You are on page 1of 40

Revista da Escola Profissional Amar Terra Verde N.

º 6 Setembro/Dezembro 2009
nsino profissional
destaque
Entrevista ao Director Geral
da Bernardo da Costa,
Comercio de Equipamentos de Segurança,Lda.
Índice
3 Editorial
4 Ter destaque
6 Ter opinião
8 Ter saúde
9 Ter ambiente
10 Ter floresta
12 Ter oportunidade
13 Ter escola
3 Ter sucesso
António Manuel Fernandes,
antigo aluno da Escola Profissional
Amar Terra verde
Ter cultura
Ter desporto
Ter sabor
Ter web
Ter cabeça



Bernardo da Costa,
Comércio de Equipamentos de Segurança, lda.


A justiça tarda, mas não falha!
O Poder da Formação na Era da Globalização

Saúde Oral
Cimeira de Copenhaga

Olhar pela Floresta
Centro Novas Oportunidades da
Escola Profissional Amar Terra Verde
RVCC
Actividades
Visitas de Estudo

3
34
Literatura
Música
36
Desporto Escolar
37
Sabores e Saberes à Volta da Mesa
Saber atender...
38
39
Ficha Técnica
Propriedade
Escola Profissional Amar Terra Verde, Lda.
Director
João Luís de Matos Nogueira
Coordenador Editorial
José Carlos Dias
Conselho de Redacção
Aurélia Barros
Sandra Araújo
José Carlos Dias
Paula Fernandes
Carla Veloso
Design Gráfico e Layout
Fátima Pimenta
Colaboradores
Carla Veloso
Glória Lago
João Morais
João Paulo Vieito
Jorge Lage
José Carlos Dias
José Pedro Marques
José Vinagre
Marco Alves
Maria João Campos
Pedro Machado
Sónia Vilas Boas
Impressão
Gráfica Vilaverdense
Periodicidade
Trimestral
Tiragem
1000 exemplares
Depósito Legal
274265/09
ISSN
1646-9615
Distribuição Gratuita
ter@epatv.pt
Os artigos publicados são da responsabilidade dos seus
autores e não vinculam a EPATV.
Editorial
m dos pressupostos mais profundamente enraizados na cultura do ensino
profissional está associado à extrema importância conferida à preparação dos
Ualunos com competências que lhes permitam, futuramente, uma eficaz integração
no mercado de trabalho.
Prova disso mesmo consiste no facto de os planos curriculares dos cursos profissionais
contemplarem a realização de estágios – a chamada formação em contexto de trabalho -,
o que permite aos alunos a aplicação, num contexto laboral, das competências teórico-
práticas entretanto adquiridas.
Como não podia deixar de ser, trata-se de um momento que a Escola valoriza
sobremaneira, consciente do seu relevo na prossecução do objectivo último da formação –
a integração no mercado de trabalho, conseguida, muitas vezes, através da integração
dos alunos nas próprias empresas em que realizaram estágio.
Acresce, por outro lado, que o esforço desenvolvido pelas empresas parceiras da Escola
é condição imprescindível como complemento de formação, ao possibilitar o
aperfeiçoamento das competências técnicas e uma mais consistente adaptação a
diferentes métodos organizativos.
Sustentáculo importantíssimo do seu Projecto Educativo, a relação da Escola Profissional
Amar Terra Verde com o tecido empresarial dos municípios da sua área de influência,
tem sido por nós cultivada e consolidada através de um alargado conjunto de iniciativas
que promovemos ou nas quais participamos. São disso bom exemplo as quintas-feiras
pedagógicas, altura em que convidamos os empresários a melhor conhecerem a Escola,
usufruindo de um contacto directo com a formação que ministramos, com as iniciativas
que desenvolvemos. Os agentes empresariais são, ainda, convidados a integrar os júris
das diferentes Provas de Aptidão Profissional, dando, assim, a sua colaboração na
validação dos conhecimentos dos alunos.
Esta permanente ligação, este contacto frutuoso permite-nos, de forma mais efectiva,
aferir das necessidades de formação, materializando-a nas acções que desenvolvemos
dirigidas a activos e nas formações modulares certificadas.
Só dessa forma, estamos convictos, se consegue dar resposta eficaz às reais
necessidades, neste domínio, da área geográfica em que estamos inseridos.
Por outro lado, a nossa participação em mostras educativas e em feiras das profissões e
do empreendedorismo dá a conhecer quem somos e o que realizamos, não apenas a
alunos eventualmente interessados na nossa oferta, mas, também, as empresas
parceiras. Dessa participação resulta a criação de uma bolsa de emprego que regista as
carências dos empregadores que procuramos, depois, colmatar com alunos por nós
formados.
Pelo exposto, claro se me afigura a forma como as parcerias desenvolvidas com as
empresas têm constituído um contributo decisivo e facilitador da integração de alunos no
mercado de trabalho, comprovando, também, que a formação de quadros médios
devidamente qualificados continua a ser assumida por todos os agentes envolvidos como
uma das mais prementes necessidades desse mesmo mercado.
Dr. João Luís Matos Nogueira
Director Geral da EPATV
ter ensino profissional 2 ter ensino profissional 3
Índice
3 Editorial
4 Ter destaque
6 Ter opinião
8 Ter saúde
9 Ter ambiente
10 Ter floresta
12 Ter oportunidade
13 Ter escola
3 Ter sucesso
António Manuel Fernandes,
antigo aluno da Escola Profissional
Amar Terra verde
Ter cultura
Ter desporto
Ter sabor
Ter web
Ter cabeça



Bernardo da Costa,
Comércio de Equipamentos de Segurança, lda.


A justiça tarda, mas não falha!
O Poder da Formação na Era da Globalização

Saúde Oral
Cimeira de Copenhaga

Olhar pela Floresta
Centro Novas Oportunidades da
Escola Profissional Amar Terra Verde
RVCC
Actividades
Visitas de Estudo

3
34
Literatura
Música
36
Desporto Escolar
37
Sabores e Saberes à Volta da Mesa
Saber atender...
38
39
Ficha Técnica
Propriedade
Escola Profissional Amar Terra Verde, Lda.
Director
João Luís de Matos Nogueira
Coordenador Editorial
José Carlos Dias
Conselho de Redacção
Aurélia Barros
Sandra Araújo
José Carlos Dias
Paula Fernandes
Carla Veloso
Design Gráfico e Layout
Fátima Pimenta
Colaboradores
Carla Veloso
Glória Lago
João Morais
João Paulo Vieito
Jorge Lage
José Carlos Dias
José Pedro Marques
José Vinagre
Marco Alves
Maria João Campos
Pedro Machado
Sónia Vilas Boas
Impressão
Gráfica Vilaverdense
Periodicidade
Trimestral
Tiragem
1000 exemplares
Depósito Legal
274265/09
ISSN
1646-9615
Distribuição Gratuita
ter@epatv.pt
Os artigos publicados são da responsabilidade dos seus
autores e não vinculam a EPATV.
Editorial
m dos pressupostos mais profundamente enraizados na cultura do ensino
profissional está associado à extrema importância conferida à preparação dos
Ualunos com competências que lhes permitam, futuramente, uma eficaz integração
no mercado de trabalho.
Prova disso mesmo consiste no facto de os planos curriculares dos cursos profissionais
contemplarem a realização de estágios – a chamada formação em contexto de trabalho -,
o que permite aos alunos a aplicação, num contexto laboral, das competências teórico-
práticas entretanto adquiridas.
Como não podia deixar de ser, trata-se de um momento que a Escola valoriza
sobremaneira, consciente do seu relevo na prossecução do objectivo último da formação –
a integração no mercado de trabalho, conseguida, muitas vezes, através da integração
dos alunos nas próprias empresas em que realizaram estágio.
Acresce, por outro lado, que o esforço desenvolvido pelas empresas parceiras da Escola
é condição imprescindível como complemento de formação, ao possibilitar o
aperfeiçoamento das competências técnicas e uma mais consistente adaptação a
diferentes métodos organizativos.
Sustentáculo importantíssimo do seu Projecto Educativo, a relação da Escola Profissional
Amar Terra Verde com o tecido empresarial dos municípios da sua área de influência,
tem sido por nós cultivada e consolidada através de um alargado conjunto de iniciativas
que promovemos ou nas quais participamos. São disso bom exemplo as quintas-feiras
pedagógicas, altura em que convidamos os empresários a melhor conhecerem a Escola,
usufruindo de um contacto directo com a formação que ministramos, com as iniciativas
que desenvolvemos. Os agentes empresariais são, ainda, convidados a integrar os júris
das diferentes Provas de Aptidão Profissional, dando, assim, a sua colaboração na
validação dos conhecimentos dos alunos.
Esta permanente ligação, este contacto frutuoso permite-nos, de forma mais efectiva,
aferir das necessidades de formação, materializando-a nas acções que desenvolvemos
dirigidas a activos e nas formações modulares certificadas.
Só dessa forma, estamos convictos, se consegue dar resposta eficaz às reais
necessidades, neste domínio, da área geográfica em que estamos inseridos.
Por outro lado, a nossa participação em mostras educativas e em feiras das profissões e
do empreendedorismo dá a conhecer quem somos e o que realizamos, não apenas a
alunos eventualmente interessados na nossa oferta, mas, também, as empresas
parceiras. Dessa participação resulta a criação de uma bolsa de emprego que regista as
carências dos empregadores que procuramos, depois, colmatar com alunos por nós
formados.
Pelo exposto, claro se me afigura a forma como as parcerias desenvolvidas com as
empresas têm constituído um contributo decisivo e facilitador da integração de alunos no
mercado de trabalho, comprovando, também, que a formação de quadros médios
devidamente qualificados continua a ser assumida por todos os agentes envolvidos como
uma das mais prementes necessidades desse mesmo mercado.
Dr. João Luís Matos Nogueira
Director Geral da EPATV
ter ensino profissional 2 ter ensino profissional 3
Enquanto empresário, considera que a formação profissional forma a adequarem tanto a componente teórica como a prática a
está adequada às exigências do mercado de trabalho? estas mesmas necessidades.
Da experiência que tenho enquanto empresário, têm sido dados
Em que medida, a EPATV pode distinguir-se enquanto entidade
passos importantes no sentido de adequar a formação profissional
promotora de formação em contexto de trabalho? ao mercado de trabalho e às necessidades das empresas. No
Repetindo um pouco a resposta dada na pergunta anterior, penso
entanto convém referir que é fundamental não esquecer a
que uma das formas da EPATV se distinguir é precisamente
componente prática dos cursos, valorizando a mesma com o
apostar nesse relacionamento próximo com as empresas e ter em
objectivo de preparar os alunos para a realidade do mercado de
conta as reais necessidades das mesmas, valorizando ao mesmo
trabalho.
tempo a componente prática dos seus cursos. Outra componente
Do conhecimento que tem da EPATV, considera que a importante, na qual as escolas profissionais devem ter em
formação/ensino nela ministrada está adequada ao mercado consideração é a formação dos seus alunos no que se refere aos
valores pelos quais devem nortear a sua actividade e mesmo a sua laboral?
Todos os alunos que têm estagiado na Bernardo da Costa & Filhos vida. A formação de carácter é tão ou mais importante que a
S.A. têm demonstrado com maior ou menor dificuldade estar formação profissional. Tendo em conta o tempo que os alunos
preparados para enfrentar as exigências do mercado laboral. Aliás passam na escola, esta pode e deve ter um papel decisivo na
posso dizer que neste aspecto a EPATV está um passo à frente em formação do aluno enquanto ser humano.
comparação com as outras escolas profissionais com as quais
temos colaborado.
Quais as áreas de formação que as escolas devem apostar?
Na minha opinião as escolas devem apostar em áreas de formação
relacionadas com as novas tecnologias por um lado e em cursos
profissionais onde o “saber fazer” seja privilegiado.
Que relação deve existir entre as Escolas Profissionais e as
empresas?
As Escolas Profissionais e as empresas devem manter uma relação
muito próxima entre si. Ambas saem extremamente beneficiadas
em todo este processo. Não é só na altura do estágio profissional
que deve existir esta relação. As Escolas Profissionais devem ter
sempre em conta as reais necessidades do tecido empresarial de
Considera que os alunos da EPATV, que estagiam nesta
empresa, estão bem preparados para ingressarem no mercado
laboral?
Até ao momento todos os alunos que estagiaram na Bernardo da
Costa & Filhos S.A. e terminaram os seus cursos, foram
convidados a permanecer ao serviço da empresa. Penso que este
facto revela a boa preparação ministrada pela EPATV.
Num curso profissional de 3 anos, os alunos estagiam 420
horas, considera suficiente?
Como já referi anteriormente, penso que a componente prática
(onde se incluí o estágio) devia ser aumentada e valorizada. É
muito importante para os alunos terem uma real percepção do que
os espera no mercado de trabalho.
Nos últimos anos tem-se falado muito em ensino profissional.
Na sua opinião, os alunos que optem por seguir este tipo de
ensino têm melhores garantias em obterem emprego?
Respondo sem a mínima dúvida que sim. Considero estes os
melhores candidatos a ocupar 80% das vagas existentes nas
empresas. Valorizo imenso este tipo de ensino e o mesmo merece
da minha parte preferência nas alturas em que tenho de
seleccionar e recrutar candidatos.
Qual tem sido o contributo das escolas profissionais, em
particular a EPATV, para o desenvolvimento da região?
Penso que a par das Universidades, as escolas profissionais e em
particular a EPATV contribui de forma decisiva para o
desenvolvimento da região. É conhecido o baixo nível de
escolaridade da nossa população (um dos mais baixos da Europa),
assim como a falta de quadros qualificados. Nesta altura de crise
só as empresas que possuírem ao seu serviço profissionais
qualificados conseguirão ultrapassar este momento complicado e
obter o sucesso e reconhecimento desejado. É também uma
expressão comum que o desenvolvimento de uma região está
directamente relacionado com o tecido empresarial que a compõe.
Concluindo, é determinante o papel e contributo da EPATV ao
formar estes profissionais, com elevado nível de qualificação que
tanta falta fazem ás empresas da nossa região.
Que perspectivas deslumbra para a sua empresa?
Como entidade empregadora, acha importante a formação
Dentro do cenário económico actual, é sempre difícil projectar o
contínua dos trabalhadores?
futuro. No entanto perspectivamos para os próximos anos
Sem dúvida. É extremamente importante que todos os
consolidar a nossa posição no mercado, fazendo face e
colaboradores vão adquirindo novas competências e conhecimento.
ultrapassando as dificuldades que certamente se nos vão deparar.
É, mais do que nunca, necessário um cuidado redobrado em todos
Ultimamente, tem facilitado ou realizado formação contínua
os investimentos a efectuar. De qualquer forma, sentirmos estar
para os seus colaboradores?
preparados para todos os desafios inerentes à nossa actividade.
Sim, a Bernardo da Costa candidatou-se e viu os seus projectos de
formação aprovados no âmbito do POPH. Todos os colaboradores
Que conselhos daria aos alunos que estudam na EPATV e que
desde 2007 têm recebido formação de acordo com as
pretendam formar a sua própria empresa?
necessidades transmitidas pelos próprios
É comum dizer que é nos tempos de crise que surgem as grandes
oportunidades. Concordo em grande parte com esta afirmação e
De uma forma geral, a sua empresa tem conseguido
sou defensor a 100% do Empreendorismo. O principal conselho
ultrapassar, facilmente, a crise em que nos deparamos?
que posso dar aos alunos que pretendam iniciar o seu próprio
Não posso afirmar que esta crise que nos deparamos tem sido
negócio é que orientem o mesmo tendo em conta os seguintes
ultrapassada com facilidade. Posso sim dizer que com muito
valores: Honestidade, Transparência, Franqueza e Excelência. São
esforço, trabalho e dedicação de todos os colaboradores, temos
estes os princípios e valores que estão por base dos 52 anos de
conseguido “contornar” a crise e atingido os objectivos a que nos
história do grupo Bernardo da Costa.
propomos no inicio de cada ano.
escola destaque
ter ensino profissional 4 ter ensino profissional 5
O Grupo Bernardo da Costa iniciou a sua actividade sob a forma de sociedade em nome individual,
adoptando o nome do seu fundador “Bernardo da Costa”, em 1957, tendo por objecto “Instalações
eléctricas de apoio à construção civil”. A 19 de Dezembro de 1979 é constituída por escritura pública
a Bernardo da Costa & Filhos Lda. Com um capital social de 9975,99€ e uma facturação de
200.000€, a empresa integrava 38 colaboradores. Em Novembro de 2002 converte-se em Sociedade
Anónima, adoptando a designação social de “Bernardo da Costa & Filhos, S.A.”
Actualmente, mercê de uma progressiva e forte expansão, a Bernardo da Costa & Filhos, S.A.
integra 52 colaboradores, muito dos quais eis alunos da EPATV, tem obras em toda a zona norte e
centro do país, ultrapassando em 2009 a barreira dos 2.800.000€ de facturação.
Aliás posso dizer que neste aspecto
a EPATV está um passo à frente em
comparação com as outras escolas
profissionais com as quais temos
colaborado.
Bernardo da Costa,
Comércio de Equipamentos de Segurança, Lda.
Director Geral da Bernardo da Costa
Eng. Ricardo Costa
Enquanto empresário, considera que a formação profissional forma a adequarem tanto a componente teórica como a prática a
está adequada às exigências do mercado de trabalho? estas mesmas necessidades.
Da experiência que tenho enquanto empresário, têm sido dados
Em que medida, a EPATV pode distinguir-se enquanto entidade
passos importantes no sentido de adequar a formação profissional
promotora de formação em contexto de trabalho? ao mercado de trabalho e às necessidades das empresas. No
Repetindo um pouco a resposta dada na pergunta anterior, penso
entanto convém referir que é fundamental não esquecer a
que uma das formas da EPATV se distinguir é precisamente
componente prática dos cursos, valorizando a mesma com o
apostar nesse relacionamento próximo com as empresas e ter em
objectivo de preparar os alunos para a realidade do mercado de
conta as reais necessidades das mesmas, valorizando ao mesmo
trabalho.
tempo a componente prática dos seus cursos. Outra componente
Do conhecimento que tem da EPATV, considera que a importante, na qual as escolas profissionais devem ter em
formação/ensino nela ministrada está adequada ao mercado consideração é a formação dos seus alunos no que se refere aos
valores pelos quais devem nortear a sua actividade e mesmo a sua laboral?
Todos os alunos que têm estagiado na Bernardo da Costa & Filhos vida. A formação de carácter é tão ou mais importante que a
S.A. têm demonstrado com maior ou menor dificuldade estar formação profissional. Tendo em conta o tempo que os alunos
preparados para enfrentar as exigências do mercado laboral. Aliás passam na escola, esta pode e deve ter um papel decisivo na
posso dizer que neste aspecto a EPATV está um passo à frente em formação do aluno enquanto ser humano.
comparação com as outras escolas profissionais com as quais
temos colaborado.
Quais as áreas de formação que as escolas devem apostar?
Na minha opinião as escolas devem apostar em áreas de formação
relacionadas com as novas tecnologias por um lado e em cursos
profissionais onde o “saber fazer” seja privilegiado.
Que relação deve existir entre as Escolas Profissionais e as
empresas?
As Escolas Profissionais e as empresas devem manter uma relação
muito próxima entre si. Ambas saem extremamente beneficiadas
em todo este processo. Não é só na altura do estágio profissional
que deve existir esta relação. As Escolas Profissionais devem ter
sempre em conta as reais necessidades do tecido empresarial de
Considera que os alunos da EPATV, que estagiam nesta
empresa, estão bem preparados para ingressarem no mercado
laboral?
Até ao momento todos os alunos que estagiaram na Bernardo da
Costa & Filhos S.A. e terminaram os seus cursos, foram
convidados a permanecer ao serviço da empresa. Penso que este
facto revela a boa preparação ministrada pela EPATV.
Num curso profissional de 3 anos, os alunos estagiam 420
horas, considera suficiente?
Como já referi anteriormente, penso que a componente prática
(onde se incluí o estágio) devia ser aumentada e valorizada. É
muito importante para os alunos terem uma real percepção do que
os espera no mercado de trabalho.
Nos últimos anos tem-se falado muito em ensino profissional.
Na sua opinião, os alunos que optem por seguir este tipo de
ensino têm melhores garantias em obterem emprego?
Respondo sem a mínima dúvida que sim. Considero estes os
melhores candidatos a ocupar 80% das vagas existentes nas
empresas. Valorizo imenso este tipo de ensino e o mesmo merece
da minha parte preferência nas alturas em que tenho de
seleccionar e recrutar candidatos.
Qual tem sido o contributo das escolas profissionais, em
particular a EPATV, para o desenvolvimento da região?
Penso que a par das Universidades, as escolas profissionais e em
particular a EPATV contribui de forma decisiva para o
desenvolvimento da região. É conhecido o baixo nível de
escolaridade da nossa população (um dos mais baixos da Europa),
assim como a falta de quadros qualificados. Nesta altura de crise
só as empresas que possuírem ao seu serviço profissionais
qualificados conseguirão ultrapassar este momento complicado e
obter o sucesso e reconhecimento desejado. É também uma
expressão comum que o desenvolvimento de uma região está
directamente relacionado com o tecido empresarial que a compõe.
Concluindo, é determinante o papel e contributo da EPATV ao
formar estes profissionais, com elevado nível de qualificação que
tanta falta fazem ás empresas da nossa região.
Que perspectivas deslumbra para a sua empresa?
Como entidade empregadora, acha importante a formação
Dentro do cenário económico actual, é sempre difícil projectar o
contínua dos trabalhadores?
futuro. No entanto perspectivamos para os próximos anos
Sem dúvida. É extremamente importante que todos os
consolidar a nossa posição no mercado, fazendo face e
colaboradores vão adquirindo novas competências e conhecimento.
ultrapassando as dificuldades que certamente se nos vão deparar.
É, mais do que nunca, necessário um cuidado redobrado em todos
Ultimamente, tem facilitado ou realizado formação contínua
os investimentos a efectuar. De qualquer forma, sentirmos estar
para os seus colaboradores?
preparados para todos os desafios inerentes à nossa actividade.
Sim, a Bernardo da Costa candidatou-se e viu os seus projectos de
formação aprovados no âmbito do POPH. Todos os colaboradores
Que conselhos daria aos alunos que estudam na EPATV e que
desde 2007 têm recebido formação de acordo com as
pretendam formar a sua própria empresa?
necessidades transmitidas pelos próprios
É comum dizer que é nos tempos de crise que surgem as grandes
oportunidades. Concordo em grande parte com esta afirmação e
De uma forma geral, a sua empresa tem conseguido
sou defensor a 100% do Empreendorismo. O principal conselho
ultrapassar, facilmente, a crise em que nos deparamos?
que posso dar aos alunos que pretendam iniciar o seu próprio
Não posso afirmar que esta crise que nos deparamos tem sido
negócio é que orientem o mesmo tendo em conta os seguintes
ultrapassada com facilidade. Posso sim dizer que com muito
valores: Honestidade, Transparência, Franqueza e Excelência. São
esforço, trabalho e dedicação de todos os colaboradores, temos
estes os princípios e valores que estão por base dos 52 anos de
conseguido “contornar” a crise e atingido os objectivos a que nos
história do grupo Bernardo da Costa.
propomos no inicio de cada ano.
escola destaque
ter ensino profissional 4 ter ensino profissional 5
O Grupo Bernardo da Costa iniciou a sua actividade sob a forma de sociedade em nome individual,
adoptando o nome do seu fundador “Bernardo da Costa”, em 1957, tendo por objecto “Instalações
eléctricas de apoio à construção civil”. A 19 de Dezembro de 1979 é constituída por escritura pública
a Bernardo da Costa & Filhos Lda. Com um capital social de 9975,99€ e uma facturação de
200.000€, a empresa integrava 38 colaboradores. Em Novembro de 2002 converte-se em Sociedade
Anónima, adoptando a designação social de “Bernardo da Costa & Filhos, S.A.”
Actualmente, mercê de uma progressiva e forte expansão, a Bernardo da Costa & Filhos, S.A.
integra 52 colaboradores, muito dos quais eis alunos da EPATV, tem obras em toda a zona norte e
centro do país, ultrapassando em 2009 a barreira dos 2.800.000€ de facturação.
Aliás posso dizer que neste aspecto
a EPATV está um passo à frente em
comparação com as outras escolas
profissionais com as quais temos
colaborado.
Bernardo da Costa,
Comércio de Equipamentos de Segurança, Lda.
Director Geral da Bernardo da Costa
Eng. Ricardo Costa
ter ensino profissional 7 ter ensino profissional 6
João Paulo Vieito
Doutorado em Ciências
Empresariais, Especialização
em Finanças;
Director
Escola Superior de Ciências
Empresariais
Instituto Politécnico de
Viana do castelo
opinião
José Pedro Marques
Jornalista da RTP
Arrumado que está 2009 é tempo de olhar para trás e fazer o para os quais o Estado admitiu responsabilidades e atribuiu
habitual balanço. Digo habitual porque de uma, ou de outra as respectivas indemnizações.
Mas azar dos azares, este homem não era hemofílico por forma todos nós avaliámos o que conseguimos alcançar, os
isso ficou de fora. Pouca sorte mesmo, a de estar no sítio projectos que ficaram por fazer, o dinheiro que ganhámos e
errado à hora errada. Estava numa sala de operações de o que achamos seria justo ter amealhado.
Enfim, Janeiro é assim uma espécie de rampa de um hospital e por isso foi receptor de sangue infectado. Ou
lançamento para outros voos. seja, um hospital também é um local perigoso. Pior um
Não posso esquecer que o ano que terminou fica marcado tribunal também.
pela crise económica, mas por cá, fica também registado Seguiu-se uma batalha judicial interminável. Tão longa que
aquilo que se sentiu profundamente no pensamento imagine-se só terminou no final de 2009. Quase 24 anos
colectivo. O descrédito da justiça. depois de este cidadão português ter sido infectado. O
Multiplicaram-se os casos mediáticos, seguiram-se os processo foi de recurso em recurso até ao Tribunal Europeu
impasses da investigação e um desfecho quase sempre dos Direitos do Homem.
igual. Um dos argumentos da defesa deste homem era que em
É senso comum dizem uns. É uma constatação reclamam relação aos hemofílicos não poderia haver um princípio
outros. O que é certo é que fica essa estranha sensação de discriminatório. O caso era, de resto, em tudo semelhante.
que a justiça não é igual para todos. Ricos e poderosos O tribunal concordou, e só aí o Estado aceitou fazer um
acabam por escapar por entre os pingos da chuva. acordo e pagar 72 mil euros de indemnização. Quantia que
Deixo aqui apenas como exemplo um caso que foi notícia há
reverte a favor da família porque o lesado morreu poucos
bem pouco tempo. Em 1986, um cidadão deste país
anos depois da malfadada operação.
contraiu VIH numa transfusão sanguínea durante uma Ficam as palavras recordadas com emoção pelo advogado,
cirurgia, no Hospital de Santo António, no Porto. no último encontro em que este homem lhe dizia, “Senhor

doutor, eu sei que eu vou morrer, faça tudo o que puder para
que a minha família fique bem”.
É caso para dizer que a justiça tarda, mas não falha!

