You are on page 1of 8

Boletim Esperança

Informe de Estudos Espíritas, RJ, Ano 1, N. 4 AGOSTO, 2009

NESTE BOLETIM
Capa
EDITORIAL EDITORIAL

Páginas 02 e 03
O tempo, esse grande benfeitor da humanidade, vai passando.
DIVALDO FRANCO
Algumas coisas, junto com ele, vão passando e desaparecendo, por falta de
Página 04
estrutura ou por negligência. Outras vão se sedimentando, criando raízes,
NOTÍCIAS DO FEIRÃO
tornando-se fortes, movidas pelo entusiasmo, otimismo ou mesmo pela teimosia
COLUNA DO CAMINHO
de idealistas, os que transformam o mundo e tornam melhores os seres
ANIVERSARIANTES DO MÊS
humanos.
SERVIÇO DE UTILIDADE
Assim caminha a humanidade e com ela caminhamos também. Página 05

O nosso Boletim segue, também, caminhando e, sob a batuta MENSAGEM DO MÊS

idealista de alguns companheiros que não “deixam a peteca cair”, ele vai se LIVRO DO MÊS

robustecendo, ganhando corpo. Hoje nós o estamos oferecendo de “cara A NOSSA ESCOLA

nova”, em papel especial, isso porque estamos em festa, é mês de agosto e, Página 06

como acontece todos os anos, há décadas, Divaldo Pereira Franco, o grande PASSATEMPO ESPÍRITA

tribuno espírita, está conosco realizando um périplo em nossa cidade. Página 07

ENCONTRO COM A CIÊNCIA


Aproveitemos a oportunidade, comparecendo às conferências e
PROGRAMAÇÃO DA CASA
confraternizando-nos nesses momentos especiais.
“PAZ PELA PAZ”
Um forte abraço da Página 08

A OUTRA FACE
EQUIPE DATAS IMPORTANTES

EXPEDIENTE OBRIGADO POR COLABORAR


Direção do Jornal: Rafael Rodrigues
COM O SUCESSO DO
Secretária: Regina Celia
Revisora: Giannina Laucas XIX FEIRÃO BENEFICENTE
Colaboradores:
PRÓ-MANSÃO DO CAMINHO.
Ana Guimarães Geraldo Guimarães
GRUPO ESPÍRITA CAMINHO DA ESPERANÇA
Vanessa Bianca Allan Laucas Pereira
Jurandyr Paulo Júlia Solino
DIREÇÃO DA INSTITUIÇÃO
Presidente: Jurandyr Paulo
Vice-presidente: Geraldo Guimarães
Secretária: Vanessa Bianca
Tesoureiras: Cristiane Drummond e Cláudia Passarelli

Boletim Esperança – Página 1


Nova York e provocara um furacão na Guanabara. Triste momento
DIVALDO PEREIRA FRANCO
político vivia o país, com brasileiros se armando para lutar contra
O EMBAIXADOR DA PAZ brasileiros.
Um dos passos iniciais no estudo de
A agitação, antes sinal do otimismo geral, agora indicava a
um fenômeno histórico é situá-lo no
preocupação com os efeitos da crise econômica. As grandes
tempo e no espaço para, a partir do
potências passaram a se ocupar com a recuperação de suas
contexto em que se insira, compreendê-lo
próprias economias, relegando questões relativas à política externa
melhor.
a segundo plano. Na Alemanha, a falta de legitimidade de seus
A Europa, no final da década de 20,
líderes, somada à falência política e financeira, e à falta de
estava devastada pelo conflito interna-
fiscalização externa, criaram o cenário ideal para que o Partido
cional de proporções épicas. O ritmo
Nacional Socialista tomasse o poder, em 33, e passasse a governar
acelerado de reconstrução ainda não fora
com ênfase no desenvolvimento industrial e militar do país.
capaz de cobrir todas as marcas deixadas pela Primeira Grande
Começava a germinar a semente da II Grande Guerra, plantada no
Guerra. O estouro das bombas dera lugar às reuniões animadas ao
Tratado de Versalhes, assinado ao final da I Grande Guerra.
som de músicas agitadas, como as de Duke Ellington. A caristia que
Essa é a época e é esse o contexto histórico em que, em Feira
imperara até então dera espaço à excentricidade dos hábitos e à
de Santana, surge o nosso protagonista. Localizada no Recôncavo
fartura geral.
baiano, a cidade também era conhecida como a Princesa do Sertão.
Nos Estados Unidos, a lei que impedia o consumo de bebidas
Suas ruas eram retilíneas e largas e o casario era branco. Tratava-
alcoólicas, em vigor há mais de dez anos, dava a impressão de ter
se de um vigoroso entreposto commercial, especialmente no que diz
caído no esquecimento, pois os clubes noturnos funcionavam a todo
respeito ao comércio de animais. Levantamentos da época indicam
vapor, movimentando as grandes capitais americanas.
que aconteciam cerca de 50 feiras-livres por ano, nas quais eram
Motivada pelo otimismo provocado pela tão desejada paz, a
abatidos em torno de sete mil bois, com os quais eram atendidos
euforia contagiava o mundo inteiro, fazendo crer que o futuro seria
compradores que vinham de toda parte. A principal preocupação
feliz, uma vez que o “bem” derrotara, definitivamente, o “mal”. A
dos feirenses continuava sendo a seca que maltratava o rebanho.
década de 30 não demorou a abalar essa confiança geral, expondo
Nesse clima de paz, indiferentes aos maus presságios vindos do
a fragilidade das bases nas quais esperava-se construir a felicidade
Hemisfério Norte, o comerciante Francisco Pereira Franco e sua
coletiva. A época era marcada por acirrados conflitos ideológicos
esposa Ana Alves Franco cuidavam de sua numerosa prole. No
em que grupos com posições antagônicas, se analisados de perto,
quinto dia do mês de março de 1927, nasceu o décimo terceiro filho
revelariam um pensamento semelhante por conta dos valores
do casal, Divaldo Pereira Franco, mais um filhinho a demandar
essencialmente materialistas que adotavam, distantes do
atenção e cuidados. Se tivessem consciência da importância da
determinismo do mundo espiritual que visava ao amor, à
tarefa que lhes fora confiada pelo Alto, talvez sofressem o peso da
solidariedade e ao bem. Ignoravam que a raiz do sofrimento
responsabilidade. Aquele baianinho não era apenas mais um filho
material estava na miséria moral.
de Francisco. Quem, àquela altura, ousaria prever a importância de
No Brasil, os efeitos da crise iniciada na Bolsa de Nova York
sua missão na Terra. Quem imaginaria que pernas tão pequenas e
eram sentidos com marcada intensidade, em razão do abalo que
frágeis iriam, mais tarde, cruzar o mundo? Quem julgaria que aquele
provocava em nossa balança comercial. Considerando a agitação
delicado aparelhamento vocal o faria ouvido ao redor do planeta?
política no país, o presidente de Minas Gerais (Antônio Carlos
Pois era essa, justamente, a sua missão: espalhar pelo Globo a
Ribeiro de Andrada) preocupado com a eminente ruptura da
mensagem do Espiritismo, prestando-se ao papel da pedra que cai
“Política do Café-com-Leite”, certa feita disse, em um discurso no
no lago criando ondas de propagação da mensagem do cristianismo
ano de 1929: “Façamos a revolução pelo voto antes que o povo a
redivivo. Como na teoria do matemático norte americano Edward
faça pela violência”. As palavras indicavam a gravidade do
Lorenz, ele seria a borboleta que bate asas no Nordeste brasileiro e
momento. Não houve jeito, enfrentaram-se paulistas de um lado e
provoca furacões nos corações espalhados pelos quatro cantos da
gaúchos e mineiros de outro. Integralistas e comunistas discutiam
Terra. Maktub.
em cada esquina, mas a grande maioria era mantida
Em tempos de crise, a informação se transforma em ferramenta
convenientemente desinformada, útil apenas como massa de
valiosa. Em resposta ao preocupante quadro de agitação no mundo,
manobra. Júlio Prestes, eleito Presidente da República pela
na primeira metade do século XX, o Plano Mais Alto destinou a
apuração nas urnas, em março de 1930, não tomou posse, pois
alguns espíritos de escol a missão de divulgar a Boa Nova, dando
uma junta militar assumiu o poder e nomeou Getúlio Vargas para o
sequência ao trabalho do Codificador do Espiritismo, Allan Kardec.
cargo, escrevendo o capítulo final da história da República Velha e
Antes do primeiro contato com a doutrina espírita, Divaldo já se
prefaciando o surgimento do Estado Novo.
relacionava regularmente com desencarnados e, com inabalável
Já nessa época, os efeitos da globalização eram sentidos por
naturalidade, lidava com os companheiros que se manifestavam,
aqui. A impressão era a de que uma borboleta batera as asas em

