You are on page 1of 11

FACULDADE ANHANGUERA DE LIMEIRA

JHESSICA KAROLINE DE OLIVEIRA, RA7246604057
JONATHAN HENRIQUE GANDORA, RA 7627712281
KAIQUE FERNANDO MODENEZ, RA6658!784
RONALDO VILA NOVA, RA 67825627
"ILLIAM MOREIRA #RAGA, RA72!761!!41
ATIVIDADE $R%TICA SU$ERVISIONADA DA DISCI$LINA&
CONSTRU'(O DE ALGORITMOS
MARCELO RAMILLO
LIMEIRA ) S$
MM*III
FACULDADE ANHANGUERA DE LIMEIRA
JHESSICA KAROLINE DE OLIVEIRA, RA 7246604057
JONATHAN HENRIQUE GANDORA, RA 7627712281
KAIQUE FERNANDO MODENEZ, RA 6658!784
RONALDO VILA NOVA, RA 67825627
"ILLIAM MOREIRA #RAGA, RA 72!761!!41
ATIVIDADE $R%TICA SU$ERVISIONADA DA DISCI$LINA&
C+,-./012+ 34 567+/8.9+-
Trabalho apresentado como parte da formação de
nota para a disciplina, com o objetivo de cumprir
as Diretrizes Curriculares Nacionais, sob
orientação do professor Marcelo Ramillo
coordenação do Professor Marcio parecido
rtero!
LIMEIRA ) S$
MM*III
AGRADECIMENTOS
Primeiramente a Deus pela oportunidade da carreira
universit"ria e pela sustentação de nossas vidas!
#radecemos ainda a nhan#uera $ducacional na
pessoa de nossos professores pelo apoio e dedicação com
%ue nos cercam! Tamb&m aos envolvidos em nossas
pes%uisas direta e indiretamente a#radecemos pela
oportunidade de desenvolver tal trabalho!
RESUMO
Neste trabalho apresentaremos as etapas do desenvolvimento de pro#ramas onde um faz o
c"culo da soma dos n'meros (mpares entre os n'meros informados, e o se#undo pro#rama e para
calcular a m&dia da dist)ncia da casa de ndr&ia com as de seus ami#os! *er" abordado o uso de
comandos e estruturas ensinados na disciplina de Construção de l#oritmos resultando em um
projeto pr"tico %ue vai inte#rar esses comandos de maneira simples e funcional! presentaremos,
assim, uma interface de soft+are simples, para %ue possa ser utilizados por %ual%uer usu"rio!
INTRODU'(O
$m meio a um momento hist,rico impar para a sociedade em #eral, mas especificamente para
as empresas, vemos as tecnolo#ias serem criadas do dia para a noite e a inform"tica cada vez mais
pes%uisada e re%uisitada para o bom andamento a sociedade!
Neste conte-to pretendemos ressaltar a inte#ração %ue e-iste entre duas "reas %ue são muito
pr,-imas. a inform"tica e a matem"tica! De um lado podemos acompanhar o avanço na capacidade
de processamento de dados comple-os e alta capacidade apresentada por supercomputadores, %ue
acabam possibilitando sua utilização para tarefas matem"ticas comple-as, %ue seriam imposs(veis,
apenas com c"lculos manuais!
$ste trabalho apresentar" uma dessas possibilidades criando a possibilidade de implementar
uma calculadora, via pro#ramação na lin#ua#em C! *erão utilizados comandos e estruturas
apresentados nesta disciplina!
E-:+1+ 3+ ;/+7/595
1<1 ) $565=/5>?@5=4 A67+/8.9+
primeira linha & composta pela palavra chave al#oritmo, se#uido de seu nome onde &
delimitado por aspas duplas! $ste nome ser" usado como t(tulo nas janelas de leituras de dados!
1<2 / $565=/5>?@5=4 V5/
Na palavra0chave var, & aonde voc1 vai di#itar o conjunto de vari"veis, %ue vai ser usado no
seu pro#rama, %ue no causo est" sendo usado 2 vari"veis, %ue são n, -, 3, soma e i do tipo inteiro!
l#oritmo 4*oma dos impares4
55 6unção .
55 utor .
55 Data .
55 *eção de Declaraç7es
var
n, -, 3,soma,i.inteiro
1< > T8;+- 34 353+-
*ão 8 tipos de onde são.
• I,.48/+& define vari"veis num&ricas do tipo inteiro, ou seja, sem casas decimais.
• R458-& define vari"veis num&ricas do tipo real, ou seja, com casas decimais!
• C53485 34 ?5/5?.4/4-& define vari"veis do tipo strin#, ou seja, cadeia de caracteres!
• LA78?5& define vari"veis do tipo booleano, ou seja, com valor 9$RDD$:R; ou
6<*;!
1<4 ) $565=/5>?@5=4 8,8?8+
55 *eção de Comandos
Na palavra0chave inicio, & aonde vai di#itar uma seção de comandos, %ue s, vai parar %uando
che#ar a palavra chave fimal#oritmo!
1<5 ) $565=/5>?@5=4 B89567+/8.9+
palavra0chave fimal#oritmo, fica na ultima linha e marca o final do seu pseudoc,di#o, e todo
o conte-to escrito depois do fimal#oritmo & i#norado pelo interpretador!
2 > $4/70,.5&
Definir um n'mero inteiro N %ue ser" o n'mero de casos de teste! Cada caso de teste & uma linha
%ue cont&m dois n'meros inteiros = e >! ; problema se resume em imprimir a soma de todos os valores
(mpares entre os dois n'meros inteiros, e-cetuando0os!
inicio
55 *eção de Comandos
2<1 > R4-;+-.5&
4-?/4=56CDD878.4 5 E05,.83534- 34 8,.4/=56+-&DF / ; comando 4-?/4=5 imprime na tela o
%ue estiver di#itado entre as aspas duplas! $ 4-?/4=56 faz a mesma função, s, %ue ao terminar vai
para a linha se#uinte!
6485C,F / ; comando leia, vai pedir para %ue o usu"rio, di#ite um valor para a vari"vel, ?neste
caso & a vari"vel @nAB!
;5/5 8 34 1 5.4 , B5?5 ) ; comando ;5/5, e-ecuta os comandos %ue estiver abai-o, at&
aparecer o comando fimpara! $ o comando ;5/5 tamb&m e-ecuta os comandos, at& %ue a vari"vel
@iA?Neste caso vale CB, for i#ual a vari"vel @nA?9ari"vel onde o usu"rio di#itou um valorB!
4-?/4=56CDD878.4 +- 6898.4- 3+- 8,.4/=56+-&DF ; comando 4-?/4=5 imprime na tela o %ue
estiver di#itado entre as aspas duplas!
4-?/4=5CDI,8?8+&DF ; comando 4-?/4=5 imprime na tela o %ue estiver di#itado entre as
aspas duplas!
6485CGF ; comando leia, vai pedir para %ue o usu"rio, di#ite um valor para a vari"vel, ?neste
caso & a vari"vel @-AB!
4-?/4=5CDF89&DF ; comando 4-?/4=5 imprime na tela o %ue estiver di#itado entre as aspas
duplas!
6485CHF ; comando leia, vai pedir para %ue o usu"rio, di#ite um valor para a vari"vel, ?neste
caso & a vari"vel @3AB!
-+95I>0 *i#nifica %ue a vari"vel soma recebe o valor de D!
4,E05,.+ CG I HF B5?5 ; comando 4,E05,.+, e-ecuta os comandos %ue estiver abai-o,
at& o comando fimen%uanto, e fica repetindo at& %ue a vari"vel @-A for menor %ue a vari"vel @3A!
-4 CGJ2 IK 0F 4,.2+ No comando -4, e-ecuta os comando abai-o se for verdadeiro! $ se
for falso, não e-ecuta nada, e pula para o pr,-imo comando depois do fimse!
-+95 I> -+95 L G *i#nifica %ue a vari"vel @somaA vai sendo somado pela vari"vel @-A,
ao ser repetido v"rias vezes at& o final do comando @en%uantoA e o comando @seA for verdadeiro, a
vari"vel @ -A vai recebendo o valor de somaE-!
B89-4 Comando %ue indica o final do comando @seA!


