Sexta catequese

Os mandamentos da Lei de Deus
1. Canto inicial.
2. Oração do Pai nosso.
3. Leitura bíblica: Mt 19,16-22.
4. Leitura do Ensino da Igreja:
1. Ao jovem rico que pergunta: “Que devo fazer para coneguir a vida eterna!", #eu, em ua repota, aponta
a neceidade de recon$ecer %eu como o “&nico 'em" e como a fonte de todo 'em. %epoi ($e dec(ara: “)e
quere entrar na vida, guarda o Mandamento: n*o matar+, n*o cometer+ adu(t,rio, n*o rou'ar+, n*o
(evantar+ fa(o tetemun$o, $onra teu pai e tua m*e", e conc(ui: “Amar+ teu pr-.imo como a ti memo" /Mt
19,16-190.
2. 1or tanto, o eguimento de #eu 2rito e.ige o cumprimento de eu Mandamento: “n*o todo o que diz:
)en$or, )en$or entrar+ no reino do c,u, ma aque(e que faz a vontade de meu 1ai" /Mt 3,210. 4e
Mandamento et*o contido no c$amado “%ec+(ogo" -que ignifica 5dez pa(avra6-, e que reume e proc(ama a
7ei de %eu. 1or io, o Magit,rio da 8greja enina que , nece+rio o cumprimento do %ez Mandamento
para o'ter a a(va9*o, j+ que e.pream o devere fundamentai do $omem para com %eu e para com eu
pr-.imo. : mandamento reve(am o'riga9;e grave< por e.emp(o, a prote9*o e invio(a'i(idade da vida, o
repeito da m&tua e indio(&ve( doa9*o conjuga(, e o dever da procria9*o e educa9*o do fi($o=
>. : mandamento rece'em ua p(ena ignifica9*o no interior da ?ova A(ian9a< porque, na A(ian9a, o agir do
$omem e confronta com a fide(idade de %eu. ?eta compara9*o da criatura com %eu, et+ o va(or e o
entido de tudo o que o $omem faz. Aim, a mora( em noa vida , “repota" @ iniciativa amoroa do )en$or
que e e.prea em ua A(ian9a. A vida mora( , recon$ecimento, , $omenagem ao anto p(ano de %eu, e ,
generoa coopera9*o com o deAgnio que %eu tem o're a $it-ria. 1or io, o mandamento devem er vito
n*o - como mandato, ma como a poi'i(idade gozoa de reponder @ vontade de %eu.
B. : trC primeiro enunciam diretamente a e.igCncia do amor de %eu< o retante, a e.igCncia do amor
ao pr-.imo. 4(e no eninam a verdadeira $umanidade do $omem, ito ,: p;em de re(evo o devere eenciai
e, portanto, o direito fundamentai inerente @ peoa $umana. Ainda que a mente $umana poa atingir o
con$ecimento dete mandamento, no entanto, dada ua condi9*o pecadora, o $omem precia da Deve(a9*o de
%eu para atingir um con$ecimento comp(eto e eguro da (ei natura(.
E. A atitude repeitoa e re(igioa frente @ 7ei de %eu por parte do pai faz com que o fi($o perce'am, em
eu cora9*o, quem , o verdadeiro autor e (egi(ador da (ei natura( e do preceito divino. Ajuda muito a formar
retamente a conciCncia do fi($o que o pai ai'am marcar, em ua conduta, a diferen9a entre o que ,
mandado pe(a 7ei de %eu e o que fica @ (ivre determina9*o de cada peoa. Ademai, e o pai recon$ecem
oportunamente ua pr-pria fa($a e um eventua( n*o cumprimento da 7ei de %eu, e(e contri'uir*o para que
o fi($o recon$e9am tam',m a ua fa($a em um c(ima de inceridade, em recorrer @ f+ci( decu(pa ou a
uma conciCncia doentia e ecrupu(oa.
6. : pai tranmitem ao fi($o a ade*o ao mandamento quando recon$ecem e ap(icam a ua e.igCncia
no cao e itua9;e concreto da vida fami(iar ou ocia(. : pai ajudar*o o fi($o a ap(icar @ circuntFncia
peoai o con$ecimento te-rico que adquiriram. : pai aperfei9oam aim de um modo pr+tico a catequee
intituciona( e o enino re(igioo na eco(a.
. !e"le#ão do dirigente.
$. %i&logo:
--2omo deco'rir a vontade de %eu em cada mandamento!
--Qua( , o mandamento principa( da 7ei!
--1ode-e amar #eu 2rito em cumprir a ua vontade! 1or que!
'. Co()ro(issos.
*. Oração da +,e -aria e in,ocação: Dain$a da famA(ia G :rai por n-.
.. Oração )ela "a(ília: Oh Deus, que puseste a plenitude da Lei no amor a Ti e ao próximo, concede-nos
cumprir teus mandamentos, para chegar assim à vida eterna. Pelo mesmo Jesus risto !osso "enhor.
1/. Canto "inal.