1 Estúdio de Gravação - Mixagem e Masterização Gate E xpander A exemplo do compressor e do limiter, o gate e o expander são da família dos efeitos

de dinâmica. Porém há uma diferença importante: No compressor e no limiter o sinal acima de um determinado valor de threshold é atenuado. A quantidade de atenuação (gain reduction) é determinada pelo valor da taxa de compressão (ratio). Já no gate e no expander, ao contrário, o sinal abaixo de um determinado valor de threshold é eliminado 9gate) ou reduzido (expander). Parâ metros Os parâmetros são basicamente os mesmos dos compressores e limiters. O threshold determina a quantidade de sinal ( nível de amplitude ) abaixo da qual o sinal será eliminado (gate) ou reduzido (expander). Os tempos de ataque (que poderá estar expresso como Hold) e de release definem a velocidade com que o sinal será atenuado quando o nível cair abaixo do valor do threshold e o tempo em que o filtro levará para parar de agir quando o sinal alcançar um valor acima do que determinado pelo threshold. A margem (range) funciona de forma correlata à taxa (ratio) de compressores e limiters. Em um compressor ou em um limiter a taxa (ratio) determina a quantidade de atenuação acima de um determinado valor threshold; em um gate ou em um expander, a margem Range ou Ratio determina a quantidade de atenuação abaixo de um determinado valor de threshold. Em um gate (ou nose gate), o sinal é eliminado ao atingir um valor abaixo do threshold, isto é, quando o sinal cai abaixo do threshold, o gate fecha. O gate, então mantém-se fechado até que o sinal atinja um valor acima do threshold. Portanto, o gate tem esse nome (gate = potão) porque ele abre ou fecha, na medida em que o sinal cai ou ultrapassa o valor do threshold. A margem Range ou Ratio também pode ser ajustada de modo que apenas parte do sinal sofra redução, quando este atingir um nível abaixo do valor de threshold. Neste caso, tem-se o expander. Assim, o expander tem este nome porque permite a expansão da margem dinâmica. Ele aumenta a diferença entre os pontos de maior e de menor amplitude. Há ainda os expanders que, paralelamente à atenuação dos pontos de menor amplitude, também amplificam aqueles com níveis mais elevados. Aplica ções Gates são muito úteis para eliminar ruídos entre segmentos de vocais e/ou de instrumentos musicais em um track (pista) de áudio. Em gravações de bateria, por exemplo, são excelentes para eliminar vazamentos de um microfone, posicionado para captar uma determinada peça, para outro, ajustado para captar o sem de outra peça. Expander também pode fazer o mesmo, com a diferença de que estes últimos E-mail.: artsomstudio@hotmail.com

2 Estúdio de Gravação - Mixagem e Masterização apenas atenuam, ao invés de eliminar o sinal abaixo do valor de threshold. Os gates e expanders permitem limpar os intervalos entre trechos gravados. Os expanders, porém, costumam soar mais naturais. Os expander servem ainda para restaurar a margem dinâmica de um sinal que tenha sido comprimido excessivamente. Se, por exemplo, um compressor reduziu os pontos de maior amplitude em 9 dB, pelo menos teoricamente, se o sinal for expandido com uma margem também de 9 dB, a variação dinâmica será restaurada. Gates e expanders são normalmente utilizados na mixagem ai invés de na gravação. Isso acontece porque, se forem ajustados incorretamente, pode fazer com que notas ou passagens mais suaves não seja gravadas, caso estejam abaixo do valor de threshold. Durante a mixagem , o threshold pode ser ajustado de modo a evitar que passagens de menor amplitude sejam eliminada pelo gate. Porém, eventualmente o home studios, pode ser aconselhável o uso do gate durante a gravação. Isso costuma funcionar desde que se tenha um cuidado extremo ao se configurar o processador e que a execução musical não apresente variações dinâmicas muito significativas. Uma guitarra com ruído, por exemplo, permite o uso do gate na gravação, já que o ruído é constante e é fácil de ajustar o threshold.

E-mail.: artsomstudio@hotmail.com

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful