You are on page 1of 20

1

CENTRO DE ENSINO IMPACTO / Curso de Técnico em Segurança do Trabalho
Componente Curricular: Segurança no Trabalho / Ministrante: Cledson Ramos
Turma:02










FERRAMENTAS DA QUALIDADE











JANEIRO/2014
JACUNDÁ-PA
2



Curso Técnico em Segurança do Trabalho
Disciplina:Segurança no Trabalho
Turma:02






Ketiane de Deus Silva
Jerlane Alves Araújo
Lucineide Jesus
Patrícia de Jesus
Ruth Aguiar





JANEIRO/2014
JACUNDÁ-PA
3


Curso Técnico em Segurança do Trabalho
Disciplina:Segurança no Trabalho
Turma:02




Ketiane de Deus Silva
Jerlane Alves Araújo
Lucineide Jesus
Patrícia de Jesus
Ruth Aguiar






Trabalho apresentado ao Professor Cledson Ramos do
Curso Técnico em Segurança do Trabalho,como
exigência para obtenção de nota na disciplina de
Análise de Risco.


4



INTRODUÇÃO
A Segurança do trabalho é uma área que exige que o profissional desempenhe uma
série de atividades e procedimentos,de modo que,o mesmo deve saber lançar mão de
ferramentas que irão auxiliá-lo e ajudar na diminuição do tempo gasto na realização
das tarefas.As ferramentas que podem ajudar não só os profissionais da
Segurança,mas todos os profissionais em geral,são as chamadas "Ferramentas da
Qualidade",que serão apresentadas neste trabalho,as mesmas são de fácil modo de
utilização e podem ajudar à evitar uma série de complicações relacionadas ao
processo de planejamento.


















5

AS FERRAMENTAS DA QUALIDADE

O QUE SÃO?
As Ferramentas da Qualidade são técnicas utilizadas com a finalidade de
definir,mensurar, analisar e propor soluções para problemas que eventualmente são
encontrados e interferem no bom desempenho dos processos de trabalho.

As Ferramentas do Controle de Qualidade são: Brainstorming, 4Q1POC,Diagrama de
Causa e Efeito,Fluxograma,Gráficos ,Lista de Verificação Simples,Lista de Verificação de
Frequência,Matriz de Preferência,PDCA e Relatório de Auditoria.

BRAINSTORMING(Tempestade Cerebral)
O QUE É?
O Brainstorming (Tempestade Cerebral) é uma técnica de idéias em grupo que envolve
a contribuição de todos os participantes. Soluções criativas e inovadoras para os
problemas, são alcançadas com a utilização de Brainstorming. O clima de
envolvimento e motivação gerado pelo Brainstorming assegura melhor qualidade nas
decisões tomadas por um grupo, maior comprometimento com a ação e um
sentimento de responsabilidade entre todos.
PRA QUE SERVE?
O Brainstorming é usado para gerar um grande número de idéias em curto período de
tempo. Pode ser aplicado em qualquer etapa de um processo de solução de
problemas, sendo fundamental na identificação e na seleção das questões a serem
tratadas para possíveis soluções,é muito útil,pois requer a participação de todo
grupo.As etapas de uma seção de Brainstorming são:introdução,geração de
idéias,revisão da lista,análise e seleção de idéias e ordenação das idéias.
LIMITAÇÕES
Todas as pessoas da empresa podem utilizar essa ferramenta, devido à sua facilidade.
Porém o sucesso da aplicação do Brainstorming é seguir as regras, em especial a
condução do processo, que deve ser feita por uma única pessoa.
TIPOS DE BRAINSTORMING
Estruturado: Nessa forma, todas as pessoas do grupo devem dar uma idéia a cada
rodada ou “passar” até que chegue sua próxima vez. Isso geralmente obriga até
mesmo o tímido a participar, mas pode também criar pressão sobre a pessoa.
6

Não-estruturado: Nessa forma, os membros do grupo simplesmente dão as idéias
conforme elas surgem em suas mentes.Neste caso há o risco dos participantes mais
extrovertidos dominarem o processo.
REGRAS DO BRAINSTORMING
1. Enfatizar a quantidade e não a qualidade das idéias;
2. Evitar críticas, avaliações ou julgamentos sobre as idéias;
3. Apresentar as idéias tais como elas surgem na cabeça, sem rodeios e melhores
elaborações. Não deve haver medo de “dizer bobagem”. As idéias consideradas
“loucas” podem oferecer conexões para outras mais criativas;
4. Estimular todas as idéias, por mais “malucas” que possam parecer;
5. “Pegar carona” nas idéias dos outros, criando a partir delas;
6. Escrever as palavras do participante. Não interpretá-las.
EXEMPLO DE UTILIZAÇÃO NA ÁREA DA SEGURANÇA DO TRABALHO:
EXPLOSÃO DE CALDEIRA EM BH
BELO HORIZONTE - Sete operários morreram e outros 3 foram internados em estado grave,
todos em decorrência de queimaduras causadas pela explosão, às 8h30min nesta Segunda-
Feira, de uma caldeira da usina de açúcar Rio Grande,no sul de Minas. A usina Rio Grande,
maior produtora de açúcar de Minas havia paralisado suas atividades na noite de Sábado,
devido à fortes chuvas que impediam o fluxo de cana até a unidade industrial e, no momento
em que a equipe de onze técnicos da empresa acionava o gerador para reativar a produção, a
caldeira explodiu, causando as vítimas por queimaduras e, possivelmente, também por choque
elétrico.Um funcionário da usina, que preferiu não se identificar, disse que, ao ser acionado
um gerador de energia elétrica para reativar a usina o tubo de vapor rompeu-se numa das
extremidades.fonte informou que o defeito que conduziu à explosão é , por enquanto,
inexplicável.




BRAINSTORMING DO ACIDENTE
MÁQUINAS PESSOAS
FALTA DE MANUTENÇÃO DAS
MÁQUINAS/EQUIPAMENTOS
FALTA DE ATENÇÃO
DESGASTE DO TUBO DE VAPOR FALTA DE SUPERVISÃO/INSPENÇÃO
7

FALHA/DEFEITO NO GERADOR EXCESSO DE CONFIANÇA
PMTA ACIMA DO NÍVEL FALTA DE UM PROCEDIMENTO DE SEGURANÇA PADRÃO
DEFEITO NA VÁLVULA DE ALÍVIO DA PRESSÃO FALTA DE PLANEJAMENTO

DIAGRAMA DE CAUSA E EFEITO (ESPINHA DE PEIXE/DIAGRAMA DE ISHIKAWA)
O QUE É?
O Diagrama de Causa e Efeito (ou Espinha de peixe) é uma técnica que mostra a
relação entre um efeito e as possíveis causas que podem estar contribuindo para que
ele ocorra.
PRA QUE SERVE?
O diagrama de causa e efeito Visualiza, em conjunto, as causas principais e secundárias
de um problema,amplia a visão das possíveis causas, enriquecendo a sua análise e a
identificação de soluções por meio de análise dos processos objetivando melhorias.














EXEMPLO DE UTILIZAÇÃO NA ÁREA DA SEGURANÇA DO TRABALHO:
DIAGRAMA DE CAUSA E EFEITO DAS POSSÍVEIS CAUSAS DO ACIDENTE EM BH (EXPLOSÃO DE
UMA CALDEIRA) APONTADAS NO BRAINSTORMING DO EXEMPLO ANTERIOR.
8


















4Q1POC/5W2H-PLANO DE AÇÃO
O QUE É?
O 4Q1POC é uma ferramenta utilizada para planejar a implementação de uma solução,
sendo elaborado em resposta às questões a seguir:
1-O QUE(WATH): Qual ação vai ser desenvolvida?
2-QUANDO(WHEN): Quando a ação será realizada?
3-POR QUE(WHY): Por que foi definida esta solução (resultado esperado)?
4-ONDE(WHERE): Onde a ação será desenvolvida (abrangência)?
5-COMO(HOW): Como a ação vai ser implementada (passos da ação)?
6-QUEM(WHO): Quem será o responsável pela sua implantação?
7-QUANTO(HOW MUCH): Quanto será gasto?
Medidas
Meio ambiente
Métodos
Máquinas
Mão de obra
Materiais
EXPLOSÃO
DA
CALDEIRA
Falta de
manutenção
Desgaste da
tubulação
Problemas
/Defeito no
gerador
Falta de
atenção
Falta de
supervisão/inspeção
Excesso de
confiança
PMTA acima
do limite
Falta de um
procedimento
padrão
Falta de
planejamento
Defeito na
válvula de
alívio da
pressão.
9

PRA QUE SERVE?
Utilizando esse quadro é visualizada a solução adequada de um problema, com
possibilidades de acompanhamento da execução de uma ação. Lembrando que
quando o quadro for utilizado,é necessário definir qual a ação a ser implementada.
EXEMPLO DE APLICAÇÃO NA ÁREA DA SEGURANÇA DO TRABALHO:
PLANO DE AÇÃO PARA O EXEMPLO DA EXPLOSÃO DA CALDEIRA
AÇÃO:___________________________
RESPONSÁVEL GERAL:________________________

O QUE POR QUE QUEM QUANDO ONDE COMO QUANTO
Manutenção e
inspeção
periódicas dos
equipamentos da
caldeira.
Pra evitar
incidentes,imprevistos
e possíveis acidentes.
Engenheiro
mecânico.
De três em
três meses
No setor
de
caldeiras.
Fazendo,test
es e métodos
de avaliação.
R$ 1.200

Providenciar um
profissional para
supervisionar os
trabalhos com
caldeiras.
Para evitar atos
inseguros e
descumprimento de
normas e
procedimentos de
segurança.
Profissional
habilitado e
que
conheça as
normas de
segurança.
Até
20/02/14
No setor
de
caldeiras.
Verificando e
entrando em
contato com
os
profissionais
da área.
R$ 800
Fazer treinamento
ou retreinamento
dos colaboradores
que operam
caldeira.
Para instruir os
colaboradores a
respeito dos riscos e
procedimentos de
segurança na operação
de caldeiras.
Profissional
da
segurança
do
trabalho.
Até dia
17/02/14
Em uma
sala/local
de
treinamen
to.
Através de
diálogo ou
video-aula.
R$ 500
Providenciar
procedimento
padrão de
trabalho com as
caldeiras.
Pra evitar que os
operadores pratiquem
negligência/descuido.

Profissional
habilitado
Até dia
20/02/14
Na
empresa
Baseando o
procediment
o padrão em
normas de
segurança.
R$ 200



MATRIZ DE PREFERÊNCIA
O QUE É?
Tabela que permite a organização de idéias ou alternativas segundo uma certa ordem
ou grau de preferência.
10

PRA QUE SERVE?
A Matriz de Preferência serve para escolher e priorizar alternativas de forma rápida e
precisa.É selecionada uma lista de alternativas a serem priorizadas, relacionadas a uma
determinada situação.Em seguida as alternativas são listadas duas a duas e
comparadas umas com as outras de acordo com o grau de importância,o número de
colunas com os resultados das comparações será igual ao número de alternativas
existentes,ao final é calculado o número de vezes que cada uma das alternativas foi
escolhida. A alternativa prioritária será aquela com a maior frequência.
EXEMPLO DE APLICAÇÃO NA ÁREA DA SEGURANÇA
SITUAÇÃO: Entre as alternativas de ações que foram sugeridas no Exemplo anterior
(do Plano de Ação),è necessário estabelecer o grau de importância das
mesmas,verificando quais necessitam serem priorizadas.

