Primeira aula

• Apresentação da Disciplina

• Características do sangue

• Coleta de sangue

• Extensão sanguínea e coloração

• Hemograma
Profa Elvira Shinohara
Características do sangue
• Tecido líquido e renovável
• Plasma

Células sanguíneas
• Eritrócitos
• Leucócitos
• Plaquetas

Tipos de leucócitos
• Neutrófilos
• Eosinófilos
• Basófilos
• Linfócitos
• Monócitos


Função do sangue
• Transporte (O
2
, CO
2
, nutrientes, metabólitos, etc)
• Defesa (fagocitose)
• Homeostase (temperatura, controle eletrolítico, etc)

D
i
s
c
i
p
l
i
n
a

d
e

F
i
s
i
o
l
o
g
i
a

d
o

S
i
s
t
e
m
a

H
e
m
a
t
o
p
o
é
t
i
c
o
,

i
n
t
e
g
r
a
l

2
0
1
2

Células sanguíneas
• Eritrócitos ou Hemácias ou Glóbulos vermelhos

• Leucócitos
Neutrófilos
Eosinofilos
Basófilos
Linfocitos
Monócitos

• Plaquetas
Granulócitos
Agranulócitos
Como visualizamos estas células?
• Extensão sanguínea
• Coloração da extensão sanguínea
Células sanguíneas
Células sanguíneas
Eosinófilo Neutrófilo Segmentado Linfócito
Plaquetas
Hemácias
Células sanguíneas
Monócito Linfócito
Plaquetas
Hemácias
Células sanguíneas
Basófilos
Fonte: Hoffbrand & Pettit, 1991
Células sanguíneas
Células sanguíneas
Volume sanguíneo nas mulheres
Volume de sangue nas mulheres 61,9 mL/kg

Exemplo:
Mulher de 55 kg (peso corpóreo)

Logo:
• Volume de sangue 3.404 mL
• O volume total de eritrócitos corresponde a 24,8 ml/kg de peso, ou
1.362 mL
(usou o Ht=40% para este cálculo)
Volume sanguíneo nos homens
Volume de sangue nos homens = 62,4 mL/kg

Exemplo:
Homem de 75 kg (peso corpóreo)

Logo:
• Volume de sangue 4.680 mL
• O volume total de eritrócitos corresponde a 28,1 ml/kg de peso,
ou 2.106 mL
(usou o Ht=45% para este cálculo)
Coleta do sangue
Locais de coleta de sangue
Punção venosa
Tubos à vacuo para coleta
A cor da tampa indica qual anticoagulante está sendo utilizado
Cor roxa = EDTA
Cor cinza = fluoreto de sódio
Cor azul = citrato de sódio
Cor verde = heparina
Cor vermelha/marrom = sem anticoagulante
Anticoagulantes utilizados em hematologia
EDTA
• K
3
EDTA e K
2
EDTA são os anticoagulantes mais adequados para a
rotina hematológica (hemograma)
• EDTA quela o cálcio do sangue

• É utilizado na seguinte proporção: 10 µL de anticoagulante/1mL de
sangue.

Vantagens:
• não altera a morfologia das células (desde que a proporção
anticoagulante/sangue seja mantida)

• não dilui o sangue e impede a agregação plaquetária
Anticoagulantes utilizados em hematologia
CITRATO DE SÓDIO
• É o anticoagulante de escolha para os testes de coagulação e prova
de agregação plaquetária.
O citrato de sódio reage com o cálcio formando um composto
insolúvel.

• É utilizado na seguinte proporção:
1 mL de anticoagulante/ 9 mL de sangue.
ou
0,5 mL de anticoagulante/ 4,5 mL de sangue

• Desvantagem: altera a morfologia das células e dilui o sangue (uma
parte de anticoagulante para 9 partes de sangue).
Anticoagulantes utilizados em hematologia
HEPARINA
• A heparina age pela formação de um complexo com a
antitrombina III plasmática, que inibe a trombina e outros
estágios dos fatores de coagulação


Vantagens
• não altera a morfologia das células e não dilui o sangue

• Desvantagem: o preço do anticoagulante é maior do que o EDTA
EXTENSÃO SANGUÍNEA
análise da morfologia é essencial para o diagnóstico
Plasma

Células sanguíneas
Células sanguíneas
Extensão Sanguínea
COLORAÇÃO SANGUÍNEA

Corantes do Tipo Romanovsky
• São misturas que contem eosina e azul de metileno
dissolvidos em metanol

• Na solução envelhecida (após dias do preparo do
corante), o azul de metileno se oxida em gradações
diferentes, originando os azures de metileno



Coloração do tipo Romanowsky
• O corante de Romanowsky (neutros) é uma solução
alcoólica de um complexo de eosinato de azul e azures
de metileno

• A diferença entre os vários corantes derivados do corante
primitivo de Romanowsky acha-se na proporção que se
emprega de azul-de-metileno e de eosina, ou no método
de tratamento do azul-de-metileno, antes de sua
combinação com a eosina



Princípio da coloração
• Os componentes Azures em sua forma de dímeros ligam-
se a moléculas aniônicas, exemplo os grupos fosfato do
DNA

• Os grupamentos ácidos dos ácidos nucleicos e proteínas
do núcleo celular e do citoplasma tem afinidade pelo
corante básico Azul- de -Metileno


Princípio da coloração
• A eosina na forma de monômero se liga aos sítios
catiônicos das proteínas

• A presença de grupamentos básicos na molécula de Hb
resulta na afinidade por corantes ácidos, corando-se
pela eosina
Principio da coloração
CORANTE CÉLULA

Azul de Metileno cora Núcleo (DNA)
(básico) (ácido)

Eosina cora Hb
(ácido) (básico)
Nomenclatura usual
• Coloração Ortocromática: a célula cora-se com a mesma
cor do corante

• Coloração Metacromática: a célula toma uma cor
diferente daquela do corante
Nomenclatura usual

• Estruturas celulares que se coram em pelo Azul de
Metileno são chamadas de basófilas (corando-se de azul)


• Estruturas celulares que se coram pela Eosina são
chamadas de acidófilas (corando-se em rosa)



Tipos de corantes de Romanovsky
• May-Grunwald ou Jenner,
• Giemsa
• Leishman
• Wright
(Podem ser encontrados, no comércio, na forma de reagentes
ou em soluções já preparadas pelo fornecedor)
Células sanguíneas
Contagem relativa dos leucócitos
• É realizada através da análise morfológica dos leucócitos, contando no
mínimo 100 leucócitos, diferenciando célula a célula.
Campo muito grosso
Campo adequado
Campo muito fino
Contagem relativa dos leucócitos
• É realizada através da análise morfológica dos leucócitos, contando no
mínimo 100 leucócitos, diferenciando célula a célula.
Campo muito
grosso
Campo adequado
Campo muito fino
Campos de leitura na extensão sanguínea
Corpo da extensão sanguínea
Região grossa da extensão (cabeça)
Não deve ser feito contagem das células
nesta região da extensão sanguínea
Região da cauda (muito fina)
Não deve ser feito contagem das células nesta região da extensão sanguínea
Campos que NÃO devem ser analisados na
extensão sanguínea
Região muito fina
Cauda da extensão
Região muito grossa
Cabeça da extensão sanguínea
Contagem relativa dos leucócitos
• É realizada através da análise morfológica dos leucócitos, contando no
mínimo 100 leucócitos, diferenciando célula a célula.
A
A
B
A – Cerca de 25 células
B- Cerca de 50 células
Contagem relativa dos leucócitos
As células não tem distribuição uniforme na extensão sanguínea
Cabeça Corpo Cauda
Os linfócitos predominam no meio da extensão
Neutrófilos e monócitos predominam nas margens e na cauda

Problemas na coloração


• Presença de precipitados do corante na extensão sanguínea
corada
• Uso de lâminas sujas com gordura
• Secagem durante o período de coloração
• Lavagem inadequada ao término da coloração
• Filtração inadequada dos corantes (vai aparecer os
precipitados de corante)


Precipitados de corante
Coloração inapropriada
HEMOGRAMA
Plasma
células
HEMOGRAMA
 Exame hematológico mais solicitado

 Consiste na análise qualitativa e quantitativa das
células sanguíneas

 Fornece parâmetros para controle e auxílio no
diagnóstico das anemias, de vários processos
infecciosos e de alterações no número das plaquetas

Hemograma
• Eritrograma (avalia série vermelha)
• Leucograma (avalia série branca)
• Contagem de plaquetas

Exemplo de um laudo de hemograma
eritrograma
leucograma
Contagem de
plaquetas
Bibliografia recomendada
. Dacie & Lewis. Practical Haematology. 8a Edition. Churchill
Livingstone.

• Stiene-Martin EA, Lotspeich-Steininger, Koepke JA – Clinical
Hematology- Principles, Procedures, Correlations. Editora
Lippincott, 2edição, 1998.

• Lorenzi TF, D’Amico E, Daniel MM, Silveira PAA, Buccheri V –
Manual de Hematologia – Propedêutica e Clínica. Editora Medsi 3
edição, 2003.