Visão geral de computadores

Computadores são sistemas de componentes de entrada, processamento, saída, armazenamento e controle de dados. Segundo Pierre Levy (apud Wikipedia) “O computador não é mais um centro, e sim um nó, um terminal, um componente da rede universal calculante. Em certo sentido, há apenas um único computador, mas é impossível traçar seus limites, definir seu contorno. É um computador cujo centro está em toda parte e a circunferência em lugar algum, um computador hipertextual, disperso, vivo, fervilhante, inacabado: o ciberespaço em si.”

(Fonte: O'Brien)

São definidas 5 gerações de computadores. Na primeira (50's) tínhamos mainframes (computador de grande porte, dedicado normalmente ao processamento de um volume grande de informações) do tamanho de salas, sem rede, com circuitos feitos com uma válvula cada, capaz de processar centenas de instruções por segundo, com falhas ocorrendo no intervalo de horas e custo de US$ 10 por milhão de instruções. Na segunda geração (60's) os mainframes tinham o tamanho de armários, redes de terminais de vídeo com base no mainframe, circuitos de centenas de transistores, processando milhares de instruções por segundo, com intervalo entre falhas medido em dias e custo de US$ 1 por milhão de instruções. A terceira geração (70's) contava com microcomputadores do

tamanho da mesa, redes com mainframes e minicomputadores, milhares de circuitos integrados (também conhecido por chip, é um dispositivo microeletrônico que consiste de muitos transístores e outros componentes interligados capazes de desempenhar muitas funções), milhões de instruções por segundo, semanas entre falhas e custo de US$ 0,10 por milhão de instruções. A quarta geração (80's e 90's) era composta por microcomputadores de mesa e laptops (notebooks), com redes LAN (Local Area Network) e cliente/servidor (aplicações nas quais o cliente - aquele que instancia a interface do aplicativo - liga-se a um servidor de aplicação ou sistema de base de dados), centenas de milhares de circuitos LSI (Large Scale Integration), dezenas de milhões de instruções por segundo, meses entre falhas e custo de US$ 0,001 por milhão de instruções. Estamos na quinta geração com computadores em rede de todos os tamanhos, Internet, intranets e extranets, milhões de circuitos VLSI (Very Large Scale Integration), bilhões de instruções por segundo e custo de US$ 0,0001 por milhão de instruções. Os microcomputadores são a categoria mais importante de sistemas de computadores para usuários finais. São encontrados como computadores de mão, laptop e de mesa. São orientados para usos domésticos, pessoais, profissionais e de estação de trabalho (ou estação técnica de trabalho).

(Fonte: Wikipedia)

Uma plataforma recorrentemente discutida é a de computadores de rede (NC, de

Network Computer) ou clientes magros. Possuem um mínimo de componentes simples e um conjunto limitado de aplicativos. O típico computador de rede tem software (inclusive Sistema Operacional) fornecido pela rede, processo aplicativos com interface web, é gerenciado por um ponto central e não possui disco rígido. Os NetPC tem seus próprios softwares, podem não ter CD ou DVD, terem expansão limitada e controle centralizado. Os terminais de rede não contém dispositivos de armazenamento e processa nos servidores. Empresas têm interesse nestes equipamentos pelo custo de aquisição, manutenção e suporte, facilidade de distribuição de software e controle de licenças, padronização, requisitos reduzidos de suporte e controle, facilidade de proteção, baixo consumo de energia, valor desprezível para ladrões, resistência a ambientes hostis e baixo consumo de banda de rede. Computadores de mão (PDA - Personal digital assistants - ou ainda handhelds) possuem telas de toque, reconhecimento de escrita e prestam-se a diversos usos. Pode-se utilizar como instrumento de informação de consoles de videogames e outros equipamentos conectados à aparelhos domésticos de televisão. Está florescendo o mercado de celulares com funções de PDA, os smartphones. A forma mais comum de computadores na atualidade são os sistemas embarcados, sistema microprocessado no qual o computador é completamente encapsulado ou dedicado ao dispositivo ou sistema que ele controla. Sistemas de computadores de médio porte incluem sofisticados servidores de rede multiusuário que podem gerenciar redes de computadores e terminais. Podem ser utilizados como estações de trabalho ou como interface front-end de mainframes. Após diversos pronunciamentos sombrios, os mainframes encontram-se em ascensão. Capazes de lidar com consolidação e virtualização, próprios para data mining (processo de varrer grandes bases de dados a procura de padrões como regras de associação, sequências temporais, para classificação de ítens ou agrupamento) e warehousing (sistema de computação utilizado para armazenar informações relativas às atividades de uma organização em bancos de dados, de forma consolidada), comércio eletrônico, são rápidos e potentes. Úteis em grandes empresas, agências governamentais, bancos, companhias aéreas, petrolíferas e outras. Os supercomputadores são os poderosos sistemas projetados para aplicações científicas e de engenharia que exigem velocidade extremamente elevada para gigantescos cálculos numéricos. Seu mercado são as grandes universidades e empresas. Seus preços são da ordem de dezenas de milhões de dólares. São geralmente confundidos com cluster, um