As consequências da infecção só mais tarde se vieram a
revelar, e também só alguns anos depois se comprovou que
fora o lote de sangue importado da Áustria a origem da
contaminação.
O caso era em tudo semelhante ao dos doentes hemofílicos
escola opinião
A justiça tarda, mas não falha! O poder da Formação na
Era da Globalização
No livro “O Mundo é Plano – Uma História Breve do Século Facilmente se percebe que, neste mundo cada vez mais
XXI”, Thomas Friedman descreve que a globalização tem plano, a formação é uma das “armas” mais poderosas para
alterado os conceitos económicos. Sugere que o mundo se ser bem sucedido ao longo da vida. Vencerão aqueles
está cada vez mais plano em virtude da globalização ter que rapidamente perceberem que a informação que hoje
originado o nivelamento da competição entre os países estão a receber estará desactualizada dentro de dois ou três
industrializados, como os EUA, e os países emergentes, anos, e que para se ser bem sucedido, deverão renovar o
como a China e a Índia. Esse nivelamento em muito se deve seu conhecimento muitas vezes ao longo do seu percurso
à utilização generalizada dos computadores pessoais e às profissional.
novas formas de comunicar e trabalhar com base em
softwares interligados.
É neste mundo cada vez mais global, e mais competitivo,
que os jovens são lançados para o mercado de trabalho,
cabendo às entidades formadoras, sejam elas escolas
secundárias, profissionais ou instituições de ensino
superior, a grande responsabilidade de os munir de um
vasto conjunto de competência que permitam às
indústrias/serviços que os contratam alcançarem
vantagens competitivas.
No passado, muitos foram os trabalhadores que durante a
sua vida activa apenas tiveram uma ou duas entidades
como empregadores. A estabilidade no posto de trabalho
foi, e ainda é, um dos pilares da economia portuguesa. Com
a globalização, esta tradição tem vindo a desaparecer no
nosso país, tal como em muitos outros, o que tem criado
uma certa instabilidade emocional aos jovens recém-
formados. Muitos são os que ainda procuram os
denominados empregos para a vida. No entanto, a
globalização tem vindo a extingui-los! Alguns estudos
apontam para que a média de empregos por vida activa
ronde, dentro de poucos anos, os 13 ou 14.
Se à globalização estão associadas muitas ameaças,
também é verdade que são imensas as oportunidades que
se criam para os jovens formados, essencialmente ao nível
do emprego.
ter ensino profissional 7 ter ensino profissional 6
João Paulo Vieito
Doutorado em Ciências
Empresariais, Especialização
em Finanças;
Director
Escola Superior de Ciências
Empresariais
Instituto Politécnico de
Viana do castelo
opinião
José Pedro Marques
Jornalista da RTP
Arrumado que está 2009 é tempo de olhar para trás e fazer o para os quais o Estado admitiu responsabilidades e atribuiu
habitual balanço. Digo habitual porque de uma, ou de outra as respectivas indemnizações.
Mas azar dos azares, este homem não era hemofílico por forma todos nós avaliámos o que conseguimos alcançar, os
isso ficou de fora. Pouca sorte mesmo, a de estar no sítio projectos que ficaram por fazer, o dinheiro que ganhámos e
errado à hora errada. Estava numa sala de operações de o que achamos seria justo ter amealhado.
Enfim, Janeiro é assim uma espécie de rampa de um hospital e por isso foi receptor de sangue infectado. Ou
lançamento para outros voos. seja, um hospital também é um local perigoso. Pior um
Não posso esquecer que o ano que terminou fica marcado tribunal também.
pela crise económica, mas por cá, fica também registado Seguiu-se uma batalha judicial interminável. Tão longa que
aquilo que se sentiu profundamente no pensamento imagine-se só terminou no final de 2009. Quase 24 anos
colectivo. O descrédito da justiça. depois de este cidadão português ter sido infectado. O
Multiplicaram-se os casos mediáticos, seguiram-se os processo foi de recurso em recurso até ao Tribunal Europeu
impasses da investigação e um desfecho quase sempre dos Direitos do Homem.
igual. Um dos argumentos da defesa deste homem era que em
É senso comum dizem uns. É uma constatação reclamam relação aos hemofílicos não poderia haver um princípio
outros. O que é certo é que fica essa estranha sensação de discriminatório. O caso era, de resto, em tudo semelhante.
que a justiça não é igual para todos. Ricos e poderosos O tribunal concordou, e só aí o Estado aceitou fazer um
acabam por escapar por entre os pingos da chuva. acordo e pagar 72 mil euros de indemnização. Quantia que
Deixo aqui apenas como exemplo um caso que foi notícia há
reverte a favor da família porque o lesado morreu poucos
bem pouco tempo. Em 1986, um cidadão deste país
anos depois da malfadada operação.
contraiu VIH numa transfusão sanguínea durante uma Ficam as palavras recordadas com emoção pelo advogado,
cirurgia, no Hospital de Santo António, no Porto. no último encontro em que este homem lhe dizia, “Senhor

doutor, eu sei que eu vou morrer, faça tudo o que puder para
que a minha família fique bem”.
É caso para dizer que a justiça tarda, mas não falha!

As consequências da infecção só mais tarde se vieram a
revelar, e também só alguns anos depois se comprovou que
fora o lote de sangue importado da Áustria a origem da
contaminação.
O caso era em tudo semelhante ao dos doentes hemofílicos
escola opinião
A justiça tarda, mas não falha! O poder da Formação na
Era da Globalização
No livro “O Mundo é Plano – Uma História Breve do Século Facilmente se percebe que, neste mundo cada vez mais
XXI”, Thomas Friedman descreve que a globalização tem plano, a formação é uma das “armas” mais poderosas para
alterado os conceitos económicos. Sugere que o mundo se ser bem sucedido ao longo da vida. Vencerão aqueles
está cada vez mais plano em virtude da globalização ter que rapidamente perceberem que a informação que hoje
originado o nivelamento da competição entre os países estão a receber estará desactualizada dentro de dois ou três
industrializados, como os EUA, e os países emergentes, anos, e que para se ser bem sucedido, deverão renovar o
como a China e a Índia. Esse nivelamento em muito se deve seu conhecimento muitas vezes ao longo do seu percurso
à utilização generalizada dos computadores pessoais e às profissional.
novas formas de comunicar e trabalhar com base em
softwares interligados.
É neste mundo cada vez mais global, e mais competitivo,
que os jovens são lançados para o mercado de trabalho,
cabendo às entidades formadoras, sejam elas escolas
secundárias, profissionais ou instituições de ensino
superior, a grande responsabilidade de os munir de um
vasto conjunto de competência que permitam às
indústrias/serviços que os contratam alcançarem
vantagens competitivas.
No passado, muitos foram os trabalhadores que durante a
sua vida activa apenas tiveram uma ou duas entidades
como empregadores. A estabilidade no posto de trabalho
foi, e ainda é, um dos pilares da economia portuguesa. Com
a globalização, esta tradição tem vindo a desaparecer no
nosso país, tal como em muitos outros, o que tem criado
uma certa instabilidade emocional aos jovens recém-
formados. Muitos são os que ainda procuram os
denominados empregos para a vida. No entanto, a
globalização tem vindo a extingui-los! Alguns estudos
apontam para que a média de empregos por vida activa
ronde, dentro de poucos anos, os 13 ou 14.
Se à globalização estão associadas muitas ameaças,
também é verdade que são imensas as oportunidades que
se criam para os jovens formados, essencialmente ao nível
do emprego.
ter ensino profissional 8 ter ensino profissional 9
ambiente escola saúde
Saúde Oral
Gabinete de Saúde Escolar do
Centro de Saúde de Vila Verde
Uma boca saudável é um dos melhores cartões de visita extrema importância que se diminua a sua acumulação e se
para qualquer pessoa não importa de que idade seja. Nada evite a sua formação. A escovagem dos dentes diariamente,
mais agradável do que um sorriso que se abre, um hálito após as refeições e principalmente antes de deitar com
fresco, deixando ver dentes brancos, brilhantes e sem pasta dentífrica fluoretada e utilização do fio dentário para
sombra de cáries. Uma boca assim é o reflexo de uma retirar restos de alimentos entre os dentes são as principais
higiene oral cuidada. medidas de higiene oral. Tal procedimento tem como
Muitas vezes, só quando os dentes doem é que nos
finalidade eliminar a placa bacteriana e os restos
lembramos deles!
alimentares, ao mesmo tempo que se exerce uma
remineralização do esmalte dentário, através do flúor
As doenças orais constituem um grave problema de saúde
existente na pasta dentífrica.
pública. Esta problemática atinge uma grande parte da
população portuguesa, não estando esta ainda
Reduzir a frequência da ingestão de hidratos de
sensibilizada para avaliar a sua importância. Persiste a ideia
carbono, essencialmente açucares;
generalizada que sofrer de doença dentária é natural e Existe uma relação directa entre o aparecimento da cárie
inevitável, como se os dentes não merecessem os mesmos dentária e o consumo de açúcares. Na maioria dos países
cuidados que os restantes órgãos do corpo. desenvolvidos os açúcares são consumidos de forma
Não se pode continuar a subestimar a importância de um
exagerada. Vários estudos têm demonstrado que é
problema de saúde, que pela sua prevalência, constitui um
necessários existirem açúcares refinados no meio oral para
dos principais problemas da população infantil e juvenil e
o aparecimento e progressão da cárie, pois só na sua
que se estende pela vida fora, trazendo por vezes
presença se verifica a produção de ácido pelas bactérias
complicações graves (cardíacas, reumatológicas…) e que
existentes na placa bacteriana. Assim pode-se atenuar os
podem ser evitadas com a adopção de medidas
efeitos da ingestão de açúcares, reduzindo-se a quantidade
preventivas. Medidas essas que quando aplicadas
ingerida e nunca ingeri-los nos intervalos das refeições.
precocemente e de forma regular, evitam com eficácia o
Aumentar a resistência do esmalte dentário: aparecimento da doença.
O flúor tem importância comprovada na redução da A cárie dentária destaca-se de entre as doenças orais pela
prevalência e gravidade da cárie dentária. Este é um sua elevada frequência. Atinge indivíduos de todas as
elemento natural e um oligo-elemento essencial para o idades, causando complicações ao nível da boca – dores de
crescimento do organismo. Actualmente, considera-se a dentes, abcessos, perda de dentes e dificuldade na
sua acção tópica, isto é, sobre o próprio dente. Para tal, mastigação e deglutição.
A cárie é causada pela acção da placa bacteriana que no utiliza-se um dentífrico fluoretado com 1000 – 1500 ppm
seu conjunto é formada por bactérias, componentes da (partes por milhão) existente na maior parte dos dentífricos
saliva e restos de alimentos. Estas à venda no mercado. A quantidade de dentífrico a utilizar
bactérias transformam os hidratos deve ser mínima, isto é, idêntica ao tamanho da unha do 5º
de carbono al i mentares, em dedo da mão do utilizador.
especial os açucares que ficaram
Manter uma boa higiene da boca é um procedimento em
retidos na boca, em ácidos que vão
defesa da saúde e do bem-estar. Uma boca saudável não se
actuar sobre o esmalte dentário,
conquista de um dia para o outro. Os cuidados devem ser
causando i ni ci al ment e uma
diários. É essencial começar desde a mais tenra idade, com
desmineralização na superfície do
a erupção do primeiro dente de leite e manter-se pela vida
dente e em seguida a destruição
fora. Uma tarefa que pertence primeiro aos pais, mas que as
progressiva do esmalte e da dentina
crianças devem ser encorajadas progressivamente a
(constituintes do dente). Se a cárie
assumir. Toda a família o deve fazer com naturalidade,
não for tratada atinge a polpa do
integrando este gesto na sua higiene diária. A escova, a
dente acabando por o destruir na
pasta dentífrica e o fio dentário, juntos e se usados
sua totalidade.
correctamente, poupam idas desnecessárias ao dentista
Medidas preventivas para tratamentos, que para além de dolorosos são
A cárie dentária pode ser prevenida por meio de um
certamente dispendiosos.
conjunto de medidas simples que visam essencialmente: Naturalmente que é preciso ir ao dentista periodicamente –
e na ausência de problemas - uma vez por ano no mínimo
- Reduzir a formação da placa bacteriana;
para uma vigilância.
- Reduzir a frequência da ingestão de hidratos de carbono,
Vale a pena estar de olho nos dentes!
essencialmente açucares;
- Aumentar a resistência do esmalte dentário.
Reduzir a formação da placa bacteriana:
Maria do Céu Morais,
Sendo a placa bacteriana um dos principais factores
Enfermeira Especialista em Saúde Comunitária
responsáveis pelo aparecimento da cárie dentária, é de
Pedro Machado
Licenciado em Gestão de
Empresas;
Administrador-Delegado da
Braval;
Vice-Presidente da AIMinho
À data em que escrevo decorre, em Copenhaga, a Cimeira
das Nações Unidas para as alterações climáticas onde se
tenta chegar a um acordo sobre o sucessor do Protocolo de
Quioto, que expira em 2012, estabelecendo metas de
redução de emissões poluentes até 2020 e 2050.
Há quem aponte as alterações climáticas como o principal
problema que a Humanidade enfrenta, na actualidade. O
principal objectivo desta Cimeira é levar os Estados mais
desenvolvidos a cumprir metas concretas, tentar aprovar
algumas limitações ao crescimento económico baseado
nos combustíveis fósseis para os países menos
desenvolvidos e apresentar soluções de financiamento
para todas as medidas em discussão.
Um acordo perfeito passará pela aprovação de um
documento juridicamente vinculativo, que efectivamente
reduzisse a pegada
de carbono dos
países mais ricos.
A UE ocupou, desde o
início, um lugar de
liderança no
combate contra as
alterações
climáticas,
estabelecendo
um mercado
do carbono,
através do
qual as
empresas
mais
poluentes
pagam
pelo
carbono
emitido para a atmosfera. Em Dezembro do ano passado, a
Comissão Europeia aprovou também um plano de corte de
20% das emissões de CO2 (em relação a 1990) até 2020,
unilateralmente - valor que crescerá para 30%, caso seja
assinado um acordo global de redução; o compromisso
inclui também uma fatia de 20% de energia produzida a
partir de fontes renováveis e outra de 10% de
biocombustíveis nos transportes.
Segundo Durão Barroso, presidente da Comissão
Europeia, estando reunidos mais de 100 líderes mundiais,
“é impensável não chegar a um acordo”.
É lamentável que se tenha chegado à situação actual com o
pagamento do carbono emitido, cujo mercado já existe na
União Europeia e que levava a pensar que seria uma
solução para diminuir as emissões, mas será que nem
assim?
Neste momento desconheço quais os resultados da
Cimeira, será que mais uma vez o problema ficará adiado,
correndo o risco de chegarmos a um ponto sem retorno?
Uma coisa é certa, independentemente da luta entre países
desenvolvidos e menos desenvolvidos, em caso de
fracasso da Cimeira de Copenhaga, todos ficarão a perder.
Cimeira de Copenhaga
ter ensino profissional 8 ter ensino profissional 9
ambiente escola saúde
Saúde Oral
Gabinete de Saúde Escolar do
Centro de Saúde de Vila Verde
Uma boca saudável é um dos melhores cartões de visita extrema importância que se diminua a sua acumulação e se
para qualquer pessoa não importa de que idade seja. Nada evite a sua formação. A escovagem dos dentes diariamente,
mais agradável do que um sorriso que se abre, um hálito após as refeições e principalmente antes de deitar com
fresco, deixando ver dentes brancos, brilhantes e sem pasta dentífrica fluoretada e utilização do fio dentário para
sombra de cáries. Uma boca assim é o reflexo de uma retirar restos de alimentos entre os dentes são as principais
higiene oral cuidada. medidas de higiene oral. Tal procedimento tem como
Muitas vezes, só quando os dentes doem é que nos
finalidade eliminar a placa bacteriana e os restos
lembramos deles!
alimentares, ao mesmo tempo que se exerce uma
remineralização do esmalte dentário, através do flúor
As doenças orais constituem um grave problema de saúde
existente na pasta dentífrica.
pública. Esta problemática atinge uma grande parte da
população portuguesa, não estando esta ainda
Reduzir a frequência da ingestão de hidratos de
sensibilizada para avaliar a sua importância. Persiste a ideia
carbono, essencialmente açucares;
generalizada que sofrer de doença dentária é natural e Existe uma relação directa entre o aparecimento da cárie
inevitável, como se os dentes não merecessem os mesmos dentária e o consumo de açúcares. Na maioria dos países
cuidados que os restantes órgãos do corpo. desenvolvidos os açúcares são consumidos de forma
Não se pode continuar a subestimar a importância de um
exagerada. Vários estudos têm demonstrado que é
problema de saúde, que pela sua prevalência, constitui um
necessários existirem açúcares refinados no meio oral para
dos principais problemas da população infantil e juvenil e
o aparecimento e progressão da cárie, pois só na sua
que se estende pela vida fora, trazendo por vezes
presença se verifica a produção de ácido pelas bactérias
complicações graves (cardíacas, reumatológicas…) e que
existentes na placa bacteriana. Assim pode-se atenuar os
podem ser evitadas com a adopção de medidas
efeitos da ingestão de açúcares, reduzindo-se a quantidade
preventivas. Medidas essas que quando aplicadas
ingerida e nunca ingeri-los nos intervalos das refeições.
precocemente e de forma regular, evitam com eficácia o
Aumentar a resistência do esmalte dentário: aparecimento da doença.
O flúor tem importância comprovada na redução da A cárie dentária destaca-se de entre as doenças orais pela
prevalência e gravidade da cárie dentária. Este é um sua elevada frequência. Atinge indivíduos de todas as
elemento natural e um oligo-elemento essencial para o idades, causando complicações ao nível da boca – dores de
crescimento do organismo. Actualmente, considera-se a dentes, abcessos, perda de dentes e dificuldade na
sua acção tópica, isto é, sobre o próprio dente. Para tal, mastigação e deglutição.
A cárie é causada pela acção da placa bacteriana que no utiliza-se um dentífrico fluoretado com 1000 – 1500 ppm
seu conjunto é formada por bactérias, componentes da (partes por milhão) existente na maior parte dos dentífricos
saliva e restos de alimentos. Estas à venda no mercado. A quantidade de dentífrico a utilizar
bactérias transformam os hidratos deve ser mínima, isto é, idêntica ao tamanho da unha do 5º
de carbono al i mentares, em dedo da mão do utilizador.
especial os açucares que ficaram
Manter uma boa higiene da boca é um procedimento em
retidos na boca, em ácidos que vão
defesa da saúde e do bem-estar. Uma boca saudável não se
actuar sobre o esmalte dentário,
conquista de um dia para o outro. Os cuidados devem ser
causando i ni ci al ment e uma
diários. É essencial começar desde a mais tenra idade, com
desmineralização na superfície do
a erupção do primeiro dente de leite e manter-se pela vida
dente e em seguida a destruição
fora. Uma tarefa que pertence primeiro aos pais, mas que as
progressiva do esmalte e da dentina
crianças devem ser encorajadas progressivamente a
(constituintes do dente). Se a cárie
assumir. Toda a família o deve fazer com naturalidade,
não for tratada atinge a polpa do
integrando este gesto na sua higiene diária. A escova, a
dente acabando por o destruir na
pasta dentífrica e o fio dentário, juntos e se usados
sua totalidade.
correctamente, poupam idas desnecessárias ao dentista
Medidas preventivas para tratamentos, que para além de dolorosos são
A cárie dentária pode ser prevenida por meio de um
certamente dispendiosos.
conjunto de medidas simples que visam essencialmente: Naturalmente que é preciso ir ao dentista periodicamente –
e na ausência de problemas - uma vez por ano no mínimo
- Reduzir a formação da placa bacteriana;
para uma vigilância.
- Reduzir a frequência da ingestão de hidratos de carbono,
Vale a pena estar de olho nos dentes!
essencialmente açucares;
- Aumentar a resistência do esmalte dentário.
Reduzir a formação da placa bacteriana:
Maria do Céu Morais,
Sendo a placa bacteriana um dos principais factores
Enfermeira Especialista em Saúde Comunitária
responsáveis pelo aparecimento da cárie dentária, é de
Pedro Machado
Licenciado em Gestão de
Empresas;
Administrador-Delegado da
Braval;
Vice-Presidente da AIMinho
À data em que escrevo decorre, em Copenhaga, a Cimeira
das Nações Unidas para as alterações climáticas onde se
tenta chegar a um acordo sobre o sucessor do Protocolo de
Quioto, que expira em 2012, estabelecendo metas de
redução de emissões poluentes até 2020 e 2050.
Há quem aponte as alterações climáticas como o principal
problema que a Humanidade enfrenta, na actualidade. O
principal objectivo desta Cimeira é levar os Estados mais
desenvolvidos a cumprir metas concretas, tentar aprovar
algumas limitações ao crescimento económico baseado
nos combustíveis fósseis para os países menos
desenvolvidos e apresentar soluções de financiamento
para todas as medidas em discussão.
Um acordo perfeito passará pela aprovação de um
documento juridicamente vinculativo, que efectivamente
reduzisse a pegada
de carbono dos
países mais ricos.
A UE ocupou, desde o
início, um lugar de
liderança no
combate contra as
alterações
climáticas,
estabelecendo
um mercado
do carbono,
através do
qual as
empresas
mais
poluentes
pagam
pelo
carbono
emitido para a atmosfera. Em Dezembro do ano passado, a
Comissão Europeia aprovou também um plano de corte de
20% das emissões de CO2 (em relação a 1990) até 2020,
unilateralmente - valor que crescerá para 30%, caso seja
assinado um acordo global de redução; o compromisso
inclui também uma fatia de 20% de energia produzida a
partir de fontes renováveis e outra de 10% de
biocombustíveis nos transportes.
Segundo Durão Barroso, presidente da Comissão
Europeia, estando reunidos mais de 100 líderes mundiais,
“é impensável não chegar a um acordo”.
É lamentável que se tenha chegado à situação actual com o
pagamento do carbono emitido, cujo mercado já existe na
União Europeia e que levava a pensar que seria uma
solução para diminuir as emissões, mas será que nem
assim?
Neste momento desconheço quais os resultados da
Cimeira, será que mais uma vez o problema ficará adiado,
correndo o risco de chegarmos a um ponto sem retorno?
Uma coisa é certa, independentemente da luta entre países
desenvolvidos e menos desenvolvidos, em caso de
fracasso da Cimeira de Copenhaga, todos ficarão a perder.
Cimeira de Copenhaga
ter ensino profissional 10
classificação sempre que é informada, o que é de louvar. protegidos a todo o custo. Porque em matéria de valores
Além disso, a lei também devia prever casos de árvores e lusos, o respeito pela biodiversidade, pelos ecossistemas e
arvoredo de IP (Interesse Público) em que a classificação pela vida arbórea ocupa um lugar envergonhado ou virtual.
seria feita mesmo à revelia dos proprietários. Não têm a percepção de que uma árvore com cem,
Importante é proteger-se a árvore classificada de IP, quer a duzentos, quinhentos ou mil anos se for abatida perde-se
copa, raízes e terreno envolvente, tentando impedir-se que um bem e uma memória vegetal viva para sempre. Poder-
uma árvore gigante seja destruída ou danificada. Isto é, se-ia tentar criar outra semelhante, mas demoraria o
qualquer operação que reverta em benefício ou prejuízo mesmo tempo a ser criada e o nosso ciclo biológico não nos
permite tal veleidade.
O que se tem feito para promover a
«Oliveira de Tavira», com cerca de
2.000 anos, portanto coeva de Jesus
Cristo, elegendo-a como decano das
árvores nacionais? Nada! Apesar de
ser muito mais fácil erguer uma réplica
do Mosteiro da Batalha ou da Torre de
Belém, do que criar um monumento
vegetal.
Isto para se deixar bem claro o que a
mesquinhez de alguns assessores
políticos procuram turvar, que, sem
Educação Florestal séria e continuada,
não há legislação que conserve ou
proteja o nosso arvoredo, porque o
dique de interesses, à sua volta é
capaz de lhe criar os rombos
irreparáveis que quiser.
Só valorizando a vida, através da
Educação para uma melhor Cidadania, Ambiente e Floresta
carece de autorização da AFN. Mas, na prática, ninguém
fonte de vida e de riqueza, podemos acautelar vigia nada, nem protege. A Castanheira de Lagarelhos, é um
correctamente interesses particulares e colectivos, monumento arbóreo, junto à vila de Vinhais, sendo
privados e públicos. construído um edifício sobre o seu raizame e algum tempo
Neste campo, não consigo perceber (e dói), porque será
mais tarde foi alcatroado, mesmo sob o espaço da sua copa
que o sector governamental das Florestas não apoia, com
e em volta do tronco, não se respeitando os 50 metros de
uma migalha, o Projecto pedagógico PROSEPE/Clubes da
protecção que a legislação prevê.
Floresta, sedeado na Universidade de Coimbra, fazendo No lugar Novo – freguesia de Ribas, junto à EN. 206, km
deste trabalho de voluntariado uma «bandeira» da AFN e 69,45, o Eucalipto da Gandarela/Ribas viu o município de
das Florestas? No entanto o Código Florestal na alínea a), Celorico de Basto deixar construir uma casa e, ultimamente,
do n.º 1, do artigo 76, diz que o «fundo financeiro» do Fundo alguém tem movido influências para o abater, apesar de
Fl orestal Permanente, deve apoi ar a área da estar classificado de IP e ser a árvore da sua espécie de
«sensibilização». maior tronco de Portugal continental, com 12 metros de
Legisla-se, «embandeirando-se» a velha legislação em
P.A.P. (perímetro – do tronco - à altura do peito). O município
moderno caixilho como se isso fosse suficiente para
deve ter orgulho nesta árvore monumental e protegê-la. É
proteger a floresta, para gerar sustentabilidade e riqueza ao
lamentável que seja alvo de vandalismos tendo sofrido
país depauperado economicamente. Mas, pior ainda,
alguns incêndios criminosos e que ninguém averigúe.
empobrecido de valores éticos, sociais, ambientais e O Código Florestal determina que o registo do arvoredo,
florestais. classificado pela AFN, é feito no SNIRF (Sistema Nacional
Nós, os Professores, que estamos no terreno e apenas
de Informação dos Recursos Florestais).
queremos plantar uma «Floresta de Amor, de Esperança e Esta de legislação que estava dispersa, como atrás
de Sonho no coração» dos Alunos, os homens e mulheres referimos, foi junta, pelo que as espécies autóctones ou
de amanhã. indígenas protegidas, geralmente de crescimento lento, não
Nós só pedimos para se apoiarem os Alunos, porque o
podiam ficar de fora. Assim, a protecção do sobreiro e
nosso trabalho é voluntário. Porque é que não trabalhamos
azinheira e dos seus povoamentos continua a ser prevista
todos em conjunto por uma Floresta e um Portugal melhor?
neste documento normativo. Mas, os PIN podem passar
sobre os cadáveres arbóreos e, numa floresta de interesses
economicistas, contra a cobiça desenfreada do «bicho
homem» não há árvore que resista, porque o legislador
deixou portas abertas às moto-serras e retro-escavadoras
públicas e privadas. Basta alguém dizer que o abate das
espécies protegidas é para uma reconversão mais
produtiva e não há souto ou carvalhal secular que resistam.
Nenhum legislador, nem o poder político, olham para um
montado de sobro ou azinho ou para um multissecular souto
de castanheiros ou para um carvalhal centenário como
exemplares arbóreos vivos e únicos que devem ser
Jorge Lage
Assessor do Ministério da
Educação;
Escritor e investigador;
Coordenador distrital de
Braga do PROSEPE/clubes
da floresta.
No último número da Revista TER manifestamos a nossa seguir veio o acelerado ermamento do Portugal rural e as
preocupação pela forma como era tratada, pelas grandes pragas de incêndios, gravitando à sua volta todo
governações, a questão arbórea nacional. Durante o um poderoso lobby.
Neste campo os maiores danos foram a nível cultural, anterior governo, dizia-me uma técnica dos quadros da
porque a maioria da população deixou de ver, na mancha Autoridade Florestal Nacional: como pode ser, em dezoito
arbórea e as árvores, um bem imenso a preservar, nas suas meses, os Serviços Florestais Nacionais conheceram três
múltiplas utilidades. leis orgânicas: era a DGF (Direcção-Geral das Florestas) e
Dentro de uma floresta de interesses, e parece que com
passou a designar-se DGRF (Direcção-Geral de Recursos
algum desprezo pelo saber de alguns dos técnicos mais
Florestais) e alguns meses depois, os mesmos
idóneos e experientes da AFN, o sector quis mostrar
responsáveis, criavam a actual AFN (Autoridade Florestal
trabalho em período eleitoral, fazendo sair o Decreto-Lei
Nacional).
254/2009 de 24 de Setembro e que tem o mérito de Isto deixou os técnicos dos serviços florestais centrais
concentrar a legislação dispersa desde 1901 num único apreensivos, porque não é possível trabalhar bem quando
documento normativo, eliminando muitas incongruências e se gera instabilidade. Mas, esta ligeireza em lidar com os
tornando o sector mais operacional, ao ponto de revogar recursos florestais nacionais começaram a «derrubar» a
seis leis, 36 decretos-leis e quatro portarias. Contudo, nossa floresta quando, nas décadas de oitenta e noventa do
quase não tem novidades e acaba por deixar algumas século passado, se extinguiram os lugares de guarda-
questões importantes para legislação posterior. florestais, como se a floresta não requeresse cuidados e
O «Código Florestal» é o documento que lhe está anexo e
atenções. A medida era para o poder central poupar nos
que rege o sector com um extenso rol de 110 artigos e uma
gastos com a floresta. Acabou por haver alguma economia
infindável lista de números e alíneas, procurando abranger
de salários, mas gerou um volume imenso de verbas gastas
toda a problemática florestal. Define a política florestal
no combate aos incêndios florestais.
nacional, visando esta a conservação e o seu A par do abandono das florestais estatais, saltaram as
desenvolvimento sustentável, dentro da «Estratégia empresas de celuloses à liça apostadas em transformar o
Nacional para as Florestas» e no Programa do país em monoculturas de eucaliptos e pinheiros. A
Desenvolvimento Rural.
A AFN é a entidade responsável pelo sector florestal,
excepto nos espaços florestais sob a jurisdição do ICNB
(Instituto de Conservação da Natureza e da Biodiversidade)
competindo-lhe: fazer o planeamento florestal; fazer o
ordenamento e gestão dos espaços florestais; proteger o
património silvícola; valorizar a floresta; e apoiar a execução
da política florestal.
Os planos de ordenamento, gestão e intervenção florestal
são de três tipos: os PROF (planos regionais de
ordenamento florestal), os PGF (planos de gestão florestal)
e os PEIF (planos específicos de intervenção florestal).
Estes últimos podem ser de âmbito nacional, distrital e
municipal.
As ZIF (Zonas de Intervenção Florestal) são configuradas
no conceito e objectivo, bem como o seu regime florestal,
que pode ser total, parcial ou especial.
A «protecção do património silvícola» assume uma
preocupação importante nesta legislação, pelo menos no
papel, já que na prática basta um político classificar
qualquer projecto ou um «elefante branco» de PIN (Projecto
de Interesse Nacional) para se ignorar a legislação e se
surribarem os interesses nacionais do património florestal
ou da biodiversidade.
Por exemplo, a classificação de «arvoredo de interesse
público» passa a ser por proposta dos proprietários, das
autarquias, das OPFs (organizações de produtores
florestais), das ONGs ou movimentos de cidadãos. Perante
promiscuidade era tal que muitos dos técnicos da então
uma desumanização da nossa sociedade, cada vez mais
DGF trabalhavam quase a tempo inteiro para as celuloses.
egocêntrica e de haver locais ermos onde quase já não há
O resultado foi, sobretudo, o Centro do país ser
cidadãos, quanto mais interessados em classificação do
transformado numa monocultura arbórea, levada ao
nosso património arbóreo, pelo que devia bastar uma só
extremo de se sacrificarem as zonas húmidas de lameiros e
pessoa idónea a propor para que o processo de
o arranque impiedoso de grandes áreas de folhosas. A
classificação avançasse. Na prática a AFN avança para a
escola floresta
Olhar pela Floresta
Pinheiro - Bom Jesus, Braga
Castanheira de Lagarelhos - Vinhais
ter ensino profissional 11
ter ensino profissional 10
classificação sempre que é informada, o que é de louvar. protegidos a todo o custo. Porque em matéria de valores
Além disso, a lei também devia prever casos de árvores e lusos, o respeito pela biodiversidade, pelos ecossistemas e
arvoredo de IP (Interesse Público) em que a classificação pela vida arbórea ocupa um lugar envergonhado ou virtual.
seria feita mesmo à revelia dos proprietários. Não têm a percepção de que uma árvore com cem,
Importante é proteger-se a árvore classificada de IP, quer a duzentos, quinhentos ou mil anos se for abatida perde-se
copa, raízes e terreno envolvente, tentando impedir-se que um bem e uma memória vegetal viva para sempre. Poder-
uma árvore gigante seja destruída ou danificada. Isto é, se-ia tentar criar outra semelhante, mas demoraria o
qualquer operação que reverta em benefício ou prejuízo mesmo tempo a ser criada e o nosso ciclo biológico não nos
permite tal veleidade.
O que se tem feito para promover a
«Oliveira de Tavira», com cerca de
2.000 anos, portanto coeva de Jesus
Cristo, elegendo-a como decano das
árvores nacionais? Nada! Apesar de
ser muito mais fácil erguer uma réplica
do Mosteiro da Batalha ou da Torre de
Belém, do que criar um monumento
vegetal.
Isto para se deixar bem claro o que a
mesquinhez de alguns assessores
políticos procuram turvar, que, sem
Educação Florestal séria e continuada,
não há legislação que conserve ou
proteja o nosso arvoredo, porque o
dique de interesses, à sua volta é
capaz de lhe criar os rombos
irreparáveis que quiser.
Só valorizando a vida, através da
Educação para uma melhor Cidadania, Ambiente e Floresta
carece de autorização da AFN. Mas, na prática, ninguém
fonte de vida e de riqueza, podemos acautelar vigia nada, nem protege. A Castanheira de Lagarelhos, é um
correctamente interesses particulares e colectivos, monumento arbóreo, junto à vila de Vinhais, sendo
privados e públicos. construído um edifício sobre o seu raizame e algum tempo
Neste campo, não consigo perceber (e dói), porque será
mais tarde foi alcatroado, mesmo sob o espaço da sua copa
que o sector governamental das Florestas não apoia, com
e em volta do tronco, não se respeitando os 50 metros de
uma migalha, o Projecto pedagógico PROSEPE/Clubes da
protecção que a legislação prevê.
Floresta, sedeado na Universidade de Coimbra, fazendo No lugar Novo – freguesia de Ribas, junto à EN. 206, km
deste trabalho de voluntariado uma «bandeira» da AFN e 69,45, o Eucalipto da Gandarela/Ribas viu o município de
das Florestas? No entanto o Código Florestal na alínea a), Celorico de Basto deixar construir uma casa e, ultimamente,
do n.º 1, do artigo 76, diz que o «fundo financeiro» do Fundo alguém tem movido influências para o abater, apesar de
Fl orestal Permanente, deve apoi ar a área da estar classificado de IP e ser a árvore da sua espécie de
«sensibilização». maior tronco de Portugal continental, com 12 metros de
Legisla-se, «embandeirando-se» a velha legislação em
P.A.P. (perímetro – do tronco - à altura do peito). O município
moderno caixilho como se isso fosse suficiente para
deve ter orgulho nesta árvore monumental e protegê-la. É
proteger a floresta, para gerar sustentabilidade e riqueza ao
lamentável que seja alvo de vandalismos tendo sofrido
país depauperado economicamente. Mas, pior ainda,
alguns incêndios criminosos e que ninguém averigúe.
empobrecido de valores éticos, sociais, ambientais e O Código Florestal determina que o registo do arvoredo,
florestais. classificado pela AFN, é feito no SNIRF (Sistema Nacional
Nós, os Professores, que estamos no terreno e apenas
de Informação dos Recursos Florestais).
queremos plantar uma «Floresta de Amor, de Esperança e Esta de legislação que estava dispersa, como atrás
de Sonho no coração» dos Alunos, os homens e mulheres referimos, foi junta, pelo que as espécies autóctones ou
de amanhã. indígenas protegidas, geralmente de crescimento lento, não
Nós só pedimos para se apoiarem os Alunos, porque o
podiam ficar de fora. Assim, a protecção do sobreiro e
nosso trabalho é voluntário. Porque é que não trabalhamos
azinheira e dos seus povoamentos continua a ser prevista
todos em conjunto por uma Floresta e um Portugal melhor?
neste documento normativo. Mas, os PIN podem passar
sobre os cadáveres arbóreos e, numa floresta de interesses
economicistas, contra a cobiça desenfreada do «bicho
homem» não há árvore que resista, porque o legislador
deixou portas abertas às moto-serras e retro-escavadoras
públicas e privadas. Basta alguém dizer que o abate das
espécies protegidas é para uma reconversão mais
produtiva e não há souto ou carvalhal secular que resistam.
Nenhum legislador, nem o poder político, olham para um
montado de sobro ou azinho ou para um multissecular souto
de castanheiros ou para um carvalhal centenário como
exemplares arbóreos vivos e únicos que devem ser
Jorge Lage
Assessor do Ministério da
Educação;
Escritor e investigador;
Coordenador distrital de
Braga do PROSEPE/clubes
da floresta.
No último número da Revista TER manifestamos a nossa seguir veio o acelerado ermamento do Portugal rural e as
preocupação pela forma como era tratada, pelas grandes pragas de incêndios, gravitando à sua volta todo
governações, a questão arbórea nacional. Durante o um poderoso lobby.
Neste campo os maiores danos foram a nível cultural, anterior governo, dizia-me uma técnica dos quadros da
porque a maioria da população deixou de ver, na mancha Autoridade Florestal Nacional: como pode ser, em dezoito
arbórea e as árvores, um bem imenso a preservar, nas suas meses, os Serviços Florestais Nacionais conheceram três
múltiplas utilidades. leis orgânicas: era a DGF (Direcção-Geral das Florestas) e
Dentro de uma floresta de interesses, e parece que com
passou a designar-se DGRF (Direcção-Geral de Recursos
algum desprezo pelo saber de alguns dos técnicos mais
Florestais) e alguns meses depois, os mesmos
idóneos e experientes da AFN, o sector quis mostrar
responsáveis, criavam a actual AFN (Autoridade Florestal
trabalho em período eleitoral, fazendo sair o Decreto-Lei
Nacional).
254/2009 de 24 de Setembro e que tem o mérito de Isto deixou os técnicos dos serviços florestais centrais
concentrar a legislação dispersa desde 1901 num único apreensivos, porque não é possível trabalhar bem quando
documento normativo, eliminando muitas incongruências e se gera instabilidade. Mas, esta ligeireza em lidar com os
tornando o sector mais operacional, ao ponto de revogar recursos florestais nacionais começaram a «derrubar» a
seis leis, 36 decretos-leis e quatro portarias. Contudo, nossa floresta quando, nas décadas de oitenta e noventa do
quase não tem novidades e acaba por deixar algumas século passado, se extinguiram os lugares de guarda-
questões importantes para legislação posterior. florestais, como se a floresta não requeresse cuidados e
O «Código Florestal» é o documento que lhe está anexo e
atenções. A medida era para o poder central poupar nos
que rege o sector com um extenso rol de 110 artigos e uma
gastos com a floresta. Acabou por haver alguma economia
infindável lista de números e alíneas, procurando abranger
de salários, mas gerou um volume imenso de verbas gastas
toda a problemática florestal. Define a política florestal
no combate aos incêndios florestais.
nacional, visando esta a conservação e o seu A par do abandono das florestais estatais, saltaram as
desenvolvimento sustentável, dentro da «Estratégia empresas de celuloses à liça apostadas em transformar o
Nacional para as Florestas» e no Programa do país em monoculturas de eucaliptos e pinheiros. A
Desenvolvimento Rural.
A AFN é a entidade responsável pelo sector florestal,
excepto nos espaços florestais sob a jurisdição do ICNB
(Instituto de Conservação da Natureza e da Biodiversidade)
competindo-lhe: fazer o planeamento florestal; fazer o
ordenamento e gestão dos espaços florestais; proteger o
património silvícola; valorizar a floresta; e apoiar a execução
da política florestal.
Os planos de ordenamento, gestão e intervenção florestal
são de três tipos: os PROF (planos regionais de
ordenamento florestal), os PGF (planos de gestão florestal)
e os PEIF (planos específicos de intervenção florestal).
Estes últimos podem ser de âmbito nacional, distrital e
municipal.
As ZIF (Zonas de Intervenção Florestal) são configuradas
no conceito e objectivo, bem como o seu regime florestal,
que pode ser total, parcial ou especial.
A «protecção do património silvícola» assume uma
preocupação importante nesta legislação, pelo menos no
papel, já que na prática basta um político classificar
qualquer projecto ou um «elefante branco» de PIN (Projecto
de Interesse Nacional) para se ignorar a legislação e se
surribarem os interesses nacionais do património florestal
ou da biodiversidade.
Por exemplo, a classificação de «arvoredo de interesse
público» passa a ser por proposta dos proprietários, das
autarquias, das OPFs (organizações de produtores
florestais), das ONGs ou movimentos de cidadãos. Perante
promiscuidade era tal que muitos dos técnicos da então
uma desumanização da nossa sociedade, cada vez mais
DGF trabalhavam quase a tempo inteiro para as celuloses.
egocêntrica e de haver locais ermos onde quase já não há
O resultado foi, sobretudo, o Centro do país ser
cidadãos, quanto mais interessados em classificação do
transformado numa monocultura arbórea, levada ao
nosso património arbóreo, pelo que devia bastar uma só
extremo de se sacrificarem as zonas húmidas de lameiros e
pessoa idónea a propor para que o processo de
o arranque impiedoso de grandes áreas de folhosas. A
classificação avançasse. Na prática a AFN avança para a
escola floresta
Olhar pela Floresta
Pinheiro - Bom Jesus, Braga
Castanheira de Lagarelhos - Vinhais
ter ensino profissional 11
ter ensino profissional 12 ter ensino profissional 13
Centro Novas Oportunidades
Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências
por Carla Veloso
escola oportunidade
Centro Novas Oportunidades da Escola Profissional Amar Terra Verde
RVCC
O Centro Novas Oportunidades é uma porta de entrada
para a qualificação escolar e profissional de todos aqueles
que nos procuram, tendo como objectivo diversificar
respostas, flexibilizar os itinerários de formação e promover
estratégias de encaminhamento.
O CNO da Escola Profissional Amar Terra Verde iniciou a
sua actividade há três anos, tendo certificado mais de 800
adultos e encaminhado cerca de 450 para outras ofertas
formativas mais adequadas às experiências de vida e
interesses dos candidatos.
O Centro visa servir a população adulta com baixa
escolaridade que pretendem elevar o nível de escolaridade
e de qualificação profissional, através de processos de
Reconheci ment o, Val i dação e Cert i f i cação de
Competências (RVCC) ou outras ofertas formativas para as
quais possam ser encaminhados: EFAs e Formações
Modulares a decorrer na escola ou noutras instituições com
as quais temos parcerias e com aquelas que pretendemos
estabelecer.
O sistema RVCC não obedece ao calendário escolar, pelo
que se pode iniciar o percurso de qualificação em qualquer
altura do ano, no horário que melhor se ajuste à situação
pessoal.
Assim, para além da certificação escolar, este Centro Novas
Oportuni dades desenvol ve processos de RVCC
Profissional nas áreas de Construção Civil e Engenharia e
Electricidade e Energia, a saber:
- Técnico de Obra/Condutor de Obra
- Técnico de Medições e Orçamentos
- Técnico de Gás
- Técnico de Instalações Eléctricas
- Técnico de Refrigeração e Climatização
- Técnico Instalador de Sistemas Solares
e Térmicos
As Formações Modulares Certificadas são formações de
curta de duração, através das quais se pode concluir ou
efectuar um percurso formativo de uma forma gradual e
muito flexível, com a possibilidade de parar e retomar mais
tarde, mantendo o ritmo que considera mais adequado.
O início do novo ano lectivo na Escola Profissional Amar Terra Verde, foi marcado por um
conjunto de actividades, entre as quais reuniões de Directores de Curso, Directores de
Turma e dos Grupos Disciplinares.
No dia 10 de Setembro foi feita a recepção ao corpo docente com uma Reunião Geral de
Professores, tendo a Direcção da Escola dado as boas vindas a todos os presentes,
foram explicados os objectivos estratégicos para o novo ano e feitas algumas
recomendações de carácter pedagógico e operacional.
No dia 11 de Setembro, dia indicado pela DREN como Dia do Diploma, realizou-se a
abertura oficial do ano lectivo 2009-2010 nas três Delegações da EPATV, com a presença
da Direcção da Escola, representantes da DREN e das autarquias locais.
Na Delegação de Amares, a cerimónia da recepção aos novos alunos e entrega dos
diplomas aos alunos finalista no ano anterior, teve lugar às 10 horas com a presença da
Direcção da Escola, representantes da DREN e da Autarquia de Amares. No final da
cerimónia foi entregue, pela representante da DREN, Eng.ª Anabela Santos, o Diploma
de Mérito, atribuído pelo Ministério da Educação, ao aluno Pedro Jorge Rodrigues
Dantas que, terminou o Curso Técnico de Construção Civil, com 18 valores.
Por volta das 12 horas, na Delegação de Terras de Bouro e na presença da Direcção da
Escola e do Presidente da Câmara Municipal, Dr. António Afonso, foram entregues os
diplomas aos alunos do Curso Técnico de Termalismo que terminaram o seu curso no ano
anterior.
Na sede em Vila Verde, a recepção aos alunos teve lugar às 14:30 horas, com um
auditório repleto, pois este ano verificou-se um aumento de 14 turmas, onde o Director
Geral, Dr. João Luis Nogueira fez uma saudação a toda a comunidade educativa e o
Presidente da Câmara, Dr. António Vilela congratulou-se pelo crescimento físico e de
qualidade que se tem verificado ao longo deste últimos anos. Em representação da
DREN esteve o Dr. João Sérgio – coordenador da Equipa Educativa de Apoio às Escolas
do Alto Cávado, que elogiou o grupo docente da EPATV, o qual se situa no “…patamar da
Excelência…” de acordo com os resultados analisados pela DREN.
Foi também uma honra a presença da técnica da DREN, Engª Anabela Santos que muito
tem acarinhado a EPATV com a sua perseverança e profissionalismo, ao longo destes
anos ao serviço da formação e educação dos jovens deste concelho.
Durante esta cerimónia foram entregues os diplomas aos finalistas do ano anterior, assim
como o Prémio de Mérito da EPATV ao melhor aluno dos Cursos de Educação Formação,
no valor de 250,00 euros. O contemplado foi o aluno Carlos Rodrigues, do curso T3 -
Operador de transformação de Produtos Cárneos, morador na freguesia de Gondiães,
Vila Verde com a excelente classificação de nota 5 a todas as disciplinas.
escola
Abertura do ano lectivo na EPATV e
Comemoração do dia do Diploma
RVCC
p
r
o
f
i
s
s
i
o
n
a
l
ter ensino profissional 12 ter ensino profissional 13
Centro Novas Oportunidades
Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências
por Carla Veloso
escola oportunidade
Centro Novas Oportunidades da Escola Profissional Amar Terra Verde
RVCC
O Centro Novas Oportunidades é uma porta de entrada
para a qualificação escolar e profissional de todos aqueles
que nos procuram, tendo como objectivo diversificar
respostas, flexibilizar os itinerários de formação e promover
estratégias de encaminhamento.
O CNO da Escola Profissional Amar Terra Verde iniciou a
sua actividade há três anos, tendo certificado mais de 800
adultos e encaminhado cerca de 450 para outras ofertas
formativas mais adequadas às experiências de vida e
interesses dos candidatos.
O Centro visa servir a população adulta com baixa
escolaridade que pretendem elevar o nível de escolaridade
e de qualificação profissional, através de processos de
Reconheci ment o, Val i dação e Cert i f i cação de
Competências (RVCC) ou outras ofertas formativas para as
quais possam ser encaminhados: EFAs e Formações
Modulares a decorrer na escola ou noutras instituições com
as quais temos parcerias e com aquelas que pretendemos
estabelecer.
O sistema RVCC não obedece ao calendário escolar, pelo
que se pode iniciar o percurso de qualificação em qualquer
altura do ano, no horário que melhor se ajuste à situação
pessoal.
Assim, para além da certificação escolar, este Centro Novas
Oportuni dades desenvol ve processos de RVCC
Profissional nas áreas de Construção Civil e Engenharia e
Electricidade e Energia, a saber:
- Técnico de Obra/Condutor de Obra
- Técnico de Medições e Orçamentos
- Técnico de Gás
- Técnico de Instalações Eléctricas
- Técnico de Refrigeração e Climatização
- Técnico Instalador de Sistemas Solares
e Térmicos
As Formações Modulares Certificadas são formações de
curta de duração, através das quais se pode concluir ou
efectuar um percurso formativo de uma forma gradual e
muito flexível, com a possibilidade de parar e retomar mais
tarde, mantendo o ritmo que considera mais adequado.
O início do novo ano lectivo na Escola Profissional Amar Terra Verde, foi marcado por um
conjunto de actividades, entre as quais reuniões de Directores de Curso, Directores de
Turma e dos Grupos Disciplinares.
No dia 10 de Setembro foi feita a recepção ao corpo docente com uma Reunião Geral de
Professores, tendo a Direcção da Escola dado as boas vindas a todos os presentes,
foram explicados os objectivos estratégicos para o novo ano e feitas algumas
recomendações de carácter pedagógico e operacional.
No dia 11 de Setembro, dia indicado pela DREN como Dia do Diploma, realizou-se a
abertura oficial do ano lectivo 2009-2010 nas três Delegações da EPATV, com a presença
da Direcção da Escola, representantes da DREN e das autarquias locais.
Na Delegação de Amares, a cerimónia da recepção aos novos alunos e entrega dos
diplomas aos alunos finalista no ano anterior, teve lugar às 10 horas com a presença da
Direcção da Escola, representantes da DREN e da Autarquia de Amares. No final da
cerimónia foi entregue, pela representante da DREN, Eng.ª Anabela Santos, o Diploma
de Mérito, atribuído pelo Ministério da Educação, ao aluno Pedro Jorge Rodrigues
Dantas que, terminou o Curso Técnico de Construção Civil, com 18 valores.
Por volta das 12 horas, na Delegação de Terras de Bouro e na presença da Direcção da
Escola e do Presidente da Câmara Municipal, Dr. António Afonso, foram entregues os
diplomas aos alunos do Curso Técnico de Termalismo que terminaram o seu curso no ano
anterior.
Na sede em Vila Verde, a recepção aos alunos teve lugar às 14:30 horas, com um
auditório repleto, pois este ano verificou-se um aumento de 14 turmas, onde o Director
Geral, Dr. João Luis Nogueira fez uma saudação a toda a comunidade educativa e o
Presidente da Câmara, Dr. António Vilela congratulou-se pelo crescimento físico e de
qualidade que se tem verificado ao longo deste últimos anos. Em representação da
DREN esteve o Dr. João Sérgio – coordenador da Equipa Educativa de Apoio às Escolas
do Alto Cávado, que elogiou o grupo docente da EPATV, o qual se situa no “…patamar da
Excelência…” de acordo com os resultados analisados pela DREN.
Foi também uma honra a presença da técnica da DREN, Engª Anabela Santos que muito
tem acarinhado a EPATV com a sua perseverança e profissionalismo, ao longo destes
anos ao serviço da formação e educação dos jovens deste concelho.
Durante esta cerimónia foram entregues os diplomas aos finalistas do ano anterior, assim
como o Prémio de Mérito da EPATV ao melhor aluno dos Cursos de Educação Formação,
no valor de 250,00 euros. O contemplado foi o aluno Carlos Rodrigues, do curso T3 -
Operador de transformação de Produtos Cárneos, morador na freguesia de Gondiães,
Vila Verde com a excelente classificação de nota 5 a todas as disciplinas.
escola
Abertura do ano lectivo na EPATV e
Comemoração do dia do Diploma
RVCC
p
r
o
f
i
s
s
i
o
n
a
l
ter ensino profissional 14
A Escola Profissional Amar Terra Verde participou, no dia 25 de Setembro, no Dia Mundial do
Turismo que foi comemorado no norte do país, através da organização do Turismo do Porto e
Norte de Portugal, tendo sido o município de Vila Verde convidado pelo departamento de Braga
para estar representado nas comemorações a realizar no tradicional Castelo Santiago da Barra
em Viana do Castelo.
Os alunos do curso de Restauração da EPATV participaram juntamente com a empresa Latino,
Confecções ,Lda. que desenvolve roupas e fardas de trabalho com a marca ProWork, com sede
em Adaúfe-Braga, no ShowCooking –“Alta Cozinha com Alvarinho”, da autoria do Chef Luís
Américo e efectuaram o desfile no evento ‘‘Mostra de Criações”, de Jalecas de Cozinha e
fardamento de hotelaria e restauração.
Este desfile, teve como objectivo o lançamento de propostas inovadoras da designer Alexandra
Vieira com motivos dos lenços dos namorados.
Os alunos da EPATV estiveram à altura das criações e foram acompanhados por um grupo infantil
que desfilou com as mesmas jalecas, tendo encantado todos os presentes.
Curso EFA - Agente em
Geriatria participa em
aula de Hidroginástica
No dia 16 de Setembro, decorreu nas piscinas municipais de Vila Verde, a realização de uma aula de Hidroginástica, com a participação das
formandas do Curso EFA- Agente em Geriatria.
Esta actividade inseriu-se no Tema de Vida a “Saúde”. Com esta iniciativa visou-se incutir nas formandas, a cada vez maior necessidade de praticar
exercício físico, de forma a adoptar um estilo de vida saudável.
Toda a aula decorreu com uma enorme envolvência por parte das formandas, traduzindo-se numa agradável forma de abordar o Tema de Vida.
O feedback por parte das formandas foi muito positivo, pois além da parte de carácter formativa, é sempre de louvar o enorme espírito de equipa que
tem pautado em todas as actividades em que se envolvem.
EPATV participa nas Comemorações do
Dia Mundial do Turismo
ter ensino profissional 15
A Sede e a Delegação de Amares da Escola Profissional Amar Terra Verde foram, pelo
segundo ano consecutivo, distinguidas com o galardão Bandeira Verde Eco-Escolas,
que certifica a existência, nestes espaços, de uma educação ambiental coerente e de
qualidade.
A entrega da referida bandeira ocorreu no passado dia 29 de Setembro na cerimónia
da comemoração do “Dia Bandeiras Verdes 2009 – Galardão Eco-Escolas” em Santa
Maria da Feira.
O Programa Eco-Escolas está implementado em Portugal desde o ano lectivo
1996/97 e, no ano lectivo 2008/09, estiveram inscritas 1089 escolas de todos os graus
de ensino, tendo-se atribuído da Bandeira Verde Eco-Escolas a 874
estabelecimentos de ensino de 183 municípios.
Os alunos participaram, também, em algumas actividades e concursos,
nomeadamente no Concurso da Escola Energia – patrocinado pela Galp, tendo
competido com protótipos de barco solar e carrinho solar, projectados e construídos
por eles mesmos, no qual a Delegação de Vila Verde foi apurada para disputar as
meias-finais.
A delegação de Amares da EPATV participou, ainda, no Concurso de Ideias "Brigada
Verde 2008" protagonizado pelo Clube da Floresta EPANATURA, com o projecto
"Vamos fazer uma escola mais verde!".
No final do dia, alunos e professores da EPATV subiram ao palco perante mais de
3000 participantes para receber orgulhosamente a respectiva bandeira verde das
mãos de representantes da ABAE/FEE que são coordenadores do programa Eco-
Escolas a nível nacional e internacional.
De salientar, que a Bandeira Verde simboliza o reconhecimento da existência de um
empenhado trabalho na área da educação ambiental/educação para a
sustentabilidade, seguindo a metodologia do Programa Eco-Escolas.
O Programa Eco-Escolas é reconhecido pela UNEP (United Nations Environmental
Program), como um dos instrumentos fundamentais para trabalhar o
Desenvolvimento Sustentável e a Agenda XXI Local.
Escola Profissional Amar Terra Verde
Renova Galardão ECO-ESCOLA
ter ensino profissional 16
EPATV presente na
Festa das Colheitas
2009

