You are on page 1of 3

110

Unidade V – Secadores
1. Introdução

A operação de secagem consiste num abaixamento da umidade do açúcar até um


ponto que ela seja compatível com a estocagem, outro ponto importante a considerar é
que a temperatura do açúcar na saída dos secadores deve ser mantida preferencialmente
na faixa de 30 a 40ºC para que não ocorra amarelamento e empedramento do açúcar no
período de estocagem.

2. Recomendações

Os principais fatores que acarretam temperaturas muitas elevadas no ensaque são:

• Falta de vapor para aquecimento do ar

• Vazão de ar do ventilador insuficiente do ar

• Vazão de ar do exaustor insuficiente do ar

• Tempo de retenção insuficiente; valor recomendado é de 5 a 10 minutos


dependendo da temperatura do ar e umidade do açúcar desejado no ensaque.

• Cascateamento do açúcar no interior do secador rotativo deficiente devido à


distribuição e geometria das aletas.

• Temperaturas muito elevadas na alimentação do secador

• Tempos de lavagem com vapores excessivamente longos nas centrifugas.

3. Tipos de Secadores

Os mais utilizados são:

• Secador de Tambor Rotativo (Secador Horizontal)


• Secador Vertical de Bandejas

3.1 Secador de Tambor Rotativo

O secador de uso mais corrente é o de tambor rotativo, que consiste num cilindro
metálico montado na horizontal levemente inclinado 5 a 7° para facilitar a progressão do
açúcar, este é provido internamente de aletas destinadas a recolher o açúcar e deixá-lo
cair em forma de cascata.
Geralmente o açúcar caminha ao longo do secador em contra corrente com o ar.
Nos melhores projetos o corpo secador é dividido em 2 partes: a de secagem e a de
resfriamento.
Fazem parte ainda um transportador de alimentação, aquecedor de ar, exaustor,
ciclone e separador de pó.
111

3.1.1 Separador Magnético

O separador de partículas magnéticas que tem por finalidade remover as ferrugens


que tem origem na corrosão dos equipamentos. O equipamento mais recomendado é a
grade imantada, com limpeza automática.
O aparecimento de partículas magnéticas no açúcar pode indicar mal
funcionamento do separador magnético.

3.1.2 Algumas Medidas para a Redução de Pontos Pretos

• Isolar transportador de açúcar, para evitar depósitos de partículas em suspensão


no ar sobre o açúcar, através de coberturas apropriadas.

• Evitar quedas de gotas de mel ou massa sobre o açúcar centrifugado, pela


eliminação de vazamento nas centrifugas.

• Para completar o conjunto têm-se as peneiras classificadoras que servem para


remover os torrões de açúcar.

• O silo por sua vez mantém a alimentação do ensaque de açúcar.

3.1.3 Processo de Secagem

Consiste basicamente das etapas de secagem propriamente dita e, resfriamento até


a temperatura de ensaque por uma corrente de ar, formada por um ventilador de
capacidade adequada.
A umidade do açúcar é removida por evaporação, para qual se necessita de
uma determinada quantidade de calor suficiente para transformar o líquido em
vapor. O ar servido carregado de pó de açúcar é enviado por meio de dutos a um sistema
de separação de pó, onde poderá haver perdas de açúcar para a atmosfera.
112

Figura 3.1.3 – Secador de Tambor Rotativo