You are on page 1of 13

www.eficazconcursos.com.

br

DICAS EFICAZES DE ESTUDO
PARA APROVAR EM
CONCURSOS PÚBLICOS
Prof. Eduardo Costa

Olá, concurseiros e concurseiras! Tudo bem?
Eu sou o prof. Eduardo Costa, Diretor Pedagógico da Eficaz Concursos, e hoje fala-
remos um pouco sobre dicas de estudo, de como aprovar em concursos públicos!
Além de professor, também sou concurseiro, assim como você. Desde de 2010, man-
tive no ar um blog sobre minha preparação para o concurso da Polícia Federal, meu sonho
desde garoto. Portanto, as dicas que trarei nesse texto (e no vídeo, disponível AQUI) são
essencialmente práticas, fruto da minha experiência como concurseiro e professor nesses
mais de 4 anos. Compartilharei também com vocês algumas preciosas vivências que tive
com o blog – Perseguindo um Sonho: Rumo à Polícia Federal (link AQUI) –, na esperança
de que elas possam ser úteis à jornada de cada um de vocês.
Espero que façam bom proveito dos conhecimentos aqui exposto e que lhe ajudem
a se preparar melhor para a sua aprovação!

Grande abraço, e bons estudos!


Prof. Eduardo Costa



2
Consciência de Projeto
Quando iniciamos algo – especialmente quando o sucesso depende em boa parte de nós
mesmos –, precisamos desenvolver algo que chamamos de “consciência de projeto”.
Nada mais é, em termos práticos, do que ter consciência de “no que você está se me-
tendo”. Assim, é a escolha convicta do que você quer para você e para sua vida, e acre-
ditar que tem potencial e capacidade de chegar lá.
Para isso, no entanto, é necessário ter em mente alguns aspectos muito importantes,
antes de, efetivamente, começar a sua jornada pela aprovação. Vamos a eles?

Projeto de médio a longo prazo
Aprovação em concurso público não acontece do dia para noite. É preciso tempo
de estudo, vontade, e muito esforço para chegar lá, e, em geral, tudo isso vem apenas
com o tempo.
Claro que há pessoas que passam a curto prazo, sem dúvida, mas são raros os casos.
Se você acha que esse é o seu, boa sorte; mas se você tem os pés no chão (e consciência
de projeto), é bom se programar para uma preparação mais extensa e completa, com
uma garantia muito maior de sucesso.
Não há como definir um prazo para aprovação, pois isso depende de muitos fatores
adversos. Quantidades de horas estudadas, tempo de dedicação, uma boa bibliografia,
ter ou não apoio da família, abertura de edital, etc., são alguns desses fatores, que podem
acelerar ou retardar sua aprovação.
Mas ainda que todas essas condições lhe sejam favoráveis, de nada vai adiantar se
você não passar a ter atitudes vencedoras, que garantirão sua aprovação! Assim sendo,
mesmo que não dê para estipularmos um prazo para aprovação, podemos tomar a dian-
teira nesta corrida com ações e posturas de vida que melhorem seu desempenho.

Não se passa em concursos só com inteligência
“Ah, professor, mas eu não preciso de nada disso! Eu sou inteligente!”. Legal, amigão,
que bom pra você. Mas sinto lhe dizer isso: apenas inteligência NÃO APROVA em concursos
públicos. Mas não fique decepcionado: nem mesmo Einstein passaria em um concurso se



3
não soubesse todo o conteúdo programático cobrado na prova, ou COMO a banca exa-
minadora cobraria tal conteúdo.
Não me entendam mal: inteligência ajuda sim, ajuda MUITO. Mas SÓ ela não é o
suficiente para garantir a aprovação. Mas para alcançar o sonho da aprovação, é neces-
sário uma série de habilidades e qualidades que o concurseiro deverá desenvolver ao
longo da sua preparação, como disciplina, vontade e foco nos seus objetivos.

Qualidade + Quantidade de Estudo = APROVAÇÃO
Para resumir essas elementos que resultam na aprovação, há uma fórmula bem sim-
ples e fácil de se compreender:




Ou seja: para aprovar em concursos, é preciso QUANTIDADE de horas dedicadas ao
estudo (Tempo de Estudo), e QUALIDADE no aprendizado (Otimização dos Estudos). Enten-
dam que aqui não se trata apenas de alcançar o equilíbrio entre esses elementos, mas
uma soma: quanto mais de cada um deles, mais próximo da aprovação você estará.
Você já deve ter ouvido a máxima concurseira de que “não adianta estar 10 horas
seguidas, se você só conseguiu aproveitar duas”. Isso sintetiza a ideia que tratamos aqui:
quem estuda muito tempo e com muita qualidade, termina ficando MUITO a frente nessa
jornada pela aprovação, pois consegue o melhor desempenho possível. Conciliem e , por-
tanto, qualidade de estudos (otimizando o aprendizado com técnicas de estudo) e quan-
tidade de horas estudadas.

Estudo para concurso não é tese de doutorado!
Conscientizem-se de que o estudo para concursos é diferente do estudo para os
demais objetivos, sendo, portanto, necessário uma preparação igualmente diferente.
Quando digo que “não é tese de doutorado”, quero dizer que ninguém tem que se
tornar doutor em Direito Constitucional, Direito Penal, membro da Academia Brasileira de
Letras ou um técnico de informática para passar em concursos. Sou objetivo é esse: passar.
Tempo de Estudo (Quantidade) + Conteúdo (Qualidade)
= APROVAÇÃO



4
Não adianta querer se aprofundar extensamente em disciplinas A ou B, quando na
prova não será cobrado nem perto dessa profundidade toda! É como estudar toda a Cons-
tituição Federal quando na prova só vai cair o Capítulo X, Y e Z. É desperdício de tempo,
recurso e energia!
Entendam que não quero dizer aqui que o estudo para concurso deva ser raso. De
forma alguma: você deve se aprofundar no conteúdo cobrado na prova sim. Mas (usando
o exemplo anterior), ao invés de se matar estudando toda a CF/88, estude apenas os ca-
pítulos X, Y e Z! Conhecimento não ocupa espaço, claro, mas tempo também não volta
atrás. Nesse caso, estudar toda a CF simplesmente não é necessário, e você deveria investir
melhor esse tempo e energia estudando outras coisas (efetivamente cobrado na prova).
Assim sendo, é necessário dosar a intensidade dos estudos, estudando o que é pre-
ciso, como é preciso e quando for preciso. Evite desperdício de tempo e de energia com
o que não é prioridade.
“Conhecimento não ocupa espaço, claro, mas tempo
também não volta atrás. Evite desperdício de tempo e
energia com o que não é prioridade.”

Planejamento e Preparação
Em qualquer projeto que seja, de concurso ou de vida, preparação e planejamento são
essenciais. Sem elas, qualquer concurseiro que almeje a aprovação tende facilmente ao
fracasso, uma vez que são justamente elas que definem um “mapa” seguro de “onde se
está” para “onde se quer chegar”, e, principalmente, “como chegar”. Portanto, se faz im-
perioso que o concurseiro leve muito a sério essa fase da jornada, pois, como diz o ditado,
antes de querer correr, primeiro é preciso aprender caminhar!

Planejamento NÃO É perda de tempo!
É exatamente o contrário: um bom planejamento te ajuda a GANHAR tempo.
Afaste essa ideia de que se preparar e planejar o seu projeto de estudo é perda de
tempo, pois definitivamente não é. A medida em que você traça um plano e sabe O QUÊ,
COMO e QUANDO estudar, você economiza tempo, poupando-se dos eventuais “erros
estratégicos” durante a sua preparação.



5
Que tal um exemplo para ilustrar isto? Vamos lá: imagine um concurseiro que almeja
o cargo de Policial Civil do seu estado. Ele sabe que cairá Direito Penal na sua prova, claro,
e na sua preparação, lendo a respeito, ele descobre que na Constituição, no Art. 5º, tem
muitos dos princípios do Direito Penal que ele estudará. Assim, no seu planejamento, o con-
curseiro atento vai montar o seu programa de estudo de modo a ver “Direitos e Deveres
Individuais e Coletivos” em Direito Constitucional (que inclui o dito Art. 5º) ANTES de ver
Direito Penal, de forma a já estar familiarizado com o tema quando efetivamente começar.
Assim, ele economizou tempo (evitando estudar duas vezes o mesmo assunto) e ganhou
qualidade no estudo.

Antes de aprendo O QUÊ estudar, aprenda COMO
Técnicas de estudo são desenvolvidas aos montes, e todas tem um objetivo muito
claro: otimizar o seu estudo. Aprender “como estudar” significa poupar tempo, evitando
erros comuns de quem já percorreu esse caminho antes de você. E isso, acreditem, faz uma
diferença enorme para uma excelente preparação para concursos.
No entanto, tão importante quanto aprender tais técnicas é TESTÁ-LAS. Há um
acervo gigantesco de mecanismos de aprendizado e dicas de preparação, então teste
todas as que puder, pois só assim saberá o que de fato funciona para você. Cada pessoa
é única em seu processo de aprendizagem, e, portanto, mesmo que alguma técnica seja
“famosa”, ou indicada por professor X ou Y, se ela não for confortável ou útil para você,
descarte-a sem dó e passe para próxima!
Dedicar-se a aprender as melhores formas de estudar, como o planejamento, não
é desperdício de tempo. Com técnicas que otimizem seus estudos, você ganha TEMPO e
QUALIDADE de estudo, aprendendo “bizus” valiosos que lhe ajudarão a aproveitar melhor
o tempo, fixar melhor a matéria e acelerar o seu processo de aprendizagem.

Substituindo hábitos
Um bom planejamento, essencialmente, envolve o estabelecimento de uma nova
rotina de vida, com novos hábitos. Mas sabemos, no entanto, que cultivar novos hábitos
não é nada fácil, não é? Aquela dieta que sempre adiamos ou não conseguimos conti-
nuar; os treinos, que são longe e dão uma preguiça enorme; levantar uma hora mais cedo
para estudar, ou não cochilar a tarde para não desregular o sono, etc., etc., etc.



6
Mas não desanimem, porque mesmo que seja difícil, não é impossível. Podemos cul-
tivar bons hábitos apenas tendo em mente que maus hábitos não se “perdem”: se substi-
tuem. Assim, comece aos poucos, trocando maus por bons hábitos: não só nos estudos,
mas também no dia-a-dia. Reflita um pouco sobre seu cotidiano e tente perceber onde
você poderia mudar para melhor, onde plantar hábitos positivos, e comece a por isso em
prática.

Podemos cultivar bons hábitos apenas tendo em mente que
maus hábitos não se “perdem”: se substituem.

É como as clássicas “dietas de segunda”: “A partir de segunda, vou cortar todas as
besteiras, vou treinar de manhã, de tarde e de noite, e vou perder 8 Kg em uma semana!”.
Na quarta ele já, ou furou com seu planos, ou desistiu completamente, deixando para “a
próxima segunda” o recomeço do seu projeto fazendo exatamente a mesma coisa. Como
alcançar novos e melhores resultados, se continuamos fazendo as mesmas coisas?
Mas não se esqueça de começar devagar! Não tente dar um passo maior que as
pernas. Mudanças abruptas de hábitos tendem facilmente ao fracasso, pois o ser humano
é um ser de hábitos, e “cortá-los” de uma vez dificilmente dá certo. Assim sendo, mude os
hábitos aos poucos, substituindo-os gradativamente. Você, com o tempo, com essas pe-
quenas mudanças, você conseguirá consolidar uma nova e mais saudável rotina em prol
do seu sonho.

Estabelecendo prioridades
Dispense atenção e energia apenas ao que REALMENTE importa. Com o planeja-
mento, será necessário estabelecer prioridades – de vida e de estudos –, e por isso, deve-
mos nos dedicar apenas ao que é importante para perseguir e alcançar os nossos sonhos.
Se dedicar aos concursos não é nada fácil, e você precisará invariavelmente abrir
mão de diversas coisas em prol da aprovação. É o preço a se pagar pela realização do
sonho, não tem jeito. O fato é que você terá que definir o que importa para sua vida nesse
momento, o que merece a sua atenção, energia e empenho. Isto, nem o professor Eduardo,
nem o William Douglas, nem seus pais, nem amigos, nem ninguém poderá fazer por você,
cabendo apenas a você escolher o que merece a sua atenção nesse momento da sua
vida. É um momento de escolha, e essa escolha é só sua.



7
“Invista mais no que sabe menos”
Outro lema dos concurseiros. Não caia na armadilha de dar mais atenção às maté-
rias que você mais gosta ou tem mais afinidade. Você deve investir justamente nas matérias
em que sabe MENOS, pois são exatamente essas as matérias que exigirão mais de você na
hora da prova, e não aquelas que você domina.
Não pense que estudar mais uma disciplina do que outra é um “desequilíbrio” no
seu aprendizado. “Equilíbrio” também é “proporcionalidade”. Ou seja, você deve estudar
mais as disciplinas que sabe menos e menos as que você sabe mais, mas também deve
estudar mais a que tem peso maior na prova, e menos a que tem peso menor. De que
adianta estudar um extenso conteúdo de Direito Processual Civil, que você tem mais difi-
culdade, se na prova contará com três questões da mesma, e estudar pouco Direito Penal,
com que você tem afinidade, que terá 10 questões? É preciso também aprender a ser
equilibrado e proporcional no planejamento do seu projeto de estudos.

Execução do Projeto: o dia-a-dia concurseiro
É claro que, uma vez estabelecido os parâmetros da preparação e do planejamento para
iniciar seu projeto de aprovação, você deve ter uma vida condizente com o mesmo. Logo
abaixo, segue um elenco dos principais aspectos que acreditamos que você deva a se
atentar no seu dia-a-dia de concurseiro.

Concorrência? Só consigo mesmo
Infelizmente, nossa sociedade nos ensina a ser extremamente competitivos e indivi-
dualistas. O crescente número de candidatos nos concursos nos leva a encarar, em geral,
os demais candidatos como concorrentes, rivais e até como “inimigos”.
Isto é a mais pura besteira!
Quem pensa dessa forma, está desperdiçando uma preciosa oportunidade de cres-
cer na companhia de outras pessoas que buscam o mesmo sonho que você. Não é óbvio?
Oras, é muito mais fácil e positivo um grupo de pessoas com o mesmo objetivo em comum



8
se unirem para estudar junto, compartilhar materiais, trocar dicas e motivarem uns aos ou-
tros, do que esse mesmo grupo criar rixas e rivalidades tolas, sabotando-se a si mesmos, não
levando ninguém a lugar nenhum.
No meu blog, Perseguindo um Sonho (link AQUI), tive a incrível experiência de formar
uma grande rede de amigos e colaboradores. Ajudando os outros candidatos ao compar-
tilhar minhas experiências e dicas de estudo, terminei por formar ao meu redor uma grande
família de concurseiros, ávidos por conhecimento e dispostos a ajudar todos aqueles que
buscassem os mesmos sonhos que eles. Esse é um excelente exemplo de como se deve
enxergar o outro e de como aproveitar seus aliados.
Dessa forma, entendam: na jornada pela aprovação, seu único concorrente é você
mesmo. Seu verdadeiro inimigo está juntinho de você todos os dias, todas as horas: sua
indisciplina. Perceber no outro candidato um aliado em potencial traz muito mais benefí-
cios do que encará-lo como um inimigo provável.

Aprenda com quem tem a ensinar
Essa é, na verdade, uma lição para a vida! Milhares de pessoas vivem todos os dias as
mesmas coisas que já vivemos ou iremos/queremos viver. Há MUITAS pessoas lá fora que já
percorreram ou ainda percorrem essa mesma estrada em que você está começando a
caminhar agora: a estrada para a aprovação. Estas pessoas, em geral, tem MUITO a ensi-
nar, então por que não aprender com eles, que conhecem esse caminho melhor que nós?
Às vezes coisas simples – como o hábito de se alongar nos intervalos dos estudos, ou
de carregar consigo sempre uma garrafa d’água – pode lhe trazer vários benefícios. Ma-
cetes como estes são passados entre concurseiros, e só tem a acrescentar na preparação
de todos. Portanto, aprenda todos os macetes que puder com professores, concurseiros
experientes, ou com quem quer que tenha algo útil a ensinar. Essa é uma lição preciosa a
ser levada para a sua preparação e para a sua vida.

Cultivando a DISCIPLINA
Provavelmente a maior “qualidade” a ser desenvolvida e exercida durante toda a
sua preparação para concursos (com reflexos diretos na sua vida) é, sem dúvida, a disci-



9
plina. Mas engana-se quem acha que disciplina é só a capacidade de fazer o que se pre-
cisa na hora certa. Vai muito além: disciplina é a capacidade que você tem de superar a
si mesmo e realizar aquilo que você PRECISA fazer na hora em que você NÃO QUER fazer.
A disciplina também deve ser cultivada aos poucos, trocando gradativamente os
hábitos para se encaixar dentro daquilo que você propôs a si mesmo. Mude os maus hábi-
tos, como a procrastinação e a permissividade, e passe a cultivar atitudes mais positivas
quanto a sua preparação e a vida, reforçando bons hábitos e educando a si mesmo. Assim,
a disciplina se tornará seu MELHOR aliado na preparação para concursos.

“Disciplina é a capacidade que você tem de superar a si
mesmo e realizar aquilo que você PRECISA fazer na hora
em que você NÃO QUER fazer.”
Exercícios Físicos
A prática de atividade física é importante não só por ser benéfica aos estudos, a
medida em que oxigena o cérebro, mas também por ser uma questão básica de saúde
mesmo. Manter uma vida saudável é importante, por mais difícil que seja manter esse estilo
de vida (essa parte, cabendo a disciplina).
Assim, comece já a praticar exercícios físicos. Concurseiros tendem a ser sedentários,
por passarem longos períodos sentados estudando, então mova-se e busque uma rotina
de vida mais saudável.

Viva com Equilíbrio!
Estude sim, estudo muito, mas não deixe de viver por isso. Não adianta deixar de
aproveitar a sua família, esposa, amigos e oportunidade do seu tempo presente, em prol
de um sonho futuro (mesmo que seja pelo bem deles que você está ralando). Todos nós
IMPORTANTE: Se o seu concurso inclui Teste de Aptidão Físca (TAF), comece a treinar
IMEDIATAMENTE. O TAF é, provavelmente, a fase do certame que mais elimina candi-
datos, depois da prova intelectual. MAS não esqueça, no entanto, de procurar um mé-
dico antes, e, se possível, a ajuda especializada de um profissional de Educação Fí-
sica. Assim, não deixe sua preparação para depois!



10
temos família, amigos, relacionamentos, compromissos, etc., e mesmo que o concurso seja
importante para você, não se prive de nada disso.
Viver com equilíbrio é saber coordenar todos esses “núcleos” da sua vida de forma
harmoniosa e proporcional. Quando disse anteriormente que deveríamos estabelecer pri-
oridades para a nossa vida, gastando energia com o que importa, citei o equilíbrio justa-
mente por isso. É importante que aprendamos a desempenhar todos os papéis sociais (pai,
filho, tio, sobrinho, neto, amigo, professor, aluno, etc.) de forma a tornar a preparação para
concursos MAIS UM desses núcleos, e não substituí-los pela sua jornada pela aprovação.
Não deixe de viver o presente em prol de um futuro que (ainda) não aconteceu.
Aprenda a equilibrar os “núcleos” da sua vida e a viver de forma mais harmoniosa possível.
Sonhe com o futuro, mas viva no tempo presente.

“Sonhe com o futuro, mas viva no tempo presente.”

Motive-se constantemente
A coisa mais normal do mundo é desanimar durante a sua jornada para concursos
públicos. Não é um caminho fácil, por vezes longo e doloroso, mas os que perseveram sem
dúvida alcançam seus sonhos e objetivos.
Você pode ter os mais diversos motivos para ter embarcado nessa jornada: estabili-
dade financeira, segurança familiar, status, ideal, sonho de vida, etc. Seja qual for a sua
motivação, mantenha-a sempre em mente, de forma a ser seu sustento todas as vezes que
você tropeçar no caminho. Acredito em si mesmo e no seu sonho, pois essas são as chaves
da verdadeira motivação.

Conteúdo de qualidade
Busque SEMPRE conteúdo de qualidade para os seus estudos e para sua preparação.
E isso vale para tudo: desde vídeos motivacionais, até sua própria bibliografia. Pelo amor
de Deus, galera, não vacilem: nada de apostilinha meia-boca ou cursinhos pé-de-chinelo!
Invista sempre no melhor para conseguir também o melhor: essa é a regra.
Em concursos (e, em geral, na vida), o investimento é proporcional ao retorno espe-
rado. Se você quer ter uma qualidade de estudos excepcional, quer render mais nos seus
estudos, não basta utilizar as melhores técnicas e dedicar tempo na preparação. Ainda



11
que conte com tudo isso, não valerá muito se estiver estudando por materiais ruins, com
cursos que só te darão dor de cabeça, e professores que não sabem nada sobre concursos.
Pesquise quais os melhores cursos, quais os melhores livros de cada matérias, os me-
lhores professores, etc., mas não confunda preço com qualidade. Não faltam bons conte-
údos baratos, ou mesmo gratuitos, e de extrema qualidade.
Saber filtrar o que é de qualidade e o que não é pode ser difícil no começo, então
busque se inteirar com o meio concurseiro para saber quais e como obter os melhores con-
teúdos possíveis para sua preparação, e, claro, a melhor forma de aproveitá-los. Essa pode
ser justamente a diferença entre a aprovação e a reprovação.

“Investir na sua preparação é investir em si mesmo e no seu futuro.”


E é isso aí, galera!
A jornada dos concursos públicos é árdua. É caminho difícil e pedregoso, almejado
por muitos e alcançado apenas por alguns. Mas por mais difícil que pareça, sem dúvida, é
uma jornada recompensadora. Lembre-se que SEMPRE é possível alcançar sua sonhada
aprovação, desde que com o tempo certo de estudo e a qualidade certa de aprendizado.
Aprecie o caminho, e procure tirar todas as lições que puder dessa jornada. As mai-
ores e mais importantes “heranças” dela você levará como tesouros para toda a vida,
como a sua Força de Vontade e a Disciplina desenvolvidas durante o caminho.
Quando se sentir mal e desanimado pela jornada, busque ter em mente que ne-
nhum sofrimento é permanente. Por mais cansativa que seja essa fase, ela é necessária
justamente para separar os capazes. Uma grande amiga minha, aspirante a Delegada Fe-
deral, me ensinou que o concurso está sendo definido agora, nesse exato momento, por
aqueles que insistem em continuar lutando pelos seus sonhos.
Portanto, não desista! Trate de plantar as melhores sementes agora, pois só assim
poderá colher no futuro os melhores frutos. Ninguém vai perseverar nesse caminho por
você. Mesmo com todos os seus aliados (família, amigos concurseiros, professores, etc.),
você continuará sozinho, pois ninguém passará no concurso por você. Todos eles poderão
te ajudar, e muito, mas tudo depende de você, e só de você!
Persiga seus sonhos, e NÃO DESISTA!
Bons estudos a todos, e até a próxima, pessoal!



12
Sugestões de Conteúdo:
Gosto de indicar para os meus alunos conteúdos interessantes (dentre livros, sites, vídeos,
filmes, etc.) que acredito que lhes acrescente algo positivo para a preparação dos mesmos.
Aqui vão algumas indicações bem básicas, mas que valem tanto para o iniciante quanto
para o concurseiro veterano.

Livros:
 “Como Passar em Provas e Concursos”, de William Douglas: um clássico que sempre in-
dico com pontapé inicial nesse mundo dos concursos. Vale DEMAIS a leitura!
 “Como Estudar para Concursos”, de Alexandre Meirelles: dicas desse grande autor sobre
como ESTUDAR para concursos. O livro é essencialmente PRÁTICO, o que o torna (para
mim) ainda mais atrativo e indicado.
 “Preparação Física para Concursos”, de Elon Junior: um dos livros que norteou minha
própria preparação. Fortemente recomendado!
 “Viver sem arrependimento”, de Arnaud Maitland: precioso estudo da mente humana à
luz do budismo, com grandes ensinamentos sobre como encarar a vida e aprender com
ela, independente de religião. Recomendadíssimo também.

Vídeos:
 Canal Eficaz Concursos (Youtube): canal do curso preparatório online Eficaz Concursos.
Sempre com novos conteúdos voltados para concurso (como a própria aula que deu
origem a esse texto).
 Dicas de Estudo – Prof. Eduardo Costa: vídeo que deu origem a esse texto. A síntese das
ideias aqui apresentadas.
 Canal Elon Junior: o coach e preparador físico, prof. Elon Junior, dá dicas de treinamento
físico e saúde, de importância a todos os concurseiros.
 Canal Vontade Ilimitada: vídeos motivacionais, sobre como desenvolver sua Vontade,
de um grande parceiro nosso, Celso Carvalho. Vale muito a pena!

Sites:
 Eficaz Concursos;
 Efísica – Preparação Física para Concursos;



13
 Perseguindo um Sonho: Rumo à PF;
 Vontade Ilimitada;
 Lia Salgado;

Facebook:
 Eficaz Concursos
 Perseguindo um Sonho: Rumo à PF
 Elon Junior
 Vontade Ilimitada;
 William Douglas


Prof. Eduardo Costa
Eduardo Costa da Silva é professor de História formado pela
Universidade Estácio de Sá. Leciona as disciplinas de História,
Administração e Metodologia de Estudo. Trabalha na área e
estuda para concursos públicos há mais de 4 anos, atuando
com metodologia de estudo, coaching e motivação para
concursos. Atualmente trabalha como Diretor Pedagógico da
Eficaz Concursos e é criador/ coordenador do blog Perse-
guindo um Sonho: Rumo à PF!
Rala, sua e corre atrás dos seus sonhos, assim como você!

Contatos:
Para dicas de estudo, preparação para concursos, entre outros conteúdos relacio-
nados, podem entrar em contato comigo com suas dúvidas, críticas e sugestões. Fiquem
a vontade!
 E-mail: eduardocosta.cultura@gmail.com e eduardocosta@eficazconcursos.com.br
 E-mail do Blog: perseguindoumsonho@gmail.com
 Site: http://perseguindoumsonho-rumoapf.blogspot.com.br/
 Facebook: https://www.facebook.com/eduardo.costadasilva.752
 Telefones: (21) 99163-0477 (Claro) e 98018-8713 (TIM)