele$a%&o 'e$ional do (o)te
Cent)o de *o)+a%&o P)o,issional de Chaves
Ap&s a de$inição das tabelas que entram numa estrutura de relacionamentos, há que de$inir esses
relacionamentos. %ara entrar no modo de de$inição de relacionamentos entre tabelas, conv4m
$echar todas as tabelas eventualmente abertas, desta $orma passamos B /anela principal da base de
dados. De se"uida vamos estabelecer todos os relacionamentos entre tabelas da base de dados
(mpresa.
'. Abre a B.D (mpresa.
+. endo todas as tabelas $echadas $az um clique sobre o botão relaçCes 7ou vai ao comando
DelaçCes no menu *erramentas8.
.. Ao mesmo tempo que 4 aberta a /anela de DelaçCes, sur"e o quadro )ostrar abela, com a lista
de tabelas e-istentes na nossa B.D.
Selecciona as tabelas se"uintes, e clique no botão Adicionar#
• *ornecedor
• *orneceArti"os
• Arti"os
6. *az um clique no botão *echar.
9. Vamos de se"uida estabelecer os se"uintes relacionamentos#
a8 (ntre a tabela *ornecedor e *orneceArti"os, atrav4s do campo comum a essas duas
tabelas# 1od*orn.
b8 (ntre a tabela Arti"os e *orneceArti"os, atrav4s do campo comum 1odArt.
9.' 1lica sobre o campo 1od*orn na tabela *ornecedores e mantendo o botão pressionado, arrasta
o rato at4 ao mesmo campo da tabela *orneceArti"os.
*ormadora# <l"a *reitas = ><S>
10
INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, I.P.
Avenida José Malhoa, 11 – 1099-018 Lisboa
Pessoa Colectiva n.º 501!"00
#ele$a%&o 'e$ional do (o)te
Cent)o de *o)+a%&o P)o,issional de Chaves
9.+1lica sobre o campo 1odArt na tabela de Arti"os e mantendo o botão pressionado, arrasta o rato
at4 ao mesmo campo da tabela *orneceArti"os.
E. >nsere as restantes tabelas na /anela de DelaçCes da B.D clicando no botão )ostrar abela na
Barra de *erramentas 7ou comando )ostrar abela do menu DelaçCes8.
F. De$ine os restantes relacionamentos da tua base de dados 7não te esqueças de impor a
inte"ridade re$erencial8 se"undo o se"uinte esquema.
Delacionamentos#
*ormadora# <l"a *reitas = ><S>
10
INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, I.P.
Avenida José Malhoa, 11 – 1099-018 Lisboa
Pessoa Colectiva n.º 501!"00
#ele$a%&o 'e$ional do (o)te
Cent)o de *o)+a%&o P)o,issional de Chaves
• abelas *ornecedor e *orneceArti"os, atrav4s do campo 1od*orn3
• abelas Arti"os e *orneceArti"os, atrav4s do campo 1odArti"o3
• abelas *ornecedor e 1ompras, atrav4s do campo 1od*orn3
• abelas Arti"os e 1ompras, atrav4s do campo 1odArti"o3
• abelas 1lientes e Vendas, atrav4s do campo 1od1liente3
• abelas Vendas e Detalhes de Vendas, atrav4s do campo nG$actura.
?. (-ecuta 7sempre que possHvel8 cada uma das acçCes se"uintes, /usti$icando sobre a validade de
cada uma#
?.' >nsere o re"isto# I'A, +?JA'J+AA.,'K na tabela Vendas3
?.+ >nsere o re"isto# I'A, '@JA.J+AA.,9K na tabela Vendas3
?.. >nsere o re"isto# I@, +?JA'J+AA.,'K na tabela Vendas3
?.6 >nsere o re"isto# IE, )anuel Antunes, Av. ("as )oniz, ,G'+, @?A@K na tabela 1lientes3
?.9 >nsere o re"isto# I'', +?JA+J+AA.,FK na tabela Vendas3
>nsere a in$ormação relativa a um cliente de c&di"o F
?.E >nsere o re"isto# I?, )., .K na tabela DetalhesVendas3
>nsere a in$ormação relativa a um arti"o de c&di"o ).
?.F >nsere o re"isto# I?, )., @K na tabela DetalhesVendas3
?.? >nsere o re"isto# I+'JA'J+AA., 6, A+, 9EA, ?K na tabela 1ompras.
?.@ Altera o c&di"o 1z, na tabela de Arti"os para 1L, e v0 o que acontece. Musti$ique.