tipo de supercomputador criado a partir da cooperação de vários computadores convencionais.

Curiosidade: O tempo de execução de instruções de computadores já foi medido em milissegundos (milésimo de segundo) e microssegundos (milionésimo de segundo). Encontram-se agora no patamar de nanossegundos (bilionésimo) e já ameaçam atingir os picossegundos (trilionésimo). Se uma pessoa pudesse dar um passo a cada nanossegundo, daria vinte voltas ao mundo em um segundo.

Os dispositivos de entrada evoluíram de cartões e fitas perfuradas para os teclados, dispositivos apontadores e de escaneamento óptico. Discute-se o futuro com reconhecimento de voz, gestos, toque e caligrafia, além das faixas magnéticas, smartcards e aparelhos de visão computacional que evoluirão das câmeras digitais. Dentre os dispositivos apontadores temos os mice, trackballs, trackpoints e touchpads. As tecnologias de saída um dia dispuseram somente de cartões perfurados e relatórios impressos. Veio a exibição em vídeo, as respostas de áudio e avança a resposta em voz. Os monitores de vídeo de tubo de raios catódicos vêm sendo substituídos pelos de cristal líquido (LCD – Liquid Crystal Display). Os monitores LCD oferecem telas planas, cansam menos, gastam menos energia e emitem menos radiação. As saídas impressas contam com impressoras de impacto, a jato de tinta, laser, térmicas, plotters, cera térmica, dye-sublimation, tinta sólida e de sublimação. Os dispositivos de armazenamento são classificados como os de acesso direto ou seqüencial. A memória principal dos computadores consiste de chips microeletrônicos de memória. Seus tipos básicos são as memórias RAM (Random Access Memory) e ROM (Read-Only Memory, com variações PROM, EPROM, EEPROM e Flash). O armazenamento também pode se dar em discos magnéticos como os discos flexíveis (em desuso) e os rígidos. Discos rígidos podem ser agrupados em RAID (Redundant Array of Independent Disks). Muitos dispositivos RAID podem ser agrupados em redes locais de alta velocidade com canais de fibra que formam as redes locais de armazenamento (SAN

- storage area network). Outros dispositivos de armazenamento são as fitas magnéticas, discos ópticos (CD e DVD) e memórias de massa como cartões de memória e pendrives.

Referência Bibliográfica
O'BRIEN, J.A. Sistemas de Informação e as decisões gerenciais na era da Internet. Tradução de Célio Knipel Moreira e Cid Knipel Moreira. 2a. ed. São Paulo: Saraiva, 2006. 431 p. Artigos da Wikipedia:
● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ●

http://pt.wikipedia.org/wiki/Circuito_integrado http://pt.wikipedia.org/wiki/Cliente_magro http://pt.wikipedia.org/wiki/Cliente-Servidor http://pt.wikipedia.org/wiki/Computador http://pt.wikipedia.org/wiki/Data_warehouse http://pt.wikipedia.org/wiki/Datamining http://pt.wikipedia.org/wiki/Impressora http://pt.wikipedia.org/wiki/Impressora_de_sublimação http://pt.wikipedia.org/wiki/Lcd http://pt.wikipedia.org/wiki/Mainframe http://pt.wikipedia.org/wiki/PDA http://pt.wikipedia.org/wiki/Sistema_embarcado

Este trabalho está licenciado por Cid Rodrigues de Andrade sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial 2.5 Brasil. Para ver uma cópia desta licença, visite http://creativecommons.org/licenses/bync/2.5/br/ ou envie uma carta para Creative Commons, 171 Second Street, Suite 300, San Francisco, California 94105, USA.

Master your semester with Scribd & The New York Times

Special offer for students: Only $4.99/month.

Master your semester with Scribd & The New York Times

Cancel anytime.