You are on page 1of 8

1

APOSTILA DE TOPOGRAFIA
1
TOPOGRAFIA
CONCEITOS FUNDAMENTAIS

1 - OBJETO DA TOPOGRAFIA.
Definição:
A topografia tem por finalidade determinar o contorno, dimenão,
poição relati!a e rele!o de "rna porção limitada da "perf#cie terretre, em
le!ar em conta a c"r!at"ra re"ltante da efericidade terretre$
Neta condiç%e, pode&e, empre fig"rar em "m plano, a imagem da
região coniderada, o '"e e'(i!ale a pro)etar o*re ete plano, '"e e "p%e
+ori,ontal, não - o limite da "perf#cie a repreentar, como todo a
partic"laridade not.!ei, nat"rai o" artificiai, do terreno$
Aim, a Topografia "ma ci/ncia aplicada, *aeada na 0eometria e na
Trigonometria , de 1m*ito to retrito poi e "m cap#t"lo o da 0eod2ia , '"e
tem por o*)eti!o et"do da forma e da dimen%e da Terra$
A Topografia e inc"m*e da repreentação, por "ma pro)eção
ortogonal cotada, de todo o detal+e da config"ração do olo, memo '"e e
trate de detal+e artificiai: canai, etrada, cidade e !ila, contr"ç%e
iolada, etc$
Eta pro)eção e fa, o*re "ma "perf#cie de n#!el , ito 2, o*re "ma
"perf#cie definida pela propriedade de er, em cada "m de e" ponto, normal
direção da gra!idade: a pro)etante do di!ero ponto a repreentar ão poi
a !erticai dee ponto.
A eta pro)eção o" imagem fig"rada de terreno d.&e o nome de planta
o" plano topogr.fico$
Ao con)"nto do m2todo empregado para calc"lar o dado
nece.rio para o traçado da planta d.&e o nome de topometria, '"e e
"*di!ide em planimetria e altimetria o" ni!elamento$
A 3lanirnetria, 2 a repreentação em pro)eção +ori,ontal do detal+e
e4itente na "perf#cie, a altimetria determina a cota o" dit1ncia !erticai
de "m certo n5mero ponto referido ao plano +ori,ontal de pro)eção$
A altimetria permite fi4ar, por meio de cota o" '"ai'"er inai
con!encionai, o rele!o do terreno, ito 2 a e4preão e4ata de "a forma$

2
Sumário Histórico:
2-A EOL!"#O DA TOPOGRAFIA
A topografia, c")o ignificado etimol-gico da pala!ra 2 a decrição
do l"gar, et"da o Intr"mento, m2todo de operação no terreno, c.lc"lo e
deen+o nece.rio ao le!antamento e repreentação gr.fica mai o" meno
detal+ada de "ma parte da "perf#cie terretre$
O eg#pcio, o grego, e .ra*e o o romano no legaram
intr"mento e proceo '"e, em*ora primiti!o, er!iram para decre!er,
delimitar e a!aliar propriedade r"rai, com finalidade cadatrai6 na 7it-ria
da Topografia, de 8a"edat, ão mencionada planta e carta militare e
geogr.fica *em intereante, organi,ada no prim-rdio da Topografia, o",
mel+or, da c+amada 0eometria aplicada$
Ma omente no 5ltimo 2c"lo, a Topografia te!e "ma orientação
org1nica, paando do empirimo a *ae de "ma a"tentica ci/ncia, graça ao
deen!ol!imento not.!el '"e ti!eram epecialmente a Matem.tica e F#ica$
A Carta de França, p"*licada no in#cio do 2c"lo 9I9 pela Academia
Francea e compilada pelo cart-grafo italiano Caini, foi o primeiro tra*al+o
e4ec"tado com t2cnica e etilo pr-prio$
O aperfeiçoamento da mec1nica de precião introd",ido no
intr"mento topogr.fico, de!ido principalmente ao geniai tra*al+o do
engen+eiro "#ço 7enri'"e :ild, do geodeita italiano Ignaio 3orro, de Carl
;ei, 3"lfric+, Oreal, da importante Caa ;ei, e tanto o"tro '"e
contri*"#ram eficientemente para o proceo crecente da aplicação do
m2todo deen!ol!ido pela Topografia, principalmente no e4traordin.rio
