Teoria Básica da Administração

Professor: Roberto César
Organização
ORGANIZAÇÃO LINEAR
A organização do tipo linear constitui a forma
estrutural mais simples e antiga.

Origem:
• Organização dos antigos exércitos ;
• Organização eclesiástica dos tempos medievais.
Característica:
• Linhas diretas e únicas de autoridade e
responsabilidade entre superior e subordinados.
• Cada gerente recebe e transmite tudo o que se passa
na sua área de competência, as linhas de
comunicações são rigidamente estabelecidas.
• Centralização das decisões.
• Formato piramidal.
ORGANIZAÇÃO LINEAR
Vantagens:
• Estrutura simples e de fácil compreensão.
• Clara delimitação das responsabilidades dos órgãos e
uma notável precisão de jurisdição.
• Facilidade de implantação.
• Estabilidade, Disciplina rígida
• Indicada para pequenas empresas ou estágios iniciais
das organizações.
ORGANIZAÇÃO LINEAR
Desvantagens e limitações:
• Estabilidade e constância das relações formais.
• Autoridade linear baseada no comando único e direto
• A organização linear exagera a função de chefia e de
comando.
• A unidade de comando torna o chefe um generalista que
não pode se especializar em nada.
• À medida que a empresa cresce, a organização linear
provoca o congestionamento das linhas formais de
comunicação
• As comunicações tornam-se demoradas.
ORGANIZAÇÃO LINEAR
A organização funcional é o tipo de estrutura
organizacional que aplica o princípio funcional ou princípio
da especialização das funções.
Com a organização funcional, o mestre de produção
tornou-se um especialista em assuntos de produção,
deixando de ser procurado pelos operários para cuidar de
outros problemas.
ORGANIZAÇÃO FUNCIONAL
ORGANIZAÇÃO FUNCIONAL
Característica:
• Autoridade funcional ou dividida.
• Linhas diretas de comunicação.
• Descentralização das decisões
• Ênfase na especialização
ORGANIZAÇÃO FUNCIONAL
Vantagens:
• Proporciona o máximo de especialização nos diversos
órgãos ou cargos.
• Permite a melhor supervisão técnica possível.
• Desenvolve comunicação direta.
• Separa as funções de planejamento e de controle das
funções de execução.
ORGANIZAÇÃO FUNCIONAL
Desvantagens:
• Perda de autoridade de comando.
• Subordinação múltipla.
• Tendência a concorrência entre especialistas.
• Tendência a tensão e conflitos.
ORGANIZAÇÃO LINEAR x FUNCIONAL
Organização Linear. Organização Funcional.
ORGANIZAÇÃO LINHA-STAFF
linha-staff é o resultado da combinação dos tipos
de organização linear e funcional.
Soma as vantagens desses dois tipos de
organização e reduzir as suas desvantagens.
Na organização linha-staff, há características do
tipo linear e do tipo funcional, reunidas para
proporcionarem um tipo organizacional mais completo e
complexo.
Na organização linha-staff coexistem órgãos de
linha (órgãos de execução) e de assessoria (órgãos de
apoio e de consultoria) mantendo relações entre si.
ORGANIZAÇÃO LINHA-STAFF
Características:
• Fusão da estrutura linear com a funcional.
• Existência de linhas formais e diretas de comunicação.
• Separação entre órgãos operacionais e de apoio.
• Hierarquia x Especialização.

Aspectos Linha Staff
Papel principal É quem decide É quem Assessora
Atuação É quem cuida da
execução
É quem dá
consultoria
Tipo de Atividade Comando, Ação,
Trabalho de
Campo
Recomendação,
alternativas,
trabalho de
gabinete.
Responsabilidade Pela operação,
pelos resultados
Pelo planejamento
, pelas sugestões
ORGANIZAÇÃO LINHA-STAFF
ORGANIZAÇÃO LINHA-STAFF
Vantagens:
• Assegura assessoria especializada e inovadora,
mantendo o princípio da autoridade única.
• Atividade Conjunta e coordenada dos órgãos de linha e
staff.

ORGANIZAÇÃO LINHA-STAFF
Desvantagens:
• Existência de conflitos entre órgãos de linha e staff.
• Dificuldade na obtenção e manutenção do equilíbrio
entre linha e staff.

Organização Linear.
L
Organização Linha-staff.
S
L
S
S
S
ORGANIZAÇÃO LINEAR x LINHA-STAFF
Referência Bibliográfica

CHIAVENATO, Idalberto. Introdução á teoria geral da
administração. 7. ed. Ver. Atual. Rio de Janeiro: Elsevier, 2003.

LACOMPE, Francisco José Masset. Teoria geral da administração.
São Paulo: Saraiva, 2009

MAXIMIANO, A. C. A. Teoria geral da administração: da revolução
urbana à revolução digital. 6. ed. São Paulo: Atlas 2010.