You are on page 1of 10

PROGRAMA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA - PIP

MATRIZ CURRICULAR – MATEMÁTICA
CICLO DA ALFABETIZAÇÃO – 1º ANOS DO ENSINO FUNDAMENTAL
EIXOS

CAPACIDADES

DETALHAMENTO/ORIENTAÇÃO

CONTEÚDOS

CICLO DA
ALFABETIZAÇÃO
1º ANO

1.1- Descrever, interpretar, identificar e
representar a movimentação de uma
pessoa ou objeto no espaço e construir
itinerários.
1.2- Representar a posição de uma pessoa
ou objeto utilizando malhas quadriculadas.
1.3- Identificar pontos de referência para
situar e deslocar pessoas/objetos no
espaço.

1.
ESPAÇO E
FORMA

1.4- Representar o espaço por meio de
maquetes, croquis e outras representações
gráficas.

Exercitar essas capacidades implica em
desenvolver a percepção de relações de
objetos no espaço, a identificação e
descrição
de
uma
localização
ou
deslocamento,
compreendendo
termos
como
esquerda,
direita,
distância,
deslocamento, acima, abaixo, ao lado, na
frente, atrás, perto, longe, para descrever a
posição, construindo itinerários.
O professor poderá realizar atividades
como: passeio no entorno da escola,
excursão pelas ruas do bairro, elaboração
de maquete do caminho percorrido etc.
Trabalhar frente e verso com letras
recortadas em papel cartão.

- Noção de direção e sentido: percursos.
. deslocamento nos espaços próximos ou
em trajetórias familiares;
. relato de orientação e deslocamento no
espaço;
. representação de deslocamento por meio
de desenhos, mapas e plantas (para o
reconhecimento do espaço e localização
nele);
- Descrição de uma posição por meio do
uso de expressões de referência: à frente, à
esquerda de, à direita de, atrás de, etc.

1.5- Perceber o próprio corpo, sua forma, Para compreender, descrever e representar - O espaço físico do aluno.
suas dimensões e sua relação com o o mundo em que vive, o aluno precisa saber
espaço físico.
localizar-se no espaço, movimentar-se nele
e dimensionar sua ocupação.
1.6- Identificar, descrever e comparar
padrões (por exemplo: blocos lógicos)
usando uma grande variedade de atributos
como tamanho, forma, espessura e cor.

Para desenvolver essas capacidades é
importante que os alunos observem
semelhanças e diferenças entre a forma e o
tamanho de objetos e a relação disso com
seu uso. Também é importante que
1.7- Identificar triângulos e quadriláteros observem semelhanças e diferenças entre
(quadrado,
retângulo,
trapézio, formas tridimensionais e bidimensionais
paralelogramo, losango) observando as (cubos/quadrados,
paralelepípedos/
posições relativas entre seus lados.
retângulos, pirâmides/triângulos, esferas/
círculos), figuras planas e não planas, que
construam e representem objetos de
diferentes formas.

- Dimensionamento de espaços – relação
de tamanho e forma.
- As formas geométricas presentes no
cotidiano (escola, objetos, natureza, etc.)
- Construção e representação de formas
geométricas.
- Figuras Planas: quadrado, triângulo e
retângulo.
- Triângulos e quadriláteros no Tangran.
- Semelhanças e diferenças entre as formas
geométricas espaciais e planas.