aperfeiçoamento da fotogrametria terretre e a2rea e do 03S, ete 5ltimo
dominando +o)e em dia a maioria do grande le!antamento topogr.fico, pela
e4atidão, prete,a e c"to mai red",ido do tra*al+o$
$-I%PORT&'(IA DA TOPOGRAFIA PARA OS PROFISSIO'AIS DA
E'GE'HARIA:
Ao e pro)etar '"al'"er o*ra de Engen+aria, Ar'"itet"ra o"
Agronomia, e imp%e o pr2!io le!antamento topogr.fico do l"gar onde a
mema de!era er implantada6 da# a import1ncia da Topografia, '"e e
inc"m*e do le!antamento o" medição '"e de!er. er, precia e adaptada ao
terreno$
Fa,er "m le!antamento, 2 proceder a toda a operaç%e nece.ria
para alcançar o o*)eti!o da Topografia, ito 2, a medição de 1ng"lo, e de
dit1ncia e ainda a e4ec"ção do c.lc"lo e deen+o indipen.!ei para
repreentar, fielmente no papel, o elemento col+ido no terreno$
Todo o le!antamento topogr.fico comporta d"a operaç%e:
$
a< "ma p"ramente gen2rica, '"e conite na determinação de
ponto, de maneira a reali,ar a oat"ra do 8e!antamento, e o '"e e
c+ama o le!antamento do =cane!a>$
*< o"tra de car.ter nitidamente art#tico '"e conite em repreentar por
con!enç%e todo o detal+e do terreno6 tai como di!ia , mato, rio,
etrada, po!oaç%e , etc$ , aim, como "a conformação altim2trica por
c"r!a de n#!el o" imilare$
3ara eta eg"nda operação +. neceidade da e4ec"ção de "m
deen+o de imitação, '"e e4ige *on =cro'"i> de campo e '"alidade peoai
do operadore ao coniderar o con)"nto do detal+e do terreno$
Ora, a "perf#cie do terreno não 2 "ma "perf#cie '"al'"er, poi
o*edece a lei '"e a e4peri/ncia e a teoria e inc"m*e de demontrar6 da# e
concl"i '"e o topógrafo, '"e tem m"ita repona*ilidade em '"al'"er
le!antamento por mai imple '"e e)a, de!e operar, fa,endo toda a
!erificaç%e po#!ei e nece.ria, o deen+ando com )"te,a ?ac"r.cia<, para
e!itar '"al'"er erro de apreciação$
8a*oram em erro a'"ele '"e )"lgam a Topografia "ma imple
aplicação da 0eometria, poi cada !e, mai e alarga e" campo de ação e
crece a e4ig/ncia em precião e perfeição do tra*al+o '"e l+e etão afeto
no campo da pr.tica profiional , principalmente de Engen+aria$
) - Di*is+,s -. To/o0r.1i.
Definido o campo '"e limita a operaç%e topogr.fica de campo em
e4tenão, pode&e "*di!idir a Topografia em '"atro parte principai: a
topometria a*rangendo a planimetria e a altimetria, a topologia, a ta'"eometria
e a fotogrametria, neta !amo incl"ir o 03S$
O proceo de medida ão et"dado o* o tit"lo gen2rico de
topometria e e *aeiam na 0eometria aplicada$ O elemento geom2trico ão
o*tido "tili,ando&e aparel+o de medida, lineare e ang"lare$
A TOPO%ETRIA di!ide&e em planimetria e altimetria$ Na
planimetria a medida, tanto lineare como ang"lare ão efet"ada em
@plano@ no +ori,ontai o*tendo&e 1ng"lo a,im"tai ditancia +ori,ontai6
na altimetria a medida ão efet"ada na !ertical o" n"m plano !ertical,
o*tendo&e a ditancia !erticai o" diferença de n#!el e 1ng"lo ,enitai$
O le!antamento topogr.fico 2 planim2trico '"ando a pro)eç%e do
contorno e ponto medido ão apreentado o*re "m plano +ori,ontal de
refer/ncia, e altim2trico, '"ando ão medida a alt"ra dee ponto em
relação a "m plano de refer/ncia de n#!el 3ara le!antamento planim2trico ão
empregado principalmente o teodolito, '"e ão goniAmetro com c#rc"lo
+ori,ontai e !erticai grad"ado$
