You are on page 1of 2

DIREITO CIVIL VII – FAMILIA

Tutela
A tutela consiste em proporcionar assistência e proteção ao menor não emancipado,
vindo a proporcionar caso esteja em situação de desamparo, proteção pessoal e a
administração de seus bens, objetivando atender o mesmo da melhor forma. É conferido a uma
pessoa maior e capaz o direito da tutela, assumindo assim o exercício do poder familiar em
lugar de seus pais.
êm como principal característica, a supressão da falta de capacidade do menor o !ual
tenha os pais falecidos, ausentes ou !ue estejam destituídos do p"trio poder.
# art. $%&' do (( de &))& cita em !uais os casos a tutela pode ocorrer*
Art. 1.728. Os filhos menores são postos em tutela:
I – com o falecimento dos pais, ou sendo estes julgados ausentes;
II – em caso de os pais decaírem do poder familiar.
A palavra tutela vem do latim, do verbo +tuere, !ue significa proteger, vigiar, defender
algu-m.
Curatela
A curatela - o encargo deferido por lei a algu-m capaz, para reger e administrar os
bens de !uem, em regra maior, não possa fazê.lo por si mesmo.
al encargo assemelha.se / tutela por seu car"ter existencial, destinando.se,
igualmente a proteção de incapazes. 0or esta razão, a ela são aplic"veis as disposiç1es legais
relativas / tutela, com apenas algumas modificaç1es.
Art. 1.767. Estão sujeitos a curatela:
I – aqueles que, por enfermidade ou deficiência mental, não tierem o
necess!rio discernimento para os atos da ida ciil;
II – aqueles que, por outra causa duradoura, não puderem e"primir a
sua ontade;
III – os deficientes mentais, os #$rios ha$ituais e os iciados em
t%"icos;
I& – os e"cepcionais sem completo desenolimento mental;
& – os pr%digos.
Art. 1.774. 'plicam(se ) curatela as disposi*+es concernentes ) tutela,
com as modifica*+es dos artigos seguintes.
A curatela apresenta cinco características*
2 os seus fins são assistenciais3
2 tem car"ter eminentemente publicista3
2 tem, tamb-m, car"ter supletivo da capacidade3
2 - tempor"ria, perdurando somente en!uanto a causa da incapacidade se mantiver
4cessada a causal, levanta.se a interdição53
2 a sua decretação re!uer certeza absoluta da incapacidade.
# instituto da curatela completa no (6digo (ivil, o sistema assistencial dos !ue não
podem, por si mesmos, reger sua pessoa e administrar seus bens.
Diferenças entre Curatela e Tutela
Apesar de serem muito semelhantes, os dois institutos não se confundem. 0odem ser
apontadas as seguintes diferenças*
. A tutela - destinada a menores de $' anos, en!uanto a curatela - em regra,
deferida a maiores.
. A tutela pode ser testament"ria, com nomeação do tutor pelos mais3 a
curatela - sempre deferida pelo juiz.
. A tutela abrange a pessoa e os bens do menor, a curatela pode compreender
somente a administração dos bens do incapaz, como no caso dos pr6digos.
. #s poderes do curador são mais restritos do !ue os do tutor.
A tutela destina.se / assistência ou representação de menores chamados de incapa,es
relatios. 7sso ocorre com os menores de $' anos e maiores de $8 anos, os !uais deverão se
assistidos ou representados em !ual!uer jurídico, sob pena de serem '-./0&EI1 os atos por
eles praticados, pois dependendo do ato, este pode ser convalidado.
9" a curatela destina.se / representação dos maiores incapazes, chamados de incapazes
absolutos. : os seus atos praticados sem a devida representação serão -./O1, não
produzindo nenhum efeito.