Newsletter

Franco

D’

Gente

que faz
Inovação em Gestão
Ano 1 * Número 7 * Novembro de 2009

Uma publicação quinzenal de Dermeval Franco para clientes e amigos

Editorial - Ameaça invisível
Este é o numero 7 da newsletter que traz até você ideias, práticas e pensamentos. Pessoas que refletem sobre a realidade e fazem acontecer. Na segunda parte da entrevista, Fábio fala do RH e de como elaborar um plano de marketing. Momento bem propício, pois estamos acabando mais um ano onde ocorreram duas grandes tsunamis: o impacto da crise mundial e a gripe suína. Estes dois eventos ficam no passado, porém abrem-se as portas para novos eventos. Qual a próxima ameaça? Visível? Invisível? De cima, de baixo, da esquerda, da direita, por trás, pela frente. Não sabemos. O que sabemos é que nós podemos nos preparar. Podemos controlar as variáveis que estão ao nosso alcance. Temos as competências para isso?

A Hora e a Vez do Marketing—Parte II
Dando continuidade a Parte I, seguimos com a entrevista com o Fábio Munhoz— Gerente de
Marketing da Hydronorth.

zer desejos e necessidades dos consumidores. Além de ser uma ferramenta de sustentação da Marca no mercado. Não tenho nenhuma dúvida que a parte mais importante do plano é a execução. “- Pois bem, são 8 horas de segundafeira... Por onde começamos? Como vamos colocar em prática tudo isso?” É claro que um bom diagnóstico é decisivo para a construção de um bom plano de marketing. Entretanto, a capacidade de executá-lo é crucial, caso contrário o plano deixa de ser um plano para se tornar um sonho. Tenha patrocinadores fortes para executar o plano (o dono, o acionista, o CEO da empresa deve acreditar!) e compartilhe-o com todos os níveis da estrutura que farão parte da execução, respeitando-se a linguagem. Esse é o 1º passo. Garantir o entendimento e a adesão dos profissionais. Em seguida, garanta que o grau de investimento foi bem dimensionado para a execução. Esse é o 2º passo. De que adianta um plano mirabolante se a verba disponível não é suficiente? Nesse caso, como diz um amigo: “faça o basicão bem feito!” e garanta que os fatores críticos para o sucesso estejam na mira.

1. Você como gestor de marketing e, logicamente gestor de pessoas, qual a sua visão sobre a área de Recursos Humanos? RH é estratégico! Recursos Humanos está diretamente ligado a capacidade de executar um projeto ou negócio. Se você tem profissionais competentes, qualificados, motivados e criativos, a possibilidade de sucesso aumenta muito. 2. Qual deveria ser o foco do RH para contribuir mais e melhor para a empresa? Na minha visão, as pessoas estratégicas da área de recursos humanos devem participar das reuniões decisivas com os gestores e devem sempre fazer parte de projetos que impliquem na criação ou ampliação do diferencial competitivo do negócio. Se isso não acontece, certamente ocorre um “gap”. 3. Quais as principais etapas de um plano de marketing e qual a etapa mais crítica na sua visão? Será a execução? Colocar em prática? Por que? Resumidamente, o plano de marketing deve estar alinhado com o planejamento estratégico do negócio. Existem vários autores que citam roteiros básicos. As etapas se ajustam conforme a necessidade e o perfil de cada empresa, particularmente eu cos1. Análise do cenário macroeconômico. 2. O mercado de atuação e suas tendências (perfil dos consumidores, clientes, etc.) 3. Concorrentes e stakeholders (cinco forças do Porter). 4. Análise SWOT. 5. Evolução da matriz BCG nos últimos 3 anos. 6. Desenho da curva de Valor (traçada a partir dos fatores críticos de sucesso). 7. Definição dos objetivos. 8. Estratégias de diferenciação. 9. Plataforma da Marca (valores, etc.), 10. Revisão e posicionamento do portfólio. 11. Descritivo do plano de ação (marketing mix: Produto, Preço, Promoção e PDV), 12. Investimentos em mercado devidamente especificados (orçamento) 13.Controle e avaliação periódica.

O 3º passo é a “capacidade de reposicionar as velas, conforme sopra o vento”. Monitore os resultados práticos e a execução periodicamente, por exemplo, a cada 3 meses. Caso surjam boas oportunidades durante o ano e os resultados qualitativos e quantitativos do negócio sejam favoráveis, reavalie o grau de investimento e esforce-se para chegar primeiro que o seu concorrente! Beba água limpa!
Fábio Munhoz Lima. 34 anos. Administrador de Empresas. Pós-graduado em Marketing e MBA em Gestão Estratégica e Econômica de Negócios pela Fundação Getúlio Vargas (EESP-SP).

Capa da Revista ISTO É de Fevereiro de 1996. 13 anos se passaram. Se você se preocupar não vive. Trabalhe!

tumo utilizar as seguintes etapas: O plano de marketing é o meio para o atingimento dos objetivos empresariais com o propósito de criar e satisfa-

As lideranças de sua empresa estão preparadas para a ameaça invisível?
Se você quiser sugerir um tema ou escrever contando suas ideias e experiências, este é o veículo. franco.adm@uol.com.br

© Copyright novembro de 2009. Permitida a reprodução total ou parcial desde que citada a fonte. Contato: franco.adm@uol.com.br Blog: www.capuccinoempresarial.blogspot.com