You are on page 1of 9

MultiAir: a evolução do

comando de válvulas


Alunos
Wanderson Pinto Ribeiro
José Mascio Andrade
Vagner Alves Costa

Prof. Cézar Augusto Fernandes de Araújo Filho

Maio/2014
O MultiAir é um atuador eletro-hidráulico
composto de uma câmara hidráulica para cada
cilindro, gerenciadas por solenóides (válvulas
eletromagnéticas), que controlam a quantidade de
ar injetado no cilindro.

O resultado funcional é a variação ilimitada e
infinita da abertura e permanência das válvulas de
admissão, em cada cilindro e em cada ciclo,
permitindo que o fluxo de ar do sistema de
alimentação esteja sempre sob controle.

FullLift - motor em potência máxima: longo tempo de
abertura da válvula de admissão, favorecendo a potência em
alta rotação
LIVO (Late Intake Valve Opening) – para marcha lenta
e partida a frio: o pistão trabalha parte do tempo com a
válvula de admissão fechada.

EIVC (Early Intake Valve Opening) – Carga parcial
(pouca pressão sobre o acelerador) e rotações de médias a
baixas em plena carga: o fechamento antecipado da válvula
aumenta o controle do ar admitido em função do torque.
MultiLift – Baixa carga e rotação: Esse é o modo mais
flexível, que permite combinar mais de uma abertura da
válvula de admissão por ciclo
10% da potência consumo (10%)
15% do torque emissões (até 60%)
CO
2
(10%), HC/CO (40%) e NO
X
(60%)


Partida fácil;
Melhor resposta do motor
Direção mais confortável em condições de tráfego pesado;
Resposta dinâmica;
Máximo desempenho, uma vez que o sistema eletrônico
permite o ajuste do motor às várias condições da estrada e de
direção.
Na partida a frio, o sistema MultiAir otimiza a admissão de
ar de acordo com a temperatura externa garantindo a
partida imediata do motor em qualquer condição.


O MultiAir pode ser utilizado em motores a Diesel,
onde o sistema controla a quantidade de
combustível injetado.

A Ferrari patenteou uma tecnologia baseada no
sistema MultiAir, onde o sistema inovador passa a
atuar não apenas nas válvulas de admissão, como
também nas de escape. O controle eletro-hidráulico
dos fluxos de escape pode melhorar a queima do
combustível e agilizar a renovação do ar, ou a
combustão na câmara do cilindro.
FIAT. Novo Motor MultiAir. FIAT, 2011. Disponível em: <
https://www.youtube.com/watch?v=T2cxQTjhaSE>. Acesso em: 28/04/2014.

NEW MOTORES. Fiat Powertrain apresenta nova tecnologia MultiAir. (Blog) 2012. Disponível
em: <http://newmotores.wordpress.com/2012/03/24/fiat-powertrain-apresenta-nova-
tecnologia-multiair-2/>. Acesso em 28/04/2014.

CARUSO, Ricardo. MultiAir: o motor além do motor. Portal Auto e Técnica, 2012. Disponível
em: < http://autoetecnica.band.uol.com.br/site/index.php/multiair-o-motor-alem-do-
motor/>. Acesso em 28/04/2014.

CARVALHO, Renata Viana de. Saiba como funciona o MultiAir – Técnologia revoluciona a
admissão de ar do motor e reduz consumo e emissões. Revista Auto Esporte (Portal), 2009.
Disponível em: <http://revistaautoesporte.globo.com/Revista/Autoesporte/0,,EMI101450-
10142-1,00-SAIBA+COMO+FUNCIONA+O+MULTIAIR.htm>. Acesso em 28/04/2014.

DURÃES, Fernanda et al. Mecânica de Veículos: Emissão de Poluentes – Ciclo Otto: Tecnologia
Multi-Air. UFOP – Universidade Federal de Ouro Preto, 2013. Disponível em: <
http://pt.scribd.com/doc/186542391/Motopropulsor-MultiAir-1>.Acesso em 28/04/2014.

MARTINS, Ronaldo. Mais sobre o sistema MultiAir do FIAT 500. Carro sem Dúvida (Blog), 2012.
Disponível em: <http://carrosemduvida.blogspot.com.br/2012/05/mais-sobre-o-sistema-
multiair.html>. Acesso em 28/04/2014.