O le!antamento pode er ainda r.pido e" e4pedito, com"m o"
topogr.fico propriamente dito, e de precião, cada '"al e4igindo intr"mental e
m2todo ade'"ado de operação no terreno$
O deen+o topogr.fico contit"i a repreentação em ecala red",ida,
)
por meio de inai con!encionai, dito con!enç%e topogr.fica da forma do
terreno le!antado$
Seg"ndo a ecala, gra" de precião , detal+e e amplit"de tal deen+o
topogr.fico denomina&e e*oço, planta, mapa topogr.fico o" carta geod2ica,
geogr.fica o" corogr.fica$
A planta topogr.fica de!em er empre acompan+ada da
caderneta de campo, planil+a de c.lc"lo e mem-ria decriti!a, detinada
a '"ai'"er !erificação e detal+e complementare, *em como a identificação
de todo o tra*al+o reali,ado d"rante a medição o" le!antamento$
A TOPOLOGIA, complemento indipen.!el da topometria, tem por
o*)eto o et"do da forma e4teriore da "perf#cie terretre e da lei a '"e e
de!e o*edecer e" modelado$ S"a aplicação principalmente na repreentação
cartogr.fica do terreno pela c"r!a de n#!el '"e ão a intereç%e o*tida por
plano e'(iditante paralelo com o terreno a repreentar$
Na interpretação da referida c"r!a, o*tida diretamente o" por
interpolação podem&e !erificar na implantação de ponto, '"ando erradamente
ainalado na planta$ Aim a altimetria pede er repreentada corretamente
er!indo&e do pot"lado da Topologia$
A TA2!EO%ETRIA, tem por finalidade o le!antamento de ponto
do terreno, pela reol"ção de tri1ng"lo ret1ng"lo o apto a repreent.&lo
tanto planim2tricamente como altimetricamente, o" em o"tra pala!ra dando
origem a planta cotada o" com c"r!a de n#!el, dita planialtim2trica
S"a aplicação principal 2 em ,ona fortemente acidentada em morro
e montan+a, onde oferecem reai !antagen o*re o m2todo topom2trico,
poi o le!antamento do ponto 2 feito com rapide,, maior e4atidão e
economia$
A poiç%e dete ponto im determinada por coordenada
retang"lare 4, B e , com a '"ai o memo permanecem indi!id"ali,ado no
epaço$
O aparel+o empregado rara ee le!antamento planialtim2trico
ão o TACUEDMETEOS ?tac+i, r.pido e metron, medida< '"e podem er,
principalmente normai o" etadim2trica e red"tore o" a"tored"tore
A FOTOGRA%ETRIA le!antamento fotogr.fico parte importante
da Topografia, relegada no paado a "m plano ec"nd.rio e coniderada como
ap/ndice deta, 2 +o)e )"tamente claificada em primeiro plano, tornando&e o
m2todo principal para determinar o rele!o do terreno, principalmente de grande
e4ten%e$
No grande le!antamento, e at2 memo no menore , não e
empregam tanto o ta'"eAmetro e a r2g"a o" mira grad"ada, c+amada
et.dia, ma im a c1mara fotogr.fica, ito 2 o fotogr1metro o"
fototeodolito e o retit"idor fotogram2trico$
3
Fig"raF F: 3lanimetria Fig"ra G e H: Altimetria

Mai modernamente, com o ad!ento da inform.tica pao"&e a
"tili,ar&e intr"mento ori"ndo da g"erra fria entre o pa#e dominante
?Etado Unido e a antiga União So!i2tica<, en!ol!ido tam*2m na corrida
epacial, o at2lite artificiai de locali,ação, c+amado de 03S o"
=0eograp+ic 3oition SBtem>, '"e por meio de c.lc"lo matem.tico
comple4o de poição e de tempo poi*ilitam a o*tenção de coordenada
0eogr.fica, onde ap- erem proceada em comp"tadore por programa
epec#fico, re"ltam no '"e 2 c+amado de 0IS o" itema de informaç%e