Tal como já vem sendo hábito, a Escola Profissional Amar Terra Verde
marcou fortemente a sua presença na XVII Festa das Colheitas- Feira
Mostra dos Produtos Regionais de Vila Verde, realizadas no campo da
feira de 14 a 18 de Outubro do corrente ano.
Além do stand institucional que foi dinamizado pelos alunos do 10º ano do
curso de Técnico de Processamento e Controlo Alimentar, os formandos do
curso EFA – Técnico Administrativo asseguraram todo o secretariado da
entidade organizadora Proviver, desempenhando com sucesso as suas
competências teórico-práticas que têm vindo a assimilar durante o seu
percurso formativo.
Os alunos do curso de Técnico de Recepção (2º ano ), do pólo de Terras de
Bouro, também asseguraram o stand EPATV no segundo dia de feira,
assim como prestaram apoio na recepção dos participantes do Seminário
sobre Agricultura Biológica, organizado pela Associação de Produtores
Biológicos de Vila Verde.
A todos os envolvidos neste evento a Direcção da escola agradece todo o
empenho e profissionalismo demonstrado.
ter ensino profissional 17
Participação nas
‘‘I Jornadas de
Tecnologia Alimentar’’
A turma do 12º ano do curso de Técnico de Processamento e Controlo da Qualidade
Alimentar, acompanhada pelos professores Pedro Lançós e Isabel Pimenta, participou
nas "I Jornadas de Tecnologia Alimentar", organizadas pela Escola Superior de
Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico de Viana do Castelo, que decorreram nos
dias 15 e 16 de Outubro.
Caminhada no
trilho da Águia
e Sarilhão
O caminho faz-se caminhando….tendo como base este lema, no dia 02 de Outubro decorreu em Terras de
Bouro - Moimenta, mais uma actividade do Curso EFA- Agente em Geriatria, inserida no Tema de Vida a
“Saúde”. As formandas organizaram uma saudável caminhada pelo conhecido Trilho da Águia do Sarilhão.
O curso com esta actividade pretendeu alertar-nos para a importância da adopção de um estilo de vida saudável sustentado pelo exercício físico.
Esta iniciativa contou com a presença das formandas, dos formadores, da Dra. Sandra, Dra. Aurélia e do Director da Escola Profissional Amar
Terra Verde, Dr. João Luís Nogueira.
A caminhada durou cerca de duas horas, tendo o grupo percorrido sensivelmente 8 km.
Foi num ambiente descontraído que decorreu mais esta iniciativa.
As palestras abordadas nestas jornadas estiveram voltadas e relacionadas com a temática da tecnologia alimentar e, por conseguinte,
bastante interessantes para as diversas temáticas abordadas por estes alunos ao longo do seu percurso escolar. Os temas abordados
inseriram-se num leque alargado da política de colaboração transfronteiriça e regional em termos de desenvolvimento tecnológico e
estratégico do sector.
As diversas comunicações proferidas tanto, por responsáveis de investigação de tecnologia alimentar e desenvolvimento como por
responsáveis de diversas empresas conceituadas como a Unicer, a Derovo ou a Frulact, empolgaram os alunos, presentes na plateia, com
as novidades e progressos atingidos com as investigações levadas a cabo nos últimos tempos.
Alunos da EPATV na
EXD’O9 LISBOA
- ExperimentaDesign
Nos dias 22 e 23 de Outubro, os alunos dos cursos profissionais Técnico de Desenho
Digital 3D, Técnico de Multimédia, Técnico de Desenho de Mobiliário e Técnico de
Design Gráfico, com a tutoria dos professores Elizabete Martins, Fátima Pimenta,
José Carlos Barros, Luís Vieira, Margarida Lopes, Nuno Oliveira, Sara Pimenta e
Sónia Vilas Boas, deslocaram-se a Lisboa com o intuito de visitar a EXD/09 LISBOA, uma exposição bienal internacional dedicada ao design,
arquitectura e criatividade.
No dia 22, depois de almoçarem na Praça do Império, visitaram a exposição «Quik Quik Slow» - texto, imagem e tempo, no Centro Cultural de Belém,
Museu Colecção Berardo. Uma exposição em que a «ênfase é dada à sensação de tempo, não à sua gestão, ainda que em muitos casos se
relacionem». Segundo o designer Construtivista Karel Teije, «a semana de trabalho tem uma poesia própria». Após a visita, alunos e professores
jantaram no Vasco da Gama e viajaram até às instalações do INATEL em Catalazete, Oeiras, onde pernoitaram.
No dia 23, foi a vez da exposição «pace of design» - o ritmo e o tempo do design, no Antigo Picadeiro do Colégio dos Nobres, Museus da Politécnica.
Nesta exposição pôde observar-se, com detalhe, sete estúdios de designers em partes diferentes do mundo, durante um dia de trabalho. Sem mais
tempo para visitar outras exposições da EXD/09 LISBOA, mas com a sensação de tempo cumprido, regressaram todos à EPATV.
ter ensino profissional 16
EPATV presente na
Festa das Colheitas
2009

Tal como já vem sendo hábito, a Escola Profissional Amar Terra Verde
marcou fortemente a sua presença na XVII Festa das Colheitas- Feira
Mostra dos Produtos Regionais de Vila Verde, realizadas no campo da
feira de 14 a 18 de Outubro do corrente ano.
Além do stand institucional que foi dinamizado pelos alunos do 10º ano do
curso de Técnico de Processamento e Controlo Alimentar, os formandos do
curso EFA – Técnico Administrativo asseguraram todo o secretariado da
entidade organizadora Proviver, desempenhando com sucesso as suas
competências teórico-práticas que têm vindo a assimilar durante o seu
percurso formativo.
Os alunos do curso de Técnico de Recepção (2º ano ), do pólo de Terras de
Bouro, também asseguraram o stand EPATV no segundo dia de feira,
assim como prestaram apoio na recepção dos participantes do Seminário
sobre Agricultura Biológica, organizado pela Associação de Produtores
Biológicos de Vila Verde.
A todos os envolvidos neste evento a Direcção da escola agradece todo o
empenho e profissionalismo demonstrado.
ter ensino profissional 17
Participação nas
‘‘I Jornadas de
Tecnologia Alimentar’’
A turma do 12º ano do curso de Técnico de Processamento e Controlo da Qualidade
Alimentar, acompanhada pelos professores Pedro Lançós e Isabel Pimenta, participou
nas "I Jornadas de Tecnologia Alimentar", organizadas pela Escola Superior de
Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico de Viana do Castelo, que decorreram nos
dias 15 e 16 de Outubro.
Caminhada no
trilho da Águia
e Sarilhão
O caminho faz-se caminhando….tendo como base este lema, no dia 02 de Outubro decorreu em Terras de
Bouro - Moimenta, mais uma actividade do Curso EFA- Agente em Geriatria, inserida no Tema de Vida a
“Saúde”. As formandas organizaram uma saudável caminhada pelo conhecido Trilho da Águia do Sarilhão.
O curso com esta actividade pretendeu alertar-nos para a importância da adopção de um estilo de vida saudável sustentado pelo exercício físico.
Esta iniciativa contou com a presença das formandas, dos formadores, da Dra. Sandra, Dra. Aurélia e do Director da Escola Profissional Amar
Terra Verde, Dr. João Luís Nogueira.
A caminhada durou cerca de duas horas, tendo o grupo percorrido sensivelmente 8 km.
Foi num ambiente descontraído que decorreu mais esta iniciativa.
As palestras abordadas nestas jornadas estiveram voltadas e relacionadas com a temática da tecnologia alimentar e, por conseguinte,
bastante interessantes para as diversas temáticas abordadas por estes alunos ao longo do seu percurso escolar. Os temas abordados
inseriram-se num leque alargado da política de colaboração transfronteiriça e regional em termos de desenvolvimento tecnológico e
estratégico do sector.
As diversas comunicações proferidas tanto, por responsáveis de investigação de tecnologia alimentar e desenvolvimento como por
responsáveis de diversas empresas conceituadas como a Unicer, a Derovo ou a Frulact, empolgaram os alunos, presentes na plateia, com
as novidades e progressos atingidos com as investigações levadas a cabo nos últimos tempos.
Alunos da EPATV na
EXD’O9 LISBOA
- ExperimentaDesign
Nos dias 22 e 23 de Outubro, os alunos dos cursos profissionais Técnico de Desenho
Digital 3D, Técnico de Multimédia, Técnico de Desenho de Mobiliário e Técnico de
Design Gráfico, com a tutoria dos professores Elizabete Martins, Fátima Pimenta,
José Carlos Barros, Luís Vieira, Margarida Lopes, Nuno Oliveira, Sara Pimenta e
Sónia Vilas Boas, deslocaram-se a Lisboa com o intuito de visitar a EXD/09 LISBOA, uma exposição bienal internacional dedicada ao design,
arquitectura e criatividade.
No dia 22, depois de almoçarem na Praça do Império, visitaram a exposição «Quik Quik Slow» - texto, imagem e tempo, no Centro Cultural de Belém,
Museu Colecção Berardo. Uma exposição em que a «ênfase é dada à sensação de tempo, não à sua gestão, ainda que em muitos casos se
relacionem». Segundo o designer Construtivista Karel Teije, «a semana de trabalho tem uma poesia própria». Após a visita, alunos e professores
jantaram no Vasco da Gama e viajaram até às instalações do INATEL em Catalazete, Oeiras, onde pernoitaram.
No dia 23, foi a vez da exposição «pace of design» - o ritmo e o tempo do design, no Antigo Picadeiro do Colégio dos Nobres, Museus da Politécnica.
Nesta exposição pôde observar-se, com detalhe, sete estúdios de designers em partes diferentes do mundo, durante um dia de trabalho. Sem mais
tempo para visitar outras exposições da EXD/09 LISBOA, mas com a sensação de tempo cumprido, regressaram todos à EPATV.
ter ensino profissional 18
No dia 23 de Outubro, os alunos do Curso de Operador de Autocad, juntamente com os professores Luís Filipe, e Cristina
Pimenta, realizaram uma visita de estudo à Feira Internacional de Construção - CONCRETA, presente na EXPONOR no Porto.
Esta visita, que decorreu durante todo o dia, teve como principal objectivo, o contacto mais directo por parte dos alunos com o
mercado de trabalho e com as empresas que estão directamente relacionadas com as temáticas do curso.
Neste sentido, estavam presentes na feira, empresas das mais variadas especialidades do ramo da construção civil, o que
permitiu aos alunos contactarem directamente com alguns dos conteúdos programáticos abordados nas aulas. Como por
exemplo, os vários sistemas de isolamento acústico, sistemas de construção sustentável, construções em madeira e metálicas.
Durante a visita à feira, os alunos, também, contactaram com profissionais do sistema operativo, com que trabalham na escola, ou
seja o Autocad. E desta forma, tiveram oportunidade de trocarem impressões e conhecimentos valiosos para o seu futuro
académico e profissional.
Visita à Feira
Internacional de
Construção -
CONCRETA
Visita de estudo do
Curso Técnico de Frio
e Climatização
ter ensino profissional 19
Dia de Halloween
A Sede e as Delegações de Terras de Bouro e Amares comemoraram o Halloween no
dia 30 de Outubro, integrado nas actividades do Grupo Disciplinar de Inglês.
Durante a semana alunos e professores decoraram as escolas com objectos e imagens
alusivas à data, criando, assim, um ambiente assustador e sombrio.
A delegação de Terras de Bouro organizou um lanche convívio entre alunos e
professores e exibiu um filme relacionado com a temática do dia das bruxas.
Na sede, depois de uma semana de assustadoras decorações, foi organizado mais um
animado “Halloween Ball”, onde alunos, professores e funcionários se juntaram numa
festa onde reinou a boa disposição acompanhada pelo som do Professor Nuno
Oliveira.
Visita de estudo
ao Visionarium
e Sea Life
Os alunos do Curso Técnico de Frio e Climatização, no dia 23 de Outubro, acompanhados pela Directora de Turma e pelo Director do Curso,
efectuaram uma visita de estudo à Hotespaço em Palmeira – Braga, onde puderam ver a produção de diversos equipamentos de
frio/climatização e mobiliário onde são aplicados os mesmos equipamentos.
Da parte da tarde, visitaram a Feira da Concreta na Exponor, nesta feira, os alunos puderam conhecer vários materiais de isolamentos e
diversos sistemas de aquecimento e climatização.
Estas visitas foram do agrado geral e completam ensinamentos ministrados em várias disciplinas do curso.
Esta actividade proporcionou aos alunos uma visão da realidade profissional nas áreas da sua formação e muito proveitosa para o seu
futuro profissional.
No passado dia 7 de Novembro as turmas do do 10º e 12º anos do Curso Técnico de Processamento e Controlo de Qualidade Alimentar, a turma do
11º ano do Curso de Análise Laboratorial e a turma de Manicura e Pedicura, participaram numa visita de estudo ao VIsionarium e Sea Life no Porto.
Esta actividade teve como objectivos principais a descoberta e participação em experiências didácticas e interactivas mais propriamente no
Visionarium.
O Sea Life foi uma experiência única pois os alunos puderam ver e contactar com a biodiversidade marinha da nossa orla costeira.
ter ensino profissional 18
No dia 23 de Outubro, os alunos do Curso de Operador de Autocad, juntamente com os professores Luís Filipe, e Cristina
Pimenta, realizaram uma visita de estudo à Feira Internacional de Construção - CONCRETA, presente na EXPONOR no Porto.
Esta visita, que decorreu durante todo o dia, teve como principal objectivo, o contacto mais directo por parte dos alunos com o
mercado de trabalho e com as empresas que estão directamente relacionadas com as temáticas do curso.
Neste sentido, estavam presentes na feira, empresas das mais variadas especialidades do ramo da construção civil, o que
permitiu aos alunos contactarem directamente com alguns dos conteúdos programáticos abordados nas aulas. Como por
exemplo, os vários sistemas de isolamento acústico, sistemas de construção sustentável, construções em madeira e metálicas.
Durante a visita à feira, os alunos, também, contactaram com profissionais do sistema operativo, com que trabalham na escola, ou
seja o Autocad. E desta forma, tiveram oportunidade de trocarem impressões e conhecimentos valiosos para o seu futuro
académico e profissional.
Visita à Feira
Internacional de
Construção -
CONCRETA
Visita de estudo do
Curso Técnico de Frio
e Climatização
ter ensino profissional 19
Dia de Halloween
A Sede e as Delegações de Terras de Bouro e Amares comemoraram o Halloween no
dia 30 de Outubro, integrado nas actividades do Grupo Disciplinar de Inglês.
Durante a semana alunos e professores decoraram as escolas com objectos e imagens
alusivas à data, criando, assim, um ambiente assustador e sombrio.
A delegação de Terras de Bouro organizou um lanche convívio entre alunos e
professores e exibiu um filme relacionado com a temática do dia das bruxas.
Na sede, depois de uma semana de assustadoras decorações, foi organizado mais um
animado “Halloween Ball”, onde alunos, professores e funcionários se juntaram numa
festa onde reinou a boa disposição acompanhada pelo som do Professor Nuno
Oliveira.
Visita de estudo
ao Visionarium
e Sea Life
Os alunos do Curso Técnico de Frio e Climatização, no dia 23 de Outubro, acompanhados pela Directora de Turma e pelo Director do Curso,
efectuaram uma visita de estudo à Hotespaço em Palmeira – Braga, onde puderam ver a produção de diversos equipamentos de
frio/climatização e mobiliário onde são aplicados os mesmos equipamentos.
Da parte da tarde, visitaram a Feira da Concreta na Exponor, nesta feira, os alunos puderam conhecer vários materiais de isolamentos e
diversos sistemas de aquecimento e climatização.
Estas visitas foram do agrado geral e completam ensinamentos ministrados em várias disciplinas do curso.
Esta actividade proporcionou aos alunos uma visão da realidade profissional nas áreas da sua formação e muito proveitosa para o seu
futuro profissional.
No passado dia 7 de Novembro as turmas do do 10º e 12º anos do Curso Técnico de Processamento e Controlo de Qualidade Alimentar, a turma do
11º ano do Curso de Análise Laboratorial e a turma de Manicura e Pedicura, participaram numa visita de estudo ao VIsionarium e Sea Life no Porto.
Esta actividade teve como objectivos principais a descoberta e participação em experiências didácticas e interactivas mais propriamente no
Visionarium.
O Sea Life foi uma experiência única pois os alunos puderam ver e contactar com a biodiversidade marinha da nossa orla costeira.
ter ensino profissional 20 ter ensino profissional 21
Curso EFA de
Geriatria, promove
rastreio de saúde
Comemoração do
dia de S. Martinho
No passado dia 11 de Novembro a sede e as delegações de Amares e Terras de Bouro
da Escola Profissional Amar Terra Verde comemoraram o dia de S. Martinho com
diversas actividades e o tradicional magusto que envolveu toda a comunidade escolar.
Na Delegação de Terras de Bouro surgiu-se, ao magusto, uma tarde recreativa com
uma animada sessão de Karaoke, participada por alunos e professores
Este dia está marcado pela lenda de S. Martinho, a qual diz que num dia tempestuoso ia
São Martinho, valoroso soldado, montado no seu cavalo, quando viu um mendigo
quase nu, tremendo de frio, que lhe estendia a mão suplicante e gelada.
S. Martinho não hesitou: parou o cavalo, poisou a sua mão carinhosamente na do
pobre e, em seguida, com a espada cortou ao meio a sua capa de militar, dando metade
ao mendigo.
E, apesar de mal agasalhado e de chover torrencialmente, preparava-se para
continuar o seu caminho, cheio de felicidade. Mas, subitamente, a tempestade desfez-
se, o céu ficou límpido e um sol inundou a terra de luz e calor. Diz-se que Deus, para que
não se apagasse da memória dos homens o acto de bondade praticado pelo Santo,
todos os anos, nessa mesma época, cessa por alguns dias o tempo frio e o céu e a terra
sorriem com um sol brilhante e quente.
A comemoração deste dia terminou com um lanche confeccionado
pelos cursos Técnico de Cozinha e Padeiro/Pasteleiro.

Participação nas
Olimpíadas de Matemática
No passado dia 11 de Novembro, a Escola Profissional Amar Terra Verde participou na primeira
eliminatória das Olimpíadas de Matemática, com a presença de 150 alunos.
As Olimpíadas de Matemática são um concurso de problemas de Matemática, dirigido aos
estudantes, visando incentivar e desenvolver o gosto pela disciplina. Os problemas propostos
neste concurso fazem, sobretudo, apelo à qualidade do raciocínio, criatividade e imaginação
dos estudantes. São factores importantes na determinação das classificações o rigor lógico, a clareza da exposição e a elegância da resolução.
As OPM não têm como objectivo fundamental testar a quantidade de conhecimentos acumulados, mas o desenvolvimento mental inerente à
idade dos participantes. Tal como é expresso no regulamento das OPM um dos objectivos do concurso é a detecção precoce de vocações
científicas e, em particular, para a Matemática. É com agrado que se verifica que muitos dos vencedores de edições anteriores das OPM têm
iniciado carreiras científicas que auguram bastante sucesso.
A segunda eliminatória irá realizar-se no dia 13 de Janeiro e a Final Nacional de 25 a 28 de Março na Escola EB 2º e 3º Ciclos de Santa Clara -
Évora.
Nos dias 4, 5, 6 e 7 de Novembro de 2009, a Escola Profissional Amar Terra Verde esteve representada no Seminário Internacional “COME –
Constructing, Opportunities between Market and Education”, em Lisboa, organizado pela Agência Nacional do PROALV ( Programa de
Aprendizagem ao Longo da Vida ). Durante estes dias, estabeleceram-se contactos para potenciais parcerias relacionadas com projectos de
mobilidade para alunos, formandos e professores, no intuito de apoiar os participantes em acções de formação e aperfeiçoamento na aquisição e
utilização de conhecimentos, competências e qualificações de forma a facilitar o seu desenvolvimento pessoal, a empregabilidade e a
participação no mercado de trabalho europeu; apoiar a melhoria da qualidade e da inovação dos sistemas, instituições e práticas de educação e
formação profissional; aumentar o atractivo da educação e da formação profissional, bem como facilitar o desenvolvimento e a transferência de
práticas inovadoras no domínio da educação e formação profissionais, que não de nível superior, melhorar a transparência e o reconhecimento
das qualificações e competências, incluindo as adquiridas através da aprendizagem não formal e informal através da aquisição do Europass e
também incentivar a aprendizagem de línguas modernas estrangeiras.
Estiveram presentes cerca de 120 pessoas de 25 países, desde a Suécia, Alemanha, França, até à Estónia, Polónia, Croácia, Lituânia, entre
muitos outros.
A EPATV identificou alguns parceiros com potencial para melhorar as capacidades e competências dos seus alunos áreas dominantes e
estabeleceu alguns pré-projectos que espera ver financiados no próximo ano lectivo de 2010-2011, através do programam Leonardo da Vinci.
Em paralelo realizou-se uma feira mostra com produtos e informação mais relevantes de cada país participante, tendo o espaço português e
mais concretamente o da EPATV sido muito visitado e elogiado pelo material apresentado e pelos produtos divulgados, em especial o Kit turístico
oferecido pelo município de Vila Verde e os excelentes queijos da Quinta dos Moinhos Novos, gentilmente oferecidos pela responsável da
empresa, Drª Ana Magda Barroso.
EPATV aposta nos
projectos de mobilidade
Leonardo da Vinci
e Erasmus
No âmbito do Tema de Vida:” Saúde” o curso EFA NB – Agente em Geriatria, promoveu no passado dia 09 de Novembro, nas instalações de
Câmara Municipal de Terras de Bouro, um Rastreio e uma Exposição.
O rastreio englobou os seguintes exames: a medição da Tensão Arterial, Exame à capacidade Espirometrica; a avaliação do Colesterol Total e a
avaliação da Glicemia, tendo como objectivo alertar a comunidade local para a necessidade da importância deste tipo de exames de modo a
prevenirem problemas de saúde associados a este tipo de patologias.
A adesão da população foi de tal modo, que foi necessário adquirir durante a tarde mais material clínico, assim como, prolongar até cerca das
20:00h estas avaliações.
O rastreio teve a participação das formandas, quer na sua organização quer no encaminhamento dos visitantes, tendo a Enfermeira Daniela
Ribeiro procedido as avaliações técnicas.
Esta actividade permitiu que as formandas desenvolvessem uma autonomia no contacto interpessoal / relações pessoais com os mais de 170
visitantes desta iniciativa, revelando a importância das actividades da escola no seio da comunidade.
Deste modo gostariam de agradecer a disponibilidade da Câmara Municipal de Terras de Bouro por nos ter facultado as instalações e, por todo o
apoio à realização desta actividade e à CLINAE SHST Lda, por ter disponibilizado a Enfermeira Daniela Ribeiro sem qualquer encargo e, à
Escola Profissional Amar Terra Verde por mais uma vez ter apoiado de forma incondicional a realização desta actividade.
ter ensino profissional 20 ter ensino profissional 21
Curso EFA de
Geriatria, promove
rastreio de saúde
Comemoração do
dia de S. Martinho
No passado dia 11 de Novembro a sede e as delegações de Amares e Terras de Bouro
da Escola Profissional Amar Terra Verde comemoraram o dia de S. Martinho com
diversas actividades e o tradicional magusto que envolveu toda a comunidade escolar.
Na Delegação de Terras de Bouro surgiu-se, ao magusto, uma tarde recreativa com
uma animada sessão de Karaoke, participada por alunos e professores
Este dia está marcado pela lenda de S. Martinho, a qual diz que num dia tempestuoso ia
São Martinho, valoroso soldado, montado no seu cavalo, quando viu um mendigo
quase nu, tremendo de frio, que lhe estendia a mão suplicante e gelada.
S. Martinho não hesitou: parou o cavalo, poisou a sua mão carinhosamente na do
pobre e, em seguida, com a espada cortou ao meio a sua capa de militar, dando metade
ao mendigo.
E, apesar de mal agasalhado e de chover torrencialmente, preparava-se para
continuar o seu caminho, cheio de felicidade. Mas, subitamente, a tempestade desfez-
se, o céu ficou límpido e um sol inundou a terra de luz e calor. Diz-se que Deus, para que
não se apagasse da memória dos homens o acto de bondade praticado pelo Santo,
todos os anos, nessa mesma época, cessa por alguns dias o tempo frio e o céu e a terra
sorriem com um sol brilhante e quente.
A comemoração deste dia terminou com um lanche confeccionado
pelos cursos Técnico de Cozinha e Padeiro/Pasteleiro.

Participação nas
Olimpíadas de Matemática
No passado dia 11 de Novembro, a Escola Profissional Amar Terra Verde participou na primeira
eliminatória das Olimpíadas de Matemática, com a presença de 150 alunos.
As Olimpíadas de Matemática são um concurso de problemas de Matemática, dirigido aos
estudantes, visando incentivar e desenvolver o gosto pela disciplina. Os problemas propostos
neste concurso fazem, sobretudo, apelo à qualidade do raciocínio, criatividade e imaginação
dos estudantes. São factores importantes na determinação das classificações o rigor lógico, a clareza da exposição e a elegância da resolução.
As OPM não têm como objectivo fundamental testar a quantidade de conhecimentos acumulados, mas o desenvolvimento mental inerente à
idade dos participantes. Tal como é expresso no regulamento das OPM um dos objectivos do concurso é a detecção precoce de vocações
científicas e, em particular, para a Matemática. É com agrado que se verifica que muitos dos vencedores de edições anteriores das OPM têm
iniciado carreiras científicas que auguram bastante sucesso.
A segunda eliminatória irá realizar-se no dia 13 de Janeiro e a Final Nacional de 25 a 28 de Março na Escola EB 2º e 3º Ciclos de Santa Clara -
Évora.
Nos dias 4, 5, 6 e 7 de Novembro de 2009, a Escola Profissional Amar Terra Verde esteve representada no Seminário Internacional “COME –
Constructing, Opportunities between Market and Education”, em Lisboa, organizado pela Agência Nacional do PROALV ( Programa de
Aprendizagem ao Longo da Vida ). Durante estes dias, estabeleceram-se contactos para potenciais parcerias relacionadas com projectos de
mobilidade para alunos, formandos e professores, no intuito de apoiar os participantes em acções de formação e aperfeiçoamento na aquisição e
utilização de conhecimentos, competências e qualificações de forma a facilitar o seu desenvolvimento pessoal, a empregabilidade e a
participação no mercado de trabalho europeu; apoiar a melhoria da qualidade e da inovação dos sistemas, instituições e práticas de educação e
formação profissional; aumentar o atractivo da educação e da formação profissional, bem como facilitar o desenvolvimento e a transferência de
práticas inovadoras no domínio da educação e formação profissionais, que não de nível superior, melhorar a transparência e o reconhecimento
das qualificações e competências, incluindo as adquiridas através da aprendizagem não formal e informal através da aquisição do Europass e
também incentivar a aprendizagem de línguas modernas estrangeiras.
Estiveram presentes cerca de 120 pessoas de 25 países, desde a Suécia, Alemanha, França, até à Estónia, Polónia, Croácia, Lituânia, entre
muitos outros.
A EPATV identificou alguns parceiros com potencial para melhorar as capacidades e competências dos seus alunos áreas dominantes e
estabeleceu alguns pré-projectos que espera ver financiados no próximo ano lectivo de 2010-2011, através do programam Leonardo da Vinci.
Em paralelo realizou-se uma feira mostra com produtos e informação mais relevantes de cada país participante, tendo o espaço português e
mais concretamente o da EPATV sido muito visitado e elogiado pelo material apresentado e pelos produtos divulgados, em especial o Kit turístico
oferecido pelo município de Vila Verde e os excelentes queijos da Quinta dos Moinhos Novos, gentilmente oferecidos pela responsável da
empresa, Drª Ana Magda Barroso.
EPATV aposta nos
projectos de mobilidade
Leonardo da Vinci
e Erasmus
No âmbito do Tema de Vida:” Saúde” o curso EFA NB – Agente em Geriatria, promoveu no passado dia 09 de Novembro, nas instalações de
Câmara Municipal de Terras de Bouro, um Rastreio e uma Exposição.
O rastreio englobou os seguintes exames: a medição da Tensão Arterial, Exame à capacidade Espirometrica; a avaliação do Colesterol Total e a
avaliação da Glicemia, tendo como objectivo alertar a comunidade local para a necessidade da importância deste tipo de exames de modo a
prevenirem problemas de saúde associados a este tipo de patologias.
A adesão da população foi de tal modo, que foi necessário adquirir durante a tarde mais material clínico, assim como, prolongar até cerca das
20:00h estas avaliações.
O rastreio teve a participação das formandas, quer na sua organização quer no encaminhamento dos visitantes, tendo a Enfermeira Daniela
Ribeiro procedido as avaliações técnicas.
Esta actividade permitiu que as formandas desenvolvessem uma autonomia no contacto interpessoal / relações pessoais com os mais de 170
visitantes desta iniciativa, revelando a importância das actividades da escola no seio da comunidade.
Deste modo gostariam de agradecer a disponibilidade da Câmara Municipal de Terras de Bouro por nos ter facultado as instalações e, por todo o
apoio à realização desta actividade e à CLINAE SHST Lda, por ter disponibilizado a Enfermeira Daniela Ribeiro sem qualquer encargo e, à
Escola Profissional Amar Terra Verde por mais uma vez ter apoiado de forma incondicional a realização desta actividade.
ter ensino profissional 22
Empreendedorismo na
EPATV
No passado dia 13 de Novembro teve lugar, na delegação de Vila Verde da Escola
Profissional Amar Terra Verde uma palestra sobre “Pense Indústria 2.0” ministrada pelo
Engenheiro Nelson Vale do CITEVE, Centro Tecnológico das Indústrias Têxtil e do
Vestuário de Portugal. Esta apresentação visou oficializar a parceria existente entre
estas duas Instituições para este projecto.
O projecto “Pense Indústria 2.0” valoriza as componentes de demonstração de
processos e tecnologias industriais em laboratório, complementadas com situações de
contacto directo com a organização do trabalho e as actividades produtivas em
empresas industriais.
O enfoque da sessão de sensibilização desta parceria foi sobretudo para duas
actividades já conhecidas e que muito sucesso tem tido junto dos jovens: o “Isto é uma
Ideia” e o ”F1 in Schools”.
O concurso “Isto é uma Ideia”, desenvolvido em parceria com o INPI – Instituto nacional
de Propriedade Industrial, volta com mais força ainda, dinamizando a descoberta de
jovens empreendedores com ideias inovadoras. Este concurso tem também uma
componente nacional, já que a equipa vencedora dentro de cada centro irá competir
numa grande final com os restantes vencedores dos outros centros.
A actividade “F1 in Schools”, que responde às condições estabelecidas no desafio
mundial com o mesmo nome, consiste no desenvolvimento, por parte dos alunos e com
recurso a software 3D, de carros de Fórmula 1 em miniatura, levando em conta
conceitos como a aerodinâmica e o design. O passo seguinte é a criação da equipa e
toda a sua identidade visual. Esta actividade tem agendada uma grande final em
Lisboa onde se irá escolher a melhor equipa, que, por sua vez, representará Portugal
na final mundial em Setembro de 2010.
A actividade de apresentação do projecto integrado no Centro de Incubação de Jovens
Cientistas da EPATV e nas comemorações da Semana Global do Empreendedorismo,
foi organizada pelos professores Adelino Costa, Álvaro Santos e Magda Gomes e
muito apreciada pelos alunos, que ouviram com entusiasmo o testemunho de
inovação, criatividade e empreendedorismo deixado pelo orador.
EPATV presente em acções
internacionais - ‘‘Global
Entrepreneurship Week’’
De 16 a 22 de Novembro, milhões de pessoas em todo o mundo, reuniram-se para celebrar a Global Entrepreneurship Week, num
movimento de apoio à geração de ideias novas e de procura de melhores formas de concretizar projectos.
A EPATV inscreveu-se no site português e levou a cabo algumas actividades promotoras do espírito empreendedor que os alunos da
escola costumam demonstrar, participando activamente nas comemorações da Semana Global do Empreendedorismo. Além da
Feira que pode ser vista no link www.epatv.pt , outras acções tiveram muita adesão por parte dos alunos tal como o seminário em
parceria com o CITEVE organizado pelo Centro de Incubação de Jovens Cientistas da EPATV.
ter ensino profissional 23
Dia do Não Fumador
Tal como vem sendo hábito, a Escola Profissional Amar Terra Verde comemorou, no dia 17 de
Novembro, mais um “Dia Mundial do não-fumador”. Organizado pelos grupos disciplinares de
Educação Física e Biologia, tendo como principais objectivos, sensibilizar e chamar atenção toda
a comunidade escolar para os malefícios do uso do tabaco, promoção de hábitos de uma vida
saudável e a importância do exercício físico.
Ao longo do dia, todos os alunos, participantes nesta comemoração, puderam praticar várias
actividades radicais, nomeadamente, insufláveis, escalada, rappel e slide. Paralelamente a
estas actividades, decorreu, no átrio da escola, uma exposição que procurou sensibilizar a
comunidade escolar para os riscos e malefícios que estão associados ao tabaco.
Visita de estudo às
empresas ‘‘Feliz Precisão’’
e ‘‘Scraps’’
Dando cumprimento ao plano de actividades para o presente ano lectivo, os cursos de Técnico de
Manutenção Industrial – Mecatrónica Automóvel e de Mecânico de Automóveis Ligeiros
organizaram uma visita de estudo às empresas, “Feliz Precisão II” e “SCRAPS”.
A visita decorreu no dia 18 de Novembro, sendo os alunos acompanhados pelos professores
Adelino Costa, João Pedro Vale, Joaquim Vale e Sara Pimenta.
Uma vez que se tratam de alunos que ainda estão no seu primeiro ano de estudos, optou-se por
visitar empresas do ramo da serralharia mecânica e da reciclagem de veículos em fim de vida. Ao
longo do seu percurso escolar estes alunos terão oportunidade de conhecer empresas de outros
ramos do sector automóvel, nomeadamente produção de automóveis e seus componentes.
Com esta visita de estudo, foi proporcionado, aos alunos, o conhecimento dos processos de
recuperação de máquinas avariadas através da desmontagem, fabrico e montagem de peças de
substituição, isto na empresa “Feliz Precisão II”. Na empresa SCRAPS foi possível conhecer todo
o processo de desmantelamento de um veículo destinado ao abate, assim como o
encaminhamento dos componentes resultantes do processo.

ter ensino profissional 22
Empreendedorismo na
EPATV
No passado dia 13 de Novembro teve lugar, na delegação de Vila Verde da Escola
Profissional Amar Terra Verde uma palestra sobre “Pense Indústria 2.0” ministrada pelo
Engenheiro Nelson Vale do CITEVE, Centro Tecnológico das Indústrias Têxtil e do
Vestuário de Portugal. Esta apresentação visou oficializar a parceria existente entre
estas duas Instituições para este projecto.
O projecto “Pense Indústria 2.0” valoriza as componentes de demonstração de
processos e tecnologias industriais em laboratório, complementadas com situações de
contacto directo com a organização do trabalho e as actividades produtivas em
empresas industriais.
O enfoque da sessão de sensibilização desta parceria foi sobretudo para duas
actividades já conhecidas e que muito sucesso tem tido junto dos jovens: o “Isto é uma
Ideia” e o ”F1 in Schools”.
O concurso “Isto é uma Ideia”, desenvolvido em parceria com o INPI – Instituto nacional
de Propriedade Industrial, volta com mais força ainda, dinamizando a descoberta de
jovens empreendedores com ideias inovadoras. Este concurso tem também uma
componente nacional, já que a equipa vencedora dentro de cada centro irá competir
numa grande final com os restantes vencedores dos outros centros.
A actividade “F1 in Schools”, que responde às condições estabelecidas no desafio
mundial com o mesmo nome, consiste no desenvolvimento, por parte dos alunos e com
recurso a software 3D, de carros de Fórmula 1 em miniatura, levando em conta
conceitos como a aerodinâmica e o design. O passo seguinte é a criação da equipa e
toda a sua identidade visual. Esta actividade tem agendada uma grande final em
Lisboa onde se irá escolher a melhor equipa, que, por sua vez, representará Portugal
na final mundial em Setembro de 2010.
A actividade de apresentação do projecto integrado no Centro de Incubação de Jovens
Cientistas da EPATV e nas comemorações da Semana Global do Empreendedorismo,
foi organizada pelos professores Adelino Costa, Álvaro Santos e Magda Gomes e
muito apreciada pelos alunos, que ouviram com entusiasmo o testemunho de
inovação, criatividade e empreendedorismo deixado pelo orador.
EPATV presente em acções
internacionais - ‘‘Global
Entrepreneurship Week’’
De 16 a 22 de Novembro, milhões de pessoas em todo o mundo, reuniram-se para celebrar a Global Entrepreneurship Week, num
movimento de apoio à geração de ideias novas e de procura de melhores formas de concretizar projectos.
A EPATV inscreveu-se no site português e levou a cabo algumas actividades promotoras do espírito empreendedor que os alunos da
escola costumam demonstrar, participando activamente nas comemorações da Semana Global do Empreendedorismo. Além da
Feira que pode ser vista no link www.epatv.pt , outras acções tiveram muita adesão por parte dos alunos tal como o seminário em
parceria com o CITEVE organizado pelo Centro de Incubação de Jovens Cientistas da EPATV.
ter ensino profissional 23
Dia do Não Fumador
Tal como vem sendo hábito, a Escola Profissional Amar Terra Verde comemorou, no dia 17 de
Novembro, mais um “Dia Mundial do não-fumador”. Organizado pelos grupos disciplinares de
Educação Física e Biologia, tendo como principais objectivos, sensibilizar e chamar atenção toda
a comunidade escolar para os malefícios do uso do tabaco, promoção de hábitos de uma vida
saudável e a importância do exercício físico.
Ao longo do dia, todos os alunos, participantes nesta comemoração, puderam praticar várias
actividades radicais, nomeadamente, insufláveis, escalada, rappel e slide. Paralelamente a
estas actividades, decorreu, no átrio da escola, uma exposição que procurou sensibilizar a
comunidade escolar para os riscos e malefícios que estão associados ao tabaco.
Visita de estudo às
empresas ‘‘Feliz Precisão’’
e ‘‘Scraps’’
Dando cumprimento ao plano de actividades para o presente ano lectivo, os cursos de Técnico de
Manutenção Industrial – Mecatrónica Automóvel e de Mecânico de Automóveis Ligeiros
organizaram uma visita de estudo às empresas, “Feliz Precisão II” e “SCRAPS”.
A visita decorreu no dia 18 de Novembro, sendo os alunos acompanhados pelos professores
Adelino Costa, João Pedro Vale, Joaquim Vale e Sara Pimenta.
Uma vez que se tratam de alunos que ainda estão no seu primeiro ano de estudos, optou-se por
visitar empresas do ramo da serralharia mecânica e da reciclagem de veículos em fim de vida. Ao
longo do seu percurso escolar estes alunos terão oportunidade de conhecer empresas de outros
ramos do sector automóvel, nomeadamente produção de automóveis e seus componentes.
Com esta visita de estudo, foi proporcionado, aos alunos, o conhecimento dos processos de
recuperação de máquinas avariadas através da desmontagem, fabrico e montagem de peças de
substituição, isto na empresa “Feliz Precisão II”. Na empresa SCRAPS foi possível conhecer todo
o processo de desmantelamento de um veículo destinado ao abate, assim como o
encaminhamento dos componentes resultantes do processo.

ter ensino profissional 24
Visita de estudo à feira
‘‘VidaNatura’’ - Exponor
No passado dia 20 de Novembro, os curso de Técnico de Recepção e Massagista de
estética, da delegação de Terras de Bouro da EPATV, realizaram uma visita de estudo à “
VidaNatura”, presente na Exponor, acompanhados pelas Directoras de curso Sílvia Sá e
Manuela Janela.
Esta feira apelava a uma vida mais feliz, mais vivida! Destacando um diversificado cartaz
de actividades como, divertimento, lazer, exploração de alternativas a um quotidiano
excessivamente preenchido de Stress, bem como ao Turismo Rural entre outras.
Esta visita permitiu aos alunos contactar e conhecer novos produtos do mundo da
Estética e SPA e novas dinâmicas de turismo, muito úteis à futura vida profissional destes
alunos.
Alunos de Análise
Laboratoriais
participam no
‘‘VII CONGRESSO
ANÁLISE CLÍNICAS e
SAÚDE PÚBLICA’’
ter ensino profissional 25
Os alunos dos cursos de Técnico de Análise Laboratorial da Escola Profissional Amar Terra Verde, acompanhados pelas professoras
Manuela Caçador, Magda Gomes, Sylvie Rodrigues e Rita Gonçalves participaram no dia 21 de Novembro, no “VII CONGRESSO
ANÁLISES CLÍNICAS e SAÚDE PÚBLICA”, no Instituto de Ciências da Saúde da Universidade Católica Portuguesa.
Ao longo do dia, os alunos puderam assistir e aprofundar os seus conhecimentos com diversas palestras relacionadas com a temática da
Análise Laboratorial. Nomeadamente, “Técnicas na área das Análises e Perspectivaram uma Ciência que se diz Forense” proferida pela
voz de J. Pinto da Costa do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar, Universidade do Porto; “A importância da Biologia Molecular em
Microbiologia Clínica”, proferida pela Dra. Helena Ramos, Centro Hospitalar do Porto e Hospital de Santo António; “Norovírus: uma
Emergência Real ou Consequência da Aplicação de Melhores Técnicas de Detecção?” que esteve ao cargo da, entusiasmante, Dra. São
José Nascimento, Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto. O dia terminou com a palestra, “Novas Metodologias no Diagnóstico
de Parasitoses Humanas” pelo Dr. José Manuel Correia da Costa, Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge.
Foi uma longa jornada de formação, no entanto foi muito gratificante participar neste congresso, pela quantidade de formação actualizada,
que será muito proveitosa ao longo da vida profissional dos participantes.
Comemoração do dia
da Cultura Científica
No âmbito das comemorações do "Dia Nacional da Cultura Científica", que se
assinalou no dia 24 de Novembro, o grupo disciplinar de Matemática e Física e
Química organizou uma visita de estudo à Universidade do Minho, com os cursos de
Técnico de Análise Laboratorial, 2º ano, e Técnico de Mecatrónica, 3ºano. Estes
alunos tiveram a oportunidade de assistir às palestras: “Vamos Jogar? O Fascínio da
Matemática Recreativa” ministrada pela Drª Paula Mendes Martins professora do
Departamento de Matemática da Universidade do Minho e “Ondas
Sonoras em
Instrumentos Musicais” conduzida pelo Drº Eduardo Pereira, do
Departamento de Física.
Para além das palestras, os alunos tiveram oportunidade de experimentar
vários jogos de matemática, com o objectivo de despertar neles o gosto
pela disciplina. Uma vez, que a matemática recreativa atrai a curiosidade
dos não matemáticos e inspira-os para o seu estudo.
Relativamente à física, após uma breve apresentação para o conceito de
onda como veículo de transmissão de informação, o discente apresentou
ondas progressivas numa corda vibrante. Discutiu-se a formação de
ondas estacionárias por sobreposição de ondas progressivas na corda e
ainda a natureza das ondas sonoras chamando-se a atenção para a
formação de ondas estacionárias em tubos de ar. Caracterizou-se de
forma breve a frequência e o comprimento de onda e fez-se uma
motivação para a forma como as notas musicais dependem das
características dos instrumentos musicais de cordas ou sopro.
Foi uma actividade que despertou nos participantes a curiosidade e o
gosto pelas disciplinas de Matemática e Física Química.
Visita de estudo às
empresas HFA e
SOLARPLUS
As turmas do 9.º ano dos cursos de Electromecânico de Electrodomésticos e de
Operador de Electrónica e Telecomunicações visitaram, no dia 24 de Novembro, as
empresas, HFA – Henrique, Fernando e Alves, Lda, empresa sediada em Águeda que se
dedica ao fabrico de componentes
para telecomunicações e indústria
automóvel e a empresa SOLARPLUS
– Photovoltaic Technologies, sediada
em Oliveira do Bairro, especializada
na fabricação de painéis solares
fotovoltaicos com tecnologia slim.
Esta visita de estudo, permitiu aos
alunos contactar e conhecer novos
produtos e novas tecnologias, muito
úteis à sua futura vida profissional.
ter ensino profissional 24
Visita de estudo à feira
‘‘VidaNatura’’ - Exponor
No passado dia 20 de Novembro, os curso de Técnico de Recepção e Massagista de
estética, da delegação de Terras de Bouro da EPATV, realizaram uma visita de estudo à “
VidaNatura”, presente na Exponor, acompanhados pelas Directoras de curso Sílvia Sá e
Manuela Janela.
Esta feira apelava a uma vida mais feliz, mais vivida! Destacando um diversificado cartaz
de actividades como, divertimento, lazer, exploração de alternativas a um quotidiano
excessivamente preenchido de Stress, bem como ao Turismo Rural entre outras.
Esta visita permitiu aos alunos contactar e conhecer novos produtos do mundo da
Estética e SPA e novas dinâmicas de turismo, muito úteis à futura vida profissional destes
alunos.
Alunos de Análise
Laboratoriais
participam no
‘‘VII CONGRESSO
ANÁLISE CLÍNICAS e
SAÚDE PÚBLICA’’
ter ensino profissional 25
Os alunos dos cursos de Técnico de Análise Laboratorial da Escola Profissional Amar Terra Verde, acompanhados pelas professoras
Manuela Caçador, Magda Gomes, Sylvie Rodrigues e Rita Gonçalves participaram no dia 21 de Novembro, no “VII CONGRESSO
ANÁLISES CLÍNICAS e SAÚDE PÚBLICA”, no Instituto de Ciências da Saúde da Universidade Católica Portuguesa.
Ao longo do dia, os alunos puderam assistir e aprofundar os seus conhecimentos com diversas palestras relacionadas com a temática da
Análise Laboratorial. Nomeadamente, “Técnicas na área das Análises e Perspectivaram uma Ciência que se diz Forense” proferida pela
voz de J. Pinto da Costa do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar, Universidade do Porto; “A importância da Biologia Molecular em
Microbiologia Clínica”, proferida pela Dra. Helena Ramos, Centro Hospitalar do Porto e Hospital de Santo António; “Norovírus: uma
Emergência Real ou Consequência da Aplicação de Melhores Técnicas de Detecção?” que esteve ao cargo da, entusiasmante, Dra. São
José Nascimento, Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto. O dia terminou com a palestra, “Novas Metodologias no Diagnóstico
de Parasitoses Humanas” pelo Dr. José Manuel Correia da Costa, Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge.
Foi uma longa jornada de formação, no entanto foi muito gratificante participar neste congresso, pela quantidade de formação actualizada,
que será muito proveitosa ao longo da vida profissional dos participantes.
Comemoração do dia
da Cultura Científica
No âmbito das comemorações do "Dia Nacional da Cultura Científica", que se
assinalou no dia 24 de Novembro, o grupo disciplinar de Matemática e Física e
Química organizou uma visita de estudo à Universidade do Minho, com os cursos de
Técnico de Análise Laboratorial, 2º ano, e Técnico de Mecatrónica, 3ºano. Estes
alunos tiveram a oportunidade de assistir às palestras: “Vamos Jogar? O Fascínio da
Matemática Recreativa” ministrada pela Drª Paula Mendes Martins professora do
Departamento de Matemática da Universidade do Minho e “Ondas
Sonoras em
Instrumentos Musicais” conduzida pelo Drº Eduardo Pereira, do
Departamento de Física.
Para além das palestras, os alunos tiveram oportunidade de experimentar
vários jogos de matemática, com o objectivo de despertar neles o gosto
pela disciplina. Uma vez, que a matemática recreativa atrai a curiosidade
dos não matemáticos e inspira-os para o seu estudo.
Relativamente à física, após uma breve apresentação para o conceito de
onda como veículo de transmissão de informação, o discente apresentou
ondas progressivas numa corda vibrante. Discutiu-se a formação de
ondas estacionárias por sobreposição de ondas progressivas na corda e
ainda a natureza das ondas sonoras chamando-se a atenção para a
formação de ondas estacionárias em tubos de ar. Caracterizou-se de
forma breve a frequência e o comprimento de onda e fez-se uma
motivação para a forma como as notas musicais dependem das
características dos instrumentos musicais de cordas ou sopro.
Foi uma actividade que despertou nos participantes a curiosidade e o
gosto pelas disciplinas de Matemática e Física Química.
Visita de estudo às
empresas HFA e
SOLARPLUS
As turmas do 9.º ano dos cursos de Electromecânico de Electrodomésticos e de
Operador de Electrónica e Telecomunicações visitaram, no dia 24 de Novembro, as
empresas, HFA – Henrique, Fernando e Alves, Lda, empresa sediada em Águeda que se
dedica ao fabrico de componentes
para telecomunicações e indústria
automóvel e a empresa SOLARPLUS
– Photovoltaic Technologies, sediada
em Oliveira do Bairro, especializada
na fabricação de painéis solares
fotovoltaicos com tecnologia slim.
Esta visita de estudo, permitiu aos
alunos contactar e conhecer novos
produtos e novas tecnologias, muito
úteis à sua futura vida profissional.
ter ensino profissional 26
Hastear da Bandeira
Verde - Eco Escola
No dia 27 de Novembro realizou-se, na Sede e na Delegação de Amares, da Escola
Profissional Amar Terra Verde, a cerimónia de hastear a Bandeira Verde Eco-Escolas,
entregues no passado dia 29 de Setembro em Santa Maria da Feira. O hastear desta
bandeira é o coroar de um ano de trabalho em prol da sustentabilidade e preservação do
meio ambiente nesta escola, reforçando, assim, a sua responsabilidade como agente
dinamizador da alteração de comportamentos e atitudes a favor da sustentabilidade e
preservação do meio ambiente.
Na Delegação de Amares, a cerimónia contou com a presença da Vereadora da Educação
da Câmara Municipal de Amares, Dr.ª Sara Leite, o Director Geral da Escola, Dr. João Luís
Nogueira, a Directora Pedagógica, Dr.ª Sandra Monteiro e o Presidente da Junta de
Freguesia de Amares, Sr. Martinho Antunes. Todos os convidados foram unânimes em
salientar a importância da atribuição deste galardão para toda a comunidade escolar,
nomeadamente na tomada de consciência de que simples atitudes individuais podem, no
seu conjunto, melhorar o Ambiente Global.
Inserido no programa do dia, a aluna Cátia Nair, do Curso Óptica Ocular, foi premiado, por
ter sido quem mais óleo recolheu, no concurso “Recolha de Óleo Usado para Reciclar”,
realizado no ano lectivo transacto, na Delegação de Amares.
Na sede, em Vila Verde, marcaram presença o Presidente da Câmara de Vila Verde, Dr.
António Vilela, Drª Júlia Fernandes, Vereadora da Educação e Cultura, representantes da
DREN, Drª Eugénia Pedroso e Engª Anabela Santos.
Para além a cerimónia do hastear da bandeira, a Direcção da escola fez apresentação do
Plano de Actividades da EPATV, para o ano lectivo 2009-2010, apresentado pelo Director-
Geral, João Luís Nogueira.
De entre o vasto programa de actividades, o director da escola, João Luís Nogueira,
destacou alguns projectos que além da escola envolvem toda a comunidade, tal como o
concurso da Eco-Arvore de Natal, a Mobilidade Sustentável, o projecto de mobilidade de
estágios internacionais, Leonardo da Vinci e algumas acções de voluntariado e de
responsabilidade social presente em todos os projectos. De destacar o projecto de
recuperação de electrodomésticos efectuado pelos alunos do respectivo curso, e que
depois serão distribuídos pelo Grupo de Voluntariado da EPATV e das Brigadas Verdes,
pelas famílias mais carenciadas do concelho. Ainda de referir o projecto da Feira
Quinhentista promovido em parceria com a autarquia e com os estabelecimentos de
ensino do concelho de Vila Verde.
Inserido no projecto Eco-Escola foi levado a cabo, na Delegação e na Sede, uma
Campanha de Troca de Lâmpadas, com a colaboração do Ministério do Ambiente e
Inovação, do Ministério da Educação e da EDP, apelando à racionalização energética,
redução de custos e reciclagem de resíduos. De entre os presentes, além de alunos,
professores e funcionários, outras pessoas também aderiram à troca de uma lâmpada
incandescente por 4 economizadoras.
O acto simbólico do hastear da bandeira nos mastros da EPATV, a qual permanecerá até
ao próximo ano, foi acompanhado ao
som da fanfarra das Brigada Verdes da
EPATV na sede, em Vila Verde, e pelo
Hino do Clube EPANATURA na
Delegação de Amares.
Após o qual se seguiu um almoço a
convite da escola, durante o qual o
Director Geral, agradeceu a todos os
parceiros envolvidos, inclusive à
comunicação social pelo seu contributo
na divulgação destas acções, e a todos
os professores, alunos e funcionários da
EPATV pelo seu empenho e dedicação.
ter ensino profissional 27
Técnicos de Serviços
Jurídicos visitam
Tribunal
No dia 9 de Dezembro de 2009 os formandos do Curso Técnico de Serviços
Jurídicos da Escola Profissional Amar Terra Verde de Vila Verde e alguns dos
seus formadores assistiram a um julgamento na Vara de Competência Mista do
Tribunal Judicial da comarca de Braga com o intuito de complementar e
consolidar os seus conhecimentos académicos.
Estava em causa o julgamento de um jovem estudante da Universidade do
Minho acusado de um crime de homicídio na sua forma tentada contra um
docente daquela Instituição de ensino com quem se teria desentendido. A
audiência, aberta ao público, assistiu com redobrado interesse ao desenrolar da
sessão em que as partes dirimiram argumentos no sentido de apurar a verdade
dos factos e fazer justiça.
Por parte dos formandos ficou a sensação de terem vivido uma experiência
enriquecedora do ponto de vista pessoal e profissional.
O contacto com a prática diária de funcionamento dos tribunais, quanto à sua
organização e dinâmica é uma prerrogativa deste curso de formação para que
quem o frequente adquira uma visão objectiva do que serão alguns dos desafios
da área profissional que decidiu abraçar.
EPATV acolhe alunos
de Moçambique
e Cabo Verde
A Escola Profissional Amar Terra Verde acolheu, no presente ano lectivo, alunos de
Moçambique e de Cabo Verde, nos cursos profissionais de Técnico de Construção Civil
e Técnico de Gestão Programação de Sistemas Informáticos da Delegação de
Amares.
Os oito alunos oriundos de Cabo Verde vieram ao abrigo de uma parceria entre a
EPATV e Câmara Municipal de S. Vicente - Cabo Verde. Os dois alunos de Moçambique
fazem parte de um grupo de 20 alunos que, vieram estudar para o ensino profissional
português, ao abrigo de um protocolo celebrado entre o Ministério da Educação
Português, Ministério da Educação Moçambicano e a Fundação Portugal África.
ter ensino profissional 26
Hastear da Bandeira
Verde - Eco Escola
No dia 27 de Novembro realizou-se, na Sede e na Delegação de Amares, da Escola
Profissional Amar Terra Verde, a cerimónia de hastear a Bandeira Verde Eco-Escolas,
entregues no passado dia 29 de Setembro em Santa Maria da Feira. O hastear desta
bandeira é o coroar de um ano de trabalho em prol da sustentabilidade e preservação do
meio ambiente nesta escola, reforçando, assim, a sua responsabilidade como agente
dinamizador da alteração de comportamentos e atitudes a favor da sustentabilidade e
preservação do meio ambiente.
Na Delegação de Amares, a cerimónia contou com a presença da Vereadora da Educação
da Câmara Municipal de Amares, Dr.ª Sara Leite, o Director Geral da Escola, Dr. João Luís
Nogueira, a Directora Pedagógica, Dr.ª Sandra Monteiro e o Presidente da Junta de
Freguesia de Amares, Sr. Martinho Antunes. Todos os convidados foram unânimes em
salientar a importância da atribuição deste galardão para toda a comunidade escolar,
nomeadamente na tomada de consciência de que simples atitudes individuais podem, no
seu conjunto, melhorar o Ambiente Global.
Inserido no programa do dia, a aluna Cátia Nair, do Curso Óptica Ocular, foi premiado, por
ter sido quem mais óleo recolheu, no concurso “Recolha de Óleo Usado para Reciclar”,
realizado no ano lectivo transacto, na Delegação de Amares.
Na sede, em Vila Verde, marcaram presença o Presidente da Câmara de Vila Verde, Dr.
António Vilela, Drª Júlia Fernandes, Vereadora da Educação e Cultura, representantes da
DREN, Drª Eugénia Pedroso e Engª Anabela Santos.
Para além a cerimónia do hastear da bandeira, a Direcção da escola fez apresentação do
Plano de Actividades da EPATV, para o ano lectivo 2009-2010, apresentado pelo Director-
Geral, João Luís Nogueira.
De entre o vasto programa de actividades, o director da escola, João Luís Nogueira,
destacou alguns projectos que além da escola envolvem toda a comunidade, tal como o
concurso da Eco-Arvore de Natal, a Mobilidade Sustentável, o projecto de mobilidade de
estágios internacionais, Leonardo da Vinci e algumas acções de voluntariado e de
responsabilidade social presente em todos os projectos. De destacar o projecto de
recuperação de electrodomésticos efectuado pelos alunos do respectivo curso, e que
depois serão distribuídos pelo Grupo de Voluntariado da EPATV e das Brigadas Verdes,
pelas famílias mais carenciadas do concelho. Ainda de referir o projecto da Feira
Quinhentista promovido em parceria com a autarquia e com os estabelecimentos de
ensino do concelho de Vila Verde.
Inserido no projecto Eco-Escola foi levado a cabo, na Delegação e na Sede, uma
Campanha de Troca de Lâmpadas, com a colaboração do Ministério do Ambiente e
Inovação, do Ministério da Educação e da EDP, apelando à racionalização energética,
redução de custos e reciclagem de resíduos. De entre os presentes, além de alunos,
professores e funcionários, outras pessoas também aderiram à troca de uma lâmpada
incandescente por 4 economizadoras.
O acto simbólico do hastear da bandeira nos mastros da EPATV, a qual permanecerá até
ao próximo ano, foi acompanhado ao
som da fanfarra das Brigada Verdes da
EPATV na sede, em Vila Verde, e pelo
Hino do Clube EPANATURA na
Delegação de Amares.
Após o qual se seguiu um almoço a
convite da escola, durante o qual o
Director Geral, agradeceu a todos os
parceiros envolvidos, inclusive à
comunicação social pelo seu contributo
na divulgação destas acções, e a todos
os professores, alunos e funcionários da
EPATV pelo seu empenho e dedicação.
ter ensino profissional 27
Técnicos de Serviços
Jurídicos visitam
Tribunal
No dia 9 de Dezembro de 2009 os formandos do Curso Técnico de Serviços
Jurídicos da Escola Profissional Amar Terra Verde de Vila Verde e alguns dos
seus formadores assistiram a um julgamento na Vara de Competência Mista do
Tribunal Judicial da comarca de Braga com o intuito de complementar e
consolidar os seus conhecimentos académicos.
Estava em causa o julgamento de um jovem estudante da Universidade do
Minho acusado de um crime de homicídio na sua forma tentada contra um
docente daquela Instituição de ensino com quem se teria desentendido. A
audiência, aberta ao público, assistiu com redobrado interesse ao desenrolar da
sessão em que as partes dirimiram argumentos no sentido de apurar a verdade
dos factos e fazer justiça.
Por parte dos formandos ficou a sensação de terem vivido uma experiência
enriquecedora do ponto de vista pessoal e profissional.
O contacto com a prática diária de funcionamento dos tribunais, quanto à sua
organização e dinâmica é uma prerrogativa deste curso de formação para que
quem o frequente adquira uma visão objectiva do que serão alguns dos desafios
da área profissional que decidiu abraçar.
EPATV acolhe alunos
de Moçambique
e Cabo Verde
A Escola Profissional Amar Terra Verde acolheu, no presente ano lectivo, alunos de
Moçambique e de Cabo Verde, nos cursos profissionais de Técnico de Construção Civil
e Técnico de Gestão Programação de Sistemas Informáticos da Delegação de
Amares.
Os oito alunos oriundos de Cabo Verde vieram ao abrigo de uma parceria entre a
EPATV e Câmara Municipal de S. Vicente - Cabo Verde. Os dois alunos de Moçambique
fazem parte de um grupo de 20 alunos que, vieram estudar para o ensino profissional
português, ao abrigo de um protocolo celebrado entre o Ministério da Educação
Português, Ministério da Educação Moçambicano e a Fundação Portugal África.
ter ensino profissional 28
5º Ciclo de Palestras de
Electricidade e Electrónica
O Curso Técnico de Electrotecnia iniciou, no dia 10 de Dezembro de 2009, na sede da Escola Profissional Amar Terra Verde, o seu 5º Ciclo
de Palestras de Electricidade e Electrónica para o presente ano lectivo. Este primeiro dia de palestras foi dedicado aos temas, “Sistemas
de Alarmes” e “ Domótica”.
A primeira palestra esteve a cargo da Engenheiro Ricardo Costa, em representação da empresa “SAPOL” que, apresentou os diferentes
equipamentos, funcionalidade e esquemas de montagem e programação dos Sistemas de Detecção de Intrusos. De referir que, estas
centrais são um produto inovador no mercado, uma vez que são micro processadas com comunicador bidireccional incorporado, com
possibilidade de instalação de comunicador vocal.
A segunda palestra dedicada à “Domótica”, cuja responsabilidade esteve a cargo do engenheiro Luís Fonseca, da empresa “Hager “. Na
qual, apresentou o produto “Tébis”, Sistema de Instalação de comunicação, destinado à habitação e a edifícios terciários, permitindo
comandar e controlar a iluminação, estores, toldos, e aquecimento, entre outras funcionalidades.
No final deste ciclo de conferências, a Directora Pedagógica, Dr.ª Sandra Monteiro, destacou a importância deste tipo de acções na
formação dos alunos e na aproximação da Escola ao tecido empresarial da região.
Feira de Natal
Durante a semana de 14 a 17 de Dezembro, decorreu nas instalações da Delegação de Amares da Escola Profissional Amar Terra
Verde, a actividade designada de “Feira do Natal”, com a finalidade de vender artigos associados à época e típicos da região. A
organização do evento foi da responsabilidade dos alunos, do Cursos Técnico de Comunicação, Marketing, Relações Públicas e
Publicidade e Empregado Comercial.
Esta actividade insere-se no desenvolvimento do Plano Anual de Actividades de ambos os Cursos, tendo alcançado integralmente
todos os objectivos curriculares previstos, designadamente: desenvolver técnicas de atendimento e venda, aplicar técnicas de
organização de eventos e desenvolver competências no domínio da comunicação gráfica e verbal e proceder através de um estudo ao
levantamento de necessidades do público-alvo.
Exposição/Concurso
ECO -ÁRVORE de NATAL
Pelo segundo ano consecutivo a Escola Profissional Amar Terra Verde promoveu o Concurso/Exposição de Eco-Árvore de Natal. A qual, esteve
patente na Praça de Santo António, em Vila Verde, entre os dias 16 de Dezembro e o dia 7 de Janeiro de 2010.
A cerimónia de inauguração, ocorreu no passado dia 16 de Dezembro, pelas 19:30 horas e contou com a presença dos Presidentes da Câmara
de Vila Verde, Dr. António Vilela e de Terras de Bouro, Dr. Joaquim Cracel, assim como da Direcção da EPATV e dos representantes das escolas e
instituições que participam.
O Director-Geral da EPATV agradeceu a colaboração de todos os envolvidos nesta eco-actividade, (colaboradores da Câmara e da EPATV, entre
outros) e reforçou a necessidade de todos participarmos na preservação e valorização ambiental.
ter ensino profissional 29
EPATV Participa no Projecto
Escola Electrão 2009/2010
A Escola Profissional Amar Terra Verde, foi seleccionada como escola aderente para participar no Projecto Escola Electrão 2009/2010.
Este projecto é promovido pela AMB3E – Associação Portuguesa de Gestão de Resíduos, com o apoio do Ministério da Educação e da Agência
Portuguesa do Ambiente e tem como objectivo primordial sensibilizar e envolver professores, alunos, funcionários, pais e comunidade em geral,
no esforço global da reciclagem e valorização dos resíduos de equipamentos eléctricos e electrónicos (REEE). Para isso, integra uma
componente didáctica e informativa, complementada com uma vertente mais dinâmica e interventiva, onde se pretende criar hábitos de
encaminhamento deste tipo de resíduos através de uma acção de recolha de REEE, nas escolas aderentes, com atribuição de prémios em
função do peso dos equipamentos acumulados.
A comunidade educativa EPATV organizou-se para efectuar o seu “stock de REEE” que foi posteriormente recolhido por Operadores Logísticos
especializados. Com esta iniciativa a Escola Profissional Amar Terra Verde contribuiu, mais uma vez para a protecção do ambiente.
ter ensino profissional 28
5º Ciclo de Palestras de
Electricidade e Electrónica
O Curso Técnico de Electrotecnia iniciou, no dia 10 de Dezembro de 2009, na sede da Escola Profissional Amar Terra Verde, o seu 5º Ciclo
de Palestras de Electricidade e Electrónica para o presente ano lectivo. Este primeiro dia de palestras foi dedicado aos temas, “Sistemas
de Alarmes” e “ Domótica”.
A primeira palestra esteve a cargo da Engenheiro Ricardo Costa, em representação da empresa “SAPOL” que, apresentou os diferentes
equipamentos, funcionalidade e esquemas de montagem e programação dos Sistemas de Detecção de Intrusos. De referir que, estas
centrais são um produto inovador no mercado, uma vez que são micro processadas com comunicador bidireccional incorporado, com
possibilidade de instalação de comunicador vocal.
A segunda palestra dedicada à “Domótica”, cuja responsabilidade esteve a cargo do engenheiro Luís Fonseca, da empresa “Hager “. Na
qual, apresentou o produto “Tébis”, Sistema de Instalação de comunicação, destinado à habitação e a edifícios terciários, permitindo
comandar e controlar a iluminação, estores, toldos, e aquecimento, entre outras funcionalidades.
No final deste ciclo de conferências, a Directora Pedagógica, Dr.ª Sandra Monteiro, destacou a importância deste tipo de acções na
formação dos alunos e na aproximação da Escola ao tecido empresarial da região.
Feira de Natal
Durante a semana de 14 a 17 de Dezembro, decorreu nas instalações da Delegação de Amares da Escola Profissional Amar Terra
Verde, a actividade designada de “Feira do Natal”, com a finalidade de vender artigos associados à época e típicos da região. A
organização do evento foi da responsabilidade dos alunos, do Cursos Técnico de Comunicação, Marketing, Relações Públicas e
Publicidade e Empregado Comercial.
Esta actividade insere-se no desenvolvimento do Plano Anual de Actividades de ambos os Cursos, tendo alcançado integralmente
todos os objectivos curriculares previstos, designadamente: desenvolver técnicas de atendimento e venda, aplicar técnicas de
organização de eventos e desenvolver competências no domínio da comunicação gráfica e verbal e proceder através de um estudo ao
levantamento de necessidades do público-alvo.
Exposição/Concurso
ECO -ÁRVORE de NATAL
Pelo segundo ano consecutivo a Escola Profissional Amar Terra Verde promoveu o Concurso/Exposição de Eco-Árvore de Natal. A qual, esteve
patente na Praça de Santo António, em Vila Verde, entre os dias 16 de Dezembro e o dia 7 de Janeiro de 2010.
A cerimónia de inauguração, ocorreu no passado dia 16 de Dezembro, pelas 19:30 horas e contou com a presença dos Presidentes da Câmara
de Vila Verde, Dr. António Vilela e de Terras de Bouro, Dr. Joaquim Cracel, assim como da Direcção da EPATV e dos representantes das escolas e
instituições que participam.
O Director-Geral da EPATV agradeceu a colaboração de todos os envolvidos nesta eco-actividade, (colaboradores da Câmara e da EPATV, entre
outros) e reforçou a necessidade de todos participarmos na preservação e valorização ambiental.
ter ensino profissional 29
EPATV Participa no Projecto
Escola Electrão 2009/2010
A Escola Profissional Amar Terra Verde, foi seleccionada como escola aderente para participar no Projecto Escola Electrão 2009/2010.
Este projecto é promovido pela AMB3E – Associação Portuguesa de Gestão de Resíduos, com o apoio do Ministério da Educação e da Agência
Portuguesa do Ambiente e tem como objectivo primordial sensibilizar e envolver professores, alunos, funcionários, pais e comunidade em geral,
no esforço global da reciclagem e valorização dos resíduos de equipamentos eléctricos e electrónicos (REEE). Para isso, integra uma
componente didáctica e informativa, complementada com uma vertente mais dinâmica e interventiva, onde se pretende criar hábitos de
encaminhamento deste tipo de resíduos através de uma acção de recolha de REEE, nas escolas aderentes, com atribuição de prémios em
função do peso dos equipamentos acumulados.
A comunidade educativa EPATV organizou-se para efectuar o seu “stock de REEE” que foi posteriormente recolhido por Operadores Logísticos
especializados. Com esta iniciativa a Escola Profissional Amar Terra Verde contribuiu, mais uma vez para a protecção do ambiente.
ter ensino profissional 30
Curso de Recepção
apresenta maquetas das
diversas formas de
Turismo do Norte de
Portugal

Os alunos da turma do 11.º Ano do Curso Técnico de Recepção, da Delegação de Terras de
Bouro, no âmbito disciplina de Informação Turística e Marketing, construíram várias
maquetas, em três dimensões, demonstrativas das diversas formas de turismo presentes na
Zona Norte de Portugal. Nomeadamente, o turismo religioso, histórico, rural, paisagístico e de
montanha.
Dos trabalhos elaborados foram apresentadas as seguintes maquetas, a Igreja de S. Bento
da Porta Aberta, o Castelo de Guimarães, a zona turística das Pontes de Rio Caldo, parque
Eólico da Serra da Cabreira e uma casa rural do Minho.
ter ensino profissional 31
Workshop do
Curso de Cabeleireiro
No passado dia 18 de Dezembro, integrado no encerramento das actividades do
primeiro período da Delegação de Amares, a turma do curso Cabeleireiro, realizou,
com a colaboração da Directora de Curso, Carminda Araújo, um workshop de
Cabeleireiro, no qual demonstraram alguns dos conhecimentos adquiridos nas aulas
práticas de Atendimento e Cuidado de Cabelo. Para tal, foi montado um verdadeiro
salão de cabeleireiro para que, as futuras cabeleireiras pudessem fazer e demonstrar
os mais diversos penteados nos colegas, professores e funcionários da Delegação.
Foi uma actividades muito enriquecedora para as alunas do curso de Cabeleireiro, uma
vez que, pela primeira vez, puderam por em prática aquilo que aprenderam ao longo do
primeiro período da sua formação.
Jantar de NATAL
Num momento de partilha e de festa, propicio da quadra natalícia, a Escola
Profissional Amar Terra Verde ofereceu, no dia 16 de Dezembro, um Jantar de Natal
a todos os seus colaboradores. A confecção do mesmo esteve a cargo dos alunos
do curso de Restauração, orientados pelos seus professores, Chefe Eduardo
Vinagre, Maria João Campos e Olga Martins.
Para além da presença da Direcção da Escola, também estiveram presentes
membros das autarquias e a técnica da DREN, Eng.ª Anabela Santos que muito tem
acarinhado a EPATV com a sua perseverança.
No final do jantar, o Director Geral da EPATV, Dr. João Luís Nogueira, agradeceu a
presença de todos os colaboradores e convidados desejando um Feliz Natal e um
bom ano 2010. Seguindo-se uma animada e muito participada sessão de
“KaraoKe”, organizada pelo professor Marco Alves.
Campanha de Solidariedade
2009/2010
Promovida pelo grupo de jovens voluntários da EPATV e pelos alunos dos cursos técnico de Apoio
Psicossocial e Electrotecnia do 11º ano, com a colaboração da comunidade escolar, decorreu entre os
dias 4 a 18 de Dezembro, uma campanha de solidariedade participada de forma activa e entusiástica
por toda a comunidade escolar e local. A qual permitiu angariar bens alimentares, roupas, brinquedos, e
outros contributos como diversos electrodomésticos novos, de acordo com as necessidades,
previamente identificadas pelo grupo e com o apoio da CPCJ e Rede Social de Vila Verde.
Nos dias 22 e 23 de Dezembro, o grupo de Jovens Voluntários da EPATV contribuiu, assim, para a
“magia do Natal”, com a distribuição dos bens angariados, pelas diversas famílias contempladas pelo
projecto.
Esta iniciativa foi um sucesso, constatada na alegria e sorriso das crianças e familiares, presenciados
pelos alunos que se empenharam activamente nesta campanha. Estas iniciativas servem, ainda, de
satisfação e reforço na motivação para que seja uma realidade a sua continuação. Pois, para o grupo de
voluntários da Escola Profissional Amar Terra Verde a solidariedade não é só no Natal.
ter ensino profissional 30
Curso de Recepção
apresenta maquetas das
diversas formas de
Turismo do Norte de
Portugal

