You are on page 1of 110

1.

Briefing
1.1. A empresa
1.1.1. Histórico da Empresa
1.1.1.1. Volkswagen no mundo
A origem da empresa remonta à longínqua década de 1930 na Alemanha
nazista, e ao projeto de construção do automóvel, mas conhecido no Brasil como
"Fusca¨. O desejo de Adolf Hitler era o de um automóvel barato, e que qualquer
pessoa pudesse comprá-lo através de um sistema de poupança voltado para sua
aquisição. O engenheiro encarregado de desenvolver o modelo foi Ferdinand
Porsche (1875-1952), apesar de grande parte de seu desenho ter sido inspirado nos
carros desenvolvidos por Hans Ledwinka para a empresa Tatra.
Cerca de 336 mil pessoas pagaram pelo modelo, e protótipos do carro,
chamados em alemão KdF-Wagen (KDF significa Kraft durch Freude, em português,
"força através da alegria", um dos lemas do Partido Nacional-Socialista dos
Trabalhadores Alemães, o conhecido Partido Nazista), surgiram a partir de 1936,
sendo os primeiros modelos produzidos em Stuttgart. O carro já possuía as curvas
de seu formato característico e o motor refrigerado a ar, de quatro cilindros, montado
na traseira, similar ao Tatra. Erwin Komenda, chefe de desenho da Porsche de longa
data, desenvolveu o corpo do protótipo que seria igual ao dos Carochas/Fuscas
posteriores.
A nova fábrica - implantada numa cidade que foi criada em torno da mesma e
batizada de KdF-Stadt (atual Wolfsburg) - só havia produzido algumas unidades
quando a Segunda Guerra Mundial iniciou-se em 1939. Como conseqüência da
guerra, sua produção foi adaptada para veículos militares, como o jipe Kübelwagen,
o modelo anfíbio Schwimmwagen e o Kommandeurwagen.
A empresa deve a sua existência no pós-guerra ao major britânico Ìvan Hirst.
Em abril de 1945 a KdF-Stadt e sua fábrica fortemente bombardeada foram
capturados pelos norte-americanos, e passaram às mãos da administração britânica.
A primeira idéia foi usá-la para a manutenção de veículos militares pesados. Para
Hirst, como ela fora usada para produção militar e fora um "animal político" (menção
pessoal) ao invés de um empreendimento comercial, seu equipamento na época
fora destinado às reparações de guerra. Assim, Hirst pintou um dos carros da fábrica
de verde e o exibiu em instalações militares britânicas. Dispondo de poucos veículos
leves de transporte, em setembro de 1945 o exército britânico foi persuadido a
encomendar 20.000 unidades. As primeiras unidades foram para o pessoal das
forças de ocupação e para o correio alemão. Por volta de 1946 a fábrica estava
produzindo 1000 carros por mês, uma quantidade notável, uma vez que a fábrica
ainda precisava de reparos: o teto e os vidros danificados interrompiam a produção
quando chovia, e o aço para fazer automóveis era pago com veículos produzidos.
O carro e a cidade mudaram seus nomes da época da Segunda Guerra
Mundial para, respectivamente, Volkswagen e Wolfsburg. Enquanto isto, a produção
crescia. Como ainda era incerto o futuro da fábrica, a mesma foi oferecida a
representantes de empresas automobilísticas britânicas, americanas e francesas,
onde foi rejeitada por todos. Depois de visitar a fábrica, Sr. William Rootes, da
indústria britânica Rootes Group, declarou que "o modelo não atrai o consumidor
médio de automóveis, é muito feio e barulhento... se vocês pensam que vão fazer
automóveis neste lugar, vocês são uns grandes tolos, rapazes". Ìronicamente, a
Volkswagen fabricou nos anos 80 uma versão do Hillman Avenger, modelo criado
pela empresa de Rootes (Hillman), após esta ter sido absorvida pela Chrysler em
1978, e de a Chrysler, por sua vez, ter vendido sua fábrica na Argentina - que
produzia este modelo como "Dodge Polara" - para a Volkswagen.
Após 1948, a Volkswagen se tornou um importante elemento simbólico e
econômico, da recuperação da Alemanha Ocidental. Heinrich Nordhoff (1899-1968),
ex-gerente da área de caminhões da Opel foi chamado para dirigir a fábrica naquele
ano. Em 1949 Hirst deixou a empresa, agora reorganizada como um monopólio
controlado pelo governo alemão ocidental. Além da introdução do veículo comercial
"VW tipo 2" (conhecido como Kombi) em suas versões de passageiros, furgão e
camioneta, e do esportivo Karmann Ghia, Nordhoff seguiu a política de modelo único
até pouco antes de sua morte em 1968.
A produção do "tipo 1", o carocha ou fusca, cresceu enormemente ao longo
dos anos no mundo todo, tendo atingido 1 milhão de veículos em 1954.
2
Durante a década de 1960 e o início dos anos 70, apesar de o carro estar
ficando ultrapassado em alguns aspectos, suas exportações para os EUA, sua
publicidade inovadora e sua reputação de veículo confiável ajudaram seus números
de produção total superarem os do recordista anterior, o Ford Modelo "T". Por volta
de 1973 sua produção mundial já superava 16 milhões de unidades.
A Volkswagen expandiu sua linha de produtos em 1967 com a introdução de
vários modelos "tipo 3", os quais eram essencialmente variações de desenho de
carrocerias ("hatch", três volumes) baseados na plataforma mecânica do "tipo 1".
Novamente o fez em 1969 com a linha relativamente impopular chamada "tipo 4"
que diferiam bastante dos anteriores pela adoção de carroceria monobloco,
transmissão automática e injeção de combustível.
A Volkswagen enfrentou sérios problemas em fins dos anos 60, com o
insucesso dos "tipo 3" e "tipo 4" também com o K70, baseado em modelo da
montadora NSU. A empresa sabia que a produção do "Käfer" (Carocha, Fusca) iria
terminar algum dia, porém o enigma sobre como substituí-lo se convertera num
pesadelo. A chave para o problema veio da aquisição da Audi/Auto-Union, em 1964.
A Audi possuía os conhecimentos tecnológicos sobre tração dianteira e motores
refrigerados a água dos quais a Volks tanto necessitava para produzir um sucessor
de seu "tipo 1". A influência da Audi abriu caminho para uma nova geração de
Volkswagens: Polo, Golf e Passat.
A produção do Käfer na fábrica de Wolfsburg cessou em 1974, sendo
substituído pelo Golf. Era um veículo totalmente diferente de seu predecessor, tanto
na mecânica quanto no desenho, com suas linhas retas desenhadas pelo projetista
italiano Giorgetto Giugiaro. Seu desenho seguiu tendências estabelecidas pelos
pequenos modelos familiares, tais como o Mini Cooper, de 1959 e o Renault 5, de
1972 -- o Golf tinha um motor refrigerado a água montado transversalmente,
desenho "hatch-back" e tração dianteira, uma configuração que tem dominado o
mercado desde então. A produção do Käfer (Carocha/Fusca) continuou em fábricas
alemãs menores até 1978, porém o grosso da produção foi deslocado para o Brasil
e o México.
Desde a introdução do Golf, a Volkswagen tem oferecido uma gama de
modelos semelhantes a de outros fabricantes europeus. O Polo, menor em tamanho
que o Golf e introduzido na mesma época, os esportivos Scirocco e Corrado, e o
Passat, de maior tamanho, foram os mais importantes e significativos. Em 1998 a
3
Volks lançou o chamado New Beetle, um carro com plataforma baseada no Golf e
desenho que lembrara o "Beetle"/"Käfer". Em 2002, a empresa alemã - cujo nome
traduzido ao português significa "carro do povo" - lançou dois automóveis para o
segmento de alto luxo: a limusine Phaeton (como chamam os sedãs na
Alemanha,seu maior mercado) e o SUV Touareg.
Em 30 de julho de 2003, o último Carocha/Fusca foi produzido no México,
selando para o modelo um total de 21.529.464 unidades produzidas em todo o
mundo.
Hoje, a Volkswagen é parte do Volkswagen AG (Volkswagen
Aktiengesellschaft), que inclui as marcas:
• Audi -- antiga Auto Union/DKW -- comprada da Daimler-Benz em 1964-
1966.
• NSU Motorenwerke AG -- comprada em 1969 pela divisão Audi. A
marca não é mais usada desde 1977.
• SEAT -- marca espanhola adquirida em 1987.
• Skoda -- adquirida em 1991.
• Bentley -- adquirida em 1998 da empresa inglesa Vickers, junto com a
marca Rolls-Royce.
• Bugatti -- adquirida em 1998.
• Lamborghini -- adquirida em 1998.
De julho de 1998 até dezembro de 2002 a divisão Bentley da Volkswagen
também vendeu automóveis sob a marca Rolls-Royce, após acordo com a também
alemã BMW, a qual comprara os direitos de uso do nome. A partir de 2003, apenas
a BMW pode fabricar automóveis com a marca Rolls-Royce.
Atualmente o grupo Volkswagen opera em 48 plantas de produção sendo
treze países europeus e um período adicional em seis países na América, na Ásia e
na África. Em torno do mundo, quase 329.000 empregados produzem por volta de
25.400 veículos ou estão envolvidos em serviços relacionados a eles. O grupo
Volkswagen vende seus veículos em mais de 150 países.
4
Atualmente a Volkswagen ocupa a segunda posição na participação do
segmento de veículos de passeios e comerciais leves, isto se deve pela variedade
de modelos fabricados que atende tanta as necessidades dos consumidores de
menor e maior poder aquisitivo.
1.1.1.1.1. Distribuição das fbricas Volkswagen no mundo.
São 47 fábricas, distribuídas em 19 países da Europa, Américas, Ásia e
África.
• Europa!
Northampton, Crewe, Bruxelas, Vrchlabi, Polônia, Mlada, Molsheim,
Bratislava, Györ, Pamplona, Martoreli, Bologn, Prat, Sarajevo, Kvasiny, Martin,
5
Alemanha Wolfsburg, Emden, Hannover, Braunschweig, Salzgitter, Dresden,
Chemnitz, Zwickau, Kassel, Neckarsulm, Ìngolstadt
"rincipal #ede! Wolfsburg e Alemanha.
• Am$rica do %orte
Puebla (México)
Linha de Produção:
• &frica do #ul
Uitenhage
• &sia'"ac(fico
Índia, Changchun, Shanghai.
• Am$rica do #ul
Taubaté, São Carlos, Resende, Anchieta, São José dos Pinhais,
Cordobó e Pacheco.
• )rupo Volkswagen e )rupo Audi
Di*isão Volkswagen! Skoda Auto, Bentley e Bugatti
Di*isão Audi! Audi, Seat e Lomborghini.
• +brica de Vidro
A fábrica foi inaugurada em março de 2002, em Dresden, com um
investimento estimado de 186 milhões de euros. Ocupa 49.000 m² e seu complexo
de edifícios possui duas alas transparentes. Ìsso faz com que o processo de
produção do automóvel seja visível para quem está do lado de fora, uma forma
inédita de integrar o ser humano, a técnica de produção e o meio ambiente.
6
• Autostad
Tudo na Autostadt realmente tem o objetivo de atiçar sentidos e emoções do
visitante, ao mesmo tempo em que informa ÷ e vende, claro.
A "cidade dos automóveis¨ fica em Wolfsburg, a meio caminho entre Berlim e
Hannover. Lá foi instalada a primeira fábrica da montadora.
A Autostadt se divide entre o centro de entrega de automóveis aos clientes, o
que inclui as duas quase inacreditáveis torres do estoque, um pavilhão para cada
marca do Grupo Volkswagen ÷ a própria Volkswagen, Audi, Bentley, Lamborghini,
Skoda e Seat ÷, o museu chamado ZeitHaus (Casa do Tempo), que conta a história
do carro, e o KonzernForum (Fórum do Grupo), onde fica a recepção, o parque
infantil, lojas e restaurantes.
Opções é uma visita à imensa fábrica da Volkswagen, feita em uma
espécie de trenzinho, que leva ao menos duas horas, tendo de ser marcada
com antecedência; ou fazer um test-drive numa pista de treino que imita todo
tipo de terreno, onde os mais aventureiros podem testar suas habilidades com
7
a orientação de um instrutor. Além disso, há sempre instalações de arte
moderna e festival diversos acontecendo ao longo do ano.
1.1.,.,. História do logo
O logo da Volkswagen é um dos mais famosos do mundo. Como muitos
outros elementos de design corporativo, ele representa os valores da marca. É uma
demonstração da alta qualidade, solidez e expertise da marca, entre outras coisas.
Desde os primeiros tempos da Volkswagen, o logo com a letras V e W juntas
dentro de uma "bolacha", foi o símbolo da DAF (Deutsche Arbeitsfront), um tipo de
sindicato da antiga fábrica Volkswagen GmbH. Este logo foi registrado em 1938.
O logotipo "cruzado" da Volkswagen foi registrado em outubro de 1948 no
Departamento Alemão de Patentes em Munique e, desde então, tem sido usado em
diferentes variantes. Já foi levemente modificado, preto no branco, mais tarde azul
no branco ou branco no preto ou azul.
Após a 2a Guerra a companhia foi tomada pelos ingleses. O Major britânico
Ìvan Hirst decidiu que a partir de 1945 a "bolacha" com as letras V e W deveria ser o
logo oficial da Volkswagen. Até hoje o criador deste logo é desconhecido.
O logo da Volkswagen também foi envolvido por muitas décadas e adaptado
continuamente às necessidades da marca e suas possibilidades técnicas. Essa
contínua evolução continuou até 2000.
A atual versão do logo da Volkswagen é usada desde então. Sua aparência
tridimensional está em linha com os mais altos padrões da marca, sem perder sua
familiaridade, desde 2000.
8
A cor azul foi fortemente moldada à identidade da marca Volkswagen. Hoje é
considerada por muitas pessoas como "a cor Volkswagen¨. Ao lado do cinza
metálico, o azul usado no logo é uma das cores primárias da marca. É reconhecida
como amigável, essencial e inovadora ÷ características com os quais a marca se
identifica estreitamente.
1.1.1.-. Volkswagen no Brasil
Em 1949, pesquisas feitas no mercado latino-americano indicaram o Brasil
como o melhor lugar para receber a primeira fábrica da Volkswagen fora da
Alemanha. Em 23 de março de 1953, em um pequeno armazém alugado no bairro
do Ìpiranga, em São Paulo, começaram a sair os primeiros Fuscas, com peças
importadas da Alemanha e montados por apenas 12 empregados.
Os planos da VW ganharam novo impulso quando, em junho de 1956, o
governo brasileiro criou condições para instalar no Brasil a indústria automobilística,
fixando as bases para o rápido desenvolvimento do setor. No mesmo ano, a
empresa decidiu construir sua fábrica em São Bernardo do Campo (SP). Em 02 de
setembro de 1957, começava a ser produzida a Kombi, o primeiro VW fabricado no
Brasil, com 50% de suas peças e componentes produzidos no país.
Lançado em 03 de janeiro de 1959, o Fusca rapidamente tornou-se sucesso
de mercado, o Brasil produziu e vendeu 3,3 milhões de unidades numa época
dominada pelos grandes automóveis importados. A empresa iniciou um profundo
trabalho de desenvolvimento de fornecedores e no final de 1961, o índice de
nacionalização do Fusca e da Kombi já eram de 95 %.
Foi inaugurada oficialmente a fábrica de São Bernardo do Campo com a
presença do então presidente da República do Brasil, Juscelino Kubistscheck,
responsável pela instalação da indústria automobilística no Brasil, no dia 19 de
novembro de 1959, data histórica para a Volkswagen.
O Karmann-Ghia, um carro esportivo lançado em 1962, foi um sucesso até
1975, quando saiu do mercado com a venda de 41.634 unidades. Em 1969, foi a vez
da station-wagon Variant, remodelada em 1977. Em julho de 1970, com os primeiros
recordes de produção e vendas, a marca chegava ao primeiro milhão de veículos.
Em 1973, foi lançada a Brasília, que fez sucesso pela praticidade e amplo espaço
interno, vendendo 1.064.416 unidades até 1981.
9
O aprimoramento na produção de veículos adequados às condições e
exigências brasileiras levou, em junho de 1974, ao lançamento do Passat, carro de
tamanho médio, com motor de quatro cilindros, refrigerado a água, e com tração
dianteira, completamente diferente dos modelos anteriores ÷ com motor e tração
traseiros e refrigeração a ar. O carro foi sucesso no Brasil e no exterior,
principalmente no Ìraque, para onde foram exportados 200 mil unidades.
No início dos anos 80, depois de construir uma nova fábrica de automóveis
em Taubaté, no interior de São Paulo, a Volkswagen iniciou a produção da chamada
Família BX, composta pelos automóveis Gol, Voyage e Fox (este exclusivo para
exportação para os Estados Unidos), a station-wagon Parati e a picape Saveiro.
A Volkswagen teve no auge de sua estrutura, 43 mil empregados.
Nos últimos 50 anos, sempre buscou a evolução tecnológica e o aprimoramento de
seus produtos, para manter produtos de sucesso nos sonhos dos consumidores das
diversas classes sociais. Atualizou-se tecnologicamente e depois da "abertura de
mercado¨ passou a competir com todo o mundo, na produção e exportação de
modelos de alto nível.
Atualmente a Volkswagen está entre as maiores empresas privadas
brasileiras e entre as maiores empregadoras do país. As fábricas de São Bernardo e
São José dos Pinhais estão entre as mais modernas do país.
A empresa tem como meta produzir automóveis sempre acessíveis, para que
a alta qualidade de seus produtos seja apreciada por todos.
Há 50 anos no Brasil, a Volkswagen é o maior produtor de automóveis a 43
anos e é a marca mais confiável e querida dos brasileiros, possui 5 fábricas de
última geração, seus veículos são produzidos com o padrão internacional. Exporta
para mais de 30 países, incluindo Estados Unidos e Europa e hoje é a maior e mais
importante operação do Grupo Volkswagen fora da Alemanha.
E mais:
• É a 6ª maior empresa em operação no País e a 4ª maior de capital
privado, segundo o ranking "Melhores e Maiores 2005" (faturamento de
US$ 6,889 bilhões);
• 3ª empresa que mais paga salários no País atrás, apenas de 2 estatais
(US$ 512,9 milhões);
• É a 11ª maior empresa empregadora do País (24.389 empregados);
10
• 7ª empresa que mais paga impostos no País (US$1,3 bilhão);
• Maior fabricante de veículos do País: 682.912 unidades produzidas em
2004;
• Única montadora a operar no País com cinco fábricas;
• 5ª maior exportadora do País apresenta o maior superávit do setor:
US$ 1,1 bilhão em 2004;
• Foi a primeira montadora do país a utilizar freios ABS;
• Foi a primeira montadora a ter um centro técnico de "crash-tests" no
País, na década de 70;
• Foi a pioneira na utilização de injeção eletrônica de combustível nos
veículos;
• Primeira a estabelecer um acordo histórico de flexibilização da jornada
de trabalho, visando a preservação de empregos (1998);
• Única montadora que mantém há 33 anos um programa de prevenção
e tratamento da dependência química;
• Pioneira no lançamento de um programa de atendimento aos
portadores HÌV positivo - o Aids Care, premiado pela ONU;
• Única montadora que mantém há 32 anos um centro de educação
profissional que já formou mais de 6 mil jovens (parceria com o Senai).
Ao longo dos últimos 4 anos, a Volkswagen do Brasil foi dirigida por três
presidentes diferentes (Herbert Demel, austríaco, Paul Fleming, inglês e Hans-
Christian Maergner, alemão) e é a atual segunda colocada em vendas e primeira
colocada em produção de carros e comerciais leves, em território nacional.
1.1.1.-.1. Autolatina Brasil
Em um momento de queda do mercado, para reduzir os custos e ter melhor
aproveitamento dos recursos disponíveis, a Volkswagen e a Ford juntaram-se e
criaram a Autolatina Brasil em 1987. A campanha da nova joint-venture foi
deflagrada no dia 01 de julho de 1987, começando com a comunicação interna das
duas empresas, assim como placa nos edifícios-sede, jornais, emissoras de rádio e
televisão.
11
Entre os termos acordados, era necessário mostrar claramente que a
Autolatina era uma empresa holding e que a Volkswagen e a Ford manteriam
identidade e individualidade das duas marcas, onde os distribuidores Volkswagen
continuariam vendendo e assistindo produtos Volkswagen, da mesma forma da
Ford, e que não se tratava de uma incorporação ou fusão das duas empresas, mas
de um acordo operacional com benefícios para ambas e para seus públicos.
Apesar de todo o processo ser cumprido em 1987, apenas em 1990 que as
montadoras iniciam o funcionamento da empresa, que tinha 51% das suas ações
controladas pela Volkswagen e 49% pela Ford.
Em teoria, a fusão adequava-se aos novos tempos como estratégias
capitalista global e era pensada como uma saída ideal para as duas montadoras,
porém, o estabelecimento concreto da Autolatina, em seus sete anos de existência,
enfrentou sérias dificuldades internas e externas. O primeiro e grande problema a
ser enfrentado foi a falta de investimento das matrizes. Dado a concorrência entre a
Ford e a Volkswagen, em âmbito mundial, havia a dificuldade da troca de
conhecimento técnico, debilitando as colaborações locais. Outro problema foi a
constante tensão entre a Autolatina e os sucessivos governos brasileiros com os
quais, por motivos diferentes, ela se desentendeu, ora por causa do congelamento
de preços, ora por conta da supervalorização da moeda.
Com a Autolatina, as duas empresas passaram a ter operações conjuntas em
diversos níveis, inclusive produtos compartilhados: a Volkswagen produzia os Ford
Versailes e Royale (derivados dos Volkswagen Santana e Quantum) e a Ford
produzia os Volkswagen Logus e Pointer (derivado do Ford Escort). Outros carros
também marcaram a época como o Ford Verona e Volkswagen Apollo, este o maior
fracasso da parceria.
No início dos anos 90, a criação da Autolatina começou a ser questionada por
ambos os lados. A equipe da Volkswagen sentia-se incomodada com perda de
mercado para o Uno Mille (que, como único veículo da categoria, era um crescente
sucesso de vendas) e queria entrar neste segmento de "populares¨; mas a Ford
tinha uma estratégia diferente, o que se evidencia pela sua tardia entrada neste
mercado com o modelo Ford Ka.
Os engenheiros da Volkswagen percebiam que era chegada a hora de
remodelar o Volkswagen Gol, mas o pessoal da Ford não concordava com o
investimento necessário, pois tinha outras prioridades na linha Escort. Além disto,
12
havia entre o pessoal da Volkswagen a percepção de que seus produtos ganhavam
mercado enquanto os da Ford perdiam. O tempo, porém, mostrou que ambas as
marcas estavam perdendo terreno para a concorrência, inclusive devido à abertura
do mercado e à entrada de novas empresas no setor.
A decisão de separar as empresas, dissolvendo a Autolatina, foi tomada no
final de 1994 e efetivou-se em 1996, ocasião em que os sistemas de informação
passaram a ser específicos a cada uma delas. A separação foi mais amigável do
que o negócio, com poucos traços de sentimentos e rancor. Um sinal claro disto foi
que a os empregados puderam optar pelo seu destino, ou seja, se iriam para a Ford
ou para a Volkswagen, independentemente de sua origem. Desta forma, vários ex-
funcionários da Ford ficaram na Volkswagen e vice-versa.
Dentre os problemas a solucionar estavam os produtos que usavam
componentes das duas empresas (exemplo: o Escort co motor Volkswagen) e
aqueles em que uma das fábricas produzia para a outra (exemplo: O Volkswagen
Logus produzido pela Ford com motor Volkswagen). Para solucionar tal dilema, o
acordo previa que, por um ano, produtos híbridos seriam mutuamente suportados.
Após este período, cada empresa deveria estar capacitada a trabalhar com seus
próprios recursos.
1.1.1.-.,. Histórico das fbricas no Brasil
• #ão Bernardo do .ampo
A fábrica foi oficialmente inaugurada em 18 de novembro de 1959 com a
presença do então presidente da República Juscelino Kubitscheck. A unidade, que
já produziu veículos como o Fusca, a Variant, o TL, o SP1/2, a Brasília e o Passat,
implantou os primeiros robôs na linha de montagem em 1984, com o lançamento do
Santana e da Quantum.
Em março de 2002, a Volkswagen do Brasil fixou um marco na indústria
automobilística nacional com a inauguração da linha de montagem do Pólo na planta
Anchieta. Foi criada a Nova Anchieta, unidade tão avançada tecnologicamente que
não pode ser equiparada a nenhuma outra montadora de veículos no País. Os
investimentos foram da ordem de R$ 2 bilhões.
13
/ocali0ação! Km 23,5 da Via Anchieta / São Bernardo do Campo ÷ SP
&rea 1otal! 1.963.174,81 m²
&rea .onstru(da! 1.963.174,81 m²
.apacidade! 1.600 veículos / dia
+uncionrios! 16.000 (Funcionários VW: 10.000 / Terceiro: 5.000)
"rodutos! Gol, Fox Europa, Polo e Polo Sedan, Saveiro e Kombi.
• 1aubat$ 2 #"
Em 14 de janeiro de 1976 começou a operar a fábrica de Taubaté, fabricando
peças injetadas (plásticas), estampadas e de tapeçaria para linhas do Fusca, da
Brasília, da Variant e da Kombi na Anchieta. A fabricação de carros em série, já com
a linha de produção instalada, começou com o Gol, em 1980, mas o primeiro carro
montado na planta foi o Passat (antigo) em 1978 e 1979, para treinamento de
pessoal.
Em dezembro de 1993, a planta foi a primeira montadora da América Latina
a obter o certificado de qualidade ÌSO 9002. Em novembro de 2005, Taubaté atingiu
a marca história de 4 milhões de veículos produzidos. No mesmo ano, comemorou
25 anos de produção do Gol, carro mais vendido no Brasil há mais de 20 anos.
Atualmente a fábrica de Taubaté possui mais de 5 mil funcionários e 160 robôs em
operação que produzem mais de 200 mil carros por ano.
14
Localização: Taubaté ÷ SP
Capacidade: 1.040 veículos / dia
Funcionários: 5.000
Produtos: Gol e Parati
• #ão .arlos 2 #"
Ìnaugurada em 12 de outubro de 1996, a fábrica de motores de São Carlos
produz 16 tipos diferentes de motores alimentados por combustíveis diversos como
gasolina, álcool e diesel, além dos motores flexíveis, que equipam os modelos Gol,
Parati, Saveiro, Golf, Fox, Audi A3, Polo Hatch e Sedan, sendo consumidos pelas
plantas localizadas no estado de São Paulo (São Bernardo do Campo e Taubaté) e
Paraná (São Jose dos Pinhais), além de outros países como Espanha e África do
Sul. Em 2004, á fábrica ultrapassou a marca de 2 milhões de motores produzidos.
A unidade já recebeu R$ 350 milhões em investimentos e possui duas
diferentes linhas de produção: EA 111, criada no início das atividades da fábrica, e
EA 113, inaugurada em 1998 para atender a demanda da fábrica da
Volkswagen/Audi no Paraná.
Projetada para produzir com a mesma qualidade das melhores indústrias
européias, São Carlos foi a primeira planta do grupo Volkswagen fora da Europa e
conquistar o certificado ambiental ÌSO 14001, em 1997, e se tornou referência em
gestão ambiental para as demais unidades na América do Sul.
15
/ocali0ação! São Carlos ÷ SP
&rea 1otal! 750 mil m²
&rea .onstru(da! 35 mil m²
.apacidade! 2.770 motores / dia
+uncionrios! 500
"rodutos! motores EA-111 e EA-113
• #ão 3os$ dos "in4ais 2 "5
Ìnaugurada em 18 de janeiro de 1999, a fábrica de São José dos Pinhais é
uma das mais modernas do Grupo Volkswagen no mundo. Com investimento de 1
bilhão de euros, a unidade apresenta um layout pioneiro no Grupo: as áreas de
Armação, Pintura e Montagem Final convergem para o Centro de Comunicação, um
prédio triangular onde estão concentrados os escritórios administrativos, jardins de
inverno, cafeteria, agência bancária e refeitórios. O objetivo é integrar todas as
áreas, o fluxo de informações favorecendo a melhoria contínua da qualidade.
A fábrica ainda utiliza tecnologias avançadas, como solda a laser e pintura à
base de água, além de ter inovado no sistema de logística ao instalar 14
fornecedores em seu terreno, formando o Parque Ìndustrial Curitiba.
Entre os investimentos sociais da fábrica do Paraná estão os convênios com
12 universidades e faculdades da região para a cooperação técnica, cientifica e
educacional, além do desenvolvimento de projetos sociais que beneficiam crianças e
adolescentes da região metropolitana de Curitiba.
16
/ocali0ação! São José dos Pinhais ÷ PR
&rea 1otal! 2 milhões de m²
&rea .onstru(da! 210 210 mil m²
.apacidade! 810 veículos / dia
+uncionrios! 4.200
"rodutos! Golf, Fox, e CrossFox
• 5esende 2 53
A Volkswagen possui uma das mais modernas fábricas de caminhões e ônibus
do mundo, certificada segundo a norma de qualidade ÌSO 9001. Um Consórcio
Modular, de US$ 250 milhões de investimento que traz para dentro da fábrica os
principais fornecedores para a montagem de veículos.
A fábrica de Resende foi inaugurada em 01 de novembro de 1996 e possui hoje
uma capacidade de até 30 mil veículos/ano, em dois turnos de trabalho. Noventa e
dois por cento dos funcionários são da região e a produção diária é de 115 veículos
em um turno de nove horas. Em 18 de outubro de 2005, foi implantado o segundo
turno com produção, ampliando a capacidade diária para 150 veículos produzidos
por dia. O segundo turno gerou 400 novas vagas no total.
A empresa oferece ao mercado doméstico uma linha completa de produtos,
com 20 modelos de caminhões mecânicos, de 5 a 43 toneladas; e cinco modelos
com motorização eletrônica. Atualmente, a linha de chassis para ônibus conta com
13 modelos que também são exportados para 30 países, entre eles Argentina, Chile,
Uruguai, Bolívia, Colômbia, Venezuela, Paraguai, Equador, República Dominicana,
Costa do Marfim, Nigéria e Arábia Saudita.
17
/ocali0ação! Resende ÷ RJ
&rea 1otal! 1 milhão m²
&rea .onstru(da! 110 mil m²
.apacidade! 150 veículos / dia
+uncionrios! 3.045
"rodutos! Caminhões e Ônibus.
1.1.,. Anlise da Empresa
1.1.,.1. Visão da Empresa
A visão da Volkswagen é fabricar veículos, oferecer serviços, gerando
resultados e atender às expectativas de seus acionistas, fornecendo para o mercado
da América Latina e países emergentes, sendo líder em cumprimento de prazos,
qualidade e satisfação dos clientes.
1.1.,.,. 6issão da Volkswagen
A missão da Volkswagen está centrada na gestão de conhecimento e
relacionamento, buscando oportunidades de negócios para criar novas empresas e
gerar empregos sustentáveis, proporcionando crescimento econômico e
desenvolvimento.
Entre as metas desta missão destaca-se:
• Desenvolver novas oportunidades de negócios;
• Cultivar e difundir o espírito empreendedor;
18
• Ìncentivar novas tecnologias;
• Ìdentificar e desenvolver arranjos produtivos;
• Buscar inovação e sinergia nos negócios;
• Contribuir para a responsabilidade social e ambiental;
• Transformação do Conhecimento em valor.
1.1.,.-. Valores
Os valores Volkswagen são difundidos para os empregados em todo o
mundo, nas sete marcas do conglomerado Volkswagen, Seat, Audi, Skoda, Bentley,
Bugatti e Lamborguini e nas plantas Ìndustriais, Comerciais e Administrativas.
Visa ao êxito nos mercados em que atua, a partir dos recursos que utiliza,
assegurando a longo prazo as relações estáveis de trabalho, aprendizagem e de
vida através de:
178 Respeito no mais abrangente sentindo;
,78 Responsabilidade, sobre as ações nas relações profissionais e
pessoais;
-78 Proximidade do cliente, motivo de nossa existência;
978 Capacidade de renovação, para que o que construímos hoje seja a
realidade de amanhã;
:78 Alta performance para manter-se à frente dos concorrentes;
;78 Agregar valor a tudo que fazemos na vida, para ter um sentido;
<78 Sustentabilidade, para que o sucesso dependa das riquezas e recursos
que geramos.
1.1.,.9. )estão da =ualidade
A Volkswagen utiliza os critérios da norma VDA 6.3, da Associação Alemã de
Normatização para a Ìndústria Automobilística, que estabelece normas de qualidade
da indústria européia para avaliar os fornecedores.
Conforme a norma é verificada os meios de produção, instalações, qualificação
profissional, transporte e manuseio de materiais, ações corretivas e melhoria
19
contínua. Também é realizada avaliações periódicas do sistema de qualidade,
capacidade do processo produtivo e melhorias dos processos, considerando-se o
risco tecnológico e desempenho qualitativo diário.
A política da qualidade da Volkswagen baseia-se em:
• +oco no cliente! Colocamos as expectativas dos nossos clientes externos e
internos no ponto central da nossa atuação. O nosso sucesso é medido
através da satisfação dos clientes com os nossos produtos e serviços, e da
sua fidelidade em relação à empresa.
• >rientação para resultados! Para a Volkswagen, o desempenho da
qualidade superior ao da concorrência é a chave para obter excelentes
resultados de negócio a longo prazo, considerando os interesses dos clientes,
colaboradores, fornecedores, concessionários e acionistas.
• /iderança e coer?ncia de ob@eti*os! Atuamos de forma estruturada e
sistemática. As nossas decisões representam o consenso entre os
envolvidos. Os nossos excelentes resultados são alcançados a partir da
estratégia Volkswagen Excellence, bem como através da consciência para a
qualidade e do envolvimento das nossas lideranças e colaboradores. Gestão
orientada por processos.
Através do foco em processos e do seu acompanhamento, atingimos
rapidamente os objetivos, com uso otimizado dos recursos. As decisões são
tomadas com base em fatos e na orientação estratégica.
• Desen*ol*imento e participação dos colaboradores: A qualidade e o êxito
dos nossos produtos e serviços são responsabilidade de todos. Os nossos
colaboradores são qualificados, possuem autonomia, e o seu envolvimento é
estimulado através da participação ativa.
• Aprendi0agem cont(nuaA ino*ação e mel4oria: Através da criatividade e
aprendizagem, todos os colaboradores se aperfeiçoam continuamente. O
nosso processo de melhoria contínua baseia-se na utilização de métodos,
bem como na efetiva troca de conhecimentos, e é baseado nas melhores
práticas.
• Estabelecimento de parcerias! O nosso comportamento é orientado para
parcerias com fornecedores, concessionários e outras organizações. Ìsso
20
propicia relações de negócios sustentáveis, que se destacam pelo benefício
mútuo.
• 5esponsabilidade pBblica! Conquistamos a confiança da comunidade
através da nossa competência na gestão das questões ambiental e social. A
utilização responsável dos recursos durante todo o ciclo de vida dos nossos
produtos aumenta a nossa credibilidade e estima perante a sociedade.
1.1.,.:. "ol(tica Ambiental
Cada vez mais o mercado se abre para produtos que preservam o meio
ambiente.
A Volkswagen do Brasil - Ìndústria de Veículos Automotores Ltda., desenvolve,
produz, monta e comercializa motores, veículos comerciais, automóveis e
componentes para o mercado nacional e internacional. Assumindo o compromisso
com a melhoria contínua para alcançar a compatibilidade entre seus processos,
produtos e o meio ambiente, assim como com a redução da utilização dos recursos
naturais visando à preservação do meio ambiente e à prevenção dos danos
ambientais, através do cumprimento da legislação e demais normas ambientais
vigentes, principalmente, as que tratam da geração de emissões atmosféricas, uso e
descarte de água, manipulação de materiais perigosos e disposição final de resíduos
perigosos. A Volkswagen utiliza os critérios da norma ÌSO 14001:2004 ÷ Sistema de
Gestão Ambiental.
1.1.,.:.1. "rinc(pios Ambientais!
178 O objetivo da Volkswagen do Brasil - Ìndústria de Veículos
Automotores Ltda. é a prevenção da poluição em todas as suas atividades e a
colaboração, na medida das suas possibilidades, na solução dos problemas
ambientais regionais e nacionais.
,78 Temos como objetivo principal desenvolver, produzir, montar e
comercializar motores, automóveis, veículos comerciais e componentes de alta
qualidade que satisfaçam aos requisitos ambientais de nossos clientes, bem
como à legislação e demais normas ambientais vigentes.
21
-78 Para assegurar o futuro da empresa e para aumentar sua
competividade, pesquisamos e desenvolvemos produtos e processos
ambientalmente eficazes.
978 Com base no Sistema de Gestão Ambiental e nossa Política
Ambiental, em conjunto com fornecedores e prestadores de serviços, a
organização promove a melhoria contínua de nossas atividades, produtos e
serviços.
:78 A direção da empresa verifica regularmente o cumprimento de
todos os elementos do Sistema de Gestão Ambiental para garantir sua
adequação.Nossa organização mantém um compromisso com o cumprimento da
legislação e demais normas ambientais aplicáveis às nossas atividades, assim
como com outros requerimentos aos quais a empresa se subscreveu, que
incluem a preparação e atendimento a emergências ambientais.
;78 A comunicação aberta e clara com os clientes, os distribuidores e
a opinião pública é algo que consideramos primordial. A colaboração com os
Órgãos Governamentais se canaliza através de uma atitude fundamentalmente
negociadora e baseada na confiança.
<78 Todos os colaboradores da empresa estão informados e
qualificados em proteção ambiental de acordo com cada uma de suas tarefas.
Eles estão comprometidos com a aplicação desses princípios, e com o
cumprimento da legislação e demais normas ambientais aplicáveis, dentro de
suas respectivas áreas de trabalho.
1.1.,.;. +undação Volkswagen
22
A Fundação Volkswagen nasceu há mais de 25 anos para exercer o papel
social que toda empresa deve ter nas comunidades onde está presente. Com essa
linha de raciocínio, a atuação da é direcionada para projetos diretamente ligados à
área da educação, um dos principais valores e crenças da marca Volkswagen.
Acreditando que somente por meio do ensino de qualidade é possível assegurar
oportunidades para todos e desenvolvimento social, ela oferece formação
continuada para profissionais da área da educação pública, beneficiando milhares
de crianças e adolescentes nos projetos que realiza em parceria com órgãos
governamentais e não governamentais.
O conceito de seu investimento social é embasado no programa Território
Escola e em outros projetos, os quais buscam influenciar políticas públicas
educacionais, reafirmando o compromisso da marca com o desenvolvimento do
nosso País.
1.1.,.;.1. "ro@etos
Território Escola é um programa em favor da educação integral de crianças e
adolescentes que engloba os seguintes projetos:
• AçCes em rede
Articulação de políticas públicas e fortalecimento das ações governamentais e
não governamentais de caráter educativo, a favor da educação integral de crianças
e adolescentes, desenvolvido em parceria com secretarias municipais e
organizações da sociedade civil.
• Brincar
23
Contribui para a melhoria do trabalho pedagógico em sala de aula com as
crianças, por meio da formação de educadores da educação infantil em parceria
com secretarias municipais de educação.
• Entre na 5oda
Promoção e incentivo à cultura de valorização da leitura na escola e na
comunidade, por meio da formação de professores, técnicos educacionais da
educação infantil até o ensino fundamental e voluntário. Parceiros: secretarias
municipais de educação, secretarias municipais e estaduais de cultura e Unesco.
• Estudar pra *aler.
Propicia o efetivo aprendizado da língua portuguesa e matemática a todos os
alunos, por meio da formação de professores de 1º à 4º série. Parceiros: secretarias
municipais de educação e Unesco.
• /eitura e Escrita
Desenvolvimento das habilidades de leitura e escrita em todas as áreas do
conhecimento, por meio da formação de professores de 5º à 8º séries. Parceiros:
secretarias estaduais de educação, Diretoria de Ensino de São Bernardo do Campo,
São Carlos e Bebedouro.
Outros Projetos:

24
• .oral da )ente D Encantar na Escola
Desenvolve os conhecimentos e habilidades por meio da música, bem como
complementa a educação formal de crianças e adolescentes do ensino fundamental,
conforme a Lei de Diretrizes e Bases do Ministério da Educação. Atende 740
crianças moradoras da comunidade de Heliópolis em São Paulo e DER em São
Bernardo do Campo. Parceiros: Ìnstituto Baccarelli, Banco Volkswagen e Prefeitura
de São Bernardo do Campo.
• .onstruindo a %ação
Reconhece e premia escolas e alunos que desenvolvem projetos com o
objetivo de melhorar a qualidade de vida da comunidade em que vivem. Beneficia
cerca de 300 escolas do ensino médio do Estado de São Paulo. Parceria: Ìnstituto
da Cidadania
• Eni*olks
Reconhece, estimula e apoia jovens universitários de baixa renda através de
bolsa de estudos durante o período em que são universitários. Atende 39
universitários carentes de 6 universidades do Estado de Minas Gerais, Paraná, Rio
de Janeiro e São Paulo.
1.1.,.<. #eguimentos de atuação de mercado
A Volkswagen no Brasil está presente em diversos seguimentos de mercado,
tais como, Veículos Leves e de Passeio, Caminhões, Ônibus, Serviços, Vendas
Especiais e Banco Volkswagen.
1.1.,.<.1. Ve(culos /e*es e de "asseio.
A Volkswagen possui 17 modelos de veículos para o segmento, sendo eles:
Gol, Fox, CrossFox, SpaceFox, Polo, Polo Sedan, Golf, Parati, Bora, Jetta, Variant,
New Beetle, Passat, Variant, Touareg, Kombi e Saveiro. Essa variedade de modelos
garante a satisfação de seus clientes e atende as necessidades e expectativas do
mercado e ocupa o 2º lugar no mercado em vendas.
25
1.1.,.<., .amin4Ces e Fnibus.
A Volkswagen atua nesse seguimento há mais de 25 anos, com uma
participação considerável no mercado de Caminhões e Ônibus. A montadora vem se
destacando com o diferencial em atender as necessidades dos consumidores e
oferecer o serviço de veículos sob encomenda (tailor made).
Hoje a Volkswagen oferece uma linha completa de produtos, com 21 modelos
de caminhões de 5 a 45 toneladas e 10 modelos de chassis para ônibus a partir de 5
toneladas.
1.1.,.<.-. #er*iços
A Volkswagen não se limita apenas a vender seus produtos, tendo a
preocupação de satisfazer seu cliente na pós-venda, ela oferece ao consumidor uma
grande linha de serviços para atender à suas necessidades e anseios.
A empresa oferece aos seus clientes os seguintes serviços: Plano de
Manutenção; Peças Originais; Garantia de 3 anos; Maxigarantia; Volkswagen Card;
Volkswagen Service; Curso de Mecânica; PAC; Visita Virtual; Rede VW On-Line; VW
Tech.
1.1.,.<.9. Vendas Especiais
A Volkswagen oferece descontos e serviços especiais de acordo com a
necessidade de seus consumidores, visando sempre à satisfação dos diferentes
seguimentos. Atualmente, a empresa efetua vendas especiais para o Governo,
Frotistas, Auto Escolas, Portadores de Deficiência e Taxistas.
Existe uma política de desconto para empresas jurídicas e funcionários da
que varia entre 07 a 12% de desconto conforme o modelo a ser adquirido.
1.1.,.<.:. Banco Volkswagen.
Formada pelo Banco Volkswagen, Consórcio Nacional Volkswagen e VVD
Corretora de Seguros, a Volkswagen Serviços Financeiros proporciona vantagens
26
de negócio tanto na aquisição quanto na proteção do veículo Volkswagen.
A missão da Volkswagen Serviços Financeiros é oferecer ao mercado serviços
financeiros competitivos e rentáveis, fortalecendo os negócios do Grupo Volkswagen
e garantindo a satisfação e expectativas de nossos clientes, concessionários,
colaboradores e acionistas. Hoje o Banco Volkswagen tem mais de 400 mil clientes
em todo país.
1.1.,.G. Estrutura >rgani0acional.
A estrutura funcional é grande, com plantas espalhadas pelo Brasil, cada uma
com sua especialidade, produzindo veículos e parte deles em diferentes regiões. Em
forma gráfica, seria impossível visualizarmos todos os departamentos da empresa.
Relacionamos resumidamente o Organograma.
27
Auditoria
Assuntos
Corporativos
Estratégia
Corporativa
Assuntos
Governamentais
Finanças
Recursos
Humanos
Planejamento e
Desenvolvimento
do Produto
Design
Secretária
Caminhões e
Ônibus
Volkswagen
Transporte
Fundação
Volkswagen
Autodivisão
Centro de
Formação e
Estudos
Qualidade
Vendas e
Marketing
Operações
Suprimentos
Color e Trim
Package
Shape Studio
Presidente
28
1.1.,.H. "rodutos e #er*iços.
1.1.,.H.1. "rodutos
1.1.,.H.1.1. Ve(culos /e*es e de "asseio.
• )>/
Líder absoluto do mercado nacional há mais de 20 anos consecutivos, com
mais de 4,5 milhões de unidades produzidas em 25 anos. É fabricado nos modelos
City, Plus e Power.
• +>I
O Fox foi totalmente pensado nas necessidades e vontades do motorista e dos
passageiros. Diferentes de outros veículos, ele foi consultado seguindo o padrão
“Designed Around the Passengers”, ou seja, desenhado a partir dos passageiros. É
atualmente fabricado nos modelos !ort "ine, City e Plus.
• .5>##+>I
O veículo que une valentia, visual agressivo de um utilitário esportivo, conforto
e a dirigibilidade de um hach compacto. O carro tem sua identidade o##$road
reforçada por detalhes como a altura de 1,639mm.
29
• #"A.E+>I
Extensão da família Fox no ano de 2006, a Volkswagen surpreende com o
Spacefox. O veículo é a primeira s!ort%an da empresa no Brasil. O carro vem com
soluções exclusivas tanto em seu design externo e quanto no espaço interno. É
fabricado nos modelos Con#ortline e Plus.
• ">/>
O Polo foi desenvolvido a partir de um projeto que revolucionou tanto o design
quanto a produção de veículos no Brasil. Um veículo equipado com o que há de
mais moderno em relação à inovadora tecnologia Total &le'. É fabricado nos
modelos 1.6 e !ortline.
• ">/> #EDA%
Possui linhas harmoniosas, potência, conforto e alta eficiência. É fabricado nos
modelos (.) e Con#ortline.
30
• )>/+
O Golf tem design moderno, direção hidráulica com coluna ajustável, motores
de alta performnce, transmissão automática Ti!tronic de 5 velocidades, novo
acabamento interno e na nova versão Total Flex, que o deixou ainda mais
econômico. É fabricado nos modelos Confortline, Flash e GTÌ.
• "A5A1J
Seu design externo reforça sua imagem de station wagon mais jovem do Brasil.
É fabricado nos modelos Track & Field e Plus.
• B>5A
É um carro compacto e arrojado. Seu estilo é inconfundível, conseguindo ser ao
mesmo tempo sofisticado e esportivo. Possui avançada tecnologia, muito conforto e
design marcante. É fabricado no modelo 2.0.
31
• 3E11A
O Jetta tem aparência esportiva, moderna, elegante, imponente e sofisticada,
mas também é completo em itens de segurança. Equipado com o motor de 5
cilindros 2,5 litros e 150cv de potência e transmissão automática de 6 velocidades,
é o mais rápido da categoria. É fabricado no modelo 2.5.
• 3E11A VA5JA%1
Com suas linhas elegantes e harmoniosas, o novo Jetta Variant vem equipado
com motor de 2.5 litros de 170 cv - o mais potente da categoria -, exclusiva
transmissão automática Tiptronic de 6 marchas, além da direção eletromecânica
Servotronic, a única no segmento.
• %EK BEE1/E
Por sua exclusiva combinação de design, tecnologia, conforto e segurança, o
carro se tornou uma mania mundial. É fabricado no modelo 2.0.
32
• "A##A1
O carro chega à sua 6º Geração, com design imponente e extremamente
moderno. É fabricado nos modelos 2.0 FSÌ, Comfortline Turbo, Highline Turbo e 3.2
V6.
• VA5JA%1
O termo Variant ficou vinculado à imagem da marca Volkswagen no segmento
de stations. É fabricado nos modelos 2.0 FSÌ, Comforline Turbo, Higline Turbo e 3.2
V6.
• 1>EA5E)
O Touareg oferece tanto o conforto e o luxo interno quanto o arrojo e potência
do motor V8. é fabricado nos modelos V6 e V8.
33
• L>6BJ
Campeã de vendas e de versatilidade, a Kombi vem mantendo seu espaço
entre os utilitários há mais de 50 anos. Dona de todas as qualidades que is
prestadores de serviços exigem para um transporte ágil e econômico chegou em
2007 com nova motorização EA 111 1.4L Total Flex, refrigerado a água. É fabricado
nos modelos Standard e Furgão.
• #AVEJ5>
Para o trabalho ou lazer, a Saveiro continua mostrando eficiência, durabilidade
e economia. A tecnologia Volkswagen somou num mesmo utilitário o design
esportivo, o desempenho do motor e a segurança, com a resistência e a fora que
uma pick-up deve ter. é fabricado nos modelos City, Crosso%er e u!erur#.
34
1.1.,.H.1.,. .amin4Ces
• .onstellation
Os caminhões da Volkswagen foram projetados para garantir o máximo de
aproveitamento em produtividade, conforto e segurança no transporte rodoviário de
carga. A linha Constellation oferece suspensão estruturada com coxins e
amortecedores hidráulicos.
Em relação à segurança o projeto levou em consideração materiais e
componentes de excelente capacidade de absorção e deformação a impactos. A
estrutura da cabine garante máxima resistência a tombamentos e suporta pressões
de até 6 toneladas aplicadas no teto, conforme normas internacionais de segurança.
Outra garantia são os protetores dos degraus (itens opcionais), que dificultam o
acesso de pessoas não autorizadas quando o veículo está parado ou em baixa
velocidade. São fabricados nos modelos 13.180, 15.180, 17.250, Titan Tractor
19.320, 24.250 e 31.320 6X4.
• /in4a Deli*erM
Com a linha Delivery, a Volkswagen expande seu mix de caminhões para o
transporte de carga, trazendo, aos profissionais de entregas rápidas, mais opções
de produtos: uma na faixa de 5 toneladas e outra opção para o segmento de 8
toneladas.
Os caminhões 5.140 e 8.150 competem com os semileves, furgões e cargo
vans. Esses caminhões oferecem qualidade, somando capacidade de carga,
versatilidade, economia de combustível, chassi semileves, motor com respostas
35
rápidas, conforto, resistência para vencer o trânsito pesado nas entregas urbanas,
além da robustez nas áreas rurais.
• /in4a Korker
A linha reúne caminhões já consagrados por tudo aquilo que sempre
ofereceram ao mercado: veículos sob encomenda (tailor made) com baixo
investimento inicial, versatilidade de aplicações, opções de motorização, ótimo valor
de revenda e cabine confortável. São fabricados nos modelos 8.120, 8.150 E,
13/15/17. 180, 13/15.170 E, 13/15.180 E, 17.220 Tractor, 17/24/26.220, 17/24.250 E
e 26/31.260 E.
• Fnibus
Com um imenso território e praticamente 80 % da população do país morando
no setor urbano, o Brasil se tornou um dos maiores e mais dinâmicos mercados
mundiais de ônibus.
A família Volkswagen tem opções que atendem à novas aplicações, como os
chassis semileves. Com eles, os frotistas e autônomos que operam em zonas
urbanas, de vans e microônibus, podem contar com chassis Volkswagen a partir de
5 toneladas.
E isso com importantes diferenciais no produto ÷ motores de última geração,
com robustez, confiabilidade, menores níveis de ruído, baixo consumo de
36
combustível e facilidade de encarroçamento. Em relação à rentabilidade oferecem
baixo custo operacional e com maior capacidade de passageiros.
• 6ini D 6icro
São fabricados nos modelos 5.140 EOD, 8.120 OD e 9.150 EOD.
• 6otor Dianteiro
São fabricados nos modelos 15.190 EOD e 17.320 EOD.
• 6otor 1raseiro
É fabricado no modelo 17.160 EOT.
• 5odo*irio
É fabricado no modelo 18.320 EOT.
1.1.,.H.,. #er*iços
1.1.,.H.,.1. "lano de 6anutenção
O plano de manutenção da Volkswagen leva em consideração os parâmetros
de tempo ou quilometragem. Este benefício está vinculado à garantia do veículo.
Os intervalos são:
a. Serviço de troca de óleo: 10.000 Km ou 6 meses;
b. Serviço de inspeção: 30.000 km ou anual.
37
1.1.,.H.,., "eças originais.
Na hora de trocar as peças do carro a Volkswagen oferece peças originais que
têm garantia, segurança e preços competitivos. Elas são produzidas de acordo com
os controles de qualidade e rigor tecnológico, e pode ser encontrado em qualquer
Concessionária Volkswagen.
1.1.,.G.,.-. )arantia de N- anos.
Garantia de fábrica é de 03 anos sem limite de quilometragem para defeitos de
fabricação e montagem em componentes internos de motor e transmissão, sendo o
primeiro ano, garantia total, sem limite de quilometragem, exceto itens de desgaste e
manutenção periódica.
A validade de garantia está vinculada ao cumprimento do plano de manutenção
a cada 6 meses ou 10.000Km na Rede Autorizada Volkswagen. A garantia estende-
se todos os veículos Volkswagen, nacionais e importados, a partir dos modelos
2005.
.obertura da )arantia
6otor
• Cabeçote(s) e suas partes móveis internas, retentores e juntas;
• Bloco do Motor e suas partes móveis internas, cilindros, retentores e juntas;
• Cárter incluindo sua(s) junta(s).
1ransmissão
• Carcaça e suas partes móveis internas, retentores e juntas;
• Diferencial e suas partes móveis internas, retentores e juntas;
• Transmissão automática: adicionalmente aos dois coponentes supra,
embreagens de todas as velocidades, caixa de válvulas, conversor de torque
e bomba de fluído hidráulico.
38
1.1.,.H.,.9. 6aOigarantia
O seguro Maxigarantia é um serviço que proporciona aos proprietários de
veículos Volkswagen, cobertura adicinal para peças mecânicas e eletroeletrônicas
que venham apresentar avaria, além de mão de obra especializada, bem como
assistência técnica 24h. Atualmente são oferecidos dois planos diferentes, a
Maxigarantia Plus e a Maxigarantia Premium.
A Maxigarantia Plus cobre:
• .ardan!
Juntas universair e acoplamentos.
• 1ração 1raseira
Semi-árvores; incluindo as juntas homocinéticas; juntas universais;
acoplamentos (exceto coifas).
• 1ração Dianteira
Semi-árvores; incluindo as juntas homocinéticas; juntas universais;
acoplamentos (exceto coifas); rolamento de rodas; cubos; flanges e demais
componentes.
• 1urbo
Compressor; regulador de pressão; conexões mecânicas; tubo de lubrificação
forçada para o eixo da turbina (desde que tenha sido instalado originalmente
pelo fabricante do veículo).
• #istema de Arrefecimento do 6otor
Bomba d'água radiador (exceto quando provocados por entupimento);
trocador de calor do ar quente, reservatório de abastecimento / expansão e
respectiva tampa; acoplamento viscoso de ventoinha; válvula termostática e
respectivo alojamento. Ficam excluídos todos os outros componentes,
inclusive os danificados por corrosão, por congelamento, ou por falta de
aditivo antioxidante ou anticongelante.
39
• #istema de Jn@eção EletrPnica de .ombust(*el
Motores movidos a gasolina, álcool ou ambos; bomba de combustível
mecânica ou elétrica; módulo eletrônico e bomba de injeção.
• #uspensão
Dianteira e traseira; braços oscilantes, bandejas da suspensão e bieletas
(exceto buchas e mancais); molas espirais (exceto por danos no
encapamento anti-ruído); juntas esféricas (exceto quando provocados por
danos na coifa de vedação); eixo traseiro (exceto buchas) e barra
estabilizadora.
• #istema de Direção Q6ecRnica e Hidrulica8
Pinhão e cremalheira (exceto coifas); caixa de direção; caixa intermediária;
cremalheira da direção hidráulica e bomba.
• +reios
Cilindro mestre; servo freio; cilindros das rodas; válvulas reguladoras e reparo
para pinça de freios.
• #istema El$trico
Motor de arranque, alternador de voltagem; bobina; distribuidor; motor dos
limpadores de pára-brisa (dianteiro e traseiro); motor do limpador de faróis;
motor da ventoinha; motor do ventilador; sistema de ignição eletrônica (exceto
cabos e velas); motor elétrico dos vidros; motor elétrico do teto solar e
unidade central de travamento das portas.
Além dos itens cobertos na Maxigarantia Plus, a Maxigarantia Premium
abrange:
• Ar .ondicionado
Componentes internos do compressor; evaporador; condensador; ventilador;
termostato e pressostato.
• #istema de Jn@eção eletrPnica de combust(*el motores mo*idos S
gasolinaA lcool ou ambos
Bomba de combustível; indicador do nível de combustível; sensores e
atuadores; módulo eletrônico; válvula de purga do cânister; regulador de
pressão do combustível; bico injetor (exceto quando provocados por
entupimento ou combustível de procedência inapropriada).
• 6ecanismo
40
Acionamento dos vidros das portas (exceto manoplas e itens de carroceria);
fechadura das portas (exceto maçanetas) e cintos de segurança (exceto por
danos no tecido).
1.1.,.H.,.:. Volkswagen .ard
O Volkswagen Card é o passaporte de entrada para um clube exclusivo de
vantagens e benefícios que a Volkswagen e a Unicard Unibanco oferecem. O cliente
possuirá um dos cartões de crédito mais aceitos do mercado.
São várias as características que a Volkswagen Card oferece: aceitação
internacional, pagamento de contas, empréstimo, seguro contra perda e roubvo.
Saques no Brasil e Exterior, show service nacional e internacional, dinheiro
emergencial no exterior, reposição em todo o mundo nos casos de perda ou roubo,
segurança e conveniência Ecard, e Unicard Online.
1.1.,.H.,.;. Volkswagen #er*ice
O Volkswagen Service é um benefício exclusivo para proprietários de veículos
de passeio, uso misto e comerciais leves da marca Volkswagen, que assegura
tranqüilidade e assistência qualificada para os clientes.
Em caso de panes elétricas ou mecânicas, que impeçam o veículo de se
locomover por meios próprios, o motorista pode contar com uma Assistência 24
Horas em todo o Brasil, válida por 12 meses a partir da aquisição do veículo.
41
#er*iços Dispon(*eis Assist?ncia seA limite de distRncia.
.onserto no local D 5eboTue.
Acionando o Volkswagen Service será enviado ao local um responsável técnico
para um atendimento primário. Se não for possível realizar o concerto ni local, um
reboque ou guincho será enviado para remover o veículo até o Concessionário
Volkswagen mais próximo.
.arro 5eser*a.
Caso se verifique a necessidade de um prazo superior a 02 dias úteis para a
execução das correções decorrentes da pane mecânica ou elétrica, será oferecido
duas diárias de um carro reserva.
1ransmissão de mensagens urgentes.
O Volkswagen Service, através de sua central de atendimento, auxilia os
beneficiários na transmissão de toras as mensagens de caráter urgente, tanto
familiares quanto profissionais.
Deslocamento
Caso o veículo não possa ser consertado no local e tiver de ser encaminhado a
um Concessionário Volkswagen para as devidas correções, o Volkswagen Service
providenciará meio de transporte para o deslocamento dos ocupantes do veículo a
título gratuito, até o Concessionário, local ou hotel.
"ane #eca
Em caso de pane por falta de combustível, o Volkswagen Service enviará
gratuitamente, até 05 litros de combustível para que o veículo chegue até o posto de
combustível mais próximo. Esta cobertura esta limitada a duas ocorrências durante o
período de vigência do programa.
.onserto D 1roca de pneus
42
Em caso de acionamento por problemas com furtos de pneus ou quebra e
amassamento de rodas, será enviado um profissional para efetuar a substituição di
pneu pelo estepe. No caso de mais de um pneu ou roda ter sido danificada, será
enviado rodas sobressalentes para que o proprietário do veículo possa chegar até o
borracheiro mais próximo, ou guincho na impossibilidade deste tipo de atendimento.
É de responsabilidade do proprietário do veículo o custo com o conserto dos pneus /
rodas. Esta cobertura estará limitada a duas ocorrências durante o período de
vigência do programa.
1.1.,.H.,.<. .urso de 6ecRnica
O curso de Mecânica para os amadores foi desenvolvido para ensinar
conceitos básicos de mecânica para manutenção preventiva de veículos, além de
destacar aspectos importantes sobre a direção defensiva. O curso é ministrado pela
Rede de Concessionárias como uma distribuição para perfeita utilização e
conservação do veículo e principalmente colaborar para a segurança no trânsito.
1.1.,.H.,.G. "A. 2 Visita Virtual
O PAC, Parts & Acessories Center é um centro de distribuição de peças e
acessórios da Volkswagen que tem capacidade de armazenamento e distribuição de
aproximadamente 90.000 itens, proporcionando a redução de custos de estoque e
tornando os preços das peças mais competitivos. A Volkswagen tem o maior
depósito de peças da América Latina, com cerca de 131.000m²
1.1.,.H.,.H. 5ede VK >nline
No site Volkswagen o motorista pode encontrar uma Concessionária mais perto
de casa, do trabalho, ou em qualquer lugar que desejar.
1.1.,.H.,.1N VK 1ec4
43
É uma linha de Acessórios Originais Volkswagen Tech onde pode ser
encontrada nos Concessionários a completa linha de acessórios com qualidade e
garantia.
1.1.,.H.,.11 5astreador
A Volkswagen foi a primeira montadora brasileira a oferecer rastreador direto
da fábrica em 100% de seus modelos, no início de 2007. o sistema de rastreamento
da Crown Telecom, equipado nos modelos, trazia grandes vantagens ao consumidor
uma vez que mantinha a garantia de fábrica e reduzia o custo do seguro do carro.
Porém, em julho de 2007, por razões de uma mudança na estratégia de oferta do
serviço, a empresa decidiu retirar o benefício oferecido como item de série, enfim de
melhor atender os consumidores.
1.1.,.H.,.1,. Vendas Especiais
1.1.,.H.,.1,.1 )o*erno.
O segmento de Órgãos Governamentais é de extrema importância para a
Volkswagen e sua rede de concessionárias. Devido à grande diversificação e
necessidades específicas desses órgãos, a montadora possui um departamento
exclusivo para propiciar um atendimento tanto na área técnica como na comercial.
São desenvolvidos projetos de veículos especiais para diversas finalidades,
atendendo às exigências de quantidade, cores e equipamentos especiais.
1.1.,.H.,.1,.,. +rota.
A empresa é líder no segmento de vendas para frotas, operando com mais de
5.000 empresas, atendidas regularmente. O volume de vendas para o segmento
supera 35.000 unidades / ano, o que reflete uma participação de mercado superior a
50%.
44
1.1.,.H.,.1,.-. Auto Escola
A Volkswagen criou um pacote de benefícios exclusivos para as auto-escolas
de todo o Brasil, onde são oferecidas condições especiais de pagamento para
compra em grande quantidade.
1.1.,.H.,.1,.9 6obilidade
A Volkswagen lançou o programa Mobilidade, para pessoas com deficiência de
locomoção. Os carros têm adaptações especiais para atender às diversas
necessidades em limitações físicas. Todas as concessionárias da rede em todo o
Brasil estão preparadas para dar um atendimento exclusivo e a orientação
necessária para a aquisição de um veículo adaptado.
1.1.,.H.,.1,.:. 1aOista
Para os profissionais que possuem licença para atuarem como Taxistas e não
possuem direito as isenções fiscais, ou mesmo aqueles que desejam adquirir outro
veículo, porém desta vez sem direito as isenções do ÌPÌ e ÌCMS, a Volkswagen criou
uma categoria de cliente especial, com o propósito de atendê-los com condições
comerciais mais competitivas,
Segundo a lei de Ìsenção do ÌPÌ ÷ Lei 10.182/2001 e Ìsenção do ÌCMS os
transportes autônomos de passageiros (táxi) são isentos do ÌPÌ, o que facilita as
vendas para esses profissionais.
1.1.,.H.,.1-. Banco Volkswagen.
1.1.,.H.,.1-.1 .onsórcio.
Com quase três décadas de tradição e mais de 350 mil veículos entregues, o
Consórcio Nacional é o maior consórcio de veículos do país segundo o Banco
Central (órgão que regulamenta e fiscaliza as administradoras de consórcio).
45
1.1.,.H.,.1-., +inanciamento.
O banco Volkswagen é hoje uma das instituições financeiras com maior
credibilidade no mercado nacional com uma carteira ativa de 250 mil clientes. No
Banco Volkswagen, além do carro, o cliente pode escolher a forma de pagamento. O
financiamento pode ser feito de quatro formas: CDC (Crédito Direto ao Consumidor),
Leasing, Finame e Finame Leasign.
1.1.,.H.,.1-.-. +iname
O Finame é uma modalidade de financiamento a longo prazo, cujos recursos
para a compra do bem são repassados ao Banco Volkswagen pelo BNDES (Banco
Nacional de Desenvolvimento) através da Finame (Agência Especial de
Financiamento Ìndustrial), e que permite ao comprador adquirir caminhões e ônibus
Volkswagen em condições bastante vantajosas.
1.1.,.H.,.1-.9 /easing Volkswagen para "essoa 3ur(dicaA
O Leasing é uma forma de adquirir um veículo, onde o cliente paga parcelas
mensais durante o prazo do contrato e, no final, o veículo é transferido para o seu
nome. Uma das principais vantagens do Leasing é que suas prestações são isentas
de ÌOF (Ìmposto sobre Operações Financeiras), por isso são mais suaves que as
dos demais financiamentos.
O Leasing é a maneira mais tranqüila de comprar um Volkswagen 0 km.
1.1.,.H.,.1-.: +iname /easing
O Finame Leasing é uma operação de arrendamento mercantil, cujos recursos
para a compra do bem são repassados à Volkswagen Leasing pelo BNDES através
da Finame, e que permite ai comprador adquirir caminhões e ônibus Volkswagen em
condições mais competitivas. O comprador paga parcelas mensais durante o prazo
do financiamento e, no final, o veículo é transferido para o seu nome.
46
1.1.,.H.,.1-.;. #eguros
A VVD Corretora de Seguros está no mercado a mais de 50 anos com a
confiabilidade e segurança da marca Volkswagen. Em 2001, a VVD Corretora de
Seguros foi adquirida pelo Grupo Volkswagen, esta aquisição representou muito
mais do que a simples ampliação das atividades do grupo, mas a criação de uma
oportunidade concreta de oferecer mais benefícios para os clientes. O seguro cobre:
• Cobertura do veículo para colisão, incêndio, roubo, furto, nas opções valor de
mercado e valor determinado;
• Responsabilidade Civil Facultativa (RCF-V), danos materiais e corporais a
terceiros, com possibilidade de inclusão de danos morais;
• Serviço 24 horas para:
o Guincho
o Socorro mecânico
o Troca de pneus furados ou danificados
o Atendimento em caso de falta de combustível
o Assistência em viagens (diária em hotéis, continuidade da viagem,
transporte alternativo).
• Várias opções de franquia (normal, agravada e deduzida)
• Cobertura Mercosul;
• Acidentes pessoais de passageiros;
• Despesas extraordinárias ÷ indenizações extras em caso de
perda total do veículo;
• Acessórios;
• Veículo reserva;
• Danos de vidros;
• Serviços de assessoria jurídica no caso em que o segurado for
acionado judicialmente por um terceiro envolvido no acidente.
47
,. "roduto
,.1. Histórico do "roduto
%ome! SpaceFox
.ategoria! Sportvan
,.1.1 #urgimento do #pace+oO
Em vez de lançar uma minivan semelhante à Ìdea ou à Meriva, a Volkswagen
foi buscar a razão do sucesso desse segmento no mercado. E descobriu que a
palavra "minivan¨ não tem grande significado para o comprador. O cliente, que
busca um carro familiar, apaixona-se por esse tipo de carro especialmente por três
razões: o espaço interno, a versatilidade e a posição de dirigir. A partir dessa
premissa, a Volkswagen traz um novo conceito em automóvel com o SpaceFox: a
primeira Sportvan do Brasil, abrindo um novo nicho de mercado para o consumidor
que busca algo especifico.
A SpaceFox traz soluções exclusivas tanto de design externo quanto de
espaço interno, unindo a versatilidade das minivans com a esportividade e
dirigibilidade das peruas. Desenvolvido no Brasil e utilizando quase todo o sistema
de fornecimento de peças e materiais brasileiros, o carro, no entanto, é fabricado e
produzido em Pacheco, na Argentina, onde é conhecido como Suran. "A opção da
produção no país vizinho foi feita para que a Volkswagen possa equilibrar a sua
balança comercial¨, comenta um dos engenheiros da empresa Guilherme Sabino.
Ìsso porque a Volkswagen do Brasil exporta em grande quantidade o Gol e a Parati
para os argentinos, além de outros modelos.
A Space Fox é a 2º variação da plataforma Fox. Com amplo espaço interno,
com mais portas trecos e porta malas bem generoso o visual do carro também
colabora, com linhas que passam mais sofisticação ao carro principalmente as belas
lanternas traseiras, a maçaneta dá um ar sofisticado, ainda que seja imitação de
titânio. Ìnternamente o carro herda o painel do Fox, o revestimento das portas
continuam sendo de plástico, porém ganharam nova textura e são mais bonitas e
agradáveis ao toque. Outro detalhe que se repete na SpaceFox é a localização da
alavanca de ajuste de altura do assento do motorista, os principais instrumentos
48
estão à mão e a visibilidade é boa. O câmbio também apresenta os mesmos bons
engates encontrados no Fox. Por conta do crescimento da carroceria e do aumento
do peso na traseira (60 quilos a mais), a engenharia também teve que promover
alterações importantes no projeto original. A primeira providência foi redimensionar a
suspensão traseira. O veículo recebeu o eixo traseiro do CrossFox, que tem
capacidade de torção 30% maior que o do Fox, de acordo com a fábrica. "A
necessidade de um eixo traseiro mais resistente é para evitar que veículos mais
pesados inclinem excessivamente nas curvas" afirma o gerente de engenharia José
Loureiro. Ao reforçar a suspensão traseira, porém, os engenheiros precisaram
contrabalançar a dianteira, que recebeu novas cargas nas molas e nos
amortecedores. A SpaceFox usa eixo de torção com braços longitudinais, na
traseira, e sistema *cPherson
1
na dianteira, que proporcionam um rodar firme,
ótimo para a dirigibilidade. Os pneus 195/55 R15, de série, também ajudam a
assentar a SpaceFox que está disponível em duas versões Plus e Comfortline.
Contudo o carro tem chance de agradar o jovem, que gosta de dirigir
esportivamente e ao pai de família, que deseja uma perua com rodar macio para a
turma relaxar em longas viagens.
Fotos SpaceFox
O porta-luvas, o novo console e o acabamento do painel em dois tons são as
novidades apresentadas na cabine.

McPerson: Nome dado a um tipo de suspensão dianteira constituída por um triângulo inferior e um
sistema de mola amortecedor montados no mesmo eixo.
http://www.xl.pt/autopedia/susp_dir/mcpherson.shtml Acessado em: 15/05/08 as 11:43hrs.
49
O espaço para passageiros é bem generoso
A SpaceFox tem a mesma distância entre eixos que o Fox, mas cresceu 37
cm na traseira e ficou com 4,18 m de comprimento.
O acesso ao interior da perua é facilitado pelo bom ângulo de abertura das
portas.
50
Destravando o banco o proprietário ganha ainda mais espaço
Versão 1.6 Flex
Pontos Positivos
• Design, como exemplo, o prolongamento do V da grade, que percorre o capô,
passa pela coluna A e segue pelo teto, sugere que o carro é mais longo do
que de fato é;
• Amplo espaço interno que agrada o consumidor;
• Versatilidade do veículo.
Pontos Negativos
• Falta de estabilidade: as rodas, mesmo sendo aro 15 ficaram muito pequenas
no conjunto da carroceria;
• O prolongamento dos vidros laterais dianteiros, onde estão fixados os
retrovisores, forma pontos cegos muito grandes;
• O espaço para a placa dianteira briga com o V da grade.
51
Pontos de Atenção
• Deslocamento e rebatimento do banco traseiro podem causar ferimentos nas
mãos.
Medidas internas das opções do mercado para comparação. Os números foram
fornecidos pelos fabricantes e os destaques de cada item aparecem em negrito.
,.1.,. +ic4a t$cnica
Jtens "lus .omfortline
4 Portas Sim Sim
ABS (sistema anti-travamento dos freios) Opcional Opcional
Alarme ultra-som Sim Sim
Antena no pára-brisa Sim Sim
Apoios de cabeça traseiros (2) Sim Sim
Ar-condicionado Sim Sim
ARS - Banco traseiro com ajuste longitudinal Não Sim
Banco do motorista com ajuste de altura Sim Sim
Banco traseiro ARS bi-partido ½ + ½ Opcional Opcional
Banco traseiro com assento / encosto
totalmente rebatível Sim Sim
Banco traseiro com porta-objetos Não Sim
Botão externo para abertura da tampa do
porta-malas Sim Sim
Cintos de segurança dianteiros com
regulagem de altura Sim Sim
Cintos laterais traseiros retráteis de 3 pontos Sim Sim
Coluna de direção com regulagem longitudinal
e de altura Opcional Opcional
Desembaçador do vidro traseiro Sim Sim
Detalhes internos em "Cinza Satin" Não Sim
Direção hidráulica Sim Sim
Espelho retrovisor interno eletrocrômico Não Sim
Espelhos retrovisores externos com comando
interno elétrico
Sim Não
Faróis de neblina dianteiros Opcional Sim
Faróis duplos Não Sim
Freio de tambor traseiro Sim Sim
Frisos laterais de proteção Sim Sim
Gaveta porta-objetos sob o banco do motorista Sim Sim
52
Lanterna de neblina traseira Não Sim
Limpador do vidro traseiro com temporizador Sim Sim
Longarinas do teto, pretas Sim Sim
Mesa dobrável nos encostos dos bancos
dianteiro
Opcional Sim
Módulo Airbag Duplo + CD Player com função
MP3 ( Airbag para motorista e passageiro +
Alto Falantes + CD Player + Elemento de
Comando para Rádio + Volante de Direção
Multifuncional)
Opcional Opcional
Módulo CD Player com função MP3 (Alto
Falantes + CD Player + Elemento de
Comando para Rádio + Volante de Direção
Multifuncional)
Opcional Opcional
Módulo Bancos parcialmente revestidos em
couro e traseiro bipartidos (Banco traseiro
rebatível com encosto bipartido 1/2 ½ +
Revestimentos dos bancos parcialmente em
couro + Volante de direção em couro)
Não Opcional
Pára-choques na cor do veículo Sim Sim
Pára-sol com espelho para o motorista Sim Sim
Pára-sol com espelho para o passageiro Sim Sim
Pneus 195 / 55 R15 85H Sim Sim
Porta-copos no console central (2) Sim Sim
Porta-luvas Sim Sim
Porta-malas com laterais / caixas de rodas
acarpetadas Sim Sim
Porta-objetos Sim Sim
Retrovisor externo direito com espelho auto
rebatível Opcional Sim
Revestimentos dos bancos em tecido Sim Sim
Rodas de aço 15" Sim Não
Rodas de liga leve 6J x 15 "Augustha¨ Opcional Sim
Rodas de liga leve 6J x 15 "Palmas¨ Opcional Opcional
Sistema Total Flex de combustível Sim Sim
Temporizador do limpador do pára-brisa Sim Sim
Travamento central Sim Sim
Volante de direção com 3 raios Sim Sim
,.1.-. "osicionamento
53
A sportvan SpaceFox criou um novo nicho no mercado que mistura
versatilidade, imponência, design moderno e generoso espaço interno atendendo as
necessidades emocionais de seus consumidores de ambos os gêneros. O carro
ideal para quem quer design moderno e amplo espaço interno.
,.1.9. .ampan4a de lançamento
Nos dias 29 e 30/4/2006 estreou a ampla campanha de lançamento realizada
pela agência de publicidade AlmapBBDO do Volkswagen SpaceFox, novo integrante
da família Fox. Um comercial para TV e cinema, anúncios seqüenciais e em página
dupla, encarte, outdoor e uma maciça e inusitada campanha on-line divulgaram a
chegada do novo modelo à Rede Concessionária. Com o comercial "Ìrresistível¨, de
30¨, passou a ser veiculado nas emissoras de TV abertas e por assinatura, em
seguida nos cinemas, em todo o país. Os leitores das revistas semanais Veja, Época
e ÌstoÉ se surpreenderam com um anúncio seqüencial de 9 páginas que mostrou o
posicionamento do novo Volkswagen: o carro ideal para quem quer design moderno
e espaço interno.
Na Ìnternet, um teaser mostrou um cenário, no qual o SpaceFox é visto
passar por uma rua e vai sendo modificado de acordo com a tecla que o internauta
clica: "S" para solteiros e "C" para casados, muda também a trilha sonora que é a
mesmo do comercial "Ìrresistível", a música "Unchaimed Melody", famosa por ter
sido a trilha do filme "Ghost". Foi enviado um email teaser para os 400 mil
consumidores cadastrados no site da Volkswagen. A AlmapBBDO também criou um
halfbanner no Messenger, sendo na época a primeira vez que a tecnologia foi
usada no Brasil.
No mesmo dia em que estreou a campanha nas emissoras de TV, foi lançado
o novo site mostrando detalhes do carro, com fotos externas e internas, opcionais,
cores e ficha técnica. A campanha on-line não parou por aí, houve ações especiais
de customização no portal Guia da Semana, no site de entretenimento Omelete (do
ÌG) e no MSN. Os primeiros SpacesMSN foram customizados pelo SpaceFox, e
outras peças veiculadas na homepage do MSN, Terra, Yahoo, Globo.com,
Abril.com, Estadao.com, WebMotors, Carros e Waves.
54
Jmpressa
Os leitores do jornal Folha de São Paulo encontraram, no caderno Ìlustrada,
um "pop up" que ao abri-lo, "salta" o SpaceFox com algumas pessoas, um cachorro
e vários objetos que cabem em seu porta-malas, com a assinatura: "Lindo pra quem
vê. Gigante pra quem anda". No fim de semana seguinte, o Volkswagen SpaceFox
esteve em um encarte na revista Veja anunciando o novo lançamento da montadora
na primeira página. Dentro, pedia que os solteiros abrissem uma página e, os
casados, outra. Ao seguir a orientação, os leitores solteiros viam o SpaceFox por
fora, com destaque para seu design e os casados com a foto interna do carro,
destacando seu espaço.
A campanha contou também com anúncios criados especificamente para os
leitores das revistas Nova, da masculina Vip, para as leitoras da Claudia e outro para
as revistas mensais. No anúncio publicado na Nova, a peça incluía um questionário
com o título: "Descubra qual é o seu momento: Mulher de família ou uma baladeira
convicta", seguiam várias perguntas e, na página seguinte, a leitora contava os seus
pontos e obtia informações sobre o carro. Na revista masculina, os leitores tinham o
questionário para saber se são "um cara de família ou um solteirão convicto".
A campanha complementou-se na segunda quinzena de maio do ano de 2006
com a instalação de 20 outdoors em São Paulo. Dez deles ficarão próximos a
escolas dirigidos aos pais que estivam levando seus filhos à aula, destacando que o
novo modelo Volkswagen é "espaçoso e lindo". Os outros outdoors ficaram próximos
aos locais de baladas mais movimentadas da cidade e chamaram a atenção dos
solteiros afirmando que o SpaceFox é "lindo e espaçoso".
Apenas com imagens e as palavras solteiros(a) e casados(a) em cada
página, o seqüencial informa que o SpaceFox é um carro com design moderno e
muito espaçoso, atendendo tanto às necessidades de famílias como as dos solteiros
e solteiras. Começava com a foto de um bolo de casamento de um lado e uma moça
saindo de um bolo-surpresa na outra página. Em seguida havia a foto de uma
aliança com o nome Fabio gravada e, na outra página, uma jovem com o nome
tatuado nas costas. Mostrando estas diferenças tão sutis e, ao mesmo tempo, tão
claras, o anúncio termina perguntando: "Quer espaço? Quer design?" e assina
"Novo SpaceFox. Lindo pra quem vê. Gigante pra quem anda".
55
,.1.:. .uriosidades
• #pace +oO +luir
SpaceFox Fluir é uma parceria da Volkswagen e a Revista Fluir que consagra os
melhores do Surf Brasileiro, eleitos pelos leitores da revista.
A Editora Peixes realizou na segunda-feira, dia 18 de fevereiro de 2008, às 20h00,
no MAM - Museu de Arte Moderna - o 15º Prêmio SpaceFox Fluir, prêmio que
homenageia alguns dos melhores esportistas e profissionais do surf brasileiro. A
votação ocorrida entre 10 de janeiro e 10 de fevereiro/ 2008, pelo site da Fluir e por
correio (na última edição a revista forneceu o formulário encartado) onde os leitores
tiveram oportunidade de indicar candidatos nas seguintes categorias:
o Os 05 melhores surfistas masculinos
o Os 03 melhores surfistas femininos
o O melhor Surfista de Pranchão / Longboard
o A melhor Capa (das edições da revista ao longo do ano)
o A melhor reportagem
o O melhor anúncio (publicitário)
A redação da Fluir escolhe ainda os melhores nas categorias:
o Melhor Vídeo do Ano
o Melhor Manobra
o Melhor Tubo
o Os 05 melhores surfistas masculinos
o Os 03 melhores surfistas femininos
o O melhor Surfista de Pranchão / Longboard
o A melhor Capa (das edições da revista ao longo do ano)
o A melhor Foto (idem)
o A melhor reportagem
o O melhor anúncio (publicitário)
A redação da Fluir escolhe ainda os melhores nas categorias:
o Melhor Vídeo do Ano
56
o Melhor Manobra
o Melhor Tubo
o Pior Vaca
o Melhor Equipe (baseada no ranking da 2ª divisão WQS - World Qualify
Series)
o Prêmio PP Lopes - homenagem conferida aos surfistas mais experientes
O projeto recebeu ainda os apoios da Gatorade e da cerveja Nova Schin.