geogr.fica, endo a "nião de "ma planta o" mapa topogr.fico a informaç%e
epec#fica$
A Topografia contin"a, entretanto, a er a"4iliar indipen.!el da
fotogrametria e do 03S, poi '"e er!e, por "m lado, para eta*elecer a
oat"ra geom2trica do rele!o, e por o"tro lado, para a"4iliar em medida
complementare do terreno de detal+e enco*erto o" tornado in!i#!ei pela
!egetação$
A enorme dific"ldade apreentada no rele!o topogr.fico de
montan+a ele!ada ão !encido pela Fotogrametria e pelo "o do Sat2lite,
tanto aim '"e etão endo empregado em larga ecala por todo o er!iço
cartogr.fico do m"ndo
A Fotogrametria pode er terretre o" a2rea c+amada
4
AEEOFOTO0EAMETEIA, neta 5ltima com aparel+agem Modern#ima e
cada !e, mai a aperfeiçoada, )"ntamente com o 0IS tem o e" raio de ação
ampliado dia a dia, e não +. mai o*ra p5*lica o" pri!ada import1ncia '"e não
a "tili,e para *ae de e" pro*lema e pro)eto$
3- APLI(A"5ES:
%./,.m,6to -, /,7u,6.s ár,.s: a Topografia 2 o meio pelo '"al e
o*t2m a coordenada planim2trica o" +ori,ontai ?9, I< e a coordenada
altim2trica ?;<, do ponto tanto para o eta*elecimento e controle da etr"t"ra
do retic"lado ?repreentação de alg"ma coordenada< como da feiç%e a erem
mapeada, e ainda do !.rio ponto, no terreno, nece.rio para o deen+o da
c"r!a de n#!el$
E-i1ic.8+,s: com a topografia e fa, o le!antamento planialtim2trico do
terreno, dado f"ndamental ao pro)eto$ Em eg"ida fa,&e a locação e d"rante a
e4ec"ção da o*ra, controlam&e a pr"mada, o n#!ei e alin+amento$
Estr.-.s 9ro-o*i.s , 1,rro*i.s:: a Topografia participa do
recon+ecimento, a)"da no antepro)eto, e4ec"ta a lin+a de enaio o" lin+a *.ica,
fa, e loca o pro)eto do traçado geom2trico, pro)eta a terraplanagem6 reol!e o
tranporte de terra, controla a e4ec"ção e pa!imentação ?infra&etr"t"ra, no cao
da ferro!ia<, cola*ora na inali,ação, corrige fal+a como c"r!a maltraçada,
etc$
B.rr.0,6s: a Topografia fa, o le!antamento planialtim2trico, loca o
pro)eto, determina o contorno da .rea in"ndada, controla a e4ec"ção da o*ra
monitorando pro*lema de pr"mada, n#!ei e alin+amento$
Outr.s O;r.s: a Topografia 2 "tili,ada tam*2m em tra*al+o de
aneamento, .g"a, egoto, contr"ção de ponte, !iad"to, t5nei, porto, canai,
itema de irrigação, arr"amento e loteamento, por2m, empre como "m
@meio@ para atingir "ma o"tra finalidade$ Na Engen+aria Mec1nica, 2
indipen.!el na locação de *ae de m.'"ina e na montagen mec1nica de
alta precião$ Na Engen+aria Eletrot2cnica 2 "tili,ada na +idrel2trica,
"*etaç%e e lin+a de tranmião$ A Topografia at"a ainda no le!antamento
da galeria de mineração, a)"da na partil+a de propriedade e, na Agric"lt"ra,
na c"r!a de n#!el$
Em noo c"ro, *"caremo atender ao reclamo da t2cnica '"e progride
em cear em todo o campo da a ati!idade +"mana, proc"raremo eclarecer
'"ai'"er do o princ#pio f"ndamentai e *.ico da Topografia, ci/ncia de
grande !alia para o *om entendimento da Contr"ção Ci!il$
A"tor: 3rof$ Sal!ador Ferreira Man+ãe
Cola*orador: 3rof$ Marcelo 3ereira França
<
Ji*liografia:
Fonte Con"ltada:
& Separata do 8i!ro, C"ro de Topografia , 82li EpartelK Ed$ 0lo*o
& Te4to de 8a,,arotto$ Fonte Con"ltada: C"ro de Topografia$ 82li Epartel$
Ed$ 0lo*o$ K
& Topografia aplicada L Engen+aria Ci!il$ Al*erto de Campo Jorge$ Mol$F$ Ed$
Edgard Jl(c+er 8tda
- Ee!ita Fator 0IS$
=