You are on page 1of 4

- UNIVERSIDADE DO VALE DE ITAJAÍ - UNIVALI

-
Ciência da Computação
Disciplina Engenharia de Software – Profa. Fabiane Barreto Vavassori Benitti

Sócio Figueirense

O Figueirense Futebol Clube possui um programa de vantagens para os torcedores que desejam ser
sócios do clube. Embora o programa já esteja bem definido (veja em anexo partes do “TERMO DE CESSÃO”), não
há um sistema eficiente de controle, bem como todas as atividades são realizadas manualmente (o
preenchimento do formulário de inscrição, a emissão das carteirinhas,...). Como a quantidade de sócios vem
crescendo, a direção do clube sentiu a necessidade de agilizar os procedimentos relacionados ao programa, bem
como possuir maior garantia de que as regras do programa sejam cumpridas.
Uma entrevista com o responsável pelo programa foi realizada e algumas questões sobre o
funcionamento do programa foram esclarecidas:
Entrevista
Como o torcedor pode se associar?
Hoje, ele deverá comparecer na secretaria do Clube, com a ficha de inscrição preenchida (veja em anexo),
portando seu RG e CPF e comprovante de residência, irá preencher um cadastro com seus dados pessoais. A
primeira mensalidade deverá ser paga no ato da associação referente ao mês atual.
Quais os documentos necessários?
Sócio Tradicional – RG; CPF; Comprovante de residência.
Sócio Estudante – RG; CPF; Comprovante de residência; Comprovante de matrícula ou de freqüência do
semestre atual, com data, carimbo e assinado pelo coordenador da instituição de ensino (válido para
estudantes do ensino fundamental, médio, superior, técnico e especializações superiores) e comprovante de
pagamento da mensalidade(Boleto) do mês atual.
Sócio Menor – RG; CPF; comprovante de residência, (válido para maiores de 12 e menores de 18 anos).
Sócio Mirim – RG; Comprovante de residência, (válido para menores de 12 anos).
Sócio Alvinegro – RG; CPF; Comprovante de residência nominal (válido para pessoas que moram fora dos 22
municípios que compõem a Grande Florianópolis).
Sócio Mulher – RG; CPF; Comprovante de residência.
Sócio Mulher Estudante - RG; CPF; Comprovante de residência; Comprovante de matrícula ou de freqüência do
semestre atual, com data, carimbo e assinado pelo coordenador da instituição de ensino (válido para
estudantes do ensino fundamental, médio, superior, técnico e especializações superiores), comprovante de
pagamento da mensalidade(Boleto) do mês atual.
Sócio Mulher Menor – RG; CPF; Comprovante de residência, (válido para maiores de 12 e menores de 18 anos).
Qual a forma de pagamento das mensalidades?
Você pode optar por débito automático em conta corrente no Banco do Brasil, Bradesco, ou através da fatura
de energia elétrica (Celesc). Deve-se trazer o cartão do banco ou uma fatura de luz recente, conforme opção
escolhida.
Qual o procedimento no caso de sócio MENOR ou MIRIM?
Os sócios das modalidades MENOR ou MIRIM necessariamente deverão ser vinculados como dependente de
um responsável MAIOR.
Como o torcedor escolhe a cadeira?

- UNIVERSIDADE DO VALE DE ITAJAÍ - UNIVALI -
Ciência da Computação
Disciplina Engenharia de Software – Profa. Fabiane Barreto Vavassori Benitti

Na secretaria temos uma planta que poderá auxiliá-lo na escolha da cadeira, caso queira sentar próximo a
alguém que já é associado do Clube basta informar ao atendente o nome ou a numeração da cadeira que a
pessoa ocupa. Lembrando que a escolha de cadeiras depende da disponibilidade das mesmas.
O torcedor terá alguma comprovação... uma carteirinha, por exemplo?
A carteirinha fica pronta em dez (10) dias e deverá ser retirada na secretaria do Clube por qualquer pessoa,
desde que possua o recibo de pagamento ou RG do associado. Caso tenha algum jogo antes que a carteirinha
fique pronta você pode retirar sua(s) credencial(ais) na secretaria.
Se quiser trocar a cadeira, é possível?
O associado titular deverá comparecer na secretaria do Clube e solicitar a troca, de acordo com a
disponibilidade de cadeiras vagas. É cobrada uma taxa de R$ 15,00 para confecção de uma nova carteirinha.
Se a carteirinha de sócio for perdida, como o torcedor deve proceder?
O associado titular deverá comparecer na secretaria do Clube com seu documento de identidade e solicitar a
2ª via da carteirinha. É cobrada uma taxa de R$ 20,00 para confecção da nova carteira.
Se o sócio esquecer da carteirinha no dia do jogo?
Ele deve passar na secretaria do Clube e solicitar uma credencial ao atendente, ele deverá ter consigo sua
carteira de identidade ou qualquer outro documento oficial com foto, será cobrado o valor de 50% do
INGRESSO INTEIRO do setor no qual está associado.