Os alunos da turma do 11.º Ano do Curso Técnico de Recepção, da Delegação de Terras de
Bouro, no âmbito disciplina de Informação Turística e Marketing, construíram várias
maquetas, em três dimensões, demonstrativas das diversas formas de turismo presentes na
Zona Norte de Portugal. Nomeadamente, o turismo religioso, histórico, rural, paisagístico e de
montanha.
Dos trabalhos elaborados foram apresentadas as seguintes maquetas, a Igreja de S. Bento
da Porta Aberta, o Castelo de Guimarães, a zona turística das Pontes de Rio Caldo, parque
Eólico da Serra da Cabreira e uma casa rural do Minho.
ter ensino profissional 31
Workshop do
Curso de Cabeleireiro
No passado dia 18 de Dezembro, integrado no encerramento das actividades do
primeiro período da Delegação de Amares, a turma do curso Cabeleireiro, realizou,
com a colaboração da Directora de Curso, Carminda Araújo, um workshop de
Cabeleireiro, no qual demonstraram alguns dos conhecimentos adquiridos nas aulas
práticas de Atendimento e Cuidado de Cabelo. Para tal, foi montado um verdadeiro
salão de cabeleireiro para que, as futuras cabeleireiras pudessem fazer e demonstrar
os mais diversos penteados nos colegas, professores e funcionários da Delegação.
Foi uma actividades muito enriquecedora para as alunas do curso de Cabeleireiro, uma
vez que, pela primeira vez, puderam por em prática aquilo que aprenderam ao longo do
primeiro período da sua formação.
Jantar de NATAL
Num momento de partilha e de festa, propicio da quadra natalícia, a Escola
Profissional Amar Terra Verde ofereceu, no dia 16 de Dezembro, um Jantar de Natal
a todos os seus colaboradores. A confecção do mesmo esteve a cargo dos alunos
do curso de Restauração, orientados pelos seus professores, Chefe Eduardo
Vinagre, Maria João Campos e Olga Martins.
Para além da presença da Direcção da Escola, também estiveram presentes
membros das autarquias e a técnica da DREN, Eng.ª Anabela Santos que muito tem
acarinhado a EPATV com a sua perseverança.
No final do jantar, o Director Geral da EPATV, Dr. João Luís Nogueira, agradeceu a
presença de todos os colaboradores e convidados desejando um Feliz Natal e um
bom ano 2010. Seguindo-se uma animada e muito participada sessão de
“KaraoKe”, organizada pelo professor Marco Alves.
Campanha de Solidariedade
2009/2010
Promovida pelo grupo de jovens voluntários da EPATV e pelos alunos dos cursos técnico de Apoio
Psicossocial e Electrotecnia do 11º ano, com a colaboração da comunidade escolar, decorreu entre os
dias 4 a 18 de Dezembro, uma campanha de solidariedade participada de forma activa e entusiástica
por toda a comunidade escolar e local. A qual permitiu angariar bens alimentares, roupas, brinquedos, e
outros contributos como diversos electrodomésticos novos, de acordo com as necessidades,
previamente identificadas pelo grupo e com o apoio da CPCJ e Rede Social de Vila Verde.
Nos dias 22 e 23 de Dezembro, o grupo de Jovens Voluntários da EPATV contribuiu, assim, para a
“magia do Natal”, com a distribuição dos bens angariados, pelas diversas famílias contempladas pelo
projecto.
Esta iniciativa foi um sucesso, constatada na alegria e sorriso das crianças e familiares, presenciados
pelos alunos que se empenharam activamente nesta campanha. Estas iniciativas servem, ainda, de
satisfação e reforço na motivação para que seja uma realidade a sua continuação. Pois, para o grupo de
voluntários da Escola Profissional Amar Terra Verde a solidariedade não é só no Natal.
ter ensino profissional 32
Primeira Reunião das
Escolas Profissionais
do Minho
No dia 21 de Dezembro, realizou-se da sede da Escola Profissional Amar Terra Verde, em Vila
Verde, a 1ª reunião das escolas profissionais/tecnológicas do Minho para o qual foram
convidadas cerca de duas dezenas de escolas do Minho dos distritos de Braga e Viana do
Castelo.
Nesta sessão estiveram presentes o Eurodeputado Engº José Manuel Fernandes, Dr. Rui
Alves, docente da Faculdade de Economia do Porto e Engº Nuno Silva e Rui Sousa da
Skillmind, que abordaram, temas da actualidade da economia da União Europeia, e falaram
ainda, de programas de mobilidade de jovens e adultos, estágios profissionais e curriculares de
âmbito europeu ( programa de Aprendizagem ao longo da Vida, Erasmus, entre outros), assim
como, sobre o regime de financiamento das Escolas Profissionais no modelo Forfetário e ainda
da Plataforma de contratação pública Vortalgov, de acordo com o Decreto-Lei 18/2008 de 29 de
Janeiro.
Todos os presentes participaram activamente, tendo o eurodeputado Engº José Manuel
Fernandes, se colocado à disposição para eventuais reuniões futuras e o promotor desta
reunião, Dr. João Luis Nogueira, reafirmando que serão levados a discussão todos os temas
que estejam nas preocupações dos presentes, no sentido de, em conjunto, se definirem
soluções para o futuro do Ensino Profissional.
No final, o Director-Geral ofereceu um exemplar do livro institucional da EPATV, assim como
legislação correspondente aos temas abordados e convidou para o almoço todos os
participantes, oradores e comunicação social, que foi confeccionado e servido pelos alunos dos
cursos de Restauração e Empregado de Mesa tendo sido muito apreciado e elogiado por todos
os presentes.
ter ensino profissional 33
Almoço de Natal –
encerramento das
actividades lectivas
do 1º período
A Escola Profissional Amar Terra Verde fez o encerramento das actividades lectivas do primeiro
período e celebração do Natal no dia 18 de Dezembro, com diversas actividades em toda a escola.
Na delegação de Amares, foi organizado um torneio de
futebol, pelos alunos do curso Técnico de Desenho de
Mobiliário e um Workshop de Cabeleireiro promovido
pelos alunos do curso de Cabeleireiro, no qual
demonstram e aplicaram, nos colegas, algumas
técnicas de cabeleireiro. Na Delegação de Terras de
Bouro, professores e alunos assistiram a uma sessão
de cinema relacionada com a temática do Natal. Na
Sede, foi organizada uma recolha de bens alimentares e
roupas, para serem distribuídos por famílias
carenciadas dos três concelhos.
No final das actividades, na Sede e nas Delegações foi
servido e partilhado, por toda a comunidade educativa
da EPATV, um almoço de Natal confeccionado pelos
alunos do curso Técnico de Restauração.
sucesso
A formação obtida, ao longo dos 3 anos em que frequentou o mercado e conhece-lo, não devem ficar por numa só especialidade
curso na EPATV, foi adequada às exigências do mercado de pois, também, têm de desenvolver conhecimentos de contabilidade
e gestão das empresas. Facto que, dará uma visão diferente do trabalho?
Sim, não há dúvida que a EPATV prepara bem os alunos para o mercado de trabalho, não correndo o risco de insucesso, bem como
mercado de trabalho. No entanto, não é suficiente, pois foi a perda de capital. Procurar, sempre, métodos diferentes de
necessário conhecer novas realidades para pode por em prática trabalhando, junto de outras empresas e aperfeiçoar cada vez mais
aquilo que aprendemos ao longo do curso. Uma vez, que por em os conhecimentos adquiridos na EPATV.
prática a formação teórica obtido ao longo do curso não é difícil.
Quais os seus projectos para o futuro?
Mais difícil é o conhecimento dos materiais dos quais desconhecia,
Os projectos para o futuro centram-se na consolidação de uma
uma vez que não estava familiarizado com todas as marcas
empresa com pessoal qualificado para a exigência do mercado,
existentes no mercado.
fazendo parte destas exigências conhecimentos de Higiene Saúde
e Segurança no Trabalho, no qual eu já me formei como técnico, O facto de estudar na EPATV foi uma mais-valia para adquirir
para lhes poder dar todo o conhecimento como estipula as emprego?
Sem dúvida que sim, sendo que é no estágio que aplicamos os Autoridades para as Condições do Trabalho (ACT). Formações
conhecimentos adquiridos e mostramos o que aprendemos na contínuas e especializações em algumas áreas tais como, Fibra
escola. Todos os alunos deveriam estagiar durante mais tempo no Óptica, ITED, redes estruturadas, domótica e sistemas de intrusão
decorrer do curso pois era mais fácil a adaptação às empresas e e segurança.
maior conhecimento quer profissional quer particular (desenvolver
as capacidades de cada um).
Do conhecimentos que tem da EPATV, considera que a
formação, nela ministrada, está adequada às necessidades do
mundo laboral?
Sim, todos os cursos ministrados nesta escola têm tido uma boa
saída profissional, poderá haver um ou outro que não tem tanta
saída profissional na região onde se encontra a EPATV. No entanto,
o mercado de trabalho não é só na região onde se encontra a
Escola, pois, também, faz falta sair da região para poderem trazer
novos conhecimentos bem como ideias e novas culturas, como é o
caso da área da mecatrónica.
Os alunos da escola EPATV, que acolhe na sua empresa como
Que mensagem deixa aos alunos que frequentam, neste estagiários, estão bem preparados para desempenharem a
momento, a EPATV? profissão para a qual estudaram?
Que aproveitem bem, pois estão a garantir o seu futuro, “quanto Sim, são muito aplicados e educados, atitudes que já são difíceis
mais semearem mais poderão colher “. de encontrar.
Como trabalhador por conta própria, que conselhos dariam
aos alunos da EPATV que pretendem seguir o mesmo
caminho?
Antes de iniciarem a sua actividade devem, primeiros olhar para o
António Manuel Fernandes
antigo aluno da Escola Profissional
Amar Terra Verde
António Manuel Araújo Fernandes terminou o curso de Técnico de Electrotecnia
Nível III, em 2000, na Escola Profissional Amar Terra Verde. Iniciou a sua vida
profissional como prestador de serviços para empresas do ramo eletrico, em
2003 inicia a actividade de electricista por conta própria. No ano 2007 cria a sua
própria empresa, AKF -Montagens Eléctricas, Unipessoal Lda, na qual ocupa o
cargo de sócio-gerente. Nos últimos anos especializa-se em Instalações
Eléctricas de Baixa Tensão e Técnico de Higiene e Segurança no Trabalho
ter ensino profissional 32
Primeira Reunião das
Escolas Profissionais
do Minho
No dia 21 de Dezembro, realizou-se da sede da Escola Profissional Amar Terra Verde, em Vila
Verde, a 1ª reunião das escolas profissionais/tecnológicas do Minho para o qual foram
convidadas cerca de duas dezenas de escolas do Minho dos distritos de Braga e Viana do
Castelo.
Nesta sessão estiveram presentes o Eurodeputado Engº José Manuel Fernandes, Dr. Rui
Alves, docente da Faculdade de Economia do Porto e Engº Nuno Silva e Rui Sousa da
Skillmind, que abordaram, temas da actualidade da economia da União Europeia, e falaram
ainda, de programas de mobilidade de jovens e adultos, estágios profissionais e curriculares de
âmbito europeu ( programa de Aprendizagem ao longo da Vida, Erasmus, entre outros), assim
como, sobre o regime de financiamento das Escolas Profissionais no modelo Forfetário e ainda
da Plataforma de contratação pública Vortalgov, de acordo com o Decreto-Lei 18/2008 de 29 de
Janeiro.
Todos os presentes participaram activamente, tendo o eurodeputado Engº José Manuel
Fernandes, se colocado à disposição para eventuais reuniões futuras e o promotor desta
reunião, Dr. João Luis Nogueira, reafirmando que serão levados a discussão todos os temas
que estejam nas preocupações dos presentes, no sentido de, em conjunto, se definirem
soluções para o futuro do Ensino Profissional.
No final, o Director-Geral ofereceu um exemplar do livro institucional da EPATV, assim como
legislação correspondente aos temas abordados e convidou para o almoço todos os
participantes, oradores e comunicação social, que foi confeccionado e servido pelos alunos dos
cursos de Restauração e Empregado de Mesa tendo sido muito apreciado e elogiado por todos
os presentes.
ter ensino profissional 33
Almoço de Natal –
encerramento das
actividades lectivas
do 1º período
A Escola Profissional Amar Terra Verde fez o encerramento das actividades lectivas do primeiro
período e celebração do Natal no dia 18 de Dezembro, com diversas actividades em toda a escola.
Na delegação de Amares, foi organizado um torneio de
futebol, pelos alunos do curso Técnico de Desenho de
Mobiliário e um Workshop de Cabeleireiro promovido
pelos alunos do curso de Cabeleireiro, no qual
demonstram e aplicaram, nos colegas, algumas
técnicas de cabeleireiro. Na Delegação de Terras de
Bouro, professores e alunos assistiram a uma sessão
de cinema relacionada com a temática do Natal. Na
Sede, foi organizada uma recolha de bens alimentares e
roupas, para serem distribuídos por famílias
carenciadas dos três concelhos.
No final das actividades, na Sede e nas Delegações foi
servido e partilhado, por toda a comunidade educativa
da EPATV, um almoço de Natal confeccionado pelos
alunos do curso Técnico de Restauração.
sucesso
A formação obtida, ao longo dos 3 anos em que frequentou o mercado e conhece-lo, não devem ficar por numa só especialidade
curso na EPATV, foi adequada às exigências do mercado de pois, também, têm de desenvolver conhecimentos de contabilidade
e gestão das empresas. Facto que, dará uma visão diferente do trabalho?
Sim, não há dúvida que a EPATV prepara bem os alunos para o mercado de trabalho, não correndo o risco de insucesso, bem como
mercado de trabalho. No entanto, não é suficiente, pois foi a perda de capital. Procurar, sempre, métodos diferentes de
necessário conhecer novas realidades para pode por em prática trabalhando, junto de outras empresas e aperfeiçoar cada vez mais
aquilo que aprendemos ao longo do curso. Uma vez, que por em os conhecimentos adquiridos na EPATV.
prática a formação teórica obtido ao longo do curso não é difícil.
Quais os seus projectos para o futuro?
Mais difícil é o conhecimento dos materiais dos quais desconhecia,
Os projectos para o futuro centram-se na consolidação de uma
uma vez que não estava familiarizado com todas as marcas
empresa com pessoal qualificado para a exigência do mercado,
existentes no mercado.
fazendo parte destas exigências conhecimentos de Higiene Saúde
e Segurança no Trabalho, no qual eu já me formei como técnico, O facto de estudar na EPATV foi uma mais-valia para adquirir
para lhes poder dar todo o conhecimento como estipula as emprego?
Sem dúvida que sim, sendo que é no estágio que aplicamos os Autoridades para as Condições do Trabalho (ACT). Formações
conhecimentos adquiridos e mostramos o que aprendemos na contínuas e especializações em algumas áreas tais como, Fibra
escola. Todos os alunos deveriam estagiar durante mais tempo no Óptica, ITED, redes estruturadas, domótica e sistemas de intrusão
decorrer do curso pois era mais fácil a adaptação às empresas e e segurança.
maior conhecimento quer profissional quer particular (desenvolver
as capacidades de cada um).
Do conhecimentos que tem da EPATV, considera que a
formação, nela ministrada, está adequada às necessidades do
mundo laboral?
Sim, todos os cursos ministrados nesta escola têm tido uma boa
saída profissional, poderá haver um ou outro que não tem tanta
saída profissional na região onde se encontra a EPATV. No entanto,
o mercado de trabalho não é só na região onde se encontra a
Escola, pois, também, faz falta sair da região para poderem trazer
novos conhecimentos bem como ideias e novas culturas, como é o
caso da área da mecatrónica.
Os alunos da escola EPATV, que acolhe na sua empresa como
Que mensagem deixa aos alunos que frequentam, neste estagiários, estão bem preparados para desempenharem a
momento, a EPATV? profissão para a qual estudaram?
Que aproveitem bem, pois estão a garantir o seu futuro, “quanto Sim, são muito aplicados e educados, atitudes que já são difíceis
mais semearem mais poderão colher “. de encontrar.
Como trabalhador por conta própria, que conselhos dariam
aos alunos da EPATV que pretendem seguir o mesmo
caminho?
Antes de iniciarem a sua actividade devem, primeiros olhar para o
António Manuel Fernandes
antigo aluno da Escola Profissional
Amar Terra Verde
António Manuel Araújo Fernandes terminou o curso de Técnico de Electrotecnia
Nível III, em 2000, na Escola Profissional Amar Terra Verde. Iniciou a sua vida
profissional como prestador de serviços para empresas do ramo eletrico, em
2003 inicia a actividade de electricista por conta própria. No ano 2007 cria a sua
própria empresa, AKF -Montagens Eléctricas, Unipessoal Lda, na qual ocupa o
cargo de sócio-gerente. Nos últimos anos especializa-se em Instalações
Eléctricas de Baixa Tensão e Técnico de Higiene e Segurança no Trabalho
ter ensino profissional 34 ter ensino profissional 35
cultura
por Marco Alves
Há uns anos, Daniel Pennac, um dos mais importantes
e populares autores da literatura francesa, elencou dez
princípios acerca da leitura a que chamou "os direitos
inalienáveis do leitor". Nestes direitos encontramos
uma espécie de justificação para a nossa liberdade
enquanto leitores.
Quem lê já experimentou, certamente, o entusiasmo
que encontra diante de cada texto. A euforia e excitação
são tais, que o leitor tem pressa de ler, para descobrir os
significados, envolver-se no enredo e encantando-se
com o fascínio das palavras e dos sentidos que provêm
do texto.
O acto de ler é gratuito. Não importa só ler por
obrigação, antes de mais, importa gostar de ler.
É verdade que não se lê todos os textos com a mesma
intensidade de leitura, nem motivação. Nem todos são
capazes de despertar, de forma homogénea, o amplo
universo de leitores para o prazer. Surgem, portanto, as
preferências de leitura que, independentemente de sua
diversidade, são capazes de conduzir cada leitor,
embora por caminhos distintos, à descoberta do prazer
de ler.
O prazer da leitura é individual, uma vez que suscita à
historicidade do leitor, que lhe confere a liberdade de
chegar a esse prazer sem oferecer nenhum risco de
imposição ou repressão.
Cada um estabelece uma relação única com aquilo que
lê, atribuindo-lhe os mais diversos significados. Vivendo
através dos livros, enquanto exercício de liberdade, de
construção de mundos imaginários, de puro ócio, de
viajar, de pensar, de sentir, enfim... cada leitor é livre!
Os direitos inalienáveis do leitor
por Daniel Pennac
1º O direito de não ler;
2º O direito de saltar páginas;
3º O direito de não acabar um livro;
4º O direito de reler;
5º O direito de ler não importa o quê;
6º O direito de amar os "heróis" dos romances;
7º O direito de ler não importa onde;
8º O direito de saltar de livro para livro;
9º O direito de ler em voz alta;
10º O direito de não falar do que se leu.
Literatura
Ler com Prazer
Título: Fúria Divina
Autor: José Rodrigues dos Santos
Editora: Gravida
Ano: 2009
Nº Páginas: 608
Sinopse
Uma mensagem secreta da Al-Qaeda faz soar as campainhas de alarme
em Washington. Seduzido por uma bela operacional da CIA, o historiador
e criptanalista português Tomás Noronha é confrontado em Veneza com
uma estranha cifra.
Ahmed é um menino egípcio a quem o mullah Saad ensina na mesquita o
carácter pacífico e indulgente do islão. Mas nas aulas da madrassa
aparece um novo professor com um islão diferente, agressivo e
intolerante. O mullah e o novo professor digladiam-se por Ahmed e o
menino irá fazer uma escolha que nos transporta ao maior pesadelo do
nosso tempo.
E se a Al-Qaeda tem a bomba atómica?
Baseando-se em informações verídicas, José Rodrigues dos Santos
confirma-se nesta obra surpreendente como o mestre dos grandes temas
contemporâneos. Mais do que um empolgante romance, Fúria Divina é
um impressionante guia que nos orienta pelo labirinto do mundo e nos
revela os tempos em que vivemos.
Título: O Símbolo Perdido
Autor: Dan Brown
Editora: Bertrand
Ano: 2009
Sinopse
Doze horas alucinantes!
O leitor mergulha mais uma vez num mundo de misticismo, sociedades
secretas e locais escondidos de uma Washington pouco reconhecida. O
que esconde, afinal, a Chave de Salomão? Que mensagens secretas
estão codificadas nesse livro misterioso?
Robert Langdon, o professor de Harvard especialista em Simbologia, tem
apenas 12 horas para o revelar. É pois o regresso de Dan Brown ao
registo que o tornou mundialmente famoso: pictogramas cifrados,
mensagens ocultas, símbolos descodificados, "suspense" e acção a um
ritmo vertiginoso.
Título: A sombra do que
fomos
Autor: Luís Spúlveda
Editora: Porto
Ano: 2009
Nº Páginas: 160
Sinopse
Num velho armazém de um bairro popular de Santiago do Chile, três
sexagenários esperam impacientes pela chegada de um quarto homem.
Cacho Salinas, Lolo Garmendia e Lucho Arencibia, antigos militantes de
esquerda derrotados pelo golpe de estado de Pinochet e condenados ao
exílio, voltam a reunir-se trinta e cinco anos depois, convocados por
Pedro Nolasco, um antigo camarada sob cujas ordens vão executar uma
arrojada acção revolucionária. Mas quando Nolasco se dirige para o local
do encontro é vítima de um golpe cego do destino e morre atingido por um
gira-discos que insolitamente é lançado por uma janela, na sequência de
uma desavença conjugal.
Prémio Primavera de Romance 2009, A Sombra do que Fomos é um
virtuoso exercício literário posto ao serviço de uma história carregada de
memórias do exílio, de sonhos desfeitos e de ideais destruídos. Um
romance escrito com o coração e o estômago, que comove o leitor, lhe
arranca sorrisos e até gargalhadas, levando-o no fim a uma reflexão
profunda sobre a vida.
escola cultura
Ter acontecimento
por Sónia Vilas Boas
Os Xutos & Pontapés realizaram, no dia 26 de Setembro, no Estádio do Restelo, a maior
produção, concerto, ao vivo da banda. Forma que encontram de celebrar os 30 anos de
carreira, tendo brindado os fãs com três horas de música.
No dia 6 de Outubro comemorou-se os 10 anos da morte da fadista, cantora e actriz
portuguesa, considerada o exemplo máximo do fado, aclamada como a voz de Portugal e uma
das mais brilhantes cantoras do século XX, Amália Rodrigues.
Ter banda
Música
O TER Música, no presente numero da revista Ter, vai centra-se na
participação da Selecção Portuguesa no Mundial de 2010 na África do
Sul, e como tal não poderia deixar de falar dos Black Eyed Peas e de
uma das música do momento “ I gotta feeling”, música escolhida pela
selecção como hino da equipa portuguesa para o Mundial de 2010. Os
Black Eyed Peas manifestaram o seu apoio à Selecção Portuguesa
através de um vídeo enviado pela sua produtora que dizia "Estamos
muito contentes por saber que a nossa música vos inspirou e queremos
dar-vos o nosso apoio…". Em resposta a esta simpatia, o
seleccionador português Carlos Queirós também gravou um vídeo de
agradecimento aos Black Eyed Peas.
Os Black Eyed Peas foram fundados em 1995, mas são resultado de
outros projectos. Tudo começou em 1988, em Los Angeles quando o
Will.i.am (William James Adams Júnior) e Apl.de.ap (Allen Pineda) se
conheceram na adolescência e fundaram o Tribial Nation (grupo de
breakdance). Depois de algum tempo começaram a cantar surgindo o A.T.B.A.N. Klann, com a gravação do CD “
Grass Hoots” que não teve grande êxito, porque foi lançado pelo selo do rapper Eazy, que ofuscou para si todo o
sucesso durante algum tempo. Com a morte deste, em 1995 Will e Apl fundaram os Black Eyed Peas, ao qual se
juntaram o MC e o dançarino Taboo (Jaime Gomez). Em 1998 entrou para o grupo a vocalista Kim Hill, sendo
substituída em 2003, pela Fergie (Stacy Ann Ferguson). É nesse ano que se dá o “estrondo” mundial da banda com o
álbum “ Elephunk”. Desde então, o sucesso é uma constante tal como comprova o alvo The E.N.D., que contempla o
single “ I gotta Feeling”, que tem permanecido durante várias semanas no primeiro lugar dos tops mundiais e
nacionais É uma banda que prima pela originalidade e efeito surpresa, tal como aconteceu na coreografia que
prepararam para o programa da Oprah. Várias especulações
surgiram em torno do seu último álbum, mas o resultado é
uma “ bomba” concebida para explodir nas pistas de dança
em todos os continentes. ~
Will.i.am explicou que a inspiração para o nome "Black Eyed
Peas" veio de uma banda famosa, ,
uma das bandas que mais o influenciou. Assim como o
quarteto americano, Will queria para o grupo o nome de uma
comida. Black Eyed Peas, traduzido para o português,
significa "feijão-frade".
Red Hot Chili Peppers
I GOTTA
FEELING
ter ensino profissional 34 ter ensino profissional 35
cultura
por Marco Alves
Há uns anos, Daniel Pennac, um dos mais importantes
e populares autores da literatura francesa, elencou dez
princípios acerca da leitura a que chamou "os direitos
inalienáveis do leitor". Nestes direitos encontramos
uma espécie de justificação para a nossa liberdade
enquanto leitores.
Quem lê já experimentou, certamente, o entusiasmo
que encontra diante de cada texto. A euforia e excitação
são tais, que o leitor tem pressa de ler, para descobrir os
significados, envolver-se no enredo e encantando-se
com o fascínio das palavras e dos sentidos que provêm
do texto.
O acto de ler é gratuito. Não importa só ler por
obrigação, antes de mais, importa gostar de ler.
É verdade que não se lê todos os textos com a mesma
intensidade de leitura, nem motivação. Nem todos são
capazes de despertar, de forma homogénea, o amplo
universo de leitores para o prazer. Surgem, portanto, as
preferências de leitura que, independentemente de sua
diversidade, são capazes de conduzir cada leitor,
embora por caminhos distintos, à descoberta do prazer
de ler.
O prazer da leitura é individual, uma vez que suscita à
historicidade do leitor, que lhe confere a liberdade de
chegar a esse prazer sem oferecer nenhum risco de
imposição ou repressão.
Cada um estabelece uma relação única com aquilo que
lê, atribuindo-lhe os mais diversos significados. Vivendo
através dos livros, enquanto exercício de liberdade, de
construção de mundos imaginários, de puro ócio, de
viajar, de pensar, de sentir, enfim... cada leitor é livre!
Os direitos inalienáveis do leitor
por Daniel Pennac
1º O direito de não ler;
2º O direito de saltar páginas;
3º O direito de não acabar um livro;
4º O direito de reler;
5º O direito de ler não importa o quê;
6º O direito de amar os "heróis" dos romances;
7º O direito de ler não importa onde;
8º O direito de saltar de livro para livro;
9º O direito de ler em voz alta;
10º O direito de não falar do que se leu.
Literatura
Ler com Prazer
Título: Fúria Divina
Autor: José Rodrigues dos Santos
Editora: Gravida
Ano: 2009
Nº Páginas: 608
Sinopse
Uma mensagem secreta da Al-Qaeda faz soar as campainhas de alarme
em Washington. Seduzido por uma bela operacional da CIA, o historiador
e criptanalista português Tomás Noronha é confrontado em Veneza com
uma estranha cifra.
Ahmed é um menino egípcio a quem o mullah Saad ensina na mesquita o
carácter pacífico e indulgente do islão. Mas nas aulas da madrassa
aparece um novo professor com um islão diferente, agressivo e
intolerante. O mullah e o novo professor digladiam-se por Ahmed e o
menino irá fazer uma escolha que nos transporta ao maior pesadelo do
nosso tempo.
E se a Al-Qaeda tem a bomba atómica?
Baseando-se em informações verídicas, José Rodrigues dos Santos
confirma-se nesta obra surpreendente como o mestre dos grandes temas
contemporâneos. Mais do que um empolgante romance, Fúria Divina é
um impressionante guia que nos orienta pelo labirinto do mundo e nos
revela os tempos em que vivemos.
Título: O Símbolo Perdido
Autor: Dan Brown
Editora: Bertrand
Ano: 2009
Sinopse
Doze horas alucinantes!
O leitor mergulha mais uma vez num mundo de misticismo, sociedades
secretas e locais escondidos de uma Washington pouco reconhecida. O
que esconde, afinal, a Chave de Salomão? Que mensagens secretas
estão codificadas nesse livro misterioso?
Robert Langdon, o professor de Harvard especialista em Simbologia, tem
apenas 12 horas para o revelar. É pois o regresso de Dan Brown ao
registo que o tornou mundialmente famoso: pictogramas cifrados,
mensagens ocultas, símbolos descodificados, "suspense" e acção a um
ritmo vertiginoso.
Título: A sombra do que
fomos
Autor: Luís Spúlveda
Editora: Porto
Ano: 2009
Nº Páginas: 160
Sinopse
Num velho armazém de um bairro popular de Santiago do Chile, três
sexagenários esperam impacientes pela chegada de um quarto homem.
Cacho Salinas, Lolo Garmendia e Lucho Arencibia, antigos militantes de
esquerda derrotados pelo golpe de estado de Pinochet e condenados ao
exílio, voltam a reunir-se trinta e cinco anos depois, convocados por
Pedro Nolasco, um antigo camarada sob cujas ordens vão executar uma
arrojada acção revolucionária. Mas quando Nolasco se dirige para o local
do encontro é vítima de um golpe cego do destino e morre atingido por um
gira-discos que insolitamente é lançado por uma janela, na sequência de
uma desavença conjugal.
Prémio Primavera de Romance 2009, A Sombra do que Fomos é um
virtuoso exercício literário posto ao serviço de uma história carregada de
memórias do exílio, de sonhos desfeitos e de ideais destruídos. Um
romance escrito com o coração e o estômago, que comove o leitor, lhe
arranca sorrisos e até gargalhadas, levando-o no fim a uma reflexão
profunda sobre a vida.
escola cultura
Ter acontecimento
por Sónia Vilas Boas
Os Xutos & Pontapés realizaram, no dia 26 de Setembro, no Estádio do Restelo, a maior
produção, concerto, ao vivo da banda. Forma que encontram de celebrar os 30 anos de
carreira, tendo brindado os fãs com três horas de música.
No dia 6 de Outubro comemorou-se os 10 anos da morte da fadista, cantora e actriz
portuguesa, considerada o exemplo máximo do fado, aclamada como a voz de Portugal e uma
das mais brilhantes cantoras do século XX, Amália Rodrigues.
Ter banda
Música
O TER Música, no presente numero da revista Ter, vai centra-se na
participação da Selecção Portuguesa no Mundial de 2010 na África do
Sul, e como tal não poderia deixar de falar dos Black Eyed Peas e de
uma das música do momento “ I gotta feeling”, música escolhida pela
selecção como hino da equipa portuguesa para o Mundial de 2010. Os
Black Eyed Peas manifestaram o seu apoio à Selecção Portuguesa
através de um vídeo enviado pela sua produtora que dizia "Estamos
muito contentes por saber que a nossa música vos inspirou e queremos
dar-vos o nosso apoio…". Em resposta a esta simpatia, o
seleccionador português Carlos Queirós também gravou um vídeo de
agradecimento aos Black Eyed Peas.
Os Black Eyed Peas foram fundados em 1995, mas são resultado de
outros projectos. Tudo começou em 1988, em Los Angeles quando o
Will.i.am (William James Adams Júnior) e Apl.de.ap (Allen Pineda) se
conheceram na adolescência e fundaram o Tribial Nation (grupo de
breakdance). Depois de algum tempo começaram a cantar surgindo o A.T.B.A.N. Klann, com a gravação do CD “
Grass Hoots” que não teve grande êxito, porque foi lançado pelo selo do rapper Eazy, que ofuscou para si todo o
sucesso durante algum tempo. Com a morte deste, em 1995 Will e Apl fundaram os Black Eyed Peas, ao qual se
juntaram o MC e o dançarino Taboo (Jaime Gomez). Em 1998 entrou para o grupo a vocalista Kim Hill, sendo
substituída em 2003, pela Fergie (Stacy Ann Ferguson). É nesse ano que se dá o “estrondo” mundial da banda com o
álbum “ Elephunk”. Desde então, o sucesso é uma constante tal como comprova o alvo The E.N.D., que contempla o
single “ I gotta Feeling”, que tem permanecido durante várias semanas no primeiro lugar dos tops mundiais e
nacionais É uma banda que prima pela originalidade e efeito surpresa, tal como aconteceu na coreografia que
prepararam para o programa da Oprah. Várias especulações
surgiram em torno do seu último álbum, mas o resultado é
uma “ bomba” concebida para explodir nas pistas de dança
em todos os continentes. ~
Will.i.am explicou que a inspiração para o nome "Black Eyed
Peas" veio de uma banda famosa, ,
uma das bandas que mais o influenciou. Assim como o
quarteto americano, Will queria para o grupo o nome de uma
comida. Black Eyed Peas, traduzido para o português,
significa "feijão-frade".
Red Hot Chili Peppers
I GOTTA
FEELING
ter ensino profissional 36 ter ensino profissional 37
por Glória Lago
Porque há Desporto Escolar na nossa escola?
Como já deves saber a actividade física está profundamente ligada à saúde.
Desta forma, e para além das aulas de Educação Física, tens mais uma
O que é o Desporto Escolar?
oportunidade de te exercitares e de te divertires com o teus colegas e amigos,
aplicando os teus conhecimentos, regras, gestos técnicos e tácticos, etc. É
Entende-se por Desporto Escolar o conjunto das práticas desportivas e de
também, uma oportunidade de competires e de te superares em modalidades
formação com objecto desportivo quando desenvolvidas como complemento
que não existem, por exemplo, no local onde vives. Podes ainda representar a
curricular e ocupação dos tempos livres dos alunos, num regime de participação
nossa escola em competições e outras actividades que integre outras escolas.
voluntário, integrados no plano de actividades e coordenadas no âmbito do
sistema educativo em articulação com o sistema desportivo. Estas actividades
de complemento curricular visam, nomeadamente, o enriquecimento cultural e
cívico, a educação física e desportiva, a educação artística e a inserção dos
educandos na comunidade.
O Desporto Escolar visa promover a prática desportiva como um factor de estilo
de vida saudável, que não põe de lado, nem o respeito pelas normas do espírito
desportivo, nem a riqueza da socialização subjacente à diversidade de
oportunidades que a competição desportiva proporciona.
Importância do Desporto Escolar
A actividade física e desportiva assume particular importância na dimensão da
saúde, ajudando ao desenvolvimento de práticas e estilos de vida mais saudáveis,
hoje ainda mais importante face ao problema do excesso de peso e da obesidade
nas faixas etárias mais baixas.
Assume também importância na dimensão cívica, a actividade física e desportiva
permite aos jovens um contacto directo com elementos da cultura desportiva, para
lá das fronteiras do desporto e da escola, a aprendizagem das regras da
cooperação e da competição saudável, desenvolver os valores da
É obrigatório participar no Desporto Escolar?
responsabilidade e do espírito de equipa, com o objectivo de atingir metas
desejadas e cumprir objectivos individuais e colectivos.
A participação nas actividades do Desporto Escolar é voluntária. És sempre bem-
vindo a participar, quer na qualidade de atleta quer como árbitro ou mesmo ocupar
outra função. O Desporto Escolar é para todos os alunos, sejam rapazes ou
raparigas, gordos ou magros, altos ou baixos, habilidosos ou não tanto.
Desporto Escolar Versus Educação Física
O Dicionário de Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de
Lisboa, definiu Educação Física como "a disciplina escolar que tem como objectivo
promover o desenvolvimento de capacidades motoras e corporais através da
prática desportiva."
A Educação Física, como área do currículo, contribui para o desenvolvimento
integral do aluno ao incidir sobre o seu comportamento motor, utilizando
especificamente a actividade motora nos processos de Ensino/Aprendizagem.
O Desporto Escolar é uma actividade física desportiva extra-curricular, destinada a
todos os jovens que a queiram praticar.
Se te quiseres inscrever dirige-te ao teu professor de
Educação Física!
Vantagens do desporto
A ênfase colocada na necessidade de assegurar uma actividade física regular nos
jovens, promove e manter a sua aptidão física baseia-se fundamentalmente nos
pressupostos benefícios que a actividade física tem para a saúde e,
principalmente, no facto de ser hoje reconhecido que a inactividade física é um
factor de risco para bastantes doenças. Assim sendo, a prática desportiva tem
como vantagens:
?melhorar o equilíbrio emocional;
?elevar a auto-estima, que é o juízo que cada pessoa faz acerca do seu valor
pessoal ou da sua competência na realização das tarefas da vida;
?reduzir o stress, a ansiedade e os sintomas de depressão;
?aumentar a concentração;
?melhorar a pressão arterial;
?controlar o peso;
?prevenir diabetes;
?evitar a osteoporose;
?fortalecer os músculos;
?diminuir o risco de cancro;
?prevenir e melhorar dores crónicas.
Por estes motivos mencionados em cima, o desporto é sem dúvida uma mais-
valia, que infelizmente o Homem despreza cada vez mais.
escola desporto sabor
Chef José Vinagre
Chefe de Cozinha
dos Hotéis do Bom Jesus;
Cozinheiro convidado
do Sporting Clube de Braga
Maria João Campos
Gestora Hoteleira
Sabores e Saberes à Volta da Mesa
Saber atender...
Actualmente, os serviços de atendimento ao público estão reduzidos. As empresas aproveitaram uma autonomia maior do cliente e
encontraram aí uma forma de redução de custos. No entanto, esta posição não inutiliza o serviço de atendimento mas este deve ser
encarado como uma oportunidade de acrescentar valor ao produto.
O atendimento é importante porque serve para transformar o visitante em cliente, ajuda a informar as características do produto e
pode servir para diferenciar a venda através de um tratamento personalizado e ajustado à satisfação do cliente.
Um bom atendimento exige disponibilidade por parte de quem atende e implica muitas vezes uma interrupção de tarefas em
execução. Deve saudar o cliente e perceber qual o assunto a apresentar. Esta atitude evita muitas vezes que o cliente tenha que
esperar por alguém que não está presente ou se encontra ocupado ou ainda a exposição a pessoas não habilitadas na resolução do
problema. Nem sempre as pessoas podem ser atendidas de imediato e cabe à empresa criar mecanismos para preenchimento de
tempos de espera, a oferta de uma bebida quente ou disponibilizar revistas da empresa e informar o tempo estimado de espera são
procedimentos que ajudam a manter o cliente calmo e ocupado.
A máxima de que o “cliente tem sempre razão” não é verdade mas é impossível discutir com ele. Por isso, quando falamos ao cliente
devemos saber ouvir, ter um discurso assertivo, argumentar em vez de justificar e ajustar a linguagem de forma a produzir a melhor
informação a cada cliente.
Muitas vezes as nossas opções do local de compra depende unicamente do atendimento e é importante valorizar e melhorar o
contacto directo com o cliente.
Ingredientes
- 500g de açúcar
- 0,5 l de água
- 50g de toucinho
- 15 gemas
- 1 casca de limão
- 1 pau de canela
- 1 cálice de vinho do Porto
- 200 g da açúcar caramelo
Preparação:
Barrar a forma com caramelo.
Colocar ao lume numa caçarola a água,
açucar, paú de canela, toucinho cortado as
tiras, casca de limão fininha, deixando ferver
até atingir o ponto fio.
Assim que atingido o ponto fio, retirar e deixar
arrefecer, em seguida, juntar as gemas já
misturadas com o vinho do Porto.
Deitar o preparado na forma, untada
preveamente com caramelo.
Levar ao forno bem quente a cozer em banho-
maria.
Desenformar assim que frio.
Ingredientes
(para 4 pessoas)
- 1,200 Kg de polvo
- 12 batatas pequenas
- 3 dl de azeite
- 3 dentes de alho
- 2 cebola
- 1 ramo de salsa
- 1 folha de louro
- ½ molho de grelos
Preparação:
Colocar uma caçarola ao lume com água uma
cebola, 1 folha de louro, e deixar ferver;
Após levantar fervura, mergulhar o polvo 3
vezes para evitar que este esfole, e só depois
deixar mergolhar definitivamente até finalizar a
cozedura, temperar de sal antés 2 minutos da
retirada;
Numa outra caçarola, são cozidas as batatas
com casca depois de muito bem lavadas,
temperadas com sal. Depois de cozidas é
retirada a pele as batatas com a ajuda de uma
faca e são estaladas em azeite com alho;
O polvo apos cozedura são separadas as
pernas e coloca-se sobre a grelha a assar;
Entretanto picam-se os alhos, a salsa e a
cebola e junta-se o azeite;
Colocam-se o polvo, as batatas e os grelos
salteados em azeite e alho numa travessa e
rega-se tudo com o molho;
Pode ser servido com molho de vinagre.
Polvo Assado na
Brasa à Minhota
Pudim com Origens
do Abade Priscos
ter ensino profissional 36 ter ensino profissional 37
por Glória Lago
Porque há Desporto Escolar na nossa escola?
Como já deves saber a actividade física está profundamente ligada à saúde.
Desta forma, e para além das aulas de Educação Física, tens mais uma
O que é o Desporto Escolar?
oportunidade de te exercitares e de te divertires com o teus colegas e amigos,
aplicando os teus conhecimentos, regras, gestos técnicos e tácticos, etc. É
Entende-se por Desporto Escolar o conjunto das práticas desportivas e de
também, uma oportunidade de competires e de te superares em modalidades
formação com objecto desportivo quando desenvolvidas como complemento
que não existem, por exemplo, no local onde vives. Podes ainda representar a
curricular e ocupação dos tempos livres dos alunos, num regime de participação
nossa escola em competições e outras actividades que integre outras escolas.
voluntário, integrados no plano de actividades e coordenadas no âmbito do
sistema educativo em articulação com o sistema desportivo. Estas actividades
de complemento curricular visam, nomeadamente, o enriquecimento cultural e
cívico, a educação física e desportiva, a educação artística e a inserção dos
educandos na comunidade.
O Desporto Escolar visa promover a prática desportiva como um factor de estilo
de vida saudável, que não põe de lado, nem o respeito pelas normas do espírito
desportivo, nem a riqueza da socialização subjacente à diversidade de
oportunidades que a competição desportiva proporciona.
Importância do Desporto Escolar
A actividade física e desportiva assume particular importância na dimensão da
saúde, ajudando ao desenvolvimento de práticas e estilos de vida mais saudáveis,
hoje ainda mais importante face ao problema do excesso de peso e da obesidade
nas faixas etárias mais baixas.
Assume também importância na dimensão cívica, a actividade física e desportiva
permite aos jovens um contacto directo com elementos da cultura desportiva, para
lá das fronteiras do desporto e da escola, a aprendizagem das regras da
cooperação e da competição saudável, desenvolver os valores da
É obrigatório participar no Desporto Escolar?
responsabilidade e do espírito de equipa, com o objectivo de atingir metas
desejadas e cumprir objectivos individuais e colectivos.
A participação nas actividades do Desporto Escolar é voluntária. És sempre bem-
vindo a participar, quer na qualidade de atleta quer como árbitro ou mesmo ocupar
outra função. O Desporto Escolar é para todos os alunos, sejam rapazes ou
raparigas, gordos ou magros, altos ou baixos, habilidosos ou não tanto.
Desporto Escolar Versus Educação Física
O Dicionário de Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de
Lisboa, definiu Educação Física como "a disciplina escolar que tem como objectivo
promover o desenvolvimento de capacidades motoras e corporais através da
prática desportiva."
A Educação Física, como área do currículo, contribui para o desenvolvimento
integral do aluno ao incidir sobre o seu comportamento motor, utilizando
especificamente a actividade motora nos processos de Ensino/Aprendizagem.
O Desporto Escolar é uma actividade física desportiva extra-curricular, destinada a
todos os jovens que a queiram praticar.
Se te quiseres inscrever dirige-te ao teu professor de
Educação Física!
Vantagens do desporto
A ênfase colocada na necessidade de assegurar uma actividade física regular nos
jovens, promove e manter a sua aptidão física baseia-se fundamentalmente nos
pressupostos benefícios que a actividade física tem para a saúde e,
principalmente, no facto de ser hoje reconhecido que a inactividade física é um
factor de risco para bastantes doenças. Assim sendo, a prática desportiva tem
como vantagens:
?melhorar o equilíbrio emocional;
?elevar a auto-estima, que é o juízo que cada pessoa faz acerca do seu valor
pessoal ou da sua competência na realização das tarefas da vida;
?reduzir o stress, a ansiedade e os sintomas de depressão;
?aumentar a concentração;
?melhorar a pressão arterial;
?controlar o peso;
?prevenir diabetes;
?evitar a osteoporose;
?fortalecer os músculos;
?diminuir o risco de cancro;
?prevenir e melhorar dores crónicas.
Por estes motivos mencionados em cima, o desporto é sem dúvida uma mais-
valia, que infelizmente o Homem despreza cada vez mais.
escola desporto sabor
Chef José Vinagre
Chefe de Cozinha
dos Hotéis do Bom Jesus;
Cozinheiro convidado
do Sporting Clube de Braga
Maria João Campos
Gestora Hoteleira
Sabores e Saberes à Volta da Mesa
Saber atender...
Actualmente, os serviços de atendimento ao público estão reduzidos. As empresas aproveitaram uma autonomia maior do cliente e
encontraram aí uma forma de redução de custos. No entanto, esta posição não inutiliza o serviço de atendimento mas este deve ser
encarado como uma oportunidade de acrescentar valor ao produto.
O atendimento é importante porque serve para transformar o visitante em cliente, ajuda a informar as características do produto e
pode servir para diferenciar a venda através de um tratamento personalizado e ajustado à satisfação do cliente.
Um bom atendimento exige disponibilidade por parte de quem atende e implica muitas vezes uma interrupção de tarefas em
execução. Deve saudar o cliente e perceber qual o assunto a apresentar. Esta atitude evita muitas vezes que o cliente tenha que
esperar por alguém que não está presente ou se encontra ocupado ou ainda a exposição a pessoas não habilitadas na resolução do
problema. Nem sempre as pessoas podem ser atendidas de imediato e cabe à empresa criar mecanismos para preenchimento de
tempos de espera, a oferta de uma bebida quente ou disponibilizar revistas da empresa e informar o tempo estimado de espera são
procedimentos que ajudam a manter o cliente calmo e ocupado.
A máxima de que o “cliente tem sempre razão” não é verdade mas é impossível discutir com ele. Por isso, quando falamos ao cliente
devemos saber ouvir, ter um discurso assertivo, argumentar em vez de justificar e ajustar a linguagem de forma a produzir a melhor
informação a cada cliente.
Muitas vezes as nossas opções do local de compra depende unicamente do atendimento e é importante valorizar e melhorar o
contacto directo com o cliente.
Ingredientes
- 500g de açúcar
- 0,5 l de água
- 50g de toucinho
- 15 gemas
- 1 casca de limão
- 1 pau de canela
- 1 cálice de vinho do Porto
- 200 g da açúcar caramelo
Preparação:
Barrar a forma com caramelo.
Colocar ao lume numa caçarola a água,
açucar, paú de canela, toucinho cortado as
tiras, casca de limão fininha, deixando ferver
até atingir o ponto fio.
Assim que atingido o ponto fio, retirar e deixar
arrefecer, em seguida, juntar as gemas já
misturadas com o vinho do Porto.
Deitar o preparado na forma, untada
preveamente com caramelo.
Levar ao forno bem quente a cozer em banho-
maria.
Desenformar assim que frio.
Ingredientes
(para 4 pessoas)
- 1,200 Kg de polvo
- 12 batatas pequenas
- 3 dl de azeite
- 3 dentes de alho
- 2 cebola
- 1 ramo de salsa
- 1 folha de louro
- ½ molho de grelos
Preparação:
Colocar uma caçarola ao lume com água uma
cebola, 1 folha de louro, e deixar ferver;
Após levantar fervura, mergulhar o polvo 3
vezes para evitar que este esfole, e só depois
deixar mergolhar definitivamente até finalizar a
cozedura, temperar de sal antés 2 minutos da
retirada;
Numa outra caçarola, são cozidas as batatas
com casca depois de muito bem lavadas,
temperadas com sal. Depois de cozidas é
retirada a pele as batatas com a ajuda de uma
faca e são estaladas em azeite com alho;
O polvo apos cozedura são separadas as
pernas e coloca-se sobre a grelha a assar;
Entretanto picam-se os alhos, a salsa e a
cebola e junta-se o azeite;
Colocam-se o polvo, as batatas e os grelos
salteados em azeite e alho numa travessa e
rega-se tudo com o molho;
Pode ser servido com molho de vinagre.
Polvo Assado na
Brasa à Minhota
Pudim com Origens
do Abade Priscos
ter ensino profissional 38 ter ensino profissional 39
web
por João Morais
Meteorologia online
Agora já pode consultar o tempo para toda a Europa através deste site que reúne os avisos meteorológicos
para a Europa. Importante para quem está a sair de casa, a traçar planos para os próximos dias ou até a
fazer as malas, este site junta informações sobre precipitação, vento, ondas, temperaturas mínimas e
máximas, neve, gelo, trovoadas e nevoeiro.
http://www.meteoalarm.eu/
A maior foto de sempre
http://www.dresden-26-gigapixels.com/dresden26GP
Uma panorâmica sobre a cidade de Dresden, tirada pela agência alemã
AFB Media, composta por 1665 fotografias, com 21,4 megapixéis cada
deu origem à maior fotografia do mundo tirada até hoje! Esta fotografia se
fosse impressa teria 105 metros de largura e 35 metros de altura. A
captura desta fantástica fotografia demorou apenas 172 minutos, mas o
trabalho em computador levou 94 horas: afinal, são vinte e seis mil
milhões de pixéis ou se quiserem 26 gigapíxeis.
Os seus ficheiros em qualquer lado https://www.dropbox.com/
O Dropbox é um serviço de sincronização remota com suporte online. Isto é, o serviço
disponibiliza gratuitamente um espaço de 2GB que serve de armazenamento e ponto de
intenção entre duas ou mais máquinas seja em Windows, Linux ou Mac. Na prática funciona
assim: no trabalho tem o seu computador onde instalou o Dropbox. Em casa tem o seu portátil
com o mesmo serviço instalado. Sempre que precisa de ter à mão algum documento, palavra-
chave ou ficheiro que, arrasta-o para dentro da pasta Documentos que existe dentro da pasta
Dropbox. Com este serviço os seus ficheiros mais importantes estão disponíveis em todo lado
e com uma cópia de segurança permanente online.

