You are on page 1of 1

Geografia Professor Silvio Araujo de Sousa

Atividade para sala de aula - Inversão


Térmica Tema da questão 48 Vestibular
Inversão Térmica 2010 – FUVEST
Escola Estadual Prof. Renê Rodrigues de
Moraes - Guarujá - SP

O que é Inversão Térmica?


A inversão térmica é um fenômeno climático característico principalmente de metrópoles e grandes centros urbanos.
Em condições normais, ocorre um processo em que o ar que esta mais próximo a superfície da Terra é o que esta mais aque-
cido, logo mais leve, por isso tende a formar correntes de convecção, elevando-se para regiões mais altas da atmosfera, levan-
do consigo os principais agentes poluentes que, ficarão dispersos na atmosfera.
A inversão térmica é uma alteração das condições normais. Ocorre principalmente nos dias frios de inverno em que a
dinâmica atmosférica cria condições para que uma massa de ar quente se sobreponha a uma massa de ar frio, mantendo essa
massa de ar frio na baixa atmosfera, a massa de ar quente acima, funciona como uma película, bloqueando as correntes de con-
vecção, mantendo a massa de ar frio carregada com os poluentes na baixa atmosfera, causando um efeito visual sobre a cida-
de , como uma espécie de névoa cinzenta pairando sobre a cidade, provocado pela concentração de poluentes na baixa camada
da atmosfera.
Inversão Térmica – Consequências - Problemas de Saúde
Este fenômeno afeta diretamente a saúde das pessoas, principalmente das crianças, provocando doenças respiratórias, cansaço
entre outros problemas de saúde. Pessoas que possuem doenças como, por exemplo, bronquite e asma são as mais afetadas
com esta situação. Estudos da Universidade de São Paulo estimam que cerca de oito pessoas morrem por dia na região metro-
politana de São Paulo por causa de conseqüências indiretas da poluição atmosférica.
Ilha de calor é um fenômeno climático que ocorre nos centros urbanos caracterizado pela elevação da temperatura neste local, se comparado ao
clima de zonas fora das cidades. Entre os vários fatores que contribuem para a criação das ilhas de calor pode-se destacar a concentração de edifí-
cios e a escassez de vegetação.
Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) é um dos mais importantes sistemas meteorológicos atuando nos trópicos, ela é parte integrante
da circulação geral da atmosfera. Dentro desta circulação geral da atmosfera, existem três cinturões de ventos que são observados em cada he-
misfério do planeta Terra.
A chuva convectiva é aquela formada em regiões em que o ar quente sobe muito rápido formando a nuvem, deixando a atmosfera instável e
propícia à pancadas de chuva de verão, de curta duração e grande volume de precipitação.
Ventos Alíseos Conforme o ar quente próximo da linha do equador sobe, o ar circundante mais frio, das regiões dos trópicos se desloca a norte e
a sul, em direção a zona equatorial. Geram-se, assim, os ventos alíseos.

48 –fuvest 2010 1ª fase

Em algumas cidades, pode-se observar no horizonte, em certos dias, a olho nu, uma camada de cor marrom. Essa condição
afeta a saúde, principalmente, de crianças e de idosos, provocando, entre outras, doenças respiratórias e cardiovasculares.
http://tempoagora.uol.com.br/noticias. Acessado em 20/06/2009. Adaptado.
As figuras e o texto acima referem-se a um processo de formação de um fenômeno climático que ocorre, por exemplo, na cida-
de de São Paulo. Trata-se de
a) ilha de calor, caracterizada pelo aumento de temperaturas na periferia da cidade.
b) zona de convergência intertropical, que provoca o aumento da pressão atmosférica na área urbana.
c) chuva convectiva, caracterizada pela formação de nuvens de poluentes que provocam danos ambientais.
d) inversão térmica, que provoca concentração de poluentes na baixa camada da atmosfera.
e) ventos alíseos de sudeste, que provocam o súbito aumento da umidade relativa do ar.

Professor Silvio Araujo de Sousa - Geografia - Escola Estadual Professor Renê Rodrigues de Moraes - Guarujá - SP - Brasil