I

I
I

I/T

I

I

cones. cone.8-Identificar propriedades comuns e diferenças entre figuras planas (triângulo. arestas e lados.Reconhecimento e estudo dos elementos das figuras espaciais: cilindros. É importante que o aluno faça os dois movimentos: planificação e construção do sólido. objetos. Exemplo: Pesquisar em jornais e revistas figuras que apresentem simetria de reflexão e descobrir os eixos de simetria nessas figuras.Poliedros e corpos redondos.Identificar semelhanças e diferenças entre poliedros (cubo. que poderá estar na figura papel recortado contribui para melhor ou fora dela e que serve de espelho refletindo a imagem da figura desenhada) compreensão do significado de simetria. como quadrados. a percepção de posição e a constância de forma e tamanho (percepção de que a forma de uma figura não depende de seu tamanho ou de sua posição).Composição e análise de figuras em malhas quadriculadas e sua relação com a medida de perímetro. o eixo de simetria divide a figura em duas partes que coincidem por superposição. desenvolvimento de habilidades espaciais. número de faces. . (ver atividades no livro módulo I – PróCiências) 1. . dessa forma.10. imagens. arestas). Nesse caso. quadrilátero e pentágono) de acordo com o número de lados. a habilidade ganha significado. pirâmide e outros) e não poliedros (esfera. . retângulos. isto é. Os alunos devem diferenciar os poliedros dos corpos redondos pela observação de suas características (faces.Identificar linhas de simetria em As atividades de simetria colaboram no figuras geométricas. como faces. vértices. Exemplo: Descobrir eixos de simetria em figuras geométricas.Simetria de reflexão (observa-se pelo O trabalho com dobradura e com figuras de menos um eixo. um espelho.9. vértices.Formas geométricas espaciais e planas nos mais diferentes contextos. como a discriminação visual. hexágonos e outros.Identificar elementos de figuras geométricas. . . usando. diferentes tipos de triângulos. bases. . 1.11.Caracterização dos elementos das figuras espaciais: superfícies. Essas habilidades são importantes não apenas para o aprendizado de Geometria. construções. paralelepípedos. cubos. como se fossem o objeto e a sua imagem num espelho) . prisma. cilindro e outros). . mas também para o desenvolvimento de habilidades de leitura e escrita. pois.Figuras simétricas: .1. para isso. 1. pirâmides. . vértices e arestas.Eixo de simetria (linha que divide uma figura em duas partes simétricas. letras e no ambiente. .

O tempo: antes ou depois. bimestre. . · Ter um calendário na classe em lugar I . semestre. semanas. “dia ou noite”.EIXOS CAPACIDADES DETALHAMENTO/ORIENTAÇÃO CONTEÚDOS CICLO DA ALFABETIZAÇÃO 1º ANO 2. as unidades usuais de medida: tempo. dia ou noite.2. tarde ou E MEDIDAS noite”.Medidas não convencionais e medidas convencionais: . . meses.Medidas de massa: quilograma. O professor deve criar um ambiente para explorar o tempo: · É bastante útil providenciar um relógio grande de parede para a sala de aula. semestre e ano). tempo decorrido em intervalos de hora perceber. tonelada. Exemplo: medir e pesar os alunos.Estimar e medir o decorrer do tempo 2. medir as carteiras. em situaçõesproblema. “hora ou meia hora”. . ano. tendo como referência unidades de medidas não convencionais ou convencionais. hoje ou GRANDEZAS amanhã”. espessura e tamanho (conceitos básicos). I .Instrumentos de medida não convencionais: passos. década. O calendário e o relógio são convenções sociais que se integram à vida e nos permite interpretar o seu ritmo. 2. horas.Calendário. I/T I 2. grandezas de massa. sistema monetário. tarde ou noções temporais: noite.4. grama. ontem/hoje/amanhã.Comparar. Uso da régua e da fita métrica. .Reconhecer e utilizar. meio litro e mililitro. . usando “antes ou depois”. . a sequência de fatos que vivenciamos e 2. manhã/tarde/noite.Medidas de capacidades: litro. . etc. etc. massa. para isso estratégias pessoais e o uso de alguns instrumentos. registrar o horário de início e término da aula. minutos.5. como balança.Preparar uma receita e medir o tempo gasto no preparo.Instrumentos de medida de tempo: calendário. barbante. mês. I O aluno deve conhecer os instrumentos de medida convencionais e sua utilização na vida prática. hoje fatos e ações que levem à distinção de ou amanhã. manhã.Usar relógios.Medidas de tempo: segundos. O aluno deve estabelecer relações entre .Noções de distância. modelos concretos e pictóricos (através de desenhos). “manhã. antes/entre/depois. fita métricas e recipientes de uso frequente. palmos. comprimento. semana. . Levar a criança a compreender o procedimento de medir. . periodicidade dos eventos. “ontem. hora ou meia hora.1. comprimento e capacidade. ontem.Identificar instrumentos apropriados (relógios e calendários) para medir tempo (incluindo dias.3 . explorando. 2. a sala etc. Uso de balanças. entre outros. . calendários e calcular o que acontecem em nosso entorno. capacidade e temperatura. relógio. . dia. controlar e prever a para solucionar problemas do cotidiano. através de estratégias pessoais. .

compreensão das regras do sistema de numeração decimal devido às possibilidade de troca entre notas e moedas considerando seus valores e à comparação e ordenação de quantidades expressas por valores. e colocar em evidência as características de cada um. Para desenvolver essa capacidade o . comparandoos. reconhecimento e utilização de cédulas e moedas. I 2. CAPACIDADES DETALHAMENTO/ORIENTAÇÃO .Sistema Monetário: .visível e explorar os tempos que ele marca. com os quais o aluno tem contato pelos meios de comunicação e sua vivência. · Ter na classe a lista dos nomes de todos os meses do ano e dos aniversariantes.Identificar e comparar quantidade de O estudo do Sistema Monetário favorece a dinheiro em cédulas e moedas. leitura e escrita por extenso de valores. . digitais e analógicos (de ponteiros).8.Identificar e escrever medidas de tempo marcadas em relógios digitais e analógicos (por exemplo: intervalos de hora e de meia hora). a familiarização do aluno com a escrita de números com vírgula. Apresentar as cédulas e moedas em circulação no nosso país e as possíveis trocas entre cédulas e moedas em função de seus valores. e o desenvolvimento de habilidades relacionadas ao senso numérico.7. Isso pode ser feito a partir de um trabalho com termômetros.6. temperatura. 2. 2.Medida de temperatura: termômetro em termômetros.Identificar medidas de temperaturas Explorar o significado de indicadores de . CONTEÚDOS I CICLO DA ALFABETIZAÇÃO . O professor deve mostrar ao aluno que o dinheiro é uma grandeza de medida.Tempo: hora / meia hora professor deve levar para a classe vários tipos de relógios.

Podemos classificar figuras geométricas (cor. Desafios) e Coletânea de desafios matemáticos. Para a construção do conceito de número . inclusão e conservação natural. de quantidades.Classificar é agrupar segundo um critério. zoneamento (os elementos contados e a I 3. palitos. tamanho). materiais escolares. destacam-se quatro noções básicas: conservação de quantidades. fazer sequências lógicas em cartões (histórias). mais pesado que.Quantificações discretas: correspondência diferentes estratégias para quantificar as diferentes estratégias para quantificar biunívoca. p. livros de história (gênero). em situações-problema. ordenar. cada elemento do primeiro conjunto deverá corresponder a um e somente um elemento do segundo conjunto que também será esgotado. do mais claro ao mais FUNÇÕES escuro.Seriar significa colocar em série. tampinhas e com os próprios alunos.1. Tira10. correspondência biunívoca e conservação da quantidade. classificação. enfim. Exemplos de atividades ver Caderno de atividades – Módulo I – Pro-Ciência. forma. Podemos seriar com materiais diversos.2Utilizar. seriação.Utilizar critérios de classificação. . inclusão . entre outras. sequência oral numérica. . Ábaco. seriação. ou seja. tais como: blocos lógicos. sequências de posições e de atividades. OPERAÇÕES menor que. botões. 3.1º ANO EIXOS e I 3. NÚMEROS E estabelecendo relações do tipo: maior que.Comparação. elementos de uma coleção: contagem.143 e 144 (Blocos Lógicos. – ÁLGEBRA E Seriar conforme a cor.Conservação de quantidade: a criança conserva a quantidade no momento em que ela reconhece que o número de elementos de um conjunto não varia quaisquer que sejam as maneiras como se agrupam esses elementos. tudo aquilo que for da vivência da criança. . ordenação. Troca-Peças. em ordem. seriação. animais (espécie). É importante que os alunos: reconheçam . Correspondência biunívoca é a correspondência também chamada um a um. figurinhas.