ALTERNATIVA
1 ª -
Manutenção
2 ª
-Supervisor
3- ª
Procedimento
Padrão
4 ª -
Treinamento
1 ª -
Manutenção e
inspeção
periódicas dos
equipamentos
da caldeira.
__ __ __
ª

2 ª -
Providenciar
um
profissional
para
supervisionar
os trabalhos
com caldeiras.
1 __ __
3 ª -
Providenciar
procedimento
padrão de
trabalho com
as caldeiras.
1 3 __
4 ª -Fazer
treinamento
ou
retreinamento
dos
colaboradores
que operam
caldeira.
4 4 4
11

Frequência 2 0 1 3
Priorização 2 ª 4 ª 3 ª 1 ª

FLUXOGRAMA
O QUE É?
O fluxograma é a representação gráfica da sequência de atividades de um processo.
Além da sequência das atividades, o fluxograma mostra o que é realizado em cada
etapa, os materiais ou serviços que entram e saem do processo, as decisões que
devem ser tomadas e o pessoal envolvido.O fluxograma torna mais fácil a análise de
um processo à identificação das entradas e de seus fornecedores,das saídas e de seus
clientes e de pontos críticos do processo.
PRA QUE SERVE?
O fluxograma é utilizado para entender um processo e identificar oportunidades de
melhoria,desenhar um novo processo, já incorporando as melhorias,facilitar
comunicação entre as pessoas envolvidas no mesmo processo e disseminar
informações sobre o processo.
SÍMBOLOS
O fluxograma utiliza um conjunto de símbolos para representar as etapas do processo,
as pessoas ou os setores envolvidos, a sequência das operações e a circulação dos
dados e dos documentos. Os símbolos mais utilizados são:

Operação: Indica uma etapa do processo. A etapa e quem a executa são registrados
no interior do retângulo.

Decisão: Indica o ponto em que a decisão deve ser tomada. A questão é
escrita dentro do losango, duas setas, saindo do losango mostram a direção do
processo em função da resposta (geralmente as respostas são SIM e NÃO).

Sentido d fluxo: Indica o sentido e a seqüência das etapas do processo.
12


Limites: Indica o início e o fim do processo
EXEMPLO DE APLICAÇÃO NA ÁREA DA SEGURANÇA DO TRABALHO:
Processo: Treinamento introdutório para trabalho em caldeira








Não

Sim










INÍCIO

O ministrante entra
na sala de e prepara o
material para o
treinamento.
Material
disponível?
Faz a conferência dos
colaboradores
Colaboradores assinam
lista de frequência
Providenciar
materiais que
estão faltando
Ministrante inicia o
treinamento.
13

GRÁFICOS
O QUE SÃO?
Os gráficos são instrumentos utilizados para visualizar dados numéricos, facilitando o
entendimento do significado dos números.
PRA QUE SERVE?
Analisar as tendências, as sequências e as comparações entre duas variáveis. Tornar
mais evidente e compreensível a apresentação de dados,ou seja,resumindo bastante
informação.
TIPOS DE GRÁFICO
Gráfico de linha: Demonstra o relacionamento entre dois eventos. Uma variável é
marcada do eixo horizontal e a outra, no eixo vertical.
Gráfico de Tempo: Utilizado para mostrar a variação de um evento ao longo de um
período de tempo e os intervalos de tempo no eixo horizontal.
Gráfico de Barras: Formado por barras paralelas verticais, que mostram o
relacionamento entre duas variáveis. Frequentemente, são utilizados com a variável
tempo no eixo horizontal.
Gráfico Circular ou de Pizza: Usado para mostrar o relacionamento de cada uma das
partes com o todo. os gráficos circulares exibem como cada uma das partes contribui
para o produto ou processo total. O gráfico circular apresenta o quadro total, sendo
considerado igual a 100%.
LISTA DE VERIFICAÇÃO SIMPLES
O QUE É?
A lista de verificação é uma lista de itens pré estabelecidos que serão marcados a
partir do momento que forem realizados ou avaliados.
PRA QUE SERVE?
A Lista de Verificação Simples é usada para certificar que os passos ou itens pré
estabelecidos foram cumpridos ou para avaliar em que nível eles estão. É Determinado
quais os itens que precisam ser verificados,e é feito um formulário onde a pessoa que
for preencher possa marcar um “X” ao lado item verificado ou no critério estabelecido
de avaliação (exemplo: ruim, regular, bom e excelente).