Boletim Esperança – Página 2


dentre os quais destacava-se o pequeno Jaguaraçu,
aguaraçu, um indiozinho um dos médiuns mais dedicados e capazes de que se tem notícia
que aparentava ter cinco anos como ele. Essa
a tranquilidade não era não lhe furtou jamais a simplicidade. Líder manso, mas enérgico,
compartilhada pelas
as pessoas com as quais convivia e,
e por força comanda uma legião de servidores do Cristo que o auxiliam na
disso, chegaram a lhe indicar o caminho do manicômio. Assistido tarefa. Orientado
entado em suas atividades pelo Espírito
E da Veneranda
pelo Alto e movido pela vocação para o bem, não tardou até que Joanna de Ângelis, proferiu mais de 11.000 conferências em mais
encontrasse Dona Ana Ribeiro Borges, espírita de notável de 2.000 cidades pelo Brasil, além de outros 62 países por todo o
sabedoria, que o orientou em seus primeiros passos no
n estudo do mundo. Pela psicografia, publicou mais de 202 livros,
livros com mais de 8
pentateuco espírita e no exercício da
a mediunidade. milhões de exemplares em 16 idiomas.
Após sua
a estréia como orador no dia 27 de março de 1947, O que faz de Divaldo Pereira
ereira Franco uma pessoa diferente das
ocasião em que, inspirado por Humberto de Campos, proferiu sua demais? Ele é um desses companheiros de jornada com “instintos
primeira palestra, os compromissos com a missão abraçada se naturalmente bons, de alma elevada, de nobres sentimentos inatos,
tornaram mais duros, impondo ao médium uma rotina de dedicação que parece nada de mau haverem trazido de suas precedentes
contínua ao trabalho. existências e que sofrem, com resignação toda cristã, as maiores
A tarefa mediúnica e o cargo ocupado no IPASE,
IPASE desde os dores, somente pedindo a Deus que as possam suportar
suporta sem
dezoito anos, tomavam-lhe
lhe quase todo o tempo mas, incansável,
i murmurar” (Evangelho Segundo o Espiritismo,
E cap. V, item 09, p.
em setembro do mesmo ano, iniciou o trabalho para a fundação do 103, 112. ed., FEB, 1996).. Seu compromisso não se limita à passiva
Centro Espírita Caminho da Redenção, em parceria com seu amigo, assimilação de conceitos, mas vai além, colocando em prática tudo
companheiro e irmão Nilson de Souza Pereira. O relato resumido o que aprendeu.. O espiritismo não existe para ser apenas
ape estudado,
não traduz fielmente o evento em si, pois o esforço para transformar existe sim para ser experimentado,
experimentado para ser vivido. Divaldo é a
esse sonho em realidade demandou anos para se materializar e prova de que não há lição que se complete se não for aplicada na
dependeu do auxílio de diversos companheiros como os senhores prática.
José Nunes de Mattos Filho e Newton Martins O’dwyer.
O’dwyer Durante o caminho que escolheu,
escolheu foi atacado com calúnias,
Um ano depois, quando voltavam de trem da cidade de excomunhão, cusparadas e ameaças físicas, mas jamais cedeu. O
Plataforma, Nilson teve uma visão que antecipava a construção
construç da cansaço e a doença o alcançaram,
alcançara mas ele jamais fraquejou.
Mansão do Caminho, que se revelaria, mais tarde,
tarde um dos mais Desde o encontro com sua avó, Dona Maria Senhorina, aos 04
importantes projetos de suas vidas. Nela seria desenvolvido um anos de idade, sua primeira manifestação de vidência, até hoje, o
trabalho de educação, com o emprego de lares substitutos. Sua menino cresceu e se tornou um dos homens mais dignos dos
construção não tardaria, graças ao esforço do grupo de nossos tempos.
companheiros de Divaldo, composto por desencarnados e Divaldo não veio para ser o efeito,
efeito mas sim a causa de muitas
encarnados. Estavam plantadas ass sementes do espetacular transformações que se operariam no íntimo de pessoas de todas as
trabalho assistencial que daria riquíssimos frutos mais tarde.
tarde nacionalidades. Ele não veio para se adaptar ao mundo, mas para
O que o futuro lhe reservava, talvez, nem o próprio
pr ousasse ajudar o mundo a se adaptar ao ideal cristão. Sua vida é uma lição
imaginar. Importa dizer que o reconhecimento
conhecimento internacional como que pode ser resumida em uma frase de Mahatma Gandhi: “Seja a
. mudança que você quer ver no mundo”.
mundo Muita paz.
Rafael Rodrigues

Boletim Esperança – Página 3


COLUNA DO CAMINHO
NOTÍCIAS DO FEIRÃO  Chegada festejada
Chega no dia 12, para passar alguns dias no Rio
Chegou o grande dia e o momento em que nos reunimos
com a Grande Família espírita do Brasil e de outras plagas do orbe. de Janeiro, o Dr. Javier Salvador Gamarra,
Foi e é um prazer muito grande trabalhar nesse magnífico encontro médico homeopata, ex-presidente da Associação
de corações unidos pela atividade no Bem. Transcorreram 19 anos e
parece que foi ontem que iniciamos. Hoje é dia de confraternizar Médica Homeopática Brasileira e presidente da
com todos que estão aqui no Feirão, abracemo-nos fraternalmente, o Fundação de Estudos Médicos Homeopáticos do
importante é que o Pai Celestial reuniu a Família Espírita para esse
grande dia. É dia de abraçar o nosso DIVALDO, fazer aquela Paraná. É, reconhecidamente, uma autoridade
pergunta e torcer para ser sorteado, a barraca PERGUNTE AO
DIVALDO está lhe aguardando. A Livraria Alvorada, com farto em medicina homeopática, além de confrade
material, inclusive lançamentos de CDs e DVDs de obras atuante nas lides espíritas.
 Saudade
recentíssimas estão à disposição dos confrades. A pescaria também
está montada, e vale avisar que são muitos brindes, vamos lá pescar!
O Bazar da Esperança o espera com seus diversos produtos a preços
módicos; compareça; não perca tempo. Por certo o estoque vai Por força de compromissos profissionais, quem se
terminar muito cedo, pois as ofertas realmente são de estimular. Há afasta provisoriamente do Caminho da Esperança é Alexandre
uma novidade no Feirão: temos a Barraca dos Patrocinadores, com
uma ampla gama de produtos, baratíssimos. Dê uma chegada até lá. Paulo. Ele se mudou em julho para Abu Dhabi e deixou
Gente, os doces portugueses estão demais! E há também uma
saudade, em especial, em sua esposa Laila Laucas e suas
belíssima feijoada esperando, além do churrasco, dos salgados e dos
doces sírios. Os quitutes estão bombando! Lembren-se da padaria no filhas Laís, Milla e Liz, além, é claro, de seus pais, Marilene e
fundo do pátio pois ninguém consegue sair de lá sem levar os
deliciosos pãezinhos de todo tipo e sabor, o Antônio é realmente um Jurandyr Paulo. Os companheiros do GECE torcem para que a
perito no assunto. Artesanatos, roupas femininas e masculinas para empreitada seja marcada por muito sucesso, saúde e paz.
 Gerson Simões no Caminho da Esperança
adultos, jovens e crianças. Ah, às 11h o momento mais aguardado
acontece: é hora do seminário em que o nosso especial visitante, o
ícone do Feirão, vai nos deliciar com sua palavra. Atente e leve para
casa a paz que ele sabe transmitir. É o enviado de Jesus que vem nos No dia 26 de julho o GECE recebeu Gerson Simões
brindar com seu verbo eloquente e sereno. Monteiro para o lançamento do livro NO ROTEIRO DE JESUS,
Espíritas, aqui estamos reunidos nesse ambiente
maravilhoso que a natureza trabalhou séculos para construir. Vamos editado pela FEB com temas relacionados à vida de Jesus.
cuidar para que tenhamos sempre esse espaço para futuros encontros,
porque já estamos planejando o XX Feirão ao qual traremos grandes
Aquela foi uma tarde fraterna e muito agradável.

ANIVERSARIANTES DO MÊS
novidades em comemoração ao feito significativo. Preparem-se e
não percam, porque vale a pena servir na atividade do Bem. E uma
observação muito propícia e oportuna: TODA A RECEITA DO
FEIRÃO É DESTINADA AO MAIOR TRABALHO SOCIAL JÁ 14 de agosto - Ana Beatriz Trindade
REALIZADO NO BRASIL: A MANSÃO DO CAMINHO, 15 de agosto - Julia Solino
MODELO DE AMOR AO PRÓXIMO PARA O MUNDO. Então
preparemo-nos para o XX Feirão, e até lá. 15 de agosto – Pedro J. Laucas
Muita Paz e que Jesus nos abençoe hoje e sempre.
20 de agosto – Helena
Fraternalmente,
Jurandyr Paulo. 21 de agosto - Thiago Guimarães
31 de agosto - Túlio Laucas
Serviço de Utilidade Espírita – HOSPITAL DO FOGO SELVAGEM DE UBERABA

PEDE AJUDA
Dona Aparecida Conceição Ferreira, que se projetou nacionalmente pela Fun-
dação do "Hospital do Fogo Selvagem", em Uberada, especializado no tratamento
dos portadores do "Pênfigo Foliáceo", avisa aos espíritas: "Aos que buscam
desenvolver algum trabalho, a minha mensagem é de que tenham muito amor,
muita sinceridade e que façam as coisas para si e não para os outros verem”.
HOSPITAL DO FOGO SELVAGEM
Rua João Alfredo nº 437, Abadia, Uberaba, MG - Cep: 38025-300
CONTATO: Telefone: (34)3332-29
Telefone para falar sobre doações: (34)3332-2919
Email: fogoselvagem@terra.com.br - Ivone Vieira (horário 08 às 10:30 h)
- Banco Bradesco - Agência: 0264-0 C/C: 14572-6 - Favorecido: Lar da Caridade
- Banco do Brasil - Agência: 3278-6 C/C: 3724-9 - Favorecido: Lar da Caridade
 Emite-se recibo para dedução de imposto de renda (envio pelo Correio).

Boletim Esperança – Página 4


MENSAGEM DO MÊS A PALAVRA

“Som articulado, com uma significação. Declaração. Doutrina. Promessa verbal.”