A beleza natural da serra do Gerês está disponível através de um site que disponibiliza informações de carácter cultural, turístico e natural sobre a serra
do geres. Não dispensando a visita a este destacado ponto turístico de Portugal, poderá conhecer mais sobre a serra neste completo portal. Citando
Miguel Torga "Há sítios no mundo que são como certas existência humanas: tudo se conjuga para que nada falte à sua grandeza e perfeição. Este Gerês
é um deles."
www.serradogeres.com
cabeça
S
o
l
u
ç
õ
e
s

d
o

n
ú
m
e
r
o

a
n
t
e
r
i
o
r
Sopa de Letras
Descobre as 18 capitais de distrito de Portugal Continental
por José Carlos Dias
Braga, Viana, Porto,
Bragança, Vila Real,
Viseu,Guarda, Castelo
Branco, Portalegre,
Aveiro, Coimbra,
Santarém ,Leiria ,Lisboa,
Setúbal, Beja, Évora,
Faro.
A Língua Portuguesa
Completa as frases com lê-se ou lesse:
- Este livro l muito bem, não achas?
- Talvez a juventude lesse mais se não fosse a televisão.
- Lê-se pouco em Portugal hoje em dia.
- Se ela lesse os jornais, já saberia o que se passa.
Completa as frases com fala-se ou falasse:
- Se ela falasse com a mãe resolvia tudo.
- Fala-se muito de terrorismo e segurança, por estes dias.
- Neste livro fala-se dos problemas dos jovens.
ê-se
Completa as frases com brincasse ou brinca-se:
- Aqui não se brinca? Sim, brinca-se muito!
- Seria bom que ele brincasse com os amigos.
- Se tu brincasses um pouco menos, aprenderias mais...
Cálculo
Resposta: 24 alunos
O velho Senhor Ruga
Solução: 32 anos
A Carolina e o Gonçalo
Solução: 7 partidas
Palavras Cruzadas
Especialidades médicas
Verticais
1. Médico operador.
2. Médico que se ocupa da saúde dentária
das pessoas.
3. Ramo da medicina que se ocupa da pele e
das suas doenças.
7. Médico especialista em doenças de
crianças.
8. Médico especialista em gravidez e partos.
10. Médico especialista em doenças ou
perturbações do foro mental.
11. Ramo da medicina que se ocupa das
doenças próprias do envelhecimento.
12. Ramo da medicina que se ocupa dos
tumores cancerígenos.
Horizontais
4. Médico especialista no tratamento de
doenças do sistema nervoso.
5. Ramo da medicina que estuda as doenças
do coração.
6. Ramo da medicina que se ocupa das
doenças da boca e dos dentes.
9. Especialidade médica que se ocupa das
doenças dos olhos.
13. Médico especialista em anestesia.
14. Especialista em problemas alimentares.
15. Serviço hospitalar que realiza a aplicação
de radiações ao tratamento de doenças.
16. Especialidade médica que se ocupa dos
ossos, das articulações e dos músculos.
As andorinhas voam em __________ sobre a _________, onde se acoitam _________ de lobos que são perseguidos por _________ de
cães.
Aí se albergam as_________ de várias aves, protegidas pelo denso__________ de castanheiros, carvalhos e outras árvores frondosas.
Por entre as pedras do riacho vivem __________ de velozes peixes prateados.
As mulheres passam em __________ a caminho dos campos e __________ de macieiras; os pastores conduzem os __________ para o
pasto.
Meninos e meninas apanham flores para fazer __________, e seguem os __________ para descobrirem os favos de mel doirados e doces.
Nomes colectivos
Completa os espaços em branco com os nomes colectivos apropriados: alcateias, arvoredo, bandos, cardumes,
enxames, floresta, matilhas, ninhadas, pomares, ramos, ranchos e rebanhos.
ter ensino profissional 38 ter ensino profissional 39
web
por João Morais
Meteorologia online
Agora já pode consultar o tempo para toda a Europa através deste site que reúne os avisos meteorológicos
para a Europa. Importante para quem está a sair de casa, a traçar planos para os próximos dias ou até a
fazer as malas, este site junta informações sobre precipitação, vento, ondas, temperaturas mínimas e
máximas, neve, gelo, trovoadas e nevoeiro.
http://www.meteoalarm.eu/
A maior foto de sempre
http://www.dresden-26-gigapixels.com/dresden26GP
Uma panorâmica sobre a cidade de Dresden, tirada pela agência alemã
AFB Media, composta por 1665 fotografias, com 21,4 megapixéis cada
deu origem à maior fotografia do mundo tirada até hoje! Esta fotografia se
fosse impressa teria 105 metros de largura e 35 metros de altura. A
captura desta fantástica fotografia demorou apenas 172 minutos, mas o
trabalho em computador levou 94 horas: afinal, são vinte e seis mil
milhões de pixéis ou se quiserem 26 gigapíxeis.
Os seus ficheiros em qualquer lado https://www.dropbox.com/
O Dropbox é um serviço de sincronização remota com suporte online. Isto é, o serviço
disponibiliza gratuitamente um espaço de 2GB que serve de armazenamento e ponto de
intenção entre duas ou mais máquinas seja em Windows, Linux ou Mac. Na prática funciona
assim: no trabalho tem o seu computador onde instalou o Dropbox. Em casa tem o seu portátil
com o mesmo serviço instalado. Sempre que precisa de ter à mão algum documento, palavra-
chave ou ficheiro que, arrasta-o para dentro da pasta Documentos que existe dentro da pasta
Dropbox. Com este serviço os seus ficheiros mais importantes estão disponíveis em todo lado
e com uma cópia de segurança permanente online.

A beleza natural da serra do Gerês está disponível através de um site que disponibiliza informações de carácter cultural, turístico e natural sobre a serra
do geres. Não dispensando a visita a este destacado ponto turístico de Portugal, poderá conhecer mais sobre a serra neste completo portal. Citando
Miguel Torga "Há sítios no mundo que são como certas existência humanas: tudo se conjuga para que nada falte à sua grandeza e perfeição. Este Gerês
é um deles."
www.serradogeres.com
cabeça
S
o
l
u
ç
õ
e
s

d
o

n
ú
m
e
r
o

a
n
t
e
r
i
o
r
Sopa de Letras
Descobre as 18 capitais de distrito de Portugal Continental
por José Carlos Dias
Braga, Viana, Porto,
Bragança, Vila Real,
Viseu,Guarda, Castelo
Branco, Portalegre,
Aveiro, Coimbra,
Santarém ,Leiria ,Lisboa,
Setúbal, Beja, Évora,
Faro.
A Língua Portuguesa
Completa as frases com lê-se ou lesse:
- Este livro l muito bem, não achas?
- Talvez a juventude lesse mais se não fosse a televisão.
- Lê-se pouco em Portugal hoje em dia.
- Se ela lesse os jornais, já saberia o que se passa.
Completa as frases com fala-se ou falasse:
- Se ela falasse com a mãe resolvia tudo.
- Fala-se muito de terrorismo e segurança, por estes dias.
- Neste livro fala-se dos problemas dos jovens.
ê-se
Completa as frases com brincasse ou brinca-se:
- Aqui não se brinca? Sim, brinca-se muito!
- Seria bom que ele brincasse com os amigos.
- Se tu brincasses um pouco menos, aprenderias mais...
Cálculo
Resposta: 24 alunos
O velho Senhor Ruga
Solução: 32 anos
A Carolina e o Gonçalo
Solução: 7 partidas
Palavras Cruzadas
Especialidades médicas
Verticais
1. Médico operador.
2. Médico que se ocupa da saúde dentária
das pessoas.
3. Ramo da medicina que se ocupa da pele e
das suas doenças.
7. Médico especialista em doenças de
crianças.
8. Médico especialista em gravidez e partos.
10. Médico especialista em doenças ou
perturbações do foro mental.
11. Ramo da medicina que se ocupa das
doenças próprias do envelhecimento.
12. Ramo da medicina que se ocupa dos
tumores cancerígenos.
Horizontais
4. Médico especialista no tratamento de
doenças do sistema nervoso.
5. Ramo da medicina que estuda as doenças
do coração.
6. Ramo da medicina que se ocupa das
doenças da boca e dos dentes.
9. Especialidade médica que se ocupa das
doenças dos olhos.
13. Médico especialista em anestesia.
14. Especialista em problemas alimentares.
15. Serviço hospitalar que realiza a aplicação
de radiações ao tratamento de doenças.
16. Especialidade médica que se ocupa dos
ossos, das articulações e dos músculos.
As andorinhas voam em __________ sobre a _________, onde se acoitam _________ de lobos que são perseguidos por _________ de
cães.
Aí se albergam as_________ de várias aves, protegidas pelo denso__________ de castanheiros, carvalhos e outras árvores frondosas.
Por entre as pedras do riacho vivem __________ de velozes peixes prateados.
As mulheres passam em __________ a caminho dos campos e __________ de macieiras; os pastores conduzem os __________ para o
pasto.
Meninos e meninas apanham flores para fazer __________, e seguem os __________ para descobrirem os favos de mel doirados e doces.
Nomes colectivos
Completa os espaços em branco com os nomes colectivos apropriados: alcateias, arvoredo, bandos, cardumes,
enxames, floresta, matilhas, ninhadas, pomares, ramos, ranchos e rebanhos.
Sede: Praça das Comunidades Geminadas, 1- Apartado 40, 4731-909 VILA VERDE Tlf.: 253 322016 Fax: 253 324275
Delegação de Amares: Lugar de Passos, Apartado 49, 4720-999 AMARES Tlf.: 253 995400 Fax: 253 995402 e-mail: geral@epatv.pt
Delegação de Terras de Bouro - Moimenta: Rua Dr. Domingos Mário da Silva, 4840-100 TERRAS DE BOURO Tlf.: 253 357119 Fax: 253 357121 e-mail: geral@epatv.pt
Delegação de Terras de Bouro - Gerês: Av. Manuel Franco Costa, 4845-061 GERÊS Tlf.: 253 397036 Fax: 253 397038 e-mail: geral@epatv.pt
e-mail: geral@epatv.pt
Modalidade I Formação Não Financiada
Número Máximo de Formandos I 15
Período de Realização I Março a Julho
Horário de realização I Laboral/Pós-laboral
Formação Inicial Pedagógica de Formadores I 98h
Formação Contínua Pedagógica de Formadores (Renovação) I 60h
Manipulador de Carnes I 25h
Aquisição, Comercialização e Distribuição de Produtos Fitofarmacêuticos I 36h
Curso de Manuseamento de Fluídos Frigorigéneos I 36h
Curso de Soldadura I 36h
HACCP- comerciantes I 48h
Atendimento ao público I 25h
Inglês I 25h
Homologado pelo IEFP
Homologado pelo IEFP
Atribuição do cartão de manipulador de carnes pelo Federação Nacional de Comércio de Carnes
Atribuição do cartão de Comércio e Distribuição de Produtos Fitofarmacêuticos
Homologado pela ADENE para apoio à obtenção do Cartão de Técnico B
Homologado pela ISQ para apoio à obtenção do Cartão Técnico
Autocad 3D I 30h
Sistema da Gestão da Qualidade / Ambiente I 50h
Liderança I 25h
Cortesia, Etiqueta e Protocolo I 25h
Modelos e Espaços Pedagógicos I 25h
Modelos Pedagógicos I 25h
Planificação de actividades de tempos livres-higiene e segurança I 25h
Trabalho de projecto comunitário-fundamentos I 25h
Animação Sociocultural e Deontologia I 25h
Fruticultura I 30h
Hortofloricultura I 30h
Candidaturas abertas
www.epatv.pt
DIRECÇÃO GERAL DO EMPREGO
E DAS RELAÇÕES DE TRABALHO
CREDIT A A A D R A O P D O A R M R O F EDADITNE
QUADRO
DE REFERÊNCIA
ESTRATÉGICO
NACIONAL
PORTUGAL 2007 2013
GOVERNO DA REPÚBLICA
PORTUGUESA
UNIÃO EUROPEIA
Fundo Social Europeu
OPORTUNIDADES
APRENDER COMPENSA
F
o
r
m
a
ç
ã
o

C
o
n
t
í
n
u
a
www.epatv.pt