Como código. que existem dez algarismos para registrar . comparar e ordenar números No desenvolvimento dessa capacidade . filmes. os familiares e outras pessoas que a criança vai descobrindo o número e seus mais variados usos: servem para indicar quantidades. estabelecer a correspondência um a um. na realidade. comércio. leitura e escrita numérica de quantidades até 1000 .Reconhecer números naturais e racionais em diversas situações (jornais.Relacionar a história da matemática na Fazer elos por meio da história da .pareamento. agrupamentos e desagrupamentos até 100 .). As trocas são realizadas 3. contexto social.A construção do número. Ao explorarem as situações-problema. composição e decomposição de números I . estimativa e correspondência de elementos de uma coleção para contar) e nomeação da coleção por uma agrupamentos. de 3 em é decimal (base 10).Números no dia-a-dia. etc. nenhum. além de outros usos. de a cada agrupamento de dez unidades. 50 em 50 e de 100 em 100 .Sistema de Numeração Decimal: naturais de qualquer grandeza.). palitos. valor posicional dos números qualquer quantidade (0 a 9). registro. de um contexto para uma aprendizagem mais significativa. de 25 em 25. esperamos que o aluno compreenda: . para contar. acontecimentos do dia-adia.História da matemática. comprimentos. I É por meio de brincadeiras. para numerar as coisas. frutos da construção do conhecimento matemático em épocas passadas e atuais. para indicar preços. indica números de telefones. de ônibus.Escrever.5. saibam etiquetar cada objeto contado. 3. idades.3. alturas. 3.4. que a base do nosso sistema de numeração . quantidade de objetos ou por figuras mantenham a ordem das palavras tomando como referência o último elemento numéricas. placas de carros. do convívio com . de 10 em 10. I 3. . de 5 em 5. contar até 100 ou mais de 2 em 2. O objetivo dessa abordagem é resgatar a história do homem como sujeito criador ao longo do tempo e compartilhar com os alunos o fato de que as ideias e os conceitos atualmente ensinados e aprendidos na escola são. etc. uma só vez sem omitir numerem todos os objetos. reprodução de cédulas e moedas entre outros. os alunos deste ciclo precisam do apoio de recursos como materiais de contagem (fichas. construção do número e sua importância no Matemática pode representar a construção .

fracionário em situações significativas e explorar o conceito de fração recorrendo a quintos. dobro. ordens e classes . resolver problemas diversos. o princípio multiplicativo – por exemplo.6. antecessor e sucessor . quádruplo prática de ensino: .As propriedades da adição e da subtração -Resolução de situações-problema com números naturais. . .Reconhecer e representar o número Trabalhar essa capacidade implica em . situações-problema. jogos. compreendendo diferentes de habilidades para elaborar situações que significados das operações envolvendo lhe permita estabelecer estratégias para números naturais.7. fatores.por parcelas.números ordinais: função. o principio aditivo do nosso sistema pode . cálculo mental em situações de atividade número 342 pode ser escrito como 3 x 100 + matemática oral 4 x 10 + 2 x 1. quartos. I . material concreto (manipulativo).Adição e subtração de dois ou mais algarismos sem recurso (empréstimo) e sem reagrupamento . (Ver exemplos de atividades: caderno 1 – Pro –Ciência. Exemplo: resolução de problemas e desafios. sextos e oitavos. desafios.Adição e subtração de dois ou mais algarismos com recurso (reserva) e com reagrupamento . estimativa esperamos que o professor utilize em sua . terços. . (através de desenhos) 3. agrupamento na base 10 indicar ausência de quantidades. sinais convencionais para registrar adição e subtração . .representação escrita por extenso dos numerais . o . leitura e pela posição que ele ocupa em um número.Noções de subtração: tirar.Noções de multiplicação: possibilidades . estar entre No desenvolvimento dessa capacidade . comparar e completar .Frações comuns: metades. realização de contagem e cálculos .Noções de adição: juntar e acrescentar . situações de partilha com registro pictórico . envolvendo diferentes significados da adição e subtração. ligados ou não a cálculos numéricos. o milhar ser escrito como 300 + 40 + 2. triplo. . que existe um símbolo – 0 (zero) – para . séries numéricas em ordem crescente e ser escrito através da decomposição do decrescente número – por exemplo o número 342 pode .Noção de divisão: ideia de repartir I 3. . que o valor de um algarismo é determinado .O professor deve levar o aluno à apropriação problema. meia dúzia . dúzia. valorização das mãos como ferramenta na .156 a 165) . representação . número par e impar .Interpretar e resolver situações. menor que. relações entre os números: maior que. p.