A palavra falada tem um peso principal, o do seu significado. Às vezes, tem um significado ambíguo e um peso
diferente. Outras vezes, leva, com o significado, uma expressão vibratória que representa o sentimento de quem a emite.
A palavra é um veículo de ideias e as ideias alavancam a vida.
A tradição oral permitiu que a história sobrevivesse e homens notáveis, na sua saga, não escreveram uma única
palavra.
Sócrates, o pai da filosofia e Jesus, o Rei solar, jamais escreveram qualquer vocábulo.
Sócrates deixou um pensamento de ouro e Jesus dividiu o tempo em antes e depois Dele, revolucionou a filosofia
religiosa e tornou-se Deus para dois bilhões de seres humanos.
A palavra é um dos maiores mecanismos de comunicação da história da humanidade.
Hitler e Goering, duas expressões dantescas da Alemanha nazista, foram exemplos de palavra falada negativa. Seus
discursos galvanizaram multidões, levando-as ao declínio e à cumplicidade no crime de preconceito racial e falsa pureza
étnica.
No plano comum-social, a palavra mal utilizada tornou-se elemento perigoso no trato diário: crítica, geralmente
destrutiva, maledicência e, até mesmo, calúnia.
Maledicente é aquele que fala mal dos outros; difamador; o que desacredita o outro publicamente; que deseja
imputar a outrem um fato concreto e circunstanciado, não definido como crime, porém ofensivo de sua reputação.
Nas asas da maledicência, a palavra turva o caráter, a dignidade, desvaloriza o objeto da sua sanha e transforma a
pessoa humana num pária. O maledicente é um criminoso que fala com suavidade, que fere covardemente, que não permite
defesa, pois age sempre na ausência do objeto difamado. Sua postura é a de um juiz, de um moralista e parece mesmo um
ser bem intencionado. Geralmente afirma: – Fulano é bom, trabalha muito, tem uma visão fantástica da vida, mas... Este
“mas” é um designativo de oposição ou restrição, expressão de quem não admite desculpas ou controvérsias.
A palavra deve submeter-se aos ditames de Jesus: “Atire a primeira pedra aquele que estiver sem pecados”; “Não
julgueis para não seres julgados”; “Por que vedes um argueiro no olho do vosso irmão, quando tendes uma trave no vosso?”
Faça da sua palavra, falada ou escrita, uma manifestação do bem. Construa, edifique, some. Faça-se um cantor de
esperanças, um faiscador de estrelas.
Emmanuel escreveu: “Sê tu quem ame...”
GERALDO GUIMARÃES

LIVRO DO MÊS – LUZ NO LAR


Obra especialmente dedicada A NOSSA ESCOLA
ao Culto do Evangelho no Lar, A Escola de Estudos Espíritas Esperança desenvolve
organizada pelo Espírito Emmanuel,
em que diversos outros amigos do estudos à frente de seu tempo. Isso quer dizer que ela propõe um
Além participam com edificantes programa singular, fundamentado em uma concepção que
considerações à luz dos fundamentos ultrapassa os limites da evangelização espírita.
da Doutrina Espírita.
São ao todo sessenta e cinco Além de evangelizar (ensinar a doutrina e a moral do
capítulos que nos ajudam a pensar Cristo), ela também estuda os princípios espíritas preconizados pelo
sobre as verdades apresentadas pelo Codificador, pois pensa que é preciso refletir sobre as obras básicas
Espiritismo, na companhia dos
companheiros que convivem conosco do Espiritismo para compreender Jesus. E isso não basta.
no ambiente familiar. A multi e transdisciplinaridade da Doutrina facultou à
Reúne crônicas, poesias e mensagens instrutivas Escola Esperança a elaboração de planos de aulas espíritas que
sobre temas intensamente discutidos nos dias de hoje,
como: aborto; divórcio; família; infância e amor maternal, promovem a aliança entre meio ambiente, educação em valores
mostrando a necessidade da renovação do homem por meio humanos e espiritismo.
da prática dos ensinos evangélicos. Desse modo, instrutores e alunos se educam, em
APROVEITE!!! ESSE LIVRO ESTÁ COM PREÇO interação permanente.
PROMOCIONAL NA LIVRARIA DO CAMINHO DA ESPERANÇA. Giannina Laucas

Boletim Esperança – Página 5


TESTE SEU CONHECIMENTO:

HORIZONTAL VERTICAL ==> Respostas no próximo Boletim


5 - Aquele que se encontra em estado de momentânea crise produzida 1 - Estado de certos Espíritos que podem revestir, temporariamente, as
pela ação magnética. formas de um encarnado, a ponto de produzir completa ilusão.
7 - Faculdade de falar ou escrever línguas estranhas ao próprio 2 - Estágio de degradação a que chegam certos espíritos desequilibrados.
médium.
3 - Ponto fundamental e indiscutível de uma doutrina religiosa.
8 - Transmissão de fluidos de uma pessoa a outra.
4 - Doença mental em que o enfermo se julga transformado em lobo.
9 - Doutrina segundo a qual Deus é a resultante de todas as forças e de
todas as inteligências do Universo reunidas. 6 - Ato ou efeito de importunar, incomodar, perturbar, molestar.
13 - Transmissão do pensamento dos Espíritos por meio de sinais, tais 10 – Período pelo qual passam os Espíritos quando revestem um invólucro
como pancadas, batidas, movimentos de objetos, etc. corporal.
15 - Transmigração da alma de um corpo para o outro, inclusive de 11 – Expressão de origem grega que identifica a doutrina da reencarnação.
outra espécie. 12 - Conforme informação de André Luiz, uma das regiões inferiores do
17 - O processo de obsessão em que o obsessor faz o papel de parasita Mundo Espiritual em que se agregam, por sintonia, mentes ainda em dês-
e o obsidiado de hospedeiro, com o primeiro sugando o fluído vital do compasso com o bem, com o objetivo de esgotar os resíduos mentais
segundo. nocivos.
20 - De acordo com o que nos informa o Espírito André Luiz, as 14 - Estado em que se encontram os Espíritos durante os intervalos de suas
regiões mais inferiores conhecidas no Mundo Espiritual. existências corporais.
22 - Doutrina que admite a existência de um ou mais deuses como 16 - Ato ou efeito de passar (o Espírito) de um corpo para outro.
força causal do mundo. 18 - Diz-se daqueles que, com ou sem razão, se vangloriam de ter o poder de
24 - Faculdade que tem o Espírito de se apresentar em vários lugares ao produzir fenômenos fora das leis da natureza.
mesmo tempo. 19 - Dependendo da quantidade desse material que o médium possuir e da
25 - Variação das manifestações visuais que consiste na capacidade de afinidade com o espírito manifestante, uma aparição pode-se tornar tangível,
o indivíduo se mostrar, simultaneamente, em dois lugares diferentes: no podendo o observador reconhecer claramente os detalhes da fisionomia e da
primeiro, com o corpo físico durante o sono ou transe, e no segundo, indumentária.
em desdobramento, com o corpo espiritual. 21 - Conjunto dos fenômenos intelectuais ou físicos, consciente ou
26 - Linguagem por pancadas; modo de comunicação dos Espíritos. inconscientemente produzidos psiquicamente pelos médiuns.
27 - Faculdade anímica de vidência de Espíritos desencarnados por 23 - Segundo velha crença popular, espírito feminino devotado ao mal que
Animais (principalmente cães e cavalos). pelas noites seduz encarnados, perturbando-lhes o sono.

Boletim Esperança – Página 6


ENCONTRO COM A CIÊNCIA PROGRAMAÇÃO DA CASA
Há alguns anos, a Editora Globo, em parceria com outras 2ª Feira (20:00 às 21:00)
grandes empresas, lançou o Projeto Generosidade, cujo lema é
PALESTRAS DOUTRINÁRIAS: LIVRO DOS ESPÍRITOS
"fazer o bem é bom".
Rubens Gomes é um nome respeitado e homenageado 03 de agosto – Geraldo Guimarães TEMA LIVRE
em toda a Amazônia, por estar comprometido com os problemas 10 de agosto – Ricardo Drummond Questões 207 a 214
socias e ambientais. Formado em música, tornou-se um luthier
17 de agosto – Josué Bezerra Questões 215 a 217
(pessoa especialista na construção e conserto de instrumentos
musicais de corda). Mantém, em Manaus, a Oficina de Escola 24 de agosto – Jair Cesario Questões 218 a 221
Luthieria da Amazônia onde leciona música e ensina adolescentes 31 de agosto – Ana Guimarães TEMA LIVRE
carentes a fazer instrumentos musicais de cordas. Já que os
instrumentros de corda são produzidos com madeiras ameaçadas, 3ª Feira (14:50 às 15:25)
como mogno, jacarandá etc, para não violar o meio ambiente, ele
07 de agosto – Evangelho - cap.3 itens 3 a 5 – exp. Márcia
contratou especialistas para pesquisar espécies de árvores com
propriedades acústicas, e qualidade sonora das madeiras 14 de agosto – Evangelho - cap.3 itens 6 e 7 – exp. Josué
ameaçadas. Retirar e regenerar a floresta, fornecer recursos de 21 de agosto – Evangelho - cap.3 itens 8 e 9 – exp. Rita
inclusão social a jovens e pequenos infratores, abrir horizontes
28 de agosto – Dr. Bezerra de Menezes – exp. Júlia
profissionais a ribeirinhos, gerar renda para a comunidade. Esta é a
ação para um mundo melhor. A Doutrina Espírita investindo no Ser 5ª Feira (19:30 às 21:00)
Imortal, reafirma em O Livro dos Espíritos, na questão 643, que
COLUNA PAZnão
PELA
possaPAZ
REUNIÃO MEDIÚNICA e
"não há quem fazer o bem, porque fazer o bem não
ESTUDO DO LIVRO “MEMÓRIAS DE UM SUICIDA”
consiste [...] em ser caridoso, mas ser útil na medida do possível
todas as vezes que o seu concurso venha a ser necessário". Sábado (8:30 às 15:00)
Projeto Generosidade, vamos fazer parte dele?
ESCOLA DE ESTUDOS ESPÍRITAS ESPERANÇA
Vanessa Bianca

MOTIVOS PARA DESCULPAR PAZ PELA PAZ


“Eu vos digo, porém, amai a vossos inimigos, bendizei os que maldizem, fazei
bem aos que vos odeiam e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem”. -
Jesus – Matheus, 5: 44.

FALA EM PAZ
Em muitas ocasiões, quem imaginas que haja ferido, não tem disso a mínima
ideia, de vez que terá agido sob a ação compulsiva de obsessão ou enfermidade.
Se recebeste comprovadamente uma ofensa de alguém, esse alguém terá Justo lembrar: a voz humana está carregada de
dilapidado a tranquilidade própria, passando a carregar arrependimento e vibrações. ***
remorso, em posição de sofrimento que desconheces.
Esforça-te por evitar os gritos intempestivos e
Perante os ofensores, dispões da oportunidade de revelar compreensão e inoportunos. ***
proveito, em matéria de aperfeiçoamento espiritual.
Uma exclamação tonitroante equivale a uma pedrada
Aquele a quem desculpas, hoje, uma falta cometida contra ti, será talvez, mental. ***
amanhã, o teu melhor defensor, se caíres em falta contra os outros.
Se alguém te dirige a palavra em tom muito alto, faze-lhe
Diante da desilusão recolhida do comportamento de alguém, coloca-te no o obséquio de responder em tom mais baixo. ***
lugar desse alguém, observando se conseguirias agir de outra forma nas mesmas
circunstâncias. Os nervos dos outros são iguais aos teus: desequilibram-
se facilmente. ***
Capacitemo-nos de que condenar o companheiro que erra é agravar a
infelicidade de quem já se vê suficientemente infeliz. Discussão sem proveito é desperdício de forças. ***

Revide de qualquer procedência, mesmo quando se enquiste unicamente na Não te digas sofrendo esgotamento e fadiga para poder
mágoa individual imanifesta, não resolve problema algum. lançar frases tempestuosas e ofensivas; aqueles que se
encontram realmente cansados procuram repouso e
Quem fere o próximo, efetivamente, não sabe o que faz, porquanto ignora as silêncio. ***
responsabilidades que assume na Lei de Causa e Efeito.
Se te sentes à beira da irritação, estás doente e o doente
Ressentimento não adianta, de vez que todos somos espíritos eternos exige remédio. ***
destinados a confraternizar-nos todos, algum dia, à frente da Bondade de Deus.
Barulho verbal apenas complica. ***
Desculpar ofensas e esquecê-las é livrar-se da perturbação e doença,
permanecendo acima de qualquer sombra que se nos enderece na vida, razão Pensa nisso: a tua voz é o teu retrato sonoro.
porque, em nosso próprio beneficio, advertiu-nos Jesus, de que se deve perdoar, EMMANUEL. Calma. Psicografia de Francisco Cândido
qualquer falta, não apenas sete vezes, mas setenta vezes sete vezes. Xavier. ed. GEEM
EMMANUEL. Mais perto. Psicografia de Francisco Cândido Xavier. ed. GEEM

Boletim Esperança – Página 7


A OUTRA FACE Estamos vivendo o período proclamado pela ONU como o
Decênio (2001 a 2010) Internacional da Promoção de uma Cultura
Considerando a época em que passou a vigorar, a Lei de talião da Não-Violência e da Paz em prol das Crianças do Mundo. O
constituía verdadeiro avanço, pois retirava do ofendido o direito de momento é oportuno para aplicarmos às nossas vidas a lição do
fazer justiça no exercício arbitrário das próprias razões, passando a Sermão da Montanha. Pacifista convicto, o filósofo francês, Jean
disciplinar os conflitos, estipulando um limite para a resposta, isto é, Paul Sartre contribui com a seguinte afirmação: "Não importa o que
àquele que lesou podia ser imposta uma lesão, desde que fizeram de mim, o que importa é o que eu faço com o que fizerem
proporcional à sofrida. “Olho por olho, dente por dente”. Cerca de de mim". Isto é, a ninguém é dado me ferir senão fisicamente, pois
dois mil anos depois, no Sermão da Montanha, Jesus orientou os minha honra e meu equilíbrio dependem só de mim para se manter
cristãos a revogarem-na em seus corações, substituindo-a pela intactos. Quando indagado por um repórter se conseguira
seguinte lição: “fazer o bem em troca do mal que te fizerem”. Ao verdadeiramente perdoar os adversários que haviam se valido de
invés de se vingar, o ofendido deveria perdoar sempre, verdadeira e métodos indignos para atacá-lo, visando macular sua honra em
incondicionalmente (Mateus 5, 38-39). público, com o objetivo de desacreditá-lo, Gandhi respondeu que
Ainda hoje, dois mil anos depois de Cristo, há entre nós quem jamais havia precisado perdoar ninguém porque, em momento
defenda a vingança como caminho para reparar as ofensas sofridas, algum, sentira-se ofendido. Tantos ataques injustos, ferozes e
face ao risco de sucumbirmos frente às feras que surgem. Na raiz covardes provaram-se incapazes de causar-lhe sequer um abalo
desse pensamento, tal qual gênio do mal, está o medo, emoção que emocional. Só ele poderia dar-lhes força, mas escolheu não fazê-lo.
gera um estado de alerta permanente como resposta às ameaças Se desejarmos um mundo melhor, temos que nos transformar.
enfrentadas. Parecemos ignorar que o caminho adequado para a O grande desafio está em romper os atavismos que nos prendem às
solução dos conflitos é a razão. reações negativas. Vale lembrar que uma grande jornada começa
Mesmo um cristão, que conheça as lições ensinadas pelo com o primeiro passo. Nossa sugestão é que exercitemos uma
Mestre, irá provavelmente enfrentar uma incerteza: quem pode, com visão generosa do mundo. O mau humor do vizinho nem sempre
segurança, afirmar que, se confrontado por uma situação tem relação conosco. O motorista que faz um sinal obsceno não nos
intensamente traumática, de extrema injustiça, conseguirá provar deseja realmente mal, ele deve estar extravasando a tensão de um
absoluta adesão à lição do Cristo, aplicando-a, na prática, e perdo- dia ruim. O colega de trabalho talvez não deseje nos prejudicar por
ando com todo coração? Considerando a natureza humana, pode nos querer mal, mas porque acredite que sejamos mais qualificados
parecer impossível agir com tamanho equilíbrio, mas não é. que ele e tema ser preterido na disputa por promoções. Há sempre
A história recente é rica em exemplos importantes de mais de uma forma de ver as coisas. Ainda que alguém aja com
assimilação dessa lição. Na Índia Mohandas Karamchand Gandhi, injustificável desejo de prejudicar, imagine que essa é uma bela
mais conhecido como Mahatma (alma grande) Gandhi, passou a oportunidade para testar seu próprio equilíbrio. Controle-se e reaja
lutar para interromper a dominação britânica em seu país, que já com dignidade. Imponha-se pela coerência de sua postura, pela
durava mais de 300 anos. Sua liderança verdade em suas palavras e pela inabalável confiança na Justiça
decorre da superioridade moral incontestá- Divina. Mesmo diante das maiores adversidades, permita que a vida
vel. O caminho que ele apresentou ao povo te surpreenda. Confie em Deus, seja positivo, sorria sempre e
indiano foi o da resistência pacífica, que acredite: a vida sorrirá para você como você sorri para ela.
basicamente consistia na desobediência Tragamos os ensinamentos de Cristo mais no coração do que no
civil, isto é, as regras impostas pelos discurso. Aceite esse desafio, não só por você,mas por um mundo
invasores não seriam mais obedecidas. melhor.
Além disso, eles deixariam de trabalhar para Regina Celia e Rafael Rodrigues

DATAS IMPORTANTES DO MÊS DE AGOSTO


os colonizadores e passariam a fazer
protestos silenciosos, anunciando seu
descontentamento. O império inglês, tal qual
fera acuada, respondeu com assustadora 01/08/1865 – É publicado o livro “O Céu e o Inferno”, de
violência, massacrando civis desarmados
que, resignados, aguardavam a morte pacificamente. Incapazes de Allan Kardec.
manter o controle sobre a colônia, por não contarem com a mão-de- 04/08/1969 – Desencarna, em Niterói, Carlos Imbassahy.
obra local, e temendo uma reação internacional em face da
divulgação das atrocidades cometidas, os britânicos acabaram 15/08/1952 – Inaugurada a Mansão do Caminho na Bahia.
cedendo e saíram da Índia. Um indiano, com 77 anos e 52 quilos,
fora capaz de, sem disparar nenhum tiro, expulsar da Índia o maior 16/08/1886 – Bezerra de Menezes, durante uma conferência
Império militar da época. que pronunciava, expõe publicamente, pela primeira vez,
Do outro lado do Planeta, um pastor protestante, inspirado no
líder indiano, passou a lutar contra a segregação racial nos Estados sua fé no Espiritismo.
Unidos e obteve sucesso, rompendo com uma longa tradição de
racismo institucionalizado, sem usar de violência uma vez sequer. 17/08/1885– A FEB inicia suas conferências públicas no Rio.
Ele tinha um sonho e o transformou em realidade, seguindo o 29/08/1831– Nasce em Riacho do
caminho da resistência pacífica. Não se admitiria mais os lugares
marcados para as pessoas de cor, nem os bebedouros separados, Sangue, CE, Adolfo Bezerra de
nem as placas de acesso restrito a pessoas brancas, nem o
sacrifício de vidas para provar a superioridade racial, como nas Menezes Cavalcanti, o Médico dos
ações de grupos, tais qual o temido Ku Klux Klan. Mais uma vez, um
Pobres. Por duas vezes, foi
homem fora capaz de desafiar um sistema e subjugá-lo, valendo-se,
para tanto, da força da verdade (Satyagraha). Presidente da Federação Espírita
Quis o destino que ambos terminassem sucumbindo frente ao
primitivo instinto da agressão irracional. Em Brasileira. Desencarna no dia 11 de
ambos os casos, o sacrifício de suas vidas
sacramentou, definitivamente, suas vitórias.
abril de 1900, no Rio de Janeiro.
São dois exemplos históricos que afas-
tam qualquer questionamento acerca do
valor da preciosa lição ensinada por Jesus.
Confrontados pelos fatos, céticos ou ateus GRUPO ESPÍRITA CAMINHO DA ESPERANÇA
Rua Aristides Lobo, 51 – Rio Comprido
terão que reconhecer a força da verdade, e
a eficiência de responder com o bem ao mal

Rio de Janeiro/RJ CEP.: 20.250-450


que nos é feito. Só precisamos de equilíbrio

Tel.: (21) 2504-8512


e, sobretudo, coragem, para responder com
dignidade aos ataques que sofremos.

Boletim Esperança – Página 8