EXEMPLO DE APLICAÇÃO NA ÁREA DA SEGURANÇA:
14

OBJETIVO: Avaliar o cumprimento dos itens estabelecidos no procedimento padrão de
trabalho em caldeiras.
FOLHA/LISTA DE VERIFICAÇÃO
Como está o cumprimento do procedimento padrão NUNCA NA MAIORIA DA VEZES SEMPRE
A área de caldeira(s) está dispondo de saídas amplas,
permanentemente desobstruídas e dispostas em direções
distintas?




X

A área de caldeiras está dispondo de iluminação conforme as
normas oficiais vigentes?

X
As válvulas de segurança são inspecionadas periodicamente?

X
O manômetro é inspecionado diariamente? X
Está sendo mantido acesso fácil e seguro,para caso de
operação e manutenção da(s)
Caldeira(s)?
X
Está sendo mantido sistema de captação e lançamento
dos gases e material
particulado, provenientes da combustão, para fora da
área de operação?
X
A área de caldeira(s) está sendo mantida bem sinalizada? X

21 RELATÓRIO DE AUDITORIA
O QUE É?
O relatório de auditoria é um formulário de verificação (constatação) de cumprimento
de padrões ou normas.
PRA QUE SERVE?
O relatório de auditoria é utilizado para verificar se o que foi padronizado está em
uso,sendo cumprido e funcionando. Por ser um documento de constatação,utilizado
através da lista de verificação não deve conter sugestões e sim a descrição do que
ocorre,ou seja,fazendo as anotações das evidências.
COMO USAR?
Uma lista de verificação de auditoria é composta tipicamente por:
• Referência à Norma aplicável e/ou documento da qualidade utilizado na auditoria
• Os elementos da Norma
• Itens específicos
15

• Espaço para comentários
Para um relatório de auditoria é necessário procurar gerar o máximo possível de
questões cuja resposta possa ser o tipo “conforme” ou “não - conforme”, de maneira
que a avaliação “SIM” corresponda a uma conformidade e o “NÃO” a uma não-
conformidade.
O REGISTRO DE UMA NÃO-CONFORMIDADE
As observações levantadas no decorrer da auditoria são anotadas em documentos de
trabalho conhecidos como “relatórios de não-conformidades – RNC” ou “Solicitação de
Ação Corretiva – SAC”. Estes relatórios contém declarações sobre fatos levantados,
não-conformidades, nomes e outras informações relevantes,a não-conformidade,
descrição clara do observado e as evidências objetivas que são o que foi observado e
que embasa (justifica) a não- conformidade.
EXEMPLO DE APLICAÇÃO NA ÁREA DA SEGURANÇA DO TRABALHO:
Objetivo: Avaliar cumprimento do procedimento padrão para trabalho com
caldeira(s)
Descrição dos itens Conforme Não - conforme Evidências/Comentários
A área de caldeira(s) está dispondo
de saídas amplas, permanentemente
desobstruídas e dispostas em
direções distintas?

X As saídas estão desobstruídas.
A área de caldeiras está dispondo de
iluminação de emergência?

x Há iluminação de emergência.

A caldeira é inspecionada
periodicamente?

X Não é inspecionada
periodicamente,apenas quando há
algum problema.
Obs:Providenciar manutenção
periódica.
O manômetro é inspecionado
diariamente?
X
Está sendo mantido acesso fácil
e seguro,para caso de
operação e manutenção da(s)
Caldeira(s)?
X
Está sendo mantido sistema de
captação e lançamento dos
gases e material
particulado, provenientes da
combustão, para fora da área
de operação?
X
A área de caldeira(s) está sendo
X
16

mantida bem sinalizada?

SOLICITAÇÃO DE AÇÃO CORRETIVA Nº 01
DESCRIÇÃO DA NÃO-CONFORMIDADE:
A caldeira não está sendo inspecionada periodicamente,apenas quando nota-se algo
errado.