Os diretores não possuem uma ideia muito clara de como o sistema poderia ser... Mas, desejam que o
máximo possível de procedimentos sejam automatizados. Contudo, deve-se considerar que os torcedores são
de diferentes faixas etárias e níveis de escolaridade. Além disso, é importante que o sistema seja seguro, pois o
programa de sócios é uma importante fonte de receitas do clube.


- UNIVERSIDADE DO VALE DE ITAJAÍ - UNIVALI -
Ciência da Computação
Disciplina Engenharia de Software – Profa. Fabiane Barreto Vavassori Benitti


TERMO DE CESSÃO DE USO DE CADEIRA NUMERADA

Pelo presente Termo de Cessão de Uso, o Figueirense Futebol Clube, entidade sem fins lucrativos, inscrito no CNPJ/MF sob
o nº 83.930.131/0001-03, com sede na Rua Humaitá nº 194, Estreito, Florianópolis (SC), adiante denominado CEDENTE e o
CESSIONÁRIO qualificado no anverso deste termo, ajustam a cessão de uso preferencial da cadeira numerada localizada à
fila _____ identificada pelo número ______. A cessão de uso será regida pelas seguintes disposições:

1. O CESSIONÁRIO terá direito ao uso da cadeira numerada acima identificada, exclusivamente em dias em que forem
realizadas partidas de futebol das equipes de futebol do Figueirense no Estádio Orlando Scarpelli, fazendo, assim jus a um
único acesso por partida.
...

5. Nas modalidades CESSIONÁRIO Mirim, CESSIONÁRIO Menor e CESSIONÁRIO Estudante, a carteira para acesso ao
Estádio CEDENTE em dias de jogos, terá o nome do CESSIONÁRIO, e será obrigatória apresentação de Documento de
Identidade com foto. Nessas modalidades a utilização da carteira é intransferível, com utilização exclusiva pelo usuário
habilitado. No caso de comprovação de empréstimo da carteirinha será cobrada uma multa no valor de três vezes o valor da
mensalidade.
6. Na modalidade CESSIONÁRIO Mulher as carteiras podem ser cedidas apenas para a utilização por outra pessoa do sexo
feminino.
7. A modalidade Cessionário Alvinegro (Sócio-Torcedor) não dá direito de acesso aos jogos do CEDENTE. O CESSIONÁRIO
Alvinegro, no entanto, terá o benefício de comprar um ingresso, por jogo, e em qualquer setor, pelo preço promocional, ou
seja, com 50% (cinquenta por cento) de desconto. O CESSIONÁRIO Alvinegro terá prioridade na compra antecipada de
ingressos, podendo fazer sua reserva através do e-mail sat@figueirense.com.br ou seu login pessoal via web.
8. Caso o CESSIONÁRIO, em qualquer modalidade de cessão, esqueça no dia do jogo sua carteira de acesso, será
permitido a entrada ao estádio após consulta no sistema na secretaria do CEDENTE e pagamento de multa no valor de 50%
do ingresso praticado no dia do jogo, referente ao mesmo setor da cadeira do CESSIONÁRIO.
8.1. Na hipótese de repetição do ocorrido no item 8, o CESSIONÁRIO só terá acesso garantido ao Estádio com apresentação
da carteira junto com sua credencial. Casos fortuitos serão analisados pela Direção.
....

9. O CESSIONÁRIO da modalidade Estudante deverá, anualmente, até o dia 31 de março do respectivo ano, efetuar a
atualização da documentação comprobatória que comprova sua classificação como estudante do ensino médio, fundamental
ou superior; não a fazendo, classificar-se-á, automaticamente, como CESSIONÁRIO Tradicional.
10. O CESSIONÁRIO da modalidade Mirim ao completar 12 (doze) anos, automaticamente, será classificado como
CESSIONÁRIO Menor.
11. O CESSIONÁRIO da modalidade Menor ao completar 18 (dezoito) anos, automaticamente, será classificado como
CESSIONÁRIO tradicional.
...

20. O CEDENTE poderá a qualquer tempo adotar medidas para a utilização da cadeira, tais como: confirmação de presença,
negociação do espaço em caso de não utilização, implantação de plano de benefícios, aos quais o CESSIONÁRIO desde já
se torna aderente.


- UNIVERSIDADE DO VALE DE ITAJAÍ - UNIVALI -
Ciência da Computação
Disciplina Engenharia de Software – Profa. Fabiane Barreto Vavassori Benitti