A cerimônia, com coquetel para 500 convidados, entre esportistas, jornalistas,
vips e profissionais do setor teve como mestre de cerimônias Daniela Monteiro,
apresentadora do canal ESPN. Os vencedores receberam um troféu exclusivo no
formato de quilha de prancha, com o logo da premiação. Além disso, foram
sorteadas no evento as pranchas de surf exclusivas da Gatorade.
O 15º Prêmio SpaceFox Fluir é patrocinado pela Volkswagen, e como
resultado da parceria, o atleta eleito como melhor surfista recebe um SpaceFox 0Km
como premiação.
-. 1aman4o do mercado
-.1. Anlise de Vendas no Brasil
O mercado automotivo é responsável com uma enorme fatia da economia e
uma das grandes alavancas para a aceleração e desenvolvimento do país.
A partir do final da década de 80, quando o Brasil entrou em franco processo
de redemocratização, a economia do país adquiriu novas configurações e o mercado
brasileiro, notadamente, tornou-se diversificado e concorrido. O setor automotivo se
encaixou perfeitamente nessa nova perspectiva de mercado e acompanha, nos
últimos vinte anos, o seu crescimento, oferecendo aos consumidores produtos cada
vez melhores em acabamento, tecnologia, solidez e variabilidade.
Nos primeiros anos da década de 90, Volkswagen, Fiat, Ford e Chevrolet
dominavam quase que exclusivamente o mercado nacional de carros de passeio.
Atualmente, marcas como Peugeot, Honda, Mahindra e Renault incorporam esse
57
grupo também. A diversidade de marcas permite ao consumidor um vasto leque de
acessórios, potências, formatos, cores e modelos. O que não falta para o
consumidor, na hora de comprar seu veículo, são opções.
A vinda de indústrias de outras partes do mundo, sem dúvida, decorre do
crescimento da própria marca ou do seu país de origem. Entretanto, é inegável que
para o Brasil entrar na mira de corporações que adquiriram o poder da
transnacionalidade, é necessário haver cenário para o desenvolvimento. E esse
panorama foi alcançado por meio da abertura política, do crescimento econômico e
do aumento do poder de compra do brasileiro.
De acordo com a An#a%ea
2
, o licenciamento de veículos no primeiro bimestre
deste ano cresceu 38,7% em relação ao mesmo período do ano passado. A
produção de veículos de passeio, 23%; e a de máquinas agrícolas, 62,6%. Entre
2004 e 2008, foram criados mais de 31 mil novos postos de trabalho nas linhas de
produção de todo o país. O crescimento, ano após ano, tornou-se via de regra e
hoje, o Brasil já é o sétimo maior produtor de veículos do mundo.
Os números da produção nacional remetem ao mercado varejista,
intermediador do negócio entre fabricantes e consumidores comuns, que são boa
parte dos compradores de veículos novos. Em levantamento feito no Distrito
Federal, constatou-se que a comercialização de veículos acompanha o crescimento
do mercado produtivo. No primeiro bimestre deste ano, as vendas das
concessionárias foram 27,16% maiores que em 2007.
Os consumidores são os maiores beneficiários dessa conjuntura. Os preços
estão mais acessíveis, os sistemas de consórcio e financiamento mais variados e as
taxas de juros sob controle. A manutenção dessa estrutura atende a todo tipo de
comprador, não é necessário ser magnata para ter veículo hoje em dia.
2
Anfavea: Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores.
http://www.anfavea.com.br/Ìndex.html Acessado em 03.06.08 , 16:52 hrs.
58
Os governos, nas suas distintas esferas, devem continuar a desenvolver
políticas públicas modernas, para a manutenção da escalada do mercado. Para
continuar crescendo, produzindo e vendendo, aqui e no exterior, a indústria
automotiva carece de infra-estrutura, incentivos fiscais e parcerias. Crescer é uma
necessidade em ambientes de competição. O Brasil está bem alocado no mercado
interno e externo, mas manter esse status com a ascensão de mercados
emergentes requer trabalho árduo e coletivo, entre os setores público e privado.
O desempenho do setor automotivo no varejo retraiu 6,19% em maio, mas o
saldo do acumulado é positivo. Segundo dados reunidos pela &ena+ra%e
3
junto ao
Denatran
4
, foram comercializados 417.099 veículos (automóveis, comerciais leves,
caminhões, ônibus, motos e implementos rodoviários e outros) em maio deste ano,
contra 444.602 no mês anterior. Nos primeiros cinco meses de 2008, no entanto, as
vendas apresentaram aumento de 26,42%, passando de 1.554.852 unidades
comercializadas para 1.965.600 no mesmo período de 2007. "A queda nas vendas
em maio foi motivada pela menor quantidade de dias úteis. Foram 20 dias úteis em
maio contra 21 dias úteis em abril. Há também tendência de acomodação do
mercado, que já tendia a se estabilizar, pois o ritmo estava muito acelerado¨, afirmou
Sérgio Reze, presidente da Fenabrave. Na comparação com maio de 2007, o setor
cresceu 14,89%. Apesar da queda na venda de veículos, registrada de abril para
maio, o setor da distribuição automotiva apresentou bons resultados no acumulado e
continua batendo recordes. Foi o melhor mês de maio comparando com os outros
3
Fenabrave: Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores.
http://www.fenabrave.com.br/ Acessado em 03.06.08, 17:38hrs.
4
Denatran: Departamento Nacional de Trânsito.
59
anos e o melhor acumulado para todos os segmentos de automóveis, comerciais
leves, caminhões, ônibus e motos.
As regiões que mais cresce em volume de vendas de automóvel de passeios
são Sul (18.15%) e Sudeste (54,49%) onde estão concentrados os principais
segmentos de mercado, como podemos verificar no gráfico abaixo.
Di*isão de Emplacamentos por região 2 6aio D ,NNG
:
-.1.1. "articipação do mercado
Participação do mercado Maio/2008
5
Resultado obtidos no site da Anfavea: http://www.anfavea.com.br/anuario2008/capitulo1a.pdf
Acessado 03.06.2008 19:16hrs.
60
Participação do Mercado Acumulado até Maio/2008
;
-.1., Anlise de Vendas do #pace+oO.
O modelo derivado do compacto da Volkswagen chega com a missão de
servir o mercado de minivans e peruas simultaneamente.
O lançamento do SpaceFox teve uma quantidade total em 2006 de 11873
unidades e foi fundamental para o crescimento de vendas bem acima da média do
mercado do segmento de peruas wagon no primeiro semestre de 2007. Enquanto o
mercado cresceu 25,7% nesse período as peruas pequenas tiveram um aumento de
vendas de 42,62%, com um total de 42.829 unidades vendidas. A sportvan
SpaceFox vendeu 11.815 unidades, volume equivalente a todo o crescimento
registrado. Esse desempenho resultou em 1º lugar do ranking de unidades vendidas
nesse segmento em 2007.
6
Dados obtidos na Fenabrave: http://www.fenabrave.com.br/pagina_dinamica.asp?coditem=51 .
Acessado em 03.06.08, 19:45 hrs.
61
Podemos destacar as regiões Sul e Sudeste com melhor participação para
esse bom desempenho, com 17% e 61% sucessivamente, conforme vemos no
gráfico abaixo.
5egião
8%
12%
2%
61%
17%
Centro Oeste Nordeste Norte Sudeste Sul
A SpaceFox criou um novo nicho de mercado no Brasil, sendo a primeira
sportvan. Concorrendo assim tanto no segmento de peruas wagon quanto minivans,
obtendo a 3º posição no volume de vendas em relação aos concorrentes.
.oncorrentes
13%
11%
8%
14%
18%
27%
9%
SpaceFox Parati Peugeot 206 SW Meriva Ìdea Fit Palio Weckend
3.1.3 Volume de *endas por região.
.entro >este
5egião 3aneiro +e*ereiro 6arço Abril 6aio 1otal ,NNG
7
Ìnformações obtidas após levantamento do site Fenabrave:
http://www.tela.com.br/dados_mercado/maisvendidos/index_cubo.asp?coditem=13 Acessado em
03.06.08 s 22:28 hr.
62
Distrito +ederal 85 51 96 53 65 350
)ois 54 15 50 42 57 218
6ato )rosso 14 1 10 7 15 47
6ato )rosso do #ul 23 6 17 16 20 82
%ordeste
5egião %ordeste 3aneiro +e*ereiro 6arço Abril 6aio 1otal ,NNG
Alagoas 15 11 19 10 9 64
Ba4ia 88 53 49 46 46 282
.ear 43 25 38 21 25 152
6aran4ão 15 6 8 9 12 50
"ara(ba 27 17 12 9 20 85
"ernambuco 70 30 48 32 34 214
"iau( 18 6 7 5 7 43
5io )rande do %orte 35 21 18 12 13 99
#ergipe 13 5 7 8 8 41
%orte
5egião 3aneiro +e*ereiro 6arço Abril 6aio 1otal ,NNG
Acre 3 7 3 2 2 17
Amap 4 4 4 - 8 20
Ama0onas 10 4 2 9 8 33
"ar 20 8 25 13 16 82
5ondPnia 9 8 2 7 6 32
5oraima 2 3 - - 2 7
1ocantins 7 3 3 4 3 20
#udeste
5egião 3aneiro +e*ereiro 6arço Abril 6aio 1otal ,NNG
Espirito #anto 53 24 54 37 36 204
6inas )erais 212 117 161 122 157 769
5io de 3aneiro 343 93 188 138 215 977
#ão "aulo 885 492 733 577 698 3385
#ul
5egião 3aneiro +e*ereiro 6arço Abril 6aio 1otal ,NNG
"aran 160 58 119 111 125 573
5io )rande do #ul 140 31 144 84 132 531
#anta .atarina 100 63 94 67 100 424
-., E*olução do 6ercado Automobil(stico.
O Brasil encontra-se entre os 10 maiores produtores e consumidores de
automóvel do mundo, segundo dados da Fenabrave. Em 2005, a participação
63
brasileira na produção mundial de veículos chegou a 3% da indústria global, à frente
da Ìnglaterra e Ìtália.
No começo, a indústria automobilística brasileira apenas montava carros,
nada era produzido no país. Automóveis e ônibus vinham desmontados e as fábricas
tinham o trabalho montar os veículos. Uma das primeiras montadoras foi a Grassi,
que desde 1908 montava carrocerias de ônibus.
A força consumista do brasileiro levou em 1964 o Brasil ao nono lugar como
produtor mundial de automóveis com 183.721 unidades, segundo dados da Anfavea.
Durante o começo do plano real, a indústria automobilística esteve envolvida
em um ambiente que priorizou a estabilidade ao crescimento, uma das soluções
para não perder mercado foi a criação dos "carros populares¨ ou "carros 1000¨, o
objetivo era atender a um público que não tinha acesso a carros novos, sendo esses
vendidos com preços reduzidos.
A abertura da economia brasileira na década de 90 afetou profundamente o
setor automobilístico, foi quando o presidente Fernando Collor querendo modernizar
a indústria, promovendo a concorrência aberta. As fronteiras do país se abriram para
receber veículos de qualquer parte do mundo aumentando a competição.
A busca constante por novos mercados e novos produtos transformou o
que era uma indústria atrasada e isolada em referencial tecnológico para o mundo. A
capacitação tecnológica é foi tão grande que o Brasil passou a ser reconhecido
como um país importante neste segmento.
Antes da abertura econômica eram quatro empresas que dominavam
praticamente 100% do mercado, em 2006 a fatia correspondente era de
aproximadamente 83%, segundo dados da Anfavea.
As empresas buscam conquistar clientes não só através do preço baixo, mas
também pelas inovações tecnológicas, melhores serviços, enfim, buscando oferecer
produtos diferenciados.
O Brasil deixou de ter uma indústria automobilística parada no tempo, com
fábricas ultrapassadas e modelos de gestão não competitivos, resultando em carros
defasados tecnologicamente para ser um dos maiores mercados mundiais e
referência de mão-de-obra qualificada, tecnologia e produtos altamente
competitivos.
-.- #a0onalidade
64
O principal período de venda SpaceFox é o mês de dezembro, devido ao
período de férias e do pagamento dos décimo terceiro salário e bonificações, que
contribuem para a aquisição do veículo.
O presidente da Anfavea, Rogélio Golfarb explica que a redução no primeiro
mês do ano já é esperada: ", !ico das %endas - o m.s de de/em+ro. Em 0aneiro -
normal 1ue ha0a 1ueda nas %endas, !or1ue se inicia um no%o ciclo (...)¨.
8
H
Volume de *endas
0
200
400
600
800
1000
1200
1400
1600
1800
2000
j
a
n
/
0
7
f
e
v
/
0
7
m
a
r
/
0
7
a
b
r
i
l
/
m
a
i/
0
7
j
u
n
/
0
7
j
u
l
/
0
7
a
g
o
/
0
7
s
e
t
/
0
7
o
u
t
/
0
7
n
o
v
/
0
7
d
e
z
/
0
7
J
a
n
e
i
r
o
F
e
v
e
r
e
i
r
o
M
a
r
ç
o
A
b
r
il
M
a
io
Cent ro Oeste Nordeste Nort e Sudest e Sul
-.9 .onsumidor
-.9.1 .omportamento de .ompras.
8
Ì nformação obtida no site: http://guedesepinheiro.com.br/port/noticias/noticia.asp?id=4484.
Acessado em 29.05.08, as 11:25hr.
9
Ìnformações obtidas após levantamento do site Fenabrave:
http://www.tela.com.br/dados_mercado/maisvendidos/index_cubo.asp?coditem=13 Acessado em
03.06.08 s 22:28 hr.
65
Os consumidores do SpaceFox pesquisa informações sobre o veículo em
jornais, sites da montadora buscando ampla informações, comparando os benefícios
do produto com seus concorrentes levando em consideração tudo o que o carro
pode proporcionar, fazem teste drive para satisfazer sua curiosidade em relação ao
mesmo buscando versatilidade, status, imponência, design moderno e arrojado,
além de um amplo espaço interno.
-.9.,. "ap$is no processo de decisão de compra
Para satisfazer o cliente, o veículo deve oferecer em primeiro lugar, conforto
para todos os passageiros. E isso se consegue com espaço interno, porta-objetos
em diferentes pontos da cabine, equipamentos e acabamento bem cuidado. Sem
dúvida, existem outras expectativas importantes, mas elas são menos específicas.
Design e desempenho, por exemplo, pesam na decisão de compra em qualquer
segmento. Analisando sob esse ponto de vista, a SpaceFox mais uma vez se revela
apta a agradar o consumidor.
As mulheres são responsáveis por 50% de compra de um veículo e estima-se
que opinem 80% dos outros 50% restantes.
Os consumidores deste tipo de veículos busca afinidade com o fabricante,
como confiança e credibilidade, que possui um alto envolvimento no momento da
compra.
-.9.-. Jnflu?ncia de .ompra Q#ocioculturaisA psicológicas e pessoais8
Considerando o fator psicológico que caracteriza a escolha do SpaceFox
como status e sucesso, o carro precisa atender as características emocionais
refletindo o que o dono é ou deseja ser, considerando alguns atributos do veículo
deixando em evidência a imponência, jovialidade e liberdade.
-.9.9. Hbitos de .onsumo
66
Não se importa em gastar um pouco a mais pelo valor do carro em relação ao
custo x benefício, mesmo que este ofereça menos acessórios, pois se preocupa
mais em satisfazer seus atributos emocionais, os veículos atendem necessidades
emocionais perante a sociedade, tais como status, integração na sociedade em que
vive, imponência, versatilidade, entre outros.
9. Distribuição
Segundo dados o+tidos !ela An#a%ea
10
, a Volkswagen possui 416
concessionárias todo território nacional sendo:
%>51E 1H
Amazonas 2
Pará 6
Rondônia 5
Acre 1
Amapá 1
Roraima 1
Tocantins 3

#EDE#1E ,1G
Minas Gerais 55
Espírito Santo 8
Rio de Janeiro 33
10
Dados referente ao fechamento do ano de 2007
http://www.anfavea.com.br/anuario2008/capitulo1a.pdf . Acessado em 30.05.08, as 19:33hr.
%>5DE#1E :H
Maranhão 4
Piauí 2
Ceará 7
Rio Grande do Norte 4
Paraíba 5
Pernambuco 9
Alagoas 6
Sergipe 3
Bahia 19
67
São Paulo 122
.E%15>'>E#1E ,G
Mato Grosso 4
Mato Grosso do Sul 5
Goiás 14
Distrito Federal 5
A região Sudeste com 52% é onde se concentra o maior número de
concessionárias, como mostra o gráfico abaixo:
.oncessionrias
5%
14%
52%
22%
7%
NORTE NORDESTE SUDESTE
SUL CENTRO-OESTE
11
: "reços
6odelos!
SpaceFox Comfortline: R$ 51.900,00
SpaceFox Plus: R$ 47.950,00
Característica do produto
J8 "intura.
11
Dados obtidos no site da Anfavea: http://www.anfavea.com.br/anuario2008/capitulo1a.pdf .
Acessado em 30.05.08, as 19:33hr.
#E/ H,
Paraná 30
Santa Catarina 28
Rio Grande do Sul 34
68
a8 "intura EOterna #ólida.
Não é cobrado valor adicional para as cores básicas que são:
Preto Ninja Branco Cristal Vermelho Tornado
b8 "intura EOterna 6etlica
Para os clientes que optarem pela pintura metálica será cobrado um valor
adicional de R$ 945,00. As cores disponíveis são:
Verde Higway Prata Reflex Cinza Urban
c8 "intura EOterna "eroli0ada
Para os clientes que optarem pela pintura perolizada será cobrado um valor
adicional de R$ 1.395,00. As cores disponíveis são:
Bege Gold Cinza Báltico Vermelho Sirah
JJ8 Jtens de #$rie e >pcional
Jtens "lus .omfortline Valor
4 Portas Sim Sim -
ABS (sistema anti-travamento dos freios) Opcional Opcional
R$ 3.110,00
Alarme ultra-som Sim Sim -
Antena no pára-brisa Sim Sim -
Apoios de cabeça traseiros (2) Sim Sim -
Ar-condicionado Sim Sim -
ARS - Banco traseiro com ajuste
longitudinal Não Sim
-
Banco do motorista com ajuste de altura Sim Sim
-
Banco traseiro ARS bi-partido ½ + ½ Opcional Opcional
-
Banco traseiro com assento / encosto
totalmente rebatível Sim Sim
-
Banco traseiro com porta-objetos Não Sim -
Botão externo para abertura da tampa do
porta-malas Sim Sim
-
Cintos de segurança dianteiros com
regulagem de altura Sim Sim
-
Cintos laterais traseiros retráteis de 3 Sim Sim -
69
pontos
Coluna de direção com regulagem
longitudinal e de altura Opcional Opcional
R$ 755,00
Desembaçador do vidro traseiro Sim Sim -
Detalhes internos em "Cinza Satin" Não Sim
Direção hidráulica Sim Sim -
Espelho retrovisor interno eletrocrômico Não Sim
-
Espelhos retrovisores externos com
comando interno elétrico
Sim Não R$ 335,00
Faróis de neblina dianteiros Opcional Sim R$ 335,00
Faróis duplos Não Sim R$ 335,00
Freio de tambor traseiro Sim Sim -
Frisos laterais de proteção Sim Sim -
Gaveta porta-objetos sob o banco do
motorista Sim Sim
-
Lanterna de neblina traseira Não Sim R$ 335,00
Limpador do vidro traseiro com
temporizador Sim Sim
-
Longarinas do teto, pretas Sim Sim -
Mesa dobrável nos encostos dos bancos
dianteiro
Opcional Sim R$ 145,00
Pára-choques na cor do veículo Sim Sim -
Pára-sol com espelho para o motorista Sim Sim
-
Pára-sol com espelho para o passageiro Sim Sim
-
Pneus 195 / 55 R15 85H Sim Sim -
Porta-copos no console central (2) Sim Sim -
Porta-luvas Sim Sim -
Porta-malas com laterais / caixas de rodas
acarpetadas Sim Sim
-
Porta-objetos Sim Sim -
Retrovisor externo direito com espelho
auto rebatível Opcional Sim
R$ 1.095,00
Revestimentos dos bancos em tecido Sim Sim
-
Rodas de aço 15" Sim Não -
Rodas de liga leve 6J x 15 "Augustha¨ Opcional Sim R$ 1.835,00
Rodas de liga leve 6J x 15 "Palmas¨ Opcional Opcional R$ 1.535,00
Sistema Total Flex de combustível Sim Sim -
Temporizador do limpador do pára-brisa Sim Sim
-
Travamento central Sim Sim -
Volante de direção com 3 raios Sim Sim -
;. .oncorrentes
70
Para determinar quais seriam os concorrentes diretos do Spacefox,
considerou-se primeiramente o critério como sendo as características físicas do
carro, sobretudo o design externo, a plataforma do carro e seu valor.