GI>GL1 *i#nifica %ue a vari"vel @-A vai sendo somado por C, ao ser repetido v"rias vezes
at& o final do comando @en%uantoA, a vari"vel @ -A vai recebendo o valor de -EC!
F894,E05,.+ Comando %ue indi%ue o final do comando @en%uantoA!
4-?/4=56CDA -+95 3+- 89;5/4- 4,./4 + 8,.4/=56+ 8,B+/953+ 4&D,-+95F ; comando
4-?/4=5 imprime na tela o %ue estiver di#itado entre os par1nteses ?valor da vari"velB e as aspas
duplas!
4-?/4=56CDMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMDF
; comando 4-?/4=5 imprime na tela o %ue estiver di#itado entre as aspas duplas!
B89;5/5 Comando %ue indica o final do comando @paraA!
) T5:465>=4/3534
Para determinar o valor l,#ico de uma proposição composta, recorre0se %uase
sempre a um dispositivo denominado tabela0verdade! ;nde a tabela0verdade consiste de v"rias
operaç7es de calculo, sendo duas chamadas C+,N0,12+ CEF e D8-N0,12+ COUF<
C+,N0,12+ CEF
conjunção & verdadeira somente se os operandos são verdadeiros!
* O /4-06.53+
V V V
F V F
V F F
F F F
D8-N0,12+ COUF
disjunção & falsa se, e somente se ambos os operandos forem falsos!


* O /4-06.53+
V F V
F V V
V V V
F F F
Fuantidade de
:ntervalos
4 ) F60G+7/595



9erdadeiro


Di#ite o limite dos
intervalos
$screva a %uantidade
de
:ntervalos
6im ?3B :nicio?-B
*oma os impares
$n%uanto
$screva a soma dos
impares
INICIO
FIM