orçamentos. em decorrência.Reconhecer a função da vírgula na Nessa capacidade. inteira (reais) da parte fracionária (centavos). separar a parte meio de preços. é importante salientar que . CAPACIDADES DETALHAMENTO/ORIENTAÇÃO CONTEÚDOS brasileiro e suas CICLO DA ALFABETIZAÇÃO . situações em que está implícita a relação parte-todo – é o caso das tradicionais divisões de um chocolate ou de uma pizza em partes iguais.Sistema monetário escrita e leitura de números decimais em a função da vírgula é indicar a ordem da unidades de medida. O conteúdo deve ser desenvolvido utilizando materiais concretos. situações envolvendo valores monetários por unidade e. trocos.concretas.8. 3.

análise de informações. gráficos. usando desenhos ou figuras. I . Exemplo: construir uma lista com as datas dos aniversários dos alunos.Coletar. Obs. oportunizam a aplicação de meio de listas.4. materiais supõe saber ler e interpretar dados concretos ou unidades de contagem).5. tabelas. Exemplo: construir um gráfico. organizando-a em ordem alfabética. I . DA INFORMAÇÃO 4.3. conhecimentos já adquiridos e permitem o emprego de vários procedimentos e e em situações-problema.Reconhecer possíveis formas de combinar elementos de uma coleção e de contabilizá-los usando estratégias pessoais. estratégias).Organização de dados. I .2. tabelas. envolvendo probabilidade.Registro de dados em tabelas simples.Noções de registro de dados. Devem ser usados para comparações e não para afirmações isoladas. . de barra ou de colunas.Ler e interpretar informações e dados problemas são aquelas que desafiam o apresentados de maneira organizada por aluno. Quando as crianças já são capazes de analisar e avaliar informações em listas e tabelas.Transformar listas e tabelas em O trabalho com gráficos permite a gráficos pictóricos. 4.1º ANO EIXOS 4. mapas. organizar e registrar dados e A consolidação dessas capacidades informações (usando figuras. comparando as quantidades das diferentes frutas trazidas pelos alunos para a preparação de uma salada. mapas e gráficos. etc.Criar registros pessoais para impliquem o recolhimento de dados e comunicação das informações coletadas. conteúdos uma vez que não se esgota como conteúdo da matemática.1. interpretá-los e resolver situações-problemas. (Situações4. A principal finalidade do trabalho com essa .Construção de gráficos pictóricos. de barra ou de colunas representação de dados sobre diversos e vice-versa. identifique as maneiras possíveis e os prováveis resultados de situações que se .Leitura e interpretação de dados em listas. apresentados de maneira organizada e construir representações para formular e resolver situações-problemas que 4.Situações problemas simples envolvendo capacidade é que o aluno compreenda e ideias de possibilidade e probabilidade. TRATAMENTO meninos e meninas. . O desenvolvimento das atividades deve estar relacionado a assuntos de interesse das crianças. Gráficos Pictóricos são aqueles representados por figuras. 4. orientadas pelo professor poderão construir gráficos. mas favorece uma articulação da matemática com as outras áreas do conhecimento.

envolvendo probabilidade. Quantos abraços podem ser dados entre eles? Discutir com a turma e depois fazer a representação para que todos observem a resposta.apresentam cotidianamente. Situações nas quais o aluno realiza experimentos e observa eventos são ideais para trabalhar a ideia de possibilidade. Exemplo: Formar um grupo de 4 alunos. .