É cada vez mais difícil classificar os carros segundo as categorias
tradicionais. As fábricas estão se aprimorando em lançar modelos que reúnem
características de segmentos diferentes, o objetivo por trás dessa estratégia é
conquistar consumidores insatisfeitos com as opções convencionais e também atrair
dois perfis de cliente com um único produto. O Spacefox é o primeiro dois-em-um do
mercado nacional que a fábrica chama de sportvan. Nas suas palavras, uma mistura
da esportividade das peruas com o espaço das minivans.
Por conta dessa mistura o Spacefox entra no mercado concorrendo nestes
dois mercados, peruas e minivans, e são considerados os concorrentes diretos os
seguintes modelos:
• Chevrolet Meriva
• Fiat Ìdea
• Fiat Palio Weekend
• Honda Fit
• Peugeot 206 SW
• VW Parati
Os concorrentes indiretos são os veículos das demais categorias com quem acaba
dividindo o mercado automobilísitco.
;.1. Anlise das concorr?ncias
;.1.1. 6eri*a
71
O Chevrolet Meriva lançado no Brasil em agosto de 2002, foi idealizado para
atender a um perfil de consumidores cada vez maior na indústria automobilística,
constituído por pessoas bastante exigentes e que buscam, ao mesmo tempo, um
veículo que lhe ofereça desempenho, vantagens e conforto propiciados por um
automóvel. Segundo o diretor de Vendas e Marketing da General Motors, Marcos
Munhoz, esse modelo cria um segmento direcionado a um novo perfil de
consumidor, constituído por pessoas solteiras e de espírito jovem, que buscam um
veículo para o uso do dia-a-dia e também para o lazer.
O Meriva agradou tanto o consumidor que no ano do seu lançamento, apesar
de sua comercialização ter iniciado em agosto, foram emplacados 6.019 modelos
segundo levantamento feito pela Fenabrave.
Em novembro de 2003 a Chevrolet apresentou o Meriva com motorização
Flex (que permite ser abastecido com álcool ou com gasolina) 1.8 8V, já como
modelo 2004. Ficando com 112CV abastecido com gasolina e 114CV abastecido
com álcool. Nesta fase, a Chevrolet tirou de linha o Meriva com motor 1.8 16V.
Em agosto de 2004, a GM promoveu alterações nos pacotes de itens, foi
quando mudaram a denominação das versões para Joy, Maxx, e Premium, sem
alterar o seu desenho externo. Em 2005 ganhou a versão esportiva denominada SS.
O Meriva mede 4.04 metros de comprimento, por 1.69 de largura e tem eixos
de 2.63 metros e tem uma arma poderosa para contentar seu proprietário, que é o
espaço interno. Ao volante ou no banco de trás, é clara a sensação de espaço na
cabine. É um monovolume super confortável, que possui vários atrativos, como:
bancos traseiros que podem ser deslocados para as laterais e para frente
proporcionando maior conforto aos seus passageiros, têm a possibilidade de
aumentar o espaço do porta-malas modificando a "configuração" do banco traseiro,
possui mesas e porta-revista no encosto dos bancos dianteiros.
Possui grande quantidade de porta-treco, algumas versões chegam a ter 32
compartimentos do tipo. Ele também possui porta-luvas refrigerado e iluminado.
72
É um carro com boa facilidade de manobras e boa posição para condução do
veículo, isso são coisas logo notadas no mesmo.
Apesar de mais caros, eles representam um significativo ganho na segurança
em relação aos freios comuns (a disco e a tambor).
Ela supera Spacefox, Fit e Ìdea nas maiorias das medidas internas: leva
vantagem na distância para as pernas, na traseira, na lateral, na altura da cabine e
na distância entre bancos. Uma das poucas vezes em que fica devendo alguns
centímetros para as rivais é na medida do espaço para pernas, na dianteira, em que
o Fit tem 4 centímetros a mais.
O motorista viaja em posição elevada - o que pode não agradar quem prefere a
dirigibilidade dos automóveis, como viaja confortavelmente sentado, como se
estivesse em uma cadeira, o motorista assume uma postura mais passiva e, por
isso, menos estressante. Além disso, a visibilidade melhora e o motorista tem a
sensação de controle do alto da sua posição elevada em relação aos outros
veículos.
No conjunto da obra, mesmo que não seja a versão mais cara, a Meriva oferece
mais que a SpaceFox, enquanto minivan.
"osicionamento
O Meriva se posiciona no mercado como um veículo versátil e com
performance capaz de atrair um público jovem que quer mais espaço e conforto,
sem abrir mão da beleza e esportividade. Ela é a maior minivan compacta do
mercado e também tem uma ampla oferta de versões, desde a Joy básica até a
Premium completa, passando pela versão esportiva SS.
"ontos "ositi*os
• Espaço interno
• Conforto
• Manutenção simples
"ontos %egati*os
73
• Consumo elevado
• Porta-malas pequeno
• Posição da alavanca de câmbio
• Ruídos internos
• Versão 16V tem revenda difícil
• Máquina do vidro elétrico feita de plástico quebra-se com facilidade
"ontos de Atenção
• Parada do ar condicionado devido a trincas na tubulação de alumínio que
deixam vazar o gás nos veículos até 2005
• Versão de entrada sem ar-condicionado é de difícil revenda
;.1.1.1. "reços
6odelos!
Meriva Joy: R$ 45.256,00
Meriva Maxx: R$ 53.205,00
Meriva Premiun EASYTRONÌC: R$ 54.983,00
.aracter(stica do produto
J8 "intura.
a8 "intura EOterna Bsicas.
Não é cobrado valor adicional para as cores básicas que são:
Branco Mahler Preto Liszt Vermelho Lyra
b8 "intura EOterna 6etlica
Para os clientes que optarem pela pintura metálica será cobrado um valor
adicional de R$ 941,00. As cores disponíveis são:
Cinza Bluet Prata Polaris Cinza Larus
74
c8 "intura EOterna "eroli0ada
Para os clientes que optarem pela pintura perolizada será cobrado um valor
adicional de R$ 1.106,00. Só possue uma cor disponível para esse tipo que é:
Azul Asthenes
JJ8 Jtens de #$rie e >pcionais
3oM 6aOO "remium
Airbag duplo "Bolsas de ar infláveis no lado
do motorista e do passageiro e Pré-
tensionadores dos cintos de segurança
dianteiro. Opcional Não Opcional
Sistema de freios anti-blocante "ABS¨ -
(disco na dianteira e tambor na traseira) Não Não Opcional
Barras de proteção contra impactos laterais
no interior das portas Sim Sim Sim
Cinto de segurança traseiro central sub-
abdominal Sim Sim Sim
Cintos de segurança dianteiros laterais
retráteis de 3 pontos com regulagem de
altura Sim Sim Sim
Cintos de segurança traseiros laterais
retráteis de 3 pontos Sim Sim Sim
Sistema de Luzes - "Luz de Boas Vindas":
ao destravar o veículo pelo controle remoto
ou na própria chave, as luzes do painel de
instrumentos se acenderão por 10
segundos. Sim Sim Sim
Faróis com desligamento automático
temporizado: faróis permanecem acesos
por 30 segundos quando do fechamento
das portas Sim Sim Sim
Faróis com refletores de superfície
complexa, lentes transparentes e lanternas
indicadoras de direção integradas ao
conjunto óptico Sim Sim Sim
75
Luz auxiliar de freio "Brake Light¨ Sim Sim Sim
Sistema de imobilização do motor através
de chave eletrônica- "immobilizer system¨ Sim Sim Sim
Travas de segurança suplementar nas
portas traseiras (trava para criança) Sim Sim Sim
Destravamento automático das portas em
caso de acidente - "crash sensor" Opcional Sim Sim
Luz de neblina acoplada à lanterna traseira,
lado do motorista Não Não Opcional
Faróis de neblina no pára-choque dianteiro Não Não Opcional
Regulagem elétrica da altura dos faróis
halogêneos Não Sim Sim
Sistema de alarme anti-furto com ultra-som Opcional Sim Sim
Pára-choques dianteiro e traseiro na cor do
veículo Sim Sim Sim
Grade do radiador na cor preta Sim Sim Sim
Cobertura do porta-malas escamoteável Sim Sim Sim
Molduras de proteção nas laterais na cor
preta Sim Não Não
Molduras de proteção nas laterais na cor do
veículo Não Sim Sim
Maçanetas das portas na cor preta Sim Não Não
Maçanetas das portas na cor do veículo Não Sim Sim
Maçaneta da tampa traseira na cor preta Sim Não Não
Maçaneta da tampa traseira na cor do
veículo Não Sim Sim
Capas dos espelhos retrovisores externos
na cor preta Sim Não Não
Capas dos espelhos retrovisores externos
na cor do veículo Não Sim Sim
Rodas de aço Aro 14'' com calotas integrais
na cor prata - Pneus 175/70 Sim Não Não
Rodas de alumínio Aro 15'' 9 Raios - Pneus
185/60 Não Sim Sim
Vidros verdes com Pára-brisa laminado
degradê Opcional Sim Sim
Maçaneta interna da porta na cor prata Não Sim Sim
Moldura no painel de instrumentos na cor
prata Não Sim Sim
Moldura do painel de porta na cor prata Não Sim Sim
Emblema "JOY" Sim Não Não
Emblema "MAXX" Não Sim Não
76
Emblema "PREMÌUM" Não Não Sim
Alça articulada dianteira no teto - lado do
passageiro Sim Sim Sim
Alças articuladas traseiras no teto - ambos
os lados Sim Sim Sim
Controle de ventilação, ventilador de 4
velocidades e desembaçador com ar
quente Sim Sim Sim
Desembaçador elétrico do vidro traseiro Sim Sim Sim
Direção Hidráulica Sim Sim Sim
Espelhos nas sombreiras em ambos os
lados Sim Sim Sim
Limpador com temporizador e lavador
elétrico do pára-brisa e vidro traseiro Sim Sim Sim
Luz de advertência auto-diagnóstico do
sistema de injeção no painel de
instrumentos Sim Sim Sim
Luz de advertência de baixo volume de
combustível Sim Sim Sim
Luz interna no teto entre as sombreiras Sim Sim Sim
Painel de instrumentos com velocímetro,
hodômetro total e parcial, marcador de
combustível, indicador de temperatura do
motor e relógio digital e tacômetro (conta
giros) Sim Sim Sim
Porta-mapas nos painéis inferiores das
portas dianteiras e traseiras Sim Sim Sim
Regulador de intensidade da luz do painel
de instrumentos Sim Sim Sim
Sistema de advertência sonoro de faróis
ligados Sim Sim Sim
Tomada de força no console vertical Sim Sim Sim
Volante de direção acolchoado de três raios Sim Sim Sim
Luzes de leitura dianteira, integrada com a
iluminação do teto Não Sim Sim
Luzes de leitura traseira no teto Não Sim Sim
Câmbio Easytronic (módulo sequencial) Não Não Sim
Controle remoto manual dos espelhos
retrovisores externos Sim Não Não
Controle remoto elétrico dos espelhos Não Sim Sim
77
retrovisores externos
Porta-copos no console central Sim Sim Sim
Bancos dianteiros individuais reclináveis e
apoios sólidos para cabeça com regulagem
em altura Sim Sim Sim
Banco traseiro com encosto dividido 1/3 e
2/3 rebatível, com regulagem da inclinação
do encosto e dois apoios sólidos para
cabeça com regulagem em altura Sim Sim Sim
Banco do motorista com regulagem manual
de altura Não Sim Sim
Banco dianteiro com porta-revistas na parte
traseira do encosto e bandeja escamoteável Não Sim Sim
Bolsa porta-objetos na parte frontal do
assento do banco do motorista Sim Sim Sim
Bolsa porta-objetos na parte frontal do
assento do banco do passageiro Sim Sim Sim
¨CHARCOAL¨ (02) Sim Sim Sim
Revestimento em tecido "Woven Jordan¨,
"Lester Uni" e "Vinil" Sim Não Não
Revestimento em tecido "Circular Plush
Marvin" / "Polka Uni" Não Sim Sim
;.1.1.,. .ampan4a de /ançamento
A McCann Erickson é a responsável pela criação da campanha de
lançamento do Chevrolet Meriva. Um dos destaques da comunicação publicitária foi
a parceria com a marca feminina Maria Bonita Extra, que desenvolveu uma coleção
de jeans com peças que puderam ser utilizadas de várias formas, recebendo o nome
de "So easy. So tronic¨. O filme, produzido pela O2 Filmes, mostra a proprietária de
um Meriva interrompendo o locutor do comercial para explicar, do jeito dela, como
funciona o novo câmbio, usando como exemplo as roupas versáteis. A mídia
impressa, composta de encartes, catálogo da coleção e anúncios de página dupla,
teve a participação da modelo Viviane Orth, com fotos clicadas por Miro. A
campanha ainda conta com o hotsite www.chevrolet.com.br/easytronic, com vídeos
que mostram o funcionamento da nova transmissão. Ao entrar no site, o consumidor
é recebido por uma modelo que o convida para dar uma voltinha no Meriva pela Rua
78
Oscar Freire, em São Paulo. Durante o trajeto ela demonstra a comodidade
proporcionada pelo novo sistema até chegar à loja da Maria Bonita, onde é
apresentada a coleção de roupas.
;.1.,. +iat Jdea
Fiat Ìdea lançado em agosto é derivada da plataforma do Palio, o que justifica
o pequeno investimento de 500 milhões de reais feitos pela montadora para fabricar
o carro no Brasil. Muitas peças como painel, direção e partes do acabamento são
reaproveitadas do Fiat Palio.
O veículo recebeu o conceito de um automóvel ousado e com itens
exclusivos. De série, o Ìdea vem com banco do motorista com ajuste de altura,
direção hidráulica, ar-condicionado, trio elétrico e computador de bordo, além de
vidros laterais laminados, sensor de estacionamento e um dispositivo de segurança
que só existe em modelos de segmentos de luxo, sem deixarmos de lado o teto
skydome que cobre até 70% da capota, que foi uma inovação no mercado.
O motorista da minivan senta-se claramente mais alto, o que se traduz em
melhor visibilidade. Pode-se ajustar a altura do banco e do volante, colocado em
posição adequada
A comprovação do sucesso do produto veio com a vitória de inúmeros
prêmios, entre eles um dos mais conceituados na indústria automobilística, o de
Carro do Ano em 2006.
Tem o mesmo motor da Chevrolet e tem comportamento e desempenho
semelhantes ao Meriva. Em relação ao espaço interno, a Meriva entrega mais para o
motorista e seus convidados. No entanto, a Ìdea compensa com uma oferta de
79
equipamentos de série mais completa e com opcionais não atrelados a pacotes. Se
comprador quiser, pode pedir freios ABS sem ter que levar teto solar ou outro
acessório obrigatório.
Para o lançamento do Fiat Ìdea foi trabalhado com o mix mais vasto da
história da Fiat, incluindo desde performáticos na rua falando sobre o test drive até
carro subindo em parede, passando pela TV, internet, rádio, jornal, revista.
"osicionamento
Para o motorista o Ìdea é essencial para quem procura ousadia, originalidade e
conforto.
"ontos "ositi*os
• Espaço interno
• Conforto
"ontos %egati*os
• Poucos itens de série
;.1.,.1. "reços
6odelos!
Ìdea ELX 1.4: R$ 43.180,00
Ìdea HLX 1.8: 52.340,00
.aracter(stica do produto
J8 "intura.
a8 "intura EOterna Bsicas.
Não é cobrado valor adicional para as cores básicas que são:
Azul Búzios Branco Banchisa Preto Vulvano
80
Vermelho Alpine
b8 "intura EOterna 6etlica
Para os clientes que optarem pela pintura metálica será cobrado um valor
adicional de R$ 857,00. As cores disponíveis são:
Azul Vitality Bege Savanah Cinza Cromo
Cinza Scandiun Prata Bari Preto Vesúvio
Verde Lagoon Vermelho Barroco
JJ8 Jtens de #$rie e >pcionais
Jtens
E/I 1.9
+leO
H/I 1.G
+leO Valor
Alerta de limite de velocidade Sim Sim -
Alerta de manutenção
programada
Sim Sim -
Apoios de cabeça traseiros (3)
rebaixados e reguláveis em
altura
Sim Sim -
Ar-condicionado, Pára-brisa
degradê e Vidros laterais
traseiros e da tampa traseira
escurecidos Vênus 55
Opcional Sim R$ 4.031,00
Banco dianteiro direito dobrável
com mesinha tipo avião
Opcional Opcional R$ 449,00
Banco do motorista com
regulagem em altura
Sim Sim -
Banco traseiro bipartido Sim Sim -
Bancos dianteiros com bolsa
porta-revistas no encosto
Sim Sim -
Bancos revestidos parcialmente
em couro + volante em couro
Opcional Opcional R$ 1.956,00
Barras longitudinais no teto Sim Sim -
81
Bolsa porta-objetos nas portas
dianteiras e traseiras
Sim Sim -
Brake light (Kit Kit Ìluminação
(Faróis de neblina, Brake light)
Opcional Opcional R$ 508,00
Calotas integrais Sim Sim -
Chave de ignição desmodrômica Sim Sim -
Cintos de segurança dianteiros
de 3 pontos retráteis com
regulagem em altura
Sim Sim -
Cintos de segurança traseiros
laterais 3 pontos retráteis e
central 2 pontos fixos
Sim Sim -
Comando interno de abertura da
tampa do tanque de combustível
Sim Sim -
Comando interno de abertura do
porta malas
Sim Sim -
Computador de bordo (consumo
médio, consumo instantâneo,
autonomia, velocidade média e
tempo de percurso)
Sim Sim -
Computador de bordo b
(distância b, consumo médio b,
velocidade média b e tempo de
percurso b)
Não SÌM -
Console central com porta-
objetos e porta-copos (2
dianteiros e 1 traseiro)
Sim Sim -
Console no teto com 4 porta-
objetos e espelho suplementar
Sim Sim -
Conta giros Sim Sim -
Desembaçador com ar quente Opcional Não R$ 309,00
Direção hidráulica Sim Sim -
Display com relógio digital Sim Não -
Display com relógio digital,
calendário e indicador de
temperatura externa
Não SÌM -
Drive by wire (sistema eletrônico
de controle da aceleração)
Sim Sim -
Espelho no pára-sol lado Sim Sim -
82
motorista e passageiro
Faixas decorativas nos
montantes das portas
Sim Sim -
Faróis de neblina (Kit Kit
Ìluminação (Faróis de neblina,
Brake light)
Opcional Opcional R$ 508,00
Fiat code 2ª geração Sim Sim -
Follow me home Sim Sim -
FPS (Fire Prevention System -
Ìnterruptor inercial de
combustível, Válvula anti-refluxo
de combustível, Acabamento
interno com materiais anti-
propagação de chamas)
Sim Sim -
Frisos laterais na cor do veículo Sim Não -
Grade dianteira com
acabamento cromado
Sim Sim -
Hodômetro digital (total e
parcial)
Sim Sim -
HSD (High Safety Drive - Air bag
duplo e ABS)
Opcional Opcional R$ 3.034,00
Ìluminação do porta-malas Sim Sim -
Ìndicador gradual de
temperatura da água e indicador
gradual do nível de combustível
Sim Sim -
Kit high tech (sensor de chuva,
sensor crepuscular e retrovisor
interno eletrocrômico)
Opcional Opcional R$ 1.526,00
Limpador do vidro traseiro com
acionamento automático à ré
Sim Sim -
Limpador e lavador dos vidros
dianteiro e traseiro com
intermitência
Sim Sim -
Luz indicadora de portas abertas Sim Sim -
Luzes de leitura dianteira e
traseira com dimmer
(redução/aumento gradual de
intensidade)
Sim Sim -
83
Maçanetas externas na cor do
veículo
Sim Sim -
Motor 1.8 8v flex Não SÌM -
Motor fire 1.4 8v flex Sim Não -
My car fiat (personaliza várias
funções do carro)
Sim Sim -
Pára-choques na cor do veículo Sim Sim -
Porta-luvas superior e inferior
(inferior com iluminação)
Sim Sim -
Predisposição para rádio (2 alto-
falantes dianteiros, 2 alto-
falantes traseiros e antena)
Sim Sim -
Quadro de instrumentos com
fundo branco e iluminação
âmbar
Sim Sim -
Rádio CD Player Connect
integrado ao painel com RDS,
leitor de MP3/WMA e Viva-voz
Bluetooth®
Opcional Opcional R$ 1.255,00
Rádio CD Player integrado ao
painel com RDS e leitor de
MP3/WMA
Opcional Opcional R$ 627,00
Retrovisores externos com
comando interno mecânico
Sim Não -
Retrovisores externos elétricos Opcional Sim R$ 385,00
Retrovisores externos na cor do
veículo
Sim Sim -
Rodas em aço estampado 5.5 x
14 + pneus 175/70 r14
Sim Não -
Rodas em aço estampado 6.0 x
15 + pneus 195/60 r15
Não SÌM -
Rodas em liga leve 6.0 x 15 +
pneus 195/60 r15
Opcional Opcional R$ 1.104,00
Sensor de estacionamento Opcional Opcional R$ 1.037,00
Side bags dianteiros Não Opcional R$ 1.884,00
Sistema venice plus Sim Sim -
Subwoofer Opcional Opcional R$ 615,00
Teto solar elétrico (skydome) Opcional Opcional R$ 5.520,00
Tomada 12v no console central Sim Sim -
Travamento automático das Sim Sim -
84
portas a 20 km/h
Travas elétricas das portas com
comando centralizado
Sim Sim -
Vidro traseiro térmico
temporizado
Sim Sim -
Vidros elétricos dianteiros com
one touch motorista
Sim Sim -
Vidros elétricos traseiros com
one touch e sistema anti-
esmagamento para os vidros
elétricos dianteiros e traseiros
Opcional Opcional R$ 750,00
Vidros laterais das portas
laminados
Opcional Sim
Vidros verdes plus Sim Sim -
Volante com regulagem em
altura
Sim Sim -
;.1.,.,. .ampan4a de /ançamento
A campanha convida o consumidor não apenas a conhecer as novidades que
o carro oferece, mas também a ver a vida com outros olhos, curtir momentos de
prazer, como sair mais cedo do trabalho e aproveitar um dia de sol. Originalidade,
ousadia e liberdade são os benefícios que mais se destacam no novo modelo da
montadora e são eles que dão o tom da comunicação, que tem uma trilha
contagiante e títulos que estimulam a saída do lugar comum. "Até hoje, as
campanhas publicitárias de automóvel tentavam encontrar um motorista que se
adequasse ao carro. Construía-se um perfil ou um target ideal e criava-se a
campanha a partir daí. Desta vez, é o carro que promove a mudança no consumidor.
O carro é o sujeito, o ator. E o consumidor é que vai se adequar ao perfil do Ìdea",
diz João Ciaco, diretor de marketing da Fiat.
Filmes, spots de radio, anúncios, outdoors, painéis com movimento, empenas
e cartões postais, entre outras peças, foram assinados com o conceito da
campanha: "Ei, é hora de você ter um Fiat Ìdea".
Os três filmes teve veiculação no cinema e na televisão, em rede aberta e a
cabo em todo território nacional. Além disso, a primeira exibição ocorreu de forma
sincronizada em quatro emissoras de televisão (SBT, Record, RedeTV e
Bandeirantes), alcançando aproximadamente 40 milhões de espectadores. Horas
85
antes dessa veiculação, mensagens de sms foram enviadas pelo celular convidando
seus proprietários a assistirem à mega produção.
Como teaser do lançamento, a Fiat distribuiu, pelas ruas de São Paulo e Belo
Horizonte, 16 carros infláveis em tamanho real cobertos por uma capa com as
chamadas "Ei, é hora de ficar com a pulga atrás da orelha", "Ei, é hora de ficar
curioso" e "Ei, é hora de usar a sua imaginação", sempre assinando "Vem aí Fiat
Ìdea".
;.1.-. +iat "alio Keekend
Logo no início do ano de 1997 chega a Palio Weekend, perua derivada do
Palio para substituir a Elba, as vantagens são praticamente as mesmas do Palio
somadas ao amplo porta-malas.
A história de sucesso do Palio Weekend começou já no seu lançamento e foi
líder no mercado station wagons compactas por três anos consecutivos. Seus
atributos lhe renderam uma participação de cerca de 63% em seu segmento em
2003, um mercado bastante representativo, com um volume de vendas de mais de
35 mil veículos por ano.
A montadora não poupou esforços para deixar o novo Palio Weekend ainda
mais competitivo. Ìnvestiu no design, na tecnologia para oferecer equipamentos
inéditos no segmento, na segurança para toda a família, no conforto, na
86
funcionalidade, em motores e em todos os aspectos de qualidade que podem
fortalecer sua posição no mercado.
A Palio Weekend é a líder do mercado de peruas. Sua receita de sucesso
reside no design atualizado a cada dois anos, na esteira do Palio, que vai mudar
novamente em breve, e no pacote de equipamentos generoso. A versão HLX, traz
ar-condicionado, direção hidráulica, vidros e travas elétricos, computador de bordo,
volante com ajuste de altura e Fiat Code, entre outros itens. A SpaceFox vem com
ar-condicionado, trio elétrico e direção hidráulica, mas não dispõe computador de
bordo. Nem de itens como o banco traseiro com ajuste longitudinal, que é um dos
recursos mais interessantes da perua, mas é vendido à parte.
Na linha 2007, o motor 1.8, que foi apresentado com a Ìdea em 2005 agora
passa a equipar também a perua. Esse motor 1.8 Flex é o mesmo que já vinha na
Palio, mas com aperfeiçoamentos. Entre outras melhorias, ele recebeu novos coletor
de admissão, cabeçote, comando de válvulas e virabrequim, que melhoraram seu
rendimento.
Ao volante, a Palio é um carro gostoso de guiar. A suspensão roda com mais
suavidade, o que garante maior conforto a bordo, mas, como efeito colateral, permite
que a carroceria role nas curvas mais acentuadas.
"osicionamento
No mercado o Palio Weekend é ideal para quem quer reunir a família e cair
na estrada mantendo seu estilo harmonioso, inovador e autêntico, têm a seu favor o
carisma de líder do segmento de peruas e a vantagem de ser apresentada em três
versões: ELX 1.4, HLX 1.8 e Adventure.
"ontos "ositi*os
• Design moderno
• Boa posição de dirigir
• Confiabilidade mecânica
"ontos %egati*os
87
• Traseira saliente amassa com facilidade em manobras de ré
"ontos de Atenção
• Consumo elevado para o porte do veículo
;.1.-.1. "reços
6odelos!
Weekend ELX 1.4: R$ 39.920,00
Weekend Trekking 1.4 Flex: R$ 41.920,00
.aracter(stica do produto
J8 "intura.
a8 "intura EOterna Bsicas.
Não é cobrado valor adicional para as cores básicas que são:
Azul Búzios Branco Banchisa Preto
Vulvano
Vermelho Alpine
b8 "intura EOterna 6etlica
Para os clientes que optarem pela pintura metálica será cobrado um valor
adicional de R$ 857,00. As cores disponíveis são:
Azul Vitality Bege Savanah Cinza Cromo
Cinza Scandiun Prata Bari Preto Vesúvio
Verde Lagoon
JJ8 Jtens de #$rie e >pcionais
88
Jtens
E/I 1.9
+/EI
1rekking 1.9
+/EI
Valor
Aerofólio traseiro na cor do veículo Sim Não -
Aerofólio traseiro na cor preta Não Sim -
Alças de segurança traseiras Sim Sim -
Alerta de limite de velocidade Sim Sim -
Alerta de manutenção programada Sim Sim -
Anteparo de motor e câmbio Não Sim -
Apoios de cabeça dianteiros reguláveis
em altura
Sim Sim -
Apoios de cabeça traseiros (3)
rebaixados e reguláveis em altura
Sim Sim -
Ar-condicionado + Vidros das portas
traseiras e vidro traseiro escurecidos
Vênus 55
Opcional Opcional
R$
4.031,00
Banco do motorista com regulagem
mecânica em altura
Não Opcional R$ 450,00
Banco traseiro rebatível Sim Sim -
Bancos com assento anti-submarining Sim Sim -
Bancos dianteiros com regulagem
milimétrica do encosto
Sim Sim -
Barra de proteção nas portas Sim Sim -
Barras longitudinais no teto Opcional Sim R$ 694,00
Bolsa porta-objetos nas portas
dianteiras
Sim Sim -
Bolsa porta-revistas no encosto dos
bancos dianteiros
Sim Sim -
Brake light Sim Sim -
Calotas integrais Sim Sim -
Capô retrátil com dobradiças de
segurança
Sim Sim -
Cintos de segurança dianteiros de 3
pontos retráteis com regulagem em
altura
Sim Sim -
Cintos de segurança traseiros laterais
3 pontos retráteis e central 2 pontos
fixos
Sim Sim -
Comando interno de abertura da
tampa do tanque de combustível
Sim Sim -
89
Comando interno de abertura do porta
malas
Sim Sim -
Computador de bordo (consumo
médio, consumo instantâneo,
autonomia, velocidade média e tempo
de percurso)
Sim Sim -
Console central com porta-objetos e
porta-copos (2 dianteiros e 1 traseiro)
Sim Sim -
Conta giros Sim Sim -
Desembaçador com ar quente Opcional Opcional R$ 309,00
Detalhes internos pintados em Prata
Bari (frisos no painel, pomo de câmbio
e freio de mão)
Sim Sim -
Direção hidráulica Sim Sim -
Drive by wire (sistema eletrônico de
controle da aceleração)
Sim Sim -
Espelho no pára-sol lado motorista e
passageiro
Sim Sim -
Faróis biparábola Sim Não -
Faróis biparábola com canhões negros
e molduras cromadas
Não Sim -
Faróis de neblina Não Sim -
Faróis de neblina com moldura
cromada
Sim Não -
Fiat code 2ª geração Sim Sim -
Follow me home Sim Sim -
FPS (Fire Prevention System -
Ìnterruptor inercial de combustível,
Válvula anti-refluxo de combustível,
Acabamento interno com materiais
anti-propagação de chamas)
Sim Sim -
Frisos estéticos cromados nas laterais,
nos pára-choques dianteiro e traseiro e
na tampa do porta-malas
Sim Não -
Frisos estéticos na cor do veículo nos
pára-choques dianteiro e traseiro e na
tampa do porta-malas
Não Sim -
Grade frontal com acabamento
cromado
Sim Não -
90
Grade frontal pintada em preto Não Sim -
Hodômetro digital (total e parcial) Sim Sim -
HSD (High Safety Drive) - Air bag
duplo e ABS
Opcional Opcional
R$
3.034,00
Ìluminação do porta-malas Sim Sim -
Ìndicador digital do nível de
combustível
Sim Sim -
Ìndicador gradual de temperatura da
água
Sim Sim -
Limpador do vidro traseiro com
acionamento automático à ré
Sim Sim -
Limpador e lavador dos vidros
dianteiro e traseiro com intermitência
Sim Sim -
Luzes de cortesia dianteira e traseira
com interruptores nas portas
Sim Sim -
Maçanetas, minissaias, retrovisores e
frisos do teto na cor do veículo
Sim Não -
Maçanetas, retrovisores e frisos do
teto na cor preta
Não Sim -
Molduras externas das caixas de roda Não Sim -
My car fiat (personaliza várias funções
do carro)
Sim Sim -
Novo Motor Fire 1.4 8V Flex Sim Sim -
Painéis de porta integrais em tecido Sim Sim -
Painel com parte central pintada em
Prata Bari
Sim Sim -
Pára-brisa degradê Sim Sim -
Pára-choques na cor do veículo Sim Sim -
Porta-luvas superior e inferior (inferior
com iluminação)
Sim Sim -
Porta-objetos móvel (copinho) Sim Sim -
Porta-óculos Sim Sim -
Predisposição para rádio (2 alto-
falantes dianteiros, 2 alto-falantes
traseiros e antena)
Opcional Opcional R$ 263,00
Previsão para som (fiação dianteira e
traseira + cabo para antena)
Sim Sim -
Rádio CD Player Connect integrado ao
painel com RDS, leitor de MP3/WMA,
Viva-voz Bluetooth® e Entradas
Opcional Opcional R$
1.470,00
91
USB/iPod
Rádio CD Player integrado ao painel
com RDS e leitor de MP3/WMA
Opcional Opcional R$ 838,00
Relógio digital Sim Sim -
Retrovisores externos com comando
interno mecânico
Sim Sim -
Retrovisores externos elétricos Opcional Opcional R$ 385,00
Revestimento estético das colunas
externas B e C das portas
Sim Sim -
Revestimento porta-malas completo Sim Sim -
Rodas em aço estampado 5.5 x 14 +
pneus 185/65 r14
Sim Não -
Rodas em aço estampado 5.5 x 14 +
Pneus de uso misto 175/70 R14
Não Sim -
Rodas em liga leve 5.5 x 14 + Pneus
185/65 R14
Opcional Não
Vide Kit
Attractive
ÌÌÌ
Rodas em liga leve 5.5 x 14 + Pneus
de uso misto 175/70 R14
Não Opcional
Vide Kit
Attractive
Sensor de estacionamento Opcional Opcional
R$
1.037,00
Soleira externa das portas pintada em
preto
Não Sim -
Suspensão elevada Não Sim -
Tomada 12v no painel de instrumentos Sim Sim -
Travas elétricas + Trava automática
das portas a 20 km/h
Opcional Opcional
Vide Kit
Attractive
Ventilador (3 velocidades) com
recírculo
Sim Sim -
Vidro traseiro térmico temporizado Sim Sim -
Vidros climatizados verdes Sim Sim -
Vidros elétricos dianteiros com one
touch e antiesmagamento
Opcional Opcional
Vide Kit
Attractive
Vidros elétricos traseiros com one
touch e sistema antiesmagamento
Opcional Opcional R$ 750,00
Volante com regulagem em altura Sim Sim -
Volante com revestimento em couro Opcional Opcional R$ 228,00
Volante espumado com sistema de Sim Sim -
92
absorção de energia (eas)
Kit Attractive Ì (Rodas em liga leve 5.5
x 14 + Pneus de uso misto 175/70
R14, Vidros elétricos dianteiros com
one touch e antiesmagamento, Travas
elétricas + Trava automática das
portas a 20 km/h)
Opcional Opcional
R$
1.550,00
Kit Attractive ÌÌ (Ar-condicionado +
Vidros das portas traseiras e vidro
traseiro escurecidos Vênus 55, Rodas
em liga leve 5.5 x 14 + Pneus de uso
misto 175/70 R14, Vidros elétricos
dianteiros com one touch e
antiesmagamento, Travas elétricas +
Trava automática das portas a 20
km/h)
Opcional Opcional
R$
4.410,00
Kit Attractive ÌÌÌ (Ar-condicionado +
Vidros das portas traseiras e vidro
traseiro escurecidos Vênus 55, Rodas
em liga leve 5.5 x 14 + Pneus 185/65
R14, Barras longitudinais no teto,
Vidros elétricos dianteiros com one
touch e antiesmagamento, Travas
elétricas + Trava automática das
portas a 20 km/h)
Opcional Não
R$
4.880,00
Kit Casual (Apóia-braço central banco
do motorista e Banco traseiro
bipartido)
Opcional Opcional R$ 533,00
Kit Elétrico (Vidros elétricos dianteiros
com one touch e antiesmagamento,
Travas elétricas + Trava automática
das portas a 20 km/h)
Opcional Opcional
R$
1.269,00
Kit Emotion (Acabamento interno em
veludo, Painel bicolor, Console central
bicolor, Bolsa porta-objetos nas portas
Opcional Não R$ 792,00
93
traseiras e Banco do motorista com
regulagem mecânica em altura)
;.1.9. Honda +J1
Lançado em junho de 2001 no Japão, o Honda Fit obteve um feito inédito
para a Honda: foi o automóvel mais vendido naquele país no ano passado, com
250.790 unidades, confirmando sua popularidade em um dos mercados mais
competitivos do mundo. No acumulado de junho de 2001 a dezembro de 2002, o
modelo soma 355.088 unidades vendidas e no primeiro trimestre de 2003 continua
na liderança em vendas, com 65.481 unidades comercializadas no Japão. Exportado
para a Europa com o nome de Jazz, o Honda Fit foi apresentado em setembro de
2001, chegando às concessionárias européias da marca no início de 2002, com o
mesmo destaque do país de origem.
Comercializado em 60 países, o Honda Fit superou todas as expectativas
desde o lançamento e deve repetir o sucesso em vendas também no Brasil, lançado
em 2003, país que, a partir de agora, será o primeiro a fabricá-lo, além do Japão. O
compacto terá um índice de nacionalização de 80% e dividirá a linha de produção da
unidade de Sumaré (SP) com o Honda Civic, o primeiro automóvel nacional da
marca, que conquistou posição expressiva no segmento dos sedãs médios com sua
qualidade e seus diferenciais. Ao iniciar a fabricação do seu segundo modelo
nacional, a Honda aposta mais uma vez no potencial do mercado brasileiro.
No total, foram investidos mais de US$ 150 milhões no lançamento do
modelo, do desenvolvimento à ampliação da área coberta da fábrica em
aproximadamente 50%, além da aquisição de equipamentos e adaptações na linha
de produção.
Honda Fit é um monovolume de porte compacto, motor 1.4 de duas velas por
cilindro e 80 cv, mas com espaço para levar quatro adultos confortavelmente ou
bastante bagagem. É o primeiro nacional com câmbio CVT, que não emprega
94
engrenagens, mas polias que mudam continuamente de diâmetro: é como se
houvessem infinitas marchas para que a força motora fosse sempre bem
aproveitada. Em 2005, ganha a opção do motor 1.5 16v com comando variável
VTEC, identificado pelo pingo azul no seu logotipo.
O Fit é um carro de fácil convivência. Tem boa ergonomia, acabamento
honesto e na linha 2007 ganhou retoques interessantes. Por fora, recebeu nova
grade, saias nos pára-choques, máscaras cromadas nos faróis e retrovisores com
luzes indicadoras de direção. Por dentro, houve mudança de cor no revestimento
(entrou o preto no lugar do cinza) e no grafismo do painel, que agora se ilumina
assim que o motorista gira a chave no contato, mesmo à luz do dia.
Os pecados graves do Fit são dois: O primeiro é oferecer menos espaço
interno que as minivans concorrentes e o segundo é não dispor, ainda, de um motor
flex.
"osicionamento
Bicampeão de "Os Eleitos", o Fit é uma espécie de coringa que milita nos
diferentes segmentos do mercado. A seu favor pesa a reputação de carro que não
quebra.
"ontos "ositi*os
• Versatilidade
• Espaço interno
• Consumo
• Conforto
• Baixa desvalorização
"ontos %egati*os
• Freios
• Nível de ruído do motor
• Rigidez da suspensão
95
"ontos de Atenção
• Ruído nos rolamentos traseiros mesmo em veículos que ainda estão em
garantia
• Ìnfiltração de água nos faróis, especialmente nos modelos 2004
• Ruídos nos vidros dianteiros das primeiras unidades. Causado pelas
máquinas dos vidros
• Desgaste precoce no suporte da bieleta do amortecedor
;.1.9.1. "reço
6odelos!
Fit EX 1.5 : R$ 54.123,00
Fit LXL 1.4: R$ 51.130,00
.aracter(stica do produto
J8 "intura.
a8 "intura EOterna #ólida.
Não é cobrado valor adicional para as cores básicas que são:
Branco Tafetta Vermelho Rally
b8 "intura EOterna 6etlica
Para os clientes que optarem pela pintura metálica será cobrado um valor
adicional de R$ 945,00. As cores disponíveis são:
Dourado Poente Prata Global Grafite Magnesium
Grafite Antartico
c8 "intura EOterna "eroli0ada
Para os clientes que optarem pela pintura perolizada será cobrado um valor
adicional de R$ 1.395,00. As cores disponíveis são:
96
Verde Vermont Preto Nighthawk Verde Deep
JJ. Jtens de #$rie
Jtens de #$rie
Airbag para motorista
Ajuste de altura dos cintos de
segurança dianteiros
Alça de apoio (3 unidades)
Antena no teto central
Ar-condicionado
Aviso luminoso de baixa
pressão do óleo
Aviso luminoso de carga da
bateria
Aviso luminoso de
combustível na reserva
Aviso luminoso de farol alto e
lampejador
Aviso luminoso de freio/freio
de estacionamento
Aviso luminoso de indicador
de mudança de direção
Aviso luminoso de piloto
automático ativado
Aviso luminoso de portas ou
porta-malas aberto
Aviso luminoso de
temperatura alta do motor
Aviso luminoso de
temperatura baixa do motor
Aviso luminoso do sinalizador
de advertência
Aviso luminoso do sistema
airbag (srs)
Aviso luminoso do sistema de
injeção eletrônica
Aviso luminoso do sistema
elétrico da direção
Aviso sonoro de faróis acesos
Bancos com sistema ult
(utility-utilitário/long-longo/tall-
alto)
Bancos em tecido com duas
tonalidades
97
Barra de proteção lateral nas
portas dianteiras e traseiras
Brake light
Cintos de segurança
dianteiros de 3 pontos
Cintos de segurança traseiros
laterais de 3 pontos e central
abdominal
Cobertura interna do porta-
malas
Coluna de direção ajustável
em altura
Conta-giros
Desembaçador do vidro
traseiro
Encostos de cabeça para
motorista; passageiro e
bancos traseiros laterais
Encostos do banco traseiro
rebatível bipartido (60/40)
Fiação para alarme
Ganchos de fixação de
bagagem no porta-malas (4)
Ìluminação interna central
Ìsolador de ruído do motor
Limpador de pára-brisa com 2
velocidades intermitente e
acionamento one touch
Limpador de vidro traseiro
Luz no porta-malas
Luzes de leitura individual
(motorista/passageiro)
Maçanetas na cor do veículo
Pára-choques dianteiro e
traseiro cor do veículo
Pára-sóis com espelho de
vaidade para o motorista e
passageiro
Porta-cds
Porta-copos (2 dianteiros + 1
traseiro) no console central
Porta-luvas bipartido
Porta-objetos na lateral direita
no porta-malas
Porta-revista atrás dos banco
do passageiro
Regulagem de altura do
assento do motorista
Retrovisores elétricos
98
dobráveis
Rodas de aço com calotas
Tomada auxiliar de força ac
(12v)
Trava de segurança central
dos vidros elétricos
Travas elétricas das portas
Vidros elétricos
Vidros verdes - pára-brisa
degradê com filtro uv
;.1.9.,. .ampan4a de /ançamento
O filme faz parte da campanha criada para divulgar o Honda Fit utilizou o
conceito "feliz de quem tem", um retrato fiel do estado de espírito de quem possui o
carro - eleito duas vezes consecutivas o mais amado pelos seus
proprietários, segundo pesquisa da revista Quatro Rodas.
Para comunicar a chegada ao mercado do novo Honda Fit, a Fischer América
optou por focar na comunicação aquilo que é o maior diferencial do
veículo: o fato de produzir satisfação para o consumidor. Além do
comercial que começa a ser veiculado na quinta-feira, a campanha
compreende também anúncios de página dupla para publicação em revistas,
além de material de ponto de venda.
No filme vemos um motorista em estado de graça, dirigindo seu Honda em
meio a um cenário onírico, composto por flores, borboletas, cogumelos,
cachoeiras, nuvens e outros elementos lúdicos, tudo produzido por meio de
computação gráfica. A cena se desenrola até que o motorista, surpreso, vê
um espantalho no meio da estrada e vai reduzindo a velocidade até se
aproximar do boneco. O final é surpreendente. Depois da surpresa, a
locução encerra: "Novo Honda Fit. Feliz de quem tem."
A composição desse universo mágico foi feita pela Pix Post and Animation
Studio, que assina todo o trabalho de computação gráfica. A empresa de
finalização criou 17 cenários virtuais, com todos os elementos
construídos em 3D, numa operação que envolveu 15 profissionais. "Apenas o carro
foi filmado. Todo o resto foi produzido em computação
gráfica. Pesquisamos vários filmes e ilustrações de diversas partes do
mundo para criar uma identidade visual com diferencial na iluminação e
99
textura dos elementos 3D", diz Luciano Neves, diretor de projetos 3D da
Pix Post.
"O comercial traduz o sentimento de quem tem um Fit, um carro com índices
de satisfação muito acima da média. E o trabalho de pós-produção foi
suado porque a beleza das nossas ruas e estradas tem índices de
satisfação muito abaixo da média", acrescenta Flávio Casarotti, diretor
de criação da Fischer.
;.1.:. "eugeot ,N; #K
A 206 SW é o que se poderia chamar de perua compacta. Ela é a menor das
peruas deste comparativo. Mede 383 cm de comprimento, 143 de altura e 165 de
largura, enquanto a SpaceFox tem, respectivamente, 418, 157 e 166 centímetros.
Seu porta-malas, com 313 litros, é pouco maior que o de um Palio hatch, que tem
espaço para 290 litros de bagagem. A falta de espaço, porém, não impede que a
206 SW carregue diversos equipamentos interessantes a bordo. Ela é a única das
peruas que tem a janela da porta traseira basculante. Para ter acesso à bagagem, o
motorista não precisa abrir o porta-malas inteiro: basta levantar o vidro, que conta
com uma fechadura independente, de acionamento elétrico.
A Peugeot é apresentada em duas versões de acabamento. A mais simples
batizada de Presence vem equipada com direção hidráulica, lavador e limpador do
vidro traseiro, banco do motorista com regulagem de altura, preparação para som,
ar-condicionado e vidros e travas elétricos de série. A mais completa identificada
como Feline, conta ainda com rodas de liga leve, faróis de neblina, faróis com
acendimento automático, sensor de chuva e computador de bordo, itens que, às
vezes, nem constam das opções das rivais.
A 206 SW só chegou em 2002. Ìnternamente, o estilo também conserva a
jovialidade. A ergonomia é bem resolvida, a posição de dirigir é fácil de encontrar e a
visibilidade é boa. As críticas ficam por conta dos materiais plásticos usados no
100
acabamento, que, além de visual pouco sofisticado, contribuem para o surgimento
de barulhos.
Tem como consumidor famílias com filhos pequenos, mas entrega menos que
as rivais maiores.
"osicionamento
Agradou o público jovem pelo seu design despojado e pela confiança de sua
durabilidade
"ontos "ositi*os
• Estilo
• Equipamentos
• Estabilidade
• Desempenho
• Conforto
• Consumo
"ontos %egati*os
• Seguro caro
• Ruídos internos
• Manutenção e peças caras
• Amortecedores com vazamento de óleo mesmo em carros pouco rodados
devido aos retentores de péssima qualidade
"ontos de Atenção
• Há registros de infiltração de água nos rolamentos traseiros, o que causa sua
oxidação. O sintoma de que algo não vai bem é um ronco, que pode ser
percebido com o veículo em movimento
101
• Certa rigidez da suspensão causa o desgaste acelerado dos amortecedores
dianteiros, além da presença de ruídos indesejáveis. Acontece em especial
nos modelos com motor 1.6, com pneus 185.
;.1.:.1. "reços
6odelos!
206 SW Presence 1.4 Flex: R$ 45.140,00
206 SW Feline 1.6 16 V Flex: R$ 49.850,00
206 SW Automático 1.6 Flex: R$ 54.35
a8 "intura EOterna 6etlica
Para os clientes que optarem pela pintura metálica será cobrado um valor
adicional de R$ 850,00. As cores disponíveis são:
Vermelho Luc Cinza Aluminium Preto Perla Nara
b8 "intura EOterna "eroli0ada
Para os clientes que optarem pela pintura perolizada será cobrado um valor
adicional de R$ 850,00. As cores disponíveis são:
Cinza Fer Cinza Cendré
;.1.:.-. .ampan4a de /ançamento
Utilizando o conceito "Dirija sua vida", a agência Carillo Pastore Euro RSCG,
assina a campanha para o Peugeot 206 SW, novo modelo da montadora francesa,
lançado no início deste ano, e o segundo produzido no Brasil. A campanha conta
com filme e anúncios e reflete os prazeres associados à vida, mostrando que o carro
é perfeito para os momentos de liberdade e pode ser utilizado em qualquer situação.
"O objetivo da campanha é mostrar que o veículo é adequado para pessoas que têm
como filosofia aproveitar os bons momentos da vida com jovialidade, alto astral e
desprendimento. Tudo sob o conceito de liberdade, pois o carro é versátil, com
102
design arrojado e sofisticado ao mesmo tempo", revela Sérgio Mesquita, gerente de
comunicação e marketing da Peugeot.
A agência procurou utilizar uma trilha sonora que tivesse total alinhamento com
o conceito da campanha. A escolhida é a música "Pé na Estrada", da cantora Dora
Vergueiro. A canção ganhou novos arranjos e foi gravada especialmente para ser a
trilha sonora do filme. "Criamos a campanha para mostrar que o Peugeot 206SW é
utilizado por pessoas que valorizam a liberdade. A trilha utilizada tem tudo a ver com
a campanha e reforça bem esse conceito", revela Amauri "Bali" Terçarolli, diretor de
criação da agência. Dirija sua Vida - Embalado pela versão exclusiva da música "Pé
na Estrada" o filme mostra um conjunto de situações cotidianas no qual um grupo de
amigos e uma família saem para viajar com o carro. Dentre as cenas vemos o
surfista Picuruta Salazar e seu filho, interpretado por um garoto, levando suas
pranchas no carro e chegando na praia para surfar, amigos fazendo um luau na
praia com o carro e outras em que o carro passa por estradas emolduradas por
eucaliptos. No decorrer do filme aparecem cenas de alguns itens exclusivos da
versão top do carro, como sensor de chuva, abertura do vidro traseiro e
acionamento automático dos faróis. O filme termina com a assinatura: "Peugeot 206
SW. Dirija sua vida".
Segundo o diretor de cena Johnny Araújo da Companhia de Cinema, o filme
"Clipe" foi um desafio muito estimulante. Para evidenciar a naturalidade, um dos
atributos da marca ressaltado no filme, o diretor captou imagens dos atores, sem
avisá-los. "Busquei captar imagens que traduzissem o estilo de vida Peugeot, que é
poético, estético e tem tudo a ver com quem aprecia a natureza, em resumo, foi
como colocar imagens na música". Ele ainda acrescenta: "Como as locações,
Guararema e a Praia de Santiago, foram perfeitas e os dias maravilhosos, os atores
foram contagiados por está magia, por isso, as imagens ficaram absolutamente
naturais".
;.1.;. Volkswagen "arati
103
A Parati é uma perua derivada do Gol e iniciou sua produção em 1982, já
como linha 1983 para ocupar o nicho de mercado deixado pela Brasília e pela
Variant ÌÌ.
O nome aproveitamento de uma palavra tipicamente brasileira que identifica
uma cidade histórica do país, localizada no Estado do Rio de Janeiro, adequado a
um veículo do tipo perua para passeios/turismo.
Para a Volkswagen a Parati se encontra na 4ª Geração, porém existiu uma
grande alteração na referida GÌ para a GÌÌ, conhecida como parati bolinha.
Tirando esse pequeno detalhe, a Parati é um carro robusto, com mecânica
consagrada e barata, que é sem dúvida um dos pontos altos da linha Gol. As peças
existem em grande oferta e não é necessário recorrer às concessionárias para
deixar o carro em ordem. Além disso, ela é econômica, anda muito bem e tem boa
altura em relação ao solo.
O que a SpaceFox tem de novo, a Parati tem de antigo. A versão Track &
Field relançada este ano é uma tentativa da fábrica de rejuvenescer o projeto, que já
conta 24 anos de existência. Além dessa versão limitada de 400 unidades, a linha
atual da Parati é composta por duas versões de acabamento, Plus e Comfortline, e
duas de motor, 1.6 e 1.8. O prejuízo fica por conta da posição de dirigir enviesada,
que nasceu com o Gol nos anos 80 e se perpetua até hoje, na Geração 4.
Como todo carro que chega à terceira idade, a Parati se beneficia da melhor
relação custo/benefício. Afinal, a fábrica precisa tornar o produto mais atraente. A
versão Plus 1.8 Total Flex vem com banco do motorista com ajuste de altura,
direção hidráulica e lavador e limpador do vidro traseiro de série. A Comfortline,
além desses itens, ar-condicionado, aerofólio traseiro, rodas de liga leve, faróis de
neblina e bagageiro.
Dos três principais atributos procurados em uma perua, a Parati consegue
satisfazer a expectativa em relação à dirigibilidade, mas deixa a desejar no estilo. No
que diz respeito ao porta-malas, sua capacidade está na média das rivais.
"osicionamento
104
A Parati se posiciona como o carro ideal para quem tem atitude, aproveita
bem a vida e valoriza cada minuto dela. Seu design externo reforça sua
imagem de station wagon mais jovem, querida e eficiente do Brasil.
"ontos "ositi*os
• Baixo custo de manutenção
• Robustez
• Ótima aceitação no mercado
"ontos %egati*os
• Valor elevado do seguro
• Alto índice de furto/roubo
• Problemas nas versões com carburador eletrônico
• Trincas nas torres dianteiras e na parte inferior da parede de fogo (que separa
o motor do habitáculo)
"ontos de Atenção
• Modelos de cinco portas são indiscutivelmente mais práticos para a família e
mais fáceis de revender
• Formação de borra nos motores 16V.
;.1.;.1. "reços!
6odelos!
Parati Plus: R$ 51.900,00
Parati Surf: R$ 47.950,00
.aracter(stica do produto
J8 "intura.
a8 "intura EOterna #ólida.
105
Não é cobrado valor adicional para as cores básicas que são:
Preto Ninja Branco Cristal Cinza Urano
Vermelho Flash
b8 "intura EOterna 6etlica
Para os clientes que optarem pela pintura metálica será cobrado um valor
adicional de R$ 945,00. As cores disponíveis são:
Cinza Cosmos Prata Light Azul Místico
c8 "intura EOterna "eroli0ada
Para os clientes que optarem pela pintura perolizada será cobrado um valor
adicional de R$ 1.395,00. As cores disponíveis são:
Bege Gold Vermelho Sirah
;.1.;.-. .ampan4a de /ançamento
A nova Parati Track&Field começa a circular pela Ìnternet no comercial
"Percurso", com 1 minuto. Jovem, atual e acompanhado por uma trilha sonora cheia
de ritmo, o filme está sendo enviado para centenas de emails e também estará
disponível no site e nos cinemas, nas capitais brasileiras. A campanha da Parati
Track&Field conta também com quatro anúncios.
O filme, criado por Sergio Mugnaini e Luciana Haguiara e dirigido por Luiz
Ferré, da Cine, é protagonizado por quatro integrantes do grupo Le Parkour, atletas
de uma modalidade de esporte praticado nas ruas das grandes cidades européias e
que começa a se tornar mais conhecida no Brasil, no qual os jovens andam pelas
paredes, saltam de muros e monumentos e fazem acrobacias aproveitando os
obstáculos encontrados nas calçadas e vias. Com uma diferença: no comercial eles
fazem tudo ao contrário, de trás para a frente.
O comercial inicia com os quatro rapazes num estacionamento, diante da
Parati, à procura da chave do carro perdida por seu dono. Dali em diante, o filme
retrocede e eles percorrem os caminhos que os levaram ali, mas com o filme
106
rodando ao contrário. Vê-se, então, os jovens pulando muros, caixas, desviando de
carros, subindo em telhados. As locações foram feitas em pontos famosos do centro
de São Paulo e no Brás, na Zona Leste: o Viaduto Santa Ìfigência, a cobertura do
Edifício Martinelli, os arredores do Shopping Light, que funciona no antigo prédio da
Light, e na Rua do Bucolismo, no Brás. Quando o rapaz chega em casa, encontra a
chave da Parati sobre a mesa.
Os quatro anúncios foram criados por Guilherme Jahara e Eduardo Andrietta
que utilizam ícones de São Paulo como o Masp, viadutos e prédios famosos. Eles já
começam a circular em revistas de automóveis, comportamento, masculinas e de
esportes.
;.,. Anlise #pacefoO O "eruas
Analisando o Spacefox no mercado das peruas, o veículo tem muitas
vantagens e tem tudo para virar líder no segmento.
No item suspensão, o SpaceFox já leva vantagem, pois o conjunto reforçado
herdado do CrossFox, agrada pela firmeza na calibragem, que deixa a perua com
comportamento mais esportivo enquanto a suspensão do Weekend é mais
confortável que o do Spacefox, mas possui menos firmeza. O Peugeot 206 SW roda
mais macio, mas às vezes parece sofrer com o impacto provocado pelas
irregularidades das ruas e a Parati, como autêntico Volkswagen possui o a
suspensão firme, não tão firme quanto do SpaceFox, mas sem muitas concessões
ao conforto.
107
Ao volante o Spacefox já é bem parecido com o Fox, pois tem o mesmo
sistema de direção, visibilidade e ergonomia e a do Palio Weekend sua direção é
leve e tem relação mais direta que os da Volkswagen. O do 206 SW a ergonomia
também é boa e o motorista encontra a melhor posição de dirigir com facilidade. Já a
Parati, apesar do volante estar voltado para o centro do painel, o motorista logo se
acostuma com a posição de dirigir.
Quanto à carroceria, item em que o Spacefox tem melhor vantagem, pois o
departamento de design da fabrica fez um excelente trabalho em transformar a
carroceria monovolume do Fox em um perfil elegante de perua. A Fiat mantém seu
design atualizado a cada dois anos em média na família do Palio, mas diante do
SpaceFox seu conceito é bastante convencional e a 206 SW desde lançada em
2002, continua com seu visual atraente. Agora a Parati mantém seu projeto antigo, e
mesmo com os sucessivos face-lifts não consegue ganhar ares de inovação.
No item motor e câmbio, o SpaceFox fica devendo melhor desempenho, mas
isso não o torna inferior, o câmbio e o engates curtos também agradam bastante o
cliente. O motor do Weekend ganhou melhorias e apresenta melhor eficiência mas o
motor da 206 SW é mais rápida. O motor da Parati é confiável e entrega bom
desempenho, ao passo que o câmbio é bem encalonado.
Já no mercado das peruas, o SpaceFox tem todas as chances de fazer
sucesso e resgatar a tradição da Volkswagen nesse mercado e lutar pela liderança
junto com o Weekend, que desbancou a Parati nesse segmento e terá que lutar com
o SpaceFox. O 206 SW tem uma boa relação custo/benefício e ao visual de sucesso
vem se saindo bem nas vendas. Agora a Parati depende de seu posicionamento de
preço no mercado para continuar atraente já que sua principal ameaça a sua
carreira agora esta em casa, que é a própria SpaceFox.
;.-. Anlise #pacefoO O 6ini*ans
108
Para satisfazer o cliente nesse segmento, uma minivan deve oferecer, em
primeiro lugar, conforto para todos os passageiros. E isso se consegue com espaço
interno, porta-objetos em diferentes pontos da cabine, equipamentos e acabamento
bem cuidado. Sem dúvida, existem outras expectativas importantes, mas elas são
menos específicas. Design e desempenho, por exemplo, pesam na decisão de
compra em qualquer segmento.
Analisando sob esse ponto de vista, a SpaceFox mais uma vez se revela apta
a agradar o consumidor, assim como se mostrou com suas aptidões de perua.
Assim como entre as peruas, a SpaceFox é forte candidata a uma vaga na garagem
dos compradores de minivans, embora não seja a opção campeã.
Na avaliação da suspensão, o SpaceFox é mais adequada para quem gosta
de uma condução mais esportiva, e esse estilo de condutor costuma ser raro entre
compradores de minivans, enquanto a Meriva garante um rodar macio e confortável
mas nas curvas permite que a carroceria role, mas não transmite insegurança. O
Honda Fit nesse aspecto é um carro bem assentado, mas que roda com maciez e o
Ìdea tem calibragem que privilegia o conforto, mas nem por isso parece frágil.
Ao volante o conforto da posição vertical e a proximidade do painel do
Spacefox transmitem ao motorista a sensação de estar a bordo de um automóvel. A
Meriva tem a dirigibilidade típica de uma minivan e a visibilidade boa igual ao Ìdea e
o motorista acostuma-se logo com suas dimensões. O Honda Fit tem a direção
elétrica e leve proporcionando uma condução relaxada.
A carroceria do Spacefox não é compatível de uma minivan, mas reúne as
qualidades esperadas para os veículos deste segmento. A Meriva tem o tamanho
ideal, nem tão pequeno quanto às peruas compactas nem tão exageradas com as
minivans maiores. O Fit tem a carroceria incomum e prima pela funcionalidade,
109
enquanto o Ìdea ganha seus consumidores pela aparência e elegância das suas
carrocerias.
O motor e o câmbio do Spacefox estão adequados para servir tanto uma
perua, quanto a uma minivan, pois seu conjunto mecânico está bem proporcionado
ao projeto, mas o Fit garante o melhor desempenho, diferente do Meriva e o Ìdea
necessitam de um câmbio mais preciso, mas apresentam um bom rendimento.
A SpaceFox agrada mais como perua do que como minivan. Mas isso não
deverá atrapalhar sua trajetória neste mercado. O Meriva já teve a preferência, mas
perdeu lugar para o Fit, que é líder no ranking de vendas, que custa mais da média e
compensa essa diferença com recursos importantes como freio ABS e duplo airbag
de série. O Ìdea é bem aceita no mercado e se vale pela boa fama da linha do Palio,
com o qual compartilha boa parte de suas peças.
110