?.'A Apa"a o cliente cu/o c&di"o 4 F, e v0 o que aconteceu.
?.'' >nsere mais E re"istos com in$ormação B tua escolha em cada uma das suas tabelas,
sem violar as D(GDAS D( >,(GD>DAD(;
?.'+ Grava novamente a tua B.D.
*ormadora# <l"a *reitas = ><S>
10
INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, I.P.
Avenida José Malhoa, 11 – 1099-018 Lisboa
Pessoa Colectiva n.º 501!"00
#ele$a%&o 'e$ional do (o)te
Cent)o de *o)+a%&o P)o,issional de Chaves
N possHvel 7para al4m de haver uma operação tHpica de consultas O os querPQs8 a utilização de $iltros
directamente sobre uma tabela.
A especi$icação do $iltro a aplicar a uma tabela pode ser $eita a partir de#
• BotCes de $iltro 7botCes com desenho de $unil8 situados na barra de $erramentas3
• 1omando *iltro do menu De"istos.
'. Abre a tua B.D. (mpresa.
+. ,a tua tabela Arti"os posiciona!te numa c4lula que contenha a palavra RAlicateS e dá um clique no
botão *iltrar por Selecção, e v0 o que acontece.
.. %ara $azer reaparecer todos os re"istos da tabela, basta clicares sobre o botão Demover *iltro.
6. 1om o botão de $iltro 7*iltrar por *ormulário8, a tabela 4 reduzida a uma linha, sob o nome dos
campos, onde pode ser especi$icado o crit4rio de selecção ou $iltro que pretendemos aplicar.
6.'. Abre a tua tabela Arti"os.
6.+. Dá um clique no botão *iltrar por *ormulário.
6... ,a tabela de uma linha que te aparece por bai-o de Arti"o escreve R1haveS e RT+AAS no
campo %reço Venda.
6.6. Dá um clique no botão RAplicar *iltroS 7botão com a $orma de um $unil simples8 para ver o
resultado da aplicação do $iltro.
6.9. %ara remover de$initivamente o $iltro, pede de novo R*iltro por *ormulárioS e limpa a
"relha.
9. 1ria um $iltro que te d0# todos os arti"os cu/o preço 4 superior a .AA.
Uuantos arti"os obtivesteV
E. 1ria um $iltro que te d0 todos os arti"os cu/o c&di"o começa pela letra
Uuantos arti"os obtivesteV
F. 1ria um $iltro que te d0 todos os arti"os e-cepto os )artelos.
Uuantos arti"os obtivesteV
?. 1ria um $iltro que te d0 as Vendas do m0s de Maneiro de +AA..
Uuantos re"istos obtivesteV
*ormadora# <l"a *reitas = ><S>
10
INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, I.P.
Avenida José Malhoa, 11 – 1099-018 Lisboa
Pessoa Colectiva n.º 501!"00
#ele$a%&o 'e$ional do (o)te
Cent)o de *o)+a%&o P)o,issional de Chaves
NOÇÃO DE CONSULTA – QUERIE
Wma consulta ou querie 4 uma $orma de visualizar os dados de uma tabela ou um con/unto de
tabelas relacionadas entre si.
Wma consulta 4 de$inida em relação a uma s& tabela ou a um con/unto de tabelas de uma B.D..
amb4m 4 possHvel de$inir uma consulta a partir de outra consulta /á de$inida.
Wma consulta pode incidir sobre os campos de uma tabela 7ou con/unto de tabelas8 ou apenas em
relação a al"uns campos3 pode apresentar todos os re"istos ou e$ectuar uma $iltra"em de modo a
apresentar apenas os
dados que correspondem a determinada condição. A partir de uma mesma tabela podemos de$inir
quantas quisermos, sem que isso implique a criação de mais tabelas e a ocupação de espaço. <
resultado de uma consulta assume um $ormato semelhante ao de uma tabela3 por4m, uma consulta
não cria uma tabela di$erente3 o $ormato de tabela assumido por uma consulta 4 portanto uma $orma
virtual.
CRIAÇÃO DE UMA CONSULTA EM RELAÇÃO A UMA TABELA
'. Abre a tua B. D. (mpresa e posiciona!te na /anela principal da B.D.
+. Selecciona a secção intitulada 1onsultas, e dá um clique no botão ,ovo.
.. ,a cai-a de diálo"o ,ova 1onsulta que aparece, escolhe Vista de (strutura.
6. ,a cai-a de diálo"o )ostrar abela selecciona a tabela Arti"os e dá um clique em Adicionar, e de
se"uida em *echar.
9. A /anela de de$inição de consulta divide!se em DWAS %AD(S#
• ,a parte superior da /anela são mostradas as tabelas seleccionadas para a consulta
• 7neste caso podes ver a tabela Arti"os83
• ,a parte in$erior da /anela temos uma tabela ou "relha na qual podemos indicar os
• campos a incluir na consulta, bem como crit4rios ou condiçCes para a $iltra"em dos
• dados.
Supondo que queremos e$ectuar uma consulta em relação aos arti"os que estão re"istados com o
nome RAlicateS, podemos indicar este crit4rio de 6 maneiras li"eiramente di$erentes#
*ormadora# <l"a *reitas = ><S>
10
INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, I.P.
Avenida José Malhoa, 11 – 1099-018 Lisboa
Pessoa Colectiva n.º 501!"00
#ele$a%&o 'e$ional do (o)te
Cent)o de *o)+a%&o P)o,issional de Chaves
9.' >nsere na "relha todos os campos da tabela Arti"os utilizando um dos dois m4todos e-plicados
de se"uida#
a8 1licando com o rato sobre o nome do campo na tabela e arrastá!lo para a "relha3 se
optares por este m4todo podes seleccionar vários campos e arrastá!los ao mesmo
tempo3 quando pretendemos incluir todos os campos da tabela, podemos seleccionar o
asterisco e arrastá!lo para a "relha3
b8 *azer um clique sobre a 'X linha e abrir a cai-a de lista"em 7$azendo um sobre o botão
que aparece B direita83 esta cai-a de lista"em apresenta!te os campos das tabelas
seleccionadas para a consulta, permitindo!nos assim (scolher.
9.+ >ntroduz o crit4rio YRAlicateS sob o nome do campo Arti"o tal como aparece na $i"ura se"uinte#
E. Guarda esta consulta com o nome Alicates.
F. (-ecuta a consulta utilizando um dos se"uintes procedimentos#
a8 *azendo um clique sobre o botão da barra de $erramentas.
b8 *azendo um clique sobre o botão (-ecutar da barra de $erramentas ou e-ecutando
o comando (-ecutar do menu 1onsulta.
Depara que nesta consulta visualizamos todos os campos da tabela Arti"os, mas apenas os
re"istos que dizem respeito aos Alicates.
*ormadora# <l"a *reitas = ><S>
10
INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, I.P.
Avenida José Malhoa, 11 – 1099-018 Lisboa
Pessoa Colectiva n.º 501!"00
#ele$a%&o 'e$ional do (o)te
Cent)o de *o)+a%&o P)o,issional de Chaves
?. 1ria uma consulta denominado Arti"os AB1D, que permita visualizar apenas os campos Arti"o e
)odelo, cu/o crit4rio 4 o se"uinte#
este crit4rio será como todos os arti"os cu/a ordem al$ab4tica 4 anterior B letra (.
?.' (-ecuta a consulta para ver os resultados e "rava!o antes de sair.
@. 1ria uma consulta denominado Arti"os 1aros, que permita visualizar apenas os campos Arti"o e
%reço Venda, cu/o crit4rio 4 o se"uinte#
(ste crit4rio será interpretado como todos os arti"os cu/a preço de venda 4 i"ual ou superior a 'AA.
@.' (-ecuta a consulta para ver os resultados e "rava!o antes de sair.
'A. 1ria uma consulta denominada Arti"os )4dios, que permita visualizar todos os campos
7utilizando o asterisco 7Z88, cu/o crit4rio 4 o se"uinte#
'A.'. (-ecuta a consulta para ver os resultados e "rava!o antes de sair.
''. 1ria uma consulta denominado Arti"os', que visualizando todos os
campos, cu/o crit4rio 4 um dos se"uintes#
(ste crit4rio será interpretado como todos os arti"os cu/o preço de venda 4 in$erior a +AA <W
superior a 9AA.
*ormadora# <l"a *reitas = ><S>
10
INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, I.P.
Avenida José Malhoa, 11 – 1099-018 Lisboa
Pessoa Colectiva n.º 501!"00
#ele$a%&o 'e$ional do (o)te
Cent)o de *o)+a%&o P)o,issional de Chaves
''.' (-ecuta a consulta para ver os resultados e "rava!o antes de sair.
'+. %odemos tamb4m especi$icar crit4rios envolvendo ao mesmo tempo dois ou mais campos. %or
e-emplo, cria uma consulta denominado <utros Arti"os, cu/os crit4rios 4 o se"uinte#
'+.' (-ecuta a consulta para ver os resultados e "rava!o antes de sair.
'.. 1ria uma consulta denominado Arti"os+ que permita visualizar todos os Arti"os di$erentes de
)artelo ou cu/o preço se/a menor que 9AA. Grava e visualiza os dados.
'6. 1ria uma consulta denominado Arti"o. que permita visualizar todos os arti"os começados pela
letra ) e tamb4m todos os arti"os começados pela letra 1.
'9. 1ria uma consulta denominada Arti"o6 que permita visualizar todos os arti"os cu/o c&di"o
começa pela letra ) e o preço 4 superior a +9A.
'E. 1ria uma consulta denominada Arti"o9 que permita visualizar todos os Alicates cu/o modelo 4
,ormal ou todos os arti"os cu/o preço 4 superior a .AA.
'F. 1ria uma consulta denominada Arti"osE que permita visualizar todos os Alicates cu/o modelo 4
%ontas ou todos os arti"os cu/o preço 4 superior a +9A.
'?. Grava a tua B.D..
*ormadora# <l"a *reitas = ><S>
10
INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, I.P.
Avenida José Malhoa, 11 – 1099-018 Lisboa
Pessoa Colectiva n.º 501!"00
#ele$a%&o 'e$ional do (o)te
Cent)o de *o)+a%&o P)o,issional de Chaves
,uma consulta podemos acrescentar novos campos que não e-istem nas tabelas, mas que são
obtidos a partir de cálculos e$ectuados sobre campos e-istentes nas tabelas consultadas.
Abre a tua B.D. (mpresa.
CONSULTAS COM CAMPOS CALCULADOS
'. Suponhamos que na nossa consulta Arti"os, pretendHamos acrescentar um campo que nos
apresentasse o preço de venda de cada arti"o depois de aplicada uma ta-a de >VA, de por e-emplo
+'[.
'.'. Abre a tua consulta Arti"os em )odo (strutura.
'.+. %osicione o rato na primeira coluna da "relha que estiver vazia, na respectiva linha de campos e
escreva o se"uinte#
Depois de teclar (,(D, o pro"rama $ará aparecer# (-prl# [Preço Venda] *!"
'.+. Visualiza os dados e v0 que te aparece um novo campo.
'.6. %assa novamente ao )odo (strutura e onde tem (-prl escreve# Preço #$IVA%
'.9. Visualiza os dados novamente.
'.E. *echa a consulta Arti"os e "rava a tua B.D..
+. 1onsidere a"ora a consulta 1onsultaVendas, criada num e-ercHcio anterior.
Decordemos que essa consulta envolvida várias tabelas, nomeadamente#
1lientes, Vendas, Detalhes Vendas e Arti"os. Vamos supor que pretendemos saber, em relação a
cada arti"o vendido, o montante realizado, ou se/a, o produto do respectivo preço de venda pela
quantidade vendida.
+.'. Abre a consulta 1onsultaVendas em )odo (strutura
+.+. >nclui o se"uinte campo calculado#
+... Visualiza os dados.
+.6. Grava a tua B.D..
*ormadora# <l"a *reitas = ><S>
10
INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, I.P.
Avenida José Malhoa, 11 – 1099-018 Lisboa
Pessoa Colectiva n.º 501!"00
#ele$a%&o 'e$ional do (o)te
Cent)o de *o)+a%&o P)o,issional de Chaves
<s $ormulários constituem uma $orma de mostrar os dados de tabelas ou consultas com uma melhor
apresentação.
<s $ormulários tamb4m nos permitem, para al4m da apresentação e alteração dos dados, e$ectuar
pesquisas de in$ormação e verdadeiras consultas, com introdução de crit4rios de selecção ou
$iltra"em.
%odemos criar $ormulários com base numa s& tabela, num con/unto de tabelas ou a partir de
consultas 7queries8 previamente de$inidas.
1D>A\]< D( *<D)W^_D><S S>)%^(S, 1<) BAS( ,W)A S` AB(^A ( ,< ASS>S(,( D(
*<D)W^_D><S.
,a nossa B.D. (mpresa temos tr0s tabelas de (ntidades# *ornecedores, Arti"os e 1lientes, em
relação Bs quais podemos criar $ormulários simples, que nos permitirão não s& visualizar os dados
com uma apresentação melhorada, como tamb4m manipular esses dados.
'. Abre a tua B.D. (mpresa.
+. %osiciona!te na /anela principal das B.D. e selecciona o separador *ormulários.
.. Dá um clique no botão ,<V<.
6. ,a cai-a de diálo"o que te sur"e, denominada ,ovo *ormulário, onde tem R(scolha a tabela ou
consulta onde os dados do ob/ecto t0m ori"em R selecciona a tabela *ornecedores.
6.' De se"uida selecciona Assistente de *ormulários.
9. A primeira in$ormação que o Assistente de *ormulários nos solicita 4 em relação aos campos que
pretendemos incluir no $ormulário. Dá um clique no botão a para inserir, de uma vez, todos os
campos.
E. Dá um clique no botão Se"uinte.
F. De se"uida o Assistente de *ormulários permite!nos escolher entre tr0s tipos de esquemas para a
disposição dos elementos do $ormulário.
*ormadora# <l"a *reitas = ><S>
10
INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, I.P.
Avenida José Malhoa, 11 – 1099-018 Lisboa
Pessoa Colectiva n.º 501!"00
#ele$a%&o 'e$ional do (o)te
Cent)o de *o)+a%&o P)o,issional de Chaves
F.' <pta pelo $ormato 1olunas 7noutro e-ercHcio, mais livre, pode optar por outro para ver as
di$erenças;8
?. Dá um clique no botão Se"uinte.
Aqui podes optar entre vários estilos de apresentação "rá$ica do relat&rio, particularmente quanto
aos $undos em que os dados serão inscritos.
@. ,o 2ltimo quadro do assistente, 4!nos pedido um nome para dar ao $ormulário. %ode aceitar o
nome que 4 proposto 7baseado no nome da tabela de que partiu8.
'A. 1ria um outro $ormulário, para a tua tabela Arti"os, utilizando o Assistente de *ormulários, com a
opção do $ormato de tabela.
''. 1ria a"ora um $ormulário, para a tabela 1lientes, utilizando o Assistente de *ormulários, mas
com todas as opçCes B tua escolha.
*ormadora# <l"a *reitas = ><S>
10
INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, I.P.
Avenida José Malhoa, 11 – 1099-018 Lisboa
Pessoa Colectiva n.º 501!"00
#ele$a%&o 'e$ional do (o)te
Cent)o de *o)+a%&o P)o,issional de Chaves
< pr&-imo $ormulário que vamos criar vai incluir diversas tabelas, de $orma directa, e não atrav4s de
uma consulta.
%retendemos criar um $ormulário que nos apresente os dados relativos Bs nossas vendas, ou se/a,
Bs compras dos nossos clientes, com os respectivos detalhes.
As tabelas que deves incluir são# 1lientes, Vendas, Detalhes Vendas e Arti"os.
'. Abre a sua B.D. (mpresa.
+. ,a /anela principal das B.D. no separador *ormulário, dá um clique no botão ,ovo.
.. ,o quadro ,ovo $ormulário indica a tabela 1lientes e depois pede o Assistente de *ormulários.
6. ,a cai-a Rabelas ou 1onsultas seleccionar as outras tabelas e inserir os se"uintes camposS#
9.
abela 1lientes O todos os campos
abela Vendas O todos os campos
abela Detalhes Vendas O apenas o campo Uuantidade
abela Arti"os O os campos Arti"o e )odelo.
E. ,o quadro se"uinte, temos de de$inir a estrutura do $ormulário, em termos de escolher a tabela
que $icará no $ormulário principal e as que irão para sub$ormulário.
F. ,este caso, aceita a su"estão dada pelo Assistente de *ormulários, i.e., a
tabela 1lientes em primeira posição, $icando assim com dois sub$ormulários#
! Wm sub$ormulário relativo aos campos da tabela Vendas
! Wm se"undo sub$ormulário relativo aos restantes campos seleccionados.
?. Grava o $ormulário com o nome 1lientesVendas.
@. %rocede de $orma id0ntica 7utilizando o assistente de $ormulários8 e cria um $ormulário, que nos
apresente os dados relativos Bs compras. A tabela principal será a tabela *ornecedores, e deve
incluir in$ormaçCes das tabelas# *ornece arti"os, 1ompras e Arti"os.
Dá o nome *ornecedores1ompras a este $ormulário.
*ormadora# <l"a *reitas = ><S>