CLASSIFICAÇÃO: MAIOR MENOR
REQUISITO NÃO ATENDIDO:
Não está havendo o cumprimento do item que estabelece a inspeção periódica da(s)
caldeira(s) que consta no procedimento padrão,o que pode contribuir para a
ocorrência de incidentes,e em casos mais extremos acidentes.




EVIDÊNCIA OBJETIVA:
A tubulação está com sérios danos devido ao desgaste.


AUDITOR – NOME:***************
ASSINATURA:______________________________
AUDITADO – NOME:**************
ASSINATURA:_______________________________








x
17


LISTA DE VERIFICAÇÃO DE FREQUÊNCIA
O QUE É?
A Lista de Verificação de Frequência é usada para determinar quantas vezes ocorre um
evento ao longo de um período de tempo determinado.Neste instrumento, podem ser
colhidas informações dos eventos que estão acontecendo ou daqueles que já
aconteceram.
Embora a finalidade da Lista de Verificação de Frequência seja o acompanhamento de
dados e não a sua análise, ela normalmente indica qual é o problema e permite
observar, entre outros, os seguintes aspectos:
- número de vezes em que alguma coisa acontece;
- tempo necessário para que alguma coisa seja feita;
- custo de uma determinada operação ao longo de um certo período de tempo;
- impacto de uma ação ao longo de um dado período de tempo.
PRA QUE SERVE?
A Lista de Verificação de Frequência registra informações sobre o desempenho de um
processo e acompanha defeitos em itens ou processos.
COMO USAR?
-Determine exatamente o que deve ser observado.
-Defina o período durante o qual os dados serão coletados.
-Construa um formulário simples e de fácil manuseio para anotar os dados.
-Faça a coleta de dados, registrando a frequência de cada item que é observado.
-Some a frequência de cada item e registre na coluna Total.
EXEMPLO DE APLICAÇÃO NA ÁREA DA SEGURANÇA DO TRABALHO:
PROBLEMA: Defeitos nos equipamentos da(s) caldeira(s)
PERÍODO: O1 Mês
PROCESSO: Geração de energia através da caldeira
RESPONSÁVEL:Sr.x
PERÍODO:00/00/00 à 00/00/00
TOTAL DE INSPEÇÕES DIÁRIA:
18

PROBLEMA FREQUÊNCIA TOTAL
Válvula de Segurança
não mostra a pressão de
abertura
////////// 10
Manômetro com defeito ////////// 10
sistema de drenagem
rápida não funcionando.
///// 05
Danificação na tubulação a
curto prazo
///// 05
TOTAL 30


PDCA
O QUE É?
O PDCA (PLAN(PLANEJAMENTO)-DO(FAZER)-CHECK(AVALIAR)-ACTION(AÇÃO
CORRETIVA) é uma ferramenta utilizada para fazer o planejamento e a melhoria de
processos.
PARA QUE SERVE?
O PDCA é utilizado no planejamento e na implantação de processos, incluindo as
melhorias e correções,lembrando que é um processo contínuo.
COMO USAR?
O PDCA é dividido em quatro fases:Planejamento,Fazer,Avaliar e Ação Corretiva.No
início,ou seja,na fase de Planejamento são estabelecidas as metas a serem alcançadas
e os métodos utilizados para alcançá-las,em seguida se inicia o processo de
Fazer,colocar em prática a execução das tarefas e fazer treinamento ou educação do
pessoal envolvido,após estas etapas é feita a Verificação/Avaliação dos resultados
alcançados,e por fim é feita a Ação Corretiva se for necessário.







19

EXEMPLO DE UTILIZAÇÃO NA ÁREA DA SEGURANÇA DO TRABALHO:
META:
P(PLAN)PLANEJAMENTO

D(DO)FAZER

C(CHECK)AVALIAR

A(ACTION)AÇÃO CORRETIVA






CONCLUSÃO














20












REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
1-SEBRAE-MANUAL DE FERRAMENTAS DA QUALIDADE
SITE: